TABELA 2.1 Requisitos do Windows Server 2012 Standard

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TABELA 2.1 Requisitos do Windows Server 2012 Standard"

Transcrição

1 2INSTALAÇÃO DE UM SERVIDOR 2012 Feita a apresentação das funcionalidades do Windows Server 2012, eis que chega a hora mais desejada: a da implementação do servidor. No entanto, não é de todo recomendável que tal tarefa prossiga sem um planeamento rigoroso. 2.1 PRÉ-REQUISITOS DE HARDWARE A primeira preocupação a ter no planeamento da implementação de um servidor a correr o Windows Server 2012 são os requisitos de hardware, independentemente de estarmos a planear a instalação de uma máquina física ou virtual. Tipicamente, cada lançamento de um novo sistema operativo da Microsoft introduz uma série de funcionalidades e melhoramentos, e isso traduzse na posse de hardware à altura. O Windows Server 2012 não é diferente e, sendo assim, é necessário analisar cuidadosamente as recomendações da Microsoft. Se verificar com atenção a lista de requisitos que acompanha o produto, certamente notará que existem os conceitos de mínimo e de recomendado. Se o seu objetivo for o de poupar algum dinheiro estará, decerto, inclinado a optar pela opção mínimo. Feita a instalação, poderá verificar que o sistema corre perfeitamente sobre uma configuração deste tipo, sem atrasos notórios. No entanto, visto que o Windows Server é um sistema modular, no qual podem ser implementadas ou ativadas novas funcionalidades, rapidamente esgotará as capacidades do seu servidor e o desempenho da sua rede será gravemente comprometido. E a configuração recomendada, será suficiente? Bem, depende do que pretende implementar no seu servidor. Se este correr apenas o Windows Server 2012, em princípio, será suficiente.

2 18 WINDOWS SERVER 2012 No entanto, ao longo do ciclo de vida do servidor, poderão ser instaladas outras aplicações, atualizações e Service Packs, e ser ativadas funcionalidades, pelo que deverá ter em conta estas situações quando decidir a configuração de hardware do servidor. Recomendamos, no mínimo, que garanta que a máquina possui alguma expansibilidade, sob pena de todo o sistema se tornar obsoleto rapidamente. Se ainda se lembra das edições disponíveis, abordadas no primeiro capítulo, também compreenderá que, à medida que vai subindo na escala de funcionalidades, também é compreensível que aumentem as exigências de equipamento. Estas exigências são agravadas caso pretenda implementar a tecnologia Hyper-V, e há que ter em consideração que poderemos ter máquinas virtuais, também elas com os seus requisitos próprios, a correr por debaixo do sistema operativo. Outras características há em que a configuração mínima e a recomendada são iguais, nomeadamente, ao nível de gráficos e dispositivos de multimédia, como o leitor de DVD. Isto deve-se ao facto de, habitualmente, estas funções não terem grande relevo num servidor de rede, ao contrário do que acontece numa estação de trabalho. A tabela 2.1 reflete o que acabou de ser explicado, no que diz respeito aos requisitos da versão Standard. Relembramos o que foi dito no capítulo 1 acerca do processador: o Windows Server 2012 não suporta processadores de 32 bits, também conhecidos por x86. O seu servidor deverá estar equipado com um ou mais processadores de 64 bits. ITEM MÍNIMO RECOMENDADO Processador 1,4 GHz 2 GHz Memória (Full Install) 512 Mb 2 Gb Memória (Server Core) 512 Mb 1 Gb Espaço em disco 32 Gb 48 Gb Sistema gráfico Super VGA Super VGA Diversos DVD, rato, teclado DVD, rato, teclado TABELA 2.1 Requisitos do Windows Server 2012 Standard

3 6GESTÃO DE CLIENTES DA REDE Após a configuração do servidor e a criação de alguns utilizadores e grupos, é chegado o momento de iniciar o funcionamento em rede. Neste capítulo, vamos demonstrar os passos necessários para o conseguir. 6.1 INTRODUÇÃO Já tínhamos visto que, quando usamos uma topologia de domínio, os clientes da rede são integrados na sua segurança e os utilizadores são validados centralmente. Já no caso dos grupos de trabalho, cada computador é autónomo e não há grandes configurações a fazer; basta apenas seguir algumas regras básicas. Neste capítulo, vamos exemplificar as diversas situações, em função do tipo de rede e do cliente em si. 6.2 CONTAS DE COMPUTADOR NO ACTIVE DIRECTORY Diz-se que um computador está integrado num domínio quando existe uma conta para o mesmo no Active Directory. Uma das formas de adicionar um computador ao domínio é criar a conta diretamente, com a ferramenta Active Directory Users and Computers [Utilizadores e computadores do Active Directory]. Neste caso, estamos a criar previamente uma conta, dando os dados da máquina cliente antes de a ligarmos ao domínio. Após abrir esta ferramenta, que já lhe é familiar, navegue até ao ramo Computers [Computadores], selecione a opção New e, de seguida, Computer [Novo, Computador], no menu Action [Ação]. É lançada uma janela semelhante à da figura 6.1.

4 184 WINDOWS SERVER 2012 FIGURA 6.1 Criação de uma conta de computador Depois, introduzimos o nome do computador e o nome NetBIOS, para garantia de compatibilidade. De seguida, devemos selecionar um grupo de utilizadores, ao qual vamos dar o poder de adicionar este novo computador ao domínio. Posteriormente, indicamos se esta conta de computador cliente se destina a uma máquina a correr um sistema anterior ao Windows Por último, pressionamos o botão OK e a conta é criada. Note que a criação de uma conta para um computador não o adiciona automaticamente ao domínio. Para o fazer, deverá fazer a configuração final na parte do cliente. Os pontos seguintes exemplificam situações deste tipo. 6.3 INTEGRAÇÃO DE MÁQUINAS WINDOWS 8 Neste passo, vamos integrar uma máquina a correr o Windows 8 no domínio. Quanto à conta da máquina no Active Directory, caso não a tenhamos ainda criado, a mesma será criada durante este processo. Esta é, aliás, a forma mais usual: quando configuramos o cliente, a conta ainda não existe.

5 GESTÃO DE CLIENTES DA REDE 185 Começando, no Windows 8, vamos ao Control Panel [Painel de Controlo] e selecionamos a opção System [Sistema]. Na janela de propriedades é exibida informação acerca do computador. Na figura 6.2 pode ver que o PC está incluído num grupo de trabalho chamado WORKGROUP. FIGURA 6.2 Propriedades do computador O que pretendemos é alterar esta informação e passar a ter a máquina como membro do domínio e-rosa.com. Para seguir em frente, selecione a opção Change settings [Alterar definições]. De seguida, indicamos o nome da máquina e do domínio onde a vamos integrar. Quando terminado, pressione o botão OK. É, então, feita uma tentativa de encontrar o servidor de domínio correspondente. Caso este seja encontrado, é-lhe pedida a introdução de credenciais com autorização para criar a conta para o computador no Active Directory. Estes passos estão ilustrados nas figuras 6.3 e 6.4.

6 350 WINDOWS SERVER 2012 quatro redes. A fórmula de cálculo para determinar quantas redes podemos criar em função dos bits usados desta forma é (2 n -2), em que n é o número de bits. Assim, se usarmos 1 bit teremos 0 redes, com 2 bits teremos 2 redes, com 3 bits teremos 6 redes e por aí adiante. Por este cálculo, vemos que iremos utilizar 3 bits, pois com apenas 2 não seria possível obter 2 subnets. Embora os números costumem ser uma matéria complicada, neste caso ajudam-nos a compreender melhor o que foi explicado. Vamos começar por reduzir a binário o endereço original ( com Subnet Mask ) sem nos preocuparmos, para já, com a questão do subnetting. A decomposição do endereço IP é mostrada na tabela º OCTETO 2.º OCTETO 3.º OCTETO 4.º OCTETO DECIMAL SUBNET MASK ENDEREÇO IP TABELA 13.2 Endereços na forma binária De acordo com o cálculo efetuado anteriormente, vamos usar 3 bits do Host ID no Network ID. Assim, vamos alterar o 3º octeto da Subnet Mask de para Em relação ao 3º octeto do endereço IP, combinando todas as possibilidade de 0 e 1 teremos o seguinte: 000, 001, 010, 011, 100, 101, 110 e 111, o que resulta num total de oito combinações. Mas, segundo as regras, as combinações 000 e 111 não são válidas (daí o -2 na fórmula). Vamos voltar a fazer a tabela com os novos dados, sublinhando as diferenças em relação à tabela º OCTETO 2.º OCTETO 3.º OCTETO 4.º OCTETO DECIMAL SUBNET MASK SUBNET SUBNET SUBNET SUBNET SUBNET SUBNET TABELA 13.3 Cálculo das subnets

7 25SERVIÇOS DE TERMINAL Os serviços de terminal do Windows Server 2012 permitem-nos correr programas num servidor a partir de uma máquina remota, como se estivéssemos fisicamente à frente do mesmo SERVIÇOS DE TERMINAL Este conceito de trabalho, introduzido em sistemas Windows numa versão especial do Windows NT, o Terminal Server Edition, e incluído no Windows 2000 como componente opcional, é uma recuperação da filosofia das mainframes e dos primeiros sistemas UNIX, em que um servidor central com altas capacidades de processamento servia terminais sem essa mesma capacidade ADMINISTRAÇÃO REMOTA OU SERVIDOR DE APLICAÇÕES Os serviços de terminal do Windows Server 2012 podem ser utilizados em duas vertentes. Na mais simples, será para administração remota de um ou mais servidores. Um administrador da rede pode puxar para uma máquina o ambiente de trabalho do servidor e fazer praticamente tudo como se estivesse, de facto, em frente ao servidor. Este tipo de utilização não pressupõe a aquisição de licenças adicionais, nem a instalação de componentes de software no servidor. A segunda vertente de utilização consiste em instalar as aplicações de trabalho no servidor e utilizá-las remotamente. Duas consequências deste tipo de utilização são facilmente percetíveis. Por um lado, visto o processamento pesado ficar a cargo do servidor, os postos clientes podem ser máquinas baratas e, melhor do que isso, não vão exigir um upgrade passado algum tempo. É claro que o servidor exigirá esses cuidados, mas apenas o servidor.

8 578 WINDOWS SERVER 2012 Uma segunda vantagem consiste na facilidade de administração, visto que um administrador pode, a partir de qualquer máquina com o serviço instalado, abrir uma sessão no servidor e executar tarefas de configuração das aplicações, exatamente como se estivesse à frente do servidor (tal como na administração remota). Ao contrário da administração remota, este tipo de utilização implica a aquisição de licenças para os serviços de terminal e a instalação de componentes adicionais. Existe ainda uma terceira grande vantagem neste serviço, embora não seja tão percetível à primeira vista: tudo isto pode ser implementado sem grandes requisitos ao nível da rede, pois os serviços de terminal funcionam perfeitamente mesmo quando a largura de banda é limitada CONFIGURAÇÃO DOS SERVIÇOS DE TERMINAL PARA ADMINISTRAÇÃO REMOTA A configuração dos serviços de terminal para permitir a administração remota faz-se sem a instalação de software adicional, bastando apenas ativar as permissões necessárias. Para ativar esta opção, deve fazer um clique com o botão direito do rato no ícone Computer [Computador] no Explorador do Windows e selecionar a opção Properties [Propriedades]. De seguida, deve carregar o item Remote settings [Definições remotas]. Surge então uma janela, semelhante à da figura 25.1, onde pode, ou não, autorizar o acesso remoto ao servidor. A primeira opção não permite acesso remoto ao servidor, enquanto as restantes permitem. No entanto, a segunda é mais liberal do que a terceira, pois permite a ligação a partir de qualquer cliente remote desktop, enquanto a terceira apenas o permite se usarmos um cliente seguro, como a versão incluída com o Windows Vista ou posterior. Para outros sistemas operativos, este cliente também pode ser instalado à parte. Finalmente, para restringir o acesso ao serviço, pode ainda definir quais os grupos ou utilizadores que o podem utilizar.

9 VIRTUALIZAÇÃO 599 entre o hardware e o sistema operativo do host. As máquinas virtuais e o host são instalados em partições diferentes, mas acedem ao hardware da mesma forma e democraticamente BENEFÍCIOS DA VIRTUALIZAÇÃO A utilidade mais evidente da utilização de máquinas virtuais é nos ambientes de testes. O conforto de poder usar uma máquina virtual em vez de uma máquina física é evidente. Um disco rígido de uma máquina virtual não é mais do que um ficheiro com extensão vhd numa máquina real, o que o torna suficientemente portátil para poder ser ligado numa outra máquina qualquer sem a necessidade de reconfigurar o sistema operativo. No caso de estarmos a testar uma aplicação a correr em cima de um determinado sistema operativo e se tiver tido o cuidado de guardar a versão do ficheiro vhd em vigor entre a instalação do sistema operativo e da aplicação a testar, podemos reverter à situação original sem a necessidade de reinstalar o sistema operativo. Testar o ambiente de vários sistemas operativos em rede? Sem nenhum problema, podemos criar uma rede de máquinas virtuais dentro da nossa máquina, desde que o hardware real garanta as exigências de uma configuração deste tipo. Esta rede de máquinas virtuais pode ser isolada da rede real ou, pelo contrário, fazer parte da mesma. Com o desenvolver desta tecnologia, a virtualização tem vindo a assumir um papel importante em ambiente de produção. Imagine que tem uma versão de um programa antigo, mas ainda necessário, que não corre no Windows 8. A solução pode passar por instalar uma máquina virtual com o Windows 3.1 dentro do 8 e, a partir daí, correr a sua aplicação. Imagine que, na sua empresa, há necessidade de ter um servidor Windows e um Linux. Ao invés de adquirir duas máquinas e de ter as duas a consumir energia elétrica, pode implementar uma solução de virtualização. Claro que, neste caso, a máquina real tem de ter capacidade suficiente para aguentar os dois sistemas em funcionamento, mas isso, muitas vezes, requer apenas acrescentar memória.

10 600 WINDOWS SERVER 2012 Instalações modernas de soluções de virtualização assentam em clusters de elevado desempenho, com os recursos dos diversos nós a serem geridos de forma automática e eficaz INSTALAÇÃO DO HYPER-V O Hyper-V vem incluído no Windows Server 2012 e é instalado como uma role. Assim, teremos de ir ao Server Manager [Gestor de servidor] selecionar a opção de adição de roles e, na lista, selecionar o Hyper-V (figura 26.1). FIGURA 26.1 Instalação do Hyper-V Na janela ilustrada na figura 26.2, devemos selecionar as placas de rede usadas, para garantir o funcionamento das máquinas virtuais em rede. As máquinas virtuais que criar no futuro podem usar esta interface para comunicar em rede, não só entre si, mas também com o sistema anfitrião e até com o resto da rede. Feita a configuração necessária, podem até comunicar com redes remotas e ligar à Internet, por exemplo. Após a seleção, pressione o botão Next [Seguinte].

TABELA 3.1 Requisitos do Windows Server 2008 Standard

TABELA 3.1 Requisitos do Windows Server 2008 Standard 3 3INSTALAÇÃO DE UM SERVIDOR 2008 Feita a apresentação das funcionalidades do Windows Server 2008, eis que chega a hora mais desejada: a da implementação do nosso servidor. No entanto não é de todo recomendável

Leia mais

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial 2 1. O Sistema PrinterTux O Printertux é um sistema para gerenciamento e controle de impressões. O Produto consiste em uma interface web onde o administrador efetua o cadastro

Leia mais

HOW TO Procedimento para instalar Aker Firewall virtualizado no ESXi 5.0

HOW TO Procedimento para instalar Aker Firewall virtualizado no ESXi 5.0 Procedimento para instalar virtualizado no Página: 1 de 15 Introdução Este documento abordará os procedimentos necessários para instalar o (AFW) virtualizado em um servidor ESXi. Será compreendido desde

Leia mais

Acronis Backup & Recovery 10 Advanced Server Virtual Edition

Acronis Backup & Recovery 10 Advanced Server Virtual Edition Acronis Backup & Recovery 10 Advanced Server Virtual Edition Manual de introdução rápido Este documento descreve a forma de instalar e começar a utilizar o Acronis Backup & Recovery 10 Advanced Server

Leia mais

Guia de funcionamento do projector em rede

Guia de funcionamento do projector em rede Guia de funcionamento do projector em rede Tabela de conteúdos Preparação...3 Ligar o projector ao seu computador...3 Ligação sem fios (para alguns modelos)... 3 QPresenter...5 Requisitos mínimos do sistema...5

Leia mais

Seu manual do usuário ACRONIS ACRONIS BACKUP AND RECOVERY 10 ADVANCED SERVER VIRTUAL EDITION http://pt.yourpdfguides.

Seu manual do usuário ACRONIS ACRONIS BACKUP AND RECOVERY 10 ADVANCED SERVER VIRTUAL EDITION http://pt.yourpdfguides. Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para ACRONIS ACRONIS BACKUP AND RECOVERY 10. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas

Leia mais

Manual de actualização passo a passo do Windows 8 CONFIDENCIAL 1/53

Manual de actualização passo a passo do Windows 8 CONFIDENCIAL 1/53 Manual de passo a passo do Windows 8 CONFIDENCIAL 1/53 Índice 1. 1. Processo de configuração do Windows 8 2. Requisitos do sistema 3. Preparativos 2. Opções de 3. 4. 5. 6. 1. Personalizar 2. Sem fios 3.

Leia mais

Relatório de Instalação do Windows 2003 Server

Relatório de Instalação do Windows 2003 Server Curso Profissional de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos Relatório de Instalação do Windows 2003 Server Instalação do Windows 2003 Server quarta-feira, 3 de dezembro de 2013 Índice Introdução...

Leia mais

First Step Linux. Instalação do VirtualBox Para instalar o software VirtualBox siga os seguintes passos :

First Step Linux. Instalação do VirtualBox Para instalar o software VirtualBox siga os seguintes passos : First Step LINUX First Step Linux Experimente o Linux É possível experimentar o Linux sem alterar o sistema operativo actual do seu computador. Com o software Virtual Box consegue criar um ambiente virtual

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática. Sistema Operacional Proprietário Windows Prof. Walter Travassos

FTIN Formação Técnica em Informática. Sistema Operacional Proprietário Windows Prof. Walter Travassos FTIN Formação Técnica em Informática Sistema Operacional Proprietário Windows Prof. Walter Travassos Aula 01 SISTEMA OPERACIONAL PROPRIETÁRIO WINDOWS Competências do Módulo Instalação e configuração do

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO NComputing Brasil - #110502 Instalando o Oracle Virtualbox 4.0.2 e Criando uma VM Windows Server 2008 no Virtualbox O que é virtualbox? O virtualbox é um aplicativo de virtualização multi-plataforma

Leia mais

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) NOVEMBRO/2010

COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) NOVEMBRO/2010 PROCEDIMENTOS PARA CRIAÇÃO DE MÁQUINAS VIRTUAIS COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) NOVEMBRO/2010 Rua do Rouxinol, N 115 / Salvador Bahia CEP: 41.720-052 Telefone: (71) 3186-0001. Email: cotec@ifbaiano.edu.br

Leia mais

Acronis Servidor de Licença. Manual do Utilizador

Acronis Servidor de Licença. Manual do Utilizador Acronis Servidor de Licença Manual do Utilizador ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 1.1 Descrição geral... 3 1.2 Política de licenças... 3 2. SISTEMAS OPERATIVOS SUPORTADOS... 4 3. INSTALAR O SERVIDOR DE LICENÇA

Leia mais

MicrovixPOS Requisitos, Instalação e Execução

MicrovixPOS Requisitos, Instalação e Execução MicrovixPOS Requisitos, Instalação e Execução Autor Público Alvo Rodrigo Cristiano dos Santos Suporte Técnico, Consultoria e Desenvolvimento. Histórico Data 13/06/2012 Autor Rodrigo Cristiano Descrição

Leia mais

Software de monitoramento Módulo CONDOR CFTV V1 R1

Software de monitoramento Módulo CONDOR CFTV V1 R1 Software de monitoramento Módulo CONDOR CFTV V1 R1 Versão 30/06/2014 FOR Segurança Eletrônica Rua dos Lírios, 75 - Chácara Primavera Campinas, SP (19) 3256-0768 1 de 12 Conteúdo A cópia total ou parcial

Leia mais

Instruções de Instalacão

Instruções de Instalacão Instruções de Instalacão para Surf-Control, o esperto software quiosque, inclusive Safety- Control, assim como os correspondentes validadores de moedas. 1.) Pré-requisitos para a instalação 2.) Informações

Leia mais

Capítulo 1: Introdução

Capítulo 1: Introdução Capítulo 1: Introdução 1.1 Conteúdo da embalagem Quando receber a sua TVGo A03, certifique-se que os seguintes itens se encontram na embalagem da Mini Super TV USB. TVGo A03 CD do controlador Controlo

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO do aremoto

MANUAL DE OPERAÇÃO do aremoto MANUAL DE OPERAÇÃO do aremoto V1.00 UTILIZAÇÃO DO PROGRAMA Outubro 30, 2004 www.imsi.pt Código #MOaR01 EMPRESA Código Documento MOAR01 Sobre a utilização do programa de assistência remota Versão Elaborado

Leia mais

- Sistema operativo Windows Server -

- Sistema operativo Windows Server - AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOÃO DE BARROS 1.1. Instalação, configuração e gestão de sistemas de rede local - Sistema operativo Windows Server - 1.1. Instalação, configuração e gestão de sistemas de rede local

Leia mais

Guia de Prática. Windows 7 Ubuntu 12.04

Guia de Prática. Windows 7 Ubuntu 12.04 Guia de Prática Windows 7 Ubuntu 12.04 Virtual Box e suas interfaces de rede Temos 04 interfaces de rede Cada interface pode operar nos modos: NÃO CONECTADO, que representa o cabo de rede desconectado.

Leia mais

Guia de instalação do Sugar CRM versão open source no Microsoft Windows XP

Guia de instalação do Sugar CRM versão open source no Microsoft Windows XP Guia de instalação do Sugar CRM versão open source no Microsoft Windows XP Noilson Caio Teixeira de Araújo Sugar CRM é um software de código fonte aberto (open source) que permite uma organização para

Leia mais

TUTORIAL VMWARE WORKSTATION 8. Aprenda a instalar e configurar corretamente uma máquina virtual utilizando VMware Workstation com este tutorial

TUTORIAL VMWARE WORKSTATION 8. Aprenda a instalar e configurar corretamente uma máquina virtual utilizando VMware Workstation com este tutorial TUTORIAL VMWARE WORKSTATION 8 Aprenda a instalar e configurar corretamente uma máquina virtual utilizando VMware Workstation com este tutorial INTRODUÇÃO O uso de máquinas virtuais pode ser adequado tanto

Leia mais

Referencial do Módulo B

Referencial do Módulo B 1 Referencial do Módulo B Liga, desliga e reinicia correctamente o computador e periféricos, designadamente um scanner; Usa o rato: aponta, clica, duplo-clique, selecciona e arrasta; Reconhece os ícones

Leia mais

DHCP no Windows Server

DHCP no Windows Server no Windows Server João Medeiros (joao.fatern@gmail.com) 1 / 23 Visão Geral Visão Geral Configuração da rede do Servidor servidor servidor servidor servidor Configurando a rede do servidor Adicionando e

Leia mais

MANUAL CFTV DIGITAL - LINHA LIGHT 16 CANAIS 120 FPS / VID 120-LI CONFIGURAÇÃO DO COMPUTADOR 16 Canais - 120 FPS Processador Dual Core 2.0GHZ ou superior; Placa Mãe Intel ou Gigabyte com chipset Intel;

Leia mais

Instalando software MÉDICO Online no servidor

Instalando software MÉDICO Online no servidor Instalando software MÉDICO Online no servidor A máquina denominada Servidora é a que armazenará o banco de dados do software (arquivo responsável pelas informações inseridas), compartilhando com as demais

Leia mais

Data de Aplicação. Instalação e Configuração do IIS Internet Information Services

Data de Aplicação. Instalação e Configuração do IIS Internet Information Services FICHA TÉCNICA Exercício nº 2 NOME DO EXERCÍCIO DESTINATÁRIOS Duração Pré Requisitos Recursos / Equipamentos Orientações Pedagógicas Instalação e Configuração do IIS Internet Information Services 90 minutos

Leia mais

FAT32 ou NTFS, qual o melhor?

FAT32 ou NTFS, qual o melhor? FAT32 ou NTFS, qual o melhor? Entenda quais as principais diferenças entre eles e qual a melhor escolha O que é um sistema de arquivos? O conceito mais importante sobre este assunto, sem sombra de dúvidas,

Leia mais

Servidores Virtuais. Um servidor à medida da sua empresa, sem investimento nem custos de manutenção.

Servidores Virtuais. Um servidor à medida da sua empresa, sem investimento nem custos de manutenção. es Virtuais Um servidor à medida da sua empresa, sem investimento nem custos de manutenção. O que são os es Virtuais? Virtual é um produto destinado a empresas que necessitam de um servidor dedicado ligado

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalação Sumário 1. Sobre este documento...3 2. Suporte técnico...3 3. Requisitos de hardware...3 3.1. Estação...3 3.2. Servidor...4 4. Instalação...4 4.1. Instalação do Group Folha no servidor...6

Leia mais

Virtualização - Montando uma rede virtual para testes e estudos de serviços e servidores

Virtualização - Montando uma rede virtual para testes e estudos de serviços e servidores Virtualização - Montando uma rede virtual para testes e estudos de serviços e servidores Este artigo demonstra como configurar uma rede virtual para ser usada em testes e estudos. Será usado o VirtualBox

Leia mais

Como instalar o sistema operacional pfsense no Citrix Xen Server

Como instalar o sistema operacional pfsense no Citrix Xen Server Como instalar o sistema operacional pfsense no Citrix Xen Server Autor: Eder S. G. - edersg@vm.uff.br Versão: 1.2 Data: 21/11/2012 Última atualização: 07/03/2013 Observação: Máquina real: Sistema operacional

Leia mais

Apresentação de SISTEMAS OPERATIVOS

Apresentação de SISTEMAS OPERATIVOS Apresentação de SISTEMAS OPERATIVOS Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos MÓDULO III Sistema Operativo Servidor Duração: 52 tempos Conteúdos (1) Efectuar o levantamento

Leia mais

Linux Caixa Mágica 14. Como Gravar um Live CD. http://www.caixamagica.pt. Julho 2009 Versão 1.1

Linux Caixa Mágica 14. Como Gravar um Live CD. http://www.caixamagica.pt. Julho 2009 Versão 1.1 Linux Caixa Mágica 14 Como Gravar um Live CD http://www.caixamagica.pt Julho 2009 Versão 1.1 Índice 1. Introdução...3 2. Gravar um Live CD em sistemas Linux...3 2.1. Verificação da Integridade da Imagem

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05. Prof. André Lucio

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05. Prof. André Lucio FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05 Prof. André Lucio Competências da aula 5 Backup. WSUS. Serviços de terminal. Hyper-v Aula 04 CONCEITOS DO SERVIÇO DE BACKUP

Leia mais

Instalação de máquina virtual em Linux e MAC OSX. Serviços Informáticos. Unidade de Microinformática e Suporte ao Utilizador

Instalação de máquina virtual em Linux e MAC OSX. Serviços Informáticos. Unidade de Microinformática e Suporte ao Utilizador Instalação de máquina virtual em Linux e MAC OSX Serviços Informáticos Unidade de Microinformática e Suporte ao Utilizador Instituto Politécnico de Leiria Versão: 1.0 08-03-2011 Controlo do Documento Autor

Leia mais

Guia de configuração do software

Guia de configuração do software Guia de configuração do software ANTES DE INSTALAR O SOFTWARE CONFIGURAÇÃO NUM AMBIENTE WINDOWS CONFIGURAÇÃO NUM AMBIENTE MACINTOSH RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS Obrigado por ter adquirido este produto. Este

Leia mais

Monitor Wall 4.0. Manual de Instalação e Operação

Monitor Wall 4.0. Manual de Instalação e Operação Monitor Wall 4.0 pt Manual de Instalação e Operação Monitor Wall 4.0 Índice pt 3 Índice 1 Introdução 4 1.1 Sobre este manual 4 1.2 Convenções neste manual 4 1.3 Requisitos mínimos de Instalação e Operação

Leia mais

Realizado por: Fábio Rebeca Nº6. Iuri Santos Nº8. Telmo Santos Nº23

Realizado por: Fábio Rebeca Nº6. Iuri Santos Nº8. Telmo Santos Nº23 Realizado por: Fábio Rebeca Nº6 Iuri Santos Nº8 Telmo Santos Nº23 1 Tutorial de instalação e partilha de ficheiros no Ubuntu Índice Índice... 1 Introdução... 2 Material que iremos utilizar... 3 Instalação

Leia mais

Manual de Instalação ProJuris8

Manual de Instalação ProJuris8 Manual de Instalação ProJuris8 Sumário 1 - Requisitos para a Instalação... 3 2 - Instalação do Firebird.... 4 3 - Instalação do Aplicativo ProJuris 8.... 8 4 - Conexão com o banco de dados.... 12 5 - Ativação

Leia mais

4.3. Manual de instalação do Libre Office 4.3. Desenvolvido por: Vitor Gabriel Coimbra Farias

4.3. Manual de instalação do Libre Office 4.3. Desenvolvido por: Vitor Gabriel Coimbra Farias 4.3 Manual de instalação do Libre Office 4.3 Desenvolvido por: Vitor Gabriel Coimbra Farias Setembro de 2014 2 Indíce 1. Objetivos Deste Manual...3 2. Pré-Requisitos...3 3. Download...4 4.Instalação...7

Leia mais

STK (Start Kit DARUMA) Conectando-se diretamente a sua aplicação via TS com o MT1000 Daruma

STK (Start Kit DARUMA) Conectando-se diretamente a sua aplicação via TS com o MT1000 Daruma STK (Start Kit DARUMA) Conectando-se diretamente a sua aplicação via TS com o MT1000 Daruma Neste STK apresentaremos como configurar seu servidor Windows 2008 R2 para abrir diretamente sua aplicação ao

Leia mais

Sistemas Operacionais. Curso Técnico Integrado Profa: Michelle Nery

Sistemas Operacionais. Curso Técnico Integrado Profa: Michelle Nery Sistemas Operacionais Curso Técnico Integrado Profa: Michelle Nery Conteúdo Programático Virtual Box Instalação do Virtual Box Instalação do Extension Pack Criando uma Máquina Virtual Instalando o Windows

Leia mais

Megaexpansão, Ensino e Formação Profissional em Novas Tecnologias, Lda. Rua Praça de Touros, 26 2500-167 Caldas da Rainha

Megaexpansão, Ensino e Formação Profissional em Novas Tecnologias, Lda. Rua Praça de Touros, 26 2500-167 Caldas da Rainha Megaexpansão, Ensino e Formação Profissional em Novas Tecnologias, Lda. Rua Praça de Touros, 26 2500-167 Caldas da Rainha Curso: EFA NS Técnico de Informática - Sistemas Área de Formação: Ciências Informáticas

Leia mais

SECRETARIA DA JUSTIÇA E DEFESA DA CIDADANIA FUNDAÇÃO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR - PROCON/SP MANUAL DE INSTALAÇÃO DO SISTEMA

SECRETARIA DA JUSTIÇA E DEFESA DA CIDADANIA FUNDAÇÃO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR - PROCON/SP MANUAL DE INSTALAÇÃO DO SISTEMA MANUAL DE INSTALAÇÃO DO SISTEMA 1. INTRODUCÃO Este manual tem como objetivo orientar o usuário durante o processo de instalação do SIGA Sistema Global de Atendimento. 2 de 27 2. PRÉ-REQUISITOS DE INSTALAÇÃO

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V 1- Visão Geral Neste manual você aprenderá a instalar e fazer a configuração inicial do seu firewall Netdeep

Leia mais

NetOp Remote Control. Versão 7.65. Adenda ao Manual

NetOp Remote Control. Versão 7.65. Adenda ao Manual NetOp Remote Control Versão 7.65 Adenda ao Manual Mover a perícia - não as pessoas 2003 Danware Data A/S. Todos os direitos reservados Revisão do Documento: 2004009 Por favor, envie os seus comentários

Leia mais

2.1.10. Trabalhar com CDs e DVDs

2.1.10. Trabalhar com CDs e DVDs 2.1.10. Trabalhar com CDs e DVDs Os procedimentos utilizados para gravar informação num CD ou num DVD variam conforme a forma como estes forem formatados. A formatação é efectuada em discos vazios e consiste

Leia mais

Introdução a Informática - 1º semestre AULA 02 Prof. André Moraes

Introdução a Informática - 1º semestre AULA 02 Prof. André Moraes Introdução a Informática - 1º semestre AULA 02 Prof. André Moraes 3 MÁQUINAS VIRTUAIS Em nossa aula anterior, fizemos uma breve introdução com uso de máquinas virtuais para emularmos um computador novo

Leia mais

Figura 1 - Tal como sugerido pressione qualquer tecla do seu teclado

Figura 1 - Tal como sugerido pressione qualquer tecla do seu teclado Windows 7 Ainda usa o windows Vista, ou mesmo o Xp?Não estará na hora de fazer um upgrade?pois claro que está, se não, não estaria agora a ler este tutorial. Ao contrário do Windows Vista, o 7 está muito

Leia mais

VeeamZIP - Ferramenta gratuita para backup a máquinas virtuais.

VeeamZIP - Ferramenta gratuita para backup a máquinas virtuais. VeeamZIP - Ferramenta gratuita para backup a máquinas virtuais. INTRODUÇÃO É sempre positivo quando um produtor de software oferece versões gratuitas de real utilidade. Quando o produtor em causa é uma

Leia mais

Pesquisa e organização de informação

Pesquisa e organização de informação Pesquisa e organização de informação Capítulo 3 A capacidade e a variedade de dispositivos de armazenamento que qualquer computador atual possui, tornam a pesquisa de informação um desafio cada vez maior

Leia mais

Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas O conteúdo deste documento tem como objetivos geral introduzir conceitos mínimos sobre sistemas operacionais e máquinas virtuais para posteriormente utilizar

Leia mais

Power Systems. Monitorizar o ambiente de virtualização

Power Systems. Monitorizar o ambiente de virtualização Power Systems Monitorizar o ambiente de virtualização Power Systems Monitorizar o ambiente de virtualização Nota Antes de utilizar as informações contidas nesta publicação, bem como o produto a que se

Leia mais

AULA 10 TUTORIAL VIRTUALBOX

AULA 10 TUTORIAL VIRTUALBOX AULA 10 TUTORIAL VIRTUALBOX 1 Sumário Tutorial VirtualBox - Configurações e Utilização... 3 Requisitos Mínimos... 3 Compatibilidade... 3 Download... 3 Instalação do VirtualBox... 4 Criando a Máquina Virtual

Leia mais

INSTALANDO E CONFIGURANDO O ACTIVE DIRECTORY NO WINDOWS SERVER 2008

INSTALANDO E CONFIGURANDO O ACTIVE DIRECTORY NO WINDOWS SERVER 2008 INSTALANDO E CONFIGURANDO O ACTIVE DIRECTORY NO WINDOWS SERVER 2008 Objetivo Esse artigo tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o Active Directory no Windows Server 2008. Será também apresentado

Leia mais

Manual de Instalação Corporate

Manual de Instalação Corporate Manual de Instalação Corporate Sumário 1. Sobre este documento...3 2. Suporte técnico...3 3. Requisitos de hardware...3 3.1. Estação...3 3.2. Servidor...4 4. Instalação...4 4.1. Instalação do Imobiliária21

Leia mais

Manual de Instalação Digital Signage Versão 5.39.445

Manual de Instalação Digital Signage Versão 5.39.445 Manual de Instalação Digital Signage Versão 5.39.445 Versão 3.5 11 de Abril de 2013 Copyright 2008 BroadNeeds Rev. 20130411 Pagina 1 de 25 1. INTRODUÇÃO... 3 2. REQUISITOS NECESSÁRIOS... 3 3. INSTALAÇÃO

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS FUNDAMENTOS DE Visão geral sobre o Active Directory Um diretório é uma estrutura hierárquica que armazena informações sobre objetos na rede. Um serviço de diretório,

Leia mais

Qlik Sense Desktop. Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados.

Qlik Sense Desktop. Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik Sense Desktop Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik, QlikTech,

Leia mais

Manual de Boas Práticas na Utilização Laboratorial. Manual de Boas Práticas Na Utilização Laboratorial

Manual de Boas Práticas na Utilização Laboratorial. Manual de Boas Práticas Na Utilização Laboratorial Manual de Boas Práticas Na Utilização Laboratorial Índice 1. Utilização de máquinas virtuais... 3 1.1. Manuseamento da máquina virtual Windows... 5 2. Sabe que pode utilizar a projecção em simultâneo com

Leia mais

Data de Aplicação. Rede Local e Segurança Informática Básica

Data de Aplicação. Rede Local e Segurança Informática Básica FICHA TÉCNICA Exercício nº 9 NOME DO EXERCÍCIO DESTINATÁRIOS Duração Pré Requisitos Recursos / Equipamentos Orientações Pedagógicas OBJECTIVOS Resultado Esperado Rede Local e Segurança Informática Básica

Leia mais

MANUAL INSTALAÇÃO GESPOS WINDOWS

MANUAL INSTALAÇÃO GESPOS WINDOWS MANUAL INSTALAÇÃO GESPOS WINDOWS A instalação do Gespos para Windows deverá ser feita no Windows 98 Segunda Edição ou superior. Independentemente do Sistema Operativo, antes de proceder à instalação da

Leia mais

Sistema Operacional Unidade 4.2 - Instalando o Ubuntu Virtualizado

Sistema Operacional Unidade 4.2 - Instalando o Ubuntu Virtualizado Sistema Operacional Unidade 4.2 - Instalando o Ubuntu Virtualizado Curso Técnico em Informática SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 CRIAÇÃO DA MÁQUINA VIRTUAL... 3 Mas o que é virtualização?... 3 Instalando o VirtualBox...

Leia mais

Criando um PC virtual

Criando um PC virtual Criando um PC virtual Microsoft Virtual PC Introdução Se você não sabe o que é virtualização de PCs, ou nem tem idéia dos inúmeros benefícios trazidos por essa técnica, recomendo ler esta introdução feita

Leia mais

Agente local Aranda GNU/Linux. [Manual Instalación] Todos los derechos reservados Aranda Software www.arandasoft.com [1]

Agente local Aranda GNU/Linux. [Manual Instalación] Todos los derechos reservados Aranda Software www.arandasoft.com [1] Todos los derechos reservados Aranda Software www.arandasoft.com [1] Introdução O Agente Aranda para sistemas Linux se encarrega de coletar as seguintes informações em cada uma das estações de trabalho

Leia mais

INSTALANDO O WINDOWS SERVER 2008

INSTALANDO O WINDOWS SERVER 2008 INSTALANDO O WINDOWS SERVER 2008 Objetivo Esse artigo tem como objetivo demonstrar como instalar o Windows Server 2008 no Microsoft Virtual Server 2005 R2 de forma rápida e fácil. Nesse artigo não abordaremos

Leia mais

Instalação do Windows Server 2008

Instalação do Windows Server 2008 Instalação do Windows Server 2008 Seg, 27 de Outubro de 2008 17:34 Escrito por Daniel Donda Tw eetar 0 Like 0 A instalação do Windows Server 2008 é bem simples e sem segredos. O mais importante para uma

Leia mais

Benefícios do Windows Server 2008 R2 Hyper-V para SMB

Benefícios do Windows Server 2008 R2 Hyper-V para SMB Benefícios do Windows Server 2008 R2 Hyper-V para SMB Sumário Introdução... 3 Windows Server 2008 R2 Hyper-V... 3 Live Migration... 3 Volumes compartilhados do Cluster... 3 Modo de Compatibilidade de Processador...

Leia mais

Guia de Rede MediCap USB300

Guia de Rede MediCap USB300 Guia de Rede MediCap USB300 Aplica-se às versões de firmware 110701 e mais recentes 1 Introdução... 2 Instruções Preliminares... 2 Como Configurar o Acesso Através da Rede ao Disco Rígido do USB300...

Leia mais

Utilizando o Tablet PC da GIGABYTE pela primeira vez

Utilizando o Tablet PC da GIGABYTE pela primeira vez Parabéns pela aquisição deste Slate PC da GIGABYTE! Este Guia de Instalação permite-lhe fazer a instalação de forma correcta e rápida do seu equipamento. Para mais detalhes, por favor navegue em www.gigabyte.com.

Leia mais

O que um Servidor Samba faz?

O que um Servidor Samba faz? O que é o Samba? O Samba é um "software servidor" para Linux (e outros sistemas baseados em Unix) que permite o gerenciamento e compartilhamento de recursos em redes formadas por computadores com o Windows

Leia mais

Microsoft Windows Server 2003

Microsoft Windows Server 2003 Microsoft Windows Server 2003 Breve Manual Introdução/Instalação Brevíssima história dos sistemas operativos da Microsoft No início dos computadores pessoais, um punhado de recém licenciados criou um sistema

Leia mais

EW7011 Estação de ancoragem USB 3.0 para discos rígidos SATA de 2,5" e 3,5"

EW7011 Estação de ancoragem USB 3.0 para discos rígidos SATA de 2,5 e 3,5 EW7011 Estação de ancoragem USB 3.0 para discos rígidos SATA de 2,5" e 3,5" 2 PORTUGUÊS Estação de Ancoragem USB 3.0 EW7011 para discos rígidos SATA de 2,5" e 3,5" Índice 1.0 Introdução... 2 1.1 Funções

Leia mais

RIT Roteiro de Instalação Técnica

RIT Roteiro de Instalação Técnica 1. DADOS DO EQUIPAMENTO Nome do Equipamento Modelo Fabricante Nº RIT Servidor LX200 / LX203 ITAUTEC RIT023 Responsável pela elaboração Data da elaboração Hertz Silva 03/08/2011 Aprovador Data da aprovação

Leia mais

RICS. Remote Integrated Control System Release 2.76. Apresentação do Produto

RICS. Remote Integrated Control System Release 2.76. Apresentação do Produto RICS Remote Integrated Control System Release 2.76 Apresentação do Produto Índice Informações Principais Instalação do RICS Configuração do RICS Introdução Capítulo I Requisitos dos Instrumentos Requisitos

Leia mais

Manual. Configuração do. Samba. Compartilhamento e Servidor Samba Linux. Produzido por: Sergio Graças Desenvolvedor do Projeto GNU/Linux VRlivre

Manual. Configuração do. Samba. Compartilhamento e Servidor Samba Linux. Produzido por: Sergio Graças Desenvolvedor do Projeto GNU/Linux VRlivre Manual Configuração do Samba Compartilhamento e Servidor Samba Linux Produzido por: Sergio Graças Desenvolvedor do Projeto GNU/Linux VRlivre Manual Configuração do Samba Compartilhamento e Servidor Samba

Leia mais

ROTEIRO: IMPLANTANDO O SISTEMA OPERACIONAL LINUX. Introdução: FERRAMENTAS. Abaixo segue relação de aplicativos utilizados para realizar este roteiro:

ROTEIRO: IMPLANTANDO O SISTEMA OPERACIONAL LINUX. Introdução: FERRAMENTAS. Abaixo segue relação de aplicativos utilizados para realizar este roteiro: ROTEIRO: IMPLANTANDO O SISTEMA OPERACIONAL LINUX Introdução: Vimos nas aulas passadas um dos sistemas operacionais atualmente utilizados no mundo, o Windows, mas existem outros sistemas operacionais também,

Leia mais

Realizado por: Fábio Rebeca Nº6. Iuri Santos Nº8. Telmo Santos Nº23

Realizado por: Fábio Rebeca Nº6. Iuri Santos Nº8. Telmo Santos Nº23 Realizado por: Fábio Rebeca Nº6 Iuri Santos Nº8 Telmo Santos Nº23 1 Tutorial de instalação e partilha de ficheiros na Caixa Mágica Índice Índice... 1 Introdução... 2 Material que iremos utilizar... 3 Instalação

Leia mais

Manual do utilizador. Aplicação de agente

Manual do utilizador. Aplicação de agente Manual do utilizador Aplicação de agente Versão 8.0 - Otubro 2010 Aviso legal: A Alcatel, a Lucent, a Alcatel-Lucent e o logótipo Alcatel-Lucent são marcas comerciais da Alcatel-Lucent. Todas as outras

Leia mais

Aula 1 Windows Server 2003 Visão Geral

Aula 1 Windows Server 2003 Visão Geral Aula 1 Windows Server 2003 Visão Geral Windows 2003 Server Introdução Nessa Aula: É apresentada uma visão rápida e geral do Windows Server 2003. O Foco a partir da próxima aula, será no serviço de Diretórios

Leia mais

No VirtualBox, carregar no Botão Novo (New), que irá abrir o Assistente de Criação de Máquina Virtual para criar uma nova VM.

No VirtualBox, carregar no Botão Novo (New), que irá abrir o Assistente de Criação de Máquina Virtual para criar uma nova VM. INSTALAÇÃO E GESTÃO DE REDES INFORMÁTICAS EFA NS/NÍVEL III UFCD 5 FORMADOR: PAULO RELVAS Fontes: http://www.formatds.org/instalar-ubuntu-no-virtualbox/ MANUAL DE INSTALAÇÃO UBUNTU 8.10 SOBRE VBOX DA SUN

Leia mais

Instalação e Configuração RPM Remote Print Manager para Windows 2000

Instalação e Configuração RPM Remote Print Manager para Windows 2000 Instalação e Configuração RPM Remote Print Manager para Windows 2000 Antes de iniciar a instalação do RPM Remote Print Manager parar Windows 2000, você necessita ter privilégios de "administrador" devido

Leia mais

O Servidor de impressão DP-300U atende a seguinte topologia: Podem ser conectadas 2 impressoras Paralelas e 1 USB.

O Servidor de impressão DP-300U atende a seguinte topologia: Podem ser conectadas 2 impressoras Paralelas e 1 USB. O Servidor de impressão DP-300U atende a seguinte topologia: Podem ser conectadas 2 impressoras Paralelas e 1 USB. 1 1- Para realizar o procedimento de configuração o DP-300U deve ser conectado via cabo

Leia mais

ADMINISTRAÇÃODEREDES BASEADASEM WINDOWS. IsmaelSouzaAraujo

ADMINISTRAÇÃODEREDES BASEADASEM WINDOWS. IsmaelSouzaAraujo ADMINISTRAÇÃODEREDES BASEADASEM WINDOWS IsmaelSouzaAraujo INFORMAÇÃOECOMUNICAÇÃO Autor Ismael Souza Araujo Pós-graduado em Gerência de Projetos PMBOK UNICESP, graduado em Tecnologia em Segurança da Informação

Leia mais

O Servidor de impressão DP-301U atende a seguinte topologia: Com o DP-301U pode ser conectada uma impressora USB.

O Servidor de impressão DP-301U atende a seguinte topologia: Com o DP-301U pode ser conectada uma impressora USB. O Servidor de impressão DP-301U atende a seguinte topologia: Com o DP-301U pode ser conectada uma impressora USB. 1 1- Para realizar o procedimento de configuração o DP-301U deve ser conectado via cabo

Leia mais

PT MANUAL UTILIZADOR. Manual do utilizador da aplicação ComelitViP Remote 3.0 para dispositivos. Passion.Technology.Design.

PT MANUAL UTILIZADOR. Manual do utilizador da aplicação ComelitViP Remote 3.0 para dispositivos. Passion.Technology.Design. PT MANUAL UTILIZADOR Manual do utilizador da aplicação ComelitViP Remote.0 para dispositivos Passion.Technology.Design. Índice Instalação... Configuração automática da administração de apartamento... 4

Leia mais

Este guia foi escrito para ajudar os administradores de sistema ou qualquer um que usa o Avast Small Office. 1.0 Requisitos do sistema...

Este guia foi escrito para ajudar os administradores de sistema ou qualquer um que usa o Avast Small Office. 1.0 Requisitos do sistema... Este guia foi escrito para ajudar os administradores de sistema ou qualquer um que usa o Avast Small Office. 1.0 Requisitos do sistema... 3 1.1 Console de Administração Small Office... 3 1.2 Gerenciamento

Leia mais

Soluções de Acessibilidade. VLibras - Desktop. Manual de Instalação da Ferramenta. Microsoft Windows R. Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD

Soluções de Acessibilidade. VLibras - Desktop. Manual de Instalação da Ferramenta. Microsoft Windows R. Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD Soluções de Acessibilidade VLibras - Desktop Manual de Instalação da Ferramenta Microsoft Windows R Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD 2015 INTRODUÇÃO Objetivo Este manual contém introdução e informações

Leia mais

Sistemas de Informação Processamento de Dados

Sistemas de Informação Processamento de Dados Sistemas de Informação Processamento de Dados Ferramentas e serviços de acesso remoto VNC Virtual Network Computing (ou somente VNC) é um protocolo desenhado para possibilitar interfaces gráficas remotas.

Leia mais

Para continuar, baixe o linux-vm aqui: http://www.gdhpress.com.br/downloads/linux-vm.zip

Para continuar, baixe o linux-vm aqui: http://www.gdhpress.com.br/downloads/linux-vm.zip Se, assim como a maioria, você possui um único PC ou notebook, uma opção para testar as distribuições Linux sem precisar mexer no particionamento do HD e instalar o sistema em dualboot, é simplesmente

Leia mais

Fiery Network Controller para Xerox WorkCentre 7800 Series. Bem-vindo

Fiery Network Controller para Xerox WorkCentre 7800 Series. Bem-vindo Fiery Network Controller para Xerox WorkCentre 7800 Series Bem-vindo 2013 Electronics For Imaging. As informações nesta publicação estão cobertas pelos termos dos Avisos de caráter legal deste produto.

Leia mais

Colégio Liceal de Santa Maria de Lamas

Colégio Liceal de Santa Maria de Lamas Disciplina: Nome: João Marcelo Costa Azevedo Turma: 11ºInf.B Data de Entrega: 29-10-2010 Índice Introdução...3 O que é o Ubuntu 10.04...4 Requisitos mínimos do Ubuntu 10.04...4 Requisitos recomendados

Leia mais

Symantec Backup Exec 12.5 for Windows Servers. Guia de Instalação Rápida

Symantec Backup Exec 12.5 for Windows Servers. Guia de Instalação Rápida Symantec Backup Exec 12.5 for Windows Servers Guia de Instalação Rápida 13897290 Instalação do Backup Exec Este documento contém os seguintes tópicos: Requisitos do sistema Antes de instalar Sobre a conta

Leia mais

Introdução. O Windows Server 2003 está dividido em quatro versões:

Introdução. O Windows Server 2003 está dividido em quatro versões: Introdução Este é um tutorial de como Instalar o Windows Server 2003, este é o primeiro de alguns tutoriais que farei para ambientes de servidores Windows. A instalação do Windows Server 2003 segue o mesmo

Leia mais

ZS Rest. Manual Avançado. Instalação em Rede. v2011

ZS Rest. Manual Avançado. Instalação em Rede. v2011 Manual Avançado Instalação em Rede v2011 1 1. Índice 2. Introdução... 2 3. Hardware... 3 b) Servidor:... 3 c) Rede:... 3 d) Pontos de Venda... 4 4. SQL Server... 5 e) Configurar porta estática:... 5 5.

Leia mais

Nero ImageDrive Manual

Nero ImageDrive Manual Nero ImageDrive Manual Nero AG Informações sobre direitos de autor e marcas O manual do Nero ImageDrive e todo o respectivo conteúdo estão protegidos por direitos de autor e são propriedade da Nero AG.

Leia mais

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel Software de gerenciamento do sistema Intel do servidor modular Intel Declarações de Caráter Legal AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE DOCUMENTO SÃO RELACIONADAS AOS PRODUTOS INTEL, PARA FINS DE SUPORTE ÀS PLACAS

Leia mais

Software da Impressora

Software da Impressora Software da Impressora Acerca do Software da Impressora O software Epson inclui o controlador de impressão e o EPSON Status Monitor 3. O controlador de impressão é um software que permite controlar a impressora

Leia mais