Trigonometria - Segunda Parte

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Trigonometria - Segunda Parte"

Transcrição

1 Capítulo 8 Trigonometria - Segunda Parte 81 Conceitos Preliminares número Dada uma circunferência de raio r, diâmetro d = r, o número é denido como a razão do comprimento C da circunfeência pelo seu diâmetro d, isto é, comprimento de uma circunferência = C d = C r Pela denição do número na equação 81) observamos que o comprimento da circunferência é dado por Medida de ângulos Existem unidades usuais para a medida de ângulos 81) C = d = r 8) Grau: 1 grau, denotado 1 o, é um ângulo correspondente a 1 0 de uma volta completa da circunferência Conseqüentemente, a volta completa na circunferência compreende um ângulo de 0 o - Figura 81a) Radiano: 1 radiano, denotado 1 rad, é um ângulo correspondente a um arco de mesmo comprimento do raio da circunferência - Figura 81b) 90 o 180 o 0o ou 0 o 1 rad r s = r 70 o a) A denição de grau b) A denição de radiano Figura 81: Medidas de ângulo 1

2 comprimentro de um arco Em uma circunferência de raio r, seja θ um ângulo qualquer, medido em radianos, e s o arco correspondente - Figura 8a) valor s do comprimento do arco é obtido por uma regra de simples Conversão grau-radiano 1 rad r = θ rad s s = r θ Determinamos o valor do ângulo, em radianos, para uma volta completa na circunferência por uma regra de simples 1 rad = x rad x = r r Isto é, uma volta completa na circunferência corresponde a um ângulo de medida radianos - Figura 8b) s = r θ 90 o = rad θ rad r 180o = rad θ 0 o = 0 rad ou 0 o = rad a) comprimento de um arco 70 o = rad b) Conversão grau-radiano Figura 8: Comprimento de arco e a conversão grau-radiano Dado um ângulo θ em graus, sua medida x em radianos é obtida por uma regra de simples rad 180 o = x rad θ o x = θ 180 rad Exemplo 81 Determine a medida do ângulo 155 o em radianos rad 180 o = x rad 155 o x = = 1 5 rad Exemplo 8 Determine a medida do ângulo rad em graus rad 180 o = rad x 8 Círculo Trigonométrico x = 180 = 15o É o circulo 1 de raio unitário e centro na origem do sistema cartesiano - Figura 8a) No triângulo P da Figura 8b) lembrando que P = 1 ) observamos que cosθ) = /P = x/1 = x e senθ) = P /P = R/P = y/1 = y, 1 Um termo mais apropriado seria circunferência trigonométrica, mas o termo círculo trigonométrico é tradicionalmente utilizado na literatura e vamos mantê-lo

3 de modo que as coordenadas cartesianas do ponto P são dadas por P = x, y) = cosθ), senθ) ) y 1, 0) x R θ P x, y) a) circulo trigonométrico b) Seno e cosseno Figura 8: seno e o cosseno no círculo trigonométrico Raciocinando no sentido inverso, seja P x, y) um ponto qualquer sobre o círculo unitário e θ o ângulo correspondente, medido no sentido anti-horário a partir do semi-eixo positivo das abscissas Denimos o cosseno deste ângulo como o valor da abscissa de P e seu seno como o valor da ordenada de P Esta denição do seno e cosseno no círculo trigonométrico nos permite calcular os valores das razões trigonométricas para ângulos dados por qualquer número real, e não apenas para ângulos agudos como no caso de triângulos retângulos A Figura 8 ilustra este raciocínio para ângulos no segundo, terceiro e quarto quadrantes P x, y) R θ P x, y) θ R θ R P x, y) a) Ângulo no o quadrante b) Ângulo no o quadrante c) Ângulo no o quadrante Figura 8: cosθ) = = x e senθ) = R = y 81 Sinal do seno e cosseno se 0 < θ < então senθ) > 0 e cosθ) > 0 - Figura 8b); se < θ < então senθ) > 0 e cosθ) < 0 - Figura 8a);

4 se < θ < se então senθ) < 0 e cosθ) < 0 - Figura 8b); < θ < então senθ) < 0 e cosθ) > 0 - Figura 8c) 8 As funções circulares A função seno Seja x um ângulo variável no círculo trigonométrico A cada valor de x associamos um único valor para seu seno, denotado senx) Denimos então a função fx) = senx), cujo gráco é mostrado na Figura 85 A Figura 85 exibe duas propriedades importantes da função senx): é periódica de período T = ; isto signica que suas imagens se repetem de em radianos, isto é, x R temos que senx) = senx + ); é limitada entre 1 e 1, isto é, x R temos que 1 senx) 1 senx) 1 x -1 0 Figura 85: Senóide senx) A função cosseno De modo análogo ao seno, seja x um ângulo variável no círculo trigonométrico A cada valor de x associamos um único valor para seu cosseno, denotado cosx) Denimos então a função fx) = cosx), cujo gráco é mostrado na Figura 8 A Figura 8 exibe duas propriedades importantes da função cosx): é periódica de período T = ; isto signica que suas imagens se repetem de em radianos, isto é, x R temos que cosx) = cosx + ); é limitada entre 1 e 1, isto é, x R temos que 1 cosx) 1 8 Mais identidades trigonométricas Simetrias As identidades de simetria estabelecem o efeito da substituição de α por α Pela Figura 87 temos senα) = R = S = sen α) senα) = sen α) 8a) cosα) = = cos α) cosα) = cos α) 8b) Estas identidades também podem ser facilmente observadas nas Figuras 85 e 8 respectivamente Finalmente tgα) = senα) cosα) = sen α) = tg α) tgα) = tg α) 8c) cos α)

5 cosx) 1 x -1 0 Figura 8: Senóide cosx) α α R senα) = sen α) cosα) = cos α) tgα) = tg α) S Figura 87: Simetrias do seno, cosseno e tangente Deslocamentos translações) horizontais As identidades de translação estabelecem o efeito da substituição de α por α e de α por α + Pela congruência dos triângulos da Figura 88a) observamos que R = senα) = cos α ), 8d) e P = S cosα) = sen α ) 8e) De modo análogo, pela Figura 88b) observamos que = R cosα) = sen α + ) 8f) e S = P senα) = cos α ) 8g) Fórmulas da soma e diferença Iniciamos deduzindo a fórmula do cosseno da diferença 5

6 α R α + R S P α S P α a) Ângulos α e α b) Ângulos α e α + Figura 88: Ângulos deslocados transladados) = cosα), senα) α β P = cosβ), senβ) α β Figura 89: cosseno da diferença: cosα β) Calculando o quadrado da distância entre os pontos P e da Figura 89 temos: P = [ cosα) cosβ) ] + [ senα) senβ) ] = cos α) cosα)cosβ) + cos β) + sen α) senα)senβ) + sen β) = cos α) + sen α) + cos β) + sen β) cosα)cosβ) senα)senβ) = cosα)cosβ) senα)senβ) = [ cosα)cosβ) + senα)senβ) ] Aplicando a Lei dos Cossenos no triângulo P da Figura 89 temos: P = P + P cosα β) = cosα β) = cosα β) Comparando os dois resultados obtidos para P obtemos o cosseno da diferença cosα β) = cosα)cosβ) + senα)senβ) cosseno da soma pode agora ser obtido usando um artifício algébrico engenhoso - substituímos a soma por uma diferença e aplicamos o cosseno da diferença cosα + β) = cos [ α β) ] = cosα)cos β) + senα)sen β)

7 e então aplicamos as identidades 8a) e 8b) para obtermos o cosseno da soma cosα + β) = cosα)cosβ) senα)senβ) Para obtermos o seno da diferença, inicialmente usamos a identidade 8d) para escrever senα β) = cos α β ) [ = cos α β + )] e a seguir aplicamos o cosseno da diferença no membro direito senα β) = cosα)cos β + ) + senα)sen β + ) Mas, pelo cosseno da soma cos β + ) ) ) = cosβ)cos senβ)sen = senβ) e pela identidade 8f) Assim o seno da diferença é dado por sen β + ) = cosβ) senα β) = senα)cosβ) cosα)senβ) seno da soma pode ser obtido pelo mesmo artifício aplicado na dedução do cosseno da soma - substituímos a soma por uma diferença e aplicamos o seno da diferença senα + β) = sen [ α β) ] = senα)cos β) cosα)sen β) e então aplicamos as identidades 8a) e 8b) para obtermos o seno da soma Sumarizamos aqui os resultados obtidos: senα + β) = senα)cosβ) + cosα)senβ) cosα β) = cosα)cosβ) + senα)senβ) cosα + β) = cosα)cosβ) senα)senβ) senα β) = senα)cosβ) cosα)senβ) senα + β) = senα)cosβ) + cosα)senβ) 85 Redução ao Primeiro uadrante s eixos coordenados dividem o plano cartesiano em quadrantes: 1 o quadrante: 0 < θ < ; o quadrante: < θ < ; o quadrante: < θ < ; o quadrante: < θ < 8h) 8i) 8j) 8k) Dado um ângulo θ, reduzi-lo ao primeiro quadrante consiste em determinar um ângulo no primeiro quadrante que possua as mesmas razões trigonométricas de θ, a menos de um sinal Devemos considerar casos Redução do segundo ao primeiro quadrante Na Figura 810a) observamos que se < θ < então sua redução ao primeiro quadrante é θ Temos que senθ) = R = sen θ) cosθ) = P = = cos θ) Conseqüentemente 7

8 θ P R θ θ P R S θ R S θ θ a) Do o ao 1 o quadrante b) Do o ao 1 o quadrante c) Do o ao 1 o quadrante Figura 810: Redução ao primeiro quadrante tgθ) = tg θ) ctgθ) = cotg θ) secθ) = sec θ) cscθ) = csc θ) Exemplo 8 ângulo 5 está no segundo quadrante, pois < 5 < Assim sua redução ao primeiro quadrante é 5 = Logo ) ) 5 sen = sen = 1 Redução do terceiro ao primeiro quadrante Na Figura 810b) observamos que se < θ < senθ) = S = R = senθ ) cosθ) = P = = cosθ ) Conseqüentemente e ) ) 5 cos = cos = então sua redução ao primeiro quadrante é θ Temos que tgθ) = tgθ ) ctgθ) = cotgθ ) secθ) = secθ ) cscθ) = cscθ ) Exemplo 8 ângulo 5 está no terceiro quadrante, pois < 5 < quadrante é 5 = Logo ) ) 5 sen = sen = Redução do quarto ao primeiro quadrante Na Figura 810c) observamos que se que senθ) = S = R = sen θ) cosθ) = = cos θ) Conseqüentemente e ) ) 5 cos = cos = Assim sua redução ao primeiro < θ < então sua redução ao primeiro quadrante é θ Temos 8

9 tgθ) = tg θ) ctgθ) = cotg θ) secθ) = sec θ) cscθ) = csc θ) Exemplo 85 ângulo 5 está no quarto quadrante, pois < 5 quadrante é 5 = Logo ) ) 5 sen = sen = 8 Equações trigonométricas e < Assim sua redução ao primeiro ) ) 5 cos = cos = 1 Uma equação trigonométrica é aquela que envolve as funções trigonométricas - seno, cosseno, tangente, cotangente, secante, cossecante - e suas respectivas inversas Resolver uma equação trigonométrica signica encontrar os valores do ângulo que a verica Para este propósito a Tabela 81, que nos dá os valores do seno, cosseno e tangente dos ângulos notáveis do 1 o quadrante, será de grande auxílio θ senθ) cosθ) tgθ) Tabela 81: Seno, cosseno e tangente dos ângulos notáveis do 1 o quadrante A Tabela 81 nos fornece os valores de seno, cosseno e tangente apenas para os ângulos notáveis do 1 o quadrante A Figura 811 mostra os ângulos nos segundo, terceiro e quarto quadrantes redutíveis aos notáveis do primeiro quadrante Figura 811: Ângulos redutíveis aos notáveis Exemplo 8 Resolver a equação senx) = 0 9

10 Solução: pela Tabela 81 temos que x = 0 bservando a Figura 811 temos que x = também é uma solução da equação dada Além disto, qualquer arco côngruo a estes também são soluções, de modo que a solução geral é da forma x = k, k Z Exemplo 87 Resolver a equação senx) = cosx) Solução: pela Tabela 81 temos que x = bservando a Figura 811 temos que x = 5 simétrico de em relação à origem) também é uma solução da equação dada Além disto, qualquer arco côngruo a estes também são soluções, de modo que a solução geral pode ser dada como Exemplo 88 Resolver a equação cosx) 1 = 0 x = + k, k Z Solução: temos que cosx) = 1, e pela Tabela 81 temos que x = bservando a Figura 811 observamos que x = 5 = simétrico de em relação ao eixo horizontal) também é uma solução da equação dada Além disto, qualquer arco côngruo a estes também são soluções, de modo que a solução geral pode ser dada como 87 Problemas Propostos x = k ±, k Z Problema 81 [Mack-SP] A medida de um ângulo é 5 o Determine sua medida em radianos Problema 8 [Fuvest-SP] ual o valor do ângulo agudo formado pelos ponteiros de um relógio à 1 hora e 1 minutos Problema 8 [UF-PA] uantos radianos percorre o ponteiro dos minutos de um relógio em 50 minutos? Problema 8 [Cescem-SP] Em quais quadrantes estão os ângulos α, β e γ tais que: senα) < 0 e cosα) < 0; cosβ) < 0 e tgβ) < 0; senγ) > 0 e cotgγ) > 0, respectivamente Problema 85 [FECAP-SP] Determine o valor da expressão: sen/) + cos/) + cos/ + /) Problema 8 [Santa Casa-SP] Seja a função f, de R em R denida por fx) = 1 + senx) Determine o intervalo do conjunto imagem dessa função Problema 87 [UFP-RS] ual o intervalo do conjunto imagem da função f, R em R denida por fx) = senx) Problema 88 [FC Chagas-BA] Para quais valores de a as sentenças senx) = a e cosx) = a 1 são verdadeiras para todo x real Problema 89 [Univ Gama Filho-RJ] Calcular os valores de k que vericam simultaneamemnte as igualdades: senx) = k 1 e cosx) = k Problema 810 [UF São Carlos-SP] Calcule o valor da expressão: sen x) cos x) Problema 811 [FGV-RJ] Determine a funçaõ trigonométrica equivalente a Problema 81 [PUC-RS] Determine a igualdade da expressão: tg x) senx) 1+cosx) + 1+cosx senx) secx)+senx) cossecx)+cosx) Problema 81 [FEP-PA] No círculo trigonométrico um ângulo é tal que seu seno vale 5 segundo quadrante Calcule o valor da tangente deste ângulo Problema 81 [Edson ueiroz-ce] Sabendo que secx) = e tgx) < 0, calcule senx) 0 e encontra-se no

11 Problema 815 [ITA-SP] Calcule o valor da expressão y = tanx) 1 tan x) quando cosx) = 7 e tanx) < 0 Problema 81 [PUC-RS] Sendo tgx) = 7 7 e < x <, calcule senx) Problema 817 [PUC-SP] uais os valores de x satisfazem a equação cosx 5 ) = 0 Problema 818 [Cescea-SP] Determine a soma das raízes da equação 1 cos x) = 0 compreendidas entre 0 e Problema 819 [AMAN-RJ] Determine os valores de x que satisfazem a equação cosx) = 1 Problema 80 [FC Chagas-BA] Determine o número de soluções da equação cosx) = 1, no intervalo [, ] Problema 81 [Mack-SP] Determine os valores de x para que senx) = senx + ), no intervalo 0 x Problema 8 [sec-sp] Determine o conjunto solução da equação cosx) = cos x), sendo 0 < x < Problema 8 [UF Uberlândia-MG] Determine o conjunto solução da equação tgx + 1) cotgx) 1 = 0 no intervalo [0, ] Problema 8 [Fac Belas Artes-SP] Determine os valores de x na equação tgx) + cotgx) = Problema 85 [Mack-SP] Determine os valores de x na equação sen x) = 1+cosx), no intervalo [0, ] Problema 8 [Metodista-SB do Campo-SP] Determine os valores de x na equação sec x) + tg x) = no intervalo[0, ] Problema 87 [Cesgranrio-RJ] Determine as raizes da equação cos x) sen x) = 1 no intervalo [0, ] Problema 88 [Cesgranrio-RJ] Determine a soma das quatro raizes da equação sen x) + sen x) = 0, no intervalo [0, ] Problema 89 [CESESP-PE] Determine o conjunto solução da equação 1 1+senx) senx) = 1 cos x) Problema 80 [Mack-SP] Determine a expressão geral dos arcos x para os quais [ cosx) + secx) ] = 5 Problema 81 [FGV-RJ] Determine a solução da equação: [ 1 cosx) ] = sen x) Problema 8 [FGV-SP] Determine a soma das raízes da equação no intervalo [0, ] sen x) sen x)cosx) + senx)cos x) cos x) = 0 Problema 8 [Mack-SP] Sendo senx) = 1 e 1 seny) =, 5 0 < x, y <, determine senx y) Problema 8 [FEI-SP] Se cosx) = 5, calcule senx ) Problema 85 [F S Judas-SP] Se senx) = e x um arco do segundo quadrante, então calcule Problema 8 [UC-MG] Prove que tgx) 1+tg x) senx )cosx ) é idêntica a senx) Problema 87 [UF-G] Se senx) =, calcule cosx) Problema 88 [F S Judas-SP] Se senx) = e x um arco do primeiro quadrante, então calcule senx) 1

12 Problema 89 [UCP-PR] Sabendo que cos o ) = 1+ 5, calcule cos7 o ) Problema 80 [AMAN-RJ] Determine os valores de x que satisfazem a inequação: cos5x) 1 Problema 81 [FGV-SP] Determine a solução da inequação cos x) > cosx) no intervalo [0, ] Problema 8 [UF São Carlos-SP] Determine o conjunto solução da inequação 1 0 x cossecx) 1 secx) > 0, para Problema 8 [Mack-SP] Determine a solução da inequação cosx) senx) cosx)+senx), para 0 < x < Problema 8 [PUC-SP] Determine a solução da inequação senx) cosx)+cosx 1) > 0, no conjunto 0 x Problema 85 [ITA-SP] Dado o polinômio P denido por Px) = senθ) tgθ)x + sec θ)x, determine os valores de θ no intervalo [0, ] tais que P admita somente raízes reais Problema 8 Use as identidades 8i) e 8k) para deduzir a tangente da soma tgα + β) = tgα) + tgβ) 1 tgα)tgβ) Problema 87 Use as identidades 8h) e 8j) para deduzir a tangente da diferença tgα β) = Problema 88 Fórmulas do ângulo duplo) tgα) tgβ) 1 + tgα)tgβ) a) Use a identidade 8i) para mostrar o cosseno do ângulo duplo sugestão: faça α = α + α) cosα) = cos α) sen α) b) Use a identidade 8k) para mostrar o seno do ângulo duplo senα) = cosα)senα) Problema 89 Fórmulas do ângulo metade) Use a identidade fundamental e o cosseno do ângulo duplo para deduzir o cosseno e o seno do ângulo metade cos α) = 1 sen α) = 1 [ ] 1 + cosα) [ ] 1 cosα) 88 Respostas dos Problemas Propostos - Capítulo 8 81 página 0) 5 8 página 0) o 8 página 0) 5 8 página 0) o, o e 1 o 85 página 0) 8 página 0) [, 5] 87 página 0) [ 5, 1] 88 página 0) a = 1 89 página 0) k = 810 página 0) 811 página 0) tgx) 81 página 0) cossecx) 81 página 0) / 81 página 0)

13 815 página 1) página 1) 817 página 1) k 818 página 1) 819 página 1) k + 80 página 1) :,,, 81 página 1) 0,, 8 página 1), 7 8 página 1) e 8 página 1) + k 85 página 1) 8 página 1), 5, 7, página 1), 5 88 página 1) 7 89 página 1) Não existe 80 página 1) k ± 81 página 1) x = k0 o 8 página 1) 8 página 1) página 1) 5 85 página 1) 0, 5 87 página 1) 5 88 página 1) página ) página ) k + pi x k página ) 0 x < ou < x 8 página ) S = voltar nesta 8 página ) S = 0 < x < 8 página ) < x < 5 85 página ) θ < ou < θ

Extensão da tangente, cossecante, cotangente e secante

Extensão da tangente, cossecante, cotangente e secante Extensão da tangente, cossecante, cotangente e secante Definimos as funções trigonométricas tgθ = senθ cosθ para θ (k+1)π, onde k é inteiro. Note que os ângulos do tipo θ = (k+1)π secθ = 1 cosθ, são os

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ. 2 a Lista de Exercícios - Matemática Básica II Professor Márcio Nascimento

UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ. 2 a Lista de Exercícios - Matemática Básica II Professor Márcio Nascimento UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ Coordenação de Matemática a Lista de Exercícios - Matemática Básica II - 015.1 Professor Márcio Nascimento 1. Encontre a medida em radianos do ângulo θ, sendo θ o ângulo

Leia mais

CUFSA - FAFIL Graduação em Matemática TRIGONOMETRIA (Resumo Teórico)

CUFSA - FAFIL Graduação em Matemática TRIGONOMETRIA (Resumo Teórico) 1 INTRODUÇÃO CUFSA - FAFIL Graduação em Matemática TRIGONOMETRIA (Resumo Teórico) ARCOS: Dados dois pontos A e B de uma circunferência, definimos Arco AB a qualquer uma das partes desta circunferência

Leia mais

Extensão da tangente, secante, cotangente e cossecante, à reta.

Extensão da tangente, secante, cotangente e cossecante, à reta. UFF/GMA Notas de aula de MB-I Maria Lúcia/Marlene 05- Trigonometria - Parte - Tan-Cot_Sec-Csc PARTE II TANGENTE COTANGENTE SECANTE COSSECANTE Agora estudaremos as funções tangente, cotangente, secante

Leia mais

Lista 02 - Matemática Básica II

Lista 02 - Matemática Básica II Lista 0 - Matemática Básica II - 016. 1. Encontre a medida em radianos do ângulo θ, sendo θ o ângulo central de um arco que mede s em um círculo de raio r. (a) r =, s = 9 (b) r = 1, s = π (c) r = 1 4,

Leia mais

Aula 5 - Soluções dos Exercícios Propostos

Aula 5 - Soluções dos Exercícios Propostos Aula 5 - Soluções dos Exercícios Propostos Trigonometria I Solução. : (a A cada um minuto completado, o ponteiro dos segundos percorre uma volta completa de π radianos. Isso se o ponteiro dos segundos

Leia mais

1. Arcos de mais de uma volta. Vamos generalizar o conceito de arco, admitindo que este possa dar mais de uma volta completa na circunferência.

1. Arcos de mais de uma volta. Vamos generalizar o conceito de arco, admitindo que este possa dar mais de uma volta completa na circunferência. UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DE MATEMÁTICA Trigonometria II Prof.: Rogério

Leia mais

LISTA DE EXERCICIOS TRIÂNGULOS QUAISQUER. 1) Na figura ao abaixo calcule o valor da medida x. 2) No triângulo abaixo, determine as medidas x e y.

LISTA DE EXERCICIOS TRIÂNGULOS QUAISQUER. 1) Na figura ao abaixo calcule o valor da medida x. 2) No triângulo abaixo, determine as medidas x e y. LISTA DE EXERCICIOS TRIÂNGULO RETÂNGULO 1) Um caminhão sobe uma rampa inclinada de 10º em relação ao plano horizontal. Se a rampa tem 30 m de comprimento, a quantos metros o caminhão se eleva, verticalmente

Leia mais

O conhecimento é a nossa propaganda.

O conhecimento é a nossa propaganda. Lista de Exercícios 1 Trigonometria Gabaritos Comentados dos Questionários 01) (UFSCAR 2002) O valor de x, 0 x π/2, tal que 4.(1 sen 2 x).(sec 2 x 1) = 3 é: a) π/2. b) π/3. c) π/4. d) π/6. e) 0. 4.(1 sen

Leia mais

Trigonometria. Trigonometria no Triângulo Retângulo. Pré-Cálculo. Trigonometria. Humberto José Bortolossi. Parte 7. trigonometria

Trigonometria. Trigonometria no Triângulo Retângulo. Pré-Cálculo. Trigonometria. Humberto José Bortolossi. Parte 7. trigonometria Pré-Cálculo Humberto José Bortolossi Departamento de Matemática Aplicada Universidade Federal Fluminense Trigonometria Parte 7 Parte 7 Pré-Cálculo 1 Parte 7 Pré-Cálculo 2 Trigonometria trigonometria Trigonometria

Leia mais

Trigonometria. Trigonometria no Triângulo Retângulo. Pré-Cálculo. Trigonometria. Humberto José Bortolossi. Parte 6. trigonometria

Trigonometria. Trigonometria no Triângulo Retângulo. Pré-Cálculo. Trigonometria. Humberto José Bortolossi. Parte 6. trigonometria Pré-Cálculo Humberto José Bortolossi Departamento de Matemática Aplicada Universidade Federal Fluminense Trigonometria Parte 6 Parte 6 Pré-Cálculo 1 Parte 6 Pré-Cálculo 2 Trigonometria trigonometria Trigonometria

Leia mais

Fórmulas da Soma e da Diferença

Fórmulas da Soma e da Diferença Fórmulas da Soma e da Diferença Prof. Márcio Nascimento marcio@matematicauva.org Universidade Estadual Vale do Acaraú Centro de Ciências Exatas e Tecnologia Curso de Licenciatura em Matemática Disciplina:

Leia mais

TESTES. 5. (UFRGS) Os ponteiros de um relógio marcam duas. horas e vinte minutos. O menor ângulo entre os ponteiros é

TESTES. 5. (UFRGS) Os ponteiros de um relógio marcam duas. horas e vinte minutos. O menor ângulo entre os ponteiros é TESTES (UFRGS) O valor de sen 0 o cos 60 o é 0 (Ufal) Se a medida de um arco, em graus, é igual a 8, sua medida em radianos é igual a ( /) 7 (6/) (6/) (UFRGS) Os ponteiros de um relógio marcam duas horas

Leia mais

TECNÓLOGO EM CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIOS

TECNÓLOGO EM CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIOS 1 TECNÓLOGO EM CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIOS Aula 8 Funções Trigonométricas Professor Luciano Nóbrega 2º Bimestre GABARITO: 1) 20 m TESTANDO OS CONHECIMENTOS 1 (UFRN) Observe a figura a seguir e determine a

Leia mais

Professor Dacar Lista de Exercícios - Revisão Trigonometria

Professor Dacar Lista de Exercícios - Revisão Trigonometria 1. Obtenha a medida, em graus, de um arco AB de comprimento π metros, sabendo que ele está contido em uma circunferência de diâmetro igual a metros. Resposta:. (UFPR) Em uma circunferência de 1 dm de comprimento,

Leia mais

Professor Dacar Lista de Exercícios - Revisão Trigonometria

Professor Dacar Lista de Exercícios - Revisão Trigonometria 1. Obtenha a medida, em graus, de um arco AB de comprimento π metros, sabendo que ele está contido em uma circunferência de diâmetro igual a metros. Resposta:. (UFPR) Em uma circunferência de 1 dm de comprimento,

Leia mais

Fig.6.1: Representação de um ângulo α.

Fig.6.1: Representação de um ângulo α. 6. Trigonometria 6.1. Conceitos Iniciais A palavra trigonometria vem do grego [trigōnon = "triângulo", metron "medida"], ou seja, está relacionada com as medidas de um triângulo, sendo estas medidas de

Leia mais

Matemática Ensino Médio Anotações de aula Trigonometira

Matemática Ensino Médio Anotações de aula Trigonometira Matemática Ensino Médio Anotações de aula Trigonometira Prof. José Carlos Ferreira da Silva 2016 1 ÍNDICE Trigonometria Introdução... 04 Ângulos na circunferência...04 Relações trigonométricas no triângulo

Leia mais

Questão 1 (UFMG) Sendo A = 88 o 20', B = 31 o 40' e C = radianos, a expressão A + B - C é igual a: a) radianos b) 116 o 40' ;

Questão 1 (UFMG) Sendo A = 88 o 20', B = 31 o 40' e C = radianos, a expressão A + B - C é igual a: a) radianos b) 116 o 40' ; APOSTILAS (ENEM) VOLUME COMPLETO Exame Nacional de Ensino Médio (ENEM) 4 VOLUMES APOSTILAS IMPRESSAS E DIGITAIS Questão 1 (UFMG) Sendo A = 88 o 20', B = 31 o 40' e C = radianos, a expressão A + B - C é

Leia mais

Aula Trigonometria

Aula Trigonometria Aula 4 4. Trigonometria A trigonometria estabelece relações precisas entre os ângulos e os lados de um triângulo. Definiremos as três funções (mesmo se a própria noção de função será estudada no próximo

Leia mais

Exercícios sobre Trigonometria

Exercícios sobre Trigonometria Universidade Federal Fluminense Campus do Valonguinho Instituto de Matemática e Estatística Departamento de Matemática Aplicada - GMA Prof Saponga uff Rua Mário Santos Braga s/n 400-40 Niterói, RJ Tels:

Leia mais

3. (Ufscar) O gráfico em setores do círculo de centro O representa a distribuição das idades entre os eleitores de uma cidade.

3. (Ufscar) O gráfico em setores do círculo de centro O representa a distribuição das idades entre os eleitores de uma cidade. LISTA DE RECUPERAÇÃO ÁLGEBRA º ANO º TRIMESTRE. (G - ifce) Considere um relógio analógico de doze horas. O ângulo obtuso formado entre os ponteiros que indicam a hora e o minuto, quando o relógio marca

Leia mais

FUNÇÕES TRIGONOMÉTRICAS. Teorema de Pitágoras Razões trigonométricas Circunferência trigonométrica

FUNÇÕES TRIGONOMÉTRICAS. Teorema de Pitágoras Razões trigonométricas Circunferência trigonométrica FUNÇÕES TRIGONOMÉTRICAS Teorema de Pitágoras Razões trigonométricas Circunferência trigonométrica Teorema de Pitágoras Em qualquer triângulo retângulo, o quadrado da medida da hipotenusa é igual à soma

Leia mais

Acadêmico(a) Turma: Capítulo 5: Trigonometria. Definição: Todo triângulo que tenha um ângulo de 90º (ângulo reto)

Acadêmico(a) Turma: Capítulo 5: Trigonometria. Definição: Todo triângulo que tenha um ângulo de 90º (ângulo reto) 1 Acadêmico(a) Turma: 5.1. Triangulo Retângulo Capítulo 5: Trigonometria Definição: Todo triângulo que tenha um ângulo de 90º (ângulo reto) Figura 1: Ângulos e catetos de um triangulo retângulo. Os catetos

Leia mais

E-books PCNA. Vol. 1 MATEMÁTICA ELEMENTAR CAPÍTULO 6 TRIGONOMETRIA

E-books PCNA. Vol. 1 MATEMÁTICA ELEMENTAR CAPÍTULO 6 TRIGONOMETRIA E-books PCNA Vol. 1 MATEMÁTICA ELEMENTAR CAPÍTULO 6 TRIGONOMETRIA 1 MATEMÁTICA ELEMENTAR CAPÍTULO 6 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO -------------------------------------------- 3 6. Trigonometria---------------------------------------------4

Leia mais

Medir um arco ou ângulo é compará-lo com outro, unitário.

Medir um arco ou ângulo é compará-lo com outro, unitário. Trigonometria A palavra trigonometria vem do grego (tri+gonos+metron, que significa três+ângulos+medida) e nos remete ao estudo das medidas dos lados, ângulos e outros elementos dos triângulos. Historicamente,

Leia mais

MATEMÁTICA MÓDULO 10 EQUAÇÕES E INEQUAÇÕES TRIGONOMÉTRICAS 1. EQUAÇÕES TRIGONOMÉTRICAS BÁSICAS 1.1. EQUAÇÃO EM SENO. sen a arcsena 2k, k arcsena 2k, k

MATEMÁTICA MÓDULO 10 EQUAÇÕES E INEQUAÇÕES TRIGONOMÉTRICAS 1. EQUAÇÕES TRIGONOMÉTRICAS BÁSICAS 1.1. EQUAÇÃO EM SENO. sen a arcsena 2k, k arcsena 2k, k EQUAÇÕES E INEQUAÇÕES TRIGONOMÉTRICAS. EQUAÇÕES TRIGONOMÉTRICAS BÁSICAS Vamos mostrar como resolver equações trigonométricas básicas, onde temos uma linha trigonométrica aplicada sobre uma função e igual

Leia mais

Do estudo dos triângulos e em especial do triângulo retângulo, temos as propriedades:

Do estudo dos triângulos e em especial do triângulo retângulo, temos as propriedades: Trigonometria Trigonometria Introdução A trigonometria é um importante ramo da Matemática. Derivada da Geometria (o termo trigonometria significa medida dos triângulos) é uma importante ferramenta para

Leia mais

Notas de Aula de Matemática Básica I

Notas de Aula de Matemática Básica I UFF/GMA Notas de aula de MB-I Maria Lúcia/Marlene 015-1 IME Instituto de Matemática e Estatística GMA Departamento de Matemática Aplicada Notas de Aula de Matemática Básica I Maria Lúcia Tavares de Campos

Leia mais

Elementos de Matemática

Elementos de Matemática Elementos de Matemática Exercícios de Trigonometria - atividades didáticas de 2007 Versão compilada no dia 23 de Maio de 2007. Departamento de Matemática - UEL Prof. Ulysses Sodré E-mail: ulysses@matematica.uel.br

Leia mais

PROFORM Programa de Formação Diferenciada Curso Introdutório de Matemática para Engenharia CIME

PROFORM Programa de Formação Diferenciada Curso Introdutório de Matemática para Engenharia CIME PROFORM Programa de Formação Diferenciada Curso Introdutório de Matemática para Engenharia CIME 2012.2 Parte II Kerolaynh Santos e Tássio Magassy Engenharia Civil Identidades Trigonométricas Definição:

Leia mais

Trigonometria. Capítulo Conceitos preliminares

Trigonometria. Capítulo Conceitos preliminares Cpítulo Trigonometri Conceitos preliminres O número π Dd um circunferênci de rio r, diâmetro d = r, o número π é denido como rzão do comprimento C d circunfeênci pelo seu diâmetro d, isto é, O comprimento

Leia mais

Matemática Régis Cortes TRIGONOMETRIA

Matemática Régis Cortes TRIGONOMETRIA TRIGONOMETRIA 1 TRIGONOMETRIA A palavra TRIGONOMETRIA é formada por 3 radicais gregos : TRI (três), GONO (ângulos) e METRIA (medida). Atualmente a trigonometria não se limita apenas a estudar triângulos

Leia mais

Funções Trigonométricas

Funções Trigonométricas Funções Trigonométricas 1) Na figura abaixo, a área do triângulo ABC é 5 A 120 3 C B (a) (15 3) / 4 (b) (15 3) / 2 (c) 15/2 (d) (15 2) / 4 (e) 15 / 4 2) Sabendo-se que tan(x) = - 4/3 e que x é um arco

Leia mais

Projeto de Recuperação 1º Semestre - 2ª Série (EM)

Projeto de Recuperação 1º Semestre - 2ª Série (EM) Projeto de Recuperação 1º Semestre - 2ª Série (EM) Matemática 1 MATÉRIA A SER ESTUDADA Nome do Fascículo Aula Exercícios Matrizes e Determinantes Classificação de matrizes (pag. 0) 1,2,,4,6,8 Matrizes

Leia mais

a a a a a a c c c Trigonometria I Trigonometria I E dessa semelhança podemos deduzir que:

a a a a a a c c c Trigonometria I Trigonometria I E dessa semelhança podemos deduzir que: UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DE MATEMÁTICA. Trigonometria no triângulo

Leia mais

unções Trigonométricas? ...

unções Trigonométricas? ... III TRIGONOMETRIA Por que aprender Funçõe unções Trigonométricas?... É importante saber sobre Funções Trigonométricas, pois estes conhecimentos vão além da matemática. Você encontra a utilidade das funções

Leia mais

Arco Duplo. Se a área do triângulo T 1 é o triplo da área do triângulo T 2, então o valor de cosθ é igual a. a) 1. b) 1. d) 1.

Arco Duplo. Se a área do triângulo T 1 é o triplo da área do triângulo T 2, então o valor de cosθ é igual a. a) 1. b) 1. d) 1. Arco Duplo. (Insper 0) Movendo as hastes de um compasso, ambas de comprimento, é possível determinar diferentes triângulos, como os dois representados a seguir, fora de escala. Se a área do triângulo T

Leia mais

Módulo de Redução ao Primeiro Quadrante e Funções Trigonométricas. Redução ao Primeiro Quadrante. 7 ano E.F. Professores Tiago Miranda e Cleber Assis

Módulo de Redução ao Primeiro Quadrante e Funções Trigonométricas. Redução ao Primeiro Quadrante. 7 ano E.F. Professores Tiago Miranda e Cleber Assis Módulo de Redução ao Primeiro Quadrante e Funções Trigonométricas Redução ao Primeiro Quadrante 7 ano E.F. Professores Tiago Miranda e Cleber Assis Redução ao Primeiro Quadrante e Funções Trigonométricas

Leia mais

PROFESSOR FLABER 2ª SÉRIE Circunferência

PROFESSOR FLABER 2ª SÉRIE Circunferência PROFESSOR FLABER ª SÉRIE Circunferência 01. (Fuvest SP) A reta s passa pelo ponto (0,3) e é perpendicular à reta AB onde A=(0,0) e B é o centro da circunferência x + y - x - 4y = 0. Então a equação de

Leia mais

FUNÇÕES TRIGONOMÉTRICAS NÉBIA MARA DE SOUZA

FUNÇÕES TRIGONOMÉTRICAS NÉBIA MARA DE SOUZA FUNÇÕES TRIGONOMÉTRICAS NÉBIA MARA DE SOUZA Vamos lembrar um pouco o ciclo trigonométrico? O eixo y é chamado de eixo das ordenadas e também conhecido como seno, a função seno é positiva no 1º e 2º quadrantes

Leia mais

EXERCÍCIOS MATEMÁTICA 2

EXERCÍCIOS MATEMÁTICA 2 EXERCÍCIOS MATEMÁTICA 1. (Fgv 01) Em 1º de junho de 009, João usou R$ 150.000,00 para comprar cotas de um fundo de investimento, pagando R$ 1,50 por cota. Três anos depois, João vendeu a totalidade de

Leia mais

Exercícios sobre Trigonometria

Exercícios sobre Trigonometria Universidade Federal Fluminense Campus do Valonguinho Instituto de Matemática e Estatística Departamento de Matemática Aplicada - GMA Prof Saponga uff Rua Mário Santos Braga s/n 400-40 Niterói, RJ Tels:

Leia mais

Trigonometria e relações trigonométricas

Trigonometria e relações trigonométricas Trigonometria e relações trigonométricas Em trigonometria, os lados dos triângulos retângulos assumem nomes particulares, apresentados na figura ao lado. O lado mais comprido, oposto ao ângulo de 90º (ângulo

Leia mais

Funções Trigonométricas8

Funções Trigonométricas8 Licenciatura em Ciências USP/Univesp FUNÇÕES TRIGONOMÉTRICAS 8 137 TÓPICO Gil da Costa Marques 8.1 Trigonometria nos Primórdios 8. Relações Trigonométricas num Triângulo Retângulo 8..1 Propriedades dos

Leia mais

Taxas Trigonométricas

Taxas Trigonométricas Taas Trigonométricas Obs.: Com é mais difícil (confere a resolução). 1) A intensidade da componente F é p% da intensidade da força F. Então, p vale (a) sen(α) (b) 1sen(α) (c) cos(α) (d) 1cos(α) (e) cos(α)/1

Leia mais

Plano de Recuperação Semestral 1º Semestre 2016

Plano de Recuperação Semestral 1º Semestre 2016 Disciplina: MATEMÁTICA 1 Série/Ano: 1º ANO - EM Professores: CEBOLA, FIGO, GUILHERME, MARCELO, RAFAEL, ROD, SANDRA, TAMMY Objetivo: Proporcionar ao aluno a oportunidade de resgatar os conteúdos trabalhados

Leia mais

COLÉGIO PEDRO II - CAMPUS SÃO CRISTÓVÃO III 1ª SÉRIE MATEMÁTICA II PROF. MARCOS EXERCÍCIOS DE REVISÃO PFV - GABARITO

COLÉGIO PEDRO II - CAMPUS SÃO CRISTÓVÃO III 1ª SÉRIE MATEMÁTICA II PROF. MARCOS EXERCÍCIOS DE REVISÃO PFV - GABARITO COLÉGIO PEDRO II - CAMPUS SÃO CRISTÓVÃO III ª SÉRIE MATEMÁTICA II PROF. MARCOS EXERCÍCIOS DE REVISÃO PFV - GABARITO www.professorwaltertadeu.mat.br ) Uma escada de m de comprimento está apoiada no chão

Leia mais

Pre-calculo 2013/2014

Pre-calculo 2013/2014 . Números reais, regras básicas de cálculo com fracções, expoentes e radicais Sumário: Número reais, regras básicas de cálculo com fracções, expoentes e radicais. Ler secções. e. do livro adoptado.. Pre-calculo

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE ALBERTO SAMPAIO MATEMÁTICA 11º ANO FICHA DE TRABALHO Nº 2 (Trigonometria)

ESCOLA SECUNDÁRIA DE ALBERTO SAMPAIO MATEMÁTICA 11º ANO FICHA DE TRABALHO Nº 2 (Trigonometria) ESCOL SECUNDÁRI DE LBERTO SMPIO MTEMÁTIC º NO FICH DE TRBLHO Nº (Trigonometria) ESCOLH MÚLTIPL. De um ângulo α sabe-se que sen( α) é positivo e que cosα é negativo. Então α pertence a: º quadrante B º

Leia mais

1. As funções tangente e secante As expressões para as funções tangente e secante são

1. As funções tangente e secante As expressões para as funções tangente e secante são CÁLCULO L1 NOTAS DA SETA AULA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Resumo. Nesta aula definiremos as demais funções trigonométricas, que são obtidas a partir das funções seno e cosseno, e determinaremos

Leia mais

Escola Secundária com 3º ciclo D. Dinis 11º Ano de Matemática A Tema I Geometria no Plano e no Espaço II. Ficha de trabalho nº 3.

Escola Secundária com 3º ciclo D. Dinis 11º Ano de Matemática A Tema I Geometria no Plano e no Espaço II. Ficha de trabalho nº 3. Escola Secundária com 3º ciclo D. Dinis 11º Ano de Matemática A Tema I Geometria no Plano e no Espaço II Ficha de trabalho nº 3 1. Resolver, da página 80 do seu manual, 1.1. as alíneas a), c) e e) dos

Leia mais

MEDINDO ÂNGULO. Uma das dificuldades que alguns alunos demostram é fazer a relação entre graus e radianos.

MEDINDO ÂNGULO. Uma das dificuldades que alguns alunos demostram é fazer a relação entre graus e radianos. MEDINDO ÂNGULO Uma das dificuldades que alguns alunos demostram é fazer a relação entre graus e radianos. Grau ( ) e radiano (rad) são diferentes unidades de medida de ângulo que podem ser relacionadas

Leia mais

Derivadas das Funções Trigonométricas Inversas

Derivadas das Funções Trigonométricas Inversas UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA: CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL I Derivadas das Funções

Leia mais

1. Com o auxílio de régua graduada e transferidor, calcular sen 42, cos 42 e tg 42. Resolução Traçamos uma perpendicular a um dos lados desse ângulo:

1. Com o auxílio de régua graduada e transferidor, calcular sen 42, cos 42 e tg 42. Resolução Traçamos uma perpendicular a um dos lados desse ângulo: Atividades Complementares 1. Com o auxílio de régua graduada e transferidor, calcular sen 4, cos 4 e tg 4. Traçamos uma perpendicular a um dos lados desse ângulo: Medimos, com auxílio da régua, os lados

Leia mais

Substituição Trigonométrica

Substituição Trigonométrica UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA: CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL I Substituição Trigonométrica

Leia mais

Matemática - 2C16/26 Lista 2

Matemática - 2C16/26 Lista 2 Matemática - 2C16/26 Lista 2 1) (G1 - cp2 2008) Uma empresa cultiva eucaliptos para a produção de celulose. Com o objetivo de proteger sua plantação contra incêndios, esta empresa tem um sistema de segurança

Leia mais

Fazendo a decomposição dessas forças, um aluno escreveu o seguinte sistema de equações: log cotg 10º + log cotg 80º é:

Fazendo a decomposição dessas forças, um aluno escreveu o seguinte sistema de equações: log cotg 10º + log cotg 80º é: Módulos 9, 0, 7 e 8 Matemática º EM 1) (Exame de Qualificação UERJ 00) Um corpo de peso P encontra-se em equilíbrio, suspenso por três cordas inextensíveis. Observe, na figura, o esquema das forças T 1

Leia mais

MATEMÁTICA CADERNO 3 CURSO E. FRENTE 1 Álgebra. n Módulo 11 Módulo de um Número Real. 5) I) x + 1 = 0 x = 1 II) 2x 7 + x + 1 0

MATEMÁTICA CADERNO 3 CURSO E. FRENTE 1 Álgebra. n Módulo 11 Módulo de um Número Real. 5) I) x + 1 = 0 x = 1 II) 2x 7 + x + 1 0 MATEMÁTICA CADERNO CURSO E ) I) + 0 II) 7 + + 0 FRENTE Álgebra n Módulo Módulo de um Número Real ) 6 + < não tem solução, pois a 0, a ) A igualdade +, com + 0, é verificada para: ọ ) + 0 ou ọ ) + + + +

Leia mais

MAT001 Cálculo Diferencial e Integral I

MAT001 Cálculo Diferencial e Integral I 1 MAT001 Cálculo Diferencial e Integral I RESUMO DA AULA TEÓRICA 4 Livro do Stewart: Apêndice D e Seção 16 FUNÇÕES TRIGONOMÉTRICAS O círculo trigonométrico e arcos orientados Num plano cartesiano, considere

Leia mais

MÓDULO 45 TRIGONOMETRIA II. Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias MATEMÁTICA. 1. Considere a equação. (3 2 cos 2 x) 1 + tg 2. 6 tg = 0.

MÓDULO 45 TRIGONOMETRIA II. Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias MATEMÁTICA. 1. Considere a equação. (3 2 cos 2 x) 1 + tg 2. 6 tg = 0. Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias MATEMÁTICA. Considere a equação TRIGONOMETRIA II ( cos ) + tg MÓDULO 5 tg = 0. a) Determine todas as soluções no intervalo [0, [. b) Para as soluções

Leia mais

Matemática I Tecnólogo em Construção de Edifícios e Tecnólogo em Refrigeração e Climatização

Matemática I Tecnólogo em Construção de Edifícios e Tecnólogo em Refrigeração e Climatização 22. Circunferência trigonométrica. Se inserirmos numa circunferência de raio unitário (r = 1) os eixos do sistema cartesiano ortogonal, de maneira que a origem do plano cartesiano coincida com o centro

Leia mais

Proposta de correcção

Proposta de correcção Ficha de Trabalho Matemática A - ºano Temas: Trigonometria (Triângulo rectângulo e círculo trigonométrico) Proposta de correcção. Relembrar que um radiano é, em qualquer circunferência, a amplitude do

Leia mais

A inversa da função seno

A inversa da função seno UFF/GMA Notas de aula de MB-I Maria Lúcia/Marlene 015-1 PARTE III FUNÇÕES TRIGONOMÉTRICAS INVERSAS Funções inversas. O que isso significa? A cada valor da imagem corresponde um e só um valor do domínio

Leia mais

Funções - Terceira Lista de Exercícios

Funções - Terceira Lista de Exercícios Funções - Terceira Lista de Exercícios Módulo 1 - Trigonometria e Funções Trigonométricas 1. Converta de graus para radianos: a) 0 b) 10 c) 45 d) 15 e) 170 f) 70 g) 15 h) 700 i) 1080 j) 6. Converta de

Leia mais

Aula 1 O seno, o cosseno e a tangente de um ângulo agudo

Aula 1 O seno, o cosseno e a tangente de um ângulo agudo ula 1 O seno, o cosseno e a tangente de um ângulo agudo MÓDULO 2 - UL 1 utor: elso osta Objetivos 1) ompreender a importância do conceito de seno e cosseno de um ângulo. 2) prender a construir uma tabela

Leia mais

CÁLCULO I. Reconhecer, através do gráco, a função que ele representa; (f + g)(x) = f(x) + g(x). (fg)(x) = f(x) g(x). f g

CÁLCULO I. Reconhecer, através do gráco, a função que ele representa; (f + g)(x) = f(x) + g(x). (fg)(x) = f(x) g(x). f g CÁLCULO I Prof. Edilson Neri Júnior Prof. André Almeida Aula n o 03: Operações com funções. Funções Polinominais, Racionais e Trigonométricas Objetivos da Aula Denir operações com funções; Apresentar algumas

Leia mais

Equações e Funções Trigonométricas

Equações e Funções Trigonométricas CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA 2013.2 Equações e Funções Trigonométricas Isabelle da Silva Araujo - Engenharia de Produção Equações Trigonométricas Equações trigonométricas são aquelas

Leia mais

Resolvendo inequações: expressões com desigualdades (encontrar os valores que satisfazem a expressão)

Resolvendo inequações: expressões com desigualdades (encontrar os valores que satisfazem a expressão) R é ordenado: Se a, b, c R i) a < b se e somente se b a > 0 (a diferença do maior com o menor será positiva) ii) se a > 0 e b > 0 então a + b > 0 (a soma de dois números positivos é positiva) iii) se a

Leia mais

Profs. Alexandre Lima e Moraes Junior 1

Profs. Alexandre Lima e Moraes Junior  1 Raciocínio Lógico-Quantitativo para Traumatizados Aula 08 Trigonometria. 8. Trigonometria... 8.. Introdução... 8.. Razões Trigonométricas em um Triângulo Retângulo...8 8... Seno, Cosseno, Tangente e Cotangente...8

Leia mais

FUNÇÕES TRIGONOMÉTRICAS E FUNÇÕES TRIGONOMÉTRICAS INVERSAS

FUNÇÕES TRIGONOMÉTRICAS E FUNÇÕES TRIGONOMÉTRICAS INVERSAS FUNÇÕES TRIGONOMÉTRICAS E FUNÇÕES TRIGONOMÉTRICAS INVERSAS 1. FUNÇÕES TRIGONOMÉTRICAS 1.1. FUNÇÃO SENO Seja P a imagem de um ângulo no ciclo trigonométrico. Já vimos que o seno do ângulo é definido como

Leia mais

Posição relativa entre retas e círculos e distâncias

Posição relativa entre retas e círculos e distâncias 4 Posição relativa entre retas e círculos e distâncias Sumário 4.1 Distância de um ponto a uma reta.......... 2 4.2 Posição relativa de uma reta e um círculo no plano 4 4.3 Distância entre duas retas no

Leia mais

Geometria Analítica? Onde usar os conhecimentos. os sobre Geometria Analítica?

Geometria Analítica? Onde usar os conhecimentos. os sobre Geometria Analítica? X GEOMETRIA ANALÍTICA Por que aprender Geometria Analítica?... A Geometria Analítica estabelece relações entre a álgebra e a geometria por meio de equações e inequações. Isso permite transformar questões

Leia mais

Funções Elementares. Sadao Massago. Maio de Alguns conceitos e notações usados neste texto. Soma das funções pares é uma função par.

Funções Elementares. Sadao Massago. Maio de Alguns conceitos e notações usados neste texto. Soma das funções pares é uma função par. Funções Elementares Sadao Massago Maio de 0. Apresentação Neste teto, trataremos rapidamente sobre funções elementares. O teto não é material completo do assunto, mas é somente uma nota adicional para

Leia mais

Círculo Trigonométrico centro na origem raio 1 Ângulo central Unidades de medidas de ângulos; grau Grau: Grado: Radiano:

Círculo Trigonométrico centro na origem raio 1 Ângulo central Unidades de medidas de ângulos; grau Grau: Grado: Radiano: Círculo Trigonométrico A circunferência trigonométrica é de extrema importância para o nosso estudo da Trigonometria, pois é baseado nela que todos os teoremas serão deduzidos. Trata-se de uma circunferência

Leia mais

Apostila de Matemática 06 Trigonometria

Apostila de Matemática 06 Trigonometria Apostila de Matemática 06 Trigonometria.0 Triângulo Retângulo. Introdução Quanto mais o ângulo ou o índice, mais íngreme o triângulo retângulo é. ÍNDICE Altura Afastamento Área do Triângulo Retângulo:

Leia mais

Curvas Planas em Coordenadas Polares

Curvas Planas em Coordenadas Polares Curvas Planas em Coordenadas Polares Sumário. Coordenadas Polares.................... Relações entre coordenadas polares e coordenadas cartesianas...................... 6. Exercícios........................

Leia mais

Aula 11 mtm B TRIGONOMETRIA

Aula 11 mtm B TRIGONOMETRIA Aula 11 mtm B TRIGONOMETRIA Definição Circunferência de raio unitário, sobre a qual marcamos um ponto de origem e adotamos um sentido positivo de percurso (antihorário). Os eixos x e y dividem o círculo

Leia mais

Seno e Cosseno de arco trigonométrico

Seno e Cosseno de arco trigonométrico Caderno Unidade II Série Segmento: Pré-vestibular Resoluções Coleção: Alfa, Beta e Gama Disciplina: Matemática Volume: Unidade II: Série Seno e Cosseno de arco trigonométrico. sen90 cos80 sen70 ( ) ( )

Leia mais

As funções Trigonométricas

As funções Trigonométricas Funções Periódicas Uma função diz-se periódica se se repete ao longo da variável independente com um determinado período constante. Quando se observam fenômenos que se repetem periodicamente, como temperatura

Leia mais

Módulo de Círculo Trigonométrico. Relação Fundamental da Trigonometria. 1 a série E.M.

Módulo de Círculo Trigonométrico. Relação Fundamental da Trigonometria. 1 a série E.M. Módulo de Círculo Trigonométrico Relação Fundamental da Trigonometria a série EM Círculo Trigonométrico Relação Fundamental da Trigonometria Exercícios Introdutórios Exercício Se sen x /, determine Exercício

Leia mais

Plano de Ensino. Dados de Identificação. Clarice Fonseca Vivian

Plano de Ensino. Dados de Identificação. Clarice Fonseca Vivian CAMPUS CAÇAPAVA DO SUL CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS EXATAS PIBID MATEMÁTICA Plano de Ensino Escola Disciplina Bolsista Dados de Identificação Matemática Clarice Fonseca Vivian Conteúdos Funções trigonométricas:

Leia mais

Atividades Trigonometria. I. Utilizado na Engenharia para a construção de rodas gigantes

Atividades Trigonometria. I. Utilizado na Engenharia para a construção de rodas gigantes Atividades Trigonometria A trigonometria é um ramo da matemática que exerce um papel importantíssimo em vários contextos do nosso dia-a-dia. Graças a ela foi possível o homem criar desde pequenas obras

Leia mais

APROFUNDAMENTO/REFORÇO

APROFUNDAMENTO/REFORÇO Colégio Adventista Portão EIEFM MATEMÁTICA Trigonometria º Ano APROFUNDAMENTO/REFORÇO Professor: Hermes Jardim Disciplina: Matemática Lista º Bimestre Aluno(: Número: Turma: 1) Resolva os problemas: Calcule

Leia mais

Prof André Costa de Oliveira. 1 Ano do Ensino médio; Trigonometria: Introdução: ângulos e arcos na circunferência;

Prof André Costa de Oliveira. 1 Ano do Ensino médio; Trigonometria: Introdução: ângulos e arcos na circunferência; Prof André Costa de Oliveira. 1 Ano do Ensino médio; Trigonometria: Introdução: ângulos e arcos na circunferência; Ângulo central: É todo ângulo que possui o seu vértice no centro da circunferência, o

Leia mais

Trigonometria. 1 História. 2 Aplicações

Trigonometria. 1 História. 2 Aplicações Trigonometria 1 História As origens da trigonometria são incertas. É possível encontrar problemas que envolvem a cotangente no Papiro Rhind e uma notável tábua de secantes na tábua cuneiforme babilônica

Leia mais

COLÉGIO SHALOM Ensino MÉDIO 2º ANO Profº:RONALDO VILAS BOAS COSTA Disciplina: MATEMÁTICA Aluno (a):. No.

COLÉGIO SHALOM Ensino MÉDIO 2º ANO Profº:RONALDO VILAS BOAS COSTA Disciplina: MATEMÁTICA Aluno (a):. No. COLÉGIO SHALOM Ensino MÉDIO º ANO Profº:RONALDO VILAS BOAS COSTA Disciplina: MATEMÁTICA Aluno (a): No TRABALHO DE RECUPERAÇÃO VALOR, INSTRUÇÕES: LEIA com atenção cada questão; PROCURE compreender o que

Leia mais

MATEMÁTICA. Questões de 01 a 04

MATEMÁTICA. Questões de 01 a 04 GRUPO 1 TIPO A MAT. 5 MATEMÁTICA Questões de 01 a 04 01. Considere duas circunferências concêntricas em C, conforme figura, em que a externa representa o círculo trigonométrico e a interna, o velocímetro,

Leia mais

carga do fio: Q. r = r p r q figura 1

carga do fio: Q. r = r p r q figura 1 Uma carga Q está distribuída uniformemente ao longo de um fio reto de comprimento infinito. Determinar o vetor campo elétrico nos pontos situados sobre uma reta perpendicular ao fio. Dados do problema

Leia mais

Como a PA é decrescente, a razão é negativa. Então a PA é dada por

Como a PA é decrescente, a razão é negativa. Então a PA é dada por Detalhamento das Soluções dos Exercícios de Revisão do mestre 1) A PA será dada por Temos Então a PA será dada por:, e como o produto é 440: Como a PA é decrescente, a razão é negativa. Então a PA é dada

Leia mais

Todos os exercícios sugeridos nesta apostila se referem ao volume 2. MATEMÁTICA I 1 FUNÇÕES TRIGONOMÉTRICAS

Todos os exercícios sugeridos nesta apostila se referem ao volume 2. MATEMÁTICA I 1 FUNÇÕES TRIGONOMÉTRICAS INTRODUÇÃO... FUNÇÃO SENO... FUNÇÃO COSSENO... 8 FUNÇÃO TANGENTE... EQUAÇÕES TRIGONOMÉTRICAS... 5 RESPOSTAS... 5 REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA... 5 No final das séries de exercícios podem aparecer sugestões

Leia mais

MATRIZ FORMAÇÃO E IGUALDADE

MATRIZ FORMAÇÃO E IGUALDADE MATRIZ FORMAÇÃO E IGUALDADE 1. Seja X = (x ij ) uma matriz quadrada de ordem 2, onde i + j para i = j ;1 - j para i > j e 1 se i < j. A soma dos seus elementos é igual a: a. -1 b. 1 c. 6 d. 7 e. 8 2. Se

Leia mais

Coordenadas Polares. Exemplos: Representar em um sistema de coordenadas polares, os seguintes pontos: d) P 4,

Coordenadas Polares. Exemplos: Representar em um sistema de coordenadas polares, os seguintes pontos: d) P 4, Cálculo II Profa. Adriana Cherri 1 Coordenadas Polares Existem vários sistemas de coordenadas que mostram a posição de um ponto em um plano. O sistema de coordenadas polares é um deles. No sistema cartesiano,

Leia mais

Av. João Pessoa, 100 Magalhães Laguna / Santa Catarina CEP

Av. João Pessoa, 100 Magalhães Laguna / Santa Catarina CEP Disciplina: Matemática Curso: Ensino Médio Professor(a): Flávio Calônico Júnior Turma: 3ª Série E M E N T A II Trimestre 2013 Conteúdos Programáticos Data 21/maio 28/maio Conteúdo FUNÇÃO MODULAR Interpretação

Leia mais

Matemática 3 Módulo 3

Matemática 3 Módulo 3 Matemática Módulo COMENTÁRIOS ATIVIDADES PARA SALA 1. Lembrando... Se duas figuras são semelhantes, temos: 1 A = k; 1 = k, em que R 1 e R são medidas lineares A e A 1 e A são as áreas. Círculo I IV. =

Leia mais

Exercícios de Matemática Trigonometria Equações Trigonométricas

Exercícios de Matemática Trigonometria Equações Trigonométricas Exercícios de Matemática Trigonometria Equações Trigonométricas 1. (Ufpe) Quantas soluções a equação sen x + [(sen x)/2] + [(sen x)/4] +... = 2, cujo lado esquerdo consiste da soma infinita dos termos

Leia mais

Matemática Trigonometria TRIGONOMETRIA

Matemática Trigonometria TRIGONOMETRIA TRIGONOMETRIA Aula 43 Página 83 1. Calcule o seno, o cosseno e a tangente de 750. Aula 43 Página 83 2. Calcule o seno, o cosseno e a tangente de π/4. Aula 43 Caderno de Exercícios Pág. 47 1. Obtenha a

Leia mais

Construindo o Ciclo Trigonométrico

Construindo o Ciclo Trigonométrico MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID) MATERIAL CONCRETO Construindo o Ciclo Trigonométrico Autores: Francisco

Leia mais

Funções Trigonométricas e Trigonometria

Funções Trigonométricas e Trigonometria Unidade E Funções Trigonométricas e Trigonometria Débora Bastos IFRS CAMPUS RIO GRANDE FURG 76 20. Resumo Trigonometria no triângulo retângulo, resolução de triângulos quaisquer. Todos os resultados da

Leia mais

NOTAÇÕES. R : conjunto dos números reais C : conjunto dos números complexos

NOTAÇÕES. R : conjunto dos números reais C : conjunto dos números complexos NOTAÇÕES R : conjunto dos números reais C : conjunto dos números complexos i : unidade imaginária: i = 1 z : módulo do número z C Re(z) : parte real do número z C Im(z) : parte imaginária do número z C

Leia mais