Escola Técnica José Rodrigues da Silva. Autorizado Pelo Parecer nº. 1144/002 CEE/RJ INFORMÁTICA BÁSICA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Escola Técnica José Rodrigues da Silva. Autorizado Pelo Parecer nº. 1144/002 CEE/RJ INFORMÁTICA BÁSICA"

Transcrição

1 Autorizado Pelo Parecer nº. 1144/002 CEE/RJ INFORMÁTICA BÁSICA

2 SUMÁRIO Apresentação 03 Introdução 04 Hardware 04 Dispositivos de entrada 05 Dispositivos de saída 07 Dispositivos de entrada e saída 08 Unidades de armazenamento 10 Exercício nº 1 11 Arquivos 12 O que são programas funções 12 O que é uma rede 14 Exercício nº 2 16 Tipos de saídas 17 Vírus 18 Principais componentes do computador 19 Exercício nº 3 22 Bibliografia 23 2

3 APRESENTAÇÃO Concebida na metade do século passado e permanentemente em atualização, a computação vem sendo a tecnologia predominante em nossa era. O computador está integralmente presente na cultura moderna e é o principal motor do crescimento econômico do mundo. Ele é capaz de produzir, transmitir e reproduzir mensagens em diferentes códigos e canais. Este módulo irá possibilitar uma revisão básica em UNIDADE 1: Hardware UNIDADE II: Software UNIDADE III: Assuntos Gerais Você vai encontrar atividades que deverão ser encaminhadas por e mail ao seu tutor. Bom estudo! Profº Alexandre Pereira 3

4 INTRODUÇÃO A informática é sem dúvida, se não a maior, uma das mais importantes ferramentas de trabalho nos dias de hoje. Ela está presente em todos os segmentos da sociedade; lojas, cinemas, clínicas, hospitais, escolas, universidades, cursos e indústrias citando alguns exemplos. Também não podemos deixar de citar que o computador também é muito usado em residências: para estudo, consultas, compras, trabalhos e lazer. Já é comum considerar o computador como mais um item obrigatório em casa, como qualquer eletrodoméstico. Para usufruir plenamente dos recursos que o computador oferece, devemos estar atualizados e ter conhecimento das ferramentas que ele nos oferece, além de saber utilizar os softwares e periféricos. O computador O computador basicamente, é composto por: 1. Mouse 2. Teclado 3. Monitor 4. Torre ou gabinete Existem também vários outros dispositivos, mas esses são apenas os principais. Veremos um a um a função de cada dispositivo, e como eles são classificados. Existem basicamente, dois conceitos básicos que devemos conhecer, para poder compreender melhor o mundo da informática: O que é hardware e o que é software. HARDWARE Podemos considerar hardware como qualquer componente físico que podemos tocar e manipular. São principalmente os periféricos e componentes que fazem parte do computador. Exemplos: Processador, mouse, impressora, CD, placa de vídeo. Existem em Hardware: Dispositivos de entrada Dispositivos de saída Dispositivos de entrada e saída (dispositivos de armazenamento) Obs: Todos esses dispositivos também, podem ser chamados de periféricos. 4

5 DISPOSITIVOS DE ENTRADA Podemos classificar dispositivo de entrada como qualquer periférico que utilizamos para passar informações para o computador, isto é, esse periférico de entrada é o intermediário entre o usuário e o computador. USUÁRIO PERIFÉRICO COMPUTADOR Exemplos: Teclado, mouse, scanner, web cam, microfone, trackball, leitor ótico e mesa digitalizadora. Teclado Periférico mais comum e o mais utilizado como entrada de dados. Existem vários tipos de teclados: Sem fio, multimídia (com teclas especiais para internet, som, calculadora, acesso a programas) e ergonômico (em um formato especial para não cansar os pulsos). Mouse Outro dispositivo de entrada muito utilizado, que pode ser também sem fio, com scroll (aquela rodinha no meio da parte superior, que serve para rolar a tela) e ótico. Através dos botões do mouse, passamos informações para o computador, com o auxílio do monitor que por sua vez exibe botões virtuais na tela. Scanner Funcionamento semelhante a uma máquina xerox, a diferença é que, com o scanner, qualquer imagem ou texto pode ser armazenada no computador de modo a ser impressa ou modificada posteriormente. Web cam Pequena câmera que pode ser acoplada ao computador, de modo que através de software, podemos nos comunicar on line com qualquer pessoa em qualquer lugar do mundo, ao vivo, escutando e vendo o rosto da pessoa, se a outra pessoa só tiver um 5

6 microfone, só poderemos escutar sua voz; Se a outra pessoa só tiver a web cam, só poderemos ver sua imagem. Existem Web Cam s que possuem microfone embutido. Várias web cam s já possuem microfone embutido. Microfone Pode ser utilizado para conversação on line, gravação de voz ou teste de pronúncia em cursos multimídia de línguas. Trackball Dispositivo apontador parecido com o mouse, com o diferencial que não precisa ser movido em cima da superfície para mover o ponteiro na tela. Na parte superior do trackball existe uma esfera, onde devemos passar a ponta dos dedos para mover a mesma, e assim mover o ponteiro do mouse na tela. Leitor ótico Tipo de Sensor, que lê e decodifica no computador o código de barras de uma mercadoria ou produto. No código de barras são armazenadas informações referentes a um produto, como seu preço, setor, tipo, etc. Como exemplo temos o caixa de um supermercado, onde todas as mercadorias têm toda a discriminação codificada no código de barras. Código de barras Mesa digitalizadora. Função parecida com do mouse, mas é mais utilizada para fazer desenhos, pois é mais precisa que o mouse. Através de uma caneta ótica, fazemos o traçado do desenho em cima de uma pequena prancheta, que reproduz na tela os movimentos da caneta. 6

7 DISPOSITIVOS DE SAÍDA Podemos classificar dispositivo de saída como qualquer periférico que o computador utiliza para passar informações para o usuário, isto é, esse periférico de saída é o intermediário entre o computador e o usuário. COMPUTADOR PERIFÉRICO USUÁRIO Exemplos: Monitor, impressora, plotter, caixa de som. Monitor É o principal dispositivo de saída, pois mostra tudo que está sendo feito e processado no computador, de forma que temos um acompanhamento constante do nosso trabalho. Impr essora Imprime documentos que foram feitos no nosso computador, que podem ser texto e desenhos, fotos, gravuras, etc. Existem vários tipos de impressoras, as mais comuns são: Matr icial Imprime através de uma fita semelhante a de uma máquina de escrever, e a impressão dos caracteres se dá pela cabeça de impressão composta de várias agulhas, que quando são pressionadas na fita, formam o caracter. Para cada caracter, existe uma combinação diferente de agulhas. J ato de Tinta Imprime através de cartuchos que armazenam tinta em seu interior. A impressão se dá através de borrifos de tinta que saem de pequenos orifícios que estão posicionados na parte inferior do cartucho. Laser Trabalha com um cilindro e toner, o cilindro fica impregnado de toner, e quando o cilindro gira, trás o papel em contacto com o mesmo e se dá a impressão. Térmica de Cera Semelhante à impressão a jato de tinta, só que ao invés de tinta, a impressão é feita com cera derretida, dando um melhor acabamento e qualidade à impressão. Das impressoras apresentadas, essa é a melhor e mais cara. 7

8 Existem ainda diversos modelos de multifuncionais, que são periféricos 3x1 (Impressora, copiadora e scanner em um só aparelho) Plotter Usada para imprimir grandes formatos, como pôsteres, mapas, plantas, painéis, banners, etc. Caixa de som Imprescindível para quem quer usar o computador para escutar música, jogar ou ver um DVD. É comum o uso de caixas com subwoofer, pois a qualidade do som é melhor. DISPOSITIVOS DE ENTRADA E SAÍDA (DISPOSITIVOS DE ARMAZENAMENTO / MEMÓRIA SECUNDÁRIA) Dispositivos de Armazenamento (memória secundária) são os dispositivos usados para armazenar informações de modo a guarda las de modo definitivo. Possuem superfície magnética ou chip para armazenar informações. São eles: Disco r ígido, HD ou Hard Disk Fica internamente no gabinete do computador. Possui a finalidade de armazenar todos os softwares que possuímos no computador, pois tudo o que nosso computador possui, sejam arquivos criados por nós ou programas, fica armazenado nele de modo definitivo. Pode armazenar de 20 GB a até mais de 320 Gigabytes (por enquanto). Disquete Permite armazenar 1.44 MB. Também chamado de disco de 3 ½ polegadas, devido ao seu tamanho. Como possui baixa capacidade de armazenamento, é pouco utilizado hoje em dia. 8

9 Pen Dr ive Pequeno dispositivo de armazenamento que pode ser inserido em uma saída USB do computador. Esse dispositivo está se tornando muito popular, pela praticidade e capacidade de armazenamento. Ele é muito pequeno, se comparado a um disquete ou CD/DVD, e é capaz de armazenar desde 1 GB até 16 GB. Podemos utilizar esse dispositivo com a mesma praticidade do disquete. Em breve, com a variedade de dispositivos de armazenamento que temos, os computadores não usarão mais o disquete. CD ROM Disco capaz de armazenar 700 ou 800 MB, possui as mesmas características de um CD de música comum. Pode conter um programa, músicas, imagens, dados, etc. Pode ser usado em qualquer aparelho de CD ou DVD DVD Criado somente com objetivo de substituir o CD comum e o vídeo cassete, pois possui muito mais qualidade de áudio e vídeo, além de suportar várias horas de filme. Precisa se para ler um CD de DVD, um leitor de DVD ou drive de DVD. Pode armazenar 4.7 GB ou 9.4 GB (dupla camada) Obs: Um Cd comum funciona em um leitor de DVD, mas um Disco de DVD não funciona em um leitor de CD comum. Para se gravar em CD s precisamos de um gravador de CD s Para se gravar em DVD s precisamos de um gravador de DVD s. Em um grvador de DVD grava se tanto CD como DVD Aparelhos para mídia Drive de CD R Somente faz a leitura de Cd s Drive de CD RW Faz a leitura e a gravação de Cd s Drive de DVD Somente faz a leitura de CD s e DVD s Drive de DVD RW Faz a leitura e gravação de Cd s e DVD s Drive de DVD Combo Faz a leitura de CD s e DVD s e grava CD s 9

10 Mídias CD R CD que pode ser gravado uma única vez, sem possibilidade de regravação. CD RW CD que pode ser gravado e regravado várias vezes, como uma fita de vídeo cassete. DVD R / DVD+R DVD que pode ser gravado uma única vez, sem possibilidade de regravação. DVD RW / DVD+RW DVD que pode ser gravado e regravado. O que podemos gravar: Em CDs: Músicas Arquivos Vídeos Fotos (formato jpg) Vídeos Em DVDs: Músicas Arquivos Vídeos Fotos (formato jpg) Vídeos Filmes em DVD UNIDADES DE ARMAZENAMENTO As unidades de armazenamento possuem uma capacidade máxima de armazenamento, que varia de dispositivo para dispositivo. O byte é a unidade básica de armazenamento. E a capacidade de armazenamento não depende do tamanho do dispositivo, depende da tecnologia que ele foi feito, pois todos os dispositivos são meios magnéticos de armazenamento, como uma fita cassete, ou uma fita de vídeo. Quanto mais densidade magnética tiver o dispositivo, maior capacidade de armazenamento ele terá. Entende se por densidade, a quantidade de concentração de partículas magnéticas em um determinado espaço físico. Por exemplo um Pen drive de 256 Megabytes possui o mesmo tamanho físico que um Pen drive de 512 MB, mas um possui mais densidade magnética que o outro. Quando digitamos no teclado, qualquer caracter já gasta 1 byte. 10

11 Unidades de grandeza: Byte KB ou KiloByte ou Kbyte Cerca de 1000 bytes MB ou MegaByte ou MByte Cerca de bytes GB ou GygaByte ou GByte Cerca de bytes Quantidade máxima de armazenamento dos dispositivos: Disquete 1.44 MB CD 700 MB ou 800 MB DVD 4.7 GB ou 9.4 GB (Dupla camada, isto é, gravados nos dois lados do DVD) Pen drive De 1 a 16 GB HD 40 GB, 80GB, 120GB, 160 GB, 250 GB ou mais 1. Correlacione: Exercício Nº 1 a) DVD RW b) Pen drive c) Web cam d) Monitor e) HD f) Disquete ( ) Dispositivo de saída ( ) 1.44 MB ( ) 8 GB ( ) Gravador de DVD ( ) 160 GB ( ) Dispositivo de entrada 2. Que tipo de informações podemos gravar em um CD? 3. Em um gravador de DVD podemos gravar também CD s? 4. Quais os tipos de dispositivos de armazenamento existentes? 5. Qual o nome do conector (saída) onde devemos inserir o pen drive? 6. Qual a diferença da impressora para multifuncional? 11

12 ARQUIVOS São as informações que guardamos em nosso disco. Os arquivos podem ser de vários tipos: Documentos de texto, imagens, vídeos, som, etc. Para abrir um determinado arquivo, devemos ter o software que o abra. Exemplo: para abrir um arquivo de texto, podemos abrir com o wordpad, o word ou o wordperfect. Para tocar uma música, devemos ter o windows media player que já vem embutido no windows. Veja agora uma lista de tipos de arquivos com seus respectivos softwares:.jpg arquivo de imagem (abre com o photoshop, visualizador de imagens do windows, CorelDraw, Microsoft photo editor).cdr arquivo do CorelDraw (abre com o CorelDraw).xls arquivo do excel (abre com o excel).mpg,.avi,.wmv arquivos de vídeo (abrem com o windows media player).doc,.txt arquivos de texto (abrem com o word).mp3,.wav,.mid arquivos de som (abrem com o windows media player) Alguns ter mos usados em informática: Download Baixar alguma coisa da internet, salvar no nosso computador algo que desejamos, como por exemplo, uma música, uma foto, um texto, etc. Editar Tornar algo modificável Formatar Mudar o formato, como por exemplo, mudar a cor de um texto. Deletar apagar Importar Trazer algo de outro lugar, como por exemplo no CorelDraw podemos importar uma figura que está salva em uma pasta Salvar Guardar Abrir Ter acesso, tornar editável. Escanear digitalizar, passar algo do scanner para o computador O QUE SÃO PROGRAMAS FUNÇÕES Programas são softwares desenvolvidos para atender uma determinada finalidade e público. Cada programa tem um determinado objetivo. 12

13 Exs: Word Tem por finalidade trabalhar com textos. Ele nos fornece ferramentas necessárias para trabalhar com o texto no que se refere a número de páginas, cabeçalhos e rodapés, fazer o texto em colunas, formatações especiais, etc. Excel O Excel tem por finalidade fazer tabelas que façam cálculos automáticos, como folha de pagamento, tabelas de reajustes e previsões, etc. Corel Draw Tem por finalidade criação de ilustrações e desenhos complexos, cartões de visita, folders, panfletos, letreiros, outdoors, galhardetes, etc. 13

14 Photoshop Tem por finalidade trabalhar com fotos, pois esse programa tem todos e muito mais rec ursos de um estúdio fotográfico. Power point Cria apresentações eletrônicas na tela. Como por exemplo: em uma reunião, se desejamos mostrar alguns tópicos que exijam demonstração de gráficos, tabelas, textos, vídeos e etc, ao invés de fazê lo no papel, podemos criar a apresentação no Powerpoint, com som, imagem, movimento, e exibi la em um televisor de 33 ou maior. O QUE É UMA REDE O QUE É E COMO FUNCIONA A INTERNET Quando 2 ou mais computadores estão ligados entre si, temos uma rede. Uma Rede pode ser da mais simples, onde temos vários computadores ligados, compartilhando HD S, impressoras, softwares e drives de CD S, mas cada computador tendo autonomia própria. Nesse caso temos uma rede simples ponto a ponto. Podemos ter também vários computadores interligados entre si, mas com um computador central controlando os, chamado de servidor. 14

15 O maior exemplo de rede que podemos ter, é a INTERNET, onde os computadores não estão interligados entre si diretamente, mas estão interligados através do PROVEDOR, e a ligação se faz da seguinte maneira: P R O V E D O R P R O V E D O R P R O V E D O R Os computadores se comunicam com os PROVEDORES que hospedam as home pages e os e mails. Para podermos acessar as informações que estão nos PROVEDORES, precisamos fazer a conexão com os mesmos, através da linha telefônica, antena de rádio, modem sem fio ou via cabo coaxial (Tv a cabo) A conexão se faz direta ou indiretamente através da discagem do Nº do PROVEDOR, um nome de usuário e uma senha. Os PROVEDORES estão ligados a outros PROVEDORES, de todos os estados e países, formando assim uma enorme rede. Além da linha telefônica, podemos usar também para a comunicação com o PROVEDOR a antena de rádio ou o cabo coaxial (cabo da TVA ou NET). Nesse caso, não existe a necessidade de conexão, pois o uso é feito como se estivéssemos usando uma TV a cabo, isto é, estamos na internet 24 horas por dia, tendo apenas que pagar a mensalidade do serviço do PROVEDOR que oferece este serviço. No caso da linha telefônica, temos que pagar a mensalidade pelo uso do PROVEDOR, mais os pulsos utilizados pela linha telefônica, para quem utiliza ainda a internet discada. Existem os PROVEDORES pagos e gratuitos. 15

16 Site É uma tela com uma propaganda eletrônica, oferecendo serviços, vendendo produtos, mostrando curiosidades, podemos fazer consultas em bancos, livrarias, lojas, ouvir músicas, e tudo mais que se possa imaginar. Para acessar um determinado site, devemos digitar em um local específico, chamado barra de endereços, o endereço do site. Cada Site tem um endereço. Devemos digitar o endereço do site, começando pela sigla www, e temos que digitar todo o endereço com letras minúsculas. EX: site comercial.gov Site do Governo.br Site Brasileiro.rj.gov.br Site do governo do Rio de Janeiro.it Site Italiano.adv Site de advogado E mail Endereço eletrônico, onde o endereço se caracteriza pela presença do Quando temos um endereço eletrônico, e recebemos mensagens, elas ficam armazenadas em um provedor que ofereça serviço de e mail, pago ou não. Podemos verificar o nosso e mail na hora que for necessário, através de uma palavra passe e uma senha. Exemplos de e mail: 1. Correlacione: Exercício Nº 2 a) Doc b) Powerpoint c) Corel Draw d) Jpg e) Xls f) Mp3 ( ) Música ( ) Photoshop ( ) Apresentação eletrônica ( ) Excel ( ) Word ( ) Ilustrações 2. O que é site? 16

17 3. Qual o conceito de rede? 4. Defina download. TIPOS DE SAÍDAS (PORTAS) QUE UM COMPUTADOR PODE TER PS2 (mini dim) Conector pequeno e redondo, que somente é utilizado para mouse e teclado, os dois ficam sempre juntos. Este conector possui baixa taxa de recepção de dados, mas para o mouse e o teclado ele é mais do que suficiente, pois os mesmos não enviam muitas informações para o computador, muito pelo contrário, enviam muito pouca, como as letras que digitamos e o clique que damos com o mouse. COM1 (Por ta serial) Utilizada para mouse antigo, esta saída é mais larga que a PS2, e tem o formato trapezóide. Possui as mesmas características do PS2, quanto à recepção de dados. Este conector está praticamente com os dias contados. LPT1 (também chamado de porta paralela) Saída utilizada para impressoras e scanners mais antigos. Possui um formato trapezóide, como o COM1, só que mais largo, e é uma saída macho, ao contrário do COM1 que é fêmea. Também possui baixa recepção de dados, se comparado com o conector USB. USB Tipo de saída mais utilizada e mais eficiente que existe. É uma saída fêmea, pequena em largura e altura, de formato retangular, e pode ser utilizada para: Mouse 17

18 Teclado Impressora Câmera digital Pen drive Web Cam Scanner Já existem monitores de LCD (liquid cristal display) que utilizam conector USB, mas a placa de vídeo tem que ter a saída USB também. A saída USB possui inúmeras vantagens em relação as demais: 1. Possui a maior taxa de transferência e recepção que existe 2. Podemos conectar e desconectar o dispositivo, por exemplo uma impressora, com o computador ligado, que não tem problema. Se o fizermos com uma impressora com a saída LPT1, está arriscado ocorrer o travamento do computador. Isto vale para mouse, web cam, etc. 3. Em uma mesma saída USB, podemos ligar mais de um dispositivo, como por exemplo: um mouse, um teclado e uma impressora, que não existirá conflito entre esses dispositivos, cada um vai executar sua função normalmente, um não vai atrapalhar o funcionamento do outro. Para ligar vários dispositivos em uma única saída, basta comprar um HUB USB, que é um tipo de Benjamim (adaptador). Entende se por taxa de transferência e recepção, a quantidade de informações que uma saída pode receber e transferir em um determinado espaço de tempo. Quando a saída USB vai receber informações? Quando ligarmos um WEB Cam na mesma. Quando a saída USB vai transferir informações? Quando ligarmos uma impressora na mesma. VÍRUS É um programa (código) invisível, que infecta algum arquivo do computador, causando instabilidade no mesmo, ou até perda de dados. São criados com o único propósito de danificar e prejudicar terceiros. Hoje em dia, a maneira mais comum de se pegar um vírus é utilizando a internet, pois como é um meio de comunicação e de acesso muito difundido e vasto, é o local preferido onde os criadores do vírus (os hackers) propagam suas criações. Existem várias categorias de vírus, e para nos protegermos utilizamos os softwares antivírus, que podem eliminá lo, retirando o vírus do arquivo que ele utilizou para se hospedar, deletando o arquivo infectado (não recomendável, pois o arquivo infectado pode ser importante!), ou movendo o arquivo infectado 18

19 para quarentena, onde ele ficará guardado e não será nocivo ao computador, e se o computador funcionar normalmente sem esse arquivo, podemos eliminá lo definitivamente. Existem vírus que causam diversos males ao computador, desde apagar arquivos do computador, travamentos, instabilidade no sistema, até roubar senhas e dados importantes! PRINCIPAIS COMPONENTES DO COMPUTADOR Processador Principal e único componente do computador responsável pelo processamento dos dados. É nele que todas as informações são processadas para serem depois disponibilizadas para o usuário. Como exemplo temos os processadores: Pentium III, Pentium 4, Pentium D, Core 2 Duo. Todos esses processadores são fabricados pela Intel (Fabricante de Processadores). K6III, K7 (Athlon), Duron, Sempron, Athlon 64, Athlon 64 X2. Todos esses processadores são fabricados pela AMD (Fabricante de Processadores). Quanto mais recente for o modelo do Processador, mais rápido ele é. Dentro do mesmo modelo, há ainda a freqüência do processador. Quanto maior a freqüência, maior a velocidade daquele modelo. EX: Pentium III 800 MHZ (Megahertz), Pentium III 850 MHZ, Sempron 1.9 GHZ Memória Pr incipal (RAM Memória Pr imár ia) Memória onde todo nosso trabalho e os programas ficam armazenados temporariamente. Isto é, somente enquanto o computador está ligado ele guarda as informações. Se quisermos armazenar de modo definitivo essas informações, devemos salva las (gravar) em algum meio de armazenamento secundário (HD, disquete, CD, etc). Os programas que ficam armazenados temporariamente na memória principal, devem estar armazenados previamente na memória secundária, mas precisamente no HD. Hard Disk (HD) Local onde armazenamos as informações e programas, para que sejam transferidas 19

20 para a memória principal. Sempre que uma informação ou programa está no HD, trabalhamos com uma cópia dela na Memória Principal (RAM). Como as Informações são processadas As informações são processadas do seguinte modo, nessa ordem: 1º O processador vai buscar a informação no HD 2º As informações que estão no HD vão para a memória principal 3º Se houver necessidade de mais informações na Memória principal, o programa gera um comando que vai fazer as etapas 1 e 2 novamente. 4º As informações são processadas 5º Se houver necessidade de gravar se alguma informação, de modo a não perde la, o processador pega a informação na memória principal, e leva até o HD, ou outro dispositivo de armazenamento. Função de cada componente do computador Placa mãe Nela instalamos a memória RAM, o processador, conectamos todas as placas e dispositivos, através ou não de cabos. Veja a relação de itens instalados e conectados à placa mãe: Processador com o cooler Memória ram HD (através do cabo Flat) Drive de disquete (através do cabo flat) Drive de CD R, ou drive de CD_RW ou Drive de DVD RW ou combo (através do cabo flat) Placa de vídeo, Placa de som, Placa de rede e placa de fax modem (quando não são on board) A placa mãe é responsável pelo funcionamento integrado entre todos esses dispositivos, além de controlar a comunicação entre eles, como por exemplo a comunicação entre a memória principal (RAM) e o processador 20

21 É importante observar que o processador, a memória RAM e o HD estão sempre se comunicando entre si, pois o que está na memória RAM é justamente o que o processador está processando ou já processou, e o HD é o depósito geral. Placa de vídeo Responsável pela exibição da imagem que aparece no monitor. Responsável também pela resolução e pela quantidade de cores. A placa de vídeo é de extrema importância em computadores que possuem jogos muito modernos com muitos efeitos visuais e recursos. A placa de vídeo possui uma memória própria. Quanto mais memória, mais eficiente será a placa e consequentemente mais qualidade de imagem você terá. Placa de som Responsável pelo som que sai nas caixas de som no computador, é nela que as conectamos. A placa de som tem a função de transformar os bytes que são enviados a ela em som, ela funciona como um tradutor, que transforma sinais elétricos em som. Placa de rede Permite que um computador se comunique com outro, através dessa placa e de um cabo especial, chamado cabo par trançado. Também permite a conexão com internet banda larga, que também utiliza esse cabo. Placa de fax modem Já foi muito utilizada para conexão com a internet discada, através da linha telefônica. 21

22 Exercício Nº 3 1. Correlacione: a) PS2 b) Memória c) LPT1 d) Placa de Rede e) Processador f) USB ( ) Athlon 64 ( ) Teclado ( ) RAM ( ) Web Cam, Impressora, Scanner ( ) Internet Banda Larga ( ) Impressora/scanner antigos 2. Descreva qual(is) a(s) importância(s) da placa mãe. 3. Defina Vírus. 4. Quais os principais componentes do computador? 5. Qual a importância do processador? Dê exemplos de modelos. 22

23 BIBLIOGRAFIA LANCHARRO, E. A. Informática Básica. São Paulo: Makron Books, GREC, Waldir. Informática para todos. São Paulo : Atlas, BARAN, N. Desvendando a superestrada da informação. Rio de Janeiro: Editora Campus, ALCALDE, E et A1. Informática Básica. São Paulo : Makron Books, NASCIMENTO, A. J. Introdução à Informática. São Paulo : McGraw Hill, KERONE, b.p. Zen e a arte da internet, um guia para iniciantes. Rio de Janeiro: Campus, SAHY. Sistemas operacionais: tipos e diferenças. Makron Books. NORTON, P. Introdução à Informática. São Paulo: Makron Books, MEIRELLES, F. S. Informática: Novas aplicações com microcomputadores. São Paulo: Makron Books, MANZANO, A. L. N. G.; MANZANO, M. I. N. G. Estudo Dirigido de Informática Básica. São Paulo: Érica,

AULA 2. Informática Básica. Gustavo Leitão. gustavo.leitao@ifrn.edu.br. Disciplina: Professor: Email:

AULA 2. Informática Básica. Gustavo Leitão. gustavo.leitao@ifrn.edu.br. Disciplina: Professor: Email: AULA 2 Disciplina: Informática Básica Professor: Gustavo Leitão Email: gustavo.leitao@ifrn.edu.br Índice Continuação aula anterior... Memória Barramento Unidades de armazenamento Periféricos Interfaces

Leia mais

SENAI São Lourenço do Oeste. Introdução à Informática. Adinan Southier Soares

SENAI São Lourenço do Oeste. Introdução à Informática. Adinan Southier Soares SENAI São Lourenço do Oeste Introdução à Informática Adinan Southier Soares Informações Gerais Objetivos: Introduzir os conceitos básicos da Informática e instruir os alunos com ferramentas computacionais

Leia mais

Tecnologia da Informação

Tecnologia da Informação Tecnologia da Informação Componentes Sistema Informação Hardware - Computadores - Periféricos Software - Sistemas Operacionais - Aplicativos - Suítes Peopleware - Analistas - Programadores - Digitadores

Leia mais

frozza@ifc-camboriu.edu.brcamboriu.edu.br

frozza@ifc-camboriu.edu.brcamboriu.edu.br Informática Básica Conceitos Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.brcamboriu.edu.br Conceitos INFOR MÁTICA Informática INFOR MAÇÃO AUTO MÁTICA Processo de tratamento da informação

Leia mais

Informática. Técnico em Agronegócio 1º. Módulo Profa. Madalena Pereira da Silva madalena.silva@ifsc.edu.br

Informática. Técnico em Agronegócio 1º. Módulo Profa. Madalena Pereira da Silva madalena.silva@ifsc.edu.br Informática Técnico em Agronegócio 1º. Módulo Profa. Madalena Pereira da Silva madalena.silva@ifsc.edu.br Roteiro de Aula Introdução Computador Hardware, Software básico, Software Aplicativo Hardwares

Leia mais

Informática. Aulas: 01 e 02/12. Prof. Márcio Hollweg. www.conquistadeconcurso.com.br. Visite o Portal dos Concursos Públicos WWW.CURSOAPROVACAO.COM.

Informática. Aulas: 01 e 02/12. Prof. Márcio Hollweg. www.conquistadeconcurso.com.br. Visite o Portal dos Concursos Públicos WWW.CURSOAPROVACAO.COM. Informática Aulas: 01 e 02/12 Prof. Márcio Hollweg UMA PARCERIA Visite o Portal dos Concursos Públicos WWW.CURSOAPROVACAO.COM.BR Visite a loja virtual www.conquistadeconcurso.com.br MATERIAL DIDÁTICO EXCLUSIVO

Leia mais

MODULO II - HARDWARE

MODULO II - HARDWARE MODULO II - HARDWARE AULA 01 O Bit e o Byte Definições: Bit é a menor unidade de informação que circula dentro do sistema computacional. Byte é a representação de oito bits. Aplicações: Byte 1 0 1 0 0

Leia mais

Conceitos Básicos sobre Sistema de Computação

Conceitos Básicos sobre Sistema de Computação Conceitos Básicos sobre Sistema de Computação INFORMÁTICA -É Ciência que estuda o tratamento automático da informação. COMPUTADOR Equipamento Eletrônico capaz de ordenar, calcular, testar, pesquisar e

Leia mais

Hardware 2. O Gabinete. Unidades Derivadas do BYTE. 1 KB = Kilobyte = 1024B = 2 10 B. 1 MB = Megabyte = 1024KB = 2 20 B

Hardware 2. O Gabinete. Unidades Derivadas do BYTE. 1 KB = Kilobyte = 1024B = 2 10 B. 1 MB = Megabyte = 1024KB = 2 20 B 1 2 MODULO II - HARDWARE AULA 01 OBiteoByte Byte 3 Definições: Bit é a menor unidade de informação que circula dentro do sistema computacional. Byte é a representação de oito bits. 4 Aplicações: Byte 1

Leia mais

sobre Hardware Conceitos básicos b Hardware = é o equipamento.

sobre Hardware Conceitos básicos b Hardware = é o equipamento. Conceitos básicos b sobre Hardware O primeiro componente de um sistema de computação é o HARDWARE(Ferragem), que corresponde à parte material, aos componentes físicos do sistema; é o computador propriamente

Leia mais

Curso EFA Técnico/a de Informática - Sistemas. Óbidos

Curso EFA Técnico/a de Informática - Sistemas. Óbidos Curso EFA Técnico/a de Informática - Sistemas Óbidos MÓDULO 769 Arquitectura interna do computador Carga horária 25 Objectivos No final do módulo, os formandos deverão: i. Identificar os elementos base

Leia mais

Introdução. à Informática. Wilson A. Cangussu Junior. Escola Técnica Centro Paula Souza Professor:

Introdução. à Informática. Wilson A. Cangussu Junior. Escola Técnica Centro Paula Souza Professor: Introdução à Informática Escola Técnica Centro Paula Souza Professor: Wilson A. Cangussu Junior Vantagens do computador Facilidade de armazenamento e recuperação da informação; Racionalização da rotina,

Leia mais

Se ouço esqueço, se vejo recordo, se faço aprendo

Se ouço esqueço, se vejo recordo, se faço aprendo Se ouço o esqueço, se vejo recordo, se faço o aprendo Meios de Armazenamento Secundário Principais Dispositivos de Entrada Principais Dispositivos de Saída Outros Dispositivos de Entrada/Saída Meios de

Leia mais

Aplicativos Informatizados da Administração. Hardware A evolução e o impacto dos computadores nas áreas de negócios.

Aplicativos Informatizados da Administração. Hardware A evolução e o impacto dos computadores nas áreas de negócios. Aplicativos Informatizados da Administração Hardware A evolução e o impacto dos computadores nas áreas de negócios. Habilidades, Competências e Bases Tecnológicas Bases tecnológicas: Fundamentos de equipamentos

Leia mais

15/08/2013 DIREITO DA. Professor: Luis Guilherme Magalhães (62) 9607-2031 INTRODUÇÃO À INFORMÁTICA

15/08/2013 DIREITO DA. Professor: Luis Guilherme Magalhães (62) 9607-2031 INTRODUÇÃO À INFORMÁTICA DIREITO DA INFORMÁTICA Professor: Luis Guilherme Magalhães (62) 9607-2031 INTRODUÇÃO À INFORMÁTICA 1 CONCEITOS BÁSICOS Informática infor + mática. É o tratamento da informação de forma automática Dado

Leia mais

Conceitos Básicos de Informática. Antônio Maurício Medeiros Alves

Conceitos Básicos de Informática. Antônio Maurício Medeiros Alves Conceitos Básicos de Informática Antônio Maurício Medeiros Alves Objetivo do Material Esse material tem como objetivo apresentar alguns conceitos básicos de informática, para que os alunos possam se familiarizar

Leia mais

Prof. Orlando Rocha. Qual o nosso contexto atual?

Prof. Orlando Rocha. Qual o nosso contexto atual? 1 Qual o nosso contexto atual? Atualmente, vivemos em uma sociedade que é movida pela moeda informação! No nosso dia-a-dia, somos bombardeados por inúmeras palavras que na maioria das vezes é do idioma

Leia mais

Lista de Exercícios Introdução à Informática

Lista de Exercícios Introdução à Informática Lista de Exercícios Introdução à Informática Histórico e Evolução da Computação 1. Cite alguns problemas que o uso de válvulas provocava nos computadores de 1ª geração. 2. O que diferencia os computadores

Leia mais

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano Informática Aplicada Aula 2 Windows Vista Professora: Cintia Caetano AMBIENTE WINDOWS O Microsoft Windows é um sistema operacional que possui aparência e apresentação aperfeiçoadas para que o trabalho

Leia mais

b) Estabilizador de tensão, fonte no-break, Sistema Operacional, memória principal e memória

b) Estabilizador de tensão, fonte no-break, Sistema Operacional, memória principal e memória CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA SISUTEC DISCIPLINA: INTRODUÇÃO A COMPUTAÇÃO PROF.: RAFAEL PINHEIRO DE SOUSA ALUNO: Exercício 1. Assinale a opção que não corresponde a uma atividade realizada em uma Unidade

Leia mais

CONCEITOS ESSENCIAIS E SISTEMAS OPERATIVOS EM AMBIENTE GRÁFICO. Informação Automática. Informática

CONCEITOS ESSENCIAIS E SISTEMAS OPERATIVOS EM AMBIENTE GRÁFICO. Informação Automática. Informática CONCEITOS ESSENCIAIS E SISTEMAS OPERATIVOS EM AMBIENTE GRÁFICO Sandra Silva 2008 Unicenter. Todos os direitos reservados O que é Informática A palavra informática surgiu: Informação Automática Informática

Leia mais

Trabalho 01 Conceitos básicos de Microinformática

Trabalho 01 Conceitos básicos de Microinformática Trabalho 01 Conceitos básicos de Microinformática Disciplina: Informática. Professor: Denis Henrique Caixeta. Valor: 4 pontos Visto no caderno 1) Quais são as características dos primeiros computadores?

Leia mais

TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO O que é a Informática? A palavra Informática tem origem na junção das palavras: INFORMAÇÃO + AUTOMÁTICA = INFORMÁTICA...e significa, portanto, o tratamento da informação

Leia mais

INFORMÁTICA 01. 02. 03. 04. 05.

INFORMÁTICA 01. 02. 03. 04. 05. INFORMÁTICA 01. Na Internet, os dois protocolos envolvidos no envio e recebimento de e-mail são: a) SMTP e POP b) WWW e HTTP c) SMTP e WWW d) FTP e WWW e) POP e FTP 02. O componente do Windows que é necessário

Leia mais

Informática. Tipos de Computadores CONHECENDO O COMPUTADOR E SEUS PERIFÉRICOS

Informática. Tipos de Computadores CONHECENDO O COMPUTADOR E SEUS PERIFÉRICOS CONHECENDO O COMPUTADOR E SEUS PERIFÉRICOS A Informática não é um bicho de sete cabeças. Ou é até que conheçamos e desvendemos este bicho. Tudo o que é desconhecido para nós sempre nos parece algo difícil

Leia mais

TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO O que é a Informática? A palavra Informática tem origem na junção das palavras: INFORMAÇÃO + AUTOMÁTICA = INFORMÁTICA...e significa, portanto, o tratamento da informação

Leia mais

Desafio 1 INFORMÁTICA PARA O TRT

Desafio 1 INFORMÁTICA PARA O TRT Desafio 1 INFORMÁTICA PARA O TRT Queridos alunos, vencem o desafio os 3 primeiros alunos a enviar as respostas corretas para o meu e-mail, mas tem que acertar todas... ;-) Vou começar a responder os e-mails

Leia mais

Informática Aplicada Revisão para a Avaliação

Informática Aplicada Revisão para a Avaliação Informática Aplicada Revisão para a Avaliação 1) Sobre o sistema operacional Windows 7, marque verdadeira ou falsa para cada afirmação: a) Por meio do recurso Windows Update é possível manter o sistema

Leia mais

Patrícia Noll de Mattos. Introdução à Informática

Patrícia Noll de Mattos. Introdução à Informática Patrícia Noll de Mattos Introdução à Informática 2010 2007 IESDE Brasil S.A. É proibida a reprodução, mesmo parcial, por qualquer processo, sem autorização por escrito dos autores e do detentor dos direitos

Leia mais

16/09/2012. Agenda. Introdução. Introdução. Introdução. Introdução. Curso Conexão Noções de Informática. Aula 1 Arquitetura de Computadores (Hardware)

16/09/2012. Agenda. Introdução. Introdução. Introdução. Introdução. Curso Conexão Noções de Informática. Aula 1 Arquitetura de Computadores (Hardware) Curso Conexão Noções de Informática Aula 1 Arquitetura de Computadores (Hardware) Agenda ; Arquitetura do Computador; ; ; Dispositivos de Entrada e Saída; Tipos de Barramentos; Unidades de Medidas. Email:

Leia mais

Introdução a Informática. Prof.: Roberto Franciscatto

Introdução a Informática. Prof.: Roberto Franciscatto Introdução a Informática Prof.: Roberto Franciscatto 4.1 HARDWARE COMPONENTES BÁSICOS Qualquer PC é composto pelos mesmos componentes básicos: Processador, memória, HD, placa-mãe, placa de vídeo e monitor

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS DE HARDWARE. Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA

CONCEITOS BÁSICOS DE HARDWARE. Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA CONCEITOS BÁSICOS DE HARDWARE Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA COMPUTADOR QUANTO AO TIPO COMPUTADOR SISTEMAS DE COMPUTAÇÃO o Analógico o Digital o Híbrido o Hardware (parte física)

Leia mais

Computação I. Profa. Márcia Hellen Santos marciasantos@uepa.br

Computação I. Profa. Márcia Hellen Santos marciasantos@uepa.br Computação I Profa. Márcia Hellen Santos marciasantos@uepa.br MÓDULO I- Introdução à Informática Hardware Hardware? HARDWARE é a parte física do computador. É o conjunto de componentes mecânicos, elétricos

Leia mais

Informática para Banca IADES. Hardware e Software

Informática para Banca IADES. Hardware e Software Informática para Banca IADES Conceitos Básicos e Modos de Utilização de Tecnologias, Ferramentas, Aplicativos e Procedimentos Associados ao Uso de Informática no Ambiente de Escritório. 1 Computador É

Leia mais

INFORMÁTICA BÁSICA. Prof. Rafael Zimmermann

INFORMÁTICA BÁSICA. Prof. Rafael Zimmermann INFORMÁTICA BÁSICA Prof. Rafael Zimmermann 1. INFORMÁTICA É a ciência que estuda o processamento de informações. Nasceu da necessidade do homem processar informações cada vez mais complexas e com maior

Leia mais

Introdução à Informática Professor: Juliano Dornelles

Introdução à Informática Professor: Juliano Dornelles Pra que serve o computador? O computador é uma extensão dos sentidos humanos. Pode ser utilizado no trabalho, nos estudos e no entretenimento. Com finalidades de interação, comunicação, construção de conteúdo,

Leia mais

MOTAGEM E MANUTENÇÃO Hardware. Professor: Renato B. dos Santos

MOTAGEM E MANUTENÇÃO Hardware. Professor: Renato B. dos Santos MOTAGEM E MANUTENÇÃO Hardware Professor: Renato B. dos Santos 1 O computador é composto, basicamente, por duas partes:» Hardware» Parte física do computador» Elementos concretos» Ex.: memória, teclado,

Leia mais

Princípios de Informática

Princípios de Informática Princípios de Informática Aula 1 Introdução à Informática Universidade Federal de Santa Maria Colégio Agrícola de Frederico Westphalen Curso Técnico em Alimentos Prof. Bruno B. Boniati www.cafw.ufsm.br/~bruno

Leia mais

INFORmação. O que é um Computador?

INFORmação. O que é um Computador? Professor: M. Sc. Luiz Alberto Filho Conceitos básicos Evolução histórica Hardware Sistemas de numeração Periféricos Software Unidades Básicas de Medidas 2 Facilidade de armazenamento e recuperação da

Leia mais

Microinformática. Perguntas:

Microinformática. Perguntas: Microinformática UNICERP Disciplina: Informática Prof. Denis Henrique Caixeta Perguntas: Como foi a evolução da computação? Qual a função do computador? O que é Hardware? O que é Software? BIT, Byte, etc

Leia mais

Dispositivos de entrada, saída, entrada e saída

Dispositivos de entrada, saída, entrada e saída Dispositivos de entrada, saída, entrada e saída Classificação dos dispositivos (ou periféricos) ricos) Entrada Teclado Rato, touchpad, pointing device, track ball Scanner Câmaras digitais (fotográficas

Leia mais

I - A COMUNICAÇÃO (INTERFACE) COM O USUÁRIO:

I - A COMUNICAÇÃO (INTERFACE) COM O USUÁRIO: I - A COMUNICAÇÃO (INTERFACE) COM O USUÁRIO: Os dispositivos de comunicação com o usuário explicados a seguir servem para dar entrada nos dados, obter os resultados e interagir com os programas do computador.

Leia mais

Aula 01 Introdução à Informática. Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br www.profbrunogomes.com.br

Aula 01 Introdução à Informática. Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br www.profbrunogomes.com.br Aula 01 Introdução à Informática Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br www.profbrunogomes.com.br Agenda da Aula Introdução à Informática; Dados x Informação; O Computador (Hardware); Unidades de medida.

Leia mais

Projeto solidário para o ensino de Informática Básica

Projeto solidário para o ensino de Informática Básica Projeto solidário para o ensino de Informática Básica Parte 2 Sistema Operacional MS-Windows XP Créditos de desenvolvimento deste material: Revisão: Prof. MSc. Wagner Siqueira Cavalcante Um Sistema Operacional

Leia mais

APOSTILA DE INFORMÁTICA - INTRODUÇÃO

APOSTILA DE INFORMÁTICA - INTRODUÇÃO APOSTILA DE INFORMÁTICA - INTRODUÇÃO Profa Responsável Fabiana P. Masson Caravieri SUMÁRIO 1. CONCEITOS BÁSICOS DE INFORMÁTICA... 3 2. PRINCIPAIS COMPONENTES FÍSICOS DO COMPUTADOR... 3 2.1 PERIFÉRICOS...

Leia mais

UCP. Memória Periféricos de entrada e saída. Sistema Operacional

UCP. Memória Periféricos de entrada e saída. Sistema Operacional Arquitetura: Conjunto de elementos que perfazem um todo; estrutura, natureza, organização. Houaiss (internet) Bit- Binary Digit - Número que pode representar apenas dois valores: 0 e 1 (desligado e ligado).

Leia mais

Tecnologia da Informação. Prof Odilon Zappe Jr

Tecnologia da Informação. Prof Odilon Zappe Jr Tecnologia da Informação Prof Odilon Zappe Jr Conceitos básicos de informática O que é informática? Informática pode ser considerada como significando informação automática, ou seja, a utilização de métodos

Leia mais

Introdução à Informática ARQUITETURA DE COMPUTADORES

Introdução à Informática ARQUITETURA DE COMPUTADORES Universidade do Contestado Campus Concórdia Curso de Engenharia Ambiental Prof.: Maico Petry Introdução à Informática ARQUITETURA DE COMPUTADORES DISCIPLINA: Informática Aplicada O Que éinformação? Dados

Leia mais

INFORMÁTICA BÁSICA PARA FUNCIONÁRIOS IFPE AULA 06. Wilson Rubens Galindo

INFORMÁTICA BÁSICA PARA FUNCIONÁRIOS IFPE AULA 06. Wilson Rubens Galindo INFORMÁTICA BÁSICA PARA FUNCIONÁRIOS IFPE AULA 06 Wilson Rubens Galindo SITE DO CURSO: http://www.wilsongalindo.rg3.net Caminho: Cursos Informática Básica para Servidores Grupo de e-mail: ibps2010@googlegroups.com

Leia mais

Por razões, é requerido um módulo de E/S, que deve desempenhar duas funções principais:

Por razões, é requerido um módulo de E/S, que deve desempenhar duas funções principais: Entrada e Saída Além do processador e da memória, um terceiro elemento fundamental de um sistema de computação é o conjunto de módulos de E/S. Cada módulo se conecta com o barramento do sistema ou com

Leia mais

Curso Técnico de Nível Médio

Curso Técnico de Nível Médio Curso Técnico de Nível Médio Disciplina: Informática Básica 2. Hardware: Componentes Básicos e Funcionamento Prof. Ronaldo Componentes de um Sistema de Computador HARDWARE: unidade

Leia mais

O Computador e seus Componentes Referência: Aula 2

O Computador e seus Componentes Referência: Aula 2 INFORMÁTICA E COMPUTAÇÃO CMP 1060 Conceitos Básicos B sobre Informática O Computador e seus Componentes Referência: Aula 2 CONCEITOS BÁSICOS B : Informática - infor + mática. É o tratamento da informação

Leia mais

COMPUTADORES PC. Prof.: MARCIO HOLLWEG mhollweg@terra.com.br 24/11/2009 CRONOGRAMA INFORMÁTICA - BANRISUL EDITAL

COMPUTADORES PC. Prof.: MARCIO HOLLWEG mhollweg@terra.com.br 24/11/2009 CRONOGRAMA INFORMÁTICA - BANRISUL EDITAL CRONOGRAMA INFORMÁTICA - BANRISUL Prof.: MARCIO HOLLWEG mhollweg@terra.com.br AULAS 1 E 2 CONCEITOS BÁSICOS/HARDWARE AULA 3 SISTEMA OPERACIONAL WINDOWS AULA 4 EXCEL AULA 5 WORD AULA 6 CALC E WRITER AULAS

Leia mais

FUNDAMENTOS DE HARDWARE CD-ROM. Professor Carlos Muniz

FUNDAMENTOS DE HARDWARE CD-ROM. Professor Carlos Muniz FUNDAMENTOS DE HARDWARE CD-Rom Até pouco tempo atrás, as opções mais viáveis para escutar música eram os discos de vinil e as fitas cassete. Porém, a Philips, em associação com outras empresas, desenvolveu

Leia mais

BITS E BYTES COMO O COMPUTADOR ENTENDE AS COISAS

BITS E BYTES COMO O COMPUTADOR ENTENDE AS COISAS BITS E BYTES COMO O COMPUTADOR ENTENDE AS COISAS Toda informação inserida no computador passa pelo Microprocessador e é jogada na memória RAM para ser utilizada enquanto seu micro trabalha. Essa informação

Leia mais

Informática para concursos

Informática para concursos Informática para concursos Prof.: Fabrício M. Melo www.professorfabricio.com msn:fabcompuway@terra.com.br Hardware Software peopleware Parte física (Tangível). Parte lógica (Intangível). Usuários. Processamento

Leia mais

Infra-estrutura de TI Recursos de Hardware. Sistemas de Informações Gerenciais Prof. M.Sc. Daniel A. Furtado Introdução à Informática Prof.

Infra-estrutura de TI Recursos de Hardware. Sistemas de Informações Gerenciais Prof. M.Sc. Daniel A. Furtado Introdução à Informática Prof. Infra-estrutura de TI Recursos de Hardware Sistemas de Informações Gerenciais Prof. M.Sc. Daniel A. Furtado Introdução à Informática Prof. Anilton O que é Tecnologia da Informação? O termo Tecnologia da

Leia mais

Dispositivos de Entrada e Saída E/S E/S E/S E/S E/S

Dispositivos de Entrada e Saída E/S E/S E/S E/S E/S Dispositivos de Entrada e Saída Também chamados de: Periféricos Unidades de Entrada e Saída Destinam-se à captação de informações necessárias ao processamento pelo computador e na disponibilização da informação

Leia mais

Hardware e Software. Professor: Felipe Schneider Costa. felipe.costa@ifsc.edu.br

Hardware e Software. Professor: Felipe Schneider Costa. felipe.costa@ifsc.edu.br Hardware e Software Professor: Felipe Schneider Costa felipe.costa@ifsc.edu.br Agenda Hardware Definição Tipos Arquitetura Exercícios Software Definição Tipos Distribuição Exercícios 2 Componentesde um

Leia mais

Seja Bem-vindo(a)! Neste módulo vamos trabalhar os principais conceitos de informática.

Seja Bem-vindo(a)! Neste módulo vamos trabalhar os principais conceitos de informática. Seja Bem-vindo(a)! Neste módulo vamos trabalhar os principais conceitos de informática. AULA 1 Noções básicas de Informática Componentes básicos Hardware Componentes básicos Software Noções de MS Word

Leia mais

Universidade Tuiuti do Paraná UTP Faculdade de Ciências Exatas - FACET

Universidade Tuiuti do Paraná UTP Faculdade de Ciências Exatas - FACET Universidade Tuiuti do Paraná UTP Faculdade de Ciências Exatas - FACET Hardware de Computadores Questionário II 1. A principal diferença entre dois processadores, um deles equipado com memória cache o

Leia mais

INFORMÁTICA - BICT (noturno)

INFORMÁTICA - BICT (noturno) INFORMÁTICA - BICT (noturno) Organização de Computadores Professor: Dr. Rogério Vargas 2014/2 http://rogerio.in Introdução O que é mesmo um Computador? O computador é uma máquina eletrônica que permite

Leia mais

O Windows também é um programa de computador, mas ele faz parte de um grupo de programas especiais: os Sistemas Operacionais.

O Windows também é um programa de computador, mas ele faz parte de um grupo de programas especiais: os Sistemas Operacionais. MICROSOFT WINDOWS O Windows também é um programa de computador, mas ele faz parte de um grupo de programas especiais: os Sistemas Operacionais. Apresentaremos a seguir o Windows 7 (uma das versões do Windows)

Leia mais

Princípios de Tecnologia e Sistemas de Informação (PTSI) Eduardo Ribeiro Felipe erfelipe@yahoo.com.br

Princípios de Tecnologia e Sistemas de Informação (PTSI) Eduardo Ribeiro Felipe erfelipe@yahoo.com.br Princípios de Tecnologia e Sistemas de Informação (PTSI) Eduardo Ribeiro Felipe erfelipe@yahoo.com.br Hardware Processo Informação Codificação Armazenamento Decodificação Informação Modelo computacional

Leia mais

INSTITUTO MARTIN LUTHER KING CURSO PROCESSAMENTO DE DADOS DISCIPLINA: HARDWARE

INSTITUTO MARTIN LUTHER KING CURSO PROCESSAMENTO DE DADOS DISCIPLINA: HARDWARE Memória ROM Vamos iniciar com a memória ROM que significa Read Only Memory, ou seja, uma memória somente para leitura. Isso quer dizer que as instruções que esta memória contém só podem ser lidas e executadas,

Leia mais

SISTEMA DE GRAVAÇÃO DIGITAL COM UM MICROCOMPUTADOR (DVD OU PLACAS DE CAPTURA DE VÍDEO)

SISTEMA DE GRAVAÇÃO DIGITAL COM UM MICROCOMPUTADOR (DVD OU PLACAS DE CAPTURA DE VÍDEO) SISTEMA DE GRAVAÇÃO DIGITAL COM UM MICROCOMPUTADOR (DVD OU PLACAS DE CAPTURA DE VÍDEO) Há vários tipos de sistemas de gravações digitais. Os mais baratos consistem de uma placa para captura de vídeo, que

Leia mais

1. CAPÍTULO COMPUTADORES

1. CAPÍTULO COMPUTADORES 1. CAPÍTULO COMPUTADORES 1.1. Computadores Denomina-se computador uma máquina capaz de executar variados tipos de tratamento automático de informações ou processamento de dados. Os primeiros eram capazes

Leia mais

1 Como seu Cérebro Funciona?

1 Como seu Cérebro Funciona? 1 Como seu Cérebro Funciona? UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC (UFABC) O cérebro humano é capaz de processar as informações recebidas pelos cinco sentidos, analisá-las com base em uma vida inteira de experiências,

Leia mais

Informática Computador Visão Geral. Prof. Marcos André Pisching, M.Sc.

Informática Computador Visão Geral. Prof. Marcos André Pisching, M.Sc. Informática Computador Visão Geral Prof. Marcos André Pisching, M.Sc. Objetivos Identificar os componentes básicos de um sistema de computador: entrada, processamento, saída e armazenamento. Relacionar

Leia mais

Computador. Algumas definições

Computador. Algumas definições Algumas definições Os computadores são ferramentas que nos permitem fazer cálculos rápida e comodamente (1982). Calculador electrónico usado na investigação espacial e actualmente já noutros campos da

Leia mais

Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP

Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP...1 Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP...1 Iniciando o Windows XP...2 Desligar o computador...3 Área de trabalho...3

Leia mais

Cargo: Auxiliar Judiciário II. Índice

Cargo: Auxiliar Judiciário II. Índice Cargo: Auxiliar Judiciário II Índice Pg. - Componentes de um computador: hardware e software. Arquitetura básica de computadores: unidade central, memória: tipos e tamanhos. Periféricos: impressoras, drivers

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação I

Administração de Sistemas de Informação I Administração de Sistemas de Informação I Prof. Farinha Aula 02 Hardware e Software Sistemas de Informação Baseados no Computador - CBIS PROCEDIMENTOS PESSOAS HARDWARE SOFTWARE BANCO DE DADOS TELECOMUNICAÇÕES

Leia mais

SUMÁRIO. 6. FERRAMENTAS E APLICATIVOS ASSOCIADOS À INTERNET: navegação, correio eletrônico, grupos de discussão, busca e pesquisa...

SUMÁRIO. 6. FERRAMENTAS E APLICATIVOS ASSOCIADOS À INTERNET: navegação, correio eletrônico, grupos de discussão, busca e pesquisa... RAFAEL MACEDO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 162 QUESTÕES DE PROVAS DA BANCA ORGANIZADORA DO CONCURSO SEFAZ/MS E DE OUTRAS INSTITUIÇÕES DE MS GABARITADAS. Seleção das Questões: Prof. Rafael Macedo Coordenação

Leia mais

Estrutura geral de um computador

Estrutura geral de um computador Estrutura geral de um computador Prof. Helio H. L. C. Monte-Alto Cristo padeceu uma vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu

Leia mais

www.proinfocamamu.com.br

www.proinfocamamu.com.br www.proinfocamamu.com.br Prof. Miquéias Reale - www.proinfocamamu.com.br Professor: Miquéias Reale Diretor de Tecnologia da Reale Tech Telefone: (75) 3641-0056 / 8838-1300 E-mail: miqueias@realetech.com.br

Leia mais

Unidade 1 INTRODUÇÃO À INFORMÁTICA. Informática

Unidade 1 INTRODUÇÃO À INFORMÁTICA. Informática Unidade 1 INTRODUÇÃO À INFORMÁTICA Informática é a ciência que estuda o processamento automático das informações. Seu objetivo é desenvolver o processamento de dados com mais perfeição e rapidez. A Informática

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1 Valdick Sales FONE : 9992-4166 E-MAIL/ORKUT/FACEBOOK: valdick@gazetaweb.com Twitter : @valdicksales Pagina na Web: www.valdick.com E-mail contato da turma: facima@valdick.com

Leia mais

Componentes de um Sistema de Computador

Componentes de um Sistema de Computador Componentes de um Sistema de Computador HARDWARE: unidade responsável pelo processamento dos dados, ou seja, o equipamento (parte física) SOFTWARE: Instruções que dizem o que o computador deve fazer (parte

Leia mais

Cadeira de Tecnologias de Informação. Ano lectivo 2007/08. Conceitos fundamentais de Hardware

Cadeira de Tecnologias de Informação. Ano lectivo 2007/08. Conceitos fundamentais de Hardware Cadeira de Tecnologias de Informação Ano lectivo 2007/08 Conceitos fundamentais de Hardware Prof. Mário Caldeira Profª Ana Lucas Dr. Fernando Naves Engª Winnie Picoto Engº Luis Vaz Henriques Dr. José Camacho

Leia mais

MANUAL INSTALAÇÃO MDMED

MANUAL INSTALAÇÃO MDMED MANUAL INSTALAÇÃO MDMED Contents 3 Indice 0 Part I Instalação MDMED 1 Equipamentos... necessários Part II 1 - Instalando 4 4 4 1 1.1 - CD... de instalação 4 2 1.2 - Escolha... o micro "Servidor" 4 3 1.3

Leia mais

INTRODUÇÃO. Não é exagero afirmar que é o sistema operacional o programa mais importante do computador, sem ele seu equipamento não funciona.

INTRODUÇÃO. Não é exagero afirmar que é o sistema operacional o programa mais importante do computador, sem ele seu equipamento não funciona. INTRODUÇÃO O Microsoft Windows XP é um sistema operacional de interface gráfica multifunções, isso significa que podemos trabalhar com vários programas de forma simultânea. Por ex: poderíamos escutar um

Leia mais

Introdução ao Processamento de Dados - IPD

Introdução ao Processamento de Dados - IPD Introdução ao Processamento de Dados - IPD Autor: Jose de Jesus Rodrigues Lira 1 INTRODUÇÃO AO PROCESSAMENTO DE DADOS IPD A Informática está no nosso dia a dia: No supermercado, no banco, no escritório,

Leia mais

Noções de Hardware. André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com)

Noções de Hardware. André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com) Noções de Hardware André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com) Gerações de hardware Tipos de computadores Partes do Microcomputador Periféricos Armazenamento de

Leia mais

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM SISTEMA INFORMÁTICO

ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM SISTEMA INFORMÁTICO ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DE UM SISTEMA INFORMÁTICO Nesta apresentação, aprenderá a reconhecer os principais periféricos ou dispositivos de entrada/saída de dados/informação. 23-10-2008 1 DISPOSITIVOS

Leia mais

Empresa GÊNIO INFORMÁTICA

Empresa GÊNIO INFORMÁTICA 0 Empresa Com mais de 15 anos de experiência no mercado, GÊNIO INFORMÁTICA é líder em seu segmento e se destaca na prestação de serviços em redes de computadores e instalação de CFTV (Câmeras de segurança).

Leia mais

QUESTÕES COMENTADAS PROVAS DE INFORMÁTICA BANCO DO BRASIL

QUESTÕES COMENTADAS PROVAS DE INFORMÁTICA BANCO DO BRASIL QUESTÕES COMENTADAS PROVAS DE INFORMÁTICA BANCO DO BRASIL BANCO DO BRASIL (Aplicação: 07/10/2001) CARGO: ESCRITURÁRIO 1 C 2 C ::::... QUESTÃO 33...:::: Outro modo de realizar a mesma operação com sucesso

Leia mais

Fundamentos de Sistemas de Informação Hardware: Dispositivos de Entrada, Processamento e Saída

Fundamentos de Sistemas de Informação Hardware: Dispositivos de Entrada, Processamento e Saída Fundamentos de Sistemas de Informação Hardware: Dispositivos de Entrada, Processamento e Saída Profª. Esp. Milena Resende - milenaresende@fimes.edu.br Introdução O uso apropriado da tecnologia pode garantir

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Conceitos básicos (Hardware/Software) CESPE

Conceitos básicos (Hardware/Software) CESPE Conceitos básicos (Hardware/Software) CESPE INDEA/MT (Adaptada). Cargo: Área: Técnico Agrícola Aplicação: 3/11/2002 1. Julgue os itens seguintes. 1. A função da placa de fax/modem é a de interligar o computador

Leia mais

1.0 Apresentação. 2.0 O que é o produto? 3.0 Do que é composto? 4.0 Como funciona? 5.0 Instalando a interface da Call Rec (Hardware)

1.0 Apresentação. 2.0 O que é o produto? 3.0 Do que é composto? 4.0 Como funciona? 5.0 Instalando a interface da Call Rec (Hardware) 1.0 Apresentação 2.0 O que é o produto? 3.0 Do que é composto? 4.0 Como funciona? 5.0 Instalando a interface da Call Rec (Hardware) 6.0 Instalando o Software Call Rec 7.0 Configuração do Software Call

Leia mais

Aula 02 Software e Operações Básicas. Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/

Aula 02 Software e Operações Básicas. Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/ Aula 02 Software e Operações Básicas Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/ Revisando Como um computador funciona: Entrada (Dados) Processamento (Análise dos Dados)

Leia mais

COMPUTADORES PC. Prof.: MARCIO HOLLWEG mhollweg@terra.com.br CRONOGRAMA INFORMÁTICA. AULAS 1 e 2 COMPUTADORES PC AULA 3 MS WINDOWS

COMPUTADORES PC. Prof.: MARCIO HOLLWEG mhollweg@terra.com.br CRONOGRAMA INFORMÁTICA. AULAS 1 e 2 COMPUTADORES PC AULA 3 MS WINDOWS CRONOGRAMA AULAS 1 e 2 COMPUTADORES PC AULA 3 MS WINDOWS INFORMÁTICA Prof.: MARCIO HOLLWEG mhollweg@terra.com.br AULA 4 EDITORES DE TEXTO AULA 5 PLANILHAS DE CÁLCULO AULA 6 INTERNET O COMPUTADOR, INDEPENDENTE

Leia mais

Curso Técnico de Nível Médio

Curso Técnico de Nível Médio Curso Técnico de Nível Médio Disciplina: Informática Básica 2. Hardware: Componentes Básicos e Funcionamento Prof. Ronaldo Componentes de um Sistema de Computador HARDWARE: unidade

Leia mais

GEEK BRASIL http://www.geekbrasil.com.br

GEEK BRASIL http://www.geekbrasil.com.br INTRODUÇÃO Esta apostila tem como objetivo servir de base para os estudos aqui ministrados sobre a matéria específica de FUNCIONAMENTO INTERNO DE COMPUTADORES, e apresenta os principais assuntos a serem

Leia mais

1.0 Apresentação. 2.0 O que é o produto? 3.0 Do que é composto? 4.0 Como funciona? 5.0 Instalando a interface da Rec-All mono (Hardware)

1.0 Apresentação. 2.0 O que é o produto? 3.0 Do que é composto? 4.0 Como funciona? 5.0 Instalando a interface da Rec-All mono (Hardware) 1.0 Apresentação 2.0 O que é o produto? 3.0 Do que é composto? 4.0 Como funciona? 5.0 Instalando a interface da Rec-All mono (Hardware) 6.0 Instalando o Software Rec-All mono 7.0 Configuração do Software

Leia mais

Informática básica Telecentro/Infocentro Acessa-SP

Informática básica Telecentro/Infocentro Acessa-SP Informática básica Telecentro/Infocentro Acessa-SP Aula de hoje: Periférico de entrada/saída, memória, vírus, Windows, barra tarefas. Prof: Lucas Aureo Guidastre Memória A memória RAM é um componente essencial

Leia mais