Introdução à imagem vectorial

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Introdução à imagem vectorial"

Transcrição

1 1.ª parte Introdução à imagem vectorial

2 Imagens baseadas em pixels (bitmap) São imagens cuja estrutura de dados as permite serem representadas como uma grelha rectangular de pixels, ou pontos de cor. As imagens baseadas em pixels tanto podem ser criadas em programas de edição de imagem bitmap, como capturadas em dispositivos de recolha de imagens como scanners ou câmaras fotográficas.

3 Características das imagens bitmap: + ideias para a reprodução de originais fotográficos; - perdem qualidade se redimensionadas; - ocupam geralmente mais memória. Tipos de ficheiros de imagem associados:.tiff;.jpeg;.gif;.png;.psd; eps;.pdf.

4 Imagens baseadas em vectores Ou mais correctamente, imagens baseadas em curvas Bézier, são imagens compostas a partir de primitivas geométricas (pontos, linhas e curvsa), descritas através de equações matemáticas; As imagens baseadas em vectores são normalmente criadas em programas de edição vectorial.

5 Características das imagens vectoriais: + escalonáveis sem perda de qualidade; + ocupam pouca memória; - não podem reproduzir imagens fotográficas. Tipos de ficheiros de imagem associados:.eps;.ai;.fh11;.pdf;.svg.

6 2.ª parte Propriedades dos documentos

7 Painel de boas-vindas Aquando do arranque inicial do Illustrator CS5, é apresentado ao utilizador o painel de boas-vindas; Este painel encontra-se dividido em quatro áreas: acesso a documentos recentes; ligações a recursos online; notícias e tipologias de criação de documentos.

8 Ao criar-se um novo documento segundo uma das tipologias sugeridas pela aplicação (print, web, mobile, video), o Illustrator aplica automaticamente o conjunto de definições mais adequada à referida tipologia (ex. um documento web será definido com perfil de cor RGB e usará como unidade de medida o píxel). Ainda assim, surgirá sempre uma caixa de diálogo de confirmação das propriedades relativas à tipologia de documento escolhido.

9 Templates A partir do painel de boas-vindas é também possível iniciar um documento a partir de uma série de modelos pré-criados; estes modelos consistem em layouts e medidas de documentos para impressão, web e vídeo; Particularmente útil é o modelo FlexSkins, onde se encontram uma variedade de controles UI para maquetagem de aplicações Flex.

10 Interface O interface do Illustrator CS5 segue a filosofia de interacção definida pela Adobe para a maior parte das suas aplicações: uma janela de aplicação dividida entre área de trabalho (1), painel de ferramentas (2) e caixas de propriedades (3). O Illustrator possui ainda uma barra contextual (4), cujo conteúdo muda conforme a selecção e/ou ferramenta utilizada

11 Também como acontece com as demais aplicações da Adobe, é possível reordenar os diferentes elementos do interface, e guardar essa organização sob diferentes perfis. O Illustrator traz de origem alguns perfis predefinidos, acessíveis a partir do botão Essentials, disponível na moldura da aplicação.

12 Navegação dentro de um documento Desde a versão CS4, o Illustrator possui a capacidade de trabalhar com múltiplas páginas. As principais ferramentas para navegar entre as diferentes páginas do documento são a zoom e a hand tool. Outra maneira de gerir diferentes páginas num documento é através do novo painel Artbords, que permite acrescentar, remover e definir o foco de uma página.

13 Réguas e guias Tal como acontece no Freehand, é possível usar réguas para auxílio no uso da aplicação: View -> Rulers -> Show Rulers. Cada página possui a sua própria régua, sendo o ponto zero definido no canto superior esquerdo de cada página. É, no entanto, possível usar as medidas da mesma régua para TODAS as páginas da aplicação: View -> Rulers -> Change to Global Rulers.

14 Também no Illustrator é possível criar guias a partir das réguas; Ao contrário do Freehand, as guias comportam-se quase como se fossem objectos vectoriais é possivel rodá-las, apagá-las ou mudar a layer em que se encontram; É possível transformar um qualquer objecto numa guia: View > Guide > Make Guide; Uma guia criada normalmente ocupa toda a área de trabalho do Illustrator; mas se a guia for criada no modo de edição de página, a guia resultante apenas existirá nessa página.

15 Grelhas Para além das guias, é possível usar grelhas para alinhamento do trabalho: View > Show Grid; As propriedades da grelha são definidas no painel de Preferências da aplicação; Para além da cor, medidas e subdivisões da grelha, é também possível definir se a grelha fica por cima ou por baixo dos objectos (Grids in Back).

16 Smart Guides Smart Guides são guias que surgem automaticamente quando se realizam algumas acções sobre a área de trabalho; São particularmente úteis no alinhamento de objectos, na medida em que conseguem identificar automaticamente os extremos e os centros dos mesmos. As smart guides também indicam medidas e destacam objectos seleccionáveis. É possível definir quais os componentes das smart guides activos a partir do painel de Preferências da aplicação.

17 Modos de visualização (menu View) Preview modo de visualização normal; Outiline apenas são visíveis os contornos dos objectos (corresponde ao modo Keyline do Freehand); Pixel preview permite visualizar gráficos vectoriais como se estivessem rasterizados (adequado para a criação de conteúdos para a web); Overprint preview permite simular em ecrã efeitos de impressão em overprint.

18 3.ª parte Técnicas de selecção

19 Ferramentas de selecção As ferramentas de selecção do Illustrator são, normalmente, as ferramentas mais usadas na aplicação, encontrando-se em lugar de destaque no lado direito do interface. Elas são: 1. Selection tool; 2. Direct selection tool; 3. Group selection tool (seleccionável carregando continuamente sobre a direct selection tool)

20 A ferramenta de selecção normal selecciona unicamente objectos inteiros ou grupos inteiros, caso o objecto seleccionado esteja agrupado (ficheiro Seleccoes.ai)

21 A ferramenta de selecção directa selecciona somente um único objecto, independentemente da forma como esteja agrupado, ou âncoras individuais dentro de um objecto.

22 A ferramenta de selecção de grupo selecciona sequencialmente grupos, desde o objecto isolado até ao grupo que contém todos os objectos do qual o objecto seleccionado faz parte

23 A ferramenta de selecção normal também pode ser usada de forma inversa à ferramenta de selecção de grupo: ao fazer-se duplo-clique sobre um grupo, este é progressivamente subdividido até se chegar ao objecto individual (à semelhança do que acontece com o Adobe Flash)

24 Para sair do modo de selecção de grupo, basta fazer duplo-clique numa zona em branco do ambiente de trabalho. Em conjunto com as ferramentas referidas, é possível usar a tecla de Alt para alterar a ferramenta seleccionada, e a tecla de Shift para adicionar/remover objectos da selecção.

25 Magic wand Outro tipo de ferramenta de selecção no Illustrator é a magic wand (varinha mágica). Tal como acontece no Photoshop, a magic wand selecciona objectos por similaritude de cor. Ao fazer duplo-clique sobre o ícone da ferramenta, é possível definir a tolerância da selecção.

26 Seleccionar através de regras É possível realizar selecções usando como base os atributos de um objecto seleccionado; Usando o botão Select Similar Objects da barra contextual, é possível seleccionar objectos que tenham a mesma cor de contorno, preenchimento, espessura, opacidade ou aparência.

27 Seleccionar por detrás de objectos Ocasionalmente poderá surgir a necessidade de se seleccionar um objecto que esteja escondido por detrás de outro objecto; O Illustrator oferece um método próprio para realizar esse tipo de selecção: 1. seleccionar o objecto que se encontra por cima do objecto pretendido com a ferramenta de selecção normal; 2. seleccionar novamente o mesmo objecto premindo a tecla Control (PC) ou Command (Mac); o objecto por detrás será seleccionado.

28 4.ª parte Criação e edição de vectores

29 Criação de polígonos As várias ferramentas de criação de polígonos do Illustrator são influenciadas por um conjunto de atalhos, que só se encontra disponível durante o processo de criação do objecto (i.e. deixam de ser aplicáveis depois de se largar o rato. Alguns destes atalhos são semelhantes aos usados no Freehand. Estes são: Shift + rato: os objectos são criados sempre com proporções uniformes; Alt + rato: os objectos são criados a partir do centro; Espaço + rato: os objectos são movidos durante a criação; clique simples do rato (sem arrastar): os objectos são criados através das propriedades de uma caixa de diálogo;

30 Para além das figuras geométricas básicas (rectângulos e elipses), que usam apenas os atalhos atrás referidos, existem outras figuras com opções adicionais: para o rectângulo boleado: setas cima/baixo + rato: mudar raio dos cantos do rectângulo; para a ferramenta de polígonos facetados: setas cima/baixo + rato: muda o número de lados do polígono; para a ferramenta de estrelas: setas cima/baixo + rato: muda o número de pontas da estrela; alt + rato: alinha os ombros da estrela; command + rato: altera a diferença entre os pontos interiores e exteriores da estrela.

31 Criação de objectos abertos Os atalhos de teclado referidos anteriormente (Shift, Alt, Command, teclas de cursor) também se aplicam a estes objectos, com uma lógica de funcionamento semelhante. Em alguns deles, no entanto, aplicam-se ainda atalhos adicionais: para a ferramenta de arco: x + rato: alterna entre arco côncavo e convexo; c + rato: alterna entre arco aberto e fechado; para a ferramenta de espiral: command + rato: altera a abertura da espiral para a ferramenta de grelha rectangular e polar: f, v, x, c + rato: altera a proporção entre colunas horizontais e verticais (Exercício 1)

32 Pen tool A pen tool (caneta) é a ferramenta principal de desenho vectorial do Illustrator. Possui um comportamento semelhante à pen tool do Freehand, sendo que, tal como este, permite o desenho de formas vectoriais através da manipulação de âncoras e pontos de controlo. A pen tool permite a criação tanto de segmentos rectos como curvos, através do uso de diferentes tipos de âncoras (smooth e corner).

33 com a pen tool seleccionada: clique simples: é criada uma âncora recta; clique com arrasto: é criada uma âncora curva, com pontos de controlo; clique + Shift: são criados segmentos ou pontos de controlo com ângulos em 45º; clique + Alt: os 2 pontos de controlo associados a uma âncora deixam de estar alinhados útil quando se quer introduzir uma quebra numa linha curva; clique + espaço: a âncora é movida. (Pen_tool.ai)

34 Pencil tool A pencil tool (lápis) permite desenhar as formas pretendidas à mão livre, sendo as âncoras e pontos de controle adicionados automaticamente; é equivalente à ferramenta freehand do Freehand. Ao contrário deste, a pen tool do Illustrator permite correcções automáticas à linha recémdesenhada, bastando para isso desenhar novamente por cima. Para alterar os parâmetros com que é feita essa correcção automática duplo-clique sobre o ícone da feramenta.

35 Smooth e path eraser As ferramentas smooth e path eraser são concebidas para trabalhar em conjunto com a pencil tool, embora funcionem em qualquer objecto; A smooth tool permite suavizar linhas já existentes; a path eraser tool permite desenhra zonas de corte em paths (não confundir com a ferramenta eraser).

36 Editar vectores As ferramentas do Illustrator para edição de vectores encontram-se no botão da pen tool. Para além da pen tool, estas são: Add anchor point tool: permite adicionar pontos a um path; Delete anchor point tool: remove pontos de um path; Convert anchor point tool: permite converter de uma âncora smooth para corner, e viceversa.

37 Juntar paths O Illustrator possui dois comandos para juntar âncoras que se encontram separadas: join e average (Object -> Path -> Join/Average): Join: cria uma linha recta entre duas âncoras separadas; Average: este comando liga âncoras alterando a sua posição, ao invés de criar um (Exercício 2) segmento entre elas, sendo essa posição uma zona média entre as posições originais das âncoras.

38 Offset path O comando offset path permite aumentar ou diminuir de forma equidistante as margens de um objecto. É acessível em Object -> Path -> Offset Path.

39 Compound paths e compound shapes O conceito de compound path é comum ao Freehand, e refere-se ao facto de vários paths poderem ser encarados pela aplicação como se fossem um único objecto. É uma situação que acontece vulgarmente com representações vectoriais de letras (a letra O, por exemplo, é um objecto com 2 paths, sendo que um deles representa o contorno da letra e o outro a forma interior. Uma das formas de criar compound paths é com o painel Pathfinders.

40 No entanto, o Illustrator possui outro tipo de objecto compound shape que são objectos aparentemente fundidos (como se criados através de uma operação booleana normal) mas que invisivelmente mantém as suas formas originais; Para criar um compound shape, utiliza-se também o painel de Pathfinder, mas selecciona-se a opção pretendida com a tecla Alt. Para transformar um compound shape num objecto regular, pode-se usar o botão Expand do painel Pathfinder.

41 Shape Builder A finalidade da ferramenta Shape Builder é semelhante à do Pathfinder; a diferença principal é o seu modo de operação ser mais directo. Com o Shape Builder, é possível seleccionar directamente quais as parte de um desenho a unir, ou a remover, usando a tecla Alt.

42 Blob Brush Tool e Eraser Quem já tiver desenhado com o software Flash, imediatamente encontrará semelhanças com a ferramenta Blob Brush. Esta ferramenta permite desenhar formas vectoriais naturalmente (ignorando âncoras e pontos de controlo): Ao criar-se diferentes formas com a mesma cor, estas são automaticamente unidas; Ao criar-se formas com cores distintas, estas são mantidas separadas do desenho existente. A ferramenta Eraser possui a funcionalidade inversa: apaga formas sem ser necessário considerar a localização das suas âncoras ou pontos de controlo. Ambas as ferramentas funcionam particularmente bem com mesas digitalizadoras. (Exercício 3)

43 5.ª parte Live Paint

44 Live Paint Live Paint é uma ferramenta que foi desenvolvida no Illustrator com a intenção de permitir a aplicação de cor e textura sobre objectos de uma forma mais natural e menos matemática; Na generalidade dos programas de edição vectorial, um objecto é constituído apenas por um contorno e um preenchimento; a adição de outro tipo de preenchimento/contorno a apenas uma parte de uma forma obriga necessariamente à criação de um novo objecto; Com o Live Paint, é possível pintar formas que estão fechadas apenas visualmente, evitando-se todo o trabalho entediante de criação e aplicação de objectos adicionais.

45 Criar um grupo Live Paint: clique com a Live Paint Bucket tool num conjunto de objectos sobrepostos; esses objectos passam a poder ser pintados visualmente; Aplicar um preenchimento num objecto Live Paint: escolher a cor pretendida e clicar no local a pintar com o Live Paint Bucket tool; Aplicar um contorno num objecto Live Paint: escolher a cor pretendida e clicar no local a pintar com o Live Paint Bucket tool + a tecla de Shift; Adicionar/remover objectos de um grupo Live Paint: Usar o Isolation Mode (duploclique); Retornar o grupo Live Paint ao estado inicial: Object -> Live Paint -> Release; Transformar o grupo Live Paint em vectores individuais: Object -> Live Paint -> Expand.

46 Gap Detection Incluído no Live Paint encontra-se a funcionalidade do Gap Detection. Com o Gap Detection, é possível pintar formas com o Live Paint que não se encontrem completamente fechadas visualmente, o que facilita em grande medida a coloração de formas criadas à mão livre; Para alterar as opções de Gap Detection: Object -> Live Paint -> Gap Detection. (Exercício 4)

47 6.ª parte Manipulação de texto

48 Point text e Area text Os 2 tipos maios vulgares de objectos de texto no Illustrator são o Point Text e Area Text: Point Text corresponde a caixas de texto de contornos não definidos, sendo o seu tamanho definido unicamente pela quantidade de texto existente. São usadas em situações de texto pontuais (labels de botões, por ex.) Area text são caixas de texto de tamanho definido e que podem ser usadas para criar layouts baseados em texto. Possuem ainda opções adicionais para divisão e fluxo do texto.

49 clique simples: cria uma caixa de Point Text; clique com arrasto: cria uma caixa de Area Text. clique no contorno de um objecto fechado: cria uma caixa de Area Text com a forma do objecto. clique no contorno de um objecto fechado: o texto contorna o objecto. Type -> Area Type Options...: opções da caixa de texto.

50 Character, Paragraph e Open Type O Illustrator partilha muitas das suas capacidades de tratamento de texto com o InDesign, sendo como tal dotado de opções sofisticadas tais como controlo sobre leading e kerning, sub e superscript, controlo de antialiasing, hifenização, controlo de justificação, e suporte a funcionalidades OpenType. As opções são acessíveis através do menu Window -> Type. (Exercício 5)

51 7.ª parte Appearances e efeitos

52 Appearances Como acontece em quase todos os programas de desenho vectorial, os objectos vectoriais representados pelo Illustrator são constituídos por um contorno (stroke) e um preenchimento (fill). O Illustrator é dotado um controlo sofisticado destas propriedades através do painel Appearances, que permite a adição/remoção e alteração de diferentes estilos de contornos e preenchimentos, bem como a aplicação de uma grande variedade de efeitos especiais.

53 Um objecto com appearance básica é constituído por um único contorno e um único preenchimento; através do painel Appearances, é possível acrescentar novos contornos e/ou preenchimentos, sendo o aspecto final da ficgura definido pela sua combinação de posições, transparências e blending modes.

54 Live effects Além dos contornos e dos preenchimentos, existe um outro tipo de propriedade editável através do painel das Appearances: os Live Effects. Live Effects são uma enorma variedade de efeitos aplicáveis nos objectos do Illustrator, que vão desde 3D a filtros do Photoshop, passando por sombras e arredondamentos automáticos de cantos. Uma característica comum a todos estes efeitos é a de que são editáveis e não-destrutivos: é possível alterar e substituir o efeito depois de aplicado.

55 A organização dos efeitos é um bocado caótica, e o seu grau de utilidade varia muito, pelo que é conveniente perder-se algum tempo para se perceber o que cada um faz.

56 Usando o comando Expand Appearance, é possível subdividir uma appearance complexa em múltiplos objectos com appearances simples, o que os torna mais compatíveis com outras aplicações.

57 Graphic Styles O painel Graphic Styles permite gravar e reutilizar combinações de aparências em novos objectos. Também permite a edição de estilos gráficos já aplicados.

58 arraste de objecto para o painel de Graphic Styles: é criada um graphic style novo; clique num Graphic Style: o graphic style é aplicado a um objecto seleccionado; clique em Redefine Graphic Style: todos os objectos com com o mesmo graphic style são alterados. (coca-cola.ai)

59 8.ª parte Escolha e aplicação de cor

60 Aplicar cor Alternativas para a aplicação de cores de preenchimento e contorno no Illustrator.

61 Color Swatches O painel Swatches é o local onde o Illustrator armazena as cores disponíveis para uso num documento. Pode-se criar uma cor nova clicando no botão New Swatch, e de seguida definindo o tipo de cor (process ou spot) ou se é global.

62 Uma cor não-global é uma cor na qual não existe relação entre o swatch e objectos sob os quais a cor esteja aplicada; Uma cor global é uma cor onde existe uma relação entre o swatch e os objectos onde essa cor é aplicada: se o swatch mudar a cor, todos os objectos com essa cor também mudam Cor Global Cor Não-Global

63 Spot Colors Na caixa de diálogo de criação de nova cor, outra opção disponível é criar uma cor como uma Spot Color (cor directa): No painel Swatches, a Spot Color é representada com um ponto junto do swatch correspondente; No painel Color, passa a existir a opção de definir a cor através de um tint; No botão Swatch Libraries Menu é possível aceder uma grande pré-selecção de cores directas (e não só), entre as quais as que são parte do sistema de cores Pantone.

64 Pastas de cores É possível usar pastas para uma melhor organização dos vários swatches de cor que constituem um trabalho: Clique no botão New Color Group é criada uma pasta vazia para colocação de cores; Clique no botão New Color Group com um objecto seleccionado: surge uma caixa de diálogo para a criação de uma pasta de cores com as cores seleccionadas com o objecto; este método tem a vantagem adicional de permitir a criação de cores globais a partir das cores existentes nos objectos.

65 Color Guides Cor de base Através do painel Color Guides, o Illustrator disponibiliza uma série de opções para criação de harmonias de cores: A partor de uma cor base, são geradas no painel conjuntos de cores correspondentes a harmonias definidas pelo utilizador (complementar, análogas, etc.) Em cada uma dessas cores são ainda exibidas variações tonais (mais claro a mais escuro, mais intenso a mais acizentado, etc.) As cores obtidas podem depois ser armazenadas como swatches. (Exercício 6)

66 9.ª parte Contornos e preenchimentos

67 Gradients Para o Illustrator existem apenas 2 tipos de gradientes: linear e radial; A aplicação do gradiente num objecto pode ser feita através do painel Gradient, que permite também a definição do n.º de cores integradas no gradiente, distribuição e ângulo, de forma semelhante à que acontece no Freehand. Usando a Gradient Tool na barrade ferramentas, é possível editar as mesmas opções do painel Gradient de uma forma mais visual.

68 Patterns Para além das cores sólidas e gradientes, existe um terceiro tipo de preenchimento: os patterns (padrões); Um pattern é aplicado como de uma cor normal se tratasse: basta clicar no swatch respectivo no painel Swatches; O Illustrator oferece também algumas funções para edição de patterns: arrastar objecto para o painel Swatches: é automaticamente criado um padrão; arrastar swatch com padrão para o ambiente de trabalho: o padrão fica editável. De notar que quando se edita um padrão, este é sempre limitado por um rectângulo invisível; esse rectângulo é que define a área de repetição do padrão.

69 Strokes Os strokes (contornos) possuem uma funcionalidade e opções bastante semelhantes àquelas que estão disponíveis no Freehand; essas opções podem se acedidas no painel Strokes. Existem, no entanto, algumas diefrenças: É possível definir se o contorno também fica por fora (ou por dentro) do vector que o define, e não só no meio; Os contornos tracejados têm de ser definidos numericamente.

70 Variable stroke width Uma poderosa funcionalidade introduzida no Illustrator CS5 é a capacidade de se criarem contornos com largura variável (variable witdh profile). Através da ferramenta Width, é possível definir manualmente a espessura de qualquer ponto arbitrário ao longo de um contorno. O perfil criado pode ainda ser guardado no painel Strokes para futura reutilização. (Exercício 7)

71 10.ª parte Desenho expressivo

72 Desenho expressivo O Illustrator possui uma série de funcionalidades para controlo da expressividade do traço; essas funcionalidades podem ser aplicadas com o rato, mas o seu real benefício torna-se mais evidente através do uso de uma mesa digitalizadora que permita o controlo directo da espessura (e em alguns modelos, inclinação) do traço. Os modelos de mesas digitalizadoras mais usadas pertencem à marca Wacom.

73 Traço feito com mesa digitalizadora (usando um brush 6D Art Pen): Traço feito com rato (brush 6D Art Pen):

74 Calligraphic brushes Um dos cinco tipos de ferramentas de desenho expressivo existentes no Illustrator são os pincéis caligráficos (calligraphic brushes); O pincel caligráfico funciona de forma semelhante à pen tool; a principal diferença reside nas opções disponíveis para a variação do traço; Para se aceder ao pincel caligráfico: Escolher a paintbrush tool na barra de ferramentas; Optar por uma das pré-definições no painel Brushes.

75 É possível igualmente criar definições novas para o pincel caligráfico: No painél Brushes, clicar em New Brush; Escolher a opção Calligraphic Brush; No painel seguinte é possível editar ângulo, forma, e diâmetro da ponta do pincel. É também possível, a cada um desses parâmetros, atribuir um valor fixo, aleatório, ou controlado através da mesa digitalizadora (normalmente o valor controlado é o diâmetro, mas é possível controlar os outros atributos).

76 Scatter brushes O pincel de dispersão (scatter brush) permite a repetição de um objecto gráfico ao longo do percurso definido pelo pincel;

77 Para usar um objecto gráfico num pincel de dispersão: Com o objecto gráfico pretendido seleccionado, clicar em New Brush; Escolher a opção Scatter Brush; No painel seguinte é possível definir os parâmetros de tamanho, espacejamento, dispersão, rotação e coloração dos objectos criados pelo pincel. Tal como acontece com o pincel caligráfico, é possível controlar parâmetros do pincel de dispersão com a mesa digitalizadora. É possível ainda definir, ou não, a rotação dos objectos em relação à própria direcção do traço criado pelo pincel.

78 Art brushes O pincel de arte (art brush) funciona através da acomodação de um objecto gráfico ao longo do movimento do pincel.

79 Para usar um objecto gráfico num pincel de arte: Com o objecto gráfico pretendido seleccionado, clicar em New Brush; Escolher a opção Art Brush; No painel seguinte é possível definir a forma como será feita a distorção do objecto gráfico ao longo do percurso do pincel.

80 Pattern brushes O pincel de padrão (pattern brush) permite a aplicação de cercaduras que se adaptam à forma de objectos gráficos sem distorção. É particularmente adequado à criação de molduras.

81 Independentemente do quanto a forma final é esticada, o padrão aplicado mantém as proporções.

82 Para editar um pincel de padrão: Duplo-clique sobre um padrão existente no painel Brushes. O painel seguinte permite configurar como se comporta cada elemento gráfico constituinte do padrão: 1. gráfico a meio da forma; 2. gráfico num canto exterior; 3. gráfico num canto interior; 4. gráfico no início de um path; 5. gráfico no fim de um path. É possível ainda definir como o gráfico se adapta ao path em que é aplicado: esticando-se, adicionando-se espaço pelo meio, ou por aproximação.

83 Bristle brushes O último tipo de pincel expressivo do Illustrator é o pincel de pêlo (bristle brush) cuja função é a de simular vectorialmente o traço criado pelos pincéis de pêlo reais.

84 Para criar um pincel de pêlo novo: No painel Brushes, clicar em New Brush; Escolher a opção Bristle Brush. No painel seguinte, é possível escolher o tipo de ponta de pincel, bem como a largura, tamanho do pêlo, densidade do pêlo, grossura do pêlo, opacidade da tinta e dureza do pincel.

85 11.ª parte Layers

86 Objecto (fundo branco) Layer (fundo cinzento) Layers Devido à própria natureza do interface do Illustrator, saber o funcionamento as layers (camadas) torna-se fundamental para o uso da aplicação; O painel Layers contém uma representação hierárquica de todos os objectos existentes no documento, o que o pode tornar algo confuso; no entanto, é possível na maior parte dos casos ignorar os objectos existentes e concentrarmo-nos na organização das layers; Quando um conjunto de layers é definido, torna-se possível: esconder/mostrar layers; alterar a sua ordem; alterar a sua forma de visualização (preview/outline); trancar ou destrancar.

87 Também é possível ver que objectos estão seleccionados e em que layer, através do pequeno indicado quadrado situado do lado esquerdo do painel Layers. Esse indicador tem outra função fundamental: ao arrastar esse indicador, é possível rapidamente reposicionar o objecto seleccionado noutra layer. (Exercício 8)

88 12.ª parte Páginas múltiplas

89 Páginas múltiplas Desde a versão CS4 que o Illustrator possui (finalmente) a capacidade de trabalhar com múltiplas artboards (páginas); As páginas de cada documento do Illustrator podem ser configuradas a partir do painel de criação de novo documento, no quel é possível definir: n.º de páginas; espaço entre páginas; formato (padrão ou personalizado); orientação; bleed.

90 Páginas múltiplas Através da Artboard Tool é possível manipular as páginas do documento directamente no ambiente de trabalho. Esta ferramenta permite redimensionar, criar e mover páginas, bem como acrescentar opções de adicionais de página na barra contextual. Entre essas opções encontra-se o painel Artboard Options, com configurações adicionais de página (mostrar marcas centrais e laterais, guias e proporções para vídeo).

91 Ao contrário do que acontece no Freehand, o Illustrator não muda automaticamente a ordem das páginas de acordo com a sua posição no ambiente de trabalho; a página n.º 1 é sempre a primeira página a ter sido criada, a n.º 2 é a segunda a ter sido criada, etc., o que pode levar a confusão se alguma página for reposicionada com a Artboard tool. Desde o Illustrator CS5 que se encontra disponível o painel Artboards, no qual se pode proceder à reordenação das páginas através do arrasto para a posição pretendida. É também a partir deste painel que é possível aceder à caixa Rearrange Artboards, que realianha automaticamente as páginas de acordo com a ordem indicada no painel Artboards.

92 Copy/Paste em páginas múltiplas Embora o Illustrator não possua funcionalidade de página mestra, é possível reproduzir facilmente um mesmo objecto em múltiplas páginas; Após a cópia de um objecto: Edit -> Paste in Place: cola na página seleccionada o objecto copiado, na mesma posição em que se encontrava na página original. Edit -> Paste on All Artboards: cola em todas as páginas do documento o objecto copiado, na mesma posição em que se encontrava na página original. (Exercício 9)

93 13.ª parte Técnicas de transformação

94 Ferramentas básicas de transformação deslocação O Illustrator possui 5 formas de transformação de um objecto: deslocação, redimensionamento, reflexão, rotação e inclinação. Todas estas formas são acessíveis a partir da toolbox e possuem modos de operação semelhantes. Todas estas ferramentas possuem propriedades adicionais, através de duplo-clique no respectivo botão da tollbox (i.e. para se escolher opções extras para a rotação, basta um duplo clique no botão de rotação). rotação reflexão inclinação redimensionamento

95 As caixa de diálogo invocadas desta forma permitem a introdução de valores rigorosos para a transformação dos objectos seleccionados e a aplicação da transformação num objecto clonado (ao invés do objecto seleccionado). Estas caixas também possuem valor informativo, na medida em que estas surgem já preenchidas com os valores de transformação aplicados na vez anterior do seu uso.

96 Por último, estas caixas permitem ainda definir se a transformação dave afectar as texturas pertencentes ao objecto, bem como o seu contorno e estilos gráficos, ou não. Em alternativa, é possível transformar objectos através do painel Transform.

97 Obviamente, as ferramentas de transformação podem também ser directamente usadas a partir da toolbox, o que é particularmente útil quando a opção de bounding box (a caixa com pontos de controlo que aparece automaticamete quando se selecciona um objecto) se encontra desactivada. Este método possui ainda a vantagem de tornar possivel definir com um clique o eixo a partir do qual a transformação se processa. botão de rotação eixo de transformação definido com a ferramenta de rotação

98 Free transform tool Quando se trabalha com a opção de bounding box desactivada, os pontos de controle respectivos desaparecem, perdendo-se a capacidade de rodar e redimensionar instantaneamente o objecto seleccionado; a free transform tool permite restabelecer temporariamente esses pontos de controlo. Esta ferramenta possui, no entanto uma funcionalidade adicional; juntamente com a tecla Command, a Free Transform tool permite a alteração individual de cada ponto de controlo, distorcendo assim o objecto.

99 Replicar transformações Com o comando Object -> Transform -> Transform Again, é possível repetir indefenidamente a última transformação efectuada. Na imagem à direita, foi criada uma forma circular a partir da repetição continua da rotação de uma estrela (com o eixo de transformação fora da forma da estrela).

100 Outra forma de replicar transformações é através do comando Object -> Transform -> Transform Again. Com este comando, torna-se possível editar múltiplos objectos como se cada um deles estivesse a ser manipulado individualmente.

101 Alinhar As opções de alinhamento do Illustrator são semelhantes às do Freehand, sendo acessíveis através do painel Align. Para além da opção de alinhamento à selecção, ou na página, tal como acontece no Freehand, o Illustrator oferece uma 3.ª opção: Align to Key Object, o que permite que se defina um objecto-âncora, a partir do qual todos os outros são alinhados. Esse objecto-âncora aparece no ambiente de trabalho com um contorno azul mais visível, e é definido através de um clique de rato. key object

102 14.ª parte Trabalhar com bitmaps

103 Links As imagens bitmap podem ser integradas no Illustrator de dois modos: linked (ligadas) ou embebbed (embebidas). (ficheiro Bitmap.png)

104 A forma como a imagem pode ser definida aquando da importação da imagem, ou posteriormente, através do painel Links. Um pormenor importante a lembrar é que, para o Illustrator, é fácil transformar uma imagem ligada numa imagem embebida mas o contrário não é verdade; se se perder o original da imagem que foi embebida, pode ser complicado recuperá-la.

105 Live trace Live trace é o nome da função de vectorização de imagem incluído no Illustrator. Tal como acontece com todas as ferramentas desta aplicação com o nome live, esta actua nãodestrutivamente; ou seja, a imagem original mantêm-se intacta após a vectorização, a não ser que seja dada ordem em contrário.

106 Esta funcionalidade vem de origem com várias definições de imagem, desde a vectorização a preto-e-branco até a cor de alta fidelidade. Na definição Tracing Options é possível definir com detalhe como é feito o préprocessamento e vectorização da imagem Para definir permanentemente a vectorização: Object -> Expand; Para repôr o estado original da imagem: Object -> Live Paint -> Release. préprocessamento da imagem vectroização

107 15.ª parte Símbolos

108 Símbolos Símbolos são objectos gráficos reutilizáveis, armazenados no painel Symbols. A cada representação de um símbolo no ambiente de trabalho do Illustrator dá-se o nome de instância. Sempre que é criada uma nova instância, é mantida a ligação com o símbolo que lhe deu origem, i.e. quando se altera o símbolo original, todas as suas instâncias são alteradas da mesma forma.

109 arrastar objecto para dentro painel Symbols: cria um novo símbolo gráfico; arrastar símbolo para fora do painel Symbols: cria uma nova instância do símbolo; duplo-clique sobre instância: edita o símbolo correspondente no contexto em que se encontra a instância; duplo-clique sobre um símbolo no painel Symbols: edita o símbolo isoladamente. botão Break Symbol Link: deixa de haver ligação entre a instância e o seu símbolo.

110 Symbol sprayer Uma forma curiosa de se usar símbolos no Illustrator é através da Symbol Sprayer Tool. Esta ferramenta permite inserir, e manipular, uma grande quantidade de instâncias simultaneamente. A ferramenta pode ser aplicada com 8 variações de funcionalidade para adição, reposicionamento, redimensionamento, rotação, recoloração alteração a transparência e do estilo gráfico das instâncias afectadas.

111 16.ª parte Máscaras

112 Máscaras No Illustrator não existe o conceito de Past Inside; a técnica de usar objectos para definir a área visível de outros objectos é fundamentalmente diferente; Para este programa aplica-se o conceito de máscara, que consiste num objecto invisível que indica a área visível dos objectos que se lhe encontram associados. máscara objecto

113 Para uso em imagens bitmaps, o Illustrator possui uma função de máscara automática, que é criada quando se clica no botão Mask da barra contextual; A partir desse momento, quando se move os pontos de controlo da bounding box, é a máscara, e não a imagem, que é manipulada;

114 Para uso em qualquer outro tipo de objecto, a aplicação da máscara tem de obedecer aos seguintes passos: seleccionar pelo menos 2 objectos o objecto a tapar e o objecto que servirá de máscara sendo que a máscara será o objecto que se encontra no topo; Clicar em Object -> Clipping Mask -> Make. Para editar um objecto dentro da máscara: Os botões Edit Contents e Edit Clipping Mask alternam entre edição da imagem e da máscara. Em alternativa, basta entrar no Isolation Mode (duplo clique sobre o objecto) e realizar as alterações pretendidas

115 Layer clipping mask Em determinadas ocasiões é útil a possibilidade de se poder activar ou desactivar uma máscara que afecte todos os objectos de uma layer (por ex., para ver como fica um cartaz com e sem margem de bleeding); O comando Make/Release Clipping Mask, do painel Layers, permite alternar rapidamente a visibilidade de uma máscara de layer, sendo que o objecto utilizado como máscara se situa sempre no nível mais acima dessa layer.

116 Opacity mask O Illustrator possui um tipo completamente distinto de máscara opacity mask com a qual se torna possível a aplicação de formas difusas (tal como se tratasse de um canal alpha); Esta funcionalidade encontra-se na opção Make Opacity Mask, escondida dentro do painel Transparency. Para alterar entre o modo de edição de objecto e da máscara, clicar no respectivo thumbnail no painel Transparency. (Exercício 10)

117 17.ª parte Perspectivas

118 Perspective grid A perspective grid é uma ferramenta poderosa de criação e de aplicação de objectos num espaço tridimensional. No Illustrator, a essa grelha pode ser definida com 1, 2 ou 3 pontos de fuga, sendo a sua linha de horizonte, de terra e medidas definíveis directamente no ambiente de trabalho

119 A partir do momento em que a grelha está activa, objectos de desenho que sejam aplicados no ambiente de trabalho serão automaticamente aplicados à vista activa da grelha, conforme definido no Active Plane Widget. Objectos que não sejam compatíveis com a grelha de perspectiva (texto, por exemplo), não podem ser criados na grelha mas podem ser posteriormente adicionados à grelha com a Perspective Selection Tool.

120 Quando um object não compatível é adicionado à grelha, continua editável através do Isolation Mode (duplo-clique). A Perspective Selection Tool permite igualmente mover e redimensionar os objectos ao longo da grelha; Por fim, esta ferramenta permite também alterar a grelha na qual o objecto seleccionado se encontra, através das seguintes teclas de atalho: 1 grelha esquerda; 2 grelha direita; 3 grelha da terra; 4 sem grelha. (Exercício 11)

121 18.ª parte Gravação e exportação

122 Gravação em AI O Illustrator permite a gravação de dados editáveis em diferentes tipos de ficheiro: Illustrator AI, EPS e PDF; Illustrator AI é o formato nativo, e que garante a maior fidelidade no registo da informação. Ao criar-se ficheiro AI compatível com PDF, está-se essencialmente a inserir um duplicado do documento em PDF: o ficheiro fica mais pesado, mas mais compatível com outras aplicações.

123 Gravação em PDF A gravação como PDF dispões de uma grande variedade de opções. O Illustrator possui predefinições de gravação para diferentes tipos de uso: Illustrator Default: o ficheiro é gravado com uma cópia integral dos dados nativos, para reedição posterior; High Quality Print: para impressão em impressoras e máquinas de provas: PDF/X: o ficheiro é configurado para compatibilidade total com fluxos de impressão profissionais; Press Quality: para saída para pré-impressão; Smallest File Size: para uso na Internet. A partir da caixa de diálogo de gravação para PDF, é possível criar um ficheiro pronto para impressão em gráfica, sem necessidade de criação e destilação de ficheiro PostScript.

124 Exportação O acto de exportar implica necessariamente a perda de algum tipo de informação, pelo que a escolha do formato de saída deve ser o adequado ao trabalho em questão. O Illustrator permite os seguintes formatos de exportação: PNG; BMP; AutoCAD (dwg, dxf); EMF; SWF; JPEG; PICT; Photoshop PSD; TIFF; Targa; TXT; WMF. Se o objectivo da exportação for a continuação da edição da imagem em (Exercício 12) Photoshop, ou animação em Flash, é conveniente que a exportação seja feita nos respectivos formatos, de forma a manterem-se características como layers e efeitos.

125 Recursos adicionais

126 Recursos oficiais Página oficial do Adobe Illustrator Fórum oficial do Adobe Illustrator illustrator_general Illustrator Exchange (para transferência de plugins, scripts e outros complementos do Illustrator) event=producthome&exc=17&loc=en_us Illustrator no Facebook Inside Adobe Illustrator (blog da equipa de desenvolvimento do Illustrator) blogs.adobe.com/infiniteresolution/ Twitter do Inside Adobe Illustrator

127 Outros recursos 80 Best-Of Adobe Illustrator Tutorials, Brushes,.EPSs and Resources 30 Beautiful Illustrator Brush and Symbol Collection 1stwebdesigner.com/resources/30-beautiful-illustrator-brush-and-symbol-collection/ Illustrator Tutorials Layers Magazine Vectortuts 50 Excellent 3D Adobe Illustrator Tutorials 2009/06/16/50-excellent-3d-adobe-illustrator-tutorials/

128 Obrigado Ivo Daniel

Curso de Adobe Illustrator CS4

Curso de Adobe Illustrator CS4 Curso de Adobe Illustrator CS4 Apresentação do Programa O Adobe Illustrator CS4 é um programa de desenho e ilustração vectorial, que coloca à disposição dos profissionais poderosas ferramentas para a concepção

Leia mais

Curso Especializado Design Gráfico

Curso Especializado Design Gráfico Curso Especializado Design Gráfico 87 horas Descrição: Este pacote de formação é composto pelos programas essenciais e indispensáveis a todos os Designers Gráficos que pretendam compreender os processos

Leia mais

Trabalhar com Layers em Photoshop

Trabalhar com Layers em Photoshop Painel Layers / Camadas Trabalhar com Layers em Photoshop Existem cinco tipos de layers / camadas, que podem estar listados neste painel: - de imagem, contendo pixéis - de texto, com texto editável - de

Leia mais

Os elementos básicos do Word

Os elementos básicos do Word Os elementos básicos do Word 1 Barra de Menus: Permite aceder aos diferentes menus. Barra de ferramentas-padrão As ferramentas de acesso a Ficheiros: Ficheiro novo, Abertura de um documento existente e

Leia mais

Especializado Design Gráfico. Sobre o curso. Destinatários. Design, Multimédia e 3D - Percursos

Especializado Design Gráfico. Sobre o curso. Destinatários. Design, Multimédia e 3D - Percursos Especializado Design Gráfico Design, Multimédia e 3D - Percursos Localidade: Aveiro Data: 15 Oct 2016 Preço: 1080 ( Os valores apresentados não incluem IVA. Oferta de IVA a particulares e estudantes )

Leia mais

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT E s t u d o s o b r e a i n t e g r a ç ã o d e f e r r a m e n t a s d i g i t a i s n o c u r r í c u l o d a d i s c i p l i n a d e E d u c a ç ã o V i s u a l e T e c n o l ó g i c a Cloud canvas

Leia mais

Curso de InDesign CS4

Curso de InDesign CS4 Curso de InDesign CS4 especialmente estruturado para utilizadores de QuarkXPress Apresentação do programa O Adobe InDesign é um programa de paginação relativamente recente, que tem vindo a ganhar progressiva

Leia mais

Curso de Adobe Illustrator CS2

Curso de Adobe Illustrator CS2 Curso de Adobe Illustrator CS2 Sessão 1: Desenhar logótipos e botões O Adobe Illustrator disponibiliza uma grande variedade de ferramentas para criar formas geométricas, logótipos e símbolos, com muitos

Leia mais

Curso: Especializado Design Gráfico

Curso: Especializado Design Gráfico Curso: Especializado Design Gráfico Duração: 84h Área formativa: Design Gráfico Sobre o curso Design Gráfico é uma das atividades do foro criativo mais disseminadas no mercado atual, sendo o processo criativo

Leia mais

WINDOWS. O Windows funciona como um Sistema Operativo, responsável pelo arranque do computador.

WINDOWS. O Windows funciona como um Sistema Operativo, responsável pelo arranque do computador. WINDOWS O AMBIENTE DE TRABALHO DO WINDOWS O Windows funciona como um Sistema Operativo, responsável pelo arranque do computador. Um computador que tenha o Windows instalado, quando arranca, entra directamente

Leia mais

GeoMafra Portal Geográfico

GeoMafra Portal Geográfico GeoMafra Portal Geográfico Nova versão do site GeoMafra Toda a informação municipal... à distância de um clique! O projecto GeoMafra constitui uma ferramenta de trabalho que visa melhorar e homogeneizar

Leia mais

Microsoft Office FrontPage 2003

Microsoft Office FrontPage 2003 Instituto Politécnico de Tomar Escola Superior de Gestão Área Interdepartamental de Tecnologias de Informação e Comunicação Microsoft Office FrontPage 2003 1 Microsoft Office FrontPage 2003 O Microsoft

Leia mais

www.flag.pt CURSO ESPECIALIZADO DESIGN GRÁFICO 84 HORAS FLAG LISBOA 21 356 06 06 querosabermais@flag.pt

www.flag.pt CURSO ESPECIALIZADO DESIGN GRÁFICO 84 HORAS FLAG LISBOA 21 356 06 06 querosabermais@flag.pt CURSO 84 HORAS DESCRIÇÃO Design Gráfico é uma das atividades do foro criativo mais disseminadas no mercado atual, sendo o processo criativo e técnico que recorre a imagens e texto para comunicar, informar,

Leia mais

ZS Rest. Manual Profissional. BackOffice Mapa de Mesas. v2011

ZS Rest. Manual Profissional. BackOffice Mapa de Mesas. v2011 Manual Profissional BackOffice Mapa de Mesas v2011 1 1. Índice 2. Introdução... 2 3. Iniciar ZSRest Backoffice... 3 4. Confirmar desenho de mesas... 4 b) Activar mapa de mesas... 4 c) Zonas... 4 5. Desenhar

Leia mais

Migrar para o Access 2010

Migrar para o Access 2010 Neste Guia Microsoft O aspecto do Microsoft Access 2010 é muito diferente do Access 2003, pelo que este guia foi criado para ajudar a minimizar a curva de aprendizagem. Continue a ler para conhecer as

Leia mais

Centro de Competência Entre Mar e Serra. Guia

Centro de Competência Entre Mar e Serra. Guia SMART Notebook Software Guia O Software Notebook permite criar, organizar e guardar notas num quadro interactivo SMART Board (em modo projectado e não-projectado), num computador pessoal e, em seguida,

Leia mais

1. Introdução ao Adobe Illustrator CC. 2.6. Ferramentas de Seleção e Visualização. 1.1. Novidades do Illustrator CC. 3. Desenho. 1.2.

1. Introdução ao Adobe Illustrator CC. 2.6. Ferramentas de Seleção e Visualização. 1.1. Novidades do Illustrator CC. 3. Desenho. 1.2. 1. Introdução ao Adobe Illustrator CC 1.1. Novidades do Illustrator CC 1.2. Abrir o Programa 1.3. Criar um Novo Documento 1.4. Área de Trabalho 1.4.1. Paletas e Painéis 1.4.2. Menus de Contexto 1.4.3.

Leia mais

O TUX VAI À ESCOLA: UMA INTRODUÇÃO À EDIÇÃO DE IMAGEM COM O GIMP

O TUX VAI À ESCOLA: UMA INTRODUÇÃO À EDIÇÃO DE IMAGEM COM O GIMP O TUX VAI À ESCOLA: UMA INTRODUÇÃO À EDIÇÃO DE IMAGEM COM O GIMP O GIMP (GNU Image Manipulation Program) (http://www.gimp.org/) é uma aplicação de Software Livre para desenho e edição de imagem digital.

Leia mais

MICROSOFT POWERPOINT

MICROSOFT POWERPOINT MICROSOFT POWERPOINT CRIAÇÃO DE APRESENTAÇÕES. O QUE É O POWERPOINT? O Microsoft PowerPoint é uma aplicação que permite a criação de slides de ecrã, com cores, imagens, e objectos de outras aplicações,

Leia mais

GeoMafra SIG Municipal

GeoMafra SIG Municipal GeoMafra SIG Municipal Nova versão do site GeoMafra Toda a informação municipal... à distância de um clique! O projecto GeoMafra constitui uma ferramenta de trabalho que visa melhorar e homogeneizar a

Leia mais

1. Estilos 1. 2. Índices 7

1. Estilos 1. 2. Índices 7 Carlos Maia Índice 1. Estilos 1 1.1. Considerações gerais 1 1.2. Aplicar estilos 1 1.3. Modificar estilos 2 1.4. Criar um novo estilo 3 1.5. Cópia de estilos 5 1.6. Retirar todos os estilos presentes num

Leia mais

Configuração do Ambiente de Trabalho

Configuração do Ambiente de Trabalho pag. 1 Configuração do Ambiente de Trabalho 1. Utilização da Área de Trabalho Criação de Atalhos: O Windows NT apresenta um Ambiente de Trabalho flexível, adaptável às necessidades e preferências do utilizador.

Leia mais

Planificação Anual 2015/2016

Planificação Anual 2015/2016 Planificação Anual 015/01 CURSO: PROFISSIONAL TÉCNICO DE MULTIMÉDIA DISCIPLINA: TÉCNICAS DE MULTIMÉDIA (TM) ANO: 10.º TURMA: I 1º Período º Período 3º Período Set Out Nov Dez Jan Fev Mar Abr Mai Jun 3ª

Leia mais

COFFEE BREAK!!: CRIAÇÃO DE UM CARTAZ COM INKSCAPE

COFFEE BREAK!!: CRIAÇÃO DE UM CARTAZ COM INKSCAPE COFFEE BREAK!!: CRIAÇÃO DE UM CARTAZ COM INKSCAPE O Inkscape (http://www.inkscape.org/) é uma aplicação de Software Livre para desenho e edição electrónica de imagem vectorial. É uma ferramenta para edição

Leia mais

Software de Edição e Output ADOBE ILLUSTRATOR E SILHOUETTE STUDIO. File > Open > Escolher a pasta ou local onde se encontre o ficheiro

Software de Edição e Output ADOBE ILLUSTRATOR E SILHOUETTE STUDIO. File > Open > Escolher a pasta ou local onde se encontre o ficheiro TUTORIAL CORTADORA DE VINIL Software de Edição e Output ADOBE ILLUSTRATOR E SILHOUETTE STUDIO 1. Abrir o programa ADOBE ILLUSTRATOR localizado na barra de tarefas 2. Abrir o ficheiro a cortar no ADOBE

Leia mais

Sumário. Computação Gráfica Illustrator

Sumário. Computação Gráfica Illustrator 1 Sumário Área de trabalho... 2 Barra de tarefas... 5 Menu ajuda... 6 Menu janela... 7 Menu exibir... 8 Menu efeito... 9 Menu selecionar... 10 Menu tipo... 10 Menu objeto... 12 Menu editar... 13 Menu arquivo...

Leia mais

OBJECTIVO Alterar o fundo de uma foto

OBJECTIVO Alterar o fundo de uma foto ICHA OBJECTIVO Alterar o fundo de uma foto O objectivo principal deste exercício consiste em alterar o fundo de uma foto. No final deste exercício o utilizador deverá estar apto a realizar as seguintes

Leia mais

TUTORIAL CORTADORA LASER. Software de Edição e Output ADOBE ILLUSTRATOR. 1. Abrir o programa ADOBE ILLUSTRATOR localizado na barra de tarefas

TUTORIAL CORTADORA LASER. Software de Edição e Output ADOBE ILLUSTRATOR. 1. Abrir o programa ADOBE ILLUSTRATOR localizado na barra de tarefas TUTORIAL CORTADORA LASER Software de Edição e Output ADOBE ILLUSTRATOR 1. Abrir o programa ADOBE ILLUSTRATOR localizado na barra de tarefas 2. Para iniciar a edição do trabalho para enviar para o equipamento,

Leia mais

PS02_02-08: Exercícios: Photoshop CS3. Objetivo: FERRAMENTAS DE PINTURA. 1) Abra um novo arquivo e altere os valores para a seguinte configuração:

PS02_02-08: Exercícios: Photoshop CS3. Objetivo: FERRAMENTAS DE PINTURA. 1) Abra um novo arquivo e altere os valores para a seguinte configuração: PS02_02-08: Objetivo: FERRAMENTAS DE PINTURA Exercícios: 1) Abra um novo arquivo e altere os valores para a seguinte configuração: 2) Finalize a configuração. A janela da imagem, também chamada de tela

Leia mais

WEB DESIGN ELEMENTOS GRÁFICOS

WEB DESIGN ELEMENTOS GRÁFICOS ELEMENTOS GRÁFICOS Parte 4 José Manuel Russo 2005 24 A Imagem Bitmap (Raster) As imagens digitais ou Bitmap (Raster image do inglês) são desenhadas por um conjunto de pontos quadrangulares Pixel alinhados

Leia mais

Conceitos do Photoshop. Bitmap image Formatos de arquivos Memória Escalas de cores

Conceitos do Photoshop. Bitmap image Formatos de arquivos Memória Escalas de cores Conceitos do Photoshop Bitmap image Formatos de arquivos Memória Escalas de cores Bitmap Image Conceito de pixel Imagem bitmap x imagem vetorial Pixel x bits Resolução de tela e imagem 72 pixel/inch 300

Leia mais

Seleção Retangular Esta é uma das ferramentas mais usadas. A seleção será indicada pelas linhas tracejadas que fazem a figura de um retângulo.

Seleção Retangular Esta é uma das ferramentas mais usadas. A seleção será indicada pelas linhas tracejadas que fazem a figura de um retângulo. O que é o Gimp? O GIMP é um editor de imagens e fotografias. Seus usos incluem criar gráficos e logotipos, redimensionar fotos, alterar cores, combinar imagens utilizando o paradigma de camadas, remover

Leia mais

Quadro Interactivo GUIÃO DE APOIO

Quadro Interactivo GUIÃO DE APOIO Quadro Interactivo GUIÃO DE APOIO Para o correcto funcionamento do Quadro Interactivo é necessário: Quadro Interactivo; Projector de Vídeo; Software específico (ActivInspire); Caneta ActivPen. 1 CALIBRAÇÃO

Leia mais

1.4.5 Ligar outros serviços de armazenamento

1.4.5 Ligar outros serviços de armazenamento Configurar o Word FIGURA 1.26 Serviços ligados 1.4.5 Ligar outros serviços de armazenamento O Microsoft Office 2013 apenas tem disponíveis ligações a serviços de armazenamento proprietários da Microsoft.

Leia mais

Formador: Carlos Maia

Formador: Carlos Maia Formador: Carlos Maia Iniciar o MS Excel MS Excel - Introdução 1 Ajuda Se ainda não estiver visível a ajuda do Excel do lado direito do ecrã, basta clicar sobre Ajuda do Microsoft Excel no menu Ajuda,

Leia mais

UNIDADE 2: Sistema Operativo em Ambiente Gráfico

UNIDADE 2: Sistema Operativo em Ambiente Gráfico Ambiente Gráfico Configurações Acessórios O Sistema Operativo (SO) é o conjunto de programas fundamentais que permitem que o computador funcione e que comunique com o exterior. Actualmente o Windows é

Leia mais

Iniciação ao MS Windows XP. Ana Loureiro 2002/03 TIC ESEV Pólo de Lamego

Iniciação ao MS Windows XP. Ana Loureiro 2002/03 TIC ESEV Pólo de Lamego Iniciação ao MS Windows XP Ana Loureiro 2002/03 TIC ESEV Pólo de Lamego Sistema Operativo (SO) É a primeira camada de s/w indispensável para que um sistema informático (SI) possa funcionar. Um SO é concebido

Leia mais

CRIAR UMA ANIMAÇÃO BÁSICA NO FLASH MX

CRIAR UMA ANIMAÇÃO BÁSICA NO FLASH MX CRIAR UMA ANIMAÇÃO BÁSICA NO FLASH MX Introdução Este tutorial vai-te ajudar a compreender os princípios básicos do Flash MX - tal como layers, tweens, cores, texto, linhas e formas. No final deste tutorial

Leia mais

Arranque do FrontOffice

Arranque do FrontOffice TOUCH Arranque do FrontOffice O FrontOffice Touch-Screen do Gespos permite-nos criar várias páginas com uma grande variedade de botões. Esses botões poderão ser usados para chamar artigos e funções. O

Leia mais

Fechamento de Arquivo Preparando arquivos para Impressão Arquivos.PDF Criando PDF s a partir do Illustrator Visualizando PDF`s Imprimindo o documento

Fechamento de Arquivo Preparando arquivos para Impressão Arquivos.PDF Criando PDF s a partir do Illustrator Visualizando PDF`s Imprimindo o documento Designer Gráfico (Carga horária: 60hs) Adobe Ilustrador CS4 O objetivo do curso de Design Gráfico(Photoshop/Illustrator/Indesign) é iniciá-lo no mercado de trabalho na área de criação e design de materiais

Leia mais

Animação na Timeline do Flash

Animação na Timeline do Flash Animação na Timeline do Flash Quando falamos em animação com o Flash podemos estar a referir vários tipos de animação. Globalmente, podemos aceitar a animação como uma série de elementos gráficos distribuídos

Leia mais

Apresentações dinâmicas e Interativas online. Tutorial

Apresentações dinâmicas e Interativas online. Tutorial Apresentações dinâmicas e Interativas online Tutorial Elsa Conde, MCarmo Cunha, MJosé Alves Março 2012 Como começar? - Aceder a http://prezi.com/ Efectuar o registo em Selecionar este tipo de licença Para

Leia mais

Ambiente de trabalho. Configurações. Acessórios

Ambiente de trabalho. Configurações. Acessórios Ambiente de trabalho Configurações Acessórios O Sistema Operativo (SO) é o conjunto de programas fundamentais que permitem que o computador funcione e comunique com o exterior. Actualmente, o Windows é

Leia mais

Como produzir e publicar uma apresentação online dinâmica (Prezi)

Como produzir e publicar uma apresentação online dinâmica (Prezi) Como produzir e publicar uma apresentação online dinâmica (Prezi) Este módulo irá ensinar-lhe como produzir e publicar uma apresentação online dinâmica usando o programa Prezi. A produção de uma apresentação

Leia mais

Ministério Público. Guia de Consulta Rápida

Ministério Público. Guia de Consulta Rápida Ministério Público Ministério Público Guia de Consulta Rápida Versão 3 (Outubro de 2009) - 1 - ÍNDICE 1. ACEDER AO CITIUS MINISTÉRIO PÚBLICO... 4 2. BARRA DE TAREFAS:... 4 3. CONFIGURAR O PERFIL DO UTILIZADOR...

Leia mais

Apostila de CmapTools 3.4

Apostila de CmapTools 3.4 Apostila de CmapTools 3.4 Índice Definição do software... 3 Criando um novo mapa... 3 Adicionando um conceito... 3 Alterando a formatação das caixas (Barra de Ferramentas Estilos Paleta Styles)... 7 Guia

Leia mais

Fluxo de trabalho no Picasa

Fluxo de trabalho no Picasa Fluxo de trabalho no Picasa Neste bloco serão abordados: Download e Instalação Aquisição de imagens Tratamento básico de imagem digital fotográfica Opções de impressão Tratamento para envio para a web

Leia mais

COREL PHOTO-PAINT 10. Editar uma imagem digitalizada. Rodar ou Cortar uma imagem. Corrigir a Luminosidade e o Contraste de uma imagem

COREL PHOTO-PAINT 10. Editar uma imagem digitalizada. Rodar ou Cortar uma imagem. Corrigir a Luminosidade e o Contraste de uma imagem 10 Editar uma imagem digitalizada Após a digitalização de uma imagem pode-se fazer uma série de correcções no Photo-Paint rodar ou cortar a imagem, trabalhar a luz ou a cor, converter para outro formato,

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

Mapas. Visualização de informação geográfica; Consulta e edição (mediante permissões) de informação geográfica;

Mapas. Visualização de informação geográfica; Consulta e edição (mediante permissões) de informação geográfica; Mapas Destinado especialmente aos Utilizadores do GEOPORTAL, nele são descritas e explicadas as diferentes funcionalidades existentes no FrontOffice (GEOPORTAL). O GEOPORTAL é baseado em tecnologia Web,

Leia mais

O AMBIENTE DE TRABALHO DO WINDOWS

O AMBIENTE DE TRABALHO DO WINDOWS O AMBIENTE DE TRABALHO DO WINDOWS O Windows funciona como um Sistema Operativo, responsável pelo arranque do computador. Um computador que tenha o Windows instalado, quando arranca, entra directamente

Leia mais

De seguida vamos importar a imagem da lupa File > Import e abrir a imagem Lupa.png que está no Cd-rom.

De seguida vamos importar a imagem da lupa File > Import e abrir a imagem Lupa.png que está no Cd-rom. LUPA Introdução A base que está por detrás deste tutorial são duas imagens, uma com 50% do tamanho original colocada numa layer e outra imagem com o tamanho original colocada numa Mask layer dentro de

Leia mais

Menú Iniciar -> Programas -> Internet Explorer Entre no site da uarte: http://www.uarte.mct.pt/ajuda/manuais/

Menú Iniciar -> Programas -> Internet Explorer Entre no site da uarte: http://www.uarte.mct.pt/ajuda/manuais/ Crie uma pasta (0) no ambiente de trabalho com o seu nome. Inicie o Internet Explorer através do: W O R K S H O P Menú Iniciar -> Programas -> Internet Explorer Entre no site da uarte: http://www.uarte.mct.pt/ajuda/manuais/

Leia mais

Aplicações de Escritório Electrónico

Aplicações de Escritório Electrónico Universidade de Aveiro Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda Curso de Especialização Tecnológica em Práticas Administrativas e Tradução Aplicações de Escritório Electrónico Folha de trabalho

Leia mais

A VISTA BACKSTAGE PRINCIPAIS OPÇÕES NO ECRÃ DE ACESSO

A VISTA BACKSTAGE PRINCIPAIS OPÇÕES NO ECRÃ DE ACESSO DOMINE A 110% ACCESS 2010 A VISTA BACKSTAGE Assim que é activado o Access, é visualizado o ecrã principal de acesso na nova vista Backstage. Após aceder ao Access 2010, no canto superior esquerdo do Friso,

Leia mais

Introdução ao Microsoft Windows

Introdução ao Microsoft Windows Introdução ao Microsoft Windows Interface e Sistema de Ficheiros Disciplina de Informática PEUS, 2006 - U.Porto Iniciar uma Sessão A interacção dos utilizadores com o computador é feita através de sessões.

Leia mais

Continuação. 32. Inserir uma imagem da GALERIA CLIP-ART

Continuação. 32. Inserir uma imagem da GALERIA CLIP-ART Continuação 32. Inserir uma imagem da GALERIA CLIP-ART a) Vá para o primeiro slide da apresentação salva no item 31. b) Na guia PÁGINA INICIAL, clique no botão LAYOUT e selecione (clique) na opção TÍTULO

Leia mais

Painel de Navegação Para ver o Painel de Navegação, prima CTRL+F. Pode arrastar os cabeçalhos dos documentos neste painel para reorganizá-los.

Painel de Navegação Para ver o Painel de Navegação, prima CTRL+F. Pode arrastar os cabeçalhos dos documentos neste painel para reorganizá-los. Guia de Introdução O Microsoft Word 2013 tem um aspeto diferente das versões anteriores, pelo que criámos este guia para ajudar a minimizar a curva de aprendizagem. Barra de Ferramentas de Acesso Rápido

Leia mais

Manipulação de Células, linhas e Colunas

Manipulação de Células, linhas e Colunas Manipulação de Células, linhas e Colunas Seleccionar células Uma vez introduzidos os dados numa folha de cálculo, podemos querer efectuar alterações em relação a esses dados, como, por exemplo: apagar,

Leia mais

Neste tutorial irá criar uma animação simples com base num desenho do Mechanical Desktop.

Neste tutorial irá criar uma animação simples com base num desenho do Mechanical Desktop. Neste tutorial irá criar uma animação simples com base num desenho do Mechanical Desktop. Inicialize o 3D Studio VIZ. Faça duplo clique no ícone de 3D Studio VIZ Abre-se a janela da figura seguinte. Esta

Leia mais

Sistema Operativo em Ambiente Gráfico

Sistema Operativo em Ambiente Gráfico Sistema Operativo em Ambiente Gráfico Sistema Operativo Conjunto de programas fundamentais que permitem que o computador funcione e comunique com o exterior; Windows: sistema operativo mais utilizado nos

Leia mais

Folha de cálculo. Excel. Agrupamento de Escolas de Amares

Folha de cálculo. Excel. Agrupamento de Escolas de Amares Folha de cálculo Excel Agrupamento de Escolas de Amares Índice 1. Funcionalidades básicas... 3 1.1. Iniciar o Excel... 3 1.2. Criar um livro novo... 3 1.3. Abrir um livro existente... 3 1.4. Inserir uma

Leia mais

Migrar para o Excel 2010

Migrar para o Excel 2010 Neste Guia Microsoft O aspecto do Microsoft Excel 2010 é muito diferente do Excel 2003, pelo que este guia foi criado para ajudar a minimizar a curva de aprendizagem. Continue a ler para conhecer as partes

Leia mais

No nosso exemplo, utilizámos apenas um braço e uma perna, que

No nosso exemplo, utilizámos apenas um braço e uma perna, que 1. Seleccione agora cada uma das camadas na janela Layers; 2. Escolha a Move Tool na barra de ferramentas e, com ela, posicione cada parte do alienígena, até ter algo como o visto na figura 4.56. Fig.

Leia mais

LeYa Educação Digital

LeYa Educação Digital Índice 1. Conhecer o 20 Aula Digital... 4 2. Registo no 20 Aula Digital... 5 3. Autenticação... 6 4. Página de entrada... 7 4.1. Pesquisar um projeto... 7 4.2. Favoritos... 7 4.3. Aceder a um projeto...

Leia mais

Plano de Aula - Fireworks CS5 - cód. 4084 16 Horas/Aula

Plano de Aula - Fireworks CS5 - cód. 4084 16 Horas/Aula Aula 1 Capítulo 1 - Introdução ao Fireworks CS5 Plano de Aula - Fireworks CS5 - cód. 4084 16 Horas/Aula 1.1. Novidades do Fireworks CS5...23 1.2. Área de Trabalho...24 1.2.1. Painel Ferramentas...25 1.2.2.

Leia mais

TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET Disciplina:FERRAMENTAS E TÉCNICAS DE ANIMAÇÃO WEB. Professora Andréia Freitas

TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET Disciplina:FERRAMENTAS E TÉCNICAS DE ANIMAÇÃO WEB. Professora Andréia Freitas TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET Disciplina:FERRAMENTAS E TÉCNICAS DE ANIMAÇÃO WEB Professora Andréia Freitas 2012 3 semestre Aula 03 MEMORIA, F. Design para a Internet. 1ª Edição. Rio de Janeiro:

Leia mais

Criação de web sites com o Microsoft Frontpage

Criação de web sites com o Microsoft Frontpage Criação de web sites com o Microsoft Frontpage Fernando Ferreira 1. Iniciação do Frontpage Porquê criar páginas web? A World Wide Web é a melhor forma das pessoas comunicarem umas com as outras. É Nos

Leia mais

Manual PowerPoint 2000

Manual PowerPoint 2000 Manual PowerPoint 2000 Índice 1. INTRODUÇÃO 1 2. DIRECTRIZES PARA APRESENTAÇÕES DE DIAPOSITIVOS 1 3. ECRÃ INICIAL 2 4. TIPOS DE ESQUEMA 2 5. ÁREA DE TRABALHO 3 5.1. ALTERAR O ESQUEMA AUTOMÁTICO 4 6. MODOS

Leia mais

Lista de Atalhos para Photoshop em Mac e Windows

Lista de Atalhos para Photoshop em Mac e Windows Lista de Atalhos para Photoshop em Mac e Windows Nota: incluímos apenas os atalhos que funcionam no teclado português GERAIS Operação Macintosh Windows Mostrar/esconder todas as paletas Tab Tab Mostrar/esconder

Leia mais

Início rápido. Ahead Software AG

Início rápido. Ahead Software AG Início rápido Ahead Software AG Informações sobre copyright e marcas comerciais O manual do utilizador Nero Cover Designer e a totalidade do respectivo conteúdo estão protegidos por copyright e são propriedade

Leia mais

APOSTILA BÁSICA COMO UTILIZAR A LOUSA DIGITAL E O SOFTWARE SMART NOTEBOOK

APOSTILA BÁSICA COMO UTILIZAR A LOUSA DIGITAL E O SOFTWARE SMART NOTEBOOK APOSTILA BÁSICA COMO UTILIZAR A LOUSA DIGITAL E O SOFTWARE SMART NOTEBOOK 1 SÚMARIO ASSUNTO PÁGINA Componentes da Lousa... 03 Função Básica... 04 Função Bandeja de Canetas... 05 Calibrando a Lousa... 06

Leia mais

Corel Draw 12. Enviado por: Jair Marcolino Felix. Rua Dr. Osvaldo Assunção nº 72 Tucano BA Próximo a Escola de Artes e Ofícios (antigo CESG)

Corel Draw 12. Enviado por: Jair Marcolino Felix. Rua Dr. Osvaldo Assunção nº 72 Tucano BA Próximo a Escola de Artes e Ofícios (antigo CESG) Corel Draw 12 Enviado por: Jair Marcolino Felix Corel Draw 12 O Corel Draw é um programa de design gráfico pertencente à Corel.O Corel Draw é um aplicativo de ilustração e layout de página que possibilita

Leia mais

josé gomes ferreira Formação Online / Formação presencial teórica e prática

josé gomes ferreira Formação Online / Formação presencial teórica e prática josé gomes ferreira Adobe Photoshop CS4 APRESENTAÇÃO Ideal para profissionais criativos na área de multimédia e vídeo, bem como para profissionais nas áreas de produção, medicina, arquitectura, engenharia

Leia mais

Manual de Utilizador Aplicação Cliente Web Versão 1.0.00

Manual de Utilizador Aplicação Cliente Web Versão 1.0.00 Manual de Utilizador Aplicação Cliente Web Versão 1.0.00 Edição 1 Agosto 2011 Elaborado por: GSI Revisto e Aprovado por: COM/ MKT Este manual é propriedade exclusiva da empresa pelo que é proibida a sua

Leia mais

7.3. WINDOWS MEDIA PLAYER 12

7.3. WINDOWS MEDIA PLAYER 12 7.3. WINDOWS MEDIA PLAYER 12 Este programa permite gerir toda a sua colecção de músicas, vídeos e até mesmo imagens, estando disponível para download no site da Microsoft, o que significa que mesmo quem

Leia mais

Aplicações de Escritório Electrónico

Aplicações de Escritório Electrónico Universidade de Aveiro Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda Curso de Especialização Tecnológica em Práticas Administrativas e Tradução Aplicações de Escritório Electrónico Folha de trabalho

Leia mais

Novidades do QuarkXPress 8

Novidades do QuarkXPress 8 Novidades do QuarkXPress 8 ÍNDICE Índice Avisos legais...4 Introdução...5 Trabalhar mais rapidamente com o QuarkXPress 8...6 Tratamento flexível de conteúdos...6 Manipulação directa de rectângulos e imagens...6

Leia mais

EXCEL TABELAS DINÂMICAS

EXCEL TABELAS DINÂMICAS Informática II Gestão Comercial e da Produção EXCEL TABELAS DINÂMICAS (TÓPICOS ABORDADOS NAS AULAS DE INFORMÁTICA II) Curso de Gestão Comercial e da Produção Ano Lectivo 2002/2003 Por: Cristina Wanzeller

Leia mais

WEB DESIGN ELEMENTOS GRÁFICOS

WEB DESIGN ELEMENTOS GRÁFICOS ELEMENTOS GRÁFICOS Parte 6 José Manuel Russo 2005 35 Introdução Uma das formas como criar os elementos gráficos para a Web, é utilizar o Corel Draw para produzir os diversos objectos em formato Vectorial

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS. Índice

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS. Índice Índice Capítulo 10 Inserindo figuras e objetos... 2 Configurando AutoFormas... 2 Criando Caixas de Texto... 3 Inserindo Linhas e Setas... 3 Utilizando WordArt... 4 Inserindo Figuras... 5 Configurando figuras...

Leia mais

Microsoft PowerPoint 2003

Microsoft PowerPoint 2003 Página 1 de 36 Índice Conteúdo Nº de página Introdução 3 Área de Trabalho 5 Criando uma nova apresentação 7 Guardar Apresentação 8 Inserir Diapositivos 10 Fechar Apresentação 12 Abrindo Documentos 13 Configurar

Leia mais

O que há de novo no QuarkXPress 2015

O que há de novo no QuarkXPress 2015 O que há de novo no QuarkXPress 2015 CONTEÚDO Conteúdo Novidades do QuarkXPress 2015...3 Novos recursos...4 Aplicativo de 64 bits...4 Variáveis de conteúdo...4 Tabelas alinhadas...5 Notas de rodapé e notas

Leia mais

josé gomes ferreira Formação Online / Formação presencial teórica e prática Formação Online: 25 Horas 150 Formação Presencial: 30 Horas 320

josé gomes ferreira Formação Online / Formação presencial teórica e prática Formação Online: 25 Horas 150 Formação Presencial: 30 Horas 320 josé gomes ferreira Adobe Photoshop CS3 APRESENTAÇÃO Ideal para profissionais criativos na área da fotografia, multimédia e vídeo, bem como para profissionais nas áreas de produção, medicina, arquitectura,

Leia mais

Instituto Politécnico de Setúbal Escola Superior de Educação de Setúbal. Formação Contínua 1999/2000. Filomena Izidro

Instituto Politécnico de Setúbal Escola Superior de Educação de Setúbal. Formação Contínua 1999/2000. Filomena Izidro Instituto Politécnico de Setúbal Formação Contínua 1999/2000 Filomena Izidro Setúbal 2000 1. APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA PAINT SHOP PRO 5 O PSP 5 é um programa que permite o tratamento de imagens. Nome do

Leia mais

Partilhar Definições Reutilizáveis excerto do livro Mastering InDesign CS3 for Print Design and Production de Pariah S. Burke

Partilhar Definições Reutilizáveis excerto do livro Mastering InDesign CS3 for Print Design and Production de Pariah S. Burke Partilhar Definições Reutilizáveis excerto do livro Mastering InDesign CS3 for Print Design and Production de Pariah S. Burke tradução de Ângela Rodrigues Colaborar não significa apenas partilhar uma página

Leia mais

PROGRAMAÇÃO Microsoft WINDOWS XP

PROGRAMAÇÃO Microsoft WINDOWS XP Mais que um Sistema Operativo, o MS-Windows é um ambiente de trabalho que simula no ecrã o trabalho diário sobre uma secretária. A ideia base do MS-Windows foi a de esconder a organização do MS-DOS e apresentar

Leia mais

Clique no menu Iniciar > Todos os Programas> Microsoft Office > Publisher 2010.

Clique no menu Iniciar > Todos os Programas> Microsoft Office > Publisher 2010. 1 Publisher 2010 O Publisher 2010 é uma versão atualizada para o desenvolvimento e manipulação de publicações. Juntamente com ele você irá criar desde cartões de convite, de mensagens, cartazes e calendários.

Leia mais

Apresentação. Adobe Illustrator CS5. Interface única Adobe

Apresentação. Adobe Illustrator CS5. Interface única Adobe 1 Apresentação Quando o assunto é desenhos perfeitos não há como pensar em uma alternativa além dos programas vetoriais. E claro que quando se fala em profissionalismo não temos como esquecer a Adobe,

Leia mais

ETI - Edição e tratamento de imagens digitais

ETI - Edição e tratamento de imagens digitais Curso Técnico em Multimídia ETI - Edição e tratamento de imagens digitais 2 Fundamentos "Conserva o modelo das sãs palavras que de mim tens ouvido, na fé e no amor que há em Cristo Jesus." 2 Timóteo 1:13

Leia mais

Manual de Utilização. Site Manager. Tecnologia ao serviço do Mundo Rural

Manual de Utilização. Site Manager. Tecnologia ao serviço do Mundo Rural Manual de Utilização Site Manager Tecnologia ao serviço do Mundo Rural Índice 1. Acesso ao Site Manager...3 2. Construção/Alteração do Menu Principal...4 3. Inserção/ Alteração de Conteúdos...7 4. Upload

Leia mais

3D STUDIO MAX. Modelação 3D (NURBS) Trabalho prático

3D STUDIO MAX. Modelação 3D (NURBS) Trabalho prático 3D STUDIO MAX Modelação 3D (NURBS) Trabalho prático Modelação da cabeça de um boneco Colocar a imagem boneco.jpg como fundo na vista da direita. 1. Na vista da frente criar um círculo (NGON 6 pontos) com

Leia mais

ESCOLA EB2,3/S Dr. ISIDORO DE SOUSA

ESCOLA EB2,3/S Dr. ISIDORO DE SOUSA ESCOLA EB2,3/S Dr. ISIDORO DE SOUSA Passos para Ligar 1. Verificar se o projector de Vídeo está ligado à corrente tomada do lado esquerdo do quadro, junto à porta, caso não esteja ligue a ficha tripla

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft Word 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Barra de Ferramentas de Acesso Rápido

Leia mais

Centro de Competência Entre Mar e Serra. Guia

Centro de Competência Entre Mar e Serra. Guia SMART Notebook Software Guia O Software Notebook permite criar, organizar e guardar notas num quadro interactivo SMART Board (em modo projectado e não-projectado), num computador pessoal e, em seguida,

Leia mais

Prática 2 Características do Flash

Prática 2 Características do Flash Prática 2 Características do Flash 1. Objetivos Se familiarizar com os Painéis, Frames e Timelines. Desenvolver uma animação simples. 2. Recursos Necessários Computador com o programa Macromedia Flash

Leia mais

1. Criar uma nova apresentação

1. Criar uma nova apresentação MANUAL DO Baixa da Banheira, 2006 1. Criar uma nova apresentação Para iniciar uma sessão de trabalho no PowerPoint é necessário criar uma nova apresentação para depois trabalhar a mesma. Ao iniciar uma

Leia mais

Oficina de Manipulação e Edição de Fotografia e Imagem Digital GIMP

Oficina de Manipulação e Edição de Fotografia e Imagem Digital GIMP Oficina de Manipulação e Edição de Fotografia e Imagem Digital GIMP O que é o GIMP É um programa de criação e edição de imagens. Foi criado como uma alternativa livre ao Photoshop, ou seja, é um software

Leia mais

Conteúdo Programático do Photo Shop

Conteúdo Programático do Photo Shop O Ambiente Adobe Photoshop Conteúdo Programático do Photo Shop Características das Imagens Imagens Vetoriais e de Bitmap Tamanho e Resolução de Imagens Modos de Cores Formatos de Arquivo A Iniciação de

Leia mais

Lidar com números e estatísticas não é fácil. Reunir esses números numa apresentação pode ser ainda mais complicado.

Lidar com números e estatísticas não é fácil. Reunir esses números numa apresentação pode ser ainda mais complicado. , ()! $ Lidar com números e estatísticas não é fácil. Reunir esses números numa apresentação pode ser ainda mais complicado. Uma estratégia muito utilizada para organizar visualmente informações numéricas

Leia mais