PATOLOGIAS DA PRÓSTATA. Prostata

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PATOLOGIAS DA PRÓSTATA. Prostata"

Transcrição

1 AULA PREPARADA POR:

2 PATOLOGIAS DA PRÓSTATA Prostata

3 A próstata é um órgão interno que só o homem possui; tem a forma de uma maçã muito pequena, e fica logo abaixo da bexiga.

4 ANATOMIA Tem o tamanho aproximado de uma ameixa Está localizada abaixo da bexiga, na frente do reto Pesa cerca de 20 gramas.

5 FUNÇÃO DA PRÓSTATA A próstata produz (secreta) um líquido que se junta à secreção da vesícula seminal para formar o sêmen Dentro dela ocorre a transformação do principal hormônio masculino - a testosterona - em diidrotestosterona, que, por sua vez, é responsável pelo controle do crescimento dessa glândula

6 PATOLOGIA Próstata aumentada O crescimento normal da próstata relaciona-se com o avanço da idade do homem. A partir dos 31 anos, ela passa a crescer 0,4 g por ano. Pode atingir volumes de 60g a 100g

7 SINTOMAS "sintomas obstrutivos Quando associados à obstrução direta da próstata, esses problemas que alteram o fluxo urinário normal "sintomas irritativos Quando estão relacionados às repercussões negativas deste próprio fluxo urinário anormal sobre a bexiga

8 TRÊS TIPOS PRINCIPAIS DE PROBLEMAS Hiperplasia Prostática Benigna (HPB) Câncer de Próstata Prostatite

9 QUANDO PROCURAR UM MÉDICO SINTOMAS DE PROSTATISMO Atraso para iniciar a micção. Esforço para finalizar a micção. Prolongamento do tempo de micção. Jato miccional entrecortado, dividindo a micção em 2 ou mais tempos. Dificuldade para urinar com a bexiga cheia.

10 QUANDO PROCURAR UM MÉDICO SINTOMAS DE PROSTATISMO Polaciúria (aumento do número de vezes que o paciente urina). Urgência miccional. Sangue na micção. Ardor miccional. Nictúria (aumento da freqüência miccional durante a noite). Globo vesical palpável (devido à retenção urinária). Gotejamento ao final da micção.

11 HPB - HIPERPLASIA PROSTÁTICA BENIGNA (HPB) Normal HPB Normal HPB A próstata das dimensões originais de uma pequena ameixa, pode atingir o tamanho de uma laranja grande

12 A HPB É UMA COISA; O CÂNCER DA PRÓSTATA É OUTRA, BEM DIFERENTE. Alguns sintomas das duas doenças são parecidos. Cancer HPB Pacientes com HPB que se encontram em tratamento devem ser submetidos a exames anuais, para acompanhar a evolução da melhora, como também para detecção precoce de câncer nessa região.

13 A HPB NÃO ESCOLHE A QUE ATACAR As causas ainda são indeterminadas Ocorre dos 40 anos em diante, sendo mais comum a partir dos 60 anos Atinge 50% dos homens aos 60 anos e 90% dos homens entre 70 e 80 anos O crescimento da próstata comprime a uretra determinando uma série de sintomas urinários

14 SINTOMAS DA HPB Nem sempre o volume da próstata corresponde à gravidade dos sintomas.

15 SINTOMAS HPB Levantar-se várias vezes à noite para urinar Ardência para urinar Diminuição da força e calibre do jato urinário Sensação de não ter esvaziado completamente a bexiga após urinar Urinar em dois tempos Desejo imperioso de urinar

16 SINTOMAS HPB Aumento do número de micções Urina sanguinolenta Gotejamento acentuado no final da micção Diminuição do volume do ejaculado Incapacidade de urinar espontaneamente Retenção urinária

17 FATORES DE RISCO Idade (mais de 50 anos) Níveis elevados de andrógenos (testosterona ou diidrotestosterona) Hereditariedade.

18 MEDIDAS DIAGNÓSTICAS Exames de laboratório (urina, PSA etc.) Toque retal ultra-sonografia da próstata Endoscopia urinária Urodinâmica

19 TRATAMENTO DA HPB Observação cuidadosa Alfa-bloqueadores Finasterida Cirurgia convencional Ressecção transuretral da próstata (RTUP Eletrovaporização da próstata (EVAP) e ablação a laser da próstata

20 TRATAMENTO DA HPB (RTU) Aparelho utilizado para ressecção endoscópica da próstata através da uretra. Fragmento da próstata retirados.

21 TRATAMENTO HPB A imagem mostra uma peça cirúrgica. Neste caso, a próstata doente foi retirada por inteiro através de uma incisão abdominal. O estilete mostra por onde passa a uretra.

22 TRATAMENTO HPB Todas as cirurgias para HBP, não retiram completamente a próstata; apenas o "miolo", deixando a cápsula (casca) intacta. É comum a ocorrência de ejaculação retrógrada após o tratamento cirúrgico da HBP Tratamentos cirúrgicos da HBP, dificilmente levam à impotência

23 A HBP NÃO TRATADA Pode levar a sérias complicações Retenção urinária (urina presa) Infecção urinária Cálculos (pedras) na bexiga Insuficiência renal Descompensação da bexiga.

24 PROSTATITES É qualquer condição associada à inflamação ou infecção da glândula prostática. Ocorre raramente em jovens, porém com muita freqüência em homens adultos, aumentando a incidência com a idade.

25 EPIDEMIOLOGIA PROSTATITES A prostatite é responsável por cerca de 25% das consultas médicas com queixas referentes ao aparelho gênito-urinário Cerca de 50% dos homens adultos desenvolvem alguma prostatite durante a vida

26 ETIOLOGIA PROSTATITES Causada por bactérias ou outros organismos infectantes que chegam na próstata vindos da bexiga, dos rins ou de um contato sexual O uso de camisinha durante o ato sexual pode prevenir uma infecção. Pode ser devido à hiperplasia prostática benigna (HPB), que pode causar um refluxo da urina depois da micção.

27 CLASSIFICAÇÃO DAS PROSTATITES Prostatites infecciosas Agudas :há sempre a participação de um agente infeccioso, representado em geral por certos micróbios, como bactérias. Crônicas :a causada por bactéria. Seus sintomas, porém, são mais discretos Prostatites não-infecciosas Causa desconhecida, a sintomatologia é muitas vezes expressiva

28 VIAS DE CONTAMINAÇÃO DA PRÓSTATA 1. Via ascendente,na qual a urina pode refluir para dentro dos dutos prostáticos, geralmente ocorrendo após instrumentação da uretra ou bexiga 2. Via hematogênica, por infecções (estafilocócicas agudas, tuberculose ou infecções fúngicas profundas) 3. Contaminação direta a partir do reto, através de ductos linfáticos

29 AUMENTA O RISCO DE PROSTATITE De modo geral, o risco de uma prostatite aumenta em pessoas que: 1.Instrumentação no trato urinário 2.Praticam sexo anal 3.Anormalidade no trato urinário 4.Tiveram ou têm freqüentemente, infecções de bexiga 5.Desenvolveram HPB

30 SINTOMAS DE PROSTATITE Febre Calafrios Dor nas costas e na região pélvica Fatiga Micção dolorida ou freqüente Desconforto nos testículos e na uretra Sangue na urina ou na ejaculação Dificuldades durante o ato sexual Micção freqüente Secreção ou pus na uretra

31 SINTOMAS DE PROSTATITE Febre Calafrios Dor nas costas e na região pélvica Fatiga Micção dolorida ou freqüente Desconforto nos testículos e na uretra

32 SINTOMAS DE PROSTATITE Sangue na urina ou na ejaculação Dificuldades durante o ato sexual Micção freqüente Secreção ou pus na uretra

33 COMPLICAÇÃO DAS PROSTATITES A imagem mostra um corte da pelve masculina. Observar um abscesso da próstata com setas indicando os locais mais comuns de drenagem da secreção purulenta.

34 CÂNCER DE PRÓSTATA O câncer da próstata é um problema muito sério.

35 CÂNCER DE PRÓSTATA Carcinoma limitado do lobo médio da próstata Carcinoma de próstata avançando pela bexiga Carcinoma limitado do lobo médio da próstata Carcinoma de próstata avançando através da bexiga, peritônio e parede retal

36 CÂNCER DE PRÓSTATA ESTUDOS EPIDEMIOLÓGICOS Atualmente, é a neoplasia mais freqüente do homem, representando 21% do total de casos Na cidade de São Paulo (Brasil) são diagnosticados 22 novos casos novos por habitantes a cada ano.

37 CÂNCER DE PRÓSTATA ESTUDOS EPIDEMIOLÓGICOS Em 1990 cerca de novos casos de câncer de próstata foram diagnosticados nos Estados Unidos Durante 1990, ocorreram mortes causadas por câncer de próstata O risco entre os homens negros é de 1 em cada 10 desenvolverão essa neoplasia Um em cada 11 homens brancos nos EEUU desenvolverão câncer de próstata

38 CÂNCER DE PRÓSTATA ESTUDOS EPIDEMIOLÓGICOS Raro antes dos 50 anos e sua incidência aumenta progressivamente com a idade Cerca de 60% dos homens acima dos 80 anos apresentam neoplasia primária da próstata (anatomo-patológico) A incidência um pouco mais elevada em famílias de portadores da doença.

39 IMPORTANTE Produzem manifestações clínicas só quando a neoplasia atinge a cápsula prostática doença avançada. Nas fases iniciais o tumor só pode ser identificado através de exames clínicos de rotina toque retal anual em todo o homem com mais de 50 anos de idade

40 TOQUE RETAL O exame do toque retal ainda é o maior obstáculo para combater o terceiro tipo de câncer que mais atinge os homens O toque retal representa a forma mais acurada de se identificar casos de Câncer da próstata

41 TOQUE RETAL Não é um exame "antigo" ou "superado Não compromete a masculinidade nem é indigno

42 CÂNCER DA PRÓSTATA TRATAR ENQUANTO É TEMPO Nos estádios iniciais, limita-se à próstata Se deixado sem tratamento, poderá invadir órgãos próximos como vesículas seminais, uretra e bexiga Pode-se espalhar-se para órgãos distantes como linfonodos, ossos, fígado e pulmões, quando torna-se incurável

43 O DIAGNÓSTICO É FEITO Pela presença de sintomas urinários Pelo toque retal Por um exame de sangue (PSA) Por ultra-sonografia da próstata Por biópsia da próstata Por outros exames, dependendo do caso(cintilografia, tomografia computadorizada, ressonância magnética etc)

44 BIÓPSIA DA PRÓSTATA Procedimento simples Feito no consultório Anestesia local Guiado por USG

45 TRATAMENTO 1-Quando diagnosticado na fase inicial Prostatectomia radical Radioterapia 2-Outros tratamentos Hormonioterapia Irradiação interstical Criocirurgia

46 TRATAMENTO Prostatectomia radical ( peça cirúrgica) Tomografia - implantes prostáticos, braquiterapia

47 PREVENÇÃO CÂNCER PRÓSTATA Todo homem a partir dos 40 anos faça uma avaliação clínica anual Com a detecção precoce, esse tipo de câncer tem elevado potencial de cura

48 RESUMINDO O QUE FAZER Procurar atendimento médico se tiver sintomas Fazer preventivo após de 45 anos de idade mesmo sem sintomas 1 x por ano

49 TOQUE RETAL DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL Superficie Consistência Volume Mobilidade Dor Normal Lisa Fibroelastica Normal Presente Não Hpb Lisa Fibroelastica Aumentada Presente Não Carcinoma Irregular nodular Dura Pétrea Normal ou aumentada Diminuida ou fixa No nódulo Prostatite aguda Lisa Amolecida Aumentada Presente Muito aumentada Prostatite crônica Irregular Endurecida Normal ou aumentada Presente Aumentada

DOENÇAS DA PRÓSTATA. Prof. João Batista de Cerqueira Adjunto DSAU - UEFS

DOENÇAS DA PRÓSTATA. Prof. João Batista de Cerqueira Adjunto DSAU - UEFS DOENÇAS DA PRÓSTATA Prof. João Batista de Cerqueira Adjunto DSAU - UEFS O QUE É A PRÓSTATA? A próstata é uma glândula que tem o tamanho de uma noz, e se localiza abaixo da bexiga, envolvendo a uretra masculina.

Leia mais

DOENÇAS DA PRÓSTATA. P/ Edison Flávio Martins

DOENÇAS DA PRÓSTATA. P/ Edison Flávio Martins DOENÇAS DA PRÓSTATA P/ Edison Flávio Martins PRÓSTATA NORMAL Peso: 15 a 20 gr Localização: Abaixo da bexiga Atravessada pela uretra Função: Reprodutiva DOENÇAS DA PRÓSTATA Infecção: Prostatite aguda e

Leia mais

III EGEPUB/COPPE/UFRJ

III EGEPUB/COPPE/UFRJ Luiz Otávio Zahar III EGEPUB/COPPE/UFRJ 27/11/2014 O que é a próstata? A próstata é uma glândula pequena que fica abaixo da bexiga e envolve o tubo (chamado uretra) pelo qual passam a urina e o sêmen.

Leia mais

Porque se cuidar é coisa de homem. Saúde do homem

Porque se cuidar é coisa de homem. Saúde do homem Porque se cuidar é coisa de homem. Saúde do homem SAÚDE DO HOMEM Por preconceito, muitos homens ainda resistem em procurar orientação médica ou submeter-se a exames preventivos, principalmente os de

Leia mais

Câncer de Próstata. Fernando Magioni Enfermeiro do Trabalho

Câncer de Próstata. Fernando Magioni Enfermeiro do Trabalho Câncer de Próstata Fernando Magioni Enfermeiro do Trabalho O que é próstata? A próstata é uma glândula que só o homem possui e que se localiza na parte baixa do abdômen. Ela é um órgão muito pequeno, tem

Leia mais

www.rhvida.com.br Copyright RHVIDA S/C Ltda.

www.rhvida.com.br Copyright RHVIDA S/C Ltda. A próstata é uma glândula que só existe no homem. Tem como função produzir substâncias que vão ajudar a tornar o sêmen mais fluido, facilitando a viagem dos espermatozóides. Quando nos alimentamos, o que

Leia mais

Qual o tamanho da próstata?

Qual o tamanho da próstata? É o aumento benigno do volume da próstata. A próstata é uma glândula situada na parte inferior da bexiga e anterior ao reto. No seu interior passa a uretra (o canal pelo qual a urina é eliminada do corpo).

Leia mais

Arquivo criado por RH VIDA. Entendendo ser importante, solicitamos e conseguimos autorização para sua divulgação.

Arquivo criado por RH VIDA. Entendendo ser importante, solicitamos e conseguimos autorização para sua divulgação. Arquivo criado por RH VIDA. Entendendo ser importante, solicitamos e conseguimos autorização para sua divulgação. Academia Snooker Clube Sorocaba - SP Paulo Dirceu Dias www.snookerclube.com.br paulodias@pdias.com.br

Leia mais

O Câncer de Próstata. O que é a Próstata

O Câncer de Próstata. O que é a Próstata O Câncer de Próstata O câncer de próstata é o segundo tumor mais comum no sexo masculino, acometendo um em cada seis homens. Se descoberto no início, as chances de cura são de 95%. O que é a Próstata A

Leia mais

Saúde da Próstata. XXX Ciclo de Debate Município Saudável Envelhecimento Ativo. Claudio B. Murta

Saúde da Próstata. XXX Ciclo de Debate Município Saudável Envelhecimento Ativo. Claudio B. Murta Divisão de Clínica Urológica Saúde da Próstata XXX Ciclo de Debate Município Saudável Envelhecimento Ativo Claudio B. Murta Médico Urologista Coordenador do Centro de Referência do Homem Hospital de Transplantes

Leia mais

Oi, pai! Nós, da RHVIDA, queremos congratular você pelo seu dia. www.rhvida.com.br. Copyright RHVIDA S/C Ltda.

Oi, pai! Nós, da RHVIDA, queremos congratular você pelo seu dia. www.rhvida.com.br. Copyright RHVIDA S/C Ltda. Oi, pai! Nós, da RHVIDA, queremos congratular você pelo seu dia. Se você não é pai com certeza é filho, e então vamos parabenizar você e seu pai. Você sabe que existem muitas coisas a fazer pelo seu filho.

Leia mais

CÂNCER DE PRÓSTATA: NÍVEL DE CONHECIMENTO DA POPULAÇÃO MASCULINA COM FAIXA ETÁRIA ACIMA DE 40 ANOS, DA FEIRA LIVRE DO MUNICÍPIO DE BARREIRAS BA.

CÂNCER DE PRÓSTATA: NÍVEL DE CONHECIMENTO DA POPULAÇÃO MASCULINA COM FAIXA ETÁRIA ACIMA DE 40 ANOS, DA FEIRA LIVRE DO MUNICÍPIO DE BARREIRAS BA. CÂNCER DE PRÓSTATA: NÍVEL DE CONHECIMENTO DA POPULAÇÃO MASCULINA COM FAIXA ETÁRIA ACIMA DE 40 ANOS, DA FEIRA LIVRE DO MUNICÍPIO DE BARREIRAS BA. Caroline Carvalho Rodrigues, IFBA ¹ carolinerodrigues15@hotmail.com

Leia mais

CPMG- SGT NADER ALVES DOS SANTOS CÂNCER DE PRÓSTATA PROF.WEBER

CPMG- SGT NADER ALVES DOS SANTOS CÂNCER DE PRÓSTATA PROF.WEBER CPMG- SGT NADER ALVES DOS SANTOS CÂNCER DE PRÓSTATA PROF.WEBER Próstata Sobre o Câncer Sintomas Diagnóstico e exame Tratamento Recomendações O QUE É A PRÓSTATA? A próstata é uma glândula que tem o tamanho

Leia mais

Sintomas do trato urinário inferior em homens Resumo de diretriz NHG M42 (Março 2013)

Sintomas do trato urinário inferior em homens Resumo de diretriz NHG M42 (Março 2013) Sintomas do trato urinário inferior em homens Resumo de diretriz NHG M42 (Março 2013) Blanker MH, Breed SA, van der Heide WK, Norg RJC, de Vries A, Wolters RJ, van den Donk M, Burgers JS, Opstelten W,

Leia mais

Diagnóstico das doenças da próstata

Diagnóstico das doenças da próstata Diagnóstico das doenças da próstata A. A QUEM SE DEVE DIRIGIR SE TEM DIFICULDADES URINÁRIAS? O médico especialista em patologia prostática é o urologista. Este especialista realizará exames adequados para

Leia mais

CÂNCER DE PULMÃO (Carcinoma de Pulmão)

CÂNCER DE PULMÃO (Carcinoma de Pulmão) 11 CÂNCER DE PULMÃO (Carcinoma de Pulmão) INTRODUÇÃO O pulmão é local freqüente de infecções, metástases e tumores benignos e malignos. Aproximadamente 90 a 95% dos tumores pulmonares são carcinomas broncogênicos,

Leia mais

CONSULTA EM UROLOGIA - GERAL CÓDIGO SIA/SUS: 03.01.01.007-2. Motivos para encaminhamento:

CONSULTA EM UROLOGIA - GERAL CÓDIGO SIA/SUS: 03.01.01.007-2. Motivos para encaminhamento: CONSULTA EM UROLOGIA - GERAL CÓDIGO SIA/SUS: 03.01.01.007-2 Motivos para encaminhamento: 1. Alterações no exame de urina (urinálise) 2. Infecção urinária de repetição 3. Litíase renal 4. Obstrução do trato

Leia mais

CÂNCER DE PRÓSTATA M A R I A D A C O N C E I Ç Ã O M. R I B E I R O

CÂNCER DE PRÓSTATA M A R I A D A C O N C E I Ç Ã O M. R I B E I R O CÂNCER DE PRÓSTATA M A R I A D A C O N C E I Ç Ã O M. R I B E I R O A Evolução nos Conhecimentos e métodos de diagnóstico e tratamento do câncer de próstata ao longo do tempo Em 1536 a próstata foi descrita

Leia mais

COMPONENTE CURRICULAR - UROLOGIA CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA - CRONOGRAMA DE ATIVIDADES PERÍODO: 8º - 2015.2 DIA ATIVIDADE/AULA PROFESSOR

COMPONENTE CURRICULAR - UROLOGIA CURSO DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA - CRONOGRAMA DE ATIVIDADES PERÍODO: 8º - 2015.2 DIA ATIVIDADE/AULA PROFESSOR FUNDAÇÃO BENEDITO PEREIRA NUNES CNPJ 28.964.252/0001-50 005.104.008/17.169 C.A.P. FACULDADE DE MEDICINA DE CAMPOS Av. Alberto Torres, 217 Centro Campos dos Goytacazes-RJ CEP 28 035-581 Telefone/Fax (22)

Leia mais

Pâncreas. Pancreatite aguda. Escolha uma das opções abaixo para ler mais detalhes.

Pâncreas. Pancreatite aguda. Escolha uma das opções abaixo para ler mais detalhes. Pâncreas Escolha uma das opções abaixo para ler mais detalhes. Pancreatite aguda Pancreatite crônica Cistos pancreáticos Câncer de Pancrêas Pancreatite aguda O pâncreas é um órgão com duas funções básicas:

Leia mais

Azul. Novembro. cosbem. Mergulhe nessa onda! A cor da coragem é azul. Mês de Conscientização, Preveção e Combate ao Câncer De Próstata.

Azul. Novembro. cosbem. Mergulhe nessa onda! A cor da coragem é azul. Mês de Conscientização, Preveção e Combate ao Câncer De Próstata. cosbem COORDENAÇÃO DE SAÚDE E BEM-ESTAR Novembro Azul Mês de Conscientização, Preveção e Combate ao Câncer De Próstata. Mergulhe nessa onda! A cor da coragem é azul. NOVEMBRO AZUL Mês de Conscientização,

Leia mais

TRATAMENTO DAS DOENÇAS DA PRÓSTATA

TRATAMENTO DAS DOENÇAS DA PRÓSTATA TRATAMENTO DAS DOENÇAS DA PRÓSTATA.com.br Dr. Miguel Srougi é médico, professor de Urologia na Universidade Federal de São Paulo e autor do livro Próstata: Isso É Com Você..com.br Drauzio Varella Vamos

Leia mais

Instituto de Biologia Roberto Alcantara Gomes (IBRAG) Diretor: Jorge José de Carvalho

Instituto de Biologia Roberto Alcantara Gomes (IBRAG) Diretor: Jorge José de Carvalho Universidade do Estado do Rio de Janeiro Reitor: Ricardo Vieiralves de Castro Centro Biomédico: Diretor: Mário Sérgio Alves Carneiro Instituto de Biologia Roberto Alcantara Gomes (IBRAG) Diretor: Jorge

Leia mais

Oferecemos uma ampla gama de tratamentos entre os que podemos destacar:

Oferecemos uma ampla gama de tratamentos entre os que podemos destacar: A cirurgia endovascular agrupa uma variedade de técnicas minimamente invasivas mediante as quais CIRURGIA ENDOVASCULAR = CIRURGIA SEM CORTES! Técnicas Minimamente Invasivas As técnicas de cirurgia endovascular

Leia mais

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO O (A) paciente, ou seu responsável, declara, para todos os fins legais, especialmente do disposto no artigo 39, VI, da Lei, 8.078/90 que dá plena autorização

Leia mais

PREVINA O CÂNCER DE PRÓSTATA

PREVINA O CÂNCER DE PRÓSTATA SENADO FEDERAL PREVINA O CÂNCER DE PRÓSTATA SENADOR CLÉSIO ANDRADE 2 Previna o câncer de próstata apresentação O câncer de próstata tem sido um dos mais frequentes a ser diagnosticado no sexo masculino.

Leia mais

MEDICINA PREVENTIVA SAÚDE DO HOMEM

MEDICINA PREVENTIVA SAÚDE DO HOMEM MEDICINA PREVENTIVA SAÚDE DO HOMEM SAÚDE DO HOMEM Por preconceito, muitos homens ainda resistem em procurar orientação médica ou submeter-se a exames preventivos, principalmente os de revenção do câncer

Leia mais

Núcleo Regional de Especialidades de Vitória CRE Metropolitano

Núcleo Regional de Especialidades de Vitória CRE Metropolitano 1 Núcleo Regional de Especialidades de Vitória CRE Metropolitano PROPOSTA DE PROTOCOLO E FLUXO ASSISTENCIAL PARA CÂNCER DE PRÓSTATA Autor: Paulo Roberto F. de Oliveira, Rodrigo Alves Tristão e Wilson Alvarenga

Leia mais

Anatomia e Histologia

Anatomia e Histologia Anatomia e Histologia - Órgão retroperitoneal - Pesa 20 g - Conjunto de glândulas tubuloalveolares - Dividido em 4 zonas: Periférica Central Transicional Estroma fibromuscular anterior Anatomia e Histologia

Leia mais

Mal formações do trato urinário. Luciana Cabral Matulevic

Mal formações do trato urinário. Luciana Cabral Matulevic Mal formações do trato urinário Luciana Cabral Matulevic Refluxo Vésico-Ureteral Fluxo anormal de urina da bexiga para o trato urinário superior Achado isolado ou associado a outras malformações Causas

Leia mais

Câncer de Mama COMO SÃO AS MAMAS:

Câncer de Mama COMO SÃO AS MAMAS: Câncer de Mama COMO SÃO AS MAMAS: As mamas (ou seios) são glândulas e sua função principal é a produção de leite. Elas são compostas de lobos que se dividem em porções menores, os lóbulos, e ductos, que

Leia mais

ANOMALIAS DA PRÓSTATA. Mais de metade melhora sem tratamento. meio de. aumento ou inflamação AUMENTO BENIGNO. Cerca de um milhão

ANOMALIAS DA PRÓSTATA. Mais de metade melhora sem tratamento. meio de. aumento ou inflamação AUMENTO BENIGNO. Cerca de um milhão Cerca de um milhão e meio de têm queixas uriportugueses nárias, quase sempre por causa do aumento da próstata, uma glândula entre o reto e a bexiga. Este aumento, também denominado hiperplasia benigna

Leia mais

O que é câncer de mama?

O que é câncer de mama? Câncer de Mama O que é câncer de mama? O câncer de mama é a doença em que as células normais da mama começam a se modificar, multiplicando-se sem controle e deixando de morrer, formando uma massa de células

Leia mais

Cirurgias do sistema urinário INDICAÇÕES. Traumatismos. Urolitíase. Neoplasias. Infecções do trato t urinário

Cirurgias do sistema urinário INDICAÇÕES. Traumatismos. Urolitíase. Neoplasias. Infecções do trato t urinário CIRURGIAS DO OSS SISTEMA URINÁRIO Prof. Dr. João Moreira da Costa Neto Departamento de Patologia e Clínicas Escola de Medicina Vetrinária -UFBA Cirurgias do sistema urinário INDICAÇÕES Traumatismos Urolitíase

Leia mais

FINASTEC. (finasterida)

FINASTEC. (finasterida) FINASTEC (finasterida) Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A. Comprimido revestido 5mg I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO: FINASTEC finasterida APRESENTAÇÃO Comprimido revestido de 5mg Embalagem

Leia mais

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL PARA O TRABALHO EM SAÚDE PET / SVS MS NOVEMBRO AZUL

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL PARA O TRABALHO EM SAÚDE PET / SVS MS NOVEMBRO AZUL Universidade Federal do Acre Centro de Ciências da Saúde e do Desporto PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL PARA O TRABALHO EM SAÚDE PET / SVS MS PROF. DR. CRESO MACHADO LOPES Tutor NOVEMBRO AZUL CAMPANHA DE

Leia mais

Câncer de Pulmão. Prof. Dr. Luis Carlos Losso Medicina Torácica Cremesp 18.186

Câncer de Pulmão. Prof. Dr. Luis Carlos Losso Medicina Torácica Cremesp 18.186 Câncer de Pulmão Todos os tipos de câncer podem se desenvolver em nossas células, as unidades básicas da vida. E para entender o câncer, precisamos saber como as células normais tornam-se cancerosas. O

Leia mais

Sessão Televoter Urologia

Sessão Televoter Urologia 2012 Norte 17 de Novembro Sábado Sessão Televoter Urologia Tomé Lopes Palma dos Reis LUTS (Lower Urinary Tract Symptoms) Obstructivos (Esvaziamento) Irritativos (Armazenamento) Hesitação inicial Jacto

Leia mais

DIAGNÓSTICO MÉDICO DADOS EPIDEMIOLÓGICOS FATORES DE RISCO FATORES DE RISCO 01/05/2015

DIAGNÓSTICO MÉDICO DADOS EPIDEMIOLÓGICOS FATORES DE RISCO FATORES DE RISCO 01/05/2015 01/05/2015 CÂNCER UTERINO É o câncer que se forma no colo do útero. Nessa parte, há células que podem CÂNCER CERVICAL se modificar produzindo um câncer. Em geral, é um câncer de crescimento lento, e pode

Leia mais

SCIH PREVENÇÃO DE INFECÇÃO DO TRATO URINÁRIO - ITU

SCIH PREVENÇÃO DE INFECÇÃO DO TRATO URINÁRIO - ITU M Pr02 1 de 5 Histórico de Revisão / Versões Data Versão/Revisões Descrição Autor 1.00 Proposta inicial EB, MS RESUMO A infecção do trato urinário relacionada à assistência à saúde (ITU-RAS) no adulto

Leia mais

salva vidas 17 a 23 de Setembro Semana Europeia das Doenças da Próstata

salva vidas 17 a 23 de Setembro Semana Europeia das Doenças da Próstata Fala o especialista www.facebook.com/saudenoticias SETEMBRO2012 N.º 0 EDIÇÃO ESPECIAL ANO I MENSAL + Este jornal é gratuito, pelo que não pode ser comercializado + directora-geral: Ana Santos Tomé Lopes,

Leia mais

URO-ONCOLOGIA( CÂNCER UROLÓGICO) A.Câncer de Pênis. Fernando da Rocha Camara

URO-ONCOLOGIA( CÂNCER UROLÓGICO) A.Câncer de Pênis. Fernando da Rocha Camara URO-ONCOLOGIA( CÂNCER UROLÓGICO) A.Câncer de Pênis O pênis, no ser humano é motivo de orgulho, e às vezes motivo de vergonha. Quando a pessoa imagina que o mesmo seja pequeno, chega a evitar contatos sexuais

Leia mais

Manual Educativo de PaciEntEs E FaMiliarEs

Manual Educativo de PaciEntEs E FaMiliarEs Manual Educativo de Pacientes e Familiares 1 ÍNDICE MANUAL EDUCATIVO DE PACIENTES E FAMILIARES O MANUAL... 04 1. O QUE É CÂNCER?... 05 2. SINAIS DE ALERTA PARA O CÂNCER... 10 3. RECOMENDAÇÕES PARA EVITAR

Leia mais

Câncer de próstata. O que você deve saber. Marco A. Fortes HNMD

Câncer de próstata. O que você deve saber. Marco A. Fortes HNMD Câncer de próstata O que você deve saber Marco A. Fortes HNMD Incidência do câncer em homens no Brasil em 1999 Localização Homens % Pele 19500 15,0 Pulmão 14800 11,6 Próstata 14500 11,4 Estômago 13600

Leia mais

Componente Curricular: Patologia e Profilaxia Módulo I Profª Mônica I. Wingert Turma 101E TUMORES

Componente Curricular: Patologia e Profilaxia Módulo I Profª Mônica I. Wingert Turma 101E TUMORES TUMORES Tumores, também chamados de neoplasmas, ou neoplasias, são alterações celulares que provocam o aumento anormal dos tecidos corporais envolvidos. BENIGNO: são considerados benignos quando são bem

Leia mais

NOVEMBRO. NAO SE ESCONDA ATRaS DOS SEUS PRECONCEITOS CUIDAR DA SAUDE TAMBEM e COISA DE HOMEM

NOVEMBRO. NAO SE ESCONDA ATRaS DOS SEUS PRECONCEITOS CUIDAR DA SAUDE TAMBEM e COISA DE HOMEM NOVEMBRO AZUL NAO SE ESCONDA ATRaS DOS SEUS PRECONCEITOS CUIDAR DA SAUDE TAMBEM e COISA DE HOMEM O movimento internacional, conhecido como Novembro Azul, é comemorado em todo o mundo, quando teve início

Leia mais

TUMORES BENIGNOS DOS OVARIOS. Pedro Cordeiro de Sá Filho

TUMORES BENIGNOS DOS OVARIOS. Pedro Cordeiro de Sá Filho TUMORES BENIGNOS DOS OVARIOS Pedro Cordeiro de Sá Filho Videoendoscopia Ginecológica Retorno as atividades Tempo cirúrgico Complicações Custos Cirurgia convencional X Videolaparoscopia Estética Pós-operatório

Leia mais

Folheto informativo: Informação para o utilizador. Proscar 5 mg comprimidos revestidos por película Finasterida

Folheto informativo: Informação para o utilizador. Proscar 5 mg comprimidos revestidos por película Finasterida Folheto informativo: Informação para o utilizador Proscar 5 mg comprimidos revestidos por película Finasterida Leia com atenção todo este folheto antes de começar a tomar este medicamento pois contém informação

Leia mais

Deputado Carlos Gomes

Deputado Carlos Gomes 2ª edição O câncer de próstata é uma doença masculina, mas não é só aos homens que eu quero falar. O papel das mães, filhas, e s p o s a s e i r m ã s t e m s i d o imprescindível no combate ao preconceito

Leia mais

CANCER DE MAMA FERNANDO CAMILO MAGIONI ENFERMEIRO DO TRABALHO

CANCER DE MAMA FERNANDO CAMILO MAGIONI ENFERMEIRO DO TRABALHO CANCER DE MAMA FERNANDO CAMILO MAGIONI ENFERMEIRO DO TRABALHO OS TIPOS DE CANCER DE MAMA O câncer de mama ocorre quando as células deste órgão passam a se dividir e se reproduzir muito rápido e de forma

Leia mais

D.S.T. CANCRO MOLE TRICOMO ÍASE CANDIDÍASE HERPES CONDILOMA LI FOGRA ULOMA GONORRÉIA SÍFILIS GRANULOMA AIDS

D.S.T. CANCRO MOLE TRICOMO ÍASE CANDIDÍASE HERPES CONDILOMA LI FOGRA ULOMA GONORRÉIA SÍFILIS GRANULOMA AIDS D.S.T D.S.T. CANCRO MOLE TRICOMO ÍASE CANDIDÍASE HERPES CONDILOMA LI FOGRA ULOMA GONORRÉIA SÍFILIS GRANULOMA AIDS CANCRO MOLE Agente: bactéria Haemophilus ducreyi Transmissão: sexo vaginal, anal ou oral

Leia mais

O que é câncer de estômago?

O que é câncer de estômago? Câncer de Estômago O que é câncer de estômago? O câncer de estômago, também denominado câncer gástrico, pode ter início em qualquer parte do estômago e se disseminar para os linfonodos da região e outras

Leia mais

-Os Papiloma Vírus Humanos (HPV) são vírus da família Papovaviridae.

-Os Papiloma Vírus Humanos (HPV) são vírus da família Papovaviridae. -Os Papiloma Vírus Humanos (HPV) são vírus da família Papovaviridae. -Chamado de HPV, aparece na forma de doenças como condiloma acuminado, verruga genital ou crista de galo. -Há mais de 200 subtipos do

Leia mais

PREVENÇÃO DE INFECÇÃO DO TRATO URINÁRIO ASSOCIADA ÀSONDA VESICAL: UMA ABORDAGEM PRÁTICA

PREVENÇÃO DE INFECÇÃO DO TRATO URINÁRIO ASSOCIADA ÀSONDA VESICAL: UMA ABORDAGEM PRÁTICA PREVENÇÃO DE INFECÇÃO DO TRATO URINÁRIO ASSOCIADA ÀSONDA VESICAL: UMA ABORDAGEM PRÁTICA IRAS As infecções relacionadas à assistência à saúde (IRAS) consistem em eventos adversos ainda persistentes nos

Leia mais

Clipping Eletrônico Sábado dia 15/11/2014

Clipping Eletrônico Sábado dia 15/11/2014 Clipping Eletrônico Sábado dia 15/11/2014 Jornal Em Tempo Dia a Dia Pág. A07 15 de novembro de 2014 Jornal Agora Cidade Pág. 3-15 de novembro de 2014 Jornal Agora Cidade Pág. 3-15 de novembro de 2014 Jornal

Leia mais

é a vez dos homens câncer.

é a vez dos homens câncer. Agora é a vez dos homens falarem sobre câncer. Agora é a vez dos homens falarem sobre câncer Uma publicação do SIEMACO Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Prestação de Serviços de Asseio e Conservação

Leia mais

RADIOTERAPIA NO CÂNCER DE PRÓSTATA

RADIOTERAPIA NO CÂNCER DE PRÓSTATA RADIOTERAPIA NO CÂNCER DE PRÓSTATA BRUNA JUSTINO SALLES DE ALMEIDA Discente do Curso de Radiologia das Faculdades Integradas de Três Lagoas AEMS JULIANA MORAES DE OLIVEIRA Discente do Curso de Radiologia

Leia mais

Diagnóstico do câncer

Diagnóstico do câncer UNESC FACULDADES ENFERMAGEM - ONCOLOGIA FLÁVIA NUNES Diagnóstico do câncer Evidenciado: Investigação diagnóstica por suspeita de câncer e as intervenções de enfermagem no cuidado ao cliente _ investigação

Leia mais

CAMPANHA PELA INCLUSÃO DA ANÁLISE MOLECULAR DO GENE RET EM PACIENTES COM CARCINOMA MEDULAR E SEUS FAMILIARES PELO SUS.

CAMPANHA PELA INCLUSÃO DA ANÁLISE MOLECULAR DO GENE RET EM PACIENTES COM CARCINOMA MEDULAR E SEUS FAMILIARES PELO SUS. Laura S. W ard CAMPANHA PELA INCLUSÃO DA ANÁLISE MOLECULAR DO GENE RET EM PACIENTES COM CARCINOMA MEDULAR E SEUS FAMILIARES PELO SUS. Nódulos da Tiróide e o Carcinoma Medular Nódulos da tiróide são um

Leia mais

Aulas teórica s PROFESSOR DATA HORA AULA PROGRAMADA MÓDULO. Sessão Avaliação ED Supervisão TOTAL

Aulas teórica s PROFESSOR DATA HORA AULA PROGRAMADA MÓDULO. Sessão Avaliação ED Supervisão TOTAL DATA HORA AULA PROGRAMADA MÓDULO PROFESSOR Aulas teórica s Amb. Sessão Avaliação ED Supervisão TOTAL 13:15 Abdome Agudo - inflamatório e obstrutivo Clínica Cirúrgica João Marcos 24/7/2015 Abdome Agudo

Leia mais

Proscar (finasterida), MSD. Merck Sharp & Dohme Farmacêutica Ltda. Comprimidos Revestidos 5 mg

Proscar (finasterida), MSD. Merck Sharp & Dohme Farmacêutica Ltda. Comprimidos Revestidos 5 mg Proscar (finasterida), MSD Merck Sharp & Dohme Farmacêutica Ltda. Comprimidos Revestidos 5 mg IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO PROSCAR (finasterida), MSD APRESENTAÇÕES PROSCAR é apresentado em comprimidos

Leia mais

O GUIA COMPLETO TIRE TODAS SUAS DÚVIDAS SOBRE ANDROPAUSA

O GUIA COMPLETO TIRE TODAS SUAS DÚVIDAS SOBRE ANDROPAUSA O GUIA COMPLETO TIRE TODAS SUAS DÚVIDAS SOBRE ANDROPAUSA O QUE É ANDROPAUSA? Problemas hormonais surgidos em função da idade avançada não são exclusivos das mulheres. Embora a menopausa seja um termo conhecido

Leia mais

PROTOCOLO MÉDICO. Assunto: Infecção do Trato Urinário. Especialidade: Infectologia. Autor: Cláudio C Cotrim Neto-Médico Residente e Equipe Gipea

PROTOCOLO MÉDICO. Assunto: Infecção do Trato Urinário. Especialidade: Infectologia. Autor: Cláudio C Cotrim Neto-Médico Residente e Equipe Gipea PROTOCOLO MÉDICO Assunto: Infecção do Trato Urinário Especialidade: Infectologia Autor: Cláudio C Cotrim Neto-Médico Residente e Equipe Gipea Data de Realização: 23/03/2009 Data de Revisão: Data da Última

Leia mais

VIVER BEM OS RINS DO SEU FABRÍCIO AGENOR DOENÇAS RENAIS

VIVER BEM OS RINS DO SEU FABRÍCIO AGENOR DOENÇAS RENAIS VIVER BEM OS RINS DO SEU FABRÍCIO AGENOR DOENÇAS RENAIS Leia o código e assista a história de seu Fabrício Agenor. Este é o seu Fabrício Agenor. Ele sempre gostou de comidas pesadas e com muito tempero

Leia mais

ANOTAÇÕES DO CURSO EDUCAÇÃO PARA PACIENTES. CURSO: Câncer de próstata

ANOTAÇÕES DO CURSO EDUCAÇÃO PARA PACIENTES. CURSO: Câncer de próstata ANOTAÇÕES DO CURSO EDUCAÇÃO PARA PACIENTES CURSO: Câncer de próstata Data da publicação: Maio de 2004 Informações sobre o curso Bem-vindo ao curso de Educação para Pacientes em Câncer de Próstata. Este

Leia mais

CÂNCER DE MAMA. O controle das mamas de seis em seis meses, com exames clínicos, é também muito importante.

CÂNCER DE MAMA. O controle das mamas de seis em seis meses, com exames clínicos, é também muito importante. CÂNCER DE MAMA Dr. José Bél Mastologista/Ginecologista - CRM 1558 Associação Médico Espírita de Santa Catarina AME/SC QUANDO PEDIR EXAMES DE PREVENÇÃO Anualmente, a mulher, após ter atingindo os 35 ou

Leia mais

PATOLOGIA DA PRÓSTATA. Nathália Moura da Silva Guércio Residente da Patologia do HU/UFJF

PATOLOGIA DA PRÓSTATA. Nathália Moura da Silva Guércio Residente da Patologia do HU/UFJF PATOLOGIA DA PRÓSTATA Nathália Moura da Silva Guércio Residente da Patologia do HU/UFJF 12/08/2013 Objetivos Prostatites Hiperplasia nodular prostática Neoplasias Anatomia 20 a 30gr Órgão retroperitoneal

Leia mais

PROJETO DE EXTENSÃO: AVALIAÇÃO PROSTÁTICA, EM FUNCIONÁRIOS DOS CAMPI DA UNESP, EM BOTUCATU-SP

PROJETO DE EXTENSÃO: AVALIAÇÃO PROSTÁTICA, EM FUNCIONÁRIOS DOS CAMPI DA UNESP, EM BOTUCATU-SP PROJETO DE EXTENSÃO: AVALIAÇÃO PROSTÁTICA, EM FUNCIONÁRIOS DOS CAMPI DA UNESP, EM BOTUCATU-SP FERNANDO DA ROCHA CAMARA (PROF ASSIST. DR DEPTO DE UROLOGIA) RUI CARLOS MAIA DA SILVA (RECURSOS HUMANOS HC/AGENDAMENTO)

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI CAMPUS CENTRO OESTE Planilha de aulas - Internato em Cirurgia 1º semestre de 2015

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI CAMPUS CENTRO OESTE Planilha de aulas - Internato em Cirurgia 1º semestre de 2015 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI CAMPUS CENTRO OESTE Planilha de aulas - Internato em Cirurgia 1º semestre de 2015 DATA SALA HORA AULA PROGRAMADA MÓDULO PROFESSOR 6/2/2015 102. D 13:15-14:10 Tratamento

Leia mais

DIVERTÍCULO DIVERTÍCULO VERDADEIRO FALSO Composto por todas as camadas da parede intestinal Não possui uma das porções da parede intestinal DIVERTICULOSE OU DOENÇA DIVERTICULAR Termos empregados para

Leia mais

Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 1.945, DE 27 DE AGOSTO DE 2009

Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 1.945, DE 27 DE AGOSTO DE 2009 Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 1.945, DE 27 DE AGOSTO DE 2009 Altera, atualiza, e recompõe a Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses/Próteses e Materiais Especiais do SUS.

Leia mais

CÂnCER DE EnDOMéTRIO. Estados anovulatórios (ex: Síndrome dos ovários policísticos) Hiperadrenocortisolismo

CÂnCER DE EnDOMéTRIO. Estados anovulatórios (ex: Síndrome dos ovários policísticos) Hiperadrenocortisolismo CAPÍTULO 3 CÂnCER DE EnDOMéTRIO O Câncer de endométrio, nos Estados Unidos, é o câncer pélvico feminino mais comum. No Brasil, o câncer de corpo de útero perde em número de casos apenas para o câncer de

Leia mais

DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS

DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS Doenças Sexualmente Transmissíveis são aquelas que são mais comumente transmitidas através da relação sexual. PRINCIPAIS DOENÇAS SEXUALMENTE

Leia mais

PORTUGAL PIONEIRO EM MEDICINA PRÓSTATA JÁ NÃO É PRECISO RECORRER À CIRURGIA

PORTUGAL PIONEIRO EM MEDICINA PRÓSTATA JÁ NÃO É PRECISO RECORRER À CIRURGIA PORTUGAL PIONEIRO EM MEDICINA PRÓSTATA HIPERPLASIA BENIGNA TEM CURA COM TRATAMENTO DE OITO HORAS Pedro Laranjeira JÁ NÃO É PRECISO RECORRER À CIRURGIA Quando se escreve sobre saúde, é costume referir a

Leia mais

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CANCEROLOGIA 21. O melhor esquema terapêutico para pacientes com neoplasia maligna de bexiga, os quais são clinicamente inelegíveis para cirurgia radical, é: a) Ressecção

Leia mais

Descobrindo o valor da

Descobrindo o valor da Descobrindo o valor da Ocâncer de mama, segundo em maior ocorrência no mundo, é um tumor maligno que se desenvolve devido a alterações genéticas nas células mamárias, que sofrem um crescimento anormal.

Leia mais

Infecções e inflamações do trato urinário, funçao sexual e reprodutiva Urologia Denny

Infecções e inflamações do trato urinário, funçao sexual e reprodutiva Urologia Denny DATA hora AULA PROGRAMADA Módulo PROFESSOR 25/10/2013 14:00-14:55 Abdome Agudo - inflamatório e obstrutivo Clínica Cirúrgica João Marcos 14:55-15:50 Abdome Agudo - perfurativo e vascular/hemorrágico Clínica

Leia mais

Líder Mundial em produtos para Incontinência Urinária. www.tena.com.br

Líder Mundial em produtos para Incontinência Urinária. www.tena.com.br Líder Mundial em produtos para Incontinência Urinária www.tena.com.br Guia Completo Sobre a Incontinência Sobre a Incontinência Nas páginas seguintes falaremos de uma maneira prática e ilustrada sobre

Leia mais

Maria da Conceição Muniz Ribeiro

Maria da Conceição Muniz Ribeiro Maria da Conceição Muniz Ribeiro Os miomas são a principal causa de histerectomia em nosso meio, sendo responsável por um terço do total de indicações de histerectomia. Aproximadamente 30 a 50% de todas

Leia mais

Posso fazer a barba?

Posso fazer a barba? A UU L AL A Posso fazer a barba? Você estudou na Aula 6 as transformações que acontecem durante a puberdade feminina. Agora chegou a hora de falarmos da puberdade masculina. Para os meninos, a puberdade

Leia mais

INFECCAO URINARIA. DR Fernando Vaz

INFECCAO URINARIA. DR Fernando Vaz INFECCAO URINARIA DR Fernando Vaz Complicada x não complicada Infecção urinária não complicada Leve Trato urinário normal Infecção urinária complicada Mais grave Trato urinário comprometido Infecção Urinária

Leia mais

TUMORES DE GLÂNDULAS SALIVARES

TUMORES DE GLÂNDULAS SALIVARES Dr. Marcio R. Studart da Fonseca Cirurgia de Cabeça e Pescoço-HUWC/UFC Sistema Salivar 3 pares de Glândulas Salivares Maiores Parótidas Submandibulares Sublinguais Centenas de Glândulas Salivares Menores

Leia mais

P R O S T AT E C T O M I A R A D I C A L L A P A R O S C Ó P I C A

P R O S T AT E C T O M I A R A D I C A L L A P A R O S C Ó P I C A P R O S T AT E C T O M I A R A D I C A L L A P A R O S C Ó P I C A O Câncer de próstata (Cap) É o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma). Em valores absolutos,

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE HIPERPLASIA BENIGNA DA PROSTATA

ORIENTAÇÕES SOBRE HIPERPLASIA BENIGNA DA PROSTATA ORIENTAÇÕES SOBRE HIPERPLASIA BENIGNA DA PROSTATA (Texto actualizado em Março de 2005) M. Oelke (Presidente), G. Alivizatos, M. Emberton, S. Gravas, S. Madersbacher, M. Michel, J. Nordling, C. Rioja Sanz,

Leia mais

Prostatectomia para doença localmente avançada. José Milfont Instituto de Urologia do Rio de Janeiro

Prostatectomia para doença localmente avançada. José Milfont Instituto de Urologia do Rio de Janeiro Prostatectomia para doença localmente avançada José Milfont Instituto de Urologia do Rio de Janeiro Apesar dos esforços para detecção precoce do câncer de próstata: 10% dos homens ainda são diagnosticados

Leia mais

SISTEMA EXCRETOR PROFª CLÁUDIA LOBO

SISTEMA EXCRETOR PROFª CLÁUDIA LOBO SISTEMA EXCRETOR PROFª CLÁUDIA LOBO Excreção Mecanismo pelo qual os seres vivos recolhem seu lixo celular, como a amônia (NH 3 ), CO 2, água e sais. Desta forma, os seres vivos mantém a homeostase, isto

Leia mais

CÂNCER DE PRÓSTATA: SINTOMAS, DIAGNÓSTICO, PREVENÇÃO E TRATAMENTO.(2011) ¹

CÂNCER DE PRÓSTATA: SINTOMAS, DIAGNÓSTICO, PREVENÇÃO E TRATAMENTO.(2011) ¹ 1 CÂNCER DE PRÓSTATA: SINTOMAS, DIAGNÓSTICO, PREVENÇÃO E TRATAMENTO.(2011) ¹ NASCIMENTO, Andressa do.²; SANCHEZ, Gabriela ².; LAMPERT, Jéssica.²; NUNES,Simone.³. ¹ Trabalho Apresentado na Disciplina de

Leia mais

O que é o câncer de mama?

O que é o câncer de mama? O que é o câncer de mama? As células do corpo normalmente se dividem de forma controlada. Novas células são formadas para substituir células velhas ou que sofreram danos. No entanto, às vezes, quando células

Leia mais

Leia estas instruções:

Leia estas instruções: Leia estas instruções: 1 2 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. Caso se identifique em qualquer outro local deste

Leia mais

CÂNCER DE BOCA. Disciplina: Proteção Radiológica. Docente: Karla Alves Discentes: André Luiz Silva de Jesus Paloma Oliveira Carvalho

CÂNCER DE BOCA. Disciplina: Proteção Radiológica. Docente: Karla Alves Discentes: André Luiz Silva de Jesus Paloma Oliveira Carvalho CÂNCER DE BOCA Disciplina: Proteção Radiológica Docente: Karla Alves Discentes: André Luiz Silva de Jesus Paloma Oliveira Carvalho OBJETIVOS Descrever o processo carcinogênico geral e específico para o

Leia mais

As principais causas de diabetes insípidus central são tumores que acometem a região hipotalâmica hipofisária, como por exemplo:

As principais causas de diabetes insípidus central são tumores que acometem a região hipotalâmica hipofisária, como por exemplo: Diabetes insípidus O que é Diabetes insípidus? Diabetes insípidus consiste em um distúrbio de controle da água no organismo, no qual os rins não conseguem reter adequadamente a água que é filtrada. Como

Leia mais

azul NOVEMBRO azul Saúde também é coisa de homem. Doenças Cardiovasculares (DCV)

azul NOVEMBRO azul Saúde também é coisa de homem. Doenças Cardiovasculares (DCV) Doenças Cardiovasculares (DCV) O que são as Doenças Cardiovasculares? De um modo geral, são o conjunto de doenças que afetam o aparelho cardiovascular, designadamente o coração e os vasos sanguíneos. Quais

Leia mais

PROTOZOÁRIOS PARASITAS INTESTINAIS

PROTOZOÁRIOS PARASITAS INTESTINAIS COLÉGIO JOÃO PAULO I LABORATÓRIO DE BIOLOGIA - 2º ANO PROF. ANDRÉ FRANCO FRANCESCHINI PROTOZOÁRIOS PARASITAS INTESTINAIS AMEBÍASE Agente causador: Entamoeba histolytica. Diagnóstico: E. P. F. exame parasitológico

Leia mais

Diagnóstico do câncer de mama Resumo de diretriz NHG M07 (segunda revisão, novembro 2008)

Diagnóstico do câncer de mama Resumo de diretriz NHG M07 (segunda revisão, novembro 2008) Diagnóstico do câncer de mama Resumo de diretriz NHG M07 (segunda revisão, novembro 2008) De Bock GH, Beusmans GHMI, Hinloopen RJ, Corsten MC, Salden NMA, Scheele ME, Wiersma Tj traduzido do original em

Leia mais

HM Cardoso Fontes Serviço o de Cirurgia Geral Sessão Clínica

HM Cardoso Fontes Serviço o de Cirurgia Geral Sessão Clínica HM Cardoso Fontes Serviço o de Cirurgia Geral Sessão Clínica 22/07/04 Anastomoses Bilio-digestivas Intra-hep hepáticas em Tumores da Convergência Diego Teixeira Alves Rangel Tratamento Paliativo em 10

Leia mais

Módulo: Câncer de Rim Localizado

Módulo: Câncer de Rim Localizado Módulo: Câncer de Rim Localizado Caso 1 CAL, 56 anos, masculino Paciente médico, obeso (IMC = 41; peso 120 kg) Antecedentes clínicos: nefrolitíase Antecedentes cirúrgicos: Laparotomia mediana por divertículo

Leia mais

Hipotireoidismo. O que é Tireóide?

Hipotireoidismo. O que é Tireóide? Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade física adaptada e saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira Hipotireoidismo O que é Tireóide? É uma glândula localizada na parte anterior do pescoço, bem abaixo

Leia mais