Simulando e otimizando terminais portuários: conceitos, técnicas e cases nacionais e internacionais

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Simulando e otimizando terminais portuários: conceitos, técnicas e cases nacionais e internacionais"

Transcrição

1 Simulando e otimizando terminais portuários: conceitos, técnicas e cases nacionais e internacionais Alain de Norman Sócio fundador Marcelo Fugihara Diretor técnico

2 Agenda Sobre a Belge PortoSim Simulação no setor portuário Cases Práticos em Terminais de Containers

3 Belge Consultoria Empresa Consultoria especializada em métodos quantitativos Focada em resultados Fundada em endereços, sendo 3 sedes próprias Crescimento sólido: em média 30% ao ano BELGE Consultoria Proprietary and Confidential

4 Atividades e Serviços Venda de Softwares Avançados Consultoria em Logística, Manufatura e Serviços Transferência de Tecnologia Serviço de suporte altamente Qualificado Treinamento e capacitação de alto nível Equipe com mais de 25 consultores Especialistas em várias áreas Graduados e pós-graduados nas melhores universidades do Brasil e do Mundo Transferência de know-how Especialistas acompanhando o desenvolvimento dos modelos e implementando sistemáticas BELGE Consultoria Proprietary and Confidential

5 BELGE Consultoria Proprietary and Confidential Alguns Clientes

6 Agenda Sobre a Belge PortoSim Simulação na setor portuária Cases Práticos em Terminais de Containers

7 PORTOSIM Simulação PortoSim Conceito de simulação de portos que engloba os simuladores desenvolvidos pela PROMODEL corporation(utah-eua), devidamente customizadas e integradas pela equipe de consultoria e projetos da Belge. BELGE Consultoria Proprietary and Confidential

8 BELGE Consultoria Proprietary and Confidential CLIENTES - PortoSim

9 Agenda Sobre a Belge PortoSim Simulação na setor portuário Cases Práticos em Terminais de Containers

10 Simulação em portos Portos são sistemas complexos (aleatoriedade + interpendência); Através da tecnologia de simulação PortoSim/ProModel pode-se fazer modelos virtuais de um porto para análises de sistemas complexas; Aleatoriedade: Chegada dos navios Tempo de carga e descarga Marés, correntes, ventos Etc Interpendência Concorrência de berços Concorrência de equipamentos Sincronia do produto com a chegada do navio etc;

11 Escala Metodológica Maior Complexidade Simulação Planilhas Maior Precisão Dinâmica Aleatoriedade Problema Lápis e Papel Intuição Ferramentas Qualidade Resultados BELGE Consultoria Proprietary and Confidential

12 Quando Simular? Aumento de Complexibilidade Interdependências MRP, LP/IP, modelos matemáticos EXCEL, LOTUS SIMULAÇÃO: PROMODEL! Simul. Monte Carlo Aleatoriedade Otimização Gestão de APS Simulação Forecasting Depoimentos Extras Menu Supply Chain Manufatura BELGE Consultoria Proprietary and Confidential

13 Simulação em portos Visualização dinâmica: permite verificar o comportamento do sistema ao longo do tempo; Análise probabilística de variáveis: evita uso de médias simplistas Permite testar cenários diversos através de um modelo Antecipa problemas e minimiza custos(capex, demurrage, etc) Prevê o comportamento futuros para diferentes demandas de transporte, quantidade de recursos, regras portuárias, tipos de navios ou tamanho da frota Analise as restrições de estocagem no porto, a produtividade no carregamento e descarregamento nos navios, o fluxo logístico, etc Identifica soluções para garantir o atendimento das demandas portuárias com a máxima produtividade.

14 Algumas aplicações / benefícios Identificação dos gargalos do porto(inbound, aramazenagem e outbound); Planejamento consistente das operações portuárias; Previsãodotamanhodafiladenaviosedemurrage; Estudos para aumento da capacidade do porto; Otimiza a cadeia logística: fábria-porto/ porto-porto/ porto-fábrica; Melhoraagestãodenavioscontratadosedefrotaprópria; Dimensiona os recursos de movimentação de materiais no porto, espaço para armazenagem, etc; Testa e compara a performance de diferentes equipamentos

15 Agenda Sobre a Belge PortoSim Simulação na setor portuário Cases Práticos em Terminais de Containers

16 Case 1 Comparação de Equipamentos A simulação foi usada para comparar a performance de diferentes equipamentos portuários de movimentação de contêineres:

17 Planejamento do novo terminal portuário de açúcar da Kenana Sudão Dimensionamento de berços/ esteira transportadora Dimensionamento do armazém Recebimento ferroviário e rodoviário Análisedefiladenavios-demurrage Case 2 Dimensionamento otimizado na fase de projeto

18 Objetivo: Simular o funcionamento do Terminal de Vila Velha com o intuito de determinar a capacidade máxima dele em longo prazo e seus gargalos. Escopo: Para o estudo foram modeladas as seguintes operações principais: Recepção de contêiner de exportação origem carreta (Direto e Normal). Recepção de contêiner de importação origem navio (Direto e Normal). Entrega de contêiner de exportação destino navio. Entrega de contêiner de importação destino carreta. Também foram modeladas operações secundárias: Verificação de Lacre. Desova de contêiner no armazém. Fumigação de contêiner. Verificação fiscal do contêiner. Repesagem de contêiner. HK. Case 3 Simulação TVV

19 Case 3 Simulação TVV O modelo é representado por um esquema gráfico do terminal e seus recursos.

20 Case 3 Simulação TVV Com o modelo a Loginpode prever a produtividade dos navios, percentual de utilização dos recursos e tempos de filas para futuros cenários.

21 Objetivo: Simular o funcionamento do Terminal de Vila Velha com o intuito de determinar a capacidade máxima dele em longo prazo e seus gargalos. Escopo: Para o estudo foram modeladas as seguintes operações principais: Recepção de contêiner de exportação origem carreta (Direto e Normal). Recepção de contêiner de importação origem navio (Direto e Normal). Entrega de contêiner de exportação destino navio. Entrega de contêiner de importação destino carreta. Também foram modeladas operações secundárias: Verificação de Lacre. Desova de contêiner no armazém. Fumigação de contêiner. Verificação fiscal do contêiner. Repesagem de contêiner. HK. Case 3 Simulação TVV

22 PERGUNTAS?? OBRIGADO!!!! Belge Consultoria /portosim.php (11) ou (21) Alain de Norman Marcelo Fugihara

CDSim: planejando e otimizando CDs

CDSim: planejando e otimizando CDs CDSim: planejando e otimizando CDs Belge Consultoria Realização: Royal Palm Plaza Campinas/SP 05 de Setembro de 2013 Agenda Análise Estática X Análise Dinâmica O CDSim Benefícios Agenda Análise Estática

Leia mais

Com característica de transporte de cargas com grandes volumes e conseqüente redução de custos, o transporte marítimo na matriz de transporte

Com característica de transporte de cargas com grandes volumes e conseqüente redução de custos, o transporte marítimo na matriz de transporte 61 6 Conclusão Neste capítulo apresentaremos algumas conclusões sobre o conteúdo deste trabalho, tais conclusões servirão para avaliar a atual situação logística do comércio exterior brasileiro através

Leia mais

.2.3 HISTÓRICO... 05. MISSÃO, VISÃO, VALORES E POLíTICA DE QUALIDADE... 06 OPERAÇÃO PORTUÁRIA... 08 ATIVIDADES... 08 QUALIDADE...

.2.3 HISTÓRICO... 05. MISSÃO, VISÃO, VALORES E POLíTICA DE QUALIDADE... 06 OPERAÇÃO PORTUÁRIA... 08 ATIVIDADES... 08 QUALIDADE... HISTÓRICO... 05 MISSÃO, VISÃO, VALORES E POLíTICA DE QUALIDADE... 06 OPERAÇÃO PORTUÁRIA... 08 ATIVIDADES... 08 QUALIDADE... 10 EVOLUIR SEMPRE... 12 ALTA TECNOLOGIA PARA GRANDES RESULTADOS... 15 EQUIPAMENTOS...

Leia mais

DOW BUSINESS SERVICES Diamond Value Chain Consulting

DOW BUSINESS SERVICES Diamond Value Chain Consulting DOW BUSINESS SERVICES Diamond Value Chain Consulting Soluções personalizadas para acelerar o crescimento do seu negócio Estratégia Operacional Projeto e Otimização de Redes Processos de Integração Eficácia

Leia mais

O PAPEL DO OPERADOR LOGÍSTICO O PROCESSO DE AGREGAR VALOR AO CLIE TE ESTUDO DE CASO DA FASSI A

O PAPEL DO OPERADOR LOGÍSTICO O PROCESSO DE AGREGAR VALOR AO CLIE TE ESTUDO DE CASO DA FASSI A O PAPEL DO OPERADOR LOGÍSTICO O PROCESSO DE AGREGAR VALOR AO CLIE TE ESTUDO DE CASO DA FASSI A Thames Richard Silva Dissertação de Mestrado em Gestão de Negócios, Programa de Pós-Graduação em Gestão de

Leia mais

Gestão de Operações Portuárias com Pós Graduação

Gestão de Operações Portuárias com Pós Graduação Gestão de Operações Portuárias com Pós Graduação Objetivo: Capacitar o participante para gerir as rotinas e operações logísticas em um porto ou terminal portuário voltado para a movimentação interna, importação

Leia mais

Tel: 11 3382-1550 Fax: 11 3382-1551 Site: www.jwmtransportes.com.br E-mail: comercial@jwmtransportes.com.br

Tel: 11 3382-1550 Fax: 11 3382-1551 Site: www.jwmtransportes.com.br E-mail: comercial@jwmtransportes.com.br TRANSPORTE LOTAÇÃO / EXCEDENTE / INDIVISÍVEL / QUÍMICO / DTA CL Nº. 00341/2015 IFBQ OPERAÇÕES PORTUÁRIAS / MOVIMENTAÇÃO / LOGÍSTICA E ARMAZENAGEM Tel: 11 3382-1550 Fax: 11 3382-1551 Site: E-mail: Rev.:

Leia mais

A T R E S ASSOCIAÇÃO DO TERMINAIS PORTUÁRIOS E RETROPORTUÁRIOS E DOS USUÁRIOS DOS PORTOS DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO. www.atres.org.

A T R E S ASSOCIAÇÃO DO TERMINAIS PORTUÁRIOS E RETROPORTUÁRIOS E DOS USUÁRIOS DOS PORTOS DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO. www.atres.org. A T R E S ASSOCIAÇÃO DO TERMINAIS PORTUÁRIOS E RETROPORTUÁRIOS E DOS USUÁRIOS DOS PORTOS DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO A ATRES - Associação dos Terminais Retroportuários, Portuários e dos Usuários dos Portos

Leia mais

Simulação dos pátios de madeira no Paraná Obtendo o melhor modelo logístico

Simulação dos pátios de madeira no Paraná Obtendo o melhor modelo logístico Simulação dos pátios de madeira no Paraná Obtendo o melhor modelo logístico 1 A Klabin A Klabin é a maior produtora e exportadora de papéis do Brasil*. Líder nos mercados de papéis e cartões para embalagens,

Leia mais

FORMAÇÃO Gestão de Operações Portuárias - Online Curso sob Regulamentação do Decreto 5.622 de 19/12/2005 - MEC

FORMAÇÃO Gestão de Operações Portuárias - Online Curso sob Regulamentação do Decreto 5.622 de 19/12/2005 - MEC FORMAÇÃO Gestão de Operações Portuárias - Online Curso sob Regulamentação do Decreto 5.622 de 19/12/2005 - MEC Objetivo: Capacitar o participante para gerir as rotinas e operações logísticas em um porto

Leia mais

tecnologia de Supply Chain Design

tecnologia de Supply Chain Design Redução de custos e aumento da lucratividade com a tecnologia de Supply Chain Design Belge Consultoria Realização: Royal Palm Plaza Campinas/SP 05 de Setembro de 2013 Alguns pontos de decisão... Estudo

Leia mais

Cenário Inicial. Motivação e Objetivos. Metodologia do Projeto. Resultados obtidos. Análises após a simulação

Cenário Inicial. Motivação e Objetivos. Metodologia do Projeto. Resultados obtidos. Análises após a simulação Melhoria de qualidade por meio da utilização de Simulação ProModel Sumário Apresentação Danone e ID Cenário Inicial Motivação e Objetivos Metodologia do Projeto Resultados obtidos Análises após a simulação

Leia mais

Concepção do Complexo Portuário da EMBRAPS em Santarém

Concepção do Complexo Portuário da EMBRAPS em Santarém Concepção do Complexo Portuário da EMBRAPS em Santarém Objetivo Elaborar o projeto conceitual do Terminal Portuário da EMBRAPS em Santarém, para exportação de granéis sólidos (soja e milho). O projeto

Leia mais

Tabela Pública de Serviços

Tabela Pública de Serviços Tabela Pública de Serviços Sumário Serviços para Contêineres de Importação... 3 Serviços para Carga Desunitizada de Importação... 5 Serviços para Contêineres de Exportação.... 7 Serviços para Contêineres

Leia mais

A UNION MODAL LOGÍSTICA INTEGRADA LTDA. vem apresentar à sua empresa um programa completo de suporte às operações de logística, que atende aos

A UNION MODAL LOGÍSTICA INTEGRADA LTDA. vem apresentar à sua empresa um programa completo de suporte às operações de logística, que atende aos 2012 Apresentação Luiz José de Souza Neto Union Modal Logística Integrada Rua Teixeira de Freitas, 72, cj. 23 Santos / SP - Tel.: 13 30613387 luiz@unionmodal.com.br A UNION MODAL LOGÍSTICA INTEGRADA LTDA.

Leia mais

Tabela Pública de Serviços

Tabela Pública de Serviços Tabela Pública de Serviços Sumário Serviços para Contêineres de Importação... 3 Serviços para Carga Desunitizada de Importação... 5 Serviços para Contêineres e Cargas Soltas de Exportação... 7 Serviços

Leia mais

Interaction Experiência que transforma

Interaction Experiência que transforma Interaction Experiência que transforma Cadu Nascimento Cassio Azevedo Nossa Filosofia e Proposta de Trabalho Quem somos Carlos Nascimento Engenheiro de Produção Poli/USP Pós-graduação em liderança e gestão

Leia mais

INSTITUTO SENAI de tecnologia em LOGÍSTICA

INSTITUTO SENAI de tecnologia em LOGÍSTICA INSTITUTO SENAI de tecnologia em LOGÍSTICA INSTITUTOs SENAI de TECNOLOGIA E DE INOVAÇÃO Atento às necessidades do mercado, o SENAI interligará o país numa rede de conhecimento e desenvolvimento com a implantação

Leia mais

a WZ é uma empresa de consultoria em logística que surgiu para melhorar e oferecer soluções simples e inteligentes.

a WZ é uma empresa de consultoria em logística que surgiu para melhorar e oferecer soluções simples e inteligentes. EMPRESA CRIADA EM 2007, a WZ é uma empresa de consultoria em logística que surgiu para melhorar e oferecer soluções simples e inteligentes. Além de fazer um diagnóstico e sugerir recomendações, a WZ acredita

Leia mais

Aspectos Teóricos e Computacionais do Problema de Alocação de Berços em Portos Marítmos

Aspectos Teóricos e Computacionais do Problema de Alocação de Berços em Portos Marítmos Aspectos Teóricos e Computacionais do Problema de Alocação de Berços em Portos Marítmos Flávia Barbosa Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) flaflabarbosa0@gmail.com Antônio Carlos Moretti Universidade

Leia mais

5. Estudo de Caso. 5.1. Redex

5. Estudo de Caso. 5.1. Redex 69 5. Estudo de Caso 5.1. Redex Em setembro de 2007, foi inaugurado o Redex. A área, que anteriormente funcionava como um terminal de contêineres vazios, passou a ter como principal negócio a unitização

Leia mais

Desafio Logístico 2013

Desafio Logístico 2013 1 Desafio Logístico 2013 Índice Introdução 3 A situação O desafio 5 5 Regras gerais 6 2 Introdução O desenvolvimento econômico do Brasil enfrenta inúmeros desafios sendo que um dos mais complexos está

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão da Produção Integrada e Logística

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão da Produção Integrada e Logística Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão da Produção Integrada e Logística Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão da Produção e Logística tem por objetivo fornecer

Leia mais

12 o Congresso Brasileiro de Mineração. Desafios e Riscos na Utilização de Software de Mineração

12 o Congresso Brasileiro de Mineração. Desafios e Riscos na Utilização de Software de Mineração 12 o Congresso Brasileiro de Mineração Desafios e Riscos na Utilização de Software de Mineração Ciclo Clássico de Planejamento e Operação Mineira Geologia Planejamento Perfuração Desmonte Carga Beneficiamento

Leia mais

Tabela de Preços Armazenagem e Serviços Acessórios Versão 19.1 - Válida a partir de 01/05/2015

Tabela de Preços Armazenagem e Serviços Acessórios Versão 19.1 - Válida a partir de 01/05/2015 Tabela de Preços Armazenagem e Serviços Acessórios Versão 19.1 - Válida a partir de 01/05/2015 ARMAZENAGEM 1 - Armazenagem de Importação - Contêiner e Carga Solta Do Valor CIF 1º período de 7 dias ou fração

Leia mais

Apresentação da Empresa

Apresentação da Empresa STRAIGHT MANUFACTURE Consultoria Logística e Industrial Apresentação da Empresa 1 Apresentação pessoal Bruno S. Ferreira Sócio-diretor da Responsável pelas áreas de: Logística Produtividade industrial

Leia mais

Por que investir no Brasil

Por que investir no Brasil Por que investir no Brasil Por que investir em Eventos? Expertise nacional e internacional dos organizadores contribui para o desenvolvimento dos seus negócios, impactando os seus atuais e potenciais clientes

Leia mais

Sobre a Prime Control

Sobre a Prime Control Sobre a Prime Control A Prime Control é uma empresa focada e especializada em serviços de qualidade e testes de software. Somos capacitados para garantir, através de sofisticadas técnicas, a qualidade

Leia mais

Uso de Softwares destinados ao planejamento das operações

Uso de Softwares destinados ao planejamento das operações Logística Florestal Uso de Softwares destinados ao planejamento das operações AGENDA Estrutura Integração Florestal e Logística Fluxo de Operações Otimizador Transporte - GAPSO LOOMA (Logística Otimizada

Leia mais

APRESENTAÇÃO E TRABALHOS DESENVOLVIDOS

APRESENTAÇÃO E TRABALHOS DESENVOLVIDOS Innovation Center for Logistics and Ports Infrastructure APRESENTAÇÃO E TRABALHOS DESENVOLVIDOS Março de 2012 1 O CILIP tem como missão criar um centro de excelência para educação e pesquisa em logística

Leia mais

Vale: sistema maximiza embarque de minério de ferro

Vale: sistema maximiza embarque de minério de ferro Divulgação - Vale Vale: sistema maximiza embarque de minério de ferro Para otimizar as operações de exportação de minério de ferro, a Vale investe no desenvolvimento de sistema que integra as informações

Leia mais

COSAN DAY 2012. Julio Fontana

COSAN DAY 2012. Julio Fontana COSAN DAY 2012 Julio Fontana Disclaimer Esta apresentação contém estimativas e declarações sobre operações futuras a respeito de nossa estratégia e oportunidades de crescimento futuro. Essas informações

Leia mais

PROGRAMA PRÓ CABOTAGEM POTENCIAL DA CABOTAGEM PARA O AGRONEGÓCIO

PROGRAMA PRÓ CABOTAGEM POTENCIAL DA CABOTAGEM PARA O AGRONEGÓCIO AGENDA PROGRAMA PRÓ CABOTAGEM POTENCIAL DA CABOTAGEM PARA O AGRONEGÓCIO O PROGRAMA PROGRAMA PARA DESENVOLVIMENTO DA CABOTAGEMNO BRASIL, COM A PARTICIPAÇÃO DOS ORGÃOS INTERVENIENTES, ATRAVÉS DE UM GRUPO

Leia mais

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO EXCELÊNCIA EM VENDAS

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO EXCELÊNCIA EM VENDAS Apresentação Atenta aos movimentos do mercado e ao cenário competitivo vivenciado pelas empresas e profissionais, a ADVB/RS atua na área de educação corporativa e oferece conhecimentos alinhado às principais

Leia mais

Fundada em 29 de novembro de 1976, a ABTTC congregava empresas que atuavam no seguimento de transporte rodoviário de contêineres Passados 33 anos, a

Fundada em 29 de novembro de 1976, a ABTTC congregava empresas que atuavam no seguimento de transporte rodoviário de contêineres Passados 33 anos, a Fundada em 29 de novembro de 1976, a ABTTC congregava empresas que atuavam no seguimento de transporte rodoviário de contêineres Passados 33 anos, a ABTTC representa um grupo de empresas e profissionais

Leia mais

Simulação evita erros!!! 07/04/2008. Definições de Simulação

Simulação evita erros!!! 07/04/2008. Definições de Simulação Definições de Simulação Simulação e otimização na logística: melhorando a qualidade e a produtividade de forma rápida e eficaz. São técnicas que usam computadores para imitar ou simular diversos tipos

Leia mais

Curso Técnico em Logística com ênfase em Gestão Portuária

Curso Técnico em Logística com ênfase em Gestão Portuária Curso Técnico em Logística com ênfase em Gestão Portuária Sobre o Curso: O Curso Técnico com ênfase em Gestão Portuária tem como principal objetivo promover a qualificação profissional para atender às

Leia mais

CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO

CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) Instituto de Engenharia de Produção e Gestão www.rslima.unifei.edu.br rslima@unifei.edu.br Conceituacão Sistema de Distribuição um para um

Leia mais

Sistemas ERP. Enterprise Resource Planning ou Sistemas Integrados de Gestão Empresarial. Unirio/PPGI SAIN

Sistemas ERP. Enterprise Resource Planning ou Sistemas Integrados de Gestão Empresarial. Unirio/PPGI SAIN Sistemas ERP Enterprise Resource Planning ou Sistemas Integrados de Gestão Empresarial Definições Sistemas de informações que integram todos os dados e processos de uma organização em um único sistema

Leia mais

TABELA DE SERVIÇOS BÁSICOS LIBRA TERMINAIS RIO

TABELA DE SERVIÇOS BÁSICOS LIBRA TERMINAIS RIO TABELA DE SERVIÇOS BÁSICOS LIBRA TERMINAIS RIO (vigência a partir de 01/07/2012 Valores expressos em Reais) A ARMAZENAGEM DE IMPORTAÇÃO: A.1 CONTÊINERES / CARGA GERAL (períodos de 7 dias ou fração): Fixo

Leia mais

POR QUE EMBARCAR COM A LOG-IN? Soluções logísticas que integram Brasil e MERCOSUL

POR QUE EMBARCAR COM A LOG-IN? Soluções logísticas que integram Brasil e MERCOSUL POR QUE EMBARCAR COM A LOG-IN? Soluções logísticas que integram Brasil e MERCOSUL SOBRE LOG-IN BENEFÍCIOS MONITORAMENTO 24HS DAS CARGAS Monitoramento de risco e informação de todas as viagens; INTERMODALIDADE

Leia mais

TABELA DE SERVIÇOS BÁSICOS LIBRA TERMINAIS RIO

TABELA DE SERVIÇOS BÁSICOS LIBRA TERMINAIS RIO TABELA DE SERVIÇOS BÁSICOS LIBRA TERMINAIS RIO (vigência a partir de 25/02/2014 Valores expressos em Reais) A ARMAZENAGEM DE IMPORTAÇÃO: A.1 CONTÊINERES / CARGA GERAL (períodos de 7 dias ou fração): Fixo

Leia mais

- Online Curso sob Regulamentação do Decreto 5.622 de 19/12/2005 - MEC

- Online Curso sob Regulamentação do Decreto 5.622 de 19/12/2005 - MEC FORMAÇÃO Analista de Logística em Comércio Exterior - Online Curso sob Regulamentação do Decreto 5.622 de 19/12/2005 - MEC Objetivo: Habilitar o participante para trabalhar com as rotinas da logística

Leia mais

A WZ É UMA EMPRESA EMPRESA

A WZ É UMA EMPRESA EMPRESA EMPRESA A WZ É UMA EMPRESA de consultoria em logística formada por profissionais com ampla experiência de mercado e oriundos de empresas dos setores varejista, atacadista, distribuidores e industrias.

Leia mais

Formação de. Gestores em Operações Logísticas

Formação de. Gestores em Operações Logísticas Formação de Gestores em Operações Logísticas Sumário 03. Nossa Empresa 05. Formação de Gestores Operações Logísticas 06. Conteúdo Programático 11. Principais Instrutores 13. Visão dos Participantes 14.

Leia mais

MANUAL CROSS DOCKING ESTUFAGEM / EXPORTAÇÃO MANUAL CROSS DOCKING 1

MANUAL CROSS DOCKING ESTUFAGEM / EXPORTAÇÃO MANUAL CROSS DOCKING 1 MANUAL CROSS DOCKING ESTUFAGEM / EXPORTAÇÃO MANUAL CROSS DOCKING 1 OBJETIVO A prestação de serviços de Estufagem passa a fazer parte das atividades comerciais Embraport por meio da operação Cross Docking.

Leia mais

Aula 2º bim. GEBD dia16/10

Aula 2º bim. GEBD dia16/10 Aula 2º bim. GEBD dia16/10 Compras e Manufatura (produção) O ciclo de compras liga uma organização a seus fornecedores. O ciclo de manufatura envolve a logística de apoio à produção. O ciclo de atendimento

Leia mais

Transportes Diamante. Resumo. Uma nova forma de pensar e agir

Transportes Diamante. Resumo. Uma nova forma de pensar e agir Transportes Diamante Uma nova forma de pensar e agir por Wagner Rodrigo Weber e Jacir Adolfo Erthal Wagner Rodrigo Weber Mestre em Organizações e Desenvolvimento pela UNIFAE - Centro Universitário; Administrador,

Leia mais

Lean Plant Design ALTA PERFORMANCE NO SEU PROJETO DE FÁBRICA

Lean Plant Design ALTA PERFORMANCE NO SEU PROJETO DE FÁBRICA Lean Plant Design ALTA PERFORMANCE NO SEU PROJETO DE FÁBRICA Olá! O primeiro passo para garantir um sistema de produção competitivo é um bom projeto de fábrica. Ele é que vai garantir que o seu pessoal

Leia mais

Problemática da Logística e interoperabilidade

Problemática da Logística e interoperabilidade Workshop Stakeholders Lisboa Problemática da Logística e interoperabilidade João Soares Lisboa, 9 de Maio de 2012 O Sistema Logístico e a sua permanente otimização Workshop Lisboa 2012.05.09 2 Objectivos

Leia mais

Gestão de Fornecedores

Gestão de Fornecedores Treinamento Presencial: Gestão de Fornecedores Data: 20 de Maio de 2015 Carga horária: 8 horas Local: São Paulo/ SP Procurement Business School Quem somos: Procurement Business School é a mais completa

Leia mais

TERMINAL DE VILA VELHA TVV ESTRUTURA DE SERVIÇOS E PREÇOS Válida a partir de 18/02/2013 Versão 01.2013

TERMINAL DE VILA VELHA TVV ESTRUTURA DE SERVIÇOS E PREÇOS Válida a partir de 18/02/2013 Versão 01.2013 A. SERVIÇOS INTEGRADOS DE MOVIMENTAÇÃO DE CONTÊINERES BOX RATE Este serviço inclui todos os custos envolvidos para a operação básica de contêineres de importação ou exportação, em navios full container,

Leia mais

Modelagem e Simulação

Modelagem e Simulação AULA 11 EPR-201 Modelagem e Simulação Modelagem Processo de construção de um modelo; Capacitar o pesquisador para prever o efeito de mudanças no sistema; Deve ser próximo da realidade; Não deve ser complexo.

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA OS ESTUDOS DE AVALIAÇÃO DA SEGURANÇA DAS INSTALAÇÕES PORTUÁRIAS

TERMO DE REFERÊNCIA PARA OS ESTUDOS DE AVALIAÇÃO DA SEGURANÇA DAS INSTALAÇÕES PORTUÁRIAS TERMO DE REFERÊNCIA PARA OS ESTUDOS DE AVALIAÇÃO DA SEGURANÇA DAS INSTALAÇÕES PORTUÁRIAS SUMÁRIO 1 OBJETIVO 2 IDENTIFICAÇÃO 3- CARACTERIZAÇÃO DA INSTALAÇÃO PORTUÁRIA 4 - PLANO DE TRABALHO 4.1 - CONHECIMENTO

Leia mais

NOSSA EMPRESA NOSSOS GESTORES

NOSSA EMPRESA NOSSOS GESTORES NOSSA EMPRESA A ViaGestão é uma empresa prestadora de soluções, composta por profissionais com ampla experiência no mercado, aliada a grande vivência didática em diversas áreas da gestão empresarial. Temos

Leia mais

Embarcando Algodão com o Real Valorizado - Oportunidades e Desafios nas Exportações Brasileiras

Embarcando Algodão com o Real Valorizado - Oportunidades e Desafios nas Exportações Brasileiras Embarcando Algodão com o Real Valorizado - Oportunidades e Desafios nas Exportações Brasileiras VI CONGRESSO BRASILEIRO DE ALGODÃO 2007 MR13 LOGÍSTICA DE EXPORTAÇÃO 16 de Agosto de 2007 Fabiano Bardauil

Leia mais

Empresas buscam soluções logísticas para reduzir custos

Empresas buscam soluções logísticas para reduzir custos Notícia da edição impressa de 18/02/2010 Empresas buscam soluções logísticas para reduzir custos Várias companhias começam a perceber que as instalações de softwares e de estruturas bem planejadas melhoram

Leia mais

SINDICATO DAS EMPRESAS DE TRANSPORTE COMERCIAL DE CARGA DO LITORAL PAULISTA SINDISAN

SINDICATO DAS EMPRESAS DE TRANSPORTE COMERCIAL DE CARGA DO LITORAL PAULISTA SINDISAN Proposta para Aumento de Eficiência Logística: DEPOTS 24 HORAS SINDICATO DAS EMPRESAS DE TRANSPORTE COMERCIAL DE CARGA DO LITORAL PAULISTA SINDISAN OBJETIVOS MODELO ATUAL Terminais operando em média de

Leia mais

PREÇOS ARMAZENAGEM E SERVIÇOS

PREÇOS ARMAZENAGEM E SERVIÇOS 1. IMPORTAÇÃO 1.1. ARMAZENAGEM: A Contêineres (R$/Contêiner) Até o 10º dia (por período) 290,00 355,00 Do 11º ao 15º dia (por período) 275,00 325,00 Do 16º ao 20º dia (por período) 305,00 357,00 Do 21º

Leia mais

LOG-IN LOGÍSTICA INTERMODAL

LOG-IN LOGÍSTICA INTERMODAL LOG-IN LOGÍSTICA INTERMODAL Seminário: Terminais, Ferrovias e Contêineres Maio/2009 A Empresa Nossa Atuação Logística de Minério de Ferro Transporte, manuseio e armazenagem de minério de ferro e pelotas

Leia mais

LOCALFRIO S.A. ARMAZÉNS GERAIS FRIGORÍFICOS

LOCALFRIO S.A. ARMAZÉNS GERAIS FRIGORÍFICOS LOCALFRIO S.A. ARMAZÉNS GERAIS FRIGORÍFICOS TARIFA DE SERVIÇOS Matriz: CNPJ: 58.317.751/0001-16 NIRE: 35.300.117.441; Filial: São Paulo SP Armazém Frigorífico CNPJ: 58.317.751/0007-01 NIRE: 35.902.660.232;

Leia mais

Global forwarding: ao serviço da supply chain

Global forwarding: ao serviço da supply chain José Guilherme Tavares jgbtavares@hotmail.com .... Logística Global Logística Global Desenhar a rede Encontrar as respostas para as necessidades da Supply Chain: Qual a origem da mercadoria Condicionantes/natureza

Leia mais

Por que escolher a Oplay Logística?

Por que escolher a Oplay Logística? Por que escolher a Oplay Logística? Porque a Oplay Logística tem soluções completas e inovadoras que a sua empresa precisa. Porque a Oplay Logística oferece serviços diferenciados desenhados de acordo

Leia mais

Projeto gestão de demanda http://www.administradores.com.br/artigos/marketing/projeto-gestao-de-demanda/62517/

Projeto gestão de demanda http://www.administradores.com.br/artigos/marketing/projeto-gestao-de-demanda/62517/ Projeto gestão de demanda http://www.administradores.com.br/artigos/marketing/projeto-gestao-de-demanda/62517/ Muitas empresas se deparam com situações nas tarefas de previsões de vendas e tem como origem

Leia mais

MULTIMODALIDADE. Agência Nacional de Transportes Aquaviários SETOR AQUAVIÁRIO EVOLUÇÃO / TENDÊNCIAS

MULTIMODALIDADE. Agência Nacional de Transportes Aquaviários SETOR AQUAVIÁRIO EVOLUÇÃO / TENDÊNCIAS Agência Nacional de Transportes Aquaviários MULTIMODALIDADE EVOLUÇÃO / TENDÊNCIAS SETOR AQUAVIÁRIO SEMINÁRIO: TRANSPORTE / ENERGIA PILARES DE SUSTENTAÇÃO DA NOVA ECONOMIA Palestra do Diretor-Geral da ANTAQ,

Leia mais

Logística empresarial

Logística empresarial 1 Logística empresarial 2 Logística é um conceito relativamente novo, apesar de que todas as empresas sempre desenvolveram atividades de suprimento, transporte, estocagem e distribuição de produtos. melhor

Leia mais

Juntos nos multiplicamos.

Juntos nos multiplicamos. Juntos nos multiplicamos. 1 + 1 = 11 Juntos nos multiplicamos. Quem somos Estamos aqui para transformar organizações em empresas de sucesso. Convergir conhecimento, visão sistêmica e resultado, buscando

Leia mais

MODELO DE PLANEJAMENTO DE INVESTIMENTOS EM TERMINAIS PORTUÁRIOS DE GRANÉIS SÓLIDOS

MODELO DE PLANEJAMENTO DE INVESTIMENTOS EM TERMINAIS PORTUÁRIOS DE GRANÉIS SÓLIDOS Verax consultoria VX00-090824-ModeloPlanejamentoPortuario.docx Função: operações Segmento: logística / commodities Tema: planejamento de operações / análise de projetos Metodologia: análise quantitativa

Leia mais

APS Advanced Plainning and Scheduling Sistema Avançado de Produção

APS Advanced Plainning and Scheduling Sistema Avançado de Produção APS Advanced Plainning and Scheduling Sistema Avançado de Produção O módulo APS é a mais nova ferramenta que irá auxiliar no gerenciamento da produção. O principal objetivo do APS é a determinação exata

Leia mais

Grupo CARGO. Um jeito inteligente de fazer logística.

Grupo CARGO. Um jeito inteligente de fazer logística. Grupo CARGO Um jeito inteligente de fazer logística. Empresas do Grupo Cargo Iniciou suas atividades em 1.980 em Córdoba Argentina, prestando serviço no segmento de Transporte Nacional e Internacional.

Leia mais

estratégias operações

estratégias operações MERCADO FERRAMENTA NECESSIDADE O que é LOGÍSTICA? estratégias Fator de Diferenciação Competitiva Fator de Tomada de Decisão operações Busca pela Excelência na Gestão O que buscamos? EXCELÊNCIA LOGÍSTICA

Leia mais

Softwares de Cadeia de Suprimentos Capítulo 6. André Jun Nishizawa

Softwares de Cadeia de Suprimentos Capítulo 6. André Jun Nishizawa Softwares de Cadeia de Suprimentos Capítulo 6 Introdução Há 50 anos, as cadeias eram gerenciadas por lápis, papel e calculadora. Hoje existem softwares. Esta parte da aula fará um tour pelos tipos de softwares

Leia mais

TABELA DE SERVIÇOS BÁSICOS LIBRA TERMINAIS SANTOS (vigência a partir de 01/07/2012 Valores expressos em Reais)

TABELA DE SERVIÇOS BÁSICOS LIBRA TERMINAIS SANTOS (vigência a partir de 01/07/2012 Valores expressos em Reais) TABELA DE SERVIÇOS BÁSICOS LIBRA TERMINAIS SANTOS (vigência a partir de 01/07/2012 Valores expressos em Reais) A ARMAZENAGEM DE IMPORTAÇÃO: A.1 CONTÊINERES FCL/FCL (PERÍODOS DE 7 DIAS OU FRAÇÃO) Fixo A

Leia mais

Tabela de preços dos serviços oferecidos e prestados pela Bandeirantes Logística Integrada. Vigência a partir de 02/01/2015

Tabela de preços dos serviços oferecidos e prestados pela Bandeirantes Logística Integrada. Vigência a partir de 02/01/2015 Tabela de preços dos serviços oferecidos e prestados pela Bandeirantes Logística Integrada. Vigência a partir de 02/01/2015 IMPORTAÇÃO CONTAINER LCL/FCL PERÍODO DE 10 DIAS OU FRAÇÃO. 1. Armazenagem FCL

Leia mais

Agradecemos a oportunidade de apresentar nossa Tabela de Preços - Longo Curso e Cabotagem, conforme abaixo.

Agradecemos a oportunidade de apresentar nossa Tabela de Preços - Longo Curso e Cabotagem, conforme abaixo. CONVICON - CONTEINERES DE VILA DO CONDE S/A CNPJ: 06.013.760/0001-10 I.E: 15.235.534-0 End. Rod. PA. 481 S/N Km21 - Barcarena - Cep.: 68447-000 - Cx. P.: 82 Tel: (091) 3322-7575 Home page: www.santosbrasil.com.br

Leia mais

Com estrutura voltada para atendimento no mercado de Óleo e Gás contemplando:

Com estrutura voltada para atendimento no mercado de Óleo e Gás contemplando: A Gavea Logística é uma operadora logística que oferece soluções de logística Portuária, Marítima e Terrestre, em seus terminais localizados no Rio de, e. Com estrutura voltada para atendimento no mercado

Leia mais

7 º Seminário Internacional de Logística Agroindustrial. Mecanismos de redução de custos logísticos de exportação Algodão

7 º Seminário Internacional de Logística Agroindustrial. Mecanismos de redução de custos logísticos de exportação Algodão Mecanismos de redução de custos logísticos de exportação Algodão Como o algodão é exportado? Fazenda/ Terminal Algodoeira Portuário Exportação Quanto custa tudo isso? R$ 160,00 / ton R$ 20,00 / ton Fazenda/

Leia mais

TERMINAIS DE CONTÊINERES O que fazem pelo Brasil. Investimentos: US$ 615,4 milhões. Resultado: Eficiência, Competitividade e Confiabilidade

TERMINAIS DE CONTÊINERES O que fazem pelo Brasil. Investimentos: US$ 615,4 milhões. Resultado: Eficiência, Competitividade e Confiabilidade TERMINAIS DE CONTÊINERES O que fazem pelo Brasil. Investimentos: US$ 615,4 milhões. Resultado: Eficiência, Competitividade e Confiabilidade O Cenário O contêiner passou a ser o principal meio de transporte

Leia mais

TABELA DE PREÇOS E CONDIÇÕES COMERCIAIS ESTRUTURA DE SERVIÇOS E PREÇOS

TABELA DE PREÇOS E CONDIÇÕES COMERCIAIS ESTRUTURA DE SERVIÇOS E PREÇOS TABELA DE PREÇOS E CONDIÇÕES COMERCIAIS Vigência: 15/03/2014 a 14/03/2015 ESTRUTURA DE SERVIÇOS E PREÇOS OPERAÇÃO PORTUÁRIA - Tarifas devidas pelo armador, agente de navegação ou requisitante - A. OPERAÇÃO

Leia mais

Objetivo da Aula. Enterprise Resource Planning - ERP. Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 23/4/2010

Objetivo da Aula. Enterprise Resource Planning - ERP. Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 23/4/2010 Enterprise Resource Planning - ERP Objetivo da Aula Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 2 1 Sumário Informação & TI Sistemas Legados ERP Classificação Módulos Medidas

Leia mais

A TCI BPO. Nossos diferenciais competitivos:

A TCI BPO. Nossos diferenciais competitivos: Varejo e-commerce A TCI BPO Com atuação em todo o Brasil, a TCI oferece excelência na prestação dos serviços em BPO - Business Process Outsourcing, levando aos seus clientes as melhores competências e

Leia mais

As melhores condições para os seus melhores negócios. www.integracaologistica.com.br. Integração Logística

As melhores condições para os seus melhores negócios. www.integracaologistica.com.br. Integração Logística Transporte e Armazéns e Armazéns Gerais Gerais As melhores condições para os seus melhores negócios www.integracaologistica.com.br Integração Logística A Empresa Transporte e Armazéns Gerais consistência

Leia mais

3º ENCONTRO ANUAL DA AACE

3º ENCONTRO ANUAL DA AACE 3º ENCONTRO ANUAL DA AACE 1 Empresas de Construção: Seleção de Projetos, Gestão e Controles para Atingir as Metas de Desempenho Patricia Atallah Gestão e Planejamento Estratégico são Cruciais para uma

Leia mais

Advanced Planning and Scheduling

Advanced Planning and Scheduling Advanced Planning and Scheduling Por Soraya Oliveira e Raquel Flexa A importância do planejamento Uma cadeia de suprimentos é composta por diversos elos conectados que realizam diferentes processos e atividades

Leia mais

EFICAZ. Conduzindo Soluções

EFICAZ. Conduzindo Soluções MISSÃO Comprometimento com os objetivos de nossos clientes, oferecer-lhes soluções logísticas inovadoras com a percepção de agilidade, qualidade e segurança. VISÃO Investir em tecnologia e aprimoramento

Leia mais

LOGÍSTICA & BRASIL Artigo

LOGÍSTICA & BRASIL Artigo O artigo aborda relações entre logística, formação profissional e infra-estrutura do país. São debatidas questões sobre a evolução da logística no Brasil, a preparação educacional do profissional de logística

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA CADEIA DE SUPRIMENTOS: ASPECTOS SOCIOTÉCNICOS

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA CADEIA DE SUPRIMENTOS: ASPECTOS SOCIOTÉCNICOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA CADEIA DE SUPRIMENTOS: ASPECTOS SOCIOTÉCNICOS Prof. Marcelo Rodrigues dos Santos UFMG e Fundação Dom Cabral Prof. Stéfano Angioletti UFMG e Fundação Dom Cabral Prof. Marcello

Leia mais

Unidade III FINANÇAS EM PROJETO DE TI. Prof. Fernando Rodrigues

Unidade III FINANÇAS EM PROJETO DE TI. Prof. Fernando Rodrigues Unidade III FINANÇAS EM PROJETO DE TI Prof. Fernando Rodrigues Quando se trabalha com projetos, é necessária a utilização de técnicas e ferramentas que nos auxiliem a estudálos, entendê-los e controlá-los.

Leia mais

MSF- MICROSOFT SOLUTIONS FRAMEWORK. Cesar Eduardo Freitas Italo Alves

MSF- MICROSOFT SOLUTIONS FRAMEWORK. Cesar Eduardo Freitas Italo Alves MSF- MICROSOFT SOLUTIONS FRAMEWORK Cesar Eduardo Freitas Italo Alves A ORIGEM DO MSF (MICROSOFT SOLUTIONS FRAMEWORK) Baseado na experiência da empresa na construção de softwares como Office e Windows e

Leia mais

COMO A LEROY MERLIN ESTÁ ESTRUTURANDO SEU SUPPLY CHAIN PARA APOIAR SEU CRESCIMENTO

COMO A LEROY MERLIN ESTÁ ESTRUTURANDO SEU SUPPLY CHAIN PARA APOIAR SEU CRESCIMENTO COMO A LEROY MERLIN ESTÁ ESTRUTURANDO SEU SUPPLY CHAIN PARA APOIAR SEU CRESCIMENTO CAFÉ DA MANHÃ 30/04/2014 AGENDA 1. Leroy Merlin Brasil: uma empresa em crescimento 2. A estruturação do Supply Chain Ø

Leia mais

PORTO 24 HORAS. Complexo portuário santista

PORTO 24 HORAS. Complexo portuário santista FIESP/CONSIC PORTO 24 HORAS Complexo portuário santista José Cândido Senna, Coordenador do Comitê de Usuários dos Portos e. Aeroportos do Estado de São Paulo - COMUS São Paulo, 16 de agosto de 2011 Participação

Leia mais

Soluções em Tecnologia da Informação

Soluções em Tecnologia da Informação Soluções em Tecnologia da Informação Curitiba Paraná Salvador Bahia A DTS Sistemas é uma empresa familiar de Tecnologia da Informação, fundada em 1995, especializada no desenvolvimento de soluções empresariais.

Leia mais

Pós-Graduação Lato Sensu em ENGENHARIA DE MARKETING

Pós-Graduação Lato Sensu em ENGENHARIA DE MARKETING Pós-Graduação Lato Sensu em ENGENHARIA DE MARKETING Inscrições Abertas: Início das aulas: 28/03/2016 Término das aulas: 10/12/2016 Dias e horários das aulas: Segunda-Feira 18h30 às 22h30 Semanal Quarta-Feira

Leia mais

PACOTE DE ACELERAÇÃO BRASIL

PACOTE DE ACELERAÇÃO BRASIL PACOTE DE ACELERAÇÃO BRASIL Entendemos que, quando você entrar no complexo ambiente legal e tributário brasileiro, você precisa de um suporte confiável e do conselho dos melhores especialistas em cada

Leia mais

Engenharia de Sistemas

Engenharia de Sistemas UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Engenharia de Sistemas Prof Luís César da Silva, Dr UFES/CCA Conceitos Necessários! Engenharia! Sistema Agroindustriais! Técnicas de Modelagem! Cadeia Produtiva Supply

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE A PROVA DISCURSIVA

ORIENTAÇÕES SOBRE A PROVA DISCURSIVA IF SUDESTE MG REITORIA Av. Francisco Bernardino, 165 4º andar Centro 36.013-100 Juiz de Fora MG Telefax: (32) 3257-4100 CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGO EFETIVO ORIENTAÇÕES SOBRE A PROVA DISCURSIVA

Leia mais

ÊNFASE EM GESTÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA

ÊNFASE EM GESTÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA MBA DESENVOLVIMENTO AVANÇADO DE EXECUTIVOS ÊNFASE EM GESTÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA O MBA Desenvolvimento Avançado de Executivos possui como característica atender a um mercado altamente dinâmico e competitivo

Leia mais

Utilizando a Inteligência Competitiva para Tomar Decisões

Utilizando a Inteligência Competitiva para Tomar Decisões Utilizando a Inteligência Competitiva para Tomar Decisões São Paulo, 9 de outubro de 2006. 0 Apresentação da MKM Consulting 1 Mauro Martins Sócio Diretor da MKM Consulting MKM Consulting Mauro Martins

Leia mais

PLANILHA REFERENCIAL DE CUSTO DE TRANSPORTE DE CONTÊINER

PLANILHA REFERENCIAL DE CUSTO DE TRANSPORTE DE CONTÊINER PLANILHA REFERENCIAL DE CUSTO DE TRANSPORTE DE CONTÊINER PLANILHA REFERENCIAL DE CUSTOS PARA O TRANSPORTE DE CONTÊINER julho-11 Percurso de ida e volta Contêiner até 25 t Contêiner acima de 25 t até 30

Leia mais