1 - SISTEMA DE FICHEIROS NO WINDOWS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1 - SISTEMA DE FICHEIROS NO WINDOWS - - - - - - - - - - - -3"

Transcrição

1

2 ÍNDICE 1 - SISTEMA DE FICHEIROS NO WINDOWS FAT Organização da FAT FAT 16 e FAT ORGANIZAÇÃO DE UM DISCO Partições, Volumes, Volume Sets e Stripe Sets Partições Volume Volume Set Stripe Set COMPACTAÇÃO DA INFORMAÇÃO Funcionamento da compactação de dados ENCRIPTAÇÃO Encriptação Simétrica Encriptação Assimétrica ou de Chave Pública - 8 BIBLIOGRAFIA

3 1 - SISTEMA DE FICHEIROS NO WINDOWS FAT O sistema de ficheiros FAT foi uma das primeiras tecnologias a ser desenvolvidas pela Microsoft. Em 1976 foi criada a primeira versão da FAT tendo sido incorporada num sistema operativo que a Intel criou para o chip 8086, mais tarde a Microsoft comprou os direitos desse sistema e criou o primeiro sistema operativo MS-DOS com o sistema de ficheiros FAT. A FAT é um sistema de ficheiros simples desenhado originalmente para pequenos discos e ma estrutura de directórios simples. O nome FAT provem do seu método de organização, File Allocation Table, que se situa no inicio do volume. Para proteger esse volume são criadas duas cópias da referida tabela. Um volume formatado com FAT é alocado em clusters. O tamanho de um cluster é determinado pelo tamanho do volume, tendo que caber em 16 bits e ser potência de dois. Sendo assim a FAT não é recomendada para volumes maiores do que 511MB e não pode ser usada em volumes maiores do que 4GB independentemente do tamanho do cluster. Tamanho da partição Sectores por cluster Tamanho do cluster 0 MB - 32 MB bytes 33 MB - 64 MB 2 1K 65 MB MB 4 2K 129 MB MB 8 4K 256 MB MB 16 8K 512 MB MB 32 16K 1024 MB MB 64 32K 2048 MB MB K Tabela 1 Tamanhos por defeito do cluster 3

4 Organização da FAT Num volume formatado com FAT não há organização na estrutura de ficheiros, a estes é dado o primeiro espaço livre disponível. O número de início do cluster é o endereço do primeiro cluster usado pelo ficheiro e cada cluster aponta para o próximo que o ficheiro ocupa, ou tem a indicação 0xFFFF que indica que esse é o final do dado ficheiro, como podemos ver na figura x Figura 1 Organização da FAT FAT 16 e FAT32 Em volumes formatados com FAT 16 a raiz tem um limite de 512 entradas, usa um esquema de nomes 8.3 (oito caracteres para o nome e três para a extensão) e o tamanho máximo é de 2GB. A FAT 32 não tem restrição de entradas na raiz e suporta volumes maiores, até 32GB e ao contrário da FAT 16 o sector de boot é copiado para um local específico no disco para efeitos de backup. 4

5 2 - ORGANIZAÇÃO DE UM DISCO Um disco armazena informação em pratos de metal que giram, cobertos por uma camada de material magnético. A medida que o disco vai girando as cabeças vão lendo ou escrevendo sobre este, figura 2. Cada disco é constituído por pratos, anéis de cada lado dos pratos que são chamados de pistas e secções em cada pista que são chamadas de sectores. O sector é a mais pequena unidade de armazenamento em um disco. Eixo Cabeça 0 Lado 0 Prato 1 (lados 0 e 1) Braço para cabeça 1 Eixo para os braços das cabeças Cabeça 2 Braço para cabeça 3 Figura 2 Ilustração de um disco Partições, Volumes, Volume Sets e Stripe Sets Partições O Master Boot Record em cada disco contém uma área chamada de tabela de partição que é criada para organizar informação. 5

6 Existem dois tipo de partições no Master Boot Record, a primária e a estendida. A partição primária é aquela onde são instalados os ficheiros necessários ao arranque do sistema operativo. A partição primária é formatada para um sistema de ficheiros particular sendo-lhe atribuída uma letra. Tendo múltiplas partições primária é possível ter diferentes sistemas operativos que não usam o mesmo sistema de ficheiros. Uma partição estendida, ao contrário da partição primária, não lhe é atribuída uma letra, são criados um ou mais discos lógicos dentro desta partição e a cada disco é atribuída uma letra. A partição estendida é um método de evitar o limite de quatro partições Volume Volume é um termo genérico que é usado para se referir a partição primária, partição estendida, discos lógicos, volume sets e stripe sets Volume Set Um Volume Set é a combinação de múltiplas áreas de espaço livre de um ou mais discos num único disco lógico Stripe Set Um Stripe Set é composto por áreas não particionadas de 2 a 32 discos sendo o espaço usado em cada disco igual à mais pequena parte do espaço não particionado dos discos seleccionados. 6

7 3 - COMPACTAÇÃO DA INFORMAÇÃO A necessidade da compactação da informação surgiu ao inicio com a necessidade de rentabilizar a pouca capacidade dos discos de então. Nos tempos de hoje essa já não é a razão principal mas sim o descongestionar das redes de computadores Funcionamento da compactação de dados A compactação de dados funciona substituindo muitos caracteres que se repetem na informação por menos caracteres. A eficácia depende dos dados que se pretende compactar. Texto e gráficos podem ser compactados consideravelmente 4 - ENCRIPTAÇÃO Encriptação, em termos simplistas, não é mais do que um meio de evitar que a informação não seja vista por mais ninguém a não ser o próprio destinatário. Na era da informação a criptografia tem objectivos mais vastos como seja a de garantir a integridade, autenticidade de uma certa mensagem Encriptação Simétrica Quando é usada a mesma chave para encriptar e desencriptar uma mensagem é chamada encriptação simétrica. O algoritmo que foi usado para encriptar é usado para desencriptar. 7

8 4.2 - Encriptação Assimétrica ou de Chave Pública Um algoritmo de encriptação que usa diferentes chaves para encriptar e desencriptar é chamado de algoritmo assimétrico ou de chave pública. Este tipo de algoritmos usa dois tipos de chave, uma chave pública ( que é conhecida do público em geral) e uma chave privada ( só conhecida por que a criou). Ambas as chaves são diferentes mas complementam-se. Ou seja só é possível ler uma mensagem encriptada com uma chave pública com a sua correspondente chave privada. Figura 3 Encriptação e desencriptação com chaves assimétricas Dadas as características deste tipo de encriptação é fácil perceber que pode ser utilizada para outras funções importantes além da simples encriptação dos dados, como por exemplo a garantia da integridade da informação e a sua autenticidade. 8

9 BIBLIOGRAFIA Simon Singh, The Code Book ( Anchor Books, 2000 ) /12/ /12/2003 9

Acronis Backup & Recovery 10 Server for Linux. Manual de introdução rápido

Acronis Backup & Recovery 10 Server for Linux. Manual de introdução rápido Acronis Backup & Recovery 10 Server for Linux Manual de introdução rápido Este documento descreve como instalar e começar a utilizar o Acronis Backup & Recovery 10 Server para Linux. Copyright Acronis,

Leia mais

Acronis Backup & Recovery 10 Server for Windows Acronis Backup & Recovery 10 Workstation. Manual de introdução rápido

Acronis Backup & Recovery 10 Server for Windows Acronis Backup & Recovery 10 Workstation. Manual de introdução rápido Acronis Backup & Recovery 10 Server for Windows Acronis Backup & Recovery 10 Workstation Manual de introdução rápido 1 Acerca deste documento Este documento descreve a forma de instalar e começar a utilizar

Leia mais

Instalar Ubuntu 9.10 no Vmware Player

Instalar Ubuntu 9.10 no Vmware Player Sistemas Operativos (2009/2010) Instalar Ubuntu 9.10 no Vmware Player Criar máquina virtual (VM) Editar configurações da VM Definir tabela de partições (EXT4) Processo de Instalação Pedro Pinto ppinto

Leia mais

Aprenda a instalar o Windows 10 no VirtualBox

Aprenda a instalar o Windows 10 no VirtualBox Aprenda a instalar o Windows 10 no VirtualBox Date : 1 de Outubro de 2014 Depois de muitos artigos escritos sobre o (virtual) Windows 9, a Microsoft decidiu saltar para o Windows 10 e durante o dia de

Leia mais

Boot, BIOS, Bootloader

Boot, BIOS, Bootloader Boot, BIOS, Bootloader Prof. Alexandre Beletti POST da BIOS O primeiro a ser executado é o POST Verifica presença de dispositivos (Ex: teclado, monitor, etc) Verifica se a memória RAM está OK (teste básico)

Leia mais

Sistemas de Ficheiros

Sistemas de Ficheiros Paulo Sérgio Almeida Grupo de Sistemas Distribuídos Departamento de Informática Universidade do Minho 2005/2006 Ficheiro Ficheiros Unidade lógica de armazenamento Espaço de endereçamento lógico contíguo

Leia mais

Segurança. Tecnologias de Informação I TI-16. Instituto do Emprego e Formação Profissional. Formador: Paulo Gomes

Segurança. Tecnologias de Informação I TI-16. Instituto do Emprego e Formação Profissional. Formador: Paulo Gomes Segurança A Segurança a da informação Protecção contra acesso por terceiros Palavra passe de rede Permite ao utilizador autenticar-se a uma rede e aceder aos recursos disponibilizados por esta(ficheiros,

Leia mais

MS-DOS MS-DOS MS-DOS. Comandos. Sumário. Unidade 4. Ficheiros de arranque núcleo do MS-DOS. Ficheiros de arranque núcleo do MS-DOS.

MS-DOS MS-DOS MS-DOS. Comandos. Sumário. Unidade 4. Ficheiros de arranque núcleo do MS-DOS. Ficheiros de arranque núcleo do MS-DOS. s Sumário (Revisão) Unidade 4 Utilização de comandos em. Tecnologias Informáticas 10º Ano 2004/2005 Hugo Barreiros 2 Ficheiros de arranque núcleo do O Sistema Operativo é o responsável por desempenhar

Leia mais

Conjunto organizado de informações da mesma natureza, agrupadas numa unidade independente de processamento informático

Conjunto organizado de informações da mesma natureza, agrupadas numa unidade independente de processamento informático Sistema Operativo Definição de ficheiro: Conjunto organizado de informações da mesma natureza, agrupadas numa unidade independente de processamento informático Características dos ficheiros: Ocupam uma

Leia mais

Determine a separação que é usada altamente. O comando seguinte mostra a utilização do disco:

Determine a separação que é usada altamente. O comando seguinte mostra a utilização do disco: Índice Introdução Etapas de verificação Se a separação de /Volume está completa Arquivos de backup velhos Atualização de software e arquivos de correção mais velhos Grande base de dados para armazenar

Leia mais

Programação de Sistemas

Programação de Sistemas Programação de Sistemas Gestão de memória : registos e alocação Programação de Sistemas Registos e Alocação : 1/11 Introdução (1) A gestão de memória aborda as melhores estratégias para atribuir ( allocate

Leia mais

OpenOffice.org. tutorial apresentação

OpenOffice.org. tutorial apresentação tutorial apresentação Criar uma nova apresentação Assistente Apresentação Inserir diapositivos Seleccionar diapositivos Formatar uma página Formatar diapositivos Vistas do espaço de trabalho Iniciar apresentação

Leia mais

http://www.ic.uff.br/~debora/fac! 1 Capítulo 4 Livro do Mário Monteiro Introdução Hierarquia de memória Memória Principal Organização Operações de leitura e escrita Capacidade 2 Componente de um sistema

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES CAPÍTULO4: MEMÓRIAPRINCIPAL

ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES CAPÍTULO4: MEMÓRIAPRINCIPAL ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES CAPÍTULO4: MEMÓRIAPRINCIPAL MEMÓRIA Componente de um sistema de computação cuja função é armazenar informações que são manipuladas pelo sistema para que possam ser recuperadas

Leia mais

Arquitetura e Organização de Computadores

Arquitetura e Organização de Computadores UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Arquitetura e Organização de Computadores Memória Externa I Prof. Sílvio Fernandes Discos

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA AULA 06 ALGORITMOS

INFORMÁTICA APLICADA AULA 06 ALGORITMOS UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: Bacharelado em Ciências e Tecnologia INFORMÁTICA APLICADA AULA 06 ALGORITMOS Profª ª Danielle Casillo COMANDO ENQUANTO... FACA Na estrutura enquanto... faca,

Leia mais

Prof. Alex Pereira Moretti Aymbiré

Prof. Alex Pereira Moretti Aymbiré Prof. Alex Pereira Moretti Aymbiré Por quê conhecer a estrutura de um computador? É necessário que o profissional possua noções claras das técnicas de processamento de dados para poder estabelecer um bom

Leia mais

Seu manual do usuário SAMSUNG SCX-4600

Seu manual do usuário SAMSUNG SCX-4600 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para SAMSUNG SCX-4600. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a no manual do

Leia mais

Kodi: Como fazer o backup e restauro

Kodi: Como fazer o backup e restauro Kodi: Como fazer o backup e restauro Date : 16 de Fevereiro de 2016 Todos concordamos que o Kodi é um mundo e dentro desse mundo, com inúmeras possibilidades, é sempre útil saber como criar uma cópia do

Leia mais

Manual de Detenção de Avarias

Manual de Detenção de Avarias Manual de Detenção de Avarias Disciplina: Tecnologias Específicas Operador de Informática São Roque do Pico, 28 de Março de 2014 Manual Realizado por: Nome: Diogo Silva N.º4 Índice INTRODUÇÃO 3 SINTOMAS

Leia mais

Dica - Como remover a tabela de Partição GUID (GPT)

Dica - Como remover a tabela de Partição GUID (GPT) Dica - Como remover a tabela de Partição GUID (GPT) Date : 5 de Agosto de 2013 Necessita de instalar o Windows 8? Então vai ter problemas! No inicio desta semana, após as tradicionais actualizações do

Leia mais

Cópia de Segurança e Recuperação Manual do utilizador

Cópia de Segurança e Recuperação Manual do utilizador Cópia de Segurança e Recuperação Manual do utilizador Copyright 2007, 2008 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Windows é uma marca registada da Microsoft Corporation nos E.U.A. As informações aqui

Leia mais

Apresentador Gráfico - Microsoft PowerPoint. Inserção de Objectos min

Apresentador Gráfico - Microsoft PowerPoint. Inserção de Objectos min Apresentador Gráfico - Microsoft PowerPoint Inserção de Objectos - 180 min Ficha orientada nº4 Objectivos: Inserir imagem Inserir vídeos, sons Inserir objecto Inserir tabela Inserir gráfico Inserir diagrama

Leia mais

Introdução aos Sistemas Informáticos

Introdução aos Sistemas Informáticos Introdução aos Sistemas Informáticos O Sistema Operativo MS-DOS Autor: Reis Lima Quarteu Licenciaturas em Engenharia Informática, Engenharia Mecânica, Engenharia Química, e Gestão e Engenharia Industrial

Leia mais

Criar uma máquina virtual

Criar uma máquina virtual Criar uma máquina virtual Date : 19 de Janeiro de 2007 Uma forma de termos na nossa máquina sistemas operativos paralelos sem necessidade de mexer nas partições do disco é usufruir da "virtualização" de

Leia mais

Preparatório LPIC-1 Tópico 102

Preparatório LPIC-1 Tópico 102 Preparatório LPIC-1 Tópico 102 Professor Leandro Trindade leandro.a.trindade@gmail.com Tópico 102 Visão Geral Instalação do Linux e gerenciamento de pacotes Definir layout do disco rígido Instalação de

Leia mais

Administração Sistemas Operacionais de Rede

Administração Sistemas Operacionais de Rede Administração Sistemas Operacionais de Rede SISTEMAS DE ARQUIVOS Professor Airton Ribeiro 2016 Sistemas operacionais Sistema de Arquivos pode ser definido como uma estrutura que indica como os dados devem

Leia mais

AOMEI Partition Assistant, uma forma gratuita de gerir partições

AOMEI Partition Assistant, uma forma gratuita de gerir partições AOMEI Partition Assistant, uma forma gratuita de gerir partições Date : 1 de Março de 2017 O particionamento é algo que ainda muitas pessoas desconhecem. Quando é adquirido um computador ou disco externo,

Leia mais

Sabe fazer backups do Windows 10? E recuperar ficheiros?

Sabe fazer backups do Windows 10? E recuperar ficheiros? Sabe fazer backups do Windows 10? E recuperar ficheiros? Date : 4 de Janeiro de 2017 Com os perigos a que estamos expostos hoje em dia, é importante ter preparados backups e outros mecanismos para salvaguardar

Leia mais

DEFINIÇÃO É TODO AQUELE DISPOSITIVO CAPAZ DE ARMAZENAR INFORMAÇÃO. A

DEFINIÇÃO É TODO AQUELE DISPOSITIVO CAPAZ DE ARMAZENAR INFORMAÇÃO. A U E S C Memória DEFINIÇÃO É TODO AQUELE DISPOSITIVO CAPAZ DE ARMAZENAR INFORMAÇÃO. A Hierarquia de Memória Em um Sistema de computação existem vários tipos de memória que interligam-se de forma bem estrutura

Leia mais

Segurança nas empresas contábeis: Guarda de documentos na nuvem e backup

Segurança nas empresas contábeis: Guarda de documentos na nuvem e backup Segurança nas empresas contábeis: Guarda de documentos na nuvem e backup 1 Agenda A nova sociedade Perdas e prejuízos Atitude de segurança Ameaças as informações Backups Onde e como fazer Backups Conclusão

Leia mais

Este capítulo apresenta as técnicas de manipulação de arquivos texto, binários e suas principais funções de I/O.

Este capítulo apresenta as técnicas de manipulação de arquivos texto, binários e suas principais funções de I/O. TRABALHANDO COM ARQUIVOS E DIRETÓRIOS Capítulo 9 Este capítulo apresenta as técnicas de manipulação de arquivos texto, binários e suas principais funções de I/O. ARQUIVOS TEXTO (File of Text) Os Arquivos

Leia mais

Arquitetura de Computadores

Arquitetura de Computadores Arquitetura de Computadores -Sistemas de Memória Externa por Helcio Wagner da Silva Discos Magnéticos Os discos são feitos de material plástico ou metálico, coberto por material magnetizante Os cabeçotes

Leia mais

FUNDAMENTOS DE ARQUITETURAS DE COMPUTADORES MEMÓRIA PRINCIPAL CAPÍTULO 4. Cristina Boeres

FUNDAMENTOS DE ARQUITETURAS DE COMPUTADORES MEMÓRIA PRINCIPAL CAPÍTULO 4. Cristina Boeres FUNDAMENTOS DE ARQUITETURAS DE COMPUTADORES MEMÓRIA PRINCIPAL CAPÍTULO 4 Cristina Boeres Memória! É um dos componentes de um sistema de computação! Sua função é armazenar informações que são ou serão manipuladas

Leia mais

Lista de Exercícios sobre Conceitos de Informática. Exercício 1: Correspondência

Lista de Exercícios sobre Conceitos de Informática. Exercício 1: Correspondência Lista de Exercícios sobre Conceitos de Informática Exercício 1: Correspondência Relacione os termos da tabela 1 abaixo com as definições da tabela 2. Para facilitar, os termos da tabela 1 estão colocados

Leia mais

Instalando o Ubuntu 9.10

Instalando o Ubuntu 9.10 Instalando o Ubuntu 9.10 A Configuração Mínima para instalação do Ubuntu 9.10 é: Pentium ou AMD 1GHz, 256MB RAM e 7GB HD, após verificarmos se possuímos a configuração necessária podemos dar inicio a instalação.

Leia mais

Conceitos sobre Computadores

Conceitos sobre Computadores Conceitos sobre Computadores Prof. UNESP - São José do Rio Preto Linguagem Computacional Neste tópico veremos: Os Componentes físicos dos computadores O hardware: principais partes dos computadores atuais.

Leia mais

Internet das Coisas com Intel A2 Placas IoT.

Internet das Coisas com Intel A2 Placas IoT. Internet das Coisas com Intel A2 Placas IoT paul.guermonprez@intel.com Historia Arduino Raspberry Pi Avaliação de placas IoT Microcontrolador vs Processador Arduino usa um microcontrolador de 8-bit. É

Leia mais

Dica: Apagar backups locais no OS X Mavericks

Dica: Apagar backups locais no OS X Mavericks Dica: Apagar backups locais no OS X Mavericks Date : 30 de Dezembro de 2013 Por Rogério Moreira para o Pplware.com Se tiver um Mac portátil, o Time Machine efectua cópias, de hora a hora, dos ficheiros

Leia mais

Vamos estudar o que se entende por «programação», que é uma linguagem de programação e ver algumas terminologias própria de programação e como

Vamos estudar o que se entende por «programação», que é uma linguagem de programação e ver algumas terminologias própria de programação e como Vamos estudar o que se entende por «programação», que é uma linguagem de programação e ver algumas terminologias própria de programação e como utilizá-la. 1 Por si só, uma equipe não é muito inteligente.

Leia mais

Fundamentos de Informática Introdução aos Conceitos Básicos

Fundamentos de Informática Introdução aos Conceitos Básicos Fundamentos de Informática Introdução aos Conceitos Básicos Professor: Luiz A. P. Neves neves@ufpr.br e lapneves@gmail.com 1 Roteiro Objetivos Conceitos Básicos Processamento de Dados Modalidade de Computadores

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO Recurso Didáctico Formador[a] Sónia Rodrigues UFCD / UC 772 Sistemas Operativos Data 10/03/2009 Contextualização / Objectivos Instalar o Sistema Operativo Windows XP Orientação Pedagógica Manual MANUAL

Leia mais

HISTÓRIA DOS SISTEMAS OPERACIONAIS. Prof. Alan F.M.

HISTÓRIA DOS SISTEMAS OPERACIONAIS. Prof. Alan F.M. HISTÓRIA DOS SISTEMAS OPERACIONAIS O QUE É UM SISTEMA OPERACIONAL? Um sistema operacional é uma coleção de programas para gerenciar as funções do processador, o input, o output, o armazenamento e o controle

Leia mais

ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES MEMÓRIA. Prof. Dr. Daniel Caetano

ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES MEMÓRIA. Prof. Dr. Daniel Caetano ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES MEMÓRIA Prof. Dr. Daniel Caetano 22-2 Objetivos Compreender o que é a memória e sua hierarquia Compreender os diferentes tipos de memória Entender como é feito

Leia mais

DISCO MAGNÉTICO Cabeçote Trilha

DISCO MAGNÉTICO Cabeçote Trilha 1 São os componentes mais importantes da memória externa. É formado por um prato circular coberto de um material que pode ser magnetizado. Os dados são gravados e posteriormente lidos por meio de uma bobina

Leia mais

Escola Sec. do Padrão da Légua OE: TIC Ano: 2008/2009

Escola Sec. do Padrão da Légua OE: TIC Ano: 2008/2009 Ficha de Trabalho: Aula 05 Sistema Operativo em Ambiente Gráfico Como já sabes o SOFTWARE pode ser de sistema ou de aplicação, conforme seja um conjunto de programas responsáveis pelo funcionamento do

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA. Histórico. Gerações

INFORMÁTICA APLICADA. Histórico. Gerações INFORMÁTICA APLICADA Histórico Gerações 00001 As gerações dos computadores Os computadores são máquinas capazes de realizar vários cálculos automaticamente, além de possuir dispositivos de armazenamento

Leia mais

Unidades Básicas de Medidas bit: menor unidade de dado; apresenta os valores 0 ou 1. byte : conjunto de 8 bits; representa um caractere; Unidades

Unidades Básicas de Medidas bit: menor unidade de dado; apresenta os valores 0 ou 1. byte : conjunto de 8 bits; representa um caractere; Unidades Profª. Janaide Nogueira Unidades Básicas de Medidas bit: menor unidade de dado; apresenta os valores 0 ou 1. byte : conjunto de 8 bits; representa um caractere; Instalação e Manutenção de Computadores

Leia mais

Utilizar discos DVD-RAM

Utilizar discos DVD-RAM Este manual contém as informações mínimas necessárias para utilização de discos DVD-RAM com a unidade DVD MULTI no Windows 98/Me/2000. Windows, Windows NT e MS-DOS são marcas comerciais registadas da Microsoft

Leia mais

Turma: SD-R Área: Redes Informáticas Formador: Tomás Lima Mediadora: Maria Eduarda Luz Unidade: UFCD 17 - Linux - Instalação e configuração Curso:

Turma: SD-R Área: Redes Informáticas Formador: Tomás Lima Mediadora: Maria Eduarda Luz Unidade: UFCD 17 - Linux - Instalação e configuração Curso: Turma: SD-R Área: Redes Informáticas Formador: Tomás Lima Mediadora: Maria Eduarda Luz Unidade: UFCD 17 - Linux - Instalação e configuração Curso: Técnico/a de Informática - Instalação e Gestão de Redes.

Leia mais

Desenho Assistido por Computador CAD e Sistemas de Coordenadas. Computação Gráfica. Computação Gráfica

Desenho Assistido por Computador CAD e Sistemas de Coordenadas. Computação Gráfica. Computação Gráfica Desenho Assistido por Computador CAD e Sistemas de Coordenadas Prof. Luiz Antonio do Nascimento Computação Gráfica Ramo da computação dedicado à geração, tratamento, apresentação e armazenamento de imagens

Leia mais

Requisitos do Sistema

Requisitos do Sistema PJ8D - 017 ProJuris 8 Desktop Requisitos do Sistema PJ8D - 017 P á g i n a 1 Sumario Sumario... 1 Capítulo I - Introdução... 2 1.1 - Objetivo... 2 1.2 - Quem deve ler esse documento... 2 Capítulo II -

Leia mais

Sistemas Operacionais de Redes Windows. Ricardo Kléber

Sistemas Operacionais de Redes Windows. Ricardo Kléber Sistemas Operacionais de Redes Windows Ricardo Kléber ricardo.galvao@ifrn.edu.br Objetivos Instalar e configurar e manter o Sistema Operacional Windows Server; Montar na prática uma rede cliente-servidor

Leia mais

Memoria. UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Faculdade de Engenharia Departamento de Informática

Memoria. UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Faculdade de Engenharia Departamento de Informática Arquitectura de Computadores II Engenharia Informática (11545) Tecnologias e Sistemas de Informação (6621) Memoria Fonte: Arquitectura de Computadores, José Delgado, IST, 2004 Nuno Pombo / Paulo Fazendeiro

Leia mais

Sistemas Operativos 10º ano

Sistemas Operativos 10º ano Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos Sistemas Operativos 10º ano Módulo II- Sistema Operativo Cliente Sistema Operativo Cliente Existem vários Sistemas Operativos Cliente Para o Windows

Leia mais

AULA 2. Prof.: Jadiel Mestre. Introdução à Informática. Introdução à Informática Componentes de um Sistema de Informação

AULA 2. Prof.: Jadiel Mestre. Introdução à Informática. Introdução à Informática Componentes de um Sistema de Informação AULA 2 Prof.: Jadiel Mestre. Componentes de um Sistema de Informação Os componentes de um sistema de informação são divididos em três partes 2 1 Componentes físicos do computador Dispositivos de Entrada/Saída

Leia mais

BIOS, BOOT, CMOS e CMOS Setup. Prof. César Couto

BIOS, BOOT, CMOS e CMOS Setup. Prof. César Couto BIOS, BOOT, CMOS e CMOS Setup Prof. César Couto BIOS Quando o computador é ligado, o processador executa instruções da memória ROM (Read Only Memory). A ROM preserva o conteúdo quando o computador é desligado.

Leia mais

Arquitecturas Avançadas de Computadores MEEC (2008/09 2º Sem.)

Arquitecturas Avançadas de Computadores MEEC (2008/09 2º Sem.) Arquitecturas Avançadas de Computadores MEEC (2008/09 2º Sem.) Sistemas de Armazenamento Prof. Nuno Cavaco Gomes Horta Universidade Técnica de Lisboa / Instituto Superior Técnico Computing Revolution (1960-1980)

Leia mais

Iniciação à Informática

Iniciação à Informática Iniciação à Informática Dr. Manuel Monteiro Conteúdo 5 Folha de Cálculo Conceitos básicos Os programas denominados de folhas de cálculo permitem aos seus utilizadores elaborar documentos com cálculos,

Leia mais

PROGRAMAÇÃO A. Estrutura de Repetição

PROGRAMAÇÃO A. Estrutura de Repetição PROGRAMAÇÃO A Estrutura de Repetição INTRODUÇÃO Trechos de algoritmos e consequentemente comandos de um determinado programa que precisam ser repetidos para realizar algum tipo de leitura de dados ou cálculo

Leia mais

TUTORIAL DE INSTAÇÃO DO WINDOWS SERVER 2008 R2

TUTORIAL DE INSTAÇÃO DO WINDOWS SERVER 2008 R2 Curso: Gerenciamento de Redes Matéria: Sistemas Operacionais de Rede (Windows\Linux) Grupo: Aldenice Nascimento, Anatanael França, Daniel Soares, Edvaldo Santos, Walter Rocha. TUTORIAL DE INSTAÇÃO DO WINDOWS

Leia mais

Profa. Leda G. F. Bueno

Profa. Leda G. F. Bueno Profa. Leda G. F. Bueno O computador pode ser descrito como um sistema. Sendo um sistema, este pode ser esquematizado como a entrada de insumos, processamento e saída do produto final No caso do computador

Leia mais

Acesso Sequencial Indexado

Acesso Sequencial Indexado Acesso Sequencial Indexado Utiliza o princípio da pesquisa seqüencial cada registro é lido seqüencialmente até encontrar uma chave maior ou igual a chave de pesquisa. Providências necessárias para aumentar

Leia mais

Manual de utilizador

Manual de utilizador Manual de utilizador Índice Introdução... 1 NOTAS IMPORTANTES... 1 Declarações Legais... 3 Instalação e Configuração... 5 Requisitos do Sistema... 5 Instalação... 5 Activação... 7 Actualização Automática...

Leia mais

Elevação de TMSAE falhado (o link do server de base de dados de origem TMS não existe nem não é configurado corretamente)

Elevação de TMSAE falhado (o link do server de base de dados de origem TMS não existe nem não é configurado corretamente) Elevação de TMSAE falhado (o link do server de base de dados de origem TMS não existe nem não é configurado corretamente) Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Problema Solução

Leia mais

Sistemas de arquivos

Sistemas de arquivos Todos os programas precisam armazenar e recuperar dados. Os processos não podem armazenar grande quantidade de dados no seu espaço de endereçamento. Quando o processo chega ao final os dados no seu espaço

Leia mais

Sistemas de Operação

Sistemas de Operação Universidade Nova de Lisboa Faculdade de Ciências e Tecnologia Departamento de Informática Sistemas de Operação Estruturas e Componentes do S.O. (1) Baseado nos transparente de SO de Pedro Medeiros (DI/FCT/UNL)

Leia mais

1 Bateria Lítio Recarregável Incluída 9+Anos SY ,5 x 3 x 17,5 cm 53,95 20 Leitor de MP5 2.4 LCD 4GB FM Cor disponível: Prateado MP5 c/ Dcam, Vid

1 Bateria Lítio Recarregável Incluída 9+Anos SY ,5 x 3 x 17,5 cm 53,95 20 Leitor de MP5 2.4 LCD 4GB FM Cor disponível: Prateado MP5 c/ Dcam, Vid 1 Bateria Li-Po Recarregável Incluída 8+Anos SY7114 22,50 40 9 x 3,2 x 13,5 cm Leitor de MP3-WAV 4GB FM c/ LCD Cores disponíveis: Preto e Dourado. Reprodutor digital MP3/WMA Slim Memória interna de 4 GB

Leia mais

b. Causa parada do processo c. Reinicia um processo parado d. O processo é enviado para primeiro plano e. O processo é enviado para segundo plano 5)

b. Causa parada do processo c. Reinicia um processo parado d. O processo é enviado para primeiro plano e. O processo é enviado para segundo plano 5) SENAC Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores Unidade Curricular Administração de Sistemas Operacionais Não Proprietários Professor Eduardo Maroñas Monks Nome do Aluno: GABARITO Data: 06/05/2011

Leia mais

Programação: Vetores

Programação: Vetores Programação de Computadores I Aula 09 Programação: Vetores José Romildo Malaquias Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto 2011-1 1/62 Motivação Problema Faça um programa que leia

Leia mais

PCS-2529 Introdução aos Processadores. Prof. Dr. Paulo Sérgio Cugnasca

PCS-2529 Introdução aos Processadores. Prof. Dr. Paulo Sérgio Cugnasca PCS-2529 Introdução aos Processadores Prof. Dr. Paulo Sérgio Cugnasca 1 2 Existem 4 esquemas diferentes de E/S possíveis, cada um se aplicando em uma determinada situação. E/S Programada. E/S Acionada

Leia mais

Computadores e Programação (DCC/UFRJ)

Computadores e Programação (DCC/UFRJ) Computadores e Programação (DCC/UFRJ) Aula 3: 1 2 3 Abstrações do Sistema Operacional Memória virtual Abstração que dá a cada processo a ilusão de que ele possui uso exclusivo da memória principal Todo

Leia mais

Gerenciamento de memória

Gerenciamento de memória Gerenciamento de memória O que faz? Controla o uso dos espaços em memória Controla os modos de endereçamento dos processos Como funciona a memória? Hierarquia de memória A falta de desempenho A velocidade

Leia mais

Memória virtual. Sistemas de Computação

Memória virtual. Sistemas de Computação Memória virtual Fundamentos Memória virtual separação da memória lógica do usuário da memória física somente uma parte do programa precisa estar na memória para execução espaço de endereçamento lógico

Leia mais

Para otimização de segurança de sua maquina, recomendo esta opção. Depois de selecionada clique em Avançar.

Para otimização de segurança de sua maquina, recomendo esta opção. Depois de selecionada clique em Avançar. Como Instalar? Para instalar o Antivírus Microsoft Security Essentials, é necessário o download do instalador, disponível no site http://windows.microsoft.com/pt-br/windows/securityessentials-download.

Leia mais

Manual de Instruções. O que você vai precisar. Como usar o eclips3 Dongle:

Manual de Instruções. O que você vai precisar. Como usar o eclips3 Dongle: Manual de Instruções O que você vai precisar Um PlayStation 3 com o Firmware 3.41 instalado Um dispostivo USB (pendrive/hdd/etc) formatado em FAT32 com uma cópia do Backup Manager (manager.pkg), disponível

Leia mais

Imagem bitmap. Gráfico vetorial. gráficos vetoriais

Imagem bitmap. Gráfico vetorial. gráficos vetoriais Sobre imagens bitmap e gráficos vetoriais Os elementos gráficos de um computador podem ser divididos em duas categorias principais -- bitmap e vetor. Imagem bitmap Gráfico vetorial Imagens bitmap são ideais

Leia mais

SEMPRE FAÇA BACKUP DOS ARQUIVOS DE DADOS DE UMA MÁQUINA ANTES DE INSTALAR OUTRO SISTEMA OPERACIONAL

SEMPRE FAÇA BACKUP DOS ARQUIVOS DE DADOS DE UMA MÁQUINA ANTES DE INSTALAR OUTRO SISTEMA OPERACIONAL Introdução O objetivo deste tutorial é preparar uma máquina para poder realizar o boot através de um sistema Windows ou um Sistema Linux. Para isto foram utilizadas as seguintes versões de Sistema Operacional

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARÁ UEPA LISTA DE EXERCÍCIOS DE INTRODUÇÃO A COMPUTAÇÃO. 2. O que diferencia os computadores de 1ª geração dos da 2ª.

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARÁ UEPA LISTA DE EXERCÍCIOS DE INTRODUÇÃO A COMPUTAÇÃO. 2. O que diferencia os computadores de 1ª geração dos da 2ª. UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARÁ UEPA LISTA DE EXERCÍCIOS DE INTRODUÇÃO A COMPUTAÇÃO 1. Cite alguns problemas que o uso de válvulas provocava nos computadores de 1ª geração. 2. O que diferencia os computadores

Leia mais

Resumo do Artigo. Um Mecanismo Para Distribuição Segura de Vídeo MPEG. Escrito por

Resumo do Artigo. Um Mecanismo Para Distribuição Segura de Vídeo MPEG. Escrito por Resumo do Artigo Um Mecanismo Para Distribuição Segura de Vídeo MPEG Escrito por CÍNTIA BORGES MARGI GRAÇA BRESSAN WILSON V. RUGGIERO EPUSP - Escola Politécnica da Universidade de São Paulo LARC Laboratório

Leia mais

Introdução à Informática

Introdução à Informática 1 FACULDADE DOS GUARARAPES Introdução à Informática Introdução a Computação e Suas Aplicações Prof. Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br 2 Objetivo Apresentar conceitos gerais utilizados

Leia mais

Exercícios: Vetores e Matrizes

Exercícios: Vetores e Matrizes Universidade Federal de Uberlândia - UFU Faculdade de Computação - FACOM Lista de exercícios de programação em linguagem C Exercícios: Vetores e Matrizes 1 Vetores 1. Faça um programa que possua um vetor

Leia mais

Criar e Apresentar Apresentações

Criar e Apresentar Apresentações Criar e Apresentar Apresentações Manuel Cabral Reis UTAD Departamento de Engenharias Curso de Ciências da Comunicação Disciplina de Introdução à Informática 1 Transição dos Slides Podem ser usadas várias

Leia mais

Programação. Folha Prática 10. Lab. 10. Departamento de Informática Universidade da Beira Interior Portugal. Copyright 2010 All rights reserved.

Programação. Folha Prática 10. Lab. 10. Departamento de Informática Universidade da Beira Interior Portugal. Copyright 2010 All rights reserved. Programação Folha Prática 10 Lab. 10 Departamento de Informática Universidade da Beira Interior Portugal Copyright 2010 All rights reserved. 1. Revisão. 2. Objectivos. 3. Exercícios LAB. 10 10ª semana

Leia mais

Memórias. IFRN -Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte 17/01/2013

Memórias. IFRN -Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte 17/01/2013 Aula 05 Memórias Memórias Em um computador, as memórias desempenham um papel tão importante quanto o da CPU. Uma CPU veloz só terá eficiência se a memória for também veloz e relativamente grande. Assim,

Leia mais

Bruna Freire Pedroso da Costa Guilherme Carvalho Lucas Henrique Muniz Raul Vinícius Nascimento Vanessa Baptista. D&D Info

Bruna Freire Pedroso da Costa Guilherme Carvalho Lucas Henrique Muniz Raul Vinícius Nascimento Vanessa Baptista. D&D Info Bruna Freire Pedroso da Costa Guilherme Carvalho Lucas Henrique Muniz Raul Vinícius Nascimento Vanessa Baptista D&D Info Sistema de gerenciamento O SisAlu pode ser usado via rede e instalado em até 5 (cinco)

Leia mais

MEMÓRIA DE COMPUTADOR

MEMÓRIA DE COMPUTADOR MEMÓRIA DE COMPUTADOR O que é memória de computador? Na informática, memória representa todos os dispositivos que podem armazenar informações, temporária ou permanentemente. Ou seja, são os componentes

Leia mais

itic 7 Sumário Conceito

itic 7 Sumário Conceito itic 7 Sumário Utilização do computador em segurança: ao nível do computador/utilizador. Estrutura e funcionamento de um computador: diferença entre Hardware e Software. Dispositivos de Entrada/Saída e

Leia mais

Introdução aos Sistemas Informáticos

Introdução aos Sistemas Informáticos I 1. Construa, na unidade de disquetes do seu computador, a seguinte árvore de directorias. EFC IG Gestao A:\ EI GE Fisica Inform FisicaI GestaoII 2. Depois de construir a árvore de directorias do exercício

Leia mais

Sistemas Posicionais. Nos sistemas informáticos

Sistemas Posicionais. Nos sistemas informáticos Sistemas de Numeração Sistemas Informáticos Sistemas Posicionais O sistema posicional é utilizado devido à facilidade com a qual é possível fazer cálculos Tente encontrar um algoritmo para multiplicar,

Leia mais

Lógica e Linguagem de Programação Aula 03 - Estruturas de controle Exercícios de Fixação 2 - RESPOSTAS Professor: Danilo Giacobo

Lógica e Linguagem de Programação Aula 03 - Estruturas de controle Exercícios de Fixação 2 - RESPOSTAS Professor: Danilo Giacobo 1. Dado o algoritmo a seguir, responda: lógico: A, B, C; se A então C1; se B então se C então C2; C3; C4; C5; C6; Lógica e Linguagem de Programação Aula 03 - Estruturas de controle Exercícios de Fixação

Leia mais

Apple TV 1ª Geração Teardown

Apple TV 1ª Geração Teardown Apple TV 1ª Geração Teardown Redigido por: irobot INTRODUÇÃO Como desmontar o Apple TV. FERRAMENTAS: T8 Torx chave de fenda (1) ifixit CC BY-NC-SA pt.ifixit.com Página 1 de 12 Passo 1 Apple TV 1ª Geração

Leia mais

Este documento descreve o procedimento para configurar a conformidade em Cisco Unified Presence Server (COPOS) com o uso de PostgreSQL para Windows.

Este documento descreve o procedimento para configurar a conformidade em Cisco Unified Presence Server (COPOS) com o uso de PostgreSQL para Windows. Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Informações de Apoio Configurar Verificar Troubleshooting Introdução Este documento descreve o procedimento para configurar a conformidade

Leia mais

Sabe-se que as unidades de entrada e saída são dos dispositivos que possibilitam a comunicação entre o usuário e o computador.

Sabe-se que as unidades de entrada e saída são dos dispositivos que possibilitam a comunicação entre o usuário e o computador. Comandos de entrada e saída Sabe-se que as unidades de entrada e saída são dos dispositivos que possibilitam a comunicação entre o usuário e o computador. Seja a seguinte situação: No início da execução

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO (RFQ) Nº JOF /2016 ERRATA 02. Com referência ao processo em epígrafe, segue errata 02 que deverá ser considerada:

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO (RFQ) Nº JOF /2016 ERRATA 02. Com referência ao processo em epígrafe, segue errata 02 que deverá ser considerada: JOF - JOINT OPERATIONS FACILITY SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO (RFQ) Nº JOF-0162-29944/2016 ERRATA 02 Brasília, 28 de setembro de 2016. Senhores(as): Com referência ao processo em epígrafe, segue errata 02 que

Leia mais

Processador. Processador

Processador. Processador Departamento de Ciência da Computação - UFF Processador Processador Prof. Prof.Marcos MarcosGuerine Guerine mguerine@ic.uff.br mguerine@ic.uff.br 1 Processador Organização básica de um computador: 2 Processador

Leia mais

NOVAS TECNOLOGIAS EM ARMAZENAMENTO SECUNDÁRIO

NOVAS TECNOLOGIAS EM ARMAZENAMENTO SECUNDÁRIO NOVAS TECNOLOGIAS EM ARMAZENAMENTO SECUNDÁRIO Natália Rocha¹ Felipe Trindade² Luiz Felipe Carrara³ Resumo 1 Este artigo tem como objetivo mostrar novas maneiras de guardar um dado, fazer backup de maneira

Leia mais

Lista de Exercícios Algoritmos Vetores. 10) Escreva um algoritmo em PORTUGOL que armazene em um vetor todos os números

Lista de Exercícios Algoritmos Vetores. 10) Escreva um algoritmo em PORTUGOL que armazene em um vetor todos os números Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG Instituto de Ciências Eatas - ICE Disciplina: Programação de Computadores Professor: David Menoti (menoti@dcc.ufmg.br) Monitor: João Felipe Kudo (joao.felipe.kudo@terra.com.br)

Leia mais

Hardware Conceitos Básicos. Introdução*à*Informática 14

Hardware Conceitos Básicos. Introdução*à*Informática 14 Hardware Conceitos Básicos Introdução*à*Informática 14 Hardware Conceitos Básicos Componentes principais de um computador Introdução*à*Informática 15 Hardware Conceitos Básicos CPU (Unidade Central de

Leia mais