ESPORTE. Programa inédito garante apoio financeiro aos atletas de Goiás BOLSA-ESPORTE

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESPORTE. Programa inédito garante apoio financeiro aos atletas de Goiás BOLSA-ESPORTE"

Transcrição

1 ESPORTE BOLSA-ESPORTE Programa inédito garante apoio financeiro aos atletas de Goiás Criar em Goiás uma geração olímpica em que o esporte seja sinônimo de cidadania. Este é o objetivo do Programa Bolsa-Esporte Domingo Alzugaray, criado pelo governo estadual por meio da Agência Goiana de Esporte e Lazer, numa iniciativa inédita de fixar no Estado atletas das mais diversas modalidades que fazem parte do ranking das federações, evitando que eles se desloquem para outros Estados em busca de patrocínios. O programa tem a missão de mudar a dura realidade dos atletas goianos, a maioria de origem humilde que, em muitas ocasiões, deixaram de treinar ou de participar de competições por falta de condições financeiras. O incentivo é destinado a atletas entre 8 e 35 anos de idade, com exceção de portadores de deficiência, que podem ser incluídos no programa sem limite de idade. Ao ser contemplado, o desportista recebe a quantia de R$ 500,00 mensais, possibilitando a melhoria de suas condições de alimentação, saúde, ensino e transporte, treinamento especializado e aquisição de material esportivo. Os recursos são provenientes do Tesouro Estadual. A Bolsa-Esporte leva o nome de Domingo Alzugaray, em homenagem ao diretor presidente da Edito- Marconi Perillo, Alzugaray (E) e Sebba no lançamento do programa ra Três e editor-chefe da revista Isto É, que veio de São Paulo para o lançamento do programa, em março de Na ocasião, o governador Marconi Perillo justificou a homenagem explicando que a idéia surgiu durante um jantar, no qual Alzugaray sugeriu que o governo de Goiás criasse um programa social voltado aos atletas goianos que enfrentam dificuldades de patrocínios e que, muitas vezes, não se destacam por falta de oportunidades. O homenageado, por sua vez, salientou que o momento mais marcante de sua vida nos 52 anos em que trabalha no Brasil foi o da assinatura do documento pelo governador Marconi Perillo dando seu nome ao programa. Valorização dos atletas O Bolsa-Esporte foi criado para valorizar, estimular e beneficiar atletas de alto rendimento na realização de projetos esportivos, solidificando a imagem de Goiás no panorama desportivo nacional e internacional. Para o presidente da Agência Goiana de Esporte e Lazer, César Sebba, 66 ECONOMIA & DESENVOLVIMENTO JULHO/SETEMBRO 2004

2 Como obter o benefício Bolsa-Esporte beneficia atletas em todas as modalidades esportivas trata-se de uma iniciativa do governo estadual que promete ser um marco para as futuras gerações. O governador Marconi Perillo fez uma revolução em Goiás ao sair na frente e lançar um programa inédito de incentivo financeiro aos atletas do Estado, ressaltou ele, acrescentando que as ações governamentais na área estão contribuindo efetivamente para a construção de uma base sólida na consolidação do esporte em Goiás. No passado, havia apenas a realização de eventos isolados. Hoje, o cenário mudou muito: temos vários programas que auxiliam os desportistas, entre eles o Produzir e o Pró-Esporte, que acaba de ser regulamentado, graças ao esforço do secretário da Fazenda, Giuseppe Vecci. Por meio desses programas, os atletas goianos podem ser beneficiados por empresas, frisou. De acordo com Sebba, os candidatos ao benefício são indicados pelas federações esportivas no Estado. Uma comissão formada por representantes da Secretaria da Fazenda, Secretaria da Educação, Agência Goiana de Esporte e Lazer (Agel) e entidade dos portadores de deficiências avalia os atletas, aprovando ou não sua inclusão no programa. Inicialmente, o Bolsa-Esporte está beneficiando 500 atletas pelo período de 12 meses, renováveis por igual período, de acordo com os critérios da comissão. Para ser incluído o atleta deve apresentar projeto específi- Ter entre 8 e 35 anos de idade, com exceção de portadores de deficiência, que poderão ser incluídos sem limite de idade Estar matriculado em instituições de ensino da rede pública ou privada do Estado Estar filiado na federação goiana da modalidade de sua atuação Apresentar projeto específico da modalidade esportiva coletiva ou individual Ter rendimento escolar e conduta disciplinar incensurável, comprovados por meio de boletim escolar ou outro documento fornecido pelos estabelecimentos de ensino Possuir nível técnico, comprovado pela federação amadora da modalidade correspondente, com indicação do ranking nacional, estadual ou regional Apresentar currículo com os resultados obtidos nos últimos três anos Comprometer-se a representar o Estado de Goiás em competições oficiais e eventos esportivos por ele promovidos ou patrocinados co na modalidade desportiva que pretende desenvolver. Os atletas beneficiados têm alguns compromissos a cumprir entre eles o de ceder os direitos de imagem ao Estado e usar, obrigatoriamente, em seu uniforme, a logomarca do governo de Goiás. Além disso, deverão prestar contas mensalmente dos recursos financeiros recebidos, na forma estabelecida pela Agência Goiana de Esporte e Lazer, sem prejuízo da fiscalização do Tribunal de Contas do Estado, Assembléia Legislativa e Ministério Público. Deixarão de fazer parte do programa atletas que não apresentarem documentação que comprove suas participações nas competições previstas sem justificativa convincente ou que se transferirem para outros Estados ou países, entre outras exigências. JULHO/SETEMBRO 2004 ECONOMIA & DESENVOLVIMENTO 67

3 A natação é uma das modalidades disputadas nos Jogos Abertos do Estado de Goiás Jogos Abertos movimentam o Estado Considerado o maior evento esportivo da Região Centro-Oeste e um dos maiores do Brasil, os Jogos Abertos do Estado de Goiás, estão agitando os quatro cantos do Estado. O evento, que teve início em agosto, estende-se até o início de novembro com a participação de 55 mil atletas dos 246 municípios goianos, numa movimentação inédita jamais vista em Goiás. As atividades incluem modalidades coletivas como basquete- bol, handebol, futsal e vôlei, e individuais como judô, ciclismo, atletismo, xadrez, capoeira, karatê e natação. Para o presidente da Agência Goiana de Esporte e Lazer (Agel), César Sebba, o evento está empolgando atletas, moradores e prefeituras. Todos estão motivados. O turismo melhora nas cidades e o comércio se fortalece, além do grande fomento ao esporte regional, afirmou. César Sebba. salientou ser ainda um bom momento para a descoberta de novos talentos já que, a partir de agora, terão como ser incentivados por meio do Bolsa- Esporte e de outros grandes programas implementados pelo governo Marconi Perillo em Goiás. Os Jogos Abertos do Estado de Goiás tem encerramento marcado para o dia 7 de novembro. Haverá medalhas e troféus para os atletas, equipes e municípios que mais se destacarem. Competições esportivas nas modalidades de ciclismo e atletismo também fazem parte dos jogos abertos 68 ECONOMIA & DESENVOLVIMENTO JULHO/SETEMBRO 2004

4 Beneficiados demonstram satisfação Para o atleta Santiago Alves es Ascenço, 23 anos, o Bolsa-Esporte significa grande avanço para o esporte goiano. Trata-se de um enorme impulso que vai consagrar muitos atletas de Goiás no cenário esportivo nacional e internacional, afirmou ele acrescentando que o programa tem sido muito importante principalmente para os desportistas de origem humilde que chegaram a passar fome em viagens e deixaram de treinar e participar de competições nacionais e internacionais por falta de condições financeiras. Desde os 13 anos atuando nas modalidades triatlon (natação, ciclismo e corrida) e duatlon (ciclismo e corrida), Santiago, apesar de ter enfrentado muitas dificuldades financeiras, acumula várias premiações, entre elas a de campeão pan-americano de triatlon em 1996 (República Dominicana) e 1998 (Cuba). No ano seguinte conquistou o título de campeão mundial de duatlon nos Estados Unidos, e em 2000, na França. Em 2003, foi vice-campeão mundial de duatlon na Suíça e, atualmente, lidera o Troféu Brasil, na modalidade triatlon. Única mulher a atuar no automobilismo goiano, Renata Rabelo, 27 anos, também vê com bons olhos o incentivo do governo estadual. Apesar do automobilismo ser um esporte muito dispendioso, agradeço ao governo estadual por estar tendo essa oportunidade. Só assim será possível continuar na atividade, treinando para me adaptar melhor às pistas, podendo assim representar com profissionalismo o Estado de Goiás nos autódromos brasileiros, ressalta. Campeã do Rally do Batom deste ano pela categoria graduado, Renata acumula experiências em corridas nos autódromos de Londrina (PR), São Paulo (SP), Campo Grande (MS) e Goiânia (GO), em campeonatos como o Brasileiro de Fórmula Júnior, o Ford Fiesta Feminino, a Fórmula Fiat Uno, a Fórmula Millenium e o Campeonato Goiano de Kart, entre outros. Apesar de ter sido contemplada pela Bolsa Esporte, Renata afirma que está aberta a novos patrocinadores. O esporte que pratico é caro e necessita de muito treinamento, frisa. JULHO/SETEMBRO 2004 ECONOMIA & DESENVOLVIMENTO 69

5 Outra atleta goiana que está aplaudindo o programa é a halterofilista Josilene Alves es Fer erreir eira, 35 anos. Portadora de deficiência física, ela afirma ter enfrentado muitas dificuldades para consolidar sua carreira. Tive que superar muitas barreiras para me destacar numa modalidade esportiva, por ser mulher e, principalmente, por ser portadora de deficiência Além disso, por falta de recursos financeiros, já deixei de competir, de treinar e de me alimentar direito. Mas agora, com o Bolsa-Esporte, estou vivenciando um momento muito gratificante, ressalta. A atleta já mostrou os primeiros resultados do benefício ao conquistar o primeiro lugar no ranking nacional da categoria feminina de halterofilismo, nos Jogos Pára-Olímpicos Brasileiros, realizados em maio, em São Paulo. A trajetória profissional de Josilene evidencia a sua força e determinação. De origem humilde, ela acumula várias premiações. Além de recordista brasileira e goiana na modalidade, ocupa o segundo lugar no ranking mundial, título conquistado em 2003, na Nova Zelândia, Oceania. Foto: Cleomar Nascimento Foto: Cleomar Nascimento O carateca Igor de Abreu Mendonça, 22 anos, beneficiado pelo Bolsa-Esporte, afirma que o programa representa um grande estímulo aos atletas goianos na realização de seus projetos esportivos e também supre a necessidade de grande parte dos atletas que, em sua maioria, enfrentam dificuldades de patrocínios. Além de ajudar na manutenção de treinamentos e cursos, o programa acaba influenciando as empresas no sentido de apoiar financeiramente os talentos que existem em Goiás. O atleta começou a treinar aos dois anos de idade influenciado pelo pai, o renomado carateca Oswaldo Mendonça. De lá para cá, já chegou a deixar de participar de cursos e de torneios nacionais e internacionais por falta de recursos financeiros. Agora, com a Bolsa-Esporte, está mais fácil representar o Estado nas competições. Campeão brasileiro de karatê-do tradicional na categoria kumitêequipe, título conquistado em julho último, Igor acaba de ser convocado pela seleção brasileira para participar do mundial da categoria, na Suíça em outubro próximo. 70 ECONOMIA & DESENVOLVIMENTO JULHO/SETEMBRO 2004

6 Campeã nacional e pentacampeã goiana no hipismo, Camilla Costa, 29 anos, também foi contemplada pela Bolsa-Esporte. Ela afirma, orgulhosa, que a iniciativa do governo de Goiás é aplaudida e invejada por atletas de outros Estados brasileiros. Goiás inovou mais uma vez ao proporcionar esse benefício aos atletas da terra. Em outros Estados não existem competidores com esse tipo de apoio do governo. Para ela, a Bolsa-Esporte vai facilitar e dar oportunidades aos atletas que verdadeiramente queiram deslanchar na carreira esportiva. Camilla Costa deu início à sua carreira aos 15 anos na categoria de hipismo clássico. Hoje, atua no hipismo rural, nas provas de 3 tambores, maneabilidade e 6 balizas. Acumula mais de cem troféus, em provas realizadas por todo o País. O Bolsa-Esporte está me dando a oportunidade de trazer ainda mais títulos para Goiás, afirma. Centro de Excelência vai completar apoio Com o objetivo de oferecer aos atletas do Estado condições ainda melhores à prática dos esportes de acordo com rígidas normas técnicas, como requer as competições modernas, o governo estadual está construindo o Centro de Excelência, obra que se caracteriza como uma das prioridades da administração estadual. A previsão é que o complexo esportivo esteja totalmente concluído até o final de Os custos previstos são de R$ 15 milhões, oriundos da União, com a contrapartida de 10% do tesouro estadual. A Agência Goiana de Esporte e Lazer implantará um conjunto de instalações destinadas à melhoria do atleta, dos treinadores, pessoal de apoio e dirigentes, para alcançar o desenvolvimento do desporto de rendimento. A meta é audaciosa: preparar 640 atletas e 287 profissionais por ano. O objetivo do centro é permitir o aproveitamento dos talentos esportivos surgidos nos Jogos Aber- Centro de Excelência em fase de construção tos de Goiás, no Programa de Iniciação Esportiva e nas competições realizadas, bem como a formação e aprimoramento do recurso humano que atua no segmento, com base no investimento científico. O talento esportivo surgido nas competições realizadas no Estado e dos programas de iniciação esportiva mantidos pelas diversas entidades será encaminhado ao Centro para a sua melhoria técnico-tática, onde receberá o apoio socioeducacional-esportivo, que permitirá o seu desenvolvimento total com Foto: Cleomar Nascimento destaque no esporte de rendimento. O acompanhamento, controle e avaliação serão feitos dentro do gerenciamento adotado pela Secretaria de Esportes e Lazer. O projeto compreende a reforma do Ginásio Rio Vermelho, concluída em 2002, do Parque Aquático de Goiânia e do Centro Olímpico, além da construção de um prédio de quatro andares com entrega prevista até o final do ano. No primeiro pavimento haverá salas de reuniões, laboratórios de excelência e instalações sanitárias. O segundo andar terá apartamentos para hospedar até 170 atletas, salas de aula da escola de treinadores e uma unidade central de treinamento. O terceiro pavimento conta com auditório com capacidade para 280 pessoas, biblioteca, sala de estudo e vestiários. Também está prevista a construção de quatro quadras poliesportivas para futebol de salão, vôlei e basquete. JULHO/SETEMBRO 2004 ECONOMIA & DESENVOLVIMENTO 71

LEI Nº. 602/2015, DE 08 DE OUTUBRO DE 2015.

LEI Nº. 602/2015, DE 08 DE OUTUBRO DE 2015. LEI Nº. 602/2015, DE 08 DE OUTUBRO DE 2015. DISPÕE SOBRE FIXAÇÃO DE REGRAS PARA PROMOÇÃO DO ESPORTE NO MUNICÍPIO DE MATADE SÃO JOÃO-BA. O Prefeito Municipal de Mata de São João, Estado da Bahia, faz saber

Leia mais

Circular FEPACAN 002/2015 Foz do Iguaçu, 04 de junho de 2015.

Circular FEPACAN 002/2015 Foz do Iguaçu, 04 de junho de 2015. Circular FEPACAN 002/2015 Foz do Iguaçu, 04 de junho de 2015. Às Associações Filiadas Referente: Programa TOP 2016 do Governo Estadual Prezados Filiados, A Federação Paranaense de Canoagem, neste ato representada

Leia mais

CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL. Texto atualizado apenas para consulta.

CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL. Texto atualizado apenas para consulta. 1 Texto atualizado apenas para consulta. LEI Nº 2.402, DE 15 DE JUNHO DE 1999 (Autoria do Projeto: Deputado Agrício Braga) Institui o Programa Bolsa Atleta. O GOVERNADOR DO DISTRITO FEDERAL, Faço saber

Leia mais

INTEGRAÇÃO DA EMPRESA AO ESPORTE AMADOR E /OU PROFISSIONAL DO ESTADO DE GOIÁS

INTEGRAÇÃO DA EMPRESA AO ESPORTE AMADOR E /OU PROFISSIONAL DO ESTADO DE GOIÁS ESTADO DE GOIÁS AGÊNCIA GOIANA DE ESPORTE E LAZER INTEGRAÇÃO DA EMPRESA AO ESPORTE AMADOR E /OU PROFISSIONAL DO ESTADO DE GOIÁS PROGRAMA-FOMENTAR/ESPORTE REGULAMENTO (2011) 1 ESTADO DE GOIÁS AGÊNCIA GOIANA

Leia mais

DECRETO Nº 5.933, DE 20 DE ABRIL DE 2004.

DECRETO Nº 5.933, DE 20 DE ABRIL DE 2004. DECRETO Nº 5.933, DE 20 DE ABRIL DE 2004. (PUBLICADO NO DOE DE 26.04.04) Este texto não substitui o publicado no DOE Regulamenta a Lei nº 14.546, de 30 de setembro de 2003, que dispõe sobre a criação do

Leia mais

ID Proposta 600. 1. Dados do Município / Distrito Federal. 2.1. Dados gerais / Caracteristicas do terreno. Carta Consulta CIE - Administração

ID Proposta 600. 1. Dados do Município / Distrito Federal. 2.1. Dados gerais / Caracteristicas do terreno. Carta Consulta CIE - Administração ID Proposta 600 1. Dados do Município / Distrito Federal Nome Munic./Distrito: UF: Prefeito: CPF do Prefeito: Endereço Pref.: CEP: Telefones: Prefeitura Municipal de Carapicuíba São Paulo Sergio Ribeiro

Leia mais

Resgatando a autoestima das mulheres em situação de violência através da corrida e caminhada

Resgatando a autoestima das mulheres em situação de violência através da corrida e caminhada PROJETO CORRA PELA VIDA Resgatando a autoestima das mulheres em situação de violência através da corrida e caminhada I. INTRODUÇÃO Os altos índices de violência doméstica e familiar contra a mulher em

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2013. (Do Sr. JOSÉ STÉDILE)

PROJETO DE LEI Nº, DE 2013. (Do Sr. JOSÉ STÉDILE) PROJETO DE LEI Nº, DE 2013 (Do Sr. JOSÉ STÉDILE) Determina que empresas de direito público, no âmbito federal, ao patrocinarem clubes de futebol, destinem 5% do valor do patrocínio para ser utilizado em

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DAS OLIMPIADAS UFS 2008. 25 de outubro à 30 de novembro de 2008

REGULAMENTO GERAL DAS OLIMPIADAS UFS 2008. 25 de outubro à 30 de novembro de 2008 1 DAS OLIMPIADAS UFS 2008 25 de outubro à 30 de novembro de 2008 São Cristóvão 2008 2 SUMÁRIO TÍTULO I CAPÍTULO I DA APRESENTAÇÃO 3 CAPÍTULO II DOS OBJETIVOS 3 CAPÍTULO III DA JUSTIFICATIVA 3 TÍTULO II

Leia mais

BASQUETE FEMININO DE BLUMENAU FMD BLUMENAU / VASTO VERDE PROPOSTA DE PARCERIA

BASQUETE FEMININO DE BLUMENAU FMD BLUMENAU / VASTO VERDE PROPOSTA DE PARCERIA BASQUETE FEMININO DE BLUMENAU FMD BLUMENAU / VASTO VERDE PROPOSTA DE PARCERIA As empresas cidadãs como são chamadas as empresas que se utilizam do marketing social, sabem da importância de sua imagem e

Leia mais

Número de cadastro do proponente: 02SP020592008. Basquetebol sobre rodas desafiando limites

Número de cadastro do proponente: 02SP020592008. Basquetebol sobre rodas desafiando limites Número de cadastro do proponente: 02SP020592008 Basquetebol sobre rodas desafiando limites ASSOCIAÇÃO PARADESPORTIVA DA BAIXADA SANTISTA. A ASSOCIAÇÃO PARADESPORTIVA DA BAIXADA SANTISTA- APBS fundada em

Leia mais

Pernambuco na Surdolimpíada

Pernambuco na Surdolimpíada Federação Pernambucana Desportiva de Surdos Pernambuco na Surdolimpíada Recife, março de 2013. Apresentação A Federação Pernambucana Desportiva de Surdos (FPEDS) é uma entidade sem fins lucrativos, com

Leia mais

Projeto Voleibol Valinhos

Projeto Voleibol Valinhos Projeto Voleibol Valinhos Atualmente o Country Club Valinhos em parceria com a Prefeitura Municipal de Valinhos e apoiado pela Lei Paulista de Incentivo ao Esporte possui 4 categorias de Voleibol Feminino,

Leia mais

TORNEIO ESCOLAR DE ESPORTES DE LONDRINA REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I

TORNEIO ESCOLAR DE ESPORTES DE LONDRINA REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I TORNEIO ESCOLAR DE ESPORTES DE LONDRINA REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I Atualizado em 24/02/2005 DOS OBJETIVOS Art. 1 o.- Promover o desporto educacional através de várias modalidades esportivas, dando a

Leia mais

Programas e Ações Ministério do Esporte

Programas e Ações Ministério do Esporte Ministro do Esporte Aldo Rebelo Secretário Executivo Luis Fernandes Gabinete do Ministro / Assessor Federativo - João Luiz dos Santos Santos Programas e Ações Ministério do Esporte Contato Assessoria Parlamentar

Leia mais

Resoluções sobre Financiamento das três edições da Conferência Nacional do Esporte

Resoluções sobre Financiamento das três edições da Conferência Nacional do Esporte SEMINÁRIO NACIONAL DO ESPORTE EM CONSTRUÇÃO: SISTEMAS PÚBLICOS NACIONAIS E MODELOS ESPORTIVOS INTERNACIONAIS Resoluções sobre Financiamento das três edições da Conferência Nacional do Esporte Prof. Dr.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA PARA ASSUNTOS ESTUDANTIS NÚCLEO DE EDUCAÇÃO FÍSICA E DESPORTOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA PARA ASSUNTOS ESTUDANTIS NÚCLEO DE EDUCAÇÃO FÍSICA E DESPORTOS A PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS ESTUDANTIS PROAES E O NÚCLEO DE EDUCAÇÃO FÍSICA E DESPORTOS NEFD DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO TORNAM PÚBLICO O EDITAL Nº 01/2015 PARA PARTICIPAÇÃO DO PROCESSO SELETIVO

Leia mais

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DO BASQUETE MINEIRO

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DO BASQUETE MINEIRO PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DO BASQUETE MINEIRO O que é? O Programa de Desenvolvimento do Basquete Mineiro (PDBM) é um projeto focado no atendimento as demandas dos clubes e escolas, em novas metodologias

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO E ESPORTE ORIENTAÇÕES PARA PRESTAÇÃO DE CONTAS LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE

SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO E ESPORTE ORIENTAÇÕES PARA PRESTAÇÃO DE CONTAS LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO E ESPORTE ORIENTAÇÕES PARA PRESTAÇÃO DE CONTAS LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE INTRODUÇÃO Este manual tem como objetivo disciplinar os procedimentos a serem adotados pelos

Leia mais

ações de cidadania Atendimento direto ECE-SP recebe a comunidade com equipe qualificada e atividades orientadas Revista Linha Direta

ações de cidadania Atendimento direto ECE-SP recebe a comunidade com equipe qualificada e atividades orientadas Revista Linha Direta ações de cidadania Atendimento direto ECE-SP recebe a comunidade com equipe qualificada e atividades orientadas Valéria Araújo Quando crianças, adolescentes, jovens e familiares do distrito da Brasilândia

Leia mais

RELATÓRIO DE CUMPRIMENTO DO OBJETO

RELATÓRIO DE CUMPRIMENTO DO OBJETO RELATÓRIO DE CUMPRIMENTO DO OBJETO PROJETO TREINAMENTO OLÍMPICO DE PÓLO AQUÁTICO PROCESSO: 58701.000695/2010-92 SLIE: 1000.112-33 Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos - CBDA ATIVIDADES DO PROFESSOR

Leia mais

Apoio à Valorização da Diversidade no Acesso e na Permanência na Universidade

Apoio à Valorização da Diversidade no Acesso e na Permanência na Universidade Programa 1377 Educação para a Diversidade e Cidadania Objetivo Combater as desigualdades étnico-racial, de gênero, orientação sexual, geracional, regional e cultural no espaço escolar. Justificativa Público

Leia mais

Número de cadastro do proponente: 02SP019102008. Clinicas Esportivas nas Escolas Municipais de Baixo Rendimento no Guarujá

Número de cadastro do proponente: 02SP019102008. Clinicas Esportivas nas Escolas Municipais de Baixo Rendimento no Guarujá Número de cadastro do proponente: 02SP019102008 Clinicas Esportivas nas Escolas Municipais de Baixo ASSOCIAÇÃO DE ENSINO DE RIBEIRÃO PRETO UNAERP GUARUJÁ Atua no município do Guarujá como uma instituição

Leia mais

Prefeitura Municipal do Natal

Prefeitura Municipal do Natal Prefeitura Municipal do Natal Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Finanças Plano Plurianual 2010/2013 Programa Horizonte Público Objetivo: 3 Vivendo com Cidadania Contínuo População do município

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE TERESINA Secretaria Municipal de Esporte e Lazer SEMEL EDITAL Nº. 001/2013

PREFEITURA MUNICIPAL DE TERESINA Secretaria Municipal de Esporte e Lazer SEMEL EDITAL Nº. 001/2013 EDITAL Nº. 001/2013 ESTABELECE O PROCESSO DE INSCRIÇÃO E SELEÇÃO PARA CONCESSÃO DA BOLSA ATLETA DE TERESINA. O Secretário municipal de Esportes e Lazer SEMEL, com base na Lei 4.049/2010, faz saber que

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES

CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES PARECER DA COMISSÃO DE EDUCAÇÃO, INDÚSTRIA, COMÉRCIO E TURISMO Projeto de Lei nº 021 de 24 de fevereiro de 2014 AUTOR: Poder Executivo PARECER: Favorável, sem apresentação de emendas EMENTA: Autoriza o

Leia mais

EDITAL Nº. 001/2015 PROCESSO SELETIVO DO PROJETO BOLSA-ESPORTE DA SECRETARIA DO ESPORTE DO CEARÁ

EDITAL Nº. 001/2015 PROCESSO SELETIVO DO PROJETO BOLSA-ESPORTE DA SECRETARIA DO ESPORTE DO CEARÁ EDITAL Nº. 001/2015 PROCESSO SELETIVO DO PROJETO BOLSA-ESPORTE DA SECRETARIA DO ESPORTE DO CEARÁ O Estado do Ceará, através da Secretaria do Esporte, torna público, para conhecimento dos interessados,

Leia mais

MANUAL DE DIRETRIZ E EXECUÇÃO 2013

MANUAL DE DIRETRIZ E EXECUÇÃO 2013 MANUAL DE DIRETRIZ E EXECUÇÃO 2013 1. APRESENTAÇÃO O Programa Minas Olímpica Oficina de Esportes é uma ação do Governo de Minas por meio da SEEJ, cujo objetivo é o fomento e desenvolvimento do esporte

Leia mais

ESTADO DE SERGIPE PREFEITURA MUNICIPAL DE ARACAJU

ESTADO DE SERGIPE PREFEITURA MUNICIPAL DE ARACAJU ESTADO DE SERGIPE PREFEITURA MUNICIPAL DE ARACAJU Secretaria Municipal de Esporte e Lazer SEMEL PROCESSO SELETIVO PARA CONCESSÃO DA BOLSA-ATLETA MUNICIPAL DE ARACAJU EDITAL Nº 01/2011 DE 03 DE NOVEMBRO

Leia mais

SEFAZ-PE DESENVOLVE NOVO PROCESSO DE GERÊNCIA DE PROJETOS E FORTALECE OS PLANOS DA TI. Case de Sucesso

SEFAZ-PE DESENVOLVE NOVO PROCESSO DE GERÊNCIA DE PROJETOS E FORTALECE OS PLANOS DA TI. Case de Sucesso SEFAZ-PE DESENVOLVE NOVO PROCESSO DE GERÊNCIA DE PROJETOS E FORTALECE OS PLANOS DA TI PERFIL SEFAZ-PE Criada em 21 de setembro de 1891, pela Lei nº 6 sancionada pelo então Governador, o Desembargador José

Leia mais

Rede Nacional de Treinamento Legado olímpico para a infraestrutura do esporte brasileiro

Rede Nacional de Treinamento Legado olímpico para a infraestrutura do esporte brasileiro Rede Nacional de Treinamento Legado olímpico para a infraestrutura do esporte brasileiro Parque Poliesportivo do Campus Central da UFRN, a ser inaugurado nesta terça-feira (29.04.14) em Natal, é mais uma

Leia mais

Diário Oficial VACINA ANTIRRÁBICA. Prefeitura Municipal de Canavieiras. http://www.doem.org.br/ba/canavieiras. Página 1. 5 de setembro de 2014

Diário Oficial VACINA ANTIRRÁBICA. Prefeitura Municipal de Canavieiras. http://www.doem.org.br/ba/canavieiras. Página 1. 5 de setembro de 2014 Ano: 2 Páginas: 28 VACINA ANTIRRÁBICA Canavieiras promove neste sábado (6) o Dia "D" da Vacinação Antirrábica A Prefeitura de Canavieiras, por meio da Secretaria de Saúde, realiza no próximo sábado (6)

Leia mais

Juventude Unida em prol de uma profissão que vale OURO.

Juventude Unida em prol de uma profissão que vale OURO. REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I 1ª OLIMPÍADA LUCA PACIOLI 2016 é um evento esportivo e cultural, com realização da Comissão Jovens Lideranças Contábeis e apoio do Conselho Regional de Contabilidade do Amazonas,

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE ALTO TAQUARI LEI Nº 701/2012

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE ALTO TAQUARI LEI Nº 701/2012 LEI Nº 701/2012 Dispõe sobre a política de apoio e de incentivo ao esporte amador no município de alto taquari e dá outras providências. O Prefeito Municipal de Alto Taquari/MT, Maurício Joel de Sá, no

Leia mais

Atributos do Tênis de Mesa

Atributos do Tênis de Mesa Atributos do Tênis de Mesa O tênis de mesa é considerado um xadrez na velocidade da luz São 107 marcas aprovadas pela ITTF de borracha para raquete, com quase 1400 modelos diferentes. O gasto calórico

Leia mais

MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS

MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS SUMÁRIO Introdução... 2 Objetivos... 3 Abrangência... 3 Estrutura Organizacional e Competências... 3 NPA - 1 Fornecimento e Concessão de Convites... 13 NPA - 2 Nomeação de Diretores... 14 1 INTRODUÇÃO

Leia mais

PROPOSTA DE INVESTIMENTO SOCIAL. Lei Federal de Incentivo ao Esporte FUNDAÇÃO GOL DE LETRA INSTITUTO EQUIPAV

PROPOSTA DE INVESTIMENTO SOCIAL. Lei Federal de Incentivo ao Esporte FUNDAÇÃO GOL DE LETRA INSTITUTO EQUIPAV 1 PROPOSTA DE INVESTIMENTO SOCIAL Lei Federal de Incentivo ao Esporte FUNDAÇÃO GOL DE LETRA & INSTITUTO EQUIPAV e 1 APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL A Fundação Gol de Letra é uma organização sem fins lucrativos,

Leia mais

FORMAÇÃO DE JOGADORES NO FUTEBOL BRASILEIRO PRECISAMOS MELHORAR O PROCESSO? OUTUBRO / 2013

FORMAÇÃO DE JOGADORES NO FUTEBOL BRASILEIRO PRECISAMOS MELHORAR O PROCESSO? OUTUBRO / 2013 FORMAÇÃO DE JOGADORES NO FUTEBOL BRASILEIRO PRECISAMOS MELHORAR O PROCESSO? OUTUBRO / 2013 Recentemente, escrevi uma crônica cujo texto apresentava algumas possíveis causas para que o processo de formação

Leia mais

REGULAMENTO DOS JOGOS INTERNOS DO UNIPÊ JIPÊ 2015

REGULAMENTO DOS JOGOS INTERNOS DO UNIPÊ JIPÊ 2015 REGULAMENTO DOS JOGOS INTERNOS DO UNIPÊ JIPÊ 2015 Mantenedora Institutos Paraibanos de Educação - IPÊ Campus Universitário - BR 230 - Km 22 - Fone: (83) 2106-9200 - Cx Postal 318 - Cep: 58.053-000 João

Leia mais

Sumário 1 APRESENTAÇÃO...3 2 LINHAS GERAIS...4. 2.1. Diretrizes Básicas... 4 2.3. Objetivos... 4 2.4. Público-Alvo... 4

Sumário 1 APRESENTAÇÃO...3 2 LINHAS GERAIS...4. 2.1. Diretrizes Básicas... 4 2.3. Objetivos... 4 2.4. Público-Alvo... 4 Planejamento Estratégico do Sindicato Caderno de Orientações para Outubro de 2008 Sumário 1 APRESENTAÇÃO...3 2 LINHAS GERAIS...4 2.1. Diretrizes Básicas... 4 2.3. Objetivos... 4 2.4. Público-Alvo... 4

Leia mais

Elaboração de Projetos Sociais

Elaboração de Projetos Sociais Elaboração de Projetos Sociais Marco Antonio Pereira 18 DE JULHO DE 2009 PROJETOS E... PROJETOS PROJETO DA INSTITUIÇÃO MISSÃO VISÃO Projeto A Projeto E Projeto B Projeto C Projeto D 1 PROJETO INSTITUCIONAL

Leia mais

salto em distância. Os resultados tiveram diferenças bem significativas.

salto em distância. Os resultados tiveram diferenças bem significativas. 1 Análise de comparação dos resultados dos alunos/atletas do Atletismo, categoria infanto, nos Jogos Escolares Brasiliense & Olimpíadas Escolares Brasileira. Autora: Betânia Pereira Feitosa Orientador:

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 937, DE 2015 (Do Sr. Wadson Ribeiro)

PROJETO DE LEI N.º 937, DE 2015 (Do Sr. Wadson Ribeiro) *C0052134A* C0052134A CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 937, DE 2015 (Do Sr. Wadson Ribeiro) Estabelece percentual de bolsas para os cursos de Medicina por um prazo de dez (10) anos e cria contrapartida

Leia mais

Projeto Copa Gothia. Festa de abertura da Copa Gothia Estádio Ullevi Gotemburgo, Suécia.

Projeto Copa Gothia. Festa de abertura da Copa Gothia Estádio Ullevi Gotemburgo, Suécia. Projeto Copa Gothia A Copa Gothia é realizada anualmente em Gotemburgo, Suécia, onde foi criada em 1975. Em mais de três décadas, o evento já recebeu 840 mil jovens de 133 países diferentes. Mesmo não

Leia mais

O USO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA MELHORA DE ÍNDICES EDUCACIONAIS: A EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE SANTA MARIA DE JETIBÁ

O USO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA MELHORA DE ÍNDICES EDUCACIONAIS: A EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE SANTA MARIA DE JETIBÁ O USO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA MELHORA DE ÍNDICES EDUCACIONAIS: A EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE SANTA MARIA DE JETIBÁ Charles Moura Netto Edgar Miertschink II Congresso Consad de Gestão Pública

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID): UMA AVALIAÇÃO DA ESCOLA SOBRE SUAS CONTRIBUIÇÕES

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID): UMA AVALIAÇÃO DA ESCOLA SOBRE SUAS CONTRIBUIÇÕES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID): UMA AVALIAÇÃO DA ESCOLA SOBRE SUAS CONTRIBUIÇÕES Silva.A.A.S. Acadêmica do curso de Pedagogia (UVA), Bolsista do PIBID. Resumo: O trabalho

Leia mais

PROJETO E REGULAMENTO GERAL

PROJETO E REGULAMENTO GERAL OLIMPÍADAS DO INSTITUTO EDUCACIONAL NOVOS TEMPOS PROJETO E REGULAMENTO GERAL Ensino Fundamental II e Médio OUTUBRO DE 2015 APRESENTAÇÃO: As Olimpíadas do Instituto Educacional Novos Tempos (OLIENT), visam

Leia mais

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA Comitê Gestor do SIBRATEC. Resolução Comitê Gestor SIBRATEC nº 001, de 17 de março de 2008.

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA Comitê Gestor do SIBRATEC. Resolução Comitê Gestor SIBRATEC nº 001, de 17 de março de 2008. MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA Comitê Gestor do SIBRATEC Resolução Comitê Gestor SIBRATEC nº 001, de 17 de março de 2008. Aprova as Diretrizes Gerais do Sistema Brasileiro de Tecnologia - SIBRATEC.

Leia mais

Roteiro Procedimental

Roteiro Procedimental Prezado (a) Atleta (a), Informamos que é de grande importância para a análise de seu pleito, que encaminhe os documentos para o Programa Bolsa Atleta de uma única vez, ou seja, envie a ficha de inscrição

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO PIBITI EDITAL N o 03/2009

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO PIBITI EDITAL N o 03/2009 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE PRÓ-REITORIA DE PESQUISA CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFCO E TECNOLÓGICO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO

Leia mais

Sertãozinho Futsal Feminino - Compromisso com a Mulher Site: sertaozinhofutsalfeminino.webnode.com e-mail: sertaozinhofutsalfeminino@yahoo.com.

Sertãozinho Futsal Feminino - Compromisso com a Mulher Site: sertaozinhofutsalfeminino.webnode.com e-mail: sertaozinhofutsalfeminino@yahoo.com. PREFEITURA MUNICIPAL DE SERTÃOZINHO SECRETARIA DE ESPORTES E LAZER Futsal APOIANDO O ESPORTE SOCIAL E DE COMPETIÇÃO EM NOSSA CIDADE APRESENTAÇÃO Com o objetivo de inserir na sociedade o principal papel

Leia mais

PROJETO VOLEIBOL 2013

PROJETO VOLEIBOL 2013 PROJETO VOLEIBOL 2013 CATEGORIAS PRÉ MIRIM MIRIM INFANTIL IFANTO JUVENIL 10 / 11 anos 12 /13 anos 14 /15 anos 16 /17 anos PROJETO VOLEIBOL DA ESCOLA BARÃO EM 2013 INTRODUÇÃO A Escola Barão do Rio Branco,

Leia mais

S.MANCHETE EDITORIAL. colaboradores tiveram uma oportunidade única de aumentar e desenvolver seus conhecimentos ao lidar com cargas perigosas.

S.MANCHETE EDITORIAL. colaboradores tiveram uma oportunidade única de aumentar e desenvolver seus conhecimentos ao lidar com cargas perigosas. EDITORIAL 1 Nesta edição, apresentamos o sucesso do Programa para jovens aprendizes, uma grande oportunidade de iniciação no mercado de trabalho e crescimento profissional. Em seguida, divulgamos com satisfação

Leia mais

SETE NOSSOS PROFESSORES. DIRETOR Ir. Inácio Ferreira Dantas

SETE NOSSOS PROFESSORES. DIRETOR Ir. Inácio Ferreira Dantas DIRETOR Ir. Inácio Ferreira Dantas VICE DIRETORA EDUCACIONAL Bruna Sousa dos Santos ASSESSOR ADMINISTRATIVO Manuel da Silva Lima SETE NOSSOS PROFESSORES Basquete Prof. Carlos Magno Futsal Prof. José Maria

Leia mais

Políticas para o Esporte de Alto Rendimento. Ricardo Leyser Secretário Nacional de Esporte de Alto Rendimento

Políticas para o Esporte de Alto Rendimento. Ricardo Leyser Secretário Nacional de Esporte de Alto Rendimento Políticas para o Esporte de Alto Rendimento Ricardo Leyser Secretário Nacional de Esporte de Alto Rendimento Oportunidade histórica III Conferência Nacional do Esporte Junho de 2010: Por Um Time Chamado

Leia mais

RELATÓRIO DE CUMPRIMENTO DO OBJETO

RELATÓRIO DE CUMPRIMENTO DO OBJETO RELATÓRIO DE CUMPRIMENTO DO OBJETO PROJETO NADO SINCRONIZADO BRASIL SINCRO OPEN PROCESSO: 58701.000533/2010-54 SLIE: 0902520-04 Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos - CBDA CONSECUÇÃO DO OBJETO

Leia mais

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSUNTOS JURÍDICOS

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSUNTOS JURÍDICOS PUBLICADO NO DOMP Nº 756 DE: 08/05/2013 PÁG. 1/4 PREFEITURA DE PALMAS LEI N o 1.966, DE 8 DE MAIO DE 2013. (Alterada pela Lei nº 2.198, de 03/12/2015). (Alterada pela Lei nº 2.097 de. A CÂMARA MUNICIPAL

Leia mais

POLíTICA DE PATROCíNIOS E DOAÇÕES GRUPO VOLVO América latina

POLíTICA DE PATROCíNIOS E DOAÇÕES GRUPO VOLVO América latina POLíTICA DE PATROCíNIOS E DOAÇÕES GRUPO VOLVO América latina índice APRESENTAÇÃO...3 POLíTICA DE PATROCíNIOS Do Grupo Volvo América Latina...3 1. Objetivos dos Patrocínios...3 2. A Volvo como Patrocinadora...3

Leia mais

RELATÓRIO CHEFE DE MISSÃO AOS JOGOS OLÍMPICOS

RELATÓRIO CHEFE DE MISSÃO AOS JOGOS OLÍMPICOS RELATÓRIO DO CHEFE DE MISSÃO Missão Portuguesa aos Jogos Olímpicos de Inverno - Sochi 2014 RELATÓRIO CHEFE DE MISSÃO AOS JOGOS OLÍMPICOS SOCHI 2014 2 INTRODUÇÃO A vigésima segunda edição dos Jogos Olímpicos

Leia mais

Plano de Governo 2013/2016. Coligação: SIDERÓPOLIS QUER MUITO MAIS. Saúde

Plano de Governo 2013/2016. Coligação: SIDERÓPOLIS QUER MUITO MAIS. Saúde Plano de Governo 2013/2016 Coligação: SIDERÓPOLIS QUER MUITO MAIS Saúde Saúde da Família: promover a humanização do atendimento no SUS, ampliar o acesso aos exames preventivos, qualificar os atendimentos

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO. ANEXO I. PROJETO DE ( ) CURTA DURAÇÃO (x) LONGA DURAÇÃO

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO. ANEXO I. PROJETO DE ( ) CURTA DURAÇÃO (x) LONGA DURAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO ANEXO I. PROJETO DE ( ) CURTA DURAÇÃO (x) LONGA DURAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

Escola que faz pela paz

Escola que faz pela paz Escola que faz pela paz Mostra Local de: Curitiba Categoria do projeto: I Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Instituto de Educação para Não Violência Cidade:

Leia mais

Política de investimento esportivo 3M

Política de investimento esportivo 3M 1. Objetivo Política de investimento esportivo 3M A presente política tem por finalidade estabelecer os critérios para investimento em projetos e programas esportivos e que sejam passíveis de usufruírem

Leia mais

PLANO DE CARGOS, CARREIRA E SUBSÍDIOS DO PESSOAL DE APOIO E ADMINISTRATIVO.

PLANO DE CARGOS, CARREIRA E SUBSÍDIOS DO PESSOAL DE APOIO E ADMINISTRATIVO. PLANO DE CARGOS, CARREIRA E SUBSÍDIOS DO PESSOAL DE APOIO E ADMINISTRATIVO. INTRODUÇÃO: Em primeiro lugar se faz necessário lembrar que a construção inicial foi de um Plano de Carreira unificado elaborado

Leia mais

Resultado Orçamentário e Financeiro do Exercício

Resultado Orçamentário e Financeiro do Exercício 4 Resultado Orçamentário e Financeiro do Exercício 4.1. Prática da Responsabilidade Social 4.2. Desempenho Administrativo 4.3. Desempenho Orçamentário e Financeiro 4.4. Fundo Patrimonial & Fundo de Contribuição

Leia mais

ORIENTAÇÃO TÉCNICA 2015

ORIENTAÇÃO TÉCNICA 2015 1 ORIENTAÇÃO TÉCNICA 2015 1. FINALIDADE Regular a Orientação Técnica de 2015 às Federações filiadas à CBPM. 2. REFERÊNCIAS - Estatuto da CBPM; - Regulamento Técnico da CBPM; - Calendário Desportivo da

Leia mais

ESTATUTO Nº 01/15. UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA

ESTATUTO Nº 01/15. UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA ESTATUTO Nº 01/15. Dispõe sobre a institucionalização do Laboratório de Atividade Física e Esportiva (LAFE) no âmbito da Universidade Anhembi Morumbi (UAM). RESOLVE: Art. 1º - Dispor sobre normas gerais

Leia mais

Art. 1 O presente documento regulamenta em linhas gerais os VI Jogos Internos Colégio Sólido.

Art. 1 O presente documento regulamenta em linhas gerais os VI Jogos Internos Colégio Sólido. 2015 I- DA APRESENTAÇÃO Art. 1 O presente documento regulamenta em linhas gerais os VI Jogos Internos Colégio Sólido. II- DA IDENTIFICAÇÃO Art. 2 Aos professores de Educação Física do Colégio compete a

Leia mais

LEI PAULISTA DE INCENTIVO AO ESPORTE PIE PROGRAMA DE INCENTIVO AO ESPORTE DECRETO 55.636/2010

LEI PAULISTA DE INCENTIVO AO ESPORTE PIE PROGRAMA DE INCENTIVO AO ESPORTE DECRETO 55.636/2010 LEI PAULISTA DE INCENTIVO AO ESPORTE PIE PROGRAMA DE INCENTIVO AO ESPORTE DECRETO 55.636/2010 ESCOLA DE Pedal Batatais Histórico da Entidade e Descritivo de Atividades Fundada em 1999 por JOSÈ REGINALDO

Leia mais

Missão Oficial China 26 a 30 de outubro de 2015. Departamento de Comissões Decom Comissão do Esporte Cespo

Missão Oficial China 26 a 30 de outubro de 2015. Departamento de Comissões Decom Comissão do Esporte Cespo Missão Oficial China 26 a 30 de outubro de 2015 Departamento de Comissões Decom Comissão do Esporte Cespo Novembro de 2015 Sumário APRESENTAÇÃO... 3 1. UNIVERSIDADE DE ESPORTES DE BEIJING BEIJING SPORTS

Leia mais

A HISTÓRIA DA MODALIDADE EM INDAIATUBA

A HISTÓRIA DA MODALIDADE EM INDAIATUBA 1 A HISTÓRIA DA MODALIDADE EM INDAIATUBA O handebol é praticado em Indaiatuba há 20 anos. Nos primeiros anos sem um forte trabalho de base, os times foram montados com atletas migrados de outros esportes

Leia mais

11. EDUCAÇÃO PROFISSIONAL

11. EDUCAÇÃO PROFISSIONAL 11. EDUCAÇÃO PROFISSIONAL A educação profissional no Brasil já assumiu diferentes funções no decorrer de toda a história educacional brasileira. Até a promulgação da atual LDBEN, a educação profissional

Leia mais

clique aqui e conheça o portal

clique aqui e conheça o portal Entre os dias 14 e 24 de julho, a Exsto realizou apresentações técnicas nas instituições: IFSUL campus Poços de Caldas e SENAI campus Lençóis Paulistas. No IFSUL, foi apresentado pelo instrutor Carlos

Leia mais

Ainda na visão dos entrevistados, as razões para profissionalização envolvem benefícios esperados, como a otimização da utilização de recursos, e

Ainda na visão dos entrevistados, as razões para profissionalização envolvem benefícios esperados, como a otimização da utilização de recursos, e 7 Conclusão No mundo de negócios, as organizações constantemente buscam melhorias e aperfeiçoamento de suas gestões para sobreviver e crescer em face de um mercado competitivo. Nesse movimento, percebe-se

Leia mais

DIRETRIZES GERAIS PARA UM PLANO DE GOVERNO

DIRETRIZES GERAIS PARA UM PLANO DE GOVERNO DIRETRIZES GERAIS PARA UM PLANO DE GOVERNO Ações de Inclusão Social e de Combate à Pobreza Modelo Próprio de Desenvolvimento Infra-estrutura para o Desenvolvimento Descentralizado Transparência na Gestão

Leia mais

A porta de entrada para você receber os benefícios dos programas sociais do Governo Federal.

A porta de entrada para você receber os benefícios dos programas sociais do Governo Federal. A porta de entrada para você receber os benefícios dos programas sociais do Governo Federal. Para que serve o Cadastro Único? O Cadastro Único serve para que as famílias de baixa renda possam participar

Leia mais

PROPOSTA DE AÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

PROPOSTA DE AÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA PROPOSTA DE AÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA Proposta de ações para elaboração do Plano Estadual da Pessoa com Deficiência Objetivo Geral: Contribuir para a implementação

Leia mais

REGULAMENTO PARA O RANKING BRASILEIRO E REGISTRO DE RECORDES DO PARAQUEDISMO CLÁSSICO. 5ª Edição 08 de Fevereiro de 2015. 1.

REGULAMENTO PARA O RANKING BRASILEIRO E REGISTRO DE RECORDES DO PARAQUEDISMO CLÁSSICO. 5ª Edição 08 de Fevereiro de 2015. 1. REGULAMENTO PARA O RANKING BRASILEIRO E REGISTRO DE RECORDES DO PARAQUEDISMO CLÁSSICO 5ª Edição 08 de Fevereiro de 2015 1. Introdução: O Paraquedismo Clássico é constituído pelas modalidades de PRECISÃO

Leia mais

enfoque Experiências e Desafios na Formação de Professores Indígenas no Brasil

enfoque Experiências e Desafios na Formação de Professores Indígenas no Brasil enfoque Qual é a questão? Experiências e Desafios na Formação de Professores Indígenas no Brasil Luís Donisete Benzi Grupioni Doutorando em Antropologia Social pela Universidade de São Paulo e pesquisador

Leia mais

PRESTAÇÃO DE CONTAS - projetos e ações da Seger em 2011 -

PRESTAÇÃO DE CONTAS - projetos e ações da Seger em 2011 - PRESTAÇÃO DE CONTAS - projetos e ações da Seger em 2011 - MELHORIA DA GESTÃO PÚBLICA E VALORIZAÇÃO DO SERVIDOR Este eixo estratégico tem por objetivo ampliar e modernizar o atendimento ao cidadão, a formação,

Leia mais

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro. Plano de Trabalho. Gestão 2012 2015. Rodrigo Leitão Diretor

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro. Plano de Trabalho. Gestão 2012 2015. Rodrigo Leitão Diretor Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro Plano de Trabalho Gestão 2012 2015 Diretor Candidato ao cargo de Diretor-Geral do Campus Uberaba do IFTM Professor Rodrigo Afonso

Leia mais

ELEIÇÃO 2014 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA BRASIL 27 DO BRASIL QUE TEMOS PARA O BRASIL QUE QUEREMOS E PODEMOS DIRETRIZES GERAIS DE GOVERNO

ELEIÇÃO 2014 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA BRASIL 27 DO BRASIL QUE TEMOS PARA O BRASIL QUE QUEREMOS E PODEMOS DIRETRIZES GERAIS DE GOVERNO ELEIÇÃO 2014 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA BRASIL 27 DO BRASIL QUE TEMOS PARA O BRASIL QUE QUEREMOS E PODEMOS DIRETRIZES GERAIS DE GOVERNO CUMPRIR E FAZER CUMPRIR A CONSTITUIÇÃO 1. Cumprir e fazer cumprir a

Leia mais

INFORMATIVO. Carreiras reestruturadas e concursos públicos realizados para. uma melhor prestação de serviços

INFORMATIVO. Carreiras reestruturadas e concursos públicos realizados para. uma melhor prestação de serviços INFORMATIVO GESTÃO DE PESSOAS 2013-2016 Maio - 2016 Carreiras reestruturadas e concursos públicos realizados para uma melhor prestação de serviços uma sociedade cada vez mais complexa e dinâmica exige

Leia mais

1.2. Os membros da Comissão Organizadora do I InterUNIEVANGÉLICA PAULO MAIA BRASIL DE BASQUETE são:

1.2. Os membros da Comissão Organizadora do I InterUNIEVANGÉLICA PAULO MAIA BRASIL DE BASQUETE são: EDITAL DE ABERTURA DO I InterUniEVANGÉLICA PAULO MAIA BRASIL DE BASQUETE Os discentes dos Cursos de Direito, Educação Física e Medicina do Centro Universitário de Anápolis UniEVANGÉLICA, infra assinados,

Leia mais

I COPA PERNAMBUCO DE DOMINÓ DE SURDOS REGULAMENTO GERAL

I COPA PERNAMBUCO DE DOMINÓ DE SURDOS REGULAMENTO GERAL I COPA PERNAMBUCO DE DOMINÓ DE SURDOS REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO 1 DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS Artigo 1º. Este regulamento é o documento é o conjunto das disposições que regem a I Copa Pernambuco de Dominó

Leia mais

AÇÕES DA EXTENSÃO PROJETOS 2009 - ENCERRADOS. Programa ESAG Sênior. Coordenador: Mário César Barreto Moraes

AÇÕES DA EXTENSÃO PROJETOS 2009 - ENCERRADOS. Programa ESAG Sênior. Coordenador: Mário César Barreto Moraes AÇÕES DA EXTENSÃO PROJETOS 2009 - ENCERRADOS Programa ESAG Sênior Mário César Barreto Moraes Bolsistas: Vanessa Vidal Riso Danielle Cândido Vecchietti Juliana Oliveira Lima de Souza A busca pro metodologias

Leia mais

Regulamento do Estudante-Atleta da Universidade de Coimbra Preâmbulo

Regulamento do Estudante-Atleta da Universidade de Coimbra Preâmbulo Regulamento do Estudante-Atleta da Universidade de Coimbra Preâmbulo Entendido como um instrumento de formação e de educação, o desporto constitui uma componente importante na vida académica da população

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO - Nº 21729/2013

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO - Nº 21729/2013 SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO - Nº 21729/2013 Prezados Senhores, Brasília, 10 de maio de 2013. O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento PNUD solicita a apresentação de Proposta para o fornecimento

Leia mais

Estratégia de Desenvolvimento de Pessoas em Ação

Estratégia de Desenvolvimento de Pessoas em Ação Estratégia de Desenvolvimento de Pessoas em Ação Caros colegas, orienta o modo como nossa organização trabalha para selecionar, desenvolver, motivar e valorizar o bem mais importante da Bausch + Lomb nossas

Leia mais

Padrão exclusivo para sua empresa. nsanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar

Padrão exclusivo para sua empresa. nsanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar especial gestão Padrão exclusivo para sua empresa nsanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes. A frase consagrada de Albert Einstein não poderia ser mais clara: quer

Leia mais

Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão Proppex

Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão Proppex Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão Proppex FORMULÁRIO DAS AÇÕES DE EXTENSÃO 1. IDENTIFICAÇÃO DA ORIGEM 1.1. TÍTULO do PROGRAMA: Ética, Cidadania e Solidariedade: A UNIFEBE, Você e a Comunidade.

Leia mais

UFLA, 1.4 31/01/2017. 1.5. - CEL.

UFLA, 1.4 31/01/2017. 1.5. - CEL. UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E CULTURA EDITAL PROEC Nº 03/205 PROGRAMA DE BOLSA INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO, CULTURA E ESPORTE. Seleção para o Programa de Instrutores Esportivos

Leia mais

12 metodologia. 32 conquistas. 36 reconhecimentos. 38 investimentos/balanço

12 metodologia. 32 conquistas. 36 reconhecimentos. 38 investimentos/balanço 2 2 3 06 apresentação 08 objetivos 12 metodologia 18 estrutura 28 participações em competições 32 conquistas 36 reconhecimentos 38 investimentos/balanço 40 estrutura administrativa 5 esporte e cidadania

Leia mais

Faculdade de Tecnologia SENAI Belo Horizonte

Faculdade de Tecnologia SENAI Belo Horizonte PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FATEC SENAI BH A Faculdade de Tecnologia SENAI Belo Horizonte, credenciada pelo MEC pela Portaria n 1788 de 27 de maio de 2005 e despacho SEMTEC nº 311/2005, apresenta

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Município de Venâncio Aires

Estado do Rio Grande do Sul Município de Venâncio Aires PROJETO-DE-LEI Nº 010, DE 20 DE MARÇO DE 2015 Poder Executivo Autoriza o Poder Executivo a conceder repasse de recursos financeiros ao ESPORTE CLUBE GUARANI, com sede nesta Cidade, a celebrar convênio

Leia mais

PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO EM VOLEIBOL

PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO EM VOLEIBOL PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO EM VOLEIBOL Gabriel Weiss Maciel Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil Henrique Cabral Faraco Universidade do Estado de Santa Catarina,

Leia mais

BREDA, Mauro; GALATTI, Larissa; SCAGLIA, Alcides José; PAES, Roberto Rodrigues. Pedagogia do esporte aplicada às lutas. São Paulo: Phorte, 2010.

BREDA, Mauro; GALATTI, Larissa; SCAGLIA, Alcides José; PAES, Roberto Rodrigues. Pedagogia do esporte aplicada às lutas. São Paulo: Phorte, 2010. 167 Armando Lourenço Filho BREDA, Mauro; GALATTI, Larissa; SCAGLIA, Alcides José; PAES, Roberto Rodrigues. Pedagogia do esporte aplicada às lutas. São Paulo: Phorte, 2010. Pedagogia do esporte aplicada

Leia mais

PREFEITURA DE CAXIAS DO SUL SECRETARIA MUNICIPAL DO ESPORTE E LAZER FINANCIAMENTO MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO DO ESPORTE E LAZER - FIESPORTE

PREFEITURA DE CAXIAS DO SUL SECRETARIA MUNICIPAL DO ESPORTE E LAZER FINANCIAMENTO MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO DO ESPORTE E LAZER - FIESPORTE PREFEITURA DE CAXIAS DO SUL SECRETARIA MUNICIPAL DO ESPORTE E LAZER FINANCIAMENTO MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO DO ESPORTE E LAZER - EDITAL DO CONCURSO Nº 01/2014 SMEL ANEXO II A. IDENTIFICAÇÃO DO PROPONENTE

Leia mais

Dúvidas frequentes Processo de Seleção ABT 2015 ÍNDICE

Dúvidas frequentes Processo de Seleção ABT 2015 ÍNDICE ÍNDICE Sobre as Inscrições... págs. 2 e 3 1. Quais são os critérios exigidos para participar do Processo de Seleção da ABT? 2. Gostaria de obter o Edital do Processo de Seleção para o Curso de treinadores

Leia mais

Entrevista. Dra. Nadine Gasman. Humberto Santana Junior 1

Entrevista. Dra. Nadine Gasman. Humberto Santana Junior 1 Entrevista Humberto Santana Junior 1 Dra. Nadine Gasman Nadine Gasman é a Representante do Escritório da ONU Mulheres no Brasil, médica e possui nacionalidade mexicana e francesa. Possui mestrado em Saúde

Leia mais