PROJETO 6 Informática Básica

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROJETO 6 Informática Básica"

Transcrição

1 PROJETO 6 Informática Básica Wandré Nunes de Pinho Veloso

2 Informática Básica Wandré Nunes de Pinho Veloso Montes Claros/MG

3 REITOR João dos Reis Canela VICE-REITORA Maria Ivete Soares de Almeida DIRETOR DE DOCUMENTAÇÃO E INFORMAÇÕES Huagner Cardoso da Silva CONSELHO EDITORIAL Maria Cleonice Souto de Freitas Rosivaldo Antônio Gonçalves Sílvio Fernando Guimarães de Carvalho Wanderlino Arruda REVISÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA Arlete Ribeiro Nepomuceno Aurinete Barbosa Tiago Carla Roselma Athayde Moraes Luci Kikuchi Veloso Ubiratan da Silva Meireles DESIGN INSTRUCIONAL Elpídio Rocha Neto Emília Murta Moraes Frederico Antônio Mineiro Lopes Gisléia de Cássia Oliveira Viviane Margareth Chaves Pereira Reis DESIGN EDITORIAL E CONTROLE DE PRODUÇÃO DE CONTEÚDO Adão Soares dos Santos Andréia Santos Dias Camilla Maria Silva Rodrigues Clésio Robert Almeida Caldeira Hugo Daniel Duarte Silva Magda Lima de Oliveira Marcos Aurélio de Almeida e Maia Sanzio Mendonça Henriques Tatiane Fernandes Pinheiro Tátylla Ap. Pimenta Faria Vinícius Antônio Alencar Batista Wendell Brito Mineiro Catalogação: Biblioteca Central Professor Antônio Jorge - Unimontes Ficha Catalográfica: 2012 Proibida a reprodução total ou parcial. Os infratores serão processados na forma da lei. EDITORA UNIMONTES Campus Universitário Professor Darcy Ribeiro s/n - Vila Mauricéia - Montes Claros (MG) Caixa Postal: CEP: Correio eletrônico: - Telefone: (38)

4 Presidência da República Federativa do Brasil Ministério da Educação Secretaria de Educação a Distância Ministro da Educação Aloizio Mercadante Presidente Geral da CAPES Jorge Almeida Guimarães Diretor de Educação a Distância da CAPES João Carlos Teatini de Souza Clímaco Governador do Estado de Minas Gerais Antônio Augusto Junho Anastasia Vice-Governador do Estado de Minas Gerais Alberto Pinto Coelho Júnior Secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior Nárcio Rodrigues Reitor da Universidade Estadual de Montes Claros - Unimontes João dos Reis Canela Vice-Reitora da Unimontes Maria Ivete Soares de Almeida Pró-Reitora de Ensino Anete Marília Pereira Diretor do Centro de Educação a Distância Jânio Marques Dias Coordenador Administrativo Fernando Guilherme Veloso Queiroz Coordenadora de Projetos CEAD Unimontes Maria Ângela Lopes Dumont de Macedo Coordenadora Pedagógica Zilmar Santos Cardoso Coordenadora TICs Unimontes Patrícia Takaki Neves

5 Apresentação Mensagem Inicial Prezado(a) Acadêmico(a), É com muita satisfação que apresentamos a você o nosso material didático do curso de nivelamento de que participará! Estamos todos orgulhosos por você ter confiado em nosso projeto e, mais ainda, por ter tido a iniciativa de buscar, de forma autônoma e comprometida, não só o seu aprendizado, como também a sua própria capacitação. Participar de um curso a distância requer mais do que simplesmente realizar as atividades solicitadas pelos professores e tutores. É preciso uma postura que estabeleça um diálogo entre tecnologia e aprendizagem, pois estão em jogo novas habilidades e competências que estes cursos podem lhe proporcionar. Nessa medida, estamos preparando para você diversos cursos que visam a repassar conteúdos, em geral próprios do ensino médio, muito importantes para o seu sucesso acadêmico e profissional, independentemente de sua área de conhecimento. O projeto conta com uma equipe de professores que acompanharão todos os cursos de nivelamento que podem ser acessados sempre que necessário. Então, não hesite em fazer suas críticas, sugestões e comentários em geral! Saiba que a sua opinião é muito importante para nós, pois visamos a uma melhoria contínua. Além de contribuir com o seu aprendizado, esperamos que você reconheça nas Tecnologias de Informação e Comunicação (doravante, TIC) as possibilidades de aprender a aprender e que esta experiência seja a primeira de muitas outras em que você estará aliando tecnologia e construção do conhecimento! Aproveite! Coordenação Geral da Proposta Institucional: Uso e Disseminação das TIC no Ensino Superior Presencial da Unimontes e Colaboradores do Projeto 6 5

6 Sumário Apresentação... 8 Palavra do professor conteudista Projeto instrucional Aula 1 - Computador e Hardware Computador Hardware CPU Resumo Atividades de aprendizagem Aula 2 - Memórias, Monitor, Mouse e Teclado Memórias Monitor Mouse e Teclado Resumo Atividades de aprendizagem Aula 3 - Introdução ao Sistema Operacional Windows Introdução ao Sistema Operacional Windows Versões do Sistema Operacional Windows...28 Resumo Atividades de aprendizagem Aula 4 - Apresentação do Ambiente Windows e Desligamento do Sistema Apresentação do ambiente do Windows Desligamento do Sistema Resumo Atividades de aprendizagem Aula 5 - Utilização de Janelas Utilização de janelas Resumo Atividades de aprendizagem Aula 6 - Tipos de Programas Programas Resumo Atividades de aprendizagem Aula 7 - Utilização de Programas Utilização de programas Resumo Atividades de aprendizagem Aula 8 - Painel de Controle, Aparência e Temas Utilização e acesso ao Painel de Controle Aparência e temas Resumo Atividades de aprendizagem Aula 9 - Data e Hora, Adicionar e Remover Programas Data e hora Adicionar ou remover programas...44 Resumo

7 Aula 10 - Opções Regionais, Impressoras e Aparelhos de Fax Opções regionais e de idioma Impressoras e aparelhos de fax...47 Resumo Atividades de aprendizagem Aula 11 - Mouse e Teclado Mouse Teclado Resumo Atividades de aprendizagem Aula 15 - Arquivos, Pastas, Criação de Nova Pasta e Lixeira Arquivos e pastas Criação de nova pasta Lixeira Resumo Atividades de aprendizagem Referências Currículo do professor conteudista Aula 12 - Propriedades do Sistema Propriedades do sistema Resumo Atividades de aprendizagem Aula 13 - Opções de Pasta, Sons e Dispositivos de Áudio Opções de pasta Sons e dispositivos de áudio Resumo Atividades de aprendizagem Aula 14 - Área de Trabalho e Manipulação de Arquivos e Pastas Itens da Área de Trabalho Meu Computador Resumo Atividades de aprendizagem

8 Apresentação Mensagem Inicial Prezado(a) Acadêmico(a), É com muita satisfação que apresentamos a você o nosso material didático do curso de nivelamento de que participará! Estamos todos orgulhosos por você ter confiado em nosso projeto e, mais ainda, por ter tido a iniciativa de buscar, de forma autônoma e comprometida, não só o seu aprendizado, como também a sua própria capacitação. Participar de um curso a distância requer mais do que simplesmente realizar as atividades solicitadas pelos professores e tutores. É preciso uma postura que estabeleça um diálogo entre tecnologia e aprendizagem, pois estão em jogo novas habilidades e competências que estes cursos podem lhe proporcionar. Nessa medida, estamos preparando para você diversos cursos que visam a repassar conteúdos, em geral próprios do ensino médio, muito importantes para o seu sucesso acadêmico e profissional, independentemente de sua área de conhecimento. O projeto conta com uma equipe de professores que acompanharão todos os cursos de nivelamento que podem ser acessados sempre que necessário. Então, não hesite em fazer suas críticas, sugestões e comentários em geral! Saiba que a sua opinião é muito importante para nós, pois visamos a uma melhoria contínua. Além de contribuir com o seu aprendizado, esperamos que você reconheça nas Tecnologias de Informação e Comunicação (doravante, TIC) as possibilidades de aprender a aprender e que esta experiência seja a primeira de muitas outras em que você estará aliando tecnologia e construção do conhecimento! Aproveite! Coordenação Geral da Proposta Institucional: Uso e Disseminação das TIC no Ensino Superior Presencial da Unimontes e Colaboradores do Projeto 6 8

9 Apresentação da Proposta Institucional O crescente uso das TIC na educação tem favorecido sobremaneira o acesso à educação a milhares de pessoas ao redor do mundo. Nessa medida, a educação presencial tem se apropriado das TIC em constante evolução. Esse fato é especialmente constatado no contexto da UAB/Unimontes, uma vez que o crescente grau de inovação, característico dessa modalidade de educação, tem conquistado cada vez mais docentes da educação presencial de todas as áreas. A efetividade de seus propósitos e a diversidade de suas soluções têm contribuído com a credibilidade e o reconhecimento destes recursos por toda a comunidade acadêmica. Essa Proposta Institucional da Unimontes, além de inovadora e desafiadora, almeja formar novas gerações comprometidas com o aperfeiçoamento e a sistematização do uso de novas TIC no ensino superior do país. Ações dessa natureza desenvolvem nos acadêmicos a habilidade de manusear os recursos tecnológicos existentes em favor de sua formação e atualização. Por conseguinte, desenvolvem a competência destes futuros profissionais de conceber ações pragmáticas em direção ao bem-estar social. Os sete projetos que integram essa Proposta se complementam e se inter-relacionam para que o objetivo do Edital 15 CAPES/DED/2010 seja cumprido, ou seja, para que de fato seja promovido o Uso e Disseminação das TIC no Ensino Superior Presencial da Unimontes. Um dos projetos, intitulado Inserção das TIC como recurso didático nos cursos de graduação da Unimontes: Artes Visuais, Artes Teatro, Artes Música, Geografia, Matemática, Odontologia e Sistemas de Informação, consiste na definição de que até oito disciplinas de cada um dos sete cursos de graduação diretamente envolvidos para serem contempladas pelas atividades e pelos recursos deste projeto. Estas disciplinas, e seus docentes, terão a oportunidade de elaborarem materiais didáticos de qualidade e de usufruírem da prerrogativa de oferecer até 20% de suas cargas horárias na modalidade a distância. Além desses sete cursos de graduação presenciais, serão atendidos os acadêmicos de todos os demais cursos superiores da Unimontes de todos os campi. Isso será possível, pois o projeto Oferecimento de Cursos de Nivelamento para os Cursos de Graduação Presenciais da Unimontes pretende oferecer cursos de nivelamento de forma irrestrita a toda a comunidade acadêmica. Tal demanda se faz necessária tendo em vista as formações 9

10 por vezes heterogêneas dos alunos recém-chegados do ensino médio. Assim, os conteúdos previstos nestes cursos de nivelamento impactam diretamente na efetividade da aprendizagem de alunos de todas as áreas do conhecimento, bem como no desenvolvimento de habilidades e competências deles. O impacto e os resultados esperados dessas ações são determinantes para a criação de uma cultura acadêmica de autonomia sobre o autoaprendizado, na busca pela construção do conhecimento, além de favorecer a institucionalização de atitudes pragmáticas por todos aqueles que podem contribuir para uma sociedade ainda mais justa, democrática, desenvolvida e tecnológica. Profa. Patrícia Takaki Neves Coordenação Geral da Proposta Institucional 10

11 Indicação de ícones Os ícones são elementos gráficos utilizados para ampliar as formas de linguagem e facilitar a organização e a leitura hipertextual. Atenção: indica pontos de maior relevância no texto. Saiba mais: oferece novas informações que enriquecem o assunto ou curiosidades e notícias recentes relacionadas ao tema estudado. Glossário: indica a definição de um termo, palavra ou expressão utilizada no texto. Mídias integradas: possibilita que os estudantes desenvolvam atividades empregando diferentes mídias: vídeos, filmes, jornais, ambiente AVEA e outras. Atividades de aprendizagem: apresenta atividades em diferentes níveis de aprendizagem para que o estudante possa realizá-las e conferir o seu domínio do tema estudado. 11

12 Palavra do professor conteudista Caro(a) acadêmico(a), Você está de posse de um material que lhe dará uma boa base para o início dos estudos em informática. Levando em consideração que este é um curso limitado pelo tempo, este também será em relação a conteúdo. O conteúdo foi selecionado para que, em 30 horas, você aprenda todo o conteúdo necessário para que possa utilizar o computador de forma satisfatória. São apresentados os componentes do computador, além de uma visão geral dos recursos do Windows, o Sistema Operacional mais popular do planeta. Este conteúdo não exclui outros estudos como cursos a distância, presenciais, profissionalizantes entre outros na área de informática. Como é de senso comum, a informática tem estado cada vez mais presente na vida de todos, incluindo desde o lazer, passando pelos estudos e, em especial, no trabalho. Sendo assim, este curso, que não exige nenhum conhecimento prévio de informática, proverá aos estudantes que dedicarem e praticarem as atividades como propostas os conhecimentos necessários para a continuação dos estudos de informática em geral. No mais, desejo uma boa leitura e bons estudos! 12

13 Projeto instrucional Disciplina: Informática Básica (carga horária: 30h) Ementa: Conceitos relativos a computadores, hardware e software, utilização de dispositivos de entrada e saída e periféricos, Sistema Operacional Windows e suas características, e configuração de computadores a partir do painel de controle. AULA OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM 1. Computador e Hardware Apresentar os principais conceitos relativos ao Computador, a Hardware e Software, classificação dos dispositivos de Hardware, e definição e tipos de CPU. 2. Memórias, Monitor, Mouse e Teclado 3. Introdução ao Sistema Operacional Windows 4. Apresentação do ambiente Windows e Desligamento do sistema Apresentar os conceitos relativos a memórias, sua hierarquia, além de conceitos relativos a monitor, mouse e teclado. Definir os conceitos relativos ao Sistema Operacional, quais os principais existentes, suas características e versões. Apresentar o ambiente do Windows e seus componentes, além de mostrar a forma correta de desligar o sistema. 5. Utilização de Janelas Mostrar como utilizar um dos principais recursos do Windows, as janelas. 6. Tipos de programas Mostrar o que são programas e quais os tipos mais comuns, com exemplos. 7. Utilização de Programas Mostrar como utilizar programas no Windows, acionando-os, abrindo, salvando e imprimindo arquivos. MATERIAIS Textos interativos e rede on line. Textos interativos e rede on line. Textos interativos e rede on line. Textos interativos e rede on line. Textos interativos e rede on line; Textos interativos e rede on line. Textos interativos e rede on line. CARGA HORÁRIA 2h 2h 2h 2h 2h 2h 2h 8. Painel de Controle, Aparência e Temas Acessar o Painel de Controle e alterar configurações relativas a aparência do Windows e a utilização de temas. Textos interativos e rede on line. 2h 13

14 AULA 9. Data e hora, Adicionar e remover programas 10. Opções regionais, Impressoras e Aparelhos de fax OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM Mostrar como configurar a data e a hora do sistema além de adicionar e remover programas pelo Painel de Controle Windows. Mostrar quais são as opções regionais e de idioma do Windows, além de apresentar a tela e as funcionalidades relativas a impressoras e aparelhos de fax no Painel de Controle. 11. Mouse e teclado Mostrar as configurações que podem ser feitas para melhorar a interação do usuário com o mouse e o teclado. 12. Propriedades do Sistema 13. Opções de pasta, sons e dispositivos de áudio 14. Área de trabalho e manipulação de arquivos e pastas 15. Arquivos, Pastas, Criação de nova pasta e Lixeira Acessar as propriedades do Sistema, identificando e entendendo cada uma das informações apresentadas. Mostrar as configurações relativas à navegação nas pastas do Windows, além de configurar os sons e os dispositivos de áudio. Apresentar os principais itens da Área de Trabalho do Windows, mostrar como se cria um atalho na Área de Trabalho e apresentar o Meu Computador. Apresentar o Windows Explorer, a Lixeira e mostrar como trabalhar com arquivos e pastas, selecionado, copiando, recortando e apagando um ou mais arquivos e pastas. MATERIAIS Textos interativos e rede on line. Textos interativos e rede on line. Textos interativos e rede on line. Textos interativos e rede on line. Textos interativos e rede on line. Textos interativos e rede on line. Textos interativos e rede on line. CARGA HORÁRIA 2h 2h 2h 2h 2h 2h 2h 14

15 Computador e Hardware Objetivo Apresentar os principais conceitos relativos ao computador, a hardware e software, classificação dos dispositivos de hardware, e definição e tipos de CPU. 1.1 Computador O computador é o dispositivo eletrônico utilizado para efetuar cálculos. Ele executa tarefas e tem a capacidade de armazenar uma grande quantidade de informações. Também conhecido como PC (do inglês Personal Computer), o computador pessoal executa tarefas como edição de textos, edição de imagens, navegação na internet (rede mundial de computadores), controle financeiro, além de tarefas relativas a entretenimento, como jogos, reprodução de vídeos e músicas. Glossário Hardware: é a parte física do computador (hard significa duro, mecânico ou mesmo palpável), ou seja, se algo é palpável, este é um hardware. O software é a parte lógica do computador (soft significa leve), ou seja, os programas como um editor de textos ou uma página da internet são software. Todo computador é composto de hardware e software. Através de uma combinação de hardware e software podemos realizar diversas tarefas complexas do dia a dia, tornando-as mais simples. 1.2 Hardware Toda peça ou dispositivo do computador (também chamado de periférico ou hardware) pode ser classificado em dispositivo de entrada, processamento, saída ou de armazenamento. Os dispositivos de entrada são aqueles que o usuário do computador interage, realizando ações. Por exemplo, através do mouse, o usuário acessa uma página da internet para escrever um para um colega. Já a escrita desse é feita através do teclado. Sendo assim, tanto o mouse quanto o teclado são dispositivos de entrada, pois os mesmos são usados para que sejam feitas solicitações ao computador ou mesmo para entrar com dados de forma manual. Alguns exemplos de dispositivos de entrada são: FIGURA 1: Webcam. Fonte: Disponível em: <http://i. s8.com.br/images/cinephoto/cover/img3/ _4.jpg> Acesso em 15 set

16 FIGURA 2: Microfone para computador. Fonte: Disponível em: <http://i. s8.com.br/images/software/ cover/img2/ _4.jpg> Acesso em 15 set FIGURA 3: Mouse. Fonte: Disponível em: <http://i.s8.com.br/ images/software/cover/img9/ _4. jpg> Acesso em 15 set Dispositivo de processamento é quem realiza os cálculos do computador, ou seja, quem processa a solicitação do usuário. Quando este movimenta o mouse, este movimento é processado para ser mostrado na tela do usuário. Quando um programa de edição de imagens é aberto ocorre o processamento da solicitação, fazendo com que seja possível trabalhar com as imagens da forma que o usuário desejar. Alguns exemplos de dispositivos de processamento são: Atenção A Figura 5 mostra um gabinete enquanto a Figura 6 mostra um processador ou CPU. FIGURA 5: Gabinete. Fonte: Disponível em: <http://i.s8.com.br/ images/software/cover/ img5/ _1.jpg> Acesso em 15 set FIGURA 4: Teclado. Fonte: Disponível em: <http://i.s8.com.br/images/software/cover/ img8/ _4.jpg> Acesso em 15 set

17 FIGURA 6: Processador ou CPU. Fonte: Disponível em: <http://www. intel.org/espanol/pressroom/presskitcorei7/fotos/intel_core_i7_right_ side_big.jpg> Acesso em 15 set Os dispositivos de saída são os que enviam a resposta do comando solicitado ao usuário. A interação do usuário com o computador é feito através dos dispositivos de entrada e a interação do computador com o usuário é feito através dos dispositivos de saída. Quando determinado programa deseja exibir uma mensagem de erro para o usuário, através de um texto e um som, este utiliza o monitor e as caixas de som para se comunicar com o usuário. Portanto, estes são dispositivos de saída. Alguns exemplos destes dispositivos são: FIGURA 8: Monitor de LED. Fonte: Disponível em: <http://i. s8.com.br/images/software/cover/ img7/ _1.jpg> Acesso em 15 set FIGURA 9: Impressora a jato de tinta. Fonte: Disponível em: <http://i.s8.com.br/ images/software/cover/ img5/ _4.jpg> Acesso em 15 set FIGURA 7: Caixas de som. Fonte: Disponível em: <http://i.s8.com.br/ images/software/cover/ img4/ _4.jpg> Acesso em 15 set FIGURA 10: Projetor Multimídia. Fonte: Disponível em: <http://i. s8.com.br/images/software/ cover/img6/ _4.jpg> Acesso em 15 set

18 com centenas de páginas cada de um computador para outro, através de um CD, DVD, Blu ray, Pen Drive ou mesmo um HD externo (HD é o acrônimo de Hard Disk, ou Disco Rígido). Alguns dispositivos são mostrados a seguir: FIGURA 12: Pen Drive. Fonte: Disponível em: <http://i. s8.com.br/images/software/ cover/img9/ _4.jpg> Acesso em 15 set FIGURA 11: Monitor touch screen. Fonte: Disponível em: <http://www.telatouchscreen.com.br/wp-content/ uploads/2011/04/touch-screen-monitor.jpg> Acesso em 15 set Atenção Existem dispositivos que podem ser considerados como de entrada e saída. Monitores que possuem o recurso touch-screen (tela sensível ao toque) são, além de monitores (dispositivos de saída), também possibilitam a interação do usuário através do toque na tela, por isso são dispositivos de entrada também. Por fim, alguns dispositivos muito comuns dos tempos atuais, que não podem ser classificados como nenhum dos tipos anteriores, são os dispositivos de armazenamento. Estes são utilizados para o transporte de uma grande quantidade de dados de um computador para outro, por exemplo. É possível, através destes dispositivos, passar uma biblioteca com milhares de livros FIGURA 13: HD externo. Fonte: Disponível em: <http://i. s8.com.br/images/ software/cover/ img5/ _4. jpg> Acesso em 15 set FIGURA 14: Leitor e gravador de DVD e Blu-ray. Fonte: Disponível em: <http://www.sonigate. com/uploads/product_ images/ _lei- torgravador-de-blu-ray- -Sony-BC5500H_1.jpeg> Acesso em 15 set

19 1.3 CPU Uma das partes mais importantes do computador, a CPU (Central Processing Unit ou Unidade Central de Processamento - UCP) é um chip responsável por todas as operações aritméticas e lógicas. Pode ser considerado como o cérebro da máquina. A CPU busca as instruções na memória e as executa. Esta é dividida em UC e ULA. UC é a Unidade de Controle, responsável por dirigir e coordenar as demais unidades do sistema. Já a ULA e a Unidade Lógica Aritmética, realiza operações aritméticas, ou seja, o processamento das solicitações. Quando um programa solicita uma operação matemática, a UC entrega para a ULA executar. É importante salientar novamente que a CPU é um chip, podendo ser chamado de processador. O gabinete é muito confundido com a CPU. Enquanto aquele armazena os componentes de hardware dentro de uma estrutura organizada, a CPU é somente um componente dentro do gabinete. Resumo Nesta aula, você aprendeu: o que é e para que serve um computador; que um computador é dividido em parte física (hardware) e parte lógica (software); que os dispositivos de hardware são classificados em entrada, processamento, saída e armazenamento; quais são as funcionalidades da CPU (processador). Atividades de aprendizagem Pense em quais tarefas que você utiliza no computador. Imagine a execução destas mesmas tarefas, porém, sem a utilização do computador. Este ajuda a sua vida? De acordo com a definição de computador, podemos dizer que uma calculadora ou mesmo um celular moderno pode ser considerado um também? Tente classificar todos os componentes do computador que você tem/terá acesso em entrada, processamento, saída e armazenamento. Confira a sua classificação com um colega. 19

20 Memórias, Monitor, Mouse e Teclado Objetivo Apresentar os conceitos relativos a memórias, sua hierarquia, além de conceitos relativos a monitor, mouse e teclado. 2.1 Memórias O local utilizado pelo computador para armazenar dados é a memória. Todas as instruções que devem ser executadas pela CPU, todos os arquivos elaborados pelos usuários e todos os programas que estão sendo utilizados no computador estão armazenados nas memórias. Estas, de acordo com a funcionalidade, são classificadas e explicadas a seguir. Para facilitar a compreensão, a seguinte figura mostra todos os tipos de memória em forma de uma hierarquia. Vale considerar que os registradores são as memórias mais rápidas, porém armazenam menor quantidade de dados e são as mais caras, ao contrário do disco rígido, que é mais lento, porém armazena maior quantidade de dados e é mais barato. Portanto, quanto mais alta a posição retratada pela memória na pirâmide, mais rápida ela é, mais cara, porém, menor capacidade de armazenamento. FIGURA 15: Hierarquia de Memórias. Fonte: Disponível em: <http://3.bp.blogspot.com/_gi9ze6xqraq/sn- -SZROkblI/AAAAAAAAAG0/c8cH-6fQtYs/s400/computer-memory-pyramid. gif> Acesso em 15 set Memória RAM Também conhecida como memória principal, a memória RAM (acrônimo de Random Access Memory ou Memória de Acesso Aleatório) é onde os dados e os programas em uso ficam armazenados. 20

21 2.1.2 Memória ROM Memória ROM (Read Only Memory ou Memória de Somente Leitura) é um tipo de memória não volátil, que é programada pelo fabricante do computador. Nela é armazenado o BIOS, que é um programa que é executado quando o computador é ligado e é responsável pelo acesso ao Hardware e pelo início do Sistema Operacional. FIGURA 16: Memória RAM. Fonte: Disponível em: <http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/ c/ca/memory_module_ddram_ jpg> Acesso em 15 set Essa memória é volátil, ou seja, necessita de energia para manter os dados armazenados. Sendo assim, quando o computador é desligado, todo o conteúdo da memória RAM é apagado. Devido a essa característica, faz-se necessário que os dados que devem permanecer armazenados, mesmo quando o computador for desligado, sejam alocados em outro tipo de memória, não volátil, porém mais lenta. FIGURA 17: Memória ROM. Fonte: Disponível em: <http://bootblockbios.files.wordpress.com/2010/10/ memoria-ram-dinamica-circuito-integrado-de-memoria-estatica-assincro- na-utilizada-no-cache-de-memoria-de-micros-antigos-tempo-de-acesso- -de-20-ns.png> Acesso em 15 set

22 FIGURA 18: BIOS. Fonte: Disponível em: <http://www.gotfrag.com/files/upload/shoes_inteloc_bios1.jpg> Acesso em 15 set Registradores Feitas do mesmo material da CPU, é o tipo de memória mais rápida que existe. É utilizada para armazenar pequena quantidade de dados que o processador necessita para realizar suas operações. Assim como a memória RAM, esta memória é volátil. Ela está inclusa no próprio processador Memória Cache Quando a CPU necessita de alguma informação para processar, essa é buscada nos registradores. Caso não seja encontrada, essa informação é buscada na memória Cache, por ela ser mais rápida que as demais, não tanto quanto os registradores. Pelo fato de a memória Cache ter alto custo de armazenamento, ela também tem seu tamanho bastante limitado. Como recurso para aumentar a quantidade dessa memória, diversos computadores vêm com mais de um tipo de memória Cache, as memórias L1, L2 e L3, sendo que a L1 é a mais rápida e cara e a L3 a mais lenta, porém mais barata. Mesmo a memória Cache L3 é centena de vezes mais rápida do que a memória RAM. Essa memória está presente, tanto nos processadores, quanto em algumas placas-mãe (circuito central onde os principais componentes do computador são conectados). 22

23 2.1.5 Memória CMOS A memória CMOS (Complementary Metal-Oxide- -Semiconductor, ou Semicondutor Metal-Óxido Complementar) tem esse nome devido às tecnologias e materiais nela empregadas. Nessa são armazenadas informações como data e hora do sistema, lista e informação dos periféricos instalados, além de parâmetros de configuração do sistema. Essa é uma memória volátil, ou seja, necessita de energia elétrica para manter armazenadas as informações. Porém, quando desligamos o computador e o ligamos novamente, a data e hora do sistema continuam corretas e não é necessário reconfigurar o computador por completo. Isso é possível porque o computador tem uma pequena bateria de lítio que alimenta essa memória (essa bateria tem vida útil de, aproximadamente, dois anos) Disco Rígido Um dos componentes mais importantes do computador, o Disco Rígido, ou HDD (Hard Disk Drive), é onde os dados são armazenados no computador de forma que eles não são perdidos quando o mesmo é desligado. O nome HDD deve-se ao fato de este ser uma junção de diversos discos metálicos, com funcionamento semelhante a um disco de vinil e, devido a essa característica, essa memória não é tão rápida quanto as demais (pois a cabeça de leitura e escrita do HDD deve se movimentar por todo o comprimento do Disco, ainda levando em consideração que um Disco Rígido é composto por diversos discos, cada um com uma cabeça de leitura). É semelhante a comparar um disco de vinil com um Mp3 Player eletrônico, pois, enquanto o disco de vinil necessita localizar manualmente a faixa a ser executada, o Mp3 Player varre a memória eletronicamente, indo diretamente à música selecionada, sem ter que passar pelas demais. FIGURA 19: Disco Rígido aberto. Fonte: Disponível em: <http://1. bp.blogspot.com/-bi-unlomkcq/ TcFqlvCXCTI/AAAAAAAAABU/ rdi9ykiz-ak/s1600/disco-duro.jpg> Acesso em 15 set Geralmente o Disco Rígido tem alta capacidade, chegando a milhares de vezes a quantidade de memória da 23

SENAI São Lourenço do Oeste. Introdução à Informática. Adinan Southier Soares

SENAI São Lourenço do Oeste. Introdução à Informática. Adinan Southier Soares SENAI São Lourenço do Oeste Introdução à Informática Adinan Southier Soares Informações Gerais Objetivos: Introduzir os conceitos básicos da Informática e instruir os alunos com ferramentas computacionais

Leia mais

Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP

Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP...1 Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP...1 Iniciando o Windows XP...2 Desligar o computador...3 Área de trabalho...3

Leia mais

Projeto solidário para o ensino de Informática Básica

Projeto solidário para o ensino de Informática Básica Projeto solidário para o ensino de Informática Básica Parte 2 Sistema Operacional MS-Windows XP Créditos de desenvolvimento deste material: Revisão: Prof. MSc. Wagner Siqueira Cavalcante Um Sistema Operacional

Leia mais

Informática Aplicada Revisão para a Avaliação

Informática Aplicada Revisão para a Avaliação Informática Aplicada Revisão para a Avaliação 1) Sobre o sistema operacional Windows 7, marque verdadeira ou falsa para cada afirmação: a) Por meio do recurso Windows Update é possível manter o sistema

Leia mais

CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA. Microsoft Windows XP

CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA. Microsoft Windows XP CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA Microsoft Windows XP William S. Rodrigues APRESENTAÇÃO WINDOWS XP PROFISSIONAL O Windows XP, desenvolvido pela Microsoft, é o Sistema Operacional mais conhecido e utilizado

Leia mais

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano Informática Aplicada Aula 2 Windows Vista Professora: Cintia Caetano AMBIENTE WINDOWS O Microsoft Windows é um sistema operacional que possui aparência e apresentação aperfeiçoadas para que o trabalho

Leia mais

Tarefas principais e comandos básicos

Tarefas principais e comandos básicos Tarefas principais e comandos básicos Sobre o Windows XP. O nome "XP" deriva de experience, experiência em inglês; Foi sucedido pelo Windows Vista 2007; em janeiro de As duas principais edições são Windows

Leia mais

Informática. Rodrigo Schaeffer

Informática. Rodrigo Schaeffer Informática Rodrigo Schaeffer PREFEITURA DE PORTO ALEGRE- INFORMÁTICA Conceitos básicos de Word 2007; formatar, salvar e visualizar arquivos e documentos; alinhar, configurar página e abrir arquivos; copiar,

Leia mais

b) Estabilizador de tensão, fonte no-break, Sistema Operacional, memória principal e memória

b) Estabilizador de tensão, fonte no-break, Sistema Operacional, memória principal e memória CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA SISUTEC DISCIPLINA: INTRODUÇÃO A COMPUTAÇÃO PROF.: RAFAEL PINHEIRO DE SOUSA ALUNO: Exercício 1. Assinale a opção que não corresponde a uma atividade realizada em uma Unidade

Leia mais

Princípios de Informática

Princípios de Informática Princípios de Informática Aula 1 Introdução à Informática Universidade Federal de Santa Maria Colégio Agrícola de Frederico Westphalen Curso Técnico em Alimentos Prof. Bruno B. Boniati www.cafw.ufsm.br/~bruno

Leia mais

Windows 7. Sistema Operacional

Windows 7. Sistema Operacional Windows 7 Sistema Operacional FCC - 2012 - TRE-SP - Técnico Judiciário O sistema operacional de um computador consiste em um a) conjunto de procedimentos programados, armazenados na CMOS, que é ativado

Leia mais

O computador organiza os programas, documentos, músicas, fotos, imagens em Pastas com nomes, tudo separado.

O computador organiza os programas, documentos, músicas, fotos, imagens em Pastas com nomes, tudo separado. 1 Área de trabalho O Windows XP é um software da Microsoft (programa principal que faz o Computador funcionar), classificado como Sistema Operacional. Abra o Bloco de Notas para digitar e participar da

Leia mais

ACADEMIA DO CONCURSO PÚBLICO

ACADEMIA DO CONCURSO PÚBLICO ACADEMIA DO CONCURSO PÚBLICO INFORMÁTICA PARA CONCURSOS (jabruas@uol.com.br) 1 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 1. Edição de textos, planilhas e apresentações (ambiente Office, OpenOffice, BrOffice e LibreOffice).

Leia mais

Sistema operacional Windows 7, Windows Live Mail e Adobe Reader. Sistemas operacionais em concursos públicos

Sistema operacional Windows 7, Windows Live Mail e Adobe Reader. Sistemas operacionais em concursos públicos Sistema operacional Windows 7, Windows Live Mail e Adobe Reader Sistemas operacionais em concursos públicos Antes de tudo é importante relembrarmos que o sistema operacional é um tipo de software com a

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS DE MS-WINDOWS. Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA

CONCEITOS BÁSICOS DE MS-WINDOWS. Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA CONCEITOS BÁSICOS DE MS-WINDOWS Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA SISTEMA OPERACIONAL DA EMPRESA MICROSOFT Interface gráfica WIMP GUI Windows, Icons, Menus, Pointer, Graphical User

Leia mais

Curso Introdução à Educação Digital - Carga Horária: 40 horas (30 presenciais + 10 EaD)

Curso Introdução à Educação Digital - Carga Horária: 40 horas (30 presenciais + 10 EaD) ******* O que são computadores? São máquinas que executam tarefas ou cálculos de acordo com um conjunto de instruções (os chamados programas). Possui uma linguagem especifica chamada Linguagem de programação

Leia mais

Aula 02 Software e Operações Básicas. Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/

Aula 02 Software e Operações Básicas. Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/ Aula 02 Software e Operações Básicas Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/ Revisando Como um computador funciona: Entrada (Dados) Processamento (Análise dos Dados)

Leia mais

Universidade Federal da Fronteira Sul Campus Chapecó Sistema Operacional

Universidade Federal da Fronteira Sul Campus Chapecó Sistema Operacional Universidade Federal da Fronteira Sul Campus Chapecó Sistema Operacional Elaboração: Prof. Éverton Loreto everton@uffs.edu.br 2010 Objetivo Conhecer as características e recursos do Sistema Operacional

Leia mais

Informática Aplicada

Informática Aplicada Informática Aplicada SO Windows Aula 3 Prof. Walteno Martins Parreira Jr www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.com 2014 APRESENTAÇÃO Todo computador precisa de um sistema operacional. O Windows

Leia mais

Operador de Computador (Mulheres Mil) Informática I (12h)

Operador de Computador (Mulheres Mil) Informática I (12h) Operador de Computador (Mulheres Mil) Informática I (12h) Noções de Informática Conceitos: Informática Ciência que estuda o tratamento racional e automático de informação armazenamento, análise, organização

Leia mais

Informática para Banca IADES. Hardware e Software

Informática para Banca IADES. Hardware e Software Informática para Banca IADES Conceitos Básicos e Modos de Utilização de Tecnologias, Ferramentas, Aplicativos e Procedimentos Associados ao Uso de Informática no Ambiente de Escritório. 1 Computador É

Leia mais

PROJETO INFORMÁTICA NA ESCOLA

PROJETO INFORMÁTICA NA ESCOLA EE Odilon Leite Ferraz PROJETO INFORMÁTICA NA ESCOLA AULA 1 APRESENTAÇÃO E INICIAÇÃO COM WINDOWS VISTA APRESENTAÇÃO E INICIAÇÃO COM WINDOWS VISTA Apresentação dos Estagiários Apresentação do Programa Acessa

Leia mais

MANUAL DO NVDA Novembro de 2013

MANUAL DO NVDA Novembro de 2013 MANUAL DO NVDA Novembro de 2013 PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL Núcleo IFRS Manual do NVDA Sumário O que são leitores de Tela?... 3 O NVDA - Non Visual Desktop Access... 3 Procedimentos para Download

Leia mais

05/02/2014 O QUE É UM COMPUTADOR? O QUE É UM COMPUTADOR? O QUE É UM COMPUTADOR? PENSAR EM INFORMÁTICA É PENSAR EM:

05/02/2014 O QUE É UM COMPUTADOR? O QUE É UM COMPUTADOR? O QUE É UM COMPUTADOR? PENSAR EM INFORMÁTICA É PENSAR EM: Apple I - 1976 1982 O Homem do ano Apple II - 1977 IBM PC - 1981 O QUE É UM COMPUTADOR? É uma máquina que tem a capacidade de realizar o PROCESSAMENTO de dados. É um dispositivo físico que recebe dados

Leia mais

Professor: Macêdo Firmino Introdução ao Windows 7

Professor: Macêdo Firmino Introdução ao Windows 7 Professor: Macêdo Firmino Introdução ao Windows 7 O hardware não consegue executar qualquer ação sem receber instrução. Essas instruções são chamadas de software ou programas de computador. O software

Leia mais

O WINDOWS 98 é um sistema operacional gráfico, multitarefa, produzido pela Microsoft.

O WINDOWS 98 é um sistema operacional gráfico, multitarefa, produzido pela Microsoft. WINDOWS O WINDOWS 98 é um sistema operacional gráfico, multitarefa, produzido pela Microsoft. Área de Trabalho Ligada a máquina e concluída a etapa de inicialização, aparecerá uma tela, cujo plano de fundo

Leia mais

O Windows também é um programa de computador, mas ele faz parte de um grupo de programas especiais: os Sistemas Operacionais.

O Windows também é um programa de computador, mas ele faz parte de um grupo de programas especiais: os Sistemas Operacionais. MICROSOFT WINDOWS O Windows também é um programa de computador, mas ele faz parte de um grupo de programas especiais: os Sistemas Operacionais. Apresentaremos a seguir o Windows 7 (uma das versões do Windows)

Leia mais

Programa A busca da formação integral de adolescentes que habitam as periferias e bolsões de miséria em Cascavel/PR através da saúde, do meio

Programa A busca da formação integral de adolescentes que habitam as periferias e bolsões de miséria em Cascavel/PR através da saúde, do meio Programa A busca da formação integral de adolescentes que habitam as periferias e bolsões de miséria em Cascavel/PR através da saúde, do meio ambiente, da cultura e da tecnologia O que é computador? O

Leia mais

Conceitos Básicos de Informática. Antônio Maurício Medeiros Alves

Conceitos Básicos de Informática. Antônio Maurício Medeiros Alves Conceitos Básicos de Informática Antônio Maurício Medeiros Alves Objetivo do Material Esse material tem como objetivo apresentar alguns conceitos básicos de informática, para que os alunos possam se familiarizar

Leia mais

PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA. Sumário

PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA. Sumário PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA Sumário O que são leitores de Tela?... 1 O NVDA - Non Visual Desktop Access... 1 Procedimentos para Download e Instalação do NVDA... 2 Iniciando

Leia mais

O computador. Sistema Operacional

O computador. Sistema Operacional O computador O computador é uma máquina desenvolvida para facilitar a vida do ser humano, principalmente nos trabalhos do dia-a-dia. É composto basicamente por duas partes o hardware e o software. Uma

Leia mais

ÁREA DE TRABALHO. Área de Trabalho ou Desktop Na Área de trabalho encontramos os seguintes itens: Atalhos Barra de tarefas Botão iniciar

ÁREA DE TRABALHO. Área de Trabalho ou Desktop Na Área de trabalho encontramos os seguintes itens: Atalhos Barra de tarefas Botão iniciar WINDOWS XP Wagner de Oliveira ENTRANDO NO SISTEMA Quando um computador em que trabalham vários utilizadores é ligado, é necessário fazer login, mediante a escolha do nome de utilizador e a introdução da

Leia mais

Tecnologia da Informação

Tecnologia da Informação Tecnologia da Informação Componentes Sistema Informação Hardware - Computadores - Periféricos Software - Sistemas Operacionais - Aplicativos - Suítes Peopleware - Analistas - Programadores - Digitadores

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHAIS ESTADO DO PARANÁ

PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHAIS ESTADO DO PARANÁ NOVEMBRO / 2007 APRESENTAÇÃO Este material foi solicitado pela Secretaria Municipal da Administração SEMAD, e elaborado com o intuito de capacitar os servidores desta prefeitura, de todos os cargos e lotações,

Leia mais

Informática Aplicada Revisão para a Avaliação

Informática Aplicada Revisão para a Avaliação Informática Aplicada Revisão para a Avaliação 1) É necessário criar várias cópias de documentos importantes em locais diferentes. Esses locais podem ser pastas no HD interno ou HD externo, ou então em

Leia mais

PROCESSAMENTO DE DADOS

PROCESSAMENTO DE DADOS PROCESSAMENTO DE DADOS Aula 1 - Hardware Profa. Dra. Amanda Liz Pacífico Manfrim Perticarrari Profa. Dra. Amanda Liz Pacífico Manfrim Perticarrari 2 3 HARDWARE Todos os dispositivos físicos que constituem

Leia mais

CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA

CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA Introdução a microinformática William S. Rodrigues HARDWARE BÁSICO O hardware é a parte física do computador. Em complemento ao hardware, o software é a parte lógica, ou seja,

Leia mais

APOSTILA DE INFORMÁTICA - INTRODUÇÃO

APOSTILA DE INFORMÁTICA - INTRODUÇÃO APOSTILA DE INFORMÁTICA - INTRODUÇÃO Profa Responsável Fabiana P. Masson Caravieri SUMÁRIO 1. CONCEITOS BÁSICOS DE INFORMÁTICA... 3 2. PRINCIPAIS COMPONENTES FÍSICOS DO COMPUTADOR... 3 2.1 PERIFÉRICOS...

Leia mais

Windows 7. Sistema Operacional

Windows 7. Sistema Operacional Windows 7 Sistema Operacional Um sistema operacional é um software de gerenciamento formado por um conjunto de programas cuja função é gerenciar os recursos do sistema computacional, fornecendo uma interface

Leia mais

Sumário O Computador... 3 Desligando o computador... 5 Cuidados com o computador... 5 O Windows e as janelas... 6 O que é o Windows?...

Sumário O Computador... 3 Desligando o computador... 5 Cuidados com o computador... 5 O Windows e as janelas... 6 O que é o Windows?... 1 Sumário O Computador... 3 Desligando o computador... 5 Cuidados com o computador... 5 O Windows e as janelas... 6 O que é o Windows?... 6 Usando os programas... 7 Partes da janela:... 7 Fechando as janelas...

Leia mais

SAMUEL SEAP 01-04-2015 INFORMÁTICA. Rua Lúcio José Filho, 27 Parque Anchieta Tel: 3012-8339

SAMUEL SEAP 01-04-2015 INFORMÁTICA. Rua Lúcio José Filho, 27 Parque Anchieta Tel: 3012-8339 SEAP 01-04-2015 SAMUEL INFORMÁTICA Microsoft Windows 7 O Windows 7 é um sistema operacional que trás uma melhor performance não apenas em recursos sistêmicos como também nos atrai pelo seu belo visual

Leia mais

Gabarito - Windows 7-12/12/2014 AULA 01

Gabarito - Windows 7-12/12/2014 AULA 01 Gabarito - Windows 7-12/12/2014 AULA 01 1 1- O Windows Explorer é o navegador de arquivos do Windows. (Verdadeiro)2- O Windows é o navegador de arquivos do Windows Explorer. (Falso)3- O Windows Explorer

Leia mais

WINDOWS EXPLORER Pro r f. f. R o R be b rt r o t A n A d n r d a r de d

WINDOWS EXPLORER Pro r f. f. R o R be b rt r o t A n A d n r d a r de d WINDOWS EXPLORER Prof. Roberto Andrade Roteiro desta aula 1. OqueéoWindowsExplorer 2. Acionamento do Windows Explorer 3. Entendendo Unidades, Pastas e Arquivos 4. Ambiente gráfico(janela, Barras e Botões)

Leia mais

www.proinfocamamu.com.br

www.proinfocamamu.com.br www.proinfocamamu.com.br Prof. Miquéias Reale - www.proinfocamamu.com.br Professor: Miquéias Reale Diretor de Tecnologia da Reale Tech Telefone: (75) 3641-0056 / 8838-1300 E-mail: miqueias@realetech.com.br

Leia mais

Apostila de Windows XP

Apostila de Windows XP Table of Contents Introdução...1 Area de trabalho...5 Ícones...7 Barra de tarefas...8 O Botão Iniciar...10 Todos os programas...14 Logon e Logoff...16 Desligando o Windows XP...18 Acessórios do Windows...20

Leia mais

13. Dentre os caracteres considerados como curinga, em nome de arquivos, utiliza-se (A) = (B) + (C)? (D) @ (E) ^

13. Dentre os caracteres considerados como curinga, em nome de arquivos, utiliza-se (A) = (B) + (C)? (D) @ (E) ^ 1 PRIMEIRA PARTE: Conceitos de organização de arquivos (pastas/diretórios), utilização do Windows Explorer: copiar, mover arquivos, criar diretórios. Tipos de arquivos. 01. Aplicações de multimídia em

Leia mais

Noções sobre sistemas operacionais, funcionamento, recursos básicos Windows

Noções sobre sistemas operacionais, funcionamento, recursos básicos Windows INE 5223 Sistemas Operacionais Noções sobre sistemas operacionais, funcionamento, recursos básicos Windows Baseado no material de André Wüst Zibetti Objetivos Obter noções básicas sobre o funcionamento

Leia mais

Curso: Operador de Computador - PRONATEC. Prof.: Roberto Franciscatto. S.O. Windows Seven Gerenciamento Básico

Curso: Operador de Computador - PRONATEC. Prof.: Roberto Franciscatto. S.O. Windows Seven Gerenciamento Básico Sistemas Operacionais Curso: Operador de Computador - PRONATEC Prof.: Roberto Franciscatto S.O. Windows Seven Gerenciamento Básico Introdução Quem é este que vos fala? O por que desta disciplina no curso?

Leia mais

Aula Au 3 la 3 Windows-Internet

Aula Au 3 la 3 Windows-Internet Aula 33 Aula O QUE É INFORMÁTICA? O meio mais comum da utilização da informática são os computadores que tratam informações de maneira automática. Informática Informação Automática TIPOS DE SOFTWARES Parte

Leia mais

Microsoft Word 97 Básico

Microsoft Word 97 Básico Poder Judiciário Tribunal Regional Federal da Terceira Região Microsoft Word 97 Básico DIMI - Divisão de Microinformática e Redes Índice: I. Executando o Word... 4 II. A tela do Word 97... 6 III. Digitando

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS DE HARDWARE. Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA

CONCEITOS BÁSICOS DE HARDWARE. Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA CONCEITOS BÁSICOS DE HARDWARE Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA COMPUTADOR QUANTO AO TIPO COMPUTADOR SISTEMAS DE COMPUTAÇÃO o Analógico o Digital o Híbrido o Hardware (parte física)

Leia mais

Fabio Sell Rosar professor.rosar@gmail.com

Fabio Sell Rosar professor.rosar@gmail.com Atenção MUITA ATENÇÃO!!! Fabio Sell Rosar professor.rosar@gmail.com Software Básico Características Hardware Software Multiusuário Multitarefa Multisessão Características P&P(Plug and Play) PnP Código

Leia mais

Apostila de introdução à informática. Projeto inclusão digital usando software livre

Apostila de introdução à informática. Projeto inclusão digital usando software livre Universidade Federal de Viçosa Departamento de Informática Apostila de introdução à informática Projeto inclusão digital usando software livre Por: David Moreira Abreu Araújo Estudante Bolsista Carlos

Leia mais

INTRODUÇÃO. Não é exagero afirmar que é o sistema operacional o programa mais importante do computador, sem ele seu equipamento não funciona.

INTRODUÇÃO. Não é exagero afirmar que é o sistema operacional o programa mais importante do computador, sem ele seu equipamento não funciona. INTRODUÇÃO O Microsoft Windows XP é um sistema operacional de interface gráfica multifunções, isso significa que podemos trabalhar com vários programas de forma simultânea. Por ex: poderíamos escutar um

Leia mais

Prof. Arthur Salgado

Prof. Arthur Salgado Prof. Arthur Salgado O que é um sistema operacional? Conjunto de programas de sistemas situados entre os softwares aplicativos e o hardware Estabelece uma interface com o usuário Executa e oferece recursos

Leia mais

Apostila retirada do site Apostilando.com

Apostila retirada do site Apostilando.com Introdução... 2 Area de trabalho... 3 Ícones... 3 Barra de tarefas... 3 O Botão Iniciar... 4 Todos os programas... 5 Logon e Logoff... 6 Desligando o Windows XP... 6 Acessórios do Windows... 7 Janelas...

Leia mais

Plano de Aula - Windows 8 - cód.5235 24 Horas/Aula

Plano de Aula - Windows 8 - cód.5235 24 Horas/Aula Plano de Aula - Windows 8 - cód.5235 24 Horas/Aula Aula 1 Capítulo 1 - Introdução ao Windows 8 Aula 2 1 - Introdução ao Windows 8 1.1. Novidades da Versão...21 1.2. Tela de Bloqueio...21 1.2.1. Personalizar

Leia mais

Introdução à Informática Professor: Juliano Dornelles

Introdução à Informática Professor: Juliano Dornelles Pra que serve o computador? O computador é uma extensão dos sentidos humanos. Pode ser utilizado no trabalho, nos estudos e no entretenimento. Com finalidades de interação, comunicação, construção de conteúdo,

Leia mais

SUMÁRIO. 6. FERRAMENTAS E APLICATIVOS ASSOCIADOS À INTERNET: navegação, correio eletrônico, grupos de discussão, busca e pesquisa...

SUMÁRIO. 6. FERRAMENTAS E APLICATIVOS ASSOCIADOS À INTERNET: navegação, correio eletrônico, grupos de discussão, busca e pesquisa... RAFAEL MACEDO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 162 QUESTÕES DE PROVAS DA BANCA ORGANIZADORA DO CONCURSO SEFAZ/MS E DE OUTRAS INSTITUIÇÕES DE MS GABARITADAS. Seleção das Questões: Prof. Rafael Macedo Coordenação

Leia mais

Informática :: Presencial

Informática :: Presencial MAPA DO PORTAL (HT T P: //WWW. PORT AL DAINDUST RIA. COM. B R/CNI/MAPADOSIT E /) SITES DO SISTEMA INDÚSTRIA (HT T P: //WWW. PORT AL DAINDUST RIA. COM. B R/CANAIS/) CONT AT O (HT T P: //WWW. PORT AL DAINDUST

Leia mais

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft.

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Introdução ao Microsoft Windows 7 O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Visualmente o Windows 7 possui uma interface muito intuitiva, facilitando a experiência individual do

Leia mais

Prof. Alexsander. www.profalexsander.com.br/wp

Prof. Alexsander. www.profalexsander.com.br/wp * Prof. Alexsander www.profalexsander.com.br/wp VERSÕES DO WINDOWS 7 Foram desenvolvidas muitas versões do Windows 7 para que atendam às diversas características de plataformas computacionais e necessidades

Leia mais

Atualização do seu computador com Windows 8 da Philco para o Windows 8.1

Atualização do seu computador com Windows 8 da Philco para o Windows 8.1 Atualização do seu computador com Windows 8 da Philco para o Windows 8.1 O Windows 8.1 foi concebido para ser uma atualização para o sistema operacional Windows 8. O processo de atualização mantém configurações

Leia mais

Informática básica Telecentro/Infocentro Acessa-SP

Informática básica Telecentro/Infocentro Acessa-SP Informática básica Telecentro/Infocentro Acessa-SP Aula de hoje: Periférico de entrada/saída, memória, vírus, Windows, barra tarefas. Prof: Lucas Aureo Guidastre Memória A memória RAM é um componente essencial

Leia mais

DOMÍNIO PRODUTIVO DA INFORMÁTICA - CONCURSO BB 2015 -

DOMÍNIO PRODUTIVO DA INFORMÁTICA - CONCURSO BB 2015 - DOMÍNIO PRODUTIVO DA INFORMÁTICA - CONCURSO - Professor Esp. Wellington de Oliveira Graduação em Ciência da Computação Pós-Graduação em Docência do Ensino Superior Pós-Graduação MBA em Gerenciamento de

Leia mais

INTRODUÇÃO AO WINDOWS

INTRODUÇÃO AO WINDOWS INTRODUÇÃO AO WINDOWS Paulo José De Fazzio Júnior 1 Noções de Windows INICIANDO O WINDOWS...3 ÍCONES...4 BARRA DE TAREFAS...5 BOTÃO...5 ÁREA DE NOTIFICAÇÃO...5 BOTÃO INICIAR...6 INICIANDO PROGRAMAS...7

Leia mais

UCP. Memória Periféricos de entrada e saída. Sistema Operacional

UCP. Memória Periféricos de entrada e saída. Sistema Operacional Arquitetura: Conjunto de elementos que perfazem um todo; estrutura, natureza, organização. Houaiss (internet) Bit- Binary Digit - Número que pode representar apenas dois valores: 0 e 1 (desligado e ligado).

Leia mais

Profa. Dra. Amanda Liz Pacífico Manfrim Perticarrari amanda@fcav.unesp.br

Profa. Dra. Amanda Liz Pacífico Manfrim Perticarrari amanda@fcav.unesp.br Profa. Dra. Amanda Liz Pacífico Manfrim Perticarrari amanda@fcav.unesp.br São representações dos números de uma forma consistente. Apresenta uma grande quantidade de números úteis, dando a cada número

Leia mais

Prova dos Correios - Comentada

Prova dos Correios - Comentada Unidade Zona Sul - (84) 3234-9923 Unidade Zona Norte (84) 3214-4595 www.premiumconcursos.com 1 Texto para as questões de 1 a 3 A figura abaixo ilustra uma janela do Microsoft Office Excel 2007 com uma

Leia mais

Informática. Aula 03 Sistema Operacional Linux. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte Campus Currais Novos

Informática. Aula 03 Sistema Operacional Linux. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte Campus Currais Novos Prof. Diego Pereira Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte Campus Currais Novos Informática Aula 03 Sistema Operacional Linux Objetivos Entender

Leia mais

Universidade Federal de Viçosa Departamento de Informática. Flaviano Aguiar Liziane Santos Soares Jugurta Lisboa Filho (Orientador)

Universidade Federal de Viçosa Departamento de Informática. Flaviano Aguiar Liziane Santos Soares Jugurta Lisboa Filho (Orientador) Universidade Federal de Viçosa Departamento de Informática,1752'8d 2,1)250É7,&$ Flaviano Aguiar Liziane Santos Soares Jugurta Lisboa Filho (Orientador) PROJETO UNESC@LA Junho de 2000 Conteúdo 1. CONCEITOS

Leia mais

Atualização de computadores CCE para Windows 8.1 ATUALIZAÇÃO SIMPLES

Atualização de computadores CCE para Windows 8.1 ATUALIZAÇÃO SIMPLES Atualização de computadores CCE para Windows 8.1 ATUALIZAÇÃO SIMPLES ATUALIZAÇÃO SIMPLES O processo de Atualização Simples mantém configurações do Windows, arquivos pessoais e aplicativos compatíveis com

Leia mais

Informática - Básico. Paulo Serrano GTTEC/CCUEC-Unicamp

Informática - Básico. Paulo Serrano GTTEC/CCUEC-Unicamp Informática - Básico Paulo Serrano GTTEC/CCUEC-Unicamp Índice Apresentação...06 Quais são as características do Windows?...07 Instalando o Windows...08 Aspectos Básicos...09 O que há na tela do Windows...10

Leia mais

Tecnologia da Informação. Prof Odilon Zappe Jr

Tecnologia da Informação. Prof Odilon Zappe Jr Tecnologia da Informação Prof Odilon Zappe Jr Conceitos básicos de informática O que é informática? Informática pode ser considerada como significando informação automática, ou seja, a utilização de métodos

Leia mais

Vamos identificar dois deles:

Vamos identificar dois deles: Vamos identificar dois deles: Computador, que máquina é essa? Vamos usá-la? Vamos conhecer mais de perto o computador. É uma máquina capaz de variados tipos de tratamento automático de informações ou processamento

Leia mais

PROGRAMA ANALÍTICO DE DISCIPLINA CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO INTEGRADOS, CONCOMITANTES E SUBSEQUENTES CÓDIGO:

PROGRAMA ANALÍTICO DE DISCIPLINA CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO INTEGRADOS, CONCOMITANTES E SUBSEQUENTES CÓDIGO: MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS PROGRAMA ANALÍTICO DE DISCIPLINA CURSOS TÉCNICOS

Leia mais

CADERNO DE QUESTÕES WINDOWS 8

CADERNO DE QUESTÕES WINDOWS 8 CADERNO DE QUESTÕES WINDOWS 8 1) No sistema operacional Microsoft Windows 8, uma forma rápida de acessar o botão liga/desliga é através do atalho: a) Windows + A. b) ALT + C. c) Windows + I. d) CTRL +

Leia mais

QUESTÕES SOBRE WINDOWS 7

QUESTÕES SOBRE WINDOWS 7 Informática Windows 7 QUESTÕES SOBRE WINDOWS 7 1) Considerando a figura exibida acima, ao repousar o ponteiro do mouse sobre o ícone doword, aparecerão três miniaturas, representando arquivos desse programa

Leia mais

Professor Jorge Alonso Módulo II Windows 7

Professor Jorge Alonso Módulo II Windows 7 Professor Jorge Alonso Módulo II Windows 7 Email: profjorgealonso@gmail.com / Jorge Alonso Ruas 1 Windows 7 Área de Trabalho / Desktop 2 Barra de Tarefas Botão Iniciar Botões de Inicialização Rápida Área

Leia mais

Apostila Básica de Informática Ensino Fundamental Volume 1

Apostila Básica de Informática Ensino Fundamental Volume 1 Apostila Básica de Informática Ensino Fundamental Volume 1 1 1. WINDOWS... 3 1.1 - Como funciona o Windows?... 3 1.2 - Botão Iniciar... 3 1.3 - Comutando entre tarefas abertas... 4 1.4 - O que é uma Janela?...

Leia mais

Diveo Exchange OWA 2007

Diveo Exchange OWA 2007 Diveo Exchange OWA 2007 Manual do Usuário v.1.0 Autor: Cícero Renato G. Souza Revisão: Antonio Carlos de Jesus Sistemas & IT Introdução... 4 Introdução ao Outlook Web Access 2007... 4 Quais são as funcionalidades

Leia mais

INFORMÁTICA 01. 02. 03. 04. 05.

INFORMÁTICA 01. 02. 03. 04. 05. INFORMÁTICA 01. Na Internet, os dois protocolos envolvidos no envio e recebimento de e-mail são: a) SMTP e POP b) WWW e HTTP c) SMTP e WWW d) FTP e WWW e) POP e FTP 02. O componente do Windows que é necessário

Leia mais

Informática Arquitetura de Computadores. Profª. Me. Valéria Espíndola Lessa lessavaleria@gmail.com Valeria-lessa@uergs.edu.br

Informática Arquitetura de Computadores. Profª. Me. Valéria Espíndola Lessa lessavaleria@gmail.com Valeria-lessa@uergs.edu.br Arquitetura de Computadores Profª. Me. Valéria Espíndola Lessa lessavaleria@gmail.com Valeria-lessa@uergs.edu.br 1 Arquitetura do Computador 1 Monitor 2 Placa mãe 3 Processador (CPU) 4 Memória RAM 5 Placas

Leia mais

EXERCÍCIOS SIMULADO ELABORADO PELO PROFESSOR ANDRÉ ALENCAR

EXERCÍCIOS SIMULADO ELABORADO PELO PROFESSOR ANDRÉ ALENCAR EXERCÍCIOS SIMULADO ELABORADO PELO PROFESSOR ANDRÉ ALENCAR Com base no Windows XP, na figura ao lado, julgue os itens que se seguem: 01- É possível afirmar que ao se clicar em O que mais devo saber sobre

Leia mais

Processamento Eletrônico de Documentos / NT Editora. -- Brasília: 2013. 128p. : il. ; 21,0 X 29,7 cm.

Processamento Eletrônico de Documentos / NT Editora. -- Brasília: 2013. 128p. : il. ; 21,0 X 29,7 cm. Autor Ismael Souza Araujo Pós-graduado em Gerência de Projetos PMBOK UNICESP, Graduado em Tecnologia em Segurança da Informação UNICESP. Professor de concurso da área de informática e consultor em EAD.

Leia mais

Informática. Informática. Valdir. Prof. Valdir

Informática. Informática. Valdir. Prof. Valdir Prof. Valdir Informática Informática Valdir Prof. Valdir Informática Informática PROVA DPF 2009 Julgue os itens subseqüentes, a respeito de Internet e intranet. Questão 36 36 - As intranets, por serem

Leia mais

Prof. Esp. Lucas Cruz

Prof. Esp. Lucas Cruz Prof. Esp. Lucas Cruz O hardware é qualquer tipo de equipamento eletrônico utilizado para processar dados e informações e tem como função principal receber dados de entrada, processar dados de um usuário

Leia mais

Entendendo as janelas do Windows Uma janela é uma área retangular exibida na tela onde os programas são executados.

Entendendo as janelas do Windows Uma janela é uma área retangular exibida na tela onde os programas são executados. Windows Menu Entendendo as janelas do Windows Uma janela é uma área retangular exibida na tela onde os programas são executados. Minimizar Fechar Maximizar/restaurar Uma janela é composta de vários elementos

Leia mais

Hardware e Software. Exemplos de software:

Hardware e Software. Exemplos de software: Hardware e Software O hardware é a parte física do computador, ou seja, é o conjunto de componentes eletrônicos, circuitos integrados e placas, que se comunicam através de barramentos. Em complemento ao

Leia mais

1 Como seu Cérebro Funciona?

1 Como seu Cérebro Funciona? 1 Como seu Cérebro Funciona? UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC (UFABC) O cérebro humano é capaz de processar as informações recebidas pelos cinco sentidos, analisá-las com base em uma vida inteira de experiências,

Leia mais

Digitalização. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424

Digitalização. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424 Digitalização Este capítulo inclui: Digitalização básica na página 4-2 Instalando o driver de digitalização na página 4-4 Ajustando as opções de digitalização na página 4-5 Recuperando imagens na página

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS

SISTEMAS OPERACIONAIS SISTEMAS OPERACIONAIS Conceitos Básicos Sistema Operacional: Um Sistema Operacional é um programa que atua como intermediário entre o usuário e o hardware de um computador. O Propósito do SO é fornecer

Leia mais

Professor: Venicio Paulo Mourão Saldanha E-mail: veniciopaulo@gmail.com Site: www.veniciopaulo.com

Professor: Venicio Paulo Mourão Saldanha E-mail: veniciopaulo@gmail.com Site: www.veniciopaulo.com Professor: Venicio Paulo Mourão Saldanha E-mail: veniciopaulo@gmail.com Site: www.veniciopaulo.com Formação: Graduando em Analises e Desenvolvimento de Sistemas (8º Período) Pregoeiro / Bolsa de Valores

Leia mais

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft.

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Introdução ao Microsoft Windows 7 O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Visualmente o Windows 7 possui uma interface muito intuitiva, facilitando a experiência individual do

Leia mais

JEFERSONBS@GMAIL.COM

JEFERSONBS@GMAIL.COM COMPARAÇÃO ENTRE AS VERSÕES DO WINDOWS 7 Starter ¹ Home Basic ² Home Premium Professional Ultimate RECURSOS Starter Home Basic Home Professional Ultimate Premium As tarefas diárias são mais fáceis, com

Leia mais

APOSTILA LINUX EDUCACIONAL

APOSTILA LINUX EDUCACIONAL MUNICÍPIO DE NOVO HAMBURGO DIRETORIA DE INCLUSÃO DIGITAL DIRETORIA DE GOVERNO ELETRÔNICO APOSTILA LINUX EDUCACIONAL (Conteúdo fornecido pelo Ministério da Educação e pela Pró-Reitoria de Extensão da UNEB)

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLOGIA FEDERAL DO PARANÁ. Owncloud SERVIÇO DE COMPARTILHAMENTO EM NUVEM. Manual

UNIVERSIDADE TECNOLOGIA FEDERAL DO PARANÁ. Owncloud SERVIÇO DE COMPARTILHAMENTO EM NUVEM. Manual UNIVERSIDADE TECNOLOGIA FEDERAL DO PARANÁ Owncloud SERVIÇO DE COMPARTILHAMENTO EM NUVEM Manual DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DIRGTI 2015 Sumário 1. Introdução... 3 2. Acessando o serviço...

Leia mais

Capítulo 1 Os Computadores e a Sua Arquitetura

Capítulo 1 Os Computadores e a Sua Arquitetura Capítulo 1 Os Computadores e a Sua Arquitetura Neste capítulo nós trataremos de alguns conceitos básicos sobre o modelo de arquitetura dos computadores modernos, seus componentes e suas principais funções.

Leia mais

Guia de Instalação SIAM. Procedimento de Instalação do Servidor SIAM

Guia de Instalação SIAM. Procedimento de Instalação do Servidor SIAM Guia de Instalação SIAM Procedimento de Instalação do Servidor SIAM Documento Gerado por: Amir Bavar Criado em: 18/10/2006 Última modificação: 27/09/2008 Guia de Instalação SIAM Procedimento de Instalação

Leia mais