Carla de Figueiredo Soares Diretora Adjunta. Diretoria de Normas e Habilitação dos Produtos Agosto de 2011

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Carla de Figueiredo Soares Diretora Adjunta. Diretoria de Normas e Habilitação dos Produtos Agosto de 2011"

Transcrição

1 Carla de Figueiredo Soares Diretora Adjunta Diretoria de Normas e Habilitação dos Produtos Agosto de 2011

2 Eixo 1 Modelo de Financiamento do Setor; Eixo 2 Garantia de Qualidade e Acesso Assistencial; Eixo 3 Modelo de Pagamento a Prestadores; Eixo 4 Assistência Farmacêutica; Eixo 5 Incentivo à Concorrência; Eixo 6 Garantia de Acesso a Informação; Eixo 7 Contratos Antigos; Eixo 8 Assistência ao Idoso; Eixo 9 Integração da Saúde Suplementar com o SUS.

3 Sub tema 2.1: Determinar prazos máximos para atendimento entre a autorização da operadora para exames e procedimentos e a efetiva realização

4 Justificativa: Estímulo ao credenciamento de prestadores de serviços pelas operadoras de planos de saúde. Ausência de normatização sobre o tema; e Denúncias de demora no atendimento, feitas por: Beneficiários; Ministério Público; Poder Judiciário; Procons e outros órgãos e associações de defesa do consumidor; e Imprensa. 4

5 A proposta do normativo foi submetida à consulta pública: Consulta Pública nº 37, de 27 de janeiro de 2011: Publicada no Diário Oficial da União DOU, em 28/01/2011 Prazo para contribuição: de 03/02/2011 a 04/03/2011 Meios para envio de contribuições:» Formulário específico disponível no sítio da ANS (principal);» ; e» Correspondência. 5

6 Resultados da Consulta Pública nº 37: Foi enviado um total de 3004 contribuições: 2155 por meio do sítio da ANS, das quais, 79% foram provenientes de operadoras. As demais foram de beneficiários, prestadores de serviços e outras entidades interessadas; 849 por meio de e correspondência, provenientes de 106 entidades, das quais 92% são operadoras; Diversas contribuições de entidades diferentes se repetem; e Para todos os temas normatizados, há contribuições que traduzem tanto apoio à proposta como contrariedade. 6

7 Resultados da Consulta Pública nº 37: Distribuição das contribuições recebidas pelo sítio, por tema da normatização: Reembolso 6,8% Alteração na IN DIPRO Vigência da Resolução nº 23/2009 Normativa 0,6% 1,2% Transporte 10,6% Atendimento em prestador não credenciado 12,6% Atendimento no município 6,7% Disposições finais 0,2% Disposições preliminares 9,7% Garantias gerais 1,4% Prazos para atendimento 41,8% Penalidades 5,8% Planejamento Assistencial do Produto 2,6% 7

8 Resultados da Consulta Pública nº 37: Dentro do dispositivo mais questionado, os prazos para atendimento (41,8% = 900 contribuições), o que mais teve contribuições foi o prazo para consultas básicas (93 contribuições), sendo sua maioria pedidos de alterações dos prazos: Em geral, operadoras pedem a ampliação do prazo e outras entidades, a diminuição; Há, também, solicitações de alterações do que é considerado consulta básica; e Tratar igualmente consultas médicas (básicas e especializadas) e com demais profissionais de saúde. O menos questionado foi o prazo para atendimentos de urgência e emergência (apenas 7 contribuições). 8

9 Resultados da Consulta Pública nº 37: O 2º dispositivo mais questionado (12,6% = 272 contribuições) foi o atendimento em prestador não credenciado: Foram levantadas questões, como 1 :» Preço do atendimento; e» Não controle da qualidade do atendimento. 1 Lista exemplificativa. Não esgota as contribuições. 9

10 Resultados da Consulta Pública nº 37: O 3º dispositivo mais questionado (10,6% = 228 contribuições) foi o transporte do beneficiário: Foram levantadas questões, como 1 :» Desequilíbrio atuarial dos produtos;» Despesa de transporte com acompanhantes;» Demais despesas com beneficiário e acompanhante;» Especificação de via e meio de transporte; e» Limite de distância para o transporte. 1 Lista exemplificativa. Não esgota as contribuições. 10

11 Resultados da Consulta Pública nº 37: O reembolso integral, recebeu 147 contribuições (6,8%), ficando em 5º lugar 1 : Foram levantadas questões, como 2 :» Reembolso obedecendo o CDC (o dobro e corrigido);» Utilização de tabelas fixas de valores (exemplo, CBHPM); e» Utilizar os valores das tabelas das operadoras. 1 O dispositivo com a 4ª maior quantidade de contribuições foi Disposições Preliminares, contendo, basicamente, comentários inespecíficos e gerais; 2 Lista exemplificativa. Não esgota as contribuições. 11

12 Resultado final: Resolução Normativa nº 259, publicada no DOU em 20 de junho de 2011: Dispõe sobre a garantia de atendimento dos beneficiários de plano privado de assistência à saúde e altera a Instrução Normativa IN nº 23, de 1º de dezembro de 2009, da Diretoria de Normas e Habilitação dos Produtos DIPRO*. Principal objetivo da Resolução Normativa: O estímulo ao credenciamento de prestadores de serviços para o oferecimento da cobertura contratada pelo beneficiário *Abrange planos registrados e planos anteriores à Lei nº 9.656/98, respeitadas as coberturas contratuais. 12

13 Principais aspectos da Resolução Normativa: Estabelecimento de prazos para a consecução do serviço ou para a realização do procedimento: Consulta básica - pediatria, clínica médica, cirurgia geral, ginecologia e obstetrícia: em até 7 (sete) dias úteis; Consulta nas demais especialidades médicas: em até 14 (quatorze) dias úteis; Consulta/sessão com fonoaudiólogo, nutricionista, psicólogo, terapeuta ocupacional, ou fisioterapeuta: em até 10 (dez) dias úteis; Consulta e procedimentos realizados em consultório/clínica com cirurgião-dentista: em até 7 (sete) dias úteis; Serviços de diagnóstico por laboratório de análises clínicas em regime ambulatorial: em até 3 (três) dias úteis; Demais serviços de diagnóstico e terapia em regime ambulatorial: em até 10 (dez) dias úteis; Procedimentos de alta complexidade - PAC: em até 21 (vinte e um) dias úteis; Atendimento em regime de hospital-dia: em até 10 (dez) dias úteis; Atendimento em regime de internação eletiva: em até 21 (vinte e um) dias úteis; e Urgência e emergência: imediato. 13

14 Principais aspectos da Resolução Normativa: Estabelecimento de prazos para a consecução do serviço ou para a realização do procedimento: O prazo deve ser cumprido para a especialidade ou procedimento necessário em qualquer profissional ou estabelecimento credenciado, e não para o atendimento em um prestador específico; O acesso livre ao prestador é estimulado, ou seja, a rede deve ser estruturada e distribuída para que estes prazos sejam cumpridos sem que haja interferência direta da operadora; e Fiscalização motivada por denúncia. 14

15 Principais aspectos da Resolução Normativa: Município onde o beneficiário demanda o serviço é a unidade para o atendimento, desde que integrante da área de atuação do produto contratado; e Foi considerada a disponibilidade de prestadores de serviços no município, ou seja, não havendo prestador para se credenciar (inexistência de prestadores ou estabelecimentos de saúde), a operadora poderá oferecer o atendimento em município limítrofe àquele onde o serviço foi demandado*. *Exceto em casos de urgência e emergência, para os quais a unidade será sempre o município onde demandado. 15

16 Principais aspectos da Resolução Normativa: Garantia de atendimento em casos de falha na operação: A operadora terá plena governabilidade para a decisão, pois terá que oferecer as garantias apenas se falhar na configuração de sua rede, o que já é obrigação legal, e a sequência de alternativas para as garantias é definida na norma. Duas situações serão consideradas: Quando não há credenciado no município e há a disponibilidade de prestador para o serviço demandado; e Quando não há credenciado no município e não há a disponibilidade de prestador para o serviço demandado. 16

17 Principais aspectos da Resolução Normativa: Quando não há credenciado no município e há a disponibilidade de prestador para o serviço demandado: Acordo entre as partes (operadora e prestador não credenciado escolhido por ela) para o atendimento; Transporte ao prestador credenciado 1 ; ou Reembolso integral das despesas assumidas pelo beneficiário 2. 1 O transporte somente será obrigatório caso a operadora falhe em promover um acordo com prestador não credenciado; 2 O reembolso integral apenas ocorrerá quando a operadora falhar em oferecer todas as outras alternativas. 17

18 Principais aspectos da Resolução Normativa: Quando não há credenciado no município e não há a disponibilidade de prestador para o serviço demandado: O atendimento poderá ser efetuado em município limítrofe, acessado diretamente pelo beneficiário, sem a interferência da operadora*; Caso não haja credenciado no município limítrofe:» Acordo entre as partes (operadora e prestador) para o atendimento (caso haja prestador para o serviço demandado);» Transporte ao prestador credenciado; ou» Reembolso integral das despesas assumidas pelo beneficiário. *Exceto urgência e emergência, que deve ser oferecida no município. Não havendo, a operadora deverá oferecer as alternativas para atendimento. 18

19 Principais aspectos da Resolução Normativa: O não atendimento dos prazos pode ensejar: Multa por negativa de cobertura; Suspensão da comercialização dos produtos da operadora; Realização de Visita Técnica pela ANS, para auxiliar na normalização; Instauração de Regime Especial de Direção Técnica; Transferência de Carteira. 19

20

21 Obrigada!

Agenda Regulatória. Secretário Executivo da ANS. São Paulo, 05 de novembro de Debates GVSaúde João Luis Barroca

Agenda Regulatória. Secretário Executivo da ANS. São Paulo, 05 de novembro de Debates GVSaúde João Luis Barroca Agenda Regulatória ANS Debates GVSaúde João Luis Barroca Secretário Executivo da ANS São Paulo, 05 de novembro de 2012 Evolução do Processo de Regulação Até 1997 1997 1998 1999 2000 Debates no Congresso

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA AUDIÊNCIA PÚBLICA

CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA AUDIÊNCIA PÚBLICA CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA AUDIÊNCIA PÚBLICA Discutir a situação da pediatria no âmbito do Sistema Único de Saúde SUS e na Saúde Suplementar. Brasília, DF, 27 de maio

Leia mais

COMISSÃO PARITÁRIA Alinhamento Conceitual Saúde Suplementar. Outubro/2016

COMISSÃO PARITÁRIA Alinhamento Conceitual Saúde Suplementar. Outubro/2016 COMISSÃO PARITÁRIA Alinhamento Conceitual Saúde Suplementar Outubro/2016 Garantir a competitividade no setor Sistema Brasileiro de Defesa da Concorrência Regular o fluxo financeiro e de serviços entre

Leia mais

Alessandro P. Acayaba de Toledo Diretor Presidente

Alessandro P. Acayaba de Toledo Diretor Presidente Alessandro P. Acayaba de Toledo Diretor Presidente GRUPO DE TRABALHO SOBRE PLANOS ACESSÍVEIS Grupo de Trabalho coordenado pelo Ministério da Saúde Instituído pela Portaria GM/MS nº 1.482, de 04 de agosto

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR SECRETARIA NACIONAL DO CONSUMIDOR. Denise Domingos Diretoria de Fiscalização Brasília - 09/10/2013

AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR SECRETARIA NACIONAL DO CONSUMIDOR. Denise Domingos Diretoria de Fiscalização Brasília - 09/10/2013 AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR E SECRETARIA NACIONAL DO CONSUMIDOR Denise Domingos Diretoria de Fiscalização Brasília - 09/10/2013 MONITORAMENTO DA GARANTIA DO ATENDIMENTO HISTÓRICO ACOMPANHAMENTO

Leia mais

Resolução Normativa RN n 395/2016

Resolução Normativa RN n 395/2016 Resolução Normativa RN n 395/2016 Rodrigo Aguiar Gerente Geral de Assessoramento da Diretoria de Fiscalização Rio de Janeiro, janeiro de 2016. O que apresentamos aqui? Resolução Normativa RN n 395/2015,

Leia mais

Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde Transplantes

Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde Transplantes Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde Transplantes Gerência de Assistência à Saúde (GEAS) Gerencial Geral de Regulação Assistencial (GGRAS) Diretoria de Normas e Habilitação dos Produtos (DIPRO) 13 de

Leia mais

AMIL SAÚDE PARA EMPRESAS Tabelas de preços 30 a 99 vidas. Tabela de preços 30 a 99 vidas plano com coparticipação

AMIL SAÚDE PARA EMPRESAS Tabelas de preços 30 a 99 vidas. Tabela de preços 30 a 99 vidas plano com coparticipação AMIL SAÚDE PARA EMPRESAS Tabelas de preços 30 a 99 vidas Julho 2016 Amil 400 Amil 400 Amil 500 Amil 700 Faixa Etária Enfermaria Apartamento Apartamento Apartamento 00 a 18 anos 202,75 230,51 254,40 314,64

Leia mais

Seminário Planos de Saúde: Acesso, Qualidade e Informação. Crise na Assistência? São Paulo, 09/10/2012

Seminário Planos de Saúde: Acesso, Qualidade e Informação. Crise na Assistência? São Paulo, 09/10/2012 Seminário Planos de Saúde: Acesso, Qualidade e Informação. Crise na Assistência? São Paulo, 09/10/2012 Evolução do Processo de Regulação Até 1997 1997 1998 1999 2000 Debates no Congresso CDC (1991) Aprovação

Leia mais

Plano de Saúde Amil Empresarial ou PME

Plano de Saúde Amil Empresarial ou PME AMIL SAÚDE PARA EMPRESAS Tabelas 02 a 29 vidas Amil Saúde 400, 500, 700 para 02 a 29 vidas AMIL SAÚDE PARA EMPRESAS QUEM PODE SER DEPENDENTE = DEPENDENTES LEGAIS ATÉ O TERCEIRO GRAU DE PARENTESCO LIMITADOS

Leia mais

GUIA PRÁTICO DE ATENDIMENTO

GUIA PRÁTICO DE ATENDIMENTO GUIA PRÁTICO DE ATENDIMENTO BEM-VINDO À UNIMED-RIO! A Unimed é uma cooperativa de médicos presente em 83% do território nacional. São mais de 110 mil médicos cooperados e de 20 mil recursos credenciados

Leia mais

Avaliação de Desempenho Módulo Cooperados

Avaliação de Desempenho Módulo Cooperados 2017 Avaliação de Desempenho Módulo Cooperados Sumário Aos Cooperados 03 Do Público do Programa 03 Da Periodicidade do Programa 03 Da Pontuação 03 Da Premiação 04 Agenda de Eventos Previstos X Pontuação

Leia mais

Novas regras da ANS obrigam planos de saúde a qualificar atendimento

Novas regras da ANS obrigam planos de saúde a qualificar atendimento A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) criou novas regras com o intuito de melhorar o atendimento prestado pelas operadoras de planos de saúde aos beneficiários nas solicitações de procedimentos

Leia mais

Guia de Orientações Cliente Unimed Fora da Região Unimed Porto Alegre Intercâmbio

Guia de Orientações Cliente Unimed Fora da Região Unimed Porto Alegre Intercâmbio Fora da Região Unimed Porto Alegre Intercâmbio ONDE VOCÊ ESTIVER, A UNIMED PORTO ALEGRE ESTÁ COM VOCÊ. Confira algumas orientações que preparamos para você e sua família ficarem tranquilos com a proteção

Leia mais

ADITIVO CONTRATUAL EXTENSÃO PARA COBERTURAS AMBULATORIAIS CONTRATO N CLÁUSULA PRIMEIRA - DAS PARTES CONTRATANTES:

ADITIVO CONTRATUAL EXTENSÃO PARA COBERTURAS AMBULATORIAIS CONTRATO N CLÁUSULA PRIMEIRA - DAS PARTES CONTRATANTES: ADITIVO CONTRATUAL EXTENSÃO PARA COBERTURAS AMBULATORIAIS CONTRATO N CLÁUSULA PRIMEIRA - DAS PARTES CONTRATANTES: QUALIFICAÇÃO DA CONTRATADA: PROMED ASSISTÊNCIA MÉDICA LTDA., doravante denominada CONTRATADA,

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 365, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 365, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014 RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 365, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014 Dispõe sobre a substituição de prestadores de serviços de atenção à saúde não hospitalares. A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Saúde

Leia mais

Visão da ANS e o Sistema Unimed: perspectivas para o futuro

Visão da ANS e o Sistema Unimed: perspectivas para o futuro V Fórum Nacional de Cooperativismo Médico Visão da ANS e o Sistema Unimed: perspectivas para o futuro Brasília,26 junho de 2012 Agência Nacional de Saúde Suplementar Agência reguladora do Governo Federal,

Leia mais

Ministério da Saúde Agência Nacional de Saúde Suplementar Padrão TISS Troca de Informações em Saúde Suplementar

Ministério da Saúde Agência Nacional de Saúde Suplementar Padrão TISS Troca de Informações em Saúde Suplementar Ministério da Saúde Agência Nacional de Saúde Suplementar Padrão TISS Troca de Informações em Saúde Suplementar Padrão Projeto TISS Sistema suplementar - Operadoras SIB, SIP,RPS,DIOPS Operadoras TISS -

Leia mais

Farias Pereira de Sousa Brasilia, 25 de Novembro de 2011. O Corretor no Cenário da Saúde Suplementar

Farias Pereira de Sousa Brasilia, 25 de Novembro de 2011. O Corretor no Cenário da Saúde Suplementar Farias Pereira de Sousa Brasilia, 25 de Novembro de 2011 O Corretor no Cenário da Saúde Suplementar A Saúde Privada no Brasil A Lei 9.656/98 Corrigiu distorções, introduziu regras e obrigações importantes

Leia mais

AVM Faculdade Integrada MBA em Regulação Pedro Henrique de Moraes Papastawridis ESTUDO DESCRITIVO AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR (ANS)

AVM Faculdade Integrada MBA em Regulação Pedro Henrique de Moraes Papastawridis ESTUDO DESCRITIVO AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR (ANS) AVM Faculdade Integrada MBA em Regulação Pedro Henrique de Moraes Papastawridis ESTUDO DESCRITIVO AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR (ANS) Rio de Janeiro 2016 AVM Faculdade Integrada MBA em Regulação

Leia mais

Beneficiários da Unimed Paulistana poderão fazer portabilidade extraordinária

Beneficiários da Unimed Paulistana poderão fazer portabilidade extraordinária A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), o Ministério Público Federal, o Ministério Público Estadual de São Paulo e o Procon/SP firmaram um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com a Unimed do Brasil,

Leia mais

Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS. Karla Santa Cruz Coelho Diretora de Gestão

Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS. Karla Santa Cruz Coelho Diretora de Gestão Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS Karla Santa Cruz Coelho Diretora de Gestão Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS Agência reguladora federal vinculada ao Ministério da Saúde Atua na regulação,

Leia mais

(CAPA) CARTILHA DA PREVIDÊNCIA DO SERVIDOR PÚBLICO MUNICIPAL

(CAPA) CARTILHA DA PREVIDÊNCIA DO SERVIDOR PÚBLICO MUNICIPAL (CAPA) CARTILHA DA PREVIDÊNCIA DO SERVIDOR PÚBLICO MUNICIPAL Londrina-Pr O melhor plano para sua vida! Cartilha do Plano de Saúde CAAPSML 1 APRESENTAÇÃO O Plano de Saúde, gerenciado pela CAAPSML, é um

Leia mais

Notificação de Intermediação Preliminar. Instrumento para solucionar conflitos entre beneficiários e Operadoras

Notificação de Intermediação Preliminar. Instrumento para solucionar conflitos entre beneficiários e Operadoras Notificação de Intermediação Preliminar Instrumento para solucionar conflitos entre beneficiários e Operadoras NIP NOTIFICAÇÃO DE INTERMEDIAÇÃO PRELIMINAR Toda demanda recepcionada pela ANS em todos os

Leia mais

Comunicado: Atualizações Legais do Plano de Saúde Decorrentes de Normas da ANS.

Comunicado: Atualizações Legais do Plano de Saúde Decorrentes de Normas da ANS. Joinville, 03 de maio de 2016. Ofício 567/2016 Comunicado: Atualizações Legais do Plano de Saúde Decorrentes de Normas da ANS. Prezado Cliente, Comunicamos as alterações abaixo, que passam a ser asseguradas

Leia mais

PORTARIA Nº 210 DE 15 DE JUNHO DE 2004

PORTARIA Nº 210 DE 15 DE JUNHO DE 2004 PORTARIA Nº 210 DE 15 DE JUNHO DE 2004 O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições, e Considerando a Portaria 1.169/GM, de 15 de junho de 2004, que institui a Política Nacional de Atenção

Leia mais

Ministério da Saúde Agência Nacional de Saúde Suplementar. Padrão TISS Troca de Informações em Saúde Suplementar

Ministério da Saúde Agência Nacional de Saúde Suplementar. Padrão TISS Troca de Informações em Saúde Suplementar Ministério da Saúde Agência Nacional de Saúde Suplementar Troca de Informações em Saúde Suplementar INSTRUÇÕES GERAIS Este manual tem como finalidade instruir todos os prestadores de serviço no preenchimento

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2012

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2012 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2012 Altera a Lei nº 9.656, de 3 de junho de 1998, que dispõe sobre os planos e seguros privados de assistência à saúde, para tornar obrigatória a cobertura de assistência

Leia mais

; Palavras chave: Segurança do paciente; Plantão; Estabelecimento de Saúde

; Palavras chave: Segurança do paciente; Plantão; Estabelecimento de Saúde PARECER CRM/MS N 16-2016 PARECER CRM/MS N 16/2016 PROCESSO CONSULTA CRM-MS 20/ 2016 INTERESSADO: MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL ASSUNTO: QUESTIONAMENTO SOBRE ESCALADE MÉDICOS E DIRETORES

Leia mais

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES INSTRUÇÃO NORMATIVA IN Nº 50, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2016, DA DIRETORIA DE NORMAS E HABILITAÇÃO DOS PRODUTOS Regulamenta a Resolução Normativa - RN nº 417, de 22 de dezembro de 2016, para dispor, em especial,

Leia mais

GUIA DE SERVIÇO PROFISSIONAL / SERVIÇO AUXILIAR DE DIAGNÓSTICO E TERAPIA - SP/SADT

GUIA DE SERVIÇO PROFISSIONAL / SERVIÇO AUXILIAR DE DIAGNÓSTICO E TERAPIA - SP/SADT Logo da Empresa GUIA DE SERVIÇO PROFISSIONAL / SERVIÇO AUXILIAR DE DIAGNÓSTICO E TERAPIA - SP/SADT 2- Nº Guia no Prestador 12345678901234567890 1 - Registro ANS 3 Número da Guia Principal 4 - Data da Autorização

Leia mais

Legenda da Guia de Honorários

Legenda da Guia de Honorários PADRÃO TISS COMPONENTE DE CONTEÚDO E ESTRUTURA Formulário do Plano de Contingência Legenda da Guia de Honorários Registro ANS Nº da no prestador na 1 2 Registro ANS Número da no prestador String 6 0 Registro

Leia mais

As novas tecnologias e seus impactos no mercado de Saúde Suplementar

As novas tecnologias e seus impactos no mercado de Saúde Suplementar As novas tecnologias e seus impactos no mercado de Saúde Suplementar Tecnologias em saúde: considerações iniciais O que é tecnologia em saúde? Medicamentos, equipamentos, dispositivos e procedimentos medico-cirúrgicos

Leia mais

Manual de Instruções TISS

Manual de Instruções TISS Manual de Instruções TISS Introdução A ANS estabeleceu um padrão de Troca de Informação em Saúde Suplementar - TISS para registro e intercâmbio de dados entre operadoras de planos privados de assistência

Leia mais

1. Art. 17, caput: Formas de comunicação ao beneficiário

1. Art. 17, caput: Formas de comunicação ao beneficiário Contribuições do SINOG Sindicato Nacional das Empresas de Odontologia de Grupo para discussão na 2ª reunião do Grupo Técnico da Regulamentação da Lei nº 13.003/2014. Contribuições sobre pontos relevantes

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA- RN Nº 413, DE 11 DE NOVEMBRO DE 2016.

RESOLUÇÃO NORMATIVA- RN Nº 413, DE 11 DE NOVEMBRO DE 2016. RESOLUÇÃO NORMATIVA- RN Nº 413, DE 11 DE NOVEMBRO DE 2016. Dispõe sobre a contratação eletrônica de planos privados de assistência à saúde. A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Saúde Suplementar

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN N 259, DE 17 DE JUNHO DE 2011

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN N 259, DE 17 DE JUNHO DE 2011 RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN N 259, DE 17 DE JUNHO DE 2011 Dispõe sobre a garantia de atendimento dos beneficiários de plano privado de assistência à saúde e altera a Instrução Normativa IN nº 23, de 1º de

Leia mais

Legenda da Guia de Serviços Profissionais/Serviço Auxiliar de Diagnóstico e Terapia (SP/SADT)

Legenda da Guia de Serviços Profissionais/Serviço Auxiliar de Diagnóstico e Terapia (SP/SADT) na Registro ANS 1 Registro ANS String 6 Registro da operadora de plano privado de assistência à saúde na Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) Número da no prestador 2 Nº da no prestador 0 Número

Leia mais

COMISSÃO PARITÁRIA Redimensionamento da Rede Credenciada 14/11/2016

COMISSÃO PARITÁRIA Redimensionamento da Rede Credenciada 14/11/2016 COMISSÃO PARITÁRIA Redimensionamento da Rede Credenciada 14/11/2016 Conceito É o conjunto de profissionais e estabelecimentos de saúde, incluindo médicos, consultórios, laboratórios, clínicas e hospitais,

Leia mais

JUNTA MÉDICA: ORIENTAÇÕES PARA A ANÁLISE DAS DEMANDAS NIP ASSISTENCIAIS

JUNTA MÉDICA: ORIENTAÇÕES PARA A ANÁLISE DAS DEMANDAS NIP ASSISTENCIAIS JUNTA MÉDICA: ORIENTAÇÕES PARA A ANÁLISE DAS DEMANDAS NIP ASSISTENCIAIS Junta médica: normativos CONSU 8/98 De acordo com o Art. 4º, inciso V, da Resolução CONSU 08/1998, as operadoras de planos privados

Leia mais

Principais Características dos Produtos LINHA ADVANCE ADVANCE Principais Características dos Planos

Principais Características dos Produtos LINHA ADVANCE ADVANCE Principais Características dos Planos LINHA ADVANCE ADVANCE 700 1. Principais Características dos Planos Nome do Plano Número de Registro na ANS Coparticipação Acomodação ADVANCE 700 474.340/15-7 Sim Individual* ADVANCE 700 474.341/15-5 Sim

Leia mais

Sustentabilidade da Saúde Suplementar

Sustentabilidade da Saúde Suplementar Sustentabilidade da Saúde Suplementar Rafael Pedreira Vinhas Gerente-Geral Gerência-Geral Regulatória da Estrutura dos Produtos Fórum de Regulação do Sistema Unimed - Maceió, 11 de maio de 2016. Agência

Leia mais

Avaliação dos planos de saúde pelos usuários

Avaliação dos planos de saúde pelos usuários Avaliação dos planos de saúde pelos usuários São Paulo, 2015 1 Temas 1 Objetivo e Metodologia 2 Utilização dos serviços do plano de saúde e ocorrência de problemas 3 Reclamação ou recurso contra o plano

Leia mais

Lançamento de Novo Produto. Unimed Hospitalar

Lançamento de Novo Produto. Unimed Hospitalar Lançamento de Novo Produto Unimed Hospitalar Motivações e Oportunidades Nova linha de produtos Possibilidade de realização de consulta particular pelo médico cooperado da Unimed Campinas Abertura para

Leia mais

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES INSTRUÇÃO NORMATIVA - IN Nº 51, DE 27 DE JANEIRO DE 2017, DA DIRETORIA DE NORMAS E HABILITAÇÃO DOS PRODUTOS Regulamenta os artigos 4º e 22 da Resolução Normativa RN nº 171, de 29 de abril de 2008, dispondo

Leia mais

349 Cooperativas. 1 Confederação Nacional. 1 Confederação Regional. 15 Federações Institucionais. 1 Central Nacional

349 Cooperativas. 1 Confederação Nacional. 1 Confederação Regional. 15 Federações Institucionais. 1 Central Nacional Sistema Unimed 297 Operadoras (30% das operadoras de saúde) 37 Prestadoras 15 Federações Institucionais 349 Cooperativas 1 Confederação Nacional 1 Confederação Regional 1 Central Nacional 32 Federações

Leia mais

CRITÉRIOS PARA DIMENSIONAMENTO DA REDE CREDENCIADA

CRITÉRIOS PARA DIMENSIONAMENTO DA REDE CREDENCIADA CRITÉRIOS PARA DIMENSIONAMENTO DA REDE CREDENCIADA Regiões de Cobertura São consideradas regiões para atendimento aos beneficiários do Plano de Assistência e Saúde - PAS, no Sistema de Escolha Dirigida

Leia mais

Manual de Preenchimento dos formulários da TISS. Versão

Manual de Preenchimento dos formulários da TISS. Versão Manual de Preenchimento dos formulários da TISS Versão 3.02.00 Agosto/2014 u Página 2 de 58 Sumário Instruções Gerais... 4 Guia de Consulta... 5 Guia de Serviço Profissional/Serviço Auxiliar de Diagnóstico

Leia mais

Desafios e Perspectivas para a Saúde Suplementar

Desafios e Perspectivas para a Saúde Suplementar Desafios e Perspectivas para a Saúde Suplementar Lenise Barcellos de Mello Secchin Chefe de Gabinete São Paulo, 06 de maio de 2016. Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS Agência reguladora federal

Leia mais

Ministério da Saúde AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN N.º 186, DE 14 DE JANEIRO DE 2009.

Ministério da Saúde AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN N.º 186, DE 14 DE JANEIRO DE 2009. Ministério da Saúde AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN N.º 186, DE 14 DE JANEIRO DE 2009. Dispõe sobre a regulamentação da portabilidade das carências previstas

Leia mais

CUIDAR DE VOCÊ. ESSE É O PLANO

CUIDAR DE VOCÊ. ESSE É O PLANO Página 1 de 18 Manual do Reembolso Unimed Cerrado CUIDAR DE VOCÊ. ESSE É O PLANO 2016 1 Página 2 de 18 Sumário APRESENTAÇÃO... 3 DIRETRIZES DO REEMBOLSO... 4 PRINCIPAIS DÚVIDAS SOBRE O REEMBOLSO... 5 REEMBOLSO

Leia mais

Manual de preenchimento das Guias TISS

Manual de preenchimento das Guias TISS Manual de preenchimento das Guias TISS (Troca de informações em Saúde Suplementar) Página 1 de 21 Guia de Consulta Legenda: Campos de preenchimento obrigatório 1, 2, 4, 6, 7, 9, 10, 11, 13, 14, 15, 16,

Leia mais

Guia de Utilização do Plano de Saúde para Beneficiários do Plano de Assistência e Saúde PAS, com cobertura adicional da CASF

Guia de Utilização do Plano de Saúde para Beneficiários do Plano de Assistência e Saúde PAS, com cobertura adicional da CASF 1 Guia de Utilização do Plano de Saúde para Beneficiários do Plano de Assistência e Saúde PAS, com cobertura adicional da CASF Este guia básico se destina aos Beneficiários Titulares e seus Dependentes

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 412, DE 10 DE NOVEMBRO DE 2016

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 412, DE 10 DE NOVEMBRO DE 2016 RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 412, DE 10 DE NOVEMBRO DE 2016 Dispõe sobre a solicitação de cancelamento do contrato do plano de saúde individual ou familiar, e de exclusão de beneficiário de contrato coletivo

Leia mais

REAJUSTE DO PLANO DE SAÚDE LINCX E CAMPANHA DE ADESÃO

REAJUSTE DO PLANO DE SAÚDE LINCX E CAMPANHA DE ADESÃO REAJUSTE DO PLANO DE SAÚDE LINCX E CAMPANHA DE ADESÃO - 2017 Prezado Associado Como ocorre todos os anos, no mês de janeiro temos o reajuste do contrato do plano de saúde da APMP. De acordo com o estabelecido

Leia mais

João Monlevade. O que é o TISS?

João Monlevade. O que é o TISS? O que é o TISS? O TISS é a sigla para Troca de Informações em Saúde Suplementar Instituído pela RN 114, de 26/10/2005 Modelos de guias definidos pela IN 17, de 10/11/2005 TODAS AS OPERADORAS DE SAÚDE IRÃO

Leia mais

MANUAL DE PREENCHIMENTO FORMULÁRIO ELETRÔNICO REA OUVIDORIAS OUVIDORIA DA ANS

MANUAL DE PREENCHIMENTO FORMULÁRIO ELETRÔNICO REA OUVIDORIAS OUVIDORIA DA ANS MANUAL DE PREENCHIMENTO FORMULÁRIO ELETRÔNICO REA OUVIDORIAS OUVIDORIA DA ANS Este Manual tem por objetivo orientar as operadoras de planos privados de assistência à saúde quanto ao preenchimento do formulário

Leia mais

OFICINA DE INFORMAÇÃO EM SAÚDE. Marizélia Leão Moreira

OFICINA DE INFORMAÇÃO EM SAÚDE. Marizélia Leão Moreira Marizélia Leão Moreira Clique http://lattes.cnpq.br/9831051395746672 para editar o nome do autor Gerente da Gerência Executiva de Clique Padronização para editar e Interoperabilidade o cargo do autor Porto

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA INGRESSO NOS CARGOS DO QUADRO PERMANENTE DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DA PREFEITURA DE CALDAS NOVAS.

CONCURSO PÚBLICO PARA INGRESSO NOS CARGOS DO QUADRO PERMANENTE DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DA PREFEITURA DE CALDAS NOVAS. CONCURSO PÚBLICO PARA INGRESSO NOS CARGOS DO QUADRO PERMANENTE DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DA PREFEITURA DE CALDAS NOVAS. ANEXO I GRUPOS OCUPACIONAIS, CARGOS, NÚMERO DE VAGAS DESTINADAS À AMPLA CONCORRÊNCIA

Leia mais

QUALIFICAÇÃO DA REDE HOSPITALAR UNIMED VITÓRIA

QUALIFICAÇÃO DA REDE HOSPITALAR UNIMED VITÓRIA QUALIFICAÇÃO DA REDE HOSPITALAR UNIMED VITÓRIA 18 de Novembro de 2016 UNIMED VITÓRIA / ES 328.000 CLIENTES, SENDO DESTES, 32.000 EM ATENÇÃO PRIMÁRIA; 2.360 MÉDICOS COOPERADOS; 260 PRESTADORES DE SERVIÇO;

Leia mais

Tipologia dos Estabelecimentos de Saúde

Tipologia dos Estabelecimentos de Saúde Tipologia dos Estabelecimentos de Saúde O Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde - CNES foi implantado em 29 de dezembro de 2000, através da Portaria SAS n.º 511. O CNES abrange a todos os estabelecimentos

Leia mais

3º Avaliação Trimestral 2º Ano do Contrato de Gestão nº. 02/2010 Dezembro de 2011 à Fevereiro de 2012

3º Avaliação Trimestral 2º Ano do Contrato de Gestão nº. 02/2010 Dezembro de 2011 à Fevereiro de 2012 Governo do Estado de Pernambuco Secretaria Estadual de Saúde Secretaria Executiva de Atenção à Saúde Diretoria Geral de Modernização e Monitoramento de Assistência à Saúde UPA Torrões 3º Avaliação Trimestral

Leia mais

Reinaldo Scheibe Presidente da Abramge

Reinaldo Scheibe Presidente da Abramge 27º Congresso Nacional das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos Políticas de Saúde e a Dinâmica dos Serviços Suplementar e SUS Reinaldo Scheibe Presidente da Abramge Panorama Geral Saúde no Brasil Fonte:

Leia mais

Anexo III Documentos, informações e regras necessárias para análise de autorização de serviços/itens relacionados ao atendimento Ambulatorial.

Anexo III Documentos, informações e regras necessárias para análise de autorização de serviços/itens relacionados ao atendimento Ambulatorial. São Paulo, 2016. Caro Prestador, Para melhor atendê-los e reforçar o compromisso da Seguros Unimed com seus clientes, expomos nesse comunicado algumas regras importantes relativas aos processos de autorizações,

Leia mais

Entre os principais focos de atuação da ANS estão: o aperfeiçoamento do modelo de atenção à saúde; o incentivo à qualidade da prestação do serviço

Entre os principais focos de atuação da ANS estão: o aperfeiçoamento do modelo de atenção à saúde; o incentivo à qualidade da prestação do serviço Gostaria de saudar a todos os presentes e agradecer a oportunidade para aqui estar. É uma grande satisfação poder contribuir sobre tão relevante tema de repercussão geral e social - diferença de classe

Leia mais

PADRÃO TISS. Cléia Delfino do Nascimento Representante da SBPC/ML no COPISS

PADRÃO TISS. Cléia Delfino do Nascimento Representante da SBPC/ML no COPISS Fonte: www.ans.gov.br TISS Troca de Informação em Saúde Suplementar PADRÃO TISS Cléia Delfino do Nascimento Representante da SBPC/ML no COPISS cleia@sluzia.com.br Conceito É um padrão de Troca de Informação

Leia mais

Manual Guias -Padrão TISS 3.02

Manual Guias -Padrão TISS 3.02 Unimed Caçapava Cooperativa de Trabalho Médico Manual Guias -Padrão TISS 3.02 Para uso interno Departamento de Faturamento Setembro/2014 Padrão TISS 3.0 A versão 3.0 do Padrão TISS complementa o processo

Leia mais

LIQUIDAÇÃO EXTRAJUDICIAL Encerramento Compulsório das Atividades

LIQUIDAÇÃO EXTRAJUDICIAL Encerramento Compulsório das Atividades LIQUIDAÇÃO EXTRAJUDICIAL Encerramento Compulsório das Atividades Clique para editar o nome do autor Diretoria de Normas e Habilitação Clique para das editar Operadoras o cargo do - DIOPE autor Gerência-Geral

Leia mais

DESPACHO COJUR N.º 028/2017

DESPACHO COJUR N.º 028/2017 DESPACHO COJUR N.º 028/2017 (Aprovado em Reunião de Diretoria em 01/02/2017) Interessado: Departamento de Processo-Consulta Expedientes n.º 10893/2016 Assunto: Análise jurídica. Plano de saúde. Questionamento

Leia mais

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN N 416, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2016. Dispõe sobre o Monitoramento do Risco Assistencial sobre as operadoras de planos de assistência à saúde. [Índice][Correlações] A Diretoria Colegiada

Leia mais

Recursos Próprios 2013

Recursos Próprios 2013 Recursos Próprios 2013 " Serviços Próprios de Atendimento Pré-Hospitalar (SOS) e Assistência Domiciliar ( Home- Care): reconhecendo a importância destas modalidades assistenciais para o cliente e para

Leia mais

ORIENTAÇÕES OPERACIONAIS RN 412/16 CANCELAMENTOS DE PLANOS DE SAÚDE

ORIENTAÇÕES OPERACIONAIS RN 412/16 CANCELAMENTOS DE PLANOS DE SAÚDE ORIENTAÇÕES OPERACIONAIS RN 412/16 CANCELAMENTOS DE PLANOS DE SAÚDE Foi publicada no Diário Oficial da União - DOU de 11/11/16 a RN 412/16 que dispõe sobre a solicitação de cancelamento do contrato do

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO DA SECRETARIA DE SAÚDE DO ESTADO DE PERNAMBUCO PARA 2014 RELATÓRIO DE CONCORRÊNCIA NÍVEL SUPERIOR

CONCURSO PÚBLICO DA SECRETARIA DE SAÚDE DO ESTADO DE PERNAMBUCO PARA 2014 RELATÓRIO DE CONCORRÊNCIA NÍVEL SUPERIOR 01 - ANALISTA EM SAÚDE / ASSISTENTE SOCIAL I II V I I II 30 1.714 57,13 1 53 53,00 1 53 53,00 3 202 67,33 2 52 26,00 1 73 73,00 2 129 64,50 1 49 49,00 1 46 46,00 1 36 36,00 VAGAS e INSCRITOS / CARGO: 43

Leia mais

Manual TISS Troca de Informações em Saúde Suplementar

Manual TISS Troca de Informações em Saúde Suplementar Manual TISS Troca de Informações em Saúde Suplementar Instruções para preenchimento Grupo 5 - Clínicas e Laboratórios Unimed Sorocaba Cooperativa de Trabalho Médico Av. Pres. Juscelino Kubitscheck de Oliveira,

Leia mais

V Fórum Nacional de Cooperativismo Médico Modelos e Formas de Remuneração Médica na Saúde Suplementar. Brasília, DF, 26 de junho de 2012

V Fórum Nacional de Cooperativismo Médico Modelos e Formas de Remuneração Médica na Saúde Suplementar. Brasília, DF, 26 de junho de 2012 V Fórum Nacional de Cooperativismo Médico Modelos e Formas de Remuneração Médica na Saúde Suplementar Brasília, DF, 26 de junho de 2012 FINAL 2010 28% 3 MESES DE DILMA 31% PESQUISA DATAFOLHA 25/01/2012

Leia mais

Formulario-af.pdf 1 14/05/14 11:36

Formulario-af.pdf 1 14/05/14 11:36 Formulario-af.pdf 1 14/05/14 11:36 Formulario-af.pdf 2 14/05/14 11:36 Formulario-af.pdf 3 14/05/14 11:36 ANEXO CARTA DE ORIENTAÇÃO AO BENEFICIÁRIO Prezado(a) Beneficiário(a), A Agência Nacional de Saúde

Leia mais

11ª REUNIÃO DE ESCLARECIMENTOS REGULATÓRIOS 22/05/2014

11ª REUNIÃO DE ESCLARECIMENTOS REGULATÓRIOS 22/05/2014 11ª REUNIÃO DE ESCLARECIMENTOS REGULATÓRIOS INSTÂNCIAS DE PARTICIPAÇÃO CÂMARAS E GRUPOS TÉCNICOS - Câmara de Saúde Suplementar - CAMSS Representante: Dr. Geraldo Almeida Lima - Câmara Técnica sobre Qualificação

Leia mais

Seminário de atualização das Ouvidorias da UNIMED

Seminário de atualização das Ouvidorias da UNIMED Seminário de atualização das Ouvidorias da UNIMED Luiz Gustavo Meira Homrich Ouvidor São Paulo, 18 de março de 2016. Roteiro Situação e avanços das Ouvidorias no Setor de Saúde Suplementar; Aspectos fundamentais

Leia mais

Seminário de atualização das Ouvidorias da UNIMED

Seminário de atualização das Ouvidorias da UNIMED Seminário de atualização das Ouvidorias da UNIMED Alessandra Pereira Lobo Ouvidora-Substituta São Paulo, 9 de março de 2017. Roteiro Situação e avanços das Ouvidorias no Setor de Saúde Suplementar; Aspectos

Leia mais

EMPRESA (RAZÃO SOCIAL): UNIMED BELO HORIZONTE COOPERATIVA DE TRABALHO MÉDICO REPRESENTANTE LEGAL: Sr. Claudney Gonçalves Guimarães

EMPRESA (RAZÃO SOCIAL): UNIMED BELO HORIZONTE COOPERATIVA DE TRABALHO MÉDICO REPRESENTANTE LEGAL: Sr. Claudney Gonçalves Guimarães 1 EDITAL DE LICITAÇÃO Nº: 003/2014 MODALIDADE: PREGÃO PRESENCIAL PROCESSO Nº: 0013/2014 ATA DE REALIZAÇÃO DE PREGÃO PRESENCIAL Às 15:00 horas do dia 25 (vinte e cinco) de abril do ano de dois mil e quatorze

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 267, DE 24 DE AGOSTO DE 2011

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 267, DE 24 DE AGOSTO DE 2011 Página 1 de 5 RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 267, DE 24 DE AGOSTO DE 2011 Institui o Programa de Divulgação da Qualificação de Prestadores de Serviços na Saúde Suplementar. [Índice] [Correlações] A Diretoria

Leia mais

DADOS DO BENEFICIÁRIO

DADOS DO BENEFICIÁRIO GUIA DE SP/SADT Número do campo Nome do campo Observação 1 Registro ANS Nas guias em papel impressas pela Petrobras ou Petrobras Distribuidora e nas guias disponibilizadas no site da Petrobras, é dado

Leia mais

PROPOSTA DE INOVAÇÃO NO MIN REEMBOLSO NA RELAÇÃO DE INTERCÂMBIO

PROPOSTA DE INOVAÇÃO NO MIN REEMBOLSO NA RELAÇÃO DE INTERCÂMBIO PROPOSTA DE INOVAÇÃO NO MIN REEMBOLSO NA RELAÇÃO DE INTERCÂMBIO APRESENTAÇÃO A Unimed Federação Minas é a instituição responsável por promover a cooperação e o fortalecimento da Unimed em Minas Gerais.

Leia mais

Manual Prático. do Cliente. Manual Prático do Cliente - Rev Versão 01 Unimed Uruguaiana/RS 1

Manual Prático. do Cliente. Manual Prático do Cliente - Rev Versão 01 Unimed Uruguaiana/RS 1 Manual Prático do Cliente Manual Prático do Cliente - Rev. 01 - Versão 01 Unimed Uruguaiana/RS 1 2 Manual Prático do Cliente - Rev. 01 - Versão 01 Unimed Uruguaiana/RS Manual Prático do Cliente Bem-vindo

Leia mais

Especificação de Produtos do Plano Brasil de Saúde. Universidade Federal de Uberlândia - UFU

Especificação de Produtos do Plano Brasil de Saúde. Universidade Federal de Uberlândia - UFU Especificação de Produtos do Plano Brasil de Saúde Universidade Federal de Uberlândia - UFU PLANOS COM ABRANGÊNCIA NACIONAL AMIL ASSISTÊNCIA MÉDICA INTERNACIONAL S.A. a) Plano Básico (Amil 120) Plano Ambulatorial

Leia mais

MEMORIAL DE CREDENCIAMENTO - FUNDAÇÃO DO ABC - CENTRAL DE CONVÊNIOS PROCESSO N 331/2017

MEMORIAL DE CREDENCIAMENTO - FUNDAÇÃO DO ABC - CENTRAL DE CONVÊNIOS PROCESSO N 331/2017 MEMORIAL DE CREDENCIAMENTO - FUNDAÇÃO DO ABC - CENTRAL DE CONVÊNIOS PROCESSO N 331/2017 Memorial de Credenciamento contratação de empresa de serviços médicos, na forma de credenciamento, prestação de serviços

Leia mais

DIVERGÊNCIA ASSISTENCIAL E COMPOSIÇÃO DE JUNTA MÉDICA OU ODONTOLÓGICA (PROFISSIONAL ASSISTENTE)

DIVERGÊNCIA ASSISTENCIAL E COMPOSIÇÃO DE JUNTA MÉDICA OU ODONTOLÓGICA (PROFISSIONAL ASSISTENTE) Operadora: [Fundação Copel de Previdência e Assistência Social] Endereço: [Rua Treze de Maio, 616 São Francisco Curitiba/PR 80.510-030] Telefone: [41 3883-6154] Curitiba, xx de xxxxxx de 2017 Ao(A) Dr(a).

Leia mais

PADRÃO TISS COMPONENTE DE CONTEÚDO E ESTRUTURA. Parte V - Formulários do Plano de Contingência

PADRÃO TISS COMPONENTE DE CONTEÚDO E ESTRUTURA. Parte V - Formulários do Plano de Contingência PADRÃO TISS COMPONENTE DE CONTEÚDO E ESTRUTURA Parte V - Formulários do Plano de Contingência Padrão TISS - Componente de Conteúdo e Estrutura - Maio 2014 323 Registro ANS Nº da no prestador 2 Número da

Leia mais

Dabate GVsaúde São Paulo -SP Abril de 2013

Dabate GVsaúde São Paulo -SP Abril de 2013 Qualificação das Operadoras Índice de Desempenho da Saúde Suplementar - IDSS Dabate GVsaúde São Paulo -SP Abril de 2013 Programas de Qualificação da Saúde Suplementar RN nº 139/2006 Programa de Qualificação

Leia mais

Artigo 1º Esta resolução dispõe sobre a Administradora de Benefícios.

Artigo 1º Esta resolução dispõe sobre a Administradora de Benefícios. RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 196, DE 14 DE JULHO DE 2009. Dispõe sobre a Administradora de Benefícios. A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS, no uso das atribuições que lhes

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 424, DE 26 DE JUNHO DE 2017

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 424, DE 26 DE JUNHO DE 2017 RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 424, DE 26 DE JUNHO DE 2017 Dispõe sobre critérios para a realização de junta médica ou odontológica formada para dirimir divergência técnico-assistencial sobre procedimento

Leia mais

RESOLUÇÃO ANS Nº 368

RESOLUÇÃO ANS Nº 368 Belo Horizonte, 21 de março de 2015 Dispõe sobre o direito de acesso à informação das beneficiárias aos percentuais de cirurgias cesáreas e de partos normais, por operadora, por estabelecimento de saúde

Leia mais

PRÊMIO SINOG DE ODONTOLOGIA

PRÊMIO SINOG DE ODONTOLOGIA O Sinog PRÊMIO SINOG DE ODONTOLOGIA O Sindicato Nacional das Empresas de Odontologia de Grupo foi criado em 1996 com o objetivo de atuar como agente de crescimento e aprimoramento das empresas de assistência

Leia mais

Regulamenta o inciso VI e o 1º do art. 4º da Resolução Normativa - RN nº 323, de 3 de abril

Regulamenta o inciso VI e o 1º do art. 4º da Resolução Normativa - RN nº 323, de 3 de abril CONTEÚDO CAPÍTULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES CAPÍTULO II - DO REA-OUVIDORIAS Seção I - Da Metodologia S ubseção I - Da Periodicidade Subseção II - Das Demonstrações Estatísticas Subseção III - Das

Leia mais

Principais alternativas para a otimização e a diminuição de falhas no Faturamento Hospitalar

Principais alternativas para a otimização e a diminuição de falhas no Faturamento Hospitalar Principais alternativas para a otimização e a diminuição de falhas no Faturamento Hospitalar AGENDA 1. A Qualirede 2. Cenário das cobranças e dos pagamentos 3. Dificuldades no faturamento hospitalar 4.

Leia mais

Guias TISS As condições de preenchimento dos campos são: 1.Obrigatório: a situação na qual o termo deve ser preenchido, incondicionalmente;

Guias TISS As condições de preenchimento dos campos são: 1.Obrigatório: a situação na qual o termo deve ser preenchido, incondicionalmente; Guia Guias TISS 3.02.01 No TISS 3.02.00 a ANS definiu novo layout para troca de informações entre operadoras e prestadores de serviços, na autorização, cobrança, demonstrativos de pagamento e recurso de

Leia mais

Relatório Mensal - janeiro a julho

Relatório Mensal - janeiro a julho ACOMPANHE NOSSA GESTÃO 2016 Relatório Mensal - janeiro a julho ANS nº 30731-9 BALANÇO DOS PRIMEIROS SETE MESES A partir desse mês, a Cabergs Saúde apresentará, periodicamente, os seus principais números.

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 267, DE 24 DE AGOSTO DE 2011

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 267, DE 24 DE AGOSTO DE 2011 RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 267, DE 24 DE AGOSTO DE 2011 Institui o Programa de Divulgação da Qualificação de Prestadores de Serviços na Saúde Suplementar. [Índice] [Correlações] A Diretoria Colegiada

Leia mais

FAQ - RN 412, de 10 de novembro de 2016

FAQ - RN 412, de 10 de novembro de 2016 FAQ - RN 412, de 10 de novembro de 2016 Disposições Preliminares 1- Qual é o objeto de regulamentação da RN nº 412/2016? R: A RN 412 regulamenta o cancelamento do contrato de plano de saúde individual

Leia mais

Resolução COFEN Nº 477 DE 14/04/2015

Resolução COFEN Nº 477 DE 14/04/2015 Resolução COFEN Nº 477 DE 14/04/2015 Publicado no DO em 17 abr 2015 Dispõe sobre a atuação de Enfermeiros na assistência às gestantes, parturientes e puérperas. O Conselho Federal de Enfermagem COFEN,

Leia mais