ESTRATÉGIA DE FIDELIZAÇÃO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESTRATÉGIA DE FIDELIZAÇÃO"

Transcrição

1 ESTRATÉGIA DE FIDELIZAÇÃO PLANEJAMENTO, SEGMENTAÇÃO E AÇÕES DE PROMOÇÃO CASO ABIHPEC

2 EIXOS ESTRATÉGICOS DO PROJETO DE (Resultado do Workshop out 2008) Objetivos Relacionados: 11 - AUMENTAR A DECLARAÇÃO DE CONTRAPARTIDAS POR PARTE DAS EMPRESAS PARTICIPANTES 12 - AUMENTAR O NÚMERO DE EMPRESAS QUE EFETIVAMENTE EXPORTAM NO PROJETO INFORMAÇÃO DE MERCADO E ESTRATÉGIA DE SETORIAL Objetivos Relacionados: 1 - AUMENTAR A UTILIZAÇÃO DE INFORMAÇÕES MERCADOLÓGICAS NOS PROJETOS DE 2 - ATUALIZAR E VALIDAR OS ATUAIS MERCADOS PRIORITÁRIOS DO PROJETO DE 3 - ELABORAR PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PARA O PROJETO DE GESTÃO E APERFEIÇOAMEN TO DO PROJETO DE CAPACITAÇÃO TÉCNICA E GESTÃO EMPRESARIAL Objetivos Relacionados: 8 - VALORIZAR O PRODUTO NACIONAL POR MEIO DA CORRETA DISTRIBUIÇÃO NO MERCADO DE 9 - OBTER MAIOR PENETRAÇÃO E GIRO DOS PRODUTOS NOS PDVs DOS MERCADOS DE 10 - AGREGAR VALOR E PROMOVER A MARCA BRAZILIAN BEAUTY E AS MARCAS DAS EMPRESAS PARTICIPANTES NOS MERCADOS DE E INTERNACIONALI ZAÇÃO Objetivos Relacionados: 4 - CAPACITAR E APOIAR A MELHORIA DE GESTÃO DAS EMPRESAS PARTICIPANTES 5 - AUMENTAR O CONHECIMENTO TÉCNICO DAS EMPRESAS PARA 6 - AUMENTAR A QUALIDADE E A ADEQUAÇÃO DOS PRODUTOS PARA 7 - MOTIVAR A PARTICIPAÇÃO DAS EMPRESAS NAS ATIVIDADES DO PROJETO DE

3 1 Mapa de Percurso INFORMAÇÃO DE MERCADO E ESTRATÉGIA DE SETORIAL SITUAÇÃO ATUAL OBJETIVOS DO PROJETO INICIATIVAS SITUAÇÃO DESEJADA 2 Mapa de Percurso CAPACITAÇÃO TÉCNICA E GESTÃO EMPRESARIAL SITUAÇÃO ATUAL OBJETIVOS DO PROJETO INICIATIVAS SITUAÇÃO DESEJADA DIFICULDADE EM ESTABELECER FOCOS E PRIORIDADES NOS PROJETOS DE ASSINAR BASES DE DADOS ESPECIALIZADAS (EUROMONITOR) FOCOS E PRIORIDADES DO PROJETO BASEADOS EM INFORMAÇÕES DE MERCADO DIFICULDADES EM UTILIZAR INFORMAÇÕES DE MERCADO PARA ORIENTAR AS ESTRATÉGIAS DE POR PARTE DAS EMPRESAS PARTICIPANTES DO PROJETO CAPACITAR AS EMPRESAS PARTICIPANTES EM TÉCNICAS DE COLETA, TRATAMENTO E ANÁLISE DE INFORMAÇÕES DE MERCADO EMPRESAS PARTICIPANTES UTILIZANDO INFORMAÇÕES DE MERCADO PARA FORMULAÇÃO DE ESTRATÉGIAS DE FALTA DE INFORMAÇÕES SOBRE OS MERCADOS PRIORITÁRIOS NO MOMENTO DA TOMADA DE DECISÕES SOBRE OS PROJETOS CONHECIMENTO INSUFICENTE DA CULTURA E HÁBITOS DE CONSUMO DOS MERCADOS PRIORITÁRIOS CONHECIMENTO INSUFICIENTE DA CULTURA EMPRESARIAL LOCAL, PREJUDICANDO O FECHAMENTO DE NEGÓCIOS NECESSIDADE DE AVALIAR NOVOS MERCADOS PARA O PROJETO DE EMPRESAS EM DIFERENTES ESTÁGIOS DE MATURIDADE PARA PARTICIPANDO DAS MESMAS AÇÕES REDUZIDO PORTFOLIO DE AÇÕES DE PROMOÇÃO À NO PROJETO AUMENTAR A UTILIZAÇÃO DE INFORMAÇÕES MERCADOLÓGICAS NOS PROJETOS DE ATUALIZAR E VALIDAR OS ATUAIS MERCADOS PRIORITÁRIOS DO PROJETO DE ELABORAR PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PARA O PROJETO DE ADQURIR ESTUDOS DE MERCADO REALIZADOS POR CONSULTORIAS ESPECIALIZADAS INTEGRAR INFORMAÇÕES TÉCNICAS E REGULATÓRIAS DOS MERCADOS PRIORITÁRIOS EM BASES DE DADOS DE FÁCIL UTILIZAÇÃO REALIZAR PESQUISAS SOBRE AS CARACTERÍSTICAS CULTURAIS E OS HÁBITOS DE CONSUMO NOS MERCADOS PRIORITÁRIOS REALIZAR ESTUDOS PARA AVALIAÇÃO DO POTENCIAL E DAS CARACTERÍSTICAS DE NOVOS MERCADOS PARA O PROJETO SEGMENTAR O PROJETO EM CATEGORIAS DE ACORDO COM A MATURIDADE PARA DE CADA EMPRESA DESENVOLVER PORTFÓLIO DE AÇÕES DE PROMOÇÃO À, ALINHADAS ÀS NECESSIDADES DAS EMPRESAS PARTICIPANTES TOMADA DE DECISÃO BASEADA EM INFORMAÇÕES DE MERCADO NOS PROJETOS DE PRODUTOS ADAPTADOS À CULTURA E HÁBITOS DE CONSUMO DOS MERCADOS PRIORITÁRIOS CONHECIMENTO ADEQUADO DA CULTURA LOCAL, FAVORECENDO O FECHAMENTO DE NEGÓCIOS ATUAÇÃO CONCENTRADA NOS MERCADOS MAIS FAVORÁVEIS PARA O PROJETO DE REALIZAÇÃO DE AÇÕES CUSTOMIZADAS PARA CADA CATEGORIA, PARA QUE AS EMPRESAS PARTICIPANTES GRADUALMENTE ELEVEM SEU ESTÁGIO DE MATURIDADE PARA MAIS OPÇÕES DE AÇÕES DE PROMOÇÃO À, ALINHADAS ÀS NECESSIDADES DAS EMPRESAS PARTICIPANTES EMPRESAS PARTICIPANTES POSSUEM GESTÃO DE PROCESSOS E CERTIFICAÇÕES DE QUALIDADE POUCO DESENVOLVIDAS EMPRESAS PARTICIPANTES NÃO POSSUEM PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO EMPRESARIAL OU PLANO DE EMPRESAS PARTICIPANTES POSSUEM POUCO CONHECIMENTO TÉCNICO E DE MERCADO PARA DIFICULDADES PARA REALIZAR OS REGISTROS DE PRODUTOS NOS MERCADOS PRIORITÁRIOS FALTA DE PADRONIZAÇÃO EM QUALIDADE TÉCNICA E REGULAMENTAR DO SETOR DIFICULDADE EM DESENVOLVER RÓTULOS E EMBALAGENS ALINHADOS A DIFERENTES MERCADOS E COM DESIGN COMPETITIVO CAPACITAR E APOIAR A MELHORIA DE GESTÃO DAS EMPRESAS PARTICIPANTES AUMENTAR O CONHECIMENTO TÉCNICO DAS EMPRESAS PARA AUMENTAR A QUALIDADE E A ADEQUAÇÃO DOS PRODUTOS PARA REALIZAR CONSULTORIA IN COMPANY PARA DESENVOLVIMENTO DOS PROCESSOS DE QUALIDADE MOTIVAR E CAPACITAR AS EMPRESAS PARTICIPANTES PARA A ELABORAÇÃO DE PLANO DE REALIZAR EVENTOS DE "ASSESSORIA COLETIVA" PARA AS EMPRESAS PARTICIPANTES NA ABIHPEC REALIZAR CONSULTORIA IN COMPANY PARA DESENVOLVIMENTO DE REALIZAR CURSOS DE CAPACITAÇÃO TÉCNICA PARA DESENVOLVER CERTIFICAÇÃO PARA ATESTAR QUALIDADE PRODUTIVA E SANITÁRIA PARCERIA COM ENTIDADE DE DESIGN PARA DESENVOLVER RÓTULOS E EMBALAGENS COM DESIGN COMPETITIVO PARCERIA COM FABRICANTES DE EMBALAGENS PARA OBTER GANHOS DE ESCALA EMPRESAS PARTICIPANTES COM PROCESSOS BEM DEFINIDOS E CERTIFICAÇÕES DE QUALIDADE DE PRODUÇÃO EMPRESAS PARTICIPANTES CAPACITADAS E MOTIVADAS PARA DESENVOLVER PLANOS DE EMPRESAS PARTICIPANTES COM CAPACITAÇÃO TÉCNICA ADEQUADA PARA MAIOR CONHECIMENTO PARA REALIZAR REGISTROS DE PRODUTOS NOS MERCADOS PRIORITÁRIOS PRODUTOS CERTIFICADOS EM QUALIDADE TÉCNICA E REGULAMENTAR RÓTULOS E EMBALAGENS COM DESIGN COMPETITIVO A CUSTOS REDUZIDOS PROJETO DE ABIHPEC-APEX NÃO POSSUI UM PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO FORMALIZADO PRODUZIR UM PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO PROJETO DE ABIHPEC-APEX PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO PROJETO DE ABIHPEC- APEX FORMALIZADO BAIXA PARTICIPAÇÃO DAS EMPRESAS NAS ATIVIDADES DO PROJETO DE MOTIVAR A PARTICIPAÇÃO DAS EMPRESAS NAS ATIVIDADES DO PROJETO DE ESTABELECER CRITÉRIOS MÍNIMOS DE PARTICIPAÇÃO DAS EMPRESAS NAS ATIVIDADES DO PROJETO ALTA PARTICIPAÇÃO DAS EMPRESAS NAS ATIVIDADES DO PROJETO DE 3 Mapa de Percurso E INTERNACIONALIZAÇÃO SITUAÇÃO ATUAL OBJETIVOS DO PROJETO INICIATIVAS SITUAÇÃO DESEJADA 4 Mapa de Percurso GESTÃO E APERFEIÇOAMENTO DO PROJETO DE SITUAÇÃO ATUAL OBJETIVOS DO PROJETO INICIATIVAS SITUAÇÃO DESEJADA DIFICULDADES EM DISTRIBUIR OS PRODUTOS DE FORMA ADEQUADO NOS MERCADOS VALORIZAR O PRODUTO NACIONAL POR MEIO DA CORRETA DISTRIBUIÇÃO NO MERCADO DE INTEGRAR E DISPONIBILIZAR INFORMAÇÕES SOBRE DISTRIBUIÇÃO E LOGÍSTICA NOS MERCADOS PRIORITÁRIOS DISTRIBUIÇÃO DE PRODUTOS REALIZADA DE FORMA EFICAZ, FAVORECENDO SUA PERCEPÇÃO DE VALOR E O VOLUME DE VENDAS EMPRESAS PARTICIPANTES APRESENTAM CONTRA-PARTIDAS INSUFICIENTES PARA O PROJETO DE AUMENTAR A DECLARAÇÃO DE CONTRAPARTIDAS POR PARTE DAS EMPRESAS PARTICIPANTES DESENVOLVER FORMULÁRIO ON LINEPARA COBRANÇA E CONTROLE DE DECLARAÇÃO DE CONTRAPARTIDAS APRESENTAÇÃO DE CONTRAPARTIDAS SUFICIENTES PARA O PROJETO DE AÇÕES DE PROMOÇÃO EM PDVs INSUFICIENTES NOS MERCADOS DE NÃO HÁ PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE COMUNICAÇÃO PARA OS MERCADOS DE OBTER MAIOR PENETRAÇÃO E GIRO DOS PRODUTOS NOS PDVs DOS MERCADOS DE APOIAR AÇÕES PROMOCIONAIS EM PONTOS DE VENDA PARA EXPERIMENTAÇÃO DOS PRODUTOS PELOS CONSUMIDORES FINAIS. REALIZAR PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE COMUNICAÇÃO PARA OS MERCADOS PRIORITÁRIOS APOIO E INCENTIVO PARA AÇÕES DE PROMOÇÃO EM PDVs NOS MERCADOS DE REALIZAR AÇÕES DE COMUNICAÇÃO ORIENTADAS POR UM PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE COMUNICAÇÃO PARA OS MERCADOS DE DESENVOLVER CANAL DE COMUNICAÇÃO DIRETO COM ASSOCIADAS PARA DESENVOLVIMENTO E MONITORAMENTO DOS PROJETOS DE TOMADA DE DECISÃO BASEADA EM INFORMAÇÕES PROCESSUAIS E DE MERCADO PARA OS PROJETOS DE NÃO HÁ UMA IDENTIDADE DEFINIDA PARA A COSMÉTICA BRASILEIRA NO MERCADO INTERNACIONAL MARCA BRAZILIAN BEAUTY NÃO CONTEMPLA TODOS OS VALORES QUE SE DESEJA PARA A COSMÉTICA BRASILEIRA AGREGAR VALOR E PROMOVER A MARCA BRAZILIAN BEAUTY E AS MARCAS DAS EMPRESAS PARTICIPANTES NOS MERCADOS DE DEFINIR IDENTIDADE PARA COSMÉTICA BRASILEIRA NOS MERCADOS DE DESENVOLVER ESTUDO PARA RECONSTRUÇÃO DA MARCA BRAZILIAN BEAUTY COSMÉTICA BRASILEIRA COM IDENTIDADE DEFINIDA NO MERCADO INTERNACIONAL ESTRATÉGIA DE FORTALECIMENTO DA MARCA BRAZILIAN BEAUTY ALINHADA À IDENTIDADE DESEJADA PARA A COSMÉTICA BRASILEIRA BAIXO ÍNDICE DE EMPRESAS QUE EFETIVAMENTE EXPORTAM NO PROJETO AUMENTAR O NÚMERO DE EMPRESAS QUE EFETIVAMENTE EXPORTAM NO PROJETO AUMENTAR O NÚMERO DE EMPRESAS PARTICIPANTES DO PROJETO DE SUBSTITUIÇÃO DE EMPRESAS QUE COSTUMEIRAMENTE NÃO EXPORTAM POR NOVAS EMPRESAS NO PROJETO AUMENTAR O NÚMERO DE EMPRESAS QUE EFETIVAMENTE EXPORTAM NO PROJETO IMPOSSIBILIDADE DE APOIO PARA AÇÕES DE COMUNICAÇÃO NOS MERCADOS DE APOIAR ANÚNCIOS EM REVISTAS, MÍDIA TELEVISIVA E OUTRAS MÍDIAS. APOIO E INCENTIVO PARA AÇÕES DE COMUNICAÇÃO NOS MERCADOS DE EMPRESAS PARTICIPANTES NÃO CONHECEM A MELHOR FORMA DE PROMOVER SUAS MARCAS NOS MERCADOS DE REALIZAR PROJETO DE CAPACITAÇÃO EM BRANDING EMPRESAS PARTICIPANTES CAPACITADAS PARA PROMOVER SUAS MARCAS NOS MERCADOS DE

4 TEMAS DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2009 PROJETO DE ABIHPEC CAPACITAÇÃO PROMOÇÃO E COMUNICAÇÃO MERCADOS PRIORITÁRIOS SEGMENTAÇÃO DIRETRIZES ESTRATÉGICAS

5 3 POLÍTICA DE SEGMENTAÇÃO DE EMPRESAS CONCEITOS IMPORTANTES: POLÍTICA Conjunto de regras e normas constituídas de forma representativa e uniformemente compartilhadas. Aspecto central desta definição é o compartilhamento da informação segundo princípios definidos. MATURIDADE Capacidade de apresentar, de forma sistemática, conjunto de competências relacionadas ao desempenho excelente e adaptativo. COMPETÊNCIAS EMPRESARIAIS Conjunto de conhecimentos, técnicas e qualificações negociais apresentadas para um determinado propósito negocial.

6 SEGMENTAÇÃO E FIDELIZAÇÃO Projeto Brazilian Beauty Club Primeira proposta desenvolvida pela ABIHPEC: Programa de qualificação e premiação das empresas participantes do projeto Avalia as empresas sobre critérios de: Assiduidade na participação nas ações do projeto Adequação de produto para a exportação Planejamento do negócio e de construção de marca Certificações Responsabilidade social Contribuições individuais para o projeto visando o desenvolvimento do grupo todo de empresas Regularidade com as obrigações do projeto (entrega de relatórios, informações, prestação de contas, fornecimento de contrapartidas, atendimento de metas)

7 Brazilian Beauty Club Primeiro nível do programa Geralmente participam de poucas ações do projeto e estas ações são mais voltadas a capacitação, estudos e prospecções de mercado Empresas em processo de adequação de produtos e estrutura para a exportação

8 Brazilian Beauty Plus Nível intermediário do programa Empresas melhor qualificadas Produtos adequados e estrutura interna ou externa de exportação Maior participação nas ações comerciais e volume frequente de exportações

9 Brazilian Beauty Top Nível mais elevado do programa Alta maturidade da empresa no que se refere a exportação Fornececimento de selo Brazilian Beauty TOP de excelência em exportação Premiação para as 3 melhores colocadas no programa

10 (OBS.: categorias similares não agrupadas) 3 POLÍTICA DE SEGMENTAÇÃO DE EMPRESAS 8 COMPETÊNCIAS EMPRESARIAIS CLUB PLUS TOP 3 NÍVEIS DE MATURIDADE Participação em seminários e cursos preparatórios para qualificação da equipe de comércio exterior. Obtenção de licenças de comercialização em mercados internacionais. Participação nas feiras. Certificações. MODELO PROPOSTO PELA ABIHPEC Adequação de produtos. Planejamento de exportação e comunicação. Responsabilidade social e contribuições individuais para o Projeto Brazilian Beauty. Contribuições individuais para o Projeto Brazilian Beauty.

11 Avalia e elabora metodologias, estudos e planos de ação para conhecimento e posicionamento de mercado, bem como, identifica oportunidades de investimentos. CONHECIMENTO DO AMBIENTE Produz conhecimento sobre o macro-ambiente relacionado à internacionalização de empresas e aos investimentos no setor produtivo. Políticas de Relacionamento com Clientes o Coletar e Analisar Informações sobre Clientes o Definição de Matriz de Relacionamento com Clientes o Elaboração do Modelo de Relacionamento com Clientes Inteligência de Marketing o Coleta e Análise de Informações de Percepção e Pesquisa de Marketing o Desenvolvimento de Estudos de Percepção e Pesquisa de Marketing o Gestão de Estudos de Percepção e Pesquisa de Marketing o Divulgação de Estudos de Percepção e Pesquisa de Marketing Inteligência Estratégica o Coleta e Análise de Informações de Inteligência Estratégica o Desenvolvimento de Estudos de Inteligência Estratégica o Gestão de Estudos de Inteligência Estratégica o Divulgação de Conhecimento em Inteligência Estratégica Políticas de Relacionamento com Parcerias o Coletar e Analisar Informações sobre Parceiros o Definição de Escopo e Requisitos de Parcerias o Identificação e Seleção de Parceiros o Definição de Matriz de Relacionamento com Parceiros o Elaboração do Modelo de Relacionamento com Parceiros Planejamento de Metodologias e Melhores Práticas o Coleta e Análise de Metodologias e Melhores Práticas o Definição de Escopo e Requisitos de Metodologias e Melhores Práticas o Monitoramento e Avaliação de Execução das Melhores Práticas (Lições Aprendidas) o Gestão de Melhorias em Metodologias POSICIONAMENTO PARA NEGÓCIOS Produz planos de ação relacionados à internacionalização de empresas e aos investimentos no setor produtivo. Estratégia de Relacionamento com Clientes o Elaboração da Estratégia de Relacionamento com Clientes o Elaboração da Estratégia de Prospecção de Clientes o Planejamento de Canais de Atendimento e Relacionamento com Clientes Planejamento de Marketing para Produtos o Levantamento de Necessidades de Clientes o Elaboração de Modelos de Produtos o Gestão de Modelos de Produtos o Planejamento de Comunicação de Produtos o Disseminação de Conhecimento em Produtos Planejamento para Promoção de Internacionalização e Investimentos o Análise e Seleção do Modelo de Negócio o Análise de Viabilidade Técnica o Análise de Viabilidade Financeira o Planejamento para Promoção de Negócios o Planejamento da Capacitação em Promoção de Negócios o Divulgação de Planos de Ação em Internacionalização e Investimentos Desenvolvimento de Metodologias e Melhores Práticas o Elaboração de Metodologias e Melhores Práticas o Aquisição de Metodologias e Melhores Práticas o Implantação de Metodologias e Melhores Práticas o Divulgação de Metodologias e Melhores Práticas Planeja e gere a agência, provendo recursos, regras de negócios, monitoramento e proteção legal. PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Desenvolve as estratégias de negócios e estruturas organizacionais. - Planejamento Estratégico de Negócios - Desenvolvimento de Negócios e Portfólio de Produtos - Arquitetura Organizacional - Planejamento Orçamentário Estratégia de Relacionamento com Parceiros o Elaboração da Estratégia de Prospecção de Parceiros o Elaboração da Estratégia de Relacionamento com Parceiros o Planejamento de Canais de Atendimento e Relacionamento com Parceiros o Planejamento da Capacitação de Parceiros o Divulgação de Plano de Ação com Parceiros DESEMPENHO INSTITUCIONAL Gerencia o alcance dos objetivos e resultados institucionais. - Governança Organizacional - Avaliação de Desempenho Institucional - Gestão de Portfólio de Projetos - Gestão do Conhecimento - Gestão de Processos e Qualidade Executa planos de ação para promover a internacionalização de empresas. QUALIFICAÇÃO EMPRESARIAL Qualifica as empresas para a internacionalização. Serviços para Qualificação Empresarial o Gestão da Qualificação Empresarial para o Disseminação de Informações em Qualificação Empresarial Relacionamento com Parcerias para Qualificação Empresarial o Prospecção de Parcerias para Qualificação o Negociação de Parcerias para Qualificação o Gestão de Convênios de Cooperação Técnica em Qualificação o Desenvolvimento de Oportunidades com Parceiros em Qualificação ᴼ Gestão de Oportunidades de Negócios EXPORTAÇÕES Promove as exportações das empresas brasileiras. Relacionamento com Parcerias para Promoção de o Negociação de Parcerias para Promoção de o Gestão de Convênios de Cooperação Técnica em Promoção de o Desenvolvimento de Oportunidades com Parceiros em Promoção de Monitoramento de Promoção de o Coleta e Análise de Informações de Promoção de o Avaliação de Resultado de Promoção de o Divulgação de Resultados de Promoção de Serviços à Clientes Negócios com clientes NEGÓCIOS INTERNACIONAIS Promove a presença de empresas brasileiras nos mercados internacionais. Serviços para Negócios Internacionais o Gestão de Informações Dinâmicas de Mercado o Gestão de Unidades para Negócios Internacionais o Prestação de Serviços para Negócios Internacionais o Disseminação de Informações sobre Serviços para Negócios Internacionais Relacionamento com Parcerias para Negócios Internacionais o Negociação de Parcerias para Negócios Internacionais o Gestão de Convênios de Cooperação Técnica em Negócios Internacionais o Desenvolvimento de Oportunidades com Parceiros para Negócios Internacionais IMAGEM Promove a imagem e marca comercial de empresas, setores econômicos brasileiros e do país. ᴼ Gestão de Atendimento a clientes ᴼ Gestão de Solicitações ᴼ Gestão de Reclamações ᴼ Gestão de Atendimento Externo ᴼ Gestão de contratos com clientes Relacionamento com Parcerias para Promoção de Imagem o Negociação de Parcerias para Promoção de Imagem o Gestão de Convênios de Cooperação Técnica em Promoção de Imagem o Desenvolvimento de Oportunidades com Parceiros em Promoção de Imagem Fornecedores para Produtos ᴼ Prospecção de Fornecedores de Negócio ᴼ Negociação de Contratos com Fornecedores de Negócio ᴼ Gestão de Contratos com Fornecedores de Negócios Gestão de Melhorias em Internacionalização Monitoramento de Negócios Internacionais o Coleta e Análise de Informações de Negócios Internacionais o Avaliação de Resultado de Negócios Internacionais o Divulgação de Resultados de Negócios Internacionais Monitoramento de Promoção de Imagem o Coleta e Análise de Informações de Promoção de Imagem o Avaliação de Resultado de Promoção de Imagem o Divulgação de Resultados de Promoção de Imagem ᴼ Consultoria Interna em Gestão de Projetos ᴼ Avaliação do Desempenho Parcial de Projetos ᴼ Gestão de Medidas Corretivas e Preventivas ᴼ Coleta e Análise de Informações de Projetos ᴼ Avaliação de Final de Projetos ᴼ Gestão de Conhecimento sobre Projetos GESTÃO DE PESSOAS Provê, administra, avalia e desenvolve o capital humanos. - Planejamento do Capital Humano - Avaliação do Capital Humano Monitoramento de Qualificação Empresarial o Coleta e Análise de Informações de Qualificação Empresarial o Avaliação de Resultados Qualificação Empresarial o Divulgação de Resultados de Qualificação Empresarial - Desenvolvimento do Capital Humano - Administração do Capital Humano ᴼ Gestão de Campanhas COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL Gerencia a comunicação da agência com seus colaboradores e entidades externas. - Gestão de Imagem e Comunicação Institucional - Gestão de Endomarketing Marketing CONFORMIDADE E PROTEÇÃO LEGAL Gerencia os riscos organizacionais em conformidade com as normas e a legislação pertinente. - Auditoria de Controle Interno e Conformidade - Gestão de Risco Organizacional - Gestão de Convênios e Contratos - Gestão Jurídica ᴼ Gestão de Eventos Suporte à Relacionamento com Clientes ᴼ Qualificação de Clientes ᴼ Controle de Qualidade de Dados ᴼ Scoring e Segmentação de Clientes ᴼ Administração de Listas de Clientes ᴼ Gestão de Scripts de Atendimento ᴼ Gestão da Base de Conhecimento Promoção da Cultura Exportadora (Seminários de IC, Prêmio Apex, Casa do Exportador, Eventos de Qualificação Empresarial) o Desenvolvimento da Promoção da Cultura Exportadora o Gestão de Eventos de Cultura Exportadora o Disseminação de Informações de Cultura Exportadora Serviços para Promoção de o Consultoria à Entidades para Elaboração de Projetos Setoriais o Prestação de Consultoria Técnica em Promoção de o Gestão de Fomento Financeiro para Promoção de o Disseminação de Informações sobre Serviços de Promoção de Promoção de Imagem Setorial e Nacional (Promoção de Complexo, Promoção de Varejo, Promoção Multissetorial) o Desenvolvimento da Promoção de Imagem o Captação de Empresas para Eventos o Preparação de Empresas para Eventos o Gestão de Eventos de Promoção de Imagem o Disseminação de Informações de Promoção de Imagem Articulação Institucional ᴼ Promoção Institucional Internacional ᴼ Assessoria Internacional ᴼ Promoção de Cooperação Institucional Capacitação de Parceiros o Gestão da Capacitação de Parceiros em Produtos o Disseminação de Informações em Capacitação de Parceiros em Produtos ᴼ Influenciação de Políticas Públicas de Comércio Exterior GESTÃO FINANCEIRA Gerencia os ativos financeiros da organização. - Administração Financeira - Gestão de Aquisições - Gestão Orçamentária - Contabilidade Institucional Executa planos de ação para promover a captação de projetos e promoção de investimentos produtivos com foco no aumento de exportações. GESTÃO DE LOGÍSTICA E INFRA-ESTRUTURA Gerencia a logística de viagens e infra-estruturas necessárias para o efetivo funcionamento da agência. - Gestão de Viagens CAPTAÇÃO DE Executa a captação de investimentos. - Administração e Segurança de Patrimônio - Gestão de Serviços de Infra-estrutura Executa a promoção de investimentos GOVERNANÇA DE TI Provê recursos tecnológicos e informacionais dentro das políticas de segurança e continuidade de negócios estabelecidas pela agência. - Desenvolvimento Tecnológico - Gestão de Infra-estrutura Tecnológica - Suporte de Serviços Tecnológicos - Administração da Segurança da Informação e Continuidade Negocial 3 POLÍTICA DE SEGMENTAÇÃO DE EMPRESAS A BUSCA DE UM MODELO CAPACIDADE MATURIDADE COMPETÊNCIAS QUALIDADE INTELIGÊNCIA MAPA DE PROCESSOS APEX-BRASIL INTERNACIONALIZAÇÃO MODELOS DE MATURIDADE DE PROCESSOS DESENVOLVIMENTO DE MELHORES PRÁTICAS MONITORAMENTO E CONTROLE DE QUALIDADE MONITORAMENTO E CONTROLE DE QUALIDADE DESENVOLVIMENTO DE PARCERIAS COM PARCERIAS COM PARCERIAS ESTUDOSE PLANOS DE AÇÃO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EM INTERNACIONALIZAÇÃO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EM ESTRATÉGIA DE MARKETING COM CLIENTES COM CLIENTES PLANEJAMENTO E GESTÃO PROPOSIÇÃO DE MATRIZ EIXO HORIZONTAL: COMPETÊNCIAS EMPRESARIAIS EIXO VERTICAL: NÍVEIS DE MATURIDADE

12 Adaptação do Portfólio de Processos APEX- Brasil Avalia e elabora metodologias, estudos e planos de ação para conhecimento e posicionamento de mercado, bem como, identifica oportunidades de investimentos. Planeja e gere a agência, provendo recursos, regras de negócios, monitoramento e proteção legal. Executa planos de ação para promover a internacionalização de empresas. Executa planos de ação para promover a captação de projetos e promoção de investimentos produtivos com foco no aumento de exportações. Avalia e elabora metodologias, estudos e planos de ação para conhecimento e posicionamento de mercado, bem como, identifica oportunidades de investimentos. Planeja e gere a agência, provendo recursos, regras de negócios, monitoramento e proteção legal. PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Desenvolve as estratégias de negócios e estruturas organizacionais. DESEMPENHO INSTITUCIONAL Gerencia o alcance dos objetivos e resultados institucionais. Avalia e elabora metodologias, estudos e planos de ação para conhecimento e posicionamento de mercado, bem como, identifica oportunidades de investimentos. relacionado à internacionalização de empresas e aos investimentos no setor produtivo. Políticas de Relacionamento com Clientes o Coletar e Analisar Informações sobre Clientes o Definição de Matriz de Relacionamento com Clientes o Elaboração do Modelo de Relacionamento com Clientes Inteligência de Marketing o Coleta e Análise de Informações de Percepção e Pesquisa de Marketing o Desenvolvimento de Estudos de Percepção e Pesquisa de Marketing o Gestão de Estudos de Percepção e Pesquisa de Marketing o Divulgação de Estudos de Percepção e Pesquisa de Marketing Inteligência Estratégica o Coleta e Análise de Informações de Inteligência Estratégica o Desenvolvimento de Estudos de Inteligência Estratégica o Gestão de Estudos de Inteligência Estratégica o Divulgação de Conhecimento em Inteligência Estratégica Políticas de Relacionamento com Parcerias o Coletar e Analisar Informações sobre Parceiros o Definição de Escopo e Requisitos de Parcerias o Identificação e Seleção de Parceiros o Definição de Matriz de Relacionamento com Parceiros o Elaboração do Modelo de Relacionamento com Parceiros Planejamento de Metodologias e Melhores Práticas o Coleta e Análise de Metodologias e Melhores Práticas o Definição de Escopo e Requisitos de Metodologias e Melhores Práticas o Monitoramento e Avaliação de Execução das Melhores Práticas (Lições Aprendidas) o Gestão de Melhorias em Metodologias internacionalização de empresas e aos investimentos no setor produtivo. Estratégia de Relacionamento com Clientes o Elaboração da Estratégia de Relacionamento com Clientes o Elaboração da Estratégia de Prospecção de Clientes o Planejamento de Canais de Atendimento e Relacionamento com Clientes Planejamento de Marketing para Produtos o Levantamento de Necessidades de Clientes o Elaboração de Modelos de Produtos o Gestão de Modelos de Produtos o Planejamento de Comunicação de Produtos o Disseminação de Conhecimento em Produtos Planejamento para Promoção de Internacionalização e Investimentos o Análise e Seleção do Modelo de Negócio o Análise de Viabilidade Técnica o Análise de Viabilidade Financeira o Planejamento para Promoção de Negócios o Planejamento da Capacitação em Promoção de Negócios o Divulgação de Planos de Ação em Internacionalização e Investimentos Desenvolvimento de Metodologias e Melhores Práticas o Elaboração de Metodologias e Melhores Práticas o Aquisição de Metodologias e Melhores Práticas o Implantação de Metodologias e Melhores Práticas o Divulgação de Metodologias e Melhores Práticas Planeja e gere a agência, provendo recursos, regras de negócios, monitoramento e proteção legal. PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Desenvolve as estratégias de negócios e estruturas organizacionais. - Planejamento Estratégico de Negócios - Desenvolvimento de Negócios e Portfólio de Produtos - Arquitetura Organizacional - Planejamento Orçamentário Estratégia de Relacionamento com Parceiros o Elaboração da Estratégia de Prospecção de Parceiros o Elaboração da Estratégia de Relacionamento com Parceiros o Planejamento de Canais de Atendimento e Relacionamento com Parceiros o Planejamento da Capacitação de Parceiros o Divulgação de Plano de Ação com Parceiros DESEMPENHO INSTITUCIONAL Gerencia o alcance dos objetivos e resultados institucionais. - Governança Organizacional - Avaliação de Desempenho Institucional - Gestão de Portfólio de Projetos - Gestão do Conhecimento - Gestão de Processos e Qualidade Executa planos de ação para promover a internacionalização de empresas. GESTÃO DE PESSOAS Provê, administra, avalia e desenvolve o capital humanos. COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL Gerencia a comunicação da agência com seus colaboradores e entidades externas. Executa planos de ação para promover a internacionalização de empresas. Qualifica as empresas para a internacionalização. Serviços para Qualificação Empresarial o Gestão da Qualificação Empresarial para o Disseminação de Informações em Qualificação Empresarial Relacionamento com Parcerias para Qualificação Empresarial o Prospecção de Parcerias para Qualificação o Negociação de Parcerias para Qualificação o Gestão de Convênios de Cooperação Técnica em Qualificação o Desenvolvimento de Oportunidades com Parceiros em Qualificação ᴼ Gestão de Oportunidades de Negócios brasileiras. Relacionamento com Parcerias para Promoção de o Negociação de Parcerias para Promoção de o Gestão de Convênios de Cooperação Técnica em Promoção de o Desenvolvimento de Oportunidades com Parceiros em Promoção de Monitoramento de Promoção de o Coleta e Análise de Informações de Promoção de o Avaliação de Resultado de Promoção de o Divulgação de Resultados de Promoção de CONFORMIDADE E PROTEÇÃO LEGAL Gerencia os riscos organizacionais em conformidade com as normas e a legislação pertinente. Serviços à Clientes nos mercados internacionais. GESTÃO FINANCEIRA Gerencia os ativos financeiros da organização. empresas, setores econômicos brasileiros e do país. ᴼ Gestão de Atendimento a clientes ᴼ Gestão de Solicitações ᴼ Gestão de Reclamações ᴼ Gestão de Atendimento Externo Negócios com clientes Relacionamento com Parcerias para Negócios Internacionais o Negociação de Parcerias para Negócios Internacionais o Gestão de Convênios de Cooperação Técnica em Negócios Internacionais o Desenvolvimento de Oportunidades com Parceiros para Negócios Internacionais Relacionamento com Parcerias para Promoção de Imagem o Negociação de Parcerias para Promoção de Imagem o Gestão de Convênios de Cooperação Técnica em Promoção de Imagem o Desenvolvimento de Oportunidades com Parceiros em Promoção de Imagem Fornecedores para Produtos ᴼ Prospecção de Fornecedores de Negócio ᴼ Negociação de Contratos com Fornecedores de Negócio ᴼ Gestão de Contratos com Fornecedores de Negócios Gestão de Melhorias em Internacionalização Serviços para Negócios Internacionais o Gestão de Informações Dinâmicas de Mercado o Gestão de Unidades para Negócios Internacionais o Prestação de Serviços para Negócios Internacionais o Disseminação de Informações sobre Serviços para Negócios Internacionais ᴼ Gestão de contratos com clientes Monitoramento de Promoção de Imagem o Coleta e Análise de Informações de Promoção de Imagem o Avaliação de Resultado de Promoção de Imagem o Divulgação de Resultados de Promoção de Imagem ᴼ Consultoria Interna em Gestão de Projetos ᴼ Avaliação do Desempenho Parcial de Projetos ᴼ Gestão de Medidas Corretivas e Preventivas ᴼ Coleta e Análise de Informações de Projetos ᴼ Avaliação de Final de Projetos ᴼ Gestão de Conhecimento sobre Projetos GESTÃO DE PESSOAS Provê, administra, avalia e desenvolve o capital humanos. - Planejamento do Capital Humano - Avaliação do Capital Humano Monitoramento de Qualificação Empresarial o Coleta e Análise de Informações de Qualificação Empresarial o Avaliação de Resultados Qualificação Empresarial o Divulgação de Resultados de Qualificação Empresarial - Desenvolvimento do Capital Humano - Administração do Capital Humano ᴼ Gestão de Campanhas COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL Gerencia a comunicação da agência com seus colaboradores e entidades externas. - Gestão de Imagem e Comunicação Institucional - Gestão de Endomarketing Marketing Monitoramento de Negócios Internacionais o Coleta e Análise de Informações de Negócios Internacionais o Avaliação de Resultado de Negócios Internacionais o Divulgação de Resultados de Negócios Internacionais CONFORMIDADE E PROTEÇÃO LEGAL Gerencia os riscos organizacionais em conformidade com as normas e a legislação pertinente. - Auditoria de Controle Interno e Conformidade - Gestão de Risco Organizacional - Gestão de Convênios e Contratos - Gestão Jurídica ᴼ Gestão de Eventos Suporte à Relacionamento com Clientes ᴼ Qualificação de Clientes ᴼ Controle de Qualidade de Dados ᴼ Scoring e Segmentação de Clientes ᴼ Administração de Listas de Clientes ᴼ Gestão de Scripts de Atendimento ᴼ Gestão da Base de Conhecimento Promoção da Cultura Exportadora (Seminários de IC, Prêmio Apex, Casa do Exportador, Eventos de Qualificação Empresarial) o Desenvolvimento da Promoção da Cultura Exportadora o Gestão de Eventos de Cultura Exportadora o Disseminação de Informações de Cultura Exportadora Serviços para Promoção de o Consultoria à Entidades para Elaboração de Projetos Setoriais o Prestação de Consultoria Técnica em Promoção de o Gestão de Fomento Financeiro para Promoção de o Disseminação de Informações sobre Serviços de Promoção de Promoção de Imagem Setorial e Nacional (Promoção de Complexo, Promoção de Varejo, Promoção Multissetorial) o Desenvolvimento da Promoção de Imagem o Captação de Empresas para Eventos o Preparação de Empresas para Eventos o Gestão de Eventos de Promoção de Imagem o Disseminação de Informações de Promoção de Imagem Articulação Institucional ᴼ Promoção Institucional Internacional ᴼ Assessoria Internacional ᴼ Promoção de Cooperação Institucional Capacitação de Parceiros o Gestão da Capacitação de Parceiros em Produtos o Disseminação de Informações em Capacitação de Parceiros em Produtos ᴼ Influenciação de Políticas Públicas de Comércio Exterior GESTÃO FINANCEIRA Gerencia os ativos financeiros da organização. - Administração Financeira - Gestão de Aquisições - Gestão Orçamentária - Contabilidade Institucional Executa planos de ação para promover a captação de projetos e promoção de investimentos produtivos com foco no aumento de exportações. GESTÃO DE LOGÍSTICA E INFRA-ESTRUTURA Gerencia a logística de viagens e infra-estruturas necessárias para o efetivo funcionamento da agência. GOVERNANÇA DE TI Provê recursos tecnológicos e informacionais dentro das políticas de segurança e continuidade de negócios estabelecidas pela agência. Executa planos de ação para promover a captação de projetos e promoção de investimentos produtivos com foco no aumento de exportações. GESTÃO DE LOGÍSTICA E INFRA-ESTRUTURA Gerencia a logística de viagens e infra-estruturas necessárias para o efetivo funcionamento da agência. - Gestão de Viagens - Administração e Segurança de Patrimônio - Gestão de Serviços de Infra-estrutura GOVERNANÇA DE TI Provê recursos tecnológicos e informacionais dentro das políticas de segurança e continuidade de negócios estabelecidas pela agência. - Desenvolvimento Tecnológico - Gestão de Infra-estrutura Tecnológica - Suporte de Serviços Tecnológicos - Administração da Segurança da Informação e Continuidade Negocial INTELIGÊNCIA Avalia e elabora metodologias, estudos e planos de ação para conhecimento e posicionamento de mercado, bem como, identifica oportunidades de investimentos. INTERNACIONALIZAÇÃO Executa planos de ação para promover a internacionalização de empresas. Executa planos de ação para promover a captação de projetos e promoção de investimentos produtivos com foco no aumento de exportações. INTELIGÊNCIA CONHECIMENTO POSICIONAMENTO DO AMBIENTE PARA NEGÓCIOS INTERNACIONALIZAÇÃO CLIENTE QUALIFICAÇÃO NEGÓCIOS EMPRESARIAL EXPORTAÇÕES INTERNACIONAIS IMAGEM CAPTAÇÃO DE INTELIGÊNCIA INTERNACIONALIZAÇÃO CLIENTE CONHECIMENTO DO POSICIONAMENTO QUALIFICAÇÃO NEGÓCIOS AMBIENTE PARA NEGÓCIOS EMPRESARIAL EXPORTAÇÕES INTERNACIONAIS IMAGEM CAPTAÇÃO DE ESTRATÉGIA DE MARKETING ESTRATÉGIA DE MARKETING COM CLIENTES COM CLIENTES COM CLIENTES COM CLIENTES Produz Produz planos de conhecimento ação relacionados sobre o macroambiente internacionalização à relacionado à de empresas e aos internacionalização investimentos no de empresas e aos setor produtivo. investimentos no setor produtivo. Qualifica as empresas para a internacionalização. Promove as exportações das empresas brasileiras. Promove a presença de empresas brasileiras nos mercados internacionais. Promove a imagem e marca comercial de empresas, setores econômicos brasileiros e do país. Executa a captação de investimentos. Executa a promoção de investimentos. ESTUDOSE PLANOS DE AÇÃO ESTUDOS E PLANOS DE AÇÃO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EM INTERNACIONALIZAÇÃO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EM INTERNACIONALIZAÇÃO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EM PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EM DESENVOLVIMENTO DE PARCERIAS DESENVOLVIMENTO DE PARCERIAS COM PARCERIAS COM PARCERIAS COM PARCERIAS COM PARCERIAS DESENVOLVIMENTO DE MELHORES PRÁTICAS DESENVOLVIMENTO DE MELHORES PRÁTICAS MONITORAMENTO E CONTROLE DE QUALIDADE MONITORAMENTO E CONTROLE DE QUALIDADE MONITORAMENTO E CONTROLE DE QUALIDADE MONITORAMENTO E CONTROLE DE QUALIDADE PLANEJAMENTO E GESTÃO Planeja e gere a agência, provendo recursos, regras de negócios, monitoramento e proteção legal. PLANEJAMENTO E GESTÃO PLANEJAMENTO DESEMPENHO GESTÃO DE PESSOAS ESTRATÉGICO INSTITUCIONAL COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL CONFORMIDADE E PROTEÇÃO LEGAL GESTÃO FINANCEIRA GESTÃO DE LOGÍSTICA E INFRA- ESTRUTURA GOVERNANÇA DE TI PLANEJAMENTO E GESTÃO Desenvolve as estratégias de negócios e estruturas organizacionais. Gerencia o alcance dos objetivos e resultados institucionais. Provê, administra, avalia e Gerencia a comunicação da desenvolve o capital agência com seus humanos. colaboradores e entidades externas. Gerencia os riscos organizacionais em conformidade com as normas e a legislação pertinente. Gerencia os ativos Gerencia a logística de Provê recursos tecnológicos financeiros da organização. viagens e infra-estruturas e informacionais dentro das necessárias para o efetivo políticas de segurança e funcionamento da agência. continuidade de negócios estabelecidas pela agência. O QUE A APEX FAZ COMO FAZ NECESSIDADES DOS CLIENTES: MAPA DE PROCESSOS APEX-BRASIL OU SEJA, O MAPA INSPIROU O CRITÉRIO DE COMPETÊNCIAS: AQUILO QUE OS EXPORTADORES PRECISAM DESENVOLVER. INTELIGÊNCIA ESTRATÉGIA DE MARKETING CONHECIMENTO DO AMBIENTE Produz conhecimento sobre o macro-ambiente POSICIONAMENTO PARA NEGÓCIOS Produz planos de ação relacionados à INTERNACIONALIZAÇÃO COM CLIENTES QUALIFICAÇÃO EMPRESARIAL EXPORTAÇÕES Promove as exportações das empresas NEGÓCIOS INTERNACIONAIS Promove a presença de empresas brasileiras ESTUDOSE PLANOS DE AÇÃO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EM INTERNACIONALIZAÇÃO IMAGEM Promove a imagem e marca comercial de COM CLIENTES CAPTAÇÃO DE Executa a captação de investimentos. Executa a promoção de investimentos PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EM CRITÉRIO PARA COMPETÊNCIAS EMPRESARIAIS : PERMITINDO ALINHAMENTO E INTEGRAÇÃO DESENVOLVIMENTO DESENVOLVIMENTO DE MELHORES PRÁTICAS DE PARCERIAS PLANEJAMENTO E GESTÃO MONITORAMENTO E CONTROLE COM PARCERIAS DE QUALIDADE MONITORAMENTO E CONTROLE DE QUALIDADE COM PARCERIAS

13 3 POLÍTICA DE SEGMENTAÇÃO DE EMPRESAS SUGESTÕES: ACESSO CLUB PLUS TOP SPECIAL ALTERAÇÃO: PROPOSIÇÃO DE 5 NÍVEIS DE MATURIDADE MOTIVOS: COMPETÊNCIAS EMPRESARIAIS A) PERMITE MELHOR SEGMENTAÇÃODE EMPRESAS; B) MELHOR SEGMENTAÇÃOPERMITE MAIOR MOTIVAÇÃO E FIDELIZAÇÃO; C) MELHORES PRÁTICAS ORIENTARM 5 NÍVEIS DE AVALIAÇÃO. GESTÃO EMPRESARIAL CAPACITAÇÃO TÉCNICA E REGULATÓRIA NEGOCIAÇÃO INTERNACIONAL EXPORTAÇÕES INTELIGÊNCIA E POSICIONAMENTO ALTERAÇÃO: PROPOSIÇÃO DE APENAS 6 COMPETÊNCIAS ESSÊNCIAS MOTIVOS: 1) ALINHAMENTO COM O MODELO APEX; 2) REPRESENTA AS PRINCIPAIS NECESSIDADES DOS STAKEHOLDERS; 3) PERMITE MELHOR SEGMENTAÇÃO DE EMPRESAS. IMAGEM

14 MATRIZ DE SEGMENTAÇÃO DE EMPRESAS COMPETÊNCIAS EMPRESARIAIS GESTÃO EMPRESARIAL DEFINIÇÃO: CAPACIDADE COMPROVADA DE MELHORES PRÁTICAS EM GESTÃO EMPRESARIAL. CAPACITAÇÃO TÉCNICA E REGULATÓRIA DEFINIÇÃO: CAPACIDADE COMPROVADA DE CAPACITAÇÃO TÉCNICA E REGULATÓRIA PARA AÇÕES DE EXPORTAÇÕES. NEGOCIAÇÃO INTERNACIONAL DEFINIÇÃO: CAPACIDADE APRESENTADA DE DESENVOLVER NEGÓCIOS NOS MERCADOS INTERNACIONAIS, COM PRESENÇA FÍSICA, LOGÍSTICA OU PARCERIAS. EXPORTAÇÕES DEFINIÇÃO:CAPACIDADE COMPROVADA DE PARTICIPAÇÃO EM AÇÕES DE PROMOÇÃO COMERCIAL DE EXPORTAÇÕES.. INTELIGÊNCIA E POSICIONAMENTO DEFINIÇÃO: CAPACIDADE APRESENTADA DE PRODUZIR CONHECIMENTO SOBRE O MACRO- AMBIENTE DE E ESTRATÉGIAS DE POSICIONAMENTO NEGOCIAL. PROMOÇÃO DE IMAGEM DEFINIÇÃO: CAPACIDADE APRESENTADA DE PROMOÇÃO DA IMAGEM E MARCA COMERCIAL DA EMPRESA, DO PROJETO E DO SETOR.

15 COMPETÊNCIAS EMPRESARIAIS MATRIZ DE SEGMENTAÇÃO DE EMPRESAS COMPROVAÇÃO DE QUALIFICAÇÃO NÍVEL 1 NÍVEL 2 ACESSO CLUB COMPROVAÇÃO DE CAPACIDADE COMO PROJETO BEM ESTRUTURADO AUTONOMIA DE GESTÃO E PLANEJAMENTO DE CONSOLIDADO NÍVEL 3 NÍVEL 4 NÍVEL 5 PLUS TOP SPECIAL GESTÃO EMPRESARIAL CAPACITAÇÃO TÉCNICA E REGULATÓRIA NEGOCIAÇÃO INTERNACIONAL EXPORTAÇÕES INTELIGÊNCIA E POSICIONAMENTO PROMOÇÃO DE IMAGEM

16 COMPETÊNCIAS EMPRESARIAIS GESTÃO EMPRESARIAL DEFINIÇÃO: CAPACIDADE COMPROVADA DE ADMINISTRAÇÃO EMPRESARIAL. CAPACITAÇÃO TÉCNICA E REGULATÓRIA DEFINIÇÃO: CAPACIDADE COMPROVADA DE CAPACITAÇÃO TÉCNICA E REGULATÓRIA PARA AÇÕES DE EXPORTAÇÕES. MATRIZ DE SEGMENTAÇÃO DE EMPRESAS NÍVEL 1 NÍVEL 2 ACESSO CLUB 1. PROGRAMAÇÃO E CONTROLE DA PRODUÇÃO E EXPEDIÇÃO; 2. GESTÃO DE ESTOQUE; 3. GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA; 4. ESTRUTURA DE VENDAS E DISTRIBUIÇÃO NO MERCADO INTERNO. 5. CONTROLE ORÇAMENTÁRIO 6. POLÍTICA DE TREINAMENTO 7. CONTROLE DE INVESTIMENTO PARA EXPORTAÇÕES 8. (PARTICIPAÇÃO NO CATÁLOGO BRAZILIAN BEAUTY) 9. PRAZO, 10. PAGAMENTO DE TAXAS DE ADESÃO NOS EVENTOS DO PROJETO 11.ATENDIMENTO ÀS ESPECIFICAÇÕES REGULATÓRIAS (ROTULAGEM, FORMULAÇÃO E ADEQUAÇÃO DE PRODUTO), POR MERCADO 12.AUTORIZAÇÃO DE FUNCIONAMENTO DA ANVISA; 13.DOSSIÊ TÉCNICO DE PRODUTOS PARA O MERCADO-ALVO 14.EXECUÇÃO DE TREINAMENTOS; COMPROVAÇÃO DE QUALIFICAÇÃO ITENS DE ACESSO + ORÇAMENTO MAIS DETALHADO - COM PROVISÃO PARA O PROCESSO DE E PROMOÇÃO (FEIRAS E RODADAS DE NEGÓCIOS INTERNACIONAIS; ENVIO DE AMOSTRAS) POLÍTICA DE TREINAMENTO COMPROVAÇÃO DE TREINAMENTOS PARA COMPROVAÇÃO DE CAPACIDADE COMO PROJETO BEM ESTRUTURADO AUTONOMIA DE GESTÃO E PLANEJAMENTO DE CONSOLIDADO NÍVEL 3 NÍVEL 4 NÍVEL 5 PLUS TOP SPECIAL ITENS DO CLUB + ORÇAMENTO MAIS DETALHADO - COM PROVISÃO PARA O PROCESSO DE E PROMOÇÃO (PONTOS DE VENDA E MÍDIAS - APOIO COMERCIAL À ESTRUTURA PRÓPRIA NO EXTERIOR OU AO PARCEIRO NO EXTERIOR; VIAGENS DE PROSPECÇÃO) POLÍTICA DE TREINAMENTO COMPROVAÇÃO DE TREINAMENTOS PARA PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE GESTÃO EMPRESARIAL DE. POLÍTICA DE TREINAMENTO COMPROVAÇÃO DE TREINAMENTOS PARA PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE GESTÃO EMPRESARIAL DE INVESTIMENTO E CONTRAPARTIDA POLÍTICA DE TREINAMENTO COMPROVAÇÃO DE TREINAMENTOS PARA NEGOCIAÇÃO INTERNACIONAL DEFINIÇÃO: CAPACIDADE APRESENTADA DE DESENVOLVER NEGÓCIOS NOS MERCADOS INTERNACIONAIS, COM PRESENÇA FÍSICA, LOGÍSTICA OU PARCERIAS. LISTA DE PREÇOS PARA, CATÁLOGO PARA, BILÍNGUE (OU PELO MENOS EM INGLÊS), INCLUÍNDO INFORMAÇÕES LOGÍSTICAS MÍNIMAS; CADASTRO NO SISCOMEX COMPROVAÇÃO DE POLÍTICA COMERCIAL DEFINIDA PARA A ATIVIDADE DE (PEDIDO MINIMO, POLÍTICA DE CRÉDITO, DESCONTOS POR VOLUME, PRAZOS DE ENTREGA E PAGAMENTO, EXCLUSIVIDADE, INCENTIVOS À VENDAS).(FAZER TEMPLATE DE POLÍTICA DE INCENTIVO). EMISSÃO DE DOCUMENTOS BÁSICOS DE. EMBALAGEM PRIMÁRIA E SECUNDÁRIA ADEQUADA PARA SISTEMA DE FATURAMENTO E EXPEDIÇÃO ADEQUADOS PARA IMPLANTADOS; COMPROVAR PARCEIRO DE DISTRIBUIÇÃO OU ESTRUTURA PRÓPRIA DE DISTRIBUIÇÃO NO EXTERIOR; PROCESSOS ORGANIZACIONAIS DE DEFINIDOS E FORMALMENTE DOCUMENTADOS. ESTRUTURA MÍNIMA DE PESSOAL PARA (GERENTE E DOIS ASSISTENTES DE ) MANTÉM TOP DEFINIÇÃO DE LINHA COMPLETA (MIX) DE PRODUTOS PARA A ; EXPORTAÇÕES DEFINIÇÃO: CAPACIDADE COMPROVADA DE PARTICIPAÇÃO EM AÇÕES DE PROMOÇÃO COMERCIAL DE EXPORTAÇÕES. COMPROVAÇÃO DE PARTICIPAÇÃO EM AÇÕES DE PROMOÇÃO, NOS ÚLTIMOS 24 MESES (AS DA ABIHPEC VALERÃO MAIS), COM PONTUAÇÃO INDIVIDUAL E CUMULATIVA. PROFISSIONAL RESPONSÁVEL PELA ; REALIZAÇÃO DE VIAGENS DE PROSPECÇÃO, POR MEIO DE RELATÓRIOS E DOCUMENTAÇÃO; ACOMPANHAMENTO DE OPERAÇÃO DO DISTRIBUIDOR POR MEIO DE VISITAS PRESENCIAIS AO MERCADO. PLUS + ACOMPANHAMENTO DE OPERAÇÃO DO DISTRIBUIDOR POR MEIO DE VISITAS PRESENCIAIS AO MERCADO. MANTÉM TOP INTELIGÊNCIA E POSICIONAMENTO DEFINIÇÃO: CAPACIDADE APRESENTADA DE PRODUZIR CONHECIMENTO SOBRE O MACRO-AMBIENTE DE E ESTRATÉGIAS DE POSICIONAMENTO NEGOCIAL. APRESENTAÇÃO DE ANÁLISES DE MERCADOS DE, UTILIZANDO DE INFORMACOES DE MERCADO (EX. EUROMONITOR). APRESENTAÇÃO DE UM PLANO DE NEGÓCIO DE, DE ACORDO COM DETERMINADOS CONTEÚDOS MÍNIMOS SOLICITADOS (ANALISE DA CONCORRENCIA, ESTRATÉGIA DE DISTRIBUIÇÃO, POSICIONAMENTO, ESPECIFICAÇÃO DE TAMANHO DE MERCADO COM BASES EM BANCOS DE DADOS RECONHECIDOS INTERNACIONALMENTE). POSICIONAMENTO DE PROUDTO PLANO DE NEGÓCIO DE. PROMOÇÃO DE IMAGEM DEFINIÇÃO: CAPACIDADE APRESENTADA DE PROMOÇÃO DA IMAGEM E MARCA COMERCIAL DA EMPRESA, DO PROJETO E DO SETOR. REGISTRO DE MARCA NO EXTERIOR. TER PROFISSIONAL QUALIFICADO DE MARKETING OU COMUNICAÇÃO ATUANDO NO PROJETO; WEB SITE BILINGUE DA EMPRESA, DA MARCA OU DO PRODUTO (PONTUAR INDIVIDUALMENTE); PLANO DE COMUNICAÇÃO E PROMOÇÃO, DE ACORDO COM DETERMINADOS CONTEÚDOS MÍNIMOS SOLICITADOS. ASSESSORIA DE IMPRENSA OU RELAÇÕES PÚBLICAS NO MERCADO-ALVO, OU ATUANDO NO MERCADO-ALVO (RECEBE MAIS PONTOS); APRESENTAÇÃO DE DOCUMENTO COM A ESTRATÉGIA DE IMAGEM DE MARCA, DE ACORDO COM DETERMINADOS CONTEÚDOS MÍNIMOS SOLICITADOS (IDENTIDADE DE MARCA, CONCEITO, PÚBLICO-ALVO, POSICIONAMENTO, ATENDIMENTO, MIX DE PRODUTOS, EMBALAGEM, ROTULAGEM

17 3 POLÍTICA DE SEGMENTAÇÃO DE EMPRESAS CRITÉRIO DE MATURIDADE: O nível de maturidade será avaliado sempre pelo nível mais baixo observado no período EMPRESA A EMPRESA B EMPRESA C MATURIDADE 3 MATURIDADE 4 MATURIDADE IMAGEM NEGÓCIOS INTERNACIONAIS EXPORTAÇÕES CAPACITAÇÃO TÉCNICA E QUALIFICAÇÃO NEGOCIAL INTELIGÊNCIA E POSICIONAMENTO GESTÃO DO PROJETO DE

Criação e Implantação de um Núcleo de Inteligência Competitiva Setorial para o Setor de Farmácias de Manipulação e Homeopatia.

Criação e Implantação de um Núcleo de Inteligência Competitiva Setorial para o Setor de Farmácias de Manipulação e Homeopatia. Criação e Implantação de um Núcleo de Inteligência Competitiva Setorial para o Setor de Farmácias de Manipulação e Homeopatia Elisabeth Gomes 6º Conferencia Anual de Inteligência Competitiva IBC São Paulo

Leia mais

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Outubro 2009 Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Sustentabilidade Articulação Ampliação dos limites Sistematização Elementos do Novo Modelo Incubação

Leia mais

Muito mais que um troféu

Muito mais que um troféu São Paulo, 08 de Julho de 2009. Circular ABISIPA Nº 28/2009 Muito mais que um troféu O Brazilian Beauty Club vai premiar o melhor planejamento estratégico de exportação com a participação em um Simpósio

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR PROJETO INTEGRADOR 1. INTRODUÇÃO Conforme as diretrizes do Projeto Pedagógico dos Cursos Superiores de Tecnologia da Faculdade Unida de Suzano

Leia mais

SELO ABRAIDI Programa de BPADPS

SELO ABRAIDI Programa de BPADPS SELO ABRAIDI Programa de BPADPS Reuniões: Julho a Agosto de 2010 Associação Brasileira de Importadores e Distribuidores de Implantes PAUTA * OBJETIVOS * ASPECTOS FUNDAMENTAIS * HISTÓRICO * SITUAÇÃO ATUAL

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020

ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020 ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020 1 Missão 2 Exercer o controle externo da administração pública municipal, contribuindo para o seu aperfeiçoamento, em benefício da sociedade. Visão Ser reconhecida

Leia mais

Executive Business Process Management

Executive Business Process Management Executive Business Process Management Executive Business Consulting 1 Executive Business Process Management (EBPM) O aumento da competitividade das organizações passa pela melhoria dos processos, principalmente

Leia mais

Unidade de Projetos. Grupo Temático de Comunicação e Imagem. Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais.

Unidade de Projetos. Grupo Temático de Comunicação e Imagem. Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais. Unidade de Projetos de Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais Branding Agosto de 2009 Elaborado em: 3/8/2009 Elaborado por: Apex-Brasil Versão: 09 Pág: 1 / 8 LÍDER DO GRUPO

Leia mais

TERMO DE ADESÃO. Para participação em Projetos de Promoção de Exportação

TERMO DE ADESÃO. Para participação em Projetos de Promoção de Exportação TERMO DE ADESÃO Para participação em Projetos de Promoção de Exportação A empresa..., de CNPJ n.º..., por seu(s) representante(s) legal(is), adere ao projeto BRAZILIAN PUBLISHERS, proposto à APEX-Brasil

Leia mais

Projeto de Apoio a Inserção Internacional de. São João Batista (SC) DEZEMBRO - 2009

Projeto de Apoio a Inserção Internacional de. São João Batista (SC) DEZEMBRO - 2009 Projeto de Apoio a Inserção Internacional de MPE s Brasileiras Calçadistas do APL de São João Batista (SC) DEZEMBRO - 2009 Identificar OBJETIVOS DA AÇÃO e solucionar gargalos na gestão das empresas, principalmente

Leia mais

OBJETIVO CARACTERIZAÇÃO

OBJETIVO CARACTERIZAÇÃO OBJETIVO Incrementar a economia digital do Estado de Alagoas e seus benefícios para a economia local, através de ações para qualificação, aumento de competitividade e integração das empresas e organizações

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL ASSOCIAÇÃO DAS EMPRESAS BRASILEIRAS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, SOFTWARE E INTERNET ASSESPRO REGIONAL PARANÁ

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL ASSOCIAÇÃO DAS EMPRESAS BRASILEIRAS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, SOFTWARE E INTERNET ASSESPRO REGIONAL PARANÁ APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL ASSOCIAÇÃO DAS EMPRESAS BRASILEIRAS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, SOFTWARE E INTERNET ASSESPRO REGIONAL PARANÁ LUÍS MÁRIO LUCHETTA DIRETOR PRESIDENTE GESTÃO 2005/2008 HISTÓRICO

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Nome da disciplina Evolução do Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação;

Leia mais

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 901491 - EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução da teoria organizacional

Leia mais

Consultoria Especializada em Marketing & Foodservice. Fevereiro, 2013

Consultoria Especializada em Marketing & Foodservice. Fevereiro, 2013 Consultoria Especializada em Marketing & Foodservice Fevereiro, 2013 Porque Libbra? Empresas de todos os portes e segmentos sabem da importância da gestão de marketing, mas, muitas vezes ou não investem

Leia mais

COORDENADOR SÊNIOR (CONSULTORIAS) (Candidaturas serão aceitas até o dia 22/2/2013 envie seu CV para asantos@uniethos.org.br)

COORDENADOR SÊNIOR (CONSULTORIAS) (Candidaturas serão aceitas até o dia 22/2/2013 envie seu CV para asantos@uniethos.org.br) COORDENADOR SÊNIOR (CONSULTORIAS) DESCRIÇÃO GERAL: O Coordenador Sênior do Uniethos é responsável pelo desenvolvimento de novos projetos, análise de empresas, elaboração, coordenação, gestão e execução

Leia mais

As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012

As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012 As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012 Universo TOTVS Fundada em 1983 6ª maior empresa de software (ERP) do mundo Líder em Software no Brasil e

Leia mais

1. COMPETÊNCIAS DAS DIRETORIAS

1. COMPETÊNCIAS DAS DIRETORIAS 1. COMPETÊNCIAS DAS DIRETORIAS 1.1. Diretoria Executiva (DEX) À Diretora Executiva, além de planejar, organizar, coordenar, dirigir e controlar as atividades da Fundação, bem como cumprir e fazer cumprir

Leia mais

Pesquisa de Maturidade do GERAES. Data de aplicação: 21/02/08

Pesquisa de Maturidade do GERAES. Data de aplicação: 21/02/08 Pesquisa de Maturidade do GERAES Data de aplicação: 21/02/08 Pesquisa de Maturidade Metodologia MPCM / Darci Prado Disponível em www.maturityresearch.com Metodologia da pesquisa 5 níveis e 6 dimensões

Leia mais

Byte Software POLÍTICA COMERCIAL. Parceiros Comerciais

Byte Software POLÍTICA COMERCIAL. Parceiros Comerciais Byte Software POLÍTICA COMERCIAL Parceiros Comerciais 2013 1. Apresentação Este guia descreve o Programa de Parceria Byte Software através de uma estrutura básica, incluindo como participar e, ainda, uma

Leia mais

Este briefing contém atividades que deverão ser desenvolvidas durante o convênio supracitado.

Este briefing contém atividades que deverão ser desenvolvidas durante o convênio supracitado. Briefing Prestação de Serviços de Comunicação e Marketing para o Instituto Nacional do Plástico Programa de Incentivo à Exportação Think Plastic Brazil Introdução Este briefing propõe e organiza as ações

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Evolução de Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução

Leia mais

Byte Software POLÍTICA COMERCIAL. Parceiros Comerciais/CVB s

Byte Software POLÍTICA COMERCIAL. Parceiros Comerciais/CVB s Byte Software POLÍTICA COMERCIAL Parceiros Comerciais/CVB s 2013 1. Apresentação Este guia descreve o Programa de Parceria Byte Software através de uma estrutura básica, incluindo como participar e, ainda,

Leia mais

Gestão da Marca. Construção de valores

Gestão da Marca. Construção de valores Gestão da Marca Construção de valores Design é mais do que o veículo pelo qual as marcas se expressam e se conectam com seus clientes... o design é um reflexo do ecossistema humano Marc Gobé Especialista

Leia mais

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO VII PROJETO BÁSICO: DESCRIÇÃO DOS MACROPROCESSOS DO BNDES

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO VII PROJETO BÁSICO: DESCRIÇÃO DOS MACROPROCESSOS DO BNDES CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO VII PROJETO BÁSICO: DESCRIÇÃO DOS MACROPROCESSOS DO BNDES 1. Introdução As tabelas a seguir apresentam os MACROPROCESSOS do BNDES, segregados por plataformas. As

Leia mais

Perfil do Franqueado. Procuramos empreendedores com o seguinte perfil: Experiência em varejo ou rede de negócio.

Perfil do Franqueado. Procuramos empreendedores com o seguinte perfil: Experiência em varejo ou rede de negócio. F R A N Q U I A Benefícios do Modelo Uma das marcas mais fortes e reconhecidas do país. A marca faz parte de um conglomerado que se consolida como um dos maiores do país (Alpargatas - Grupo Camargo Corrêa).

Leia mais

CONHEÇA NOSSA EMPRESA:

CONHEÇA NOSSA EMPRESA: CONHEÇA NOSSA EMPRESA: HISTÓRICO A RC Consultoria esta em atividade desde o ano de 2007 na área de consultoria em gestão empresarial, levando para os nossos clientes um otimo portfólio de serviços para

Leia mais

SELO ALIMENTOS DO PARANÁ INFORMAÇÕES GERAIS

SELO ALIMENTOS DO PARANÁ INFORMAÇÕES GERAIS SELO ALIMENTOS DO PARANÁ INFORMAÇÕES GERAIS Curitiba, 18 de março de 2015. 1 SELO ALIMENTOS DO PARANÁ INFORMAÇÕES GERAIS Sumário APRESENTAÇÃO... 3 JUSTIFICATIVAS E BENEFÍCIOS... 3 COMO OBTER O SELO...

Leia mais

MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA

MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA Há muito se discute que o mercado de farmácias é ambiente competitivo e que a atividade vem exigindo profissionalismo para a administração de seus processos, recursos e pessoal.

Leia mais

Prof. Marcelo Mello. Unidade IV DISTRIBUIÇÃO E

Prof. Marcelo Mello. Unidade IV DISTRIBUIÇÃO E Prof. Marcelo Mello Unidade IV DISTRIBUIÇÃO E TRADE MARKETING Trade Marketing é confundido por algumas empresas como um conjunto de ferramentas voltadas para a promoção e a comunicação dos produtos. O

Leia mais

Rede CIN CIN MS. Centro Internacional de Negócios FIEMS

Rede CIN CIN MS. Centro Internacional de Negócios FIEMS Rede CIN CIN MS Centro Internacional de Negócios FIEMS O que é a REDE CIN? Coordenada pela Confederação Nacional da Indústria - CNI, e criada com o apoio da Agência Nacional de Promoção de Exportações

Leia mais

Seminário de Governança de Tecnologia da Informação das Empresas Estatais

Seminário de Governança de Tecnologia da Informação das Empresas Estatais Seminário de Governança de Tecnologia da Informação das Empresas Estatais Departamento de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Dest) Rodrigo Assumpção Presidente Dataprev Principais serviços

Leia mais

INTERNACIONALIZAÇÃO E COMPETITIVIDADE BELO HORIZONTE

INTERNACIONALIZAÇÃO E COMPETITIVIDADE BELO HORIZONTE INTERNACIONALIZAÇÃO E COMPETITIVIDADE BELO HORIZONTE EXPORTAR É UM MOVIMENTO NATURAL DE CRESCIMENTO EXISTEM MAIS DE 200 PAÍSES ESPERANDO PELO SEU PRODUTO A EXPORTAÇÃO ABRE UM UNIVERSO DE OPORTUNIDADES

Leia mais

Universidade Presidente Antônio Carlos Faculdade de Ciências Humanas e Exatas Curso de Administração Campus VI

Universidade Presidente Antônio Carlos Faculdade de Ciências Humanas e Exatas Curso de Administração Campus VI A) Área de Administração Geral ÁREAS E ATIVIDADES DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO O estagiário desta área de interesse deverá participar de atividades essenciais de uma empresa, tais como: marketing, produção,

Leia mais

MANUAL DE APLICAÇÃO DA METODOLOGIA DE SEGMENTAÇÃO. (versão julho 2015)

MANUAL DE APLICAÇÃO DA METODOLOGIA DE SEGMENTAÇÃO. (versão julho 2015) MANUAL DE APLICAÇÃO DA METODOLOGIA DE SEGMENTAÇÃO (versão julho 2015) 2 Índice Página CAPÍTULO 1: POLÍTICA DE SEGMENTAÇÃO...03 1.1 Introdução 1.2 A Política de segmentação 1.3 Níveis de segmentação 1.4

Leia mais

Conceitos e tarefas da administração de marketing DESENVOLVIMENTO DE ESTRATEGIAS E PLANOS DE MARKETING

Conceitos e tarefas da administração de marketing DESENVOLVIMENTO DE ESTRATEGIAS E PLANOS DE MARKETING Sumário Parte um Conceitos e tarefas da administração de marketing CAPITULO I MARKETING PARA 0 SÉCULO XXI A importância do marketing O escopo do marketing 0 que é marketing? Troca e transações A que se

Leia mais

LMA, Solução em Sistemas

LMA, Solução em Sistemas LMA, Solução em Sistemas Ao longo dos anos os sistemas para gestão empresarial se tornaram fundamentais, e por meio dessa ferramenta as empresas aperfeiçoam os processos e os integram para uma gestão mais

Leia mais

ABCE REVITALIZADA PLANEJAMENTO 2011-2015

ABCE REVITALIZADA PLANEJAMENTO 2011-2015 ABCE REVITALIZADA PLANEJAMENTO 2011-2015 1 Destaques do levantamento de referências de associações internacionais Além dos membros associados, cujos interesses são defendidos pelas associações, há outras

Leia mais

Alinhamento entre Estratégia e Processos

Alinhamento entre Estratégia e Processos Fabíola Azevedo Grijó Superintendente Estratégia e Governança São Paulo, 05/06/13 Alinhamento entre Estratégia e Processos Agenda Seguros Unimed Modelo de Gestão Integrada Kaplan & Norton Sistema de Gestão

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Turismo. Conteúdo Programático. Administração Geral / 100h

Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Turismo. Conteúdo Programático. Administração Geral / 100h Administração Geral / 100h O CONTEÚDO PROGRAMÁTICO BÁSICO DESTA DISCIPLINA CONTEMPLA... Administração, conceitos e aplicações organizações níveis organizacionais responsabilidades Escola Clássica história

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA CRM. Prof. Wilson Míccoli, MsC

IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA CRM. Prof. Wilson Míccoli, MsC IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA CRM 1 Fase 1: Contextualização Fase 2: Revisão do Plano Estratégico da Organização Fase 3: Revisão do Portfólio de Produtos Fase 4: Definição da Visão e dos Objetivos do CRM Fase

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS

TERMO DE REFERÊNCIA CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS TERMO DE REFERÊNCIA CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS 1.Objetivo geral: Apoiar tecnicamente a gestão e implementação das atividades dos Projetos de Fortalecimento da Assistência Farmacêutica (Termo de Cooperação

Leia mais

Líder em consultoria no agronegócio

Líder em consultoria no agronegócio MPRADO COOPERATIVAS mprado.com.br COOPERATIVAS 15 ANOS 70 Consultores 25 Estados 300 cidade s 500 clientes Líder em consultoria no agronegócio 3. Gestão empresarial 3.1 Gestão empresarial Objetivo: prover

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

Pitrez Informática MANUAL DA QUALIDADE. Norma NBR ISO 9001:2008

Pitrez Informática MANUAL DA QUALIDADE. Norma NBR ISO 9001:2008 Título Manual da Qualidade Folha: 1 de 20 Pitrez Informática MANUAL DA QUALIDADE Norma NBR ISO 9001:2008 Título Manual da Qualidade Folha: 2 de 20 Título Manual da Qualidade Folha: 3 de 20 Índice 1. Apresentação...

Leia mais

Gestão. Curso Superior de Tecnologia em Gestão da Qualidade. Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos

Gestão. Curso Superior de Tecnologia em Gestão da Qualidade. Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos da Qualidade Gestão O tecnólogo em Gestão da Qualidade é o profissional que desenvolve avaliação sistemática dos procedimentos, práticas e rotinas internas e externas de uma entidade, conhecendo e aplicando

Leia mais

Política de Patrocínio

Política de Patrocínio SUMÁRIO APRESENTAÇÃO...02 1. OBJETIVO INSTITUCIONAL...03 2. OBJETIVOS ESTRATÉGICOS...04 3. LINHAS DE ATUAÇÃO...05 3.1 Projetos prioritários...05 3.2 Projetos que não podem ser patrocinados...05 4. ABRANGÊNCIA...06

Leia mais

Instituto Euvaldo Lodi de Santa Catarina IEL/SC

Instituto Euvaldo Lodi de Santa Catarina IEL/SC Instituto Euvaldo Lodi de Santa Catarina IEL/SC Uma estrutura de apoio à Inovação Eliza Coral, Dr. Eng., PMP Outubro, 2010 Diretrizes Organizacionais Missão Contribuir para o desenvolvimento sustentável

Leia mais

MBA EM GESTÃO DO MARKETING ESTRATÉGICO - EMENTAS

MBA EM GESTÃO DO MARKETING ESTRATÉGICO - EMENTAS MBA EM GESTÃO DO MARKETING ESTRATÉGICO - EMENTAS Branding Corporativo O que é Branding. O que é uma marca. História da Marcas. Naming. Arquitetura de Marcas. Tipos de Marcas. Brand Equity. Gestão de Marcas/Branding.

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Fundamentos

Gerenciamento de Projetos Fundamentos Gerenciamento de Fundamentos MBA EM GESTÃO DE PROJETOS - EMENTAS Definição de Projeto. Contexto e Evolução do Gerenciamento de. Areas de conhecimento e os processos de gerenciamento do PMI - PMBoK. Ciclo

Leia mais

Visão estratégica e projetos futuros

Visão estratégica e projetos futuros Visão estratégica e projetos futuros 4 Encontro de Secretários Executivos de Sindicatos - FIESC 15 de setembro de 2010 PDA Visão Estratégica Panorama SC Projetos 2011 Objetivos Visão Estratégica 1/9 Mapa

Leia mais

A Parceria Apex-Brasil e RENAI

A Parceria Apex-Brasil e RENAI A Parceria Apex-Brasil e RENAI Mário Neves Coordenador-Geral da Rede Nacional de Informações sobre o Investimento Alexandre Petry Gerente de Promoção e Facilitação de Investimentos da Apex-Brasil Ciclo

Leia mais

Projeto Extensão Industrial Exportadora. Título da apresentação

Projeto Extensão Industrial Exportadora. Título da apresentação Título da apresentação DEFINIÇÃO: É um sistema de resolução de problemas técnico-gerenciais e tecnológicos que visa incrementar a competitividade e promover a cultura exportadora empresarial e estrutural

Leia mais

e) visa estabelecer diretrizes aplicáveis ao posicionamento estratégico de comunicação e marketing das entidades integrantes do Sicoob.

e) visa estabelecer diretrizes aplicáveis ao posicionamento estratégico de comunicação e marketing das entidades integrantes do Sicoob. 1. Esta Política Institucional de Comunicação e Marketing: Política Institucional de Comunicação e Marketing a) é elaborada por proposta da área de Comunicação e Marketing da Confederação Nacional das

Leia mais

Política de Sustentabilidade

Política de Sustentabilidade Seu futuro é o nosso compromisso. O presente documento visa trazer em seu conteúdo o posicionamento do INFRAPREV frente aos desafios propostos e impostos pelo desenvolvimento sustentável. Para formular

Leia mais

A estratégia do PGQP frente aos novos desafios. 40ª Reunião da Qualidade 09-10-2006 Eduardo Guaragna

A estratégia do PGQP frente aos novos desafios. 40ª Reunião da Qualidade 09-10-2006 Eduardo Guaragna A estratégia do PGQP frente aos novos desafios 40ª Reunião da Qualidade 09-10-2006 Eduardo Guaragna PROCESSO DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO MACROFLUXO ENTRADAS PARA O PROCESSO - Análise de cenários e conteúdos

Leia mais

Pós Graduação em Gestão Empresarial - Fundação Getúlio Vargas (FGV), finalizando.

Pós Graduação em Gestão Empresarial - Fundação Getúlio Vargas (FGV), finalizando. Fábio Ramos do Carmo Brasileiro, Casado, 35 anos Rua José Pinto Junior, 21 San Vale, Natal RN Telefone: (84) 9441-8355 E-mail: fabioramos.profissional@gmail.com OBJETIVO Atuar de forma eficiente e eficaz

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA (TR) GAUD 4.6.8 01 VAGA

TERMO DE REFERÊNCIA (TR) GAUD 4.6.8 01 VAGA INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA (TR) GAUD 4.6.8 01 VAGA 1 IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA Contratação de consultoria pessoa física para serviços de preparação

Leia mais

Seja um parceiro Xact Tecnologia e ofereça ao mercado nossas soluções, voltadas para gerenciamento total dos processos críticos do negócio.

Seja um parceiro Xact Tecnologia e ofereça ao mercado nossas soluções, voltadas para gerenciamento total dos processos críticos do negócio. Seja um parceiro Xact Tecnologia e ofereça ao mercado nossas soluções, voltadas para gerenciamento total dos processos críticos do negócio. Participe da rede de distribuição dos produtos exclusivos da

Leia mais

PORFOLIO DE SERVIÇOS. www.qualicall.com.br

PORFOLIO DE SERVIÇOS. www.qualicall.com.br PORFOLIO DE SERVIÇOS www.qualicall.com.br Visão O mercado industrial, de serviços e e-business reconhecerão a QUALICALL como uma empresa pequena, coesa e competitiva, porém muito grande na sua base de

Leia mais

Interact Solutions Apresentação do SA-Performance Manager. Por: Anderson Pereira Diretor de Negócios Unidade Excellence

Interact Solutions Apresentação do SA-Performance Manager. Por: Anderson Pereira Diretor de Negócios Unidade Excellence Interact Solutions Apresentação do SA-Performance Manager Por: Anderson Pereira Diretor de Negócios Unidade Excellence Interact Group Fundação: agosto / 1999 80 Colaboradores diretos 85 Colaboradores nas

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS Versão 2.0 09/02/2015 Sumário 1 Objetivo... 3 1.1 Objetivos Específicos... 3 2 Conceitos... 4 3 Princípios... 5 4 Diretrizes... 5 4.1

Leia mais

Propaganda. Agência DIS Propaganda Apresentação / Portfólio

Propaganda. Agência DIS Propaganda Apresentação / Portfólio Agência DIS Propaganda Apresentação / Portfólio A DIS Propaganda é uma agência de propaganda e marketing que há mais de 30 anos em atividade, vem construindo as marcas de seus clientes. Propaganda O nosso

Leia mais

1 Fórum de Educação a Distância do Poder Judiciário. Gestão de Projetos de EAD Conceber, Desenvolver e Entregar

1 Fórum de Educação a Distância do Poder Judiciário. Gestão de Projetos de EAD Conceber, Desenvolver e Entregar 1 Fórum de Educação a Distância do Poder Judiciário Gestão de Projetos de EAD Conceber, Desenvolver e Entregar Prof. Dr. Stavros Panagiotis Xanthopoylos stavros@fgv.br Brasília, 27 de novembro de 2009

Leia mais

A letra Q, símbolo do programa de qualidade no serviço público Gespública, pelo qual a Seplan é certificada, figura em todos os seus documentos.

A letra Q, símbolo do programa de qualidade no serviço público Gespública, pelo qual a Seplan é certificada, figura em todos os seus documentos. Q A letra Q, símbolo do programa de qualidade no serviço público Gespública, pelo qual a Seplan é certificada, figura em todos os seus documentos. É uma alusão à essência e ao compromisso da Secretaria

Leia mais

Gestão e melhoria de processos no Governo de Minas Gerais: trajetória e resultados alcançados. Palestrante: Vanice Cardoso Ferreira

Gestão e melhoria de processos no Governo de Minas Gerais: trajetória e resultados alcançados. Palestrante: Vanice Cardoso Ferreira Gestão e melhoria de processos no Governo de Minas Gerais: trajetória e resultados alcançados Palestrante: Vanice Cardoso Ferreira Agenda A trajetória da Gestão de Processos no Governo de Minas A trajetória

Leia mais

Avaliação da Gestão. Bruno Carvalho Palvarini

Avaliação da Gestão. Bruno Carvalho Palvarini Avaliação da Gestão Bruno Carvalho Palvarini Departamento de Inovação e Melhoria da Gestão Secretaria de Gestão Pública Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Origem dos Critérios de Excelência:

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Grupos de trabalho: formação Objetivo: elaborar atividades e

Leia mais

Elaboração dos documentos

Elaboração dos documentos Estudo de Caso Área de conhecimento Gerência de Escopo Projeto Correspondência Eletrônica nos Correios S.A. A Presidência dos Correios vislumbrou a possibilidade da Empresa apresentar aos seus clientes

Leia mais

Sistemas de Remuneração Tradicionais e a Remuneração Estratégica

Sistemas de Remuneração Tradicionais e a Remuneração Estratégica Sistemas de Remuneração Tradicionais e a Remuneração Estratégica por Camila Hatsumi Minamide* Vivemos em um ambiente com transformações constantes: a humanidade sofre diariamente mudanças nos aspectos

Leia mais

TEMPLATES DE REFERÊNCIA PARA PLANEJAMENTO DE PROJETOS DE INVESTIMENTO

TEMPLATES DE REFERÊNCIA PARA PLANEJAMENTO DE PROJETOS DE INVESTIMENTO TEMPLATES DE REFERÊNCIA PARA PLANEJAMENTO DE PROJETOS DE INVESTIMENTO Estratégia & Desempenho Empresarial Gerência de Análise e Acompanhamento de Projetos de Investimento Março 2010 SUMÁRIO 1. Introdução...

Leia mais

"A experiência da implantação do PMO na Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia" Marta Gaino Coordenadora PMO

A experiência da implantação do PMO na Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia Marta Gaino Coordenadora PMO "A experiência da implantação do PMO na Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia" Marta Gaino Coordenadora PMO Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia A Sefaz/BA é um órgão da Administração Pública Direta

Leia mais

GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS

GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS Graduação PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS Prepara os estudantes para o empreendedorismo e para a gestão empresarial. Com foco nas tendências

Leia mais

Fortus Consultoria Contábil Case Qualidade. Gestão de Resultados Solução Independente de Setor e Tamanho

Fortus Consultoria Contábil Case Qualidade. Gestão de Resultados Solução Independente de Setor e Tamanho Fortus Consultoria Contábil Case Qualidade Gestão de Resultados Solução Independente de Setor e Tamanho A Motivação da Busca de Programas de Qualidade 34 Experiência com manuais sobre qualidade em indústria

Leia mais

BRANDING BRAZILIAN FOOTWEAR COORDENAÇÃO:

BRANDING BRAZILIAN FOOTWEAR COORDENAÇÃO: BRANDING BRAZILIAN FOOTWEAR COORDENAÇÃO: PONTOS DE DIFERENÇA BRANDING ABORDAGEM E DISSEMINAÇÃO AGENDA BRANDING ABORDAGEM O QUE É BRANDING? WORKSHOPS (8 HORAS) 01 outubro 2009 Birigui/ SP 02 outubro 2009

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial. Conteúdo Programático. Administração Geral / 100h

Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial. Conteúdo Programático. Administração Geral / 100h Administração Geral / 100h O CONTEÚDO PROGRAMÁTICO BÁSICO DESTA DISCIPLINA CONTEMPLA... Administração, conceitos e aplicações organizações níveis organizacionais responsabilidades Escola Clássica história

Leia mais

www.libbra.net Porque Libbra? Porque Libbra? Empresas de todos os portes e segmentos sabem da importância da gestão de marketing, mas, muitas vezes ou não investem em uma estrutura ou estão com sua estrutura

Leia mais

.: Instrumentos de financiamento de apoio à competitividade no âmbito do Portugal 2020. 14 de Janeiro de 2015

.: Instrumentos de financiamento de apoio à competitividade no âmbito do Portugal 2020. 14 de Janeiro de 2015 14 de Janeiro de 2015 O que é o Portugal 2020? O Portugal 2020 é um Acordo de Parceria assinado entre Portugal e a Comissão Europeia, que reúne a atuação dos 5 fundos estruturais e de investimento europeus

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS 1. Objetivo geral: Apoiar tecnicamente a gestão e a implementação das atividades do Termo de Cooperação 78 - Expansão da Estratégia Stop

Leia mais

Partner Network. www.scriptcase.com.br

Partner Network. www.scriptcase.com.br www.scriptcase.com.br A Rede de Parceiros ScriptCase é uma comunidade que fortalece os nossos representantes em âmbito nacional, possibilitando o acesso a recursos e competências necessários à efetivação

Leia mais

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Justificativa: As transformações ocorridas nos últimos anos têm obrigado as organizações a se modificarem constantemente e de forma

Leia mais

DIRETRIZES DE FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/ NÓS PODEMOS

DIRETRIZES DE FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/ NÓS PODEMOS 1 DIRETRIZES DE FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/ NÓS PODEMOS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES E OBJETIVO DO MOVIMENTO 2 Artigo 1º O Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade/Nós

Leia mais

Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2

Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2 Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2 Miriam Regina Xavier de Barros, PMP mxbarros@uol.com.br Agenda Bibliografia e Avaliação 1. Visão Geral sobre o PMI e o PMBOK 2. Introdução

Leia mais

Diagnóstico de Competências para a Exportação

Diagnóstico de Competências para a Exportação Diagnóstico de Competências para a Exportação em Pequenas e Médias Empresas (PME) Guia de Utilização DIRECÇÃO DE ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL Departamento de Promoção de Competências Empresariais Índice ENQUADRAMENTO...

Leia mais

A. Conceito de Trade Marketing, responsabilidades, atividades, amplitude de atuação e limites

A. Conceito de Trade Marketing, responsabilidades, atividades, amplitude de atuação e limites 5 Conclusão Trade Marketing é um termo conhecido por grande parte dos profissionais das áreas comercial e de marketing, principalmente entre as indústrias de bens de consumo. Muitas empresas já incluíram

Leia mais

MANUAL DE APLICAÇÃO DA METODOLOGIA DE SEGMENTAÇÃO. Versão Novembro 2013

MANUAL DE APLICAÇÃO DA METODOLOGIA DE SEGMENTAÇÃO. Versão Novembro 2013 MANUAL DE APLICAÇÃO DA METODOLOGIA DE SEGMENTAÇÃO Versão Novembro 2013 1 Índice Página CAPÍTULO 1: POLÍTICA DE SEGMENTAÇÃO 03 1.1 Introdução 1.2 Objetivos 1.3 Níveis 1.4 Competências necessárias vs. benefícios

Leia mais

COMPETIR + Sistema de Incentivos para a Competitividade Empresarial

COMPETIR + Sistema de Incentivos para a Competitividade Empresarial Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada COMPETIR + Sistema de Incentivos para a Competitividade Empresarial Subsistemas Fomento da Base Económica de Exportação Desenvolvimento Local Empreendedorismo

Leia mais

Ementários. Disciplina: Gestão Estratégica

Ementários. Disciplina: Gestão Estratégica Ementários Disciplina: Gestão Estratégica Ementa: Os níveis e tipos de estratégias e sua formulação. O planejamento estratégico e a competitividade empresarial. Métodos de análise estratégica do ambiente

Leia mais

Canais de marketing. Trade Marketing. Trade Marketing. Trade marketing é uma ferramenta que atua diretamente em três níveis:

Canais de marketing. Trade Marketing. Trade Marketing. Trade marketing é uma ferramenta que atua diretamente em três níveis: Canais de marketing Prof. Ricardo Basílio ricardobmv@gmail.com Trade Marketing Trade Marketing Trade marketing é uma ferramenta que atua diretamente em três níveis: Distribuidores; Clientes; Ponto de venda.

Leia mais

Propaganda. Agência DIS Propaganda Apresentação / Portfólio

Propaganda. Agência DIS Propaganda Apresentação / Portfólio Agência DIS Propaganda Apresentação / Portfólio A DIS Propaganda é uma agência de propaganda e marketing que há mais de 28 anos em atividade vem construindo as marcas de seus clientes. Propaganda O nosso

Leia mais

POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO DO SISTEMA ELETROBRÁS. Sistema. Eletrobrás

POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO DO SISTEMA ELETROBRÁS. Sistema. Eletrobrás POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO DO SISTEMA ELETROBRÁS Sistema Eletrobrás Política de Logística de Suprimento do Sistema Eletrobrás POLÍTICA DE LOGÍSTICA DE SUPRIMENTO 4 POLÍTICA DE Logística de Suprimento

Leia mais

MANUAL DA QUALIDADE MQ SGQ 01-10

MANUAL DA QUALIDADE MQ SGQ 01-10 SUMÁRIO: Apresentação da ACEP 2 Missão da Empresa 3 Escopo e Justificativas de Exclusão 4 Comprometimento da Direção 5 Política da Qualidade 7 Objetivos de Qualidade 7 Fluxo de Processos 8 Organograma

Leia mais

Cód. Ref.: SOFT/EDL039/2012 2ª Chamada Consultoria Especializada PSVs. Campinas, 21 de dezembro de 2012.

Cód. Ref.: SOFT/EDL039/2012 2ª Chamada Consultoria Especializada PSVs. Campinas, 21 de dezembro de 2012. Cód. Ref.: SOFT/EDL039/2012 2ª Chamada Consultoria Especializada PSVs Campinas, 21 de dezembro de 2012. 2º CHAMADA EDITAL DE SELEÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA PARA APOIO À OPERAÇÃO DOS PORTFÓLIOS DE

Leia mais

POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE

POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE 1) OBJETIVOS - Apresentar de forma transparente as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e a gestão; - Fomentar e apoiar internamente

Leia mais

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO EXCELÊNCIA EM VENDAS

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO EXCELÊNCIA EM VENDAS Apresentação Atenta aos movimentos do mercado e ao cenário competitivo vivenciado pelas empresas e profissionais, a ADVB/RS atua na área de educação corporativa e oferece conhecimentos alinhado às principais

Leia mais

9 Plano de Marketing 9.1 Estratégias de Produto

9 Plano de Marketing 9.1 Estratégias de Produto 1 Sumário Executivo (O que é o plano de negócios) 2 Agradecimentos 3 Dedicatória 4 Sumário ( tópicos e suas respectivas páginas) 5 Administrativo - Introdução (O que foi feito no módulo administrativo)

Leia mais

SIMPROS 2001. Experiência de implantação da norma ISO 9001:2000 a partir da utilização da ISO/IEC TR 15504 (SPICE) para Melhoria de Processos

SIMPROS 2001. Experiência de implantação da norma ISO 9001:2000 a partir da utilização da ISO/IEC TR 15504 (SPICE) para Melhoria de Processos Experiência de implantação da norma ISO 9001:2000 a partir da utilização da ISO/IEC TR 15504 (SPICE) para Melhoria de Processos Adilson Sérgio Nicoletti Blumenau, SC - setembro de 2001 Conteúdo Apresentação

Leia mais

Justificativa da iniciativa

Justificativa da iniciativa Sumário Justificativa da iniciativa O que é o Framework? Apresentação básica de cada ferramenta Quais projetos serão avaliados por meio do Framework? Fluxo de avaliação Expectativas Justificativa da iniciativa

Leia mais

GESTÃO DE PROJETOS PARA A INOVAÇÃO

GESTÃO DE PROJETOS PARA A INOVAÇÃO GESTÃO DE PROJETOS PARA A INOVAÇÃO Indicadores e Diagnóstico para a Inovação Primeiro passo para implantar um sistema de gestão nas empresas é fazer um diagnóstico da organização; Diagnóstico mapa n-dimensional

Leia mais