ÍNDICE APRESENTAÇÃO... 3 DESEMBALAGEM... 3 ESPECIFICAÇÕES... 4 CONEXÕES... 5

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ÍNDICE APRESENTAÇÃO... 3 DESEMBALAGEM... 3 ESPECIFICAÇÕES... 4 CONEXÕES... 5"

Transcrição

1 ÍNDICE APRESENTAÇÃO... 3 DESEMBALAGEM... 3 ESPECIFICAÇÕES... 4 CONEXÕES... 5 OPERAÇÃO... 7 LIGANDO O MEDIDOR... 8 REALIZANDO AS PRIMEIRAS MEDIDAS... 8 FUNÇÕES ESPECIAIS... 8 CONFIGURAÇÃO CICLO DE CALIBRAÇÃO CALIBRAÇÃO GARANTIA

2 2

3 APRESENTAÇÃO O Smart Meter é um medidor portátil de temperatura com display de cristal líquido de alto contraste. Seu alojamento permite utilização em ambiente industrial ou bancada de trabalho e pode ser fixado ao cinto do operador. Aceita até 2 sensores de temperatura com as indicações independentes e simultâneas dos valores medidos. Possui ainda a possibilidade de ler um sinal elétrico de 0 a 50 mv, com escala de indicação configurável. Funções de diferença entre canais, medida relativa, valor mínimo medido, valor máximo medido, média, retenção e alarme também estão disponíveis no medidor. Possui ainda o desligamento automático, por não uso, preservando a carga da bateria. Um sensor termopar tipo K com 1,50 metro de cabo acompanha o medidor. DESEMBALAGEM O medidor é entregue ao cliente em embalagem apropriada, que oferece uma proteção adequada ao equipamento quando em transporte ou estocado. Para desembalar bastam cuidados normais. No recebimento, deve ser feita uma inspeção para verificar se não há danos no instrumento. Na embalagem deve constar, além deste manual, o medidor e um sensor termopar tipo K. 3

4 ESPECIFICAÇÕES Tipos de Entrada e faixas de indicação máximas Termopar J a 760 ºC Termopar K a 1370 ºC Termopar T a 400 ºC Termopar E a 720 ºC Termopar N a 1300 ºC Termopar R a 1760 ºC Termopar S a 1760 ºC Termopar B a 1820 ºC Pt a 600 ºC Tensão 0-50 mv a 9999 (Ajustável) Todos os tipos de entrada são calibrados de fábrica. Termopares calibrados de acordo com norma NBR 12771, Pt100 NBR 13773/97 (IEC-751) (385). Precisão: Termopares:... 0,25 % F.E. ± 1 o C Pt100:... 0,2 % F.E. ± 0,1 o C 0-50 mv:...0,2 % F.E. ± 1 dígito Resolução: o C Taxa de amostragem:... 2 vezes por segundo Impedâncias de Entrada:...> 10 MΩ (Termopares, 50 mv) Corrente de excitação do Pt100:... 0,165 ma Alimentação:...bateria de 9 Vdc Entrada para eliminador de pilhas...6 Vdc Autonomia típica: horas (bateria tipo alcalina) Dimensões: x 73 x 36 mm Peso: g 4

5 CONEXÕES Os conectores de entrada são do tipo fêmea, próprios para receber conectores tipo RTD/TC compensados, conforme mostram as figuras abaixo. Figura 01 Conectores aceitos pelo medidor Para ligar termopares utilizamos apenas dois terminais dos conectores de entrada. Os conectores de entrada têm furos de dimensões diferentes o que impede instalações indevidas. Figura 02 Conexão de termopares 5

6 Para Pt100 (RTD) utilizamos sempre os três terminais Figura 03 Conexão de Sensores Pt100 As ligações internas do sensor Pt100 devem ser conforme a figura abaixo. Figura 04 Ligações internas dos sensores Pt100 Para o sinal de 0-50 mv a instalação deve obedecer às seguintes ligações: Figura 05 Conexão do sinal 0-50 mv 6

7 OPERAÇÃO O medidor possui dois canais de entradas. Realiza a leitura dos canais de entrada duas vezes por segundo. O valor lido pelo canal 1 é mostrado nos dígitos maiores e o valor lido pelo canal 2 é mostrado nos dígitos menores, conforme mostra a Figura 07. O canal 2 pode ser desligado pelo operador. Figura 06 Frontal do medidor Figura 07 Display do medidor SmatMeter. 7

8 LIGANDO O MEDIDOR Para ligar o medidor basta pressionar a tecla mesma tecla pressionada por 3 segundos.. Para desligar, mantenha esta O medidor sai de fábrica com uma configuração básica que permite seu uso imediato, utilizando o sensor que o acompanha. Esta configuração define: dois canais habilitados, sensor tipo K, uma casa decimal, zero de offset, Sinalizador sonoro não habilitado, cinco minutos para o desligamento automático, unidade de temperatura em graus Celsius, 60 Hz para filtro e Funções especiais executadas nos canais 1 e 2. REALIZANDO AS PRIMEIRAS MEDIDAS Insira o sensor que acompanha o medidor nos terminais do canal desejado e leve a ponta deste sensor até o local da medição. Avalie a indicação apresentada. Atue sobre as teclas para buscar as funções especiais oferecidas pelo medidor. Ao utilizar outros sensores avalie se a configuração de fábrica ainda é compatível. Se não é compatível, acesse o ciclo de configuração e altere a configuração básica. FUNÇÕES ESPECIAIS FUNÇÃO HOLD Função que congela o valor de temperatura indicado. Nesta condição o sinalizador HOLD é mostrado do display do medidor. Acionada através da tecla HOLD. Para que o medidor volte a medir normalmente pressione novamente a tecla HOLD. FUNÇÃO MIN Função que permite ao usuário resgatar o mínimo valor de temperatura medido em um intervalo. Nesta condição o sinalizador MIN é mostrado no display do AVG medidor. Acionada através da tecla MAX MIN. Para que o medidor volte a medir AVG normalmente pressione novamente a tecla MAX MIN. FUNÇÃO MAX Função que permite ao usuário resgatar o máximo valor de temperatura medido em um intervalo. Nesta condição o sinalizador MAX é mostrado no display do AVG medidor. Acionada através da tecla MAX MIN. Para que o medidor volte a medir AVG normalmente pressione novamente a tecla MAX MIN. 8

9 FUNÇÃO AVG (média) Função que permite ao usuário visualizar a média dos valores de temperatura medidos em um intervalo. Nesta condição o sinalizador AVG é mostrado no AVG display do medidor. Acionada através da tecla MAX MIN. Para que o medidor volte a AVG medir normalmente pressione novamente a tecla MAX MIN. AVG Notas: As funções MIN, MAX e AVG são obtidas através da tecla MAX MIN. Os valores apresentados são aqueles adquiridos a partir do inicio de um intervalo de medidas. Este intervalo inicia após um RESET. O reset é obtido quando AVG pressionamos a tecla MAX MIN por mais de 10 segundos. Quando realizamos um reset, os valores MIN, MAX e AVG até então obtidos são apagados e um novo intervalo inicia. FUNÇÃO RELAT (relativo) Função que, quando acionada, anula (zera) os valores medidos e passa a indicar as variações a partir destes valores zerados. Nesta condição o sinalizador RELAT é mostrado no display do medidor. Acionada através da tecla RELAT. Para que o medidor volte a medir normalmente pressione novamente a tecla RELAT. FUNÇÃO T1 T2 Quando acionada, passa a apresentar no display maior o valor que corresponde à diferença entre o valor medido pelo canal 1 e valor medido pelo canal 2. A indicação correspondente ao canal 2 não sofre alteração. Nesta condição o sinalizador T1-T2 é mostrado no display do medidor. Acionada através da tecla T1 T2. Para que o medidor volte a medir normalmente pressione novamente a tecla T1 T2. Nota: Esta função somente atua quando ambos os canais estão habilitados e realizando medidas válidas. ALARMES O medidor tem um sinalizador sonoro (BEEP) que pode informar ao operador a ocorrência de uma condição de alarme. Cada canal por ter dois valores de indicação, que quando atingidos, acionam este sinalizador sonoro. Um sinalizador visual também é mostrado no display do medidor quando a indicação entra em uma condição de alarme. INDICAÇÃO DE BATERIA FRACA Um sinalizador de bateria fraca é mostrado no display avisando que a bateria deve ser substituída. 9

10 CONFIGURAÇÃO Para a configuração do medidor, o usuário deve acessar os ciclos de Alarme e Configuração do medidor, onde uma série de parâmetros devem ser definidos. CICLO DE ALARMES No ciclo de alarmes estão os parâmetros de setpoints dos alarmes do medidor. Para acessar este ciclo basta pressionar a tecla SET. O medidor passa a apresentar o parâmetro spk.1, este é o primeiro parâmetro deste ciclo. Para acessar os demais parâmetros deste ciclo, pressione novamente SET, até retornar a tela de medidas. As teclas e permitem alterar os valores dos parâmetros. Os parâmetros deste ciclo são: spk.1 spk.1 (Setpoint superior do canal 1) Determina um valor de temperatura no canal 1 que, quando ultrapassado para cima, dispara o alarme do medidor (BEEP). Com o alarme acionado, a indicação ALARM é mostrada no display do medidor. spl.1 spl.1 (Setpoint inferior do canal 1) Determina um valor de temperatura no canal 1 que, quando ultrapassado para baixo, dispara o alarme do medidor (BEEP). Com o alarme acionado, a indicação ALARM é mostrada no display do medidor. spk.2 spk.2 (Setpoint superior do canal 2) Determina um valor de temperatura no canal 2 que, quando ultrapassado para cima, dispara o alarme do medidor (BEEP). Com o alarme acionado, a indicação ALARM é mostrada no display do medidor. spl.2 spl.2 (Setpoint inferior do canal 2) Determina um valor de temperatura no canal 2 que, quando ultrapassado para baixo, dispara o alarme do medidor (BEEP). Com o alarme acionado, a indicação ALARM é mostrada no display do medidor. 10

11 CICLO DE CONFIGURAÇÃO Para entrar no ciclo de configuração, pressione as teclas BACK e SET. O medidor passa a apresentar o parâmetro typ.1, este é o primeiro parâmetro deste ciclo. Para acessar os demais parâmetros deste ciclo, pressione a tecla SET. As teclas e permitem alterar os valores dos parâmetros. Para voltar a tela de medidas, vá até o final deste ciclo ou pressione novamente as teclas BACK e SET. Os parâmetros do ciclo de configuração são: typ.1 Seleciona o sensor utilizado pelo canal 1 conforme Tabela 1. A escolha do sensor do canal 1 é independente da escolha do sensor para o canal 2. typ.2 Seleciona o sensor utilizado pelo canal 2 conforme Tabela 1. A escolha do sensor do canal 2 é independente da escolha do sensor para o canal 1. A indicação do canal 2 pode ser desligada. Código off 0-50 Rtd Tc b Tc s Tc r Tc n Tc e Tc t tc h tc j Entrada Canal 2 desligado mv Tabela 1 Pt100 Termopar B Termopar S Termopar R Termopar N Termopar E Termopar T Termopar K Termopar J 11

12 dp.p1 dp.p1 (Decimal Point Position) Habilita a apresentação de décimos de grau para na medição de temperatura do canal 1. Parâmetro não válido para os termopares R, S e B. Para a entrada de 0-50 mv, define a posição do ponto decimal. dp.p2 dp.p2 (Decimal Point Position) Habilita a apresentação de décimos de grau para na medição de temperatura do canal 2. Parâmetro não válido para os termopares R, S e B. Para a entrada de 0-50 mv, define a posição do ponto decimal. In.l1 In.l1 (Limite inferior de indicação do canal 1 para 0-50 mv) Determina o limite inferior da faixa de indicação do medidor, criada pelo usuário, quando selecionado como entrada o sinal de 0-50 mv. Parâmetro não mostrado para os demais tipos de entrada. In.k1 In.k1 (Limite superior de indicação do canal 1 para 0-50 mv) Determina o limite superior da faixa de indicação do medidor, criada pelo usuário, quando selecionado como entrada o sinal de 0-50 mv. Parâmetro não mostrado para os demais tipos de entrada. In.l2 In.l2 (Limite inferior de indicação do canal 2 para 0-50 mv) Determina o limite inferior da faixa de indicação do medidor, criada pelo usuário, quando selecionado como entrada o sinal de 0-50 mv. Parâmetro não mostrado para os demais tipos de entrada. In.k2 In.k2 (Limite superior de indicação do canal 2 para 0-50 mv) Determina o limite superior da faixa de indicação do medidor, criada pelo usuário, quando selecionado como entrada o sinal de 0-50 mv. Parâmetro não mostrado para os demais tipos de entrada. 0fs.1 0fs.1 (Offset de Indicação, canal 1) Permite um deslocamento no valor da temperatura indicada no canal 1. O valor de offset é simplesmente somado ao valor medido pelo sensor. O valor pode ser deslocado em até 10 % do valor da faixa máxima do sensor selecionado, para mais e para menos. 12

13 0fs.2 0fs.2 (Offset de Indicação, canal 2) Permite um deslocamento no valor da temperatura indicada no canal 2. O valor de offset é simplesmente somado ao valor medido pelo sensor. O valor pode ser deslocado em até 10 % do valor da faixa máxima do sensor selecionado, para mais e para menos. beep beep (Beep Sinalizador sonoro) Permite habilitar o sinalizador sonoro de condiçao de alarme. Beep = no : beep não habilitado Beep = yes : beep habilitado Nota: A apresentação da mensagem ALARM no display do medidor independe do alarme sonoro estar ou não habilitado. Para silenciar o beep durante a ocorrência de uma situação de alarme, pressione qualquer tecla. Sh.0f Sh.0f (shut-off Desligamento automático) Permite definir um intervalo de tempo onde ocorre um desligamento automático do medidor, se nenhuma tecla for pressionada dentro deste intervalo de tempo. Ajustável entre 3 e 120 minutos. vnit vnit (Unit Unidade de indicação de temperatura) Permite definir a unidade de temperatura a ser utilizada pelo medidor: Filt ºC para graus Celsius e ºF para Farenheit. Filt (Filtro de ruídos) Permite adaptar o medidor a freqüência da rede elétrica do ambiente, de modo a otimizar o filtro de ruído interno. Esta adaptação reduz possíveis oscilações na indicação de temperatura, causadas pela freqüência da rede elétrica. As opções são: 50 - para redes elétricas com freqüência de 50 Hz. Fvnc 60 - para redes elétricas com freqüência de 60 Hz. Fvnc (Funções Especiais) Define se as funções especiais HOLD, AVG, MAX, MIN e RELAT serão aplicadas aos canais 1 e 2 ou apenas ao canal 1. Ch1 - funções especiais aplicadas apenas ao canal 1. Ch12 - funções especiais aplicadas aos canais 1 e 2 13

14 CICLO DE CALIBRAÇÃO Para entrar no ciclo de calibração, pressione por 10 segundos as teclas BACK e SET. O medidor passa a apresentar o parâmetro soft que é o primeiro parâmetro deste ciclo. Para acessar os demais parâmetros deste ciclo, pressione a tecla SET. As teclas e permitem alterar os valores dos parâmetros. Para voltar para a tela de medidas, vá até o final deste ciclo ou pressione novamente as teclas BACK e SET. Os parâmetros do ciclo de configuração são: Soft Soft (Software) Parâmetro informativo. Informa a revisão do software instalado no medidor (Número de Série) Parâmetro informativo. Informa o número de série do medidor. Os dígitos maiores são os quatro mais significativos e os inferiores são os menos significativos. L(.(1 L(.(1 (Low Calibration Channel 1) CALIBRAÇÃO DE OFFSET DA ENTRADA: Permite o ajuste do extremo inferior da faixa de indicação do sinal de entrada (offset). Para provocar variação do valor indicado podem ser necessários vários toques em ou. k(.(1 (High Calibration Channel 1) CALIBRAÇÃO DE SPAN DA ENTRADA: Permite o ajuste do extremo superior da faixa de indicação do sinal de entrada (span). Para provocar variação do valor indicado podem ser necessários vários toques em ou. (j.lo Parâmetro que o ajusta a temperatura do ambiente onde o medidor está. Informação importante para cálculos e compensações internas ao medidor. L(.(2 L(.(2 (Low Calibration Channel 2) CALIBRAÇÃO DE OFFSET DA ENTRADA: Permite o ajuste do extremo inferior da faixa de indicação do sinal de entrada (offset). Para provocar variação do valor indicado podem ser necessários vários toques em ou. k(.(2 (High Calibration Channel 2) CALIBRAÇÃO DE SPAN DA ENTRADA: Permite o ajuste do extremo superior da faixa de indicação do sinal de entrada (span). Para provocar variação do valor indicado podem ser necessários vários toques em ou. 14

15 CALIBRAÇÃO O medidor sai perfeitamente calibrado da fábrica, sendo a recalibração um procedimento desaconselhado para operadores sem experiência. Se necessária deve ser realizada por um profissional especializado que deve proceder como descrito a seguir: a) Configurar o tipo da entrada a ser calibrado: Termopar K ou Pt100 ou 0-50 mv. Nota: Calibrando o termopar tipo K, todos os demais termopares estarão automaticamente calibrados. Pt100 e 0-50 mv requerem processos de calibração próprios. b) Acessar o ciclo de Calibração. c) Aplicar ao canal de entrada um sinal correspondente a uma indicação conhecida e pouco acima do limite inferior de indicação do tipo de entrada. d) Acessar o parâmetro L(.(1 (uo L(.(2). Atue sobre as teclas e, até o medidor indicar o valor correspondente ao sinal aplicado. e) Aplicar à entrada um sinal correspondente a uma indicação conhecida e pouco abaixo do limite superior de indicação do tipo de entrada. f) Acessar o parâmetro k(.(1 (uo k(.(2). Atue sobre as teclas e, até o medidor indicar o valor correspondente ao sinal aplicado. g) Repetir c a f até não ser necessário novo ajuste. Nota: Quando efetuadas aferições no medidor, observar se a corrente de excitação de Pt100 exigida pelo calibrador utilizado é compatível com a corrente de excitação de Pt100 usada neste instrumento: 0,165 ma. 15

16 GARANTIA O fabricante assegura ao comprador de seus equipamentos, identificados pela nota fiscal de compra, uma garantia de doze meses, nos seguintes termos: 1. O período de garantia inicia a partir da data de emissão da Nota Fiscal, fornecida pelo fabricante. 2. Dentro do período de garantia, a mão de obra e componentes aplicados em reparos de defeitos ocorridos em uso normal, serão gratuitos. 3. Para os eventuais reparos, enviar o equipamento, juntamente com as notas fiscais de remessa para conserto, para o endereço do fabricante. Despesas e riscos de transporte, ida e volta, correrão por conta do comprador. 4. Mesmo no período de garantia serão cobrados os consertos de defeitos causados por choques mecânicos ou exposição do equipamento a condições impróprias de temperatura e umidade. 16

Leandro N.Alem 1351/53 -(1871)- Dock Sud Buenos Aires - Argentina T.E.:4201-5316 / 4222-9821 FAX:4222-9821 Web:www.ingecozs.com MANUAL DE OPERAÇÃO

Leandro N.Alem 1351/53 -(1871)- Dock Sud Buenos Aires - Argentina T.E.:4201-5316 / 4222-9821 FAX:4222-9821 Web:www.ingecozs.com MANUAL DE OPERAÇÃO Leandro N.Alem 1351/53 -(1871)- Dock Sud Buenos Aires - Argentina T.E.:4201-5316 / 4222-9821 FAX:4222-9821 Web:www.ingecozs.com MANUAL DE OPERAÇÃO ÍNDICE Especificações... 3 INSTALAÇÃO... 3 Operação...

Leia mais

Termômetro Digital. ITTH-1400 Calibrador de Loop Digital ITCAL-9800

Termômetro Digital. ITTH-1400 Calibrador de Loop Digital ITCAL-9800 Termômetro Digital ITTH-1400 Calibrador de Loop Digital ITCAL-9800 Termômetro Digital ITTH 1400 1. Introdução Este instrumento portátil com 3½ dígitos, de dimensões compactas digitais, projetado para uso

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMÔMETRO DIGITAL MODELO TD-890

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMÔMETRO DIGITAL MODELO TD-890 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMÔMETRO DIGITAL MODELO TD-890 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... - 1-2. REGRAS DE SEGURANÇA...

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES Indicador Microprocessado - IT-IND-2S-LC INFORMAÇÕES DO PRODUTO. Versão: 1.xx / Rev. 03

MANUAL DE INSTRUÇÕES Indicador Microprocessado - IT-IND-2S-LC INFORMAÇÕES DO PRODUTO. Versão: 1.xx / Rev. 03 1 Introdução: Os indicadores possuem uma entrada analógica configurável por software, que permite a conexão de diverstos tipos de sensores de temperatura e outras grandezas elétricas sem a necessidade

Leia mais

Controlador Automatizador CAP-1

Controlador Automatizador CAP-1 Controlador Automatizador CAP-1 Guia de Referência 1 Sumá rio 1 Introdução... 3 2 Especificações Técnicas... 3 2.1 Itens Inclusos... 4 3 Controle Remoto... 4 3.1 Funcionalidades das Teclas... 4 4 Conexões...

Leia mais

INDICADOR MULTI-PONTOS TM-2100CS

INDICADOR MULTI-PONTOS TM-2100CS INDICADOR MULTI-PONTOS TM-2100CS Introdução Obrigado por ter escolhido nosso INDICADOR MULTI-PONTOS TM-2100CS. Para garantir o uso correto e eficiente do TM-2100CS, leia este manual completo e atentamente

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES INDICADOR DIGITAL IDP204

MANUAL DE INSTRUÇÕES INDICADOR DIGITAL IDP204 MANUAL DE INSTRUÇÕES INDICADOR DIGITAL IDP204 VERSÃO WEB JUNHO/2008 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS Display : Led vermelho de alto brilho (13 mm). Teclado : 4 teclas ( Menu,Entra,Sobe e Desce ) Configuração:

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO PSICRÔMETRO MODELO PY-5080

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO PSICRÔMETRO MODELO PY-5080 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO PSICRÔMETRO MODELO PY-5080 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... - 1-2. ESPECIFICAÇÕES... - 1-2.1. Gerais...

Leia mais

Leandro N.Alem 1351/53 -(1871)- Dock Sud Buenos Aires - Argentina T.E.:4201-5316 / 4222-9821 FAX:4222-9821 Web:www.ingecozs.com

Leandro N.Alem 1351/53 -(1871)- Dock Sud Buenos Aires - Argentina T.E.:4201-5316 / 4222-9821 FAX:4222-9821 Web:www.ingecozs.com Leandro N.Alem 1351/53 -(1871)- Dock Sud Buenos Aires - Argentina T.E.:4201-5316 / 4222-9821 FAX:4222-9821 Web:www.ingecozs.com MANUAL DE OPERAÇÃO ÍNDICE Especificações...3 Conexões Elétricas...3 Operação...4

Leia mais

Permite a acumulação de valores, zeramento e auto calibração. Não perdem os valores acumulados por ocasião das quedas de energia.

Permite a acumulação de valores, zeramento e auto calibração. Não perdem os valores acumulados por ocasião das quedas de energia. Contador Digital de Eventos Série ZCE-S Descrição do Produto Equipamento microprocessado que permite conexão com dispositivos geradores de pulsos (encoders lineares ou rotativos, sensores ópticos, indutivos

Leia mais

ANUNCIADOR DE ALARMES AL-2001

ANUNCIADOR DE ALARMES AL-2001 ANUNCIADOR DE ALARMES AL-2001 Série: A Manual de usuário Ref.: AL-2001 AL-2001 V1.0Rev.:A07/07 Introdução Obrigado por ter escolhido nosso AL-2001. Para garantir o uso correto e eficiente do AL-2001,

Leia mais

ESTAÇÃO TRANSFERÊNCIA AUTO- MANUAL TM-2500/AM

ESTAÇÃO TRANSFERÊNCIA AUTO- MANUAL TM-2500/AM ESTAÇÃO TRANSFERÊNCIA AUTO- MANUAL TM-2500/AM Introdução Obrigado por ter escolhido nosso ESTAÇÃO TRANSFERÊNCIA AUTO-MANUAL TM- 2500/AM. Para garantir o uso correto e eficiente do TM-2500/AM, leia este

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO FREQÜENCÍMETRO DIGITAL FC-2500

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO FREQÜENCÍMETRO DIGITAL FC-2500 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO FREQÜENCÍMETRO DIGITAL FC-2500 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. Introdução...01 2. Regras de segurança...01 3.

Leia mais

A N U A L D E O P E R A Ç Ã O

A N U A L D E O P E R A Ç Ã O PRESSÃO LINHA AUTOMAÇÃO Wärme M A N U A L D E O P E R A Ç Ã O & I N S T A L A Ç Ã O PRESSOSTATO DIGITAL WTMD-5001-A ÍNDICE Item Página Características Técnicas...01 Tabela de Conversão de Pressão...01

Leia mais

Transmissor RHT-WM-485-LCD e Transmissor RHT-DM-485-LCD

Transmissor RHT-WM-485-LCD e Transmissor RHT-DM-485-LCD Transmissor RHT-WM-485-LCD e Transmissor RHT-DM-485-LCD TRANSMISSOR DE TEMPERATURA E UMIDADE - MANUAL DE INSTRUÇÕES V1.0x A 1 INTRODUÇÃO Os transmissores RHT-WM-485-LCD e RHT-DM-485-LCD incorporam sensores

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEGÔHMETRO DIGITAL MODELO MG-3100

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEGÔHMETRO DIGITAL MODELO MG-3100 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEGÔHMETRO DIGITAL MODELO MG-3100 Leia cuidadosamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do megôhmetro ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS DE SEGURANÇA...

Leia mais

Manual de Operações. PH-Meter Ph-1. www.innowatt.ind.br

Manual de Operações. PH-Meter Ph-1. www.innowatt.ind.br Manual de Operações PH-Meter Ph-1 www.innowatt.ind.br 1 INTRODUÇÃO Obrigado por ter escolhido um produto INNOWATT. Para garantir o uso correto e eficiente, é imprescindível a leitura completa deste manual

Leia mais

Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais. Manual de Instruções Contador Digital Microprocessado K204. Versão 1.XX / Rev.

Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais. Manual de Instruções Contador Digital Microprocessado K204. Versão 1.XX / Rev. Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais Manual de Instruções Contador Digital Microprocessado K204 Versão 1.XX / Rev. 1 Índice Item Página 1. Introdução...02 2. Características...02

Leia mais

Duplo Indicador de Temperatura com Alarme T204i/2T0-AL HNI Cód. 90.506.0082

Duplo Indicador de Temperatura com Alarme T204i/2T0-AL HNI Cód. 90.506.0082 MANUAL DE OPERAÇÃO Duplo Indicador de Temperatura com Alarme T204i/2T0-AL HNI Cód. 90.506.0082 Programa Executivo: T204AP_2T0AL Modelos: 220VAC, 127VAC e 24VAC. 40.000.0181 Rev. A maio 2011. ÍNDICE 1.

Leia mais

CONVERSOR PARA TERMOPAR TRM-270T

CONVERSOR PARA TERMOPAR TRM-270T CONVERSOR PARA TERMOPAR TRM-270T Introdução Obrigado por ter escolhido nosso CONVERSOR PARA TERMOPAR TRM-270T. Para garantir o uso correto e eficiente do TRM-270T, leia este manual completo e atentamente

Leia mais

ANUNCIADOR DE ALARME AL-2003

ANUNCIADOR DE ALARME AL-2003 AL-2003 Manual do usuário Anunciador de Alarme MAN-PT-DE-AL2003 Rev.: 1.00-12 Introdução Obrigado por ter escolhido nosso AL-2003. Para garantir o uso correto e eficiente do AL-2003, leia este manual

Leia mais

Indicador Digital Processos MODO DE USO. Dados Técnicos Conexões elétricas Utilização do teclado Dimensional. ABB Automação.

Indicador Digital Processos MODO DE USO. Dados Técnicos Conexões elétricas Utilização do teclado Dimensional. ABB Automação. Indicador Digital Processos MODO DE USO Dados Técnicos Conexões elétricas Utilização do teclado Dimensional ABB Automação Hartmann & Braun Dados Técnicos (NRB5180) Entrada -mvdc: -Vdc -madc Alimentação

Leia mais

Modo Execução. Modo Parametrizacão

Modo Execução. Modo Parametrizacão 1/7 Introdução O HM206 é um indicador para operar com comunicações RS485. O HM206 pode operar como escravo (slave) de rede fornecendo os dados ou operando comandado por outros sistemas ou como mestre (master)

Leia mais

Guia do Usuário. Higrotermômetro e Registrador de Dados Modelo SD500

Guia do Usuário. Higrotermômetro e Registrador de Dados Modelo SD500 Guia do Usuário Higrotermômetro e Registrador de Dados Modelo SD500 Introdução Parabéns pela sua compra do Registrador de dados de Temperatura/Umidade Extech SD500. Este aparelho mede, exibe e armazena

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMÔMETRO DIGITAL MODELO TD-870

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMÔMETRO DIGITAL MODELO TD-870 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMÔMETRO DIGITAL MODELO TD-870 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... - 1-2. REGRAS DE SEGURANÇA...

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Temporizador Automático / Relógio Programador de Horário Para Acionamento Automático de Sirenes e Outros Equipamentos Código: AFKITPROG 2 O REGISTRADOR ELETRÔNICO DE PONTO REP O Relógio Acionador Automático

Leia mais

RUGOSÍMETRO DE SUPERFÍCIE ITRPSD-100

RUGOSÍMETRO DE SUPERFÍCIE ITRPSD-100 RUGOSÍMETRO DE SUPERFÍCIE ITRPSD-100 1. Introdução Geral O rugosímetro de superfície TIME TR100/TR101 é uma nova geração de produto desenvolvido por TIME Group Inc. Tem como características uma maior

Leia mais

RUA ÁLVARO CHAVES, 155 PORTO ALEGRE RS BRASIL 90220-040

RUA ÁLVARO CHAVES, 155 PORTO ALEGRE RS BRASIL 90220-040 RUA ÁLVARO CHAVES, 155 PORTO ALEGRE RS BRASIL 90220-040 MANUAL DE INSTRUÇÕES TEL: (51) 3323 3600 FAX: (51) 3323 3644 info@novus.com.br INTRODUÇÃO O é um sensor de temperatura (modelo TEMP) ou temperatura

Leia mais

MEDIDOR DE PH DIGITAL DE BOLSO MODELO: PH-222

MEDIDOR DE PH DIGITAL DE BOLSO MODELO: PH-222 MANUAL DE INSTRUÇÕES MEDIDOR DE PH DIGITAL DE BOLSO MODELO: PH-222 1. CARACTERÍSTICAS Medidor de ph tipo caneta, com eletrodo incluso; Sensor de temperatura incorporado, ATC (Compensação Automática de

Leia mais

1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides

1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides 1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides CONTROLE DE FLUSHING AUTOMÁTICO LCF 12 Modo Periódico e Horário www.lubing.com.br (19) 3583-6929 DESCALVADO SP 1. Instalação O equipamento deve

Leia mais

GERADOR DE CORRENTE AC SM-200

GERADOR DE CORRENTE AC SM-200 GERADOR DE CORRENTE AC Manual do usuário Série: H GERADOR DE CORRENTE AC MAN-DE- Rev.: 01.00-10 Introdução Obrigado por ter escolhido nosso GERADOR DE CORRENTE AC. Para garantir o uso correto e eficiente,

Leia mais

ANEMÔMETRO DIGITAL Digital Anemometer Anemómetro Digital MDA-11

ANEMÔMETRO DIGITAL Digital Anemometer Anemómetro Digital MDA-11 ANEMÔMETRO DIGITAL Digital Anemometer Anemómetro Digital MDA-11 mphkm/hknots ft/minm/sx10 8.8.8.8 MAX-MIN APO AVG 216 ANEMOMETER 1.8.8.8 C F OFF APO ON OFF HOLD MULT AVG MAX MIN 2sec 1sec RST C/ F UNIT

Leia mais

Sistemas indicadores e transmissores de PRESSÃO DIFERENCIAL PARA SALAS LIMPAS MODELO VEC-PP-LED

Sistemas indicadores e transmissores de PRESSÃO DIFERENCIAL PARA SALAS LIMPAS MODELO VEC-PP-LED INTERNO INSTRUMENTO PARA EMBUTIR Sistemas indicadores e transmissores de PRESSÃO DIFERENCIAL PARA SALAS LIMPAS MODELO VEC-PP-LED Aplicação : Especialmente em salas limpas, pois podem ser embutidas em paredes

Leia mais

RUA ÁLVARO CHAVES, 155 PORTO ALEGRE RS BRASIL 90220-040

RUA ÁLVARO CHAVES, 155 PORTO ALEGRE RS BRASIL 90220-040 RUA ÁLVARO CHAVES, 155 PORTO ALEGRE RS BRASIL 90220-040 TEL: (51) 3323 3600 FAX: (51) 3323 3644 info@novus.com.br mypclab MANUAL DE INSTRUÇÕES INTRODUÇÃO O mypclab é um módulo de aquisição de variáveis

Leia mais

Temporizador NT240. TEMPORIZADOR PROGRAMÁVEL - MANUAL DE INSTRUÇÕES V2.0x A INTRODUÇÃO ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS SAÍDAS DO TEMPORIZADOR

Temporizador NT240. TEMPORIZADOR PROGRAMÁVEL - MANUAL DE INSTRUÇÕES V2.0x A INTRODUÇÃO ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS SAÍDAS DO TEMPORIZADOR TEMPORIZADOR PROGRAMÁVEL - MANUAL DE INSTRUÇÕES V2.0x A INTRODUÇÃO O temporizador programável tem como função básica monitorar o tempo e acionar sua saída de acordo com programação previamente realizada

Leia mais

Máx Unid Padrão. Mín 1 / 0.1 0/0 0/0 0/0 0/0 100 / 6.9 100 / 6.9 100 / 6.9 999 150.0 / 302 5.0/9 2 -50.0 / -58 0.1/1 1 / 0.

Máx Unid Padrão. Mín 1 / 0.1 0/0 0/0 0/0 0/0 100 / 6.9 100 / 6.9 100 / 6.9 999 150.0 / 302 5.0/9 2 -50.0 / -58 0.1/1 1 / 0. PCT6 plus CONTROLADOR DIGITAL DE PRESSÃO PARA CENTRAIS DE REFRIGERAÇÃO Ver. PCT6VT74. DESCRIÇÃO O PCT6 plus é um controlador de pressão para ser utilizado em centrais de refrigeração que necessitem de

Leia mais

*Only illustrative image. Imagen meramente ilustrativa. Imagem meramente ilustrativa. INSTRUCTIONS MANUAL

*Only illustrative image. Imagen meramente ilustrativa. Imagem meramente ilustrativa. INSTRUCTIONS MANUAL DIGITAL THERMOMETER Termómetro Digital Termômetro Digital MT-450 / MT-455 *Only illustrative image. Imagen meramente ilustrativa. Imagem meramente ilustrativa. INSTRUCTIONS MANUAL Manual de Instrucciones

Leia mais

CR20T. Manual do Usuário

CR20T. Manual do Usuário CR20T Manual do Usuário R 1 Índice Descrição Geral... 3 Aplicações... 3 Características Técnicas... 3 Modo de Operação... 4 Programação...4 Diagrama em blocos do menu... 5 Diagramas de funcionamento...

Leia mais

Eberhardt Comércio e Assist. Técnica. Ltda.

Eberhardt Comércio e Assist. Técnica. Ltda. Rua das Cerejeiras, 80 Ressacada CEP 88307-330 Itajaí SC Indicador Universal i304 Fone/Fax: (47) 3349 6850 Email: vendas@ecr-sc.com.br O indicador microprocessado I304 possui opções de entrada configurável

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES MEDIDOR DE ULTRA-VIOLETA MODELO UV-400

MANUAL DE INSTRUÇÕES MEDIDOR DE ULTRA-VIOLETA MODELO UV-400 MANUAL DE INSTRUÇÕES MEDIDOR DE ULTRA-VIOLETA MODELO UV-400 Leia cuidadosamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do medidor ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS DE SEGURANÇA...

Leia mais

Registrador FieldLogger

Registrador FieldLogger Registrador FieldLogger REGISTRADOR ELETRÔNICO - MANUAL DE INSTRUÇÕES V2.2x INTRODUÇÃO Este é um equipamento de aquisição e registro de variáveis analógicas. Opera como um Registrador Eletrônico de dados,

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO DECIBELÍMETRO MODELO DL-4050

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO DECIBELÍMETRO MODELO DL-4050 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO DECIBELÍMETRO MODELO DL-4050 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. Introdução...01 2. Regras de segurança...01 3.

Leia mais

Medidor de Monóxido de Carbono (CO) Portátil

Medidor de Monóxido de Carbono (CO) Portátil GUIA DO USUÁRIO Medidor de Monóxido de Carbono (CO) Portátil Modelo CO40 Introdução Obrigado por escolher o Extech Instruments Modelo CO40. O CO40 mede simultaneamente a concentração CO e a Temperatura

Leia mais

Termômetro Digital pt100 ITTM-917

Termômetro Digital pt100 ITTM-917 Termômetro Digital pt100 ITTM-917 CONTEÚDO 1. FUNÇÕES... 1 2. ESPECIFICAÇÕES... 1 2-1 Especificações Gerais...1 2-2 Especificações Elétricas... 2 3. DESCRIÇÃO DO PAINEL FRONTAL... 3 3-1 Display...3 3-2

Leia mais

Medidor de Resistência de Isolamento Analógico Modelo ITMG 800. Manual do Usuário

Medidor de Resistência de Isolamento Analógico Modelo ITMG 800. Manual do Usuário Medidor de Resistência de Isolamento Analógico Modelo ITMG 800 Manual do Usuário 1. Sumário O novo estilo de Verificador de Resistência de Isolamento Analógico é IT801A. Seu design é moderno e conta com

Leia mais

Termômetro / Registrador de dados em 4 canais

Termômetro / Registrador de dados em 4 canais Manual do Usuário Termômetro / Registrador de dados em 4 canais Entradas para RTD e termopar Modelo SDL200 Introdução Parabenizamos-lhe Parabéns pela aquisição do termômetro SDL200 da Extech, um medidor

Leia mais

Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais. Manual de Instruções Indicador Microprocessado ITM44. Versão: 1.xx / Rev.

Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais. Manual de Instruções Indicador Microprocessado ITM44. Versão: 1.xx / Rev. Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais Manual de Instruções Indicador Microprocessado ITM44 Versão: 1.xx / Rev. 03 ÍNDICE Item Página 1. Introdução... 02 2. Características... 02 3.

Leia mais

DISTRIBUIDOR DE ALIMENTAÇÃO QDA-10

DISTRIBUIDOR DE ALIMENTAÇÃO QDA-10 DISTRIBUIDOR DE ALIMENTAÇÃO QDA-10 Manual do usuário Distribuidor de Alimentação MAN-DE-QDA10 Rev.: 02.00-08 Introdução Obrigado por ter escolhido nosso QDA-10. Para garantir o uso correto e eficiente

Leia mais

Fone: 0800 707 5700. Manual de Instruções. Bloco Digestor DQO Microprocessado Mod.: 25439

Fone: 0800 707 5700. Manual de Instruções. Bloco Digestor DQO Microprocessado Mod.: 25439 Fone: 0800 707 700 Manual de Instruções Bloco Digestor DQO Microprocessado Mod.: 9 Fone: 0800 707 700 ÍNDICE. INTRODUÇÃO. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS. FUNCIONAMENTO. Instalação. Programando o timer (tempo).

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DA FONTE DIGITAL MODELO PS-1500

MANUAL DE INSTRUÇÕES DA FONTE DIGITAL MODELO PS-1500 MANUAL DE INSTRUÇÕES DA FONTE DIGITAL MODELO PS-1500 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do aparelho ÍNDICE 1. Introdução...01 2. Especificações...02 2.1. Gerais...02

Leia mais

Medidor Ambiental 5 em 1 Modelo: EN300

Medidor Ambiental 5 em 1 Modelo: EN300 Guia do Usuário Medidor Ambiental 5 em 1 Modelo: EN300 Anemômetro Medidor de Umidade Medidor de Luz Termômetro Medidor de Nível de Ruído Introdução Parabéns pela sua compra deste Medidor Extech. O EN300

Leia mais

Pressostato / Termostato Modelo BM. Instruções para Instalação e Uso

Pressostato / Termostato Modelo BM. Instruções para Instalação e Uso Pressostato / Termostato Modelo BM Instruções para Instalação e Uso Rua Agostinho Gomes, 568 - Ipiranga - São Paulo - SP - ep 0406-000 - Fone/Fax: (11) 6169-9875. onheça nossos produtos e sistemas na Internet

Leia mais

CR20PW. Manual do Usuário

CR20PW. Manual do Usuário CR20PW Manual do Usuário R Índice Termostato eletrônico com saída controlada CR20PW... 3 Descrição Geral... 3 Características Técnicas... 3 Modo de Operação... 4 Programação... 4 Esquema de ligações...

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMÔMETRO DIGITAL MODELO TD-801

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMÔMETRO DIGITAL MODELO TD-801 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMÔMETRO DIGITAL MODELO TD-801 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. Introdução... 02 2. Regras de segurança...

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES AOB508-G21 CONTROLADOR DE TEMPERATURA E PROCESSO IBRATEC

MANUAL DE INSTRUÇÕES AOB508-G21 CONTROLADOR DE TEMPERATURA E PROCESSO IBRATEC IBRATEC www.sibratec.ind.br MANUAL DE INSTRUÇÕES AOB508-G21 CONTROLADOR DE TEMPERATURA E PROCESSO 1 - INTRODUÇÃO O AOB508-G21 é um controlador digital de grandezas de alta precisão que pode ser utilizado

Leia mais

GMT6-C. Monitor de Temperatura Digital. Manual de Instalação e Operação Revisão 03 de 29-10-2009 MGBR08231

GMT6-C. Monitor de Temperatura Digital. Manual de Instalação e Operação Revisão 03 de 29-10-2009 MGBR08231 GRAMEYER Equipamentos Eletrônicos Ltda / GRAMEYER Indústria Eletroeletrônica Ltda. R. Mal. Castelo Branco, 2477 Schroeder SC Brasil 89275-000 e-mail: seriados@grameyer.com.br - www.grameyer.com.br Fones:

Leia mais

www.comatreleco.com.br R:Benjamim Constant, 56 Tel:(11) 2311-5682 contato@comatreleco.com.br

www.comatreleco.com.br R:Benjamim Constant, 56 Tel:(11) 2311-5682 contato@comatreleco.com.br Monitoramento de motores monofásico/trifásico MRU, MRI, MRM 1 Características Tensão de Alimentação UC12-48V ou UC110-240V Contato Reversível Entradas de medição separadas galvanicamente da alimentação

Leia mais

Controlador N1040. CONTROLADOR DE TEMPERATURA - MANUAL DE INSTRUÇÕES V1.1x D ALERTAS DE SEGURANÇA RECURSOS INSTALAÇÃO / CONEXÕES

Controlador N1040. CONTROLADOR DE TEMPERATURA - MANUAL DE INSTRUÇÕES V1.1x D ALERTAS DE SEGURANÇA RECURSOS INSTALAÇÃO / CONEXÕES CONTROLADOR DE TEMPERATURA - MANUAL DE INSTRUÇÕES V1.1x D ALERTAS DE SEGURANÇA Os símbolos abaixo são usados no equipamento e ao longo deste manual para chamar a atenção do usuário para informações importantes

Leia mais

Agilent U1701B Medidor portátil de capacitância com exibição dupla Guia de início rápido

Agilent U1701B Medidor portátil de capacitância com exibição dupla Guia de início rápido Agilent U1701B Medidor portátil de capacitância com exibição dupla Guia de início rápido Os itens a seguir fazem parte do medidor de capacitância: Fios da garra jacaré Guia de início rápido impresso Bateria

Leia mais

CONTROLADOR ELETRÔNICO DE AR CONDICIONADO. GL-T540 Painel de Controle

CONTROLADOR ELETRÔNICO DE AR CONDICIONADO. GL-T540 Painel de Controle CONTROLADOR ELETRÔNICO DE AR CONDICIONADO GL-T540 Painel de Controle MANUAL PARA OPERADOR Maio 2005 Rev. BI Versão Software: 1.1 SUMMARIO 1) INTRODUÇÃO... 03 1.1) Introdução... 03 1.2) Painel de Controle...

Leia mais

FONTE DE ALIMENTAÇÃO CHAVEADA CWF24-01

FONTE DE ALIMENTAÇÃO CHAVEADA CWF24-01 FONTE DE ALIMENTAÇÃO CHAVEADA (Input: 85 ~ 264 Vac / 120 ~ 370 Vdc) (Output: 24 Vdc / 1 A) CWF24-01 Fonte de Alimentação Chaveada Manual do usuário MAN-PT-DE-CWF24-01-01.00_14 Introdução Obrigado por

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEGÔHMETRO DIGITAL MODELO MG-3055 rev. 01

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEGÔHMETRO DIGITAL MODELO MG-3055 rev. 01 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEGÔHMETRO DIGITAL MODELO MG-3055 rev. 01 Leia cuidadosamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do megôhmetro ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. REGRAS DE SEGURANÇA...

Leia mais

INDICADOR DIGITAL Modelo FE50iNG. Manual de Operação. MAN 015 Versão 1.2

INDICADOR DIGITAL Modelo FE50iNG. Manual de Operação. MAN 015 Versão 1.2 INDICADOR DIGITAL Modelo FE50iNG Manual de Operação MAN 015 Versão 1.2 Aconselhamos que as instruções deste manual sejam lidas cuidadosamente antes da operação do equipamento, possibilitando sua adequada

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEDIDOR DE OXIGÊNIO DISSOLVIDO MODELO OD-4000

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEDIDOR DE OXIGÊNIO DISSOLVIDO MODELO OD-4000 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MEDIDOR DE OXIGÊNIO DISSOLVIDO MODELO OD-4000 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... - 1-2. ESPECIFICAÇÕES...

Leia mais

Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais. Manual de Instruções Controlador Digital Microprocessado C130. V.1.

Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais. Manual de Instruções Controlador Digital Microprocessado C130. V.1. Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais Manual de Instruções Controlador Digital Microprocessado C130 V.1.01 / Revisão 4 ÍNDICE Item Página 1. Introdução...01 2. Características...01

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-1600

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-1600 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO MULTÍMETRO DIGITAL MODELO MD-1600 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. REGRAS DE SEGURANÇA...3

Leia mais

S IBRATEC MANUAL DE INSTRUÇÕES AOB294I-5K1 AMPERÍMETRO COM SAÍDA DE CONTROLE

S IBRATEC MANUAL DE INSTRUÇÕES AOB294I-5K1 AMPERÍMETRO COM SAÍDA DE CONTROLE www.sibratec.ind.br MANUAL DE INSTRUÇÕES AOB294I-5K1 AMPERÍMETRO COM SAÍDA DE CONTROLE 1 - INTRODUÇÃO Os medidores de grandezas elétricas da família AOB fazem parte de uma nova geração de medidores inteligentes

Leia mais

Leandro N.Alem 1351/53 -(1871)- Dock Sud Buenos Aires - Argentina T.E.:4201-5316 / 4222-9821 FAX:4222-9821 Web:www.ingecozs.com

Leandro N.Alem 1351/53 -(1871)- Dock Sud Buenos Aires - Argentina T.E.:4201-5316 / 4222-9821 FAX:4222-9821 Web:www.ingecozs.com Leandro N.Alem 1351/53 MANUAL DE OPERAÇÃO ÍNDICE ESPECIFICAÇÕES...3 CONEXÕES ELÉTRICAS...3 OPERAÇÃO...4 CICLO DE CALIBRAÇÃO...4 INDICAÇÃO DE ERRO...4 Leandro N.Alem 1351/53 2 O N320 é um termômetro digital

Leia mais

Disjuntores-Motor BDM-G. Dados Técnicos Características Gerais. Posições das teclas

Disjuntores-Motor BDM-G. Dados Técnicos Características Gerais. Posições das teclas Disjuntores-Motor BDM-G Generalidade: O disjuntor-motor BDM-G,Tripolar, são termomagnéticos compactos e limitadores de corrente. Ideal para o comando e a proteção dos motores. Possuem alta capacidade de

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO ALICATE TERRÔMETRO MODELO TR-5500

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO ALICATE TERRÔMETRO MODELO TR-5500 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO ALICATE TERRÔMETRO MODELO TR-5500 setembro 2011 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. Introdução... - 1-2. Regras

Leia mais

ALICATE AMPERÍMETRO DIGITAL MANUAL DE INSTRUÇÕES

ALICATE AMPERÍMETRO DIGITAL MANUAL DE INSTRUÇÕES ALICATE AMPERÍMETRO DIGITAL MANUAL DE INSTRUÇÕES Introdução Características de Operação Este multímetro é completamente portátil, possui visor de cristal líquido de 3,5 dígitos e alicate amperímetro com

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO DSI 689 MANUAL DE OPERAÇÃO DSI

MANUAL DE OPERAÇÃO DSI 689 MANUAL DE OPERAÇÃO DSI DESCRIÇÃO DADOS TÉCNICOS RESET HI LO 1 - quando acesa o valor lido no painel analógico deverá ser multiplicado por 100. 2 - quando acesa o valor lido no painel analógico devera ser multiplicado por 10.

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO DECIBELÍMETRO MODELO DL-4100

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO DECIBELÍMETRO MODELO DL-4100 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO DECIBELÍMETRO MODELO DL-4100 revisão novembro de 2008 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...1 2. REGRAS

Leia mais

DATA LOGGER PARA REGISTO DE TEMPERATURAS COM LIGAÇÃO USB

DATA LOGGER PARA REGISTO DE TEMPERATURAS COM LIGAÇÃO USB DATA LOGGER PARA REGISTO DE TEMPERATURAS COM LIGAÇÃO USB AVISO PRÉVIO A partir de 1 de Janeiro de 2014 os data loggers deixam de ser fornecidos com CD-ROM com software. O software continua a ser gratuito

Leia mais

Smart Energy & Power Quality Solutions. Registrador de dados ProData. O mais compacto registrador de dados

Smart Energy & Power Quality Solutions. Registrador de dados ProData. O mais compacto registrador de dados Smart Energy & Power Quality Solutions Registrador de dados ProData O mais compacto registrador de dados Inteligente e compacto: Nosso registrador de dados universal que mais gerencia os custos de energia

Leia mais

Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais. Manual de Instruções Controlador Digital Microprocessado CCM44. Versão 0.xx / Rev.

Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais. Manual de Instruções Controlador Digital Microprocessado CCM44. Versão 0.xx / Rev. Medição, Controle e Monitoramento de Processos Industriais Manual de Instruções Controlador Digital Microprocessado CCM44 Versão 0.xx / Rev. 03 Índice Ítem Página 1. Introdução... 02 2. Características...

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO GERADOR DE FUNÇÕES MODELO GV-2002

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO GERADOR DE FUNÇÕES MODELO GV-2002 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO GERADOR DE FUNÇÕES MODELO GV-2002 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do gerador ÍNDICE 1. Introdução... 01 2. Regras de segurança... 02

Leia mais

Catalogo Técnico. Disjuntor Motor BDM-NG

Catalogo Técnico. Disjuntor Motor BDM-NG Catalogo Técnico Disjuntor Motor BDM-NG Disjuntores-Motor BDM-NG Generalidade: O disjuntor-motor BDM-NG,Tripolar, são termomagnéticos compactos e limitadores de corrente. Ideal para o comando e a proteção

Leia mais

BT QCC 1000 Quadro elétrico para câmaras frigoríficas até 3HP 220V2F

BT QCC 1000 Quadro elétrico para câmaras frigoríficas até 3HP 220V2F BTQCC1000v1_0.docx - Página 1 de 6 BT QCC 1000 Quadro elétrico para câmaras frigoríficas até 3HP 220V2F 1.0 Descrições gerais: BT QCC 1000 é amplamente usado para pequenas e médias câmaras frigoríficas,

Leia mais

Manual de instalação e operação

Manual de instalação e operação Manual de instalação e operação Central de alarme de incêndio endereçável INC 2000 Central de alarme de incêndio INC 2000 Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Engesul.

Leia mais

CENTRAL DE ALARME BRISA 8 VOZ / BRISA 8 SINAL

CENTRAL DE ALARME BRISA 8 VOZ / BRISA 8 SINAL CENTRAL DE ALARME BRISA 8 VOZ / BRISA 8 SINAL CARACTERÍSTICAS BÁSICAS 8 Zonas programáveis sendo 4 mistas, ou seja, com fio e sem fio e 4 com fio; 1 senha mestre; 1 senha de usuário; Entrada para teclado

Leia mais

CO-6 Medidor de dióxido de carbono (CO2)

CO-6 Medidor de dióxido de carbono (CO2) CO-6 Medidor de dióxido de carbono (CO2) DETECTOR 1. Sensor de temperatura e umidade 2. Sensor de CO2 (parte traseira) 3. display LCD 4. Conector adaptador AC 5. porta RS232 6. Teclado 7. Compartimento

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Multímetro Digital MM013

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Multímetro Digital MM013 MANUAL DE INSTRUÇÕES Multímetro Digital MM013 Obrigado por adquirir um produto ALLECO O GRUPO ALLECO garante a você um produto confiável, produzido com a mais alta tecnologia por uma empresa moderna e

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO MEDIDOR DE RELAÇÃO EM TRANSFORMADORES MODELO: HMTTR-2000E HIGHMED SOLUÇÕES EM TECNOLOGIA DE MEDIÇÃO LTDA. Av Vila Ema, 3863 Conj 4

MANUAL DE OPERAÇÃO MEDIDOR DE RELAÇÃO EM TRANSFORMADORES MODELO: HMTTR-2000E HIGHMED SOLUÇÕES EM TECNOLOGIA DE MEDIÇÃO LTDA. Av Vila Ema, 3863 Conj 4 MANUAL DE OPERAÇÃO MEDIDOR DE RELAÇÃO EM TRANSFORMADORES MODELO: HMTTR-2000E HIGHMED SOLUÇÕES EM TECNOLOGIA DE MEDIÇÃO LTDA Av Vila Ema, 3863 Conj 4 Vila Ema São Paulo SP CEP: 032.81-001 PABX: (11) 2717-7760

Leia mais

Eberhardt Comércio e Assist. Técnica. Ltda.

Eberhardt Comércio e Assist. Técnica. Ltda. Rua das Cerejeiras, 80 Ressacada CEP 88307-330 Itajaí SC Indicador Universal Fone/Fax: (47) 3349 6850 Email: vendas@ecr-sc.com.br O indicador microprocessado i506 possui entrada configurável para 24 tipos

Leia mais

HM203 (Protocolo ModBus) INDICADOR / CONTROLADOR

HM203 (Protocolo ModBus) INDICADOR / CONTROLADOR 1/19 HM203 (Protocolo ModBus) INDICADOR / CONTROLADOR Introdução O HM203 é um indicador/controlador que recebe um sinal de 4 a 20 ma, tem uma saída analógica 4 a 20 ma, 4 saídas de relé, e pode ter uma

Leia mais

MAXI CONTROL. Advanced microprocessor system V 1.0 11/03

MAXI CONTROL. Advanced microprocessor system V 1.0 11/03 MAXI CONTROL Advanced microprocessor system V 1.0 11/03 Parabéns você optou pelo mais moderno aparelho para controle de temperatura e luzes para aquário, com a vantagem de ser nacional, permitindo uma

Leia mais

Monitor de Rede Elétrica Som Maior Pro. Manual do Usuário Versão 3.9f

Monitor de Rede Elétrica Som Maior Pro. Manual do Usuário Versão 3.9f Monitor de Rede Elétrica Som Maior Pro Manual do Usuário Versão 3.9f 2 ÍNDICE PÁG. 1 APRESENTAÇÃO...03 2 DESCRIÇÃO DO EQUIPAMENTO...04 2.1 ROTINA INICIAL DE AVALIAÇÃO DA REDE ELÉTRICA...04 2.2 TROCA DE

Leia mais

Termo-Higro-Anemômetro Digital Portátil ITAN-730. Calibrador de Loop Digital ITCAL-9800

Termo-Higro-Anemômetro Digital Portátil ITAN-730. Calibrador de Loop Digital ITCAL-9800 Termo-Higro-Anemômetro Digital Portátil ITAN-730 Calibrador de Loop Digital ITCAL-9800 GUIA DE INICIAÇÃO RÁPIDA Para procedimentos de operação detalhados, faça o download do manual contido no software.

Leia mais

Transmissores RHT-WM-485-LCD, RHT-DM-485-LCD e RHT-P10-485-LCD

Transmissores RHT-WM-485-LCD, RHT-DM-485-LCD e RHT-P10-485-LCD Transmissores RHT-WM-485-LCD, RHT-DM-485-LCD e RHT-P10-485-LCD TRANSMISSOR DE TEMPERATURA E UMIDADE MANUAL DE INSTRUÇÕES V1.0x B 1 INTRODUÇÃO Os transmissores RHT-WM-485-LCD, RHT-DM-485-LCD e RHT-P10-485-

Leia mais

Manual de Instruções do Senha Light

Manual de Instruções do Senha Light Manual de Instruções do Senha Light 2 Sumário 1. Apresentação... 4 2. Especificações Técnicas... 4 3. Configuração do Sistema... 5 4. Esquema de Ligação... 5 4.1. Ligação da Fechadura Eletroímã... 6 4.1.1.

Leia mais

INDICADOR DIGITAL PANANTEC ATMI

INDICADOR DIGITAL PANANTEC ATMI INDICADOR DIGITAL PANANTEC ATMI MANUAL DE REFERÊNCIA PANANTEC ATMII COMÉRCIIO E SERVIIÇO LTDA Rua Apuanã, 31 - Jd. Jaçanã cep: 02318-050 São Paulo / SP Brasil Fone: (11) 2243-6194 / 2243-6192 Fax: (11)

Leia mais

CONTROLADOR DE TEMPERATURA DIGITAL MICROPROCESSADO XMT-904L

CONTROLADOR DE TEMPERATURA DIGITAL MICROPROCESSADO XMT-904L CONTROLADOR DE TEMPERATURA DIGITAL MICROPROCESSADO XMT-94L 1-CARACTERISTICAS PRINCIPAIS Alimentação 1 ~24Vca. 2 Display LED de alto brilho de 4 dígitos cada. Multi-entrada : Termopar, termoresistência,

Leia mais

Manual do Indicador Digital Mod. IT versão: (Janeiro 2006)

Manual do Indicador Digital Mod. IT versão: (Janeiro 2006) Manual do Indicador Digital Mod. IT versão: (Janeiro 2006) Este manual contém informações para instalação e operação do Indicador Digital Mod.IT. Siga corretamente as instruções para garantir perfeito

Leia mais

INDICADOR MULTIPONTOS 16 CANAIS TM-4100CS

INDICADOR MULTIPONTOS 16 CANAIS TM-4100CS INDICADOR MULTIPONTOS 16 CANAIS TM-4100CS Introdução Obrigado por ter escolhido nosso INDICADOR MULTIPONTOS 16 CANAIS TM-4100CS. Para garantir o uso correto e eficiente do TM-4100CS, leia este manual completo

Leia mais

Manual do usuário. Central de alarme de incêndio Slim

Manual do usuário. Central de alarme de incêndio Slim Manual do usuário Central de alarme de incêndio Slim Central de alarme de incêndio Slim Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Engesul. Este manual é válido apenas para

Leia mais