GUIA DE ALV EM EMPREENDEDORISMO E GESTÃO DE PEQUENOS NEGÓCIOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GUIA DE ALV EM EMPREENDEDORISMO E GESTÃO DE PEQUENOS NEGÓCIOS"

Transcrição

1 GUIA DE ALV EM EMPREENDEDORISMO E GESTÃO DE PEQUENOS NEGÓCIOS Coordenador: Prof. Doutor José António Porfírio Vice-Coordenadora: Profª. Maria do Rosário Almeida 1

2 Índice 1. ENQUADRAMENTO CARACTERIZAÇÃO DO CURSO Destinatários Condições de Acesso Objetivos Objetivos Gerais Objetivos Específicos FUNCIONAMENTO DO CURSO AMBIENTAÇÃO ON-LINE PLANO DE ESTUDOS Estrutura Curricular Componente Teórica Competências e Conteúdos Programáticos das Unidades de Formação CALENDÁRIO SISTEMAS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO CERTIFICAÇÃO RECURSOS DE APRENDIZAGEM, PEDAGÓGICOS E TÉCNICOS INSCRIÇÃO DURAÇÃO DO CURSO CUSTOS COORDENAÇÃO DO CURSO CORPO DOCENTE/NOTAS BIOGRÁFICAS CONTACTOS COORDENAÇÃO

3 1. ENQUADRAMENTO Em 2008, existiam micro, pequenas e médias empresas (PME) em Portugal, representando 99,7% das sociedades do sector não financeiro. As microempresas predominavam, constituindo cerca de 86% do total de PME. O emprego nas sociedades do sector não financeiro foi maioritariamente assegurado pelas PME (72,5%), as quais foram ainda responsáveis por 57,9% do volume de negócios e por 59,8% do VABcf gerados em O número de PME registou um ligeiro acréscimo (+0,6%) face ao ano anterior, evolução idêntica à verificada nas grandes empresas (+0,7%). É clara a aposta a nível político não apenas nacional, mas também, europeu que tem vindo a ser feita nestas organizações de micro ou pequena dimensão que, pelos seus impactos ao nível do emprego, das exportações, da economia em geral, e do desenvolvimento económico-social das regiões onde estão implantadas, assumem um papel preponderante nos mais variados domínios da vida dos países. Como reconhece, por exemplo, o fórum empresarial, a maioria das PME nacionais não só são de base familiar, como são geridas por administradores com baixas habilitações literárias. Segundo o último inquérito ao Emprego do INE, 80 por cento dos directores e gerentes de PME possuem um nível educacional não superior ao 9º ano de escolaridade. Apenas 5,9 por cento dos gestores deste segmento de empresas concluíram o ensino superior 2. É inquestionável a associação entre formação dos donos e quadros de empresas e o seu potencial de sucesso. Todavia, tal ideia enfrenta, muitas vezes, a dificuldade de avaliar a qualificação efectiva deste elemento humano, nomeadamente se ela não se baseia nas reconhecidas qualificações formais. Neste sentido, entende-se que o espírito de Bolonha de considerar a competência acima do nível formal de qualificação veio abrir uma oportunidade interessante neste tipo de problema. Em particular, esta oportunidade é traduzida na possibilidade de reconhecer formalmente a competência, através de novas modalidades de ensino/formação, de entre as quais se destaca a Aprendizagem ao Longo da Vida (ALV). O curso de EMPREENDEDORISMO E GESTÃO DOS PEQUENOS NEGÓCIOS vem, assim, decisivamente ao encontro dos donos, quadros e funcionários sobretudo das micro e pequenas empresas, bem como de qualquer agente que pretenda criar e gerir o seu negócio próprio, que, no seu dia-a-dia, lidam permanentemente com problemas cuja formação é preciso encontrar. Enquadrado na filosofia da Aprendizagem ao Longo da Vida, este curso destina-se a ajudar estes destinatários a adquirir e/ou melhorar as suas competências, aptidões e conhecimentos, assente em quatro princípios fundamentais: 1 Fonte: consultado em 19 de Agosto de Fonte: consultado em 21 de Setembro de

4 (1) Aquisição e/ou atualização de conhecimentos científicos relevantes que lhes permita uma maior solidez de atuação, bem como uma sistematização teórica do conhecimento prático já adquirido em muitos casos, contribuindo para a melhoria da sua performance pessoal e das organizações onde se integram; (2) Desenvolvimento de competências de reflexão, elaboração, comunicação e avaliação; (3) Culto de uma atitude crítica e de investigação aplicada que parta da problematização adequada e contrarie qualquer tendência para a rigidez e/ou estanquicidade; (4) Sentido de aprendizagem ao longo da vida e partilha constante de conhecimentos nos diferentes domínios da gestão empresarial, bem como no domínio das Tecnologias da Informação e Comunicação. Confiamos que este curso possa ajudar todos os formandos a compreender a necessidade de gerir adequada e tecnicamente as suas organizações, melhorando o ambiente empresarial nacional, aumentando a solidez dos seus negócios e das suas organizações e contribuindo para o seu desenvolvimento pessoal e social. O curso configura-se em regime on-line, sendo o formando integrado numa comunidade de aprendizagem, dispondo de acesso permanente a textos e atividades, à troca de experiências e debates com os seus pares, sendo ainda assegurado apoio, orientação e tutoria on-line por parte de docentes qualificados. O curso desenvolve-se ao longo de cerca de 38 semanas de formação (com início em Novembro de 2010 e fim previsto para Julho de 2011), abrangendo 8 unidades de formação, num total de 468 horas de trabalho, antecedido de um módulo de ambientação ao contexto de e-learning (duas semanas de formação, 20 horas de trabalho). 2. CARACTERIZAÇÃO DO CURSO Este curso apresenta-se seguindo um modelo de formação que tem por objetivo o desenvolvimento de competências para a criação de empresas e o desempenho das funções de gestão de micro e pequenas organizações empresariais Destinatários Este curso destina-se a donos e quadros de micro e pequenas empresas, nos mais variados ramos de atividade, que pretendam adquirir competências que lhes permitam gerir de forma mais eficiente os seus negócios. Tem ainda como público-alvo, jovens licenciados (primordialmente em áreas que não a Gestão) ou desempregados que pretendam criar o seu próprio negócio. A existência de conhecimentos prévios de Gestão é fator preferencial para a admissão neste curso. 4

5 2.2. Condições de Acesso Além do requisito enunciado no ponto anterior, o formando deverá ter acesso a um computador com ligação à Internet e dispor de um endereço electrónico atualizado. As candidaturas deverão ser instruídas com a apresentação do Curriculum Vitae que evidencie as características exigidas aos destinatários do curso, como expressas no ponto anterior. O Curriculum Vitae será sujeito à apreciação de um júri da área de gestão. 2.3 Objetivos Objetivos Gerais Garantir o domínio de conhecimentos essenciais na área da Contabilidade, da Fiscalidade e das Finanças Empresariais; Transmitir competências essenciais no domínio da Gestão dos Recursos Humanos de uma organização empresarial, bem como na área da Ética Empresarial; Promover modelos de gestão assentes numa Sustentabilidade Estratégica dos negócios e promovidos com as ferramentas de Marketing mais adequadas; Promover a capacidade de operacionalizar e integrar os diferentes conceitos de Gestão através da construção de um business plan onde seja possível aferir a viabilidade dos negócios, sustentar eventuais negociações de meios para os mesmos, e garantir o acompanhamento da sua performance; Proporcionar aos formandos competências no domínio das TIC que lhes permitam desenvolver tarefas de pesquisa e de exploração da plataforma Moodle Objetivos Específicos Compreender a importância e funcionamento das mais recentes normas contabilísticas e de reporte financeiro e saber avaliar os registos e documentos contabilísticos; Conhecer o sistema Fiscal Português e as suas implicações na gestão quotidiana dos negócios; Dominar os instrumentos de gestão financeira de curto e de médio prazo, adquirindo as competências exigíveis para uma negociação de fontes de financiamento mais adequadas para os respectivos negócios; Saber conceber, implementar e controlar uma efectiva estratégia de negócio; Dominar os instrumentos que permitirão conhecer melhor os mercados onde atuam e saber aplicar as técnicas de marketing mais adequadas a esses mercados; 5

6 Adquirir os conceitos de ética e da responsabilidade social das organizações, e saber traduzi-los na prática quotidiana da organização empresarial; Dominar os passos essenciais para a criação e desenvolvimento dos negócios, garantindo o cumprimento da lei e a salvaguarda do futuro da organização e dos seus elementos; Aquisição de competências relativas ao recrutamento e gestão de recursos humanos e ao desenvolvimento de uma adequada cultura organizacional; Apresentar um projecto de criação de empresa ou de um pequeno negócio, devidamente sustentado e que permita garantir a validade dos pressupostos e o sucesso eventual da sua implementação. 3. FUNCIONAMENTO DO CURSO As atividades de ensino-aprendizagem relativas às diversas unidades de formação deste curso funcionam em regime online, completamente virtual, com recurso a uma plataforma de e-learning. O início do curso é antecedido por um módulo inicial totalmente virtual - Ambientação Online - com a duração de 2 semanas, com o objetivo de familiarizar o formando com o contexto virtual e com as ferramentas de e-learning e de lhe permitir a aquisição de competências de comunicação online e de competências sociais necessárias à construção de uma comunidade de aprendizagem virtual. Os alunos da Universidade Aberta que já tenham frequentado outros cursos poderão ficar dispensados da frequência deste módulo. Este curso segue um modelo pedagógico próprio, especificamente concebido para o ensino virtual na Universidade Aberta, que assenta nos seguintes princípios: Ensino centrado no formando, o que significa que o formando é ativo e responsável pela construção do conhecimento; Ensino baseado na flexibilidade de acesso à aprendizagem (conteúdos e atividades de aprendizagem) de forma flexível, sem imperativos temporais ou de deslocação, de acordo com a disponibilidade do formando. Este princípio concretiza-se na primazia da comunicação assíncrona, o que permite a nãocoincidência de espaço e não-coincidência de tempo, já que a comunicação e a interação se processam à medida que é conveniente para o formando, possibilitando-lhe tempo para ler, processar a informação, reflectir e, então, dialogar ou interagir (responder); Ensino baseado na interação diversificada quer entre formando-professor, quer entre formando-formando, quer ainda entre o formando e os recursos de aprendizagem, sendo socialmente contextualizada. 6

7 O formando integrará uma classe virtual onde têm acesso os professores do curso e os restantes formandos. As atividades de aprendizagem decorrem no espaço virtual de cada unidade de formação ao longo do curso, sendo realizadas online com recurso a dispositivos de comunicação. Com base nestes dispositivos são organizados fóruns de dois tipos: fóruns moderados pelos formandos e fóruns moderados pelo professor. Os fóruns moderados pelos formandos constituem espaços de trabalho da turma. Neles deverá ter lugar a interação a propósito da temática em estudo, tais como: aspectos que suscitem dúvidas, reflexões que se entendam partilhar, troca de opiniões sobre os mais variados tópicos, confronto de respostas dadas às atividades propostas, etc. Os fóruns moderados pelo professor têm como objetivo o esclarecimento de dúvidas e a superação de dificuldades que não tenham sido ultrapassadas através da discussão entre os formandos. Estes fóruns são abertos em momentos determinados pelo professor. A comunicação é essencialmente assíncrona e, por isso, baseada na escrita. As diferentes fases de trabalho devem ser previamente definidas num contrato de aprendizagem, negociado com os formandos no início de cada módulo. 4. AMBIENTAÇÃO ON-LINE Dada a importância da familiarização dos formandos com os dispositivos tecnológicos afectos ao ambiente virtual onde irão ter lugar as atividades de ensino e de aprendizagem e da ambientação aos modos específicos de comunicação e comportamento online, é organizado imediatamente antes do início do curso um módulo de ambientação online, que deverá ser frequentado por todos os formandos inscritos pela primeira vez no curso. Durante este módulo será criado um contexto para interações de natureza mais informal. A este espaço terá acesso todo o corpo de formadores, os coordenadores e os formandos, com o objetivo de criar relações de natureza sócio-afectiva e proporcionar um espaço de manifestação da presença social, suporte da interação e comunicação de natureza cognitiva e académica, mais específico da classe virtual. O módulo de ambientação online é de natureza prática, com uma orientação centrada no saber-fazer. No final deste módulo os formandos deverão ter: Adquirido competências no uso dos recursos tecnológicos disponíveis no ambiente online (saber-fazer); Adquirido confiança e competências de socialização online (formal e informal) nas diferentes modalidades de comunicação disponíveis no ambiente virtual (saber-relacionar-se); 7

8 Adquirido competências em diferentes modalidades de aprendizagem e trabalho online (aprendizagem independente, aprendizagem colaborativa, aprendizagem a pares, aprendizagem com apoio de recursos). Demonstrado competências de comunicação da presença social através da interação em contexto informal. Aplicado as competências gerais de utilização da Internet (comunicação, pesquisa, gestão do conhecimento e avaliação de informação) no ambiente virtual onde irá decorrer o curso (uso efectivo do correio-electrónico, saber trabalhar em grupos online, saber fazer pesquisa e consulta de informação na Internet). Aplicado as regras de convivência social específicas da comunicação em ambientes online. 8

9 5. PLANO DE ESTUDOS 5.1. Estrutura Curricular O plano de estudos deste curso desenvolve-se pelos dois semestres lectivos, estruturando-se em termos curriculares conforme abaixo apresentado: Quadro 1: Plano curricular do Curso ALV Empreendedorismo e Gestão de Pequenos Negócios 1º SEMESTRE: Novembro a Fevereiro Contabilidade Obrigatória 2 ECTS Orçamento e Finanças Obrigatória 2 ECTS Ética e Responsabilidade Social Obrigatória 2 ECTS Marketing Obrigatória 2 ECTS 2º SEMESTRE: Março a Julho Estratégia Obrigatória 2 ECTS Recursos Humanos Obrigatória 2 ECTS Fiscalidade Obrigatória 2 ECTS Plano de Negócios (Business Plan) Obrigatória 4 ECTS Notas: 1-1 ECTS = 26 horas de formação 5.2. Componente Teórica A componente de formação teórica desenvolve-se a partir de dimensões fundamentais para o conhecimento. Os postulados subjacentes a estas dimensões da formação operacionalizam-se em saberes organizados por 8 unidades de formação que pressupõem um nível de exigência e uma carga de trabalho global que se traduz em 468 horas de trabalho, sendo a seguinte a síntese do plano curricular proposto: 9

10 QUADRO 2: SÍNTESE DO PLANO CURRICULAR UNIDADES DE FORMAÇÃO MÓDULOS DOCENTES HORAS DE FORMAÇÃO Ambientação Módulo 1: Conhecer as ferramentas pedagógicas online Módulo 2: Conhecer as características do Modelo Pedagógico Módulo 3: Aprender a trabalhar online Prof. Doutor José António Porfírio Profª Doutora 20 Maria do Rosário Almeida Contabilidade Módulo 1: Conceitos e Matéria Fundamentais Módulo 2: O Estudo das Contas Módulo 3: Operações de Fim de Exercício Prof. Doutor Carlos Pinho 52 Orçamento e Finanças Módulo 1: Gestão das Origens e Aplicações financeiras de CP Módulo 2: Planeamento Financeiro a M. L. Prazo Prof. Doutor Carlos Rafael Branco 52 Ética e Responsabilidade Social Módulo 1: Conceitos Módulo 2: Desenvolvimento Sustentável e Responsabilidade Social Módulo 3: Governança Empresarial e Responsabilidade Social Prof. Doutor João Simão 52 Marketing Módulo 1: Conceitos de Marketing, Segmentação de mercado, Seleção de Mercados-alvo e Posicionamento Módulo 2: Satisfação, Valor e Fidelidade do Cliente, Comportamento do Consumidor e Decisões de Compra e Marketing-Mix Módulo 3: O Plano de Marketing Profª Doutora Maria do Rosário Almeida 52 Estratégia Módulo 1: Pensamento Estratégico e Análise SWOT Módulo 2: A Formulação da Estratégia Módulo 3: Inter-relação entre Organização e a Implementação da Estratégia Prof. Doutor Ivo Dias de Sousa Prof. Doutor José Porfírio 52 Recursos Humanos Módulo 1: A Gestão dos Recursos Humanos Módulo 2: Práticas de Gestão de Recursos Humanos Módulo 3: Desenvolvimento e Gestão de Competências Profª Doutora Maria do Rosário Almeida 52 Fiscalidade Módulo 1: Aplicação da Lei Fiscal Módulo 2: O Imposto Módulo 3: O Estudo dos Impostos na Especialidade Prof. Doutor Carlos Pinho 52 Plano de Negócios Módulo 1: Concepção do Plano de investimento e de Negócios Módulo 2: A Criação da Empresa Módulo 3: Apoios para o Projecto Prof. Doutor Manuel Mouta Lopes Prof. Doutor Mário Negas 104 Total Horas 10

11 Competências e Conteúdos Programáticos das Unidades de Formação Contabilidade Esta unidade tem por missão dar a conhecer as funções e divisões da contabilidade e o método de registo contabilístico, tratar conceitos e materiais fundamentais da contabilidade, e as operações de fim de exercício (da regularização de contas até à aplicação dos resultados). Conteúdos Programáticos da Unidade Curricular de Contabilidade: 1. Conceitos e materiais fundamentais 2. O Estudo das contas 3. Operações de fim de exercício Competências a adquirir: No final da ação os formandos deverão ser capazes de compreender a importância das novas normas contabilísticas e de relato financeiro, e saber avaliar os registos e documentos contabilísticos. Orçamento e Finanças Com este módulo pretende-se fornecer aos formandos os conhecimentos necessários à gestão de contas correntes, e à obtenção de meios financeiros para o negócio tanto ao nível do curto prazo como do médio prazo. Conteúdos Programáticos da Unidade Curricular de Orçamento e Finanças: 1- A gestão das origens e aplicações financeiras a curto prazo a. A gestão do ativo circulante b. A gestão do passivo circulante c. O planeamento financeiro a curto prazo 2- O planeamento financeiro a médio prazo a. Capitais alheios e capitais próprios b. As principais políticas financeiras c. As fontes de financiamento a médio prazo d. A elaboração dos documentos financeiros previsionais 11

12 Competências a adquirir: No final da ação os formandos deverão ser capazes de conhecer a gestão financeira a curto prazo, ao nível das disponibilidades e das exigibilidades, e numa perspectiva de médio prazo. Ética e Responsabilidade Social As empresas são cada vez mais chamadas a assumir uma posição quanto à prosperidade económica, à qualidade ambiental e à justiça social, cuja importância é confirmada pela Comissão Europeia que em 2001 lançou o Livro Verde para Promover um Quadro Europeu para a Responsabilidade Social das Empresas. Conteúdos Programáticos da Unidade Curricular de Ética e Responsabilidade Social: 1- Conceitos 2- Desenvolvimento Sustentável e Responsabilidade Social a. Indicadores de responsabilidade social b. Responsabilidade empresarial e criação de valor 3- Governança Empresarial e Responsabilidade Social Competências a adquirir: No final da ação os formandos deverão estar familiarizados com a aplicação dos conceitos essenciais relativos à ética e responsabilidade social das empresas e negócios. Marketing Esta ação tem como finalidade apresentar conceitos de marketing, com referência à análise do mercado e atores e aos estudos de mercado; estudar a segmentação de mercado e seleção de mercados-alvo e posicionamento; analisar os elementos produto, preços, canais de distribuição e comunicação do marketing-mix; estudar os elementos constituintes de um plano de marketing. 1- Conceitos de Marketing, segmentação de mercado, seleção de mercados-alvo e posicionamento 2- Satisfação, valor e fidelidade do cliente, comportamento do consumidor e decisões de compra e marketing-mix 3- O plano de marketing 12

13 Competências a adquirir: No final da ação os formandos deverão estar familiarizados com a aplicação dos conceitos essenciais relativos à análise do mercado e aos estudos de mercado, e aos elementos constituintes de um plano de marketing. Estratégia A necessidade de mudança na cultura de gestão nacional justifica a importância de incutir no formando a necessidade de planear estrategicamente a atividade da empresa, usando as ferramentas da estratégia para o ajudar a ter sucesso nos mercados onde atua. Conteúdos Programáticos da Unidade Curricular de Estratégia: 1- O pensamento estratégico e a análise SWOT 2- A formulação da estratégia a. A escolha da missão e objetivos b. A estratégia produtos-mercados c. A estratégia de desenvolvimento empresarial 3- A interrelação entre a Organização e a Implementação da Estratégia Competências a adquirir: No final da ação os formandos deverão estar familiarizados com a aplicação dos conceitos essenciais relativos à aplicação das técnicas à formulação e implementação de uma estratégia. Recursos Humanos Orientar os formandos para as decisões e acções de gestão que se consideram mais determinantes e que condicionam as relações biunívocas entre as organizações e os seus colaboradores; sublinhar a importância dos Recursos Humanos na atividade das organizações. Conteúdos Programáticos da Unidade Curricular de Recursos Humanos: 1- A gestão de Recursos Humanos 2- Práticas de gestão de Recursos Humanos 13

14 a. Análise e qualificação de funções b. Recrutamento e selecção 3- Desenvolvimento e Gestão de Competências Competências a adquirir: No final da ação os formandos deverão estar familiarizados com a aplicação dos conceitos essenciais relativos às técnicas concernentes à gestão de recursos humanos adequadas às modernas estruturas, estratégias e culturas organizacionais. Fiscalidade Fornecer aos formandos o conhecimento do sistema fiscal Português, relativamente à compreensão da teoria geral dos impostos, e ao estudo dos impostos na especialidade. Conteúdos Programáticos da Unidade Curricular de Fiscalidade: 1- Aplicação da Lei Fiscal 2- O imposto a. Conceitos fundamentais b. Fases do imposto c. Garantias d. Tipologias e formas de classificação 3- O Estudo dos impostos na especialidade a. IRC b. IVA / RITI c. Benefícios fiscais Competências a adquirir: No final da ação os formandos deverão ser capazes de conhecer o sistema fiscal Português, resolver casos práticos em sede de IVA, e resolver casos práticos em sede de IRC. Plano de Negócio / Business Plan Fornecer aos formandos indicações no processo de criação de empresas e pequenos negócios. 14

15 Conteúdos Programáticos da Unidade Curricular de Plano de Negócio: 1- Concepção do Plano de Investimento e de Negócios a. Estudo de mercado b. Estudo de localização c. Estudo técnico e de operações d. Plano financeiro 2- A criação da empresa a. Escolha do nome e do Pacto Social b. Depósito do Capital Social c. Declaração de início de atividade d. Inscrição na Segurança Social 3- Apoios para o projecto a. Estrutura de capitais b. Alternativas para o financiamento Competências a adquirir: No final da ação os formandos deverão ser capazes de apresentar um projecto de criação de uma empresa ou pequeno negócio 15

16 6. CALENDÁRIO Unidade de formação Carga Horária Outubro Novembro Dezembro Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho 1 Ambientação online a 12 2 Contabilidade a a 10 3 Orçamento e Finanças a a 21 4 Ética e Responsabilidade Social a a 04 5 Marketing a a 04 6 Estratégia a Recursos Humanos a 15 e 26 a a 06 8 Fiscalidade a a 03 9 Plano de Negócios (Business Plan) a a a 15 TOTAL 468

17 7. SISTEMAS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO A qualidade de um sistema de avaliação determina, em grande medida, a qualidade da ação formativa. Por isso se adopta um sistema de avaliação contínua, rigoroso e que minimize a componente subjectiva, sempre presente. A avaliação em formação online tem uma importância acrescida em relação à avaliação em regime presencial em virtude da natureza particular do próprio contexto de ensinoaprendizagem. Os instrumentos de avaliação devem ser variados de forma a anular ou reduzir ao mínimo admissível a possibilidade de fraude intelectual quanto à autoria dos trabalhos. Deste modo a avaliação do curso considera: Uma componente de avaliação contínua, sumativa, que vale 60%, i.e., um máximo de 12 valores, desenvolvida ao longo de todo o curso e de cada módulo, e baseada na realização de trabalhos (individuais ou em grupo) que permitam aferir a aquisição de competências referentes a cada um dos módulos das diferentes unidades curriculares do curso. Os trabalhos devem ser apresentados online, tendo prazos especificados previamente para a sua elaboração e apresentação, e têm extensão e valorização proporcional à duração do módulo a que digam respeito; Uma componente de avaliação final, sumativa, que vale 40%, i.e., um máximo de 8 valores, baseada na elaboração de um trabalho aplicado final, realizado individualmente ou, excepcionalmente, por grupos. Consideram-se com aproveitamento no curso os formandos que obtiverem a classificação mínima de 10 valores, em 20 possíveis, e que tenham apresentado o trabalho final. A avaliação final será calculada com a aplicação da seguinte fórmula: Onde: AF = Avaliação Final M i = Avaliação dos Módulos 1 a 7 M 8 = Avaliação do Módulo de Plano de Negócios (Final) 8. CERTIFICAÇÃO Aos formandos que concluam o curso com aproveitamento será atribuído um certificado de frequência e aproveitamento na formação administrada. Os ECTS obtidos poderão ser aproveitados para creditação em cursos formais da Universidade Aberta. 17

18 9. RECURSOS DE APRENDIZAGEM, PEDAGÓGICOS E TÉCNICOS Nas diferentes unidades de formação será pedido aos formandos que trabalhem e estudem apoiando-se em diversos recursos de aprendizagem, desde textos escritos, livros, recursos web, objetos de aprendizagem, etc, em diversos formatos e disponibilizados na plataforma de e-learning. Embora alguns desses recursos sejam digitais e fornecidos online, no contexto da classe virtual, existem outros, como livros, que poderão ser adquiridos opcionalmente pelos formandos. 10. INSCRIÇÃO As inscrições para o curso decorrem entre 4 e 25 de Outubro de Serão aceites as inscrições em função do cumprimento dos requisitos definidos para o público-alvo e por ordem de chegada até um máximo de 100. As inscrições deverão ser efectuadas através do preenchimento de ficha própria, disponível em 11. DURAÇÃO DO CURSO O curso tem o seu início previsto para a terceira semana de Novembro de 2010 e durará cerca de 36 semanas (de Novembro de 2010 a Julho de 2011). O pré-curso, que corresponde à ambientação online, deverá realizar-se no início do mês de Novembro de 2010, tendo a duração de duas semanas. 12. CUSTOS O preço do curso será de 800,00 por formando, dividido em duas fracções, devendo a 1ª prestação (50%) paga no ato da matrícula, e a 2ª (restantes 50%) até 15 de Dezembro de O custo inclui a matrícula e demais recursos e material pedagógico a disponibilizar online. 13. COORDENAÇÃO DO CURSO A coordenação e a vice-coordenação do curso ficarão a cargo, respectivamente, dos Profs. Doutores José António Porfírio e Maria do Rosário Almeida, que serão responsáveis por acompanhar a sua concepção, o seu desenvolvimento bem como efectuar a sua avaliação. O júri de selecção é constituído pelos elementos da equipa de coordenação supracitados, bem como pelo Prof. Doutor Carlos Pinho. 18

19 14. CORPO DOCENTE/NOTAS BIOGRÁFICAS JOSÉ ANTÓNIO PORFÍRIO licenciou-se em Organização e Gestão de Empresas e obteve o grau de Mestre em Matemática Aplicada à Economia e à Gestão pelo ISEG-UTL, tendo concluído o seu Doutoramento em Gestão, na especialidade de Estratégia. É professor Auxiliar da Universidade Aberta, onde exerce o cargo de Director do Departamento de Ciências Sociais e de Gestão. É investigador efectivo do CIEO, da Universidade do Algarve, tem como principais domínios de investigação as áreas da Estratégia Empresarial e o Desenvolvimento Rural. MARIA DO ROSÁRIO ALVES DE ALMEIDA, licenciada em Economia (I.S.E.), Mestre em Economia Monetária e Financeira (I.S.E.G.), Doutorada em Dirección de Empresas y Gestión de Marketing (Universidade de Sevilha). Tem experiência profissional na Banca, em gestão de empresas, no Ensino Universitário, em projectos da UE. É autora de diversos livros e artigos. Atualmente é Professora Auxiliar da Universidade Aberta. CARLOS PINHO, Licenciado em Gestão pelo ISG, e mestre em Finanças pelo ISCTE, estando atualmente a terminar o doutoramento em auditoria. É docente universitário desde 1995, tendo leccionado diversas disciplinas de licenciatura, pós-graduações e mestrados nas áreas de Finanças, Matemática Financeira, Estatística e mais recentemente Normas Internacionais de Relato Financeiro. Foi docente e membro de Comissões Técnicas da Ordem dos Revisores Oficiais de Contas. Autor de livros em matérias financeiras e de diversos artigos académicos e profissionais em revistas da especialidade. É Revisor Oficial Contas desde 2005, e sócio de uma SROC desde essa data, tendo tido experiência anterior em empresa multinacional de auditoria. MANUEL MOUTA LOPES, Licenciado em Organização e Gestão de Empresas, Mestre em Matemática Aplicada à Economia e à Gestão e Doutorado em Gestão pelo Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade Técnica de Lisboa. Docente da Universidade Aberta na área financeira, e tem experiência profissional em áreas como a auditoria, análise de risco de crédito, ou consultoria. Co-autor de livro sobre Avaliação de Projectos. CARLOS RAFAEL BRANCO licenciou-se em Economia pela Universidade Técnica de Lisboa (ISEG); concluiu o mestrado em Economia Monetária e Financeira pela Universidade Técnica de Lisboa (ISEG); doutorou-se em Finanças, pela mesma instituição. É docente universitário da Universidade Aberta na área das Finanças. É coordenador do Departamento de Supervisão Bancária do Banco de Portugal. JOÃO SIMÃO licenciou-se em Organização e Gestão de Empresas pelo ISCTE; concluiu o mestrado em Estatística e Gestão da Informação pela UNL; doutorou-se em Gestão, pela 19

20 Universidade Aberta, com tese em Turismo e Desenvolvimento Sustentável. É Docente da Universidade Aberta desde 2001, no Departamento de Ciências Sociais e de Gestão. As suas áreas de investigação são o Turismo, Desenvolvimento Sustentável, Ética e Responsabilidade Social das Empresas, Estratégia e gestão de recursos. 15. CONTACTOS Unidade para a Aprendizagem ao Longo da Vida (UALV) Rua da Escola Politécnica nº , Lisboa Portugal Telefone: Horário de Atendimento (Dias úteis: 2ª. a 6ª.) Atendimento telefónico: 09h30-16h30 Para mais informações detalhadas sobre os Cursos/ Acções de formação, consulte a página Web da unidade para a Aprendizagem ao Longo da Vida: 16. COORDENAÇÃO e VICE-COORDENAÇÃO José António Porfírio: Departamento de Ciências Sociais e de Gestão Universidade Aberta R. da Escola Politécnica, Lisboa Portugal Tel: Correio electrónico: Maria do Rosário Almeida Departamento de Ciências Sociais e de Gestão Universidade Aberta R. da Escola Politécnica, Lisboa Portugal Tel: Correio electrónico: 20

Curso de Empreendedorismo e Gestão de Pequenos Negócios GUIA DE ALV EM EMPREENDEDORISMO E GESTÃO DE PEQUENOS NEGÓCIOS

Curso de Empreendedorismo e Gestão de Pequenos Negócios GUIA DE ALV EM EMPREENDEDORISMO E GESTÃO DE PEQUENOS NEGÓCIOS GUIA DE ALV EM EMPREENDEDORISMO E GESTÃO DE PEQUENOS NEGÓCIOS 1 Coordenador: Prof. Doutor José António Porfírio Vice-Coordenadora: Prof.ª Doutora Maria do Rosário Almeida Índice 1. ENQUADRAMENTO... 3 2.

Leia mais

GUIA DE ALV EM EMPREENDEDORISMO E GESTÃO DE PEQUENOS NEGÓCIOS

GUIA DE ALV EM EMPREENDEDORISMO E GESTÃO DE PEQUENOS NEGÓCIOS GUIA DE ALV EM EMPREENDEDORISMO E GESTÃO DE PEQUENOS NEGÓCIOS Coordenador: Prof. Doutor José António Porfírio 1 Índice 1. ENQUADRAMENTO... 3 2. CARACTERIZAÇÃO DO CURSO... 4 2.1. Destinatários... 5 2.2.

Leia mais

Guia de Curso. Licenciatura em Línguas, Literaturas e Culturas Variante de Línguas Estrangeiras. 1º Ciclo 2012-13

Guia de Curso. Licenciatura em Línguas, Literaturas e Culturas Variante de Línguas Estrangeiras. 1º Ciclo 2012-13 Licenciatura em Línguas, Literaturas e Culturas Variante de Línguas Estrangeiras 1º Ciclo 2012-13 Nota importante: Este curso será suspenso a partir do ano letivo de 2013-14, sendo este ano letivo o seu

Leia mais

Licenciatura em Línguas Aplicadas

Licenciatura em Línguas Aplicadas Guia de Curso 1º Ciclo 2014-2015 Departamento de Humanidades 1 Índice 1. Introdução... 3 2. Organização do curso... 3 3. Destinatários... 3 4. Condições de acesso e pré-requisitos... 3 5. Candidaturas...

Leia mais

Guia de Curso. Administração e Gestão Educacional. Mestrado em. 15ª Edição. Universidade Aberta Departamento de Educação e Ensino a Distância

Guia de Curso. Administração e Gestão Educacional. Mestrado em. 15ª Edição. Universidade Aberta Departamento de Educação e Ensino a Distância Universidade Aberta Sede R. da Escola Politécnica, 147 1269-001 Lisboa Campus do Taguspark Av. J. Delors, Edifício Inovação I 2740-122 Porto Salvo, Oeiras Coordenadora: Guia de Curso Lídia Grave-Resendes

Leia mais

Mestrado em COMUNICAÇÃO EDUCACIONAL E MÉDIA DIGITAIS

Mestrado em COMUNICAÇÃO EDUCACIONAL E MÉDIA DIGITAIS GUIA DE CURSO Mestrado em COMUNICAÇÃO EDUCACIONAL E MÉDIA DIGITAIS Cruzeiro Seixas 2014-2015 1 1. INTRODUÇÃO Bem-vindo ao curso de mestrado em Comunicação Educacional e Média Digitais! Participar neste

Leia mais

GUIA DE CURSO BIOLOGIA E CONTROLO DE PRAGAS E DOENÇAS DAS PLANTAS. Curso em Regime de E-learning. 1ª Edição 2012

GUIA DE CURSO BIOLOGIA E CONTROLO DE PRAGAS E DOENÇAS DAS PLANTAS. Curso em Regime de E-learning. 1ª Edição 2012 BIOLOGIA E CONTROLO DE PRAGAS E DOENÇAS DAS PLANTAS Curso em Regime de E-learning 1ª Edição GUIA DE CURSO Coordenador: Prof. Doutor Mário do Carmo Formadora: Doutora Carla Varanda INDICE INTRODUÇÃO 3 CONTEXTO

Leia mais

DOSSIER II EDIÇÃO DO CURSO DE EMPREENDEDORISMO E CRIAÇÃO DE EMPRESAS. 4 de Maio a 12 de Outubro

DOSSIER II EDIÇÃO DO CURSO DE EMPREENDEDORISMO E CRIAÇÃO DE EMPRESAS. 4 de Maio a 12 de Outubro DOSSIER II EDIÇÃO DO CURSO DE EMPREENDEDORISMO E CRIAÇÃO DE EMPRESAS 4 de Maio a 12 de Outubro Índice 1. Denominação 2. Objectivos 3. Destinatários 4. Avaliação 5. Conteúdo Programático 6. Programa indicativo

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO EMPRESARIAL 2015-2016

PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO EMPRESARIAL 2015-2016 PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO EMPRESARIAL 2015-2016 2 PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO EMPRESARIAL COORDENAÇÃO Prof. Doutor Paulo Lopes Henriques Prof.ª Doutora Carla Curado Prof. Doutor Pedro Verga Matos APRESENTAÇÃO Este

Leia mais

CURSO DE INTRODUÇÃO À ACESSIBILIDADE EM AMBIENTES VIRTUAIS

CURSO DE INTRODUÇÃO À ACESSIBILIDADE EM AMBIENTES VIRTUAIS CURSO DE INTRODUÇÃO À ACESSIBILIDADE EM AMBIENTES VIRTUAIS (IAAV) Coordenador: Professor Doutor António Quintas Mendes Formadora: Mestre Manuela Francisco Índice 1. ENQUADRAMENTO... 1 2. CARACTERIZAÇÃO

Leia mais

PROGRAMA «Línguas AbERTAS»

PROGRAMA «Línguas AbERTAS» PROGRAMA «Línguas AbERTAS» Coordenador: Doutor Jeffrey Scott Childs 1 Índice 1. ENQUADRAMENTO... 3 2. CARACTERIZAÇÃO DO PROGRAMA... 3 2.1. Destinatários... 4 2.2. Condições de Acesso... 4 2.3 Objetivos...

Leia mais

Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica. Sines Tecnopolo. Pós-Graduação. Gestão Logística

Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica. Sines Tecnopolo. Pós-Graduação. Gestão Logística Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica Sines Tecnopolo Pós-Graduação Gestão Logística Edital 1ª Edição 2012 1 Enquadramento Tem vindo a ser reconhecida, por políticas governamentais

Leia mais

Regulamento n.º 663/2010. Curso de Estudos Avançados em Gestão Pública (CEAGP) 11.ª Edição (2010-2011) Artigo 1.º. Missão e Objectivos

Regulamento n.º 663/2010. Curso de Estudos Avançados em Gestão Pública (CEAGP) 11.ª Edição (2010-2011) Artigo 1.º. Missão e Objectivos Regulamento n.º 663/2010 Curso de Estudos Avançados em Gestão Pública (CEAGP) 11.ª Edição (2010-2011) Artigo 1.º Missão e Objectivos O CEAGP tem por missão propiciar uma formação generalista, de nível

Leia mais

GUIA DE CURSO MESTRADO EM GESTÃO / MBA

GUIA DE CURSO MESTRADO EM GESTÃO / MBA Universidade Aberta Departamento de Ciências Sociais e de Gestão Taguspark - Núcleo Central Ed. Inovação I, 211 2740-122 Porto Salvo Internet: http://www.uab.pt/web/guest/home Coordenador do Curso Professor

Leia mais

março 2014 FORGETUR Formação Técnica para a Gestão no Turismo Técnicas de Gestão Financeira e Empresarial

março 2014 FORGETUR Formação Técnica para a Gestão no Turismo Técnicas de Gestão Financeira e Empresarial março 2014 FORGETUR Formação Técnica para a no Turismo Técnicas de Financeira e Empresarial Direção de Qualificação Formativa e Certificação FORGETUR Técnicas de Financeira e Empresarial 1. Enquadramento

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM CONTROLO DE GESTÃO E FISCALIDADE PARA PME S

PÓS-GRADUAÇÃO EM CONTROLO DE GESTÃO E FISCALIDADE PARA PME S PÓS-GRADUAÇÃO EM CONTROLO DE GESTÃO E FISCALIDADE PARA PME S CÂMARA DO COMÉRCIO DE ANGRA DO HEROÍSMO E INSTITUTO SUPERIOR DE ECONOMIA E GESTÃO Angra do Heroísmo 2010/2011 1 Objectivos Este curso de pós-graduação

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO E MESTRADOS EXECUTIVOS DO ISLA CAMPUS LISBOA

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO E MESTRADOS EXECUTIVOS DO ISLA CAMPUS LISBOA REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO E MESTRADOS EXECUTIVOS DO ISLA CAMPUS LISBOA 1.º OBJECTIVO Os Cursos de Pós-Graduação e Mestrados Executivos do ISLA Campus Lisboa são programas de estudos que visam

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Mestrado em Educação Especialização: História da Educação (Regime a Distância) Edição Instituto de Educação da Universidade de

Leia mais

Banca, Seguros e Mercados Financeiros

Banca, Seguros e Mercados Financeiros Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica Vasco da Gama Sines Tecnopolo Pós-Graduação Banca, Seguros e Mercados Financeiros Edital 2ª Edição 2011 1 Enquadramento A Escola Superior

Leia mais

O Social pela Governança. Mestrados Profissionalizantes Planos Curriculares Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais

O Social pela Governança. Mestrados Profissionalizantes Planos Curriculares Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais O Social pela Governança Mestrados Profissionalizantes Planos Curriculares Contabilidade, Fiscalidade e Finanças Empresariais ÍNDICE CONTABILIDADE, FISCALIDADE E FINANÇAS EMPRESARIAIS... 3 OBJECTIVOS...

Leia mais

JumpStart FACULDADE DE ECONOMIA UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA

JumpStart FACULDADE DE ECONOMIA UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA JumpStart FACULDADE DE ECONOMIA UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA Tem entre 30 e 45 anos? A sua experiência profissional é superior a 5 anos? Encontra-se numa situação de desemprego há pelo menos 6 meses? Está

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTUDOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA

REGULAMENTO DE ESTUDOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA NORMAS REGULAMENTARES De acordo com o estipulado pelos artigos 14.º e 26.º do Decreto-Lei n.º 107/2008, de 25 de Junho REGULAMENTO DE ESTUDOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA Regulamento n.º 487/2010,

Leia mais

PROGRAMA OPERACIONAL DE POTENCIAL HUMANO EIXO PRIORITÁRIO 3 GESTÃO E APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL

PROGRAMA OPERACIONAL DE POTENCIAL HUMANO EIXO PRIORITÁRIO 3 GESTÃO E APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL PROGRAMA OPERACIONAL DE POTENCIAL HUMANO EIXO PRIORITÁRIO 3 GESTÃO E APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL TIPOLOGIA DE INTERVENÇÃO 3.1.1 PROGRAMA DE FORMAÇÃO-ACÇÃO PARA PME REGULAMENTO DE CANDIDATURA PARA ENTIDADES

Leia mais

MBA Negócios Internacionais. Edital 1ª Edição 2013-2014

MBA Negócios Internacionais. Edital 1ª Edição 2013-2014 MBA Negócios Internacionais Edital 1ª Edição 2013-2014 Sines, Junho de 2013 1 Enquadramento O MBA em Negócios Internacionais é um curso de pós-graduação desenvolvido pela Escola Superior de Ciências Empresariais

Leia mais

MBA - Executivo. Edital 2ª Edição 2013-2014

MBA - Executivo. Edital 2ª Edição 2013-2014 MBA - Executivo Edital 2ª Edição 2013-2014 Sines, Junho de 2013 Enquadramento e Objectivos O MBA Executivo é uma realização da Escola Superior de Ciências Empresariais, do Instituto Politécnico de Setúbal

Leia mais

GUIA DE CURSO MESTRADO GESTÃO / MBA

GUIA DE CURSO MESTRADO GESTÃO / MBA Universidade Aberta Departamento de Ciências Sociais e de Gestão Rua da Escola Politécnica, 141-147 1269-001 LISBOA PORTUGAL Equipa de Coordenação do Curso Coordenador: Professor Doutor Pedro Isaías Vice-Coordenadores:

Leia mais

Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica. Sines Tecnopolo. Pós-Graduação. MBA em Negócios Internacionais

Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica. Sines Tecnopolo. Pós-Graduação. MBA em Negócios Internacionais Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica Sines Tecnopolo Pós-Graduação MBA em Negócios Internacionais Edital 1ª Edição 2012-2013 1 Enquadramento O MBA em Negócios Internacionais é

Leia mais

Competências de Gestão para Dirigentes e Técnicos de Associações Empresariais

Competências de Gestão para Dirigentes e Técnicos de Associações Empresariais Competências de Gestão para Dirigentes e Técnicos de Associações Empresariais Curso de Formação 2011 Índice PROPOSTA FORMATIVA... 3 Introdução... 3 Objectivo geral... 3 Estrutura... 3 Metodologias... 3

Leia mais

O COMPROMISSO DE UMA INSTITUIÇÃO

O COMPROMISSO DE UMA INSTITUIÇÃO O COMPROMISSO DE UMA INSTITUIÇÃO Bem-vindo aos Programas Executivos do ISAG. A experiência adquirida ao longo dos anos e a atualização de conceitos, permitiu ao ISAG European Business School desenvolver

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO F O R M A Ç Ã O A V A N Ç A D A CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO FORMAÇÃO ESPECÍFICA PARA MEMBROS DA ORDEM DOS ENGENHEIROS ENQUADRAMENTO O CEGE/ISEG é um centro de investigação e projectos do ISEG Instituto

Leia mais

CURSO Formação Pedagógica Inicial de Formadores

CURSO Formação Pedagógica Inicial de Formadores REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO CURSO Formação Pedagógica Inicial de Formadores Homologado pelo IEFP com o código de curso C1840003 Presencial 90 horas (Conforme Portaria n.º 214/2011, de 30 de maio) DPJ.FOR.FPIF.01

Leia mais

ACEF/1112/02397 Relatório preliminar da CAE

ACEF/1112/02397 Relatório preliminar da CAE ACEF/1112/02397 Relatório preliminar da CAE Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Universidade Do Minho A.1.a. Identificação

Leia mais

ACEF/1112/03877 Relatório preliminar da CAE

ACEF/1112/03877 Relatório preliminar da CAE ACEF/1112/03877 Relatório preliminar da CAE Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Universidade Da Beira Interior A.1.a. Identificação

Leia mais

MBA EM GESTÃO E PROMOÇÃO DE NEGÓCIOS IMOBILIÁRIOS 12ª EDIÇÃO RECONHECIDO PELA CMVM

MBA EM GESTÃO E PROMOÇÃO DE NEGÓCIOS IMOBILIÁRIOS 12ª EDIÇÃO RECONHECIDO PELA CMVM MBA EM GESTÃO E PROMOÇÃO DE NEGÓCIOS IMOBILIÁRIOS 12ª EDIÇÃO RECONHECIDO PELA CMVM Objectivos Dotar os alunos de conhecimentos e consciência crítica sobre a teoria e a prática da Gestão e da Promoção Imobiliária,

Leia mais

Pós-graduação Gestão da Sustentabilidade do Edificado. Edital 1ª Edição 2012-2013

Pós-graduação Gestão da Sustentabilidade do Edificado. Edital 1ª Edição 2012-2013 Pós-graduação Gestão da Sustentabilidade do Edificado Edital 1ª Edição 2012-2013 Barreiro, Maio de 2012 ENQUADRAMENTO A Pós-Graduação em Gestão da Sustentabilidade do Edificado (PGGSE) é uma realização

Leia mais

Pós-graduação em Ciências da Informação. Guia de Curso

Pós-graduação em Ciências da Informação. Guia de Curso Pós-graduação em Ciências da Informação Guia de Curso 2014-2015 1 ÍNDICE 1. Apresentação............................................................. 3 2. Objetivos do Curso........................................................

Leia mais

Gestão Empresarial. Comércio e Serviços

Gestão Empresarial. Comércio e Serviços Curso de Gestão Empresarial para Comércio e Serviços PROMOÇÃO: COLABORAÇÃO DE: EXECUÇÃO: APRESENTAÇÃO: > A aposta na qualificação dos nossos recursos humanos constitui uma prioridade absoluta para a Confederação

Leia mais

Universidade Nova de Lisboa ESCOLA NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICA

Universidade Nova de Lisboa ESCOLA NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICA REGULAMENTO O Regulamento do Curso de Especialização em Medicina do Trabalho (CEMT) visa enquadrar, do ponto de vista normativo, o desenvolvimento das actividades inerentes ao funcionamento do curso, tendo

Leia mais

GUIA DE EDUCAÇÃO ONLINE

GUIA DE EDUCAÇÃO ONLINE GUIA DE EDUCAÇÃO ONLINE GUIA DE EDUCAÇÃO ONLINE IPAM - Aveiro ENQUADRAMENTO O presente modelo de ensino a distância (EaD) foi elaborado para a formação graduada e pós-graduada do IPAM Aveiro. O facto de

Leia mais

Contabilidade e Fiscalidade

Contabilidade e Fiscalidade www. indeg. iscte-iul. pt ARTICULA OS PRINCIPAIS TEMAS DE RELEVÂNCIA ATUAL E FUTURA NA ÁREA DA ATRAVÉS DE UMA ESTRUTURA PROGRAMÁTICA SÓLIDA E ABRANGENTE NA ÁREA CIENTÍFICA DA CONTABILIDADE Contabilidade

Leia mais

Pós-Graduação em. MARKETING E GESTÃO COMERCIAL de Serviços Financeiros INSTITUTO SUPERIOR DE GESTÃO BANCÁRIA

Pós-Graduação em. MARKETING E GESTÃO COMERCIAL de Serviços Financeiros INSTITUTO SUPERIOR DE GESTÃO BANCÁRIA BSUPERIOR DE GESTÃO INSTITUTO Pós-Graduação em MARKETING E GESTÃO COMERCIAL de Serviços Financeiros 2005 2006 Associação Portuguesa de Bancos INSTITUTO SUPERIOR DE GESTÃO B ISGB THE PORTUGUESE SCHOOL OF

Leia mais

CEF/0910/26931 Relatório final da CAE (Univ) - Ciclo de estudos em funcionamento

CEF/0910/26931 Relatório final da CAE (Univ) - Ciclo de estudos em funcionamento CEF/0910/26931 Relatório final da CAE (Univ) - Ciclo de estudos em funcionamento Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.9 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Centro

Leia mais

NORMAS REGULAMENTARES DOS MESTRADOS DO ISEG

NORMAS REGULAMENTARES DOS MESTRADOS DO ISEG NORMAS REGULAMENTARES DOS MESTRADOS DO ISEG Nos termos do artigo 26.º do Decreto-Lei n.º 74/2006 de 24 de Março e do Regulamento de Mestrados da Universidade Técnica de Lisboa (Deliberação do Senado da

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Mestrado em Educação Especialização: Educação Intercultural Edição Instituto de Educação da Universidade de Lisboa julho de 2015

Leia mais

SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO

SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO PÓS-GRADUAÇÃO/ESPECIALIZAÇÃO EM SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO QUALIDADE, AMBIENTE, SEGURANÇA E RESPONSABILIDADE SOCIAL FORMAÇÃO SGS ACADEMY PORQUÊ A SGS ACADEMY? Criada, em 2003, como área de negócio da

Leia mais

Regulamento do Núcleo de Formação

Regulamento do Núcleo de Formação Regulamento do Núcleo de Formação 2013 1.Nota Introdutória Qualquer processo de formação com qualidade exige medidas e instrumentos de normalização e controlo, que permitam garantir desempenhos de excelência

Leia mais

ESCOLA NÁUTICA INFANTE D. HENRIQUE Paço de Arcos EDITAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA EM EXPLORAÇÃO DO TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE MERCADORIAS

ESCOLA NÁUTICA INFANTE D. HENRIQUE Paço de Arcos EDITAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA EM EXPLORAÇÃO DO TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE MERCADORIAS ESCOLA NÁUTICA INFANTE D. HENRIQUE Paço de Arcos EDITAL EM EXPLORAÇÃO DO TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE MERCADORIAS ANO LECTIVO 2008/2009 O Presidente do Conselho Directivo da Escola Náutica Infante D. Henrique,

Leia mais

TERMOS DE REFERÊNCIA

TERMOS DE REFERÊNCIA Nô Pintcha Pa Dizinvolvimentu UE-PAANE - Programa de Apoio aos Actores Não Estatais TERMOS DE REFERÊNCIA CONTRATO DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA PARA FORMADOR EM CONTABILIDADE, GESTÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA

Leia mais

O COMPROMISSO DE UMA INSTITUIÇÃO

O COMPROMISSO DE UMA INSTITUIÇÃO O COMPROMISSO DE UMA INSTITUIÇÃO Bem-vindo aos Programas Executivos do ISAG. A experiência adquirida ao longo dos anos e a atualização de conceitos, permitiu ao ISAG European Business School desenvolver

Leia mais

TERMOS DE REFERÊNCIA

TERMOS DE REFERÊNCIA Nô Pintcha Pa Dizinvolvimentu UE-PAANE - Programa de Apoio aos Actores Não Estatais TERMOS DE REFERÊNCIA CONTRATO DE ASSISTÊNCIA TECNICA PARA FORMADOR/A EM COMUNICAÇÃO E VISIBILIDADE DAS ORGANIZAÇÕES UE-PAANE

Leia mais

ACEF/1314/21732 Relatório final da CAE

ACEF/1314/21732 Relatório final da CAE ACEF/1314/21732 Relatório final da CAE Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de Ensino Superior / Entidade Instituidora: Universidade De Lisboa A.1.a. Outras Instituições

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA ABERTURA A People & Skills foi criada para responder às necessidades de um mercado cada vez mais apostado em desenvolver e consolidar competências que

Leia mais

Mestrado Construção Civil. Edital 3ª Edição 2011-2012

Mestrado Construção Civil. Edital 3ª Edição 2011-2012 Mestrado Construção Civil Edital 3ª Edição 2011-2012 Barreiro, Maio de 2011 ENQUADRAMENTO O curso de Mestrado em Construção Civil da Escola Superior de Tecnologia do Barreiro do Instituto Politécnico de

Leia mais

Pós-Graduação Conservação e Reabilitação do Edificado

Pós-Graduação Conservação e Reabilitação do Edificado Pós-Graduação Conservação e Reabilitação do Edificado Edital 4ª Edição 2012-2013 Barreiro, Julho de 2012 Pós-Graduação Conservação e Reabilitação do Edificado 1 ENQUADRAMENTO A Pós-Graduação em Conservação

Leia mais

NCE/09/01302 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/09/01302 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/09/01302 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas 1 a 7 1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Universidade De Aveiro 1.a. Descrição

Leia mais

ACEF/1112/03902 Relatório final da CAE

ACEF/1112/03902 Relatório final da CAE ACEF/1112/03902 Relatório final da CAE Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Universidade Da Beira Interior A.1.a. Identificação

Leia mais

Pós-Graduação em INOVAÇÃO E SISTEMAS INSTITUTO SUPERIOR DE GESTÃO BANCÁRIA ISGB THE PORTUGUESE SCHOOL OF BANK MANAGEMENT

Pós-Graduação em INOVAÇÃO E SISTEMAS INSTITUTO SUPERIOR DE GESTÃO BANCÁRIA ISGB THE PORTUGUESE SCHOOL OF BANK MANAGEMENT BSUPERIOR DE GESTÃO INSTITUTO 0101011010101001010 0101011010101001010 Pós-Graduação em INOVAÇÃO E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO no Sector Financeiro 2005 2006 Associação Portuguesa de Bancos INSTITUTO SUPERIOR

Leia mais

FICHA DE CURSO. Finanças Empresariais

FICHA DE CURSO. Finanças Empresariais FICHA DE CURSO DESCRIÇÃO DO CURSO As finanças empresariais de uma empresa estão a cargo, sobretudo, do gestor financeiro. Este é o responsável pelas decisões de investimento que criem valor à empresa e

Leia mais

Índice. Quadro Referencial Avaliação do Desempenho Docente. Índice 01. Introdução 02. Pressupostos 02. Dimensões da Avaliação 03

Índice. Quadro Referencial Avaliação do Desempenho Docente. Índice 01. Introdução 02. Pressupostos 02. Dimensões da Avaliação 03 Quadro Referencial Avaliação do Desempenho Docente Índice Página Índice 01 Introdução 02 Pressupostos 02 Dimensões da Avaliação 03 Domínios e Indicadores da Avaliação 03 Níveis de Desempenho da Avaliação

Leia mais

Empresas que se mexem, são empresas que crescem!

Empresas que se mexem, são empresas que crescem! Empresas que se mexem, são empresas que crescem! Apresentação do Projecto/ Abertura de inscrições Introdução A Adere-Minho - Associação para o Desenvolvimento Regional do Minho, entidade de natureza associativa

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE PREPARAÇÃO PARA REVISORES OFICIAIS DE CONTAS

REGULAMENTO DO CURSO DE PREPARAÇÃO PARA REVISORES OFICIAIS DE CONTAS REGULAMENTO DO CURSO DE PREPARAÇÃO PARA REVISORES OFICIAIS DE CONTAS PREÂMBULO Na sequência da transposição para o ordenamento jurídico nacional da Directiva n.º 2006/43/CE, do Parlamento Europeu e do

Leia mais

EDITAL PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA ACTIVIDADE IMOBILIÁRIA. (1.ª Edição - 2011)

EDITAL PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA ACTIVIDADE IMOBILIÁRIA. (1.ª Edição - 2011) EDITAL PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA ACTIVIDADE IMOBILIÁRIA (1.ª Edição - ) Nos termos do disposto no artigo 8.º, n.º 1, a), do Regime Jurídico das Instituições do Ensino Superior, aprovado pela Lei n.º 62/2007,

Leia mais

Regulamento (Aprovado em Conselho Pedagógico de 12 de Maio de 2009)

Regulamento (Aprovado em Conselho Pedagógico de 12 de Maio de 2009) ESCOLA SECUNDÁRIA DE PEDRO ALEXANDRINO CURSOS EFA Educação e Formação de Adultos Regulamento (Aprovado em Conselho Pedagógico de 12 de Maio de 2009) I Legislação de Referência Portaria n.º 230/2008 de

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO QUALIDADE NA SAÚDE FORMAÇÃO SGS ACADEMY POSSIBILIDADE DE FREQUÊNCIA À DISTÂNCIA

PÓS-GRADUAÇÃO QUALIDADE NA SAÚDE FORMAÇÃO SGS ACADEMY POSSIBILIDADE DE FREQUÊNCIA À DISTÂNCIA PÓS-GRADUAÇÃO QUALIDADE NA SAÚDE FORMAÇÃO SGS ACADEMY POSSIBILIDADE DE FREQUÊNCIA À DISTÂNCIA TESTEMUNHOS A Pós-Graduação Qualidade na Saúde permitiu-me adquirir e consolidar conhecimentos nesta área.

Leia mais

Diagnóstico de Competências para a Exportação

Diagnóstico de Competências para a Exportação Diagnóstico de Competências para a Exportação em Pequenas e Médias Empresas (PME) Guia de Utilização DIRECÇÃO DE ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL Departamento de Promoção de Competências Empresariais Índice ENQUADRAMENTO...

Leia mais

Finanças para Não Financeiros

Finanças para Não Financeiros www.pwc.pt/academy Finanças para Não Financeiros Academia da PwC Este curso permite-lhe compreender melhor as demonstrações financeiras, os termos utilizados e interpretar os principais indicadores sobre

Leia mais

CTSP e Pós-Graduações THE MARKETING SCHOOL. porto. aveiro. lisboa

CTSP e Pós-Graduações THE MARKETING SCHOOL. porto. aveiro. lisboa CTSP e Pós-Graduações THE MARKETING SCHOOL porto. aveiro. lisboa LICENCIATURA & MESTRADO THE MARKETING SCHOOL Somos uma escola vocacionada essencialmente para as empresas e mercados. Queremos qualificar

Leia mais

VALORES DE FUTURO INSTITUTO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E GESTÃO PÓS-GRADUAÇÃO FISCALIDADE PROGRAMAS EXECUTIVOS

VALORES DE FUTURO INSTITUTO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E GESTÃO PÓS-GRADUAÇÃO FISCALIDADE PROGRAMAS EXECUTIVOS VALORES DE FUTURO INSTITUTO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO E GESTÃO PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMAS EXECUTIVOS UM COMPROMISSO DE DUAS INSTITUIÇÕES Bem-vindo aos Programas Executivos do ISAG e da IFACC. A união de sinergias

Leia mais

ANEXO I. Regulamento. Cursos Vocacionais

ANEXO I. Regulamento. Cursos Vocacionais ANEXO I Regulamento Cursos Vocacionais Março de 2014 1 REGULAMENTO do ENSINO VOCACIONAL Conteúdo Âmbito e definição... 3 Artigo 2º... 3 Destinatários e acesso... 3 Artigo 3º... 3 Organização curricular...

Leia mais

UNIVERSIDADE DO PORTO GLOSSÁRIO DA ÁREA DA EDUCAÇÃO CONTÍNUA

UNIVERSIDADE DO PORTO GLOSSÁRIO DA ÁREA DA EDUCAÇÃO CONTÍNUA UNIVERSIDADE DO PORTO GLOSSÁRIO DA ÁREA DA EDUCAÇÃO CONTÍNUA Acção de formação Módulo, curso, curso livre, curso multidisciplinar ou seminário realizado no âmbito da Educação Contínua ou da Aprendizagem

Leia mais

Relatório. Turística

Relatório. Turística Relatório anual de avaliação de curso Gestão do Lazer e da Animação Turística 2008 2009 Estoril, Março 200 Francisco Silva Director de Curso de GLAT Conteúdo Introdução... 3 2 Dados do Curso... 3 3 Avaliação

Leia mais

GUIA DE CURSO PLNM CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PORTUGUÊS LÍNGUA NÃO-MATERNA

GUIA DE CURSO PLNM CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PORTUGUÊS LÍNGUA NÃO-MATERNA GUIA DE CURSO PLNM CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PORTUGUÊS LÍNGUA NÃO-MATERNA Coordenação: Prof. Doutora Rosa Sequeira Prof. Doutora Isabel Falé Universidade Aberta Departamento de Língua e Cultura Portuguesas

Leia mais

1. Objectivos. 2. Destinatários. 3. Competências

1. Objectivos. 2. Destinatários. 3. Competências DEPARTAMENTO DE POLÍTICA E TRABALHO SOCIAL REGULAMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DE LIDERANÇA E GESTÃO DE EQUIPAMENTOS SOCIAIS 1ª EDIÇÃO 2013/2014. 1 1. Objectivos Na sociedade atual as organizações de

Leia mais

GUIA DE CURSO. Mestrado EM COMUNICAÇÃO EDUCACIONAL MULTIMÉDIA 17ª ED IÇÃO

GUIA DE CURSO. Mestrado EM COMUNICAÇÃO EDUCACIONAL MULTIMÉDIA 17ª ED IÇÃO GUIA DE CURSO Mestrado EM COMUNICAÇÃO EDUCACIONAL MULTIMÉDIA 17ª ED IÇÃO CURSO DE MESTRADO EM COMUNICAÇÃO EDUCACIONAL MULTIMÉDIA 1. Introdução Bem vindo ao curso de mestrado em Comunicação Educacional

Leia mais

Programa Operacional de Potencial Humano EIXO PRIORITÁRIO 3 GESTÃO E APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL

Programa Operacional de Potencial Humano EIXO PRIORITÁRIO 3 GESTÃO E APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL Programa Operacional de Potencial Humano EIXO PRIORITÁRIO 3 GESTÃO E APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL TIPOLOGIA DE INTERVENÇÃO 3.1.1 PROGRAMA DE FORMAÇÃO-AÇÃO PARA PME REGULAMENTO DE CANDIDATURA PARA ENTIDADES

Leia mais

Regulamento de frequência da UFP-UV na modalidade pedagógica de ensino à distância (ED) Artigo 1º (Condições de candidatura)

Regulamento de frequência da UFP-UV na modalidade pedagógica de ensino à distância (ED) Artigo 1º (Condições de candidatura) Artigo 1º (Condições de candidatura) 1. As condições de candidatura ao acesso e ao ingresso num curso leccionado na UFP-UV, são iguais às que se aplicam aos candidatos a um curso frequentado na modalidade

Leia mais

Curriculum Vitae. Elementos de identificação. Nome: Monteiro de Macedo /João Carlos. Natural de: (Angola) Nacionalidade: Portuguesa

Curriculum Vitae. Elementos de identificação. Nome: Monteiro de Macedo /João Carlos. Natural de: (Angola) Nacionalidade: Portuguesa 1 Curriculum Vitae Elementos de identificação Nome: Monteiro de Macedo /João Carlos Natural de: (Angola) Nacionalidade: Portuguesa Nascido em: 10 de Maio de 1959 Estado civil: Casado Cartão do cidadão

Leia mais

Iniciativa Formação para Empresários Programa de Candidatura

Iniciativa Formação para Empresários Programa de Candidatura Iniciativa Formação para Empresários Programa de Candidatura No âmbito do Contrato de Delegação de Competências do POPH na CCP 1. Enquadramento da Iniciativa A Iniciativa Formação para Empresários tem

Leia mais

curso de especialização em gestão

curso de especialização em gestão F OR M A Ç Ã O A V A N Ç A D A curso de especialização em gestão FORMAÇÃO ESPECÍFICA PARA MEMBROS DA ORDEM DOS ENGENHEIROS Enquadramento O CEGE/ISEG é um centro de investigação e projectos do ISEG Instituto

Leia mais

ACÇÃO DE FORMAÇÃO EDUCAÇÃO PARA O EMPREENDEDORISMO NA ESCOLA

ACÇÃO DE FORMAÇÃO EDUCAÇÃO PARA O EMPREENDEDORISMO NA ESCOLA ACÇÃO DE FORMAÇÃO EDUCAÇÃO PARA O EMPREENDEDORISMO NA ESCOLA Extracto do PARECER TÉCNICO emitido pelo Especialista da Formação PREÂMBULO O presente Parecer tem como objectivo a análise do Projecto de Investigação

Leia mais

Guia de Curso. Arte e Educação. Mestrado em. Universidade Aberta Departamento de Educação e Ensino a Distância

Guia de Curso. Arte e Educação. Mestrado em. Universidade Aberta Departamento de Educação e Ensino a Distância Universidade Aberta Sede R. da Escola Politécnica, 147 1269-001 Lisboa Coordenador e Vice Coordenador do Curso Amílcar Martins E-mail: Amilcar.Martins@uab.pt Guia de Curso Daniela Melaré Vieira Barros

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO GESTÃO E ORGANIZAÇÃO DA JUSTIÇA REGULAMENTO. Objeto, duração e definições

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO GESTÃO E ORGANIZAÇÃO DA JUSTIÇA REGULAMENTO. Objeto, duração e definições CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO GESTÃO E ORGANIZAÇÃO DA JUSTIÇA REGULAMENTO Objeto, duração e definições Artigo 1.º Objecto do Curso 1. O Curso de Especialização em Gestão e Organização da Justiça é um Curso de

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DA MAIA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EMPRESARIAIS LICENCIATURA EM SEGURANÇA NO TRABALHO REGULAMENTO INTERNO

INSTITUTO SUPERIOR DA MAIA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EMPRESARIAIS LICENCIATURA EM SEGURANÇA NO TRABALHO REGULAMENTO INTERNO INSTITUTO SUPERIOR DA MAIA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EMPRESARIAIS LICENCIATURA EM SEGURANÇA NO TRABALHO REGULAMENTO INTERNO O presente regulamento é estabelecido em conformidade com o Estatuto do ISMAI,

Leia mais

gestão 2014/15 6ª EDIÇão Coordenação Científica Natureza do curso e perfil da formação

gestão 2014/15 6ª EDIÇão Coordenação Científica Natureza do curso e perfil da formação 6ª EDIÇão PÓS-GRADUAÇÃO gestão EMPRESARIAL 2014/15 6ª EDIÇão Coordenação Científica Prof. Doutor Paulo Lopes Henriques Prof.ª Doutora Carla Curado Prof. Doutor Pedro Verga Matos Natureza do curso e perfil

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA PÓS-GRADUAÇÃO EM FINANÇAS EMPRESARIAIS. 1.ª Edição 2011-2012

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA PÓS-GRADUAÇÃO EM FINANÇAS EMPRESARIAIS. 1.ª Edição 2011-2012 INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA PÓS-GRADUAÇÃO EM FINANÇAS EMPRESARIAIS 1.ª Edição 2011-2012 Nos termos do disposto no artigo 8.º, n.º 1, a), do Regime Jurídico das Instituições do Ensino Superior, aprovado

Leia mais

Caracterização dos cursos de licenciatura

Caracterização dos cursos de licenciatura Caracterização dos cursos de licenciatura 1. Identificação do ciclo de estudos em funcionamento Os cursos de 1º ciclo actualmente em funcionamento de cuja reorganização resultam os novos cursos submetidos

Leia mais

REGULAMENTO CURSO DE FORMAÇÃO ESPECIALIZADA - SEMINÁRIO DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (SAP)

REGULAMENTO CURSO DE FORMAÇÃO ESPECIALIZADA - SEMINÁRIO DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (SAP) REGULAMENTO CURSO DE FORMAÇÃO ESPECIALIZADA - SEMINÁRIO DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (SAP) REGULAMENTO DO CURSO DE FORMAÇÃO ESPECIALIZADA - SEMINÁRIO DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA CAPÍTULO I PRINCÍPIOS GERAIS ARTIGO

Leia mais

Curso de Língua Chinesa, Cultura e Dinâmica de Negócios para Empresários e Gestores na China

Curso de Língua Chinesa, Cultura e Dinâmica de Negócios para Empresários e Gestores na China 2ª Edição Curso de Língua Chinesa, Cultura e Dinâmica de Negócios para Empresários e Gestores na China Realizar Negócios na China é o sonho de qualquer empresário, mas pode ser uma realidade para os que

Leia mais

em - Corporate Reporting (1.ª Edição) Executive Master

em - Corporate Reporting (1.ª Edição) Executive Master www. indeg. iscte-iul. pt EXPERIÊNCIA DE IMERSÃO AVANÇADA NO STATE OF THE ART E NAS ALTERAÇÕES MAIS RECENTES NAS TEMÁTICAS, NORMATIVAS E MÉTODOS DE REPORTE INTEGRADO DAS ORGANIZAÇÕES VISANDO UM DESEMPENHO

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO ENTRA NUM NÍVEL SUPERIOR. 2013/2014 GESTÃO EMPRESARIAL WWW.IDEFE.PT PÁG. 1

PÓS-GRADUAÇÃO ENTRA NUM NÍVEL SUPERIOR. 2013/2014 GESTÃO EMPRESARIAL WWW.IDEFE.PT PÁG. 1 PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO EMPRESARIAL 2013/2014 ENTRA NUM NÍVEL SUPERIOR. WWW.IDEFE.PT PÁG. 1 GESTÃO EMPRESARIAL 4ª EDIÇÃO COORDENAÇÃO CIENTÍFICA Prof. Doutor Paulo Lopes Henriques Prof.ª Doutora Carla Curado

Leia mais

EXECUTIVE MASTER OF FASHION BUSINESS (Pós-graduação)

EXECUTIVE MASTER OF FASHION BUSINESS (Pós-graduação) EXECUTIVE MASTER OF FASHION BUSINESS (Pós-graduação) Rua Castilho 90 2ºesq 1250-071 Lisboa, Portugal Rua José Gomes Ferreira nº219 - Aviz 4150-442 Porto, Portugal info@beill.pt / www.beill.pt Sobre A Beill

Leia mais

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa do Instituto Politécnico de Lisboa Curso de Pós-Graduação em Qualidade na Saúde 3.

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa do Instituto Politécnico de Lisboa Curso de Pós-Graduação em Qualidade na Saúde 3. Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa do Instituto Politécnico de Lisboa Curso de Pós-Graduação em Qualidade na Saúde 3.ª Edição 2014/2015 EDITAL A Escola Superior de Tecnologia da Saúde de

Leia mais

Acção de Formação Contabilidade de Gestão - Primavera v8

Acção de Formação Contabilidade de Gestão - Primavera v8 Acção de Formação Contabilidade de Gestão - Primavera v8 MoreData, Sistemas de Informação Campo Grande 28, 10º E 1700-093 Lisboa 213520171 info@moredata.pt Índice de Conteúdos Introdução...3 Sobre o Curso...4

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA 1º CICLO DE ESTUDOS LICENCIATURA

FACULDADE DE DIREITO UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA 1º CICLO DE ESTUDOS LICENCIATURA FACULDADE DE DIREITO UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA 1º CICLO DE ESTUDOS LICENCIATURA I. OBJECTIVOS O objectivo deste ciclo de estudos é garantir aos estudantes uma sólida formação jurídica de base. Tendo

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Mestrado em Educação Especialização: Administração Educacional Edição Instituto de Educação da Universidade de Lisboa julho de

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR 2013 / 2015

REGULAMENTO DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR 2013 / 2015 REGULAMENTO DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR 2013 / 2015 ÍNDICE 1. Introdução 1 2. Finalidades e objectivos educacionais 2 3. Organização interna do CEAH 2 4. Habilitações de acesso

Leia mais

Curso de Educação e Formação em Desenho Assistido por Computador / Construção Civil

Curso de Educação e Formação em Desenho Assistido por Computador / Construção Civil Curso de Educação e Formação em Desenho Assistido por Computador / Construção Civil Saída Profissional: Operador CAD Certificação ao nível do 9º Ano / Nível II Laboral Bem-Vindo/a à FLAG! A FLAG é uma

Leia mais

1 INFORMAÇÕES SOBRE O TITULAR DA QUALIFICAÇÃO. 1.1 Apelido(s): xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. 1.3 Data de nascimento (ano/mês/dia): xxxxxxx

1 INFORMAÇÕES SOBRE O TITULAR DA QUALIFICAÇÃO. 1.1 Apelido(s): xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. 1.3 Data de nascimento (ano/mês/dia): xxxxxxx SUPLEMENTO AO DIPLOMA Este Suplemento ao Diploma segue o modelo elaborado pela Comissão Europeia, pelo Conselho da Europa e pela UNESCO/CEPES. A finalidade deste Suplemento é fornecer dados independentes

Leia mais