Conflito Israel - Palestina

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Conflito Israel - Palestina"

Transcrição

1 Conflito Israel - Palestina Prof. Diego Araujo Campos Mestre em Ciências Sociais PUC/RJ Dia 25 de março 20:30 Auditório Cristina Bastos no IFFluminense Realização: Apoio:

2 A Questão no Pós-Segunda Guerra Mundial Ao encerrar-se a Segunda Guerra Mundial, o Oriente Médio transformou-se em região de disputa das duas potências hegemônicas: EUA e URSS. United Nations Special Committee on Palestine (UNSCOP): derivado da primeira sessão extraordinária da Assembléia Geral (abril-maio de 1947): plano da maioria e plano da minoria. Na segunda sessão ordinária da Assembléia Geral (setembrooutubro 1947), aprovou-se a Resolução n. 181: proteção dos lugares santos; estatuto internacional de Jerusalém, que ficaria sob tutela da ONU; Plano de Partilha da Palestina: criação de dois Estados. Os palestinos rejeitaram o Plano.

3

4 Israel e a Guerra de Independência ( ) Proclamou-se a criação do Estado de Israel em 14 de maio de 1948, 8 horas antes do término do mandato britânico na Palestina. No dia 15 de maio, tropas de países árabes vizinhos invadiram a Palestina. Começava, assim, a Guerra de Independência. Israel aumenta seu território em 37% em relação ao Plano de Partilha. Jerusalém ficou dividida: a cidade velha ficou em mãos árabes e a cidade nova, com os judeus. Cerca de 650 mil palestinos árabes deslocaram-se em direção a países vizinhos, estabelecendo-se, especialmente, na Jordânia e no Egito. A Cisjordânia e a Faixa de Gaza tornaram-se duas unidades geográficas distintas com o resultado da Linha de Armistício de 1949, que separou o novo Estado judaico de Israel de outras partes da chamada Palestina. Em maio de 1949, pela resolução n. 273, a Assembléia Geral votou e aprovou a admissão de IsraelPROF. à ONU. DIEGO ARAUJO CAMPOS

5

6 A Crise de Suez O estado de beligerância entre os protagonistas do conflito de mantinha-se e a paz era interrompida por choques intermitentes. Em julho de 1956, o presidente egípcio Gamal Nasser anunciou a nacionalização do Canal de Suez. Após a decisão, a Companhia Universal do canal marítimo de Suez, responsável por administrar as instalações, passou para as mãos de um grupo de egípcios fiéis ao presidente. O presidente Nasser justificou o gesto alegando que os Estados Unidos haviam se negado a financiar a construção da represa de Asuan. O Egito daquela época se aproximava da União Soviética. Em um contexto de Guerra Fria, a decisão de tomar o controle de um dos principais pontos de passagem do petróleo entre os países árabes e a Europa provocou um terremoto político. No Ocidente, Nasser foi comparado a Hitler.

7 A Crise de Suez Ao fracassarem as negociações, o Exército de Israel invadiu a Faixa de Gaza, então sob controle egípcio, e a península do Sinai em 29 de outubro de Dois dias depois, as aviações francesa e britânica começaram a atacar o Egito. Nasser reagiu afundando as 40 embarcações que se encontravam no canal, que permaneceu fechado até o começo de Embora as tropas francesas e britânicas tenham conseguido o controle do canal, o presidente americano Dwight Eisenhower condenou "o uso da força". Declarado o cessar-fogo, as forças de ocupação se retiraram em março de Apesar de a derrota militar, Nasser obteve uma vitória política. A crise motivou a demissão do premier britânico Anthony Eden e marcou a queda das antigas potências coloniais européias frente aos Estados Unidos e à União Soviética.

8 A Crise de Suez Não podendo agir o Conselho de Segurança da ONU, por causa dos vetos franco-britânicos, uma Assembléia Especial de Emergência foi convocada. Contornou-se, assim, o direito de veto, com o recurso a mecanismo institucional estabelecido pela Resolução Acheson, de 1950: dispositivo que permitia a Assembléia Geral agir em questões relativas à manutenção da paz, atribuição exclusiva do Conselho de Segurança, nos termos do Cap. VII da Carta da ONU, quando este se encontrasse paralisado pelo veto (Uniting for Peace Resolution).

9 A Crise de Suez O sistema de segurança coletiva da ONU repousava sobre a responsabilidade e o poder militar dos membros permanentes do Conselho de Segurança. A deterioração das relações entre EUA e URSS, contudo, paralisou o funcionamento do Conselho. Diante de tal cenário, em 1956, introduziu-se outra inovação: a criação das chamadas peacekeeping operations. Durante a Assembléia Geral Especial de Emergência de 1956, Lester Pearson, representante canadense, convenceu o Secretário-Geral Dag Hammarskjöld a propor a criação de uma missão para a manutenção da paz, não prevista na Carta da ONU (cap. VI/½). Criou-se a Força Internacional de Emergência das Nações Unidas (UNEF), destinada à supervisão do cessar-fogo no Egito.

10

11 A Guerra dos Seis Dias (1967) Em maio, Nasser anunciou o bloqueio do Estreito de Tiran. Israel viu-se cercado por tropas egípcias em sua fronteira meridional; a região de Gaza encontrava-se sob o fogo intermitente de canhões egípcios; tropas sírias atacavam as colônias judias em Golan e a Jordânia preparava-se para bombardear Jerusalém. Em cinco de junho, Israel começou atacar massivamente seus rivais e, em seis dias, ocuparam Sharm-el-Sheik, a margem ocidental do Canal e do Golfo de Suez, a Cidade Velha de Jerusalém, a Cisjordânia e o plateau de Golan, na Síria.

12 A Guerra dos Seis Dias (1967) O Conselho de Segurança adotou, por unanimidade, em novembro de 1967, a Res. n. 242, que determina a retirada das forças armadas israelenses dos territórios ocupados durante o conflito recente, o fim do estado de beligerância e o direito de todos os Estados da região viverem em paz em seus territórios, delimitados por fronteiras seguras e reconhecidas; a liberdade de navegação nas águas internacionais da região; a necessidade de encontrar-se solução equitativa para a questão dos refugiados; a inviolabilidade territorial e a independência política dos Estados da área.

13 A Guerra dos Seis Dias (1967) Entre o começo e o final do conflito de 1967, ocorre inversão fundamental: Israel que, ao início da guerra, contava com a simpatia de boa parte dos membros da ONU e da opinião pública em geral, não poderá mais contar com esse elemento. A guerra terminou sob o signo da condenação à política israelense de não aceitar o recuo dos territórios ocupados. A posição de Israel não se alterou nos anos seguintes marca o início de relações privilegiadas do governo israelense com o Pentágono. De um lado, a derrota na guerra aprofundou o ressentimento árabe. De outro, a vitória fez as lideranças israelenses convencerem-se de sua invencibilidade.

14

15

16 A Guerra do Yom Kippur (1973) Em 1970, o presidente Anuar Sadat anunciou que nova guerra contra Israel seria empreendida. Em 1973, Sadat concretizou aquilo que anunciara anos antes: Egito, Síria, Iraque, Jordânia e Marrocos, com auxílio soviético, atacaram a pátria judaica. O CS da ONU aprovou as Res. n. 338 e 339, de outubro, exortando um cessar-fogo e a implementação da Res. n Em novembro, Egito e Israel assinaram o cessar-fogo e o estabelecimento de discussões egípcio-israelenses com o fim de resolver a questão.

17 A Década de 1970 e a Política Externa Brasileira Pragmatismo Responsável e Ecumênico (governo Geisel). Continuidade do projeto desenvolvimentista. Choques do petróleo. Um dos saldos da guerra de 1973 fora o reforço susbtancial da unidade afro-árabe. Doravante, os Estados que apoiassem Portugal, África do Sul ou Israel arriscavam ter o fornecimento de petróleo suspenso. Incluiu-se o Brasil na lista negra. Em 1974, o Brasil era o maior importador de petróleo entre os países em desenvolvimento e sétimo em escala mundial.

18 A Década de 1970 e a Política Externa Brasileira O Brasil foi favorável à Res. n , que qualificava o sionismo como forma de racismo e de discriminação racial. Mudança no padrão de comportamento da diplomacia brasileira, marcado, até então, pela inclinação à conciliação. A Res. n foi anulada 16 anos depois. De qualquer forma, a resolução serviu para aproximação com os países não-alinhados, sobretudo árabes.

19 A OLP como representante dos palestinos Em Alexandria, a Cúpula dos Países Árabes aprovou, em setembro de 1964, a criação da OLP, definindo obrigações de cada país árabe em relação ao movimento. Em fevereiro de 1969, Yasser Arafat tornou-se presidente do Conselho Executivo da OLP. Em 1958, Arafat havia criado o Al-Fatah organização paramilitar. A OLP estabeleceu-se na Jordânia do rei Hussein ( ), da qual foi expulsa no começo da década de 1970.

20 A OLP como representante dos palestinos Então, a OLP assentou seu comando central no Líbano com o apoio da Síria. Em 1974, a Conferência de Cúpula dos Países Árabes reconheceu a OLP como única representante dos interesses do povo árabe-palestino. O líder da OLP, Yasser Arafat, foi recebido na ONU, em 1974, ano em que a Res. n concedia à organização o estatuto de observador na AG e em todas as conferências internacionais das Nações Unidas. Além disso, a Resolução reafirmava os direitos inalienáveis do povo palestino na Palestina à autodeterminação, à independência e à soberania.

21 A OLP como representante dos palestinos Em 1976, a OLP seria admitida como membro da Liga Árabe. O governo israelense, considerando que a OLP era a responsável pelos ataques contra o norte de Israel procedentes do Líbano em guerra civil desde 1975 mandou que o exército invadisse este país em 1982, contando com o apoio da minoria cristã libanesa. Presença israelense no sul do Líbano até 2000.

22 A OLP como representante dos palestinos A OLP transferiu sua base de comando para a Tunísia. Surgimento de grupos extremistas como Hizbollah e o Hamas. Arafat foi expulso da Síria e considerado persona non grata, depois de acusar o regime de Damasco de apoiar os guerrilheiros palestinos Al-Saika, que contestavam sua liderança e representavam interesses da Síria na OLP.

23 Os Acordos de Camp David (1979) Por intermediação dos EUA, Israel e Egito assinaram um tratado de paz, fixando a devolução da península do Sinai ao Egito, o livre trânsito de navios israelenses pelo Canal de Suez e o estabelecimento de relações diplomáticas entre os dois países.

24

25 Os árabes não se entendem Setembro Negro (1970): A Jordânia matou mais de 10 mil palestinos. O presidente egípcio Anuar Sadat havia começado uma política de reaproximação com os EUA e de desnacionalização da economia, trazendo a desconfiança da Síria, do Iraque e da Líbia. Guerra Irã-Iraque ( ). Guerra do Golfo (1991).

26 Os Acordos de Oslo Principais pontos dos Acordos de Gaza-Jericó (1993) e de Oslo II (1995): Retirada das forças armadas israelenses da Faixa de Gaza e Cisjordânia. Direito dos palestinos ao autogoverno nas zonas governadas pela Autoridade Palestina. Questões referentes a Jerusalém, refugiados, assentamentos israelenses nos territórios ocupados, segurança e fronteiras foram deixadas para depois.

27 Os Acordos de Oslo O governo israelense reconheceu a OLP como representante legítima de Israel. A OLP reconheceu a existência do Estado de Israel e renunciou ao terrorismo. Criação de um Conselho Palestino formado por 88 membros eleitos por sufrágio universal pela população palestina dos territórios autônomos. Yasser Arafat ocuparia simultaneamente duas presidências: do Conselho Executivo da OLP e da ANP.

28 Os Acordos de Oslo A Faixa de Gaza e a Cisjordânia foram divididas em três zonas: 1)Área A sob controle completo da Autoridade Palestina. 2)Área B sob o controle civil palestino e o controle de segurança de Israel. 3)Área C sob controle completo de Israel, exceto sobre civil palestinos. Essas área eram assentamentos judeus e zonas de segurança.

29

30 A Segunda Intifada (Revolta das Pedras) Visita de Ariel Sharon, líder do Likud, à Esplanada das Mesquitas (Jerusalém Oriental), em setembro de Para os palestinos, a visita do general foi uma provocação. Os muçulmanos acreditam que foi dali que Maomé ascendeu aos céus. Em fevereiro de 2001, em meio à crescente violência, o Likud, partido de direita, ganhou as eleições e Ariel Sharon tornou-se primeiro-ministro.

31 O Mapa do Caminho (2004) No Egito, foi proclamado entre o presidente da ANP (Autoridade Nacional Palestina), Mahmoud Abbas e o primeiro-ministro israelense Ariel Sharon, o fim da Intifada palestina, que já durava quatro anos. O cessarfogo entre Israel e Palestina faz parte de um acordo chamado Mapa do Caminho, assinado no final do ano passado juntamente com os EUA, Rússia, União Européia e ONU (Quarteto do Oriente Médio).

32 O Mapa do Caminho (2004) Abbas, ao lado de Sharon, declarou que o acordo representa o fim de todos os atos violentos contra israelenses e palestinos onde quer que estejam" além de uma nova oportunidade para a paz e o começo de uma nova era" (Folha de S. Paulo, 9 de fevereiro de 2005). O Mapa do Caminho é um plano para se chegar à criação de um Estado palestino. A ANP comprometeuse a implementar reformas democráticas e a abandonar o terrorismo.

33 O Mapa do Caminho (2004) Israel comprometeu-se me apoiar a emergência de um governo palestino reformado e a parar com o avanço dos assentamentos israelenses.

34 Retirada israelense da Faixa de Gaza Em agosto de 2005, o exército israelense e colonos judaicos retiraram-se da Faixa de Gaza. Aumento do controle israelense sobre a Cisjordânia. Início dos desentendimentos entre Hamas e ANP.

35 A divisão: Hamas X ANP Em janeiro de 2006, o grupo radical islâmico Hamas venceu as eleições parlamentares na Palestina com esmagadora vantagem sobre o Fatah, partido do presidente Mahmoud Abbas. Das 132 vagas no Parlamento, o Hamas obteve 76, quase o dobro das 43 do Fatah. As outras 13 cadeiras foram para partidos menores. O Hamas controla Gaza desde junho de 2007, depois que retirou do poder membros da ANP, comandada pelo rival Fatah. Desde então, a ANP exerce controle de fato apenas sobre a Cisjordânia, no leste de Israel. A disputa entre os dois grupos agravou-se depois que Abbas dissolveu o governo do primeiro-ministro Ismail Haniye, do Hamas.

36 A invasão israelense na Faixa de Gaza ( )

37

A formação do Estado de Israel

A formação do Estado de Israel A formação do Estado de Israel 1946: 500 mil judeus na Palestina querem a independência de Israel do domínio britânico Aumento da tensão entre israelenses e ingleses: centenas de ataques de judeus a britânicos

Leia mais

Conflitos no Oriente Médio. Prof a Maria Fernanda Scelza

Conflitos no Oriente Médio. Prof a Maria Fernanda Scelza Conflitos no Oriente Médio Prof a Maria Fernanda Scelza Revolução Iraniana 1953: o Xá (rei) Mohamed Reza Pahlevi passou a governar autoritariamente o Irã; Seu objetivo era ocidentalizar o país, tornando-o

Leia mais

Descolonização e Lutas de Independência no Século XX

Descolonização e Lutas de Independência no Século XX Descolonização e Lutas de Independência no Século XX A Independência da Índia (1947) - Antecedentes: Partido do Congresso (hindu) Liga Muçulmana Longa luta contra a Metrópole inglesa - Desobediência pacífica

Leia mais

ATIVIDADES ONLINE 9º ANO

ATIVIDADES ONLINE 9º ANO ATIVIDADES ONLINE 9º ANO 1) (UFV) Das alternativas, aquela que corresponde à causa do acordo entre Israel e a Organização para Libertação da Palestina (OLP) é: a) o fortalecimento do grupo liderado por

Leia mais

Israel e o mundo Árabe

Israel e o mundo Árabe Israel e o mundo Árabe Leonardo Herms Maia¹ Regina Cohen Barros² Para uma compreensão espacial e econômica deste assunto, irei abordar temas principais que nos mostram como Israel se tornou uma grande

Leia mais

A PAZ ENTRE PALESTINOS E ISRAELENSES CONTINUA DISTANTE

A PAZ ENTRE PALESTINOS E ISRAELENSES CONTINUA DISTANTE Aumentar a fonte Diminuir a fonte MUNDO ÁRABE A PAZ ENTRE PALESTINOS E ISRAELENSES CONTINUA DISTANTE Apesar da vitória diplomática palestina na ONU, a existência de um Estado fica difícil com os novos

Leia mais

CONFLITO ENTRE ISRAEL E PALESTINA CLAUDIO F GALDINO GEOGRAFIA

CONFLITO ENTRE ISRAEL E PALESTINA CLAUDIO F GALDINO GEOGRAFIA CONFLITO ENTRE ISRAEL E PALESTINA CLAUDIO F GALDINO GEOGRAFIA Oferecimento Fábrica de Camisas Grande Negão AQUELA QUE TRAZ EMOÇÃO. PARA VOCÊ E SEU IRMÃO!!! Canaã Terra Prometida Abraão recebeu de Deus

Leia mais

Exercícios sobre Israel e Palestina

Exercícios sobre Israel e Palestina Exercícios sobre Israel e Palestina Material de apoio do Extensivo 1. Observe o mapa a seguir, que representa uma área do Oriente Médio, onde ocorrem grandes tensões geopolíticas. MAGNOLI, Demétrio; ARAÚJO,

Leia mais

ISRAEL E A QUESTÃO PALESTINA

ISRAEL E A QUESTÃO PALESTINA ISRAEL E A QUESTÃO PALESTINA Origem do Judaísmo Os relatos bíblicos são a principal fonte de informações para entender as origens dos judeus. Segundo a Bíblia, Abraão recebeu de Deus a missão de levar

Leia mais

ISRAEL X ÁRABES / GUERRA DOS 6 DIAS ISRAEL X ÁRABES / GUERRA DO YOM KIPPUR

ISRAEL X ÁRABES / GUERRA DOS 6 DIAS ISRAEL X ÁRABES / GUERRA DO YOM KIPPUR PROPOSTA ORIGINAL DA ONU JERUSALÉM 57 58 ISRAEL X ÁRABES / GUERRA DOS 6 DIAS ISRAEL X ÁRABES / GUERRA DO YOM KIPPUR Golda Meir, foi uma fundadora do Estado de Israel. Emigrou para a Palestina no ano de

Leia mais

Conflito entre Israel e Palestina CONFLITO ATUAL

Conflito entre Israel e Palestina CONFLITO ATUAL Conflito entre Israel e Palestina CONFLITO ATUAL Os conflitos entre Israel e a Faixa de Gaza se intensificaram em junho e julho de 2014. Os dois territórios apresentam instabilidade política há anos, ou

Leia mais

Geografia. Questão 1. Questão 2. Avaliação: Aluno: Data: Ano: Turma: Professor:

Geografia. Questão 1. Questão 2. Avaliação: Aluno: Data: Ano: Turma: Professor: Avaliação: Aluno: Data: Ano: Turma: Professor: Geografia Questão 1 Em 1967, por ocasião da Guerra dos Seis Dias, Israel ocupou de seus vizinhos árabes uma série de territórios, entre eles a Península do

Leia mais

Palestina e Israel: Acordos de Oslo, Camp David II e Mapa da Paz. Análise Segurança

Palestina e Israel: Acordos de Oslo, Camp David II e Mapa da Paz. Análise Segurança Palestina e Israel: Acordos de Oslo, Camp David II e Mapa da Paz Análise Segurança Bárbara Gomes Lamas 17 de novembro de 2004 Palestina e Israel: Acordos de Oslo, Camp David II e Mapa da Paz Análise Segurança

Leia mais

ISRAEL E PALESTINA COMO COMEÇOU O CONFLITO?

ISRAEL E PALESTINA COMO COMEÇOU O CONFLITO? ISRAEL E PALESTINA COMO COMEÇOU O CONFLITO? O movimento sionista, que procurava criar um Estado para os judeus, ganhou força no início do século 20, incentivado pelo antissemitismo sofrido por judeus na

Leia mais

A Guerra dos Seis Dias

A Guerra dos Seis Dias A Guerra dos Seis Dias Desde o fim da Segunda Guerra Mundial e da criação do Estado de Israel em 1948 que o Oriente Médio vive em uma constante tensão bélica por conta das inúmeras discordâncias entre

Leia mais

Prof ª Viviane Jordão

Prof ª Viviane Jordão Prof ª Viviane Jordão LOCALIZAÇÃO Localização geográfica estratégica, na Ásia Ocidental (ponto de encontro entre a Ásia, Europa e África). ORIENTE MÉDIO 1. Turquia 2. Síria 3. Chipre 4. Líbano 5. Israel

Leia mais

1896 Surgimento do movimento sionista Em 1896, o jornalista judeu Theodor Herzl, autor do livro "O Estado Judeu", criou o movimento sionista.

1896 Surgimento do movimento sionista Em 1896, o jornalista judeu Theodor Herzl, autor do livro O Estado Judeu, criou o movimento sionista. 1896 Surgimento do movimento sionista Em 1896, o jornalista judeu Theodor Herzl, autor do livro "O Estado Judeu", criou o movimento sionista. O objetivo era estabelecer um lar nacional para os judeus na

Leia mais

Exercícios de Oriente Médio

Exercícios de Oriente Médio Exercícios de Oriente Médio 1. (Cesgranrio) Quanto aos conflitos entre árabes e israelenses, podemos dizer que: I - se aceleram com a partilha da Palestina realizada pela ONU em 1947, que deu origem ao

Leia mais

Esquema da conquista da península do Sinai durante a Guerra dos Seis Dias

Esquema da conquista da península do Sinai durante a Guerra dos Seis Dias Guerra dos Seis Dias A Guerra dos Seis Dias foi um conflito armado entre Israel e a frente árabe, formada por Egito, Jordânia e Síria, apoiados pelo Iraque, Kuweit, Arábia Saudita, Argélia e Sudão. O crescimento

Leia mais

Unidade III Cidadania e Movimento Aula 16.2 Conteúdo: Israel: uma política desenvolvida na região. A difícil criação de um Estado Palestino.

Unidade III Cidadania e Movimento Aula 16.2 Conteúdo: Israel: uma política desenvolvida na região. A difícil criação de um Estado Palestino. Unidade III Cidadania e Movimento Aula 16.2 Conteúdo: Israel: uma política desenvolvida na região. A difícil criação de um Estado Palestino. 2 Habilidades: Analisar os motivos que levaram ao conflito entre

Leia mais

Barak Articula Articulação com o estopim Sharon

Barak Articula Articulação com o estopim Sharon Barak Articula Articulação com o estopim Sharon JERUSALÉM- Ehud Barak está prestes a fazer um acordo para formar um governo de unidade nacional com o líder do direitista palestino Likud, Ariel Sharon,

Leia mais

Oriente Médio. Geografia Monitor: Renata Carvalho e Eduardo Nogueira 21, 24 e 25/10/2014. Material de Apoio para Monitoria

Oriente Médio. Geografia Monitor: Renata Carvalho e Eduardo Nogueira 21, 24 e 25/10/2014. Material de Apoio para Monitoria Oriente Médio 1.(VEST - RIO) A Guerra do Líbano, o conflito Irã/ Iraque, a questão Palestina, a Guerra do Golfo, são alguns dos conflitos que marcam ou marcaram o Oriente Médio. Das alternativas abaixo,

Leia mais

Região de conflitos 1) Irã x Iraque: 2) Guerra do Golfo ou Iraque x Kuwait 3) Guerra no Afeganistão: 4) Guerra no Iraque ou Iraque x EUA:

Região de conflitos 1) Irã x Iraque: 2) Guerra do Golfo ou Iraque x Kuwait 3) Guerra no Afeganistão: 4) Guerra no Iraque ou Iraque x EUA: AVALIAÇÃO MENSAL DE GEOGRAFIA 1º Bim./2012 GABARITO Professor(a): Marcelo Duílio / Mônica Moraes Curso: Fund. II 9º ano Data: 08 / 03 / 2012 Tarde versão 2 Nome: BOA PROVA!!! Nº.: Instruções gerais Para

Leia mais

Material de AULA AO VIVO. Conteúdo teórico da aula de hoje

Material de AULA AO VIVO. Conteúdo teórico da aula de hoje Olá meu amigo desenrolado, Seja bem- vindo à primeira aula ao vivo do Desenrolado.com. Eu sou o professor George Wilton da disciplina de Geografia que está inserida dentro da área de Ciências humanas e

Leia mais

Descolonização Afroasiática

Descolonização Afroasiática Aula 50 Descolonização Afroasiática 1 Fatores Setor 1602 2 Casos Nacionais 3 China ealvespr@gmail.com Objetivo da aula Analisar o quadro geral da descolonização afroasiática após a Segunda Guerra Mundial.

Leia mais

I s r a e l. P a l e s t i n o s ORIENTE MÉDIO OU ÁSIA OCIDENTAL

I s r a e l. P a l e s t i n o s ORIENTE MÉDIO OU ÁSIA OCIDENTAL I s r a e l P a l e s t i n o s ORIENTE MÉDIO OU ÁSIA OCIDENTAL 1 ISRAEL PRINCIPAIS FATOS HISTÓRICOS MAPA DE ISRAEL E DA REGIÃO A LÍBANO B COLINAS DE GOLÃ C CISJORDÃNIA D RIO JORDÃO E MAR MORTO F DESERTO

Leia mais

OBJETIVOS Ao fi nal da aula o(a) aluno(a) deverá: analisar os diversos aspectos que fazem da região da Palestina alvo de diversos conflitos.

OBJETIVOS Ao fi nal da aula o(a) aluno(a) deverá: analisar os diversos aspectos que fazem da região da Palestina alvo de diversos conflitos. Aula9 O ORIENTE MÉDIO META Compreender os processos que levaram palestinos e judeus a disputar o mesmo território. OBJETIVOS Ao fi nal da aula o(a) aluno(a) deverá: analisar os diversos aspectos que fazem

Leia mais

A resolução 1559 e o assassinato do ex- Primeiro Ministro Rafic Al Hariri e seus impactos para o equilíbrio regional de poder no Oriente Médio

A resolução 1559 e o assassinato do ex- Primeiro Ministro Rafic Al Hariri e seus impactos para o equilíbrio regional de poder no Oriente Médio A resolução 1559 e o assassinato do ex- Primeiro Ministro Rafic Al Hariri e seus impactos para o equilíbrio regional de poder no Oriente Médio Análise Segurança Prof. Danny Zahreddine 25 de fevereiro de

Leia mais

Conflitos Geopolíticos II. Oriente Médio, África, Índia, Curdistão e Timor Leste

Conflitos Geopolíticos II. Oriente Médio, África, Índia, Curdistão e Timor Leste Conflitos Geopolíticos II Oriente Médio, África, Índia, Curdistão e Timor Leste Oriente Médio Histórico Israel X Palestina 1947 Partilha da Palestina/Israel pela ONU 1948-49 implantação do Estado de Israel

Leia mais

O risco de mudança de estação na África e Oriente Médio

O risco de mudança de estação na África e Oriente Médio O risco de mudança de estação na África e Oriente Médio Roberto Carvalho de Medeiros (*) O mundo inteiro tem assistido um conjunto de fatos no antigo Magreb 1 e no Oriente Médio que, a meu ver, por si

Leia mais

7. TURQUIA OTOMANOS ISLAMISMO 8. IRÃ PERSAS e AZERIS ISLAMISMO (MAIORIA XIITA) 9. ISRAEL JUDEUS JUDAÍSMO

7. TURQUIA OTOMANOS ISLAMISMO 8. IRÃ PERSAS e AZERIS ISLAMISMO (MAIORIA XIITA) 9. ISRAEL JUDEUS JUDAÍSMO CONFLITO PALESTINO-ISRAELENSE O r i e n t e M é d i o 7 mi Km 2 Elo: 03 Continentes - Mar - Oceano. EGITO 25.000 Km 2 20 Mi Hab. Jordânia + sul do Líbano + Israel + Gaza e Cisjordânia ( Estado Palestino

Leia mais

Entenda Os conflitos. HISTÓRIA Os antecedentes

Entenda Os conflitos. HISTÓRIA Os antecedentes HISTÓRIA Os antecedentes Com o fim da Primeira Guerra Mundial e a vitória sobre o império Otomano, os britânicos passaram a controlar a região da Palestina ou Terra Santa. Na mesma época, o movimento sionista

Leia mais

Português. Atualidades Fascículo 05 Cinília Tadeu Gisondi Omaki Maria Odette Simão Brancatelli

Português. Atualidades Fascículo 05 Cinília Tadeu Gisondi Omaki Maria Odette Simão Brancatelli Português Atualidades Fascículo 05 Cinília Tadeu Gisondi Omaki Maria Odette Simão Brancatelli Índice Nova Ordem vive entre acordo de paz e conflito...1 Exercicíos...2 Gabarito...2 Negociações amenizam

Leia mais

islamizadas (Turcomenistão, Azerbajão, Tadjiquistão, Usbequistão, Quirguistão e Casaquistão). História - Claudiomar

islamizadas (Turcomenistão, Azerbajão, Tadjiquistão, Usbequistão, Quirguistão e Casaquistão). História - Claudiomar 1 O ORIENTE MÉDIO: Outros envolvidos nas questões do Oriente Médio: Paquistão, norte e nordeste da África (Egito, Líbia, Tunísia, Marrocos, Argélia, Etiópia, Somália, Djibuti e Sudão) e exrepúblicas soviéticas

Leia mais

O conflito interno entre palestinos: Hamas e Fatah. Resenha Segurança

O conflito interno entre palestinos: Hamas e Fatah. Resenha Segurança O conflito interno entre palestinos: Hamas e Fatah Resenha Segurança Lígia Franco Prados Mello 09 de julho de 2007 1 O conflito interno entre palestinos: Hamas e Fatah Resenha Segurança Lígia Franco Prados

Leia mais

A visita de Shimon Peres ao Brasil e a relação brasileira com o Oriente Médio

A visita de Shimon Peres ao Brasil e a relação brasileira com o Oriente Médio A visita de Shimon Peres ao Brasil e a relação brasileira com o Oriente Médio Análise Desenvolvimento Jéssica Silva Fernandes 15 de dezembro de 2009 A visita de Shimon Peres ao Brasil e a relação brasileira

Leia mais

Recursos para Estudo / Atividades

Recursos para Estudo / Atividades COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Final 3ª Etapa 2014 Disciplina: Geografia Série: 1ª Professor : Carlos Alexandre Turma: FG Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

RESOLUÇÕES E COMENTÁRIOS DAS

RESOLUÇÕES E COMENTÁRIOS DAS 1 RESOLUÇÕES E COMENTÁRIOS DAS QUESTÕES ( ) I Unidade ( ) II Unidade ( x ) III Unidade FÍSICA E GEOGRAFIA Curso: Ensino Fundamental Ano: 9.º Turma: ABCDEF Data: / / 1 11 009 Física Prof. s Fernandes e

Leia mais

ASSEMBLEIA GERAL DAS NAÇÕES UNIDAS UNGA A questão palestina- israelense: a criação do Estado palestino.

ASSEMBLEIA GERAL DAS NAÇÕES UNIDAS UNGA A questão palestina- israelense: a criação do Estado palestino. ASSEMBLEIA GERAL DAS NAÇÕES UNIDAS UNGA A questão palestina- israelense: a criação do Estado palestino. 1. Histórico do caso Bruna Bosi Moreira Naiade Barbosa Thayane Costa 1.1. Apanhado Geral sobre o

Leia mais

Sessenta anos de Israel

Sessenta anos de Israel Sessenta anos de Israel Resen AnSegurançaCar Resenha Segurança Diego Cristóvão Alves de Souza Paes 03 de junho de 2008 Sessenta anos de Israel Resenha Segurança Diego Cristóvão Alves de Souza Paes 03 de

Leia mais

CONFLITO EM GAZA: ENTENDA A GUERRA ENTRE ISRAEL E OS PALESTINOS

CONFLITO EM GAZA: ENTENDA A GUERRA ENTRE ISRAEL E OS PALESTINOS CONFLITO EM GAZA: ENTENDA A GUERRA ENTRE ISRAEL E OS PALESTINOS Um assunto que volta e meia ocupa as manchetes de jornais do mundo inteiro há décadas é a questão sobre o conflito entre israelenses e palestinos

Leia mais

Capítulo 12 Oriente Médio: zona de tensões

Capítulo 12 Oriente Médio: zona de tensões Capítulo 12 Oriente Médio: zona de tensões Aspectos Físicos Área: 6,8 milhões de km² porção continental e peninsular. Relevo: - Domínio de terras altas: planaltos. - Planície da Mesopotâmia Predomínio

Leia mais

HISTÓRIA APROFUNDAMENTO CONFLITOS ÁRABE-ISRAELENSES

HISTÓRIA APROFUNDAMENTO CONFLITOS ÁRABE-ISRAELENSES HISTÓRIA Prof. Eliezer APROFUNDAMENTO CONFLITOS ÁRABE-ISRAELENSES MAPA: RESUMO: Os conflitos entre árabes e israelenses, como o mundo os vê hoje, começaram com a I Guerra Mundial (1914-1918). Até 1917,

Leia mais

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 59 OS CONFLITOS NO ORIENTE MÉDIO (1973 A 1991)

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 59 OS CONFLITOS NO ORIENTE MÉDIO (1973 A 1991) HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 59 OS CONFLITOS NO ORIENTE MÉDIO (1973 A 1991) Como pode cair no enem (ENEM) Em 1947, a Organização das Nações Unidas (ONU) aprovou um plano de partilha da Palestina

Leia mais

Israel & Palestina. História de Israel e Palestina:

Israel & Palestina. História de Israel e Palestina: Israel & Palestina Israel & Palestina: ISRAEL - Área: 20.770 km2 - Capital: * Tel Aviv (sede diplomática) * Jerusalém (sede do governo, reivindicada pelos israelenses, mas não reconhecida internacionalmente)

Leia mais

Quarenta anos da Guerra de 1967

Quarenta anos da Guerra de 1967 Quarenta anos da Guerra de 1967 Análise Segurança Fernando Maia 20 de junho de 2007 Quarenta anos da Guerra de 1967 Análise Segurança Fernando Maia 20 de junho de 2007 No dia 5 de junho de 2007, foram

Leia mais

Palestina - em defesa da nação oprimida

Palestina - em defesa da nação oprimida Palestina - em defesa da nação oprimida Que o Hamas entregue armas à população! Derrotar a ofensiva sionista com o levante das massas palestinas! Unidade dos explorados do Oriente Médio para enfrentar

Leia mais

Geografia: Conflitos Mundiais (Parte 1)

Geografia: Conflitos Mundiais (Parte 1) Geografia: Conflitos Mundiais (Parte 1) Questão Israel x Palestina: A região da Palestina desde a Antiguidade vem sendo palco da ação de potências que se sucedem com o passar do tempo. A terra foi disputada

Leia mais

Desdobramentos decisivos no conflito árabe-israelense: Arafat e a retirada israelense da Faixa de Gaza. Resenha Segurança

Desdobramentos decisivos no conflito árabe-israelense: Arafat e a retirada israelense da Faixa de Gaza. Resenha Segurança Desdobramentos decisivos no conflito árabe-israelense: Arafat e a retirada israelense da Faixa de Gaza Resenha Segurança Layla Dawood 05 de novembro de 2004 Desdobramentos decisivos no conflito árabe-israelense:

Leia mais

ATUDALIDADES - Conflitos na Atualidade

ATUDALIDADES - Conflitos na Atualidade ATUDALIDADES - Conflitos na Atualidade Origem dos povos ORIENTE MÉDIO: Conflitos árabes-israelenses: 1948 Independência de Israel 1949 Guerras da Independência 1956 Crise de Suez 1964 Criação da OLP` 1967

Leia mais

ORIENTE MÉDIO CAPÍTULO 10 GRUPO 07

ORIENTE MÉDIO CAPÍTULO 10 GRUPO 07 ORIENTE MÉDIO CAPÍTULO 10 GRUPO 07 LOCALIZAÇÃO Compreende a região que se estende do Mar Vermelho e Canal de Suez, no Egito, até o Afeganistão, a leste. Também fazem parte do Oriente Médio a Ilha de Chipre,

Leia mais

PROFESSOR: Gabriel Mattos e Marcello Rangel

PROFESSOR: Gabriel Mattos e Marcello Rangel PROFESSOR: Gabriel Mattos e Marcello Rangel BANCO DE QUESTÕES - HISTÓRIA - 3ª SÉRIE - ENSINO MÉDIO - PARTE 8 ==============================================================================================

Leia mais

Unidade III. Aula 16.1 Conteúdo Aspectos políticos. A criação dos Estados nas regiões; os conflitos árabe-israelenses. Cidadania e Movimento

Unidade III. Aula 16.1 Conteúdo Aspectos políticos. A criação dos Estados nas regiões; os conflitos árabe-israelenses. Cidadania e Movimento CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Unidade III Cidadania e Movimento Aula 16.1 Conteúdo Aspectos políticos. A criação dos Estados nas regiões; os conflitos árabe-israelenses. 2

Leia mais

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org Este documento faz parte do Repositório Institucional do Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org TERRA EM TRANSE POVO EM DESESPERO Relatos e reflexões a partir de uma viagem a Jerusalém e territórios

Leia mais

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PARECER DOS RECURSOS

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PARECER DOS RECURSOS 11) China, Japão e Índia são três dos principais países asiáticos. Sobre sua História, cultura e relações com o Ocidente, analise as afirmações a seguir. l A China passou por um forte processo de modernização

Leia mais

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org Este documento faz parte do Repositório Institucional do Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org O Movimento Social Palestino rumo ao FME O Fórum Mundial da Educação na Palestina será realizado

Leia mais

CRONOLOGIA DO CONFLITO

CRONOLOGIA DO CONFLITO ORIENTE MÉDIO: COMO ENTENDER TANTA GUERRA? CONFLITO ÁRABE-ISRAELENSE Tem por base a constituição do Estado de Israel nos territórios da antiga Palestina britânica e os movimentos de reação arábe, após

Leia mais

GUIA DE ESTUDOS PARA CSH

GUIA DE ESTUDOS PARA CSH São José dos Campos, 1 de julho de 2011 SIAN 2011 A arte não é um espelho para refletir o mundo, mas o martelo para forjá-lo - Maiakovski Introdução Com o avanço da globalização, ultrapassando cada vez

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 4.385, DE 2008

PROJETO DE LEI Nº 4.385, DE 2008 COMISSÃO DE RELAÇÕES EXTERIORES E DE DEFESA NACIONAL PROJETO DE LEI Nº 4.385, DE 2008 ( Do Poder Executivo) Autoriza o Poder Executivo a doar área para a instalação da Embaixada da Delegação Especial Palestina

Leia mais

Ficha Limpa Lei já vale para eleições de 2012 José Renato Salatiel* Especial para a Página 3 Pedagogia & Comunicação

Ficha Limpa Lei já vale para eleições de 2012 José Renato Salatiel* Especial para a Página 3 Pedagogia & Comunicação MATERIAL COMPLEMENTAR - ATUALIDADES NOS VESTIBULARES COLÉGIO IMPULSO SIMPLESMENTE O MELHOR. 3 o ANO INTEGRADO / EM 1 o BIMESTRE DATA: 04/04/2012 ALUNO: TURMA: N o : EIXO TEMÁTICO 01 Ficha Limpa Lei já

Leia mais

Colégio Jardim São Paulo 2012 9 os Anos. ORIENTE MÉDIO 2. prof. Marcelo Duílio profa. Mônica Moraes

Colégio Jardim São Paulo 2012 9 os Anos. ORIENTE MÉDIO 2. prof. Marcelo Duílio profa. Mônica Moraes Colégio Jardim São Paulo 2012 9 os Anos. ORIENTE MÉDIO 2 prof. Marcelo Duílio profa. Mônica Moraes 1 ORIENTE MÉDIO Quadro político e socioeconômico Essa região divide se politicamente em uma porção continental:

Leia mais

Oriente Médio (Parte 1) Professor Luiz Fernando

Oriente Médio (Parte 1) Professor Luiz Fernando Oriente Médio (Parte 1) Professor Luiz Fernando Aspectos Físicos É uma região da Ásia Climas Secos (área de alta pressão atmosférica) Reflete na agropecuária Predominância de planaltos Principal região

Leia mais

Recursos para Estudo / Atividades

Recursos para Estudo / Atividades COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 2ª Etapa 2014 Disciplina: Geografia Série: 1ª Professor : Carlos Alexandre Turma: FG Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

HISTÓRIA - 3 o ANO MÓDULO 62 ORIENTE MÉDIO

HISTÓRIA - 3 o ANO MÓDULO 62 ORIENTE MÉDIO HISTÓRIA - 3 o ANO MÓDULO 62 ORIENTE MÉDIO Como pode cair no enem Um gigante da indústria da internet, em gesto simbólico, mudou o tratamento que conferia à sua página palestina. O site de buscas alterou

Leia mais

Quatro Dicas Para o ENEM. Prof: Marcio Santos ENEM 2009. As Quatro Áreas de Conhecimento

Quatro Dicas Para o ENEM. Prof: Marcio Santos ENEM 2009. As Quatro Áreas de Conhecimento Quatro Dicas Para o ENEM Prof: Marcio Santos ENEM 2009 Ciências Humanas Dominar Linguagens: saber ler e entender textos, mapas e gráficos. Manter-se Atualizado: ler jornais, revistas, assistir telejornais.

Leia mais

A fundação do Estado de Israel e o conflito na Palestina

A fundação do Estado de Israel e o conflito na Palestina A fundação do Estado de Israel e o conflito na Palestina Podemos assistir novamente ao espetáculo de horror promovido na Palestina. Incursões militares israelenses, cujo objetivo é a dominação da região

Leia mais

O conflito Israel-Palestina sob a ótica do Direito Internacional Humanitário

O conflito Israel-Palestina sob a ótica do Direito Internacional Humanitário O conflito Israel-Palestina sob a ótica do Direito Internacional Humanitário O conflito Israel-Palestina sob a ótica do Direito Internacional Humanitário ISAPE Debate Número 6 Novembro de 2014 o DIH é

Leia mais

Oriente Médio Oceania

Oriente Médio Oceania 1 Fonte: Para viver juntos: Geografia, 9º ano: ensino fundamental. São Paulo: Edições SM, 2008, p. 206. O mapa acima nos mostra uma região que tem sido motivo de disputas e conflitos entre os europeus

Leia mais

Profª: Sabrine V.Welzel

Profª: Sabrine V.Welzel GEOGRAFIA 3 ano Ensino Médio Oriente Médio 1 (Ufg) O Estado de Israel foi criado pela ONU em 1948. Desde a sua criação, Israel mantém um conflito permanente com os palestinos. Sobre esse conflito, explique

Leia mais

Geografia. Exercícios de Oriente

Geografia. Exercícios de Oriente Exercícios de Oriente 01. Criado em 1948, o Estado de Israel acaba de completar 60 anos. Discorra sobre: a) o contexto histórico internacional que levou à criação desse Estado; b) as razões históricas

Leia mais

Os pichadores de Jabalia

Os pichadores de Jabalia Tradução Paulo Daniel Farah Guia de leitura para o professor 84 páginas 2008996274997 Conflitos entre Israel e Palestina: a importância de discutir esse tema A questão palestina é um dos temas que mais

Leia mais

Assembleia Geral das Nações Unidas: Terceiro Comitê: Social, Cultural e Humanitário (SoCHum)

Assembleia Geral das Nações Unidas: Terceiro Comitê: Social, Cultural e Humanitário (SoCHum) SÃO PAULO MODEL UNITED NATIONS Assembleia Geral das Nações Unidas: Terceiro Comitê: Social, Cultural e Humanitário (SoCHum) O conflito israelo-palestino Presidência Maria Larissa Silva Santos Eric Fernando

Leia mais

Formação do Estado de Israel

Formação do Estado de Israel Arão e Sara recebem de Deus Canaã para viverem e a promessa que sua família se transformaria em uma nação numerosa. Livro do Bereshit (Gênesis) - Torá1 17/04/2013 1 BANDEIRA DE ISRAEL 17/04/2013 2 Primeira

Leia mais

Kosovo declara independência da Sérvia

Kosovo declara independência da Sérvia Kosovo declara independência da Sérvia Resenha Segurança Ana Caroline Medeiros Maia 24 de fevereiro de 2008 Kosovo declara independência da Sérvia Resenha Segurança Ana Caroline Medeiros Maia 24 de fevereiro

Leia mais

Israel usa prisões políticas para reprimir palestinos

Israel usa prisões políticas para reprimir palestinos Em março de 2002, a situação na Cisjordânia havia se complicado. Em resposta a Segunda Intifada, as forças armadas israelenses aumentaram ainda mais a repressão dentro dos territórios palestinos, colocando

Leia mais

PEP/2015 2ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO

PEP/2015 2ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO 1 PEP/2015 2ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA 1ª QUES TÃ O (Valor 6,0) Estudar as Rebeliões Coloniais de vulto, ocorridas no Brasil, durante os séculos XVII e XVIII, que contestaram

Leia mais

Apostila 03 - Atividade 35 pp. 69-74 Aspectos Naturais: relevo, hidrografia, clima e vegetação

Apostila 03 - Atividade 35 pp. 69-74 Aspectos Naturais: relevo, hidrografia, clima e vegetação Apostila 03 - Atividade 35 pp. 69-74 Aspectos Naturais: relevo, hidrografia, clima e vegetação 01. F, V, V, F, V. 02. Oceano Glacial Ártico; Círculo Polar Ártico; Montes Urais; Trópico de Câncer; Oceano

Leia mais

Questão Palestina x Israel. Resgate dos conflitos da origem aos dias atuais!

Questão Palestina x Israel. Resgate dos conflitos da origem aos dias atuais! Questão Palestina x Israel Resgate dos conflitos da origem aos dias atuais! Origens!!!! 1897: Fundação do movimento sionista, que visa o retorno dos judeus à Palestina. No início do século XX, já existiam

Leia mais

DÉCADA DE 70. Eventos marcantes: Guerra do Vietnã Watergate Crise do Petróleo Revolução Iraniana

DÉCADA DE 70. Eventos marcantes: Guerra do Vietnã Watergate Crise do Petróleo Revolução Iraniana Eventos marcantes: Guerra do Vietnã Watergate Crise do Petróleo Revolução Iraniana GUERRA DO VIETNÃ Após o fim da Guerra da Indochina (1954), Vietnã é dividido na altura do paralelo 17: Norte: república

Leia mais

Reunião de Seção CONFERÊNCIA RELIGIOSA MUNDIAL

Reunião de Seção CONFERÊNCIA RELIGIOSA MUNDIAL Reunião 08 Reunião de Seção CONFERÊNCIA RELIGIOSA MUNDIAL Área de Desenvolvimento enfatizada: ESPIRITUAL Ramo: Sênior Mês recomendado para desenvolver esta reunião: Indiferente. Recomendada para abertura

Leia mais

O mundo árabe-muçulmano após a Primavera. Prof. Alan Carlos Ghedini

O mundo árabe-muçulmano após a Primavera. Prof. Alan Carlos Ghedini O mundo árabe-muçulmano após a Primavera Prof. Alan Carlos Ghedini Entre as causas da Primavera Árabe podemos citar: Altos índices de desemprego na região Crise econômica Pouca ou nenhuma representação

Leia mais

02. ASPECTOS ECONÔMICOS:

02. ASPECTOS ECONÔMICOS: Israel 01. ASPECTOS GERAIS: O Estado de Israel é um país do Oriente Médio localizado entre o Egito, a Jordânia, a Síria e o Líbano. A oeste, é banhado pelo mar Mediterrâneo; ao sul, pelo golfo de Acaba,

Leia mais

1. O FIM DO NEOCOLONIALISMO

1. O FIM DO NEOCOLONIALISMO Entre o fim do século XIX e o início do século XX, os países industrializados transformaram o continente africano e grande parte da Ásia em colônias e protetorados. A intensa disputa por esses territórios

Leia mais

Guerra por domínio territorial e econômico.

Guerra por domínio territorial e econômico. Guerra da Crimeia Quando: De 1853 até 1856 Guerra por domínio territorial e econômico. Cerca de 595 mil mortos Por que começou: A Rússia invocou o direito de proteger os lugares santos dos cristãos em

Leia mais

Fim da 1ª Guerra Mundial: domínio franco britânico e sionismo Oriente Médio

Fim da 1ª Guerra Mundial: domínio franco britânico e sionismo Oriente Médio COLÉGIO SANTA ROSA PROFESSOR: CARLOS FERREIRA ASSUNTO: ORIENTE MÉDIO O Oriente Médio é uma das regiões mais fascinantes do planeta. Habitado desde tempos imemoriais, é uma área estratégica do ponto de

Leia mais

A GUERRA NOS TERRITÓRIOS OCUPADOS

A GUERRA NOS TERRITÓRIOS OCUPADOS 1 A GUERRA NOS TERRITÓRIOS OCUPADOS Maurício Waldman 1 Há perigo de guerra civil em Israel. A Declaração do ex-funcionário do Departamento de Estado norte-americano e especialista em assuntos do Oriente

Leia mais

A PALESTINA COMO PARTE DA ONU EM 2015: DIFICULDADES E POSSIBILIDADES DE SE ALCANÇAR A PAZ

A PALESTINA COMO PARTE DA ONU EM 2015: DIFICULDADES E POSSIBILIDADES DE SE ALCANÇAR A PAZ VIII Congresso Latinoamericano de Ciência Política (ALACIP) Pontificia Universidad Católica del Peru 2015 A PALESTINA COMO PARTE DA ONU EM 2015: DIFICULDADES E POSSIBILIDADES DE SE ALCANÇAR A PAZ Trabalho

Leia mais

TEMA I A EUROPA E O MUNDO NO LIMIAR DO SÉC. XX

TEMA I A EUROPA E O MUNDO NO LIMIAR DO SÉC. XX TEMA I A EUROPA E O MUNDO NO LIMIAR DO SÉC. XX A supremacia Europeia sobre o Mundo A Europa assumia-se como 1ª potência Mundial DOMÍNIO POLÍTICO Inglaterra, França, Alemanha, Portugal e outras potências

Leia mais

2º ano Alessandro Gorgulho GEOGRAFIA

2º ano Alessandro Gorgulho GEOGRAFIA 2º ano Alessandro Gorgulho GEOGRAFIA 1) (FEEVALE) Na Ásia, ocorre um conflito histórico, resultante da independência da Índia (antiga colônia britânica) em 1947, entre muçulmanos e hindus. A região pertence

Leia mais

09/07/2007 O conflito interno entre palestinos: Hamas e Fatah...p.01

09/07/2007 O conflito interno entre palestinos: Hamas e Fatah...p.01 ano 4 nº 25 22 a 28/07/07 ISSN1809-6182 Resenha 09/07/2007 O conflito interno entre palestinos: Hamas e Fatah...p.01 Desde o dia 14 de junho de 2007, o conflito na Faixa de Gaza, entre Hamas e Fatah, tem

Leia mais

PALESTINA ATUALIDADES 02

PALESTINA ATUALIDADES 02 PALESTINA ATUALIDADES 02 SEGUNDO A ONU - 1947 O movimento sionista, que procurava criar um Estado para os judeus, ganhou força no início do século 20, incentivado pelo antissemitismo sofrido por judeus

Leia mais

ESTADO ISLÂMICO: ORIGENS, SITUAÇÃO ATUAL E DESDOBRAMENTOS NO SI. Alexandre Fuccille (UNESP)

ESTADO ISLÂMICO: ORIGENS, SITUAÇÃO ATUAL E DESDOBRAMENTOS NO SI. Alexandre Fuccille (UNESP) ORIGENS, SITUAÇÃO ATUAL E DESDOBRAMENTOS NO SI Alexandre Fuccille (UNESP) O OVO DA SERPENTE O OVO DA SERPENTE O OVO DA SERPENTE Fim da 1º Guerra Mundial (1918): desagregação do Império Otomano e partilha

Leia mais

O conflito Palestino-israelense: Implicações Regionais e Tendências.

O conflito Palestino-israelense: Implicações Regionais e Tendências. O conflito Palestino-israelense: Implicações Regionais e Tendências. Por Danny Zahreddine Desde o início dos tempos, o homem sempre travou uma constante luta pelo espaço, com o objetivo de territorializá-lo

Leia mais

ORIENTE MÉDIO. Col. Santa Clara Prof. Marcos

ORIENTE MÉDIO. Col. Santa Clara Prof. Marcos ORIENTE MÉDIO Col. Santa Clara Prof. Marcos DÉFICIT HÍDRICO NO ORIENTE MÉDIO ONU: escassez de água = menos de 1.000 m³ por ano, por pessoa. Oriente Médio = 700 m³/pessoa ao ano CRESCENTE FÉRTIL - Rios

Leia mais

Tema 1. Oriente Médio

Tema 1. Oriente Médio AFP 56 (PENÍNSULA DO SINAI) Mte. Meron 1.208 m Nazaré CIS Nablus Petah Tiqwa Rishon Ramallah Holon Jericó Ashdod Hebron Morto FAIXA DE Área da Síria ocupada palestino e israelense NEGEV Elat da Galiléia

Leia mais

A Irlanda do Norte, ou Ulster, e a República da Irlanda, ou Eire, situam-se na Ilha da Irlanda. Na Irlanda do Norte, que integra o Reino Unido, vivem

A Irlanda do Norte, ou Ulster, e a República da Irlanda, ou Eire, situam-se na Ilha da Irlanda. Na Irlanda do Norte, que integra o Reino Unido, vivem QUESTÃO IRLANDESA A Irlanda do Norte, ou Ulster, e a República da Irlanda, ou Eire, situam-se na Ilha da Irlanda. Na Irlanda do Norte, que integra o Reino Unido, vivem cerca de 1,8 milhão de habitantes,

Leia mais

Resolução de Questões- Tropa de Elite ATUALIDADES Questões- AULA 1-4 NILTON MATOS

Resolução de Questões- Tropa de Elite ATUALIDADES Questões- AULA 1-4 NILTON MATOS Resolução de Questões- Tropa de Elite ATUALIDADES Questões- AULA 1-4 NILTON MATOS 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. OBS: EM NEGRITO OS ENUNCIADOS, EM AZUL AS

Leia mais

TEMA 3 UMA EXPERIÊNCIA

TEMA 3 UMA EXPERIÊNCIA TEMA 3 UMA EXPERIÊNCIA DOLOROSA: O NAZISMO ALEMÃO A ascensão dos nazistas ao poder na Alemanha colocou em ação a política de expansão territorial do país e o preparou para a Segunda Guerra Mundial. O saldo

Leia mais

Texto escrito para o debate concomitante ao lançamento do número 34 da Revista Puc Viva

Texto escrito para o debate concomitante ao lançamento do número 34 da Revista Puc Viva Texto escrito para o debate concomitante ao lançamento do número 34 da Revista Puc Viva 7 de outubro de 2009 Franklin Goldgrub Em primeiro lugar, quero assinalar que apesar da divulgação do evento afirmar

Leia mais

Primavera Árabe. 01. Uma onda de mudanças no Oriente Médio

Primavera Árabe. 01. Uma onda de mudanças no Oriente Médio Primavera Árabe 01. Uma onda de mudanças no Oriente Médio O acontecimento de maior impacto em 2011 no cenário político mundial foi a revolta popular contra regimes autoritários no mundo árabe, área formada

Leia mais