ASSUNTO Analise preliminar para regularização de Restos a Pagar pagos no exercício de 2014

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ASSUNTO Analise preliminar para regularização de Restos a Pagar pagos no exercício de 2014"

Transcrição

1 INSTRUÇÃO DE 007/2014 CPSC/SCGC/SATE/SEFAZ SERVIÇO ASSUNTO Analise preliminar para regularização de Restos a Pagar pagos no exercício de APRESENTAÇÃO Considerando que a Inscrição dos Restos a Pagar apresentou inúmeras dificuldades, devido a adaptação do sistema FIPLAN as regras financeiras constantes do Decreto 2090/2013 e que por essa razão no período de janeiro a março/2014 foram efetuados pagamentos de Restos a Pagar através de Ofício (pagamentos manuais) e Nota de Pagamento de Ordem Bancária Extra-orçamentária NEX, vimos pela presente Instrução de Serviço instruir as Unidades Orçamentárias da Administração Pública Direta e Indireta do Estado de MT, quanto ao modo de proceder para a regularização e conciliação dos Restos a Pagar Não Processados RPNP e os Restos a Pagar Processados RPP. 2 FUNDAMENTOS: Decreto 2.090/ Dispõe sobre o regulamento da programação financeira vinculada ao regime de tesouraria única do Poder Executivo para o exercício 2014 e dá outras providências. 3 PROCEDIMENTO: 3.1 PAGAMENTOS EFETUADOS VIA NEX Regra Geral: As Nob s a serem emitidas para regularização destes pagamentos devem ser do tipo NOB de regularização Antes de realizar qualquer procedimento, deve-se efetuar levantamento de todos os pagamentos efetuados via NEX, no período, separando os RPP dos RPNP e realizar análise criteriosa conforme o item Emitir os relatórios FIP 215A (Balancete Mensal de Verificação por Conta Corrente) e FIP 630 (Razão Analítico por Conta/Conta Corrente) do período e verificar se o saldo de disponibilidade é suficiente para suprir o pagamento do RP; Caso sejam identificados pagamentos sem lastro financeiro, a UO deverá relacionar todos e encaminhar para a Coordenadoria de Relacionamento Governamental CREG, para o para que o caso seja analisado e seja fornecida orientação cabível; Página 1 de 7

2 3.2 PAGAMENTOS EFETUADOS VIA NEX DE Restos a Pagar Não Processado Promover o estorno das NEX na data de 28/04/2014; Caso a despesa não tenha sido liquidada, emitir LIQ com data base 28/04/ Para que a Unidade possa fazer o estorno das NEX s faz-se necessário que seja encaminhado a CREG por meio do uma solicitação de autorização de estorno das referidas NEX s, onde deve constar: Nº da NEX / Nº do Empenho/ Nº da Liquidação/Fato Extra-orçamentário/Fonte/credor/ CBA e valor do pagamento Emitir NOB de regularização com data de 28/04/ PAGAMENTOS VIA NEX DE Restos a Pagar Processado Promover o estorno das NEX na data de 28/04/ Pagamentos efetuados no exercício de 2014 deverá emitir NOB de regularização com data de 28/04/ Para validação dos pagamentos executados deve-se emitir FIP 226 (Demonstrativo de Restos a Pagar) e confirmar se houve a baixa dos RP Emitir relação de NOBs de regularização executadas em contas de convênio e especiais e encaminhar ao setor de contabilidade da Unidade Orçamentária UO que deverá promover a conferência e validação das regularizações; Emitir relação de NOB s de regularização diretamente na Conta Única do Estado e encaminhar para a Coordenadoria de Planejamento de Serviços Contábeis via 3.4 PAGAMENTOS EFETUADOS VIA OFÍCIO Regra Geral: As LIQ s devem ser registradas (normal), após inclusão o usuário deverá alterar o indicativo de transmissão para NÃO ELETRÔNICA, somente usuários com perfil de liberador e ordenador poderão alterar. Página 2 de 7

3 3.4.1 Efetuar levantamento de todos os pagamentos efetuados no período separando os Restos a Pagar Processados RPP dos Restos a Pagar Não Processados RPNP; Emitir os relatórios FIP 215A (Balancete Mensal de Verificação por Conta Corrente) e FIP630 (Razão Analítico por Conta/Conta Corrente) do período e verificar se o saldo de disponibilidade é suficiente para suprir o pagamento dos RP Caso sejam identificados pagamentos sem lastro financeiro, a UO deverá relacionar todos e encaminhar para a Coordenadoria de Relacionamento Governamental CREG, para o para que o caso seja analisado e seja fornecida orientação cabível; 3.5 PAGAMENTOS EFETUADOS VIA OFÍCIO DE RPNP Pagamentos efetuados nos meses de janeiro a março/2014 deverá emitir Liquidação de Despesa LIQ e NOB não eletrônica com data de 28/04/ PAGAMENTOS EFETUADOS VIA OFÍCIO DE RPP Pagamentos efetuados nos meses de janeiro a março/2014 deverá emitir NOB não eletrônica com data de 28/04/ Para validação dos pagamentos executados devem-se emitir FIP 226 (Demonstrativo de Restos a Pagar) e confirmar se houve a baixa dos RP Emitir relação de NOB s de regularização executadas em contas de convênio e especiais. 4 CONFERÊNCIA E ENCAMINHAMENTO Efetivados os procedimentos preliminares de análise previstos na Nota Técnica nº 002/CPSC/SCGC/SEFAZ/2014 e executados os estornos necessários conforme orientações contidas na presente NT constatar-se-á a seguinte ocorrência nos pagamentos da UO: a) Pagamentos efetuados via NEX Valor total de NEX Estornada em 28/04/2014 Igual (=) Valor total das NOB de regularização registradas no dia 28/04/2014 b) Pagamentos efetuados via Ofício Página 3 de 7

4 Valor total dos pagamentos via Ofício conforme informações da CCDE/SEFI Igual (=) Valor total das NOB NÃO ELETRÔNICAS registradas no dia 28/04/2014 Após a constatação da regularidade por meio da igualdade nas equações fica caracterizada a conformidade do procedimento de regularização. Na sequência deverá emitir relação das NOBs de regularização de contas especiais e de convênio e encaminhar ao setor de contabilidade da UO que deverá promover a conferência e validação das regularizações; Por fim, emitir relação de NOB s de regularização executadas diretamente na Conta Única do Estado e encaminhar para a Coordenadoria de Planejamento de Serviços Contábeis via 5 Instrução para a regularização de Restos a Pagar de janeiro a março de 2014 realizados através de NEX Com a finalidade de orientar e facilitar o controle e a conciliação destes pagamentos, principalmente os executados diretamente na Conta Única do Estado de Mato Grosso, e orientando os responsáveis pelo setor financeiro de todas as Unidades Orçamentárias passamos a elencar o procedimento abaixo. Ressaltamos que em relação a consulta da NEX realizada no Fiplan podem existir diversas situações descritas nos itens 5.1.1, 5.1.2, e Para cada um desses itens haverá uma solução diferente, atentar para o procedimento. 5.1 Consultar os documentos NEX QUADRO 01 - CONSULTA GENÉRICA DA NEX Caminho no Fiplan Documentos > Despesa> Execução > Nota de Ordem Bancária Extra-orçamentária> Consultar Critérios Parâmetro Preencher com Exemplo Exercício Igual a Exercício a ser consultado 2014 Código da UO Igual a UO a ser consultada Data do Documento Maior igual a Data de início da consulta 01/01/2014 Data do Documento Menor igual a Data final da consulta 31/03/2014 Finalização Finalizar a consulta e exportar o relatório para o MS Excel Depois de finalizada a consulta deve-se abrir o arquivo no MS Excel e selecionar os seguintes procedimentos para cada tipo de pagamento (Regularização e Eletrônico): Página 4 de 7

5 5.1.1 Procedimento para pagamentos eletrônicos efetivados ou transmitidos QUADRO 04 - DOCUMENTOS ELETRÔNICOS NORMAIS (EFETIVADOS OU TRANSMITIDOS) Restos a Pagar Não Processados em Proc. em Inscrição Restos a Pagar Processado em Proc. de Inscrição da Transmissão Eletrônica Documento eletrônico do Banco do Brasil Nota de Ordem Bancária Extra-Orçamentária (NEX) Normal Transmissão efetivada Pagamento transmitido ¹ A CBA refere-se exclusivamente a pagamentos realizados na conta única, caso o usuário pretenda efetuar análise referente a outra conta (especial ou de convênio) deve utilizar o respectivo CBA. Após a autorização dos estornos das NEX, estas devem ser estornadas emitindo-se respectiva NOB de regularização Procedimento para pagamentos Eletrônicos NÃO Transmitidos QUADRO 05 - DOCUMENTOS ELETRÔNICOS NORMAIS (NÃO TRANSMITIDOS) Restos a Pagar Não Processados em Proc. em Inscrição Restos a Pagar Processado em Proc. de Inscrição Documento eletrônico do Banco do Brasil Nota de Ordem Bancária Extra-Orçamentária (NEX) Normal da Transmissão Eletrônica Pagamento não transmitido 1 A CBA refere-se exclusivamente a pagamentos realizados na conta única, caso o usuário pretenda efetuar análise referente a outra conta (especial ou de convênio) deve utilizar o respectivo CBA. Os pagamentos enquadrados na situação acima se caracterizam como pagamentos não efetivados e o operador deve verificar se: Página 5 de 7

6 a) O pagamento é realmente devido: estornar a NEX e emitir NOB Eletrônica para efetivação do pagamento. b) O pagamento não é devido: estornar a NEX, cancelando o pagamento Procedimento para pagamentos Eletrônicos com Falha na Transmissão QUADRO 03 - DOCUMENTOS ELETRÔNICOS ESTORNADOS Restos a Pagar Não Processados em Proc. em Inscrição Restos a Pagar Processado em Proc. de Inscrição da Transmissão Eletrônica Documento eletrônico do Banco do Brasil - Nota de Ordem Bancária Extra-Orçamentária (NEX) Estornada - Documento de Estorno Falha na transmissão² ¹ A CBA refere-se exclusivamente a pagamentos realizados na conta única, caso o usuário pretenda efetuar análise referente a outra conta (especial ou de convênio) deve utilizar o respectivo CBA. ² Falha na transmissão significa que o recurso financeiro foi debitado no extrato bancário e posteriormente creditado, reingressando novamente na conta corrente da conta única. Aqui o operador deve ter ESPECIAL ATENÇÃO QUANDO A SITUAÇÃO FOR FALHA NA TRANSMISSÃO, pois deverá verificar se já foi realizado o pagamento através de outra NEX eletrônica, cuja situação encontra-se como Pagamento Transmitido ou Transmissão Efetivada. Se existir essa NEX eletrônica, então será este o documento a ser estornado e regularizado conforme o item Caso o operador constate que não foi realizado o pagamento através de outra NEX deverá então emitir NOB Eletrônica com data atual (desta forma o pagamento do credor será efetivado). Recomendamos ainda cautela quanto aos pagamentos cuja Forma de Recebimento seja PAGAMENTO DE FATURAS, pois a efetivação destes pagamentos deve ser confirmada, fisicamente, através da autenticação bancária no documento (fatura/boleto) encaminhado ao banco. Caso não haja autenticação deve-se emitir NOB de Eletrônica com data atual (desta forma o pagamento do credor será efetivado). Página 6 de 7

7 5.1.4 Procedimento para pagamentos de Regularização QUADRO 02 - DOCUMENTOS DE REGULARIZAÇÃO 1) 42 - Restos a Pagar Não Processados em Proc. em Inscrição 2) 41 - Restos a Pagar Processado em Proc. de Inscrição Documento de regularização Nota de Ordem Bancária Extra-Orçamentária (NEX) Normal ¹ A CBA refere-se exclusivamente a pagamentos realizados na conta única, caso o usuário pretenda efetuar análise referente a outra conta (especial ou de convênio) deve utilizar o respectivo CBA. Os pagamentos enquadrados na situação acima devem ser estornados emitindo-se respectiva NOB de regularização. Em caso de dúvidas deve-se entrar em contato com a Coordenadoria de Relacionamento Governamental para o Renato Silva de Sousa Superintendente de Controle Gerencial Contábil do Estado Vilma Blanco de Alencar Coordenadora da Coordenadoria de Planejamento de Serviços Contábeis Página 7 de 7

1.1 INCLUIR RDE REGISTRO DA RECEITA EXTRA - ORÇAMENTÁRIA

1.1 INCLUIR RDE REGISTRO DA RECEITA EXTRA - ORÇAMENTÁRIA CAPITULO 04.00.00 SISTEMA INTEGRADO DE PLANEJAMENTO, CONTABILIDADE E FINANÇAS DO ESTADO DE MATO GROSSO FIPLAN SEÇÃO 04.04.00 MACROFUNÇÃO DA RECEITA ASSUNTO 04.04.01 RESTITUIÇÕES DE RECEITA REGISTRADA NAS

Leia mais

II - Procedimentos Contábeis Após Restituição - Motivos 2, 3, 4, 5, 8

II - Procedimentos Contábeis Após Restituição - Motivos 2, 3, 4, 5, 8 INSTRUÇÃO DE SERVIÇO ASSUNTO INTERESSADO 006 /2015 SATE/SEFAZ Contabilização dos depósitos identificados As Unidades Orçamentárias da Administração Pública Estadual I - Introdução A partir de Setembro/2015

Leia mais

FIPLAN-BA - Sistema Integrado de Planejamento, Contabilidade e Finanças do Estado da Bahia. Transferências de Saldos da Programação Financeira

FIPLAN-BA - Sistema Integrado de Planejamento, Contabilidade e Finanças do Estado da Bahia. Transferências de Saldos da Programação Financeira ORIENTAÇÃO TÉCNICA FIPLAN Projeto FIPLAN-BA - Sistema Integrado de Planejamento, Contabilidade e Finanças do Estado da Bahia Unidade Responsável: DEPAT UNIDADE ORÇAMENTÁRIA Versão 3.0 Data: 17/04/2013

Leia mais

MANUAL PARA IMPLANTAÇÃO DO SALDO DA DISPONIBILIDADE FINANCEIRA

MANUAL PARA IMPLANTAÇÃO DO SALDO DA DISPONIBILIDADE FINANCEIRA MANUAL PARA IMPLANTAÇÃO DO SALDO DA DISPONIBILIDADE FINANCEIRA Para controlar o novo grupo da disponibilidade financeira do PCASP (grupo 8), temos que primeiramente apurar a disponibilidade do Órgão e

Leia mais

UNIDADE GESTORA ( UG )

UNIDADE GESTORA ( UG ) UNIDADE GESTORA ( UG ) Apostila - Estornar Atendimento Help Desk - Credor Liberar Empenho para Servidor Público Documentos Hábeis (DHA) - Desmembrar Liberar/Suspender/Ativar Pedido de Adiantamento (PAD)

Leia mais

MANUAL FINANCEIRO MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS

MANUAL FINANCEIRO MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS MANUAL FINANCEIRO MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO...3 2 REALIZANDO UMA ARRECADAÇÃO...4 2.1 IMPORTAÇÃO TRIBUTOS COM A CONTABILIDADE...4 2.2 BOLETIM DE ARRECADAÇÃO...4 2.1.1

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO CAPITULO 04.00.00 ITEMA ITEGRADO DE PLAEJAMETO, COTABILIDADE E FIAÇA DO ETADO DE MATO GROO FIPLA EÇÃO 04.03.00 MACROFUÇÃO DA DEPEA AUTO 04.03.16-00 1. ATUALIZAÇÕE REGULARIZAÇÃO COTÁBIL DO BLOQUEIO E DEBLOQUEIO

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SAF N 016 DE 09 DE SETEMBRO DE 2015

INSTRUÇÃO NORMATIVA SAF N 016 DE 09 DE SETEMBRO DE 2015 INSTRUÇÃO NORMATIVA SAF N 016 DE 09 DE SETEMBRO DE 2015 Dispõe sobre a movimentação financeira em Instituições Bancárias pelos Órgãos, Fundos e Entidades da Administração Pública do Poder Executivo Estadual

Leia mais

ORIENTAÇÃO TÉCNICA SICOM - CONTABILIDADE

ORIENTAÇÃO TÉCNICA SICOM - CONTABILIDADE ORIENTAÇÃO TÉCNICA SICOM - CONTABILIDADE O principal objetivo do SICOM é exercer um controle concomitante dos atos e fatos realizados nas administrações públicas, criando condições para identificar de

Leia mais

1 - DOS FILTROS DOS DOCUMENTOS. As orientações abaixo ajudarão os usuários a preencher as tabelas I, II e III.

1 - DOS FILTROS DOS DOCUMENTOS. As orientações abaixo ajudarão os usuários a preencher as tabelas I, II e III. 1 - DOS FILTROS DOS DOCUMENTOS 1º Passo itens de filtro nas consultas de documento no fiplan As orientações abaixo ajudarão os usuários a preencher as tabelas I, II e III. Consulta de NOB - Contribuição

Leia mais

COMUNICADO SOBRE RESTOS A PAGAR

COMUNICADO SOBRE RESTOS A PAGAR COMUNICADO SOBRE RESTOS A PAGAR A SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA, no uso das atribuições que lhe outorga o inciso II, do art.114, da Constituição Estadual e considerando a autorização contida nos arts.

Leia mais

1.1 Relatório Equivalência Subelementos por Classe e Grupo de Patrimônio

1.1 Relatório Equivalência Subelementos por Classe e Grupo de Patrimônio INSTRUÇÃO DE SERVIÇO GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO Nº 011/2013/SATE/SEFAZ ASSUNTO PROCEDIMENTO PARA INCLUSÃO DO DOCUMENTO DE AQS AQUISIÇÃO DE BENS PATRIMONIAIS. ATUALIZADA 15/08/2014. 1.INFORMAÇÕES

Leia mais

MANUAL DE CONCILIAÇÃO BANCÁRIA MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS

MANUAL DE CONCILIAÇÃO BANCÁRIA MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS MANUAL DE CONCILIAÇÃO BANCÁRIA MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO...3 2 APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA...4 2.1 CONCILIAÇÃO MOVIMENTOS COM LANÇAMENTOS...6 3 PASSO A PASSO: CONCILIAÇÃO

Leia mais

MATERIAL PARA CAPACITAÇÃO INTERNA DO FIPLAN

MATERIAL PARA CAPACITAÇÃO INTERNA DO FIPLAN Guia de Capacitação Cancelar Restos a Pagar - CRP Versão 1.0 Outubro 2014 GUIA DE CAPACITAÇÃO CANCELAR RESTOS A PAGAR - CRP MATERIAL PARA CAPACITAÇÃO INTERNA DO FIPLAN MÓDULO: LIQUIDAÇÃO (LIQ) INSTRUTORA:

Leia mais

Contas contábeis envolvidas na conferência do Almoxarifado

Contas contábeis envolvidas na conferência do Almoxarifado Sumário Contas contábeis envolvidas na conferência do Almoxarifado... 2 Entradas no SIPAC... 9 Entrada Extra/Avulsa no SIPAC...13 Baixas no Almoxarifado...15 Planilhas de conciliação...17 Tomada de Contas

Leia mais

Assunto: Ordem Bancária de Transferências Voluntárias - OBTV

Assunto: Ordem Bancária de Transferências Voluntárias - OBTV Nota Técnica n 010/2014/GECOG (Revoga a Nota Técnica 005/2013) Vitória, 09 de outubro de 2014. Assunto: Ordem Bancária de Transferências Voluntárias - OBTV Prezados (as) Senhores (as), A presente Nota

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN ROTINAS ADMINISTRATIVAS PROPLAN SETOR: Pró-Reitoria CARGO: Docente / TNS FUNÇÃO: Pró-Reitor

Leia mais

Portaria Conjunta STN/SOF nº 3/2008 Manual de Despesa Nacional;

Portaria Conjunta STN/SOF nº 3/2008 Manual de Despesa Nacional; Código: MAP-DIFIN-001 Versão: 00 Data de Emissão: XX/XX/XXXX Elaborado por: Gerência de Contabilidade Aprovado por: Diretoria de Finanças e Informações de Custos 1 OBJETIVO Estabelecer os procedimentos

Leia mais

E&L Contabilidade Pública Eletrônica

E&L Contabilidade Pública Eletrônica E&L Contabilidade Pública Eletrônica Instruções para envio da prestação mensal do CIDADESWEB. Está disponível no menu Utilitários, uma opção de Implantação do CIDADESWEB. Neste utilitário estão os 9 passos

Leia mais

MANUAL CONTABILIDADE

MANUAL CONTABILIDADE MANUAL NOTA DE RESERVA MANUAL MANUAL ELABORAÇÃO DO PEDIDO DO DO ORÇAMENTO RH MANUAL - ORÇAMENTO MANUAL CONTABILIDADE MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS 1 SUMÁRIO 1 EMPENHO PEDIDOS RH...3 1.1 PEDIDO

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ NOTA TÉCNICA Nº 002 / 2013 SATES / DICONF SEFA Aos Órgãos e Entidades da Administração Pública Estadual, 1 Belém, 18 de outubro de 2013 ASSUNTO: Ordem Bancária de Transferência Voluntária (OBTV) do Sistema

Leia mais

MATERIAL PARA CAPACITAÇÃO INTERNA DO FIPLAN

MATERIAL PARA CAPACITAÇÃO INTERNA DO FIPLAN Guia de Capacitação Concessão de Cotas Financeiras Versão 1.0 outubro 2012 MATERIAL PARA CAPACITAÇÃO INTERNA DO FIPLAN MÓDULO: PROGRAMAÇÃO FINANCEIRA INSTRUTOR: CARLOS ALBERTO PEREIRA LIMA COLABORADORES

Leia mais

Manual de Encerramento do Exercício - 6a EDIÇÃO - Versão 4.0

Manual de Encerramento do Exercício - 6a EDIÇÃO - Versão 4.0 FIPLAN Sistema Integrado de Planejamento, Contabilidade e Finanças Manual de Encerramento do Exercício Manual de Encerramento do Exercício - 6a EDIÇÃO - Versão 4.0 Governo do Estado da Bahia Pág. 2/64

Leia mais

- MAIO 2013 - Execução da Despesa X Programação Financeira Versão 01 Julho 2013

- MAIO 2013 - Execução da Despesa X Programação Financeira Versão 01 Julho 2013 - MAIO 2013 - Execução da Despesa X Programação Financeira Versão 01 Julho 2013 - SUMÁRIO - 1. NOÇÕES GERAIS DA PROGRAMAÇÃO FINANCEIRA... 3 2. INCLUSÃO DO PEDIDO DE EMPENHO PED... 3 3. INCLUSÃO DO EMPENHO

Leia mais

Art. 1º Aprovar Norma de Execução, na forma do Anexo a esta Portaria. ANEXO UNIDADE RESPONSÁVEL 31/12/2013 PROCESSO

Art. 1º Aprovar Norma de Execução, na forma do Anexo a esta Portaria. ANEXO UNIDADE RESPONSÁVEL 31/12/2013 PROCESSO PORTARIA Nº 2, DE 22 DE NOVEMBRO DE 2013 O AUDITOR-CHEFE DA AUDITORIA INTERNA DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO, no uso de suas atribuições, e tendo em vista a competência que lhe foi atribuída pelo inciso

Leia mais

FIPLAN-BA Sistema Integrado de Planejamento, Contabilidade e Finanças do Estado da Bahia DEPAT e Unidades Orçamentárias

FIPLAN-BA Sistema Integrado de Planejamento, Contabilidade e Finanças do Estado da Bahia DEPAT e Unidades Orçamentárias ORIENTAÇÃO TÉCNICA Nº 001/2012 Projeto Unidade Responsável: Assunto: FIPLAN-BA Sistema Integrado de Planejamento, Contabilidade e Finanças do Estado da Bahia DEPAT e Unidades Orçamentárias Ordem Bancárias

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema

Leia mais

Treinamento Sistema Condominium Módulo III

Treinamento Sistema Condominium Módulo III Financeiro (Lançamentos Despesas e Saldos) Nesse módulo iremos apresentar os principais recursos da área contábil do sistema. Contábil> Lançamentos Nessa tela é possível lançar as despesas dos condomínios,

Leia mais

MANUAL - CONTABILIDADE

MANUAL - CONTABILIDADE MANUAL - CONTABILIDADE MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...3 2. MÓDULO CONTABILIDADE...4 2.1. PLANO CONTÁBIL...4 2.2. BOLETIM CONTÁBIL...4 2.2.1. Lançamentos Contábeis...5

Leia mais

INSTRUÇÃO DGA Nº 81, DE 23 DE SETEMBRO DE 2014

INSTRUÇÃO DGA Nº 81, DE 23 DE SETEMBRO DE 2014 INSTRUÇÃO DGA Nº 81, DE 23 DE SETEMBRO DE 2014 #Estabelece procedimentos para registro, no SICONV, de informações referentes a Convênios com OBTV. O Coordenador da Administração Geral, no uso de suas atribuições,

Leia mais

DECRETO Nº 14.407 DE 09 DE ABRIL DE 2013. Aprova o Regulamento do Sistema Financeiro e de Contabilidade do Estado, e dá outras providências.

DECRETO Nº 14.407 DE 09 DE ABRIL DE 2013. Aprova o Regulamento do Sistema Financeiro e de Contabilidade do Estado, e dá outras providências. DECRETO Nº 14.407 DE 09 DE ABRIL DE 2013 Aprova o Regulamento do Sistema Financeiro e de Contabilidade do Estado, e dá outras providências. (Publicado no DOE de 10 de abril de 2013) O GOVERNADOR DO ESTADO

Leia mais

MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB

MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB 0 Sumário Introdução... 2 Funcionalidades... 2 Requisitos Necessários... 2 Faturamento Web... 3 Faturamento Simplificado... 4 Faturamento Detalhado... 9 Faturamento

Leia mais

Help Contabilização Rápida E&L Produções de Software

Help Contabilização Rápida E&L Produções de Software Help Contabilização Rápida Note: To change the product logo for your ow n print manual or PDF, click "Tools > Manual Designer" and modify the print manual template. Contents 5 Table of Contents Foreword

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE SUMÁRIO 1. OBJETIVO 2. CAMPO DE APLICAÇÃO 3. REFERÊNCIAS 4. DEFINIÇÕES 5. SIGLAS 6. CONDIÇÕES GERAIS 7. RESPONSABILIDADES 8. ANEXOS 1. OBJETIVO Este procedimento é estabelecido e mantido para uniformizar

Leia mais

Manual de Operacionalização do Módulo de Prestação de Contas PCS

Manual de Operacionalização do Módulo de Prestação de Contas PCS Manual de Operacionalização do Módulo de Prestação de Contas PCS Versão Fevereiro/2013 Índice PCS - Módulo de Prestação de Contas...3 Acesso ao Módulo PCS...3 1. Contas financeiras...5 1.1. Cadastro de

Leia mais

PROCEDIMENTO CONTÁBIL Nº 001/2015 (versão 0.0.1)

PROCEDIMENTO CONTÁBIL Nº 001/2015 (versão 0.0.1) PROCEDIMENTO CONTÁBIL Nº 001/2015 (versão 0.0.1) RESTOS A PAGAR PROCESSADOS E NÃO PROCESSADOS ÍNDICE 1 OBJETIVO... 1 2 CONCEITOS... 1 3 CLASSIFICAÇÃO NO PLANO DE CONTAS... 2 4 PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS...

Leia mais

Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade

Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade DM003.0 Página 1 / 42 Índice 1 APRESENTAÇÃO... 4 DETALHAMENTO DOS LINKS DO TECBIZ ONLINE... 5 2 INICIAL... 5 3 ASSOCIADO... 5 3.1 SELECIONA ASSOCIADO... 5 3.2 ALTERAR

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 019/2014

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 019/2014 Salvador, Bahia Sexta-Feira 21 de novembro de 2014 Ano XCIX N o 21.577 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 019/2014 Orienta os órgãos e entidades da Administração Pública do Poder Executivo Estadual, sobre a realização

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.12

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.12 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.12 Pagueban...2 Bancos...2 Configurando Contas...5 Aba Conta Banco...5 Fornecedores Referências Bancárias...7 Duplicatas a Pagar...9 Aba Geral...10 Aba PagueBan...11 Rastreamento

Leia mais

Guia de Implantação Bluesoft ERP Fechamento de Caixa

Guia de Implantação Bluesoft ERP Fechamento de Caixa Guia de Implantação Bluesoft ERP Fechamento de Caixa O que é o Fechamento de Caixa? O Fechamento de Caixa consiste, basicamente, em separar e conferir todos os recebimentos que há nos caixas. Essa tarefa

Leia mais

Decreto Nº 9.826, de 26 outubro de 2012. A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE NATAL, no uso de suas atribuições constitucionais e legais,

Decreto Nº 9.826, de 26 outubro de 2012. A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE NATAL, no uso de suas atribuições constitucionais e legais, Decreto Nº 9.826, de 26 outubro de 2012 Dispõe sobre procedimentos e prazos relativos ao encerramento do exercício de 2012 e dá outras providências. A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE NATAL, no uso de suas atribuições

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Geral. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Geral. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Geral Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema de Almoxarifado

Leia mais

Guia de Implantação Bluesoft ERP Fechamento de Caixa

Guia de Implantação Bluesoft ERP Fechamento de Caixa Guia de Implantação Bluesoft ERP Fechamento de Caixa Objetivo O objetivo deste guia é fornecer um roteiro para a implantação módulo Fechamento de Caixa do sistema Bluesoft ERP. O que é o Fechamento de

Leia mais

ROTEIRO DE AUDITORIA DE CONTABILIDADE PÚBLICA

ROTEIRO DE AUDITORIA DE CONTABILIDADE PÚBLICA SISTEMA ORÇAMENTÁRIO 1 - RECEITAS 1.1 - Orçamento da Receita 1.2 - Receita Prevista 1.3 - Execução Orçamentária da Receita ROTEIRO DE AUDITORIA DE CONTABILIDADE PÚBLICA I - Verificar se os registros das

Leia mais

Help Encerramento do Exercício E&L Produções de Software

Help Encerramento do Exercício E&L Produções de Software Help Encerramento do Exercício Note: To change the product logo for your ow n print manual or PDF, click "Tools > Manual Designer" and modify the print manual template. Contents 5 Table of Contents Foreword

Leia mais

Novas funcionalidades do sistema SCPI Módulo Contas

Novas funcionalidades do sistema SCPI Módulo Contas 1 Novas funcionalidades do sistema SCPI Módulo Contas 1- Controles de saldos financeiros por Fonte e Aplicação Abaixo estão listadas as telas do sistema que sofreram adequações na nova versão do Módulo

Leia mais

ATENÇÃO: A cópia impressa a partir da intranet é cópia não controlada.

ATENÇÃO: A cópia impressa a partir da intranet é cópia não controlada. Proposto por: Equipe da Divisão de Apropriação e Análise Contábil (DECON/DIANA) Analisado por: Diretor do Departamento Contábil (DECON) Aprovado por: Diretor da Diretoria Geral de Planejamento, Coordenação

Leia mais

ATUALIZAÇÃO ATÉ 14/02/2007.

ATUALIZAÇÃO ATÉ 14/02/2007. ATUALIZAÇÃO ATÉ 14/02/2007. ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO Passando o mouse sobre a opção (+) Rotina Mensal/Anual, aparecerão três opções: 1 Boletim RP 2 Conciliação Bancária 3 TCE Deliberação 233/2006 1 3

Leia mais

Relatório Gerencial. Coordenação de Tecnologia da Informação e Comunicação FUNDEPAG 17/01/2013

Relatório Gerencial. Coordenação de Tecnologia da Informação e Comunicação FUNDEPAG 17/01/2013 2013 Relatório Gerencial Coordenação de Tecnologia da Informação e Comunicação FUNDEPAG 17/01/2013 Sumário 1. Objetivo... 4 2. Seleção dos registros... 4 2.1 Seleção dos executores... 4 2.2 Parâmetros...

Leia mais

Conselho Federal de Contabilidade Vice-presidência de Controle Interno INSTRUÇÃO DE TRABALHO INT/VPCI Nº 005/2012

Conselho Federal de Contabilidade Vice-presidência de Controle Interno INSTRUÇÃO DE TRABALHO INT/VPCI Nº 005/2012 Conselho Federal de Contabilidade Vice-presidência de Controle Interno INSTRUÇÃO DE TRABALHO INT/VPCI Nº 005/2012 Brasília-DF Dezembro/2012 INSTRUÇÃO DE TRABALHO INT/VPCI Nº 005/2012 Processo CFC n.º 2012/000258

Leia mais

Estado de Mato Grosso Prefeitura Municipal de Alto Garças

Estado de Mato Grosso Prefeitura Municipal de Alto Garças PRESTAÇÃO DE CONTAS ANEXO II RELAÇÃO DE PAGAMENTOS Convênio nº: REC ITEM CREDOR CGC/CPF CH/OB DATA VALOR (R$ 1,00) Responsável pela Execução: INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO RELAÇÃO DE PAGAMENTOS Refere-se

Leia mais

INSTRUÇÃO INTERNA DE PROCEDIMENTOS IIP Nº 005, de 24 de agosto de 2011 (*)

INSTRUÇÃO INTERNA DE PROCEDIMENTOS IIP Nº 005, de 24 de agosto de 2011 (*) INSTRUÇÃO INTERNA DE PROCEDIMENTOS IIP Nº 005, de 24 de agosto de 2011 (*) Disciplina no âmbito do IFPR as Orientações acerca da Execução Orçamentária e Financeira, relativas à Concessão de Suprimentos

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA SERVELOJA

MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA SERVELOJA MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA SERVELOJA A Serveloja soluções empresariais é uma empresa de tecnologia, especialista em consultoria, serviços financeiros e softwares. Disponibilizamos diversas soluções de cobranças

Leia mais

Analisado por: Diretor do Departamento Contábil (DECON)

Analisado por: Diretor do Departamento Contábil (DECON) Proposto por: Diretor da Divisão de Conformidade Contábil (DICOC) CONTABILIZAR RESTITUIÇÕES E INDENIZAÇÕES Analisado por: Diretor do Departamento Contábil (DECON) Aprovado por: Diretora da Diretoria-Geral

Leia mais

PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS PARA A EXECUÇÃO FINANCEIRA DA FOLHA DE PAGAMENTO DOS SERVIDORES DO PJERJ 1 OBJETIVO

PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS PARA A EXECUÇÃO FINANCEIRA DA FOLHA DE PAGAMENTO DOS SERVIDORES DO PJERJ 1 OBJETIVO PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS PARA A EXECUÇÃO FINANCEIRA DA FOLHA DE PAGAMENTO DOS SERVIDORES DO PJERJ Proposto por: Diretor da Divisão de Acompanhamento das Despesas de Pessoal do Poder Judiciário (DIPJU)

Leia mais

Contabilidade / Orçamento pag.: 4.1 Descrição dos Fluxos de Trabalho

Contabilidade / Orçamento pag.: 4.1 Descrição dos Fluxos de Trabalho Contabilidade / Orçamento pag.: 4.1 4.1.1 - FLUXOGRAMA ORÇAMENTO LEGISLAÇÃO. Planejamento e Orçamento PPA Audiência Pública Legislativo Apreciação Executivo - Sanção Audiência Pública LDO Legislativo -

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA SAF Nº 01, DE 19 DE JANEIRO DE 2011

INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA SAF Nº 01, DE 19 DE JANEIRO DE 2011 INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA SAF Nº 01, DE 19 DE JANEIRO DE 2011 Publicada no DOE de 25 de janeiro de 2011 Dispõe sobre a movimentação de recursos efetuados pelos Órgãos, Fundos e Entidades da Administração

Leia mais

Tutorial contas a pagar

Tutorial contas a pagar Tutorial contas a pagar Conteúdo 1. Cadastro de contas contábeis... 2 2. Cadastro de conta corrente... 4 3. Cadastro de fornecedores... 5 4. Efetuar lançamento de Contas à pagar... 6 5. Pesquisar Lançamento...

Leia mais

PRONIM ED - EDUCAÇÃO Financeiro

PRONIM ED - EDUCAÇÃO Financeiro PRONIM ED - EDUCAÇÃO Financeiro SUMÁRIO 1. FINANCEIRO... 5 1.1. ED - SECRETARIA... 5 1.2. ED - ESCOLA... 5 1.3. USUÁRIOS POR ENTIDADE NO ED SECRETARIA E ESCOLA... 6 2. FINANCEIRO - SECRETARIA... 7 2.1.

Leia mais

GUIA DE CAPACITAÇÃO REGISTRO DE RECEITA EXTRA ORÇAMENTÁRIA - RDE

GUIA DE CAPACITAÇÃO REGISTRO DE RECEITA EXTRA ORÇAMENTÁRIA - RDE GUIA DE CAPACITAÇÃO REGISTRO DE RECEITA EXTRA ORÇAMENTÁRIA - RDE Registro de Receita Extra Orçamentária (RDE) - SUMÁRIO - 1. CONCEITOS...3 2. Registro de Receita Extra Orçamentária...6 2.1. DESCRIÇÃO...6

Leia mais

Relatório Controle Interno 2º. Quadrimestre 2015

Relatório Controle Interno 2º. Quadrimestre 2015 Relatório Controle Interno 2º. Quadrimestre 2015 1. APRESENTAÇÃO Nos termos do artigo 74 da Constituição Federal, artigo 59 da Lei Complementar nº. 59, artigos 63 a 66 da Lei Complementar nº. 33, de 28

Leia mais

DECRETO Nº 27.438 DE 12 DE DEZEMBRO DE 2006.

DECRETO Nº 27.438 DE 12 DE DEZEMBRO DE 2006. DECRETO Nº 27.438 DE 12 DE DEZEMBRO DE 2006. Dispõe sobre a Estrutura Organizacional da Secretaria Municipal de Fazenda e dá outras providências. O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso das atribuições

Leia mais

DEPARTAMENTO DE CONSULTORIA E CAPACITAÇÃO ORIENTAÇÃO TÉCNICA FECHAMENTO DO BALANÇO GERAL

DEPARTAMENTO DE CONSULTORIA E CAPACITAÇÃO ORIENTAÇÃO TÉCNICA FECHAMENTO DO BALANÇO GERAL DEPARTAMENTO DE CONSULTORIA E CAPACITAÇÃO ORIENTAÇÃO TÉCNICA FECHAMENTO DO BALANÇO GERAL 012/2011 Elaborada em 28/12/2011 Este documento descreve os procedimentos que devem ser adotados para o fechamento

Leia mais

Treinamento GVcollege Módulo Financeiro 1

Treinamento GVcollege Módulo Financeiro 1 Treinamento GVcollege Módulo Financeiro 1 2013 GVDASA Sistemas Caixa AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

Leia mais

ROTEIRO DE AUDITORIA FINANCEIRA

ROTEIRO DE AUDITORIA FINANCEIRA ROTEIRO DE AUDITORIA FINANCEIRA 1 - OBJETIVO Este programa tem por objetivo, propiciar o levantamento, a conferência e a comprovação das disponibilidades financeiras existentes em Caixa, Bancos e outras

Leia mais

A configuração é um dos aspectos mais importante ao acessar o módulo pela primeira vez, pois é a base para o desempenho do sistema.

A configuração é um dos aspectos mais importante ao acessar o módulo pela primeira vez, pois é a base para o desempenho do sistema. Página1 Configurações A configuração é um dos aspectos mais importante ao acessar o módulo pela primeira vez, pois é a base para o desempenho do sistema. Como vimos o Plano de Contas dá a ideia inicial

Leia mais

Ambiente de Pagamentos

Ambiente de Pagamentos GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA FAZENDA COORDENADORIA DA ADMINISTRAÇÃOTRIBUTÁRIA DIRETORIA DE INFORMAÇÕES Ambiente de Pagamentos Manual do Contribuinte Versão 26/09/2011 Índice Analítico 1.

Leia mais

Gestão de Suprimento de Fundos

Gestão de Suprimento de Fundos Suporte Institucional MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS Gestão de Suprimento de Fundos Esta edição do Manual foi atualizada até 26/06/2014. Ministério Público Federal Procuradoria da República do Rio Grande

Leia mais

Conselho Federal de Contabilidade

Conselho Federal de Contabilidade Processo CFC n.º 2015/000011 INSTRUÇÃO DE TRABALHO INT/VPCI Nº 10/2015 Assunto: Orientação para encerramento do Exercício de 2014, elaboração do processo de Prestação de Contas do Sistema CFC/CRCs e alteração

Leia mais

PROCEDIMENTO CONTÁBIL Nº 02/2015 (versão 0.0.1)

PROCEDIMENTO CONTÁBIL Nº 02/2015 (versão 0.0.1) UNIDADE DE CONTÁBIL UNICON PROCEDIMENTO CONTÁBIL Nº 02/2015 (versão 0.0.1) GUIA DE RECEBIMENTO (GR) LANÇAMENTO DE RECEITAS ÍNDICE 1 OBJETIVO... 1 2 - CONCEITOS... 1 3 PREENCHIMENTO DA GR NO SIAFEM... 2

Leia mais

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Convênio, Contrato de Repasse

Leia mais

Tribunal de Contas SAGRES CAPTURA 2015. Ed Wilson Fernandes de Santana Marcos Uchôa de Medeiros Severino Claudino Neto

Tribunal de Contas SAGRES CAPTURA 2015. Ed Wilson Fernandes de Santana Marcos Uchôa de Medeiros Severino Claudino Neto Tribunal de Contas SAGRES CAPTURA 2015 Ed Wilson Fernandes de Santana Marcos Uchôa de Medeiros Severino Claudino Neto Sumário Sagres Captura para 2015 Informações de Obras Arquivo PDF da Lei de criação

Leia mais

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias) Perfil Convenente

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias) Perfil Convenente MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Convênio, Contrato de Repasse

Leia mais

Manual de Conciliação Bancária

Manual de Conciliação Bancária Manual de Conciliação Bancária Índice Conciliação Bancária... 2 O módulo de Conciliação Bancária no SIGEF... 3 Conciliação Bancária Extrato Bancário... 5 Fazendo a Conciliação Bancária Extrato Bancário...

Leia mais

CONVERJ Analisar Proposta

CONVERJ Analisar Proposta 1 CONVERJ Analisar Proposta Concedente Versão 1.3 Outubro/2014 2 Sumário 1 Como analisar uma Proposta?... 3 1.1 Analise Técnica... 7 1.2 Pronunciamento Coordenador... 10 1.3 Registrar Escolha do Proponente...

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SERROLÂNDIA BAHIA CNPJ 14.196.703/0001-41

PREFEITURA MUNICIPAL DE SERROLÂNDIA BAHIA CNPJ 14.196.703/0001-41 DECRETO Nº. 075, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2015. Dispõe sobre os procedimentos para o encerramento do exercício financeiro de 2015 no âmbito da Administração Pública Municipal e dá outras providências. O PREFEITO

Leia mais

COMUNICADO SIAD - PORTAL DE COMPRAS 08/2011

COMUNICADO SIAD - PORTAL DE COMPRAS 08/2011 SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO Rodovia Prefeito Américo Gianetti, s/n Edifício Gerais - Bairro Serra Verde CEP: 31630-901 - Belo Horizonte - MG COMUNICADO SIAD - PORTAL DE COMPRAS 08/2011

Leia mais

Anexo Único Resolução CGM nº 1126 de 22 de Janeiro de 2014* Sistema de Contabilidade e Execução Orçamentária FINCON

Anexo Único Resolução CGM nº 1126 de 22 de Janeiro de 2014* Sistema de Contabilidade e Execução Orçamentária FINCON Anexo Único Resolução CGM nº 1126 de 22 de Janeiro de 2014* Sistema de Contabilidade e Execução Orçamentária FINCON Solicitante Perfil Ações no Sistema Cria e cancela todos os tipos de solicitação de despesa.

Leia mais

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Convênio, Contrato de Repasse

Leia mais

TESOURARIA. Âmbito. Avisos a Clientes Proposta e emissão de avisos de débitos em atraso de clientes.

TESOURARIA. Âmbito. Avisos a Clientes Proposta e emissão de avisos de débitos em atraso de clientes. Página1 TESOURARIA Âmbito Recibos O módulo de recibos do Multi permite associar os valores recebidos de terceiros aos documentos regularizados, registar os meios de liquidação e emitir o Recibo. O recibo

Leia mais

ATUALIZAÇÃO DA VERSAO 05.04.00. Abaixo constam as alterações referentes a versão 05.04.00 do dia 02/05/2012:

ATUALIZAÇÃO DA VERSAO 05.04.00. Abaixo constam as alterações referentes a versão 05.04.00 do dia 02/05/2012: ATUALIZAÇÃO DA VERSAO 05.04.00 Abaixo constam as alterações referentes a versão 05.04.00 do dia 02/05/2012: ATENÇÃO: Versões intermediarias não são de atualização obrigatório para todos os clientes, apenas

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e)

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e) Manual da Declaração Eletrônica de Serviços de Instituições Financeiras (DES-IF) Todos os dados e valores apresentados neste manual são ficticios. Qualquer dúvida consulte a legislação vigente. Página

Leia mais

Sumário. www.samisistemas.com.br Porto Alegre 51 3254.5454 Florianópolis 48 3094.1775 São Paulo 11 3076.499 Rio de Janeiro 21 3031.

Sumário. www.samisistemas.com.br Porto Alegre 51 3254.5454 Florianópolis 48 3094.1775 São Paulo 11 3076.499 Rio de Janeiro 21 3031. Sumário Legenda... 3 1. Cadastros e Lançamentos... 4 1.1. Recebimento de Doc s... 4 1.2. Baixa de Proprietários... 7 1.3. Lançamento em Lote (Manual)... 10 1.4. Alteração/ Exclusão de Lançamentos... 11

Leia mais

Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP. Operacionalização - Solicitação de Viagem

Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP. Operacionalização - Solicitação de Viagem Sistema de Concessão de Diárias e Passagens - SCDP FAQ Perguntas e Respostas Freqüentes Operacionalização - Solicitação de Viagem 1 - Quais as exigências legais para cadastramento de uma solicitação de

Leia mais

ORIENTAÇÕES IMPORTAÇÃO Versão nº 01 (21/10/2010)

ORIENTAÇÕES IMPORTAÇÃO Versão nº 01 (21/10/2010) ORIENTAÇÕES IMPORTAÇÃO Versão nº 01 (21/10/2010) 1) O servidor interessado na aquisição de bens importados deverá encaminhar ao Setor de Compras do Centro a seguinte documentação: a) A solicitação de compra

Leia mais

EDDYDATA SERVIÇOS DE INFORMÁTICA LTDA. EPP MANUAL ABERTURA 2016

EDDYDATA SERVIÇOS DE INFORMÁTICA LTDA. EPP MANUAL ABERTURA 2016 EDDYDATA SERVIÇOS DE INFORMÁTICA LTDA. EPP MANUAL ABERTURA 2016 FRANCA 2015 Estamos finalizando o exercício de 2015 junto dos nossos clientes com quem mantivemos um bom relacionamento durante todo o ano

Leia mais

Novidades Versão 11.08a

Novidades Versão 11.08a 1. VISÃO GERAL 1.1 MODIFICAÇÕES E ATUALIZAÇÕES: Foram adicionadas diversas funcionalidades nos Módulos Doc-e, Produção, CRM, no Sistema de Gestão Administrativa e no Módulo de Vendas que permitem melhorias

Leia mais

CONTABILIZAR BENS MATERIAIS E PATRIMONIAIS DO TJERJ 1 OBJETIVO

CONTABILIZAR BENS MATERIAIS E PATRIMONIAIS DO TJERJ 1 OBJETIVO Proposto por: Equipe da Divisão de Classificação Contábil (DICLA) Analisado por: Diretor do Departamento Contábil (DECON) Aprovado por: Diretora-Geral da Diretoria-Geral de Planejamento, Coordenação e

Leia mais

03.01.01 Execução Orçamentária e Financeira

03.01.01 Execução Orçamentária e Financeira 03 Suporte Institucional 03.01 Gestão Orçamentária e Financeira 03.01.01 Execução Orçamentária e Financeira Manual de Normas e Procedimentos Anexo da Instrução de Serviço PR-PI/MPF nº 01/2014 Versão 1.0

Leia mais

Projeto SIGA-EPT. Manual do usuário Módulo Requisição de Almoxarifado SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ACADÊMICA

Projeto SIGA-EPT. Manual do usuário Módulo Requisição de Almoxarifado SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ACADÊMICA Projeto SIGA-EPT Manual do usuário Módulo Requisição de Almoxarifado SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ACADÊMICA Versão setembro/2010 Requisição de Almoxarifado Introdução Requisição é uma solicitação feita

Leia mais

Projeto FIPLAN-BA Sistema Integrado de Planejamento e Finanças do Estado da Bahia. Assunto PAGAMENTO DE RESTOS A PAGAR - 2013 - ETAPAS 3 e 4

Projeto FIPLAN-BA Sistema Integrado de Planejamento e Finanças do Estado da Bahia. Assunto PAGAMENTO DE RESTOS A PAGAR - 2013 - ETAPAS 3 e 4 FIPLAN-BA Conteúdo 1. Âmbito de Aplicação... 2 2. Objetivo... 2 3. Etapas... 2 4. Condições Necessárias para Etapa 3... 3 5. Resumo de ações de adequação dos saldos e pagamento dos RP a serem realizadas

Leia mais

Itabuna PREFEITURA MUNICIPAL DE ITABUNA

Itabuna PREFEITURA MUNICIPAL DE ITABUNA D E C R E T O Nº 11.028, de 10 de novembro de 2014 EMENTA: Dispõe sobre os procedimentos e prazos para o Encerramento do Exercício Financeiro de 2014, no âmbito da Administração Pública Municipal e, dá

Leia mais

Alterações Efetuadas no Sistema

Alterações Efetuadas no Sistema Alterações Efetuadas no Sistema 2014 - Alterações efetuadas na versão 10.02 1) Correção CON 250 - Verifica a existência do Arquivo Texto com a natureza Plano de Trabalho para Convênio (Alerta); 2) Correção

Leia mais

TERMO DE USO TERMOS DE USO DO CLIENTE

TERMO DE USO TERMOS DE USO DO CLIENTE TERMO DE USO TERMOS DE USO DO CLIENTE A) APLICABILIDADE 1. Os presentes termos de uso são aplicáveis aos Usuários da INTERNET POOL COMÉRCIO ELETRONICO LTDA, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 09.491.113/0001-01,

Leia mais

Pagamento - Fornecedor

Pagamento - Fornecedor Pagamento - Fornecedor MT-212-00137 - 1 Última Atualização 30/08/2014 I. Objetivos Após este módulo de capacitação você será capaz de: Carregar Documentos Fiscais Verificar o status de envio dos documentos

Leia mais

EXTRATO DE CONTA PARA CONCILIAÇÃO BANCÁRIA

EXTRATO DE CONTA PARA CONCILIAÇÃO BANCÁRIA MANUAL TÉCNICO Padrão Febraban 240 Versão 3.2 Fevereiro/2010 PUBLIC ÍNDICE ASSUNTO PÁGINA Apresentação 02 Características Gerais do Arquivo 03 Lote de Serviço/Produto 04 Extrato de Conta para Conciliação

Leia mais

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE SUPORTE À GESTÃO DO SISTEMA DE TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS DA UNIÃO Portal dos Convênios

Leia mais

Contato/Suporte = Para dúvidas ao efetuar o cadastro ou para acessar.

Contato/Suporte = Para dúvidas ao efetuar o cadastro ou para acessar. 1 Central Eletrônica de Integração e Informações (CEI) dos Atos Notariais e Registrais dos Cartórios Extrajudiciais do Estado de Mato Grosso Manual de Utilização da Central, Anoreg-MT Versão 1.2 Descrição

Leia mais

Treinamento Módulo Contas a Pagar

Treinamento Módulo Contas a Pagar Contas a Pagar Todas as telas de cadastro também são telas de consultas futuras, portanto sempre que alterar alguma informação clique em Gravar ou pressione F2. Teclas de atalho: Tecla F2 Gravar Tecla

Leia mais

INDICE 1. CADASTRO DE CATEGORIAS...5 2. CADASTRO DE BANCO... 3. CONTAS A RECEBER... 3.1. LANÇAMENTO AUTOMÁTICO DE CONTAS A RECEBER...

INDICE 1. CADASTRO DE CATEGORIAS...5 2. CADASTRO DE BANCO... 3. CONTAS A RECEBER... 3.1. LANÇAMENTO AUTOMÁTICO DE CONTAS A RECEBER... 1 2 INDICE 1. CADASTRO DE CATEGORIAS...5 2. CADASTRO DE BANCO......6 3. CONTAS A RECEBER......6 3.1. LANÇAMENTO AUTOMÁTICO DE CONTAS A RECEBER...6 3.2. LANÇAMENTO MANUAL DE CONTAS A RECEBER...7 3.3. GERAÇÃO

Leia mais