UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Página 1 de 8 PRÓ-REITORIA DE GESTÃO DE PESSOAS COMISSÃO DO CONCURSO PÚBLICO ESPELHO DA PROVA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Página 1 de 8 PRÓ-REITORIA DE GESTÃO DE PESSOAS COMISSÃO DO CONCURSO PÚBLICO ESPELHO DA PROVA"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Página 1 de 8 CONCURSO PÚBLICO PROVIMENTO DE CARGOS TÉCNICOS ADMINISTRATIVOS CATEGORIA: REDATOR DE TV ESPELHO DA PROVA QUESTÃO 01 Redija uma nota coberta para telejornal na forma da lauda-padrão para telejornalismo, a partir das imagens brutas que estão disponibilizadas no arquivo QUESTÃO 01, na área de trabalho. Acrescente as marcações e as codificações necessárias, além da minutagem das imagens escolhidas. PADRÃO DE RESPOSTA ESPERADO: QUESTÃO 01 Espera-se que o(a) candidato(a) demonstre domínio de linguagem televisiva, clareza, pertinência, coesão e coerência, bem como texto conciso e adaptado aos padrões de construção noticiosa em telejornalismo, estabelecendo uma relação competente entre texto e imagem. Espera-se ainda que o texto seja redigido em desenho de lauda-padrão para telejornalismo, incluindo-se as marcações e codificações necessárias. QUESTÃO 02 Com base na leitura dos textos impressos anexados a esta prova, redija uma nota ao vivo (simples) para um telejornal, na forma da lauda-padrão para telejornalismo. Acrescente as marcações e as codificações necessárias. PADRÃO DE RESPOSTA ESPERADO: QUESTÃO 02 Espera-se que o(a) candidato(a) demonstre domínio de linguagem televisiva, clareza, pertinência, coesão e coerência, bem como texto conciso e adaptado aos padrões de construção noticiosa em telejornalismo. Espera-se ainda que o texto seja redigido em desenho de lauda-padrão para telejornalismo, incluindo-se as marcações e codificações necessárias. QUESTÃO 03 Com as informações apresentadas nos textos impressos, anexados, crie uma sinopse de, no máximo, vinte (20) linhas, para produção de um documentário jornalístico. A sinopse será supostamente avaliada por um diretor de produção/programação de uma televisão pública, que analisará sua exequibilidade e pertinência. PADRÃO DE RESPOSTA ESPERADO: QUESTÃO 03 A sinopse elaborada deve sugerir uma visão aprofundada e angulada do tema, conforme critérios de noticiabilidade. A proposta deve explorar aspectos diferenciados do material jornalístico apresentado em telejornais cotidianos, não apenas em termos de tratamento de conteúdo, como também em termos estilísticos e de formulações narrativas.

2 UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Página 2 de 8 Espera-se correção linguística e poder de síntese, além de domínio da linguagem audiovisual para produção de caráter documental. QUESTÃO 04 A partir dos vídeos de matérias jornalísticas disponíveis para apreciação na pasta nomeada QUESTÃO 04, na área de trabalho, execute os seguintes procedimentos, na forma da laudapadrão para telejornalismo: Item 1) Entre os VTs disponíveis, selecione seis (06) para cumprimento desta questão. Item 2) Nomeie os VTs escolhidos segundo a forma-padrão utilizada em telejornal. Item 3) Hierarquize o material escolhido, observando critérios de noticiabilidade para telejornal. Item 4) Escreva uma cabeça para cada VT selecionado, utilizando a formatação adequada para roteirização de telejornal a fim de chamar os respectivos VTs. Item 5) Estabeleça a paginação do trabalho executado no item anterior (Item 4) desta questão, simulando uma blocagem. PADRÃO DE RESPOSTA ESPERADO: QUESTÃO 04 No cumprimento dessa questão, espera-se que o(a) candidato(a) demonstre competências em redação e em critérios editoriais para o telejornalismo, inicialmente elegendo as notícias de maior interesse jornalístico. Ao nomeá-las em retrancas, mostrará o conhecimento de técnica básica comum ao cotidiano de uma redação de telejornal, além das capacidades de síntese e de classificação, essenciais às dinâmicas de elaboração de telejornal. A hierarquização deve levar em conta o impacto do conteúdo noticioso e das imagens de interesse jornalístico para televisão, além dos critérios de noticiabilidade comuns à prática jornalística em geral. A paginação e o texto elaborado para as cabeças devem demonstrar a familiaridade com rotinas em telejornalismo, testando a competência para produção de textos noticiosos para TV, conforme as técnicas de formatação, ordenação lógica, formulação de notícias e redação de script em lauda-padrão de telejornal. Espera-se que o(a) candidato(a) produza uma lauda para cada texto e preencha as colunas de áudio e vídeo com textos e codificações específicos para telejornal.

3 UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Página 3 de 8 MÉTODO PARA REALIZAÇÃO DA PROVA TEÓRICO-PRÁTICA A prova prática será aplicada em Laboratório de Informática equipado com um (01) computador e um (01) fone de ouvido para cada candidato, sem acesso à Internet. Um técnico em informática deverá executar as seguintes tarefas de apoio à comissão avaliadora, antes do início da prova: checagem prévia do funcionamento das máquinas que serão utilizadas para a prova prática; instalação de player(s), em cada máquina, para exibição de vídeos em formato FLV e MPEG;) instalação de pastas de arquivos referentes às questões das Fases 1 e 4 da prova prática, que serão fornecidas pela comissão avaliadora; 4) checagem de visualização dos vídeos contidos nas pastas; instalação e checagem de funcionamento dos fones de ouvido fornecidos pela comissão avaliadora. A prova constará de quatro questões, exigindo um tipo de habilidade de redação específica para cada uma delas com base em dois textos impressos e onze arquivos de vídeo disponibilizados ao candidato que serão colocados em pastas virtuais na área de trabalho de cada computador, nomeadas como QUESTÃO 1 e QUESTÃO 4, correspondendo aos respectivos enunciados da prova. As respostas às questões propostas devem ser redigidas à mão, em papel disponibilizado pela organização do concurso. As laudas devem ser ordenadas e numeradas pelo(a) candidato(a). As folhas de rascunho deverão ser riscadas e entregues junto com a prova. No ato da entrega das provas, as folhas redigidas e respectivos rascunhos serão grampeados conjuntamente, ainda na presença do(a) candidato(a). O somatório dos quesitos corresponderá a 50 pontos na correção, podendo a resposta ser subdividida em até quatro (04) itens. No início da prova, todos os candidatos ficarão juntos em uma sala, de forma incomunicável, não podendo, a partir desse momento, acessar nenhuma fonte de consulta ou aparelhos eletrônicos. Não será permitido o uso de outros dispositivos eletrônicos ou de armazenamento de dados além daqueles disponibilizados igualmente para todos(as) os(as) candidatos(as), os quais deverão ser utilizados apenas para visualização de arquivos. A comunicação entre os candidatos implicará a sua imediata exclusão dos mesmos do concurso. A sala será fechada no horário determinado para início da prova. O tempo máximo reservado para esta prova prática será de quatro (04) horas. O tempo mínimo de permanência na sala será de trinta (30) minutos. O candidato identificará sua prova apenas com o número do CPF.

4 UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Página 4 de 8 Os(as) candidatos(as) receberão laudas em branco, distribuídas pelos fiscais, para responder às questões propostas. Deverá haver um fiscal disposto no fundo da sala, para observação das telas dos computadores em uso pelos(as) candidatos(as). O tempo de duração da prova passará a ser contado apenas após as instruções iniciais terem sido feitas por representante(s) da Comissão Organizadora do Concurso e a Comissão Avaliadora da prova. O tempo total da prova será de quatro (04) horas. Não haverá, em hipótese alguma, a possibilidade do candidato refazer a prova, ou complementá-la após o término do tempo previsto. As provas serão corrigidas no dia seguinte, sendo as avaliações encaminhadas para a comissão do Concurso em envelope lacrado. Numa situação eventual de falta de energia elétrica que impossibilite a visualização do material disposto para resolução das questões, a prova será cancelada após dez (10) minutos de espera. Caso a energia retorne em até dez (10) minutos, o tempo de espera será desconsiderado na contagem do tempo total de quatro (04) horas, previsto para a prova, sendo, portanto, estendido, proporcionalmente, o horário de término. Em cada computador, existirão, na área de trabalho, duas pastas digitais, contendo arquivos disponíveis para visualização. O material contido nas pastas servirá para cumprimento de dois dos comandos enunciados, a saber, Fases 1 e 4, correspondentes às questões um (01) e quatro (04). As Fases 2 e 3, correspondentes às questões 02 e 03, serão apoiadas em textos impressos, anexados ao material da prova. FASE 1 Nesta Fase, o candidato desenvolverá uma nota coberta para telejornal a partir da visualização de UM arquivo de vídeo contido na pasta nomeada QUESTÃO 01, disponível em pasta na área de trabalho de cada computador, sendo uma máquina por candidato. FASE 2 Na Fase Dois (2), o(a) candidato(a) deverá redigir uma nota ao vivo (simples) para telejornal, apoiado(a) em textos impressos que estarão anexados ao material da prova. FASE 3 Ainda apoiado nos mesmos textos disponibilizados para a Fase Dois, nessa Fase, o(a) candidato(a) deverá redigir uma sinopse para documentário. FASE 4 Nesta Fase, o(a) candidato(a) deverá visualizar arquivos de vídeo disponíveis em pasta nomeada como QUESTÃO 4, na área de trabalho de cada computador, sendo uma máquina por candidato. Dentre os vídeos disponibilizados, escolhidos a critério da Comissão Avaliadora da prova prática, cada candidato deverá selecionar seis (06) vídeos para as respectivas cabeças, com chamadas dos VT s, além de hierarquizar e paginar as laudas noticiosas.

5 UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Página 5 de 8

6 UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Página 6 de 8 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Critérios Gerais: CRITÉRIO DE AVALIAÇÃO Competência Textual (respeito à norma culta, correção gramatical, precisão na escolha dos termos, economia discursiva, coloquialidade) Domínio do padrão de formatação e codificação de script de telejornal (respeito à forma da lauda-padrão utilizada em telejornalismo, incluindo colunas de áudio e vídeo, além das marcações e codificações necessárias) Parâmetros de noticiabilidade para telejornal (respeito aos parâmetros citados na bibliografia especializada para a construção de notícias em telejornal) PONTUAÇÃO (máxima) 10,0 7,5) 12,5 Critérios Específicos: CRITÉRIO FASE PONTUAÇÃO Competência na correlação texto/imagem (tipo e nível de adequação entre o texto produzido e a imagem escolhida para acompanhá-lo) Aplicável às FASES 1 e 4 10,0 Competência para adaptação de textos de meios impressos/digitais para linguagem de telejornalismo (capacidade de compreensão, síntese e adequação do texto para apresentação oral) Aplicável às FASES 2 e 3 10,0 DATA: 29 de Outubro de LOCAL: Laboratório de Informática do CEDESP/UFPB DURAÇÃO DA PROVA: 04 (QUATRO) HORAS Das 14h às 18h. BANCA AVALIADORA DA PROVA PRÁTICA AVALIADOR 1: João de Lima Gomes AVALIADOR 2: Diolinda Madrilena Feitosa Silva AVALIADOR 3: Sheila Mendes Accioly

7 UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Página 7 de 8 LOGÍSTICA A prova prática demandará Laboratório de Informática climatizado e equipado com um (01) computador e um (01) fone de ouvido para cada candidato(a), sem acesso à Internet. Haverá a necessidade de laudas padronizadas, sendo, no mínimo, vinte (20) laudas por candidato(a). Um técnico em informática deverá executar as seguintes tarefas de apoio à comissão avaliadora, antes do início da prova: 1) Checagem prévia do funcionamento das máquinas que serão utilizadas para a prova prática; 2) Instalação e checagem de player(s), em cada máquina, para exibição de vídeos em formato FLV e MPEG; 3) Instalação de pastas de arquivos referentes às questões das Fases 1 e 4 da prova prática (respectivamente nomeadas QUESTÃO 1 e QUESTÃO 2 ), fornecidas pela Comissão Avaliadora; 4) Checagem de visualização dos vídeos contidos nas pastas; 5) Instalação e checagem de funcionamento dos fones de ouvido fornecidos pela comissão avaliadora. FISCAIS Definidos pela Organização do Concurso, no mínimo dois (02), sendo um homem e uma mulher, para o caso de necessidade de acompanhamento ao lavatório. As laudas e provas serão distribuídas pelos fiscais. Deverá haver um fiscal disposto no fundo da sala, para observação das telas dos computadores em uso pelos(as) candidatos(as) e outro na frente da sala. O fiscal deverá acompanhar o(a) candidato(a) que necessitar ir ao lavatório durante a realização da prova.

8 UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA Página 8 de 8

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS EDITAL Nº 183, DE 20 DE NOVEMBRO DE 2013 O DIRETOR GERAL DO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA

Leia mais

CONCURSO ALUNO DIGITAL

CONCURSO ALUNO DIGITAL CONCURSO ALUNO DIGITAL TEMA: RIO VERDE VAI SER A PRIMEIRA CIDADE COM A TV PLENAMENTE DIGITAL. PARCEIRO: EAD TV Digital Criada conforme determinação da Anatel RIO VERDE OUTUBRO DE 2015 TEMA- RIO VERDE VAI

Leia mais

FACULDADE SETE DE SETEMBRO- Fortaleza/Ceará. Edital do exame de seleção para ingresso no Mestrado no primeiro semestre de 2016

FACULDADE SETE DE SETEMBRO- Fortaleza/Ceará. Edital do exame de seleção para ingresso no Mestrado no primeiro semestre de 2016 FACULDADE SETE DE SETEMBRO- Fortaleza/Ceará MESTRADO EM DIREITO Edital do exame de seleção para ingresso no Mestrado no primeiro semestre de 2016 O Diretor da Faculdade Sete de Setembro, no uso de suas

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO. Concurso Público n.º 01/2015. Estado de Santa Catarina MUNICÍPIO DE IOMERÊ

MANUAL DO CANDIDATO. Concurso Público n.º 01/2015. Estado de Santa Catarina MUNICÍPIO DE IOMERÊ MANUAL DO CANDIDATO Concurso Público n.º 01/2015 Estado de Santa Catarina MUNICÍPIO DE IOMERÊ Orientações e Instruções para a Realização das Provas 1. Do horário de comparecimento para a realização das

Leia mais

Concurso Público. Prova Prática - parte 2. Técnico Laboratório Informática. Técnico Administrativo em Educação 2014

Concurso Público. Prova Prática - parte 2. Técnico Laboratório Informática. Técnico Administrativo em Educação 2014 Concurso Público Técnico Administrativo em Educação 2014 Prova Prática - parte 2 Técnico Laboratório Informática NÃO escreva seu nome ou assine em nenhuma folha da prova PROVA PRÁTICA - TÉCNICO LABORATÓRIO

Leia mais

Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) Comunicação Social Rádio e TV, Bacharelado

Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) Comunicação Social Rádio e TV, Bacharelado Credenciada pela Portaria nº 590 de 18/05/2011 Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) Comunicação Social Rádio e TV, Bacharelado DOS FUNDAMENTOS, OBJETIVOS E CONTEÚDOS Art. 1º. Os Trabalhos

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO 001/2015

EDITAL DE SELEÇÃO 001/2015 EDITAL DE SELEÇÃO 001/2015 A Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e em Matemática PPGECM/UFPR, conforme decisão do Colegiado, torna pública a abertura de inscrições à seleção

Leia mais

VESTIBULAR 2015.2 FACULDADE FARIAS BRITO FFB A FACULDADE DA QUALIDADE

VESTIBULAR 2015.2 FACULDADE FARIAS BRITO FFB A FACULDADE DA QUALIDADE EDITAL 01/2015 VESTIBULAR 2015.2 FACULDADE FARIAS BRITO FFB A FACULDADE DA QUALIDADE Faculdade Farias Brito FFB Rua Castro Monte, 1364 Varjota A Faculdade da Qualidade Sumário EDITAL Nº. 01/2015... 3 1.

Leia mais

VESTIBULAR 2015.2 FACULDADE FARIAS BRITO FFB A FACULDADE DA QUALIDADE

VESTIBULAR 2015.2 FACULDADE FARIAS BRITO FFB A FACULDADE DA QUALIDADE EDITAL 05/2015 VESTIBULAR 2015.2 FACULDADE FARIAS BRITO FFB A FACULDADE DA QUALIDADE Faculdade Farias Brito FFB Rua Castro Monte, 1364 Varjota A Faculdade da Qualidade Sumário EDITAL Nº. 05/2015... 3 1.

Leia mais

Universidade Federal do Rio Grande do Sul Faculdade de Direito Centro Acadêmico André da Rocha e COMPESQ/DIR

Universidade Federal do Rio Grande do Sul Faculdade de Direito Centro Acadêmico André da Rocha e COMPESQ/DIR Universidade Federal do Rio Grande do Sul Faculdade de Direito Centro Acadêmico André da Rocha e COMPESQ/DIR XVII Salão de Iniciação Científica do Direito 12 a 17 de outubro de 2015 EDITAL 1. Do Salão

Leia mais

RESOLUÇÃO N. 002/2011 DO CONSELHO DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO

RESOLUÇÃO N. 002/2011 DO CONSELHO DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO RESOLUÇÃO N. 002/2011 DO CONSELHO DA Estabelece o programa a sistemática e demais instruções complementares para concurso público de provas e títulos para preenchimento de vagas de Professor da Carreira

Leia mais

ALTERAÇÃO 01. PROCESSO SELETIVO DE BOLSISTAS CNPQ E SEBRAE nº 06/2015 PROCESSO SELETIVO PARA PROGRAMA AGENTES LOCAIS DE INOVAÇÃO

ALTERAÇÃO 01. PROCESSO SELETIVO DE BOLSISTAS CNPQ E SEBRAE nº 06/2015 PROCESSO SELETIVO PARA PROGRAMA AGENTES LOCAIS DE INOVAÇÃO ALTERAÇÃO 01 PROCESSO SELETIVO DE BOLSISTAS CNPQ E SEBRAE nº 06/2015 PROCESSO SELETIVO PARA PROGRAMA AGENTES LOCAIS DE INOVAÇÃO SERVIÇO DE APOIO AS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Leia mais

MANUAL VERSÃO 4.14 0

MANUAL VERSÃO 4.14 0 0 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 2 1. O QUE É O EOL?... 2 2. ACESSANDO O EOL... 2 3. TELA INICIAL... 3 4. EXAMES ADMISSIONAIS... 4 5. MUDANÇA DE FUNÇÃO... 7 6. EXAMES DEMISSIONAL E RETORNO AO TRABALHO... 8 7. EXAMES

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 004/2011 Ad Referendum DO CONSELHO DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO RESOLVE:

RESOLUÇÃO Nº 004/2011 Ad Referendum DO CONSELHO DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO RESOLVE: RESOLUÇÃO Nº 004/2011 Ad Referendum DO CONSELHO DA Estabelece os programas, a sistemática e demais instruções complementares para o Processo Seletivo Simplificado para contratação temporária de professor

Leia mais

EDITAL 06/2015 IX ICONCURSO DE REDAÇÃO 1º SEMESTRE DE 2015 CAPÍTULO I DO OBJETO CAPÍTULO II DAS INSCRIÇÕES

EDITAL 06/2015 IX ICONCURSO DE REDAÇÃO 1º SEMESTRE DE 2015 CAPÍTULO I DO OBJETO CAPÍTULO II DAS INSCRIÇÕES ESCOLA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS ECJS NÚCLEO DE PESQUISA E PRODUÇÃO CIENTÍFICA NPPC Núcleo de Extensão - NEX EDITAL 06/2015 IX ICONCURSO DE REDAÇÃO 1º SEMESTRE DE 2015 CAPÍTULO I DO OBJETO Art. 1º

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA AUXILIAR ADMINISTRATIVO ESF BAURU Agosto de 2012

EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA AUXILIAR ADMINISTRATIVO ESF BAURU Agosto de 2012 EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA AUXILIAR ADMINISTRATIVO ESF BAURU Agosto de 2012 A SORRI BAURU, por meio de sua Diretoria Executiva convoca os interessados a participar do processo seletivo para a contratação

Leia mais

CHAMADA DE ARTIGOS DESIGN E/É PATRIMÔNIO

CHAMADA DE ARTIGOS DESIGN E/É PATRIMÔNIO CHAMADA DE ARTIGOS DESIGN E/É PATRIMÔNIO O livro Design e / é Patrimônio será o primeiro publicado pela Subsecretaria de Patrimônio Cultural, Intervenção Urbana, Arquitetura e Design / Centro Carioca de

Leia mais

PRÊMIO DE JORNALISMO FAEPA/SENAR-PB 2012 REGULAMENTO

PRÊMIO DE JORNALISMO FAEPA/SENAR-PB 2012 REGULAMENTO PRÊMIO DE JORNALISMO FAEPA/SENAR-PB 2012 REGULAMENTO Calendário ATIVIDADES Lançamento e Abertura das Inscrições Encerramento das Inscrições Anúncio Oficial dos Finalistas Cerimônia de Premiação dos Vencedores

Leia mais

INFORMAÇÕES IMPORTANTES: LEIA COM ATENÇÃO

INFORMAÇÕES IMPORTANTES: LEIA COM ATENÇÃO 1 de 7 Prezado(a) Candidato(a), INFORMAÇÕES IMPORTANTES: LEIA COM ATENÇÃO Utilize um computador instalado o software Acrobat Reader (www.adobe.com/br/) para ler textos disponibilizados na prova. Lembre-se

Leia mais

Concurso Público IFSULDEMINAS 2015. Prova Prática. Tecnólogo / Área Informática. NãO escreva seu nome ou assine em nenhuma folha da prova

Concurso Público IFSULDEMINAS 2015. Prova Prática. Tecnólogo / Área Informática. NãO escreva seu nome ou assine em nenhuma folha da prova Concurso Público IFSULDEMINAS 2015 Prova Prática Tecnólogo / Área Informática NãO escreva seu nome ou assine em nenhuma folha da prova PROVA PRÁTICA - TECNÓLOGO / ÁREA INFORMÁTICA INSTRUÇÕES 1- Utilize

Leia mais

O ANews está baseado em três importantes pilares: a mobilidade, a comunicação eficiente e a facilitação do fluxo de trabalho.

O ANews está baseado em três importantes pilares: a mobilidade, a comunicação eficiente e a facilitação do fluxo de trabalho. ANews é o que você precisa O ANews chegou ao mercado para inovar. Não é mais um programa, é o software que os jornalistas precisavam e não existia. É muito mais que um simples programa, é um sistema que

Leia mais

Como funciona? SUMÁRIO

Como funciona? SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Introdução... 2 2. Benefícios e Vantagens... 2 3. Como utilizar?... 2 3.1. Criar Chave / Senha de Usuário... 2 3.2. Recursos da Barra Superior... 2 3.2.1. Opções... 3 3.2.1.1. Mover Para...

Leia mais

Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC

Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC EDITAL DG/FAED N 0 031/2014 O Diretor Geral do, da Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC, no uso de suas atribuições estatutárias e regimentais definidas no Decreto Nº 4184 de 06/04/06 e Resolução

Leia mais

e-nota E Módulo de Entrega da Nota

e-nota E Módulo de Entrega da Nota Página1 e-nota E Módulo de Entrega da Nota Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. Safeweb e-nota E... 03 2. O que é XML... 04 3. Acesso e-nota E... 05 4. Gerenciamento

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE COMUNICAÇÃO, TURISMO E ARTES Coordenação de Jornalismo

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE COMUNICAÇÃO, TURISMO E ARTES Coordenação de Jornalismo UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE COMUNICAÇÃO, TURISMO E ARTES Coordenação de Jornalismo REGIMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM JORNALISMO Capítulo I Da concepção de estágio O Estágio visa oportunizar

Leia mais

MANUAL VERSÃO 2.13 1

MANUAL VERSÃO 2.13 1 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 1. O QUE É O EOL?... 3 2. ACESSANDO O EOL... 3 3. TELA INICIAL... 4 4. EXAMES ADMISSIONAIS... 4 5. MUDANÇA DE FUNÇÃO... 6 6. EXAMES DEMISSIONAL E RETORNO AO TRABALHO... 7 7. EXAMES

Leia mais

REGULAMENTO TOUR DA TAÇA DA COPA DO MUNDO FIFA TROPHY TOUR BRASIL 2014

REGULAMENTO TOUR DA TAÇA DA COPA DO MUNDO FIFA TROPHY TOUR BRASIL 2014 REGULAMENTO TOUR DA TAÇA DA COPA DO MUNDO FIFA TROPHY TOUR BRASIL 2014 Dispõe sobre a regulamentação do Concurso de Redação e a produção de vídeo do Tour da Taça Copa do Mundo da FIFA - Trophy Tour Brasil

Leia mais

2. AS FINALIDADES DO CONCURSO DE FOTOGRAFIA

2. AS FINALIDADES DO CONCURSO DE FOTOGRAFIA Brasília, 07 de agosto de 2015 Dia Mundial da Fotografia Edital SINFOC DF 1/2015 Exposição de Fotografia Lado B 1. INTRODUÇÃO O Sindicato dos Fotógrafos e Cinegrafistas Profissionais e Autônomos do Distrito

Leia mais

Aplicativo da Manifestação do Destinatário. Manual

Aplicativo da Manifestação do Destinatário. Manual Aplicativo da Manifestação do Destinatário Manual Novembro de 2012 1 Sumário 1 Aplicativo de Manifestação do Destinatário...4 2 Iniciando o aplicativo...4 3 Menus...5 3.1 Manifestação Destinatário...5

Leia mais

Edital 02/2015 Projeto UNA-SUS. Chamada para o Programa de Bolsas Acadêmicas

Edital 02/2015 Projeto UNA-SUS. Chamada para o Programa de Bolsas Acadêmicas Edital 02/2015 Projeto UNA-SUS Chamada para o Programa de Bolsas Acadêmicas A Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação torna público o presente Edital de chamada para o Programa de Bolsas Acadêmicas do

Leia mais

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DO DINTER PPGEFHC-IFBA 2015 CURSO DE DOUTORADO

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO DO DINTER PPGEFHC-IFBA 2015 CURSO DE DOUTORADO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO, FILOSOFIA E HISTÓRIA DAS CIÊNCIAS INSTITUTO DE FÍSICA Campus Universitário de Ondina 40210-340,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE TERESINA PMT SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E RECURSOS HUMANOS SEMA

PREFEITURA MUNICIPAL DE TERESINA PMT SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E RECURSOS HUMANOS SEMA 0 PREFEITURA MUNICIPAL DE TERESINA PMT SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E RECURSOS HUMANOS SEMA EDITAL DE SELEÇÃO PARA BOLSAS DO PROGRAMA SERVIDOR UNIVERSITÁRIO 2011 A Secretaria Municipal de Administração

Leia mais

EDITAL 08/2014/FACELI

EDITAL 08/2014/FACELI 1 EDITAL 08/2014/FACELI REABERTURA DE INSCRIÇÕES PARA INGRESSO NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACELI (ADMINISTRAÇÃO, DIREITO E PEDAGOGIA), POR MEIO DE TRANSFERÊNCIA EXTERNA, EXCLUSIVO PARA INGRESSO NO 2º SEMESTRE

Leia mais

GERENCIADOR DE CONTEÚDO

GERENCIADOR DE CONTEÚDO 1/1313 MANUAL DO USUÁRIO GERENCIADOR DE CONTEÚDO CRISTAL 2/13 ÍNDICE 1. OBJETIVO......3 2. OPERAÇÃO DOS MÓDULOS......3 2.1 GERENCIADOR DE CONTEÚDO......3 2.2 ADMINISTRAÇÃO......4 Perfil de Acesso:... 4

Leia mais

FACULDADES EST - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TEOLOGIA MESTRADO PROFISSIONAL EM TEOLOGIA ORIENTAÇÕES PARA BANCAS DE DEFESA

FACULDADES EST - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TEOLOGIA MESTRADO PROFISSIONAL EM TEOLOGIA ORIENTAÇÕES PARA BANCAS DE DEFESA FACULDADES EST - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TEOLOGIA MESTRADO PROFISSIONAL EM TEOLOGIA ORIENTAÇÕES PARA BANCAS DE DEFESA 1. Prazos Os prazos para entrega de Trabalho Final encerram em 30 de maio (1º

Leia mais

DESCRITIVO DO PROCESSO DE SELEÇÃO PARA O CARGO DE AGENTE DE ATENDIMENTO NAS UNIDADES DO SESC DA GRANDE SÃO PAULO

DESCRITIVO DO PROCESSO DE SELEÇÃO PARA O CARGO DE AGENTE DE ATENDIMENTO NAS UNIDADES DO SESC DA GRANDE SÃO PAULO DESCRITIVO DO PROCESSO DE SELEÇÃO PARA O CARGO DE AGENTE DE ATENDIMENTO NAS UNIDADES DO SESC DA GRANDE SÃO PAULO O presente documento é uma divulgação oficial de todos os critérios e procedimentos estabelecidos

Leia mais

Univap Universidade do Vale do Paraíba

Univap Universidade do Vale do Paraíba Univap Universidade do Vale do Paraíba Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas e Comunicação FCSAC Curso de Rádio e TV Manual de Trabalho de Conclusão de Curso 2013 TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Os trabalhos

Leia mais

Controle Faixa de numeração de controle (numeração de talão de vendas) dos pedido que deseja visualizar.

Controle Faixa de numeração de controle (numeração de talão de vendas) dos pedido que deseja visualizar. 1-1-5-5- RELATÓRIOS DE VENDA (menu 5-2-2) Permite visualizar relação de pedidos (vendas ou não) realizados em determinado e período e com determinadas características desejadas. Período Informe o período

Leia mais

M a n u a l E m i s s ã o d e N F e I

M a n u a l E m i s s ã o d e N F e I M a n u a l E m i s s ã o d e N F e I Sistema Nota Fiscal eletrônica Versão 1.1 29/02/2008 Para emitir uma Nota Fiscal eletrônica o usuário deverá acessar a tela inicial do sistema WebISS, digitar o usuário

Leia mais

COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº, DE 2006

COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº, DE 2006 COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº, DE 2006 Redação final do Projeto de Lei da Câmara nº 79, de 2004 (nº 708, de 2003, na Casa de origem). A Comissão Diretora apresenta a redação final do Projeto de Lei da Câmara

Leia mais

DESCRITIVO DO PROCESSO DE SELEÇÃO PARA O CARGO DE AUXILIAR ADMINISTRATIVO ASSISTÊNCIA MÉDICA

DESCRITIVO DO PROCESSO DE SELEÇÃO PARA O CARGO DE AUXILIAR ADMINISTRATIVO ASSISTÊNCIA MÉDICA DESCRITIVO DO PROCESSO DE SELEÇÃO PARA O CARGO DE AUXILIAR ADMINISTRATIVO ASSISTÊNCIA MÉDICA O presente documento é uma divulgação oficial de todos os critérios e procedimentos estabelecidos pelo SESC

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA GUIA DE NAVEGAÇÃO MÓDULO DE TRANSFERÊNCIA DE ARQUIVOS APLICATIVO UPLOAD /DOWNLOAD VERSÃO 1.1 BRASÍLIA DF Agosto/2015 2011 Ministério do Desenvolvimento Social

Leia mais

COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO SENAI DR/ES N 031/2015 27/09/2015

COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO SENAI DR/ES N 031/2015 27/09/2015 COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO SENAI DR/ES N 031/2015 27/09/2015 O SENAI Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial torna pública a realização de processo seletivo para provimento de vagas observados

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA CURTAS METRAGENS DOCUMENTÁRIOS REPORTAGENS JORNALÍSTICAS PARA VEÍCULOS IMPRESSOS (CDC) e TIRAS DE DESENHO EM QUADRINHOS (QCiência) - INICIAÇÃO CIENTÍFICA

Leia mais

ODiretor da FACULDADE INTERNACIONAL SIGNORELLI, credenciada

ODiretor da FACULDADE INTERNACIONAL SIGNORELLI, credenciada ODiretor da FACULDADE INTERNACIONAL SIGNORELLI, credenciada pelo parecer CNE/CES41/2009, publicado no D.O.U. nº.38 de 26/03/2009, e pela Portaria Nº260 MEC, publicada no D.O.U de 24/03/2009, torna público,

Leia mais

NOVO MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE JORNALISMO ADAPTADA À RESOLUÇÃO 001/2013 - CNE

NOVO MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE JORNALISMO ADAPTADA À RESOLUÇÃO 001/2013 - CNE NOVO MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE JORNALISMO ADAPTADA À RESOLUÇÃO 001/2013 - CNE 1º Período TEORIA DA COMUNICAÇÃO I Conceitos de comunicação e de comunicação social. Contexto histórico do surgimento da

Leia mais

ESCOLA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS EDITAL 01/2013 IV CONCURSO DE ARTIGOS 1º SEMESTRE DE 2013 CAPÍTULO I DO OBJETO CAPÍTULO II - DAS INSCRIÇÕES

ESCOLA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS EDITAL 01/2013 IV CONCURSO DE ARTIGOS 1º SEMESTRE DE 2013 CAPÍTULO I DO OBJETO CAPÍTULO II - DAS INSCRIÇÕES ESCOLA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS EDITAL 01/2013 IV CONCURSO DE ARTIGOS CAPÍTULO I DO OBJETO Art. 1º - A Direção da Escola de Ciências Jurídicas e Sociais do Grupo Projeção, com a finalidade de incentivar

Leia mais

Portal Contador Parceiro

Portal Contador Parceiro Portal Contador Parceiro Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa 1. Portal Contador Parceiro... 03 2. Acesso ao Portal... 04 3. Profissionais...11 4. Restrito...16 4.1 Perfil... 18 4.2 Artigos...

Leia mais

UVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei nº 5.152, de 21/10/1966 São Luís - Maranhão.

UVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei nº 5.152, de 21/10/1966 São Luís - Maranhão. UVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei nº 5.152, de 21/10/1966 São Luís - Maranhão. Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GÊNERO E DIVERSIDADE

Leia mais

EDITAL N 05/PPG-BB/2015

EDITAL N 05/PPG-BB/2015 EDITAL N 05/PPG-BB/2015 O Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia e Biociências da Universidade Federal de Santa Catarina faz saber que, no período 15 de Outubro a 18 de Novembro estarão

Leia mais

FACULDADE DE COMUNICAÇÃO SOCIAL REGULAMENTO DO LABORATÓRIO DE VÍDEO - UNIRITTER

FACULDADE DE COMUNICAÇÃO SOCIAL REGULAMENTO DO LABORATÓRIO DE VÍDEO - UNIRITTER FACULDADE DE COMUNICAÇÃO SOCIAL REGULAMENTO DO LABORATÓRIO DE VÍDEO - UNIRITTER Aprovado na Sessão nº 07 do NDE de Jornalismo, em 5/12/13. Este regulamento versa sobre as regras e atividades para o pleno

Leia mais

MANUAL PARA OS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO- TCC

MANUAL PARA OS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO- TCC MANUAL PARA OS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO- TCC 1) INTRODUÇÃO A ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas, define o Trabalho de Conclusão de Curso - TCC como: Documento que representa o resultado

Leia mais

Analisado por: Aprovado por: Diretor do Departamento de Ensino (DENSE) Assessora da Assessoria de Gestão Estratégica (ASGET)

Analisado por: Aprovado por: Diretor do Departamento de Ensino (DENSE) Assessora da Assessoria de Gestão Estratégica (ASGET) Proposto por: Analisado por: Aprovado por: Diretor do Departamento de Ensino (DENSE) Assessora da Assessoria de Gestão Estratégica (ASGET) Secretária da Secretaria-Geral de Ensino (SECGE) 1 OBJETIVO Padronizar

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO DAS SESSÕES TÉCNICAS

MANUAL DE OPERAÇÃO DAS SESSÕES TÉCNICAS SNPTEE Documento Permanente SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E Abril de 2010 TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA MANUAL DE OPERAÇÃO DAS SESSÕES TÉCNICAS 1.0 INTRODUÇÃO Este Manual de Operação das Sessões Técnicas

Leia mais

Normas para Apresentação dos Trabalhos no VI Congresso de Contabilidade do Sudoeste da Bahia - FAINOR

Normas para Apresentação dos Trabalhos no VI Congresso de Contabilidade do Sudoeste da Bahia - FAINOR Estão abertas, no período de 20 de Agosto a 10 de Setembro de 2013, as inscrições para submissão de Trabalhos no VI Congresso de Contabilidade do Sudoeste da Bahia, em conformidade com as disposições que

Leia mais

Programa Olho Vivo no Dinheiro Público 5º Concurso de Desenho e Redação da Controladoria-Geral da União CGU para o ensino fundamental e médio

Programa Olho Vivo no Dinheiro Público 5º Concurso de Desenho e Redação da Controladoria-Geral da União CGU para o ensino fundamental e médio Programa Olho Vivo no Dinheiro Público 5º Concurso de Desenho e Redação da Controladoria-Geral da União CGU para o ensino fundamental e médio TEMA: A sociedade no acompanhamento da gestão pública: Todos

Leia mais

INSTRUÇÕES DO PORTAL PÓS-VENDAS MUELLER

INSTRUÇÕES DO PORTAL PÓS-VENDAS MUELLER INSTRUÇÕES DO PORTAL PÓS-VENDAS MUELLER O acesso ao Portal deve ser feito através do site da Mueller sendo www.mueller.ind.br. Logo abaixo, o posto deverá clicar no rodapé da página em Intranet/Extranet.

Leia mais

b) Estabilizador de tensão, fonte no-break, Sistema Operacional, memória principal e memória

b) Estabilizador de tensão, fonte no-break, Sistema Operacional, memória principal e memória CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA SISUTEC DISCIPLINA: INTRODUÇÃO A COMPUTAÇÃO PROF.: RAFAEL PINHEIRO DE SOUSA ALUNO: Exercício 1. Assinale a opção que não corresponde a uma atividade realizada em uma Unidade

Leia mais

e-nota R Sistema de Emissão de Documentos Fiscais eletrônicos

e-nota R Sistema de Emissão de Documentos Fiscais eletrônicos Página1 e-nota R Sistema de Emissão de Documentos Fiscais eletrônicos Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. O que é o e-nota R?... 03 2. Configurações e Requisitos...

Leia mais

Teste de Habilidade Específica - THE

Teste de Habilidade Específica - THE LEIA COM ATENÇÃO 1. Só abra este caderno após ler todas as instruções e quando for autorizado pelos fiscais da sala. 2. Preencha os dados pessoais. 3. Autorizado o inicio da prova, verifique se este caderno

Leia mais

EDITAL Nº 35/2014 EDITAL DE ABERTURA DO VESTIBULAR 2015

EDITAL Nº 35/2014 EDITAL DE ABERTURA DO VESTIBULAR 2015 EDITAL Nº 35/2014 EDITAL DE ABERTURA DO VESTIBULAR 2015 A Comissão Coordenadora do Processo Seletivo das Faculdades Integradas de Vitória FDV, para conhecimento de todos os interessados, torna público

Leia mais

EDITAL Nº 16/2015 DG/EAD/IFRN PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIO PARA COORDENAÇÃO DE VIDEO PRODUÇÕES

EDITAL Nº 16/2015 DG/EAD/IFRN PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIO PARA COORDENAÇÃO DE VIDEO PRODUÇÕES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIADO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EDITAL Nº 16/2015 DG/EAD/IFRN

Leia mais

FACULDADE CAMPO REAL CURSO DE NUTRIÇÃO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

FACULDADE CAMPO REAL CURSO DE NUTRIÇÃO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO FACULDADE CAMPO REAL CURSO DE NUTRIÇÃO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Caracterização A elaboração do Trabalho de Curso fundamenta-se nas Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Nutrição,

Leia mais

1.3. OBJETIVOS ESPECÍFICOS

1.3. OBJETIVOS ESPECÍFICOS UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA UCB PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROEX DIRETORIA DE PROGRAMAS COMUNITÁRIOS - DPC EDITAL PROJETO RONDON UCB 0/01 EDITAL PARA SELEÇÃO DE ESTUDANTES DO CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL

Leia mais

INSTITUTO EUVALDO LODI DO DISTRITO FEDERAL - IEL/DF EDITAL 01/2013

INSTITUTO EUVALDO LODI DO DISTRITO FEDERAL - IEL/DF EDITAL 01/2013 INSTITUTO EUVALDO LODI DO DISTRITO FEDERAL - IEL/DF EDITAL 01/2013 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS PARA COOPERAÇÃO ENTRE O IBTI E EMPRESAS DE PEQUENO, MÉDIO E GRANDE PORTE O INSTITUTO EUVALDO LODI DO DISTRITO

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO VESTIBULAR/2015

CONCURSO PÚBLICO VESTIBULAR/2015 ESCOLA DE GOVERNO PROFESSOR PAULO NEVES DE CARVALHO FUNDAÇÃO JOÃO PINHEIRO Governo de Minas Gerais CONCURSO PÚBLICO VESTIBULAR/2015 2ª ETAPA Provas abertas: Matemática, História e Redação em Língua Portuguesa.

Leia mais

Pedido de Bar Sistema para controle de pedido de bar

Pedido de Bar Sistema para controle de pedido de bar Pedido de Bar Sistema para controle de pedido de bar Desenvolvido por Hamilton Dias (31) 8829.9195 Belo Horizonte hamilton-dias@ig.com.br www.h-dias.cjb.net ÍNDICE Introdução...3 Implantação...3 Instalação...3

Leia mais

NORMAS DE TRABALHO DE CURSO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DO CÂMPUS CERES DO IF GOIANO

NORMAS DE TRABALHO DE CURSO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DO CÂMPUS CERES DO IF GOIANO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO CÂMPUS CERES NORMAS DE TRABALHO DE CURSO DOS

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA CURTAS METRAGENS DOCUMENTÁRIOS REPORTAGENS JORNALÍSTICAS PARA VEÍCULOS IMPRESSOS (CDC) e TIRAS DE DESENHO EM QUADRINHOS (QCiência) - INICIAÇÃO CIENTÍFICA

Leia mais

EDITAL nº 81 MESTRADO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO, GESTÃO E DIFUSÃO EM BIOCIÊNCIAS SELEÇÃO PARA INGRESSO NO SEGUNDO SEMESTRE DE 2012

EDITAL nº 81 MESTRADO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO, GESTÃO E DIFUSÃO EM BIOCIÊNCIAS SELEÇÃO PARA INGRESSO NO SEGUNDO SEMESTRE DE 2012 EDITAL nº 81 MESTRADO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO, GESTÃO E DIFUSÃO EM BIOCIÊNCIAS SELEÇÃO PARA INGRESSO NO SEGUNDO SEMESTRE DE 2012 13 de abril de 2012 O Instituto de Bioquímica Médica, da Universidade Federal

Leia mais

Prof. Daniel Santos Redação RECEITA PARA DISSERTAÇÃO ARGUMENTAÇÃO ESCRITA - ENEM. E agora José?

Prof. Daniel Santos Redação RECEITA PARA DISSERTAÇÃO ARGUMENTAÇÃO ESCRITA - ENEM. E agora José? Prof. Daniel Santos Redação RECEITA PARA DISSERTAÇÃO ARGUMENTAÇÃO ESCRITA - ENEM E agora José? Respondam Rápido: O que encanta um homem? O que encanta uma mulher? E o que ENCANTA um corretor do ENEM?

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL BAIANO IF BAIANO COORDENAÇÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL

INSTITUTO FEDERAL BAIANO IF BAIANO COORDENAÇÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL INSTITUTO FEDERAL BAIANO IF BAIANO COORDENAÇÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL Rua do Rouxinol, 115, Imbuí, Salvador-BA, CEP 41720-052 Tel.: (71) 3186-0045 EDITAL DE ABERTURA - Processo de Seleção de Estágio em

Leia mais

Edital 01/2015. Seleção de estagiários voluntários para o Projeto de Extensão Crítica de Esportes no Jornalismo Esportivo em convênio com a TV UFPB

Edital 01/2015. Seleção de estagiários voluntários para o Projeto de Extensão Crítica de Esportes no Jornalismo Esportivo em convênio com a TV UFPB Edital 01/2015 Seleção de estagiários voluntários para o Projeto de Extensão Crítica de Esportes no Jornalismo Esportivo em convênio com a TV UFPB O Departamento de Comunicação torna pública a realização

Leia mais

REGULAMENTO DO I CONCURSO DE REDAÇÃO E DE ARTIGO DO MP-PROCON

REGULAMENTO DO I CONCURSO DE REDAÇÃO E DE ARTIGO DO MP-PROCON MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DA PARAÍBA PROGRAMA ESTADUAL DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR REGULAMENTO DO I CONCURSO DE REDAÇÃO E DE ARTIGO DO MP-PROCON TEMA: Impactos negativos da falsificação de produtos

Leia mais

PROCESSO SELETIVO ON-LINE

PROCESSO SELETIVO ON-LINE PROCESSO SELETIVO ON-LINE PELA ÁREA DE PESSOAL A inscrição em processo seletivo será disponibilizada no Sistema MarteWeb após a inclusão da seleção no Sistema MARTE. Portanto, siga as instruções em COMO

Leia mais

II Concurso de Desenho, Paródia, Poesia e Redação Piauí Livre da Escravidão Contemporânea

II Concurso de Desenho, Paródia, Poesia e Redação Piauí Livre da Escravidão Contemporânea FÓRUM DE ERRADICAÇÃO DO ALICIAMENTO E COMBATE AO TRABALHO ESCRAVO NO PIAUÍ GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO PIAUÍ II Concurso de Desenho, Paródia, Poesia e Redação Piauí Livre

Leia mais

PROJETO ABC DA ENERGIA. Gerência de Relacionamento com Cliente

PROJETO ABC DA ENERGIA. Gerência de Relacionamento com Cliente PROJETO ABC DA ENERGIA Gerência de Relacionamento com Cliente Agosto/2015 Projeto ABC da Energia A Celpa, Centrais Elétricas do Pará, promove, através do projeto ABC da energia, a gincana com a temática:

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE EDUCAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE EDUCAÇÃO RESOLUÇÃO N. 012/13 DO CONSELHO DA Estabelece o programa a sistemática e demais instruções complementares para o concurso público de provas e títulos para preenchimento de vagas de Professor da Carreira

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA TÉCNICO DE INFORMÁTICA SORRI-BAURU Julho de 2012

EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA TÉCNICO DE INFORMÁTICA SORRI-BAURU Julho de 2012 EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA TÉCNICO DE INFORMÁTICA SORRI-BAURU Julho de 2012 A SORRI BAURU, por meio de sua Diretoria Executiva convoca os interessados a participar do processo seletivo para a contratação

Leia mais

TUTORIAL PARA O MÉDICO PROJETO DE INTERVENÇÃO PROVAB 2014

TUTORIAL PARA O MÉDICO PROJETO DE INTERVENÇÃO PROVAB 2014 PROGRAMA DE VALORIZAÇÃO DO PROFISSIONAL DA ATENÇÃO BÁSICA TUTORIAL PARA O MÉDICO PROJETO DE INTERVENÇÃO PROVAB 2014 Brasília/DF, 17 de setembro de 2014. 1 APRESENTAÇÃO Senhor (a) Médico (a) participante

Leia mais

Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle

Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle No INSEP, o ambiente virtual de aprendizagem oferecido ao acadêmico é o MOODLE. A utilização dessa ferramenta é fundamental para o sucesso das atividades em EAD,

Leia mais

NORMAS PARA REALIZAÇÃO DE CONCURSO PÚBLICO DE TÍTULOS E PROVAS PARA PROVIMENTO DE CARGO DE PROFESSOR DA UFCSPA CAPÍTULO I DO CONCURSO E DOS CANDIDATOS

NORMAS PARA REALIZAÇÃO DE CONCURSO PÚBLICO DE TÍTULOS E PROVAS PARA PROVIMENTO DE CARGO DE PROFESSOR DA UFCSPA CAPÍTULO I DO CONCURSO E DOS CANDIDATOS Normas para realização de Concursos Públicos de Títulos e Provas para os Cargos de Professor Auxiliar, Assistente e Adjunto da Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA)

Leia mais

TUTORIAL/MANUAL CONFIGURAR E GERAR NOTAS FISCAIS. Document Version: 1.0 Release Date: 19/02/2013

TUTORIAL/MANUAL CONFIGURAR E GERAR NOTAS FISCAIS. Document Version: 1.0 Release Date: 19/02/2013 1 P a g e TUTORIAL/MANUAL CONFIGURAR E GERAR NOTAS FISCAIS Document Version: 1.0 Release Date: 19/02/2013 Author(s) Via Express Informática LTDA. Carlos Belgine Analista de Suporte 2 P a g e OBJETIVO O

Leia mais

SINOPSE. Leandro Gomes Matos Diretor da RNC

SINOPSE. Leandro Gomes Matos Diretor da RNC SINOPSE Neste trabalho procurou-se compilar textos de diversos autores de renome, sob uma ótica baseada em experiência profissional em cargos de chefia e como consultor de empresas, durante estes quase

Leia mais

Informática. Informática. Valdir

Informática. Informática. Valdir Informática Informática Valdir Questão 21 A opção de alterar as configurações e aparência do Windows, inclusive a cor da área de trabalho e das janelas, instalação e configuração de hardware, software

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SECRETARIA DOS ÓRGÃOS COLEGIADOS

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SECRETARIA DOS ÓRGÃOS COLEGIADOS DELIBERAÇÃO Nº 65, DE 11 DE MAIO DE 2012 O DA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO, tendo em vista a decisão tomada em sua 257ª Reunião Extraordinária, realizada em 11 de maio de 2012, e considerando

Leia mais

Pagamento - Fornecedor

Pagamento - Fornecedor Pagamento - Fornecedor MT-212-00137 - 1 Última Atualização 30/08/2014 I. Objetivos Após este módulo de capacitação você será capaz de: Carregar Documentos Fiscais Verificar o status de envio dos documentos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO FACULDADE DE EDUCAÇÃO - FACED DEPARTAMENTO DE ESTUDOS ESPECIALIZADOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO FACULDADE DE EDUCAÇÃO - FACED DEPARTAMENTO DE ESTUDOS ESPECIALIZADOS 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO FACULDADE DE EDUCAÇÃO - FACED DEPARTAMENTO DE ESTUDOS ESPECIALIZADOS EDITAL Nº 01/ 2013 / PR-PPG SELEÇÃO E MATRÍCULA PARA CURSO

Leia mais

SELEÇÃO/2015 PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTES VISUAIS EBA-UFBA EDITAL DOUTORADO

SELEÇÃO/2015 PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTES VISUAIS EBA-UFBA EDITAL DOUTORADO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTES VISUAIS SELEÇÃO/2015 PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTES VISUAIS EBA-UFBA EDITAL DOUTORADO O Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais da Universidade Federal da Bahia

Leia mais

ESCOLA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS CURSO DE DIREITO NÚCLEO DE PESQUISA E PRODUÇÃO CIENTÍFICA NÚCLEO DE EXTENSÃO 06/2015 VII CONCURSO DE ARTIGOS

ESCOLA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS CURSO DE DIREITO NÚCLEO DE PESQUISA E PRODUÇÃO CIENTÍFICA NÚCLEO DE EXTENSÃO 06/2015 VII CONCURSO DE ARTIGOS ESCOLA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS CURSO DE DIREITO NÚCLEO DE PESQUISA E PRODUÇÃO CIENTÍFICA NÚCLEO DE EXTENSÃO Edital 06/2015 VII CONCURSO DE ARTIGOS A Escola de Ciências Jurídicas e Sociais da Faculdade

Leia mais

MEIO AMBIENTE E CIDADANIA

MEIO AMBIENTE E CIDADANIA REGULAMENTO A Universidade Comunitária da Região de Chapecó, em conjunto com a Caixa Econômica Federal, abre inscrições para 6º Prêmio Unochapecó/Caixa de Jornalismo Ambiental 2014 e dá outras providências.

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO MANTENEDORA: COMPLEXO DE ENSINO SUPERIOR DE CACHOEIRINHA MANTIDA: FACULDADE INEDI Cachoeirinha Rio Grande do Sul REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

Leia mais

EDITAL Nº. 02/2014 PROCESSO DE SELEÇÃO PARA INGRESSO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA - UFJF CURSO DE DOUTORADO - TURMA 2015

EDITAL Nº. 02/2014 PROCESSO DE SELEÇÃO PARA INGRESSO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA - UFJF CURSO DE DOUTORADO - TURMA 2015 EDITAL Nº. 02/2014 PROCESSO DE SELEÇÃO PARA INGRESSO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM - CURSO DE DOUTORADO - TURMA 2015 O Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal de Juiz de Fora Área

Leia mais

TCEnet. Manual Técnico. Responsável Operacional das Entidades

TCEnet. Manual Técnico. Responsável Operacional das Entidades TCEnet Manual Técnico Responsável Operacional das Entidades 1 Índice 1. Introdução... 3 2. Características... 3 3. Papéis dos Envolvidos... 3 4. Utilização do TCEnet... 4 4.1. Geração do e-tcenet... 4

Leia mais

REGULAMENTO DO SEMINÁRIO DE INTERDISCIPLINARIDADE DO CÁLCULO -SINCAL

REGULAMENTO DO SEMINÁRIO DE INTERDISCIPLINARIDADE DO CÁLCULO -SINCAL REGULAMENTO DO SEMINÁRIO DE INTERDISCIPLINARIDADE DO CÁLCULO -SINCAL A Coordenadora da Faculdade de Ciência e Tecnologia de Montes Claros FACIT, no uso de suas atribuições regimentais, considerando que

Leia mais

MANUAL PASSO-A-PASSO DO SISTEMA ONLINE

MANUAL PASSO-A-PASSO DO SISTEMA ONLINE MANUAL PASSO-A-PASSO DO SISTEMA ONLINE Junho 2015 Editor, ler com atenção as orientações informadas neste manual. Informamos que documentação preenchida incompleta e/ou que não atenda as normas da Agência

Leia mais

Edital 05/2013 Projeto UNA-SUS Chamada para o Programa de Bolsas Acadêmicas

Edital 05/2013 Projeto UNA-SUS Chamada para o Programa de Bolsas Acadêmicas Edital 05/2013 Projeto UNA-SUS Chamada para o Programa de Bolsas Acadêmicas A Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação torna público o presente Edital de chamada para o Programa de Bolsas Acadêmicas do

Leia mais

PRÊMIO OAB-GO DE JORNALISMO EDITAL

PRÊMIO OAB-GO DE JORNALISMO EDITAL PRÊMIO OAB-GO DE JORNALISMO EDITAL 1. DOS OBJETIVOS DO PRÊMIO O Prêmio OAB-GO de Jornalismo é um concurso jornalístico instituído pela Seção de Goiás da Ordem dos Advogados do Brasil para premiar matérias

Leia mais

5º Concurso de Redação Minha Família na Escola

5º Concurso de Redação Minha Família na Escola 5º Concurso de Redação Minha Família na Escola Regulamento 1. Proponente: A Federação das Entidades Assistenciais de Campinas Fundação Odila e Lafayette Álvaro - FUNDAÇÃO FEAC, entidade de direito privado

Leia mais