CONECTORES DISCURSIVOS. Como fazer

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONECTORES DISCURSIVOS. Como fazer"

Transcrição

1 CONECTORES DISCURSIVOS Como fazer Biblioteca 2017

2 Os conectores ou articuladores de discurso Os conectores ou articuladores de discurso que seguidamente apresentamos (em quadro) são um auxiliar excelente na construção do discurso, quer se trate de um resumo, de uma síntese, de um comentário ou de outro tipo de técnica. Eles são um contributo importante para uma escrita correta; no entanto, é necessário saber em que momentos do nosso discurso os devemos usar e como usar. Como tal, não podemos esquecer as ideias que pretendemos transmitir, porque a escolha far-se-á em função delas. A escolha errada desses conectivos pode ocasionar a deturpação do sentido do texto. Os conectores discursivos são, assim, um importante mecanismo de coesão textual, estabelecendo relações de sentido entre as diferentes partes do texto. Os conectores pertencem a diversas classes de palavras - conjunções (ou locuções conjuntivas) coordenativas e subordinativas, advérbios (ou locuções adverbiais), preposições (ou locuções prepositivas), expressões adjetivas ou até orações completas. 2

3 Exprimir Adição Alternativa CONECTORES E ARTICULADORES DISCURSIVOS e, nem, pois, além disso, e ainda, não só mas também, como ainda, bem como assim como, por um lado por outro lado, depois, logo após, finalmente, em primeiro lugar, em segundo lugar, do mesmo modo, igualmente, de igual modo, da mesma maneira, de igual maneira, de novo, novamente, também, primeiramente, da mesma forma, de igual forma, ultimamente, opostamente, de modo oposto, de maneira oposta, por último, ou, ora ora, quer quer, ou ou, em alternativa, Certeza / certamente, é evidente que, com certeza, decerto, naturalmente que, sem dúvida, sem dúvida que, de certo, por certo, Afirmação indubitavelmente, inquestionavelmente, inegavelmente, é óbvio que, evidentemente, obviamente, verdadeiramente, de verdade, verdadeiro, realmente, exato, exatamente, com exatidão, Causa pois, pois que, porque, por causa de, dado que, já que, uma vez que, porquanto,. Chamar à atenção note-se que, atente-se em, repare-se, veja-se, constate-se, Comparação/ conformidade/ semelhança Concessão Conclusão / síntese / resumo Condição Confirmação como, também, conforme, tanto quanto, tal como, assim como, bem como, pela mesma razão, de forma idêntica, de forma similar, do mesmo modo, igualmente, similarmente, semelhantemente, analogamente, por analogia, de conformidade com, de acordo com, consoante, segundo, embora, mesmo que, se bem que, apesar de, ainda assim, ainda que, por mais que, mesmo assim, de qualquer forma, posto que, malgrado, não obstante, em que pese, pois, portanto, por conseguinte, assim, logo, enfim, concluindo, conclusivamente, em conclusão, em síntese, consequentemente, em consequência, por outras palavras, ou seja, em resumo, ou melhor, pois, por isso, deste modo, em suma, sintetizando, finalizando, se, caso, a menos que, salvo que, exceto se, a não ser que, desde que, contanto que, só se, com efeito, efetivamente, na verdade, de facto, factualmente, 3

4 verdade, verdadeiramente, óbvio, obviamente, Consequência pelo que, de modo que, de tal forma que, daí que, tanto/tal/tão/tamanho que, por tudo isso, consequentemente, por conseguinte, como consequência, Designação eis, vede, aqui está;... Dúvida talvez, possivelmente, provavelmente, é possível que, é provável que, por ventura, acaso, Encerrar por último; concluindo; para terminar; em conclusão; em último lugar; em síntese; finalizando; recapitulando,... Enfatizar Efetivamente, com efeito, na verdade, como vimos,... Explicitação / Explicar/ Particularização Finalidade / intencionalidade Ilustração/ esclarecimento quer isto dizer, isto (não) significa que, por outras palavras, isto é, por exemplo, ou seja, é o caso de, como se pode ver, é o que se passa com, nomeadamente, em particular, a saber, entre outros, especificamente, pois, porque, porquanto, por causa de, uma vez que, com o fim de, com intuito, para (que), a fim de, com o objetivo de, de forma a, com o propósito de, com a intenção de, com o fito de, por exemplo, só para ilustrar, só para exemplificar, isto é, quer dizer, noutras palavras, a saber, aliás, ou seja, Inclusão / exclusão também, até, mesmo, inclusive, só, salvo, menos, apenas, senão, exclusive, fora, tirante, sequer,... Inferir Negação Opinião Oposição / contraste assim, consequentemente, daí, então, logo, pois, deste modo, portanto, em consequência, por conseguinte, por esta razão, por isso,... não, nunca, tampouco, jamais, nada, ninguém, de modo algum, de jeito nenhum, em hipótese alguma, na minha opinião, a meu ver, em meu entender, parece-me que, estou em crer que, mas, porém, todavia, contudo, no entanto, contrariamente, em vez de, ao invés de, pelo contrário, por oposição, oposto, opostamente, entretanto, doutro modo, ao contrário, não obstante, por outro lado, Ordem ultimamente, primeiramente, antes, depois,... 4

5 Prioridade/ relevância Proporção / proporcionalidade Reafirmação / confirmação / resumo Reformulação Sequência Sequência temporal em primeiro lugar, antes de mais nada, antes de tudo, em princípio, primeiramente, acima de tudo, principalmente, primordialmente, sobretudo, a priori, a posteriori (em itálico), ao passo que, à medida que, à proporção que, quanto mais, tanto mais, enquanto, ou seja, ou melhor, por outras palavras, com efeito, efetivamente, na verdade, de facto, em suma, em resumo, resumidamente, quer dizer, mais corretamente, mais precisamente, ou melhor, dito de outro modo, numa palavra, noutros termos, por outras palavras, começando, primeiramente, para começar, em primeiro lugar, num primeiro momento, antes de, em segundo lugar, em seguida, logo após, depois de, por último, concluindo, para terminar, em conclusão, em síntese, finalizando, depois, então, após, de seguida, dias mais tarde, meses depois, anos após, agora já, antes, até que, Sequência espacial à esquerda, à direita, à frente, atrás, sobre, sob, de um lado, de outro lado, em cima, no meio, em baixo, naquele sítio, Surpresa/ inesperadamente, de súbito, subitamente, de repente, imprevisto imprevistamente, surpreendentemente, Tempo quando, enquanto, até que, antes que, logo que, assim que, depois que, sempre que, desde que, desde quando, todas as vezes, senão quando, ao tempo que, mal,... Adaptado de diversos manuais e gramáticas. 5

ENEM. Análise do critério dos mecanismos linguísticos necessários à construção da argumentação do texto

ENEM. Análise do critério dos mecanismos linguísticos necessários à construção da argumentação do texto ENEM Análise do critério dos mecanismos linguísticos necessários à construção da argumentação do texto O participante do ENEM tem de demonstrar domínio dos recursos coesivos, dos mecanismos linguísticos

Leia mais

Coerência e Coesão. Ponto a ponto. Uma pequena brincadeira... Professor Wlisses Kennet. Uma pequena brincadeira...

Coerência e Coesão. Ponto a ponto. Uma pequena brincadeira... Professor Wlisses Kennet. Uma pequena brincadeira... Uma pequena brincadeira... Coerência e Coesão Ponto a ponto 1) Existe alguma diferença de sentido nos pares de frases a seguir? Explique. a) A sua resposta não teve significado algum. A sua resposta teve

Leia mais

As conjunções são palavras invariáveis que servem para conectar orações ou dois termos de mesmo valor gramatical, estabelecendo entre eles uma

As conjunções são palavras invariáveis que servem para conectar orações ou dois termos de mesmo valor gramatical, estabelecendo entre eles uma CONJUNÇÕES As conjunções são palavras invariáveis que servem para conectar orações ou dois termos de mesmo valor gramatical, estabelecendo entre eles uma relação de dependência ou de simples coordenação.

Leia mais

ADVÉRBIOS. Prof.: Dr. Cristiano Xinelági Pereira

ADVÉRBIOS. Prof.: Dr. Cristiano Xinelági Pereira ADVÉRBIOS Prof.: Dr. Cristiano Xinelági Pereira Definições Classe de palavra que exprime uma circunstância. Morfologicamente: é invariável; Semanticamente: expressa uma circunstância (lugar, tempo, modo,

Leia mais

INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS MECANISMOS DE COESÃO TEXTUAL (PARTE II)

INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS MECANISMOS DE COESÃO TEXTUAL (PARTE II) INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS MECANISMOS DE COESÃO TEXTUAL (PARTE II) COESÃO E COERÊNCIA TEXTUAIS ELEMENTOS ORGANIZADORES DO DISCURSO: Para garantir a coerência de um texto são necessárias algumas expressões

Leia mais

Olá, sou o Daniel estamos de volta para a parte 2 do nosso minicurso: redação matadora em 3 passos simples.

Olá, sou o Daniel estamos de volta para a parte 2 do nosso minicurso: redação matadora em 3 passos simples. 2 Olá, sou o Daniel estamos de volta para a parte 2 do nosso minicurso: redação matadora em 3 passos simples. Nesta parte você verá a parte da Introdução, e de ante mão adianto, invista bastante nela,

Leia mais

Drummond escreveu poemas e entrou para a história.

Drummond escreveu poemas e entrou para a história. Conjunção Pode-se definir a conjunção como um termo invariável, de natureza conectiva que pode criar relações de sentido (nexos) entre palavras ou orações. Usualmente, as provas costumam cobrar as relações

Leia mais

ADVÉRBIOS. Prof.: Dr. Cristiano Xinelági Pereira

ADVÉRBIOS. Prof.: Dr. Cristiano Xinelági Pereira ADVÉRBIOS Prof.: Dr. Cristiano Xinelági Pereira Definições Classe de palavra que exprime uma circunstância. Morfologicamente: é invariável; Semanticamente: expressa uma circunstância (lugar, tempo, modo,

Leia mais

CONJUNÇÃO. É a palavra invariável que liga duas orações ou dois termos semelhantes de uma mesma oração.

CONJUNÇÃO. É a palavra invariável que liga duas orações ou dois termos semelhantes de uma mesma oração. CONJUNÇÃO É a palavra invariável que liga duas orações ou dois termos semelhantes de uma mesma oração. De acordo com o tipo de relação que estabelecem, as conjunções podem ser classificadas em coordenativas

Leia mais

O ESQUEMA BÁSICO DA DISSERTAÇÃO. Primeiramente é importante diferenciar título de tema.

O ESQUEMA BÁSICO DA DISSERTAÇÃO. Primeiramente é importante diferenciar título de tema. Nome: Nº.: Ano: 1 T.: Prof.: Luciana Arleu Data: / /2016 O ESQUEMA BÁSICO DA DISSERTAÇÃO Primeiramente é importante diferenciar título de tema. TÌTULO E uma referência vaga a um assunto. È uma expressão

Leia mais

ÁTILA ABIORANA LÍNGUA PORTUGUESA

ÁTILA ABIORANA LÍNGUA PORTUGUESA ÁTILA ABIORANA LÍNGUA PORTUGUESA No que se refere às ideias e aos aspectos linguísticos do texto acima, julgue os itens subsequentes. 1) Não haveria prejuízo à correção gramatical ou alteração o sentido

Leia mais

Coordenação e subordinação. Porto Editora

Coordenação e subordinação. Porto Editora Coordenação e subordinação Frase simples complexa Frase simples Constituída apenas por um verbo ou por um complexo verbal. Ex.: A Maria brinca muito com o irmão. frase simples (constituída por um verbo)

Leia mais

PERÍODO COMPOSTO PRO R FES E SORA: A :F ER E NA N N A D N A D A SA S N A T N O T S 1

PERÍODO COMPOSTO PRO R FES E SORA: A :F ER E NA N N A D N A D A SA S N A T N O T S 1 PERÍODO COMPOSTO PROFESSORA: FERNANDA SANTOS 1 CONJUNÇÃO É a palavra ou locução invariável que liga orações ou termos semelhantes da mesma oração. Exemplos: ANÁLISE DO QUE Todos os alunos disseram que

Leia mais

Advérbios. Os advérbios modificam o sentido de um verbo, de um adjectivo, de outro advérbio ou de uma oração inteira.

Advérbios. Os advérbios modificam o sentido de um verbo, de um adjectivo, de outro advérbio ou de uma oração inteira. Advérbios Os advérbios modificam o sentido de um verbo, de um adjectivo, de outro advérbio ou de uma oração inteira. Advérbios de tempo: quando? agora, ainda, amanhã, antes, antigamente, cedo, dantes,

Leia mais

Artigo, Preposição, Conjunção

Artigo, Preposição, Conjunção Língua Portuguesa Artigo, Preposição, Conjunção Artigo Certa vez, ao passar por uma rua, encontrei uma menina chorando. A rua estava muito movimentada e a menina, sozinha, pediu-me auxílio. Definidos:

Leia mais

Conjunção (junção) Palavra invariável que liga orações ou palavras de uma mesma oração.

Conjunção (junção) Palavra invariável que liga orações ou palavras de uma mesma oração. Conjunção (junção) Palavra invariável que liga orações ou palavras de uma mesma oração. Veja: Ex.1: Você quer açúcar ou adoçante? Ex.2: Preste atenção ou saia da sala. Classificação: a- Conjunções coordenativas:

Leia mais

Professora Lucimar CONJUNÇÕES E PERÍODOS

Professora Lucimar CONJUNÇÕES E PERÍODOS Professora Lucimar CONJUNÇÕES E PERÍODOS Conjunção é a palavra invariável que liga duas orações ou dois termos semelhantes de uma mesma oração. Locução Conjuntiva - Duas ou mais palavras empregadas com

Leia mais

Português. Conjunções. Professor Arthur Scandelari.

Português. Conjunções. Professor Arthur Scandelari. Português Conjunções Professor Arthur Scandelari www.acasadoconcurseiro.com.br Português CONJUNÇÕES PARTE 1 1. (CESPE SDS-PE 2016) É importante, pois, que o médico estabeleça o momento de ocorrência do

Leia mais

ESTRUTURA DE TEXTO DISSERTATIVO- ARGUMENTATIVO ELEMENTOS COESIVOS Leia o texto que segue:

ESTRUTURA DE TEXTO DISSERTATIVO- ARGUMENTATIVO ELEMENTOS COESIVOS Leia o texto que segue: ESTRUTURA DE TEXTO DISSERTATIVO- ARGUMENTATIVO ELEMENTOS COESIVOS Leia o texto que segue: É consolador para os telespectadores, as más notícias são trazidas por uma bela repórter, ou uma linda apresentadora.

Leia mais

Coordenação e subordinação

Coordenação e subordinação Coordenação e subordinação As frases complexas podem relacionar-se por coordenação ou por subordinação. A coordenação consiste numa relação entre duas orações da mesma categoria por meio de conjunções

Leia mais

CONJUNÇÕES E AS RELAÇÕES NO TEXTO

CONJUNÇÕES E AS RELAÇÕES NO TEXTO CONJUNÇÕES E AS RELAÇÕES NO TEXTO Classificação Aditivas (adição, soma): e, nem, mas, também. Adversativas ( oposição, contraste): mas, porém, contudo, todavia, entretanto. Classificação Alternativas (

Leia mais

Bárbara da Silva. Português. Aula 39 Conjunções I

Bárbara da Silva. Português. Aula 39 Conjunções I Bárbara da Silva Português Aula 39 Conjunções I Conjunção Além da preposição, há outra palavra que, na frase, é usada como elemento de ligação: a conjunção. Por exemplo: A menina segurou a bola e mostrou

Leia mais

Professor Marlos Pires Gonçalves

Professor Marlos Pires Gonçalves ADVÉRBIO Ele bebeu muito. Adv. Intensidade Na frase acima o advérbio muito está intensificando o sentido do verbo BEBER. A banda chegou hoje. tempo. Nessa outra frase o advérbio hoje acrescenta ao verbo

Leia mais

Patrícia Rocha Lopes

Patrícia Rocha Lopes Patrícia Rocha Lopes Uma oração subordinada adverbial é aquela que exerce a função de adjunto adverbial do verbo da oração principal. Dessa forma, pode exprimir circunstância de tempo, finalidade, causa,

Leia mais

Período composto por coordenação

Período composto por coordenação Período composto por coordenação É o período composto por duas ou mais orações independentes. Estas orações podem ser assindéticas ou sindéticas. Orações coordenadas assindéticas Não apresentam conectivos

Leia mais

Engenharia Cartográfica Comunicação e Expressão. Maria Cecilia Bonato Brandalize º Semestre

Engenharia Cartográfica Comunicação e Expressão. Maria Cecilia Bonato Brandalize º Semestre Engenharia Cartográfica Comunicação e Expressão Maria Cecilia Bonato Brandalize 2015 1º Semestre Um texto constitui uma unidade comunicativa, uma unidade de uso da língua. Na sua construção e organização,

Leia mais

ADVÉRBIOS. Profa. Luana Lemos

ADVÉRBIOS. Profa. Luana Lemos ADVÉRBIOS Profa. Luana Lemos DEFINIÇÃO Do ponto de vista sintático: vem associado a verbo, adjetivo ou ao próprio advérbio; Do ponto de vista mórfico: é invariável; Do ponto de vista semântico denota circunstância

Leia mais

Preparação para a. Prova de Aferição. Português. 8.º ano

Preparação para a. Prova de Aferição. Português. 8.º ano Preparação para a Prova de Aferição Português Oo 8.º ano 72 II. Leitura Entrevista A entrevista é um texto conversacional, em que o jornalista, através de perguntas previamente elaboradas (em guião), procura

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR EDUARDO BELMONTE 2º ANO E. M.

LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR EDUARDO BELMONTE 2º ANO E. M. LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR EDUARDO BELMONTE 2º ANO E. M. PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO Cheguei atrasado, PORQUE o trânsito estava caótico. Oração assindética Conjunção coordenativa Oração coordenada

Leia mais

Frase simples e frase complexa

Frase simples e frase complexa Frase simples e frase complexa Orações coordenadas e subordinadas 1 I. Frase simples O O José telefonou à Joana. A A senhora traz umas flores. Eu saio. O O meu vizinho foi ao médico. Cada uma destas frases

Leia mais

ADVÉRBIOS. Profa Giovana Uggioni Silveira

ADVÉRBIOS. Profa Giovana Uggioni Silveira ADVÉRBIOS Profa Giovana Uggioni Silveira Podem modificar: Um verbo (maioria dos casos); Um adjetivo (intensidade); Outro advérbio (intensidade); Uma oração inteira. Indicam circunstância 1 condição de

Leia mais

ESTUDO DO ADVÉRBIO. Profª. Fernanda Machado

ESTUDO DO ADVÉRBIO. Profª. Fernanda Machado ESTUDO DO ADVÉRBIO Profª. Fernanda Machado Em língua portuguesa há 3 categorias gramaticais invariáveis: ADVÉRBIO PREPOSIÇÃO INTERJEIÇÃO CONJUNÇÃO 1. Advérbio DEFINIÇÃO: Advérbio é a palavra invariável

Leia mais

COESÃO REFERENCIAL E SEQUENCIAL LEITURA E ARGUMENTAÇÃO TEXTO ARGUMENTATIVO

COESÃO REFERENCIAL E SEQUENCIAL LEITURA E ARGUMENTAÇÃO TEXTO ARGUMENTATIVO AULA 4 COESÃO REFERENCIAL E SEQUENCIAL LEITURA E ARGUMENTAÇÃO TEXTO ARGUMENTATIVO Profa. Dra. Vera Vasilévski Comunicação Oral e Escrita UTFPR/Santa Helena Atividades da aula 3 Comente as afirmações a

Leia mais

ATENÇÃO! Material retirado da Internet, que eu considero de fonte segura e confiável. Os endereços estão no fim de cada assunto.

ATENÇÃO! Material retirado da Internet, que eu considero de fonte segura e confiável. Os endereços estão no fim de cada assunto. ATENÇÃO! Material retirado da Internet, que eu considero de fonte segura e confiável. Os endereços estão no fim de cada assunto. Conjunção As conjunções são vocábulos de função estritamente gramatical

Leia mais

AULA 9 CLASSES DE PALAVRAS V MINISTÉRIO DA FAZENDA

AULA 9 CLASSES DE PALAVRAS V MINISTÉRIO DA FAZENDA AULA 9 CLASSES DE PALAVRAS V MINISTÉRIO DA FAZENDA Professor Marlus Geronasso PREPOSIÇÃO Preposição é uma palavra invariável que serve para ligar termos ou orações. Quando esta ligação acontece, normalmente

Leia mais

Competências em Literacia da Informação. Saber usar a informação de forma eficaz Como fazer um resumo

Competências em Literacia da Informação. Saber usar a informação de forma eficaz Como fazer um resumo Competências em Literacia da Informação Saber usar a informação de forma eficaz Como fazer um resumo Ana Isabel Roxo 2012 Estudar um tema Principais dificuldades: Saber como planear a realização da tarefa

Leia mais

Coordenação e subordinação

Coordenação e subordinação Coordenação e subordinação As frases complexas podem relacionar-se por coordenação ou por subordinação. A coordenação consiste numa relação entre duas orações da mesma categoria por meio de conjunções

Leia mais

ORAÇÕES COORDENADAS E SUBORDINADAS

ORAÇÕES COORDENADAS E SUBORDINADAS ORAÇÕES COORDENADAS E SUBORDINADAS Prof. Marcos Lima Língua portuguesa, 9ºano FRASE COMPLEXA Numa frase complexa há duas (ou mais) orações ligadas por uma conjunção (ou locução conjuncional). Ex: Fui à

Leia mais

Orações Subordinadas Adverbiais

Orações Subordinadas Adverbiais Orações Subordinadas Adverbiais A oração subordinada adverbial desempenha a função de adjunto adverbial: indica uma circunstância em que ocorre a ação do verbo da oração à qual se liga. Observe: Normalmente

Leia mais

Colégio Diocesano Seridoense Disciplina: Língua Portuguesa / 2 Ano Professora: Lusia Raquel. Orações Subordinadas Adverbiais.

Colégio Diocesano Seridoense Disciplina: Língua Portuguesa / 2 Ano Professora: Lusia Raquel. Orações Subordinadas Adverbiais. Colégio Diocesano Seridoense Disciplina: Língua Portuguesa / 2 Ano Professora: Lusia Raquel Orações Subordinadas Adverbiais Caicó RN 2018 CLASSIFICAÇÃO CLASSIFICAÇÃO ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS SÃO

Leia mais

ORAÇÕES COORDENADAS E SUBORDINADAS

ORAÇÕES COORDENADAS E SUBORDINADAS ORAÇÕES COORDENADAS E SUBORDINADAS FRASE SIMPLES E FRASE COMPLEXA A frase pode ser constituída por uma ou mais orações. Uma oração é a unidade gramatical organizada à volta de um verbo. FRASE SIMPLES E

Leia mais

PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS

PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS LINGUAGENS GRAMÁTTICA: PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS PROF.º PAULO SCARDUA APOSTILA 3: CAPÍTULO 11 DEFINIÇÃO Uma oração subordinada adverbial é aquela que exerce a função de adjunto

Leia mais

9 - (CESGRANRIO) Complete CORRETAMENTE as lacunas da seguinte frase: A obra de Huxley, se faz alusão no texto, descreve uma sociedade os atos dos

9 - (CESGRANRIO) Complete CORRETAMENTE as lacunas da seguinte frase: A obra de Huxley, se faz alusão no texto, descreve uma sociedade os atos dos 9 - (CESGRANRIO) Complete CORRETAMENTE as lacunas da seguinte frase: A obra de Huxley, se faz alusão no texto, descreve uma sociedade os atos dos indivíduos são controlados por um sistema de televisão.

Leia mais

O TEXTO ARGUMENTATIVO

O TEXTO ARGUMENTATIVO O TEXTO ARGUMENTATIVO A argumentação visa a persuadir o leitor acerca de uma posição. Quanto mais polêmico for o assunto em questão, mais dará margem à abordagem argumentativa. Os argumentos devem promover

Leia mais

Lista 6 - Língua Portuguesa 1

Lista 6 - Língua Portuguesa 1 Lista 6 - Língua Portuguesa 1 Períodos compostos LISTA 6 - LP 1 - PERÍODOS COMPOSTOS Períodos compostos Em listas anteriores, vimos alguns conceitos sintáticos importantes para o domínio da norma culta

Leia mais

Partículas de transição e palavras de referência para obter coerência e coesão. Othon M. Garcia Comunicação em prosa moderna

Partículas de transição e palavras de referência para obter coerência e coesão. Othon M. Garcia Comunicação em prosa moderna Partículas de transição e palavras de referência para obter coerência e coesão Othon M. Garcia Comunicação em prosa moderna A ordem de colocação é indispensável à coerência; mas não é suficiente. Urge

Leia mais

Quando desprovidas de conjunções coordenativas, são denominadas orações coordenadas assindéticas:

Quando desprovidas de conjunções coordenativas, são denominadas orações coordenadas assindéticas: LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR JEAN AQUINO ORAÇÕES COORDENADAS E CONJUNÇÕES COORDENATIVAS O período composto por coordenação é formado por orações sintaticamente independentes, denominadas orações coordenadas:

Leia mais

Bárbara da Silva. Português. Aula 42 Coesão referencial, lexical e sequencial

Bárbara da Silva. Português. Aula 42 Coesão referencial, lexical e sequencial Bárbara da Silva Português Aula 42 Coesão referencial, lexical e sequencial A coesão referencial e a coesão sequencial são chamadas de recursos coesivos por estabelecerem vínculos entre as palavras, orações

Leia mais

Preposição e Conjunção. Língua Portuguesa 2ª Série Profª Marianna Aguiar

Preposição e Conjunção. Língua Portuguesa 2ª Série Profª Marianna Aguiar Preposição e Conjunção Língua Portuguesa 2ª Série Profª Marianna Aguiar Preposição Conectam os termos dos sintagmas Locuções prepositivas são duas ou mais palavras que funcionam como preposição. Em uma

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR EDUARDO BELMONTE 1º ANO E. M.

LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR EDUARDO BELMONTE 1º ANO E. M. LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR EDUARDO BELMONTE 1º ANO E. M. FRASE NOMINAL: enunciado sem verbo. Pois não, senhor... ; senhoras e senhores,... FRASE VERBAL/ORAÇÃO: enunciado COM verbo. Ivo viu a uva.... O

Leia mais

Português. Sintaxe do Período. Professor Carlos Zambeli.

Português. Sintaxe do Período. Professor Carlos Zambeli. Português Sintaxe do Período Professor Carlos Zambeli www.acasadoconcurseiro.com.br Português SINTAXE DO PERÍODO Coordenativas: Ligam orações independentes, ou seja, que possuem sentido completo. 1. Aditivas:

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DAS CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS

CLASSIFICAÇÃO DAS CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS CLASSIFICAÇÃO DAS CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS CAUSAIS Principais conjunções causais: porque, visto que, já que, uma vez que, como (= porque). Exemplos: - Não pude comprar o CD porque estava em falta. - Ele

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS Prova 06 2015 ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 2º Ciclo

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: texto argumentativo; tese; conjunções; coesão. Texto Gerador

PALAVRAS-CHAVE: texto argumentativo; tese; conjunções; coesão. Texto Gerador APERFEIÇOAMENTO EM LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA - 3 EM Aluno: Vilma Faria dos Reis Santana Grupo: 2 SÉRIE: 3º Ano BIMESTRE: 3º CICLO: 2º TUTOR(A): Tatiana Freire de Moura Tarefa: Roteiro de Atividades

Leia mais

OS ELEMENTOS CONJUNTIVOS

OS ELEMENTOS CONJUNTIVOS OS ELEMENTOS CONJUNTIVOS PREPOSIÇÕES: Chamam-se PREPOSIÇÕES os vocábulos gramaticais invariáveis que relacionam dois termos de uma oração, de tal modo que o sentido do primeiro é explicado ou complementado

Leia mais

CONJUNÇÕES COORDENATIVAS DANIELE LEITE

CONJUNÇÕES COORDENATIVAS DANIELE LEITE CONJUNÇÕES COORDENATIVAS DANIELE LEITE O QUE É UMA CONJUNÇÃO? Do ponto de vista semântico é uma palavra que traz um sentido nela implícito ( ou mais de um); [exceto a conjunção integrante, que não traz

Leia mais

Emprego de palavras e expressões

Emprego de palavras e expressões Emprego de palavras e expressões Livro 01 Prof. Eugênio Torres Módulo 02 POR QUE POR QUÊ PORQUE PORQUÊ o Por que- Emprega-se quando equivale a por qual motivo ou a pelo qual. Usado também no início ou

Leia mais

Preposição e conjunção

Preposição e conjunção PORTUGUÊS aula Preposição e conjunção Preposição É a palavra invariável que une dois termos ou orações, estabelecendo uma relação de sentido e de dependência. Não desempenha função sintática, é um conectivo:

Leia mais

DISCIPLINA PORTUGUÊS 2º CICLO

DISCIPLINA PORTUGUÊS 2º CICLO DISCIPLINA PORTUGUÊS 2º CICLO 5ºANO DOMÍNIOS CONTEÚDOS INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO PONDERAÇÃO Oralidade Interação discursiva Interpretação de texto Fichas de verificação Observação direta 10% Pesquisa e

Leia mais

Planificação Longo Prazo

Planificação Longo Prazo DEPARTAMENTO LÍNGUAS ANO LETIVO 2017 / 2018 DISCIPLINA Português ANO 7.ºANO Planificação Longo Prazo CONTEÚDOS TEXTOS DOS MEDIA E DO QUOTIDIANO 1.º período Textos não literários Notícia Reportagem Texto

Leia mais

Alternativas Introduzem uma ideia de opção, alternância. As conjunções mais comuns são OU...OU, ORA...ORA, QUER...QUER, SEJA...SEJA. Ex.

Alternativas Introduzem uma ideia de opção, alternância. As conjunções mais comuns são OU...OU, ORA...ORA, QUER...QUER, SEJA...SEJA. Ex. Alternativas Introduzem uma ideia de opção, alternância. As conjunções mais comuns são OU...OU, ORA...ORA, QUER...QUER, SEJA...SEJA. Ex.: "Ou paga ou eu mando sangrá-lo devagarinho" (Graciliano Ramos).

Leia mais

REDAÇÃO. Prof. Everson Pereira

REDAÇÃO. Prof. Everson Pereira REDAÇÃO Prof. Everson Pereira CAPÍTULO I Da Definição, dos Princípios e das Funções Institucionais Art. 1º O Ministério Público da União, organizado por esta lei Complementar, é instituição permanente,

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: texto argumentativo; tese; conectivos; coesão. Texto Gerador

PALAVRAS-CHAVE: texto argumentativo; tese; conectivos; coesão. Texto Gerador APERFEIÇOAMENTO EM LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA - 3 EM Aluno: GRAZIANE QUEIROZ BOARETTO Grupo: 02 SÉRIE: 3º Ano BIMESTRE: 3º CICLO: 2º TUTOR(A): TATIANA FREIRE Tarefa: Roteiro de Atividades Original

Leia mais

Bárbara da Silva. Português. Aula 37 Preposições I

Bárbara da Silva. Português. Aula 37 Preposições I Bárbara da Silva Português Aula 37 Preposições I Preposição - Preposição é a palavra que estabelece uma relação entre dois ou mais termos da oração. - Essa relação é do tipo subordinativa, ou seja, entre

Leia mais

a) Não só conversa como também atrapalha os colegas. b) Faça estes exercícios, pois fazem parte da matéria da prova.

a) Não só conversa como também atrapalha os colegas. b) Faça estes exercícios, pois fazem parte da matéria da prova. 1- Determine o valor semântico das conjunções: adição, oposição, escolha, conclusão, explicação. a) Não só conversa como também atrapalha os colegas. b) Faça estes exercícios, pois fazem parte da matéria

Leia mais

1.º PERÍODO DOMÍNIO CONTEÚDOS TEMPOS Oralidade -Registo e tratamento de informação: ideiaschave;

1.º PERÍODO DOMÍNIO CONTEÚDOS TEMPOS Oralidade -Registo e tratamento de informação: ideiaschave; DISCIPLINA DE PORTUGUÊS [9.º] PLANIFICAÇÃO 2018/2019 9.º Ano de Escolaridade 1.º PERÍODO DOMÍNIO CONTEÚDOS TEMPOS Oralidade -Registo e tratamento de informação: ideiaschave; tomar notas. -Tema e assunto.

Leia mais

EXTERNATO S. VICENTE DE PAULO Lisboa DEPARTAMENTO DE LÍNGUA MATERNA E HUMANIDADES DOMÍNIOS 1.º PERÍODO 2.º PERÍODO 3.º PERÍODO

EXTERNATO S. VICENTE DE PAULO Lisboa DEPARTAMENTO DE LÍNGUA MATERNA E HUMANIDADES DOMÍNIOS 1.º PERÍODO 2.º PERÍODO 3.º PERÍODO DOMÍNIOS 1.º PERÍODO 2.º PERÍODO 3.º PERÍODO Interação discursiva Princípio de cooperação Informação, explicação; pergunta, resposta ORALIDADE Interpretação de texto Intenção do locutor; tema; assunto;

Leia mais

ORAÇÕES COORDENADAS & SUBORDINADAS

ORAÇÕES COORDENADAS & SUBORDINADAS ORAÇÕES COORDENADAS & SUBORDINADAS GRAMÁTICA ORAÇÕES COORDENADAS & SUBORDINADAS As orações coordenadas e subordinadas fazem parte do período composto, ou seja, o período em que temos duas ou mais orações.

Leia mais

ENSINO MÉDIO CONTEÚDO 1 ª SÉRIE

ENSINO MÉDIO CONTEÚDO 1 ª SÉRIE ENSINO MÉDIO CONTEÚDO 1 ª SÉRIE Língua Portuguesa Interpretação e compreensão de textos. Figuras de linguagem. Discurso direto e discurso indireto. Frase, período e oração. Período composto por coordenação.

Leia mais

Expressão 1 conjunção Expressão 2. Ex.: Comprei um carro hoje, mas vou vendê-lo amanhã.

Expressão 1 conjunção Expressão 2. Ex.: Comprei um carro hoje, mas vou vendê-lo amanhã. Expressão 1 conjunção Expressão 2 Ex.: João e Maria foram à praia. S V C ADJ. ADV. conjun ção S V C ADJ. ADV. Ex.: Comprei um carro hoje, mas vou vendê-lo amanhã. CONJUNÇÕES COORDENATIVAS Aditivas Estabelecem

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ COORDENADORIA DE CONCURSOS CCV

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ COORDENADORIA DE CONCURSOS CCV Questão: 02 O candidato alega que, na questão 02, tanto a alternativa E como a alternativa A apresentam-se corretas, visto que as linhas 12 e 13 mostram que os violinistas mais relaxados também tinham

Leia mais

Domínios / Conteúdos. Flexão adjetival; Classes de palavras: Funções sintáticas; Tipos de frase; Relações semânticas entre palavras.

Domínios / Conteúdos. Flexão adjetival; Classes de palavras: Funções sintáticas; Tipos de frase; Relações semânticas entre palavras. Agrupamento de Escolas Gonçalo Sampaio Escola E.B. 2, 3 professor Gonçalo Sampaio Departamento de Línguas Português - 7ºano Planificação anual simplificada 2016/2017 1º Período Domínios / Conteúdos Unidade

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS Nº1 DE GONDOMAR PLANIFICAÇÃO ANUAL DE PORTUGUÊS - 7º ANO 2015/2016. Conteúdos

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS Nº1 DE GONDOMAR PLANIFICAÇÃO ANUAL DE PORTUGUÊS - 7º ANO 2015/2016. Conteúdos AGRUPAMENTO DE ESCOLAS Nº1 DE GONDOMAR PLANIFICAÇÃO ANUAL DE PORTUGUÊS - 7º ANO 2015/2016 Metas Curriculares (Domínios de Referência, Objetivos e Descritores de Desempenho ORALIDADE 1. Interpretar discursos

Leia mais

26. Lista das conjunções (Aulas 2 e 3: conjunções) Pelo seu significado e pelo nome da conjunção Conjunções são palavras usadas para ligar duas orações na mesma frase. Coordenativas As conjunções coordenativas

Leia mais

Carmen Lúcia. A soberba não é grandeza, é inchaço. O que incha parece grande, mas não está são. Santo Agostinho LÍNGUA PORTUGUESA CONTEÚDOS

Carmen Lúcia. A soberba não é grandeza, é inchaço. O que incha parece grande, mas não está são. Santo Agostinho LÍNGUA PORTUGUESA CONTEÚDOS A soberba não é grandeza, é inchaço. O que incha parece grande, mas não está são. Santo Agostinho LÍNGUA PORTUGUESA CONTEÚDOS Livros: 1. Português Linguagens 5 William Cereja e Thereza Cochar 2. Interpretação

Leia mais

Adjetivo (Adjunto Adnominal)

Adjetivo (Adjunto Adnominal) PROFESSOR(A): DISCIPLINA: ALUNO(A): Nº SÉRIE: TURMA: TURNO: DATA: / /2017. ORAÇÕES SUBORDINADAS ADJETIVAS Uma oração subordinada adjetiva é aquela que possui valor e função de adjetivo, ou seja, que a

Leia mais

Planificação Longo Prazo

Planificação Longo Prazo DEPARTAMENTO LÍNGUAS ANO LETIVO 2016 / 2017 DISCIPLINA Português ANO 7.ºANO Planificação Longo Prazo CONTEÚDOS TEXTOS DOS MEDIA E DO QUOTIDIANO 1.º período Notícia Frio arrasta centenas de corvos marinhos

Leia mais

METAS CURRICULARES DE PORTUGUÊS 3.º CICLO 7.º ANO

METAS CURRICULARES DE PORTUGUÊS 3.º CICLO 7.º ANO METAS CURRICULARES DE PORTUGUÊS 3.º CICLO 7.º ANO Domínios de Referência, Objetivos e Descritores de Desempenho Os objetivos e descritores indicados em cada ano de escolaridade são obrigatórios. Sempre

Leia mais

OBJETIVOS DESCRITORES DE DESEMPENHO CONTEÚDOS. 1. Identificar o tema e explicitar o assunto. 2. Distinguir o essencial do acessório.

OBJETIVOS DESCRITORES DE DESEMPENHO CONTEÚDOS. 1. Identificar o tema e explicitar o assunto. 2. Distinguir o essencial do acessório. DISCIPLINA: Português ANO DE ESCOLARIDADE: 7º Ano 2016/2017 METAS CURRICULARES DOMÍNIOS DE REFERÊNCIA PROGRAMA OBJETIVOS DESCRITORES DE DESEMPENHO CONTEÚDOS Oralidade 1. Interpretar discursos orais com

Leia mais

ÍNDICE TEXTO E DISCURSO 4 CLASSES DE PALAVRAS 20 FUNÇÕES SINTÁTICAS 66

ÍNDICE TEXTO E DISCURSO 4 CLASSES DE PALAVRAS 20 FUNÇÕES SINTÁTICAS 66 ÍNDICE 1 TEXTO E DISCURSO 4 1.1. Coesão e coerência textual organização de parágrafos 4 1.2. Pontuação 7 1.3. Discurso direto / discurso indireto 10 1.4. Frase ativa / frase passiva 13 CONSOLIDAÇÃO: EXERCÍCIOS

Leia mais

1º PERÍODO DISCIPLINA DE PORTUGUÊS [5.º] PLANIFICAÇÃO ANUAL 2018/ º ANO DE ESCOLARIDADE. DOMÍNIO CONTEÚDO TEMPOS 1 Educação Literária

1º PERÍODO DISCIPLINA DE PORTUGUÊS [5.º] PLANIFICAÇÃO ANUAL 2018/ º ANO DE ESCOLARIDADE. DOMÍNIO CONTEÚDO TEMPOS 1 Educação Literária DISCIPLINA DE PORTUGUÊS [5.º] PLANIFICAÇÃO ANUAL 2018/2019 5.º ANO DE ESCOLARIDADE 1º PERÍODO DOMÍNIO CONTEÚDO TEMPOS 1 Educação Literária *Textos da literatura para crianças e jovens, da tradição popular

Leia mais

CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS ADVERBIAIS

CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS ADVERBIAIS CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS ADVERBIAIS Causais Introduzem uma ideia de CAUSA. É fundamental relatar que aqui se inicia a relação causa-efeito. Toda causa representa o fato anterior. Já o efeito, o fato posterior.

Leia mais

CURSO INTENSIVO MÓDULO 11 NEXOS

CURSO INTENSIVO MÓDULO 11 NEXOS 1) (I) Certo: o pronome relativo refere-se ao substantivo anterior. (II) Errado: nesse caso, LOGO é adjunto adverbial de tempo, e PORTANTO, conjunção conclusiva. (III) Certo: o sentido permaneceria igual,

Leia mais

PARTÍCULA EXPLETIVA OU DE REALCE

PARTÍCULA EXPLETIVA OU DE REALCE FUNÇÕES DO QUE? Aqui estudaremos todas as classes gramaticais a que a palavra que pertence. SUBSTANTIVO A palavra que será substantivo, quando tiver o sentido de qualquer coisa ou alguma coisa, é sempre

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM CURSO DE DIREITO 1º BIMESTRE 2º SEMESTRE A/B LINGUAGEM JURÍDICA II - PROF. OSVALDO O TEXTO JURÍDICO E SUAS PRINCIPAIS PROPRIEDADES COESÃO REFERENCIAL, RECORRENCIAL

Leia mais

Adjetivos e advérbios

Adjetivos e advérbios Adjetivos e advérbios Adjetivo Palavra pertencente a uma classe aberta de palavras. Varia em género, número e em grau. É o núcleo do grupo adjetival. Adjetivo relacional Deriva de uma base nominal e, tipicamente,

Leia mais

AULA 8 EMPREGO DAS CLASSES DE PALAVRAS IV MINISTÉRIO DA FAZENDA

AULA 8 EMPREGO DAS CLASSES DE PALAVRAS IV MINISTÉRIO DA FAZENDA AULA 8 EMPREGO DAS CLASSES DE PALAVRAS IV MINISTÉRIO DA FAZENDA Professor Marlus Geronasso VERBOS Classificação dos verbos Verbos Regulares: são aqueles que não sofrem alterações no radical. Ex: cantar,

Leia mais

PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS

PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS PORTUGUÊS SÉRIE: Pré-Vestibular PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS Profª Raquel Sampaio LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS Profª. Raquel

Leia mais

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE BARROSELAS Ano Letivo 2017/2018

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE BARROSELAS Ano Letivo 2017/2018 ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE BARROSELAS Ano Letivo 2017/2018 1.º Período Unidade 0 Cais de embarque Unidade 1 Primeira etapa História sem palavras (pág. 22) Artigo de imprensa (pág. 25) REM - 1 Elogio

Leia mais

Língua Portuguesa Questões CESPE Professor Alexandre Luz

Língua Portuguesa Questões CESPE Professor Alexandre Luz Língua Portuguesa Questões CESPE Professor Alexandre Luz www.masterjuris.com.br 1. Como discurso que implementa e constrói significados para as diferenças sexuais, por meio de processos de diferenciação

Leia mais

Os alunos fizeram uma visita ao zoológico, onde puderam observar várias espécies de animais.

Os alunos fizeram uma visita ao zoológico, onde puderam observar várias espécies de animais. Uso do onde e aonde O advérbio é uma classe de palavras cuja função gramatical é acompanhar e modificar um verbo, exprimindo a circunstância da ação verbal, por isso o nome ad-vérbio, ou seja, a palavra

Leia mais

O USO DOS ELEMENTOS DE CONEXÃO POR ALUNOS DO 2º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

O USO DOS ELEMENTOS DE CONEXÃO POR ALUNOS DO 2º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL O USO DOS ELEMENTOS DE CONEXÃO POR ALUNOS DO 2º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Rafael de Moura Dutra (G-Uem) Cristiane Carneiro Capristano(Uem) Resumo: O presente trabalho tem o objetivo de apresentar uma reflexão

Leia mais

Escola EB 2,3 António Feijó Planificação anual de Português 7º ano 2016/2017

Escola EB 2,3 António Feijó Planificação anual de Português 7º ano 2016/2017 Escola EB 2,3 António Feijó Planificação anual de Português 7º ano 2016/2017 1.º período (65 tempos) Unidades (tempos 45 ) / Textos Domínios / Conteúdos Recursos Unidade 0 (7 tempos) Partida largada fugida!

Leia mais

Estudo das classes de palavras Conjunções. A relação de sentido entre orações presentes em um mesmo período e o papel das

Estudo das classes de palavras Conjunções. A relação de sentido entre orações presentes em um mesmo período e o papel das Um pouco de teoria... Observe: Estudo das classes de palavras Conjunções A relação de sentido entre orações presentes em um mesmo período e o papel das I- João saiu, Maria chegou. II- João saiu, quando

Leia mais

ORAÇÕES SUBORDINADAS. Professor: Aramis de Cássio

ORAÇÕES SUBORDINADAS. Professor: Aramis de Cássio ORAÇÕES SUBORDINADAS Professor: Aramis de Cássio ORAÇÕES SUBORDINADAS ORAÇÕES SUBORDINADAS As ORAÇÕES SUBORDINADAS funcionam sempre como um termo essencial, integrante e acessório da oração principal.

Leia mais