UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM FACULDADE DE DIREITO FD DEPARTAMENTO DE DIREITO APLICADO. PLANO DE AULA i

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM FACULDADE DE DIREITO FD DEPARTAMENTO DE DIREITO APLICADO. PLANO DE AULA i"

Transcrição

1 PLANO DE AULA i INSTITUIÇÃO DE ENSINO: UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM CURSO: DIREITO PROFESSOR: Especialista Rafael da Silva Menezes NÍVEL DE ENSINO: SUPERIOR PERÍODO: 7º TURNO: DIURNO/NOTURNO DATA: 17/03/2011 DURAÇÃO DA AULA: 100 min TEMA DA AULA: Formação, Suspensão e Extinção do Processo OBJETIVOS ESPECÍFICOS Conhecer a tratativa normativa geral atinente à formação do processo, suspensão e sua extinção. CONTEÚDO DE ENSINO 1- Conceito e Contexto. 2- Formação do Processo: demanda, momento da propositura; estabilização da lide; 3- Suspensão do Processo: características gerais; causas e especificações; 4- Extinção do Processo: espécies de sentença; hipóteses.

2 ROTEIRO Na complexidade de sua existência, ele, o processo nasce e morre. Deveras, o processo durante sua existência pode submeter-se a crises que alteram o curso normal da sua vida. Esse itinerário vivencial da relação processual é versado nos dispositivos referentes à formção, suspensão e extinção do processo (Luiz Fux) 1. Formação do Processo Princípio da Demanda (Inércia) a) O processo inicia por iniciativa das partes e se desenvolve por impulso oficial (arts. 2 e 262, CPC) Formação Gradual a) Configuração linear e, após a citação, configuração angular b) Uma vez proposta a demanda, esta já produz efeitos para o autor (Ex.: litispendência)

3 1. Formação do Processo concessão de liminares sem a oitiva do réu art. 804, CPC; propositura de Ação Renovatória impede a decadência do direito à renovação da alegação d) Possibilidade de extinguir o processo sem que o réu tenha sido citado (art. 285-A, CPC) e) Propositura da demanda 1. Unicamente de direito 2. Já decidida 3.. Improcedência - petição é depachada (um juízo competente, em tese) - petição é distribída (mais de um juízo competente) 1. Formação do Processo Princípio da Demanda d) Há possibilidade de alteração dos elementos identificadores da demanda d1) subjetiva: partes sucessão processual (art. 264, CPC) morte de uma das partes (art 41, CPC) (direito transmissível) nomeação à autoria (dupla concordância)

4 1. Formação do Processo Princípio da Demanda d) Há possibilidade de alteração dos elementos identificadores da demanda d2) objetiva: pedido e causa de pedir - se o réu não foi citado, o autor pode alterar estes elementos, livremente - se o réu foi citado, deve haver concordância deste (art. 321, CPC) litisconsórcio simples/unitário 1. Formação do Processo d2) objetiva: pedido e causa de pedir - após o saneamento, haverá a estabilização da lide e não será mais possível alterar os elementos objetivos da demanda (art. 264, par. único, CPC) * Erros materiais? * Mutação no segundo grau? (Exceção: conciliação) ** Eventual modificação do dispositivo legal ou a mudança de categoria jurídica do fato base do pedido não incidem sobre o veto do art. 264, CPC

5 1. Formação do Processo Art. 303, I e 462, CPC A mudança de pedido não pode ter como conseqüência, a mudança do tipo de módulo processual (Rogério Lauria Tucci) A alteração do pedido pode ser qualitativa ou quantitativa 2. Suspensão do Processo Crise do Processo Paralisação do curso do processo pela ocorrência demotivos legalmente previstos (Leonardo Greco) Provisória e Temporária

6 2. Suspensão do Processo Impossibilidade da prática de ato processual a) São nulos os que forem praticados Vicente Greco Filho b) Atos urgentes podem ser praticados (evitar dano) (citação durante a suspensão para evitar a prescrição ou a decadência) c) Declaratório ou Constitutivo? d) Suspensão dos prazos processuais (art. 180, CPC) Suspensão convencional não suspende os prazos Morte ou perda da capacidade processual dequalquer das partes, seu representante legal ou de seu advogado a) suspende-se o processo, salvo se já iniciada a Audiência de Instrução e Julgamento, caso em que a mesma prossegue e a suspensão do processo ocorre quando da publicação da decisão b) A morte do mandante extingue o mandato? c) Morte ou incapacidade da partes e representante não está sujeita a limite de tempo

7 Morte ou perda da capacidade processual dequalquer das partes, seu representante legal ou de seu advogado d) Pessoa Jurídica? e) Morte ou perda da capacidade do advogado a suspensão é imediata (único advogado) - 20 dias (intimação pessoal) - extinto sem res. do mérito = autor - revelia = réu f) Falecendo o réu, antes da citação, emenda-se a inicial Convenção das Partes a) Não pode exceder 6 meses (consecutivos ou não) b) Se não convencionar o prazo expressamente, subentendese o máximo c) Princípio Dispositivo d) Não atinge os prazos peremptórios (at. 182, CPC) Oferecimento de Exceção de Impedimento ou Suspeição do Juiz ou de Incompetência Relativa a) Suspensão Imprópria b) Desde o momento em que a exceção é ajuizada

8 Quando a sentença de mérito depender do julgamento de outra causa, ou da declaração da existência ou inexistência da relação juridica, que constitua o objeto principal de outro processo pendente a) Aguarda-se a decisão da questão prejudicial externa b) Ação de Alimentos e Ação Negatória de Paternidade c) O processo só será suspenso se o segundo (questão prejudicial) iniciou-se anteriormente d) Prejudicialidade Homogênea ou Heerogênea Quando a sentenca de mérito não puder ser proferida senão depois de verificado determinado fato, ou de produzida certa prova, requisitada a outro juízo a) Suspensão Imprópria b) Combinação com o art. 338, CPC (antes do saneamento + imprescindibilidade) c) A pratica de atos que independam do ato fora da terra não são suspensos

9 Quando a sentença de mérito tiver por pressuposto o julgamento de questão de estado, requerido como declaração incidente a) Prejudicialidade externa b) Dupla pejudicialidade (Leonardo Greco) c) Ação de Alimentos/Ação de Petição de Herança d) Uso de Nome/Alimentos e) Prazo de suspensão: 1 ano Força Maior a) motivo insuperável, alheio à vontade da parte, que impede a prática de ato processual b) fenômenos naturais c) greve de serventuários

10 Outras causas previstas em lei a) Verificada a incapacidade processual (art. 13, CPC) b) Oposição (art. 60, CPC) c) Nomeação (5 dias). (Art. 64, CPC) d) Incidente de Falsidade (Art. 394, CPC) e) Embargos de Terceiro ou Embargos à Execução (art. 791, CPC) f) Verificação de Fato Delituoso (art. 110, CPC) 3. Extinção do Módulo Processual de Conhecimento Extinção do Processo sem Resolução do Mérito (art. 267, CPC) a) Não define o objeto do processo b) Coisa Julgada Formal c) Permite-se a propositura da demanda (art. 267, V) Resolução do Mérito (art. 269, CPC) a) Define o objeto do processo b) Coisa Julgada Material

11 Indeferimento da Petição Inicial a) art. 295, CPC b) exceção da hipótese de prescrição ou decadência c) art. 285-A, CPC Abandono do Processo a) Bilateral: parado por mais de um ano precedida de intimação pessoal 48 horas Custas proporcionalmente pagas b) Unilateral: parado por mais de 30 dias por negligêcia do autor precedida de intimação pessoal 48 h Custas pelo autor c) Pode ser declarada de ofício?

12 Ausência de Pressuposto Processual a) Pressupostos subjetivos b) Deve fixar prazo parasanar vício Perempção a) Abandono unilateral do autor (3 vezes) b) Quarto processo é extinto sem resolução do mérito c) Não extingue o direito materia do autor Litispendência a) Ocorre quando se repete ação, que está em curso b) Tríplice identidade c) Conduz à extinção do segundo processo d) distribuição múltipla (art. 253, III)

13 Coisa Julgada a) Demanda que já foi definitivamente julgada Ausência de Condições da Ação Convenção de Arbitragem a) Cláusula Compromissória b) Compromisso Arbitral c) A parte, a quem interessar, deve alegar na primeira oportunidade, sob pena de preclusão

14 Desistência da Ação a) abdicação expressa da posição processual, alcançada pelo autor, após o ajuizamento da ação (José Rogério Cruz e Tucci) b) Só produz efeitos após homologação por sentença (art. 158, par. único, CPC) c) Faz-se necessária a concordância, se após a contestação (Não se aplica a Mandado de Segurança) Intransmissibilidade do Direito a) intuitu personae b) Intuitu familiae c) Falecimento do impetrante é sempre causa de extinção do Mandado de Segurança Confusão entre autor e réu a) art. 381, CC/02 REFERÊNCIAS BÁSICAS CÂMARA, Alexandre Freitas. Lições de Direito Processual Civil. Vol Ed. Ed. Lumen Juris: Rio de Janeiro, DIDIER, Fredie. Curso de Direito Processual Civil. Vol. 1, 12ª. Ed. JusPodivm: Salvador, 2010.

15 REFERÊNCIAS COMPLEMENTARES i ESTE PLANO DE AULA NÃO CONTEMPLA TODOS OS ASSUNTOS TRATADOS EM SALA DE AULA. TRATA- SE APENAS DE UM MATERIAL COMPLEMENTAR, QUE VISA TORNAR MAIS EFICIENTE O DIÁLOGO ESTABELECIDO EM SALA DE AULA, INDICANDO OS TÓPICOS A SEREM TRATADOS.

A propositura da ação vincula apenas o autor e o juiz, pois somente com a citação é que o réu passa a integrar a relação jurídica processual.

A propositura da ação vincula apenas o autor e o juiz, pois somente com a citação é que o réu passa a integrar a relação jurídica processual. PROCESSO FORMAÇÃO, SUSPENSÃO E EXTINÇÃO DO FORMAÇÃO DO PROCESSO- ocorre com a propositura da ação. Se houver uma só vara, considera-se proposta a ação quando o juiz despacha a petição inicial; se houver

Leia mais

Os atos do juiz podem caracterizar-se como sentença, decisão interlocutória ou despacho. A nossa primeira questão trata da sentença.

Os atos do juiz podem caracterizar-se como sentença, decisão interlocutória ou despacho. A nossa primeira questão trata da sentença. CURSO DE RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DE PROCESSO CIVIL PONTO A PONTO PARA TRIBUNAIS MÓDULO 6 ATOS DAS PARTES E ATOS DO JUIZ. SENTENÇA E COISA JULGADA. Professora: Janaína Noleto Curso Agora Eu Passo () Olá,

Leia mais

BENNER MARQUES Material para Estudo

BENNER MARQUES Material para Estudo PRAZOS NO PROCESSO CIVIL Antes de adentrarmos ao prazos processuais necessário saber a regra de contagem e quando começa-se a contar o prazo: CONTANDO O PRAZO PROCESSUAL: Exclui-se o dia da publicação

Leia mais

INFORME SOBRE EXECUÇÕES DA ASIBAMA/DF

INFORME SOBRE EXECUÇÕES DA ASIBAMA/DF Brasília/DF, 15 de abril de 2015. INFORME SOBRE EXECUÇÕES DA ASIBAMA/DF A presente Nota tem como objetivo informar os filiados à ASIBAMA/DF sobre o andamento das execuções de valores devidos a título de

Leia mais

PETIÇÃO INICIAL AASP / IBDP - 2015. Daniel Brajal Veiga

PETIÇÃO INICIAL AASP / IBDP - 2015. Daniel Brajal Veiga PETIÇÃO INICIAL AASP / IBDP - 2015 Daniel Brajal Veiga Introdução Algumas novidades que devem ser mencionadas antes do tema: Princípio da Cooperação: Todos os sujeitos do processo devem cooperar entre

Leia mais

Denunciação da Lide. Genésio Luís de Menezes Cibillo

Denunciação da Lide. Genésio Luís de Menezes Cibillo 1 Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro Denunciação da Lide Genésio Luís de Menezes Cibillo Rio de Janeiro 2013 2 GENÉSIO LUIS DE MENEZES CIBILLO Denunciação da Lide Projeto de pesquisa apresentado

Leia mais

PETIÇÃO INICIAL (CPC 282)

PETIÇÃO INICIAL (CPC 282) 1 PETIÇÃO INICIAL (CPC 282) 1. Requisitos do 282 do CPC 1.1. Endereçamento (inciso I): Ligado a competência, ou seja, é imprescindível que se conheça as normas constitucionais de distribuição de competência,

Leia mais

Art. 213. Citação é o ato pelo qual se chama a juízo o réu ou o interessado a fim de se defender

Art. 213. Citação é o ato pelo qual se chama a juízo o réu ou o interessado a fim de se defender 1. CITAÇÃO. Art. 213. Citação é o ato pelo qual se chama a juízo o réu ou o interessado a fim de se defender Citação é o ato pelo qual se chama o réu ou terceiro para integrar a relação processual. A citação,

Leia mais

INTERVENÇÃO DE TERCEIROS

INTERVENÇÃO DE TERCEIROS 1 INTERVENÇÃO DE TERCEIROS Trata-se de roteiro de um importantíssimo capítulo da disciplina Direito Processual Civil Processo de Conhecimento de modo a auxiliar os discentes na compreensão da matéria.

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça CONFLITO DE COMPETÊNCIA Nº 139.519 - RJ (2015/0076635-2) RELATOR : MINISTRO NAPOLEÃO NUNES MAIA FILHO SUSCITANTE : PETRÓLEO BRASILEIRO S/A PETROBRAS ADVOGADO : RAFAEL DE MATOS GOMES DA SILVA SUSCITADO

Leia mais

PROCEDIMENTO. Classificação do procedimento Comum: rito ordinário e rito sumário Especial: de jurisdição contenciosa e de jurisdição voluntária

PROCEDIMENTO. Classificação do procedimento Comum: rito ordinário e rito sumário Especial: de jurisdição contenciosa e de jurisdição voluntária Turma e Ano: Direito Público I (2013) Matéria / Aula: Processo Civil / Aula 20 Professor: Edward Carlyle Monitora: Carolina Meireles PROCEDIMENTO Conceito Corrente clássica: é uma forma material com que

Leia mais

CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE CONTROLE DIFUSO

CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE CONTROLE DIFUSO CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE CONTROLE DIFUSO I) CONCEITO: Também chamado de controle pela via de exceção ou de defesa ou controle aberto, o controle difuso pode ser realizado por qualquer juiz ou tribunal.

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO - JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Estado de Sergipe 7ª Vara Federal FLUXOGRAMA 28 - AÇÃO MONITÓRIA

PODER JUDICIÁRIO - JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Estado de Sergipe 7ª Vara Federal FLUXOGRAMA 28 - AÇÃO MONITÓRIA PODER JUDICIÁRIO - JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Estado de Sergipe 7ª Vara Federal FLUXOGRAMA 28 - AÇÃO MONITÓRIA INÍCIO análise inicial Verificar a existência de demonstrativo de débito e contrato

Leia mais

1º JOGOS ACADÊMICOS DE DIREITO DA FACULDADES MULTIVIX. Conteúdo Das Perguntas Direcionadas As Turmas De 5º Período.

1º JOGOS ACADÊMICOS DE DIREITO DA FACULDADES MULTIVIX. Conteúdo Das Perguntas Direcionadas As Turmas De 5º Período. 1º JOGOS ACADÊMICOS DE DIREITO DA FACULDADES MULTIVIX. O Centro Acadêmico de Direito Alexandre Martins de Castro Filho CADAM, no uso de suas atribuições, no Estatuto do CADAM, vem por deste anexo disponibilizar

Leia mais

Direito Processual Civil III

Direito Processual Civil III Direito Processual Civil III»Aula 7 Petição Inicial Pedido parte 1 Petição Inicial Pedido VI Petição inicial Pedido 1 Petição inicial - sem a petição inicial não se estabelece a relação processual tem

Leia mais

V I S T O S, relatados e discutidos estes autos de

V I S T O S, relatados e discutidos estes autos de RECURSO ORDINÁRIO, provenientes da CURITIBA - PR, em que é Recorrente V I S T O S, relatados e discutidos estes autos de 13ª VARA DO TRABALHO DE SINEEPRES SINDICATO DOS EMPREGADOS EM EMPRESAS DE PRESTAÇÃO

Leia mais

2 FASE DIREITO CIVIL ESTUDO DIRIGIDO DE PROCESSO CIVIL 2. Prof. Darlan Barroso - GABARITO

2 FASE DIREITO CIVIL ESTUDO DIRIGIDO DE PROCESSO CIVIL 2. Prof. Darlan Barroso - GABARITO Citação 2 FASE DIREITO CIVIL ESTUDO DIRIGIDO DE PROCESSO CIVIL 2 Prof. Darlan Barroso - GABARITO 1) Quais as diferenças na elaboração da petição inicial do rito sumário e do rito ordinário? Ordinário Réu

Leia mais

PROCESSO DE CONHECIMENTO DO TRABALHO. 6) Processo de Conhecimento. 6.5 Classificação do Pedido

PROCESSO DE CONHECIMENTO DO TRABALHO. 6) Processo de Conhecimento. 6.5 Classificação do Pedido 6.5 Classificação do Pedido o Principal e acessório Pagamento do salário do último mês e juros de mora o Implícito Não expresso: divergência quanto a validade - Exemplo: pedido de recebimento de verbas

Leia mais

EXECUÇÃO FISCAL - ASPECTOS CONTROVERTIDOS Ementas Aprovadas dos painéis e oficinas da área referente à Justiça Comum (Federal e Estadual)

EXECUÇÃO FISCAL - ASPECTOS CONTROVERTIDOS Ementas Aprovadas dos painéis e oficinas da área referente à Justiça Comum (Federal e Estadual) EXECUÇÃO FISCAL - ASPECTOS CONTROVERTIDOS Ementas Aprovadas dos painéis e oficinas da área referente à Justiça Comum (Federal e Estadual) Ementa 01 - A execução fiscal administrativa representa a indevida

Leia mais

PROCESSO CIVIL EXECUÇÃO 1 Danilo D. Oyan

PROCESSO CIVIL EXECUÇÃO 1 Danilo D. Oyan DAS DIVERSAS ESPÉCIES DE EXECUÇÃO PROCESSO CIVIL EXECUÇÃO 1 Danilo D. Oyan A Execução pode ser: - Execução para Entrega de Coisa - - Execução para Entrega de Coisa Certa - - Execução para Entrega de Coisa

Leia mais

Prescrição e decadência

Prescrição e decadência DIREITO CIVIL Professor Dicler A prescrição representa a perda da ação e da exceção (defesa) em razão do decurso de tempo. Tem como fundamento a paz social e a segurança jurídica que ficariam comprometidos

Leia mais

AVISO RELAÇÃO DE PONTOS PARA A PROVA ORAL - 4ª ETAPA PONTO 01

AVISO RELAÇÃO DE PONTOS PARA A PROVA ORAL - 4ª ETAPA PONTO 01 AVISO RELAÇÃO DE PONTOS PARA A PROVA ORAL - 4ª ETAPA O Desembargador Presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região e da Comissão do XX Concurso Público para Provimento de Cargos de Juiz do

Leia mais

SUSPENSÃO CONDICIONAL DO PROCESSO: momento processual para a aceitação do benefício MARCIO FRANCISCO ESCUDEIRO LEITE

SUSPENSÃO CONDICIONAL DO PROCESSO: momento processual para a aceitação do benefício MARCIO FRANCISCO ESCUDEIRO LEITE SUSPENSÃO CONDICIONAL DO PROCESSO: momento processual para a aceitação do benefício MARCIO FRANCISCO ESCUDEIRO LEITE PROMOTOR DE JUSTIÇA ASSESSOR DO CENTRO DE APOIO OPERACIONAL CRIMINAL DO MINISTÉRIO PUBLICO

Leia mais

Manual do Procedimento Comum Ordinário Cível da SJPE. BizAgi Process Modeler

Manual do Procedimento Comum Ordinário Cível da SJPE. BizAgi Process Modeler Manual do Procedimento Comum Ordinário Cível da SJPE BizAgi Process Modeler Índice Procedimento Comum Ordinário Cível... 8 Procedimento comum ordinário...9 Elementos do processo...9 01. Receber inicial...

Leia mais

RELAÇÕES JURÍDICAS PRIVADAS E DIREITOS FUNDAMENTAIS: UMA ANÁLISE DO ARTIGO 57 DO CÓDIGO CIVIL...

RELAÇÕES JURÍDICAS PRIVADAS E DIREITOS FUNDAMENTAIS: UMA ANÁLISE DO ARTIGO 57 DO CÓDIGO CIVIL... SUMÁRIO Capítulo I RELAÇÕES JURÍDICAS PRIVADAS E DIREITOS FUNDAMENTAIS: UMA ANÁLISE DO ARTIGO 57 DO CÓDIGO CIVIL... 13 Ana Carolina Fernandes Mascarenhas 1. Introdução... 14 2. Autonomia da vontade...

Leia mais

PRESCRIÇÃO E DECADÊNCIA NO DIREITO CIVIL - LINHAS GERAIS

PRESCRIÇÃO E DECADÊNCIA NO DIREITO CIVIL - LINHAS GERAIS PRESCRIÇÃO E DECADÊNCIA NO DIREITO CIVIL - LINHAS GERAIS 1. Introdução O assunto é de alta complexidade e de muitas celeumas, sendo motivo de calorosos debates entre os juristas. O conceito de direito,

Leia mais

Repercussões do novo CPC para o Direito Contratual

Repercussões do novo CPC para o Direito Contratual Repercussões do novo CPC para o Direito Contratual O NOVO CPC E O DIREITO CONTRATUAL. PRINCIPIOLOGIA CONSTITUCIONAL. REPERCUSSÕES PARA OS CONTRATOS. Art. 1 o O processo civil será ordenado, disciplinado

Leia mais

SABER DIREITO FORMULÁRIO

SABER DIREITO FORMULÁRIO Programa Saber Direito TV Justiça Outubro de 2010 Curso: Teoria Geral dos Contratos Professor: Thiago Godoy SABER DIREITO FORMULÁRIO DO CURSO TEORIA GERAL DOS CONTRATOS PROFESSOR THIAGO GODOY AULA 01 Conceito

Leia mais

CONSIDERAÇÕES SOBRE A CAPACIDADE NO DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Murillo Sapia Gutier 1

CONSIDERAÇÕES SOBRE A CAPACIDADE NO DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Murillo Sapia Gutier 1 CONSIDERAÇÕES SOBRE A CAPACIDADE NO DIREITO PROCESSUAL CIVIL Murillo Sapia Gutier 1 SUMÁRIO: 1. Conceito; 2. Capacidade de direito; 3. Capacidade de ser parte; 4. Capacidade Processual; 5. Capacidade postulatória;

Leia mais

SUMÁRIO PARTE I TEORIA GERAL DO DIREITO PROCESSUAL CIVIL CONTEMPORÂNEO... 39

SUMÁRIO PARTE I TEORIA GERAL DO DIREITO PROCESSUAL CIVIL CONTEMPORÂNEO... 39 CURSO DE DIREITO PROCESSUAL CIVIL 9 SUMÁRIO PARTE I TEORIA GERAL DO DIREITO PROCESSUAL CIVIL CONTEMPORÂNEO... 39 CAPÍTULO I - NOÇÕES GERAIS, CARACTERÍSTICAS, TENDÊNCIAS E PRINCÍPIOS... 39 1 INTRODUÇÃO...

Leia mais

A DEFESA NO PROCESSO DO TRABALHO (resumo da aula do Prof. Dr. Ari Possidonio Beltran de 25-08-2010) 1)- CONCEITO

A DEFESA NO PROCESSO DO TRABALHO (resumo da aula do Prof. Dr. Ari Possidonio Beltran de 25-08-2010) 1)- CONCEITO A DEFESA NO PROCESSO DO TRABALHO (resumo da aula do Prof. Dr. Ari Possidonio Beltran de 25-08-2010) 1)- CONCEITO O direito de ação sugere o direito de defesa - Art. 5 da CF; Garantias processuais constitucionais:

Leia mais

Art. 22 NCPC. Compete, ainda, à autoridade judiciária brasileira processar e julgar as ações:

Art. 22 NCPC. Compete, ainda, à autoridade judiciária brasileira processar e julgar as ações: 1. Jurisdição internacional concorrente Art. 22 NCPC. Compete, ainda, à autoridade judiciária brasileira processar e julgar as ações: I de alimentos, quando: a) o credor tiver domicílio ou residência no

Leia mais

SUMÁRIO LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS... 19 PARTE I QUESTÕES PRELIMINARES CAPÍTULO I FORMAÇÃO DO TÍTULO EXECUTIVO... 25

SUMÁRIO LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS... 19 PARTE I QUESTÕES PRELIMINARES CAPÍTULO I FORMAÇÃO DO TÍTULO EXECUTIVO... 25 SUMÁRIO LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS... 19 APRESENTAÇÃO... 21 PARTE I QUESTÕES PRELIMINARES CAPÍTULO I FORMAÇÃO DO TÍTULO EXECUTIVO... 25 Introdução...25 1. Título executivo que instrui a execução fiscal...26

Leia mais

2.2 Natureza jurídica do contrato de trabalho 2.2.1 Teoria acontratualista 2.2.2 Teoria institucionalista 2.2.3 Teoria neocontratualista 2.

2.2 Natureza jurídica do contrato de trabalho 2.2.1 Teoria acontratualista 2.2.2 Teoria institucionalista 2.2.3 Teoria neocontratualista 2. Sumário 1. Direito individual do trabalho - introdução 1.1 Conceito e denominação do direito individual do trabalho 1.2 Divisão do direito do trabalho 1.3 Características 1.4 Natureza jurídica 1.5 Autonomia

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS - UNIPAC FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS DIREITO PROCESSUAL CIVIL II QUADROS ESQUEMÁTICOS

UNIVERSIDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS - UNIPAC FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS DIREITO PROCESSUAL CIVIL II QUADROS ESQUEMÁTICOS UNIVERSIDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS - UNIPAC FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS DIREITO PROCESSUAL CIVIL II QUADROS ESQUEMÁTICOS MARCOS ALVES DE ANDRADE BARBACENA JULHO DE 2009 DIREITO PROCESSUAL

Leia mais

CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL COMENTADO DA COMPETÊNCIA INTERNA SEGUNDO O CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL ARTS. 91 A 124

CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL COMENTADO DA COMPETÊNCIA INTERNA SEGUNDO O CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL ARTS. 91 A 124 CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL COMENTADO DA COMPETÊNCIA INTERNA SEGUNDO O CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL ARTS. 91 A 124 MSc. LUIZ GUSTAVO LOVATO SUMÁRIO 1 DA COMPETÊNCIA INTERNA... 3 1.1 Da Competência em Razão do

Leia mais

(continuação) Moderna (Didier): questões de admissibilidade ao julgamento do mérito e questões de mérito.

(continuação) Moderna (Didier): questões de admissibilidade ao julgamento do mérito e questões de mérito. Turma e Ano: Direito Público I (2013) Matéria / Aula: Processo Civil / Aula 23 Professor: Edward Carlyle Monitora: Carolina Meireles (continuação) Objeto da Cognição (conhecimento do juiz) Teoria tradicional:

Leia mais

eduardocambi@hotmail.com

eduardocambi@hotmail.com eduardocambi@hotmail.com - Sociedade tecnológica e de consumo: transforma tudo rapidamente. - Direito - influenciado pela cultura: é resultado das idéias, valores e normas compartilhadas em um grupo social.

Leia mais

AÇÃO DECLARATÓRIA DE INEXISTÊNCIA DE RELAÇÃO JURÍDICA TRIBUTÁRIA E AÇÃO ANULATÓRIA DE DÉBITO FISCAL ÍRIS VÂNIA SANTOS ROSA

AÇÃO DECLARATÓRIA DE INEXISTÊNCIA DE RELAÇÃO JURÍDICA TRIBUTÁRIA E AÇÃO ANULATÓRIA DE DÉBITO FISCAL ÍRIS VÂNIA SANTOS ROSA AÇÃO DECLARATÓRIA DE INEXISTÊNCIA DE RELAÇÃO JURÍDICA TRIBUTÁRIA E AÇÃO ANULATÓRIA DE DÉBITO FISCAL ÍRIS VÂNIA SANTOS ROSA IRIS VÂNIA SANTOS ROSA ADVOGADA SAAD ADVOGADOS; Doutora em Direito do Estado:

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 2011.02 3º PERÍODO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 2011.02 3º PERÍODO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 2011.02 3º PERÍODO DISCIPLINA: HISTÓRIA, CULTURA E INSTITUIÇÃO DO DIREITO História do direito no Brasil Colônia. História do direito no Brasil Império.

Leia mais

CASTAGNA MAIA ADVOGADOS ASSOCIADOS

CASTAGNA MAIA ADVOGADOS ASSOCIADOS CASTAGNA MAIA ADVOGADOS ASSOCIADOS Luis Antônio Castagna Maia Betânia Hoyos Figueira Vieira Cecília Maria Lapetina Chiaratto Andréia Gomes Ceregatto Janaína Barcellos Anna Carolina Pagano Michel Adam Lima

Leia mais

EXAME DA OAB 2011.1 2ª FASE DIREITO DO TRABALHO REVISÃO DE TEMAS DE DIREITO DO TRABALHO E DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO

EXAME DA OAB 2011.1 2ª FASE DIREITO DO TRABALHO REVISÃO DE TEMAS DE DIREITO DO TRABALHO E DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO EXAME DA OAB 2011.1 2ª FASE DIREITO DO TRABALHO REVISÃO DE TEMAS DE DIREITO DO TRABALHO E DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO ATUALIZAÇÕES - NOVA SÚMULA 426 DO TST DEPÓSITO RECURSAL. UTILIZAÇÃO DA GUIA GFIP.

Leia mais

UNIDADE: FACULDADE DE DIREITO DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS

UNIDADE: FACULDADE DE DIREITO DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS Í N D I C E Código Disciplina Página DIR 06-00231 Teoria Geral do Processo I 2 DIR 06-00404 Teoria Geral do Processo II 3 DIR 06-00896 Direito Processual Civil I 4 DIR 06-01080

Leia mais

1.2. RECURSO EM SENTIDO ESTRITO (artigos 581 a 592 do CPP)

1.2. RECURSO EM SENTIDO ESTRITO (artigos 581 a 592 do CPP) 1.2. RECURSO EM SENTIDO ESTRITO (artigos 581 a 592 do CPP) 1.2.1. Conceito O Recurso em Sentido Estrito para Espínola Filho se constitui (por ato da parte interessada ou em virtude de determinação legal)

Leia mais

Espelho Constitucional Peça

Espelho Constitucional Peça Espelho Constitucional Peça Em caso de denegação da ordem, o recurso cabível é o ordinário (CRFB, art. 105, II, b) de competência do Superior Tribunal de Justiça, uma vez que a competência originária do

Leia mais

CONTRATOS INTERNACIONAIS

CONTRATOS INTERNACIONAIS FACULDADE DE TECNOLOGIA DA ZONA LESTE CONTRATOS INTERNACIONAIS HILTON DA SILVA - PROFESSOR DE DIREITO hiltonds@ig.com.br hilton@cavalcanteesilva.com.br CONSIDERAÇÕES INICIAIS O contrato é o instrumento

Leia mais

CÓDIGO: 248 IMPOSTO DE RENDA DEVOLUÇÃO DE IR RECOLHIDO NA VENDA DE FÉRIAS, LICENÇA PRÊMIO E ABONO ASSIDUIDADE.

CÓDIGO: 248 IMPOSTO DE RENDA DEVOLUÇÃO DE IR RECOLHIDO NA VENDA DE FÉRIAS, LICENÇA PRÊMIO E ABONO ASSIDUIDADE. CÓDIGO: 248 IMPOSTO DE RENDA DEVOLUÇÃO DE IR RECOLHIDO NA VENDA DE FÉRIAS, LICENÇA PRÊMIO E ABONO ASSIDUIDADE. Pedido: Requer a compensação dos valores indevidamente tributados relativos a conversão em

Leia mais

O CONVÊNIO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO E A UNIVERSIDADE DO OESTE PAULISTA: RESULTADOS ESTATÍSTICOS (ANO BASE 2007) DO CARTÓRIO DO

O CONVÊNIO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO E A UNIVERSIDADE DO OESTE PAULISTA: RESULTADOS ESTATÍSTICOS (ANO BASE 2007) DO CARTÓRIO DO O CONVÊNIO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO E A UNIVERSIDADE DO OESTE PAULISTA: RESULTADOS ESTATÍSTICOS (ANO BASE 2007) DO CARTÓRIO DO ANEXO II DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL DA UNOESTE... 969

Leia mais

RELATÓRIO DE PROCESSOS SINDGESTOR Outubro/2012 DADOS RELATIVO AO PROCESSO NOME DAS PARTES. Réu: Estado de Goiás

RELATÓRIO DE PROCESSOS SINDGESTOR Outubro/2012 DADOS RELATIVO AO PROCESSO NOME DAS PARTES. Réu: Estado de Goiás RELATÓRIO DE PROCESSOS SINDGESTOR Outubro/2012 I Ação de cobrança data-base 2005 6,13% Processo nº: 200803416878 Vara: 1ª Vara da Fazenda Pública Estadual Natureza: Cominatória Autor: AGGESGO 06/06/2012

Leia mais

CONTROLE CONCENTRADO

CONTROLE CONCENTRADO Turma e Ano: Direito Público I (2013) Matéria / Aula: Direito Constitucional / Aula 11 Professor: Marcelo L. Tavares Monitora: Carolina Meireles CONTROLE CONCENTRADO Ação Direta de Inconstitucionalidade

Leia mais

PROCESSO CIVIL RESPOSTA DO RÉU E PROVA Danilo D. Oyan

PROCESSO CIVIL RESPOSTA DO RÉU E PROVA Danilo D. Oyan PROCESSO CIVIL RESPOSTA DO RÉU E PROVA Danilo D. Oyan Segundo Moacyr Amaral Santos, ao exercer o direito de defesa o réu está também exigindo do Estado a prestação jurisdicional que componha a lide [1].

Leia mais

MBA em Direito Civil e Processual Civil

MBA em Direito Civil e Processual Civil REFERÊNCIA EM EDUCAÇÃO EXECUTIVA MBA em Direito Civil e Processual Civil Coordenação Acadêmica: Escola de Direito da FGV DIREITO RIO DEIXE O MBA QUE É REFERÊNCIA FALAR POR VOCÊ. Apresentação A Escola de

Leia mais

A) Actos Judiciais. Funções da citação e da notificação

A) Actos Judiciais. Funções da citação e da notificação 1 PT A) Actos Judiciais Funções da citação e da notificação A citação é o acto pelo qual se dá conhecimento ao réu de que foi proposta contra ele determinada acção e se chama ao processo para se defender.

Leia mais

Assistida, com Suspensão do Proc. 151 Decisão de Concessão de Efeito Suspensivo Decisão ou Despacho Concessão de Efeito Suspensivo Impugnação ao 383

Assistida, com Suspensão do Proc. 151 Decisão de Concessão de Efeito Suspensivo Decisão ou Despacho Concessão de Efeito Suspensivo Impugnação ao 383 Movimentação MOVIMENTAÇÃO 1 Magistrado 3 Decisão Proferida 60586 Recebida a Petição Inicial 61118 Recebida a Petição Inicial - Citação Por Precatória 61139 Recebida a Petição Inicial - Citação Por Carta

Leia mais

DA RESPOSTA DO RÉU. Des. ANA MARIA DUARTE AMARANTE BRITO

DA RESPOSTA DO RÉU. Des. ANA MARIA DUARTE AMARANTE BRITO DA RESPOSTA DO RÉU Des. ANA MARIA DUARTE AMARANTE BRITO RESPOSTA DO RÉU CITADO, o réu pode oferecer contestação, exceções processuais e reconvenção, no prazo de 15 dias ( artigo 297, do CPC). Pode, ainda,

Leia mais

1 Apresentação... 2. 2 Tabelas Processuais Unificadas... 2. 3 Objetivos... 3. 4 Tabela de Assuntos Processuais... 4. 4.1 Estrutura...

1 Apresentação... 2. 2 Tabelas Processuais Unificadas... 2. 3 Objetivos... 3. 4 Tabela de Assuntos Processuais... 4. 4.1 Estrutura... 0 Sumário 1 Apresentação... 2 2 Tabelas Processuais Unificadas... 2 3 Objetivos... 3 4 Tabela de Assuntos Processuais... 4 4.1 Estrutura... 4 4.2 Orientações específicas para a utilização da Tabela de

Leia mais

Prática civil Aula I

Prática civil Aula I Prática civil Aula I Sandro Gilbert Martins* Processo Classificação dos processos O Código de Processo Civil (CPC) prevê e regula três tipos de processos: de conhecimento (Livro I arts. 10 a 565), de execução

Leia mais

DFMS1401 CRITÉRIOS E GRADE DE CORREÇÃO QUESTÃO 1 DFMS1401 CRITÉRIOS E GRADE DE CORREÇÃO QUESTÃO 2

DFMS1401 CRITÉRIOS E GRADE DE CORREÇÃO QUESTÃO 1 DFMS1401 CRITÉRIOS E GRADE DE CORREÇÃO QUESTÃO 2 DFMS1401 CRITÉRIOS E GRADE DE CORREÇÃO QUESTÃO 1 O candidato deverá discorrer sobre os conceitos dos elementos do tipo penal (objetivos, normativos e subjetivos), dando os exemplos constantes no Código

Leia mais

Espelho Civil Peça Item Pontuação Fatos fundamentos jurídicos Fundamentos legais

Espelho Civil Peça Item Pontuação Fatos fundamentos jurídicos Fundamentos legais Espelho Civil Peça A peça cabível é PETIÇÃO INICIAL DE ALIMENTOS com pedido de fixação initio litis de ALIMENTOS PROVISÓRIOS. A fonte legal a ser utilizada é a Lei 5.478/68. A competência será o domicílio

Leia mais

Prescrição do FGTS. Era trintenária, conforme o art 23 da lei 8036/90, diz que tem 30 anos retroativos para buscar o período do FGTS não depositado:

Prescrição do FGTS. Era trintenária, conforme o art 23 da lei 8036/90, diz que tem 30 anos retroativos para buscar o período do FGTS não depositado: Turma e Ano: Flex B (2014) Matéria / Aula: Processo do Trabalho / Aula 06 Professor: Leandro Antunes Conteúdo: Provas no Processo do Trabalho. Prescrição do FGTS Era trintenária, conforme o art 23 da lei

Leia mais

"02442434* Vistos, relatados e discutidos estes autos de. APELAÇÃO CÍVEL N 398.963.5/1-00 da Comarca de SÃO PAULO em

02442434* Vistos, relatados e discutidos estes autos de. APELAÇÃO CÍVEL N 398.963.5/1-00 da Comarca de SÃO PAULO em TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO ACÓRDÃO/DECISÃO MONOCRATICA ACÓRDÃO REGISTRADO(A) SOB N "02442434* Vistos, relatados e discutidos estes autos de APELAÇÃO CÍVEL N 398.963.5/1-00 da Comarca de SÃO PAULO

Leia mais

l?r414211444i ti. ~, 114 "' s ar, ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES. JOÃO ANTONIO DE MOURA

l?r414211444i ti. ~, 114 ' s ar, ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES. JOÃO ANTONIO DE MOURA jfl 4 N 200.2001.011664-4/001 3 3 4 * l?r414211444i ti. ~ 114 "' s ar ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES. JOÃO ANTONIO DE MOURA ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N2 200.2001.011664-4

Leia mais

Aula 04. Capítulo II Das respostas do réu

Aula 04. Capítulo II Das respostas do réu Aula 04 Capítulo II Das respostas do réu Prof. Diego Fillipe No módulo anterior (aula 03), foram tecidas considerações relativas aos aspectos práticos da peça de contestação, com a inserção de questões

Leia mais

Precedente da Câmara. APELAÇÃO DESPROVIDA. EDUARDO SANTOS DA SILVA

Precedente da Câmara. APELAÇÃO DESPROVIDA. EDUARDO SANTOS DA SILVA APELAÇÃO CÍVEL. REINTEGRAÇÃO DE POSSE. HOMOLOGAÇÃO DE ACORDO APRESENTADO EM JUÍZO. RECURSO DO RÉU. A transação em juízo não exige a intervenção de advogados, restando válido o acordo pactuado no presente

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS, PARA INGRESSO NA CARREIRA DA MAGISTRATURA DO ESTADO DE MINAS GERAIS EDITAL Nº 03/2013

CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS, PARA INGRESSO NA CARREIRA DA MAGISTRATURA DO ESTADO DE MINAS GERAIS EDITAL Nº 03/2013 PONTO 1 Direito Penal Conceito de Direito Penal. História do Direito Penal. História do Direito Penal Brasileiro, Doutrinas e Escolas Penais. Sistemas Penitenciários. Direito Processual Penal Princípios

Leia mais

PROCESSO: 0000108-40.2010.5.01.0482 - RTOrd A C Ó R D Ã O 4ª Turma

PROCESSO: 0000108-40.2010.5.01.0482 - RTOrd A C Ó R D Ã O 4ª Turma Multa de 40% do FGTS A multa em questão apenas é devida, nos termos da Constituição e da Lei nº 8.036/90, no caso de dispensa imotivada, e não em qualquer outro caso de extinção do contrato de trabalho,

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO Registro: 2013.0000209289 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 0017770-14.2003.8.26.0224, da Comarca de Guarulhos, em que é apelante/apelado HSBC SEGUROS ( BRASIL ) S/A, são

Leia mais

CORREGEDORIA-GERAL PROVIMENTO Nº 001 DE 13 DE MARÇO DE 2002. CONSIDERANDO as conclusões apresentadas pelo Fórum de Juízes Distribuidores da 2ª Região;

CORREGEDORIA-GERAL PROVIMENTO Nº 001 DE 13 DE MARÇO DE 2002. CONSIDERANDO as conclusões apresentadas pelo Fórum de Juízes Distribuidores da 2ª Região; CORREGEDORIA-GERAL PROVIMENTO Nº 001 DE 13 DE MARÇO DE 2002 A Excelentíssima Doutora MARIA HELENA CISNE CID, Corregedora- Geral da Justiça Federal da 2ª Região, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

Leia mais

Sumário. Capítulo I Formação do Título Executivo... 31. Capítulo II Da competência em execuçao fiscal...95

Sumário. Capítulo I Formação do Título Executivo... 31. Capítulo II Da competência em execuçao fiscal...95 Sumário Lista de abreviaturas e siglas... 21 Apresentação... 23 Nota dos autores à quarta edição... 25 Nota dos autores à segunda edição... 27 Prefácio... 29 Capítulo I Formação do Título Executivo...

Leia mais

PROCEDIMENTO SUMÁRIO e SUMARÍSSIMO

PROCEDIMENTO SUMÁRIO e SUMARÍSSIMO PROCEDIMENTO SUMÁRIO e SUMARÍSSIMO 1. Procedimento Sumário e Sumaríssimo 1.1 Generalidades I. Processo de Conhecimento (artigo 272 Livro I): b) Comum: a.1) Ordinário (regra geral) a.2) Sumário (275) b)especiais

Leia mais

2.5.5 Contrato por prazo indeterminado 2.5.6 Contrato por prazo determinado 2.6 Contrato por prazo determinado da CLT 2.7 Terceirização 2.

2.5.5 Contrato por prazo indeterminado 2.5.6 Contrato por prazo determinado 2.6 Contrato por prazo determinado da CLT 2.7 Terceirização 2. SUMÁRIO 1. DIREITO INDIVIDUAL DO TRABALHO INTRODUÇÃO 1.1 Fontes do Direito do Trabalho 1.1.1 Classificação 1.1.2 Hierarquia entre as fontes justrabalhistas 1.2 Princípios do direito do trabalho 1.2.1 Princípio

Leia mais

COORDENAÇÃO DO CURSO DE DIREITO NÚCLEO DE PESQUISA E EXTENSÃO CONCURSO PARA INGRESSO NA FUNÇÃO DE MONITOR DO CURSO DE DIREITO EDITAL 01/2013

COORDENAÇÃO DO CURSO DE DIREITO NÚCLEO DE PESQUISA E EXTENSÃO CONCURSO PARA INGRESSO NA FUNÇÃO DE MONITOR DO CURSO DE DIREITO EDITAL 01/2013 COORDENAÇÃO DO NÚCLEO DE PESQUISA E EXTENSÃO CONCURSO PARA INGRESSO NA FUNÇÃO DE MONITOR DO EDITAL 01/2013 A Coordenadora do Curso de Direito e o Coordenador do Núcleo de Pesquisa e Extensão da Faculdade

Leia mais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais Número do 1.0024.12.030966-1/004 Númeração 0475081- Relator: Relator do Acordão: Data do Julgamento: Data da Publicação: Des.(a) Ana Paula Caixeta Des.(a) Ana Paula Caixeta 30/10/2014 06/11/2014 EMENTA:

Leia mais

- Cessão de Crédito, - Cessão de Débito, - Cessão de Contrato, ou Cessão de Posição Contratual.

- Cessão de Crédito, - Cessão de Débito, - Cessão de Contrato, ou Cessão de Posição Contratual. 3 - TRANSMISSÃO DAS OBRIGAÇÕES As obrigações podem ser transmitidas por meio da cessão, a qual consiste na transferência negocial, a título oneroso ou gratuito, de uma posição na relação jurídica obrigacional,

Leia mais

AGRAVO DE INSTRUMENTO: Conceito: é o recurso adequado para a impugnação das decisões que denegarem seguimento a outro recurso.

AGRAVO DE INSTRUMENTO: Conceito: é o recurso adequado para a impugnação das decisões que denegarem seguimento a outro recurso. AGRAVO DE INSTRUMENTO: Conceito: é o recurso adequado para a impugnação das decisões que denegarem seguimento a outro recurso. Por que se diz instrumento: a razão pela qual o recurso se chama agravo de

Leia mais

ALTERAÇÕES À LEI DE LOCAÇÃO Lei nº. 12.112/2009

ALTERAÇÕES À LEI DE LOCAÇÃO Lei nº. 12.112/2009 ALTERAÇÕES À LEI DE LOCAÇÃO Lei nº. 12.112/2009 SWISSCAM - Câmara de Comércio Suíço-Brasileira - São Paulo, Brasil - 13 de agosto de 2010 MULTA CONTRATUAL Lei nº. 8.245/91 O locatário poderia devolver

Leia mais

Petição inicial de ação ordinária

Petição inicial de ação ordinária Capítulo I Petição inicial de ação ordinária SUMÀRIO: 1. Considerações gerais 2. Elementos da ação: 2.1. Partes; 2.2. Causa de pedir; 2.3. Pedido (terceiro elemento da ação) 3. Requisitos da petição inicial

Leia mais

DECISÃO AGRAVO DE INSTRUMENTO EMENTA PROCESSO: 012.2002.000179-3/002

DECISÃO AGRAVO DE INSTRUMENTO EMENTA PROCESSO: 012.2002.000179-3/002 Poder Judiciário Tribunal de Justiça da Paraíba Gabinete do Des. Romero Marcelo da Fonseca Oliveira AGRAVO DE INSTRUMENTO PROCESSO: 012.2002.000179-3/002 ORIGEM: Comarca de Caiçara. RELATOR: Des. Romero

Leia mais

AUTOR : ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL/OAB SEÇÃO DE PE E OUTRO. Objetos: 01.04.08.07 Telefonia Concessão/Permissão/Autorização Serviços Administrativo

AUTOR : ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL/OAB SEÇÃO DE PE E OUTRO. Objetos: 01.04.08.07 Telefonia Concessão/Permissão/Autorização Serviços Administrativo 0019828 49.2011.4.05.8300 Classe: 1 AÇÃO CIVIL PÚBLICA AUTOR : ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL/OAB SEÇÃO DE PE E OUTRO ADVOGADO: PAULO HENRIQUE LIMEIRA GORDIANO RÉU: TIM NORDESTE TELECOMUNICACOES S.A. E

Leia mais

APELAÇÃO CÍVEL Nº 0133610-77.1991.8.19.0001 APTE.: MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO APDO

APELAÇÃO CÍVEL Nº 0133610-77.1991.8.19.0001 APTE.: MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO APDO APELAÇÃO CÍVEL Nº 0133610-77.1991.8.19.0001 APTE.: MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO APDO.: COMPANHIA LITORÂNEA DE IMÓVEIS RELATOR: DESEMBARGADOR MAURICIO CALDAS LOPES Execução fiscal. IPTU, TIP e TCLLP do Município

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL OAB EXAME DE ORDEM

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL OAB EXAME DE ORDEM DISCIPLINA: DIREITO CIVIL CÓDIGO: C002 QUESTÃO PRÁTICO-PROFISSIONAL QUESTÃO C002041 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Lei de locações (58.2); tutela antecipada (40); agravo de instrumento (48.4); tutela específica

Leia mais

(ambas sem procuração).

(ambas sem procuração). ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete do Des. José Di Lorenzo Serpa AGRAVO DE INSTRUMENTO N. 001.2009.006097-9 / 001 Relator: Des. José Di Lorenzo Serpa. Agravante: Itatj Seguros S/A. Advogado:

Leia mais

Manual do Procedimento Comum Ordinário Cível da SJCE. BizAgi Process Modeler

Manual do Procedimento Comum Ordinário Cível da SJCE. BizAgi Process Modeler Manual do Procedimento Comum Ordinário Cível da SJCE BizAgi Process Modeler Índice Procedimento Comum Ordinário Cível... 6 Procedimento comum ordinário...7 Elementos do processo...7 01.Receber inicial...

Leia mais

UMA CRÍTICA À TEORIA DAS CONDIÇÕES DA AÇÃO: A possibilidade jurídica do pedido como questão de mérito

UMA CRÍTICA À TEORIA DAS CONDIÇÕES DA AÇÃO: A possibilidade jurídica do pedido como questão de mérito 563 UMA CRÍTICA À TEORIA DAS CONDIÇÕES DA AÇÃO: A possibilidade jurídica do pedido como questão de mérito Rafael Arouca Rosa (UNESP) Introdução Dentre as mudanças propostas no anteprojeto do novo Código

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 715.898 - PR (2005/0001576-6) RELATORA : MINISTRA ELIANA CALMON EMENTA PROCESSUAL CIVIL E TRIBUTÁRIO IPTU DEPÓSITO PARA SUSPENSÃO DA EXIGIBILIDADE DO CRÉDITO TRIBUTÁRIO ART. 151, II,

Leia mais

REGULAMENTO DE ARBITRAGEM Câmara de Arbitragem Digital CAD. CAPÍTULO I. Sujeição ao Presente Regulamento e Princípios

REGULAMENTO DE ARBITRAGEM Câmara de Arbitragem Digital CAD. CAPÍTULO I. Sujeição ao Presente Regulamento e Princípios REGULAMENTO DE ARBITRAGEM Câmara de Arbitragem Digital CAD CAPÍTULO I. Sujeição ao Presente Regulamento e Princípios Art. 1º. As partes que avençarem, mediante convenção de arbitragem, submeter qualquer

Leia mais

IV ENCONTRO DO FÓRUM PERMANENTE DE PROCESSUALISTAS CIVIS BELO HORIZONTE, 05, 06 E 07 DE DEZEMBRO DE 2014 CARTA DE BELO HORIZONTE

IV ENCONTRO DO FÓRUM PERMANENTE DE PROCESSUALISTAS CIVIS BELO HORIZONTE, 05, 06 E 07 DE DEZEMBRO DE 2014 CARTA DE BELO HORIZONTE IV ENCONTRO DO FÓRUM PERMANENTE DE PROCESSUALISTAS CIVIS BELO HORIZONTE, 05, 06 E 07 DE DEZEMBRO DE 2014 CARTA DE BELO HORIZONTE Nos dias 05, 06 e 07 de abril de 2014, realizou-se, sob a coordenação de

Leia mais

1) (OAB137) José alienou a Antônio um veículo anteriormente adquirido de Francisco. Logo depois, Antônio foi citado em ação proposta por Petrônio, na

1) (OAB137) José alienou a Antônio um veículo anteriormente adquirido de Francisco. Logo depois, Antônio foi citado em ação proposta por Petrônio, na 1) (OAB137) José alienou a Antônio um veículo anteriormente adquirido de Francisco. Logo depois, Antônio foi citado em ação proposta por Petrônio, na qual este reivindicava a propriedade do veículo adquirido

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL Corregedoria-Regional da Justiça Federal da 2ª Região. Secretaria Cível. Manual de Rotinas e Procedimentos Internos

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL Corregedoria-Regional da Justiça Federal da 2ª Região. Secretaria Cível. Manual de Rotinas e Procedimentos Internos PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL Corregedoria-Regional da Justiça Federal da 2ª Região Secretaria Cível Manual de Rotinas e Procedimentos Internos Março, 2009 APRESENTAÇÃO A atualização dos Manuais de

Leia mais

PROGRAMA DE ESTUDOS. Cargo: ASSESSOR JURÍDICO PROGRAMA LÍNGUA PORTUGUESA

PROGRAMA DE ESTUDOS. Cargo: ASSESSOR JURÍDICO PROGRAMA LÍNGUA PORTUGUESA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR CONCURSO PARA O CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM PROGRAMA DE ESTUDOS Cargo: ASSESSOR JURÍDICO PROGRAMA LÍNGUA PORTUGUESA 1.

Leia mais

APELAÇÃO PROVIDA. Nº 70048017610 COMARCA DE ALVORADA L. G. L. APELANTE R. C. C. L. APELADO R. W. C. L. APELADO A C Ó R D Ã O

APELAÇÃO PROVIDA. Nº 70048017610 COMARCA DE ALVORADA L. G. L. APELANTE R. C. C. L. APELADO R. W. C. L. APELADO A C Ó R D Ã O APELAÇÃO CÍVEL. ANULAÇÃO DE REGISTRO CIVIL. VÍCIO. LEGITIMIDADE ATIVA DO AVÔ REGISTRAL. DESCONSTITUIÇÃO DA SENTENÇA. PRECEDENTES DESTA CORTE E DO STJ. O pedido de anulação de registro civil de nascimento,

Leia mais

Gestão de Casos e o 'Document Review': um aplicativo para facilitar a prestação jurisdicional em litígios judiciais predominantemente gerenciais

Gestão de Casos e o 'Document Review': um aplicativo para facilitar a prestação jurisdicional em litígios judiciais predominantemente gerenciais Gestão de Casos e o 'Document Review': um aplicativo para facilitar a prestação jurisdicional em litígios judiciais predominantemente gerenciais Introdução No Brasil, o Poder Judiciário apesar de esforços

Leia mais

ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA - Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho

ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA - Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho , 1. " ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA - Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho ACÓRDÃO. APELAÇÃO CÍVEL N 076.2005.000115-5/001 Comarca de Gurinhém RELATOR: Des. Genésio Gomes Pereira

Leia mais

Curso Preparatório para o Concurso Público do TRT 12. Noções de Direito Processual Civil Aula 1 Prof. Esp Daniel Teske Corrêa

Curso Preparatório para o Concurso Público do TRT 12. Noções de Direito Processual Civil Aula 1 Prof. Esp Daniel Teske Corrêa Curso Preparatório para o Concurso Público do TRT 12 Noções de Direito Processual Civil Aula 1 Prof. Esp Daniel Teske Corrêa Sumário Jurisdição Competência Ação Partes, Ministério Público e Intervenção

Leia mais

SUMÁRIO. - Ao abrigo do disposto no artigo 219º do Código. de Processo Civil, o pedido de apensação só pode ser

SUMÁRIO. - Ao abrigo do disposto no artigo 219º do Código. de Processo Civil, o pedido de apensação só pode ser Processo nº 646/2014 (Autos de recurso civil) Data: 14/Maio/2015 Assuntos: Apensação de acções SUMÁRIO - Ao abrigo do disposto no artigo 219º do Código de Processo Civil, o pedido de apensação só pode

Leia mais

Suspensão e extinção da instância executiva. Boas práticas no processo executivo

Suspensão e extinção da instância executiva. Boas práticas no processo executivo 0 Suspensão e extinção da instância executiva Boas práticas no processo executivo Analisa-se a tramitação do processo executivo no que tange à suspensão e extinção da instância executiva. Classificação

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA BAHIA TRIBUNAL DE JUSTIÇA Seção Cível de Direito Público DECISÃO MONOCRÁTICA

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA BAHIA TRIBUNAL DE JUSTIÇA Seção Cível de Direito Público DECISÃO MONOCRÁTICA fls. 1 DECISÃO MONOCRÁTICA Classe : Procedimento Ordinário n.º 0009818-73.2014.8.05.0000 Foro de Origem : Salvador Órgão : Relator(a) : Ilona Márcia Reis Autor : Município de Serra do Ramalho Advogado

Leia mais

Tribunal l de Justiça do Estado do Rio de Janeiro Terceira Câmara Cível Agravo de Instrumento nº 2009.002.26049

Tribunal l de Justiça do Estado do Rio de Janeiro Terceira Câmara Cível Agravo de Instrumento nº 2009.002.26049 AGRAVANTE: AGRAVADA: RELATOR: ISRAEL GOMES DE JESUS FILHO FLÁVIA DE OLIVEIRA METZLER, Inventariante do ESPÓLIO DE ADALBERTO METZLER Desembargador MARIO ASSIS GONÇALVES Agravo de instrumento. Inventário.

Leia mais

Ações Possessórias. Grace Mussalem Calil 1 INTRODUÇÃO

Ações Possessórias. Grace Mussalem Calil 1 INTRODUÇÃO Ações Possessórias 131 INTRODUÇÃO Conceito: Grace Mussalem Calil 1 Há duas principais teorias sobre a posse: a Subjetiva de Savigny e a Objetiva de Ihering. Para Savigny, a posse é o poder físico sobre

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EM DIREITO CIVIL E PROCESSUAL CIVIL

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EM DIREITO CIVIL E PROCESSUAL CIVIL CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EM DIREITO CIVIL E PROCESSUAL CIVIL Coordenação Acadêmica: Escola de Direito da FGV DIREITO RIO Cód.: ZMBADCPC13/00 Currículo: ZMBADCPC13_00-1 Programa

Leia mais