REGULAMENTO MOTOCICLETAS - SÃO PAULO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REGULAMENTO MOTOCICLETAS - SÃO PAULO"

Transcrição

1 REGULAMENTO MOTOCICLETAS - SÃO PAULO A APROMOTOS-CAR inscrita no CNPJ / , torna publico o presente Regulamento Interno, nos termos do que dispõe o art. 46, cujas normas devem ser seguidas por todos os seus associados, sob pena de, em não o fazendo, serem excluídos da associação, de acordo com o art. 06 e 11 do Estatuto Social. A APROMOTOS-CAR é dotada de personalidade jurídica, constituída na forma de associação, ou seja, uma reunião de pessoas e ou empresas com objetivos comuns, não podendo ser confundida em nenhuma hipótese com sociedades empresarias que explorem o ramo de seguro, já que a ASSOCIAÇÃO não é uma SEGURADORA. O principio do associativismo é a todo o momento respeitado como sendo a união de pessoas, dentro do espírito associativista, para a proteção de suas motocicletas, através do rateio de eventuais prejuízos materiais sofridos nas mesmas, quando da sua utilização, seguindo os critérios deste regulamento interno. DOS ASSOCIADOS 1.1. COMPETE A CADA ASSOCIADO: Agir com lealdade e boa-fé com os demais associados e com a Associação, sempre zelando pelo seu regular funcionamento e buscando alcançar os fins institucionais; Cumprir todas as normas estabelecidas no Estatuo Social e neste Regulamento, bem como outras a serem expedidas formalmente pela Diretoria Executiva; Manter a motocicleta em bom estado de conservação; Dar imediato conhecimento a APROMOTOS-CAR caso haja; A) Mudança de domicílio; B) Alteração na forma de utilização da motocicleta; C) Transferência de propriedade (caso o associado queira substituir a motocicleta cadastrada deverá quitar todos os débitos existentes, assinar o TERMO DE DESLIGAMETO da mesma e realizar o processo de inspeção na nova motocicleta); D) Alteração das características da motocicleta; Tomar todas as providências ao seu alcance para proteger a motocicleta acidentada e evitar a agravação dos prejuízos; Empenhar todos os esforços para ser ressarcido de prejuízos por terceiros; Informar às autoridades policiais em caso de desaparecimento, roubo o furto da motocicleta; Dar imediato aviso a APROMOTOS-CAR a respeito do ocorrido, relatando minuciosamente o fato no BOLETIM DE OCORRÊNCIA, mencionando dia, hora, local, circunstância do acidente, nome, endereço e carteira de habilitação de quem dirigia a motocicleta, nome e endereço de testemunhas e providências de ordem policial necessária; Aguardar a autorização da APROMOTOS-CAR para iniciar a reparação de quaisquer danos na motocicleta Somente o condutor proprietário ou indicados por ele, desde que dentro das normas de trânsito, fazem jus à proteção da motocicleta cadastrada, exceto claro, no caso de roubo ou furto. DA FILIAÇÃO E DESFILIAÇÃO DOS ASSOCIADOS 2.1. Para se tornar associado da APROMOTOS-CAR o pretendente deverá encaminhar pedido formal à Diretoria Executiva da Associação, acompanhado da cópia dos seguintes documentos: A) Carteira Nacional de Habilitação; B) Nota Fiscal do revendedor ou fabricante, em se tratando de motocicleta ( 0 km ); C) CRLV das motocicletas a serem cadastradas; D) Comprovante de residência; E) Indicação de um associado da APROMOTOS-CAR, se necessário; F) Contrato social ou estatuto social, em se tratando de pessoa jurídica; I) Apólice de seguro de terceiros da motocicleta cadastrada (se houver) São permitidas a entrada de associados cadastradas junto a outras entidades Cooperativas e Associações, neste caso as mesmas devem garantir através de contrato, o pagamento de seus sócio-cooperados ou associados. A respectiva entidade deve dar todas as garantias para o pagamento de suas responsabilidades junto a APROMOTOS-CAR O período mínimo de permanência do associado da APROMOTOS-CAR é de 03 (três) meses a partir do ingresso na associação e caso o mesmo tenha recebido qualquer valor da APROMOTOS-CAR ou que tenha tida sua motocicleta recuperada por esta, deverá OBRIGATORIAMENTE permanecer por mais 03 (três) meses a contar da data do ressarcimento, ficando sob sua responsabilidade efetuar o cancelamento após este período, caso não filie outra motocicleta A Proposta de Proteção da (s) motocicleta (s) e de admissão de novos associados poderá ser recusada em até 10 dias pela APROMOTOS- CAR, contados a partir da data do seu recebimento, mediante análise prévia e critério da Diretoria Executiva da associação. A eventual recusa e os motivos serão informados através de carta, enviada ao endereço constante na proposta. Os valores eventualmente pagos serão devolvidos Em qualquer tempo, poderá a Diretoria Executiva da APROMOTOS-CAR solicitar a exclusão de qualquer dos associados ao julgar que o mesmo não age em favor dos interesses da Associação O associado que se envolver em 04 (quatro) acidentes ou 02 (dois) furtos durante o ano será excluído do grupo.

2 DO CADASTRAMENTO E CANCELAMENTO DAS MOTOCICLETAS DOS ASSOCIADOS 3.1. O cadastramento das motocicletas será realizado através de inspeção prévia realizada pela APROMOTOS-CAR, que constará de fotos, um laudo descritivo das condições da motocicleta e de todos os documentos listados na CLÁUSULA A motocicleta cadastrada junto à APROMOTOS-CAR não poderá ser protegida por seguros particulares, sob pena de o associado perder seus direitos em relação aos benefícios oferecidos pela Associação e ser excluído de seu corpo social A APROMOTOS-CAR não faz, na inspeção prévia, nenhuma avaliação do valor de mercado da motocicleta, nem de legalidade de sua procedência, sendo esta de inteira responsabilidade do associado O associado só terá direito a usufruir daqueles benefícios que ele identificou no laudo de cadastro da motocicleta A APROMOTOS-CAR se resguarda no direito de deferir ou indeferir o cadastramento de qualquer motocicleta, seja o seu proprietário associado ou não A APROMOTOS-CAR poderá exigir, para determinados modelos de motocicletas, a instalação de equipamentos rastreadores, localizadores ou bloqueadores pré-determinados pela Diretoria Executiva, com vista a diminuir a propensão de roubo destes motocicletas A proteção concedida pela APROMOTOS-CAR tem inicio após: A) A inspeção da motocicleta, preenchimento da ficha de adesão e laudo de inspeção junto à Associação; B) A recepção do laudo de inspeção e adesão na APROMOTOS-CAR. C) Pagamento de taxa de Adesão: Os valores referentes à taxa de Adesão são destinados a cobrir gastos como despesas de deslocamento, emissão e convecção de laudo de inspeção/regulamento e outros custos operacionais Para o cancelamento da proteção da motocicleta cadastrada, o associado deverá solicitar, assinar e encaminhar imediatamente para a APROMOTOS-CAR, o termo de cancelamento do cadastro da sua motocicleta. Mesmo havendo o cancelamento, fica o associado responsável pelo pagamento dos valores que por ventura forem devidos, inclusive dos valores referentes ao período em que figura a data do cancelamento. A efetivação do cancelamento da motocicleta será a partir da data do recebimento do termo assinado pela APROMOTOS-CAR Fica inativado o (s) cadastro (s) da (s) motocicleta (s) do associado que permanecer inadimplente após a realização do rateio subseqüente ao fechamento referido no boleto em aberto A proteção da motocicleta fica suspensa automaticamente quando o associado não tiver quitado o valor por ele devido em no máximo três dias úteis posteriores ao vencimento de seu boleto de cobrança. Após este prazo o pagamento poderá ser efetuado na sede da Apromotos e a continuidade da proteção fica condicionada a uma reavaliação da motocicleta, a ser realizada pela APROMOTOS-CAR, que identificará por formulário próprio, a integridade da motocicleta Caso o (s) cadastro (s) da (s) motocicleta (s) seja (m) inativado (s) e o associado deseje ativá-lo (s) novamente, ele deverá quitar todos os seus débitos com a APROMOTOS-CAR e refazer todo o processo de cadastramento da motocicleta citado na CLÁUSULA 3.1 e A motocicleta cadastrada que se envolver em mais de 02 (dois) acidentes no período de 06 (seis) meses subirá sua condição na participação de rateio dos acidentes, ex: se a motocicleta participa no rateio com o coeficiente de 01 (um) após 02 (dois) acidentes, no período de 06 (seis) meses ele passa para a cota rateio seguinte pelos 06 (seis) meses posteriores ao acidente e assim sucessivamente. DA PROTEÇÃO CONCEDIDA AS MOTOCICLETAS DOS ASSOCIADOS 4.1. A proteção concedida pela APROMOTOS-CAR será feita pelo rateio dos prejuízos entre os associados, obedecendo ao índice de rateio de cada motocicleta, especificado na TABELA 2 da CLÁUSULA 10.1, e se dará na forma de pagamento de benefício, de acordo com o estabelecido abaixo: 4.2. As motocicletas dos associados da APROMOTOS-CAR estão protegidas nos seguintes casos: Colisão, capotamento, abalroamento, queda, incêndio(desde que não seja provocado pelo associado), acidente durante transporte por meio apropriado, queda de objetos externos sobre a motocicleta, submersão por inundação ou alagamento; Os pneus e câmaras de ar estão cobertos, desde que não afetados isoladamente nas circunstâncias descritas acima. Os pneus com até 6 meses de uso serão pagos integralmente. Aqueles com vida útil igual ou inferior a 6 meses serão restituídos em 50% do seu valor integral, mediante a apresentação de nota fiscal; Os acessórios que fizerem parte da motocicleta no momento da inspeção inicial, desde que constado na nota fiscal da motocicleta. Em relação às CLÁUSULAS 7.1 E 7.3 os acessórios terão 1/3 (um terço) do seu valor, acrescidos no valor total do bem; Roubo ou furto qualificado; 4.3. A repartição dos prejuízos materiais, objetivo primordial da APROMOTOS-CAR, será limitada ao valor máximo de R$ ,00 (vinte mil reais) para as motocicletas cadastradas junto à Associação. Este valor será periodicamente revisto pela Diretoria Executiva, observando o valor de mercado Todos os valores descritos neste regulamento interno, têm com base e serão reajustados, conforme o percentual de aumento das motocicletas com referência da tabela FIPE ou variação de mercado Riscos cobertos em todo território nacional, sendo obrigatório o aviso diretamente a APROMOTOS-CAR, quando a motocicleta se deslocar para fora do estado de Minas Gerais, com permanência máxima de 30 dias, sob pena de perder a proteção a qual se faz jus. DA NÃO PROTEÇÃO AS MOTOCICLETAS DOS ASSOCIADOS 5.1. As motocicletas dos associados não estão protegidas pela APROMOTOS-CAR nos seguintes casos: Responsabilidade civil facultativa, danos materiais, pessoais, corporais e morais a terceiros e aos ocupantes da motocicleta;

3 5.1.2 Eventos danosos decorrentes da inobservância das leis em vigor, como dirigir sem possuir carteira de habilitação ou estar com a mesma suspensa, não ter habilitação adequada conforme a categoria da motocicleta ou ainda utilizar inadequadamente a motocicleta com relação à lotação de passageiros, dimensão, peso e acondicionamento de carga transportada, ocasionados pelo associado, seus prepostos, representantes ou empregados; Aqueles que não se enquadram no conceito de cobertura da proteção das motocicletas e os riscos decorrentes da inobservância das leis em vigor; Desgaste natural ou pelo o uso, deterioração gradativa e vicio próprio, defeito de fabricação, defeitos mecânicos, defeitos da instalação elétrica da motocicleta, corrosão, ferrugem; Quaisquer atos de hostilidade ou guerra, tumultos, comoção civil, sabotagem e vandalismo; Poluição, contaminação ou vazamento; Furacões, ciclones, terremotos, erupções vulcânicas, convulsões da natureza, caso fortuito e força maior; Atos de autoridade pública, salvo para evitar propagação de danos cobertos; Negligência, imprudência: Sempre que o associado, arrendatário ou cessionário proceder com dolo ou culpa na utilização da motocicleta em casos de acidente de trânsito, furto ou roubo e quando a sua culpa for caracterizada pelo cometimento de qualquer infração prevista no Código de Transito Brasileiro ou ainda quando o associado não adotar os meios razoáveis para salvar e preservar a motocicleta durante ou após a ocorrência de qualquer acidente; Dimensão, peso e acondicionamento de carga transportada; Não comunicação a APROMOTOS-CAR da mudança do condutor da motocicleta; Atos praticados em estado de insanidade mental e ou sob efeito de bebidas alcoólicas e ou substâncias tóxicas; Danos emergentes; Ato reconhecidamente perigoso que não seja motivado por necessidade justificada; Inovação artificial do local do acidente; Danos e avarias de qualquer natureza, constatados na motocicleta cadastrada no ato da inspeção e reavaliações; Radiação de qualquer tipo; Danos causados por guerra, revolução e ocorrências semelhantes, ou seja, contingências que atinjam de forma maciça a população regional ou nacional. DOS PREJUÍZOS NÃO COBERTOS PELA PROTEÇÃO DAS MOTOCICLETAS 6.1. Os prejuízos não cobertos pela proteção das motocicletas: Lucros cessantes e danos emergentes direta ou indiretamente pela paralisação da motocicleta cadastrada, mesmo quando em conseqüência de risco; Perdas ou danos ocorridos quando em trânsito por estradas ou caminhos impedidos, não abertos ao tráfego ou de areias fofas ou movediças; Danos causados à carga transportada; Danos sofridos por pessoas transportadas em locais não especificamente destinados e apropriados a tal fim; Perdas ou danos ocorridos durante a participação da motocicleta em competições, apostas, provas de velocidade, inclusive treinos preparatórios; Danos aos acessórios não constatados no laudo de inspeção e/ou sem a nota fiscal de compra; Multas e fianças impostas ao associado e despesas de qualquer natureza relativas às ações e processos criminais; Danos causados a motocicleta cadastrada, por qualquer da suas partes ou elementos nele fixado; As avarias que forem previamente constadas e relacionadas na inspeção da motocicleta cadastrada nos acidentes de danos materiais parciais; Avarias não relacionadas com o acidente coberto, ou seja, já existiam antes da Inspeção; Danos decorrentes de atos ilícitos cometidos pelo associado, seus dependentes, representantes ou prepostos; Reparos da motocicleta revelia, isto é, sem autorização da APROMOTOS-CAR; Danos morais ou materiais ou estéticos a terceiros; Danos morais a associados da APROMOTOS-CAR; Danos à motocicleta decorrentes de crimes ou infrações de trânsito. DO PAGAMENTO DOS BENEFÍCIOS 7.1. Em caso de roubo ou furto da motocicleta, a APROMOTOS-CAR terá até 30 (trinta) dias para localizar a motocicleta. Findo este prazo, ou a critério da Diretoria Executiva e não havendo a localização, será efetuado o rateio respeitando as datas de fechamento dos prejuízos previstos na CLÁUSULA 10.4 e a indenização ocorrerá conforme as CLÁUSULAS 7.13 e Em caso de destruição parcial da motocicleta em razão de acidente ou roubo e furto de peças, somente será iniciado o processo de sinistros após a recepção pela Apromotos da documentação necessária, contudo a APROMOTOS-CAR tem um prazo de até 10(dez) dias após a conclusão do orçamento para autorizar o inicio do reparo, ficando a previsão de término a critério da oficina e da disponibilidade de peças, estando o associado ciente que somente serão autorizados o reparo dos danos referente ao acontecimento em questão O associado que não estiver usando os equipamentos obrigatórios de segurança receberá somente 70% (setenta por cento) do valor a ele devido nos casos relacionados às CLÁUSULAS 7.2 e Haverá pagamento integral do valor da motocicleta, de acordo com avaliação a ser feita pela APROMOTOS-CAR, quando o montante para reparação do bem atingir ou ultrapassar 70% (setenta por cento) do valor de mercado, com base na avaliação obtida na TABELA FIPE; ou ainda de acordo com a viabilidade econômica para a APROMOTOS-CAR.

4 7.4. Para todo e qualquer valor avaliado na TABELA FIPE, citado neste Regulamento, sendo o ano modelo diferente do ano de fabricação, o valor será determinado pela média obtida nas duas avaliações Em caso de motocicletas nova (zero km), o benefício corresponderá ao valor respectivo avaliado na TABELA FIPE como (zero km) ou uma motocicleta similar com as mesmas especificações contidas na nota fiscal, adquirida no mercado, desde que satisfeitos todos os sub-itens A, B e C abaixo: A) O cadastramento tenha sido realizado antes da retirada da motocicleta das dependências da revendedora ou concessionária autorizada pelo fabricante; B) Tratar-se de primeiro sinistro com a motocicleta; C) O sinistro tenha ocorrido dentro do prazo de 90 (noventa) dias, contados a partir da data de emissão da nota fiscal de aquisição da motocicleta Qualquer pagamento de benefício somente será pago mediante a apresentação dos documentos requeridos pela APROMOTOS-CAR. Caberá à Diretoria Executiva a escolha de pagar integralmente o valor da motocicleta ou de promover o conserto da mesma, em caso de danos parciais, sempre observando o melhor interesse econômico para a APROMOTOS-CAR Caso haja qualquer autuação, impedimento judicial, restrição, multas ou qualquer pendência relacionada à motocicleta, os valores referentes à mesma serão retidos em qualquer caso de pagamento de benefício integral, até a sua regularização Caso a motocicleta seja alienada fiduciariamente ou financiada, o pagamento do benefício será da seguinte forma: A) Alienação Fiduciária: O pagamento somente será efetuado ao associado mediante a liquidação do financiamento. Poderá a APROMOTOS-CAR pagar o saldo devedor diretamente à financeira, desde que o saldo seja igual ou inferior ao valor do benefício. B) Arrendamento Mercantil: O pagamento somente será efetuado ao associado mediante liquidação do arredamento. Poderá a APROMOTOS-CAR pagar o saldo devedor diretamente à empresa de leasing, desde que o saldo seja igual ou inferior ao valor do benefício Quando a motocicleta sofrer danos parciais o pagamento do benefício será feita com base nos custos da partes, peças e materiais a substituir, bem como mão-de-obra necessária para reparação ou substituição. A APROMOTOS-CAR providenciará o conserto da motocicleta danificado, em oficina previamente credenciada, contra recibo ou nota fiscal do serviço A APROMOTOS-CAR encaminhará para as concessionárias autorizadas somente motocicletas que estiverem dentro da garantia de fábrica (com até um ano após a emissão da nota fiscal). Em qualquer outra hipótese as motocicletas serão reparadas somente as oficinas credenciadas pela APROMOTOS-CAR A reparação dos danos citada no item anterior será feita com reposição de peças originais, somente quando a motocicleta estiver coberta pela garantia total do fabricante, ou pela substituição das peças danificadas pelas similares produzidas no mercado paralelo, desde que não comprometam a segurança e a utilização da motocicleta No caso de pagamento integral de benefício, poderá a APROMOTOS-CAR negociar os materiais remanescentes (peças ou a motocicleta batida) a fim de diminuir o valor a ser pago por cada associado. No caso de destruição parcial as sobras da motocicleta pertencerão à APROMOTOS- CAR ou a quem ela negociar a sua compra, livres e desembaraçados de qualquer ônus O pagamento do benefício ao associado poderá ser feita de uma só vez ou parcelada, de acordo com as condições econômicas da APROMOTOS-CAR e a critério da Diretoria Executiva O pagamento do benefício do associado ficará previsto para até 60 (sessenta) dias, a contar do último ressarcimento efetuado pela Associação e após apresentação de todos os documentos requeridos pela APROMOTOS-CAR, sempre respeitando as condições previstas nas CLÁUSULAS 7.1 e Tendo o associado recebido qualquer valor da APROMOTOS-CAR ou ainda se este tenha sua motocicleta recuperada pela APROMOTOS- CAR, caso o terceiro tenha tido culpa no acidente e este possua SEGURO CONTRA TERCEIRO ENVOLVIDO, se o associado da APROMOTOS- CAR acionar o seguro mencionado recebendo os valores correspondentes em duplicidade terá de repassar a APROMOTOS-CAR acrescidos de multa de 30% (trinta por cento) do valor total recebido a titulo de cláusula penal, sob pena de ser movida ação cabível Em caso de acidente provocado por culpa do terceiro o associado tentará receber inicialmente do terceiro culpado, sendo certo que a associação, cobrirá as despesas pelas avarias da motocicleta quando houver qualquer empecilho que impeça o associado de receber o PAGAMENTO devido. Todos os Boletins de Ocorrências ficarão disponíveis para a APROMOTOS, sendo de responsabilidade de o associado providenciar a entrega dos mesmos na associação no máximo 05(cinco) dias úteis após o acidente, sob pena de não ter direito a proteção de seu motocicleta A APROMOTOS-CAR, recebendo do terceiro o valor total referente ao acidente ressarcirá ao associado o valor de sua despesa de Participação no acidente, caso exista acordo entre as partes e não haja pagamento integral somente será repassado ao associado 50% do valor recebido, limitado é claro a sua participação individual, a outra parte será utilizada para pagar custas dos processos judiciais e outros gastos da associação No caso de sub-rogação de direitos, o associado somente fará jus ao recebimento do valor devido pelo ressarcimento de danos em seu motocicleta após apresentar o CRV (recibo) da motocicleta devidamente preenchido em favor de quem for indicado pela APROMOTOS-CAR, assinado com e firma reconhecida. DOS DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA O PAGAMENTO DOS BENEFÍCIOS 8.1. Em caso de danos parciais (acidente) A) Cópia do CPF e RG do associado; B) Comprovante de residência; C) Boletim de ocorrência; D) Xerox da carteira nacional de habilitação do condutor da motocicleta em questão; E) Xerox do CRLV (certificado de registro e licenciamento da motocicleta)

5 8.2. Em caso de pagamento integral de benefício decorrente de acidente ou incêndio; Em se tratando de associado pessoa física: A) Cópia do CPF e RG do associado; B) Comprovante de residência; C) CRV (certificado de registro de veículo) original devidamente preenchido em favor da APROMOTOS-CAR ou quem esta indicar, assinado e com firma reconhecida em cartório; D) CRLV (certificado de registro e licenciamento de veículo) original com a prova de quitação do DPVAT e IPVA dos dois últimos anos e do ano do licenciamento em curso; E) Boletim de ocorrência original ou cópia autenticada; F) Xerox da carteira de habilitação do condutor da motocicleta; G) Chaves da motocicleta; H) Manual do proprietário, quando houver; I) Certidão negativa de multa da motocicleta; Em se tratando de associado pessoa jurídica: A) CRV (certificado de registro de veículo) original devidamente preenchido em favor da APROMOTOS-CAR ou quem esta indicar, assinado e com firma reconhecida em cartório; B) CRLV (certificado de registro e licenciamento de veículo) original com a prova de quitação do DPVAT e IPVA dos dois últimos anos e do ano do licenciamento em curso; C) Boletim de ocorrência original ou cópia autenticada; D) Xerox da carteira de habilitação do condutor da motocicleta; E) Chaves da motocicleta; F) Manual do proprietário, quando houver; G) Certidão negativa de multa da motocicleta; H) Cópia do cartão do CNPJ; I) Nota Fiscal de venda à APROMOTOS-CAR, quando o objeto social da empresa for indústria, comércio, importação, exportação etc. (Prestações de serviço e Leasing não necessitam emitir Nota Fiscal) Caso a motocicleta seja financiado ou arrendado, o associado deverá ainda providenciar a liberação do bem (originais), com firma reconhecida das assinaturas Em caso de pagamento integral de benefício decorrente de Roubo ou Furto: A) Todos os documento exigidos nas CLÁUSULAS e 8.2.2, exceto quanto à nota fiscal; B) Extrato do DETRAN (débitos e restrições) constando queixa de roubo/furto; C) Certidão negativa de multa da motocicleta Será suspensa a contagem do prazo para Pagamento, a partir do momento que for solicitada documentação complementar no caso de dúvida fundada e justificável, sendo reiniciada a contagem do prazo remanescente a partir do dia útil posterior aquele do recebimento dos documentos requeridos. DO AUXILIO REBOQUE 9.1. Será disponibilizado aos associados, devidamente quites com todas as suas obrigações, participando ativamente do rateio, o atendimento de emergência da motocicleta de sua propriedade cadastrada na APROMOTOS-CAR, respeitando às cláusulas do MANUAL DO USUÁRIO, cedido pela empresa prestadora do serviço. DO RATEIO O rateio das despesas será devido a todos os associados que integrarem a APROMOTOS-CAR até o dia 25 de cada mês, contribuindo cada associado com sua quota parte, obedecendo aos respectivos índices determinados na TABELA 2 abaixo, ainda de acordo com as categorias das motocicletas discriminadas na CLÁUSULA TABELA 2: DOS ÍNDICES DE RATEIO POTÊNCIA DA MOTOCICLETA DE ATÉ ÍNDICE DE RATEIO GRUPO NORMAL ESPECIAL 100 Cilindradas 150 Cilindradas 1,00 1, Cilindradas 250 Cilindradas 1,50 1, Cilindradas 300 Cilindradas 1,75 2, Cilindradas 400 Cilindradas 2,00 2,50

6 10.2. A APROMOTOS-CAR realizará o rateio considerando a categoria no qual a motocicleta está enquadrada. A classificação se fará de acordo com a TABELA descritiva, estabelecida e aprovada pela APROMOTOS-CAR Participarão do RATEIO todas as motocicletas ativas cadastradas na APROMOTOS-CAR a partir da data da sua entrada, em todas as modalidades de proteção sendo: ROUBO ou FURTO, COLISÃO/ACIDENTE e AUXÍLIO-REBOQUE O rateio será realizado todo dia 25 de cada mês e será referente a todas as despesas compreendidas entre os dias 26 de um mês ao dia 25 do mês seguinte, ou despesas anteriores a este prazo e que ainda não foram rateadas. DOS VALORES DEVIDOS A ASSOCIAÇÃO Para poder usufruir dos benefícios oferecidos pela APROMOTOS-CAR o associado deverá estar rigorosamente quites com todas as suas obrigações perante a Associação, principalmente quanto ao pagamento das mensalidades e do valor devido a título de rateio, além de cumprir as demais obrigações estabelecidas neste Regulamento Será cobrado de todos os associados, mensalmente, através de boleto bancário ou outra forma que venha ser estabelecida pela Diretoria Executiva, uma mensalidade por motocicleta cadastrada junto à APROMOTOS-CAR, a título de despesas administrativas e demais custos da associação relativos à sua manutenção, tendo como referência os seus respectivos valores, conforme TABELA 3 abaixo. TABELA 3: DA MENSALIDADE. POTÊNCIA DA MOTOCICLETA DE ATÉ MENSALIDADE 100 Cilindradas 150 Cilindradas R$ 16, Cilindradas 250 Cilindradas R$ 24, Cilindradas 300 Cilindradas R$ 28, Cilindradas 400 Cilindradas R$ 32, Será cobrado também, de todos os associados, o valor referente à sua quota parte no rateio, no mesmo documento bancário a que se trata o item O boleto bancário a que se referem os itens 11.2 e 11.3 terá vencimento em todo o dia 10 de cada mês Não havendo o recebimento do boleto impresso ou mesmo do boleto via correio eletrônico ( ) até o dia 5 (cinco) de cada mês, deverá o associado entrar em contato com a APROMOTOS-CAR e solicitar a 2ª via até a data de vencimento citada na CLÁUSULA O associado que se tornar inadimplente poderá ter o nome incluído nos serviços de proteção ao crédito, dentro das normas e prazos previstos em lei Em caso inadimplência, adimplemento, por si só, não confere a proteção oferecida pela APROMOTOS-CAR, ficando essa condicionada ao cumprimento da CLÁUSULA O associado que se desligar da APROMOTOS-CAR antes de completado o período mínimo de filiação, ou ainda, que tenha usufruído de qualquer benefício da Associação, além de ter que efetuar todos os pagamentos correspondentes ao período de participação na APROMOTOS-CAR, pagará ainda uma multa correspondente ao valor da média de repartição de prejuízos dos três últimos meses multiplicada pelo numero de meses faltantes para o término de seu período mínimo de associação Caso o associado se envolva em mais de 02 (dois) acidentes de transito no período de 12 (doze) meses, a partir da terceira ocorrência, haverá incidência de multa correspondente a uma vez o valor da participação do associado, conforme CLÁUSULA 11.9 deste Regulamento, sob pena do associado ser excluído dos benefícios conferidos pela APROMOTOS-CAR Em qualquer hipótese de repartição de prejuízo, o associado responsável pela motocicleta danificada participará dos custos decorrentes conforme TABELA 4, além de sua quota-parte devida mensalmente O valor cabível ao associado deve ser pago diretamente na APROMOTOS-CAR ou na oficina indicada, antes da liberação da motocicleta será deduzido no valor total gasto na reparação. TABELA 4: DA PARTICIPAÇÃO DO ASSOCIADO POTÊNCIA DA MOTOCICLETA DE ATÉ PARTICIPAÇÃO ASSOCIADO GRUPO NORMAL ESPECIAL 100 Cilindradas 150 Cilindradas R$ 700,00 R$ 800, Cilindradas 250 Cilindradas R$ 900,00 R$ 1.000, Cilindradas 300 Cilindradas R$ 1.000,00 R$ 1.100, Cilindradas 400 Cilindradas R$ 1.100,00 R$ 1.200,00

7 DAS SUB-ROGAÇÕES DE DIREITOS Com o pagamento de indenização prevista nas CLÁUSULAS 7.3 e 7.9, a APROMOTOS-CAR ficará sub-rogada, até o limite pago, em todos os direitos e ações do associado contra aquele que por ato, fato ou omissão tenham causado os prejuízos ou para eles contribuído. DO FORO Fica eleito o foro da comarca onde estiver localizada a sede da APROMOTOS-CAR para dirimir quaisquer dúvidas que surgirem relativas a este Regulamento ou Estatuto da Associação, afastando quaisquer outros foros por mais privilegiados que sejam. DAS DISPOSIÇÕES FINAIS O associado declara que todas as informações prestadas por ele à APROMOTOS-CAR são verdadeiras e, caso fique comprovada a não veracidade de qualquer informação ou declaração emitida pelo associado, o mesmo será imediatamente excluído do corpo social da Associação Todos os associados declaram que leram e tem pleno conhecimento de todas as normas contidas neste Regulamento da APROMOTOS-CAR, e que aceitam todas as condições estabelecidas neste documento para associarem-se Fica determinado que o site é o instrumento oficial de comunicação da APROMOTOS-CAR com seu associado O presente Regulamento entra em vigor na data abaixo, revogando todas as disposições anteriores em contrário Os casos omissos no Regulamento serão analisados pela Diretoria Executiva, sendo a decisão levada ao conhecimento de seus associados.

REGULAMENTO VEÍCULOS DOS ASSOCIADOS

REGULAMENTO VEÍCULOS DOS ASSOCIADOS REGULAMENTO VEÍCULOS A APROMOTOS-CAR inscrita no CNPJ 08.741.541/0001-82, torna publico o presente Regulamento Interno, nos termos do que dispõe o art. 46, cujas normas devem ser seguidas por todos os

Leia mais

REGULAMENTO VEÍCULOS

REGULAMENTO VEÍCULOS REGULAMENTO VEÍCULOS A APROMOTOS-CAR inscrita no CNPJ 08.741.541/0001-82, torna publico o presente Regulamento Interno, nos termos do que dispõe o art. 46, cujas normas devem ser seguidas por todos os

Leia mais

REGULAMENTO DO ASSOCIADO PROTEV-RIO

REGULAMENTO DO ASSOCIADO PROTEV-RIO REGULAMENTO DO ASSOCIADO PROTEV-RIO Nos termos do artigo 45 do Estatuto Social da PROTEV-RIO (Associação de Proteção à Moto e Veículos), temos o prazer de editar o presente regulamento, que estabelecerá

Leia mais

Elevo os meus olhos para os montes: de onde me virá o socorro? O meu socorro vem do Senhor, que fez o céu e a terra. (Sl. 121:1-2)

Elevo os meus olhos para os montes: de onde me virá o socorro? O meu socorro vem do Senhor, que fez o céu e a terra. (Sl. 121:1-2) Endereço: Rua Pitangui Nº 2208 Bairro Sagrada Família Belo Horizonte/MG CEP: 30030-204 Telefones: (31) 2127-2166 (31) 8384-5929 (31) 9558-0109 Site: www.abapav.org.br E-mail: abapav@abapav.org.br Elevo

Leia mais

ÁCROMO ASSOCIAÇÃO DE PROTEÇÃO A VEÍCULOS LEVES E PESADOS NORMAS E REGULAMENTOS DOS ASSOCIADOS DA ÁCROMO

ÁCROMO ASSOCIAÇÃO DE PROTEÇÃO A VEÍCULOS LEVES E PESADOS NORMAS E REGULAMENTOS DOS ASSOCIADOS DA ÁCROMO ÁCROMO ASSOCIAÇÃO DE PROTEÇÃO A VEÍCULOS LEVES E PESADOS NORMAS E REGULAMENTOS DOS ASSOCIADOS DA ÁCROMO O programa de filiação de proteção veicular da ÁCROMO foi criado a fim de amparar os seus associados

Leia mais

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DO PROGRAMA DE RATEIO DE PERDAS E DANOS DE VEÍCULOS

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DO PROGRAMA DE RATEIO DE PERDAS E DANOS DE VEÍCULOS REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DO PROGRAMA DE RATEIO DE PERDAS E DANOS DE VEÍCULOS 1. DAS ATIVIDADES DO PROVEL. 1.1. A Associação de Grupos Solidários, doravante denominada AGS é dotada de personalidade

Leia mais

REGULAMENTO DE PROTEÇÃO A AUTOMÓVEIS SHALOM ASSOCIAÇÃO DE PROTEÇÃO VEICULAR

REGULAMENTO DE PROTEÇÃO A AUTOMÓVEIS SHALOM ASSOCIAÇÃO DE PROTEÇÃO VEICULAR REGULAMENTO DE PROTEÇÃO A AUTOMÓVEIS SHALOM ASSOCIAÇÃO DE PROTEÇÃO VEICULAR Nos termos do artigo 43 do estatuto social da SHALOM Associação de Proteção Veicular, temos o prazer de apresentar o presente

Leia mais

MANUAL DO ASSOCIADO CARROS E MOTOS

MANUAL DO ASSOCIADO CARROS E MOTOS MANUAL DO ASSOCIADO CARROS E MOTOS Capítulo I Do Objetivo Art. 1º - O Plano de Proteção Veicular (PPV) tem o objetivo de proporcionar aos associados, pelo sistema mutualista de rateio, a reparação dos

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PROTEÇÃO AUTOMOTIVA PROTVAÇO

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PROTEÇÃO AUTOMOTIVA PROTVAÇO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PROTEÇÃO AUTOMOTIVA PROTVAÇO 1. - O presente regulamento tem como objetivo estabelecer as normas e regras do Programa de Proteção Automotiva do PROTVAÇO, conforme estatuto social,

Leia mais

7ª EDIÇÃO DO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PROTEÇÃO AUTOMOTIVA ANPARA

7ª EDIÇÃO DO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PROTEÇÃO AUTOMOTIVA ANPARA 7ª EDIÇÃO DO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PROTEÇÃO AUTOMOTIVA ANPARA 1. - O presente regulamento tem como objetivo estabelecer as normas e regras do Programa de Proteção Automotiva da ANPARA ( Clube Anpara

Leia mais

MANUAL DO PLANO ASSOCIADO

MANUAL DO PLANO ASSOCIADO MANUAL DO PLANO ASSOCIADO Capítulo I Do Objetivo Art. 1º - O Plano de Proteção Veicular (PPV) tem o objetivo de proporcionar aos associados, pelo sistema mutualista de rateio, a reparação dos danos acontecidos

Leia mais

CENTRAL CLUBE REGULAMENTO 2ª Edição/2010

CENTRAL CLUBE REGULAMENTO 2ª Edição/2010 CENTRAL CLUBE REGULAMENTO 2ª Edição/2010 APRESENTAÇÃO: O Regulamento do Central Clube foi criado com a finalidade de proporcionar aos seus Associados, a proteção de seus veículos cadastrados na base RBS

Leia mais

Prezado (a) Associado (a)

Prezado (a) Associado (a) Prezado (a) Associado (a) Bem vindo (a) a ÂNCORA Associação Nacional de Benefícios Você está recebendo o manual do associado do Programa de Benefícios Automotivos ÂNCORA com as garantia específicas para

Leia mais

PLANO DE BENEFÍCIOS CARRO RESERVA 1.0 DO OBJETIVO DO PLANO:

PLANO DE BENEFÍCIOS CARRO RESERVA 1.0 DO OBJETIVO DO PLANO: PLANO DE BENEFÍCIOS CARRO RESERVA 1.0 DO OBJETIVO DO PLANO: 1.1 A destinação deste plano de benefício é disponibilizar, ora contratado, diárias de veículo econômico com ar para as pessoas físicas ou jurídicas

Leia mais

REGULAMENTOS DAS COBERTURAS OPCIONAIS PREVCAR AUTO

REGULAMENTOS DAS COBERTURAS OPCIONAIS PREVCAR AUTO REGULAMENTOS DAS COBERTURAS OPCIONAIS PREVCAR AUTO RESPONSABILIDADE CIVIL FACULTATIVA ESTA COBERTURA NÃO PODERÁ SER CONTRATADA ISOLADAMENTE FICANDO CONDICIONADA À COBERTURA DO EQUIPAMENTO ATIVO CADASTRADO

Leia mais

Regulamento do Grupo GoldCar (APROVADF)

Regulamento do Grupo GoldCar (APROVADF) ASSOCIAÇÃO DE PROTEÇÃO DOS PROPRIETARIOS DE VEICULOS AUTOMOTORES DO DISTRITO FEDERAL CBS 05 LOTE 08 SALA 102, CEP 72015-575, TAGUATINGA-SUL - BRASILIA-DF CNPJ:10.809.395/0001-21 Regulamento do Grupo GoldCar

Leia mais

Contrato de Adesão. Termos que regulam o contrato entre: [DADOS COMPLETOS DO ASSOCIADO; ENDEREÇO; DADOS DO VEÍCULO]

Contrato de Adesão. Termos que regulam o contrato entre: [DADOS COMPLETOS DO ASSOCIADO; ENDEREÇO; DADOS DO VEÍCULO] Contrato de Adesão Termos que regulam o contrato entre: [DADOS COMPLETOS DO ASSOCIADO; ENDEREÇO; DADOS DO VEÍCULO] [MUTUO Associação Brasileira de Benefícios Assistência e Amparo Mútuo, situada no endereço

Leia mais

REGULAMENTO UNIMOTOS.CAR

REGULAMENTO UNIMOTOS.CAR REGULAMENTO UNIMOTOS.CAR TERMO DE RESPOSABILIDADE DO ASSOCIADO UNIMOTOS. CAR Objetivo deste regulamento é estabelecer os parâmetros a serem seguido pelos associados, que exercem as atividades de proteção

Leia mais

O SEU PROCESSODE SINISTROS

O SEU PROCESSODE SINISTROS O SEU PROCESSODE SINISTROS O SEU PROCESSO 1. Abertura 1.1. Entre em contato com a seguradora para realizar a abertura do sinistro (portando DOCUMENTO DO VEÍCULO + CNH) ou se preferir ligue para a gente

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA ABRAPV ASSOCIAÇÃO GRUPO BRASIL DE PROTEÇÃO VEÍCULAR OBS: NÃO CONFUNDIR COM CONTRATO DE SEGURO.

REGIMENTO INTERNO DA ABRAPV ASSOCIAÇÃO GRUPO BRASIL DE PROTEÇÃO VEÍCULAR OBS: NÃO CONFUNDIR COM CONTRATO DE SEGURO. REGIMENTO INTERNO DA ABRAPV ASSOCIAÇÃO GRUPO BRASIL DE PROTEÇÃO VEÍCULAR O presente documento tem o escopo regulamentar à proteção do patrimônio dos associados da ABRAPV, segundo critério de rateio dos

Leia mais

Regimento Interno AVANT ASSOCIAÇÃO DE VEÍCULOS AUTÔNOMOS NACIONAL DOS TRANSPORTES

Regimento Interno AVANT ASSOCIAÇÃO DE VEÍCULOS AUTÔNOMOS NACIONAL DOS TRANSPORTES Regimento Interno AVANT ASSOCIAÇÃO DE VEÍCULOS AUTÔNOMOS NACIONAL DOS TRANSPORTES O presente Regimento Interno da AVANT Associação de Veículos Autônomos Nacional dos Transportes foi elaborada com base

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE PROTEÇÃO VEICULAR ASSOCIAÇÃO FORTALEZA PLANO DE GARANTIA E ASSISTENCIA VEICULAR

REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE PROTEÇÃO VEICULAR ASSOCIAÇÃO FORTALEZA PLANO DE GARANTIA E ASSISTENCIA VEICULAR REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE PROTEÇÃO VEICULAR ASSOCIAÇÃO FORTALEZA PLANO DE GARANTIA E ASSISTENCIA VEICULAR Nos termos do Estatuto Social ASSOCIAÇÃO FORTALEZA PLANO DE GARANTIA E ASSISTENCIA VEICULAR,

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO ALTERNATIVA CLUBE DE BENEFÍCIOS

REGULAMENTO INTERNO ALTERNATIVA CLUBE DE BENEFÍCIOS REGULAMENTO INTERNO Nos termos do que dispõe o Estatuto Social da ALTERNATIVA CLUBE DE BENEFÍCIOS, torna público o presente REGIMENTO INTERNO, cujas normas devem ser seguidas por todos os seus associados

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE BENEFÍCIOS AUTOMOTIVOS ÂNCORA

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE BENEFÍCIOS AUTOMOTIVOS ÂNCORA REGULAMENTO DO PROGRAMA DE BENEFÍCIOS AUTOMOTIVOS ÂNCORA 1. O presente regulamento tem como objetivo estabelecer as normas e regras do Programa de Benefícios Automotivos da ÂNCORA, devendo ser meticulosamente

Leia mais

PROCEDIMENTOS E DOCUMENTAÇÃO EM CASO DE SINISTRO. b) Providenciar especificação detalhada de todos os prejuízos sofridos, além da comprovação

PROCEDIMENTOS E DOCUMENTAÇÃO EM CASO DE SINISTRO. b) Providenciar especificação detalhada de todos os prejuízos sofridos, além da comprovação PROCEDIMENTOS E DOCUMENTAÇÃO EM CASO DE SINISTRO 1. PROCEDIMENTO DO SEGURADO 1.1. SINISTRO DE INCÊNDIO E EXPLOSÃO Em caso de Incêndio e/ou Explosão, o Segurado deve atentar para as seguintes orientações:

Leia mais

Programa BNDES de Apoio à Aquisição de Veículos Utilitários BNDES Pro- Utilitário

Programa BNDES de Apoio à Aquisição de Veículos Utilitários BNDES Pro- Utilitário Grau: Documento Ostensivo Unidade Gestora: AOI CIRCULAR SUP/AOI Nº 39/2015-BNDES Rio de Janeiro, 21 de setembro de 2015. Ref.: Ass.: Produto BNDES Automático Programa BNDES de Apoio à Aquisição de Veículos

Leia mais

CRED CAR ASSOCIAÇÃO CLUBE DE BENEFÍCIOS, 292 - CEP

CRED CAR ASSOCIAÇÃO CLUBE DE BENEFÍCIOS, 292 - CEP Apresentação CRED CAR ASSOCIAÇÃO CLUBE DE BENEFÍCIOS, sociedade civil, sem fins lucrativos, sediada Av. Brigadeiro Lima e Silva, 292 Sobrado - CEP 25085-132 - Duque de Caxias Parque Duque - Rio de Janeiro,

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA VOLKSWAGEN PREMIUM

REGULAMENTO DO PROGRAMA VOLKSWAGEN PREMIUM REGULAMENTO DO PROGRAMA VOLKSWAGEN PREMIUM O Programa Volkswagen Premium ( Programa ), desenvolvido pela VOLKSWAGEN DO BRASIL INDÚSTRIA DE VEÍCULOS AUTOMOTORES LTDA. ( Volkswagen ), é de natureza benéfica

Leia mais

RESUMO DAS CONDIÇÕES GERAIS DO SEGURO DE PERDA, FURTO E ROUBO DO CARTÃO TRIBANCO

RESUMO DAS CONDIÇÕES GERAIS DO SEGURO DE PERDA, FURTO E ROUBO DO CARTÃO TRIBANCO RESUMO DAS CONDIÇÕES GERAIS DO SEGURO DE PERDA, FURTO E ROUBO DO CARTÃO TRIBANCO Estipulante: BANCO TRIÂNGULO S. A. Seguradora: PORTO SEGURO CIA DE SEGUROS GERAIS Número processo SUSEP: 15414.000223/2007-67

Leia mais

Autorização para débitos de MULTAS, AUTUAÇÕES e IPVA.

Autorização para débitos de MULTAS, AUTUAÇÕES e IPVA. Autorização para débitos de MULTAS, AUTUAÇÕES e IPVA. Declaro para os devidos fins que autorizo à GENERALI DO BRASIL COMPANHIA DE SEGUROS a debitar de minha indenização, as MULTAS, AUTUAÇÕES e IPVA existentes

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PROTEÇÃO AUTOMOTIVA - PPA CITYCAR AUTO

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PROTEÇÃO AUTOMOTIVA - PPA CITYCAR AUTO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PROTEÇÃO AUTOMOTIVA - PPA CITYCAR AUTO A Associação de Benefícios Mútuos, que doravante passa a ser denominar simplesmente de CITYCAR AUTO, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 20.711.329/0001-78,

Leia mais

NORMA RESSARCIMENTO POR DANO ELÉTRICO

NORMA RESSARCIMENTO POR DANO ELÉTRICO PÁGINA 1 de 7 ÍNDICE DO CONTEÚDO 1. Objetivo 1 2. Norma e Documentos Complementares 1 3. Definições 1/2 4. Condições Gerais 2 5. Procedimentos 3/4/5 6. Anexo 6 7. Ficha de Vida 7 1. Objetivo: Esta norma

Leia mais

Contrato de Adesão CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO (STFC)

Contrato de Adesão CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO (STFC) Contrato de Adesão CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO (STFC) O texto deste Contrato foi submetido à aprovação da Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL, estando sujeito a

Leia mais

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL 1. FINALIDADE 1.1. Este Regulamento tem por finalidade disciplinar as concessões de empréstimos aos Participantes do Plano de Benefícios JMalucelli, administrado pelo

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DA ASPROL PAULISTANA. O Regulamento do PPV Programa de Proteção Veicular da ASPROL PAULISTANA - ASSOCIAÇÃO DE

REGULAMENTO INTERNO DA ASPROL PAULISTANA. O Regulamento do PPV Programa de Proteção Veicular da ASPROL PAULISTANA - ASSOCIAÇÃO DE REGULAMENTO INTERNO DA ASPROL PAULISTANA O Regulamento do PPV Programa de Proteção Veicular da ASPROL PAULISTANA - ASSOCIAÇÃO DE PROTEÇÃO E AJUDA MÚTUA, foi criado pela Diretoria Executiva, com finalidade

Leia mais

Se estiver no Mercosul, também poderá contar com os serviços de emergência, bastando ligar para 55 11 4133 6537.

Se estiver no Mercosul, também poderá contar com os serviços de emergência, bastando ligar para 55 11 4133 6537. Assist24h_AutoPasseio_jul 6/13/07 4:32 PM Page 1 CARO SEGURADO Para você que adquiriu o Real Automóvel e contratou os serviços de Assistência 24 horas, este é o seu guia de serviços da Real Assistência.

Leia mais

REGULAMENTO DO BENEFÍCIO DE PROTEÇÃO DE AUTOMÓVEL

REGULAMENTO DO BENEFÍCIO DE PROTEÇÃO DE AUTOMÓVEL REGULAMENTO DO BENEFÍCIO DE PROTEÇÃO DE AUTOMÓVEL 1 - DOS OBJETIVOS DA ASSOCIAÇÃO 1.1 - A ELOS Associação Brasileira de Benefícios, situada no endereço Avenida Amintas Barros nº 2570 Bairro Lagoa Nova,

Leia mais

I - EMITENTE II - INTERVENIENTE(S) / AVALISTA(S) III - CARACTERÍSTICAS DO(S) PRODUTO(S) MARCA MODELO ANO/MODELO COR COMBUSTÍVEL

I - EMITENTE II - INTERVENIENTE(S) / AVALISTA(S) III - CARACTERÍSTICAS DO(S) PRODUTO(S) MARCA MODELO ANO/MODELO COR COMBUSTÍVEL Nº DA CÉDULA CÉDULA DE CRÉDITO BANCÁRIO I - EMITENTE II - INTERVENIENTE(S) / AVALISTA(S) III - CARACTERÍSTICAS DO(S) (S) MARCA MODELO ANO/MODELO COR COMBUSTÍVEL RENAVAN CHASSI PLACA NOTA FISCAL (CASO VEÍCULO

Leia mais

CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DO CARTÃO DE COMPRAS. I -DEFINIÇÕES: para os fins deste CONTRATO, serão adotadas as seguintes definições:

CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DO CARTÃO DE COMPRAS. I -DEFINIÇÕES: para os fins deste CONTRATO, serão adotadas as seguintes definições: CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DO CARTÃO DE COMPRAS I -DEFINIÇÕES: para os fins deste CONTRATO, serão adotadas as seguintes definições: a) PASSA TEMPO ADMINISTRADORA DE CARTÃO LTDA., com sede na Rua

Leia mais

REGULAMENTO. Presenteador: É a pessoa física ou jurídica que adquire o VALE-VIAGEM CVC, mediante a compra direta de cargas de valores.

REGULAMENTO. Presenteador: É a pessoa física ou jurídica que adquire o VALE-VIAGEM CVC, mediante a compra direta de cargas de valores. REGULAMENTO A CVC BRASIL OPERADORA E AGÊNCIA DE VIAGENS S.A., o Presenteador e o Presenteado do VALE-VIAGEM CVC, a primeira, na qualidade de prestadora de serviços de turismo, e o segundo, aderindo às

Leia mais

NORMA DE PROCEDIMENTOS Utilização de meios de transporte

NORMA DE PROCEDIMENTOS Utilização de meios de transporte pág.: 1/6 1 Objetivo Estabelecer critérios e procedimentos a serem adotados para a utilização dos meios de transporte na COPASA MG. 2 Referências Para aplicação desta norma, poderá ser necessário consultar:

Leia mais

1ª EDIÇÃO UNIFICADA DOS REGULAMENTOS DE ASSISTÊNCIA E BENEFÍCIOS AOS ASSOCIADOS DA UNIÃO - CARROS/UTILITÁRIOS/ MOTOCICLETAS/MOTONETAS

1ª EDIÇÃO UNIFICADA DOS REGULAMENTOS DE ASSISTÊNCIA E BENEFÍCIOS AOS ASSOCIADOS DA UNIÃO - CARROS/UTILITÁRIOS/ MOTOCICLETAS/MOTONETAS Em ato contínuo, ficou resolvido, a fim de facilitar o manuseio e leitura da 6ª (sexta) edição do Regulamento do Associado (carros/utilitários) e da 4ª (quarta) edição do Regulamento do Associado (motocicletas/motonetas),

Leia mais

REGIMENTO INTERNO. 1 - Objetivo. 2 Condições Gerais

REGIMENTO INTERNO. 1 - Objetivo. 2 Condições Gerais O presente Regimento Interno da ANACAM Associação Nacional Dos Caminhoneiros teve sua fundação com base nas diretrizes regulamentares que regem a Associação e o Código Civil Brasileiro em seu artigo 53,

Leia mais

REGULAMENTO DO ASSOCIADO CONTRIBUINTE. CNPJ: 11.987.775/0001-19 INSCRIÇÃO MUNICIPAL: Isento

REGULAMENTO DO ASSOCIADO CONTRIBUINTE. CNPJ: 11.987.775/0001-19 INSCRIÇÃO MUNICIPAL: Isento REGULAMENTO DO ASSOCIADO CONTRIBUINTE CNPJ: 11.987.775/0001-19 INSCRIÇÃO MUNICIPAL: Isento O presente Regulamento do Associado Contribuinte previsto no artigo 6º da Consolidação do Estatuto ao Novo Código

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE ASSISTÊNCIA PROTEÇÃO A CARTÕES PLANO 1

CONDIÇÕES GERAIS DE ASSISTÊNCIA PROTEÇÃO A CARTÕES PLANO 1 CONDIÇÕES GERAIS DE ASSISTÊNCIA PROTEÇÃO A CARTÕES PLANO 1 1. QUADRO RESUMO DE SERVIÇOS ITEM SERVIÇOS LIMITES DO SERVIÇO 1 Assistência Global de Proteção a Cartões e Serviço de Solicitação de Cartão Substituto

Leia mais

FINVEST - FUNDO NACIONAL PARA INVESTIMENTOS REGULAMENTO. 2. Para efeito deste regulamento consideram-se investimentos:

FINVEST - FUNDO NACIONAL PARA INVESTIMENTOS REGULAMENTO. 2. Para efeito deste regulamento consideram-se investimentos: 1 FINVEST - FUNDO NACIONAL PARA INVESTIMENTOS REGULAMENTO OBJETIVO 1. O Fundo FINVEST, objetiva o suprimento parcial de recursos a FUNDO PERDIDO, conforme definido no presente regulamento, nos casos de

Leia mais

ABRASCAM - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ASSISTENCIA AO CAMINHONEIRO

ABRASCAM - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ASSISTENCIA AO CAMINHONEIRO REGIMENTO INTERNO ABRASCAM - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ASSISTENCIA AO CAMINHONEIRO O presente Regimento Interno da ABRASCAM - Associação Brasileira de Assistência ao Caminhoneiro foi elaborado com base

Leia mais

REGULAMENTO. Capítulo 1º. Definições:

REGULAMENTO. Capítulo 1º. Definições: REGULAMENTO A OPERADORA E AGÊNCIA DE VIAGENS CVC TUR LTDA., o Presenteador e o Presenteado do VALE-VIAGEM CVC, a primeira, na qualidade de prestadora de serviços de turismo, e o segundo, aderindo às condições

Leia mais

DETRAN Modelo 01 ao utilizar este modelo, lembre-se de preencher os dados específicos no texto abaixo

DETRAN Modelo 01 ao utilizar este modelo, lembre-se de preencher os dados específicos no texto abaixo DETRAN Modelo 01 a quem confere poderes para representá-lo(a) perante o DETRAN (ou outro órgão) e todos e quaisquer órgãos e repartições públicas federais, estaduais e municipais, autarquias, empresas

Leia mais

PORTARIA DETRO/PRES. Nº 1088 DE 17 DE SETEMBRO DE 2012.

PORTARIA DETRO/PRES. Nº 1088 DE 17 DE SETEMBRO DE 2012. PORTARIA DETRO/PRES. Nº 1088 DE 17 DE SETEMBRO DE 2012. Dispõe sobre os procedimentos a serem observados e aplicados no parcelamento/reparcelamento de débitos referente a multas e taxa de vistoria e fiscalização

Leia mais

ASSOCIAÇÃO NACIONAL ALTERNATIVA DE PROTEÇÃO VEICULAR

ASSOCIAÇÃO NACIONAL ALTERNATIVA DE PROTEÇÃO VEICULAR REGIMENTO INTERNO ASSOCIAÇÃO ALTERNATIVA REGIMENTO INTERNO Nos termos do que dispõe o Estatuto Social da ASSOCIAÇÃO NACIONAL ALTERNATIVA DE, CNPJ 10.557.370/0001-40, com Registro no Livro..., sob o número...,

Leia mais

REGULAMENTO DE PROTEÇÃO AOS AUTOMÓVEIS DOS ASSOCIADOS DA COOPERLIDER - ASSOCIAÇÃO DE AUTOMÓVEIS E VEÍCULOS PESADOS.

REGULAMENTO DE PROTEÇÃO AOS AUTOMÓVEIS DOS ASSOCIADOS DA COOPERLIDER - ASSOCIAÇÃO DE AUTOMÓVEIS E VEÍCULOS PESADOS. REGULAMENTO DE PROTEÇÃO AOS AUTOMÓVEIS DOS ASSOCIADOS DA COOPERLIDER - ASSOCIAÇÃO DE AUTOMÓVEIS E VEÍCULOS PESADOS. entre os associados participantes do programa referente ao bem cadastrado na associação.

Leia mais

Instruções Liquidação de Contrato de Arrendamento Mercantil

Instruções Liquidação de Contrato de Arrendamento Mercantil Instruções Liquidação de Contrato de Arrendamento Mercantil Preparamos para você o passo a passo sobre o processo de liquidação contratual. Veja quais ações você precisará tomar para obter a liberação

Leia mais

Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo ANEXO XIX. SEGUROS DE RESPONSABILIDADE DA CONCESSIONÁRIA

Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo ANEXO XIX. SEGUROS DE RESPONSABILIDADE DA CONCESSIONÁRIA ANEXO XIX. SEGUROS DE RESPONSABILIDADE DA CONCESSIONÁRIA Durante o prazo da CONCESSÃO, a CONCESSIONÁRIA deverá contratar e manter em vigor no mínimo as apólices de seguro a seguir indicadas, nas condições

Leia mais

1º ADITIVO AO CONTRATO DE FILIAÇÃO E ADESÃO DE ESTABELECIMENTO AO SISTEMA FORTBRASIL DE CARTÃO DE CRÉDITO

1º ADITIVO AO CONTRATO DE FILIAÇÃO E ADESÃO DE ESTABELECIMENTO AO SISTEMA FORTBRASIL DE CARTÃO DE CRÉDITO 1º ADITIVO AO CONTRATO DE FILIAÇÃO E ADESÃO DE ESTABELECIMENTO AO SISTEMA FORTBRASIL DE CARTÃO DE CRÉDITO FORTBRASIL ADMINISTRADORA DE CARTÕES DE CRÉDITO S/A, inscrita no CNPJ/MF sob o nº. 02.732.968/0001-38,

Leia mais

Grupo Assistencial Solidário Popular REGULAMENTO DO PROGRAMA DE AUXÍLIO MÚTUO (PAM)

Grupo Assistencial Solidário Popular REGULAMENTO DO PROGRAMA DE AUXÍLIO MÚTUO (PAM) Grupo Assistencial Solidário Popular REGULAMENTO DO PROGRAMA DE AUXÍLIO MÚTUO (PAM) O presente regulamento estabelece as regras para usufruir os benefícios disponibilizados pela GASP, razão que torna imprescindível

Leia mais

MANUAL DO SERVIÇO PARA ASSISTÊNCIA AUTOMÓVEL SERVCAR

MANUAL DO SERVIÇO PARA ASSISTÊNCIA AUTOMÓVEL SERVCAR MANUAL DO SERVIÇO PARA ASSISTÊNCIA AUTOMÓVEL SERVCAR 1. OBJETIVO Este manual contém informações acerca dos procedimentos que deverão ser tomados na ocorrência de qualquer fato que acarrete na utilização

Leia mais

ANEXO XV DIRETRIZES PARA CONTRATAÇÃO DE SEGUROS DE RESPONSABILIDADE DA CONCESSIONÁRIA

ANEXO XV DIRETRIZES PARA CONTRATAÇÃO DE SEGUROS DE RESPONSABILIDADE DA CONCESSIONÁRIA ANEXO XV DIRETRIZES PARA CONTRATAÇÃO DE SEGUROS DE RESPONSABILIDADE DA CONCESSIONÁRIA Durante o prazo da CONCESSÃO, a CONCESSIONÁRIA deverá contratar e manter em vigor no mínimo as apólices de seguro a

Leia mais

REGULAMENTO ACE ASSISTÊNCIA 24 HORAS VANS, MOTOS, CARROS, CAMINHÕES LIGUE PARA: 0800-601-4055

REGULAMENTO ACE ASSISTÊNCIA 24 HORAS VANS, MOTOS, CARROS, CAMINHÕES LIGUE PARA: 0800-601-4055 REGULAMENTO ACE ASSISTÊNCIA 24 HORAS VANS, MOTOS, CARROS, CAMINHÕES LIGUE PARA: 0800-601-4055 Somente quando estiver com documento do veículo em mãos, para fornecer ao atendente a placa e o chassi do veículo.

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS RESERVE CLUBCAR

CONDIÇÕES GERAIS RESERVE CLUBCAR Seja bem-vindo à Blue Service Assistance, a opção mais vantajosa em assistência e clube de vantagens. É uma enorme satisfação ter você como nosso associado. A Blue Service Assistance está cada vez mais

Leia mais

Resolvem, na melhor forma de direito, celebrar o presente Contrato de Mútuo ( Contrato ), de acordo com os seguintes termos e condições:

Resolvem, na melhor forma de direito, celebrar o presente Contrato de Mútuo ( Contrato ), de acordo com os seguintes termos e condições: CONTRATO DE MÚTUO Prelo presente instrumento particular, [O Estudante, pessoa física proponente de empréstimo com determinadas características ( Proposta )], identificado e assinado no presente contrato

Leia mais

PROVEL-AUTO 1. DAS ATIVIDADES DO PROVEL.

PROVEL-AUTO 1. DAS ATIVIDADES DO PROVEL. PROVEL-AUTO REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DO PROGRAMA DE RATEIO DE PERDAS E DANOS DE VEÍCULOS O presente regulamento tem como objetivo estabelecer as normas e regras do PROVEL AUTO da AGS, devendo ser meticulosamente

Leia mais

Condições Gerais - Assistência Motocicleta

Condições Gerais - Assistência Motocicleta Condições Gerais - Assistência Motocicleta ARTIGO 1 - DEFINIÇÕES A ) ASSOCIADO: Entende-se por Associado, no caso de pessoas físicas, o proprietário do cartão de crédito ou o condutor da Motocicleta Assistida

Leia mais

MA S PROTEÇÃO VEÍCULAR. Declaro que recebi da MAIS PROTEÇÃO VEICULAR, um Kit Completo. , de de 20. Assinatura

MA S PROTEÇÃO VEÍCULAR. Declaro que recebi da MAIS PROTEÇÃO VEICULAR, um Kit Completo. , de de 20. Assinatura MA S PROTEÇÃO VEÍCULAR Declaro que recebi da MAIS PROTEÇÃO VEICULAR, um Kit Completo., de de 20. Assinatura MA S REGIMENTO INTERNO PROTEÇÃO VEICULAR ASSOCIAÇÃO DOS PROPRIETÁRIOS DE VEÍCULOS E TRANSPORTADORES

Leia mais

CONTRATO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL. Empresa: Matrícula: Telefone: ( ) Renegociação? ( ) NÃO ( ) SIM Novo Contrato:

CONTRATO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL. Empresa: Matrícula: Telefone: ( ) Renegociação? ( ) NÃO ( ) SIM Novo Contrato: CONTRATO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL Nome do Participante/Assistido: Empresa: Matrícula: Telefone: ( ) Valor do Empréstimo: Quantidade de Prestações: Renegociação? ( ) NÃO ( ) SIM Novo Contrato: Valor liquido

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça Vide Instrução Normativa STJ/GDG n. 26 de 18 de dezembro de 2015 (Alteração = art. 12) RESOLUÇÃO STJ N. 2 DE 4 DE FEVEREIRO DE 2015. Dispõe sobre os serviços de telecomunicações do Superior Tribunal de

Leia mais

RELAÇÃO DE SERVIÇOS DISPONIBILIZADOS PELA ELETROBRÁS NO ESPAÇO DA CIDADANIA DE TERESINA

RELAÇÃO DE SERVIÇOS DISPONIBILIZADOS PELA ELETROBRÁS NO ESPAÇO DA CIDADANIA DE TERESINA RELAÇÃO DE SERVIÇOS DISPONIBILIZADOS PELA ELETROBRÁS NO ESPAÇO DA CIDADANIA DE TERESINA 1 PARCELAMENTO DE DÉBITO 1.1 No caso de titular da conta 1. Original e cópia do RG ou da Carteira de Habilitação;

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO APLICATIVO CONTROLY E DO CARTÃO CONTROLY

TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO APLICATIVO CONTROLY E DO CARTÃO CONTROLY TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO APLICATIVO CONTROLY E DO CARTÃO CONTROLY Os presentes termos e condições gerais de uso (os Termos de Uso ) definem os direitos e obrigações aplicáveis aos usuários do

Leia mais

REGULAMENTO 1 DOS OBJETIVOS DA ASSOCIAÇÃO

REGULAMENTO 1 DOS OBJETIVOS DA ASSOCIAÇÃO REGULAMENTO A MAIS ASSOCIAÇÃO DE PROTEÇÃO VEÍCULAR, que doravante passa a se denominar simplesmente de MAIS PROTEÇÃO, inscrita no CNPJ sob o nº. 12.453.010/0001-61, que tem a finalidade de proporcionar

Leia mais

TERMO DE ADESÃO A CONTRATO DE OPERAÇÃO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE. Associado: Endereço: CNPJ: Inscrição Estadual: Representante legal:

TERMO DE ADESÃO A CONTRATO DE OPERAÇÃO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE. Associado: Endereço: CNPJ: Inscrição Estadual: Representante legal: TERMO DE ADESÃO A CONTRATO DE OPERAÇÃO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE Associado: Endereço: CNPJ: Inscrição Estadual: CEP: Telefone: Representante legal: RG: CPF: 1. Por este termo, o associado

Leia mais

PROGRAMA DE CRÉDITO EDUCATIVO - INVESTCREDE REGULAMENTO

PROGRAMA DE CRÉDITO EDUCATIVO - INVESTCREDE REGULAMENTO PROGRAMA DE CRÉDITO EDUCATIVO - INVESTCREDE 1. DAS INFORMAÇÕES GERAIS REGULAMENTO 1.1 - O presente regulamento objetiva a concessão de Crédito Educativo para estudantes devidamente Matriculados nos cursos

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO PRFN 3ª REGIÃO Nº 004 de 16 de dezembro de 2009.

ORDEM DE SERVIÇO PRFN 3ª REGIÃO Nº 004 de 16 de dezembro de 2009. ORDEM DE SERVIÇO PRFN 3ª REGIÃO Nº 004 de 16 de dezembro de 2009. Dispõe sobre o procedimento a ser adotado para a formalização e controle dos processos de parcelamentos de arrematação ocorrida nas hastas

Leia mais

CONDIÇÕES DE FORNECIMENTO

CONDIÇÕES DE FORNECIMENTO CONDIÇÕES DE FORNECIMENTO I - Formalização e Aceitação do Pedido 1.1 - O Aceite será automático caso o fornecedor não faça uma recusa parcial ou total, Por escrito no prazo de 2(dois) após o recebimento

Leia mais

Parabéns! Agora que a sua cota já está contemplada e você já recebeu sua CARTA DE CRÉDITO, você poderá concretizar o seu projeto.

Parabéns! Agora que a sua cota já está contemplada e você já recebeu sua CARTA DE CRÉDITO, você poderá concretizar o seu projeto. Orientações para aquisição de Bens Móveis Parabéns! Agora que a sua cota já está contemplada e você já recebeu sua CARTA DE CRÉDITO, você poderá concretizar o seu projeto. Lembrando que a análise do seu

Leia mais

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO Art. 1º Este documento, doravante denominado Regulamento de Empréstimo, estabelece os direitos e as obrigações da Boticário Prev, dos Participantes e Assistidos, para a concessão

Leia mais

Condições Contratuais Seguro Transporte Internacional Cobertura Básica Nº 21 Processo SUSEP nº 15414.901332/2014-22 Versão 1.0b 1

Condições Contratuais Seguro Transporte Internacional Cobertura Básica Nº 21 Processo SUSEP nº 15414.901332/2014-22 Versão 1.0b 1 Cobertura Básica Nº 21 PARA SEGUROS DE MERCADORIAS CONDUZIDAS POR PORTADORES Cláusula 1 Riscos Cobertos 1.1. A presente cobertura garante, ao Segurado, os prejuízos que venha a sofrer em conseqüência de

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE BENEFÍCIOS DO VALE DO AÇO E REGIÃO - PROTVAÇO. Normas de Garantia Especial

ASSOCIAÇÃO DE BENEFÍCIOS DO VALE DO AÇO E REGIÃO - PROTVAÇO. Normas de Garantia Especial ASSOCIAÇÃO DE BENEFÍCIOS DO VALE DO AÇO E REGIÃO - PROTVAÇO Normas de Garantia Especial 6º. Edição Abril de 2014 ASSOCIAÇÃO DE BENEFÍCIOS DO VALE DO AÇO E REGIÃO - PROTVAÇO A Associação de Benefícios do

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TRACKER COM SEGURO

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TRACKER COM SEGURO Página 1 de 7 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TRACKER COM SEGURO ET DO BRASIL LTDA., empresa com sede à Rua Federação Paulista de Futebol, 777, Barra Funda, São Paulo/SP, CEP: 01141-040, inscrita no

Leia mais

ALTERAÇÕES DA MINUTA REVISADA EM MARÇO/2011

ALTERAÇÕES DA MINUTA REVISADA EM MARÇO/2011 CONTROLE DE VERSÃO EILD PADRÃO BRASIL TELECOM S.A. ALTERAÇÕES DA MINUTA REVISADA EM MARÇO/2011 1. Alterações realizadas no corpo do contrato: Alteradas as qualificações da CONTRATADA e CONTRATANTE O Anexo

Leia mais

MANUAL DO SEGURADO SEGURO DE PERDA OU ROUBO DE CARTÕES

MANUAL DO SEGURADO SEGURO DE PERDA OU ROUBO DE CARTÕES MANUAL DO SEGURADO SEGURO DE PERDA OU ROUBO DE CARTÕES Estipulante: ATUAL TECNOLOGIA E ADMINISTRACAO DE CARTOES. CNPJ: 07.746.799/0001-09 1. OBJETIVO DO SEGURO O presente contrato de seguro tem por objetivo

Leia mais

REGULAMENTO DE OPERAÇÕES

REGULAMENTO DE OPERAÇÕES 1 GENERALIDADES As operações de crédito da Cooperativa serão realizadas dentro das normas fixadas pelo Estatuto Social, pelas normas legais, as do Banco Central do Brasil e por este Regulamento. 2 OBJETIVO

Leia mais

Sobre o Cancelamento de Gravames. Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/SP

Sobre o Cancelamento de Gravames. Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/SP Sobre o Cancelamento de Gravames Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/SP Procedimentos para Solicitação do Desbloqueio de Cancelamento de Gravame De acordo com a portaria 2.762 de 28 de dezembro

Leia mais

MANUAL DE CONTROLES INTERNOS POLÍTICAS CORPORATIVAS

MANUAL DE CONTROLES INTERNOS POLÍTICAS CORPORATIVAS 9 - Regulamentos Política de Empréstimos 9.1 Condições para associação O Funcionário, na sua admissão na empresa, assina a Proposta de Admissão e Depósito na Cooperativa, se for de seu interesse, sendo

Leia mais

1. DAS PARTES 1.1. A pessoa jurídica identificada na frente deste Contrato de Aluguel de Veículo, doravante designada LOCADORA e a pessoa física ou

1. DAS PARTES 1.1. A pessoa jurídica identificada na frente deste Contrato de Aluguel de Veículo, doravante designada LOCADORA e a pessoa física ou 1. DAS PARTES 1.1. A pessoa jurídica identificada na frente deste Contrato de Aluguel de Veículo, doravante designada LOCADORA e a pessoa física ou jurídica identificada no quadro 1 deste mesmo contrato,

Leia mais

MANUAL DO ASSOCIADO. www.action.org.br

MANUAL DO ASSOCIADO. www.action.org.br MANUAL DO ASSOCIADO 0800 603 3102 www.action.org.br Prezado(a) Associado(a) Você está recebendo o manual do Associado do Programa de Proteção Veicular ÁGIL com as proteções e benefícios para seu veículo.

Leia mais

I SERVIÇOS RELATIVOS A VEÍCULOS

I SERVIÇOS RELATIVOS A VEÍCULOS RELAÇÃO DE SERVIÇOS DISPONIBILIZADOS PELO DETRAN NO ESPAÇO DA CIDADANIA DE TERESINA I SERVIÇOS RELATIVOS A VEÍCULOS 1 VISTORIA 2. Certificado de Registro de Veículo - CRV e/ou Certificado de Registro de

Leia mais

MANUAL SAFE VIDROS. Prezado Cliente,

MANUAL SAFE VIDROS. Prezado Cliente, MANUAL SAFE VIDROS Prezado Cliente, Você acaba de adquirir uma das melhores garantias de conserto e reposição de vidros, faróis, lanternas e retrovisores automotivos do mercado. Neste Manual você encontrará

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA ITAUCARD BUSINESS REWARDS

REGULAMENTO DO PROGRAMA ITAUCARD BUSINESS REWARDS REGULAMENTO DO PROGRAMA ITAUCARD BUSINESS REWARDS 1. DISPOSIÇÕES GERAIS a) Este Regulamento faz parte integrante do Contrato de Cartão de Crédito ( Contrato ) e regula as condições aplicáveis ao Programa

Leia mais

LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997.

LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997. LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997. CAPÍTULOXV DAS INFRAÇÕES Art. 161. Constitui infração de trânsito a inobservância de qualquer preceito deste Código, da legislação complementar ou das resoluções

Leia mais

Passo a passo Aditamento a contrato de financiamento/empréstimo pessoal cessão de direitos e obrigações.

Passo a passo Aditamento a contrato de financiamento/empréstimo pessoal cessão de direitos e obrigações. Passo a passo Aditamento a contrato de financiamento/empréstimo pessoal cessão de direitos e obrigações. Para dar início ao processo de transferência do contrato primeiramente é necessário preencher a

Leia mais

1. DOS OBJETIVOS DA ASSOCIAÇÃO:

1. DOS OBJETIVOS DA ASSOCIAÇÃO: O Programa de Associativismo da ASSOCIAÇÃO REALIZZA inscrita no CNPJ: 14.053.435-0001/09, com endereço na Avenida Edgard Santos, n.º 25, Narandiba, Salvador - BA destinada a reparos de veículos automotores,

Leia mais

Sempre apoiando você!

Sempre apoiando você! REGULAMENTO DO PROGRAMA DE BENEFÍCIOS AUTOMOTIVOS ÂNCORA 1. O presente regulamento tem como objetivo estabelecer as normas e regras do Programa de Benefícios Automotivos da ÂNCORA, devendo ser meticulosamente

Leia mais

TERMO DE ADESÃO AO SERVIÇO SEM PARAR Consulte a Proposta de Adesão com as regras específicas do Plano de Serviços escolhido.

TERMO DE ADESÃO AO SERVIÇO SEM PARAR Consulte a Proposta de Adesão com as regras específicas do Plano de Serviços escolhido. TERMO DE ADESÃO AO SERVIÇO SEM PARAR Consulte a Proposta de Adesão com as regras específicas do Plano de Serviços escolhido. 1. DAS DEFINIÇÕES 1.1. São aplicáveis as seguintes definições: (I) AUTOATENDIMENTO:

Leia mais

REGULAMENTOS PPV PREVCAR AUTO

REGULAMENTOS PPV PREVCAR AUTO REGULAMENTOS PPV PREVCAR AUTO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PROTEÇÃO AUTOMOTIVA - PPA PREVCAR AUTO A Associação de Benefícios Mútuos - PREVCAR AUTO, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 12.301.846/0001-40, com sede

Leia mais

OFERTA PÚBLICA DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA

OFERTA PÚBLICA DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA OFERTA PÚBLICA DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA EDITAL DE LEILÃO - CGTEE Nº 002/2014 OFERTA PÚBLICA DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA EDITAL DE LEILÃO CGTEE Nº 002/2014 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS

Leia mais

Guia do. Contemplado. Pessoa física

Guia do. Contemplado. Pessoa física Guia do Contemplado Pessoa física 1 Prezado Consorciado, Você foi contemplado! Agora, o próximo passo para a conquista do seu veículo novo é a aprovação do seu crédito. Para ajudá-lo com essa etapa, preparamos

Leia mais

NORMA DE PRÉ - QUALIFICAÇÃO PARA OPERADOR PORTUÁRIO NO PORTO DE ILHÉUS

NORMA DE PRÉ - QUALIFICAÇÃO PARA OPERADOR PORTUÁRIO NO PORTO DE ILHÉUS NORMA DE PRÉ - QUALIFICAÇÃO PARA OPERADOR PORTUÁRIO NO PORTO DE ILHÉUS APROVADA NA REUNIÃO REALIZADA EM 18/02/2011, DO CONSELHO DE AUTORIDADE PORTUÁRIA DO PORTO DE ILHÉUS. SUMÁRIO 1. Objetivo... 3 2. Âmbito

Leia mais

POLÍTICA DE CRÉDITO E DE EMPRÉSTIMO OUTUBRO D E

POLÍTICA DE CRÉDITO E DE EMPRÉSTIMO OUTUBRO D E POLÍÍTIICA DE CRÉDIITO E DE EMPRÉSTIIMO OUTUBRO D E 2 0 0 9 COOPERATIVA DE ECONOMIA E CRÉDITO MÚTUO DOS FUNCIONÁRIOS DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE BARRETOS - COOPERFEB POLÍTICA DE CRÉDITO E DE EMPRÉSTIMO

Leia mais

CONDIÇÕES CONTRATUAIS GERAIS

CONDIÇÕES CONTRATUAIS GERAIS CONTRATO DE VENDA E COMPRA DE EQUIPAMENTO VENDEDORA A..., CNPJ/MF nº..., sediada em São Paulo SP, na Rua..., nº...,... (CEP...), representada pelo Sr...., RG nº... e inscrito no CPF/MF sob nº... OU representante

Leia mais