Na Assembléia, V.Sa. será solicitado a votar sobre as seguintes matérias, que constam da ordem do dia:

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Na Assembléia, V.Sa. será solicitado a votar sobre as seguintes matérias, que constam da ordem do dia:"

Transcrição

1 Porto Alegre, 17 de fevereiro de 2006 Prezado Acionista, O Conselho de Administração de Lojas Renner S.A. (a Companhia ) cordialmente convida V.Sa. a participar da Assembléia Geral Ordinária da Companhia convocada para o próximo dia 21 de março, às 11:00 horas (a Assembléia ), a ser realizada em sua sede, localizada na Av. Assis Brasil, nº 944, em Porto Alegre, Estado do Rio Grande do Sul, nos termos do respectivo Edital de Convocação, que foi publicado nos jornais de publicação usual da Companhia e no sítio eletrônico da Companhia na Internet. SEU VOTO É IMPORTANTE. PARA VOTAR V.SA. DEVE COMPARECER PESSOALMENTE À ASSEMBLÉIA OU FAZER- SE REPRESENTAR POR PROCURADOR CONSTITUÍDO POR MEIO DA OUTORGA DE UMA PROCURAÇÃO. 1. Matérias a Serem Votadas Na Assembléia, V.Sa. será solicitado a votar sobre as seguintes matérias, que constam da ordem do dia: (i) (ii) (iii) Tomar as contas dos administradores, examinar, discutir e votar as demonstrações financeiras relativas ao exercício social encerrado em ; Destinação do lucro líquido do exercício e a distribuição dos dividendos; e Eleger os membros do Conselho de Administração e fixar o montante da remuneração dos administradores para o exercício de Comparecimento à Assembléia É importante para a Companhia que V.Sa. compareça e vote na Assembléia. Cada uma das matérias indicadas acima estão previstas para deliberação na Assembléia Ordinária da Companhia pela legislação brasileira, porém apenas V.Sa. e os demais acionistas poderão aprová-las ou rejeitá-las. 3. Solicitação de Procuração Conforme detalhado abaixo, o Conselho de Administração recomenda o voto a favor das matérias da ordem do dia da Assembléia nos termos de sua proposta. Tendo em vista que, como a primeira corporation brasileira, a Companhia incentiva fortemente a presença da grande maioria de seus acionistas na Assembléia. Assim, o Conselho vem respeitosamente solicitar que, na impossibilidade de vosso comparecimento pessoal, V.Sa. confira poderes para um procurador (mediante assinatura de uma procuração conforme indicado no item 4 abaixo) votar em vosso nome para comparecer à Assembléia e votar os assuntos constantes da pauta da Assembléia. 4. Instruções para a Outorga de Procuração Caso V.Sa. deseje outorgar uma procuração na forma solicitada pela Companhia, V.Sa. deve selecionar, assinar e enviar para a Companhia um dos dois modelos de procuração anexos. Caso V.Sa. deseje votar a favor das propostas que constam da ordem do dia, V.Sa. poderá designar a Sra. Cristina Schettert Moreira, como vossa procuradora mediante a assinatura de procuração na forma do modelo contido no Anexo I. Caso V.Sa. deseje votar contra uma ou mais das propostas que constam da ordem do dia, V.Sa. poderá designar o Sr. José Carlos Hruby, como vosso procurador mediante a assinatura de procuração na forma do modelo contido no Anexo II. Sua procuração deve ser recebida pela Companhia até às 11:00 horas do dia 18 de março de 2006, conforme indicado nas instruções da procuração. Os acionistas que desejarem votar a favor de uma parte das propostas e contra outra parte das propostas deverão assinar a procuração na forma do modelo contido no Anexo II, indicando as propostas que deverão receber voto favorável ou contrário. 1

2 5. Possível Instalação e Eleição de Conselho Fiscal V.Sa. precisa saber que, durante a Assembléia, os acionistas poderão solicitar a instalação do Conselho Fiscal, desde que atingido o percentual mínimo de ações exigido por lei. Atingido este percentual, os acionistas serão chamados a eleger os membros do Conselho Fiscal. Em preparação para esta eventualidade, a Companhia pretende selecionar, até a data da Assembléia, três candidatos a membro do Conselho Fiscal e seus respectivos suplentes, os quais deverão ter comprovada qualificação técnica, reputação ilibada e ser independentes em relação à Companhia, conforme definido abaixo. Para esse propósito, o candidato é independente se ele ou ela não for e nem possuir cônjuges ou parentes (até o terceiro grau) que sejam administradores ou empregados da Companhia, sociedade controlada ou do mesmo grupo. Caso V.Sa. deseje lançar vossos votos para eleger os candidatos a serem selecionados pela Administração da Companhia, V.Sa. deverá indicar vossa preferência no campo apropriado da procuração. Vosso procurador lançará os votos disponíveis de forma a eleger o maior número possível dos candidatos apresentados pela Administração. Observamos que os acionistas que comparecerem à Assembléia poderão indicar outros candidatos e eleger membros efetivos e respectivos suplentes para o Conselho Fiscal da Companhia por meio de votação em separado. A Companhia não pode prever o resultado destas tratativas ou das eleições dos membros do Conselho Fiscal, e tampouco tem informações sobre os candidatos que podem vir a ser nomeados durante a Assembléia. Caso V.Sa. deseje participar de tais discussões, recomendamos que compareça pessoalmente de forma a poder analisar e julgar os candidatos que venham a ser indicados durante a Assembléia. Ademais, caso haja eleição de membros para o Conselho Fiscal, será necessário fixar-lhes a remuneração. Nesse sentido, a Lei das Sociedades por Ações determina que a remuneração dos membros do Conselho Fiscal deve ser fixada pela assembléia geral que os eleger, a qual não poderá ser inferior, para cada membro em exercício, a 10% (dez por cento) da que, em média, for atribuída a cada diretor, não computados benefícios, verbas da representação e participação nos lucros. O Conselho de Administração também elaborou proposta sobre essa matéria, na eventualidade da mesma vir a ser deliberada. 6. Conclusão Estamos comprometidos com a continuação do sucesso de um novo e pioneiro modelo de governança para a nossa Companhia. Não obstante, a Companhia precisa informar V.Sa. que não pode assegurar: (1) que os procuradores consigam eleger qualquer membro do Conselho Fiscal da Companhia, ou (2) que o procurador será capaz de produzir os resultados desejados por V.Sa. ao cumprir vosso mandato no curso da Assembléia. Contamos com vossa participação ativa e colaboração, no melhor interesse da Companhia, para pôr em funcionamento este modelo de governança. Agradecemos a V.Sa. por vosso apoio à Companhia. Atenciosamente, Lojas Renner S.A. 2

3 ANEXO I PROCURAÇÃO Por meio deste instrumento de procuração, [ACIONISTA], [QUALIFICAÇÃO], ( Outorgante ), nomeia a Sra. Cristina Schettert Moreira, brasileira, solteira, advogada, inscrita no Registro Geral sob o n SSP/RS e no CPF sob o n , residente e domiciliada na Cidade de Porto Alegre, Estado do Rio Grande do Sul, com escritório na Av. Assis Brasil, n 944, Passo D Areia, CEP , na Cidade de Porto Alegre, Estado do Rio Grande do Sul, como sua procuradora, outorgando poderes para representar o Outorgante, na qualidade de acionista de Lojas Renner S.A. (a Companhia ), comparecer na Assembléia Geral Ordinária da Companhia, a realizar-se aos 21 dias do mês de março de 2006, às 11:00 horas, ou, em segunda convocação, na data e horário que vierem a ser designados (a Assembléia ), na sede social da Companhia, localizada na Av. Assis Brasil nº 944, na Cidade de Porto Alegre, Estado do Rio Grande do Sul, lançar seu voto em conformidade com a orientação de voto abaixo. A procuradora terá poderes limitados ao comparecimento à Assembléia e ao lançamento de voto em conformidade com a orientação de voto abaixo, não tendo direito nem obrigação de tomar quaisquer outras medidas que não sejam necessárias ao exato cumprimento das orientações de voto indicadas abaixo. A procuradora fica autorizada a se abster em qualquer deliberação ou assunto para o qual não tenha recebido, a seu critério, orientações de voto suficientemente específicas. Esta procuração destina-se a lançar votos a favor de todas as propostas do Conselho de Administração. A orientação de voto contida abaixo deve ser lida em conjunto com a correspondência da Companhia aos Acionistas datada de 17 de fevereiro de O presente instrumento de mandato tem prazo de validade de 3 (três) meses, a partir da presente data. [Cidade], de de [ACIONISTA] Orientação de Voto ável às Propostas do Conselho de Administração: Matéria da Ordem do Dia Voto ável à Proposta do Conselho de Administração 1. Tomar as contas dos administradores, examinar, discutir e votar as demonstrações financeiras relativas ao exercício social encerrado em Destinação do lucro líquido do exercício e a distribuição dos dividendos. 3. Eleger os membros do Conselho de Administração e fixar o montante da remuneração dos administradores para o exercício de Na hipótese da eleição de membros do Conselho de Administração ocorrer pelo sistema de chapas, orientação de votos/procuração outorga poderes para eleger a chapa de candidatos proposta pelo atual Conselho de Administração da Companhia, que será composta por pelo menos os seguintes nomes: (i) Sr. Francisco Roberto André Gros; (ii) Sr. Egon Handel; 3

4 (iii) Sra. Glória Kalil Rodrigues Meyer; (iv) Sr. José Galló; (v) Sr. José Luiz Osório de Almeida Filho; e (vi) Sr. Miguel Gellert Krigsner. Ainda nesta hipótese, esta orientação de voto outorga poderes para eleger qualquer outro candidato proposto para aludida chapa, conforme apresentação formulada pelo atual Conselho de Administração, nos termos do estatuto social da Companhia. Na hipótese da eleição dos membros do Conselho de Administração ocorrer pelo processo de voto múltiplo, esta orientação de voto/procuração outorga poderes para eleger cada um dos seguintes nomes como candidatos individuais: (i) Sr. Francisco Roberto André Gros; (ii) Sr. Egon Handel; (iii) Sra. Glória Kalil Rodrigues Meyer; (iv) Sr. José Galló; (v) Sr. José Luiz Osório de Almeida Filho; e (vi) Sr. Miguel Gellert Krigsner. O Curriculum vitae de cada um dos candidatos acima listados encontra-se no anexo III à presente.. Matéria a Ser Deliberada por Iniciativa de Acionistas 5. Instalação de Conselho Fiscal. Orientação de Voto 6. Eleição de Membros do Conselho Fiscal, com votos nos candidatos selecionados pela Administração da Companhia, na ordem de preferência recomendada pela Administração. dos candidatos selecionados pela Administração 7. Fixação da remuneração individual dos membros do Conselho Fiscal da Companhia no mínimo legal de 10% (dez por cento) da remuneração média dos Diretores da Companhia, excluídos os benefícios, verbas de representação e participação nos lucros. Instruções: 1. Por determinação de lei, o Acionista tem o direito de designar um procurador distinto caso deseje votar contra as propostas feitas pela pessoa que lhe solicitou uma procuração. Por esta razão, a Companhia lhe oferece a opção de procuração na forma do Anexo II, que lhe permitirá dar instruções específicas de votar a favor ou contra cada proposta. 2. O Acionista deve preencher a procuração incluindo a qualificação completa do próprio Acionista e do representante legal do Acionista que assinar a procuração. 3. O Acionista deve enviar à Companhia, à atenção da Diretoria de Relações com Investidores, os seguintes documentos: (a) a via original ou cópia autenticada da procuração; e 4

5 (b) (i) o comprovante expedido pela instituição escrituradora nos 5 (cinco) dias que antecederem a Assembléia ou (ii) relativamente aos Acionistas participantes da custódia fungível de ações nominativas, o extrato contendo a respectiva participação acionária, emitido pelo órgão competente. 4. A Companhia examinará a procuração e os documentos de comprovação de representação e, se não puder validar a representação do Acionista com base nos documentos recebidos, não entregará a procuração para o procurador designado acima. 5. Documentos assinados no exterior devem ser notarizados. 6. Juntamente com a procuração, cada Acionista que não for pessoa natural ou que não estiver assinando a procuração em seu próprio nome deve enviar documentos comprobatórios dos poderes do signatário para representar o Acionista. 7. Os documentos listados nos itens 3 e 6 acima devem ser recebidos até às 11:00 horas do dia 18 de março de 2006, para que possam ser processados e validados a tempo do Acionista ser representado na Assembléia. O endereço para o qual estes documentos devem ser enviados é: Av. Assis Brasil, n 944 Passo D Areia CEP Porto Alegre RS BRASIL A Companhia recomenda que o acionista antecipe o envio de cópia da procuração e dos documentos de comprovação da qualidade de Acionista e de representação, remetendo tais documentos via fac-símile para os números ou , até às 11:00 horas do dia 18 de março de O procurador tomará apenas as medidas estritamente necessárias para permitir o lançamento de voto em nome do Acionista na forma indicada acima. O procurador não votará a favor ou contra qualquer outra proposta que vier a ser lançada no curso da Assembléia, exceto se o procurador decidir que a proposta em deliberação é, em todos os aspectos relevantes, idêntica à proposta para a qual o procurador recebeu instruções. 5

6 ANEXO II PROCURAÇÃO Por meio deste instrumento de procuração, [ACIONISTA], [QUALIFICAÇÃO], ( Outorgante ), nomeia o Sr. José Carlos Hruby, brasileiro, casado, contador, inscrito no Registro Geral sob o n SJS/RS e no CPF sob o n , residente e domiciliado na Cidade de Porto Alegre, Estado do Rio Grande do Sul, com escritório na Av. Assis Brasil, n 944, Passo D Areia, CEP , na Cidade de Porto Alegre, Estado do Rio Grande do Sul, como seu procurador, outorgando poderes para representar o Outorgante, na qualidade de acionista de Lojas Renner S.A. (a Companhia ), na Assembléia Geral Ordinária da Companhia, a realizar-se aos 21 dias do mês de marçode 2006, às 11:00 horas, na sede social da Companhia, localizada na Av. Assis Brasil, nº 944, na Cidade de Porto Alegre, Estado do Rio Grande do Sul, lançando seu voto em conformidade com a orientação de voto abaixo. O procurador terá poderes limitados ao comparecimento à Assembléia e ao lançamento de voto em conformidade com a orientação de voto abaixo, não tendo direito nem obrigação de tomar quaisquer outras medidas que não sejam necessárias ao exato cumprimento das orientações de voto indicadas abaixo. O procurador fica autorizado a se abster em qualquer deliberação ou assunto para o qual não tenha recebido, a seu critério, orientações de voto suficientemente específicas. A orientação de voto contida abaixo deve ser lida em conjunto com a correspondência da Companhia aos Acionistas datada de 17 de fevereiro de 2006 O presente instrumento de mandato tem prazo de validade de 3 (três) meses, a partir da presente data. [Cidade,] de de [ACIONISTA] Orientação de Voto: Matéria da Ordem do Dia Voto ável ou Contrário à Proposta do Conselho de Administração (O Acionista deve marcar ao lado do sentido de voto escolhido.) 1. Tomar as contas dos administradores, examinar, discutir e votar as demonstrações financeiras relativas ao exercício social encerrado em Destinação do lucro líquido do exercício e a distribuição dos dividendos. 3. Eleger os membros do Conselho de Administração e fixar o montante da remuneração dos administradores para o exercício de

7 Matéria a Ser Deliberada por Iniciativa de Acionistas Orientação de Voto 5. Instalação de Conselho Fiscal. 6. Eleição de Membros do Conselho Fiscal, com votos nos candidatos selecionados pela Administração da Companhia, na ordem de preferência recomendada pela Administração. 7. Fixação da remuneração individual dos membros do Conselho Fiscal da Companhia no mínimo legal e de 10% (dez por cento) da remuneração média dos Diretores da Companhia, excluídos os benefícios, verbas de representação e participação nos lucros. dos candidatos selecionados pela Administração Instruções: 1. O Acionista deve preencher a procuração incluindo a qualificação completa do próprio Acionista e do representante legal do Acionista que assinar a procuração. 2. O Acionista deve enviar à sede da Companhia, à atenção da Diretoria de Relações com Investidores, os seguintes documentos: (a) (b) a via original ou cópia autenticada da procuração; e (i) o comprovante expedido pela instituição escrituradora nos 5 (cinco) dias que antecederem a Assembléia ou (ii) relativamente aos Acionistas participantes da custódia fungível de ações nominativas, o extrato contendo a respectiva participação acionária, emitido pelo órgão competente. 3. A Companhia examinará a procuração e os documentos comprobatórios de representação e, se não puder validar a representação do Acionista com base nos documentos recebidos, não entregará a procuração para o procurador designado acima. 4. Documentos assinados no exterior devem ser notarizados. 5. Juntamente com a procuração, cada Acionista que não for pessoa natural ou que não estiver assinando a procuração em seu próprio nome deve enviar documentos comprobatórios dos poderes do signatários para representar o Acionista. 6. Os documentos listados nos itens 2 e 5 acima devem ser enviados à sede da Companhia, à atenção da Diretoria de Relações com Investidores, e recebidos até às 11:00 horas do dia 18 de março e 2006, para que possam ser processados e validados a tempo do Acionista ser representado na Assembléia. O endereço para o qual estes documentos devem ser enviados é: Av. Assis Brasil, n 944 Passo D Areia CEP Porto Alegre RS BRASIL A Companhia recomenda que o acionista antecipe o envio de cópia da procuração e dos documentos de comprovação da qualidade de Acionista e de representação, remetendo tais documentos via fac-símile para o número ou , às 11:00 horas do dia 18 de março e O procurador tomará apenas as medidas estritamente necessárias para permitir o lançamento de voto em nome do Acionista na forma indicada acima. O procurador não votará a favor ou contra qualquer outra proposta que vier a ser lançada no curso da Assembléia, exceto se o procurador decidir que a proposta em deliberação é, em todos os aspectos relevantes, idêntica à proposta para a qual o procurador recebeu instruções. 7

8 ANEXO III Francisco Roberto André Gros (63). Membro do Conselho de Administração da Renner desde 25 de maio de 2005, tendo sido eleito presidente do Conselho de Administração, em reunião do Conselho de Administração, realizada em 8 de junho de O Sr. Gros é Diretor Presidente e membro dos Conselhos de Administração da Fosfertil e da Ultrafertil, membro do Conselho de Administração da Globex Utilidades S.A. e da Ocean Wilsons Ltda., membro do Conselho Consultivo da Air Liquide do Brasil Ltda., Scania Latin America Ltda. e Banco Financia S.A. e Conselheiro da Câmara Americana de Comércio. O Sr. Gros iniciou sua carreira como banqueiro de investimentos em 1972, no Kidder, Peabody and Co. Em 1975 voltou para o Brasil e assumiu o cargo de diretor da Multiplic Corretora, no qual permaneceu até A partir daquela data, atuou como diretor na CVM, no Unibanco, no BNDES, no BNDESPAR e no Morgan Stanley Dean Witter, e como Presidente na Aracruz Celulose e no BACEN. Presidiu o BNDES no período de março de 2000 a dezembro de Nesse mesmo período, foi membro titular da Câmara de Gestão da Crise de Energia e responsável pelo Comitê de Revitalização do Setor Elétrico. Presidiu a Petrobras no período de 2 de janeiro de 2002 a 31 de dezembro de 2002, quando assumiu os cargos de Diretor Presidente e membro dos Conselhos de Administração da Fosfertil e da Ultrafertil. O Sr. Gros formou-se em Economia pela Universidade de Princeton, EUA, em Egon Handel (65). Membro do Conselho de Administração da Companhia desde 1991 e Vice-Presidente desse Conselho de Administração desde 30 de abril de O Sr. Handel é sócio fundador da empresa de auditoria Handel, Bittencourt & Cia Auditores Independentes desde 1979; membro do Conselho Fiscal da Marcopolo S.A. e Marisol S.A. (desde 2001), da Caemi Mineração e Metalurgia S.A., RGE Rio Grande Energia e WEG S.A. (desde 2004) e da Gerdau S.A. (desde abril de 2005). O Sr. Handel é membro do Conselho de Administração da Inepar S.A. Indústria e Construções (desde 2004). Graduado em Ciências Contábeis pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul ( UFRGS ) e MBA pela Michigan State University. Possui vasta experiência docente, especialmente como professor e chefe do Departamento de Ciências Contábeis e Atuariais da UFRGS. Glória Kalil Rodrigues Meyer (61). A Sra. Kalil foi eleita membro do Conselho de Administração da Renner em 25 de maio de A Sra. Kalil é consultora de moda, possuindo uma longa trajetória no mundo da moda como jornalista, empresária, autora de livros e consultora de moda. Atualmente é conselheira do Instituto de Moda. Na década de 70 trabalhou na Scala Dóro e depois dirigiu por 15 anos a marca italiana de moda jovem - Fiorucci. Publicou três livros Chic, Chic Homem e Chic[érrimo] em 1997, 1998 e 2004 respectivamente. Como jornalista, teve atuação em programa da TV Globo e em jornais e revistas nacionais. A Sra. Kalil é formada em Sociologia e Política pela Escola de Sociologia e Política de São Paulo. José Galló (53). Membro do Conselho de Administração da Companhia desde O Sr. Galló é o Diretor da Renner desde Atua há 32 anos no ramo de varejo, em empresas como J. Alves Veríssimo (Eldorado), Imcosul S.A., e Moda Casa. O Sr. Galló é graduado em administração de empresas e tem especialização em marketing pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo (1974). Em 1998, a Renner executou um contrato de prestação de serviços com o Sr. José Galló. Esse contrato pode ser rescindido a qualquer momento, por qualquer das partes, mediante prévia notificação, ou quando da ocorrência da condição de rescisão prevista no contrato. A remuneração do Sr. Galló corresponde um componente fixo mensal e um componente variável, cujo valor reflete o desempenho financeiro da Renner. José Luiz Osório de Almeida Filho (53). O Sr. Osório foi eleito membro do Conselho de Administração da Renner em 25 de maio de Ele é sócio da Jardim Botânico Partners, membro do Conselho de Administração do Banco Triângulo e do Comitê de Investimentos do Fundo Novarum. Foi vice-presidente do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC) em 2004 e ex-presidente do Instituto Íbero Americano de Mercado de Valores. Foi diretor executivo da Lehman Brothers responsável pelas operações do banco no Brasil, sócio-diretor do Banco Icatu responsável pela área corporativa além de executivo dos Bancos Garantia e BankBoston. Mais recentemente, trabalhou na administração pública federal, incluindo o cargo de Diretor-Superintendente da BNDESPAR, Diretor do BNDES e Presidente da CVM. O Sr. Osório é formado em Engenharia Civil pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e Mestre em Engenharia pela Stanford University dos Estados Unidos. Miguel Gellert Krigsner (56). O Sr. Krigsner fundou em 1977 a empresa O Boticário, que, na época, era apenas uma pequena farmácia de manipulação no centro de Curitiba, Paraná. Como presidente da Empresa, cargo que ainda ocupa, Miguel Krigsner transformou O Boticário em uma potência do setor de cosméticos, cujas marcas e produtos são mundialmente conhecidos. O Sr. Krigsner é bioquímico formado pela Universidade Federal do Paraná. 8

MANUAL DA ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA 13 DE AGOSTO DE 2009 ÀS 11 HORAS CREMER S.A

MANUAL DA ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA 13 DE AGOSTO DE 2009 ÀS 11 HORAS CREMER S.A MANUAL DA ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA 13 DE AGOSTO DE 2009 ÀS 11 HORAS CREMER S.A Companhia Aberta - CVM nº 02014-1 CNPJ nº 82.641.325/0001-18 Rua Iguaçú, nº 291/363, Blumenau/SC Página 1 de 9 MENSAGEM

Leia mais

EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A.

EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA 29.04.2014 Manual de Participação em Assembléias Gerais de Acionistas 1 Sumário Pag. Mensagem da Administração ( 3 ) Estatuto Social

Leia mais

MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS EM ASSEMBLÉIA ORDINÁRIA

MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS EM ASSEMBLÉIA ORDINÁRIA MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS EM ASSEMBLÉIA ORDINÁRIA AGO DE 30 DE ABRIL DE 2010 1 ÍNDICE Mensagem da Administração 03 Local, data e hora da Assembléia Geral Órdinária 04 Disponibilização de documentos

Leia mais

SUGESTÃO DE ROTEIRO PARA A REALIZAÇÃO DE ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA EM COOPERATIVAS

SUGESTÃO DE ROTEIRO PARA A REALIZAÇÃO DE ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA EM COOPERATIVAS SUGESTÃO DE ROTEIRO PARA A REALIZAÇÃO DE ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA EM COOPERATIVAS ABERTURA Pessoa da cooperativa que não fará parte da mesa verifica o número de associados presentes certificando o quorum

Leia mais

MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO

MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO Prezados Acionistas, A Marfrig Global Foods S.A., em conformidade com suas políticas de governança corporativa e respeitando a transparência para com seus investidores, com muita

Leia mais

ASSEMBLEIA DE ACIONISTAS MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA

ASSEMBLEIA DE ACIONISTAS MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA ASSEMBLEIA DE ACIONISTAS MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA ABRIL/2013 Assunto ÍNDICE Página Mensagem do Presidente do Conselho de Administração... 03 Mensagem

Leia mais

EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. CNPJ/MF n o 03.983.431/0001-03 NIRE 35.300.179.731 (Companhia Aberta) Comunicado ao Mercado - Pedido Público de Procuração

EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. CNPJ/MF n o 03.983.431/0001-03 NIRE 35.300.179.731 (Companhia Aberta) Comunicado ao Mercado - Pedido Público de Procuração EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. CNPJ/MF n o 03.983.431/0001-03 NIRE 35.300.179.731 (Companhia Aberta) Comunicado ao Mercado - Pedido Público de Procuração A administração da EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. ( Companhia

Leia mais

BIOSEV S.A. CNPJ/MF nº 15.527.906/0001-36 NIRE 35.3.0034518.5 Companhia Aberta

BIOSEV S.A. CNPJ/MF nº 15.527.906/0001-36 NIRE 35.3.0034518.5 Companhia Aberta CNPJ/MF nº 15.527.906/0001-36 NIRE 35.3.0034518.5 Companhia Aberta MANUAL DA ADMINISTRAÇÃO PARA A ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA A SER REALIZADA EM 27 DE SETEMBRO DE 2012 O presente manual ( Manual

Leia mais

MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS ÍNDICE. Mensagem do Presidente do Conselho de Administração... 04

MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS ÍNDICE. Mensagem do Presidente do Conselho de Administração... 04 ASSEMBLEIA DE ACIONISTAS MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA JUNHO/2011 Assunto ÍNDICE Página Mensagem do Presidente do Conselho de Administração... 04 Mensagem do Departamento

Leia mais

ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA MANUAL DOS ACIONISTAS

ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA MANUAL DOS ACIONISTAS ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA MANUAL DOS ACIONISTAS 26 de junho de 2013 1 ÍNDICE 1. MENSAGEM DO DIRETOR DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES DA COMPANHIA...03 2. CONVITE...04 3. ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA...05

Leia mais

EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. CNPJ/MF n o 03.983.431/0001-03 NIRE 35.300.179.731 (Companhia Aberta) Comunicado ao Mercado - Pedido Público de Procuração

EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. CNPJ/MF n o 03.983.431/0001-03 NIRE 35.300.179.731 (Companhia Aberta) Comunicado ao Mercado - Pedido Público de Procuração EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. CNPJ/MF n o 03.983.431/0001-03 NIRE 35.300.179.731 (Companhia Aberta) Comunicado ao Mercado - Pedido Público de Procuração A administração da EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. ( Companhia

Leia mais

INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. CNPJ/MF nº 17.314.329/0001-20 NIRE 31.300.109.631 Companhia de Capital Aberto

INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. CNPJ/MF nº 17.314.329/0001-20 NIRE 31.300.109.631 Companhia de Capital Aberto INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. CNPJ/MF nº 17.314.329/0001-20 NIRE 31.300.109.631 Companhia de Capital Aberto COMUNICADO AO MERCADO - PEDIDO PÚBLICO DE PROCURAÇÃO A administração da INTERNATIONAL

Leia mais

ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A. CNPJ/MF n.º 02.387.241/0001-60 NIRE n.º 413.000.19886 Companhia Aberta Categoria A COMUNIDO AO MERCADO

ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A. CNPJ/MF n.º 02.387.241/0001-60 NIRE n.º 413.000.19886 Companhia Aberta Categoria A COMUNIDO AO MERCADO ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A. CNPJ/MF n.º 02.387.241/0001-60 NIRE n.º 413.000.19886 Companhia Aberta Categoria A COMUNIDO AO MERCADO Pedido Público de Procuração A administração da ALL AMÉRICA LATINA

Leia mais

TELEFÔNICA BRASIL S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ/MF 02.558.157/0001 62 NIRE 35.3.001.5881 4 PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO

TELEFÔNICA BRASIL S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ/MF 02.558.157/0001 62 NIRE 35.3.001.5881 4 PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO Para a Assembleia Geral Extraordinária a ser realizada em 16 de julho de 2015 às 11:00 horas. EXPOSIÇÃO AOS ACIONISTAS Aos Senhores Acionistas da Telefônica Brasil S.A. ( Companhia,

Leia mais

STATKRAFT ENERGIAS RENOVÁVEIS S.A. CNPJ/MF n 00.622.416/0001-41 NIRE n 423.001.413.86

STATKRAFT ENERGIAS RENOVÁVEIS S.A. CNPJ/MF n 00.622.416/0001-41 NIRE n 423.001.413.86 STATKRAFT ENERGIAS RENOVÁVEIS S.A. CNPJ/MF n 00.622.416/0001-41 NIRE n 423.001.413.86 PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO PARA A ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA A REALIZAR-SE NO DIA 19 DE OUTUBRO DE 2015 EM ATENDIMENTO

Leia mais

PARTICIPAÇÃO EM ASSEMBLÉIAS DE ACIONISTAS 1º TRIMESTRE 2015

PARTICIPAÇÃO EM ASSEMBLÉIAS DE ACIONISTAS 1º TRIMESTRE 2015 PARTICIPAÇÃO EM ASSEMBLÉIAS DE ACIONISTAS 1º TRIMESTRE 2015 Setor de Participações Minoritárias EMPRESA: INDÚSTRIAS ROMI S.A. DATA DA REALIZAÇÃO: 17/03/15 TIPO DE ASSEMBLÉIA: AGOE REPRESENTANTE: Rafael

Leia mais

COMPANHIA BRASILEIRA DE DISTRIBUIÇÃO CNPJ/MF nº 47.508.411/0001-56

COMPANHIA BRASILEIRA DE DISTRIBUIÇÃO CNPJ/MF nº 47.508.411/0001-56 COMPANHIA BRASILEIRA DE DISTRIBUIÇÃO CNPJ/MF nº 47.508.411/0001-56 ATA DE REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO, REALIZADA EM 28 DE FEVEREIRO 2003 Aos vinte e oito dias do mês de fevereiro

Leia mais

Regimento Interno do Comitê de Remuneração e Sucessão

Regimento Interno do Comitê de Remuneração e Sucessão Regimento Interno do Comitê de Remuneração e Sucessão 1 ARTIGO Artigo 1º - NATUREZA, OBJETO E APROVAÇÃO DO REGIMENTO INTERNO Artigo 2º - COMPOSIÇÂO, CARGOS E MANDATOS Artigo 3º - DA PRESIDÊNCIA E SECRETARIADO

Leia mais

MAGAZINE LUIZA S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n 47.960.950/0001-21 NIRE 35.300.104.811 MANUAL DA ADMINISTRAÇÃO PARA

MAGAZINE LUIZA S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n 47.960.950/0001-21 NIRE 35.300.104.811 MANUAL DA ADMINISTRAÇÃO PARA MAGAZINE LUIZA S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n 47.960.950/0001-21 NIRE 35.300.104.811 MANUAL DA ADMINISTRAÇÃO PARA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA DE 2015 DO MAGAZINE LUIZA S.A. DATA: 27 DE

Leia mais

SETE BRASIL PARTICIPAÇÕES S.A.

SETE BRASIL PARTICIPAÇÕES S.A. SETE BRASIL PARTICIPAÇÕES S.A. CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REGIMENTO INTERNO DOS COMITÊS COMITÊ DE FINANÇAS E ORÇAMENTO APROVADO PELO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO EM 24 DE SETEMBRO DE 2014 SUMÁRIO I INTRODUÇÃO

Leia mais

ELETROPAULO METROPOLITANA ELETRICIDADE DE SÃO PAULO S.A. NIRE 35.300.050.274 CNPJ/MF n 61.695.227/0001-93

ELETROPAULO METROPOLITANA ELETRICIDADE DE SÃO PAULO S.A. NIRE 35.300.050.274 CNPJ/MF n 61.695.227/0001-93 ELETROPAULO METROPOLITANA ELETRICIDADE DE SÃO PAULO S.A. NIRE 35.300.050.274 CNPJ/MF n 61.695.227/0001-93 ATA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 03 DE JULHO DE 2013 1. DATA, HORA E LOCAL:

Leia mais

"DIAGNÓSTICOS DA AMÉRICA S.A. NIRE nº 35.300.172.507 CNPJ/MF nº 61.486.650/0001-83 Companhia Aberta

DIAGNÓSTICOS DA AMÉRICA S.A. NIRE nº 35.300.172.507 CNPJ/MF nº 61.486.650/0001-83 Companhia Aberta "DIAGNÓSTICOS DA AMÉRICA S.A. NIRE nº 35.300.172.507 CNPJ/MF nº 61.486.650/0001-83 Companhia Aberta REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE AUDITORIA ESTATUTÁRIO Este Regimento Interno dispõe sobre os procedimentos

Leia mais

VULCABRAS AZALEIA S.A. Companhia Aberta CNPJ 50.926.955/0001-42 NIRE 35.300.014.910

VULCABRAS AZALEIA S.A. Companhia Aberta CNPJ 50.926.955/0001-42 NIRE 35.300.014.910 VULCABRAS AZALEIA S.A. Companhia Aberta CNPJ 50.926.955/0001-42 NIRE 35.300.014.910 MANUAL DA ADMINISTRAÇÃO PARA A ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA VULCABRAS AZALEIA S. A. DE 31 DE JANEIRO DE 2011. O

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DE MERCADO SDM

SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DE MERCADO SDM São Paulo, 12 de dezembro de 2014. À COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS CVM Rua Sete de Setembro, nº 111 Rio de Janeiro, RJ SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DE MERCADO SDM At.: Ilma. Sra. Flavia Mouta

Leia mais

IDEIASNET S.A. CNPJ/MF N.º 02.365.069/0001-44 NIRE 3330016719-6 Companhia Aberta

IDEIASNET S.A. CNPJ/MF N.º 02.365.069/0001-44 NIRE 3330016719-6 Companhia Aberta IDEIASNET S.A. CNPJ/MF N.º 02.365.069/0001-44 NIRE 3330016719-6 Companhia Aberta COMUNICADO AO MERCADO REALIZAÇÃO DE PEDIDO PÚBLICO DE PROCURAÇÃO Ideiasnet S.A. ( Companhia ), de acordo com o artigo 27

Leia mais

MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS NA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA BRASKEM S.A. DE 04 DE AGOSTO DE 2015

MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS NA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA BRASKEM S.A. DE 04 DE AGOSTO DE 2015 MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS NA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA BRASKEM S.A. DE 04 DE AGOSTO DE 2015 ÍNDICE Mensagem da Administração... 3 Orientações para a Participação de Acionistas e Prazos...

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I - DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO E DURAÇÃO

ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I - DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO E DURAÇÃO ESTATUTO SOCIAL DOC I CAPÍTULO I - DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO E DURAÇÃO Art. 1º: SOCIALCRED S/A SOCIEDADE DE CRÉDITO AO MICROEMPREENDEDOR E À EMPRESA DE PEQUENO PORTE rege-se pelo presente estatuto social

Leia mais

BATTISTELLA ADMINISTRAÇÃO E PARTICIPAÇÕES S.A. COMPANHIA ABERTA CVM N o 01545-8 CNPJ/MF N o 42.331.462/0001-31 NIRE 4130001526-1

BATTISTELLA ADMINISTRAÇÃO E PARTICIPAÇÕES S.A. COMPANHIA ABERTA CVM N o 01545-8 CNPJ/MF N o 42.331.462/0001-31 NIRE 4130001526-1 1 1. DATA, HORA E LOCAL: Dia 20 de abril de 2012, às 9hs, na sede social da Battistella Administração e Participações S.A. ( Companhia ), situada em Curitiba, Estado do Paraná, na Alameda Dr. Carlos de

Leia mais

Assembléia Geral Extraordinária e Ordinária de 29 de abril de 2011 às 15:00 horas

Assembléia Geral Extraordinária e Ordinária de 29 de abril de 2011 às 15:00 horas FUNDAÇÃO ITAUBANCO PARTICIPAÇÃO EM ASSEMBLÉIA DE ACIONISTAS Em cumprimento ao disposto na Resolução CGPC nº 23 de 06 de dezembro de 2006, a qual estabelece que as Entidades Fechadas de Previdência Complementar

Leia mais

Normas para o Processo Eleitoral da ABHB Eleições Triênio 2015 2018

Normas para o Processo Eleitoral da ABHB Eleições Triênio 2015 2018 Normas para o Processo Eleitoral da ABHB Eleições Triênio 2015 2018 A Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB), de acordo com o Estatuto Social aprovado em 29 de abril de 2010 (conforme o art.

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS INFRA ASSET MANAGEMENT LTDA. CAPÍTULO I Aplicação e Objeto

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS INFRA ASSET MANAGEMENT LTDA. CAPÍTULO I Aplicação e Objeto POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS INFRA ASSET MANAGEMENT LTDA. CAPÍTULO I Aplicação e Objeto 1.1. Pelo presente documento, a INFRA ASSET MANAGEMENT LTDA. ( Gestora ), vem,

Leia mais

OGX PETRÓLEO E GÁS PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ: 07.957.093/0001-96 NIRE: 33.3.0027845-1 Companhia Aberta

OGX PETRÓLEO E GÁS PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ: 07.957.093/0001-96 NIRE: 33.3.0027845-1 Companhia Aberta OGX PETRÓLEO E GÁS PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ: 07.957.093/0001-96 NIRE: 33.3.0027845-1 Companhia Aberta Proposta da Administração à Assembleia Geral Extraordinária a ser realizada no dia 12 de setembro de

Leia mais

Política de Exercício de Direito de Voto. (Versão 3.0 - Julho/2014)

Política de Exercício de Direito de Voto. (Versão 3.0 - Julho/2014) Política de Exercício de Direito de Voto (Versão 3.0 - Julho/2014) 1. Objeto e Aplicação 1.1. Esta Política de Exercício de Direito de Voto ( Política de Voto ), em conformidade com as disposições do Código

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS OCEANA INVESTIMENTOS ADMINISTRADORA DE CARTEIRA DE VALORES MOBILIÁRIOS LTDA.

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS OCEANA INVESTIMENTOS ADMINISTRADORA DE CARTEIRA DE VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS OCEANA INVESTIMENTOS ADMINISTRADORA DE CARTEIRA DE VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. CAPÍTULO I Definição e Finalidade Artigo 1º A presente Política

Leia mais

ALIANSCE SHOPPING CENTERS S.A. CNPJ/MF Nº 06.082.980/0001-03 COMPANHIA ABERTA

ALIANSCE SHOPPING CENTERS S.A. CNPJ/MF Nº 06.082.980/0001-03 COMPANHIA ABERTA 1 ALIANSCE SHOPPING CENTERS S.A. CNPJ/MF Nº 06.082.980/0001-03 COMPANHIA ABERTA MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO DA COMPANHIA Prezados Senhores, Gostaríamos de convidar os Senhores Acionistas da Aliansce Shopping

Leia mais

SÃO PAULO ALPARGATAS S.A. CNPJ.MF. 61.079.117/0001-05 NIRE 35 3000 25 270 Companhia Aberta

SÃO PAULO ALPARGATAS S.A. CNPJ.MF. 61.079.117/0001-05 NIRE 35 3000 25 270 Companhia Aberta SÃO PAULO ALPARGATAS S.A. CNPJ.MF. 61.079.117/0001-05 NIRE 35 3000 25 270 Companhia Aberta Atas das Assembléias Gerais Ordinária e Extraordinária realizadas sucessivamente em 26/03/2004. I LOCAL, DATA

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE INOVAÇÃO DE FIBRIA CELULOSE S.A. CAPÍTULO I DO COMITÊ DE INOVAÇÃO

REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE INOVAÇÃO DE FIBRIA CELULOSE S.A. CAPÍTULO I DO COMITÊ DE INOVAÇÃO REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE INOVAÇÃO DE FIBRIA CELULOSE S.A. CAPÍTULO I DO COMITÊ DE INOVAÇÃO 1. O Comitê de Inovação (o "Comitê") é um órgão colegiado de assessoramento e instrução, instituído pelo

Leia mais

ELEKEIROZ S.A. CNPJ 13.788.120/0001-47 Companhia Aberta NIRE 35300323971

ELEKEIROZ S.A. CNPJ 13.788.120/0001-47 Companhia Aberta NIRE 35300323971 ELEKEIROZ S.A. CNPJ 13.788.120/0001-47 Companhia Aberta NIRE 35300323971 ATA SUMÁRIA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 7 DE FEVEREIRO DE 2014 DATA, HORA E LOCAL: Em 7 de fevereiro de

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE AUDITORIA

REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE AUDITORIA REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE AUDITORIA Art. 1º. O Comitê de Auditoria ( Comitê ) é órgão estatutário de assessoramento vinculado diretamente ao Conselho de Administração, de caráter permanente, regido

Leia mais

Política de Exercício de Direito de Voto. (Versão 4.0 - Março/2015)

Política de Exercício de Direito de Voto. (Versão 4.0 - Março/2015) Política de Exercício de Direito de Voto (Versão 4.0 - Março/2015) 1. Objeto e Aplicação 1.1. Esta Política de Exercício de Direito de Voto ( Política de Voto ), em conformidade com as disposições do Código

Leia mais

BRASIL INSURANCE PARTICIPAÇÕES E ADMINISTRAÇÃO S.A. CNPJ/MF: 11.721.921/0001-60 NIRE: 33.3.0029291-8 Companhia Aberta

BRASIL INSURANCE PARTICIPAÇÕES E ADMINISTRAÇÃO S.A. CNPJ/MF: 11.721.921/0001-60 NIRE: 33.3.0029291-8 Companhia Aberta Companhia Aberta ATA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 12 DE MAIO DE 2011 1. Data, Hora e Local: Às 10:00 horas do dia 12 de maio de 2011, na sede social da Companhia, na Cidade e Estado

Leia mais

DESENVIX ENERGIAS RENOVÁVEIS S.A. CNPJ/MF n 00.622.416/0001-41 NIRE n 35.300.143.949

DESENVIX ENERGIAS RENOVÁVEIS S.A. CNPJ/MF n 00.622.416/0001-41 NIRE n 35.300.143.949 DESENVIX ENERGIAS RENOVÁVEIS S.A. CNPJ/MF n 00.622.416/0001-41 NIRE n 35.300.143.949 PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO PARA A ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA A REALIZAR-SE NO DIA 08 DE FEVEREIRO DE 2013 EM ATENDIMENTO

Leia mais

Proposta da Administração Light Energia S.A. Matérias constantes da ordem do dia da Assembleia Geral Extraordinária

Proposta da Administração Light Energia S.A. Matérias constantes da ordem do dia da Assembleia Geral Extraordinária LIGHT ENERGIA S.A. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DE 18 DE MAIO DE 2015 Prezados Senhores, A administração da Light Energia S.A. ( Companhia ou Light Energia ) vem submeter à

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE JOGADORES DE BEACHTENNIS ESTATUTO SOCIAL DOS JOGADORES DE BEACHTENNIS. CAPÍTULO l DENOMINAÇÃO, CONSTITUIÇÃO, SEDE E FINALIDADES

ASSOCIAÇÃO DE JOGADORES DE BEACHTENNIS ESTATUTO SOCIAL DOS JOGADORES DE BEACHTENNIS. CAPÍTULO l DENOMINAÇÃO, CONSTITUIÇÃO, SEDE E FINALIDADES 1 ESTATUTO SOCIAL DOS JOGADORES DE BEACHTENNIS CAPÍTULO l DENOMINAÇÃO, CONSTITUIÇÃO, SEDE E FINALIDADES CAPÍTULO II INDEPENDÊNCIA CAPÍTULO III ADMISSÃO, DIREITOS, DEVERES E PENALIDADES CAPÍTULO IV DA ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS. CAPÍTULO I Do Objetivo

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS. CAPÍTULO I Do Objetivo POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS CAPÍTULO I Do Objetivo 1.1 Esta política tem por objetivo estabelecer os requisitos e os princípios que nortearão a Finacap Consultoria Financeira

Leia mais

Política Institucional

Política Institucional ÍNDICE 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DIRETRIZES E PRINCIPIOS... 2 4. PROCEDIMENTOS RELATIVOS A POTENCIAIS CONFLITOS DE INTERESSE... 3 5. PROCESSO DECISÓRIO DE VOTO... 3 6. MATÉRIAS OBRIGATÓRIAS...

Leia mais

Manual da Assembleia Geral Ordinária. Hotel Hilton São Paulo Morumbi

Manual da Assembleia Geral Ordinária. Hotel Hilton São Paulo Morumbi Manual da Assembleia Geral Ordinária 26 de março de 2015 às 10h00 Hotel Hilton São Paulo Morumbi Atualizado em 24.02.2015 CNPJ: 01.082.331/0001-80 Legenda da Barra Inferior Voltar ao Slide Inicial Voltar

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE PESSOAS DE LOJAS RENNER S.A. Capítulo I Dos Objetivos

REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE PESSOAS DE LOJAS RENNER S.A. Capítulo I Dos Objetivos REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE PESSOAS DE LOJAS RENNER S.A. Capítulo I Dos Objetivos Artigo 1º - O Comitê de Pessoas ( Comitê ) de Lojas Renner S.A. ( Companhia ), órgão estatutário, de caráter consultivo

Leia mais

ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA CONVOCAÇÃO

ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA CONVOCAÇÃO COMPANHIA ENERGÉTICA DE MINAS GERAIS-CEMIG COMPANHIA ABERTA CNPJ 17.155.730/0001-64 - NIRE 31300040127 ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA CONVOCAÇÃO Ficam os senhores acionistas convocados para se reunirem

Leia mais

EMPRESA DE SERVIÇOS DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA S.A.

EMPRESA DE SERVIÇOS DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA S.A. EMPRESA DE SERVIÇOS DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA S.A. O presente Estatuto é uma consolidação do aprovado pela Escritura Pública de Constituição, em 25-07-2002 - arquivada na JUCEMG em 01-08-2002,

Leia mais

Manual da Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária

Manual da Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária Manual da Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária 09 de abril de 2013 ÍNDICE 1 - Mensagem da Administração 03 2 - Orientações para Participação nas Assembleias Gerais 2.1 Detentores de Ações 2.1.1.

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S.A.

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S.A. CNPJ 02.328.280/0001-97 POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF nº 02.238.280/0001-97 Rua Ary Antenor de Souza, nº 321,

Leia mais

Manual da Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária

Manual da Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária Manual da Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária 03 de abril de 2014 ÍNDICE 1 - Mensagem da Administração 03 2 - Orientações para Participação nas Assembleias Gerais 2.1 Detentores de Ações 2.1.1.

Leia mais

COMPANHIA DE SEGUROS ALIANÇA DA BAHIA

COMPANHIA DE SEGUROS ALIANÇA DA BAHIA COMPANHIA DE SEGUROS ALIANÇA DA BAHIA SOCIEDADE ANÔNIMA DE CAPITAL ABERTO CNPJ/MF nº 15.144.017/0001-90 NIRE nº 293.00014290 ATA DA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA REALIZADA EM SEGUNDA CONVOCAÇÃO EM 26 DE ABRIL

Leia mais

Política de Exercício de Direito de Voto

Política de Exercício de Direito de Voto Política de Exercício de Direito de Voto Setembro de 2012 Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 50 13º andar 04543-000 Itaim Bibi - São Paulo - SP Tel 55 11 3318-9400 - Fax 55 11 3318 9403 Esta Política estabelece

Leia mais

DURATEX S.A. CNPJ. 97.837.181/0001-47 Companhia Aberta NIRE 35300154410

DURATEX S.A. CNPJ. 97.837.181/0001-47 Companhia Aberta NIRE 35300154410 DURATEX S.A. CNPJ. 97.837.181/0001-47 Companhia Aberta NIRE 35300154410 REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO (Aprovado na RCA de 14.06.2010 e alterado nas RCAs de 25.04.2012, 22.04.2013, 28.10.2013

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DE CORRÊA RIBEIRO S/A COMÉRCIO E INDÚSTRIA CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO SOCIAL E PRAZO DE DURAÇÃO:

ESTATUTO SOCIAL DE CORRÊA RIBEIRO S/A COMÉRCIO E INDÚSTRIA CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO SOCIAL E PRAZO DE DURAÇÃO: ESTATUTO SOCIAL DE CORRÊA RIBEIRO S/A COMÉRCIO E INDÚSTRIA CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO SOCIAL E PRAZO DE DURAÇÃO: Denominação Artigo 1º - Corrêa Ribeiro S/A Comércio e Indústria é uma sociedade

Leia mais

TELEFÓNICA, S.A. Assembléia Geral Ordinária de Acionistas

TELEFÓNICA, S.A. Assembléia Geral Ordinária de Acionistas TELEFÓNICA, S.A. Assembléia Geral Ordinária de Acionistas Devido à decisão adotada pelo Conselho de Administração da TELEFÓNICA, S.A., convoca-se os acionistas para Assembléia Geral Ordinária, a ser celebrada

Leia mais

GLOBEX UTILIDADES S.A. CNPJ/MF. Nº 33.041.260/0001-64 COMPANHIA ABERTA NIRE Nº 33300141073

GLOBEX UTILIDADES S.A. CNPJ/MF. Nº 33.041.260/0001-64 COMPANHIA ABERTA NIRE Nº 33300141073 GLOBEX UTILIDADES S.A. CNPJ/MF. Nº 33.041.260/0001-64 COMPANHIA ABERTA NIRE Nº 33300141073 ATA SUMÁRIA DA ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA REALIZADA EM 16 DE ABRIL DE 2007. 1. Data, Hora e Local: Em 16 de abril

Leia mais

RENOVA ENERGIA S.A. Companhia Aberta. CNPJ nº 08.534.605/0001-74 NIRE 35.300358.295

RENOVA ENERGIA S.A. Companhia Aberta. CNPJ nº 08.534.605/0001-74 NIRE 35.300358.295 RENOVA ENERGIA S.A. Companhia Aberta CNPJ nº 08.534.605/0001-74 NIRE 35.300358.295 ATA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 25 DE FEVEREIRO DE 2010 1. DATA, HORA E LOCAL: Aos 25 dias do

Leia mais

DECRETO Nº 38.125 DE 29 DE NOVEMBRO DE 2013. O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições legais e,

DECRETO Nº 38.125 DE 29 DE NOVEMBRO DE 2013. O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições legais e, DECRETO Nº 38.125 DE 29 DE NOVEMBRO DE 2013 Cria a Empresa Pública de Saúde do Rio de Janeiro S/A RIOSAÚDE e aprova seu Estatuto. O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições legais

Leia mais

M. DIAS BRANCO S.A. INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ALIMENTOS ATA DAS ASSEMBLÉIAS GERAIS ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA REALIZADAS EM 11 DE ABRIL DE 2011

M. DIAS BRANCO S.A. INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ALIMENTOS ATA DAS ASSEMBLÉIAS GERAIS ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA REALIZADAS EM 11 DE ABRIL DE 2011 1. Local, data e hora: às 8h00min do dia 11 de abril de 2011, na sede social da Companhia, na Rodovia BR 116, km 18, s/nº, no Município de Eusébio, Estado do Ceará, CEP 61760-000. 2. Presenças: Acionistas

Leia mais

CONVOCATÓRIA ASSEMBLEIA GERAL ANUAL ADITAMENTO

CONVOCATÓRIA ASSEMBLEIA GERAL ANUAL ADITAMENTO ADITAMENTO 27 de abril de 2015 GLINTT GLOBAL INTELLIGENT TECHNOLOGIES, S.A. Sociedade Aberta Sede Social: Beloura Office Park, Edifício 10, Quinta da Beloura, 2710-693 Sintra Capital Social: 86.962.868,00

Leia mais

CEMIG TRADING S.A. ESTATUTO SOCIAL. CAPÍTULO I Denominação, Sede, Objeto e Duração

CEMIG TRADING S.A. ESTATUTO SOCIAL. CAPÍTULO I Denominação, Sede, Objeto e Duração CEMIG TRADING S.A. O presente Estatuto é uma consolidação do aprovado pela Escritura Pública de Constituição, em 29-07-2002 - arquivada na JUCEMG em 12-08-2002, sob o nº 3130001701-0, e pelas Assembléias

Leia mais

MULTIPLUS S.A. CNPJ/MF n.º 11.094.546/0001-75 NIRE 35.300.371.658. Ata da Assembleia Geral Extraordinária Realizada em 15 de janeiro de 2010

MULTIPLUS S.A. CNPJ/MF n.º 11.094.546/0001-75 NIRE 35.300.371.658. Ata da Assembleia Geral Extraordinária Realizada em 15 de janeiro de 2010 MULTIPLUS S.A. CNPJ/MF n.º 11.094.546/0001-75 NIRE 35.300.371.658 Ata da Assembleia Geral Extraordinária Realizada em 15 de janeiro de 2010 DATA, LOCAL E HORÁRIO DA ASSEMBLÉIA: Realizada em 15 de janeiro

Leia mais

EVEN CONSTRUTORA E INCORPORADORA S.A.

EVEN CONSTRUTORA E INCORPORADORA S.A. POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA COMPANHIA EVEN CONSTRUTORA E INCORPORADORA S.A. Aprovada em Reunião do Conselho de Administração da Companhia realizada em 27 de abril de 2012

Leia mais

Manual do Acionista para Participação nas. Assembleias Gerais Ordinária e Extraordinária. Modelo de Procuração. 19 de abril de 2011

Manual do Acionista para Participação nas. Assembleias Gerais Ordinária e Extraordinária. Modelo de Procuração. 19 de abril de 2011 ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES S.A. Manual do Acionista para Participação nas Assembleias Gerais Ordinária e Extraordinária e Modelo de Procuração 19 de abril de 2011 1 ÍNDICE: 1. Mensagem do Conselho de Administração...

Leia mais

PORTO SUDESTE V.M. S.A. Companhia Aberta - Categoria B. CNPJ n. 18.494.485/0001-82 NIRE 33.3.0030837-7 Código CVM: 02352-3 ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA

PORTO SUDESTE V.M. S.A. Companhia Aberta - Categoria B. CNPJ n. 18.494.485/0001-82 NIRE 33.3.0030837-7 Código CVM: 02352-3 ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA PORTO SUDESTE V.M. S.A. Companhia Aberta - Categoria B CNPJ n. 18.494.485/0001-82 NIRE 33.3.0030837-7 Código CVM: 02352-3 ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA DE 30 DE ABRIL DE 2015, ÀS 9 HORAS PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

PARA A JUNTA DE CURADORES DOS GRUPOS FAMILIARES AL-ANON DO BRASIL

PARA A JUNTA DE CURADORES DOS GRUPOS FAMILIARES AL-ANON DO BRASIL Guia do Al-Anon C-12 PARA A JUNTA DE CURADORES DOS GRUPOS FAMILIARES AL-ANON DO BRASIL Este Guia define as funções e responsabilidades da Junta de Curadores dos Grupos Familiares Al-Anon do Brasil, bem

Leia mais

Invest Tur Brasil Desenvolvimento Imobiliário Turístico S.A. CNPJ nº 08.723.106/0001-25 NIRE 35.300.340.540

Invest Tur Brasil Desenvolvimento Imobiliário Turístico S.A. CNPJ nº 08.723.106/0001-25 NIRE 35.300.340.540 Invest Tur Brasil Desenvolvimento Imobiliário Turístico S.A. CNPJ nº 08.723.106/0001-25 NIRE 35.300.340.540 Ata da Reunião do Conselho de Administração realizada em 18 de fevereiro de 2009 Data, hora e

Leia mais

Governança Corporativa

Governança Corporativa Governança Corporativa Diretrizes claras de conduta e padrões superiores às exigências regulamentares contribuem para a atuação em linha com as melhores práticas de mercado 7 A Iochpe-Maxion é integrante

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA MARCOPOLO S.A.

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA MARCOPOLO S.A. POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA MARCOPOLO S.A. I - OBJETIVO E ABRANGÊNCIA Art. 1 o. A presente Política de Negociação tem por objetivo estabelecer as regras e procedimentos

Leia mais

POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE ATO OU FATO RELEVANTE DA RAÍZEN ENERGIA S.A.

POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE ATO OU FATO RELEVANTE DA RAÍZEN ENERGIA S.A. POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE ATO OU FATO RELEVANTE DA RAÍZEN ENERGIA S.A. 1. OBJETIVO 1.1. O objetivo da presente Política de Divulgação é estabelecer as regras e procedimentos a serem adotados pela Raízen

Leia mais

LOJAS RENNER S.A. ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA. Manual para Participação de Acionistas. 22 de abril de 2010

LOJAS RENNER S.A. ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA. Manual para Participação de Acionistas. 22 de abril de 2010 LOJAS RENNER S.A. ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA Manual para Participação de Acionistas 22 de abril de 2010 ÍNDICE 04 05 06 07 08 09 10 Mensagem do Presidente do Conselho de Administração Mensagem do Diretor

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº, DE DE DE 2015.

RESOLUÇÃO Nº, DE DE DE 2015. RESOLUÇÃO Nº, DE DE DE 2015. Estabelece as informações contábeis e societárias a serem apresentadas pelas Concessionárias de Serviço Público de Infraestrutura Aeroportuária e pelos administradores dos

Leia mais

MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS NAS ASSEMBLEIAS GERAIS ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA DA MARFRIG ALIMENTOS S.A.

MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS NAS ASSEMBLEIAS GERAIS ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA DA MARFRIG ALIMENTOS S.A. MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS NAS ASSEMBLEIAS GERAIS ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA DA MARFRIG ALIMENTOS S.A. AGOE DE 28 DE ABRIL DE 2012. SUMÁRIO Mensagem da Administração... 03 Data, hora e local

Leia mais

MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO NA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA 10 DE OUTUBRO DE 2014

MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO NA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA 10 DE OUTUBRO DE 2014 MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO NA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA 10 DE OUTUBRO DE 2014 ÍNDICE 1. Procedimentos e Prazos 1.1. Participação Pessoal 1.1.1. Acionistas Pessoas Físicas 1.1.2. Acionistas Pessoas

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTOS IMPACTO

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTOS IMPACTO ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTOS IMPACTO I Denominação e Objetivo Artigo 1º - O Clube de Investimento IMPACTO constituído por número limitado de membros que tem por objetivo a aplicação de recursos

Leia mais

PARTICIPAÇÃO EM ASSEMBLÉIAS DE ACIONISTAS 3º TRIMESTRE 2010 Setor de Governança em Participações

PARTICIPAÇÃO EM ASSEMBLÉIAS DE ACIONISTAS 3º TRIMESTRE 2010 Setor de Governança em Participações EMPRESA: PETRÓLEO BRASILEIROS.A. - PETROBRAS DATA DA REALIZAÇÃO: 12/08/2010 TIPO DE ASSEMBLÉIA: AGE REPRESENTANTE: RENATO DE MELLO CARGO: GERENTE DE CONSULTORIA VOTANTE: 1,00 PREFERENCIALISTA: 1,53 TOTAL:

Leia mais

GOL LINHAS AÉREAS INTELIGENTES S.A. C.N.P.J. n.º 06.164.253/0001-87 N.I.R.E. 35.300.314.441

GOL LINHAS AÉREAS INTELIGENTES S.A. C.N.P.J. n.º 06.164.253/0001-87 N.I.R.E. 35.300.314.441 GOL LINHAS AÉREAS INTELIGENTES S.A. C.N.P.J. n.º 06.164.253/0001-87 N.I.R.E. 35.300.314.441 ATA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 20 DE DEZEMBRO DE 2010 I. Data, Horário e Local: 20

Leia mais

MARCOPOLO S.A. C.N.P.J nr. 88.611.835/0001-29 NIRE Nº. 43 3 0000723 5 Companhia Aberta ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

MARCOPOLO S.A. C.N.P.J nr. 88.611.835/0001-29 NIRE Nº. 43 3 0000723 5 Companhia Aberta ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO Reunião: Política de Negociação de Valores Mobiliários (Portuguese only) MARCOPOLO S.A. C.N.P.J nr. 88.611.835/0001-29 NIRE Nº. 43 3 0000723 5 Companhia Aberta ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DA GAEC EDUCAÇÃO S.A. SEÇÃO I DEFINIÇÕES

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DA GAEC EDUCAÇÃO S.A. SEÇÃO I DEFINIÇÕES POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DA GAEC EDUCAÇÃO S.A. SEÇÃO I DEFINIÇÕES 1. Os termos e expressões relacionados abaixo, quando utilizados nesta Política, terão o seguinte significado: 1.1.

Leia mais

ASK GESTORA DE RECURSOS LTDA.

ASK GESTORA DE RECURSOS LTDA. ASK GESTORA DE RECURSOS LTDA. POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS CAPÍTULO I Definição e Finalidade Artigo 1º A presente Política de Exercício de Direito de Voto em Assembleias ( Política

Leia mais

AMPLA ENERGIA E SERVIÇOS S.A. CNPJ/MF 33.050.071/0001-58 NIRE 3330005494-4 Companhia Aberta de Capital Autorizado

AMPLA ENERGIA E SERVIÇOS S.A. CNPJ/MF 33.050.071/0001-58 NIRE 3330005494-4 Companhia Aberta de Capital Autorizado 1. Data, Hora e Local AMPLA ENERGIA E SERVIÇOS S.A. CNPJ/MF 33.050.071/0001-58 NIRE 3330005494-4 Companhia Aberta de Capital Autorizado Ata da Assembleia Geral Ordinária realizada em 26 de abril de 2016

Leia mais

BANCO PRIMUS ESTATUTOS CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO SEDE OBJETO E DURAÇÃO DA SOCIEDADE

BANCO PRIMUS ESTATUTOS CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO SEDE OBJETO E DURAÇÃO DA SOCIEDADE BANCO PRIMUS ESTATUTOS CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO SEDE OBJETO E DURAÇÃO DA SOCIEDADE Artigo 1.º Natureza jurídica e denominação social A Sociedade, que adota a denominação de Banco Primus SA («a Sociedade»),

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DE LOJAS RENNER S.A. Capítulo I Dos Objetivos

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DE LOJAS RENNER S.A. Capítulo I Dos Objetivos REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DE LOJAS RENNER S.A. Capítulo I Dos Objetivos Artigo 1º - Observadas as disposições estabelecidas no estatuto social ( Estatuto Social ) de Lojas Renner S.A.

Leia mais

EDITAL DE ELEIÇÃO E CONSTITUIÇÃO DOS CONSELHOS DE USUÁRIOS DA SKY

EDITAL DE ELEIÇÃO E CONSTITUIÇÃO DOS CONSELHOS DE USUÁRIOS DA SKY EDITAL DE ELEIÇÃO E CONSTITUIÇÃO DOS CONSELHOS DE USUÁRIOS DA SKY São convocados os senhores Usuários dos serviços de Telecomunicações e as associações ou entidades que possuam em seu objeto social características

Leia mais

MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO EM ASSEMBLEIAS GERAIS DE ACIONISTAS

MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO EM ASSEMBLEIAS GERAIS DE ACIONISTAS MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO EM ASSEMBLEIAS GERAIS DE ACIONISTAS ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DE 24 DE SETEMBRO DE 2014 CPFL ENERGIA S.A. ÍNDICE 1 MENSAGEM DO PRESIDENTE DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO E DO

Leia mais

ITAÚ UNIBANCO HOLDING S.A. CNPJ 60.872.504/0001-23 Companhia Aberta NIRE 35300010230

ITAÚ UNIBANCO HOLDING S.A. CNPJ 60.872.504/0001-23 Companhia Aberta NIRE 35300010230 ITAÚ UNIBANCO HOLDING S.A. CNPJ 60.872.504/0001-23 Companhia Aberta NIRE 35300010230 ATA SUMÁRIA DA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA DE 23 DE ABRIL DE 2014 DATA, HORA E LOCAL: Em 23.4.14, às 15h10, no auditório

Leia mais

AES TIETÊ S.A. Companhia Aberta. NIRE nº 35.300.170.555 CNPJ/MF n.º 02.998.609/0001-27

AES TIETÊ S.A. Companhia Aberta. NIRE nº 35.300.170.555 CNPJ/MF n.º 02.998.609/0001-27 AES TIETÊ S.A. Companhia Aberta NIRE nº 35.300.170.555 CNPJ/MF n.º 02.998.609/0001-27 ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 25 DE FEVEREIRO DE 2014 1. DATA, HORA E LOCAL: Realizada em

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO PLATINUM

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO PLATINUM ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO PLATINUM I Denominação e Objetivo Artigo 1º O Clube de Investimento PLATINUM é constituído por número limitado de membros que têm por objetivo a aplicação de recursos

Leia mais

2.1.3.1 Atender aos requisitos de qualificação básica para membro da Diretoria;

2.1.3.1 Atender aos requisitos de qualificação básica para membro da Diretoria; POLÍTICA DE ELEIÇÕES DO PMI RIO I ABRANGÊNCIA Esta política se aplica ao processo de Eleições bianual promovido pelo PMI RIO em acordo com o Estatuto do chapter. II - REQUISITOS PARA O CREDENCIAMENTO:

Leia mais

II. MESA: Presidente: Paulo Roberto Lopes Ricci Secretário: Luiz Cláudio Ligabue

II. MESA: Presidente: Paulo Roberto Lopes Ricci Secretário: Luiz Cláudio Ligabue BB SEGURIDADE PARTICIPAÇÕES S.A. (subsidiária integral do Banco do Brasil S.A.) ATA DA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA REALIZADA EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012 I. DATA, HORA E LOCAL: Em 31 de dezembro de 2012

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA VIVER INCORPORADORA E CONSTRUTORA S.A.

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA VIVER INCORPORADORA E CONSTRUTORA S.A. POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA VIVER INCORPORADORA E CONSTRUTORA S.A. 1. OBJETIVO, ADESÃO E ADMINISTRAÇÃO 1.1 - A presente Política de Negociação tem por objetivo estabelecer

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL. Parágrafo 3 Poderão ser emitidas ações preferenciais até 2/3 (dois terços) do total de ações.

ESTATUTO SOCIAL. Parágrafo 3 Poderão ser emitidas ações preferenciais até 2/3 (dois terços) do total de ações. ESTATUTO SOCIAL Pettenati S/A Indústria Têxtil Atualizado até 29/10/2010 ESTATUTO SOCIAL I Denominação, sede, objeto e duração da sociedade Art. 1º - A sociedade terá por denominação social Pettenati S/A

Leia mais

Política de Exercício de Direito de Voto

Política de Exercício de Direito de Voto Política de Exercício de Direito de Voto I Aplicação e Objeto 1.1. A ARSA INVESTIMENTOS LTDA. ( ARSA ) vem por meio desta, nos termos do Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas para os Fundos de

Leia mais

BANCO LATINO-AMERICANO DE COMÉRCIO EXTERIOR S.A. ESTATUTOS DO COMITÊ DE NOMEAÇÃO E REMUNERAÇÃO

BANCO LATINO-AMERICANO DE COMÉRCIO EXTERIOR S.A. ESTATUTOS DO COMITÊ DE NOMEAÇÃO E REMUNERAÇÃO BANCO LATINO-AMERICANO DE COMÉRCIO EXTERIOR S.A. ESTATUTOS DO COMITÊ DE NOMEAÇÃO E REMUNERAÇÃO I. Objetivos O Comitê de Nomeação e Remuneração (o Comitê ) do Banco Latino-Americano de Comércio Exterior

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I. DOS OBJETIVOS

ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I. DOS OBJETIVOS ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I. DOS OBJETIVOS Artigo 1º O Centro de Referência em Informação Ambiental com sede e foro na cidade de Campinas na Avenida Romeu Tortima 388, Cidade Universitária, é uma sociedade

Leia mais

MENDES JÚNIOR ENGENHARIA S.A. CNPJ/MF n.º 17.162.082/0001-73 NIRE 31300056392 COMPANHIA ABERTA ATA DAS ASSEMBLÉIAS GERAIS ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA

MENDES JÚNIOR ENGENHARIA S.A. CNPJ/MF n.º 17.162.082/0001-73 NIRE 31300056392 COMPANHIA ABERTA ATA DAS ASSEMBLÉIAS GERAIS ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA 1/5 MENDES JÚNIOR ENGENHARIA S.A. CNPJ/MF n.º 17.162.082/0001-73 NIRE 31300056392 COMPANHIA ABERTA ATA DAS ASSEMBLÉIAS GERAIS ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA REALIZADAS EM 30 DE ABRIL DE 2008 DATA, HORA E LOCAL:

Leia mais

DIBENS LEASING S.A. ARRENDAMENTO MERCANTIL PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO

DIBENS LEASING S.A. ARRENDAMENTO MERCANTIL PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO DIBENS LEASING S.A. ARRENDAMENTO MERCANTIL NIRE 35300130707 CNPJ/MF nº 65.654.303/0001-73 COMPANHIA ABERTA PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO ASSEMBLEIAS GERAIS ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA 30.4.2015 Horário: 14

Leia mais