UM ESTUDO SOBRE SISTEMAS DE APOIO À DECISÃO E SUAS PRINCIPAIS FERRAMENTAS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UM ESTUDO SOBRE SISTEMAS DE APOIO À DECISÃO E SUAS PRINCIPAIS FERRAMENTAS"

Transcrição

1 UM ESTUDO SOBRE SISTEMAS DE APOIO À DECISÃO E SUAS PRINCIPAIS FERRAMENTAS Juliana Baptista 1 Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS), Campus Nova Andradina Claudio Zarate Sanavria NIPETI 2 - Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS), Campus Nova Andradina Resumo: O presente trabalho descreve as três principais ferramentas de Sistema de Apoio a Decisão (SAD): Data Warehouse, On-Line Analitycal Processing OLAP e Data mining, bem como a necessidade da criação dessas, analisando as características das mesmas e verificando como elas auxiliam o processo decisório. Por meio de uma pesquisa de natureza bibliográfica, a pesquisa procurou traçar um breve histórico das tecnologias SAD, apontando os benefícios, vantagens e desvantagens da utilização dessas ferramentas. Palavras-chave: Sistema de Apoio a Decisão, Ferramentas SAD, Tomada de decisão. Introdução O homem, desde os primórdios da civilização, busca meios que o auxilie em suas tomadas de decisões No campo profissional, esse necessita de um apoio mais preciso nas decisões indispensáveis para a administração da empresa, pois com tantas evoluções tecnológicas, essas estão cada vez mais complexas. Pereira e Fonseca (1997 apud BISPO, 1998) afirmam que, no início do século XX, os critérios de tomada de decisão eram centrados no proprietário, que era quem detinha o privilégio de optar pelo que julgava ser o melhor para a empresa e para os trabalhadores. Naquela época acreditava-se que os empregados estavam preparados para atuarem somente como mão-de-obra, pois não tinham capacidade intelectual para exercer influência nas decisões. Porém, na década de 1960, várias mudanças ocorreram, fazendo assim com que os trabalhadores começassem a ser vistos como seres capazes de pensar e tomar decisões. 1 Acadêmica do 3º semestre do curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas. 2 Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa, Estudo e Desenvolvimento em Tecnologia da Informação.

2 Com o crescimento da competição e também mercados cada vez mais dinâmicos, o processo decisório ficou mais complexo. Surge então a necessidade de contar com o apoio de sistemas informatizados. Algumas divergências são encontradas quanto ao início dos estudos teóricos acerca dos Sistemas de Apoio a Decisão, pois variam entre as décadas de 1950 e 1960, mas o que é certo é que em meados da década de 1970, pesquisadores e empresas começaram a desenvolver o que, primeiramente foi nomeado por Michael Scott Morton como SDG (Sistemas de Decisões Gerenciais). A partir dessa década, a maioria dos sistemas que apoiavam as decisões foi considerada SAD (Sistemas de Apoio a Decisão). De acordo com Turban (2004, p. 370), o Sistema de Apoio a Decisão, de um modo geral, [...] é um sistema baseado em computadores que por meio de dados, informações e modelos propiciam a resolução de situações organizacionais, pretendendo amparar o processo de tomada de decisão em várias áreas. Nesse contexto, o presente artigo consiste em: apresentar as ferramentas atuais que constituem os Sistemas de Apoio a Decisão, examinando-as quanto às suas funcionalidades e suporte no processo decisório; apresentar um breve histórico sobre o SAD e a necessidade do desenvolvimento das ferramentas; analisar as três principais ferramentas atuais, verificando se como as mesmas auxiliam o processo decisório, apontando também o suporte que essas proporcionam a seus usuários nos processos decisórios praticados nas empresas, bem como os benefícios, vantagens e desvantagens de sua utilização. Revisão Teórica Para Bispo (1998) com o crescimento competitivo no mercado, houve a necessidade das empresas tomarem decisões mais rapidamente e também envolver mais funcionários no processo decisório, além de as decisões deverem ser tomadas com base em dados comprovados. O crescimento competitivo, a necessidade de agilidade e segurança na tomada de decisão foram alguns dos fatores que influenciaram no desenvolvimento dos denominados Sistemas de Apoio a Decisão (SAD).

3 Scaff et al (2005, p.5) descreve o SAD como sendo [...] tecnologias que provem informações e ferramentas que auxiliam os gestores nos processos de decisão. Tais ferramentas SAD vieram com o intuito de facilitar as tomadas de decisão, pois a partir das informações disponibilizadas por essas, o tomador de decisão é capaz de encontrar rapidamente a solução, sendo que antes da criação dessas, esse perdia muito tempo reunindo documentos, a fim de ter o suporte necessário para sua decisão. [O SAD] teve seu início associado à década de 50, quando os primeiros estudos teóricos sobre o assunto foram feitos pelo Carnigie Institute of Techonology, datam esta época também, e tiveram grande importância no desenvolvimento do SAD [...] (SCAFF ET AL, 2005, p.5, grifo do autor). Já na década de 1970 foram desenvolvidos os primeiros SAD, que de acordo com Bispo (1998 p.11) [...] eram muito caros, de uso muito específico e difíceis de se operar. Na década de 1980 surgiram os primeiros Sistemas de Gerenciamento de banco de dados (SGBD) e tornou-se possível executar acesso melhor aos dados, construção de consultas e relatórios de modo mais rápido, prático e barato, conforme afirma Bispo (1998). Entretanto, estes SGBD não conseguiam atender a todas as necessidades do decisor, pois quando precisavam fazer análises mais precisas, a executavam de forma "manual", ou seja, os dados armazenados nos SGBD eram coletados, selecionados e utilizados para a análise. Weldon (1998 apud BISPO, 1998) afirmam que na década de 1990 surgiram as primeiras ferramentas CASE e as Linguagens de Quarta geração. Essas ferramentas, segundo Bispo (1998) vieram com a promessa de solucionar os problemas dos usuários que precisavam de informações rápidas e que atendessem às suas necessidades. Porém, essas não conseguiram atender a todas as necessidades gerenciais. E ainda nesta década foram apresentadas mais três ferramentas, que segundo Scaff et all(2005, p.5) são as principais ferramentas de SAD: [...] Data Warehouse, On-Line Analitycal Processing OLAP e Data Mining. Um dos recursos computacionais criado para fornecer os subsídios necessários ao tomador de decisão é o Data Warehouse que, de acordo com Laudon e Laundon (2010, p.154), consiste em [...] um banco de dados que armazena dados correntes e históricos de potencial interesse para os tomadores de decisão de toda a empresa.

4 A tecnologia Data Warehouse surgiu em meio às dificuldades que as organizações passaram a sentir pela quantidade de dados que suas aplicações estavam gerando e à dificuldade de reunir estes dados de forma consolidada para uma análise mais eficiente (VIEIRA; SOUZA e GOLDSCHIMIDT, 2010, p.1). [...] um Data Warehouse é um conjunto de dados baseado em assuntos, integrado, não-volátil, variável em relação ao tempo, e destinado a auxiliar em decisões de negócios. A orientação a assunto, aliada ao aspecto de integração, permite reunir dados corporativo em um mesmo ambiente de forma a consolidar e apresentar informações sobre um determinado tema. Os dados são não-voláteis, pois uma vez carregados no datawarehouse, estes não podem mais sofrer alterações (SCAFF ET ALL, 2005 p.1-2). No Data Warehouse são armazenados um grande volume de dados, sendo que através destes dados, os gerentes podem utilizá-los como auxílio na tomada de decisão. Vieira; Souza e Goldschimidt (2010, p.4) citam alguns exemplos de aplicações nesta ferramenta: pesquisa de fraude, análise de crédito, análise de sazonalidade da produção, análise de risco [...]. As empresas podem utilizar bancos de dados menores para atender somente alguma área específica da empresa, para ter um custo menor, então utilizarão o Data Mart, que para Laudon e Laudon (2010, p.155) nada mais é que um subconjunto de um data warehouse [...]. Para Vieira; Souza e Goldschimidt (2010, p.6) os Data Mart são criados com o intuito de [...] oferecer simplicidade, menor custo e agilidade ao processo de construção e manutenção de data warehouses. O Data Warehouse é que armazena os dados, já para a exploração ou mineração dos dados foi apresentado também na década de 1990, mas teve suas raízes nos anos de 1960, o Data mining, que embora ainda não tenha conceito formal universal, é definido por Scaff et al (2005, p.6) como [...] um conjunto de técnicas automáticas usadas para explorar exaustivamente e descobrir relacionamentos complexos em grandes conjuntos de dados. O Datamining é uma ferramenta de alto custo e também precisa que os dados inseridos sejam bem organizados, senão a resposta ao usuário, provavelmente, não será segura. Menconi (1998 apud BISPO, 1998, p.84) alerta que o Datamining [...] é uma solução cara e exige informações muito bem organizadas para funcionar bem, caso contrário, pode até agravar a situação de uma empresa em dificuldades.

5 Quando a empresa busca um produto Datamining, deve verificar quais os tipos de modelos que atendem às necessidades dessa, de que forma dará suporte ao processo decisório. Os modelos descritos por Bispo (1998) são: de agrupamento, de classificação, de descoberta de associação, de descoberta de sequência, de regressão e de predição. As principais aplicações dessa ferramenta em empresa estão direcionadas aos negócios para clientes, pois por meio dela são buscados [...] padrões de consumo e tendência de mercado. (SCAFF ET ALL, 2005, p.7). Para a consulta mais detalhada e análise dos dados pode-se citar a ferramenta OLAP (processamento analítico on-line). Essa tem suas raízes, assim como o Datamining, na década de 1960, mas foi apresentada com seus produtos na década de Constituída de um conjunto de tecnologias especialmente projetadas para dar suporte ao processo decisório através de consultas, análises e cálculos mais sofisticados nos dados corporativos, estejam armazenados em um data warehouse ou não, por parte de seus usuários, geralmente analistas, gerentes e executivos (BISPO, 1998, p. 51). De acordo com Anzanello (2012) há quatro arquiteturas para o armazenamento de dados, sendo eles o MOLAP, ROLAP, DOLAP e HOLAP, sendo que cada qual tem sua função específica, devendo ser utilizada, conforme a necessidade de análise pela ferramenta OLAP. Anzanello (2012, p.5) ainda lembra que as ferramentas OLAP [...] surgiram juntamente com os sistemas de apoio a decisão para fazerem a extração e análise dos dados contidos no DW e DMs. As aplicações dessa ferramenta em empresas são direcionadas ao departamento de Finanças, de Marketing e Manufatura, de acordo com Bispo (1998). Metodologia Os dados do presente artigo foram obtidos dentro de uma abordagem qualitativa de natureza descritiva, tendo como suporte a pesquisa bibliográfica. A pesquisa bibliográfica é elaborada com base em material já publicado. [...] material impresso, como livros, revistas, jornais, teses dissertações e anais de eventos científicos. [...] bem como o material disponibilizado pela Internet (GIL, 2010, p.29).

6 De acordo com Gil (2010) a maioria das pesquisas designadas como bibliográficas segue minimamente as seguintes etapas: escolha do tema; levantamento bibliográfico preliminar; formulação do problema; elaboração do plano provisório de assunto; busca de fontes; leitura do material; fichamento; organização lógica do assunto; e redação do texto. Foram utilizadas como fontes material publicado em bases científicas e livros da área. Toda leitura passou por um fichamento para posterior análise e cruzamento das informações. Todo o percurso metodológico durou dois meses. Análise dos Resultados Através dos dados analisados pode-se verificar que as principais ferramentas utilizadas desde a década de 1990 são: Data Warehouse, Data mining e OLAP. Sendo que essas três ferramentas estão relacionadas entre si, ou seja, uma acaba completando as funcionalidades da outra, pois o Data Warehouse armazena os dados para propósitos gerenciais, o OLAP executa consultas sofisticadas e análises complexas e, por fim o Data Mining é que explora os dados, a fim de verificar relacionamentos complexos existentes em um grande número de dados. As ferramentas OLAP e Data Mining podem ser implantadas isoladamente e independentemente da implantação do Data Warehouse. Porém, sem o Data Warehouse, o uso destas ferramentas terá que ser feito diretamente sobre os diversos aplicativos operacionais espalhados pela empresa. É justamente para este tipo de problema e suas conseqüências que foi criado o data warehouse (BISPO, 1998 p.107). Foi possível verificar que as ferramentas trazem benefícios ao seu usuário, bem como apresentam vantagens e desvantagens em sua utilização. O Data Warehouse, de acordo com Bispo (1998) beneficia o usuário diminuindo o tempo para a obtenção de informações para seus processos decisórios. E ainda Tauron (1998 apud BISPO 1998, p.21) afirma que a vantagem principal dessa ferramenta é [...] permitir a tomada de decisão baseada em fatos. Quanto à desvantagem dessa, pode se verificar que dependerá da escolha dos tipos de dados que serão armazenados no Data Warehouse. As desvantagens apontadas por Bispo (1998) é o fato de que se optar por dados atômicos acarretará na

7 utilização de um espaço bem maior em dispositivos de armazenamento, bem como haverá necessidade de equipamentos mais modernos, a fim de não haver baixo desempenho em consultas e análises dos dados. Já se a opção for por dados sumarizados no armazenamento, haverá limitação quanto [...] a capacidade de pesquisa e análise, por parte daqueles que se vêem diante de problemas complexos e que necessitam de informações mais detalhadas, para se buscar melhores soluções para seus problemas (BISPO, 1998, p. 46). Já na ferramenta OLAP suas vantagens e desvantagens vão de acordo com a arquitetura que será utilizada: relacional ou multidimensional. Na arquitetura relacional, de acordo com Carvalho (1997, apud BISPO, 1998 p.59) há a grande [...] vantagem de não ter restrições no volume de dados armazenados. Mas como desvantagem Figueiredo (1998 apud BISPO, 1998, p.59, grifo do autor) afirma que [...] o pobre conjunto de funções para análises dimensionais e inadequação do esquema estrela (star scheme), para se realizar a manipulação dos dados proporcionando visão multidimensional dos dados. Na arquitetura multidimensional, para Bispo (1998, p.61) há duas vantagens: Além de ser rápida, outra grande vantagem é o rico e complexo conjunto de funções de análises que oferece. A ferramenta OLAP ainda dispõe de mais duas arquiteturas: Desktop e Hybrid (que é a combinação das arquiteturas relativo e multidimensional), porém não foram verificadas vantagens ou desvantagens para essas. Na ferramenta Datamining, uma de suas vantagens, segundo Azmy (1998 apud BISPO, 1998, p.84) [...] é que encontrar padrões interessantes é mais fácil e possui um custo menor, se comparado com as outras ferramentas. Outra vantagem encontrada no Datamining é o fato de ela ser de fácil utilização, embora ela detenha uma tecnologia bem sofisticada, mas os usuários não precisam entender muito de estatística avançada para manuseá-la. Bispo (1998) cita algumas empresas que utilizam as ferramentas Data Warehouse, OLAP e Data mining, dentre elas estão: Wall-Mart, Caixa Econômica Federal, Blue Cross & Blue Shield e IMPCO. Enfim, pode-se concluir que as ferramentas SAD cumpriram a proposta pelo qual foram desenvolvidas, ou seja, contribuíram grandemente na tomada de

8 decisão, pois por meio delas as decisões puderam ser tomadas mais rapidamente e com embasamento em dados precisos. As ferramentas do SAD passaram a ajudar os tomadores de decisão a encontrar o melhor caminho na busca de dados importantes para os negócios. Uma decisão, às vezes, tinha que ser tomada em horas ou até mesmo em minutos, mas não havia ferramentas no mercado e nem bancos de dados corporativos que disponibilizassem as informações necessárias em tempo hábil. Estes executivos precisam de dados históricos e sumarizados para atender suas necessidades em bancos de dados distintos, às vezes com tecnologias específicas para esse tipo de aplicação, contando com metodologia de modelagem de dados também específica, afirmam Aquaroni e Cazarini (2001). Considerações Finais Este artigo sistematizou uma revisão teórica da necessidade do Sistema de Apoio a decisão, apresentando suas três principais ferramentas atuais, bem como, as vantagens e desvantagens na sua utilização. Através da pesquisa pode-se concluir que os SAD realmente podem auxiliar os gerentes quando da tomada de decisão, pois por meio das ferramentas, esse pode obter dados importantes e ainda ser apoiado nas análises desses dados, além de poder incluir nos sistema dados crús, sendo que a própria ferramenta será capaz de converter esses dados em informações. Para estudos posteriores, seria muito interessante fazer uma análise mais aprofundada em cada uma das ferramentas e analisar também o custobenefício de cada uma em empresas que já implantaram as mesmas, verificando se essas realmente são eficazes no suporte a decisão dentro daquela empresa. Referências ANZANELLO, Cynthia A. OLAP Conceitos e Utilização. Porto Alegre. Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Disponível em: <http://www.fag.edu.br/professores/limanzke/administra%e7%e3o%20de %20Sistemas%20de%20Informa%E7%E3o/OLAP.pdf>. Acesso em 13 de junho de 2012.

9 AQUARONE, Luciana M; CAZARINI, Edson W. Fatores chaves de sucesso aplicados ao processo decisório organizacional com o uso do SAD. São Carlos. Universidade São Carlos, Disponível em: <http://www.abepro.org.br/biblioteca/enegep2001_tr70_0942.pdf>. Acesso em 25 de maio de BISPO, Carlos. A. F. Uma análise da nova geração de sistemas de apoio à decisão. São Carlos. Universidade São Carlos, Disponível em: <http://www.prod.eesc.usp.br/decidir/images/stories/dissertacoes/dissertacao_bispo.pdf>. Acesso em 10 de abril de GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. Ed. São Paulo: Altas, KENNETH, Laudon; KENNETH, Jane. Sistemas de informações gerenciais. Tradução Luciana do Amaral Teixeira; revisão técnica Belmiro Nascimento João. 9ª ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, SCAFF, Vinicius P; LIMA, Renato S. da; ALMEIDA, Dagoberto A. de. Sistemas de Informação como ferramenta de apoio à decisão na logística. In XII SIMPED, 2005, São Paulo. Anais. Disponível em: <http://www.simpep.feb.unesp.br/anais_simpep_aux.php?e=12 >. Acesso em 25 de maio de TURBAN, Efrain; MCLEAN, Ephraim; WETHERBE, James. Tecnologia da Informação para gestão. 3 ed. Porto Alegre: Bookman, VIERIA, Alex S. dos; SOUZA, Renaldy P; GOLDSCHMIDT, Ronaldo R. Data Warehouses Uma introdução. Revista Complexidade. Vol.01, Disponível em:<http://www.fij.br/portal/images/stories/revista_complexidade/2010/vol01_01/data warehouse.pdf>. Acesso em 12 de junho de 2012.

Data Warehouses Uma Introdução

Data Warehouses Uma Introdução Data Warehouses Uma Introdução Alex dos Santos Vieira, Renaldy Pereira Sousa, Ronaldo Ribeiro Goldschmidt 1. Motivação e Conceitos Básicos Com o advento da globalização, a competitividade entre as empresas

Leia mais

TÓPICOS AVANÇADOS EM ENGENHARIA DE SOFTWARE

TÓPICOS AVANÇADOS EM ENGENHARIA DE SOFTWARE TÓPICOS AVANÇADOS EM ENGENHARIA DE SOFTWARE Engenharia de Computação Professor: Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto OLPT x OLAP Roteiro OLTP Datawarehouse OLAP Operações OLAP Exemplo com Mondrian e Jpivot

Leia mais

Data Warehousing. Leonardo da Silva Leandro. CIn.ufpe.br

Data Warehousing. Leonardo da Silva Leandro. CIn.ufpe.br Data Warehousing Leonardo da Silva Leandro Agenda Conceito Elementos básicos de um DW Arquitetura do DW Top-Down Bottom-Up Distribuído Modelo de Dados Estrela Snowflake Aplicação Conceito Em português:

Leia mais

Prova INSS RJ - 2007 cargo: Fiscal de Rendas

Prova INSS RJ - 2007 cargo: Fiscal de Rendas Prova INSS RJ - 2007 cargo: Fiscal de Rendas Material de Apoio de Informática - Prof(a) Ana Lucia 53. Uma rede de microcomputadores acessa os recursos da Internet e utiliza o endereço IP 138.159.0.0/16,

Leia mais

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani Planejamento Estratégico de TI Prof.: Fernando Ascani Data Warehouse - Conceitos Hoje em dia uma organização precisa utilizar toda informação disponível para criar e manter vantagem competitiva. Sai na

Leia mais

SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 2 2. O QUE É DATA WAREHOUSE?... 2 3. O QUE DATA WAREHOUSE NÃO É... 4 4. IMPORTANTE SABER SOBRE DATA WAREHOUSE... 5 4.

SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 2 2. O QUE É DATA WAREHOUSE?... 2 3. O QUE DATA WAREHOUSE NÃO É... 4 4. IMPORTANTE SABER SOBRE DATA WAREHOUSE... 5 4. SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 2 2. O QUE É DATA WAREHOUSE?... 2 3. O QUE DATA WAREHOUSE NÃO É... 4 4. IMPORTANTE SABER SOBRE DATA WAREHOUSE... 5 4.1 Armazenamento... 5 4.2 Modelagem... 6 4.3 Metadado... 6 4.4

Leia mais

SAD orientado a DADOS

SAD orientado a DADOS Universidade do Contestado Campus Concórdia Curso de Sistemas de Informação Prof.: Maico Petry SAD orientado a DADOS DISCIPLINA: Sistemas de Apoio a Decisão SAD orientado a dados Utilizam grandes repositórios

Leia mais

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO @ribeirord FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Rafael D. Ribeiro, M.Sc,PMP. rafaeldiasribeiro@gmail.com http://www.rafaeldiasribeiro.com.br Lembrando... Aula 4 1 Lembrando... Aula 4 Sistemas de apoio

Leia mais

Professor: Disciplina:

Professor: Disciplina: Professor: Curso: Esp. Marcos Morais de Sousa marcosmoraisdesousa@gmail.com Sistemas de informação Disciplina: Introdução a SI Noções de sistemas de informação Turma: 01º semestre Prof. Esp. Marcos Morais

Leia mais

Banco de Dados - Senado

Banco de Dados - Senado Banco de Dados - Senado Exercícios OLAP - CESPE Material preparado: Prof. Marcio Vitorino OLAP Material preparado: Prof. Marcio Vitorino Soluções MOLAP promovem maior independência de fornecedores de SGBDs

Leia mais

DATA WAREHOUSE. Introdução

DATA WAREHOUSE. Introdução DATA WAREHOUSE Introdução O grande crescimento do ambiente de negócios, médias e grandes empresas armazenam também um alto volume de informações, onde que juntamente com a tecnologia da informação, a correta

Leia mais

A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos

A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos Denis Alcides Rezende Do processamento de dados a TI Na década de 1960, o tema tecnológico que rondava as organizações era o processamento de

Leia mais

BUSINESS INTELLIGENCE, O ELEMENTO CHAVE PARA O SUCESSO DAS ORGANIZAÇÕES.

BUSINESS INTELLIGENCE, O ELEMENTO CHAVE PARA O SUCESSO DAS ORGANIZAÇÕES. Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 88 BUSINESS INTELLIGENCE, O ELEMENTO CHAVE PARA O SUCESSO DAS ORGANIZAÇÕES. Andrios Robert Silva Pereira, Renato Zanutto

Leia mais

TECNOLOGIAS SAD E CRM

TECNOLOGIAS SAD E CRM 1 FACULDADE DE CIÊNCIAS APLICADAS SAGRADO CORAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO SUPERIOR COLEGIADO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ANDRÉ GOMES SANTANA RODRIGO SILVA DE SOUZA TECNOLOGIAS SAD E CRM LINHARES 2007 2 ANDRÉ

Leia mais

BUSINESS INTELLIGENCE -Inteligência nos Negócios-

BUSINESS INTELLIGENCE -Inteligência nos Negócios- UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS, HUMANAS E SOCIAIS BUSINESS INTELLIGENCE -Inteligência nos Negócios- Curso: Administração Hab. Sistemas de Informações Disciplina: Gestão de Tecnologia

Leia mais

Sistema. Atividades. Sistema de informações. Tipos de sistemas de informação. Everson Santos Araujo everson@everson.com.br

Sistema. Atividades. Sistema de informações. Tipos de sistemas de informação. Everson Santos Araujo everson@everson.com.br Sistema Tipos de sistemas de informação Everson Santos Araujo everson@everson.com.br Um sistema pode ser definido como um complexo de elementos em interação (Ludwig Von Bertalanffy) sistema é um conjunto

Leia mais

APLICAÇÃO DA FERRAMENTA OLAP EM DIFERENTES MÓDULOS DE UM SISTEMA ERP MELHORANDO A TOMADA DE DECISÃO. Henrique César Gouveia 1 gouveia.henriq@gmail.

APLICAÇÃO DA FERRAMENTA OLAP EM DIFERENTES MÓDULOS DE UM SISTEMA ERP MELHORANDO A TOMADA DE DECISÃO. Henrique César Gouveia 1 gouveia.henriq@gmail. APLICAÇÃO DA FERRAMENTA OLAP EM DIFERENTES MÓDULOS DE UM SISTEMA ERP MELHORANDO A TOMADA DE DECISÃO Henrique César Gouveia 1 gouveia.henriq@gmail.com Muller Marciel Melo 2 muller_melo@hotmail.com Pedro

Leia mais

SISTEMAS DE APOIO À DECISÃO SAD

SISTEMAS DE APOIO À DECISÃO SAD SISTEMAS DE APOIO À DECISÃO SAD Conceitos introdutórios Decisão Escolha feita entre duas ou mais alternativas. Tomada de decisão típica em organizações: Solução de problemas Exploração de oportunidades

Leia mais

Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence

Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence Juntamente com o desenvolvimento desses aplicativos surgiram os problemas: & Data Warehouse July Any Rizzo Oswaldo Filho Década de 70: alguns produtos de BI Intensa e exaustiva programação Informação em

Leia mais

PLANO DE ENSINO DO 2º SEMESTRE LETIVO DE 2012

PLANO DE ENSINO DO 2º SEMESTRE LETIVO DE 2012 PLANO DE ENSINO DO 2º SEMESTRE LETIVO DE 2012 Curso: TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL Habilitação: TECNÓLOGO Disciplina: NEGÓCIOS INTELIGENTES (BUSINESS INTELLIGENCE) Período: M V N 4º semestre do Curso

Leia mais

Complemento I - Noções Introdutórias em Data Warehouses

Complemento I - Noções Introdutórias em Data Warehouses Complemento I - Noções Introdutórias em Data Warehouses Esse documento é parte integrante do material fornecido pela WEB para a 2ª edição do livro Data Mining: Conceitos, técnicas, algoritmos, orientações

Leia mais

Data Warehouse Processos e Arquitetura

Data Warehouse Processos e Arquitetura Data Warehouse - definições: Coleção de dados orientada a assunto, integrada, não volátil e variável em relação ao tempo, que tem por objetivo dar apoio aos processos de tomada de decisão (Inmon, 1997)

Leia mais

CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Franco Vieira Sampaio 1 Atualmente a informática está cada vez mais inserida no dia a dia das empresas, porém, no início armazenavam-se os dados em folhas,

Leia mais

PLANO DE ENSINO PRÉ-REQUISITOS: ENS

PLANO DE ENSINO PRÉ-REQUISITOS: ENS UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI PLANO DE ENSINO DEPARTAMENTO: DSI Departamento de Sistema de Informação DISCIPLINA: Data Warehouse

Leia mais

A NOVA GERAÇÃO DE SISTEMAS DE APOIO À DECISÃO

A NOVA GERAÇÃO DE SISTEMAS DE APOIO À DECISÃO A NOVA GERAÇÃO DE SISTEMAS DE APOIO À DECISÃO Carlos Alberto Ferreira Bispo Professor da Academia da Força Aérea Estrada de Aguaí S/N - Pirassununga - SP Caixa Postal 1062 - CEP 13630-000 - cafbispo@sc.usp.br

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Business Intelligence (BI)

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Business Intelligence (BI) Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Business Intelligence (BI) Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Business Intelligence Inteligência Competitiva tem por fornecer conhecimento

Leia mais

Requisitos de business intelligence para TI: O que todo gerente de TI deve saber sobre as necessidades reais de usuários comerciais para BI

Requisitos de business intelligence para TI: O que todo gerente de TI deve saber sobre as necessidades reais de usuários comerciais para BI Requisitos de business intelligence para TI: O que todo gerente de TI deve saber sobre as necessidades reais de usuários comerciais para BI Janeiro de 2011 p2 Usuários comerciais e organizações precisam

Leia mais

srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo

srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo CBSI Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação BI Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo Tópicos Especiais em Sistemas de Informação Faculdade de Computação Instituto

Leia mais

Adriano Maranhão BUSINESS INTELLIGENCE (BI),

Adriano Maranhão BUSINESS INTELLIGENCE (BI), Adriano Maranhão BUSINESS INTELLIGENCE (BI), BUSINESS INTELLIGENCE (BI) O termo Business Intelligence (BI), popularizado por Howard Dresner do Gartner Group, é utilizado para definir sistemas orientados

Leia mais

Sistemas de Informação Gerenciais (SIG)

Sistemas de Informação Gerenciais (SIG) Faculdade de Engenharia - Campus de Guaratinguetá Sistemas de Informação Gerenciais (SIG) Prof. José Roberto Dale Luche Unesp Um SISTEMA DE INFORMAÇÃO é um conjunto de componentes inter-relacionados, desenvolvidos

Leia mais

CAPÍTULO 7. SISTEMAS DE APOIO À DECISÃO (SAD) SISTEMAS DE SUPORTE À DECISÃO (SSD)

CAPÍTULO 7. SISTEMAS DE APOIO À DECISÃO (SAD) SISTEMAS DE SUPORTE À DECISÃO (SSD) 1 CAPÍTULO 7. SISTEMAS DE APOIO À DECISÃO (SAD) SISTEMAS DE SUPORTE À DECISÃO (SSD) A necessidade dos SAD surgiu em decorrência de diversos fatores, como, por exemplo: Competição cada vez maior entre as

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Proposta de Formação Complementar: BUSINESS INTELLIGENCE E SUA APLICAÇÃO À GESTÃO Aluno: Yussif Tadeu de Barcelos Solange Teixeira

Leia mais

UMA PROPOSTA DE MODELO DE PROCESSO PARA DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS

UMA PROPOSTA DE MODELO DE PROCESSO PARA DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS UMA PROPOSTA DE MODELO DE PROCESSO PARA DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS Rodrigo de Assis Ramos 1 NIPETI 2 - Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS), Campus Nova Andradina rodrigoramos_dpvat@hotmail.com

Leia mais

KDD E MINERAÇÃO DE DADOS:

KDD E MINERAÇÃO DE DADOS: KDD E MINERAÇÃO DE DADOS: Revisão em Data Warehouses Prof. Ronaldo R. Goldschmidt ronaldo@de9.ime.eb.br rribeiro@univercidade.br geocities.yahoo.com.br/ronaldo_goldschmidt 1 DATA WAREHOUSES UMA VISÃO GERAL

Leia mais

Thiago Locatelli de OLIVEIRA, Thaynara de Assis Machado de JESUS; Fernando José BRAZ Bolsistas CNPq; Orientador IFC Campus Araquari

Thiago Locatelli de OLIVEIRA, Thaynara de Assis Machado de JESUS; Fernando José BRAZ Bolsistas CNPq; Orientador IFC Campus Araquari DESENVOLVIMENTO DE AMBIENTE PARA A GESTÃO DO CONHECIMENTO RELACIONADO AOS DADOS PRODUZIDOS PELO SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE TRANSITO DA CIDADE DE JOINVILLE/SC PARTE I Thiago Locatelli de OLIVEIRA, Thaynara

Leia mais

TÉCNICAS DE INFORMÁTICA WILLIAN FERREIRA DOS SANTOS

TÉCNICAS DE INFORMÁTICA WILLIAN FERREIRA DOS SANTOS TÉCNICAS DE INFORMÁTICA WILLIAN FERREIRA DOS SANTOS Vimos em nossas aulas anteriores: COMPUTADOR Tipos de computadores Hardware Hardware Processadores (CPU) Memória e armazenamento Dispositivos de E/S

Leia mais

Trata-se de uma estratégia de negócio, em primeira linha, que posteriormente se consubstancia em soluções tecnológicas.

Trata-se de uma estratégia de negócio, em primeira linha, que posteriormente se consubstancia em soluções tecnológicas. CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT Customer Relationship Management CRM ou Gestão de Relacionamento com o Cliente é uma abordagem que coloca o cliente no centro dos processos do negócio, sendo desenhado

Leia mais

Estratégias em Tecnologia da Informação

Estratégias em Tecnologia da Informação Estratégias em Tecnologia da Informação Capítulo 6 Sistemas de Informações Estratégicas Sistemas integrados e sistemas legados Sistemas de Gerenciamento de Banco de Dados Material de apoio 2 Esclarecimentos

Leia mais

Sistemas de Apoio à Decisão (SAD) - Senado

Sistemas de Apoio à Decisão (SAD) - Senado Sistemas de Apoio à Decisão (SAD) - Senado DW OLAP BI Ilka Kawashita Material preparado :Prof. Marcio Vitorino Sumário OLAP Data Warehouse (DW/ETL) Modelagem Multidimensional Data Mining BI - Business

Leia mais

Tecnologia Aplicada à Gestão

Tecnologia Aplicada à Gestão Tecnologia Aplicada à Gestão Parte 4 Aula 11 Fundamentos de SI Prof. Walteno Martins Parreira Jr www.waltenomartins.com.br Introdução O que são e para que servem os Sistemas de Suporte Gerencial? Como

Leia mais

Sobre o que falaremos nesta aula?

Sobre o que falaremos nesta aula? Business Intelligence - BI Inteligência de Negócios Prof. Ricardo José Pfitscher Elaborado com base no material de: José Luiz Mendes Gerson Volney Lagmman Introdução Sobre o que falaremos nesta aula? Ferramentas

Leia mais

Processo Decisório, OLAP e Relatórios Corporativos OLAP E RELATÓRIOS CORPORATIVOS

Processo Decisório, OLAP e Relatórios Corporativos OLAP E RELATÓRIOS CORPORATIVOS Processo Decisório, OLAP e Relatórios Corporativos OLAP E RELATÓRIOS CORPORATIVOS Sumário Conceitos/Autores chave... 3 1. Introdução... 5 2. OLAP... 6 3. Operações em OLAP... 8 4. Arquiteturas em OLAP...

Leia mais

Prof. Ronaldo R. Goldschmidt. ronaldo.rgold@gmail.com

Prof. Ronaldo R. Goldschmidt. ronaldo.rgold@gmail.com DATA WAREHOUSES UMA INTRODUÇÃO Prof. Ronaldo R. Goldschmidt ronaldo.rgold@gmail.com 1 DATA WAREHOUSES UMA INTRODUÇÃO Considerações Iniciais Conceitos Básicos Modelagem Multidimensional Projeto de Data

Leia mais

Business Intelligence e ferramentas de suporte

Business Intelligence e ferramentas de suporte O modelo apresentado na figura procura enfatizar dois aspectos: o primeiro é sobre os aplicativos que cobrem os sistemas que são executados baseados no conhecimento do negócio; sendo assim, o SCM faz o

Leia mais

Business Intelligence Um enfoque gerencial para a Inteligência do Negócio.Efrain Turban e outros.tradução. Bookman, 2009.

Business Intelligence Um enfoque gerencial para a Inteligência do Negócio.Efrain Turban e outros.tradução. Bookman, 2009. REFERÊNCIAS o o Business Intelligence Um enfoque gerencial para a Inteligência do Negócio.Efrain Turban e outros.tradução. Bookman, 2009. Competição Analítica - Vencendo Através da Nova Ciência Davenport,

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ADMINISTRAÇÃO LINHA DE FORMAÇÃO ESPECÍFICA EM COMÉRCIO INTERNACIONAL ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Carga horária semanal Etapa 4 5 OBJETIVO Realizar escolhas sobre a adoção de tecnologias e sistema

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS DE DADOS

ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS DE DADOS Capítulo 7 ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS DE DADOS 7.1 2003 by Prentice Hall OBJETIVOS Por que as empresas sentem dificuldades para descobrir que tipo de informação precisam ter em seus sistemas de informação?

Leia mais

DATA WAREHOUSE. Rafael Ervin Hass Raphael Laércio Zago

DATA WAREHOUSE. Rafael Ervin Hass Raphael Laércio Zago DATA WAREHOUSE Rafael Ervin Hass Raphael Laércio Zago Roteiro Introdução Aplicações Arquitetura Características Desenvolvimento Estudo de Caso Conclusão Introdução O conceito de "data warehousing" data

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DO DW NA ANVISA

IMPLANTAÇÃO DO DW NA ANVISA IMPLANTAÇÃO DO DW NA ANVISA Bruno Nascimento de Ávila 1 Rodrigo Vitorino Moravia 2 Maria Renata Furtado 3 Viviane Rodrigues Silva 4 RESUMO A tecnologia de Business Intelligenge (BI) ou Inteligência de

Leia mais

OLAP: Características, Arquitetura e Ferramentas

OLAP: Características, Arquitetura e Ferramentas INSTITUTO VIANNA JÚNIOR FACULDADES INTEGRADAS VIANNA JÚNIOR OLAP: Características, Arquitetura e Ferramentas Erika Maria Teixeira Araújo 1 Mônica de Lourdes Souza Batista 2 Teresinha Moreira de Magalhães

Leia mais

SISTEMATIZAÇÂO DOS TIPOS DE INFORMAÇÂO DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO EMPRESARIAL E DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÂO E COMUNICAÇÂO

SISTEMATIZAÇÂO DOS TIPOS DE INFORMAÇÂO DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO EMPRESARIAL E DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÂO E COMUNICAÇÂO SISTEMATIZAÇÂO DOS TIPOS DE INFORMAÇÂO DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO EMPRESARIAL E DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÂO E COMUNICAÇÂO Danilo Freitas Silvas Sistemas de informação CEATEC danilofs.ti@gmail.com Resumo:

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ PLANO DE ENSINO - 2º SEMESTRE 2011 Disciplina ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS Professor MSC. ADOLFO FRANCESCO DE OLIVEIRA COLARES Carga Horária Semanal Curso ADMINISTRAÇÃO Carga Horária

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação Gerenciais UNIDADE IV: Fundamentos da Inteligência de Negócios: Gestão da Informação e de Banco de Dados Um banco de dados é um conjunto de arquivos relacionados

Leia mais

Data Warehouse. Diogo Matos da Silva 1. Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, MG, Brasil. Banco de Dados II

Data Warehouse. Diogo Matos da Silva 1. Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, MG, Brasil. Banco de Dados II Data Warehouse Diogo Matos da Silva 1 1 Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, MG, Brasil Banco de Dados II Diogo Matos (DECOM - UFOP) Banco de Dados II Jun 2013 1 /

Leia mais

Data Warehouse. Djenane Cristina Silveira dos Santos¹, Felipe Gomes do Prado¹, José Justino Neto¹, Márcia Taliene Alves de Paiva¹

Data Warehouse. Djenane Cristina Silveira dos Santos¹, Felipe Gomes do Prado¹, José Justino Neto¹, Márcia Taliene Alves de Paiva¹ Data Warehouse. Djenane Cristina Silveira dos Santos¹, Felipe Gomes do Prado¹, José Justino Neto¹, Márcia Taliene Alves de Paiva¹ ¹Ciência da Computação Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) MG Brasil

Leia mais

Conceitos. - Sistema de Informação, Estruturas e Classificação. - Dados x Informações. Edson Almeida Junior www.edsonalmeidajunior.com.

Conceitos. - Sistema de Informação, Estruturas e Classificação. - Dados x Informações. Edson Almeida Junior www.edsonalmeidajunior.com. Conceitos - Sistema de Informação, Estruturas e Classificação - Dados x Informações Edson Almeida Junior www.edsonalmeidajunior.com.br Definição de Sistema Uma coleção de objetos unidos por alguma forma

Leia mais

Sistemas de Informação James A. O Brien Editora Saraiva Capítulo 5

Sistemas de Informação James A. O Brien Editora Saraiva Capítulo 5 Para entender bancos de dados, é útil ter em mente que os elementos de dados que os compõem são divididos em níveis hierárquicos. Esses elementos de dados lógicos constituem os conceitos de dados básicos

Leia mais

Uma Arquitetura de Gestão de Dados em Ambiente Data Warehouse

Uma Arquitetura de Gestão de Dados em Ambiente Data Warehouse Uma Arquitetura de Gestão de Dados em Ambiente Data Warehouse Alcione Benacchio (UFPR) E mail: alcione@inf.ufpr.br Maria Salete Marcon Gomes Vaz (UEPG, UFPR) E mail: salete@uepg.br Resumo: O ambiente de

Leia mais

Fundamentos da inteligência de negócios: gestão da informação e de bancos de dados

Fundamentos da inteligência de negócios: gestão da informação e de bancos de dados Fundamentos da inteligência de negócios: gestão da informação e de bancos de dados slide 1 1 Copyright 2011 Pearson Education, Inc. publishing as Prentice Hall Objetivos de estudo Como um banco de dados

Leia mais

Uma análise multidimensional dos dados estratégicos da empresa usando o recurso OLAP do Microsoft Excel

Uma análise multidimensional dos dados estratégicos da empresa usando o recurso OLAP do Microsoft Excel Uma análise multidimensional dos dados estratégicos da empresa usando o recurso OLAP do Microsoft Excel Carlos Alberto Ferreira Bispo (AFA) cafbispo@siteplanet.com.br Daniela Gibertoni (FATECTQ) daniela@fatectq.com.br

Leia mais

Business Intelligence e Inteligência Analítica BUSINESS INTELLIGENCE

Business Intelligence e Inteligência Analítica BUSINESS INTELLIGENCE Business Intelligence e Inteligência Analítica BUSINESS INTELLIGENCE Sumário Conceitos/Autores chave... 3 1. Introdução... 4 2. Teoria de Negócios... 5 3. Profi ssionais de BI... 6 4. Verdades e Mitos

Leia mais

Tópicos Especiais em Economia e Gestão da Saúde

Tópicos Especiais em Economia e Gestão da Saúde Tópicos Especiais em Economia e Gestão da Saúde Sistemas de Informações ( Parte I) Patrícia Paula Dias de Sá Residente de Administração em Gestão Hospitalar Hospital Universitário - UFJF Ato ou efeito

Leia mais

Data Warehousing Visão Geral do Processo

Data Warehousing Visão Geral do Processo Data Warehousing Visão Geral do Processo Organizações continuamente coletam dados, informações e conhecimento em níveis cada vez maiores,, e os armazenam em sistemas informatizados O número de usuários

Leia mais

Tópicos Avançados Business Intelligence. Banco de Dados Prof. Otacílio José Pereira. Unidade 10 Tópicos Avançados Business Inteligence.

Tópicos Avançados Business Intelligence. Banco de Dados Prof. Otacílio José Pereira. Unidade 10 Tópicos Avançados Business Inteligence. Tópicos Avançados Business Intelligence Banco de Dados Prof. Otacílio José Pereira Unidade 10 Tópicos Avançados Business Inteligence Roteiro Introdução Níveis organizacionais na empresa Visão Geral das

Leia mais

Módulo 4: Gerenciamento de Dados

Módulo 4: Gerenciamento de Dados Módulo 4: Gerenciamento de Dados 1 1. CONCEITOS Os dados são um recurso organizacional decisivo que precisa ser administrado como outros importantes ativos das empresas. A maioria das organizações não

Leia mais

GESTÃO EMPRESARIAL E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

GESTÃO EMPRESARIAL E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO GESTÃO EMPRESARIAL E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO * César Raeder Este artigo é uma revisão de literatura que aborda questões relativas ao papel do administrador frente à tecnologia da informação (TI) e sua

Leia mais

Chapter 3. Análise de Negócios e Visualização de Dados

Chapter 3. Análise de Negócios e Visualização de Dados Chapter 3 Análise de Negócios e Visualização de Dados Objetivos de Aprendizado Descrever a análise de negócios (BA) e sua importância par as organizações Listar e descrever brevemente os principais métodos

Leia mais

Data Warehouse: uma classificação de seus Custos e Benefícios

Data Warehouse: uma classificação de seus Custos e Benefícios Data Warehouse: uma classificação de seus Custos e Benefícios Marcos Paulo Kohler Caldas (CEFET-ES/CEFET-PR) marcospaulo@cefetes.br Prof. Dr. Luciano Scandelari (CEFET-PR) luciano@cefetpr.br Prof. Dr.

Leia mais

Resumo dos principais conceitos. Resumo dos principais conceitos. Business Intelligence. Business Intelligence

Resumo dos principais conceitos. Resumo dos principais conceitos. Business Intelligence. Business Intelligence É um conjunto de conceitos e metodologias que, fazem uso de acontecimentos e sistemas e apoiam a tomada de decisões. Utilização de várias fontes de informação para se definir estratégias de competividade

Leia mais

Módulo 4. Construindo uma solução OLAP

Módulo 4. Construindo uma solução OLAP Módulo 4. Construindo uma solução OLAP Objetivos Diferenciar as diversas formas de armazenamento Compreender o que é e como definir a porcentagem de agregação Conhecer a possibilidade da utilização de

Leia mais

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO @ribeirord FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Rafael D. Ribeiro, M.Sc,PMP. rafaeldiasribeiro@gmail.com http://www.rafaeldiasribeiro.com.br Sistemas de Informação Sistemas de Apoio às Operações Sistemas

Leia mais

Unidade: A era da informação O Balanced Scordecard - BSC

Unidade: A era da informação O Balanced Scordecard - BSC Unidade: A era da informação O Balanced Scordecard - BSC 0 Unidade: A era da informação O Balanced Scordecard BSC 1. INTRODUÇÃO: O MUNDO DO TRABALHO CONTEMPORÂNEO O mundo do trabalho vem passando por constantes

Leia mais

Estudar os Sistemas de Processamento de Transação (SPT)

Estudar os Sistemas de Processamento de Transação (SPT) Estudar a Colaboração Empresarial. Objetivos do Capítulo Estudar os Sistemas de Processamento de Transação (SPT) Identificar o papel e alternativas de relatórios dos sistemas de informação gerencial. Estudar

Leia mais

MATERIAL DIDÁTICO: APLICAÇÕES EMPRESARIAIS SISTEMA DE APOIO À DECISÃO (SAD)

MATERIAL DIDÁTICO: APLICAÇÕES EMPRESARIAIS SISTEMA DE APOIO À DECISÃO (SAD) AULA 07 MATERIAL DIDÁTICO: APLICAÇÕES EMPRESARIAIS SISTEMA DE APOIO À DECISÃO (SAD) JAMES A. O BRIEN MÓDULO 01 Páginas 286 à 294 1 AULA 07 SISTEMAS DE APOIO ÀS DECISÕES 2 Sistemas de Apoio à Decisão (SAD)

Leia mais

Sistemas de Informação Empresarial

Sistemas de Informação Empresarial Sistemas de Informação Empresarial SAD Sistemas de Apoio à Decisão parte 1: a Tomada de Decisão Fontes: O Brien e Webaula Estácio Visão Integrada do Papel dos SI s na Empresa [ Problema Organizacional

Leia mais

Inteligência Organizacional, Inteligência Empresarial, Inteligência Competitiva, Infra-estrutura de BI mas qual é a diferença?

Inteligência Organizacional, Inteligência Empresarial, Inteligência Competitiva, Infra-estrutura de BI mas qual é a diferença? Inteligência Organizacional, Inteligência Empresarial, Inteligência Competitiva, Infra-estrutura de BI mas qual é a diferença? * Daniela Ramos Teixeira A Inteligência vem ganhando seguidores cada vez mais

Leia mais

Classificação dos Sistemas de Informação

Classificação dos Sistemas de Informação Sistemas de Informação Classificação dos Sistemas de Informação O que veremos? Estaremos examinando o tipo de sistema de informação Gerencial. Veremos também, outras classificações dos sistemas de informação.

Leia mais

Data Warehouses. Alunos: Diego Antônio Cotta Silveira Filipe Augusto Rodrigues Nepomuceno Marcos Bastos Silva Roger Rezende Ribeiro Santos

Data Warehouses. Alunos: Diego Antônio Cotta Silveira Filipe Augusto Rodrigues Nepomuceno Marcos Bastos Silva Roger Rezende Ribeiro Santos Data Warehouses Alunos: Diego Antônio Cotta Silveira Filipe Augusto Rodrigues Nepomuceno Marcos Bastos Silva Roger Rezende Ribeiro Santos Conceitos Básicos Data Warehouse(DW) Banco de Dados voltado para

Leia mais

AGILE ROLAP - UMA METODOLOGIA ÁGIL PARA IMPLEMENTAÇÃO DE AMBIENTES DE NEGÓCIOS BASEADO EM SERVIDORES OLAP.

AGILE ROLAP - UMA METODOLOGIA ÁGIL PARA IMPLEMENTAÇÃO DE AMBIENTES DE NEGÓCIOS BASEADO EM SERVIDORES OLAP. AGILE ROLAP - UMA METODOLOGIA ÁGIL PARA IMPLEMENTAÇÃO DE AMBIENTES DE NEGÓCIOS BASEADO EM SERVIDORES OLAP. Luan de Souza Melo (Fundação Araucária), André Luís Andrade Menolli (Orientador), Ricardo G. Coelho

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos carlos@oficinadapesquisa.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Usando o SI como vantagem competitiva Vimos

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL

A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL Aldemar Dias de Almeida Filho Discente do 4º ano do Curso de Ciências Contábeis Faculdades Integradas de Três Lagoas AEMS Élica Cristina da

Leia mais

Modelagem de Sistemas de Informação

Modelagem de Sistemas de Informação Modelagem de Sistemas de Informação Professora conteudista: Gislaine Stachissini Sumário Modelagem de Sistemas de Informação Unidade I 1 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO...1 1.1 Conceitos...2 1.2 Objetivo...3 1.3

Leia mais

SAD orientado a MODELO

SAD orientado a MODELO Universidade do Contestado Campus Concórdia Curso de Sistemas de Informação Prof.: Maico Petry SAD orientado a MODELO DISCIPLINA: Sistemas de Apoio a Decisão SAD Orientado a Modelo De acordo com ALTER

Leia mais

Bloco Administrativo

Bloco Administrativo Bloco Administrativo BI Business Intelligence Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo Business Intelligence, que se encontra no Bloco Administrativo. Todas informações aqui

Leia mais

UM LEVANTAMENTO DE AÇÕES AMBIENTAIS DESENVOLVIDAS NO BRASIL POR EMPRESAS DE TECNOLOGIA

UM LEVANTAMENTO DE AÇÕES AMBIENTAIS DESENVOLVIDAS NO BRASIL POR EMPRESAS DE TECNOLOGIA 1 UM LEVANTAMENTO DE AÇÕES AMBIENTAIS DESENVOLVIDAS NO BRASIL POR EMPRESAS DE TECNOLOGIA Jemison dos Santos 1 Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) / Câmpus Nova Andradina santos.jemison@hotmail.com

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Acerca dos conceitos básicos de gerenciamento de projetos e considerando o PMBOK, julgue os itens a seguir. 51 No gerenciamento de um projeto, deve-se utilizar não apenas as ferramentas

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 72/2009 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Sistemas de Informação, modalidade

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS DE DADOS

ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS DE DADOS 7 ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS DE DADOS OBJETIVOS Por que as empresas sentem dificuldades para descobrir que tipo de informação precisam ter em seus sistemas de informação ão? Como um sistema de gerenciamento

Leia mais

Palavras-chave: On-line Analytical Processing, Data Warehouse, Web mining.

Palavras-chave: On-line Analytical Processing, Data Warehouse, Web mining. BUSINESS INTELLIGENCE COM DADOS EXTRAÍDOS DO FACEBOOK UTILIZANDO A SUÍTE PENTAHO Francy H. Silva de Almeida 1 ; Maycon Henrique Trindade 2 ; Everton Castelão Tetila 3 UFGD/FACET Caixa Postal 364, 79.804-970

Leia mais

04/08/2012 MODELAGEM DE DADOS. PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO, M.Sc. @ribeirord MODELAGEM DE DADOS. Aula 1. Prof. Rafael Dias Ribeiro. M.Sc.

04/08/2012 MODELAGEM DE DADOS. PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO, M.Sc. @ribeirord MODELAGEM DE DADOS. Aula 1. Prof. Rafael Dias Ribeiro. M.Sc. MODELAGEM DE DADOS PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO, M.Sc. @ribeirord MODELAGEM DE DADOS Aula 1 Prof. Rafael Dias Ribeiro. M.Sc. @ribeirord 1 Objetivos: Apresenta a diferença entre dado e informação e a importância

Leia mais

www.projetode redes.co m.br www.redesde com p uta dores. com. br

www.projetode redes.co m.br www.redesde com p uta dores. com. br Outras Apostilas em: www.projetode redes.co m.br www.redesde com p uta dores. com. br Centro Universitário Geraldo di Biase 1. Sistemas, Processos e Informações Ao observarmos o funcionamento de um setor

Leia mais

Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 1.1

Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 1.1 Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 1.1 SISTEMA DE APOIO À DECISÃO Grupo: Denilson Neves Diego Antônio Nelson Santiago Sabrina Dantas CONCEITO É UM SISTEMA QUE AUXILIA O PROCESSO DE DECISÃO

Leia mais

O SISTEMA ERP E AS ORGANIZAÇÕES

O SISTEMA ERP E AS ORGANIZAÇÕES O SISTEMA ERP E AS ORGANIZAÇÕES André Luís da Silva Pinheiro * Resumo: Este trabalho discutirá o impacto da implantação de um sistema do tipo ERP em uma empresa. Apresentaremos uma breve introdução de

Leia mais

5 Estudo de Caso. 5.1. Material selecionado para o estudo de caso

5 Estudo de Caso. 5.1. Material selecionado para o estudo de caso 5 Estudo de Caso De modo a ilustrar a estruturação e representação de conteúdos educacionais segundo a proposta apresentada nesta tese, neste capítulo apresentamos um estudo de caso que apresenta, para

Leia mais

TECNOLOGIA E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA POSTO DOURADÃO LTDA RESUMO

TECNOLOGIA E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA POSTO DOURADÃO LTDA RESUMO TECNOLOGIA E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA POSTO DOURADÃO LTDA Hewerton Luis P. Santiago 1 Matheus Rabelo Costa 2 RESUMO Com o constante avanço tecnológico que vem ocorrendo nessa

Leia mais

Aplicação A. Aplicação B. Aplicação C. Aplicação D. Aplicação E. Aplicação F. Aplicação A REL 1 REL 2. Aplicação B REL 3.

Aplicação A. Aplicação B. Aplicação C. Aplicação D. Aplicação E. Aplicação F. Aplicação A REL 1 REL 2. Aplicação B REL 3. Sumário Data Warehouse Modelagem Multidimensional. Data Mining BI - Business Inteligence. 1 2 Introdução Aplicações do negócio: constituem as aplicações que dão suporte ao dia a dia do negócio da empresa,

Leia mais

Capítulo 1 - A revolução dos dados, da informação e do conhecimento 1 B12 4

Capítulo 1 - A revolução dos dados, da informação e do conhecimento 1 B12 4 Sumário Capítulo 1 - A revolução dos dados, da informação e do conhecimento 1 B12 4 Capítulo 2 - Reputação corporativa e uma nova ordem empresarial 7 Inovação e virtualidade 9 Coopetição 10 Modelos plurais

Leia mais

E-Business global e colaboração

E-Business global e colaboração E-Business global e colaboração slide 1 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. 2.1 Copyright 2011 Pearson Education, Inc. publishing as Prentice Hall Objetivos de estudo Quais as principais

Leia mais

BANCO DE DADOS DISTRIBUÍDOS e DATAWAREHOUSING

BANCO DE DADOS DISTRIBUÍDOS e DATAWAREHOUSING BANCO DE DADOS DISTRIBUÍDOS e DATAWAREHOUSING http://www.uniriotec.br/~tanaka/tin0036 tanaka@uniriotec.br Introdução a Data Warehousing e OLAP Introdução a Data Warehouse e Modelagem Dimensional Visão

Leia mais