Os Desafios de Entregar Conteúdo na Internet

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Os Desafios de Entregar Conteúdo na Internet"

Transcrição

1 Os Desafios de Entregar Conteúdo na Internet Tom Leighton Cientista Responsável Akamai Technologies

2 Tópicos Como a Web Funciona Serviços da Akamai Visão Geral da Tecnologia Desafios Tecnológicos O Futuro

3 A Web: Simples por Fora Provedores de Conteúdo Usuários Finais Internet

4 Mas Problemática por Dentro Provedores de Conteúdo Pontos de Rede Não-hierárquica Provedores de Rede Usuários Finais NAP UUNet Qwest NAP AOL

5 O Gargalo Inicial Agora, o provedor de conteúdo tem um público espalhado por todo o mundo; a centralização não funciona 400 milhões de usuários em potencial = um enorme problema de infra-estrutura

6 Os Problemas com Redes Não- hierárquicas A Internet é formada por mais de 7000 redes Nenhuma rede controla um grande percentual de tráfego de acesso a maior delas tem 6% de compartilhamento % de Tráfego de Rede 6% Worldcom Provedores de Serviços de Internet (7.000)

7 Os Problemas com Redes Não- hierárquicas (continuação) Questões econômicas limitam a capacidade de redes não- hierárquicas, o que resulta na perda de rotas e em congestionamento Algoritmos de roteamento (BGP) ignoram congestionamento! Os algoritmos de roteamento também estão sujeitos à perda acidental de rotas ou à introdução de rotas incorretas

8 Implicações dos Gargalos Downloads lentos - O conteúdo deve atravessar vários backbones e percorrer longas distâncias Desempenho não-confiável - O conteúdo pode ser bloqueado devido a problemas de congestionamento ou de backbone em redes não- hierárquicas Não-escalável - Uso limitado pela largura de banda disponível no site principal Qualidade inferior de streaming - Perda de pacotes, congestionamento e pipes estreitos prejudicam a qualidade do stream Banda larga não ajuda - À medida que a banda larga se torna cada vez mais presente,, o desastre de soluções centralizadas se torna mais óbvio e não melhor

9 Tópicos Como a Web Funciona Serviços da Akamai Visão Geral da Tecnologia Desafios Tecnológicos O Futuro

10 A Solução da Akamai Provedores de Conteúdo Servidores Akamai na Ponta da Rede Usuários Finais NAP NAP

11 Implantação da Rede Akamai Mais de de Servidores Mais de 1000 de Operadoras de Pont Hospedagem, Acesso, Backbones, Satélite e Banda larga Mais de 60 Países

12 Centenas de Sites da Web Aderiram à Akamai

13 Vantagens Rapidez - O conteúdo é distribuído de locais próximos aos usuários finais Confiança - Sem um único ponto de falha - Recuperação automática de falhas Escalabilidade - O site principal não precisa mais de uma enorme largura de banda disponível

14 Desempenho do Site da Web Melhoria Típica com Akamai 15 de maio, à tarde 16 de maio, à tarde 17 de maio, à tarde 18 de maio, à tarde 19 de maio, à tarde 20 de maio, à tarde 21 de maio, à tarde 22 de maio, à tarde 23 de maio, à tarde 24 de maio, à tarde 25 de maio, à tarde 26 de maio, à tarde 27 de maio, à tarde Resultados do Keynote Objeto da Web entregue sem Akamai Objeto da Web object entregue por Akamai

15 Ofertas de Serviços da Akamai FreeFlow: entrega objetos (gifs( gifs, jpgs,, etc.) e gráficos sofisticados para usuários finais da ponta da Internet FreeFlow Streaming: entrega de conteúdo de streaming para visualizadores em todas as partes do mundo,, com melhorias significativas no que diz respeito à qualidade e à confiabilidade Akamai Conference: um serviço oferecido pelo revendedor que usa mídia de streaming para aumentar o alcance e a funcionalidade das chamadas em conferência convencionais Akamai Forum: permite que empresários produzam Webcasts ao vivo e interativos

16 Akamai Forum Nenhum software cliente especial Vídeo de Streaming ao Vivo ou por Demanda Suporrte a Alto-falante (ex.: PowerPoint) Outros Recursos: Ask a Question Live Audience Phone-in Viewer Registration promotion Download Slides Searchable Content Pesquisas Dinâmicas e Uso de Perfil Programa de Agenda Indexada

17 Ofertas de Serviços da Akamai FirstPoint: serviço de gerenciamento de tráfego global para provedores de conteúdo com servidores de Web distribuídos geograficamente EdgeScape: permite a customização de conteúdo com base na largura de banda e na localização geográfica do usuário Reporter e Traffic Analyzer: fornece dados históricos e em tempo real da utilização do site da Web

18 Reporter e Traffic Analyzer Reporter: Para exibição de logs históricos Data-mining customizado de tráfego dos clientes Traffic Analyzer: Exibição do tráfego dos clientes em tempo real Informa a distribuição geográfica do tráfego

19 Ofertas de Serviços da Akamai ACS: serviço de gerenciamento de armazenamento que armazena, de modo persistente, o conteúdo entregue para usuários finais através da rede Akamai Digital Parcel Service: uma solução abrangente de gerenciamento de direitos e distribuição digital EdgeSuite: permite a montagem dinâmica de conteúdo personalizado em servidores de ponta Akamai

20 Tópicos Como a Web Funciona Serviços da Akamai Visão Geral da Tecnologia Desafios Tecnológicos O Futuro

21 Baixando de xyz.com à Moda Antiga DNS O usuário digita O navegador solicita o endereço IP de O DNS retorna o endereço IP O servidor Web do cliente retorna a HTML O navegador solicita a HTML 4 7 Servidor Web do Cliente O navegador obtém o endereço IP do domínio de objetos incorporados da página O navegador solicita objetos incorporados O servidor Web do cliente retorna objetos incorporados

22 Encontrando o Endereço IP de xyz.com à Moda Antiga.net Root (InterNIC) 10 1 Cache do Navegador Servidor de Nomes Local OS TTL: 1 Dia 5 TTL: 30 Minutos xyz.com Servidores DNS

23 Baixando de xyz.com com o Akamai EdgeSuite 1 2 DNS Servidor Web do cliente O usuário digita O navegador solicita o endereço IP de O DNS retorna o endereço IP do servidor Akamai ótimo O navegador solicita a HTML O servidor Akamai monta a página e, se necessário, entra em contato com servidor Web do cliente O servidor Akamai ótimo retorna a HTML da Akamai O navegador obtém o endereço IP de servidores Akamai ótimos para objetos incorporados O navegador obtém objetos de servidores Akamai ótimos

24 Principais Componentes Resolução DNS: localizando o endereço IP de xyz.com Montagem de Página Conectando da ponta à origem

25 Localizando o Endereço IP: com Akamai Servidor de nomes de xyz.com a212.g.akamai.net 7 6 Usuário Final xyz.com Servidor de Nomes Local 3 akamai.net g.akamai.net a212.g.akamai.net net Root (InterNIC) Servidores DNS Akamai de Nível Superior Servidores DNS Akamai de Nível Inferior Cache do Navegado r 2 15 SO

26 Mapas DNS e Tempo de Vida (TTL) Mapas criados usando informações sobre o seguinte: - Congestionamento na Internet - Cargas do sistema - Demandas do usuário - Status do servidor Os mapas são constantemente recalculados: - A cada poucos minutos para HLDNS - A cada poucos minutos para LLDNS TTL Raiz HLDNS LLDNS TTL de respostas DNS diminuem à medida que descem na hierarquia 1 dia 30 min. 30 seg.

27 Montagem de Página Página Recipiente [TTL = 5 d] [TTL = 8 h] [TTL = 15 m] [Notícias, conteúdo, promoções, etc. de XYZ TTL = 5 d] [Manchetes TTL = 2 h] Proprietários de sites criam páginas recipientes que podem ser preenchidas com conteúdo variável

28 Montagem de Página Se gênero = masculino e localização = New York, é mostrado artigo sobre NY Giants Sportswear [TTL = 8 h] [TTL = 15 m] [Notícias, conteúdo, promoções, etc. de XYZ TTL = 5 d] [Manchetes TTL = 2 h] OEdgeSuite permite que os sites da Web construam e entreguem conteúdo customizado na ponta

29 Exemplo de Sintaxe Por ser semelhante à SSI, é facilmente compreendido mas também rompe gargalos de desempenho quando distribuído em servidores Usado como API para aplicativos de outros fabricantes em uma rede Akamai <html> <asi version = 1.0 > <head><title>akamai Weather Forecast </title></head> <asi if= $geo == dc include= dcwthr.htm /> <asi else-if= $geo == boston include= bostonwthr.htm /> <asi else if = $geo == nyc include= nycwthr.htm /> <asi else == include= uswthr.htm /> </asi> </html>

30 Conectando da Ponta à Origem Usuário Final Servidor de Origem

31 Conectando da Ponta à Origem Usuário Final X Servidor de Origem Mantém dados de desempenho de caminho para que o caminho ótimo possa ser usado para alcançar a localização ótima do cliente (Akarouting)

32 Conectando da Ponta à Origem Usuário Final Akamai ACS X Servidor de Origem Mantém dados de desempenho de caminho para que o caminho ótimo possa ser usado para alcançar a localização do cliente Se não for possível acessar o site, recupera informações padrão confiáveis do serviço Akamai ACS

33 Diferenças para Live Streaming Uplink por Satélite 1 x2 3 4 Downlink por Satélite CodificaçãoPonto de Entrada X 1 X 2 X 3 X4 x Refletores de nível superior Regiões

34 Tópicos Como a Web Funciona Serviços da Akamai Visão Geral da Tecnologia Desafios Tecnológicos O Futuro

35 Desafios Tecnológicos 1) Mapeamento e Atribuição de Servidor Altíssima escala - Centenas de milhões de usuários - Dezenas de milhares de servidores - Milhares de localizações - Milhares de clientes É preciso monitorar condições da Internet e responder instantaneamente a mudanças - Congestionamento e falhas na Internet são freqüentes e imprevisíveis É preciso equilibrar tipos de tráfego altamente variáveis, otimizar diversos tipos de recursos e minimizar diversos custos É preciso tolerar um número muito grande de falhas de componentes sem nunca interromper o serviço Algoritmos de controle devem ser distribuídos e devem trabalhar com informações inexatas Respostas DNS devem ser dadas em questão de milessegundos

36 Desafios Tecnológicos 2) Fazendo logon, Produzindo relatórios e Gerando cobranças Vários bilhões de acessos por dia e um crescimento rápido Geração de relatórios de dados em tempo real para clientes com perfil de usuário e data mining customizado Monitoramento do sistema em tempo real para NOCC com avisos descritivos e medições de desempenho Suporte a consultas SQL em tempo real para o sistema

37 Desafios Tecnológicos 3) Operações Rede altamente distribuída que não pode apresentar falha apesar de freqüentes alterações de software e de um crescimento constante O sistema precisa estar protegido contra ataques, bem como contra softwares defeituosos de terceiros

38 Desafios Tecnológicos 4) Atualidade e Exatidão de Conteúdo Conteúdo inadequado nunca deve ser distribuído Procedimentos de rápida correção para serem usados em caso de erros do cliente Flexibilidade e facilidade de controle de conteúdo para o cliente

39 Desafios Tecnológicos 5) Gerenciamento de Live Streaming e Webcasting Difusão de informações para lidar com perda de pacotes Troca automática em conexões para melhorar o desempenho Suporte à transmissão de mensagens interativas e personalizadas (ex.: P&R) Agregação de dados em tempo real para pesquisa, etc. Entrega sincronizada de áudio, vídeo e slides

40 Tópicos Como a Web Funciona Serviços da Akamai Visão Geral da Tecnologia Desafios Tecnológicos O Futuro

41 BET.com O Principal Portal Afro-americano Na segunda-feira, nosso tráfego dobrou e, por isso, incluímos dois novos servidores. Mas esse procedimento não surtiuefeito. Na terça-feira, ligamos para a Akamai. Nesse mesmo dia à noite já fazíamos parte da Akamai e nos tornamos, de uma hora para outra, de 6 a 10 vezes mais rápidos. Craig Maccubbin CTO da BET.com Graças à Akamai, a BET.com melhorou 90% de cada página da Web com o FreeFlow: Melhorou o desempenho dos sites (de 6 a 10 vezes) Quadruplicou a capacidade de exibição de páginas Adiou a construção do 2 o data center Preservou design de página rico em gráficos Melhorou a experiência do usuário Obteve lucro líqüido de US$1,3 milhão no primeiro ano

42 Perguntas?

MIT 18.996 Aula 1 6 de fevereiro de 2002 Segundo Trimestre 2002

MIT 18.996 Aula 1 6 de fevereiro de 2002 Segundo Trimestre 2002 MIT 18.996: Tópico da Teoria da Ciência da Computação: Problemas de Pesquisa na Internet Segundo Trimestre 2002 Aula 1 6 de fevereiro de 2002 Palestrante: Tom Leighton Redatores: Omar Aftab, Eamon Walsh

Leia mais

SUMÁRIO CONTENT DELIVERY NETWORK 10/20/2014

SUMÁRIO CONTENT DELIVERY NETWORK 10/20/2014 CONTENT DELIVERY NETWORK 20 OUT 2014 SUMÁRIO FACTOS HISTÓRICOS E CURIOSIDADES SOBRE A AKAMAI TECHNOLOGIES, INC. A INTERNET SEM REDES DE DISTRIBUIÇÃO DE CONTEÚDOS AKAMAI: REDE DE DISTRIBUIÇÃO DE CONTEÚDOS

Leia mais

4.1. Introdução. 4.2. Layout do DNS

4.1. Introdução. 4.2. Layout do DNS MIT 18.996 Tópico da Teoria da Ciência da Computação: Problemas de Pesquisa na Internet Segundo Trimestre 2002 Aula 4 27de fevereiro de 2002 Palestrantes: T. Leighton, D. Shaw, R. Sudaran Redatores: K.

Leia mais

Prof. Manuel A Rendón M

Prof. Manuel A Rendón M Prof. Manuel A Rendón M Tanenbaum Redes de Computadores Cap. 1 e 2 5ª. Edição Pearson Padronização de sistemas abertos à comunicação Modelo de Referência para Interconexão de Sistemas Abertos RM OSI Uma

Leia mais

Rede GlobalWhitepaper

Rede GlobalWhitepaper Rede GlobalWhitepaper Janeiro 2015 Page 1 of 8 1. Visão Geral...3 2. Conectividade Global, qualidade do serviço e confiabilidade...4 2.1 Qualidade Excepcional...4 2.2 Resiliência e Confiança...4 3. Terminais

Leia mais

Fortaleza Digital. Aker FIREWALL UTM. Sua empresa mais forte com uma solução completa de segurança digital.

Fortaleza Digital. Aker FIREWALL UTM. Sua empresa mais forte com uma solução completa de segurança digital. Aker FIREWALL UTM Fortaleza Digital Sua empresa mais forte com uma solução completa de segurança digital. Ideal para o ambiente corporativo, com o Aker Firewall UTM você tem o controle total das informações

Leia mais

Uma solução de desempenho para a distribuição de documentos: Habilitando a distribuição de documentos em tempo real para corporações globais

Uma solução de desempenho para a distribuição de documentos: Habilitando a distribuição de documentos em tempo real para corporações globais Uma solução de desempenho para a distribuição de documentos: Habilitando a distribuição de documentos em tempo real para corporações globais Visão Geral Desafio Hoje, os aplicativos da web são um tremendo

Leia mais

Grid e Gerenciamento Multi-Grid

Grid e Gerenciamento Multi-Grid Principais Benefícios Alta disponibilidade, Escalabilidade Massiva Infoblox Oferece serviços de rede sempre ligados através de uma arquitetura escalável, redundante, confiável e tolerante a falhas Garante

Leia mais

Aplicações P2P. André Lucio e Gabriel Argolo

Aplicações P2P. André Lucio e Gabriel Argolo Aplicações P2P André Lucio e Gabriel Argolo Tópicos Internet Peer-to-Peer (Introdução) Modelos (Classificação) Napster Gnutella DHT KaZaA Razões para o Sucesso da Internet Capacidade de interligar várias

Leia mais

Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper

Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper Outubro de 2007 Resumo Este white paper explica a função do Forefront Server

Leia mais

SISTEMA DE TRANSMISSÃO INTERNET WEB Modalidade e-conference WEBCASTING STREAMING

SISTEMA DE TRANSMISSÃO INTERNET WEB Modalidade e-conference WEBCASTING STREAMING SISTEMA DE TRANSMISSÃO INTERNET WEB Modalidade e-conference WEBCASTING STREAMING APRESENTAÇÃO. O DIRECTPRESENTER é um sistema de webcast que pode ser usado, tanto ao vivo como gravado. A hospedagem das

Leia mais

Definição São sistemas distribuídos compostos de nós interconectados, aptos a se auto-organizar em topologias de rede, com o intuito de compartilhar

Definição São sistemas distribuídos compostos de nós interconectados, aptos a se auto-organizar em topologias de rede, com o intuito de compartilhar Redes Peer- Redes Peer- (P2P) São sistemas distribuídos nos quais os membros da rede são equivalentes em funcionalidade Permitem que os pares compartilhem recursos diretamente, sem envolver intermediários

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com - Aula Complementar - MODELO DE REFERÊNCIA OSI Este modelo se baseia em uma proposta desenvolvida pela ISO (International Standards Organization) como um primeiro passo em direção a padronização dos protocolos

Leia mais

A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO

A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO 1 OBJETIVOS 1. O que é a nova infra-estrutura informação (TI) para empresas? Por que a conectividade é tão importante nessa infra-estrutura

Leia mais

Vencendo Desafios de Aplicativos Multisserviço com o Big-IP GTM

Vencendo Desafios de Aplicativos Multisserviço com o Big-IP GTM Vencendo Desafios de Aplicativos Multisserviço com o Big-IP GTM Visão Geral Os aplicativos evoluíram de simples facilitadores de negócios para se tornarem o negócio principal das organizações. Foi-se o

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Faculdades SENAC Análise e Desenvolvimento de Sistemas 1 de agosto de 2009 Membership Grupos dinâmicos Membros entram e saem dos grupos Membros podem falhar (crash) Grupos são criados e destruídos em tempo

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Comunicação de Grupos Peer to Peer Comunicação de Grupos Modelos Anteriores - Comunicação envolvia somente duas partes. RPC não permite comunicação de um processo com vários outros

Leia mais

Sistemas Distribuídos. Professora: Ana Paula Couto DCC 064

Sistemas Distribuídos. Professora: Ana Paula Couto DCC 064 Sistemas Distribuídos Professora: Ana Paula Couto DCC 064 Consistência e Replicação Capítulo 7 Agenda Razões para Replicação Replicação como técnica de escalabilidade Modelos de Consistência centrados

Leia mais

Introdução ao Active Directory AD

Introdução ao Active Directory AD Introdução ao Active Directory AD Curso Técnico em Redes de Computadores SENAC - DF Professor Airton Ribeiro O Active Directory, ou simplesmente AD como é usualmente conhecido, é um serviço de diretórios

Leia mais

Improving Performance of the Internet - Cont. Orlando Pereira - m2371 Bruno Miguel Silva- m2359 João Prata - a15997

Improving Performance of the Internet - Cont. Orlando Pereira - m2371 Bruno Miguel Silva- m2359 João Prata - a15997 Improving Performance of the Internet - Cont. Orlando Pereira - m2371 Bruno Miguel Silva- m2359 João Prata - a15997 A question of Scale..D is tâncias l o ng as aume n t am a probabilidade de congestão

Leia mais

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC RESUMO EXECUTIVO O PowerVault DL2000, baseado na tecnologia Symantec Backup Exec, oferece a única solução de backup em

Leia mais

Detecção e investigação de ameaças avançadas. INFRAESTRUTURA

Detecção e investigação de ameaças avançadas. INFRAESTRUTURA Detecção e investigação de ameaças avançadas. INFRAESTRUTURA DESTAQUES A infraestrutura do RSA Security Analytics Arquitetura modular para coleta distribuída Baseada em metadados para indexação, armazenamento

Leia mais

Definição São sistemas distribuídos compostos de nós interconectados, aptos a se auto-organizar em topologias de rede, com o intuito de compartilhar

Definição São sistemas distribuídos compostos de nós interconectados, aptos a se auto-organizar em topologias de rede, com o intuito de compartilhar Redes Peer-to-Peer Redes Peer-to to-peer Arquitetura de Redes P2P Integridade e Proteção Redes Peer-to-Peer (P2P) São sistemas distribuídos nos quais os membros da rede são equivalentes em funcionalidade

Leia mais

O PaperPort 12 Special Edition (SE) possui uma grande variedade de novos e valiosos recursos que ajudam a gerenciar seus documentos.

O PaperPort 12 Special Edition (SE) possui uma grande variedade de novos e valiosos recursos que ajudam a gerenciar seus documentos. Bem-vindo! O Nuance PaperPort é um pacote de aplicativos para gerenciamento de documentos da área de trabalho que ajuda o usuário a digitalizar, organizar, acessar, compartilhar e gerenciar documentos

Leia mais

Sistema GloVE. Solução de distribuição em grande escala de vídeos digitais sob demanda

Sistema GloVE. Solução de distribuição em grande escala de vídeos digitais sob demanda Sistema GloVE Sistema GloVE Solução de distribuição em grande escala de vídeos digitais sob demanda Introdução Diversas tendências estão mudando a maneira de se usar a Internet. Primeira, o número dos

Leia mais

Gravador Digital SUPER MONITOR Descrição Geral

Gravador Digital SUPER MONITOR Descrição Geral Gravador Digital SUPER MONITOR Descrição Geral Documento confidencial Reprodução proibida 1 Introdução Em um mundo onde as informações fluem cada vez mais rápido e a comunicação se torna cada vez mais

Leia mais

Gerência de Redes NOC

Gerência de Redes NOC Gerência de Redes NOC Cássio D. B. Pinheiro pinheiro.cassio@ig.com.br cassio.orgfree.com Objetivos Apresentar os conceitos fundamentais, assim como os elementos relacionados a um dos principais componentes

Leia mais

Solução Nucleo Media WebTV Profissional Corporativa V 1.8 24/06/2012

Solução Nucleo Media WebTV Profissional Corporativa V 1.8 24/06/2012 Solução Nucleo Media WebTV Profissional Corporativa V 1.8 24/06/2012 COMUNICAÇÃO MULTIPLATAFORMA Oferecemos a solução completa, incluindo software e equipamentos, assessoria de comunicação e canais de

Leia mais

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Aula 1 Conceitos da Computação em Nuvem A computação em nuvem ou cloud computing

Leia mais

Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 9.1

Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 9.1 Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 9.1 9 OBJETIVOS OBJETIVOS A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO O que é a nova infra-estrutura de tecnologia de informação

Leia mais

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS INTERNET PROTOCOLOS 1 INTERNET Rede mundial de computadores. Também conhecida por Nuvem ou Teia. Uma rede que permite a comunicação de redes distintas entre os computadores conectados. Rede WAN Sistema

Leia mais

Sincronização do Catálogo de Endereços no MDaemon 6.x com o uso do ComAgent, LDAP, MAPI e WAB

Sincronização do Catálogo de Endereços no MDaemon 6.x com o uso do ComAgent, LDAP, MAPI e WAB Sincronização do Catálogo de Endereços no MDaemon 6.x com o uso do ComAgent, LDAP, MAPI e WAB Alt-N Technologies, Ltd 1179 Corporate Drive West, #103 Arlington, TX 76006 Tel: (817) 652-0204 2002 Alt-N

Leia mais

Detecção e investigação de ameaças avançadas. VISÃO GERAL

Detecção e investigação de ameaças avançadas. VISÃO GERAL Detecção e investigação de ameaças avançadas. VISÃO GERAL DESTAQUES Introdução ao RSA Security Analytics, que oferece: Monitoramento da segurança Investigação de incidente Geração de relatórios de conformidade

Leia mais

Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte

Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte IBM Global Technology Services Manutenção e suporte técnico Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte Uma abordagem inovadora em suporte técnico 2 Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável

Leia mais

VoIP Peering. Operação, Tecnologia e Modelos de Negócio

VoIP Peering. Operação, Tecnologia e Modelos de Negócio VoIP Peering Operação, Tecnologia e Modelos de Negócio Histórico 2005 2004 2004 2003 2002 2001 2000 1999 1998 1996 1995 1993 Plataformas de Suporte ao Cliente Final Suporte ao protocolo SIP POP em Miami

Leia mais

Tableau Online Segurança na nuvem

Tableau Online Segurança na nuvem Tableau Online Segurança na nuvem Autor(a): Ellie Fields Diretora Sênior de Marketing de Produtos, Tableau Software Junho de 2013 p2 A Tableau Software entende que os dados são um dos ativos mais estratégicos

Leia mais

-Apresentação pequena -Essencialmente, cobre os aspectos principais de funcionamento da Akamai CDN.

-Apresentação pequena -Essencialmente, cobre os aspectos principais de funcionamento da Akamai CDN. 1 -Apresentação pequena -Essencialmente, cobre os aspectos principais de funcionamento da Akamai CDN. 2 -Serviços cloud: aplicações, conteúdos, -150.000 servidores em 92 países. -Responsável por cerca

Leia mais

Potencializando o uso dos mapas para seus Negócios!

Potencializando o uso dos mapas para seus Negócios! Produtos Google: Potencializando o uso dos mapas para seus Negócios! www.maisqueummapa.com.br Nossa conversa... 1. Mapas para todos 2. Portfólio Google: Mais que Um Mapa 3. Experiências de sucesso Produtos

Leia mais

O que há de novo no PaperPort 12? O PaperPort 12 possui uma grande variedade de novos e valiosos recursos que ajudam a gerenciar seus documentos.

O que há de novo no PaperPort 12? O PaperPort 12 possui uma grande variedade de novos e valiosos recursos que ajudam a gerenciar seus documentos. Bem-vindo! O Nuance PaperPort é um pacote de aplicativos para gerenciamento de documentos da área de trabalho que ajuda o usuário a digitalizar, organizar, acessar, compartilhar e gerenciar documentos

Leia mais

Vencendo os Desafios dos Links ISP Multi-Homed

Vencendo os Desafios dos Links ISP Multi-Homed Vencendo os Desafios dos Links ISP Multi-Homed Visão Geral As companhias ainda lutam para fornecer uma disponibilidade alta e contínua de aplicativos para seus clientes De fato, um relatório recente da

Leia mais

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS SISTEMAS DISTRIBUÍDOS Comunicação coletiva Modelo Peer-to-Peer Slide 6 Nielsen C. Damasceno Introdução Os modelos anteriores eram realizado entre duas partes: Cliente e Servidor. Com RPC e RMI não é possível

Leia mais

Protegendo o seu negócio com servidores DNS que se protegem

Protegendo o seu negócio com servidores DNS que se protegem Resumo do produto: A Solução de DNS seguro da Infoblox reduz os ataques aos servidores DNS através do reconhecimento inteligente de vários tipos de ataque e atuando no tráfego de ataque enquanto continua

Leia mais

Gestão de Armazenamento

Gestão de Armazenamento Gestão de Armazenamento 1. Introdução As organizações estão se deparando com o desafio de gerenciar com eficiência uma quantidade extraordinária de dados comerciais gerados por aplicativos e transações

Leia mais

Symantec Backup Exec.cloud

Symantec Backup Exec.cloud Proteção automática, contínua e segura que faz o backup dos dados na nuvem ou usando uma abordagem híbrida, combinando backups na nuvem e no local. Data Sheet: Symantec.cloud Somente 2% das PMEs têm confiança

Leia mais

Teste de Qualidade Web based para Banda Larga FAQs

Teste de Qualidade Web based para Banda Larga FAQs Teste de Qualidade Web based para Banda Larga FAQs Pergunta O que é o teste de velocidade? Quem é o público alvo? O que oferece? Como funciona? Por onde é o acesso? Resposta Um teste de qualidade de banda

Leia mais

Painel MSP. Guia da solução

Painel MSP. Guia da solução Guia da solução Painel MSP Este documento aborda o painel de serviços gerenciados Cisco Meraki, que contém recursos criados especialmente para provedores de serviços gerenciados que oferecem redes gerenciadas

Leia mais

É CLOUD. É ON-DEMAND.

É CLOUD. É ON-DEMAND. É CLOUD. É ON-DEMAND. Última geração de software para transferência de arquivos digitais PARA MOVIMENTAÇÃO INTELIGENTE DA SUA MÍDIA Conceito digital FedEx: A maneira mais fácil e confiável para enviar

Leia mais

http://aurelio.net/vim/vim-basico.txt Entrar neste site/arquivo e estudar esse aplicativo Prof. Ricardo César de Carvalho

http://aurelio.net/vim/vim-basico.txt Entrar neste site/arquivo e estudar esse aplicativo Prof. Ricardo César de Carvalho vi http://aurelio.net/vim/vim-basico.txt Entrar neste site/arquivo e estudar esse aplicativo Administração de Redes de Computadores Resumo de Serviços em Rede Linux Controlador de Domínio Servidor DNS

Leia mais

Soluções Completas. Fundada em 1991, a.compos é pioneira na área de soluções em tecnologia, atuando nas áreas de:

Soluções Completas. Fundada em 1991, a.compos é pioneira na área de soluções em tecnologia, atuando nas áreas de: Soluções Completas Fundada em 1991, a.compos é pioneira na área de soluções em tecnologia, atuando nas áreas de: - Conexões compartilhada (.IP) e dedicada (.LINK); - Data Center com servidores virtuais

Leia mais

5º Semestre. AULA 02 Introdução a Gerência de Redes (Arquitetura e Áreas de Gerenciamento)

5º Semestre. AULA 02 Introdução a Gerência de Redes (Arquitetura e Áreas de Gerenciamento) Disciplina: Gerência de Redes Professor: Jéferson Mendonça de Limas 5º Semestre AULA 02 Introdução a Gerência de Redes (Arquitetura e Áreas de Gerenciamento) 2014/1 Agenda de Hoje Evolução da Gerência

Leia mais

INDICE 3.APLICAÇÕES QUE PODEM SER DESENVOLVIDAS COM O USO DO SAXES

INDICE 3.APLICAÇÕES QUE PODEM SER DESENVOLVIDAS COM O USO DO SAXES w w w. i d e a l o g i c. c o m. b r INDICE 1.APRESENTAÇÃO 2.ESPECIFICAÇÃO DOS RECURSOS DO SOFTWARE SAXES 2.1. Funcionalidades comuns a outras ferramentas similares 2.2. Funcionalidades próprias do software

Leia mais

Symantec NetBackup for VMware

Symantec NetBackup for VMware Visão geral A virtualização de servidor é a maior tendência modificadora na área de TI atual. Os departamentos de TI, que dependem do orçamento, estão se apressando para aderir à virtualização por vários

Leia mais

GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9

GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9 GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9 Pela grande necessidade de controlar a internet de diversos clientes, a NSC Soluções em Informática desenvolveu um novo produto capaz de gerenciar todos os recursos

Leia mais

Chord. Tecnologias de Middleware. Fernando Martins - fmp.martins@gmail.com

Chord. Tecnologias de Middleware. Fernando Martins - fmp.martins@gmail.com Chord Tecnologias de Middleware 2006/2007 Fernando Martins - fmp.martins@gmail.com Tópicos Objectivo Motivação Peer-To-Peer Chord Descrição Geral Características Distintivas Comparação DNS Modelo do Sistema

Leia mais

Gerenciamento de Redes de Computadores. Introdução ao Gerenciamento de Redes

Gerenciamento de Redes de Computadores. Introdução ao Gerenciamento de Redes Introdução ao Gerenciamento de Redes O que é Gerenciamento de Redes? O gerenciamento de rede inclui a disponibilização, a integração e a coordenação de elementos de hardware, software e humanos, para monitorar,

Leia mais

Mais tempo para ser o empreendedor. E não o cara da TI

Mais tempo para ser o empreendedor. E não o cara da TI Mais tempo para ser o empreendedor. E não o cara da TI Office 365 muda rotina e aumenta a produtividade do maior portal de e-commerce de artigos de dança do Brasil A Mundo Dança nasceu há cinco anos a

Leia mais

SolarWinds Kiwi Syslog Server

SolarWinds Kiwi Syslog Server SolarWinds Kiwi Syslog Server Monitoramento de syslog fácil de usar e econômico O Kiwi Syslog Server oferece aos administradores de TI o software de gerenciamento mais econômico do setor. Fácil de instalar

Leia mais

BGAN. Transmissão global de voz e dados em banda larga. Banda larga para um planeta móvel

BGAN. Transmissão global de voz e dados em banda larga. Banda larga para um planeta móvel BGAN Transmissão global de voz e dados em banda larga Banda larga para um planeta móvel Broadband Global Area Network (BGAN) O firm das distâncias O serviço da Rede Global de Banda Larga da Inmarsat (BGAN)

Leia mais

acesse: vouclicar.com

acesse: vouclicar.com Transforme como sua empresa faz negócios, com o Office 365. Vouclicar.com A TI chegou para as pequenas e médias empresas A tecnologia é hoje o diferencial competitivo que torna a gestão mais eficiente,

Leia mais

1969 ARPANet - Advanced Research Projects Agency Network

1969 ARPANet - Advanced Research Projects Agency Network FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Rafael D. Ribeiro, M.Sc,PMP. rafaeldiasribeiro@gmail.com http://www.rafaeldiasribeiro.com.br @ribeirord 1969 ARPANet - Advanced Research Projects Agency Network O

Leia mais

VSCAST. Todas as réplicas entregam m(i)

VSCAST. Todas as réplicas entregam m(i) VSCAST Todas as réplicas entregam m(i) VCAST (cont.) A réplica primária crasha e o sistema define uma nova view (V i+1 ). Todas as replicas em V i (g x ) V i+1 (g x ) entregarem na nova view V i+1 (g x

Leia mais

folha de dados Serviço de gerenciamento com acesso inteligente Ruckus TRANSFERÊNCIA DO SMART WI-FI PARA A NUVEM RECURSOS E BENEFÍCIOS

folha de dados Serviço de gerenciamento com acesso inteligente Ruckus TRANSFERÊNCIA DO SMART WI-FI PARA A NUVEM RECURSOS E BENEFÍCIOS folha de dados RECURSOS E BENEFÍCIOS Wi-Fi em nuvem com um modelo de serviço e pagamento de acordo com o crescimento Solução econômica para implantações pequenas e grandes que oferecem suporte para milhares

Leia mais

Guia de Conectividade Worldspan Go Res! A V A N Ç A D O

Guia de Conectividade Worldspan Go Res! A V A N Ç A D O Guia de Conectividade Worldspan Go Res! A V A N Ç A D O Í n d i c e Considerações Iniciais...2 Rede TCP/IP...3 Produtos para conectividade...5 Diagnosticando problemas na Rede...8 Firewall...10 Proxy...12

Leia mais

Márcio Leandro Moraes Rodrigues. Frame Relay

Márcio Leandro Moraes Rodrigues. Frame Relay Márcio Leandro Moraes Rodrigues Frame Relay Introdução O frame relay é uma tecnologia de chaveamento baseada em pacotes que foi desenvolvida visando exclusivamente a velocidade. Embora não confiável, principalmente

Leia mais

Fernando Albuquerque - fernando@cic.unb.br REDES LAN - WAN. Fernando Albuquerque (061) 273-3589 fernando@cic.unb.br

Fernando Albuquerque - fernando@cic.unb.br REDES LAN - WAN. Fernando Albuquerque (061) 273-3589 fernando@cic.unb.br REDES LAN - WAN Fernando Albuquerque (061) 273-3589 fernando@cic.unb.br Tópicos Modelos Protocolos OSI e TCP/IP Tipos de redes Redes locais Redes grande abrangência Redes metropolitanas Componentes Repetidores

Leia mais

XDR. Solução para Big Data.

XDR. Solução para Big Data. XDR Solução para Big Data. ObJetivo Principal O volume de informações com os quais as empresas de telecomunicações/internet têm que lidar é muito grande, e está em constante crescimento devido à franca

Leia mais

Os 10 principais benefícios do Microsoft Office Excel 2007. Autor: Leonardo Barroso Galvao

Os 10 principais benefícios do Microsoft Office Excel 2007. Autor: Leonardo Barroso Galvao Os 10 principais benefícios do Microsoft Office Excel 2007 Autor: Leonardo Barroso Galvao Os 10 principais benefícios do Microsoft Office Excel 2007 O Microsoft Office Excel 2007 é uma ferramenta poderosa

Leia mais

Características: Switch Industrial Ethernet: Cisco Secure Agent: É isolado de todas as outras redes por um firewall ou por uma lista de acesso

Características: Switch Industrial Ethernet: Cisco Secure Agent: É isolado de todas as outras redes por um firewall ou por uma lista de acesso O switch Industrial Ethernet Cisco Catalyst 2955 garante a confiabilidade o determinismo e a segurança fundamentais para uma rede de controle de produção. A confiabilidade é obtida evitando que PLCs e

Leia mais

O TRAFip é uma poderosa ferramenta de coleta e caracterização de tráfego de rede IP, que vem resolver esse problema de forma definitiva.

O TRAFip é uma poderosa ferramenta de coleta e caracterização de tráfego de rede IP, que vem resolver esse problema de forma definitiva. Não há dúvida de que o ambiente de rede está cada vez mais complexo e que sua gestão é um grande desafio. Nesse cenário, saber o que está passando por essa importante infraestrutura é um ponto crítico

Leia mais

A Camada de Rede. A Camada de Rede

A Camada de Rede. A Camada de Rede Revisão Parte 5 2011 Modelo de Referência TCP/IP Camada de Aplicação Camada de Transporte Camada de Rede Camada de Enlace de Dados Camada de Física Funções Principais 1. Prestar serviços à Camada de Transporte.

Leia mais

Implementar servidores de Web/FTP e DFS. Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor: Fernando Santorsula fernando.santorsula@esamc.

Implementar servidores de Web/FTP e DFS. Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor: Fernando Santorsula fernando.santorsula@esamc. Implementar servidores de Web/FTP e DFS Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor: Fernando Santorsula fernando.santorsula@esamc.br Conteúdo programático Introdução ao protocolo HTTP Serviço web

Leia mais

Serviço fone@rnp: descrição geral

Serviço fone@rnp: descrição geral Serviço fone@rnp: descrição geral Este documento descreve o serviço de Voz sobre IP da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa. RNP/REF/0347 Versão Final Sumário 1. Apresentação... 3 2. Definições... 3 3. Benefícios

Leia mais

Apostila de Gerenciamento e Administração de Redes

Apostila de Gerenciamento e Administração de Redes Apostila de Gerenciamento e Administração de Redes 1. Necessidades de Gerenciamento Por menor e mais simples que seja uma rede de computadores, precisa ser gerenciada, a fim de garantir, aos seus usuários,

Leia mais

Geral O que é Mediasite Live? O que é uma mídia de apresentação? Como se compara Mediasite Live a outras soluções de apresentação?

Geral O que é Mediasite Live? O que é uma mídia de apresentação? Como se compara Mediasite Live a outras soluções de apresentação? Geral O que é Mediasite Live? Mediasite Live é um poderoso sistema de comunicação via web que permitem os usuários a capturar rapidamente, publicar e assistir uma apresentação e transformando-o automaticamente

Leia mais

Software de gerenciamento de impressoras MarkVision

Software de gerenciamento de impressoras MarkVision Software de gerenciamento de impressoras MarkVision O MarkVision para Windows 95/98/2000, Windows NT 4.0 e Macintosh é fornecido com a sua impressora no CD Drivers, MarkVision e Utilitários. 1 A interface

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS. Mede a capacidade de comunicação de computadores e dispositivos. Operam em diferentes plataformas de hardware

LISTA DE EXERCÍCIOS. Mede a capacidade de comunicação de computadores e dispositivos. Operam em diferentes plataformas de hardware 1. A nova infra-estrutura de tecnologia de informação Conectividade Mede a capacidade de comunicação de computadores e dispositivos Sistemas abertos Sistemas de software Operam em diferentes plataformas

Leia mais

Gerenciador de Mudanças automatizadas

Gerenciador de Mudanças automatizadas Benefícios para os Negócios Minimizando a dependência em processos manuais e reduzindo risco de erro humano Reduz o tempo, esforço e risco de erro humano que existem ao mudar a configuração em dispositivos

Leia mais

Gerência de Redes Áreas Funcionais

Gerência de Redes Áreas Funcionais Gerência de Redes Áreas Funcionais Cássio D. B. Pinheiro pinheiro.cassio@ig.com.br cassio.orgfree.com Sumário Áreas Funcionais Falhas Configuração Contabilização Desempenho Segurança Ferramentas de Gerenciamento

Leia mais

Cap 03 - Camada de Aplicação Internet (Kurose)

Cap 03 - Camada de Aplicação Internet (Kurose) Cap 03 - Camada de Aplicação Internet (Kurose) 1. Qual a diferença entre um Programa de computador e um Processo dentro do computador? R. Processo é um programa que está sendo executado em uma máquina/host,

Leia mais

Via Prática Firewall Box Gateway O acesso à Internet

Via Prática Firewall Box Gateway O acesso à Internet FIREWALL BOX Via Prática Firewall Box Gateway O acesso à Internet Via Prática Firewall Box Gateway pode tornar sua rede mais confiável, otimizar sua largura de banda e ajudar você a controlar o que está

Leia mais

WHITE PAPER CERTIFICADOS SSL

WHITE PAPER CERTIFICADOS SSL WHITE PAPER CERTIFICADOS SSL Importância da Autoridade Certificadora, instalação e gerenciamento automatizados Certificados SSL são vitais para proteger comunicações. Desde que foi desenvolvida, essa tecnologia

Leia mais

Sistema de Gestão dos Documentos da Engenharia [EDMS] O caminho para a Colaboração da Engenharia e Melhoria de Processos

Sistema de Gestão dos Documentos da Engenharia [EDMS] O caminho para a Colaboração da Engenharia e Melhoria de Processos Sistema de Gestão dos Documentos da Engenharia [EDMS] O caminho para a Colaboração da Engenharia e Melhoria de Processos O gerenciamento de informações é crucial para o sucesso de qualquer organização.

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES. Camada de Rede. Prof.: Agostinho S. Riofrio

REDES DE COMPUTADORES. Camada de Rede. Prof.: Agostinho S. Riofrio REDES DE COMPUTADORES Camada de Rede Prof.: Agostinho S. Riofrio Agenda 1. Introdução 2. Funções 3. Serviços oferecidos às Camadas superiores 4. Redes de Datagramas 5. Redes de Circuitos Virtuais 6. Comparação

Leia mais

Roteamento e Comutação

Roteamento e Comutação Roteamento e Comutação Uma estação é considerada parte de uma LAN se pertencer fisicamente a ela. O critério de participação é geográfico. Quando precisamos de uma conexão virtual entre duas estações que

Leia mais

Manual do Usuário Microsoft Apps

Manual do Usuário Microsoft Apps Manual do Usuário Microsoft Apps Edição 1 2 Sobre os aplicativos da Microsoft Sobre os aplicativos da Microsoft Os aplicativos da Microsoft oferecem aplicativos para negócios para o seu telefone Nokia

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Redes de Computadores Redes de Computadores 2 1 Máquinas e processos podem ser identificados por endereços (hierárquicos ou não) conforme visto, como IP, IP+NroPorta, No uso por usuários

Leia mais

O conceito de colaboração

O conceito de colaboração O conceito de colaboração O conceito de colaboração está ligado às técnicas que possibilitam que pessoas dispersas geograficamente possam trabalhar de maneira integrada, como se estivessem fisicamente

Leia mais

Entenda o resultado da medição

Entenda o resultado da medição Entenda o resultado da medição Lembre-se que fatores externos podem influenciar na medição. As velocidades contratadas são velocidades nominais máximas de acesso, sendo que estão sujeitas a variações decorrentes

Leia mais

CST em Redes de Computadores

CST em Redes de Computadores CST em Redes de Computadores Dispositivos de Rede I AULA 07 Roteamento Dinâmico / Protocolo RIP Prof: Jéferson Mendonça de Limas Protocolos de Roteamento Dinâmico Em 1969 a ARPANET utilizava-se de algoritmos

Leia mais

A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO

A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO Capítulo 9 A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO 9.1 2003 by Prentice Hall OBJETIVOS O que é a nova infra-estrutura de tecnologia de informação (IT) para empresas? Por que a conectividade

Leia mais

MANUAL DO PROFESSOR MODERNO: 15 FERRAMENTAS TECNOLÓGICAS PARA MELHORAR A SUA PRODUTIVIDADE

MANUAL DO PROFESSOR MODERNO: 15 FERRAMENTAS TECNOLÓGICAS PARA MELHORAR A SUA PRODUTIVIDADE MANUAL DO PROFESSOR MODERNO: 15 FERRAMENTAS TECNOLÓGICAS PARA MELHORAR A SUA PRODUTIVIDADE SUMÁRIO >> Introdução... 3 >> Não confie em sua memória: agendas e calendários online estão a seu favor... 5 >>

Leia mais

Redes TCP/IP. Prof. M.Sc. Alexandre Fraga de Araújo. alexandref@ifes.edu.br. INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Campus Cachoeiro de Itapemirim

Redes TCP/IP. Prof. M.Sc. Alexandre Fraga de Araújo. alexandref@ifes.edu.br. INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Campus Cachoeiro de Itapemirim Redes TCP/IP alexandref@ifes.edu.br Camada de Redes (Continuação) 2 Camada de Rede 3 NAT: Network Address Translation restante da Internet 138.76.29.7 10.0.0.4 rede local (ex.: rede doméstica) 10.0.0/24

Leia mais

O que sua escola precisa, agora bem aqui na sua mão! Responsabilidade em gestão de instituições de ensino

O que sua escola precisa, agora bem aqui na sua mão! Responsabilidade em gestão de instituições de ensino O que sua escola precisa, agora bem aqui na sua mão! Responsabilidade em gestão de instituições de ensino Escolher o Sponte Educacional é escolher inteligente Sistema web para gerenciamento de instituições

Leia mais

PEER DATA MANAGEMENT SYSTEM

PEER DATA MANAGEMENT SYSTEM PEER DATA MANAGEMENT SYSTEM INTRODUÇÃO, INFRA-ESTRUTURA E MAPEAMENTO DE ESQUEMAS AGENDA Data Management System Peer Data Management System P2P Infra-estrutura Funcionamento do PDMS Mapeamento de Esquemas

Leia mais

Clique. Microsoft. Simples.

Clique. Microsoft. Simples. ARMAZENAMENTO UNIFICADO EMC PARA APLICATIVOS MICROSOFT VIRTUALIZADOS Clique. Microsoft. Simples. Microsoft SQL Server Os bancos de dados do Microsoft SQL Server alimentam os aplicativos essenciais de sua

Leia mais

Universidade Federal do Acre. Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas

Universidade Federal do Acre. Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Universidade Federal do Acre Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Universidade Federal do Acre Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Pós-graduação Lato Sensu em Desenvolvimento de Software e Infraestrutura

Leia mais

Segurança Internet. Fernando Albuquerque. fernando@cic.unb.br www.cic.unb.br/docentes/fernando (061) 273-3589

Segurança Internet. Fernando Albuquerque. fernando@cic.unb.br www.cic.unb.br/docentes/fernando (061) 273-3589 Segurança Internet Fernando Albuquerque fernando@cic.unb.br www.cic.unb.br/docentes/fernando (061) 273-3589 Tópicos Introdução Autenticação Controle da configuração Registro dos acessos Firewalls Backups

Leia mais

Levando os benefícios do IP aberto ao controle de acesso físico. Controlador de porta em rede AXIS A1001

Levando os benefícios do IP aberto ao controle de acesso físico. Controlador de porta em rede AXIS A1001 Levando os benefícios do IP aberto ao controle de acesso físico. Controlador de porta em rede AXIS A1001 Abra as portas para o futuro. Com o Controlador de porta em rede AXIS A1001, estamos introduzindo

Leia mais

Sistema de Gestão dos Documentos da Engenharia [EDMS] O caminho para a Colaboração da Engenharia e Melhoria de Processos

Sistema de Gestão dos Documentos da Engenharia [EDMS] O caminho para a Colaboração da Engenharia e Melhoria de Processos Sistema de Gestão dos Documentos da Engenharia [EDMS] O caminho para a Colaboração da Engenharia e Melhoria de Processos O gerenciamento de informações é crucial para o sucesso de qualquer organização.

Leia mais

CA Nimsoft Monitor para servidores

CA Nimsoft Monitor para servidores DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA Setembro de 2012 CA Nimsoft Monitor para servidores agility made possible CA Nimsoft para monitoramento de servidores sumário CA Nimsoft Monitor para servidores 3 visão geral da solução

Leia mais