Aceleração Industrial de Empresas e Educação Empreendedora: Metodologia de Trabalho Incubadora Senai Centro Internacional de Inovação

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Aceleração Industrial de Empresas e Educação Empreendedora: Metodologia de Trabalho Incubadora Senai Centro Internacional de Inovação"

Transcrição

1 Aceleração Industrial de Empresas e Educação Empreendedora: Metodologia de Trabalho Incubadora Senai Centro Internacional de Inovação Mário Rafael Bendlin Calzavara RESUMO A Incubadora Senai Centro Internacional de Inovação, localizada no Senai do Paraná, desenvolveu uma metodologia de aceleração de startups com soluções voltadas para o setor industrial. Tomando como base o processo de gestão de incubadoras proposto pelo Cerne e se apropriando de práticas dos ambientes de aceleração de empresas, a proposta da Incubadora Senai C2i enquadra em quadro etapas: arranque, crescimento, consolidação e liberação; os processos e práticas chaves do CERNE: sensibilização, seleção, planejamento, qualificação, assessoria e consultoria, monitoramento, relacionamento com as graduadas e sistema de gerenciamento. O objetivo é proporcionar o suporte necessário para o desenvolvimento de modelos de negócios que comumente não se não abordados na proposta de aceleradoras de empresas, responder às demandas industriais pela interação com pesquisa aplicada; e de modo a obter um retorno financeiro pelo incentivo dedicado às empresas pelo Senai. ABSTRACT The Incubator Senai International Center for Innovation, located at the Senai Paraná, developed a startup s acceleration methodology with solutions focused on the industrial sector. Building on the incubator management process proposed by Cerne and appropriating practices from environments of business acceleration, the proposal of Incubator Senai C2i match into a four steps frame: start-up, growth, consolidation and release; the key processes and key practices of CERNE: awareness, selection, planning, training, advice and consultancy, monitoring, relationship with the graduates and management system. The goal is to provide the necessary support for the development of companies that do not meet the proposal of companies accelerators, responding to industrial demands for interaction with Mário Rafael Bendlin Calzavara bacharel em Comunicação Social Relações Públicas pela Universidade Estadual de Londrina (UEL); Especialista em Relações Internacionais pela Faculdade de Artes do Paraná (UNESPAR); MBA em Gestão Estratégica de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas (ISAE-FGV). SENAI Paraná, unidade Centro Internacional de Inovação - Av. Comendador Franco, no Telefone: (41) ;

2 applied research in an accelerated incubation process; and in order to obtain a financial return for the incentive dedicated to companies by Senai. PALAVRAS CHAVE Incubadora, Aceleração de Empresas, Indústria. Inovação. OBJETIVOS Promover a inserção de empresas inovadoras no mercado, de modo a contribuir para soluções de problemas industriais, incentivando o desenvolvimento da indústria. INTRODUÇÃO A Incubadora Senai Centro Internacional de Inovação está instalada dentro da Federação das Indústrias do Paraná, na unidade Campus da Indústria. O Senai C2i é uma unidade do Senai Paraná com o intuito de acelerar as capacidades Inovadoras das Indústrias Paranaenses. Dispõe de consultorias que atuam por meio da transferência de competências em gestão da inovação e da facilitação dos relacionamentos entre os diversos atores envolvidos no tema, criando valor Econômico, Social e Ambiental para o Paraná e para o Brasil. As consultorias prestadas pelo Senai C2i atuam nos eixos de: Cultura de Inovação, Inovação em Negócios, Gestão de Tecnologia e Propriedade Intelectual, Design, Empreendedorismo e Fomentos. E é dentro da linha de atuação Empreendedorismo que está alocada a Incubadora Senai C2i. Com um papel fundamental dentro dos serviços de inovação voltada para a indústria, a incubadora busca ser o eixo de aceleração de projetos nascentes que solucionam demandas industriais. Este é o grande diferencial desta incubadora, a capacidade de fazer com que startups inovadoras validem seu modelo de negócio, recebam o suporte necessário para sua consolidação em termos gerenciais e tenham acesso ao mercado industrial. METODOLOGIA DE ACELERAÇÃO INCUBADORA SENAI C2I O processo de aceleração da incubadora é dividido em 4 etapas: Arranque, Crescimento, Consolidação e Liberação. Cada etapa tem a duração sugerida de um trimestre, todavia sua

3 duração efetiva está atrelada a performance da empresa no atingimento das metas estabelecidas para os indicadores previstos em cada etapa. É elaborado também um Plano de Incubação onde são estabelecidos objetivos, metas, indicadores e cronograma bem definidos para o período de incubação da empresa. Acontecerão reuniões mensais para acompanhamento das ações da empresa e serão realizadas reuniões de status a cada trimestre para avaliação e evolução da empresa nas etapas de aceleração. Etapas de aceleração Incubadora Senai As demandas das incubadas serão atendidas por assessorias e consultorias associados a incubadora bem como por sua própria equipe. Estas capacitações inicialmente serão gratuitas, todavia podem ser desenvolvidos trabalhos complementares com investimentos da própria startup. Toda metodologia de trabalho está embasada no Sistema de Acompanhamento CERNE, passando pelos eixos: empreendedor, tecnológico, financeiro, mercado e gestão estratégica. A seguir será apresentado as estratégias e ações desenvolvidas pela Incubadora Senai alinhadas com as práticas chave proposta pelo CERNE. Sensibilização, prospecção e qualificação de potenciais empreendedores: são desenvolvidas ações em ambientes acadêmicos como universidades, laboratórios e institutos de pesquisa. São ações sobre o ambiente de empreendedorismo e startups, qual o papel das incubadoras e aceleradoras neste meio. Os projetos de startups com viés industrial e de maior potencial para incubação recebem uma orientação sobre como atender as exigências do edital de seleção de empresas para a Incubadora Senai. Seleção: Por se tratar de uma instituição com viés misto, o processo de seleção tem uma primeira etapa de apresentação de documentos que comprovem a situação regular da startup. A segunda etapa é a avaliação do sumário executivo da empresa, e a última

4 etapa é a banca presencial. Os critérios de avaliação da segunda e terceira etapa são: grau de inovação, potencial de escalabilidade, perfil do empreendedor e grau de interação com a indústria paranaense. Planejamento: a validação do modelo de negócio da empresa e o planejamento estratégico para o período que ela ficará incubada são duas atividades obrigatórias dentro da etapa de Arranque, neste momento são estabelecidas quais ações capacitação serão desenvolvidas com foco em cada um dos eixos (empreendedor, empreendedor, tecnológico, financeiro, mercado e gestão estratégica) e em qual etapa do processo de incubação estarão alocadas (Arranque, Crescimento, Consolidação e Liberação). Qualificação: Algumas atividades de qualificação são obrigatórias para as empresas incubadas para que possam evoluir dentro do processo de aceleração da incubadora, dentre elas destaca-se: modelagem de negócios canvas, análise de swot e abertura de mercado junto a indústria. Além das qualificações obrigatórias organizadas pela equipe da incubadora, também são disponibilizadas qualificações específicas de acordo com as demandas de cada incubada. Assessoria e Consultoria: A Incubadora Senai possui um banco de mentores composto por consultores e assessorias especializadas em vários temas, conforme são detectadas necessidades específicas das empresas incubadas estas assessorias e consultorias são convidadas a contribuir. São abordados os 5 eixos do Cerne, todavia a dimensão mercado recebe maior atenção, focando principalmente no mercado industrial, suas demandas e especificidades. Monitoramento: O monitoramento do processo de aceleração das empresas incubadas se da por meio de reuniões semanais ou mensais. São realizadas reuniões trimestrais de status, para verificar o atingimento das atividades propostas dentro das quatro fases de aceleração e a definição pelo avanço da etapa ou não. Relacionamento com graduadas: as empresas graduadas pela Incubadora Senai C2i são incentivadas a dividirem suas experiências com as novas incubadas, bem como são convidadas a participarem das atividades de capacitação desenvolvidas e recebem divulgações de eventos do ecossistema de startup. Sistema de gerenciamento: a documentação de controle das etapas do processo de aceleração foi desenvolvida pelo próprio Senai C2i, a organização desta documentação é feita por meio do software Pantone 300. As demais funções administrativas e jurídicas são realizadas pela própria estrutura do Senai. RESULTADOS ALCANÇADOS A Incubadora do Senai C2i teve inicio no final de 2009 com atividades de pré-incubação de projetos, sendo que suas primeiras empresas incubadas foram selecionadas no final de A Incubadora Senai C2i graduou 6 empresas até o inicio de Destas, duas empresas ao final de 2013: DIXI e Já Entendi, sendo ainda que estas empresas renderam uma contra

5 partida de royalties de aproximadamente 30 mil reais ao Senai. Quatro empresas se graduaram no início de 2015: V2B, Cinq Mobile Ventures, Ubivis e Comsol. Juntas geraram um faturamento de aproximadamente 2 milhões de reais em 2014, o que gera uma expectativa de recebimento de royalties de aproximadamente 50 mil reais pelo Senai, levando em conta os dados de faturamento a serem apurados ao final de Além disso, as empresas graduadas e incubadas geram aproximadamente 60 empregos diretos. CONCLUSÃO O processo de aceleração de empresas proposto pela Incubadora Senai C2i ainda está em momento de consolidação. Após um processo piloto com as empresas em etapa de graduação no final de 2014, a metodologia foi posta em prática em sua plenitude no início de Deste modo, alguns pontos da metodologia serão analisados e certamente aperfeiçoados após este primeiro ano de implantação; principalmente referente a alocação das ações dentro das etapas de aceleração, processo de revisão do plano de incubação e adequação do ciclo para startups onde o ciclo de desenvolvimento do produto seja mais longo do que o período máximo de 2 anos de aceleração. Contudo, o Sistema FIEP e o Senai do Paraná acreditam que sua metodologia de aceleração industrial cria um importante link entre o ambiente tradicional industrial e o ambiente emergente das startups. Proporcionando meios para o rápido desenvolvimento para propostas comumente não atendidas pelas Aceleradoras de empresas, bem como propõe uma dinâmica mais efetiva para as incubadoras tão acostumadas ao ambiente da pesquisa acadêmica.

Ajudando a Promover o Desenvolvimento de Empreendimentos Inovadores de Sucesso

Ajudando a Promover o Desenvolvimento de Empreendimentos Inovadores de Sucesso Ajudando a Promover o Desenvolvimento de Empreendimentos Inovadores de Sucesso A PANTONE300 é uma empresa de sistemas e consultoria orientada a prover soluções de gestão para Incubadora de Empresas. Desenvolvimento

Leia mais

Edital 1/2014. Chamada contínua para incubação de empresas e projetos de base tecnológica

Edital 1/2014. Chamada contínua para incubação de empresas e projetos de base tecnológica Edital 1/2014 Chamada contínua para incubação de empresas e projetos de base tecnológica A (PoloSul.org) torna pública a presente chamada e convida os interessados para apresentar propostas de incubação

Leia mais

Como o CERNE foi construído?

Como o CERNE foi construído? Por que CERNE? O movimento brasileiro de incubadoras vem crescendo a uma taxa expressiva nos últimos dez anos, alcançando uma média superior a 25% ao ano. Atualmente, as incubadoras brasileiras apóiam

Leia mais

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Outubro 2009 Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Sustentabilidade Articulação Ampliação dos limites Sistematização Elementos do Novo Modelo Incubação

Leia mais

CHAMADA PARA PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO

CHAMADA PARA PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO CHAMADA PARA PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO RAIAR Incubadora Multissetorial de Empresas de Base Tecnológica e Inovação da PUCRS TECNOPUC Parque Científico e Tecnológico da PUCRS Porto Alegre,

Leia mais

Programa Educacional Anprotec. O caminho para a excelência dos ambientes de inovação brasileiros

Programa Educacional Anprotec. O caminho para a excelência dos ambientes de inovação brasileiros Programa Educacional Anprotec O caminho para a excelência dos ambientes de inovação brasileiros Objetivo Definir requisitos e conhecimentos fundamentais para a geração e o desenvolvimento de empreendimentos

Leia mais

BSC Funciona: Novo método para planejamento de empresas incubadas

BSC Funciona: Novo método para planejamento de empresas incubadas BSC Funciona: Novo método para planejamento de empresas incubadas Maria Clara Fonteque Scacchetti 1 Aparecido Rudnick 2 Washington Fernando Silva 3 Lucia Braga Sousa 4 Resumo: Este artigo tem o objetivo

Leia mais

SELEÇÃO PÚBLICA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE CAMPINA GRANDE ITCG/FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLOGICO DA PARAÍBA 01/2014

SELEÇÃO PÚBLICA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE CAMPINA GRANDE ITCG/FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLOGICO DA PARAÍBA 01/2014 SELEÇÃO PÚBLICA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE CAMPINA GRANDE ITCG/FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLOGICO DA PARAÍBA 01/2014 PROGRAMA DE INCUBAÇÃO DE EMPRESAS INOVADORAS 1. APRESENTAÇÃO A Fundação Parque Tecnológico da

Leia mais

SELEÇÃO PÚBLICA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE CAMPINA GRANDE ITCG/FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO DA PARAÍBA ECONOMIA CRIATIVA - 01/2015

SELEÇÃO PÚBLICA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE CAMPINA GRANDE ITCG/FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO DA PARAÍBA ECONOMIA CRIATIVA - 01/2015 SELEÇÃO PÚBLICA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE CAMPINA GRANDE ITCG/FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO DA PARAÍBA ECONOMIA CRIATIVA - 01/2015 PROGRAMA DE INCUBAÇÃO DE EMPRESAS INOVADORAS 1. APRESENTAÇÃO A Fundação

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA PARA INCUBAÇÃO DE EMPREENDIMENTOS DA ECONOMIA CRIATIVA NO PORTO DIGITAL (CP 01/2012)

CHAMADA PÚBLICA PARA INCUBAÇÃO DE EMPREENDIMENTOS DA ECONOMIA CRIATIVA NO PORTO DIGITAL (CP 01/2012) CHAMADA PÚBLICA PARA INCUBAÇÃO DE EMPREENDIMENTOS DA ECONOMIA CRIATIVA NO PORTO DIGITAL (CP 01/2012) 1. APRESENTAÇÃO O Núcleo de Gestão do Porto Digital (NGPD), com o apoio da Secretaria de Ciência, Tecnologia

Leia mais

EDITORIAL. Grande abraço. Equipe do Programa de Desenvolvimento de Negócios Equipe da Incubadora Santos Dumont

EDITORIAL. Grande abraço. Equipe do Programa de Desenvolvimento de Negócios Equipe da Incubadora Santos Dumont EDITORIAL Desde 2006 a Incubadora Santos Dumont trabalha com foco no desenvolvimento de empresas de produtos e serviços inovadores, totalizando mais de 220 empreendimentos atendidos. A partir do segundo

Leia mais

EDITAL DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Nº 01/2012

EDITAL DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Nº 01/2012 EDITAL DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Nº 01/2012 PROCEDIMENTOS DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PROJETOS EMPRESARIAIS INOVADORES PARA INGRESSO E PARTICIPAÇÃO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE SÃO JOSÉ IESJ. A INCUBADORA

Leia mais

Gestão de Propriedade Intelectual aplicada ao Desenvolvimento de Inovações e Aceleração de Empresas de Base Tecnológica

Gestão de Propriedade Intelectual aplicada ao Desenvolvimento de Inovações e Aceleração de Empresas de Base Tecnológica Gestão de Propriedade Intelectual aplicada ao Desenvolvimento de Inovações e Aceleração de Empresas de Base Tecnológica Resumo As experiências vivenciadas pela equipe da Accelera IP evidenciam a dificuldade

Leia mais

SISTEMA DE SENSIBILIZAÇÃO, PROSPECÇÃO E QUALIFICAÇÃO: PROPOSIÇÃO DE UM CONJUNTO DE ELEMENTOS PARA GUIAR AÇÕES DE MELHORIAS EM UMA INCUBADORA POTIGUAR

SISTEMA DE SENSIBILIZAÇÃO, PROSPECÇÃO E QUALIFICAÇÃO: PROPOSIÇÃO DE UM CONJUNTO DE ELEMENTOS PARA GUIAR AÇÕES DE MELHORIAS EM UMA INCUBADORA POTIGUAR SISTEMA DE SENSIBILIZAÇÃO, PROSPECÇÃO E QUALIFICAÇÃO: PROPOSIÇÃO DE UM CONJUNTO DE ELEMENTOS PARA GUIAR AÇÕES DE MELHORIAS EM UMA INCUBADORA POTIGUAR RESUMO Maria Luiza Azevedo de Carvalho Anderson Paiva

Leia mais

EDITAL PARA ADMISSÃO DE EMPREENDIMENTOS INCUBADOS. Apoio:

EDITAL PARA ADMISSÃO DE EMPREENDIMENTOS INCUBADOS. Apoio: EDITAL PARA ADMISSÃO DE EMPREENDIMENTOS INCUBADOS Apoio: Recife, 2015 Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. OBJETIVOS... 3 3. PUBLICO ALVO... 3 4. ATORES... 3 5. ESPAÇO FÍSICO... 4 6. SERVIÇOS OFERECIDOS...

Leia mais

METODOLOGIA INCUBAÇÃO

METODOLOGIA INCUBAÇÃO METODOLOGIA INCUBAÇÃO Incubadora Santos Dumont Programa de Desenvolvimento de Negócios Fundação Parque Tecnológico Itaipu - BR Versão 1/10-Mar-2014 ESTRUTURA 1. Apresentação 2. Estrutura básica do processo

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO. Modalidade Associada

PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO. Modalidade Associada Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO Modalidade Associada Incubadora Multissetorial de Empresas de Base Tecnológica e Inovação da PUCRS RAIAR

Leia mais

PRÉ-INCUBADORA SENAI/SC 2014 - REGULAMENTO

PRÉ-INCUBADORA SENAI/SC 2014 - REGULAMENTO PRÉ-INCUBADORA SENAI/SC 2014 - REGULAMENTO SUMÁRIO 1. OBJETIVO GERAL...2 2. OBJETIVOS ESPECÍFICOS...2 3. METODOLOGIA...2 4. FASES...3 5. INCRIÇÃO DE IDEIAS...4 6. EQUIPES...4 7. PREMIAÇÃO...5 8. QUEM PODE

Leia mais

Como participar do Startup Brasil?

Como participar do Startup Brasil? Como participar do Startup Brasil? Introdução Foi publicado hoje o Edital para seleção de startups do Startup Brasil. As inscrições para a primeira rodada do programa começarão no dia 25 de abril e estarão

Leia mais

Inovação como Estratégia de Negócio. Filipe cassapo, Sistema FIEP Federação das Industrias do Estado do Paraná C2i Centro Internacional de Inovação

Inovação como Estratégia de Negócio. Filipe cassapo, Sistema FIEP Federação das Industrias do Estado do Paraná C2i Centro Internacional de Inovação Inovação como Estratégia de Negócio Filipe cassapo, Sistema FIEP Federação das Industrias do Estado do Paraná C2i Centro Internacional de Inovação Conteúdos Desafios da Competitividade Industrial no PR

Leia mais

PROGRAMA DE ACELERAÇÃO DE NOVOS PROJETOS EMPRESARIAIS

PROGRAMA DE ACELERAÇÃO DE NOVOS PROJETOS EMPRESARIAIS ROGRAMA DE ACELERAÇÃO DE NOVOS ROJETOS EMRESARIAIS Workshops de Trabalho e Capacitação 2ª Edição Start-ups e Empreendedores Objetivos gerais Dotar os jovens empreendedores de conhecimentos e competências-base

Leia mais

Planejamento Estratégico Inova Metrópole

Planejamento Estratégico Inova Metrópole UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE UFRN INSTITUTO METRÓPOLE DIGITAL IMD INOVA METRÓPOLE Planejamento Estratégico Inova Metrópole Natal/ RN 2013 Sumário 1. Apresentação do Instituto Metrópole Digital...

Leia mais

Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. Secretaria de Política de Informática

Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. Secretaria de Política de Informática Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação Secretaria de Política de Informática Edital MCTI/SEPIN/Start-Up Brasil No. 01/2013 Edital de Qualificação de Instituições de Apoio ao Processo de Aceleração

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO CERNE NO SERIDÓ

UTILIZAÇÃO DO CERNE NO SERIDÓ UTILIZAÇÃO DO CERNE NO SERIDÓ Autor: Guedes, Iara Lúcia Vaz 1 Co-autora: Santos, Dione Maria Fernandes dos 2 RESUMO O presente artigo pretende discorrer sobre a experiência de implantação do Centro de

Leia mais

EDITAL - INCUBADORA BASE-MISTA CEET VASCO COUTINHO PROGRAMA DE PRÉ-INCUBAÇÃO DE EMPRESAS

EDITAL - INCUBADORA BASE-MISTA CEET VASCO COUTINHO PROGRAMA DE PRÉ-INCUBAÇÃO DE EMPRESAS EDITAL - INCUBADORA BASE-MISTA CEET VASCO COUTINHO PROGRAMA DE PRÉ-INCUBAÇÃO DE EMPRESAS O CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TÉCNICA VASCO COUTINHO convida pessoas físicas ou jurídicas a apresentarem propostas

Leia mais

SELEÇÃO PÚBLICA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE CAMPINA GRANDE ITCG/FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓOGICO DA PARAÍBA 01/2013

SELEÇÃO PÚBLICA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE CAMPINA GRANDE ITCG/FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓOGICO DA PARAÍBA 01/2013 SELEÇÃO PÚBLICA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE CAMPINA GRANDE ITCG/FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓOGICO DA PARAÍBA 01/2013 PROGRAMA DE INCUBAÇÃO DE EMPRESAS INOVADORAS A Diretora Geral da Fundação Parque Tecnológico

Leia mais

COMO VENCER ESSES DESAFIOS?

COMO VENCER ESSES DESAFIOS? ONDE ESTÃO NOSSOS RECURSOS HUMANOS PARA INOVAÇÃO Apenas 30% dos pesquisadores estão na iniciativa privada Alocação dos Pesquisadores por setor - 2009 e 2010 (%) 100% 0% Empresas Governo Academia Setor

Leia mais

Respostas às perguntas frequentes: Chamada Pública MCT/FINEP/AT Inova Empresa PNI/Parques Tecnológicos 02/2013

Respostas às perguntas frequentes: Chamada Pública MCT/FINEP/AT Inova Empresa PNI/Parques Tecnológicos 02/2013 Respostas às perguntas frequentes: Chamada Pública MCT/FINEP/AT Inova Empresa PNI/Parques Tecnológicos 02/2013 Parte 1: Objetivos, instrumentos de apoio e quem pode participar Geral 1.1 Qual o objetivo

Leia mais

Centro Internacional de Inovação. Ronald Dauscha

Centro Internacional de Inovação. Ronald Dauscha Centro Internacional de Inovação Ronald Dauscha V Encontro da Rota MM (24.11.2010, CIETEP) C2i Centro Internacional de Inovação Ronald M. Dauscha, Sistema FIEP Federação das Indústrias do Estado do Paraná

Leia mais

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 3 } 1. INTRODUÇÃO: PARQUE TECNOLÓGICO CAPITAL DIGITAL - PTCD Principal polo de desenvolvimento Científico, Tecnológico e de Inovação do Distrito Federal, o PTCD

Leia mais

Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. Secretaria de Política de Informática

Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. Secretaria de Política de Informática Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação Secretaria de Política de Informática Edital MCTI/SEPIN/Start-Up Brasil No. 03/2014 Edital de Qualificação de Instituições de Apoio ao Processo de Aceleração

Leia mais

EDITAL Nº 01/2009 PROJETOS EMPRESARIAIS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE SÃO JOSÉ

EDITAL Nº 01/2009 PROJETOS EMPRESARIAIS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE SÃO JOSÉ EDITAL Nº 01/2009 PROJETOS EMPRESARIAIS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DE SÃO JOSÉ O presente edital regulamenta o processo de recrutamento, seleção e ingresso de projetos empresariais na Incubadora

Leia mais

Fluxo de Criação e Consolidação de Empreendimentos Inovadores

Fluxo de Criação e Consolidação de Empreendimentos Inovadores Fluxo de Criação e Consolidação de Empreendimentos Inovadores Oportunidade Criação da Empresa Ensino Spinoffs Pesquisa Laboratórios Startups Pré-Incubações Hotel de Projetos Incubação da Empresa Aceleradora

Leia mais

BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS

BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS SOBRE O CURSO O administrador é um profissional com um mercado vasto, pois é um generalista por natureza e pode trabalhar nas mais diversas áreas. O profissional

Leia mais

INaudax incubação 360

INaudax incubação 360 INaudax incubação 360 Incubação Necessidades, Conceitos INaudax Valores, Orientações Etapas, Soluções INCUBAÇÃO necessidades, conceitos Portugal necessita de plataformas para a inovação baseadas no empreendedorismo.

Leia mais

Projeto de Apoio a Inserção Internacional de. São João Batista (SC) DEZEMBRO - 2009

Projeto de Apoio a Inserção Internacional de. São João Batista (SC) DEZEMBRO - 2009 Projeto de Apoio a Inserção Internacional de MPE s Brasileiras Calçadistas do APL de São João Batista (SC) DEZEMBRO - 2009 Identificar OBJETIVOS DA AÇÃO e solucionar gargalos na gestão das empresas, principalmente

Leia mais

O QUE SUA EMPRESA PODE FAZER PARA SER MAIS COMPETITIVA?

O QUE SUA EMPRESA PODE FAZER PARA SER MAIS COMPETITIVA? O QUE SUA EMPRESA PODE FAZER PARA SER MAIS COMPETITIVA? O IEL O Instituto Euvaldo Lodi é uma entidade vinculada à CNI - Confederação Nacional da Indústria. Com 101 unidades em 26 estados e no Distrito

Leia mais

Instituição privada dedicada a promover negócios em ciências da vida no Brasil

Instituição privada dedicada a promover negócios em ciências da vida no Brasil Instituição privada dedicada a promover negócios em ciências da vida no Brasil Biominas Brasil tem 21 anos de experiência na criação e desenvolvimento de empresas de ciências da vida. A Biominas Brasil

Leia mais

ABRAII ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EMPRESAS ACELERADORAS DE INOVAÇÃO E INVESTIMENTO. Levantamento Aceleradoras 2012-2014

ABRAII ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EMPRESAS ACELERADORAS DE INOVAÇÃO E INVESTIMENTO. Levantamento Aceleradoras 2012-2014 ABRAII ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EMPRESAS ACELERADORAS DE INOVAÇÃO E INVESTIMENTO Levantamento Aceleradoras 2012-2014 LEVANTAMENTO 2012 a 2014 ACELERADORAS BRASILEIRAS Apresentaremos a seguir um levantamento

Leia mais

FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS - FINEP INCUBADORA DE FUNDOS INOVAR 9ª CHAMADA DE FUNDOS

FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS - FINEP INCUBADORA DE FUNDOS INOVAR 9ª CHAMADA DE FUNDOS FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS - FINEP INCUBADORA DE FUNDOS INOVAR 9ª CHAMADA DE FUNDOS 1. OBJETO A Financiadora de Estudos e Projetos, na qualidade de Secretaria Executiva da Incubadora de s INOVAR,

Leia mais

SÍNTESE DO PLANO DE TRABALHO

SÍNTESE DO PLANO DE TRABALHO SÍNTESE DO PLANO DE TRABALHO Titulo do Projeto: CENTRO DE INOVAÇÃO & DIFUSÃO TECNOLÓGICA Convênio: SCIT 24/2013 Processo: 413-2500/13-5 Modalidade: Edital [02/2013 ] Situação: Em consolidação APRESENTAÇÃO

Leia mais

No Brasil, a Shell contratou a ONG Dialog para desenvolver e operar o Programa, que possui três objetivos principais:

No Brasil, a Shell contratou a ONG Dialog para desenvolver e operar o Programa, que possui três objetivos principais: PROJETO DA SHELL BRASIL LTDA: INICIATIVA JOVEM Apresentação O IniciativaJovem é um programa de empreendedorismo que oferece suporte e estrutura para que jovens empreendedores de 18 a 30 anos desenvolvam

Leia mais

Regulamento da 9ª Edição do Programa Desafio Brasil

Regulamento da 9ª Edição do Programa Desafio Brasil Regulamento da 9ª Edição do Programa Desafio Brasil 1. SOBRE O PROGRAMA: Desafio Brasil é um programa de âmbito nacional voltado para capacitação de empreendedores. Tem por objetivo estimular a criação

Leia mais

INCUBADORAS DE EMPRESAS. EDITAL SEBRAE/ANPROTEC 01/2015 Implantação e Certificação do CERNE

INCUBADORAS DE EMPRESAS. EDITAL SEBRAE/ANPROTEC 01/2015 Implantação e Certificação do CERNE INCUBADORAS DE EMPRESAS EDITAL SEBRAE/ANPROTEC 01/2015 Implantação e Certificação do CERNE Brasília, 2015 O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas SEBRAE, entidade associativa de Direito

Leia mais

BUSINESS PARTNER EMC SERVICES PARTNER PROGRAM ESCOLHA. FLEXIBILIDADE. OPORTUNIDADE.

BUSINESS PARTNER EMC SERVICES PARTNER PROGRAM ESCOLHA. FLEXIBILIDADE. OPORTUNIDADE. BUSINESS PARTNER EMC SERVICES PARTNER PROGRAM ESCOLHA. FLEXIBILIDADE. OPORTUNIDADE. TRANSFORME SEU RELACIONAMENTO COM O CLIENTE E SUA RENTABILIDADE O EMC Services Partner Program fornece aos parceiros

Leia mais

PROGRAMAS DE APOIO E INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO EDITAL DE SELEÇÃO - 01/2012

PROGRAMAS DE APOIO E INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO EDITAL DE SELEÇÃO - 01/2012 PROGRAMAS DE APOIO E INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO EDITAL DE SELEÇÃO - 01/2012 Seleção para o Programa de Aceleração de Startups da Incubadora da Fumsoft A FUMSOFT torna público que se encontra aberto

Leia mais

Quanto mais o Conhecimento é Dividido... Mais o Conhecimento é Multiplicado!

Quanto mais o Conhecimento é Dividido... Mais o Conhecimento é Multiplicado! Quanto mais o Conhecimento é Dividido... Mais o Conhecimento é Multiplicado! 1 Inovação: o Imperativo para Competitividade com Sustentabilidade Filipe Cassapo, Sistema FIEP Federação das Industrias do

Leia mais

Alex Antonio Ferraresi

Alex Antonio Ferraresi Alex Antonio Ferraresi Pesquisador e Publicitário, Mestre em Administração pela PUCPR e Doutor em Administração pela FEA/USP. Professor titular do Programa de Pós-Graduação em Gestão de Cooperativas, Professor

Leia mais

La Incubadora de Empresas como Herramienta de Desarrolo Regional Brasil

La Incubadora de Empresas como Herramienta de Desarrolo Regional Brasil La Incubadora de Empresas como Herramienta de Desarrolo Regional Brasil Mariza Almeida, DsC Incubadora de Empresas Phoenix Universidade do Estado do Rio de Janeiro Projeto aprovado pelo Programa Nacional

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLÓGIA DO RN CAMPUS NATAL CENTRAL INCUBADORA TECNOLÓGICA NATAL CENTRAL - ITNC

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLÓGIA DO RN CAMPUS NATAL CENTRAL INCUBADORA TECNOLÓGICA NATAL CENTRAL - ITNC INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLÓGIA DO RN CAMPUS NATAL CENTRAL INCUBADORA TECNOLÓGICA NATAL CENTRAL - ITNC EDITAL Nº 02/2015 - SELEÇÃO DE IDEIAS EMPREENDEDORAS E MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

Leia mais

Esse programa visa a organização contínua e a efetividade do Processo Único de Federação, que contará com a inserção de um edital.

Esse programa visa a organização contínua e a efetividade do Processo Único de Federação, que contará com a inserção de um edital. Esse programa visa a organização contínua e a efetividade do Processo Único de Federação, que contará com a inserção de um edital. Esse terá suas etapas e prazos muito bem definidos, garantindo um processo

Leia mais

Associação Nacional das Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores ANPROTEC

Associação Nacional das Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores ANPROTEC Associação Nacional das Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores Atua no segmento do empreendedorismo inovador, por meio do apoio a entidades promotoras de inovação e pela capacitação de empreendedores

Leia mais

SESI. Empreendedorismo Social. Você acredita que sua idéia pode gerar grandes transformações?

SESI. Empreendedorismo Social. Você acredita que sua idéia pode gerar grandes transformações? SESI Empreendedorismo Social Você acredita que sua idéia pode gerar grandes transformações? REGULAMENTO SESI Empreendedorismo Social A inovação social é o ponto de partida para um novo modelo que atende

Leia mais

EDITAL E REGULAMENTO DE CHAMADA PÚBLICA ITFETEP

EDITAL E REGULAMENTO DE CHAMADA PÚBLICA ITFETEP SUMÁRIO OBJETIVO... 2 1. DAS PROPOSTAS... 2 2. PROCEDIMENTOS PARA INSCRIÇÃO, PARTICIPAÇÃO E SELEÇÃO DE PROPOSTAS E PROJETOS... 4 3. CRITÉRIOS PARA SELEÇÃO DE EMPREENDIMENTOS E PROJETOS... 4 4. DA CLASSIFICAÇÃO...

Leia mais

Caxias do Sul, 24 de Julho de 2.015

Caxias do Sul, 24 de Julho de 2.015 Caxias do Sul, 24 de Julho de 2.015 Promover o desenvolvimento de negócios e produtos lastreados em novas tecnologias e estimular a inovação no Brasil através de parcerias e negócios entre os diversos

Leia mais

O presente edital regulamenta o processo de recrutamento, seleção e ingresso de projetos empresariais na Incubadora de Empresas INDETEC/UFSJ.

O presente edital regulamenta o processo de recrutamento, seleção e ingresso de projetos empresariais na Incubadora de Empresas INDETEC/UFSJ. EDITAL DE CONCURSO DE IDEIAS INOVADORAS Nº 01/2010. PROJETOS EMPRESARIAIS PARA INGRESSO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DA UFSJ DE SÃO JOÃO DEL REI (INDETEC) O presente edital regulamenta o processo de recrutamento,

Leia mais

EDITAL PARA CHAMAMENTO DE PROJETOS DE EMPREENDIMENTOS PARA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE EMPRESAS DE GUARULHOS

EDITAL PARA CHAMAMENTO DE PROJETOS DE EMPREENDIMENTOS PARA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE EMPRESAS DE GUARULHOS 1 EDITAL PARA CHAMAMENTO DE PROJETOS DE EMPREENDIMENTOS PARA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE EMPRESAS DE GUARULHOS EDITAL DE SELEÇÃO DAS EMPRESAS 02/2010 I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES A Agência de Desenvolvimento

Leia mais

Conheça o Sistema Fiep

Conheça o Sistema Fiep sistemafiep.com.br Conheça o Sistema Fiep sistema fiep. nosso i é de indústria. SISTEMA S Já ouviu falar? AGRICULTURA INDÚSTRIA COMÉRCIO O SISTEMA S EMPREENDEDORISMO COOPERATIVISMO TRANSPORTE AGRICULTURA

Leia mais

FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS FINEP PROGRAMA FINEP INOVAR SEMENTE 5ª CHAMADA PARA CAPITALIZAÇÃO DE FUNDOS DE CAPITAL SEMENTE

FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS FINEP PROGRAMA FINEP INOVAR SEMENTE 5ª CHAMADA PARA CAPITALIZAÇÃO DE FUNDOS DE CAPITAL SEMENTE FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS FINEP PROGRAMA FINEP INOVAR SEMENTE 5ª CHAMADA PARA CAPITALIZAÇÃO DE FUNDOS DE CAPITAL SEMENTE 1. OBJETO A Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), com o apoio do

Leia mais

EDITAL nº 057/2011 INGRESSO NO MICRO DISTRITO DE BASE TECNOLÓGICA DE LAGES - INCUBADORA MIDILAGES

EDITAL nº 057/2011 INGRESSO NO MICRO DISTRITO DE BASE TECNOLÓGICA DE LAGES - INCUBADORA MIDILAGES EDITAL nº 057/2011 INGRESSO NO MICRO DISTRITO DE BASE TECNOLÓGICA DE LAGES - INCUBADORA MIDILAGES A Fundação das Escolas Unidas do Planalto Catarinense - UNIPLAC, por meio do seu Presidente o Sr. Humberto

Leia mais

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS APRESENTAÇÃO FGV Criado em 1999, o FGV Management é o Programa de Educação Executiva Presencial da Fundação Getulio Vargas, desenvolvido para atender a demanda do mercado por cursos de qualidade, com tradição

Leia mais

III Desafio ITA de Empreendedorismo

III Desafio ITA de Empreendedorismo III Desafio ITA de Empreendedorismo Edição 2015 Sumário 1 DENOMINAÇÃO, OBJETIVO, CONCEITO E GOVERNANÇA... 3 1.1 Denominação... 3 1.2 Objetivo do Desafio... 3 1.3 Conceito... 3 1.4 Governança... 4 1.4.1

Leia mais

RESOLUÇÃO n o 35 de 16/12/2011- CAS

RESOLUÇÃO n o 35 de 16/12/2011- CAS RESOLUÇÃO n o 35 de 16/12/2011- CAS Estabelece a política de pesquisa, desenvolvimento, inovação e extensão da Universidade Positivo (UP). O CONSELHO ACADÊMICO SUPERIOR (CAS), órgão da administração superior

Leia mais

INCUBADORA RINETEC. Regulamento da Chamada para ingresso de idéias inovadoras na incubadora RINETEC. Edital 001 2014

INCUBADORA RINETEC. Regulamento da Chamada para ingresso de idéias inovadoras na incubadora RINETEC. Edital 001 2014 INCUBADORA RINETEC Regulamento da Chamada para ingresso de idéias inovadoras na incubadora RINETEC Edital 001 2014 1. APRESENTAÇÃO 1.1 Este edital estabelece formas, condições e critérios para que a Associação

Leia mais

MBA em Gestão de Pessoas

MBA em Gestão de Pessoas REFERÊNCIA EM EDUCAÇÃO EXECUTIVA MBA em Gestão de Pessoas Coordenação Acadêmica: Profª. Dra. Ana Ligia Nunes Finamor A Escola de Negócios de Alagoas. A FAN Faculdade de Administração e Negócios foi fundada

Leia mais

Formação de mentores para atuação com empreendedores

Formação de mentores para atuação com empreendedores Formação de mentores para atuação com empreendedores Transforme sua relação com empreendedores em algo positivo e duradouro Inscrições até 19 de Junho Formação de mentores para atuação com empreendedores

Leia mais

Autor: Marcelo Leandro de Borba 1 Co-Autores: Luiz Melo Romão 2, Vanessa de Oliveira Collere 3, Sandra Aparecida Furlan 4, Claiton Emílio do Amaral 5

Autor: Marcelo Leandro de Borba 1 Co-Autores: Luiz Melo Romão 2, Vanessa de Oliveira Collere 3, Sandra Aparecida Furlan 4, Claiton Emílio do Amaral 5 O Ecossistema de Empreendedorismo Inovador no Norte Catarinense a parceria operacional/científica do Parque de Inovação Tecnológica de Joinville e Região e Perini Business Park Autor: Marcelo Leandro de

Leia mais

FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS

FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS TRIBUTAÇÃO DOS NEGÓCIOS DE TECNOLOGIA E PROPRIEDADE INTELECTUAL 1º SEMESTRE DE 2015 FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS A Fundação Getulio Vargas (FGV) deu início a suas atividades em 1944 com o objetivo de preparar

Leia mais

Você sabe onde quer chegar?

Você sabe onde quer chegar? Você sabe onde quer chegar? O Ibmec te ajuda a chegar lá. Gabriel Fraga, Aluno de Administração, 4º periodo, Presidente do Ibmex, Empresa Jr. Ibmec. Administração Ciências Contábeis Ciências Econômicas

Leia mais

Ajudar startups com boas tecnologias a chegarem ao mercado

Ajudar startups com boas tecnologias a chegarem ao mercado DESAFIO Ajudar startups com boas tecnologias a chegarem ao mercado Problema: Grande número de potenciais empreendedores com boas tecnológicas, porém: Sem perfil empreendedor; Com modelagem de negócio errada;

Leia mais

PROCESSO DE SELEÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS DE EMPREENDEDORISMO DE IMPACTO EDITAL 2015 LIBRIA

PROCESSO DE SELEÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS DE EMPREENDEDORISMO DE IMPACTO EDITAL 2015 LIBRIA 1) - APRESENTAÇÃO PROCESSO DE SELEÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS DE EMPREENDEDORISMO DE IMPACTO EDITAL 2015 LIBRIA A Aceleradora Libria torna pública a abertura das inscrições para seleção de projetos

Leia mais

EDITAL RSS N.o 01/2015 - CHAMADA PÚBLICA DO PROGRAMA ACELERA CUIA DE STARTUPS

EDITAL RSS N.o 01/2015 - CHAMADA PÚBLICA DO PROGRAMA ACELERA CUIA DE STARTUPS EDITAL RSS N.o 01/2015 - CHAMADA PÚBLICA DO PROGRAMA ACELERA CUIA DE STARTUPS A Rede Social Solidária - RSS, através do Lagoas Digitais e de seus parceiros, torna público a abertura de inscrições para

Leia mais

FUMSOFT SOCIEDADE MINEIRA DE SOFTWARE PROGRAMAS DE APOIO E INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO ABERTO EM 10/02/2012

FUMSOFT SOCIEDADE MINEIRA DE SOFTWARE PROGRAMAS DE APOIO E INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO ABERTO EM 10/02/2012 FUMSOFT SOCIEDADE MINEIRA DE SOFTWARE PROGRAMAS DE APOIO E INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO EDITAL DE SELEÇÃO SELEÇÃO DE NOVOS EMPREENDIMENTOS E PROJETOS PARA OS PROGRAMAS DE PRÉ-INCUBAÇÃO DE PROJETOS E PROGRAMA

Leia mais

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS APRESENTAÇÃO FGV Criado em 1999, o FGV Management é o Programa de Educação Executiva Presencial da Fundação Getulio Vargas, desenvolvido para atender a demanda do mercado por cursos de qualidade, com tradição

Leia mais

Edital CECOMPI PI 005/2015 Programa de Incubadoras do Município de São José dos Campos

Edital CECOMPI PI 005/2015 Programa de Incubadoras do Município de São José dos Campos Edital CECOMPI PI 005/2015 Programa de Incubadoras do Município de São José dos Campos O Centro para a Competitividade e Inovação do Cone Leste Paulista- CECOMPI, na qualidade de entidade gestora do Programa

Leia mais

Discovery. design. development. liderança. Exploração. Portfólio de inovações. análise estratégica. Ideação. Protótipos. Visão do ambiente.

Discovery. design. development. liderança. Exploração. Portfólio de inovações. análise estratégica. Ideação. Protótipos. Visão do ambiente. 3 4 Portfólio de inovações 1 2 análise estratégica Visão do ambiente Discovery liderança design Exploração Ideação Protótipos 5 6 development 9 Aprendizagem Comunicação 8 Implemen -tação 7 WORKSHOP LEADERSHIP

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE- UNINORTE LAUREATE Programa Incubadora Uninorte Empreende EDITAL Nº 01/2015 PRÉ-INCUBAÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE- UNINORTE LAUREATE Programa Incubadora Uninorte Empreende EDITAL Nº 01/2015 PRÉ-INCUBAÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE- UNINORTE LAUREATE Programa Incubadora Uninorte Empreende EDITAL Nº 01/2015 PRÉ-INCUBAÇÃO A Incubadora Uninorte Empreende, incubadora de empresas do Centro Universitário do

Leia mais

EDITAL E REGULAMENTO DE CHAMADA PÚBLICA ITFETEP

EDITAL E REGULAMENTO DE CHAMADA PÚBLICA ITFETEP SUMÁRIO OBJETIVO... 2 1. DAS PROPOSTAS... 2 2. PROCEDIMENTOS PARA INSCRIÇÃO, PARTICIPAÇÃO E SELEÇÃO DE PROPOSTAS E PROJETOS... 4 3. CRITÉRIOS PARA SELEÇÃO DE EMPREENDIMENTOS E PROJETOS... 4 4. DA CLASSIFICAÇÃO...

Leia mais

Tradicionalmente como surgem? Existem ambientes mais propícios para o nascimento de ideias/projectos inovadores?

Tradicionalmente como surgem? Existem ambientes mais propícios para o nascimento de ideias/projectos inovadores? O que é uma start-up? As empresas que criam modelos de negócio altamente escaláveis, a baixos custos e a partir de ideias inovadoras são normalmente consideradas empresas startups. Concebidas para crescerem

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA (TR) GAUD 4.6.8 01 VAGA

TERMO DE REFERÊNCIA (TR) GAUD 4.6.8 01 VAGA INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA (TR) GAUD 4.6.8 01 VAGA 1 IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA Contratação de consultoria pessoa física para serviços de preparação

Leia mais

RELAÇÕES INTERNACIONAIS

RELAÇÕES INTERNACIONAIS RELAÇÕES INTERNACIONAIS Economist Criação with a MBA in Business Strategy Missão from the Getulio Vargas. Has titles Fatos of Master & Números of Financial Economics, University of London and International

Leia mais

1. COORDENAÇÃO ACADÊMICA. Profª. ANA LÍGIA NUNES FINAMOR Doutora - Universidade de Leon Espanha Mestre - Universidade do Estado de Santa Catarina

1. COORDENAÇÃO ACADÊMICA. Profª. ANA LÍGIA NUNES FINAMOR Doutora - Universidade de Leon Espanha Mestre - Universidade do Estado de Santa Catarina 1. COORDENAÇÃO ACADÊMICA SIGA: TMBAGCH*14/02 Profª. ANA LÍGIA NUNES FINAMOR Doutora - Universidade de Leon Espanha Mestre - Universidade do Estado de Santa Catarina 2. FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS É uma instituição

Leia mais

MANUAL PARA O PROGRAMA DE INCUBAÇÃO INEAGRO-UFRRJ

MANUAL PARA O PROGRAMA DE INCUBAÇÃO INEAGRO-UFRRJ MANUAL PARA O PROGRAMA DE INCUBAÇÃO INEAGRO-UFRRJ 2009 Índice Introdução...3 O que é Base Tecnológica?...3 O que é o Programa de Incubação?...3 Para quem é o Programa de Incubação?...4 Para que serve o

Leia mais

CROWDWORKING VALE DA ELETRONICA Uma iniciativa do INATEL, Telefônica e Ericsson

CROWDWORKING VALE DA ELETRONICA Uma iniciativa do INATEL, Telefônica e Ericsson CROWDWORKING VALE DA ELETRONICA Uma iniciativa do, Telefônica e Ericsson PERÍODO DE VIGÊNCIA: ABERTURA: 01/04/2016 ENCERRAMENTO: 20/05/2016 ENCERRAMENTO DO PERÍODO DE INSCRIÇÃO E ENVIO DO FORMULÁRIO NA

Leia mais

Fashion Marketing & Communication

Fashion Marketing & Communication Os programas de Pós-Graduação oferecidos pela Faculdade de Tecnologia do Istituto Europeo di Design estão em conformidade legal e atendem as Resoluções CNE/CES nº 1, de 3 de abril de 2001 e nº 1, de 8

Leia mais

PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL Exercício de 2011 -

PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL Exercício de 2011 - 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO PRESTAÇÃO DE CONTAS ORDINÁRIAS ANUAL Exercício de 2011 - ÓRGÃO/ENTIDADE PEÇAS E CONTEÚDOS - EERCÍCIO 2011 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Identificação do Curso Nome do Curso: Sistemas de Informação Titulação: Bacharelado Modalidade de ensino: Presencial

Leia mais

Pé na tábua. De olho em empreendimentos com potencial de crescimento rápido e ideias inovadoras, aceleradoras ganham espaço no cenário nacional

Pé na tábua. De olho em empreendimentos com potencial de crescimento rápido e ideias inovadoras, aceleradoras ganham espaço no cenário nacional Shutterstock Pé na tábua De olho em empreendimentos com potencial de crescimento rápido e ideias inovadoras, aceleradoras ganham espaço no cenário nacional POR CAMILA AUGUSTO Já existem dezenas delas nos

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 72/2009 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Sistemas de Informação, modalidade

Leia mais

Programa de Promoção da Economia Criativa Cooperação Samsung, Anprotec & CCEI

Programa de Promoção da Economia Criativa Cooperação Samsung, Anprotec & CCEI Programa de Promoção da Economia Criativa Cooperação Samsung, Anprotec & CCEI 14 de setembro 2015 CHAMADA NACIONAL PARA SELEÇÃO DE INCUBADORAS Resultado do acordo de cooperação firmado entre a SAMSUNG,

Leia mais

INC.EM.T.IVA Católica

INC.EM.T.IVA Católica INC.EM.T.IVA Católica Incubadora de Empresas Tocantinenses Inovadoras da Católica do Tocantins Processo de Seleção de Novos Empreendimentos CHAMADA PÚBLICA 001/2015 Palmas, Setembro de 2015. A Faculdade

Leia mais

DIRETORIA DE PESQUISA E INOVAÇÃO DO IFRN CNAT PROGRAMA DE MULTINCUBAÇÃO TECNOLÓGICA MIT/IFRN INCUBADORA TECNOLÓGICA NATAL CENTRAL ITNC

DIRETORIA DE PESQUISA E INOVAÇÃO DO IFRN CNAT PROGRAMA DE MULTINCUBAÇÃO TECNOLÓGICA MIT/IFRN INCUBADORA TECNOLÓGICA NATAL CENTRAL ITNC DIRETORIA DE PESQUISA E INOVAÇÃO DO IFRN CNAT PROGRAMA DE MULTINCUBAÇÃO TECNOLÓGICA MIT/IFRN INCUBADORA TECNOLÓGICA NATAL CENTRAL ITNC EDITAL Nº 03/2014 - SELEÇÃO DE IDEIAS EMPREENDEDORAS PARA PRÉ-INCUBAÇÃO

Leia mais

Interaction Experiência que transforma

Interaction Experiência que transforma Interaction Experiência que transforma Cadu Nascimento Cassio Azevedo Nossa Filosofia e Proposta de Trabalho Quem somos Carlos Nascimento Engenheiro de Produção Poli/USP Pós-graduação em liderança e gestão

Leia mais

SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO NA MODALIDADE ASSOCIADA

SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO NA MODALIDADE ASSOCIADA SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA INCUBAÇÃO NA MODALIDADE ASSOCIADA EDITAL 04/2009 IDÉIA FLUXO CONTÍNUO INCUBADORA MULTI-SETORIAL DE BASE TECNOLÓGICA E INOVAÇÃO Novembro de 2009. PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS

Leia mais

FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS FINEP PROGRAMA FINEP INOVAR SEMENTE 4ª CHAMADA PARA CAPITALIZAÇÃO DE FUNDOS DE CAPITAL SEMENTE

FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS FINEP PROGRAMA FINEP INOVAR SEMENTE 4ª CHAMADA PARA CAPITALIZAÇÃO DE FUNDOS DE CAPITAL SEMENTE FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS FINEP PROGRAMA FINEP INOVAR SEMENTE 4ª CHAMADA PARA CAPITALIZAÇÃO DE FUNDOS DE CAPITAL SEMENTE 1. OBJETO A Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), o Banco de Desenvolvimento

Leia mais

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Educação que valoriza o seu tempo: presente e futuro

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Educação que valoriza o seu tempo: presente e futuro EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Educação que valoriza o seu tempo: presente e futuro Educação a Distância Os mesmos professores. A mesma aula. O mesmo diploma. A única diferença é a sala de aula que fica em suas

Leia mais

Universidade Anhembi Morumbi On-line. Os mesmos professores. A mesma aula. O mesmo diploma. Tudo a um clique de você.

Universidade Anhembi Morumbi On-line. Os mesmos professores. A mesma aula. O mesmo diploma. Tudo a um clique de você. Universidade Anhembi Morumbi On-line. Os mesmos professores. A mesma aula. O mesmo diploma. Tudo a um clique de você. Educação a Distância Anhembi Morumbi Agora você pode estudar em uma universidade internacional

Leia mais

Factores Determinantes para o Empreendedorismo. Encontro Empreender Almada 26 de Junho de 2008

Factores Determinantes para o Empreendedorismo. Encontro Empreender Almada 26 de Junho de 2008 Factores Determinantes para o Empreendedorismo Encontro Empreender Almada 26 de Junho de 2008 IAPMEI Instituto de Apoio às PME e à Inovação Principal instrumento das políticas económicas para Micro e Pequenas

Leia mais

ce tec CURSO DE EMPREENDEDORISMO 3ª Edição-Internacional CENTRO DE EMPREENDEDORISMO / ISMAI - TECMAIA

ce tec CURSO DE EMPREENDEDORISMO 3ª Edição-Internacional CENTRO DE EMPREENDEDORISMO / ISMAI - TECMAIA ce tec CENTRO DE EMPREENDEDORISMO / ISMAI - TECMAIA CURSO DE EMPREENDEDORISMO 3ª Edição-Internacional O CEITEC (Centro de Empreendedorismo ISMAI-Tecmaia) apresenta a 3ª edição do Curso em Empreendedorismo,

Leia mais