MANUAL DO PARTICIPANTE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL DO PARTICIPANTE"

Transcrição

1 MANUAL DO PARTICIPANTE LegisPrev O plano de previdência complementar para o servidor público do Poder Legislativo Federal FUNPRESP-EXE FUNDAÇÃO DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DO SERVIDOR PÚBLICO FEDERAL DO PODER EXECUTIVO

2 Plano LEGISPREV Apresentação Este manual apresenta, de forma simples e sintética, o Plano LegisPrev oferecido pela Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal do Poder Executivo Funpresp-Exe para os servidores de cargo efetivo do Poder Legislativo Federal e membros do Tribunal de Contas da União. Você vai conhecer as regras, os tipos de participação, os benefícios e os incentivos para desfrutar das vantagens e planejar o seu futuro com tranquilidade. Ao ingressar no LegisPrev, você reforça a sua segurança e a de seus dependentes, garantindo seu padrão de vida na aposentadoria e assegurando amparo em casos de invalidez ou morte. A Funpresp-Exe é uma entidade fechada de previdência complementar, de natureza pública, com personalidade jurídica de direito privado e autonomia administrativa, fi nanceira e gerencial. A fi nalidade da Fundação é administrar e executar planos de benefícios de caráter previdenciário, na modalidade de contribuição defi nida. Conheça também o estatuto da Funpresp-Exe para mais detalhes e informações. 2

3 Plano LegisPrev O Plano de Benefícios LegisPrev é o plano de previdência complementar dos servidores públicos de cargo efetivo do Poder Legislativo Federal e membros do Tribunal de Contas da União e seus respectivos benefi ciários. MANUAL DO PARTICIPANTE O servidor público que fi zer adesão ao LegisPrev passará a contribuir para garantir benefícios previdenciários como aposentadoria por tempo de contribuição, por invalidez e pensão por morte. O LegisPrev é estruturado na modalidade de Contribuição Defi nida (CD), ou seja, as contribuições são previamente estabelecidas pelo Participante de acordo com as regras defi nidas no regulamento do Plano. 3

4 Plano LEGISPREV O valor do benefício programado é ajustado ao saldo de conta mantido em favor do Participante, inclusive na fase de percepção de benefícios, ou seja, é considerado o resultado líquido da aplicação, das contribuições e dos benefícios pagos. O valor do benefício programado vai depender do valor e do tempo de contribuição, além de 100% da rentabilidade líquida da aplicação desses recursos. Nos casos em que o Participante esteja submetido ao teto do Regime Geral da Previdência Social (RGPS) e sua remuneração (Base de Contribuição) exceder o teto * desse regime, o Patrocinador (órgão a que o Participante é vinculado) também efetuará contribuições ao Plano, de acordo com os limites estabelecidos no regulamento. 4

5 Quem pode participar Todos os servidores públicos titulares de cargo efetivo dos órgãos da administração direta, autarquias e fundações do Poder Legislativo Federal e membros do TCU podem aderir ao LegisPrev. Para isso, basta preencher e protocolar o Requerimento de Inscrição, fornecido pelo Patrocinador ou disponível na Funpresp-Exe ( MANUAL DO PARTICIPANTE * Valor do teto do Regime Geral de Previdência Social (INSS) em 2014: R$ 4.390,24 5

6 Plano LEGISPREV Tipos de participação e requisitos necessários Participante Ativo Normal Servidor público cujos benefícios estejam submetidos ao teto do RGPS empossado a partir do dia Ter base de contribuição (remuneração) superior ao teto do RGPS. Participante Ativo Alternativo Servidor público que possua base de contribuição igual ou inferior ao teto do RGPS Servidor público cujos benefícios não estejam submetidos ao teto do RGPS empossado até Participante Autopatrocinado Participante Ativo Normal ou o Participante Ativo Alternativo que, em razão de perda parcial ou total de sua remuneração, inclusive pela perda do vínculo funcional, se mantém inscrito no LegisPrev. Nesse caso, o Participante assume sua contribuição e a parcela do patrocinador. Participante Vinculado Participante Ativo Normal ou o Participante Ativo Alternativo que, em função da perda do vínculo funcional, se mantém inscrito no LegisPrev, optando pelo Instituto do Benefício Proporcional Diferido. Participante Assistido Participante em gozo de benefício de prestação continuada garantido pelo LegisPrev. 6

7 Adesão ao LegisPrev A Adesão ao LegisPrev pode ser realizada a qualquer momento. Basta preencher o formulário de inscrição fornecido pelo patrocinador ou acessado no site da Funpresp-Exe (www.funpresp.com.br). MANUAL DO PARTICIPANTE O ideal é que a adesão seja feita no ato da posse para o servidor usufruir das vantagens oferecidas pelo Plano desde o início da carreira. A inscrição tem efeitos a partir da data do protocolo na unidade de recursos humanos do Patrocinador ou diretamente na Funpresp-Exe, se o servidor já estiver em exercício. Os dependentes reconhecidos pelo Regime Próprio de Previdência Social dos Servidores Públicos (RPPS) são os benefi ciários do participante. Vantagens da adesão ao LegisPrev Possibilita a formação de uma aposentadoria programada para que a renda do servidor, depois de aposentado, seja compatível com a sua remuneração quando na atividade. O Plano prevê cobertura frente aos riscos de invalidez ou morte. Ou seja, o Participante e seus dependentes estão amparados mesmo nas situações mais adversas. 7

8 Plano LEGISPREV Dedução das contribuições efetuadas ao LegisPrev na declaração do Imposto de Renda. O Patrocinador contribui junto com o Participante Ativo Normal na proporção de um por um, respeitado o percentual de contribuição escolhido pelo Participante, no limite de 8,5% do Salário de Participação. Possibilidade de aumentar a conta individual com contribuições facultativas ou esporádicas. O Participante pode resgatar as suas contribuições e parte das contribuições da Patrocinadora quando perder seu vínculo funcional com o Patrocinador; O Participante pode optar por continuar contribuindo com o Plano em caso de perda do vínculo funcional; Caso o Participante resolva se retirar do plano, poderá fazê-lo a qualquer tempo e, após a perda do vínculo funcional com o Patrocinador, poderá resgatar os recursos fi nanceiros ou transferi-los para outro plano de previdência privada. 8

9 Salário de Participação Valor sobre o qual incidem as contribuições para o LegisPrev Participante Ativo Normal: valor sobre a parcela da sua base de contribuição que exceder o teto do RGPS; MANUAL DO PARTICIPANTE Participante Ativo Alternativo: valor de acordo com sua opção, ou seja, qualquer valor limitado à sua base de contribuição, tendo como mínimo o valor correspondente a 10 (dez) Unidades de Referência de Participação (URP) vigentes. Participante Autopatrocinado: valor sobre o seu Salário de Participação vigente no mês anterior à data da perda parcial ou total remuneração; Participante Vinculado: valor sobre o seu Salário de Participação vigente no mês anterior à data da perda do vínculo funcional; Assistido: o seu respectivo benefício de prestação continuada. 9

10 Plano LEGISPREV Contribuições dos Participantes Contribuição Básica é recolhida mensalmente e corresponde ao valor obtido a partir da opção do Participante pelo percentual (8,5%, 8,0 ou 7,5%) sobre o salário de participação. (Tipos de participante: Ativo normal e o Autopatrocinado). Contribuição Alternativa é recolhida mensalmente e corresponde ao valor obtido a partir da opção do Participante pelo percentual (8,5%, 8,0% ou 7,5%) sobre o Salário de Participação. (Tipo de participante: Ativo Alternativo). Contribuição Facultativa é voluntária, podendo ser recolhida mensal ou esporádica correspondente ao valor defi nido livremente pelo Participante, observado o mínimo de 7,5% do Salário de Participação. (Tipos de participante: Ativo Normal, Autopatrocinado, Ativo alternativo e Vinculado). Contribuição Administrativa é recolhida mensalmente e incide, respectivamente, sobre o salário de participação e sobre a reserva acumulada dos Participantes Assistido e Vinculado. 10

11 Contribuições do Patrocinador Contribuição Básica é recolhida mensalmente e corresponde a 100% da contribuição básica escolhida pelo Participante Ativo Normal, respeitado o percentual de contribuição do participante, até o limite de 8,5% do Salário de Participação. MANUAL DO PARTICIPANTE Obs.: Todas as contribuições, dos Participantes e dos Patrocinadores, também incidirão sobre a gratifi cação natalina (13º salário). Repasse das contribuições do Participante A contribuição básica do Participante Ativo Normal e a contribuição Alternativa do Participante Ativo Alternativo serão efetuadas por meio de descontos regulares na folha de pagamento. O repasse à Funpresp-Exe ocorrerá até o 3º (terceiro) dia após o pagamento da remuneração. As contribuições básica ou a alternativa do Participante Autopatrocinado e as contribuições facultativa e administrativa do Participante Vinculado deverão ser recolhidas diretamente à Funpresp-Exe até o dia 10 (dez) do mês seguinte ao de sua competência. 11

12 Plano LEGISPREV Mudanças na opção do percentual de contribuição O Participante Ativo Normal, o Participante Ativo Alternativo e o Participante Autopatrocinado poderão requerer anualmente, no mês de abril, a revisão da alíquota da sua contribuição básica ou da sua contribuição alternativa, conforme o caso, que passará a vigorar a partir do mês de junho subsequente. Tributação do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) O governo federal, por meio das Leis nº /04 e /05, criou e implantou em 2005 a tributação do Imposto de Renda para os Planos de Previdência Complementar com base em tabela regressiva do Imposto de Renda, que passou a conviver com o regime anterior que se baseava em tabela progressiva de tributação. Os participantes de planos de benefícios estruturados nas modalidades de Contribuição Variável CV ou de Contribuição Defi nida CD (caso do LegisPrev) podem escolher entre a tributação pela tabela progressiva ou pela tabela regressiva do IRPF. 12

13 Como funcionam os dois regimes de tributação do IRPF Os resgates e benefícios de aposentadoria serão tributados de acordo com a opção do Participante (Leis nºs /04 e /05 tabela progressiva ou tabela regressiva do Imposto de Renda). Tabela Progressiva de Imposto de Renda MANUAL DO PARTICIPANTE Leva em conta o valor do benefício ou do resgate recebido incidindo alíquotas que variam entre 0 e 27,5%, conforme a tabela a seguir. Este regime de tributação permite o ajuste na Declaração Anual de IRPF, sendo possível o ressarcimento, nos casos em que couber: Renda Alíquota do IR (%) Valor da Dedução R$ Até 1.787,77 De 1.787,78 até 2.679,29 7,5 134,08 De 2.679,30 até 3.572,43 15,0 335,03 De 3.572,44 até 4.463,81 22,5 602,96 Acima de 4.463,81 27,5 826,15 Fonte: RFB/MF Esta tabela deve ser aplicada para os rendimentos pagos em

14 Plano LEGISPREV Tabela Regressiva de Imposto de Renda Leva em conta o período de acumulação de cada parcela das contribuições vertidas. As alíquotas de Imposto de Renda vão decrescendo na medida do aumento do período decorrido entre a data em que cada contribuição foi realizada e a data em que o benefício ou resgate for pago ao contribuinte. O participante deve analisar quanto tempo os valores fi carão investidos no LegisPrev e qual a previsão de renda passível de tributação quando de sua aposentadoria. Pelo regime de alíquotas regressivas, quanto mais longo o prazo, maior será a vantagem tributária. Prazo de cumulação dos recursos Alíquota definitiva na fonte (%) Até 2 anos 35 Superior a 2 e inferior ou igual a 4 anos 30 Superior a 4 e inferior ou igual a 6 anos 25 Superior a 6 e inferior ou igual a 8 anos 20 Superior a 8 e inferior ou igual a 10 anos 15 Superior a 10 anos 10 Fonte: RFB/MF 14

15 Observação: É importante ressaltar que se o valor estimado para recebimento do benefício for pequeno, enquadrando-se na faixa da isenção da tabela progressiva, por exemplo, a melhor opção seria pelo regime progressivo. Caso o valor estimado para recebimento do benefício seja mais elevado, enquadrando-se nas faixas superiores de tributação pela tabela progressiva e, ainda, caso o tempo estimado para percepção do benefício seja mais longo (enquadrando-se nas alíquotas mais baixas), a melhor opção seria pelo regime regressivo. MANUAL DO PARTICIPANTE Tributação sobre os resgates efetuados pelos participantes Na Declaração Anual do IRPF poderá ser realizado o ajuste de acordo com a tabela progressiva uma vez que o valor de resgate, parcial ou total, será tributado em 15% na fonte, a título de antecipação do IRPF. Para os participantes que optarem pela Tabela Regressiva, o valor de resgate ou renda mensal terá tributação exclusiva na fonte. O Imposto de Renda será calculado de acordo com a Tabela Regressiva, com alíquotas decrescentes em função do prazo de acumulação dos recursos. 15

16 Plano LEGISPREV Dedução das contribuições na Declaração Mensal de IRPF Na fase contributiva, o participante pode se valer do incentivo fi scal, abatendo o valor das contribuições na base de cálculo mensal do Imposto de Renda, até o limite de 12%, da renda anual tributável de acordo com a legislação vigente, independente da modalidade do Plano e da opção pelo regime tributário. Para acompanhar a evolução do saldo de conta O Participante poderá acompanhar seu saldo que será disponibilizado, por meio de extrato, no site da Funpresp-Exe (www.funpresp-exe.com.br), em área de acesso restrito e personalizado. 16

17 Benefícios A quem se destina Condições para usufruir Aposentadoria Normal Participante Ativo Normal; Participante Autopatrocinado (1); Participante Vinculado (2). Carência de 60 (sessenta) meses de contribuição ao LegisPrev, exceto no caso de ter atingido a idade de 70 anos (aposentadoria compulsória); Para o Participante Ativo normal ou Autopatrocinado que possua vínculo funcional com o Patrocinador: concessão de aposentadoria voluntária ou compulsória pelo RPPS; Para o Participante Autopatrocinado que não possua vínculo funcional com o patrocinador: cumprimento do tempo de contribuição e idade mínima exigidos para concessão de aposentadoria voluntária pelo RPPS ou aposentadoria compulsória, aos 70 anos de idade; MANUAL DO PARTICIPANTE Valor do Benefício Renda temporária por um prazo, em meses, correspondente à expectativa de sobrevida do participante na data da concessão do benefício. É obtida a partir da Tábua de Mortalidade Geral, segmentada por sexo, adotada pelo Plano. O valor inicial é resultado da seguinte fórmula: RAP+AEAN Fator (Exp ;i%) Onde: RAP = Reserva acumulada pelo Participante; AEAN = Aporte Extraordinário de Aposentadoria Normal, equivalente a RAP (35/TC-1); TC = Número de anos de contribuição exigido para a concessão do benefício de Aposentadoria Voluntária pelo RPPS; e. Fator (Exp.; i%) = Fator fi nanceiro de conversão de saldo em renda, baseado na taxa de juros atuarial anual i% adotada para o Plano. Forma de recebimento / Reajuste Pagamento do benefício mensal, efetuado no 1º dia útil do mês subsequente ao da competência. Seu valor será recalculado anualmente a partir: Do saldo de conta remanescente dos valores oriundos da RAP e do AEAN; e do prazo restante da expectativa de sobrevida que foi apurada da data da concessão do benefício. 17

18 Plano LEGISPREV Benefícios A quem se destina Aposentadoria por Invalidez Participante Ativo Normal; Participante Autopatrocinado(1). Condições para usufruir Valor do Benefício Carência de 12 meses de fi liação ao LegisPrev, exceto no caso de acidente em serviço de Participante Ativo Normal ou Autopatrocinado que possua vínculo funcional com o Patrocinador; concessão de aposentadoria por invalidez permanente pelo RPPS, ou cumprimento dos requisitos do referido benefício no caso de Participante Autopatrocinado que não possua vínculo funcional com o Patrocinador. Renda temporária por um prazo, em meses, correspondente à expectativa de sobrevida do Participante na data da concessão do benefício. É obtida a partir da Tábua de Mortalidade de Inválidos, segmentada por sexo, adotada pelo Plano. O valor inicial é resultado da aplicação da seguinte fórmula: [Média (BC_(80%) )-RPPS] (%MC)/(8,5%) Onde: Média (BC80%) = média aritmética simples das maiores remunerações, utilizadas como base para as contribuições do participante aos regimes de previdência a que esteve vinculado, correspondente a 80% de todo o período contributivo desde julho de 1994 ou desde o início da contribuição, se posterior. RPPS = valor da aposentadoria por invalidez permanente concedida pelo RPPS ou, para o Participante Autopatrocinado que não possua vínculo funcional com o patrocinador, o teto do RGPS; %MC = média dos percentuais da Contribuição Básica aportada pelo Participante, apurada entre a data de fi liação ao Plano e a data de concessão da aposentadoria por invalidez. Forma de recebimento / Reajuste Pagamento do benefício mensal, efetuado no 1º dia útil do mês subsequente ao da competência, e seu valor será atualizado anualmente, no mês de janeiro, pelo IPCA. 18

19 MANUAL DO PARTICIPANTE Benefícios A quem se destina Condições para usufruir Valor do Benefício Forma de recebimento / Reajuste Pensão por Morte do Participante Assistido Benefi ciário do Participante Assistido que antes de se aposentar era Participante Ativo Normal ou Participante Autopatrocinado, caso a opção pelo instituto tenha sido efetuada por Participante Ativo. Concessão de pensão por morte pelo RPPS, ou cumprimento dos requisitos do referido benefício no caso de benefi ciário do Participante Assistido que não estava vinculado ao RPPS. Renda temporária por um prazo, em meses, correspondente à expectativa de sobrevida do Participante Assistido na data da concessão do Benefício, obtida a partir da Tábua de Mortalidade Geral, segmentada por sexo, adotada pelo Plano. O valor inicial é equivalente a 70% da renda mensal percebida pelo Participante Assistido na data do falecimento. Pagamento do benefício mensal, efetuado no 1º dia útil do mês subsequente ao da competência. Seu valor será recalculado anualmente a partir: Do saldo de conta remanescente dos valores oriundos da RAP e do AEAN; e do prazo restante da expectativa de sobrevida que foi apurada da data da concessão do benefício. 19

20 Plano LEGISPREV Benefícios A quem se destina Condições para usufruir Valor do Benefício Benefício por Sobrevivência do Assistido Assistido que sobreviver ao prazo de pagamento da Aposentadoria Normal, da Aposentadoria por Invalidez, da Pensão por Morte do Participante Ativo Normal e do Participante Autopatrocinado ou da Pensão por Morte do Participante Assistido. O prazo de pagamento da Aposentadoria Normal, da Aposentadoria por Invalidez, da Pensão por Morte do Participante Ativo Normal e do Participante Autopatrocinado ou da Pensão por Morte do Participante Assistido ter superado o prazo relativo à expectativa de vida apurado na data de concessão dos respectivos benefícios. Renda vitalícia com valor inicial equivalente a 80% da última prestação mensal percebida pelo Assistido relativa à respectiva Aposentadoria Normal, Aposentadoria por Invalidez, Pensão por Morte do Participante Ativo Normal e do Participante Autopatrocinado, ou Pensão por Morte do Participante Assistido. Forma de recebimento / Reajuste Pagamento do benefício mensal, efetuado no 1º dia útil do mês subsequente ao da competência, e seu valor será atualizado anualmente, no mês de janeiro, pelo IPCA. 20

21 Benefícios Benefício Suplementar A quem se destina Condições para usufruir Participante Ativo Normal; Participante Ativo Alternativo; Participante Autopatrocinado; Participante Vinculado; Benefi ciários de participantes que percebiam o Benefício Suplementar, caso haja saldo na Reserva Acumulada Suplementar (RAS) Para o Participante Ativo Normal ou dele decorrente: concessão da Aposentadoria Normal ou da Aposentadoria por Invalidez; Para o Participante Ativo Alternativo ou dele decorrente: concessão da aposentadoria voluntária, compulsória ou por invalidez permanente pelo RPPS ou cumprimento dos requisitos de qualquer um dos referidos benefícios no caso de participante que não esteja mais vinculado ao RPPS; Para o benefi ciário: concessão da pensão por morte pelo RPPS ou cumprimento dos requisitos do referido benefício no caso de benefi ciário de participante que não estava mais vinculado ao RPPS. MANUAL DO PARTICIPANTE Valor do Benefício Forma de recebimento / Reajuste Renda temporária por um prazo, em meses, a ser defi nido pelo Participante, de no mínimo 60 (sessenta) meses e no máximo a expectativa de sobrevida no Plano do Participante na data da concessão do benefício, obtida a partir da Tábua de Mortalidade Geral ou da Tábua de Mortalidade de Inválidos, segmentada por sexo, adotada pelo Plano. O valor inicial é obtido pela aplicação da seguinte fórmula: Para os Participantes Ativos Normais e Alternativos ou deles decorrentes: RIBCS/(Fator (x ;i%) ) Onde: RIBCS = Reserva Individual de Benefício Concedido Suplementar, resultante da reversão da RAS, deduzida a eventual parcela paga ao Assistido (%RAS); RAS = Reserva Acumulada Suplementar apurada na data da concessão do benefício; %RAS = Parcela da RAS paga à vista ao Assistido, em percentual de sua escolha no momento da concessão do Benefício, limitada a 25% (vinte e cinco por cento) do saldo; Fator (x; i%) = Fator fi nanceiro de conversão de saldo em renda, baseado na taxa de juros atuarial anual i% adotada para o Plano na data da concessão, convertida em taxa mensal, e em prazo, em meses, a ser defi nido pelo Participante, de no mínimo 60 meses e no máximo a expectativa de sobrevida no Plano obtida a partir da Tábua de Mortalidade Geral ou da Tábua de Mortalidade de Inválidos, segmentada por sexo, adotada pelo Plano. Para os Participantes Ativos Normais e Alternativos ou deles decorrentes: Valor do Benefício Suplementar percebido pelo Participante na ocasião do seu falecimento, a ser pago no prazo estipulado originalmente pelo Participante. Pagamento do benefício mensal, efetuado no 1º dia útil do mês subsequente ao da competência, e seu valor será recalculado anualmente a partir: do saldo de conta remanescente da RIBCS; do prazo restante estipulado originalmente pelo Participante. Obs.: (1) Somente no caso de Participante Autopatrocinado que optou pelo instituto do Autopatrocínio quando era Participante Ativo Normal. (2) Somente no caso de Participante Vinculado que optou pelo instituto do Benefício Proporcional Diferido quando era Participante Ativo Normal. 21

22 Plano LEGISPREV Como requerer os benefícios do LegisPrev O Participante deverá preencher o formulário Requerimento de Benefício e em seguida encaminhá-lo à área de recursos humanos do Patrocinador, devidamente assinado e acompanhado de cópia da seguinte documentação: Participantes: Requerimento de Benefício, validado pelo Patrocinador; Cópia dos documentos pessoais (carteira de identidade e CPF); Comprovante de rescisão do vínculo funcional com o Patrocinador; Declaração de dependentes para fi ns de imposto de renda (cópia de documento que comprove dependência em relação ao participante para efeito de imposto de renda: certidão de casamento, se cônjuge; certidão de nascimento, se fi lhos, outros documentos para os demais dependentes). 22

23 Beneficiários: Requerimento de benefício, validado pela Patrocinadora; Cópia da Certidão de Óbito do Participante, ou sentença judicial em caso de morte presumida; MANUAL DO PARTICIPANTE Documento que comprove a relação de parentesco com o Participante: cópia da certidão de casamento (viúva) e certidão de nascimento (fi lho); e Cópia de documentos pessoais (carteira de identidade e CPF) do ex-participante e do(s) requerente(s). Cessação do vínculo funcional com o Patrocinador Ao cessar o vínculo funcional com o Patrocinador do Plano, o Participante poder escolher entre uma das opções abaixo: 23

24 Plano LEGISPREV Permanência no LEGISPREV Autopatrocínio poderá continuar no plano, na condição de Participante Autopatrocinado, com manutenção de suas contribuições para o Plano, além das contribuições de responsabilidade do Patrocinador, se aplicável, para assegurar a percepção do benefício a que tiver direito; Benefício Proporcional Diferido (BPD) Possibilita ao Participante, em razão do término do vínculo funcional com o Patrocinador, antes de aquisição do direito à Aposentadoria Normal ou ao Benefício Suplementar, optar por receber, no futuro, o benefício decorrente dessa opção, na condição de Participante Vinculado. É assegurado ao Participante que atender, na data de sua opção, às seguintes condições: 24

25 fi m do vínculo funcional com o Patrocinador; não tenha implementado as condições de concessão à Aposentadoria Normal ou ao Benefício Suplementar; cumprimento da carência de 3 (três) anos ininterruptos de fi liação ao Plano; não tenha optado pelos institutos da Portabilidade ou do Resgate. MANUAL DO PARTICIPANTE A opção pelo BPD implicará no fi m do pagamento da Contribuição Básica ou Contribuição Alternativa. O Participante efetuará apenas o pagamento da Contribuição Administrativa, conforme previsto no Plano de Custeio, relativa à sua manutenção no Plano, podendo ser descontada mensalmente de sua Conta Individual. O Participante Vinculado também poderá contribuir facultativamente, sem contrapartida do Patrocinador, para a melhoria de seu benefício futuro, desde que não seja inferior a 7,5% do seu Salário de Participação. 25

26 Plano LEGISPREV Desligamento do Plano LegisPrev Portabilidade Todas as modalidades de participação poderão transferir os recursos fi nanceiros correspondentes ao seu direito acumulado para outro plano de caráter previdenciário operado por entidade de previdência complementar ou sociedade seguradora, autorizada a operar referido plano, desde que preencha os seguintes requisitos: fi m do vínculo funcional com o Patrocinador; Participante não seja benefi ciário do Plano; cumprimento da carência de três anos ininterruptos de fi liação ao Plano; não tenha optado pelo instituto do Resgate. O direito acumulado corresponde ao somatório dos saldos da Reserva Acumulada pelo Participante (RAP) e da Reserva Acumulada Suplementar (RAS). Resgate O Participante poderá receber o valor decorrente de seu desligamento do Plano, desde que não esteja em gozo de qualquer benefício previsto no Plano ou não tenha optado pela Portabilidade. O valor corresponderá ao somatório dos saldos da Conta Participante (CPART) vinculada à Reserva Acumulada pelo Participante (RAP) e da Reserva Acumulada Suplementar (RAS), adicionada à parte da Conta Patrocinador (CPATR) vinculada à Reserva Acumulada pelo Participante, com base no tempo de serviço do participante no Patrocinador, conforme Tabela a seguir: 26

27 Tempo de Serviço no Patrocinador(*) % da CPATR / Conta Patrocinador até 3 anos 0% a partir de 3 anos 5% a partir de 6 anos 15% a partir de 9 anos 25% MANUAL DO PARTICIPANTE a partir de 12 anos 35% a partir de 15 anos 40% a partir de 18 anos 50% a partir de 21 anos 60% a partir de 24 anos 70% Fonte: Regulamento do LegisPrev (*) tempo apurado na data de cessação das contribuições para o Plano O pagamento do resgate está condicionado ao fi m vínculo funcional com o Patrocinador. 27

28 Plano LEGISPREV Instâncias de deliberação, fiscalização e gestão da Funpresp-EXE Conselho Deliberativo é o órgão máximo da estrutura organizacional, responsável pela defi nição da política geral de administração da Funpresp-Exe e dos seus planos de benefícios. É composto por seis membros titulares e seus respectivos suplentes, sendo 3 três representantes dos Patrocinadores e três representantes eleitos dos Participantes e Assistidos. A presidência é exercida por representante dos patrocinadores Conselho Fiscal é órgão de fi scalização e controle interno da Funpresp-Exe, composto por quatro membros titulares e seus respectivos suplentes, sendo dois representantes dos Patrocinadores e dois representantes dos Participantes e assistidos dos planos de benefícios. A presidência é exercida por representante dos participantes/assistidos 28

29 Diretoria Executiva é órgão de administração e gestão da Funpresp-Exe, responsável por executar as diretrizes e a política de administração estabelecidas pelo Conselho Deliberativo, composta por quatro membros, nomeados pelo Conselho Deliberativo para as seguintes funções: Diretor-Presidente Diretor de Investimentos MANUAL DO PARTICIPANTE Diretor de Seguridade Diretor de Administração Aplicação dos recursos do LEGISPREV A Funpresp-Exe poderá aplicar o patrimônio dos Planos de Benefícios de acordo com a legislação pertinente e a política de investimentos aprovada pelo Conselho Deliberativo, observando condições de segurança, rentabilidade, liquidez, transparência e solvência, compatíveis com os compromissos dos referidos Planos. 29

30

31 Para mais informações Central de atendimento:

32 Acesse o site Faça sua simulação e adesão Central de Atendimento: Patrocinadores:

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR O futuro que você faz agora FUNPRESP-JUD Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal do Poder Judiciário 2 Funpresp-Jud seja bem-vindo(a)! A Funpresp-Jud ajudará

Leia mais

PLANO SUPLEMENTAR. Material Explicativo Plano Suplementar 1

PLANO SUPLEMENTAR. Material Explicativo Plano Suplementar 1 PLANO SUPLEMENTAR Material Explicativo 1 Introdução A CitiPrevi oferece planos para o seu futuro! Recursos da Patrocinadora Plano Principal Benefício Definido Renda Vitalícia Programa Previdenciário CitiPrevi

Leia mais

PLANO DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DO SERVIDOR PÚBLICO FEDERAL DO PODER EXECUTIVO

PLANO DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DO SERVIDOR PÚBLICO FEDERAL DO PODER EXECUTIVO Universidade Federal de Mato Grosso Pró-Reitoria Administrativa Secretaria de Gestão de Pessoas PLANO DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DO SERVIDOR PÚBLICO FEDERAL DO PODER EXECUTIVO Cuiabá-MT Abril/2014 O QUE

Leia mais

MANUAL DO APOSENTADO E PENSIONISTA PLANO SGC PREV PLANO DE BENEFÍCIOS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DA SOCIEDADE GOIANA DE CULTURA

MANUAL DO APOSENTADO E PENSIONISTA PLANO SGC PREV PLANO DE BENEFÍCIOS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DA SOCIEDADE GOIANA DE CULTURA MANUAL DO APOSENTADO E PENSIONISTA PLANO SGC PREV PLANO DE BENEFÍCIOS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DA SOCIEDADE GOIANA DE CULTURA SUMÁRIO Qual é o significado de aposentado e pensionista?...3 Quando é realizado

Leia mais

Plano de Benefícios Visão Telesp Maio/2011

Plano de Benefícios Visão Telesp Maio/2011 Plano de Benefícios Visão Telesp Maio/2011 Índice Quem Somos Estrutura do plano Importância da Previdência Privada. Quanto antes melhor! As regras do plano Canais Visão Prev 2 Visão Prev Entidade fechada

Leia mais

MATERIAL. EXPlICatIvo. Plano BAYER CD

MATERIAL. EXPlICatIvo. Plano BAYER CD MATERIAL EXPlICatIvo Plano BAYER CD 1 Prezado Colaborador! você, que está sendo admitido agora ou ainda não aderiu ao Plano de Previdência oferecido pelo Grupo Bayer, tem a oportunidade de conhecer, nas

Leia mais

Lorem ipsum dolor sit amet

Lorem ipsum dolor sit amet Lorem ipsum dolor sit amet Lorem ipsum dolor sit amet Consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat. Ut wisi enim ad minim veniam.

Leia mais

Sumário. A função do Resumo Explicativo 3. Bem-vindo ao Plano de Benefícios Raiz 4. Contribuições do Participante 6. Contribuições da Patrocinadora 7

Sumário. A função do Resumo Explicativo 3. Bem-vindo ao Plano de Benefícios Raiz 4. Contribuições do Participante 6. Contribuições da Patrocinadora 7 Sumário A função do 3 Bem-vindo ao Plano de Benefícios Raiz 4 Contribuições do Participante 6 Contribuições da Patrocinadora 7 Controle de Contas 8 Investimento dos Recursos 9 Benefícios 10 Em caso de

Leia mais

Cartilha do Participante

Cartilha do Participante FACEAL Fundação Ceal de Assistência Social e Previdência Cartilha do Participante Manual de Perguntas e Respostas Plano Faceal CD Prezado leitor, A FACEAL apresenta esta cartilha de perguntas e respostas

Leia mais

2º Semestre de 2010 2

2º Semestre de 2010 2 1 2 2º Semestre de 2010 O objetivo deste material é abordar os pontos principais do Plano de Benefícios PreviSenac e não substitui o conteúdo do regulamento. 3 4 Índice PreviSenac para um futuro melhor

Leia mais

FAQ. Participante Ativo Alternativo

FAQ. Participante Ativo Alternativo FAQ Participante Ativo Alternativo O que mudou na Previdência do Servidor Público Federal? A previdência do servidor público passou por mudanças nos últimos anos a partir da emenda 41, da Constituição

Leia mais

Material Explicativo Centrus

Material Explicativo Centrus Material Explicativo Centrus De olho no futuro! É natural do ser humano sempre pensar em situações que ainda não aconteceram. Viagem dos sonhos, o emprego ideal, casar, ter filhos, trocar de carro, comprar

Leia mais

Guia PCD. Conheça melhor o Plano

Guia PCD. Conheça melhor o Plano Guia PCD Conheça melhor o Plano Índice De olho no Futuro...3 Quem é a Fundação Centrus?...5 Conhecendo o Plano de Contribuição Definida - PCD...6 Contribuições do Participante...7 Saldo de Conta...8 Benefícios

Leia mais

SAIBA TUDO SOBRE O PLANO III DE PREVIDÊNCIA PRIVADA!

SAIBA TUDO SOBRE O PLANO III DE PREVIDÊNCIA PRIVADA! SAIBA TUDO SOBRE O PLANO III DE PREVIDÊNCIA PRIVADA! Prezado participante, 2 Brasil Foods Sociedade de Previdência Privada Cartilha Plano III Um dos grandes objetivos da política de recursos humanos de

Leia mais

Plano TELOS Contribuição Variável - I

Plano TELOS Contribuição Variável - I Plano TELOS Contribuição Variável - I A sua empresa QUER INVESTIR NO SEU FUTURO, E VOCÊ? A sua empresa sempre acreditou na importância de oferecer um elenco de benefícios que pudesse proporcionar a seus

Leia mais

Manual. Conheça neste manual mais detalhes sobre a SICOOB PREVI

Manual. Conheça neste manual mais detalhes sobre a SICOOB PREVI Manual Conheça neste manual mais detalhes sobre a SICOOB PREVI O melhor da vida é feito em parceria O Plano de Benefícios Previdenciários da SICOOB PREVI é uma importante ferramenta de planejamento financeiro

Leia mais

Introdução. Nesta cartilha, você conhecerá as principais características desse plano. O tema é complexo e,

Introdução. Nesta cartilha, você conhecerá as principais características desse plano. O tema é complexo e, Introdução O Plano Prodemge Saldado está sendo criado a partir da cisão do Plano Prodemge RP5-II e faz parte da Estratégia Previdencial. Ele é uma das opções de migração para participantes e assistidos.

Leia mais

Sumário. Previdência. Contribuição. Benefícios. Institutos. Custeio. Regime Tributário. Investimentos. Adesão

Sumário. Previdência. Contribuição. Benefícios. Institutos. Custeio. Regime Tributário. Investimentos. Adesão Sumário Previdência Contribuição Benefícios Institutos Custeio Regime Tributário Investimentos Adesão Previdência Aspectos Legais Regimes de Previdência no Brasil (CF) Previdência Social Regime Geral de

Leia mais

manual do participante

manual do participante manual do participante Esta cartilha foi criada para, de forma simples, clara e prática, oferecer informações a respeito do Plano de Previdência Complementar dos Servidores do Estado do Rio de Janeiro

Leia mais

CARTILHA PLANO CELPOS CD

CARTILHA PLANO CELPOS CD CARTILHA PLANO CELPOS CD ORIGINAL PLUS O QUE É O PLANO CELPOS CD? O Plano Misto I de Benefícios CELPOS CD é um plano de previdência complementar cujo benefício de aposentadoria programada é calculado de

Leia mais

Previdência Privada Instrumento de Planejamento Pessoal

Previdência Privada Instrumento de Planejamento Pessoal PGBL PLANO GERADOR DE BENEFÍCIOS LIVRES Ideal para quem faz a declaração completa do IRPF, permite a dedução das contribuições efetuadas até o limite de 12% da renda bruta anual, reduzindo o valor a ser

Leia mais

Plano de Previdência Complementar para o Servidor Público Federal

Plano de Previdência Complementar para o Servidor Público Federal Plano de Previdência Complementar para o Servidor Público Federal SINDITAMARATY 29/07/2014 Sumário A Funpresp Governança Participante Ativo Normal Participante Ativo Alternativo Procedimentos de Adesão

Leia mais

Revisado em 15/08/2011

Revisado em 15/08/2011 CARTILHA DO PLANO MISTO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS Nº 001 Revisado em 15/08/2011 Esta cartilha foi estruturada com perguntas e respostas para apresentar e esclarecer aos Participantes as informações

Leia mais

Plano D. Material Explicativo

Plano D. Material Explicativo Plano D Material Explicativo 2 Material Explicativo Previ Novartis Índice Pág. 4 Introdução Pág. 6 A Previdência no Brasil Pág. 10 A Previdência e o Plano de Benefício D Pág. 24 Questões 3 Material Explicativo

Leia mais

CARTILHA EXPLICATIVA... 3 FUNDO PARANÁ... 4 PATRIMÔNIO... 5 SEGURANÇA... 5 BENEFÍCIO FISCAL... 6 ASFUNPAR... 7 PLANO JMALUCELLI PREVIDÊNCIA...

CARTILHA EXPLICATIVA... 3 FUNDO PARANÁ... 4 PATRIMÔNIO... 5 SEGURANÇA... 5 BENEFÍCIO FISCAL... 6 ASFUNPAR... 7 PLANO JMALUCELLI PREVIDÊNCIA... ÍNDICE CARTILHA EXPLICATIVA... 3 FUNDO PARANÁ... 4 PATRIMÔNIO... 5 SEGURANÇA... 5 BENEFÍCIO FISCAL... 6 ASFUNPAR... 7 PLANO JMALUCELLI PREVIDÊNCIA... 8 CONHEÇA O PLANO JMALUCELLI PREVIDÊNCIA... 9 PARTICIPANTES...

Leia mais

NOTA TÉCNICA ATUARIAL. Plano Executivo Federal

NOTA TÉCNICA ATUARIAL. Plano Executivo Federal NOTA TÉCNICA ATUARIAL Plano Executivo Federal do Plano Executivo Federal, administrado pela Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal do Poder Executivo (FUNPRESP-EXE). Julho de

Leia mais

Material Explicativo

Material Explicativo Material Explicativo Material Explicativo Índice Introdução 4 Sobre o Plano Previplan 5 Adesão 5 Benefícios do Plano 6 Entenda o Plano 7 Rentabilidade 8 Veja como funciona a Tributação 9 O que acontece

Leia mais

Apresentação. Lembrando que esta cartilha não substitui o regulamento do Plano BD Eletrobrás, recomendamos a leitura atenta do referido regulamento.

Apresentação. Lembrando que esta cartilha não substitui o regulamento do Plano BD Eletrobrás, recomendamos a leitura atenta do referido regulamento. Apresentação A Lei Nº 11.053, de 29.12.2004, faculta aos participantes de Planos de Previdência Complementar, estruturados na modalidade de Contribuição Definida (CD), como é o caso do novo Plano CD Eletrobrás,

Leia mais

CARTILHA DO PLANO D FUNDAÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL BRASLIGHT

CARTILHA DO PLANO D FUNDAÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL BRASLIGHT CARTILHA DO PLANO D Cartilha - Plano D INTRODUÇÃO Você está recebendo a Cartilha do Plano D. Nela você encontrará um resumo das principais características do plano. O Plano D é um plano moderno e flexível

Leia mais

Um novo plano, com muito mais futuro. Plano 5x4. dos Funcionários

Um novo plano, com muito mais futuro. Plano 5x4. dos Funcionários Um novo plano, com muito mais futuro Plano 5x4 dos Funcionários Sumário 03 Um novo plano, com muito mais futuro: 5x4 04 Comparativo entre o plano 4 x 4 e 5 x 4 08 Regras de resgate 10 Como será o amanhã?

Leia mais

Regulamento do Plano de Benefícios dos Servidores Públicos Federais do Poder Executivo

Regulamento do Plano de Benefícios dos Servidores Públicos Federais do Poder Executivo Regulamento do Plano de Benefícios dos Servidores Públicos Federais do Poder Executivo Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal do Poder Executivo (Funpresp-Exe). CNPB nº 2013.0003-83

Leia mais

Seu futuro está em nossos planos!

Seu futuro está em nossos planos! 1/8 CONHEÇA O PLANO DE BENEFÍCIOS CD-METRÔ DF Seu futuro está em nossos planos! 2014 2/8 1 Quem é a REGIUS? A REGIUS Sociedade Civil de Previdência Privada é uma entidade fechada de previdência privada,

Leia mais

Para cada valor depositado pelo participante a título de contribuição básica a Patrocinadora depositará valor idêntico.

Para cada valor depositado pelo participante a título de contribuição básica a Patrocinadora depositará valor idêntico. Apresentação Este é o MANUAL DO PARTICIPANTE da PRECE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR, material explicativo que descreve, em linguagem simples e precisa, as características gerais do Plano CD, com o objetivo

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES NOVO REGIME DE TRIBUTAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA:

PERGUNTAS FREQUENTES NOVO REGIME DE TRIBUTAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA: PERGUNTAS FREQUENTES NOVO REGIME DE TRIBUTAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA: Vejam quais são as principais questões que envolvem o Novo Regime de Tributação e esclareçam suas dúvidas. 1) Como era o tratamento tributário

Leia mais

NOTA TÉCNICA ATUARIAL Plano Executivo Federal

NOTA TÉCNICA ATUARIAL Plano Executivo Federal Universidade Federal do Ceará - UFC Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade FEAAC Curso de Ciências Atuariais NOTA TÉCNICA ATUARIAL Plano Executivo Federal do Plano Executivo Federal,

Leia mais

Material Explicativo. Plano de Aposentadoria CD da Previ-Siemens

Material Explicativo. Plano de Aposentadoria CD da Previ-Siemens Material Explicativo Plano de Aposentadoria CD da Previ-Siemens Sumário Plano CD - Tranqüilidade no futuro 3 Conheça a previdência 4 A entidade Previ-Siemens 6 Como funciona o Plano CD da Previ-Siemens?

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV EXCLUSIVO PGBL E VGBL

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV EXCLUSIVO PGBL E VGBL NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV EXCLUSIVO PGBL E VGBL O que é o Plano Brasilprev Exclusivo? O Brasilprev Exclusivo é uma solução moderna e flexível que ajuda você a acumular recursos para a realização dos

Leia mais

Cartilha do Participante FIPECqPREV

Cartilha do Participante FIPECqPREV Cartilha do Participante FIPECqPREV Conheça todos os detalhes sobre o novo Plano de Benefícios Sumário 1. Introdução... 3 O que é o FIPECqPREV?... 3 Quem administra o FIPECqPREV?... 3 Qual é a modalidade

Leia mais

CARTILHA DO PLANO DE BENEFÍCIO DEFINIDO

CARTILHA DO PLANO DE BENEFÍCIO DEFINIDO CARTILHA DO PLANO DE BENEFÍCIO DEFINIDO Fevereiro/2012 Apresentação Prezado participante, Com o objetivo de mostrar como funciona a Fundação Coelce de Seguridade Social Faelce e o Plano de Benefícios Definidos,

Leia mais

CARTILHA EXPLICATIVA... 2 FUNDO PARANÁ... 3 PATRIMÔNIO... 4 SEGURANÇA... 4 BENEFÍCIO FISCAL... 5 ASFUNPAR... 6 PLANO DENTALUNIPREV...

CARTILHA EXPLICATIVA... 2 FUNDO PARANÁ... 3 PATRIMÔNIO... 4 SEGURANÇA... 4 BENEFÍCIO FISCAL... 5 ASFUNPAR... 6 PLANO DENTALUNIPREV... ÍNDICE CARTILHA EXPLICATIVA... 2 FUNDO PARANÁ... 3 PATRIMÔNIO... 4 SEGURANÇA... 4 BENEFÍCIO FISCAL... 5 ASFUNPAR... 6 PLANO DENTALUNIPREV... 7 CONHEÇA O PLANO DENTALUNIPREV... 8 PARTICIPANTES... 9 Participante

Leia mais

Manual Explicativo. Beleza é viver o futuro que você sempre sonhou. Boticário Prev

Manual Explicativo. Beleza é viver o futuro que você sempre sonhou. Boticário Prev Manual Explicativo Beleza é viver o futuro que você sempre sonhou. Boticário Prev 1. MANUAL EXPLICATIVO... 4 2. A APOSENTADORIA E VOCÊ... 4 3. PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR: O que é isso?... 4 4. BOTICÁRIO

Leia mais

Esta Cartilha vai ajudar você a entender melhor o Fundo Paraná de Previdência Multipatrocinada e o seu Plano de Benefícios ACPrev.

Esta Cartilha vai ajudar você a entender melhor o Fundo Paraná de Previdência Multipatrocinada e o seu Plano de Benefícios ACPrev. ÍNDICE CARTILHA EXPLICATIVA... 3 FUNDO PARANÁ... 4 PATRIMÔNIO... 5 SEGURANÇA... 5 BENEFÍCIO FISCAL... 6 ASFUNPAR... 7 PLANO ACPREV... 8 PARTICIPANTES... 8 Participante Ativo... 8 Participante Assistido...

Leia mais

Rua Bernardo Guimarães, 63 Funcionários Belo Horizonte MG Cep 30140-080 Telefones (31) 3284-8407 3284-2625 Fax: 3284-8931 E-mail: casfam@fiemg.com.

Rua Bernardo Guimarães, 63 Funcionários Belo Horizonte MG Cep 30140-080 Telefones (31) 3284-8407 3284-2625 Fax: 3284-8931 E-mail: casfam@fiemg.com. MATERIAL EXPLICATIVO DO PLANO DE BENEFÍCIOS SISTEMA FIEMG Outubro / 2013 A CASFAM A CASFAM é uma Entidade Fechada de Previdência Complementar (EFPC), sociedade civil patrocinada pelo Sistema FIEMG, com

Leia mais

Encontro dos Representantes Regionais da Prevdata 2012. Principais dúvidas no atendimento Plano CV Prevdata II

Encontro dos Representantes Regionais da Prevdata 2012. Principais dúvidas no atendimento Plano CV Prevdata II Encontro dos Representantes Regionais da Prevdata 2012 Principais dúvidas no atendimento Plano CV Prevdata II Plano CV Prevdata II Dúvidas... Renda decorrente do saldo de conta: total acumulado das contribuições

Leia mais

HSBC INSTITUIDOR FUNDO MÚLTIPLO. Plano Acricel de Aposentadoria ACRICELPrev

HSBC INSTITUIDOR FUNDO MÚLTIPLO. Plano Acricel de Aposentadoria ACRICELPrev HSBC INSTITUIDOR FUNDO MÚLTIPLO Plano Acricel de Aposentadoria ACRICELPrev Plano Acricel de Aposentadoria ACRICELPrev Esta Cartilha vai ajudar você a entender melhor o Plano Acricel de Aposentadoria ACRICELPrev,

Leia mais

Fundação Forluminas de Seguridade Social - Forluz. Gerência de Previdência, Atuária e Atendimento

Fundação Forluminas de Seguridade Social - Forluz. Gerência de Previdência, Atuária e Atendimento Fundação Forluminas de Seguridade Social - Forluz Gerência de Previdência, Atuária e Atendimento Cenário A Seguradora Aegon realizou, no período entre janeiro e fevereiro de 2015, uma pesquisa entre quinze

Leia mais

Estrutura do Plano de Benefícios Agilent

Estrutura do Plano de Benefícios Agilent Plano de Benefícios Agilent 1 Objetivo da HP Prev Proporcionar aos seus participantes a oportunidade de contribuir para a HP Prev e, juntamente com as contribuições da patrocinadora, formar uma renda mensal

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV PECÚLIO PGBL E VGBL

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV PECÚLIO PGBL E VGBL NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV PECÚLIO PGBL E VGBL O que é um Plano Brasilprev Pecúlio? O plano Brasilprev Pecúlio é uma solução moderna e flexível que ajuda você a acumular recursos para a realização dos

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV PECÚLIO PGBL E VGBL

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV PECÚLIO PGBL E VGBL NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV PECÚLIO PGBL E VGBL O que é um Plano Brasilprev Pecúlio? O plano Brasilprev Pecúlio é uma solução moderna e flexível que ajuda você a acumular recursos para a realização dos

Leia mais

Quadro Comparativo do Regulamento do Plano de Benefícios Pepsico

Quadro Comparativo do Regulamento do Plano de Benefícios Pepsico do Regulamento do Plano de Benefícios Pepsico CNPB 2004.0020-18 Prev Pepsico Sociedade Previdenciária CNPJ 00.098.693/0001-05 Atendimento à NOTA Nº 036/2013/CGAT/DITEC/PREVIC Comando 357744092 Juntada

Leia mais

PLANO DE PREVIDÊNCIA DA MÚTUA CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS PROFISSIONAIS DO CREA

PLANO DE PREVIDÊNCIA DA MÚTUA CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS PROFISSIONAIS DO CREA PLANO DE PREVIDÊNCIA DA MÚTUA CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS PROFISSIONAIS DO CREA Mensagem ao Associado Caro Associado, A maior preocupação do profissional que compõe o Sistema Confea / Crea / Mútua talvez

Leia mais

Material Explicativo. Plano de Benefícios de Contribuição Definida da IBM Brasil. FUNDAÇÃO previdenciária IBM

Material Explicativo. Plano de Benefícios de Contribuição Definida da IBM Brasil. FUNDAÇÃO previdenciária IBM Material Explicativo Plano de Benefícios de Contribuição Definida da IBM Brasil FUNDAÇÃO previdenciária IBM 2 Material Explicativo Fundação Previdenciária IBM A DIREÇÃO DO SEU FUTURO Lembre-se! O objetivo

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS - Plano PreVisão -

PERGUNTAS E RESPOSTAS - Plano PreVisão - PERGUNTAS E RESPOSTAS - Plano PreVisão - O que é o plano PreVisão? O plano PreVisão é o novo plano de benefícios administrado pela Visão Prev, resultado de estudos realizados no intuito de buscar uma solução

Leia mais

Í n d i c e. Apresentação. Sobre a ELETROS. Sobre o Plano CD CERON. Características do Plano CD CERON

Í n d i c e. Apresentação. Sobre a ELETROS. Sobre o Plano CD CERON. Características do Plano CD CERON Í n d i c e Apresentação Sobre a ELETROS Sobre o Plano CD CERON Características do Plano CD CERON 3 4 5 6 A p r e s e n t a ç ã o Bem-vindo! Você agora é um participante do Plano CD CERON, o plano de benefícios

Leia mais

CARTILHA EXPLICATIVA DO PLANO CIASCPREV

CARTILHA EXPLICATIVA DO PLANO CIASCPREV CARTILHA EXPLICATIVA DO PLANO CIASCPREV Florianópolis, janeiro de 2010. Caríssimo Participante, Esta cartilha vai ajudar você a entender melhor a DATUSPREV e o Plano CIASCPREV. O CIASC, pensando em você,

Leia mais

PLANO DE BENEFÍCIOS ATENTO ATENTO PREV. Manual Explicativo

PLANO DE BENEFÍCIOS ATENTO ATENTO PREV. Manual Explicativo PLANO DE BENEFÍCIOS ATENTO ATENTO PREV Manual Explicativo 1 2 Plano de Benefícios Atento AtentoPrev O Plano de Benefícios Atento Atento Prev é um plano de previdência complementar, constituído na modalidade

Leia mais

Tranquilidade e segurança para você e sua família.

Tranquilidade e segurança para você e sua família. Material de uso exclusivo do Bradesco. Produzido pelo Departamento de Marketing em fevereiro/2009. Reprodução proibida. Não jogue este impresso em via pública. Bradesco PGBL Proteção Familiar Para informações

Leia mais

Material Explicativo. Plano de Benefícios HP

Material Explicativo. Plano de Benefícios HP Material Explicativo Plano de Benefícios HP Janeiro - 2015 1 As informações deste material visam cumprir a legislação aplicável e dar aos participantes uma idéia geral e resumida das alterações promovidas

Leia mais

PLANO PETROS 2 LIVRETO DO PARTICIPANTE

PLANO PETROS 2 LIVRETO DO PARTICIPANTE PLANO PETROS 2 LIVRETO DO PARTICIPANTE PLANO PETROS 2 LIVRETO DO PARTICIPANTE ÍNDICE LIVRETO Apresentação 04 A PETROS 06 Patrocinadoras do Plano 07 PLANO PETROS 2 Principais Características 08 Inscrição

Leia mais

Plano de Previdência Complementar. Manual do Participante Fenacor Prev

Plano de Previdência Complementar. Manual do Participante Fenacor Prev Plano de Previdência Complementar Manual do Participante Fenacor Prev 1 Índice Introdução...3 O Programa de Previdência Fenacor Prev...3 Contribuições...4 Investimentos...5 Benefício Fiscal...5 Benefícios

Leia mais

O futuro em suas mãos Material Explicativo do Plano de Benefícios II

O futuro em suas mãos Material Explicativo do Plano de Benefícios II ReckittPrev Reckitt Benckiser Sociedade Previdenciária O futuro em suas mãos Material Explicativo do Plano de Benefícios II Material Explicativo do Plano de Benefícios II Sumário Carta da diretoria O futuro

Leia mais

Inferior ou igual a 2 anos 35% Superior a 2 anos e inferior ou igual a 4 anos 30% Superior a 4 anos e inferior ou igual a 6 anos 25%

Inferior ou igual a 2 anos 35% Superior a 2 anos e inferior ou igual a 4 anos 30% Superior a 4 anos e inferior ou igual a 6 anos 25% Perguntas e respostas 1- Como funciona a Tabela Regressiva dos Planos de Previdência Complementar? R A Tabela Regressiva foi prevista a partir da Lei nº 11.053, de 29 /12 /2004. Em vigor desde 01/01/2005,

Leia mais

Material Explicativo Plano de Benefícios Avon 2015

Material Explicativo Plano de Benefícios Avon 2015 Material Explicativo Plano de Benefícios Avon 2015 Material Explicativo ÍNDICE 1. Mensagem importante pra você... 4 2. Que tal planejar sua aposentadoria?... 5 3. Estamos juntos!... 6 4. Saiba quem pode

Leia mais

Plano de Contribuição Definida

Plano de Contribuição Definida Plano de Contribuição Definida Gerdau Previdência CONHEÇA A PREVIDÊNCIA REGIME DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR Oferecido pelo setor privado, com adesão facultativa, tem a finalidade de proporcionar uma proteção

Leia mais

PROGRAMA DE PREVIDÊNCIA UVERGS PREVI

PROGRAMA DE PREVIDÊNCIA UVERGS PREVI PROGRAMA DE PREVIDÊNCIA UVERGS PREVI UVERGS PREVI A União dos Vereadores do Estado do Rio Grande do Sul visa sempre cuidar do futuro de seus associados Por conta disso, está lançando um Programa de Benefícios

Leia mais

Críticas e sugestões através do nosso e-mail: iprevi1@hotmail.com

Críticas e sugestões através do nosso e-mail: iprevi1@hotmail.com 1 CARTILHA DO SEGURADO 1. MENSAGEM DA DIRETORA PRESIDENTE Esta cartilha tem como objetivo dar orientação aos segurados do Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Itatiaia IPREVI,

Leia mais

Funpresp-EXE. Novo regime de previdência para os servidores públicos federais no Brasil. Brasília/DF 04/fevereiro/2013

Funpresp-EXE. Novo regime de previdência para os servidores públicos federais no Brasil. Brasília/DF 04/fevereiro/2013 Funpresp-EXE Novo regime de previdência para os servidores públicos federais no Brasil Brasília/DF 04/fevereiro/2013 Órgão de Administração FUNPRESP/EXE - GOVERNANÇA Conselho Deliberativo (6 paritário)

Leia mais

As mudanças mais importantes no Bradesco Previdência

As mudanças mais importantes no Bradesco Previdência As mudanças mais importantes no Bradesco Previdência No dia 21 de julho, o RH do Banco Bradesco e diretores do Bradesco Previdência expuseram, a cerca de 50 dirigentes sindicais, as mudanças no plano de

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV JÚNIOR VGBL E PGBL

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV JÚNIOR VGBL E PGBL NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV JÚNIOR VGBL E PGBL Com este material, você entenderá melhor o seu plano Brasilprev Júnior. Se você contratou o plano em nome do Júnior, consulte as informações em Titular:

Leia mais

Cartilha do Participante

Cartilha do Participante Benefício definido (Eletra 01) BENEFICIO DEFINIDO Cartilha do Participante Introdução A ELETRA Fundação Celg de Seguros e Previdência é uma entidade fechada de previdência privada, de fins previdenciários

Leia mais

Aceprev. Cartilha do Plano de Benefícios REGRA MIGRADOS. Aperam Inox América do Sul S.A. Acesita Previdência Privada

Aceprev. Cartilha do Plano de Benefícios REGRA MIGRADOS. Aperam Inox América do Sul S.A. Acesita Previdência Privada Aceprev Acesita Previdência Privada Aperam Inox América do Sul S.A. Cartilha do Plano de Benefícios REGRA MIGRADOS Aceprev Acesita Previdência Privada DIRETORIA EXECUTIVA Nélia Maria de Campos Pozzi -

Leia mais

Plano PAI. material explicativo

Plano PAI. material explicativo Plano PAI material explicativo Conheça melhor o Plano PAI e veja como o tempo pode ser seu maior aliado Grande parte dos trabalhadores sonha em ter uma aposentadoria estável e aproveitar essa fase para

Leia mais

Material Explicativo. Plano de Aposentadoria GEBSA-PREV

Material Explicativo. Plano de Aposentadoria GEBSA-PREV Material Explicativo Plano de Aposentadoria GEBSA-PREV 2 GEBSA-PREV O PLANO GEBSA-PREV VAI AJUDAR VOCÊ A CONSTRUIR SEU FUTURO! Preocupada com a tranquilidade e o bem estar de seus funcionários, a GE oferece

Leia mais

Alterações de Regulamento

Alterações de Regulamento Alterações de Regulamento Síntese das alterações propostas 1. DEFINIÇÕES GERAIS Beneficiários: será excluído o tempo mínimo de união estável com parceiro ou cônjuge para que seja reconhecido como beneficiário

Leia mais

Comunicação Interna. VivoPrev. para quem é ligado no futuro.

Comunicação Interna. VivoPrev. para quem é ligado no futuro. Comunicação Interna VivoPrev para quem é ligado no futuro. Qual o seu programa para o amanhã? Pensar no amanhã é algo que deve ser feito hoje. Quanto antes você começar, maior a garantia de chegar ao futuro

Leia mais

AGROS INSTITUTO UFV DE SEGURIDADE SOCIAL. Regulamento do Plano de Instituidor AGROS CD-01

AGROS INSTITUTO UFV DE SEGURIDADE SOCIAL. Regulamento do Plano de Instituidor AGROS CD-01 AGROS INSTITUTO UFV DE SEGURIDADE SOCIAL Regulamento do Plano de Instituidor AGROS CD-01 Viçosa Minas Gerais Fevereiro/2008 Índice Página Glossário - Capítulo II Das Definições... 3 Nome do Plano de Benefícios

Leia mais

FORD PREVIDÊNCIA PRIVADA - FPP

FORD PREVIDÊNCIA PRIVADA - FPP Atualização 02.10.2008 FORD PREVIDÊNCIA PRIVADA - FPP A Ford Previdência Privada FPP é uma Entidade Fechada de Previdência Complementar, sem fins lucrativos, que administra os benefícios do Plano de Aposentadoria

Leia mais

Cartilha de Tributação. Recebimento do benefício do Plano ou Resgate de Contribuições

Cartilha de Tributação. Recebimento do benefício do Plano ou Resgate de Contribuições Cartilha de Tributação Recebimento do benefício do Plano ou Resgate de Contribuições A escolha de tributação - progressiva ou regressiva - só gera impactos no resgate de contribuição e/ou no recebimento

Leia mais

Celgprev CELPREV. Cartilha do Participante. Introdução

Celgprev CELPREV. Cartilha do Participante. Introdução Celgprev CELPREV Cartilha do Participante Introdução A partir de dezembro de 2000, a CELG distribuição, a Celg geração e transmissão, Celgpar e a ELETRA passam a oferecer aos seus empregados o Celgprev:

Leia mais

Plano de Previdência Complementar. Manual do Participante FenacorPrev

Plano de Previdência Complementar. Manual do Participante FenacorPrev Plano de Previdência Complementar Manual do Participante FenacorPrev Índice Introdução... 3 O Programa de Previdência FenacorPrev... 3 Contribuições... 4 Investimentos... 5 Benefício Fiscal... 6 Benefícios

Leia mais

AASP Associação dos Advogados de São Paulo MATERIAL EXPLICATIVO AASP PREVIDÊNCIA. Plano administrado pelo HSBC Instituidor Fundo Múltiplo.

AASP Associação dos Advogados de São Paulo MATERIAL EXPLICATIVO AASP PREVIDÊNCIA. Plano administrado pelo HSBC Instituidor Fundo Múltiplo. AASP Associação dos Advogados de São Paulo MATERIAL EXPLICATIVO AASP PREVIDÊNCIA Plano administrado pelo HSBC Instituidor Fundo Múltiplo. Introdução Através deste Material Explicativo você toma conhecimento

Leia mais

CARTILHA DO PLANO C FUNDAÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL BRASLIGHT

CARTILHA DO PLANO C FUNDAÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL BRASLIGHT CARTILHA DO PLANO C Cartilha do Plano C APRESENTAÇÃO O plano de benefícios previdenciários conhecido como Plano C foi implantado em 1997. O regulamento do Plano C foi adaptado à Lei Complementar nº 109,

Leia mais

Índice BEM-VINDO AO PLANO UNIMED-BH 02 GLOSSÁRIO 03 CONHECENDO O PLANO 06 INFORMAÇÕES ADICIONAIS 10 FORMAS DE CONTATO 13

Índice BEM-VINDO AO PLANO UNIMED-BH 02 GLOSSÁRIO 03 CONHECENDO O PLANO 06 INFORMAÇÕES ADICIONAIS 10 FORMAS DE CONTATO 13 Índice BEM-VINDO AO PLANO UNIMED-BH 02 GLOSSÁRIO 03 CONHECENDO O PLANO 06 INFORMAÇÕES ADICIONAIS 10 FORMAS DE CONTATO 13 UD004110B-MioloGuiaPlanoUnimedBH15x21.indd 1 2 Bem-vindo ao Plano de Previdência

Leia mais

Plano de Previdência ArcelorMittal Brasil. Contribuição definida

Plano de Previdência ArcelorMittal Brasil. Contribuição definida Plano de Previdência ArcelorMittal Brasil Contribuição definida Plano de Previdência ArcelorMittal Brasil Este folheto contém as principais características do Plano de Previdência Complementar da ArcelorMittal

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 497 SRF, DE 24/01/2005 (DO-U, DE 09/02/2005)

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 497 SRF, DE 24/01/2005 (DO-U, DE 09/02/2005) INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 497 SRF, DE 24/01/2005 (DO-U, DE 09/02/2005) Dispõe sobre plano de benefício de caráter previdenciário, Fapi e seguro de vida com cláusula de cobertura por sobrevivência e dá outras

Leia mais

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA MUNICIPAL DE GOV. VALADARES Departamento de Benefícios

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA MUNICIPAL DE GOV. VALADARES Departamento de Benefícios DIREITOS PREVIDENCIÁRIOS DO SERVIDOR PÚBLICO O RPPS é estabelecido por lei elaborada em cada um dos Estados, dos Municípios e do Distrito Federal, e se destina exclusivamente aos servidores públicos titulares

Leia mais

Previdência Complementar do servidor em perguntas e respostas

Previdência Complementar do servidor em perguntas e respostas Previdência Complementar do servidor em perguntas e respostas Por Antônio Augusto de Queiroz - Jornalista, analista político e diretor de Documentação do Diap Com o propósito de esclarecer algumas dúvidas

Leia mais

Sumário. Sumário O OBJETIVO DA CARTILHA 1. INTRODUÇÃO À PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR ... 5 2. CONHEÇA MAIS SOBRE A PREVIDÊNCIA USIMINAS ... 6 ...

Sumário. Sumário O OBJETIVO DA CARTILHA 1. INTRODUÇÃO À PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR ... 5 2. CONHEÇA MAIS SOBRE A PREVIDÊNCIA USIMINAS ... 6 ... CARTILHA USIPREV Sumário O OBJETIVO DA CARTILHA...................................................... 3 Sumário 1. INTRODUÇÃO À PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR 2. CONHEÇA MAIS SOBRE A PREVIDÊNCIA USIMINAS............................

Leia mais

A... Aceitação Ato de aprovação pela entidade de uma proposta efetuada.

A... Aceitação Ato de aprovação pela entidade de uma proposta efetuada. A... Aceitação Ato de aprovação pela entidade de uma proposta efetuada. Adesão Característica do contrato de previdência privada, relativa ao ato do proponente aderir ao plano de previdência. Administradores

Leia mais

REGULAMENTO CULTURAPREV Adaptado à Lei Complementar nº 109/2001, Resoluções CGPC Nº 12/2002, Nº 03/2003, Nº 08/2004 e a Resolução CGPC Nº 10/2004

REGULAMENTO CULTURAPREV Adaptado à Lei Complementar nº 109/2001, Resoluções CGPC Nº 12/2002, Nº 03/2003, Nº 08/2004 e a Resolução CGPC Nº 10/2004 REGULAMENTO CULTURAPREV Adaptado à Lei Complementar nº 109/2001, Resoluções CGPC Nº 12/2002, Nº 03/2003, Nº 08/2004 e a Resolução CGPC Nº 10/2004 Ministério da Previdência Social MPS Secretaria de Previdência

Leia mais

INVESTIMENTO I - IMPOSTO DE RENDA NA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR II - SIMULE E FAÇA CONTRIBUIÇÕES ADICIONAL

INVESTIMENTO I - IMPOSTO DE RENDA NA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR II - SIMULE E FAÇA CONTRIBUIÇÕES ADICIONAL INVESTIMENTO I - IMPOSTO DE RENDA NA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR II - SIMULE E FAÇA CONTRIBUIÇÕES ADICIONAL I - IMPOSTO DE RENDA NA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR A Lei n.º 11.053, de 29 de dezembro de 2004, trouxe

Leia mais

PRHOSPER PREVIDÊNCIA RHODIA Planos de Aposentadoria (Incorporação Solvay do Brasil)

PRHOSPER PREVIDÊNCIA RHODIA Planos de Aposentadoria (Incorporação Solvay do Brasil) PRHOSPER PREVIDÊNCIA RHODIA Planos de Aposentadoria (Incorporação Solvay do Brasil) 08 de outubro 2015 Quem somos? Entidade Fechada de Previdência Complementar que administra os Planos de Previdência dos

Leia mais

Conheça melhor o Plano de Benefícios INDUSPREV SENAI-SP

Conheça melhor o Plano de Benefícios INDUSPREV SENAI-SP Construindo no presente um futuro melhor... Conheça melhor o Plano de Benefícios INDUSPREV SENAI-SP MATERIAL EXPLICATIVO DO PLANO INDUSPREV SENAI-SP Aprovado pela Superintendência Nacional de Previdência

Leia mais

Essa avaliação quanto ao melhor regime tributário aplicável deve ser realizada caso a caso, levando-se em consideração:

Essa avaliação quanto ao melhor regime tributário aplicável deve ser realizada caso a caso, levando-se em consideração: Conforme o disposto pela legislação tributária, os participantes e assistidos que optarem pelo Plano Sabesprev Mais poderão optar pelo Regime de Tributação Regressivo, ao invés de receberem seus benefícios

Leia mais

Apresentação DOCUMENTOS INSTITUCIONAIS ELETROS

Apresentação DOCUMENTOS INSTITUCIONAIS ELETROS Apresentação Os participantes de Planos de Previdência Complementar estruturados na modalidade de Contribuição Definida (CD), como é o caso do Plano CD CERON, contam com duas opções de tributação do imposto

Leia mais

2. O que a Funpresp Exe traz de modernização para o sistema previdenciário do Brasil?

2. O que a Funpresp Exe traz de modernização para o sistema previdenciário do Brasil? Perguntas Frequentes 1. O que é a Funpresp Exe? É a Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal do Poder Executivo, criada pelo Decreto nº 7.808/2012, com a finalidade de administrar

Leia mais

CARTILHA EXPLICATIVA. Esta Cartilha vai ajudá-lo a entender melhor o OABPrev-GO e o Plano de Benefícios Previdenciários do Advogado Adv-PREV.

CARTILHA EXPLICATIVA. Esta Cartilha vai ajudá-lo a entender melhor o OABPrev-GO e o Plano de Benefícios Previdenciários do Advogado Adv-PREV. CARTILHA 2010 CARTILHA EXPLICATIVA Esta Cartilha vai ajudá-lo a entender melhor o OABPrev-GO e o Plano de Benefícios Previdenciários do Advogado Adv-PREV. Com o Adv-PREV você verá que é possível viver

Leia mais

na modalidade Contribuição Definida

na modalidade Contribuição Definida 1 DIRETORIA * Estruturados DE PREVIDÊNCIA na modalidade Contribuição Definida legislação Conforme a Legislação Tributária vigente*, aplicável aos Planos de Previdência Complementar modelados em Contribuição

Leia mais

REGULAMENTO DO PLANO DE PECÚLIO FACULTATIVO PPF CNPB 1990.0011-65 FUNDAÇÃO GEAPPREVIDÊNCIA

REGULAMENTO DO PLANO DE PECÚLIO FACULTATIVO PPF CNPB 1990.0011-65 FUNDAÇÃO GEAPPREVIDÊNCIA REGULAMENTO DO PLANO DE PECÚLIO FACULTATIVO PPF CNPB 1990.0011-65 FUNDAÇÃO GEAPPREVIDÊNCIA Aprovado pela Superintendência Nacional de Previdência Complementar PREVIC, por meio da Portaria Nº 509, de 27

Leia mais

Contribuir, mensalmente, para o Plano de Aposentadoria com:

Contribuir, mensalmente, para o Plano de Aposentadoria com: PLANO DE APOSENTADORIA - INSCRIÇÃO Nome Completo (em letra de forma): Empresa / Matrícula: Telefone p/ Contato: E-Mail: CPF: Instruções para Preenchimento O preenchimento de todos os campos é obrigatório;

Leia mais