Tutorial de normalização para trabalhos acadêmicos: orientações, sugestões e dicas

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Tutorial de normalização para trabalhos acadêmicos: orientações, sugestões e dicas"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO INSTITUTO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E RELAÇÕES INTERNACIONAIS BIBLIOTECA Tutorial de normalização para trabalhos acadêmicos: orientações, sugestões e dicas 2. ed. 2015

2 Apresentação do tutorial Oferecemos nessa apresentação as orientações mais importantes presentes nas normas da ABNT* para trabalhos acadêmicos, que visam ajudar nossos usuários a ajustar especialmente suas dissertações e teses aos padrões aqui contemplados, além de dicas e sugestões que consideramos importantes para a formatação e estruturação do trabalho em questão. Apresentamos também exemplos ilustrativos que elaboramos a partir de documentos relacionados às temáticas dos dois programas de pós-graduação aos quais estão vinculados os usuários da Biblioteca do IPPRI/Unesp, ou que estão na norma NBR 6023(os que têm essa fonte indicada). Ao final desse arquivo, nos apêndices, há instruções de como fazer algumas ações que ajudam a formatar e estruturar o trabalho (indicadas dentro do texto) e um checklist, visando ajudar o usuário a conferir informações importantes no seu trabalho durante a revisão final. Nas páginas da Biblioteca nos sites do IPPRI e do PPGRI também estão indicados tutoriais de outras bibliotecas, além de ferramentas relacionadas à normalização e como configurar o acesso à coleção de normas da ABNT, entre outros. Este tutorial não está formatado como trabalho acadêmico e os slides não estão numerados, mas a navegação pelo arquivo pode ser feita digitando o número da página que quer visualizar no menu do seu leitor de pdf, como indicamos nas páginas do sumário desse tutorial (slides 4 a 8). Sugestões, indicações de erros e/ou questões não contempladas nesse tutorial são muito bem-vindas e devem ser comunicadas via para que ele possa ser aperfeiçoado. *Os conteúdos das normas estão indicados pelos números das normas, em cor-de-rosa, entre colchetes (como [NBR 6023]), e no próximo slide citamos quais são elas. **Há normas específicas para artigos em periódico impresso (NBR 6022), projetos de pesquisa (NBR 15287) e relatórios (NBR 10719).

3 Apresentação da Coleção ABNT A Unesp adota as normas da ABNT para seus padrões de trabalhos acadêmicos em geral, e assina a coleção eletrônica de suas normas para consulta/visualização de sua comunidade (alunos, professores e servidores técnico-administrativos); Para visualizar corretamente a coleção de normas, é preciso estar em computadores com IP Unesp ou com VPN Unesp ativo, e também configurar o visualizador, seguindo as instruções presentes nesse link, e autorizar a execução do Java se for solicitado. Utilize preferencialmente o navegador Internet Explorer para acessar o site da Coleção; Escolha o comitê ABNT/CB Informação e Documentação, que reúne as normas que geralmente consultamos com frequência para elaboração dos trabalhos acadêmicos em geral, como essas: NBR 6023 (sobre como fazer referências); NBR 6024 (sobre como fazer a numeração progressiva das seções); NBR 6027 (sobre sumário); NBR 6028 (sobre resumos); NBR (sobre como fazer citações); NBR (sobre lombadas); NBR (sobre a apresentação do trabalho, incluindo formatação).

4 SUMÁRIO Configuração geral do documento...9 Partes do trabalho Organização e ordem dos elementos do trabalho Impressão e lombada Paginação no arquivo Exceções aos padrões de tamanho de fonte 12 e/ou espaçamento 1,5 entrelinhas Negrito, itálico, sublinhado e maiúsculas Formatação de títulos em geral Formatação de títulos com numeração (seções da parte textual) Formatação de títulos exemplo Referências bibliografia; anexo apêndice Capa informações que devem constar Texto sobre a natureza do trabalho Folha de rosto (com ficha catalográfica) informações que devem constar Folha de aprovação informações que devem constar Resumos Lista de ilustrações e lista de tabelas Lista de abreviaturas e siglas Sumário Sumário exemplo Notas de rodapé Notas de rodapé exemplo Para acessar rapidamente a página indicada, digite o número da página que quer acessar sobre o número da página que está sendo visualizada, no menu superior do seu leitor de pdf Para localizar algum conteúdo, use a caixa de pesquisa (tecle CTRL + F).

5 SUMÁRIO Ilustrações (quadros, figuras, gráficos etc.) Alíneas e subalíneas Alíneas e subalíneas exemplo Fontes de citações como indicar Citações de textos (seus e de outros) Citações diretas e indiretas exemplos com o mesmo texto Citações: usos de aspas em citação direta Fontes de citações autores não-institucionais Fontes de citações autores institucionais Fontes de citações homônimos e datas Fontes de citações destaques e traduções Fontes de citações apud, autoria e notas de referência Referências formatação geral usando o sistema autor-data Autoria em ordem indireta Autoria em ordem direta Referências autores e outras autoridades Referências formatação de títulos Referências locais e editoras Referências informações de edição Datas indicadas Datas prováveis REFERÊNCIAS POR TIPO DE DOCUMENTO Para acessar rapidamente a página indicada, digite o número da página que quer acessar sobre o número da página que está sendo visualizada, no menu superior do seu leitor de pdf Para localizar algum conteúdo, use a caixa de pesquisa (tecle CTRL + F).

6 SUMÁRIO Referências monografia no todo ou em parte Referências livro com autores não-institucionais exemplos Referências livros com autores institucionais exemplos Referências capítulos de livros exemplos Referências livros detalhes Referências livros em CD-ROM e DVD-ROM exemplos Referências referências do mesmo autor na mesma página Referências periódico no todo Referências periódicos no todo exemplos Referências periódico em parte (fascículo, separata etc.) Referências periódico em parte exemplos Referências editoriais, entrevistas, resenhas, artigos e outros textos em periódico que não é jornal Referências editoriais, entrevistas, resenhas, artigos e outros textos em periódico que não é jornal exemplos Referências editoriais, entrevistas, resenhas, artigos e outros textos em jornal com autoria Referências editoriais, entrevistas, resenhas, artigos e outros textos em jornal sem autoria Referências editoriais, entrevistas, resenhas, artigos e outros textos em jornal exemplos Referências teses, dissertações e outras produções acadêmicas Referências teses, dissertações e outras produções acadêmicas exemplos Referências evento no todo Referências evento no todo exemplos Referências evento em parte (trabalho apresentado no evento) Referências evento em parte (trabalho apresentado no evento) exemplos Para acessar rapidamente a página indicada, digite o número da página que quer acessar sobre o número da página que está sendo visualizada, no menu superior do seu leitor de pdf Para localizar algum conteúdo, use a caixa de pesquisa (tecle CTRL + F).

7 SUMÁRIO Referências documento jurídico legislação Referências documento jurídico legislação exemplos Referências documento jurídico jurisprudência e doutrina Referências documento jurídico jurisprudência e doutrina exemplos Referências filmes, documentários etc. [imagens em movimento] Referências filmes, documentários etc. [imagens em movimento] exemplos Referências entrevistas/depoimentos em vídeo exemplos Referências ilustração, fotografia etc. [documentos iconográficos] Referências ilustração, fotografia etc. [documentos iconográficos] exemplos Referências mapas, fotografia aérea etc. [documentos cartográficos] Referências mapas, fotografia aérea etc. [documentos cartográficos] exemplos EXEMPLOS DE REFERÊNCIAS DE OUTROS TIPOS DE DOCUMENTOS Referências entrevistas/depoimentos em áudio exemplos Referências entrevistas em texto exemplo Referências páginas de internet exemplos Referências discursos em texto exemplos Referências mensagens de Referências APÊNDICES APÊNDICE A Fonte e tamanho do papel no Microsoft Word APÊNDICE B Como inserir quebra de página no Microsoft Word 2010 e no Libre Office Writer APÊNDICE C Formatando as margens na parte pré-textual no Microsoft Word APÊNDICE D Formatando as margens nas partes textual e pós-textual no Microsoft Word 2010 para impressão só no anverso (só frente ) Para acessar rapidamente a página indicada, digite o número da página que quer acessar sobre o número da página que está sendo visualizada, no menu superior do seu leitor de pdf Para localizar algum conteúdo, use a caixa de pesquisa (tecle CTRL + F).

8 SUMÁRIO APÊNDICE E Formatando as margens nas partes textual e pós-textual no Microsoft Word 2010 para impressão em frente-e-verso APÊNDICE F Como fazer quebra de seção no Microsoft Word APÊNDICE G Como inserir paginação no Microsoft Word 2010 com formatação para impressão no anverso ( frente ) APÊNDICE H Como inserir paginação no Microsoft Word 2010 com formatação para impressão em frente-everso APÊNDICE I Como formatar o arquivo no Libre Office Writer APÊNDICE J Como localizar e substituir palavras formatadas em negrito, itálico e/ou sublinhado no Microsoft Word APÊNDICE K Como localizar e substituir palavras formatadas em negrito, itálico e/ou sublinhado no Libre Office Writer APÊNDICE L Como localizar e substituir palavras formatadas só em maiúsculas ou minúsculas no Microsoft Word APÊNDICE M Como localizar e substituir palavras formatadas só em maiúsculas ou minúsculas no Libre Office Writer APÊNDICE N Recurso Colar especial APÊNDICE O Ajustes no texto de natureza do trabalho no Microsoft Word APÊNDICE P Ajustes no texto de natureza do trabalho no Libre Office Writer APÊNDICE Q Atalhos de teclado para Microsoft Word e Libre Office Writer APÊNDICE R Checklist para a revisão final Para acessar rapidamente a página indicada, digite o número da página que quer acessar sobre o número da página que está sendo visualizada, no menu superior do seu leitor de pdf Para localizar algum conteúdo, use a caixa de pesquisa (tecle CTRL + F).

9 Configuração geral padrão do documento Formato* [NBR 14724]: A4 Papel [NBR 14724]: branco ou reciclado Margens de páginas* [NBR 14724]: - só anverso ( frente ) - para frente-e-verso Espaçamento no texto [NBR 14724]: 1,5 entrelinhas [exceções no slide 14] Fonte: usar o mesmo tipo no documento inteiro [sugerimos Times New Roman ou Arial], em tamanho 12 [exceções no slide 14] e em cor preta [exceto para ilustrações] [NBR 14724] Alinhamento do texto: sugerimos o justificado, para o texto e o centralizado para a capa, folha de rosto e de aprovação [não é estabelecido/indicado um tipo alinhamento para o texto em geral]; o uso de recuo na primeira linha dos parágrafos (tabulação) não é citado nas normas em questão. *Para saber como fazer essas configurações, confira os diversos apêndices desse tutorial.

10 Partes do trabalho [NBR 14724] Parte pré-textual [tudo que vem antes da introdução] títulos de seus elementos são centralizados e sem numeração, e seguem a mesma formatação dos títulos numerados com números inteiros da parte textual; impressão dessa parte só no anverso ( frente ), exceto para ficha catalográfica* e continuação do sumário (se for necessário); Parte textual [da introdução até as considerações finais/conclusão] títulos de seus elementos são alinhados à esquerda e com numeração; impressão dessa parte em frente-e-verso ou só no anverso ( frente ); Parte pós-textual [tudo que vem após as considerações finais/conclusão] títulos de seus elementos são centralizados e sem numeração, e seguem a mesma formatação dos títulos numerados com números inteiros da parte textual; impressão dessa parte em frente-e-verso ou só no anverso ( frente ).

11 Organização e obrigatoriedade dos elementos do trabalho [NBR 14724] DICA: recomendamos o uso de quebra de página para a inserção de cada novo elemento no trabalho, para evitar que o texto se desloque e se misture a textos de elementos anteriores e/ou posteriores. Veja como fazer isso no Apêndice B. Parte pré-textual Parte textual Parte pós-textual Folha de capa obrigatório Folha de rosto (com ficha catalográfica* impressa no verso) obrigatório Errata opcional Folha de aprovação obrigatório Dedicatória opcional Agradecimentos opcional Epígrafe opcional Resumo na língua vernácula [português] obrigatório Resumo na língua estrangeira obrigatório Lista de ilustrações opcional Lista de tabelas opcional Lista de abreviaturas e siglas opcional Lista de símbolos opcional Sumário obrigatório Referências obrigatório Glossário opcional Apêndice opcional Anexo opcional Índice opcional *Ficha catalográfica: Deve ser solicitada à biblioteca. Verifique detalhes no Apêndice R.

12 Impressão e lombada A NBR recomenda que os elementos da parte pré-textual iniciem sempre no anverso ( frente ), exceto a ficha catalográfica, que deve vir no verso da folha de rosto, e que seja feita a impressão em frente-e-verso nas partes textual e pós-textual; Utilize a primeira folha do arquivo (a folha de capa) também na impressão da capa dura, com os mesmos tamanhos e espaçamentos indicados para essa folha (tamanho 12 de fonte e espaçamento 1,5 entrelinhas); Para a encadernação em capa dura é preciso fazer a impressão também na lombada, que é obrigatória. A NBR coloca que a lombada deve conter o nome do autor, o título, indicação de volume (se houver mais de um) e do editor, sendo impresso na direção do alto para o pé da lombada, horizontalmente, deixando preferencialmente um espaço de 3 cm na base para colocação da etiqueta. Se não houver espaço na lombada para colocar nome do autor completo, pode-se abreviar os prenomes do autor; se não houver espaço para colocar o título completo, pode-se abreviá-lo.

13 Paginação no arquivo [NBR 14724] Iniciar contagem de página na folha de rosto, considerando-a como folha 1 (ignorando a capa na contagem); Exibir a numeração somente na primeira folha depois do sumário*, com o número correto da contagem; Não interromper a paginação até o fim do documento (inclusive pós-textuais); Impressão só no anverso ( frente ): a paginação deve ficar exposta somente no canto superior à direita, a partir da primeira folha após o sumário; Impressão em frente-e-verso (partes textual e pós-textual em frente-e-verso e pré-textual em anverso ou frente ): nos cantos superiores externos, com margem espelho/espelhada, a partir da primeira folha após o sumário; Usar somente números arábicos e em fonte menor que 12 (sugerimos tamanho 10, para diferenciar melhor). *Veja como configurar o arquivo para inserir paginação nos apêndices F, G, H e I.

14 Exceções aos padrões de tamanho de fonte 12 e/ou espaçamento 1,5 entrelinhas [NBR 14724] Sempre que um texto precisar estar com fonte menor que 12, esse tamanho deve ser uniforme em todas as ocorrências no trabalho, ou seja, deve ser usado o mesmo tamanho para todas as exceções apontadas abaixo. Sugerimos o tamanho 10, para evidenciar melhor que a fonte é menor que 12. Espaçamento entrelinhas simples (1,0) Espaçamento entrelinhas 1,5 Fonte em tamanho menor que 12 Legendas e fontes de ilustrações Legendas e fontes de tabelas Notas de rodapé Citações de mais de 3 linhas Numeração das páginas Conteúdo da ficha catalográfica (verso da folha de rosto) Fonte em tamanho 12 Referências Texto de natureza do trabalho (nas folhas de rosto e de aprovação) Todas as outras situações ausentes nessa tabela Verifique nos apêndices A e I como fazer as configurações de fonte. Verifique nos apêndices I, O e P como fazer as configurações de espaçamento.

15 Negrito, itálico, sublinhado e maiúsculas Negrito, itálico e sublinhado: Cada um deve ser usado para apenas uma finalidade de destaque nas referências, a escolha de quem os usa, já que não são pré-determinadas [NBR 6023]; Sugerimos também no meio do texto fazer apenas um uso para cada um dos recursos para destaque possíveis; Não é preciso destacar expressões latinas com itálico, negrito ou outro destaque (apud, et al., idem, ibidem etc.), se não for, por exemplo, decisão do autor destacar as palavras estrangeiras [baseado em exemplos da NBR 10520]. Veja como fazer alterações de negrito, itálico e sublinhado nos apêndices J e K. Maiúsculas: A ABNT não cita o uso de maiúsculas além das fontes de citações dentro de parênteses [NBR 10520], mas mostra seu uso no exemplo de sumário, destacando títulos de capítulos, por exemplo [NBR 6027]. Como não há indicações de formatação para as informações da capa e nas folhas de rosto e aprovação, é possível usá-las também nessas páginas. Para alterar palavras em maiúsculas para minúsculas, e vice-versa, selecione a palavra que se quer transformar, e depois pressione SHIFT continuamente e tecle e solte F3 consecutivamente, para transformar maiúsculas em minúsculas e vice-versa, ou deixar só iniciais em maiúsculas. Verifique também os apêndices L e M.

16 Formatação de títulos em geral Negrito, maiúsculas, itálico e/ou sublinhado podem ser usados para dar destaque aos títulos das seções e subseções da parte textual, que devem estar igualmente formatados em todas as suas ocorrências dentro do trabalho (no sumário e dentro da parte textual); Os títulos das partes pré-textual e pós-textual (ambos sem numeração) devem estar com a mesma formatação dos títulos das seções/capítulos da parte textual (os títulos que levam números inteiros), ou seja, todos esses devem estar idênticos em formatação em suas respectivas páginas: os da parte pré-textual em seus respectivos lugares e os da parte pós-textual em seus respectivos lugares e no sumário [NBR 14724]; Títulos que ocupem mais de uma linha devem sempre ser alinhados dessa forma: da 2ª linha em diante devem iniciar abaixo da 1ª letra do título da 1ª linha, e não abaixo das numerações que iniciam os títulos [NBR 14724].

17 Formatação de títulos com numeração (parte textual) Títulos da parte textual levam numeração, e devem estar alinhados totalmente à esquerda da página (sem recuo ou tabulação) [NBR 6024:2012], com um espaço em branco entre a numeração e o texto do título, conforme os exemplos abaixo: 1 INTRODUÇÃO 2 POLÍTICA EXTERNA BRASILEIRA 3 POLÍTICA EXTERNA RUSSA 4 RELAÇÕES BRASIL-RÚSSIA 5 CONSIDERAÇÕES FINAIS As seções primárias são as que trazem os capítulos, com números inteiros iniciando seus títulos. Para facilitar, denominaremos como capítulo aqui nesse tutorial. Em seu texto não é preciso citar a palavra Capítulo, já que a indicação numérica no sumário revela que a estrutura do trabalho é hierárquica e que os capítulos estarão nas seções primárias; Divisões de seção textual: de primária (ex. 1) até quinária (ex: ). Os pontos finais devem estar somente entre os números (como em subseções - ex. 2.2), e não após os mesmos, já que são inteiros (como nos capítulos - ex: 2) [NBR 6024]; Inicie capítulo sempre no anverso ( frente ) [NBR 14724]; Sempre deixar uma linha em branco com espaçamento 1,5 entrelinhas [NBR 14724] entre: o título do capítulo e a primeira linha do primeiro parágrafo do capítulo; o título de subcapítulo e a última linha do parágrafo que o antecede; o título de subcapítulo e a primeira linha do primeiro parágrafo do subcapítulo.

18 Formatação de títulos exemplo No exemplo de sumário constante na NBR 6027 temos a seguinte formatação, que pode ser adotada em seu trabalho. Lembramos que os títulos devem estar formatados do mesmo jeito no sumário e no meio do texto. NEGRITO E MAIÚSCULAS para títulos de capítulos (os que estão com números inteiros) e títulos dos elementos pós-textuais (sem numeração): ex: 1 INTRODUÇÃO REFERÊNCIAS só negrito para a seção secundária (primeira divisão de capítulo, ou subcapítulo, que leva apenas 2 números divididos por ponto final, como 2.1, 3.2, 4.5 etc.): ex: 2.1 Governo Fernando Henrique Cardoso sem destaque para as demais divisões de seções (as que levam mais de 2 números, divididos por ponto final, como 2.1.1, 3.4.5, etc.): ex: Multilateralismo

19 Referências bibliografia; anexo apêndice Referências [inclui tudo que foi citado e é elemento obrigatório] Bibliografia [inclui o que foi citado e o que não foi citado, mas não consta mais na estrutura do trabalho acadêmico na vigente norma NBR 14724] Anexo [criado por outro exemplos: entrevista da internet, imagens complementares] Apêndice [criação própria exemplos: roteiro de entrevista que fez, questionários aplicados, quadros comparativos etc.] Pode-se indicar em notas de rodapé ou entre parênteses que o que está sendo indicado no texto encontra-se em anexo ou apêndice no trabalho ex: (conferir ANEXO A) [NBR 14724] Títulos de apêndices e anexos devem ser organizados usando letras consecutivas em ordem alfabética (ANEXO A, ANEXO B etc.) [NBR 14724]

20 Capa informações que devem constar [NBR 14724] Nome da instituição ou das instituições responsáveis; Nome do autor do trabalho; Título completo do trabalho [indicar subtítulos após dois pontos]; Volume [se houver mais de um]; Cidade; Ano. Observações importantes: - A forma autorizada do nome da Unesp é: Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho ; - Não incluir informações como Mestrado em X ou Doutorado em Y na capa e nas folhas de rosto e de aprovação, pois essa informação deve estar presente somente no texto sobre a natureza do trabalho (verificar próximo slide).

21 Texto sobre a natureza do trabalho [NBR 14724] Este texto deve estar presente nas folha de rosto e de aprovação; Formatado com espaçamento simples e fonte em tamanho 12; Posicionado do meio para a direita da página [entre 08 e 16cm da régua superior, considerando as margens indicadas como padrão]; Deve conter essas informações: Tipo do trabalho [se é dissertação, tese, trabalho de conclusão de curso etc.]; Objetivo [para obtenção de grau, aprovação parcial etc.]; Nomes das instituições responsáveis; Área de concentração. Veja como fazer nos apêndices O e P.

22 Folha de rosto informações que devem constar [NBR 14724] Frente: Nome do autor do trabalho; Título completo do trabalho [indicar subtítulos após dois pontos]; Texto sobre a natureza do trabalho [verificar slide anterior]; Nome do orientador [e do co-orientador, se houver]; Volume [se houver mais de um]; Cidade; Ano. Verso: Ficha catalográfica fornecida pela biblioteca - É item obrigatório do texto, e deve ser solicitada pelo aluno à biblioteca; - Deve ser impressa no verso da folha de rosto, mesmo que a impressão seja somente no anverso ( frente ); - Todos os alunos, exceto os que estão vinculados à Unicamp, devem solicitar a ficha catalográfica por à nossa biblioteca, com pelo menos 1 semana de antecedência da entrega do texto para a banca de defesa. Veja mais detalhes no Apêndice R. Observações importantes: - A forma autorizada do nome da Unesp é: Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho ; - Não incluir informações como Mestrado em X ou Doutorado em Y na capa e nas folhas de rosto e de aprovação, pois essa informação deve estar presente somente no texto sobre a natureza do trabalho [veja próximo slide], nas folhas de rosto e de aprovação.

23 Folha de aprovação informações que devem constar [NBR 14724] Nome do autor do trabalho; Título completo do trabalho [indicar subtítulos após dois pontos]; Texto sobre a natureza do trabalho; Banca examinadora [incluir nomes, titulações mestre, doutor etc. e a que instituições estão vinculados cada membro da banca, com espaços para assinaturas]; Cidade; Data da aprovação. Observações importantes: - A forma autorizada do nome da Unesp é: Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho ; - Não incluir informações como Mestrado em X ou Doutorado em Y na capa e nas folhas de rosto e de aprovação, pois essa informação deve estar presente somente no texto sobre a natureza do trabalho (localizado nas folhas de rosto e de aprovação).

24 Resumo e Abstract Fazer pelo menos em português (resumo) e inglês (abstract); Caso use outro idioma além do português e inglês, é interessante fazer o resumo nesse outro idioma também. Texto do Resumo/Abstract: Pular uma linha entre o título e o texto do resumo [NBR 14724]; Formatado em tamanho 12 e espaçamento 1,5 entrelinhas [NBR 14724]; Recomenda-se parágrafo único sem recuo de tabulação, com 150 a 500 palavras [NBR 14724]; Deve apresentar o tema e ressaltar os objetivos, métodos, resultados e conclusões do trabalho, usando frases concisas e afirmativas, compostas de verbos na voz ativa e na terceira pessoa do singular [NBR 14724]; Fazer uma tradução fiel no(s) outro(s) idioma(s). Palavras-chave/Keywords : Separá-las só por pontos finais [NBR 14724]; Formatação: tamanho 12 e espaçamento 1,5 entrelinhas [NBR 14724]; Sugerimos que os assuntos sejam os mesmos constantes na ficha catalográfica; Não há mínimo nem máximo de assuntos para inclusão.

25 Lista de ilustrações e lista de tabelas Numere ilustrações e tabelas ao longo do texto sequencialmente conforme seu tipo (não reinicie a numeração a cada capítulo ou parte dele) exemplo de sequência no meio do texto: Quadro 1, Tabela 1, Mapa 1, Quadro 2, Mapa 2, Mapa 3, Tabela 2, Figura 1, Tabela 3 etc.; As listas para conteúdos que ilustram o trabalho são opcionais e podem ser de ilustrações (reunindo gráficos, mapas, figuras, fotografias, quadros, desenhos, fluxogramas etc.) ou de tabelas, que devem ser organizadas separadamente; Se tiver muitas ilustrações, pode-se dividir o que estaria reunido numa única lista de ilustrações conforme o tipo de ilustração, em várias listas independentes (ex.: lista de figuras, lista de mapas etc.); Organização: a lista de ilustrações deve ser organizada conforme a ordem de aparição das ilustrações (gráfico, mapa, figura, foto, quadros etc.), e a lista de tabelas deve ser organizada pela ordem de sucessão das tabelas no trabalho; Títulos extensos: o texto das linhas abaixo da primeira de cada título devem ser iniciados abaixo da primeira letra do título atribuído (o que fica após o travessão), como no exemplo abaixo: Quadro 1 América Latina nos anos Quadro 2 Comparação entre a economia argentina e a economia brasileira durante os anos 1990 e

26 Lista de abreviaturas e siglas Organizar alfabeticamente por siglas e/ou abreviaturas usadas no trabalho, alinhando os títulos pela primeira letra do título por extenso que sucede a sigla ou abreviatura mais longa exemplo: PUC Pontifícia Universidade Católica Unicamp Universidade Estadual de Campinas USP Universidade de São Paulo Na primeira indicação de uma sigla na parte textual, colocar primeiro o significado da sigla por extenso e depois a sigla entre parênteses. Nas indicações seguintes, pode-se indicar só a sigla; Na parte pré-textual, se for citar alguma sigla ou abreviatura, colocar também significado por extenso e sigla entre parênteses, fazendo o mesmo na primeira ocorrência na parte textual.

27 Sumário [NBR 6027] Último elemento pré-textual, indica os componentes das partes textual e pós-textual, com seus títulos e paginações, indicadas pelos números das páginas iniciais ou pelos intervalos (página inicial-página final); Alinhamento de seus componentes sempre à esquerda e todos com a margem dos títulos alinhadas pela letra de início do título da subseção mais subdividida (o título que tiver a numeração mais subdividida), inclusive para os elementos pós-textuais, que não possuem numeração no título; Após o título de cada parte contida no sumário, digite vários pontos finais até chegar ao número de página, que deve estar a margem direita. Exemplo: Quadro 2 Estados Unidos Se for muito extenso pode continuar no verso da folha; Com o uso de sumário automático essa formatação vai se repetir dentro do texto também, ficando em desacordo com o padrão, cheia de espaços entre o número e o texto do título.

28 Sumário exemplo 1 INTRODUÇÃO POLÍTICA BRASILEIRA Governo Fernando Henrique Cardoso Ministros Governo Lula Ministros DEFESA E SEGURANÇA Governo Fernando Henrique Cardoso Ministros Governo Lula Ministros ANÁLISE COMPARATIVA CONSIDERAÇÕES FINAIS REFERÊNCIAS APÊNDICE A ROTEIRO DA ENTREVISTA ANEXO A ENTREVISTA ANEXO B ENTREVISTA ANEXO C ENTREVISTA

29 Notas de rodapé Podem ser notas de referências ou notas explicativas (para comentários, esclarecimentos, sugestões e indicações que não possam ser incluídos no texto); Formatação: dentro das margens do texto, com um filete de 5 cm a partir da margem esquerda entre o texto e elas, espaçamento simples e fonte menor, com numeração consecutiva até o fim do capítulo ou parte, sem deixar linha em branco entre elas [NBR 14724]; Alinhamento: não é informada a direção do alinhamento para as notas de rodapé em geral, mas se usá-las para referências devem ser alinhadas à esquerda, pois as referências sempre devem estar alinhadas à esquerda, e a cada primeira referência de um texto em notas deve-se apresentar a referência completa [NBR 14724; NBR 6023]; As indicações de fontes de citações podem ir entre parênteses ao lado dos textos correspondentes com o sistema autor-data, então pode-se usar as notas de rodapé somente como explicativas (para comentários, complementações e explicações), ocupando menos espaço no texto.

30 Notas de rodapé exemplo Notas com mais de uma linha: alinhar todo o texto da nota de rodapé tendo como parâmetro a 1ª letra da 1ª linha da última nota (de maior numeração) [NBR 14724]. Para fazer isso, selecione todas as notas, e, visualizando a última, desloque os elementos que ajustam os recuos de linhas à esquerda pela régua, conforme o exemplo abaixo indicado como texto com alinhamento.

31 Ilustrações (quadros, figuras, gráficos etc.) [NBR 14724] Usar espaçamento simples e fonte menor que a padrão (12) em seus títulos e fontes; A ilustração não deve ultrapassar as margens do texto, e deve estar o mais próximo possível do trecho a que se refere; Os títulos devem ser compostos pelos nomes dos tipos de ilustrações, seguidos de números arábicos inteiros e consecutivos dentro da sequência por tipo de ilustração exemplos de uma sequência no trabalho: Figura 1 Austrália Mapa 1 Japão Mapa 2 Coreia do Norte Mapa 3 Indonésia Figura 2 Europa Indicar o título sempre acima da imagem (modelo: Indicação do tipo de ilustração numeração Título da ilustração dado pelo autor do trabalho), e abaixo dela a fonte da mesma, mesmo que seja criação sua com base em outra fonte. Exemplo usando sistema autor-data: Figura 1 Relações bilaterais da Rússia [FIGURA] Fonte: SILVA, 2014, p. 15.

32 Alíneas e subalíneas [NBR 6024:2002] Usadas para inclusão de assuntos sem título próprio dentro de uma seção. Alíneas O texto que as antecedem deve terminar com dois pontos; São indicadas com letras minúsculas organizadas alfabeticamente, seguidas de parênteses, e podem ser dobradas quando se esgotarem as letras; Apresentam recuo em relação à margem esquerda [sem determinação de tamanho]; Os textos das alíneas devem começar por letras minúsculas e terminarem com ponto-evírgula, exceto a última, que se encerra com ponto final; Se excederem mais de uma linha, o texto presente da 2ª linha e posteriores, devem ser alinhados tendo como parâmetro a 1ª letra da 1ª linha do texto da própria alínea. Subalíneas O texto que as antecedem deve se encerrar com dois pontos; São indicadas com letras minúsculas organizadas alfabeticamente, seguidas de parênteses, e podem ser dobradas quando se esgotarem as letras; Devem apresentar recuo em relação à alínea a que estão relacionadas [sem determinação de tamanho]; Os textos das alíneas devem começar por travessão seguido de espaço, e terminarem com ponto-e-vírgula, exceto a última, que se encerra com ponto final; Se excederem mais de uma linha, o texto presente da 2ª linha e posteriores, devem ser alinhados tendo como parâmetro a 1ª letra da 1ª linha do texto da própria alínea.

33 Alíneas e subalíneas exemplo LIMITES E PRAZOS DE EMPRÉSTIMOS: a) Alunos de doutorado, especialização e mestrado: - empréstimos locais: 10 livros por 30 dias; 03 obras de referência por 08 horas; 10 dissertações, monografias e teses por 30 dias; 03 duplicatas da revista "Política Externa" por 15 dias; - empréstimos externos: 05 EEBs (Empréstimo Entre Bibliotecas) pelo prazo estipulado pela biblioteca fornecedora (Unesp, USP e Unicamp) solicitar por . b) Docentes: - empréstimos locais: 10 livros por 45 dias; 03 obras de referência por 08 horas; 10 dissertações, monografias e teses por 45 dias; 03 duplicatas da revista "Política Externa" por 15 dias; - empréstimos externos: 05 EEBs (Empréstimo Entre Bibliotecas) pelo prazo estipulado pela biblioteca fornecedora (Unesp, USP e Unicamp) solicitar por .

34 Fontes de citações como indicar [NBR 10520] Escolher e usar apenas um dos sistemas de chamada por todo o texto. Sugerimos o uso do sistema autor-data, por facilitar a localização e permitir uso de notas de rodapé. 1) numérico: ao lado do texto citado incluir numeração única e consecutiva, que remete à lista de referências ao final do trabalho. Indica-se o número entre parênteses ou sem parênteses sobrescrito após a pontuação final da citação; não é possível usar notas de rodapé quando usar esse sistema de chamada. Exemplos da NBR 10520: Diz Rui Barbosa: Tudo é viver, previvendo. (15) Diz Rui Barbosa: Tudo é viver, previvendo. 15 2) autor-data: indica-se autoria ou título (sem autoria), ano* e página, entre parênteses ou em notas de referências em rodapé. - Com autoria: Indica(m)-se o(s) sobrenomes de autor(es) ou nomes completos das entidades, ano e página. Ex: Indicação em fonte de citação: (ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS, 2014, p. 24) - Sem autoria: Entrada pelo título, considerando-se a primeira palavra do título que não seja artigo ou monossílabo (se esses vierem antes dela devem constar também), colocada em maiúsculas, sendo seguida por: reticências, ano, página [se houver] modelo: (ARTIGO OU MONOSSÍLABO SEGUIDO DA PRIMEIRA PALAVRA QUE NÃO SEJA ARTIGO OU PREPOSIÇÃO..., ANO, p. XX) Ex: Título: Os perigos dos agrotóxicos. Indicação em fonte de citação: (OS PERIGOS..., 2012, p. 54)

35 Citações de textos (seus e de outros) parte 1/2 Epígrafe (uso opcional) [NBR 14724]: - Considerá-la como citação, indicando fonte; - Pode-se usá-la em folha após os agradecimentos e no início de cada capítulo, se quiser Indicações de alterações no texto citado diretamente [NBR 10520] - Supressões (omissão de parte do texto): substitua a parte retirada/omitida por reticências entre colchetes: [ ]; - Acréscimos, comentários e interpolações suas no meio do texto original: incluir a informação entre colchetes [como no uso de sic* ou acréscimos de informações que estão ausentes], ao lado da informação que quer comentar ou complementar, como no exemplo: A indicação [do diretor ao cargo de presidente] foi aprovada por unanimidade. (SILVA, 2014).; - Ênfase/destaque de palavras ou trechos: pode-se usar negrito, sublinhado (grifo) ou itálico, destacando no final da indicação de fonte de quem é o grifo, com as expressões grifo do autor (conforme está no original) ou grifo nosso (atribuído por você ao texto original, ou seja, no original não está em destaque). *Uso de sic (equivalente a exatamente assim ): indica-se a palavra que parece ser ou estar inadequada ou incorreta no texto original que se está citando diretamente, e imediatamente depois da palavra coloque [sic].

36 Citações de textos (seus e de outros) parte 2/2 Informação verbal de palestras etc.: incluir ao final do texto que está sendo citado (informação verbal), e indicar os dados de referência do evento em nota de rodapé e também nas referências. [NBR 10520] Nomes de autores: cite-os e referencie-os conforme ordem de aparição constante no documento Citação indireta (paráfrase): sem aspas, indicando a fonte da citação entre parênteses; indicação de página não é obrigatória [NBR 10520], mas como é uma informação importante para localização, sugerimos incluir. Citação direta [NBR 10520]: indicação de página é obrigatória (se existir paginação), e de volume se necessário; em até 3 linhas: entre aspas duplas ( ), no meio do texto; com mais de 3 linhas: sem aspas duplas; em nova linha com todo seu texto recuado em 4cm a partir da esquerda, com fonte menor que 12 e espaçamento simples. Incluir indicação de fonte da citação ao final entre parênteses, seguida de ponto final. Veja exemplos de citações no slide a seguir.

37 Citações diretas e indiretas exemplos com o mesmo texto direta com menos de 3 linhas Anteriormente à guerra, no sistema internacional [...] todos desejavam impedir a hegemonia alemã (ARON, 1986, p. 179). direta com mais de 3 linhas [nesse slide a fonte e o recuo estão maiores que o padrão na citação, em razão da legibilidade, mas considere como se tivesse fonte menor que 12 e 4 cm de recuo a partir da esquerda veja como fazer o ajuste de margem nos apêndices O e P] No sistema internacional anterior à guerra, [...], o dado inicial fora a vontade dos Estados insatisfeitos de alterar o status quo. Entre os Estados ameaçados por essa vontade revolucionária, alguns eram mais conservadores, outros 4 cm menos; mas todos desejavam impedir a hegemonia alemã [...]. (ARON, 1986, p. 179, grifo do autor). Indireta (paráfrase) No sistema internacional anterior à guerra, os Estados considerados ameaçados desejavam impedir a hegemonia alemã, quer fossem mais ou menos conservadores (ARON, 1986, p. 179).

38 Citações: usos de aspas em citação direta Aspas duplas no original ( ) viram aspas simples ( ) no meio da sua citação do original [NBR 10520] EXEMPLO No original: Os derrotados nas eleições também identificam semelhanças entre a conjuntura brasileira e a situação política dos nossos vizinhos, denunciando a radicalização e a divisão do País em pobres e ricos. Na citação direta com mais de 3 linhas [nesse slide a fonte e o recuo estão maiores que o padrão na citação, em razão da legibilidade, mas considere como se tivesse fonte menor que 12 e 4 cm de recuo a partir da esquerda] Medeiros (2014) afirma que: Os derrotados nas eleições também identificam semelhanças entre a conjuntura brasileira e a situação política dos nossos vizinhos, 4 cm denunciando a radicalização e a divisão do País em pobres e ricos. (MEDEIROS, 2014).

39 Fontes de citações autores não-institucionais [NBR 10520] - dentro dos parênteses o(s) sobrenome(s) de cada autor deve(m) estar em maiúsculas e separado(s) dos sobrenome(s) dos demais autores por ; [não usar &,, ou e ] ex: (MAIA; MELLO; JATOBÁ, 2014) - fora dos parênteses colocar os sobrenomes só com as iniciais em maiúsculas, ligando o(s) sobrenome(s) do último autor aos anterior(es) por e [não usar & para ligá-los] ex: Maia, Mello e Jatobá (2014) 1 a 3 autores não-institucionais: (SOBRENOME(S) DO AUTOR 1; SOBRENOME(S) DO AUTOR 2; SOBRENOME(S) DO AUTOR 3, ano, p. XX) Ex: (MATHIAS; SAINT-PIERRE; SOARES, 2014, p. 98) 4 ou mais autores não-institucionais: (SOBRENOME(S) DO AUTOR 1 et al., ano, p. XX) Ex: (BARROS et al., 2013, p. 212)

40 Fontes de citações autores institucionais [NBR 10520] Autor institucional/entidade: (NOME DA INSTITUIÇÃO POR EXTENSO, ano, p. XX) Ex: (UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO, 2014, p. 05) Quando a entidade tiver uma denominação genérica, indicar o órgão superior à entidade ou a jurisdição geográfica à qual pertence, para diferenciá-la. ex.: BRASIL. Ministério das Relações Exteriores. SÃO PAULO (Estado). Secretaria da Educação.

41 Fontes de citações homônimos e datas [NBR 10520] Se for o mesmo autor indicar com letras minúsculas ao lado do ano (incluir a letra ao lado do ano desde a primeira vez em que aparecerem no texto, mesmo fora de parênteses): (SOUZA, 2000a). Se não for o mesmo autor, mas coincidir a data indicar inicial do nome de cada um: (SOUZA, M., 2000); Se for a mesma inicial, o nome por extenso: (SOUZA, Marcos, 2000). Várias obras de um mesmo autor citadas juntas, de datas diferentes ou iguais Separar as datas por vírgulas: (SOUZA, 2000, 2001b, 2002a); Se indicar mais textos, separe-os por ponto-e-vírgula: (SOUZA, 2000, 2001b, 2002a, 2002b; MUNIZ, 2000; ALVES; FERNANDES, 1995).

42 Fontes de citações destaques e traduções Destaques nas citações diretas feitos pelo autor original ou por você: indicar ao final da indicação de fonte de citação se são seus (usar grifo nosso ) ou do autor (original, com grifo do autor ): Ex: (OLIVEIRA, 1984, p. 55, grifo nosso); Incluir traduções feitas por você: essa decisão é conjunta do aluno com o orientador, decidindo pela inclusão ou não de citações diretas de traduções e/ou seus originais, e como fazê-las em nota de rodapé ou no meio do texto, por ex. -; se houver tradução já publicada, deve-se citar a publicada; se fizer a tradução, apontar que a tradução é própria utilizando tradução nossa, ao final da indicação da fonte da citação [NBR 10520], como em: (OLIVEIRA, 1984, p. 55, tradução nossa).

43 Fontes de citações apud, autoria e notas de referência Autor citando outro autor: indicar usando apud (= citado por); [NBR 10520]; não é preciso dar destaque a essas expressões (itálico, por ex.) Ex: (OLIVEIRA, 1984, p. 55 apud VIANNA, 2014, p. 57); Considerar a autoria conforme consta no idioma original (sem traduzir), considerando cada forma como um autor diferente: UNITED NATIONS NAÇÕES UNIDAS HIGH COMISSIONER FOR REFUGEES ALTO COMISSARIADO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA REFUGIADOS Notas de referência com ibidem e idem; opus citatum/opere citato/obra citada; confira/confronte: usa-se só quando as referências a que se referem estiverem na mesma página dessas notas; se houver mudança de página, é preciso repetir a informação à que faz referência na página seguinte ou anterior [NBR 10520]; não é preciso dar destaque a essas expressões (itálico, por ex.).

44 Referências formatação geral usando o sistema autor-data Formatação: alinhamento à esquerda, com a fonte padrão escolhida em tamanho 12 [NBR 6023] e espaçamento simples [NBR 14724], com linhas em branco entre as referências (também com fonte 12 e espaçamento simples); Deve seguir uma única ordem alfabética [NBR 6023], o que facilitará a localização de cada referência entre as várias organizadas. A organização alfabética segue essa sequência: primeiro pelos autor(es), depois pelos título(s) quando o(s) autor(es) forem os mesmos, e assim sucessivamente; As referência(s) do que estiver na parte pós-textual posterior às páginas com as referências da parte textual (nos anexos, apêndices etc.), devem estar contidas ao final de cada parte pós-textual aonde foi citada; Aonde recolher as informações necessárias: folha de rosto, verso da folha de rosto (ficha catalográfica) e capa; Respeitar a ordem das informações para montar a referência considerando o tipo de documento que for referenciar, e indicar todas as informações essenciais para aquele tipo de documento; Se tiver dúvida se o documento é livro ou periódico: confira se há número de ISBN (número internacional padrão para livro) ou de ISSN (número internacional padrão para periódico); se houver os 2, veja se consta como periódico no CCN; se constar, considere como periódico, se não, como livro;

45 Autoria em ordem indireta parte 1/4 [NBR 6023] Ordem indireta/invertida em autorias principais: SOBRENOME(S)*, Nome(s)** Para nomes de autores não-institucionais e para outras autoridades, como organizadores, editores, compiladores e outras autoridades principais quando a entrada não é feita pelo título da publicação (somente quando eles assumem a autoria de parte e/ou do todo), com a indicação de sua responsabilidade na publicação abreviada entre parênteses após o fim do nome; entre nomes de diferentes autores use ;. Exemplos: GARCÍA MÁRQUEZ, Gabriel. VILLA, Rafael Duarte; MATHIAS, Suzeley Kalil (Org.). Autoridades na publicação enquanto autores principais [mencionados antes do título do todo]: indicar de forma abreviada o tipo de responsabilidade no singular Compilador(es): (Comp.) Coordenador(es): (Coord.) Editor(es): (Ed.) Organizador(es): (Org.) * e **: ver próximos 3 slides

46 Autoria em ordem indireta parte 2/4 Ordem indireta/invertida em autorias principais: SOBRENOME(S)*, Nome(s)** *SOBRENOMES [CÓDIGO..., 2005, PT. 2, 22.5C-22.5D]: Geralmente indica-se em maiúsculas antes da vírgula somente o último sobrenome, exceto nos casos abaixo, em que se faz a indicação também em maiúsculas: SIMPLES: Espanhóis: se antecedido somente por artigo, manter a preposição à sua frente (ex.: LAS HERAS, Manuel Antonio); se antecedido por preposição ou por contração de artigo com preposição, manter somente o sobrenome (ex.: CASAS, Bartolomé de las ) Escandinavos desde o nome se for antecedido por artigo ou contração de artigo com preposição que se inicie com de holandês (ex.: HALLSTRÖM, Gunnar Johannes af; LINNÉ, Carol von); desde o prefixo se for antecedido por artigo ou contração de artigo com preposição que não se inicie com de holandês, ou tiver outra origem (ex.: DE GEER, Gerard; DE LA GARDIE, Magnus Gabriel; LA COUR, Jens Lassen) Franceses, ingleses e nomes italianos modernos: desde o artigo ou a contração do artigo com preposição que antecede o último sobrenome simples (ex: LA BRUYÈRE, René; DU JARDIN, Thomas; DELLA VOLPAIA, Eufrosino; DI CONSTANZO, Angelo; DE MORGAN, Augustus)

47 Autoria em ordem indireta parte 3/4 Ordem indireta/invertida em autorias principais: SOBRENOME(S)*, Nome(s)** *SOBRENOMES [CÓDIGO..., 2005, PT. 2, 22.5C-22.5D]: Geralmente indica-se em maiúsculas antes da vírgula somente o último sobrenome, exceto nos casos abaixo, em que se faz a indicação também em maiúsculas: SIMPLES: holandeses e alemães: desde o prefixo que anteceda o nome desde que seja artigo ou contração de artigo com preposição (ex.: DE BOOR, Hans Otto; VOM ENDE, Erich; ZUR LINDE, Otto); desde o sobrenome se for antecedido por prefixo que não seja artigo ou contração de artigo com preposição (ex.: URFF, Georg Ludwig von und zu; MÜHLL, Peter von der; GOETHE, Johann Wofgang von) portugueses que sejam seguidos de indicação de parentesco: faça a indicação pelo sobrenome mantendo o parentesco na sequência (ex: CASTRO SOBRINHO, A. R. de). COMPOSTOS: franceses, espanhóis, italianos, húngaros e tchecos: desde seu primeiro elemento (ex.: GARCÍA MÁRQUEZ, Gabriel; MOLINA Y VEDIA DE BASTIANINI, Delfina; BOMACCI BRUNAMONTI, Alinda) nomes ligados por hífen: considerar como se fosse um só, mantendo-os juntos sempre (ex: MÜLLER-BRESLAU, Heinrich).

48 Autoria em ordem indireta parte 4/4 Ordem indireta/invertida em autorias principais: SOBRENOME(S)*, Nome(s)** **Abreviações Podem-se abreviar nas referências as iniciais dos nomes e sobrenomes que estão após a vírgula na indicação de autor não-institucional [NBR 6023], principalmente se grande parte dos nomes das referências incluídas já constar assim nos documentos (ex: MATHIAS, S. K.); Se abreviar os nomes for simplesmente uma escolha (quando eles estão por extenso em todos os documentos em seu trabalho), prefira colocá-los por extenso mesmo, para evitar confusões com homônimos e facilitar a localização e conhecimento do nome por extenso pelo leitor, caso ele queira conhecer outros textos dos autores em questão; Se a maioria dos nomes já constar abreviada, opte por abreviar todos.

49 Autoria em ordem direta Ordem direta em autorias que não são principais: Nome(s) e Sobrenome(s) Para indicar outras autoridades presentes no documento, que não são as principais, como tradutores, autores de prefácios, comentários, apresentações e posfácios e outras autoridades. Suas indicações vêm logo após o título do todo. [NBR 6023] Exemplos*: Tradução de Clarice Lispector. Apresentação de Gabriel García Márquez. *Nos exemplos presentes na NBR 6023, ora inclui-se de entre a indicação do tipo de autoridade e seu nome, ora o de fica ausente, então aqui preferimos usar o de.

50 Referências autores e outras autoridades [NBR 6023] Quando há vários textos de mesma autoria e organizados na mesma página nas referências, pode-se usar um traço equivalente a exatos 6 espaços sublinhados [ ], ao invés de repetir o nome de autor na mesma referência (quando é autor da parte e do todo), e nas seguintes (vários textos do mesmo autor), caso seu nome esteja na mesma posição da anterior (em primeiro lugar, por exemplo). Se for necessário continuar as referências de um mesmo autor em outra página, deve-se incluir o nome na primeira referência e pode-se usar o traço de 6 espaços sublinhados nas demais referências que trouxerem textos da mesma autoria na mesma página; Se houver dois títulos iguais de um mesmo autor na mesma página (como o uso de várias traduções de um mesmo texto), pode-se substituir também o título pelos 6 sublinhados, desde que sejam idênticos e estejam na mesma página nas referências; Se o autor for também editor no mesmo documento: pode-se omiti-lo somente enquanto editor (informando só cidade e ano de publicação).

51 Referências formatação de títulos Destaque do título do todo não inclui o(s) subtítulo(s), sempre apresentado(s) após : e um espaço [NBR 6023]: ex.: Discursos: de outubro de 1992 a agosto de 1993 Títulos bilíngues: pode citar só o primeiro que aparece, mas se quiser citar os dois, separe-os com sinal de igualdade (=) [NBR 6023]; Títulos que contenham aspas simples ou duplas devem ser colocados da mesma forma na referência, como nos exemplos abaixo: RIBEIRO, Lys; SIEMERINK, Rafael. O equívoco da política externa para o Oriente Médio é na verdade não ter uma política externa : entrevista com Reginaldo Nasser [27 ago. 2014]. In: BRASIL no mundo: contribuições para a política externa brasileira. Disponível em: <http://brasilnomundo.org.br/entrevistas/nasser-o-equivoco-da-politica-externa-para-ooriente-medio-e-na-verdade-nao-ter-uma-politica-externa-2/#.vd1s_8mwsjs>. Acesso em: 14 out TRANCHES, Renata. Leis eleitorais desafiam a democracia dos Estados Unidos : entrevista: Alexander Keyssar, historiador americano e professor da Harvard Kennedy School. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 15 nov Internacional. Disponível em: <http://internacional.estadao.com.br/noticias/geral,leis-eleitorais-desafiam-a-democracia-doseua, >. Acesso em: 19 nov

52 Referências locais e editoras [NBR 6023] Locais de publicação Editoras Não traduzir nomes de cidades: deixá-las conforme consta no documento; Várias cidades e um mesmo editor: citar só a primeira cidade ou a que está em maior destaque; Homônimos de cidades: indicar estado ou país após o nome para diferenciar exemplos: enquanto autor: SÃO PAULO (Estado) enquanto local de edição: Córdoba, AR Mais de três: citar só a primeira ou a que está em maior destaque; Até 2 editoras na mesma cidade: separar as editoras com dois pontos (ex: São Paulo: Unesp: Scipione); Até 2 editoras em cidades diferentes: usar ponto-e-vírgula para separar as cidades (ex: São Paulo: Unesp: EDUSP; Campinas: Unicamp); Pode-se abreviar prenomes e omitir informações de caráter comercial ou jurídico (Editora, Livraria e outras), desde que não prejudique a identificação (ex: J. Olympio, ao invés de Livraria José Olympio Editora).

53 Referências informações de edição [NBR 6023] Detalhes: abreviar, informando logo após o título ou após as indicações de autoridades que não sejam principais, se houver (ex.: 2. ed. rev. e aum.); manter no mesmo idioma (ex.: 5th ed.); para número de edição, indicar só quando não for 1ª edição. Documento sem paginação e publicação no prelo (ainda não lançada): incluir a informação ao final da referência, com as expressões No prelo. e Não paginado. sem aspas. Informações ausentes: Sem local: indicar com [S.l.] (=sine loco) - Ex: [S.l.]: Editora Agrária, 2014.; Sem nome da editora: indicar com [s.n.] (=sine nomine) - Ex: São Paulo: [s.n.], 2014.; Sem local e sem editora: indicar com [S.l.: s.n.] - Ex: [S.l.: s.n.], 2014.

54 Datas indicadas [NBR 6023] Com indicação de dia (para data de publicação e/ou de acesso online), geralmente abreviando o mês - abreviar somente os indicados abaixo, mantendo-os no mesmo idioma e com a inicial conforme consta no documento (maiúscula ou minúscula): Alemão: Jan., Feb., Apr., Aug., Sept., Okt., Nov., Dez. Espanhol: feb., abr., jun., jul., sept., oct., nov., dic. Francês: janv., févr., juil., sept., oct., nov., déc. Inglês: Jan., Feb., Mar., Apr., Aug., Sept., Oct., Nov., Dec. Italiano: genn., febbr., mar., apr., magg., ag., sett., ott., nov., dic. Português: jan., fev., mar., abr., jun., jul. ago., set., out., nov. dez. Exemplos: 14 jun. 2014; 15 maio 2012; 16 sept. 2008; 17 janv estação do ano: não abreviá-la, mantendo-a no mesmo idioma e com a inicial conforme consta no documento (em maiúscula ou em minúscula) ex.: primavera semestre: abreviar como 1. sem. ou 2. sem. ex.: 1. sem Observação: Nas fontes de citação indique a data apenas com o ano.

55 Datas prováveis Só quando não houver uma data indicada na folha de rosto (incluindo seu verso), pode-se incluir, se constar: o ano de copyright, incluindo um c antes do ano (ex.: c2007) ; entre colchetes a que constar no colofão (texto às vezes presente na última página, que traz informações de (re)edição e/ou (re)impressão). Indicar uma data entre colchetes, pelas informações que souber, conforme os exemplos indicados conforme cada situação citada abaixo [NBR 6023]: [1971] : é a data certa, apesar de não constar; [1971?] : é uma data provável; [entre 1971 e 1974] : sabe-se o intervalo provável de publicação, desde que menor que 20 anos; [ca. 1960] : sabe-se a data aproximada [o ca. equivale a aproximadamente ] [197-] : sabe-se somente a década certa; [197-?] : sabe-se somente a década provável; [18--] : sabe-se o século certo; [18--?] : sabe-se o século provável. Nas fontes de citação de um texto com data provável, indique a data apenas com o ano, mas da mesma forma que indicou-o nas referências (com ou sem colchetes, com ou sem letras e símbolos de pontuação etc.).

56 REFERÊNCIAS POR TIPO DE DOCUMENTO Nos slides a seguir constam: informações essenciais para fazer referências para alguns tipos de documento, sua ordem e pontuação; exemplos diversos, com informações essenciais e complementares, para esses tipos de documentos incluídos; exemplos para outros tipos de documentos.

57 Referências monografia no todo ou em parte [NBR 6023] Se estiver online, incluir informação de acesso ao final da referência: Disponível em: <endereço sem grifo>. Acesso em: dia mês ano. Informações essenciais, sua ordem e pontuação: Monografia no todo (ex: livro completo): Nome(s) em ordem indireta de autor(es) ou de outra(s) autoridade(s) se não houver autor(es). Título completo do todo e em destaque. Número de edição se for maior que 2. Cidade: Editora, data. Monografia em parte (ex: capítulo de livro): Nome(s) em ordem indireta de autor(es) da parte. Título completo da parte. In: Nome(s) em ordem indireta de autor(es) ou de outra(s) autoridade(s) se não houver autor(es). Título completo e em destaque do todo. Número de edição se for maior que 2. Cidade: Editora, data. p. número da página inicial-número da página final da parte.

58 Referências livro com autores não-institucionais exemplos AMROSH, Lori Fisler et al. International Law: cases and materials. St. Paul, Minnesota: West Group, CALDART, Roseli Salete et al. (Org.). Dicionário de educação do campo. Rio de Janeiro: Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio; São Paulo: Expressão Popular, CARPENTIERI-PÍPOLO, Valéria (Org.). Culturas transgênicas: uma abordagem de benefícios e riscos. Londrina: EDUEL, VIGEVANI, Tullo; CEPALUNI, Gabriel. A política externa brasileira: a busca da autonomia, de Sarney a Lula. São Paulo: Editora Unesp: Programa San Tiago Dantas de Pós-graduação em Relações Internacionais, (Coleção Estudos internacionais).

59 Referências livros com autores institucionais exemplos ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 14724: informação e documentação: trabalhos acadêmicos: apresentação. Rio de Janeiro, BRASIL. Presidência da República. Secretaria Especial dos Direitos Humanos. Direitos humanos: documentos internacionais. Brasília, COUNCIL OF THE EUROPEAN UNION. Information handbook of the Council of the European Union. Luxembourg: Office for Official Publications of the European Communities, INSTITUTO DE PESQUISA, ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO (Coord.). Desenvolvimento rural: desafios do planejamento econômico e ambiental. São Carlos: Cubo, RED DE SEGURIDAD Y DEFENSA DE AMÉRICA LATINA. Atlas comparativo de la defensa en América Latina: edicción Buenos Aires: Ser en el 2000, CD-ROM.

60 Referências capítulos de livros exemplos DEL VECCHIO, Angelo. Notas sobre o conceito de potência. In: (Org.). Política internacional e hegemonia: Brasil e Estados Unidos no contexto da globalização. São Paulo: Sociologia e Política, p DONADIO, Marcela. Visões estratégicas na América do Sul. In: OLIVEIRA, Marcos Aurelio Guedes de (Org.). Comparando a defesa sul-americana. Recife: Editora Universitária da UFPE, p MOREIRA, Ruy. A geografia mundial que nos chega. In:. O pensamento geográfico brasileiro. São Paulo: Contexto, v. 3, p RIBEIRO, Marlene. Educação rural. In: CALDART, Roseli Salete et al. (Org.). Dicionário de educação do campo. Rio de Janeiro: Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio; São Paulo: Expressão Popular, p ZAKIA, Maria José Brito. A nova lei florestal e seus instrumentos. In: INSTITUTO DE PESQUISA, ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO (Coord.). Desenvolvimento rural: desafios do planejamento econômico e ambiental. São Carlos: Cubo, p

61 Referências livros detalhes [Observação: destaques de cor usados aqui somente para ilustrar detalhes neste slide, não devendo ser aplicados nas referências no trabalho acadêmico]

62 Referências livros em CD-ROM e DVD-ROM exemplos LIVRO EM DVD-ROM BRASIL. Livro branco de defesa nacional. Brasília: [s.n.], DVD-ROM. Contém material de texto e audiovisual que suplementa o conteúdo do livro homônimo. COLEÇÃO DE LIVROS EM CD-ROM BRASIL. Ministério da Defesa. Coleção pensamento brasileiro sobre defesa e segurança. [S.l.: s.n.], CD-ROM. Contém 4 livros em formato PDF, intitulados: Reflexões sobre defesa e segurança: uma estratégia para o Brasil (v. 1), O Brasil no cenário internacional de defesa e segurança (v. 2), As Forças Armadas e o desenvolvimento científico e tecnológico do país (v. 3) e Desafios na atuação das Forças Armadas (v. 4). LIVRO EM PDF DENTRO DA COLEÇÃO DE LIVROS EM CD-ROM PINTO, J. R. de Almeida; RICHA, A. J. Ramalho da; SILVA, R. Doring Pinho da (Org.). O Brasil no cenário internacional de defesa e segurança. Brasília: Ministério da Defesa, Secretaria de Estudos e de Cooperação, (Pensamento brasileiro sobre defesa e segurança, 4). In: BRASIL. Ministério da Defesa. Coleção pensamento brasileiro sobre defesa e segurança. [S.l.: s.n.], CD-ROM.

63 Referências referências do mesmo autor na mesma página FERNANDES, Bernardo Mançano. Acampamento. In: CALDART, Roseli Salete et al. (Org.). Dicionário de educação do campo. Rio de Janeiro: Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio; São Paulo: Expressão Popular, p Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). In: CALDART, Roseli Salete et al. (Org.). Dicionário de educação do campo. Rio de Janeiro: Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio; São Paulo: Expressão Popular, p ; MEDEIROS, Leonilde Servolo de; PAULILO, Maria Ignez (Org.). Lutas camponesas contemporâneas: condições, dilemas e conquistas. São Paulo: Unesp; Brasília: Núcleo de Estudos Agrários e Desenvolvimento Rural, v. 2. (História social do campesinato brasileiro). SAINT-PIERRE, Héctor. Max Weber: entre a paixão e a razão. 2. ed. Campinas: Editora da Unicamp, (Coleção Repertórios). (Org.). Controle civil sobre os militares e política de defesa na Argentina, no Brasil, no Chile e no Uruguai. São Paulo: Editora Unesp: Programa San Tiago Dantas de Pós-graduação em Relações Internacionais, (Coleção Estudos internacionais). ; MATHIAS, Suzeley Kalil (Org.). Entre votos e botas: as Forças Armadas no labirinto latino-americano do novo milênio. Franca: Universidade Estadual Paulista, ; MEI, Eduardo (Org.). Paz e guerra: defesa e segurança entre as nações. São Paulo: Unesp, (Coleção Paz, defesa e segurança internacional).

64 Referências periódico no todo (coleção completa) [NBR 6023] Se estiver online, incluir informação de acesso ao final da referência: Disponível em: <endereço sem grifo>. Acesso em: dia mês ano. Informações essenciais, sua ordem e pontuação: Periódico fora de publicação: TÍTULO COMPLETO DO PERIÓDICO DESTACADO POR MAIÚSCULAS POR EXTENSO. Cidade: Editora, data de início de publicação-data de encerramento de publicação. Periódico vigente: TÍTULO COMPLETO DO PERIÓDICO DESTACADO POR MAIÚSCULAS POR EXTENSO. Cidade: Editora, data de início de publicação-.

65 Referências periódicos no todo exemplos POLÍTICA EXTERNA. São Paulo: Paz e Terra: Instituto de Estudos Econômicos Internacionais ISSN: Trimestral. REVISTA BRASILEIRA DE POLÍTICA INTERNACIONAL. Rio de Janeiro: Instituto Brasileiro de Relações Internacionais ISSN: Semestral. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_issues&pid= &lng=pt&nrm=iso>. Acesso em: 14 out REVISTA DE ECONOMIA E SOCIOLOGIA RURAL. Brasília: Instituto Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural ISSN: Trimestral. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_issues&pid= &lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 21 out SIPRI YEARBOOK: armaments, disarmament and international security. Oxford: Oxford University Press ISSN: Anual. Publicação do Stockholm International Peace Research Institute.

66 Referências periódico em parte (fascículo, separata etc. sem título próprio) [NBR 6023] Se estiver online, incluir informação de acesso ao final da referência: Disponível em: <endereço sem grifo>. Acesso em: dia mês ano. Informações essenciais, sua ordem e pontuação: TÍTULO COMPLETO DO PERIÓDICO DESTACADO POR MAIÚSCULAS POR EXTENSO. Cidade: Editora, numeração do ano e/ou do volume da parte em questão, numeração da parte em questão, informações de períodos ou datas de publicação da parte.

67 Referências periódico em parte exemplos REVISTA BRASILEIRA DE POLÍTICA INTERNACIONAL. Brasília: Instituto Brasileiro de Relações Internacionais, v. 57, n. especial, Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_issuetoc&pid= &lng=pt&nrm=iso>. Acesso em: 11 nov Número especial sobre China. REVISTA DE ECONOMIA E SOCIOLOGIA RURAL. Brasília: Instituto Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural, v. 52, n. 1, jan./mar Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_issuetoc&pid= &lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 06 nov SIPRI YEARBOOK: armaments, disarmament and international security. Oxford: Oxford University Press, Publicação do Stockholm International Peace Research Institute.

68 Referências editoriais, entrevistas, resenhas, artigos e outros textos em periódico que não é jornal (revista, boletim etc.) [NBR 6023] Se estiver online, incluir informação de acesso ao final da referência: Disponível em: <endereço sem grifo>. Acesso em: dia mês ano. Informações essenciais, sua ordem e pontuação: Nome(s) em ordem indireta do(s) autor(es) do artigo. Título completo do artigo. Título completo com destaque do periódico de forma abreviada* ou por extenso, Cidade, numeração do ano e/ou do volume do fascículo abreviado, numeração do fascículo abreviada, p. número da página inicialnúmero da página final do artigo, informações de períodos ou datas de publicação do fascículo. *Há somente uma forma autorizada para abreviação do título. Se quiser consultá-la, acesse CAS Souce Index, Web of Science ou CCN. As regras de abreviação e abreviaturas estão presentes na norma NBR 6032:1989.

69 Referências editoriais, entrevistas, resenhas, artigos e outros textos em periódico que não é jornal (revista, boletim etc.) exemplos BUENDÍA-MARTÍNEZ, Inmaculada; CÔTÉ, Alain. Desarrollo territorial rural y cooperativas: un análisis desde las políticas públicas. Cuadernos de desarrollo rural, Bogotá, v. 11, n. 74, p , jul./dic Disponível em: <http://revistas.javeriana.edu.co/index.php/desarrollorural/article/view/7487/7794>. Acesso em: 21 out CRAVIOTTI, Clara; PALACIOS, Paula. La diversificación de los mercados como estrategia de la agricultura familiar. Revista de Economia e Sociologia Rural, Brasília, v. 51, supl. 1, p , Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rbpi/v57n1/ rbpi pdf>. Acesso em: 01 out SILVA, Daniel Afonso da. Após Gerônimo. Política externa, São Paulo, v. 22, n. 4, p , abr./jun RIBEIRO, Lys; SIEMERINK, Rafael. O equívoco da política externa para o Oriente Médio é na verdade não ter uma política externa : entrevista com Reginaldo Nasser [27 ago. 2014]. In: BRASIL no mundo: contribuições para a política externa brasileira. Disponível em: <http://brasilnomundo.org.br/entrevistas/nasser-o-equivoco-da-politica-externa-para-o-oriente-medioe-na-verdade-nao-ter-uma-politica-externa-2/#.vd1s_8mwsjs>. Acesso em: 14 out TRANCHES, Renata. Leis eleitorais desafiam a democracia dos Estados Unidos : entrevista: Alexander Keyssar, historiador americano e professor da Harvard Kennedy School. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 15 nov Internacional. Disponível em: <http://internacional.estadao.com.br/noticias/geral,leiseleitorais-desafiam-a-democracia-dos-eua, >. Acesso em: 19 nov

70 Referências editoriais, entrevistas, resenhas, artigos e outros textos em jornal com autoria [NBR 6023] Se estiver online, incluir informação de acesso ao final da referência: Disponível em: <endereço sem grifo>. Acesso em: dia mês ano. Informações essenciais, sua ordem e pontuação: - se tiver data: Nome(s) em ordem indireta do(s) autor(es) do artigo. Título completo do artigo. Título completo com destaque do jornal, Cidade, data. Título de seção/caderno/parte. p. número da página inicial-número da página final do artigo - se não tiver data: Nome(s) em ordem indireta do(s) autor(es) do artigo. Título completo do artigo. Título completo com destaque do jornal, Cidade, p. número da página inicialnúmero da página final do artigo, Título de seção/caderno/parte.

71 Referências editoriais, entrevistas, resenhas, artigos e outros textos em jornal sem autoria [NBR 6023] Se estiver online, incluir informação de acesso ao final da referência: Disponível em: <endereço sem grifo>. Acesso em: dia mês ano. Informações essenciais, sua ordem e pontuação: - se tiver data: TÍTULO completo do artigo com a primeira palavra em maiúsculas e artigos ou monossílabos que a antecederem também. Título completo com destaque do jornal, Cidade, data. Título de seção/caderno/parte. p. número da página inicial-número da página final do artigo. - se não tiver data: TÍTULO completo do artigo com a primeira palavra em maiúsculas e artigos ou monossílabos que a antecederem também. Título completo do artigo. Título completo com destaque do jornal, Cidade, p. número da página inicial-número da página final do artigo, Título de seção/caderno/parte.

72 Referências editoriais, entrevistas, resenhas, artigos e outros textos em jornal exemplos Com autoria LORES, Raul Juste. Brasil e EUA assinam acordo para encerrar disputa comercial do algodão. Folha de S. Paulo, São Paulo, 01 out Mercado. Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2014/10/ brasil-e-eua-assinamacordo-para-encerrar-disputa-comercial-do-algodao.shtml>. Acesso em: 03 out KELLY, R. Electronic pusblishing at APS: its not just online journalism. APS News Online, Los Angeles, Nov Disponível em: <http://www.aps.org/apsnews/1196/11965.html>. Acesso em: 25 nov [exemplo da NRB 6023:2002] Sem autoria ARRANJO tributário. Diário do Nordeste Online, Fortaleza, 27 nov Disponível em: <http://www.diariodonordeste.com.br>. Acesso em: 28 nov [exemplo da NRB 6023:2002] PRÊMIO Capes destaca teses da Unesp. Jornal Unesp, São Paulo, n. 305, nov. 2014, p. 12.

73 Referências teses, dissertações e outras produções acadêmicas [adaptado de NBR 6023] Se estiver online, incluir informação de acesso ao final da referência: Disponível em: <endereço sem grifo>. Acesso em: dia mês ano. Informações essenciais, sua ordem e pontuação: Nome(s) em ordem indireta do(s) autor(es). Ano de defesa. Número do total de folhas f. Título completo com destaque. Tipo de documento acadêmico (Grau em Área em que receberá o grau) Nome completo da instituição, Cidade de defesa, data de aprovação.

74 Referências teses, dissertações e outras produções acadêmicas exemplos ALENTEJO, Eduardo. Catalogação de postais Trabalho apresentado como requisito parcial para aprovação na Disciplina Catalogação III, Escola de Biblioteconomia, Universidade do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, [Exemplo da NBR 6023] FERNANDES, Bernardo Mançano. Espacialização e territorialização da luta pela terra: a formação do MST Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra no Estado de São Paulo f. Dissertação (Mestrado em Geografia) Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, NASSER, Reginaldo Mattar. O lugar do hemisfério na ordem mundial: percepções norte-americanas f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2005.

75 Referências evento no todo [NBR 6023] Se estiver online, incluir informação de acesso ao final da referência: Disponível em: <endereço sem grifo>. Acesso em: dia mês ano. Informações essenciais, sua ordem e pontuação: NOME COMPLETO DO EVENTO EM MAIÚSCULAS, Número de edição., Cidade de realização. Título completo do documento aonde está publicado o conteúdo do evento com destaque. Cidade de publicação: Editora, ano de publicação.

76 Referências evento no todo exemplos ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ESTUDOS DA DEFESA, 6., 2012, São Paulo. In: ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ESTUDOS DA DEFESA. Pensamento brasileiro em defesa. Organização Álvaro Dias Monteiro, Érica C. A. Winand e Luiz Rogério Franco Goldoni. Aracaju: Editora UFS, SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO DO CAMPO E FÓRUM REGIONAL DO CENTRO E SUL DO RS, 2., 2014, Santa Maria. Educação, memória e resistência popular na formação social da América Latina [e-book]. Organização Carmem Rejane Flores Wizniewsky, Janete Webler Cancellier, Tatiane Almeida Netto, Lucinéia Lourenzi e Leandro Jesus Maciel de Menezes. Santa Maria: [s.n.], 2014.

77 Referências evento em parte (trabalho apresentado no evento) [NBR 6023] Se estiver online, incluir informação de acesso ao final da referência: Disponível em: <endereço sem grifo>. Acesso em: dia mês ano. Informações essenciais, sua ordem e pontuação: Nome(s) em ordem indireta do(s) autor(es) do trabalho apresentado. Título completo do trabalho apresentado. In: NOME COMPLETO DO EVENTO EM MAIÚSCULAS, Número de edição., ano de realização, Cidade de realização.. Título completo do documento aonde está publicado o conteúdo do evento com destaque. Cidade de publicação: Editora, ano de publicação. p. número da página inicial-número da página final do trabalho.

78 Referências evento em parte (trabalho apresentado no evento) exemplos DUNLOP, Regina. China e Índia. In: CONFERÊNCIA NACIONAL DE POLÍTICA EXTERNA E POLÍTICA INTERNACIONAL, 1., 2006, Rio de Janeiro. O Brasil no mundo que vem aí. Organização Jeronimo Moscardo e Carlos Henrique Cardim. Brasília: Fundação Alexandre de Gusmão, p CHARÃO, Carine Marques. Os caminhos da educação do/no campo: uma história construída educando, aprendendo e reconstruindo a própria a própria formação humana por meio do trabalho pedagógico = The ways of rural education: a story made teaching, learning and remaking the human development by pedagogical work. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO DO CAMPO E FÓRUM REGIONAL DO CENTRO E SUL DO RS, 2., 2014, Santa Maria. Educação, memória e resistência popular na formação social da América Latina [e-book]. Organização Carmem Rejane Flores Wizniewsky, Janete Webler Cancellier, Tatiane Almeida Netto, Lucinéia Lourenzi e Leandro Jesus Maciel de Menezes. Santa Maria: [s.n.], p

79 Referências documento jurídico legislação [NBR 6023] Se estiver online, incluir informação de acesso ao final da referência: Disponível em: <endereço sem grifo>. Acesso em: dia mês ano. Informações essenciais, sua ordem e pontuação: Constituições e emendas constitucionais: Jurisdição. Constituição (ano de promulgação). Título [inclui numeração do documento, se houver], data por extenso. Dados de publicação conforme o tipo de publicação aonde está publicado, colocando destaque no título da publicação. Documento que não seja norma, constituição ou emenda constitucional: Jurisdição. Título [inclui numeração do documento, se houver], data por extenso. Dados de publicação conforme o tipo de publicação aonde está publicado, colocando destaque no título da publicação. Normas: Entidade. Título [inclui numeração do documento, se houver], data por extenso. Dados de publicação conforme o tipo de publicação aonde está publicado, colocando destaque no título da publicação.

80 Referências documento jurídico legislação exemplos [exemplos da NBR 6023] BRASIL. Código civil. 46. ed. São Paulo: Saraiva, BRASIL. Constituição (1998). Emenda constitucional nº 9, de 9 de novembro de Lex: legislação federal e marginália, São Paulo, v. 59, p. 1966, out./dez SÃO PAULO (Estado). Decreto nº , de 20 de janeiro de Lex: coletânea de legislação e jurisprudência, São Paulo, v. 62, n. 3, p , 1998.

81 Referências documento jurídico jurisprudência e doutrina [NBR 6023] Se estiver online, incluir informação de acesso ao final da referência: Disponível em: <endereço sem grifo>. Acesso em: dia mês ano. Informações essenciais, sua ordem e pontuação: Jurisprudência (súmulas, enunciados, acórdãos, sentenças e demais decisões judiciais): Jurisdição. Órgão judiciário competente. Título que informa a natureza da decisão ou ementa [inclui numeração do documento, se houver]. Partes envolvidas se houver. Relator. Local, data por extenso. Dados de publicação conforme o tipo de publicação aonde está publicado, colocando destaque no título da publicação. Doutrina (discussões técnicas sobre questões legais em monografias, artigos de periódico etc.): Nome(s) em ordem indireta do(s) autor(es). Título completo do documento. Dados de publicação conforme o tipo de publicação aonde está publicado, colocando destaque no título da publicação.

82 Referências documento jurídico jurisprudência e doutrina exemplos [exemplos da NBR 6023] Jurisprudência: BRASIL. Supremo Tribunal Federal. Súmula nº 14. In:. Súmulas. São Paulo: Associação dos Advogados do Brasil, p. 16. Doutrina: BARROS, Raimundo Gomes de. Ministério Público: sua legitimação frente ao Código do Consumidor. Revista Trimestral de Jurisprudência dos Estados, São Paulo, v. 19, n. 139, p , ago

83 Referências filmes, documentários etc. [imagens em movimento] [NBR 6023] Se estiver online, incluir informação de acesso ao final da referência: Disponível em: <endereço sem grifo>. Acesso em: dia mês ano. Informações essenciais, sua ordem e pontuação: TÍTULO completo do filme com a primeira palavra em maiúsculas e artigos ou monossílabos que a antecederem também. Direção de Nome do Diretor. Produção de Nome do Produtor. Cidade: Nome da produtora, data, quantidade e especificação do suporte em unidade física.

84 Referências filmes, documentários etc. [imagens em movimento] exemplos Filme ficcional: FEITIÇO do tempo. Direção de Harold Ramis. Produção de Trevor Albert. Illinois: Columbia Pictures Corporation, c DVD (102 min), widescreen, color. Distribuído por Sony Pictures. Edição especial comemorativa de 15 anos, com extras. Documentário: TEATRO Amazonas. Direção de Aurélio Michiles. Produção de Áurea Gil e Thaís Canjani. São Paulo: JCR Produções Científicas e Artísticas, DVD (53 min), color. Documentário sobre a história do Teatro Amazonas, de Manaus (AM).

85 Referências entrevistas/depoimentos em vídeo exemplos AZEVEDO, Roberto. Entrevista ao Programa Estúdio Rural [abr. 2007]. Entrevistador: Ana Amélia Lemos. In: ENTREVISTAS: subsecretário-geral de assuntos econômicos e tecnológicos: Roberto Azevedo. Brasília: Ministério das Relações Exteriores: Fundação Alexandre Gusmão: TV Senado: Canal Rural. 1 DVD (132 min). Programa exibido na TV Senado em 27 de abril de CAZUZA. [Entrevista] [1988]. Entrevistador: Jô Soares. In: YOUTUBE. Vídeo (aprox. 25 min). Entrevista concedida ao Programa Jô Soares. Disponível em: <http://www.youtube.com/watch?v=0dycpkze9x8>. Acesso em: 19 nov

86 Referências ilustração, fotografia etc. [documentos iconográficos] [NBR 6023] Se estiver online, incluir informação de acesso ao final da referência: Disponível em: <endereço sem grifo>. Acesso em: dia mês ano. Informações essenciais, sua ordem e pontuação: Nome(s) em ordem indireta do(s) autor(es). Título com destaque se existir ou a indicação [Sem título]. Data. Especificação de suporte.

87 Referências ilustração, fotografia etc. [documentos iconográficos] exemplos [exemplos da NBR 6023] GEDDES, Anne. Geddes135.jpg Altura: 432 pixels. Largura: 376 pixels. 51 Kb. Formato JPEG. 1 disquete, 5 ¼ pol. KOBAYASHI, K. Doença dos xavantes fotografia.

88 Referências mapas, fotografia aérea etc. [documentos cartográficos] [NBR 6023] Se estiver online, incluir informação de acesso ao final da referência: Disponível em: <endereço sem grifo>. Acesso em: dia mês ano. Informações essenciais, sua ordem e pontuação: Nome(s) em ordem indireta do(s) autor(es). Título completo com destaque. Cidade: Editora, Data. Designação específica. Escala.

89 Referências mapas, fotografia aérea etc. [documentos cartográficos] exemplos [exemplos da NBR 6023] BRASIL e parte da América do Sul: mapa político, escolar, rodoviário, turístico e regional. São Paulo: Michalany, mapa, color., 79 cm x 95 cm. Escala 1: INSTITUTO GEOGRÁFICO E CARTOGRÁFICO (São Paulo, SP). Projeto Lins Tupã: foto aérea. São Paulo, fotografia aérea. Escala 1: Fx 28, n. 15. PERCENTAGEM de imigrantes em São Paulo, mapa, color. Escala indeterminável. Neo Interativa, Rio de Janeiro, n. 2, inverno CD-ROM.

90 EXEMPLOS DE REFERÊNCIAS DE OUTROS TIPOS DE DOCUMENTOS* *Se estiver online, incluir informação de acesso ao final da referência: Disponível em: <endereço sem grifo>. Acesso em: dia mês ano.

91 Referências entrevistas/depoimentos em áudio exemplos MATHIAS, Suzeley Kalil. Reeleição de Dilma sustenta equilíbrio nas relações internacionais do país, avalia professora da Unesp. In: PODCAST UNESP. Mundo e Política. [S.l], 18 nov Áudio (ca. 02 min). Disponível em: <http://podcast.unesp.br/podmundo mundo-epolitica-reeleicao-de-dilma-sustenta-equilibrio-nas-relacoesinternacionais-do-pais-avalia-professora-da-unesp>. Acesso em: 19 nov PATRIOTA, Antonio. Entrevista [13 jul. 2011]. Entrevistador: Mônica Villela Grayley. In: RÁDIO ONU: notícias e mídia. New York, Áudio digital (ca. 10 min). Disponível em: <http://www.unmultimedia.org/radio/portuguese/2011/07/entrevistaantonio-patriota/>. Acesso em: 19 nov

92 Referências entrevistas em texto exemplo AZEVEDO, Ricardo. Trecho da entrevista publicada no livro Traço e Prosa Entrevistas com ilustradores de livros infantojuvenis [2012]. In: RICARDO AZEVEDO. Entrevistas. Entrevistas sobre literatura, educação e livros. Disponível em: <http://www.ricardoazevedo.com.br/wp/wpcontent/uploads/trac%cc%a7o-e-prosa-entrevista.pdf>. Acesso em: 19 nov Arquivo em pdf. Apresenta trechos da entrevista publicada originalmente no livro Traço e prosa: entrevistas com ilustradores de livros infanto-juvenis, de Odilon Moraes, Rona Hanning e Maurício Paraguassu, editado pela Cosac Naify em Entrevistas em jornais e outros periódicos : verificar slides 69 a 73

93 Referências páginas de internet exemplos Texto em página de blog: MEDEIROS, Josué. O ano em que nos tornamos bolivarianos. In: BRASIL no mundo: contribuições para a política externa brasileira. Disponível em: <http://brasilnomundo.org.br/analises-e-opiniao/oano-em-que-nos-tornamos-bolivarianos/#.vgh8phvpzhl>. Acesso em: 11 nov Seção de um site: MOVIMENTO DOS TRABALHADORES RURAIS SEM TERRA. Arquivo. Meio ambiente. Disponível em: <http://www.mst.org.br/taxonomy/term/337>. Acesso em: 30 set

94 Referências discursos em texto exemplos AMORIM, Celso. Discurso na Conferência das Nações Unidas sobre a crise financeira e econômica mundial e seu impacto sobre o desenvolvimento: Nova York, 26 jun In: BRASIL. Ministério das Relações Exteriores. Discursos, palestras e artigos do chanceler Celso Amorim: Brasília, v. 2, p CARDOSO, Fernando Henrique. Discurso do Senhor Presidente da República, Fernando Henrique Cardoso, perante a Assembléia da República Portuguesa: Lisboa, 20 de julho de Resenha de Política de Política Exterior do Brasil, Brasília, n. 77, p , 2. sem Disponível em: <http://www.itamaraty.gov.br/divulg/documentacaodiplomatica/publicacoes/resenha-de-politica-exterior-dobrasil/resenhas/resenha-n77-2sem-1995>. Acesso em: 15 out

95 Referências mensagens de OBSERVATÓRIO POLÍTICO DOS ESTADOS UNIDOS. Lançamento de livro: O Direito de voto, por Alexander Keyssar [mensagem de correio eletrônico]. Mensagem recebida por em 18 nov

96 Referências CÓDIGO de catalogação anglo-americano. 2. ed. rev Preparado sob direção de The Joint Steering Commitee for Revision of AACR. Tradução da Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Instituições. São Paulo: Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários, Cientistas da Informação e Instituições: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, pt. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6023: informação e documentação: referências: elaboração. Rio de Janeiro, ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6024: informação e documentação: numeração progressiva de seções de um documento: apresentação. Rio de Janeiro, ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6027: informação e documentação: sumário: apresentação. Rio de Janeiro, ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6028: informação e documentação: resumo: apresentação. Rio de Janeiro, ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 10520: informação e documentação: citações em documentos: apresentação. Rio de Janeiro, ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 12225: informação e documentação: lombada: apresentação. Rio de Janeiro, ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 14724: informação e documentação: trabalhos acadêmicos: apresentação. Rio de Janeiro, 2011.

97 APÊNDICES Os apêndices a seguir informam como fazer ações no Microsoft Word (Microsoft Office) e Libre Office Writer (Libre Office*), visando facilitar a formatação e estruturação do seu arquivo nos padrões necessários. Para montar esse tutorial utilizamos o Libre Office Writer da versão do Libre Office, e a versão 2010 do Microsoft Word. *Para utilizar o Libre Office Writer, que é gratuito, faça o download do Libre Office nessa página.

98 APÊNDICE A Fonte e tamanho do papel no Microsoft Word 2010 FONTE 1. Selecione todo o arquivo digitando simultaneamente Ctrl + T; 2. Depois digite simultaneamente Ctrl + D ou Ctrl + Shift + P, para surgir a janela de formatação de fonte; 3. Ajuste: tipo de fonte [sugerimos Times New Roman e Arial]; estilo normal; tamanho 12; cor da fonte preta. TAMANHO DO PAPEL 1. Selecione todo o arquivo digitando simultaneamente Ctrl + T; 2. No menu superior, na aba Layout da página, clique em Configurar página, e, no botão Tamanho, escolha A4.

99 APÊNDICE B Como inserir quebra de página no Microsoft Word 2010 e no Libre Office Writer É bom utilizar esse recurso em cada parte do seu texto, para evitar que as informações de uma parte se misturem às das seguintes ou anteriores. Como fazer no Word 2010 Clique no fim da página que quer evitar que tenha conteúdo deslocado para a página seguinte, e, na aba Inserir, clique em Quebra de página (3º ícone da esquerda para a direita). Como fazer no Writer Clique em Inserir Quebra manual Quebra de página Estilo: mantenha o mesmo estilo de página se a nova página for de continuidade da mesma parte.

100 APÊNDICE C Formatando as margens na parte pré-textual no Microsoft Word Selecione o texto da primeira página do arquivo até a folha anterior à introdução (a do sumário), e, no menu superior, em Layout da página, clique em Configurar página ou em Margens Margens personalizadas ; 2. Surgirá uma nova janela, com 3 abas para configurar; 3. Dentro da Aba Margens, configure: margens superior e esquerda com 3 cm; margens inferior e direita com 2cm; orientação Retrato ; Várias páginas: Normal ; aplicar No texto selecionado. 4. Faça uma quebra de seção no fim do sumário, para a parte da introdução não se misturar à do sumário (veja como fazer isso no Apêndice F).

101 APÊNDICE D Formatando as margens nas partes textual e pós-textual no Microsoft Word 2010 para impressão só no anverso (só frente ) 1. Clique na página da introdução, no menu superior, em Layout da página, clique em Configurar página ou em Margens Margens personalizadas ; 2. Surgirá uma nova janela, com 3 abas para configurar; 3. Dentro da aba Margens, configure: margens superior e esquerda com 3 cm; margens inferior e direita com 2cm; orientação Retrato ; Várias páginas: Normal ; aplicar Deste ponto em diante.

102 APÊNDICE E Formatando as margens nas partes textual e pós-textual no Microsoft Word 2010 para impressão em frente-e-verso 1. Clique na página da introdução e, no menu superior, em Layout da página, clique em Configurar página ou em Margens Margens personalizadas ; 2. Surgirá uma nova janela, com 3 abas para configurar; 3. Dentro da aba Margens, configure: margens superior e interna com 3 cm e margens inferior e externa com 2cm; orientação Retrato ; páginas com Margens espelho ; aplicar Deste ponto em diante.

103 APÊNDICE F Como fazer quebra de seção no Microsoft Word 2010 Para poder expor a paginação somente a partir de uma página que não seja a primeira, sugerimos usar o recurso Quebra de seção, que permite uma divisão interna do arquivo em 2 ou mais partes, podendo, por exemplo tornar a parte/seção 2 independente da 1, com paginação exposta na 2 e não na Para criar a nova seção, clique dentro da página da introdução, pois é a primeira página em que a numeração de página deve ficar exposta. Vá selecionando, nessa ordem: "Layout de página" "Quebras" "Quebra de seção" "Contínuo (para poder iniciar a seção 2 na mesma página); 2. Clique duas vezes na parte de cima da página da introdução, para abrir o cabeçalho, e constate se consta como Seção 2 ; 3. Mantenha o cabeçalho em aberto, e na aba "Design (última à direita), desabilite/desmarque "Vincular ao anterior para que as partes fiquem independentes, e clique no meio da página para fechar o cabeçalho. 4. Verifique nos apêndices G, H e I como inserir e exibir a numeração de página no arquivo.

104 APÊNDICE G Como inserir paginação no Microsoft Word 2010 com formatação para impressão no anverso ( frente ) 1. Após fazer a quebra de seção (APÊNDICE F), clique na primeira página da seção 2, que será a primeira da parte textual do arquivo que será impresso em sua totalidade somente no anverso ou frente, tendo, portanto, sua paginação exposta no canto superior à direita; 2. No menu superior, clique em: "Inserir "Número de página" "Início da página" "Simples" "Número sem formatação 3 ; 3. O cabeçalho (topo da página) ficará em aberto, então clique no meio do texto da página para fechar o cabeçalho e a numeração aparecer; 4. Selecione/ilumine o número e formate-o para o tamanho menor que 12 que escolheu. Remova, se houver, a paginação da seção anterior (seção 1), clicando sobre o cabeçalho de qualquer uma das páginas da seção 1 e excluindo a numeração de página; 5. No menu superior, clique em: "Inserir" "Número de página" "Formatar números de página" "Iniciar em" (escolha o número que deve iniciar essa seção, iniciando a contagem na folha de rosto).

105 APÊNDICE H Como inserir paginação no Microsoft Word 2010 com formatação para impressão em frente-e-verso 1. Após fazer a quebra de seção (APÊNDICE F), clique na primeira página da seção 2, que será a primeira da parte textual do arquivo que será impresso a partir da parte textual somente em frente-e-verso, tendo, portanto, sua paginação exposta nos cantos superiores externos; 2. Na primeira página da parte textual faça tudo como sugerido no slide anterior (APÊNDICE G), já que terá paginação à direita; 3. Depois, na aba Design, em Opções marque Diferentes em páginas pares e ímpares. Você irá constatar que a numeração aparece de forma intercalada (página sim, página não); 4. Na segunda página, clique dê um duplo clique no cabeçalho, depois clicando no menu superior em "Inserir "Número de página" "Início da página" "Simples" "Número sem formatação 1 ; 5. Confira se a alternância do número de página nas margens direita e esquerda ficou configurada.

106 APÊNDICE I Como formatar o arquivo no Libre Office Writer parte 1/6 Para criar diferentes formatações para várias páginas em um mesmo arquivo no Libre Office Writer, é preciso que cada parte use estilos diferentes. Na parte pré-textual, por exemplo, o estilo deve ser diferente do usado nas partes textual e pós-textual, pois não terá a paginação exibida, enquanto que as partes textual e pós-textual devem ter os números das páginas expostos (a contagem se inicia na folha de rosto, mas o número só deve ser exposto na primeira página da parte textual, que é a da introdução); É possível criar novos estilos tanto de parágrafo como de página, a partir do estilo padrão (já configurado pelo Libre Office), dando-lhes nomes diferentes, ou editar as configurações de estilos já existentes. Os estilos criados e as modificações nos já existentes só valerão para o mesmo documento aonde foram criados; Para criar e editar estilos de parágrafos e páginas, aperte a tecla F11 e terá uma janela que oferece uma listagem de possibilidades para cada objetivo presente em cada botão: parágrafos, caracteres, quadros, páginas e listas; Para alterá-los ou criar novos, clique no botão em questão (parágrafos, caracteres, quadros, páginas ou listas) e depois, usando o botão direito do mouse, clique no título Estilo padrão e escolha Modificar (sugestão para a parte textual e pós-textual) ou Novo (sugestão para a parte pré-textual, criando um novo estilo a partir do padrão). Nos próximos slides oriente-se sobre quais são as configurações e ações necessárias para as formatações. [continua no próximo slide]

107 APÊNDICE I Como formatar o arquivo no Libre Office Writer parte 2/6 PARTE PRÉ-TEXTUAL CONFIGURANDO O PARÁGRAFO 1. Na primeira página do arquivo, aperte a tecla F11 para abrir a edição de estilo; 2. No botão Estilos de parágrafos (primeiro botão à esquerda), clique com o botão direito do mouse no título Estilo padrão e escolha Novo ; 3. Na aba Organizador, em Nome coloque um título diferente do padrão, como Pré-textual ; e em Próximo estilo escolha o mesmo nome que atribuiu; 4. Faça os seguintes ajustes nas outras abas em que é preciso fazer ajustes: Na aba Recuos e espaçamento, em Entrelinhas marque 1,5 linhas ; Na aba Alinhamento, em Opções, sugerimos que marque Justificado ; Na aba Fonte : em Fonte, sugerimos que escolha Arial ou Times New Roman ; em Estilo, mantenha Normal ; em Tamanho, mantenha 12; em Idioma escolha o idioma em que irá escrever; Na aba Efeito da fonte, em Cor da fonte, escolha Preto ; 5. Clique em Aplicar, e depois em OK, para sair da edição de estilo; 6. Clique duas vezes no nome do estilo que criou para que ele seja ativado. [continua no próximo slide]

108 APÊNDICE I Como formatar o arquivo no Libre Office Writer parte 3/6 PARTE PRÉ-TEXTUAL CONFIGURANDO A PÁGINA 1. Na mesma página em que configurou o estilo para página, aperte a tecla F11 para abrir a edição de estilo; 2. No botão Estilos de páginas (quarto botão à esquerda), clique com o botão direito do mouse no título Estilo padrão e escolha Novo ; 3. Na aba Organizador, em Nome coloque um título diferente do padrão, como Prétextual ; e em Próximo estilo escolha o mesmo nome que atribuiu; 4. Na aba Página faça os seguintes ajustes : em Formato do papel mantenha A4 e Retrato ; em Margens altere para 3,00 cm em Esquerda e Em cima, e mantenha 2,00 cm em Direita e Embaixo ; Em Definições de layout, mantenha Direita e esquerda, já que a impressão dessa parte deve ser somente no anverso ( frente ). 5. Clique em Aplicar, e depois em OK, para sair da edição de estilo; 6. Clique duas vezes no nome do estilo que criou para que ele seja ativado; 7. Insira uma quebra de página após o final do texto do sumário, para na próxima formatar as partes textual e pós-textual: Inserir Quebra manual Quebra de página Estilo: Padrão. [continua no próximo slide]

109 APÊNDICE I Como formatar o arquivo no Libre Office Writer parte 4/6 PARTES TEXTUAL E PÓS TEXTUAL CONFIGURANDO A PÁGINA 1. Após a inserção da quebra de página, inicie a modificação do estilo padrão para a partes textual e pós-textual. Clique no início da primeira página após o sumário para configurar o estilo, apertando a tecla F11 para abrir a edição; 2. No botão Estilos de páginas (quarto botão à esquerda), clique com o botão direito do mouse no título Estilo padrão e escolha Modificar, para poder aproveitar várias das informações já configuradas e fazer os ajustes necessários; 3. Mantenha o nome do estilo como Estilo padrão na aba Organizador, tanto em Nome como em Próximo estilo ; 4. Na aba Página, faça esses ajustes: em Formato do papel mantenha A4 e Retrato ; em Margens altere para 3,00 cm em Esquerda e Em cima ; e mantenha 2,00 para Direita e Embaixo ; em Definições de layout, mantenha Direita e esquerda se for fazer a impressão somente no anverso; ou escolha Espelhado para fazer a impressão em frente-everso. 4. Clique em Aplicar, e depois em OK ; 5. Clique duas vezes no nome do estilo que criou para que ele seja ativado. [continua no próximo slide]

110 APÊNDICE I Como formatar o arquivo no Libre Office Writer parte 5/6 PARTES TEXTUAL E PÓS-TEXTUAL CONFIGURANDO O PARÁGRAFO 1. Na primeira página do arquivo, aperte a tecla F11 para abrir a edição de estilo; 2. Clique no botão Estilos de parágrafos (primeiro à esquerda, que pode estar desmarcado em razão da última edição ter sido feita com o uso do botão Estilos de páginas ); 3. Clique com o botão direito do mouse no título Estilo padrão e escolha Modificar ; 4. Mantenha o nome do estilo como Estilo padrão na aba Organizador, tanto em Nome como em Próximo estilo ; 5. Faça os seguintes ajustes nas outras abas em que é preciso fazer ajustes: Na aba Recuos e espaçamento, em Entrelinhas marque 1,5 linhas ; Na aba Alinhamento, em Opções, sugerimos que marque Justificado ; Na aba Fonte : em Fonte, escolha a mesma fonte escolhida para a parte prétextual; em Estilo, mantenha Normal ; em Tamanho, mantenha 12; em Idioma escolha o idioma em que irá escrever; Na aba Efeito da fonte, em Cor da fonte, escolha Preto ; 6. Clique em Aplicar, e depois em OK, para sair da edição de estilo; 7. Clique duas vezes no nome do estilo que criou para que ele seja ativado. [continua no próximo slide]

111 APÊNDICE I Como formatar o arquivo no Libre Office Writer parte 6/6 PARTES TEXTUAL E PÓS-TEXTUAL INSERINDO NÚMERO DE PÁGINA 1. Clique no cabeçalho da página e, quando aparecer a identificação azul, clique no sinal de + para pode editar o cabeçalho: 2. Depois, no menu superior, clique em: Inserir Campos Números de página ; 3. Selecione o número e formate-o com o tamanho que usará para fonte em tamanho menor (sugerimos tamanho 10); 4. Clique em: Formatar Parágrafo aba Fluxo do texto Quebras ative Inserir ative Com estilo de página Estilo padrão em Número de página digite o número que deve constar [considere a folha de rosto como folha nº 1] OK; 5. Alinhamento conforme o tipo de impressão: Impressão só no anverso ( frente ): alinhe o cabeçalho da primeira página da parte textual à direita, clicando em Alinhar à direita, já que o número de página deve se manter sempre à direita nesse tipo de impressão; Impressão em frente e verso: alinhe o cabeçalho da primeira página da parte textual à direita e a segunda à esquerda, para que o número de página fique nos cantos externos em todas as próximas páginas, clicando em Alinhar à direita e em Alinhar à esquerda.

112 APÊNDICE J Como localizar e substituir palavras formatadas em negrito, itálico e/ou sublinhado no Microsoft Word Digite Ctrl + U para abrir a janela Localizar e Substituir ; 2. Na primeira caixa de digitação, sem digitar nenhuma palavra, digite o(s) atalho(s) correspondente(s) ao formato que quer localizar (podem ser 1 ou mais deles), redigitando-os até chegar ao que quer; 3. Na segunda caixa de digitação, coloque o(s) atalho(s) do(s) formato(s) desejado(s); 4. Clique em Localizar próxima, para verificar cada palavra que tenha a formatação correspondente à da pesquisa, e verifique cada palavra encontrada; 5. Desejando mudar sua formatação para a desejada, clique Substituir para que as alterações sejam feitas em cada palavra após localização, ou em Substituir tudo, para que as alterações sejam feitas todas as palavras. Ctrl + I ou Ctrl + B: itálico (digitados 2 vezes: não itálico) Ctrl + N: negrito (digitados 2 vezes: não negrito) Ctrl + S ou Ctrl + U: sublinhado (digitados 2 vezes: não itálico) Para remover a escolha para localização que diferencia por formatação, digite o atalho correspondente à formatação que está constando, sucessivamente, até não constar na caixa.

113 APÊNDICE K Como localizar e substituir palavras formatadas em negrito, itálico e/ou sublinhado no Libre Office Writer 1. Digite Ctrl + H para abrir a janela Localizar e Substituir ; 2. Clique dentro da caixa Procurar por, para definir o tipo de formato que quer verificar ou trocar; 3. Abra Outras opções, clicando no sinal + ; 4. Clique no botão Formato ; 5. Na aba Fonte, em Estilo, selecione uma das opções e clique em OK ; 6. Se quiser selecionar mais de uma opção, faça novamente as operações acima para poder adicioná-la; 7. Clique dentro da caixa Substituir por, para definir o tipo de formato que quer usar nas palavras que terão seu formato modificado; 8. Repita as ações dos itens 3 a 6; 9. Clique em Localizar, para verificar cada palavra que tenha a formatação correspondente à da pesquisa, e verifique cada palavra encontrada; 10. Desejando mudar sua formatação para a desejada, clique Substituir para que as alterações sejam feitas em cada palavra após localização, ou em Substituir todos, para que as alterações sejam feitas todas as palavras; 11. Para remover a definição de formato em cada uma das caixas, clique dentro de cada uma e depois no botão Sem formato.

114 APÊNDICE L Como localizar e substituir palavras formatadas só em maiúsculas ou minúsculas no Microsoft Word 2010 Digite Ctrl + U para abrir a janela Localizar e Substituir. Na primeira caixa de digitação, digite a palavra que quer alterar, e na segunda, coloque a forma que quer que fique. Depois clique no botão Mais e ative com um clique Diferenciar maiúsculas de minúsculas. Clique em Localizar próxima, para verificar cada palavra que tenha a formatação correspondente à da pesquisa, e verifique cada palavra encontrada. Depois, clique em Substituir (para verificar cada palavra encontrada) ou Substituir tudo, para que as alterações sejam feitas.

115 APÊNDICE M Como localizar e substituir palavras formatadas só em maiúsculas ou minúsculas no Libre Office Writer Digite Ctrl + H para abrir a janela Localizar e Substituir. Na primeira caixa de digitação, digite a palavra no formato que quer alterar, e na segunda, coloque a forma que quer que fique. Depois ative com um clique Diferenciar maiúsculas de minúsculas. Clique em Localizar, para verificar cada palavra que tenha a formatação correspondente à da pesquisa, e verifique cada palavra encontrada. Depois, clique em Substituir (para verificar cada palavra encontrada) ou Substituir todos, para que as alterações sejam feitas.

116 APÊNDICE N Recurso Colar especial Para copiar e depois colar um texto mantendo a mesma formatação do original, ou mesmo para visualizar outras possibilidades de formatação na colagem, utilize o recurso Colar especial. Como fazer no Microsoft Word 2010 Copie o texto selecionado e, aonde pretende colá-lo, posicione o cursor do mouse e clique com o botão direito. Você terá algumas opções de colagem, e pode visualizá-las ao passar o mouse por elas. Decidindo a mais adequada, clique no botão da escolhida e a colagem será feita. Como fazer no Libre Office Writer Copie o texto selecionado e, clique aonde pretende colá-lo. Digite simultaneamente Ctrl + Shift + V ou clique em Editar e depois em Colar especial para poder visualizar a janela que traz as opções de colagem com as opções de formatação disponíveis. Selecione uma delas com o mouse e depois clique em OK.

117 APÊNDICE O Texto sobre a natureza do trabalho ajustes da margem e do espaçamento no Microsoft Word 2010 Guiando-se pela imagem abaixo, selecione o texto de natureza do trabalho e faça os dois ajustes na janela de edição de parágrafo (clique para abrir no local do destaque em laranja); ou use o atalho de espaçamento (destaque em azul) e movimente os pontos de ajustes de recuo de linhas da régua (destaque em verde). Após essas alterações, o texto deve ficar conforme destacado em vinho.

118 APÊNDICE P Texto sobre a natureza do trabalho ajustes da margem e do espaçamento no Libre Office Writer 1. Selecione o texto de natureza do trabalho e clique em Formatar (menu superior), e selecione Parágrafo. 2. Será aberta uma janela de formatação de parágrafo, e você deve escolher: Recuo > Antes do texto : 8 cm; Espaçamento de linha > Simples. 3. Após essas alterações, o texto deve ficar conforme destacado em azul na imagem ao lado, com os ajustes da régua posicionados em 8 cm (destaque em verde).

Tutorial de normalização para trabalhos acadêmicos: orientações, sugestões e dicas

Tutorial de normalização para trabalhos acadêmicos: orientações, sugestões e dicas UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO INSTITUTO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E RELAÇÕES INTERNACIONAIS BIBLIOTECA Tutorial de normalização para trabalhos acadêmicos: orientações, sugestões e

Leia mais

Tutorial de normalização para trabalhos acadêmicos: orientações, sugestões e dicas

Tutorial de normalização para trabalhos acadêmicos: orientações, sugestões e dicas UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO INSTITUTO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E RELAÇÕES INTERNACIONAIS BIBLIOTECA Tutorial de normalização para trabalhos acadêmicos: orientações, sugestões e

Leia mais

universia.com.br/materia/img/tutoriais/ /01.jsp 1/1

universia.com.br/materia/img/tutoriais/ /01.jsp 1/1 5/12/2008 Monografias - Apresentação Fazer um trabalho acadêmico exige muito de qualquer pesquisador ou estudante. Além de todo esforço em torno do tema do trabalho, é fundamental ainda, adequá-lo às normas

Leia mais

Os trabalhos acadêmicos devem ser divididos em: elementos pré-textuais, textuais e

Os trabalhos acadêmicos devem ser divididos em: elementos pré-textuais, textuais e NORMAS PARA A REDAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA O projeto gráfico é de responsabilidade do autor

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIA

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIA ANEXO da Norma 004/2008 CCQ Rev 1, 28/09/2009 UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE QUÍMICA CURSO DE GRADUAÇÃO EM QUÍMICA Salvador 2009 2 1 Objetivo Estabelecer parâmetros para a apresentação gráfica

Leia mais

Guia para Apresentação de Trabalho Acadêmico: de acordo com NBR 14724/2011. São Carlos

Guia para Apresentação de Trabalho Acadêmico: de acordo com NBR 14724/2011. São Carlos Guia para Apresentação de Trabalho Acadêmico: de acordo com NBR 14724/2011 São Carlos Guia para Apresentação de Trabalho Acadêmico As orientações abaixo estão de acordo com NBR 14724/2011 da Associação

Leia mais

INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT ANA LUCIO MAURO BRAGA MACHADO MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT ANA LUCIO MAURO BRAGA MACHADO MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT ANA LUCIO MAURO BRAGA MACHADO MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS PONTA GROSSA 2011 LUCIO MAURO BRAGA MACHADO MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

Leia mais

Checklist da Estrutura de Monografia, Tese ou Dissertação na MDT UFSM 2010

Checklist da Estrutura de Monografia, Tese ou Dissertação na MDT UFSM 2010 1 Checklist da Estrutura de Monografia, Tese ou Dissertação na MDT UFSM 2010 Pré-textuais Textuais Pós-textuais Estrutura Elemento OK Capa (obrigatório) Anexo A (2.1.1) Lombada (obrigatório) Anexo H Folha

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO O trabalho deve ser digitado e impresso em papel formato A4. O texto deve ser digitado, no anverso das folhas, em espaço 1,5, letra do tipo

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO CURSOS DE GESTÃO TECNOLÓGICA PIM - III

UNIVERSIDADE PAULISTA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO CURSOS DE GESTÃO TECNOLÓGICA PIM - III UNIVERSIDADE PAULISTA INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO CURSOS DE GESTÃO TECNOLÓGICA PIM - III Projeto Integrado Multidisciplinar Cursos Superiores Tecnológicos G. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Trabalho

Leia mais

OBRIGATÓRIO= + OPCIONAL= *

OBRIGATÓRIO= + OPCIONAL= * Lombada* UFRGS FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS BIBLIOTECA GLÁDIS W. DO AMARAL ORIENTAÇÃO SOBRE A ESTRUTURA DO TRABALHO ACADÊMICO Elementos póstextuais INDICES * PARTE INTERNA ANEXOS * APENDICES * GLOSSARIO

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE DISSERTAÇÃO (FORMATO

Leia mais

- TCC A/B - ORIENTAÇÕES PARA ESTRUTURAÇÃO E FORMATAÇÃO (Versão 1.3 Agosto de 2008)

- TCC A/B - ORIENTAÇÕES PARA ESTRUTURAÇÃO E FORMATAÇÃO (Versão 1.3 Agosto de 2008) Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre Curso de Sistemas de Informação Trabalho de Conclusão de Curso Prof. Dr. Luís Fernando Garcia - TCC A/B - ORIENTAÇÕES PARA ESTRUTURAÇÃO E FORMATAÇÃO (Versão 1.3 Agosto

Leia mais

NORMAS DE FORMATAÇÃO DO TRABALHO FINAL (PIL) Apresentação Gráfica

NORMAS DE FORMATAÇÃO DO TRABALHO FINAL (PIL) Apresentação Gráfica UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA Faculdade de Educação UAB/UnB Curso de Especialização em Educação na Diversidade e Cidadania, com Ênfase em EJA Parceria MEC/SECAD NORMAS DE FORMATAÇÃO DO TRABALHO FINAL (PIL)

Leia mais

NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS ABNT TRABALHOS ACADÊMICOS:

NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS ABNT TRABALHOS ACADÊMICOS: MANUAL PARA TCC www.etecmonteaprazivel.com.br Estrada do Bacuri s/n Caixa Postal 145 Monte Aprazível SP CEP 15150-000 Tel.: (17) 3275.1522 Fax: (17) 3275.1841 NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS ABNT

Leia mais

Procedimentos para apresentação e normalização de trabalhos acadêmicos

Procedimentos para apresentação e normalização de trabalhos acadêmicos Procedimentos para apresentação e normalização de trabalhos acadêmicos Maria Bernardete Martins Alves Marili I. Lopes Procedimentos para apresentação e normalização de trabalhos acadêmicos Módulo 3 Apresentação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC. Título

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC. Título UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC CENTRO DE CIÊNCIAS NATURAIS E HUMANAS Programa de Pós-Graduação em Biotecnociência Título Santo André dd/mm/aaaa Normas para Dissertações Mestrado em Biotecnociência - UFABC.

Leia mais

Universidade Federal de Goiás Faculdade de Artes Visuais Programa de Pós-Graduação em Arte e Cultura Visual

Universidade Federal de Goiás Faculdade de Artes Visuais Programa de Pós-Graduação em Arte e Cultura Visual Universidade Federal de Goiás Faculdade de Artes Visuais Programa de Pós-Graduação em Arte e Cultura Visual NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIOS PARA QUALIFICAÇÃO (MESTRADO E DOUTORADO), TESES E TRABALHOS

Leia mais

Escola de Administração Biblioteca. Normas para elaboração do TCC

Escola de Administração Biblioteca. Normas para elaboração do TCC Universidade Federal do Rio Grande do Sul Escola de Administração Biblioteca Normas para elaboração do TCC O que é um Trabalho de Conclusão de Curso? O TCC, é um trabalho acadêmico feito sob a coordenação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO Centro de Ciências Humanas e Sociais CCHS Programa de Pós-Graduação em Educação Mestrado

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO Centro de Ciências Humanas e Sociais CCHS Programa de Pós-Graduação em Educação Mestrado UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO Centro de Ciências Humanas e Sociais CCHS Programa de Pós-Graduação em Educação Mestrado MANUAL DE DEFESA Exame de Qualificação: banca examinadora

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA (ABNT - NBR 15287- válida a partir de 30.01.2006) 1 COMPONENTES DE UM PROJETO DE PESQUISA (itens em negrito são obrigatórios) ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS Capa

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 002/2009/PEQ-UFS ANEXO I NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 002/2009/PEQ-UFS ANEXO I NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO INSTRUÇÃO NORMATIVA N 002/2009/PEQ-UFS ANEXO I NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO 1. INTRODUÇÃO A Dissertação é a apresentação escrita do trabalho de pesquisa desenvolvido no âmbito do Programa de

Leia mais

REGRAS PARA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO

REGRAS PARA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO 1 REGRAS PARA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO Os seguintes padrões atendem às exigências da FTC Feira de Santana, em conformidade com a NBR 14724:2002/2005 da Associação Brasileira de Normas Técnicas

Leia mais

DIRETRIZES PARA A REDAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOENGENHARIA

DIRETRIZES PARA A REDAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOENGENHARIA 1 DIRETRIZES PARA A REDAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOENGENHARIA O projeto gráfico é de responsabilidade do autor do trabalho, ou seja, o que não consta no texto destas

Leia mais

SISTEMA DE BIBLIOTECAS FMU/FIAM-FAAM/FISP NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA

SISTEMA DE BIBLIOTECAS FMU/FIAM-FAAM/FISP NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA SISTEMA DE BIBLIOTECAS FMU/FIAM-FAAM/FISP NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA São Paulo 2014 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO 1 ELEMENTOS EXTERNOS 1.1 CAPA 1.2 LOMBADA 2 ELEMENTOS INTERNOS PRÉ-TEXTUAIS

Leia mais

REGRAS BÁSICAS PARA APRESENTAÇÃO FORMAL DE TRABALHOS

REGRAS BÁSICAS PARA APRESENTAÇÃO FORMAL DE TRABALHOS F A C UL DA DE DE P R E S I DE N T E V E N C E S L A U REGRAS BÁSICAS PARA APRESENTAÇÃO FORMAL DE TRABALHOS APRESENTAÇÃO GRÁFICA - CONFIGURAÇÃO DAS MARGENS Ir ao menu Arquivo, escolher a opção Configurar

Leia mais

CONSTRUINDO MINHA MONOGRAFIA

CONSTRUINDO MINHA MONOGRAFIA CONSTRUINDO MINHA MONOGRAFIA 1 Prezado(a) aluno(a), Este roteiro foi preparado para auxiliá-lo na elaboração de sua monografia (TCC). Ele o apoiará na estruturação das etapas do seu trabalho de maneira

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE INGRESSO E VITALICIAMENTO DOS NOVOS MEMBROS DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO CEARÁ

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE INGRESSO E VITALICIAMENTO DOS NOVOS MEMBROS DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO CEARÁ GESTÃO2010/2012 ESCOLASUPERIORDOMINISTÉRIOPÚBLICO(Art.1ºdaLei11.592/89) Credenciada pelo Parecer 559/2008, de 10/12/08, do CEC (Art. 10, IV da Lei Federal n.º 9.394, de 26/12/1996 - LDB) NORMAS PARA ELABORAÇÃO

Leia mais

NBR 14724/2011 ABNT NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 19/10/2011. Objetivo

NBR 14724/2011 ABNT NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 NBR 14724/2011 19/10/2011. Objetivo Objetivo ABNT Normas para elaboração de trabalhos científicos Esta Norma especifica os princípios gerais para a elaboração de trabalhos acadêmicos, visando sua apresentação à instituição Estrutura Parte

Leia mais

Apresentação de Trabalhos Acadêmicos ABNT

Apresentação de Trabalhos Acadêmicos ABNT Apresentação de Trabalhos Acadêmicos ABNT Editoração do Trabalho Acadêmico 1 Formato 1.1. Os trabalhos devem ser digitados em papel A-4 (210 X297 mm) apenas no anverso (frente) da folha. 2 Tipo e tamanho

Leia mais

FKB Biblioteca Padre Lambert Prins Tutorial de formatação MS-Word Agary Veiga Graf CRB/8-3809

FKB Biblioteca Padre Lambert Prins Tutorial de formatação MS-Word Agary Veiga Graf CRB/8-3809 1 INTRODUÇÃO Tutorial é um programa ou texto, contendo ou não imagens, que ensina passo a passo, didaticamente, como um aplicativo funciona. Regra geral a maioria dos educandos já conhece o Microsoft Office

Leia mais

5 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS OU TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)... 478 5.1 Ordenamento dos elementos da monografia ou TCC... 48 5.

5 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS OU TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)... 478 5.1 Ordenamento dos elementos da monografia ou TCC... 48 5. 5 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS OU TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)... 478 5.1 Ordenamento dos elementos da monografia ou TCC... 48 5.2 Capa... 48 5.3 Folha de rosto... 51 5.4 Errata... 53

Leia mais

ABNT NBR 14724 [terceira edição atualizada em 2011]

ABNT NBR 14724 [terceira edição atualizada em 2011] ABNT NBR 14724 [terceira edição atualizada em 2011] Professora Alcione Mazur 25/07/11 Cancela e substitui a edição anterior. ABNT NBR 14724: 2005 Não houve alterações na estrutura do trabalho, mas em uma

Leia mais

BIBLIOTECA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS. NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE DOCUMENTOS CIENTÍFICOS: TRABALHOS ACADÊMICOS Aula 1

BIBLIOTECA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS. NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE DOCUMENTOS CIENTÍFICOS: TRABALHOS ACADÊMICOS Aula 1 BIBLIOTECA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE DOCUMENTOS CIENTÍFICOS: TRABALHOS ACADÊMICOS Aula 1 Paula Carina de Araújo paulacarina@ufpr.br 2014 Pesquisa Pesquisa Atividade básica da ciência

Leia mais

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO

ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO 1 ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO 1 APRESENTAÇÃO Tanto o artigo quanto a monografia são trabalhos monográficos, ou seja, trabalhos que apresentam resultados de pesquisa sobre um

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA MESTRADO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA APRESENTAÇÃO NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS O trabalho deve ser digitado e impresso em papel

Leia mais

DISCIPLINA: PRÁTICA PROFISSIONAL E ESTÁGIO SUPERVISIONADO I, II E III CIÊNCIAS CONTÁBEIS ACADÊMICOS

DISCIPLINA: PRÁTICA PROFISSIONAL E ESTÁGIO SUPERVISIONADO I, II E III CIÊNCIAS CONTÁBEIS ACADÊMICOS DISCIPLINA: PRÁTICA PROFISSIONAL E ESTÁGIO SUPERVISIONADO I, II E III CIÊNCIAS CONTÁBEIS APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS PROF. DR. MARCOS FRANCISCO R. SOUSA PROF. Me. CELSO LUCAS COTRIM APRESENTAÇÃO

Leia mais

MONOGRAFIA ESTRUTURA DE MONOGRAFIAS

MONOGRAFIA ESTRUTURA DE MONOGRAFIAS MONOGRAFIA Trata-se de uma construção intelectual do aluno-autor que revela sua leitura, reflexão e interpretação sobre o tema da realidade. Tem como base a escolha de uma unidade ou elemento social, sob

Leia mais

Trabalhos Científicos Usuais: Caracterização e Estrutura

Trabalhos Científicos Usuais: Caracterização e Estrutura Trabalhos Científicos Usuais: Caracterização e Estrutura Iniciação à Pesquisa em Informática Profª MSc. Thelma E. C. Lopes e-mail: thelma@din.uem.br 2 Texto Científico: o que é? A elaboração do texto científico

Leia mais

2- DETALHES SOBRE A ESTRUTURA DO RELATÓRIO A seguir estão orientações sobre como formatar as diversas partes que compõem o relatório.

2- DETALHES SOBRE A ESTRUTURA DO RELATÓRIO A seguir estão orientações sobre como formatar as diversas partes que compõem o relatório. 1 - ESTRUTURA DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO O relatório do Estágio Supervisionado de todos os cursos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Minas Gerais Campus Formiga - irá mostrar

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA (UESB) DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS (DCE) CURSO DE MATÉMATICA VANÊIDE ROCHA DIAS RIBEIRO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA (UESB) DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS (DCE) CURSO DE MATÉMATICA VANÊIDE ROCHA DIAS RIBEIRO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA (UESB) DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS (DCE) CURSO DE MATÉMATICA VANÊIDE ROCHA DIAS RIBEIRO FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS (FTA) VITÓRIA DA CONQUISTA BA 2009

Leia mais

Envio de trabalhos. 1.3. Serão aceitos somente os trabalhos enviados para o correio eletrônico da revista (revistaaproximacao@gmail.com).

Envio de trabalhos. 1.3. Serão aceitos somente os trabalhos enviados para o correio eletrônico da revista (revistaaproximacao@gmail.com). Envio de trabalhos 1.1. Serão aceitos trabalhos na área de Filosofia, de alunos vinculados a cursos de graduação (não necessariamente em Filosofia). Aceitaremos também contribuições de pós-graduandos e

Leia mais

PIM I. Projeto Integrado Multidisciplinar

PIM I. Projeto Integrado Multidisciplinar PIM I Projeto Integrado Multidisciplinar PIM I - PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Descrição e Análise de Práticas de Gestão Organizacional em uma Empresa. OBJETIVOS: Favorecer aos alunos ingressantes

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA MESTRADO EM SAÚDE PÚBLICA NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA MESTRADO EM SAÚDE PÚBLICA NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA MESTRADO EM SAÚDE PÚBLICA NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO CAMPINA GRANDE 2015 1 DISSERTAÇÃO A defesa pública da dissertação

Leia mais

Curso de Comunicação Social - Publicidade e Propaganda NORMAS PARA ELABORAÇÃO / APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

Curso de Comunicação Social - Publicidade e Propaganda NORMAS PARA ELABORAÇÃO / APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS Curso de Comunicação Social - Publicidade e Propaganda NORMAS PARA ELABORAÇÃO / APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS 1 ESTRUTURA A estrutura e a disposição dos elementos de um trabalho acadêmico são as

Leia mais

TRABALHO ACADÊMICO. Apresentação gráfica

TRABALHO ACADÊMICO. Apresentação gráfica 2012 2 Núcleo de Apoio à Pesquisa na Graduação- NAP/UNIMAR Projeto de Pesquisa; Apresentação gráfica TRABALHO ACADÊMICO Apresentação gráfica Segundo normas estabelecidas pela Associação Brasileira de Normas

Leia mais

DIRETRIZES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA TCC2

DIRETRIZES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA TCC2 UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIO-ECONÔMICAS E HUMANAS COORDENAÇÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA COORDENAÇÃO ADJUNTA DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DIRETRIZES BÁSICAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO

Leia mais

ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA

ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA A elaboração da monografia deve ter como referência a ABNT NBR 14724/ 2006, a qual destaca que um trabalho acadêmico compreende elementos pré-textuais,

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA CIENTÍFICA (NBR 6022:2003)

PROCEDIMENTOS PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA CIENTÍFICA (NBR 6022:2003) PROCEDIMENTOS PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA CIENTÍFICA (NBR 6022:2003) Maio de 2012. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. Biblioteca Universitária. Programa de capacitação. 2 NORMAS

Leia mais

Guia de Orientação para Apresentação de Projeto de Pesquisa para Alunos da FCC de acordo com as Normas da ABNT

Guia de Orientação para Apresentação de Projeto de Pesquisa para Alunos da FCC de acordo com as Normas da ABNT FACULDADE CRISTÃ DE CURITIBA Guia de Orientação para Apresentação de Projeto de Pesquisa para Alunos da FCC de acordo com as Normas da ABNT Elaborado pela bibliotecária Teresinha Teterycz - CRB 9 / 1171

Leia mais

GUIA PARA CONFECÇÃO DE PROJETO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)

GUIA PARA CONFECÇÃO DE PROJETO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) GUIA PARA CONFECÇÃO DE PROJETO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) Mestrado Profissional em Metrologia e Qualidade Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial 2010 APRESENTAÇÃO

Leia mais

Apresentação e formatação de artigo em publicação periódica científica:

Apresentação e formatação de artigo em publicação periódica científica: Apresentação e formatação de artigo em publicação periódica científica: Conforme NBR 6022:2003 Seção de atendimento ao usuário - SISBI Outubro 2013 Normas técnicas Norma técnica é um documento estabelecido

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE PIRENÓPOLIS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE PIRENÓPOLIS 0 UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE PIRENÓPOLIS MANUAL PARA FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS DA UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE PIRENÓPOLIS PIRENÓPOLIS 2012 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 1

Leia mais

Manual para normalização de trabalhos técnicos científicos

Manual para normalização de trabalhos técnicos científicos Padrão FEAD de normalização Manual para normalização de trabalhos técnicos científicos Objetivo Visando padronizar os trabalhos científicos elaborados por alunos de nossa instituição Elaboramos este manual

Leia mais

GESTÃO HOSPITALAR. PIM VI Projeto Integrado Multidisciplinar

GESTÃO HOSPITALAR. PIM VI Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO HOSPITALAR PIM VI Projeto Integrado Multidisciplinar 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Elaborar um estudo acerca Estrutura e Funcionamento do Sistema de Saúde Pública e Privada no Brasil.

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica do Paraná Sistema Integrado de Bibliotecas SIBI/PUCPR FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS WORD 2007

Pontifícia Universidade Católica do Paraná Sistema Integrado de Bibliotecas SIBI/PUCPR FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS WORD 2007 Pontifícia Universidade Católica do Paraná Sistema Integrado de Bibliotecas SIBI/PUCPR FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS WORD 2007 CONFIGURAR O FORMATO DA PÁGINA E AS MARGENS Escolher na barra de menu

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO 1 Modelo de Artigo de periódico baseado na NBR 6022, 2003. Título do artigo, centralizado. COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Maria Bernardete Martins Alves * Susana Margaret de Arruda ** Nome do (s) autor

Leia mais

4 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO

4 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO 4 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO Este capítulo visa a orientar a elaboração de artigos científicos para os cursos de graduação e de pós-graduação da FSG. Conforme a NBR 6022 (2003, p. 2),

Leia mais

REGRAS GERAIS PARA APRESENTAÇÃO/FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS. Prof. Dr. Luiz Carlos dos Santos

REGRAS GERAIS PARA APRESENTAÇÃO/FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS. Prof. Dr. Luiz Carlos dos Santos REGRAS GERAIS PARA APRESENTAÇÃO/FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS Todo trabalho acadêmico deve ser elaborado segundo parâmetros determinados pela Associação Brasileira de Normas Técnicas - ABNT. Assim,

Leia mais

NORMAS PARA REDAÇÃO E IMPRESSÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM PRODUÇÃO VEGETAL

NORMAS PARA REDAÇÃO E IMPRESSÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM PRODUÇÃO VEGETAL NORMAS PARA REDAÇÃO E IMPRESSÃO DE DISSERTAÇÕES E TESES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM PRODUÇÃO VEGETAL AQUIDAUANA MS 2009 1. PAPEL E PROCESSO DE MULTIPLICAÇÃO O papel

Leia mais

FAJ FACULDADE DE JUSSARA COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (Artigo Científico) Instruções aos autores e orientadores

FAJ FACULDADE DE JUSSARA COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (Artigo Científico) Instruções aos autores e orientadores FAJ FACULDADE DE JUSSARA COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (Artigo Científico) Instruções aos autores e orientadores ESTRUTURA DO ARTIGO 1. Recomenda-se a utilização do processador

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ - Unioeste PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS - PPGCA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ - Unioeste PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS - PPGCA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ - Unioeste PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS - PPGCA Normas para elaboração de Dissertações do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais MODELO

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Modelo de Artigo de periódico baseado na NBR 6022, 2003. Título do artigo, centralizado. COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Maria Bernardete Martins Alves * Susana Margaret de Arruda ** Nome do (s) autor

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ - UESC PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BOTÂNICA - PPGBOT. ANEXO 1 Normas de editoração e estruturação de dissertações

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ - UESC PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BOTÂNICA - PPGBOT. ANEXO 1 Normas de editoração e estruturação de dissertações UNIVERSIDADE ESTADUAL DE SANTA CRUZ - UESC PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BOTÂNICA - PPGBOT ANEXO 1 Normas de editoração e estruturação de dissertações 1ª edição Ilhéus BA 2012 SUMÁRIO SUMÁRIO... 2 APRESENTAÇÃO...

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS Campus de Belo Horizonte Faculdade de Educação ORIENTAÇÕES GERAIS PARA NORMALIZAÇÃO DA MONOGRAFIA

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS Campus de Belo Horizonte Faculdade de Educação ORIENTAÇÕES GERAIS PARA NORMALIZAÇÃO DA MONOGRAFIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS Campus de Belo Horizonte Faculdade de Educação ORIENTAÇÕES GERAIS PARA NORMALIZAÇÃO DA MONOGRAFIA 2014 UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS Campus de Belo Horizonte

Leia mais

NORMAS DA ABNT PARA TRABALHOS ACADÊMICOS

NORMAS DA ABNT PARA TRABALHOS ACADÊMICOS NORMAS DA ABNT PARA TRABALHOS ACADÊMICOS O texto a seguir tratará das seguintes normalizações: A. NBR 14724:2001 Informação e documentação - Trabalhos acadêmicos - Apresentação Informações pré-textuais

Leia mais

O título e subtítulo (quando houver) devem ser separados por dois pontos (:).

O título e subtítulo (quando houver) devem ser separados por dois pontos (:). VIII Jornada Ibmec de Iniciação Científica - 2013 Normas para submissão dos artigos Os autores devem ser cuidadosos com a apresentação técnica, com a sintaxe e a ortografia de seu texto, sob pena de recusa

Leia mais

FEMPAR FUNDAÇÃO ESCOLA DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO PARANÁ NORMAS METODOLÓGICAS PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE ARTIGO

FEMPAR FUNDAÇÃO ESCOLA DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO PARANÁ NORMAS METODOLÓGICAS PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE ARTIGO FEMPAR FUNDAÇÃO ESCOLA DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO PARANÁ NORMAS METODOLÓGICAS PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE ARTIGO LONDRINA 2009 SUMÁRIO 1 ESTRUTURA DO ARTIGO CIENTÍFICO...01 1.1 ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS...01

Leia mais

TRABALHO ACADÊMICO: Guia fácil para diagramação: formato A5. Formatação do Texto

TRABALHO ACADÊMICO: Guia fácil para diagramação: formato A5. Formatação do Texto TRABALHO ACADÊMICO: Guia fácil para diagramação: formato A5 Antes de iniciar a digitação de seu trabalho acadêmico configure seu documento com as especificações a seguir, facilitando a visualização e sua

Leia mais

Título do trabalho: subtítulo do trabalho

Título do trabalho: subtítulo do trabalho Título do trabalho: subtítulo do trabalho Resumo Este documento apresenta um modelo de formatação a ser utilizado em artigos e tem como objetivo esclarecer aos autores o formato a ser utilizado. Este documento

Leia mais

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA MANUAL DE NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA FORMOSA/GO

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA FORMATAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE

INSTRUÇÕES PARA FORMATAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE 1 INSTRUÇÕES PARA FORMATAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE INSTRUÇÕES GERAIS: papel branco A4, fonte Arial tamanho 12, com espaçamento de 1,5 cm entre as linhas,

Leia mais

FEMPAR Fundação Escola do Ministério Público do Paraná NORMAS METODOLÓGICAS PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE MONOGRAFIA

FEMPAR Fundação Escola do Ministério Público do Paraná NORMAS METODOLÓGICAS PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE MONOGRAFIA FEMPAR Fundação Escola do Ministério Público do Paraná NORMAS METODOLÓGICAS PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE MONOGRAFIA CURITIBA 2012 SUMÁRIO 1. ESTRUTURA DA MONOGRAFIA...03 1.1. Elementos pré-textuais...03

Leia mais

REGRAS PARA A PULICAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS NA REVISTA JURÍDICA DA AJUFESC

REGRAS PARA A PULICAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS NA REVISTA JURÍDICA DA AJUFESC REGRAS PARA A PULICAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS NA REVISTA JURÍDICA DA AJUFESC 1. O artigo deve apresentar enfoque INÉDITO e abordar tema relativo à Jurisdição Federal. O tema deve ser preferencialmente

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA Regulamento do TCC

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA BIOMÉDICA Regulamento do TCC ANEXO A TERMO DE COMPROMISSO DE ORIENTAÇÃO DO TRABALHO DE Nome do Aluno: Matricula: Título do TCC CONCLUSAO DE CURSO (TCC) Solicito que seja designado como meu Orientador do Trabalho de Conclusão de Curso

Leia mais

GUIA PARA EDIÇÃO DE DISSERTAÇÃO, QUALIFICAÇÃO E OUTROS TRABALHOS NO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM CIÊNCIAS MOLECULARES

GUIA PARA EDIÇÃO DE DISSERTAÇÃO, QUALIFICAÇÃO E OUTROS TRABALHOS NO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM CIÊNCIAS MOLECULARES UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM CIÊNCIAS MOLECULARES GUIA PARA EDIÇÃO DE DISSERTAÇÃO, QUALIFICAÇÃO E OUTROS

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA ABNT NBR 15287:2011. Especifica os princípios gerais para a elaboração de projetos de pesquisa

PROJETO DE PESQUISA ABNT NBR 15287:2011. Especifica os princípios gerais para a elaboração de projetos de pesquisa PROJETO DE PESQUISA ABNT NBR 15287:2011 Especifica os princípios gerais para a elaboração de projetos de pesquisa REFERÊNCIA NORMATIVA Documentos indispensáveis à aplicação deste documento ABNT NBR 6023

Leia mais

NORMATIZAÇÃO TÉCNICA PARA ELABORAÇÃO DE TCC COM BASE NAS NBR S. Por: Edirlane Carvalho de Souza Freitas - Bibliotecária

NORMATIZAÇÃO TÉCNICA PARA ELABORAÇÃO DE TCC COM BASE NAS NBR S. Por: Edirlane Carvalho de Souza Freitas - Bibliotecária NORMATIZAÇÃO TÉCNICA PARA ELABORAÇÃO DE TCC COM BASE NAS NBR S. Quem define a normatização técnica? Normas mais comuns utilizadas em trabalhos acadêmicos: NBR 6023 Referências; NBR 6024 Numeração progressiva

Leia mais

GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA FORMATAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA FORMATAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA FORMATAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 1. APRESENTAÇÃO É essencial o uso de normas técnicas para uma boa apresentação e compreensão da leitura de um trabalho acadêmico-científico.

Leia mais

Manual TCC Administração

Manual TCC Administração 1 Manual TCC Administração 2013 2 Faculdade Marista Diretor Geral Ir. Ailton dos Santos Arruda Diretora Administrativo-Financeiro Sra. Rafaella Nóbrega Coordenador do Curso de Administração e Gestão de

Leia mais

ESTRUTURA DE UM TRABALHO MONOGRÁFICO (NBR 14724/2005)

ESTRUTURA DE UM TRABALHO MONOGRÁFICO (NBR 14724/2005) Errata Folha de Rosto Capa ESTRUTURA DE UM TRABALHO MONOGRÁFICO (NBR 14724/2005) Epígrafe Resumo L. estrangeira Resumo Agradecimentos Dedicatória Folha de Aprovação Anexos Apêndices Glossário Referências

Leia mais

PIM III. Projeto Integrado Multidisciplinar

PIM III. Projeto Integrado Multidisciplinar PIM III Projeto Integrado Multidisciplinar PIM III - PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Descrição e análise de práticas de gestão em empresas hospitalares de médio porte. OBS: O Projeto deverá ser

Leia mais

NORMAS PARA FORMATAR TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

NORMAS PARA FORMATAR TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Faculdades Milton Campos (FMC) NORMAS PARA FORMATAR TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Texto organizado a partir das normas vigentes da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) Emilce Maria Diniz Bibliotecária

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO (1)

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO (1) 1 COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO (1) SOBRENOME, Nome Aluno 1 Graduando em Administração de Empresas Decision/FGV SOBRENOME, Nome Aluno 2 Graduando em Administração de Empresas Decision/FGV RESUMO Este

Leia mais

PROJETO MULDISCIPLINAR DO CURSO DE BACHAREL EM ADMINISTRAÇÃO DA UNIESP FACULDADE DO GUARUJÁ. Prof. Marat Guedes Barreiros

PROJETO MULDISCIPLINAR DO CURSO DE BACHAREL EM ADMINISTRAÇÃO DA UNIESP FACULDADE DO GUARUJÁ. Prof. Marat Guedes Barreiros PROJETO MULDISCIPLINAR DO CURSO DE BACHAREL EM ADMINISTRAÇÃO DA UNIESP FACULDADE DO GUARUJÁ Prof. Marat Guedes Barreiros GUARUJÁ 2º semestre de 2013 PROJETO MULDISCIPLINAR Curso superior de BACHAREL em

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA. Apresentação gráfica

PROJETO DE PESQUISA. Apresentação gráfica 2012 PROJETO DE PESQUISA Apresentação gráfica Revisto e atualizado segundo alterações ABNT: NBR 15287:2011 Projeto de Pesquisa; NBR 14724:2011 Trabalhos Acadêmicos. Profa. Dra. Wakiria Martinez Heinrich

Leia mais

Universidade Federal de São Paulo Instituto Saúde e Sociedade Programa de Pós-Graduação Alimentos, Nutrição e Saúde

Universidade Federal de São Paulo Instituto Saúde e Sociedade Programa de Pós-Graduação Alimentos, Nutrição e Saúde Universidade Federal de São Paulo Instituto Saúde e Sociedade Programa de Pós-Graduação Alimentos, Nutrição e Saúde ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE DOCUMENTO DE QUALIFICAÇÃO E DISSERTAÇÃO PARA O PROGRAMA

Leia mais

MANUAL DE ELABORAÇÃO PARA APRESENTAÇÃO DO PROJETO DE QUALIFICAÇÃO E TESE

MANUAL DE ELABORAÇÃO PARA APRESENTAÇÃO DO PROJETO DE QUALIFICAÇÃO E TESE UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO E MEIO AMBIENTE MANUAL DE ELABORAÇÃO PARA APRESENTAÇÃO DO PROJETO DE QUALIFICAÇÃO E

Leia mais

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS DO CET/UnB

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS DO CET/UnB UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA Centro de Excelência em Turismo MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS DO CET/UnB Por: Jakeline V. de Pádua APRESENTAÇÃO As páginas que se seguem especificam os princípios gerais

Leia mais

Manual para Elaboração Trabalhos Acadêmicos Conforme a NBR 14724:2005

Manual para Elaboração Trabalhos Acadêmicos Conforme a NBR 14724:2005 Manual para Elaboração Trabalhos Acadêmicos Conforme a NBR 14724:2005 Produzido pelos bibliotecários da Rede de Bibliotecas do Senac/RS com a finalidade de orientar os usuários na elaboração de seus trabalhos

Leia mais

NORMAS PARA SUBMISSÃO DE RESUMO E ARTIGO COMPLETO

NORMAS PARA SUBMISSÃO DE RESUMO E ARTIGO COMPLETO NORMAS PARA SUBMISSÃO DE RESUMO E ARTIGO COMPLETO RESUMOS - Os resumos deverão ter no máximo 500 palavras. - A estrutura do resumo deverá conter, obrigatoriamente: problematização da pesquisa; objetivos;

Leia mais

FACULDADE ÚNICA DE CONTAGEM CLAUDIANE SANTANA MANUAL DE NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS CIENTÍFICOS

FACULDADE ÚNICA DE CONTAGEM CLAUDIANE SANTANA MANUAL DE NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS CIENTÍFICOS FACULDADE ÚNICA DE CONTAGEM CLAUDIANE SANTANA MANUAL DE NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS CIENTÍFICOS Baseado nas obras de Júnia Lessa França e Ana Cristina de Vasconcellos; Rosy Mara Oliveira. Atualizado

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

NORMAS PARA ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO NORMAS PARA ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Rosangela Alves de Oliveira * Nome do (s) autor (s) RESUMO Este trabalho estabelece as orientações para apresentação de um artigo científico. Todas as informações

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE CIÊNCIAS BÁSICAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MICROBIOLOGIA AGRÍCOLA E DO AMBIENTE

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE CIÊNCIAS BÁSICAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MICROBIOLOGIA AGRÍCOLA E DO AMBIENTE UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE CIÊNCIAS BÁSICAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MICROBIOLOGIA AGRÍCOLA E DO AMBIENTE Comissão Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em

Leia mais

REGULAMENTO DA III MOSTRA CIENTÍFICA DA FACULDADE ESTÁCIO VILA VELHA ANEXO I

REGULAMENTO DA III MOSTRA CIENTÍFICA DA FACULDADE ESTÁCIO VILA VELHA ANEXO I Diretrizes para Autores das áreas de GESTÃO E FINANÇAS / LICENCIATURAS/ ENGENHARIAS: Os trabalhos deverão seguir a seguinte extensão: - artigos: entre 10 (dez) e 25 (vinte e cinco) páginas, incluindo as

Leia mais

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO 1,5 espaçamento entre as linhas CURSO xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx Nome do Estagiário 2 espaços 1,5 Fonte 14 Fonte 14 RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Fonte 16 COLOCADO NO CENTRO DA FOLHA LOCAL ANO Fonte

Leia mais

Manual de normas para apresentação de trabalhos acadêmicos

Manual de normas para apresentação de trabalhos acadêmicos FACULDADE SÃO FRANCISCO DE ASSIS BIBLIOTECA Josiane Fonseca da Cunha Manual de normas para apresentação de trabalhos acadêmicos Porto Alegre 2008 Josiane Fonseca da Cunha Manual de normas para apresentação

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. PIM IV Projeto Integrado Multidisciplinar

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. PIM IV Projeto Integrado Multidisciplinar SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PIM IV Projeto Integrado Multidisciplinar 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Propor a aplicação dos conhecimentos adquiridos nas disciplinas do semestre na estratégia

Leia mais

Apresentação de Trabalhos Acadêmicos

Apresentação de Trabalhos Acadêmicos Keina Cristina S. S. Silva, Bibª. Me. Marilene S. de Araújo, Bibª. Esp. Sale Mário Gaudêncio, Bibº. Esp. Vanessa Christiane A. S. Borba, Bibª. Esp. Vanessa Oliveira Pessoa, Bibª. Esp. Apresentação de Trabalhos

Leia mais

FACULDADE PAN AMAZÔNICA CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA. MANUAL ESPECÍFICO Projeto Integrado Multidisciplinar I PIM I

FACULDADE PAN AMAZÔNICA CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA. MANUAL ESPECÍFICO Projeto Integrado Multidisciplinar I PIM I FACULDADE PAN AMAZÔNICA CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA MANUAL ESPECÍFICO Projeto Integrado Multidisciplinar I PIM I Este manual atende todos os cursos de gestão 1º semestre, turmas ingressantes em fevereiro

Leia mais