letraset Entrevista com os ilustradores Phil e Ico A customização como diferencial competitivo página 10

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "letraset Entrevista com os ilustradores Phil e Ico A customização como diferencial competitivo página 10"

Transcrição

1 letraset Revista digital do curso de Design Gráfico da Faculdade Satc - 1ª edição - nov/2013 A customização como diferencial competitivo página 10 Design de superfície na indústria têxtil página 30 Entrevista com os ilustradores Phil e Ico página 24

2 Realização: 2 letraset - 1ª edição Outubro de

3 Humor EDITORIAL Ilustração Sérgio Honorato Diretor Faculdade Carlos Antônio Ferreira Coordenação de Ensino Jovani Castelan Coordenação do curso de Design Gráfico Diego Piovesan Medeiros Editores Amanda Rodrigues Anselmo Davi Frederido do Amaral Denardi Colaboradores Diego Piovesan Medeiros Eduardo Evangelista Jan Raphael Reuter Braun Jonas Cechinel Rosso Maiara Sant ana Pacheco Philippe Costa Alexandrino Rafael Hoffmann Maurílio Rodrigo Costa Alexandrino Sérgio Honorato Thiago Mendes Túlio Filho A revista Letraset é um esforço do curso de graduação em Design Gráfico da Satc no sentido de aproximar três grandes públicos do Design, a academia, formada por todas as pessoas que se interessam e estudam o design (dentro das universidades ou fora delas), os produtores de design (como agências e estúdios de design) e os empresários, que sempre demonstraram interesse em conhecer melhor a forma e os métodos de atuação dos designers. Por isso, a revista é composta por textos de mestres e doutores, que apresentam e aprofundam conceitos emergentes da área, além de profissionais de design, que fazem a ponte entre o conhecimento acadêmico e a realidade de mercado. A produção puramente acadêmica também é contemplada com trabalhos de estudantes de graduação que, de alguma forma, tenham atingido excelência técnica, teórica e metodológica em disciplinas de projeto, apontando direções criativas viáveis para outros estudantes ou profissionais de design. A revista está organizada em quatro grandes eixos, o design estratégico, contemplado pela editoria negócios, os processos de desenvolvimento e referências criativas, apresentados na editoria design, o eixo tecnológico, contemplado na editoria tecnologia, e a produção acadêmica, através da editoria educação. Como em toda atividade de design essa organização é apenas uma referência de leitura, já que todos esses eixos se inter penetram e se cruzam na prática do design. Esperamos que a leitura seja agradável e os textos, todos inéditos, possam contribuir na formação consistente e na discussão do design como prática, teoria e processo. Boa leitura! Agradecimento Laboratório de Orientação em Design 4 Núcleo Multimídia letraset - 1ª edição Outubro de

4 LETRASET A s Letraset s fazem parte da própria história do Design Gráfico, antes do boom dos softwares gráficos praticamente todas as soluções visuais passavam em algum momento por essa ferramenta. Elas eram folhas plásticas com diferentes famílias tipográficas vendidas em diversos tamanhos. Para usá-las, as letras eram transferidas uma a uma na peça gráfica até formar palavras, frases, slogans, e tudo o mais que se possa imaginar. Essas letras transferíveis fizeram parte de cartazes, projetos de indentidade visual, livros, revistas - só para citar alguns - de toda uma era da história do Design. E foi para homenagear essa mistura de história, conhecimento (muito fortemente ligado às palavras) e estética, que o nome Letraset foi escolhido para a revista do curso de Design Gráfico da Faculdade Satc. 6 O objetivo da revista é apresentar e discutir tendências e fundamentos do design, além de elementos estratégicos, criativos e de inovação. Além disso, a revista vai ajudar a desmistificar a atuação do designer para quem ainda não conhece esse profissional, e ajudar a pensar onde e como um designer pode ou deve atuar. O processo de desenvolvimento levou cerca de um ano, entre reuniões, pesquisas, geração e seleção de alternativas, coleta de material (que contou com um enorme contingente de alunos, professores e profissionais de design), revisão e edição. Esperamos que a Letraset possa ajudar você a conhecer, discutir e se aprofundar no universo do design gráfico, e se tiver alguma coisa para falar sobre ela é só falar conosco letraset - 1ª edição Outubro de

5 sumário negócios tecnologia educação DESIGN ESTRATÉGICO A customização como diferencial competitivo por Diego Piovesan IDENTIDADE VISUAL Logotipo? Quer pagar quanto? por Jan Braun DESIGN CAMBIANTE Porque empresas precisam entrar na onda do Design? por Eduardo Evangelista PROCESSOS GRÁFICOS Design de superfície: Sua importância na indústria têxtil por Maiara Sant ana DESIGN DIGITAL O design no desenvolvimento de videogames. por Thiago Mendes Projeto Cerâmico página 34 Identidade Visual página 10 página 14 página 15 página 30 página 33 página 36 design Projeto de Superfície página 37 INSPIRAÇÃO Criando pelo prazer de criar por Rafael Hoffmann BRAINSTORM Tempestade de ideias ou tempestade de clichês. por Tulio Filho EGRESSO Conhecimento acadêmico no mercado cerâmico por Jonas Cechinel Matéria de Capa ILUSTRAÇÃO Entrevista com Phil e Ico Projeto Editorial página 38 Projeto Web página 16 página 22 página 23 página 24 página 39 8 letraset - 1ª edição Outubro de

6 design estratégico design estratégico A customização como diferencial competitivo O consumidor moderno é feito de mudanças, de tendências, de estímulos, de condições culturais, sociais e até midiáticas. A cultura do consumo faz parte de uma cultura de mercado. Nos tempos atuais, o consumidor é o foco central da vida social, ganhando autonomia de escolha em meio a uma diversidade gigantesca de marcas, produtos, objetos. Isso faz com que as necessidades dos consumidores tenham a tendência de se tornarem ilimitadas e insaciáveis. Cada ser humano possui uma personalização de desejos que evoca necessidades diferentes de seu amigo, colega ou companheiro. Essa relação de necessidade pessoal muitas vezes não é atendida pelos produtos tradicionais, que não se diferenciam dos demais. Nesse sentido, o design é um dos campos de atuação profissional que mais tem a contribuir para as transformações sociais, sobretudo pelo seu caráter de inovação. A criação de um objeto que leve em conta as características focadas no usuário requer que o processo de projeto implique em atender expectativas e requisitos de várias necessidades, consequentemente com reflexos em características como desempenho, usabilidade e a interação com seu público, além de reflexos na sociedade. A liberdade de escolha do consumidor é derivada do fenômeno da alta industrialização, onde os produtos e serviços precisam ser mais atraentes e diferenciados, pois existe uma grande concorrência de mercado. Para atender essa diferenciação, surge a customização, que subverte alguns» Diego Piovesan Coordenador do curso de Design Gráfico da Satc. 10 letraset - 1ª edição Outubro de

7 design estratégico É importante reforçar que os consumidores não precisam ter o know-how, experiência e habilidades práticas para customizar seus produtos aspectos da hegemonia industrial e faz com que o fazer por você mesmo se torne cada vez mais usual. Essa escolha pode ficar puramente no ato da compra, ou levar os consumidores a serem pós-criadores das mercadorias adquiridas. Pode-se notar a constante transformação e força que a customização vem ganhando com alguns exemplos de produtos em que o usuário tem liberdade de personalizar suas características já existentes, com cores, formas, arranjos formais ou simplesmente texturas. A customização está presente nos processos que envolvem a customização em massa, na indústria automotiva, em casos de customização pós-produção e até mesmo em personagens de realidade virtual em jogos de videogame. Em uma cultura industrial, que cada vez mais a sociedade busca se diferenciar, seja no modo de se vestir, no mobiliário, na sua casa, as pessoas sentem a necessidade de recursos que lhe atribuam essa autonomia, seja na escolha ou até na execução. O acesso a ferramentas de produção e informação facilitaram a intervenção e a iniciativa dos consumidores. Muitas pessoas têm alcançado altos níveis de consciência do design e da alfabetização visual. Em toda sociedade há uma demanda sem precedentes e um acesso às ferramentas de auto-publicação, como blogs, instagram, youtube e as demais mídias digitais. As pessoas querem fazer e participar da sua própria mídia e, com isso, muitos consumidores desejam ser menos dependentes do império corporativo, desejando um novo redirecionamento do fluxo de consumo para os seus próprios fins. Ou seja, ser mais únicos, possuir mais produtos únicos. Mas é importante reforçar que os consumidores não precisam ter o know-how, experiência e habilidades práticas para customizar seus produtos. Além disso, os consumidores podem se confundir com o grande número de opções disponíveis. É tarefa do designer criar um contexto em que um equilíbrio é encontrado entre a criação de oportunidades de design, garantindo a qualidade do produto adequado. Assim, os designers podem criar um kit de ferramentas como embalagem, ponto de venda, materiais, para apoiar os consumidores na sua escolha. Em um mercado repleto de concorrência, a customização de produtos e serviços é uma estratégia interessante para estimular a fixação de longa duração do produto e, assim, contribuir para uma sociedade sustentável, pois os consumidores podem perceber o produto customizado como insubstituível. Se o produto é percebido como insubstituível, outros produtos no mercado não podem transmitir um significado semelhante ao do proprietário. Substituição e eliminação de um tal produto é assim percebido como uma perda do seu significado especial. Como resultado, a experiência de ligação a um produto é provável que dure ao longo do tempo, resultando na longevidade deste. Percebe-se, dentro do nosso próprio entorno familiar, que a cada produto que se adquire, monta-se uma personalidade no mundo do consumo. Quando uma pessoa sabe quais são suas características e estilos, sabe como se afirmar dentro da sociedade e com isso sabe se identificar por meio do que se consome. Por isso o consumo é um processo cultural e está totalmente ligado à economia, implicando um exercício de preferência, como um ato de auto-identificação. Sobre a ótica capitalista, a cultura do consumo trata de ter para ser. A Dell Computadores desempenha esse papel de experiência por meio da customização no setor de informática. O cliente pode encomendar um computador da Dell de acordo com suas necessidades e gostos. Assim, o computador é feito sob medida para o usuário. Uma vantagem óbvia e potencial da customização é a maior satisfação do cliente. Outra vantagem potencial sugerida por esse exemplo é estratégico e muitas vezes a customização serve como elemento competitivo nas indústrias, restaurantes, bancos, vestuário, diferenciando produtos. Com isso, concluise que a customização em si é um ponto de diferenciação e além disso assegura ao próprio produto ser único e cada vez mais próximo das exigências individuais do consumidor. design estratégico 12 letraset - 1ª edição Outubro de

8 identidade visual Logotipo? Quer pagar quanto? Porque empresas precisam entrar na onda do Design? design cambiante Jan Raphael Reuter Braun Mestre em Design pela Universidade Federal de Santa Catarina, professor do curso de Design e coordenador do Laboratório de Orientação em Design - LOD. Quanto vale o logo de uma empresa? Meio clichê esta pergunta não é? Deixa eu reformular: quanto você, como designer, cobraria para criar uma identidade visual? Bom, se você tem alguma noção de processo, método e todo o trabalho de pesquisa e análise que este tipo de serviço envolve, sabe que isto dependerá de muitos fatores. Que será necessário um briefing bem elaborado com o responsável da empresa, várias etapas de desenvolvimento e pesquisa e consequente análise destas informações, onde constarão o perfil do público alvo, características do mercado e concorrência etc, etc, etc. Ou seja, um projeto que irá definir de forma visual quem a marca é, qual seu DNA, o que faz, a quem quer atingir, além de mostrar porque é diferente e melhor que as outras. Simples! Então por que cargas d água encontramos tantos serviços de criação de logomarca (não vou nem entrar na questão da terminologia) que prometem criar seu logo em até dois dias?! Sim, dois dias! Fora isto, ainda permite que você faça quantas alterações quiser. Não gostou da cor? Eles trocam. Não achou a tipografia legal? Eles mudam. Sem justificativa, sem base de pesquisa, simplesmente pelo gosto do cliente. E os kits? Sim, por que apenas criar o logo não basta, você pode incluir ele aplicado em camisas, cartões de visita, papel timbrado, entre outros. E tudo por menos de cento e vinte reais. Ah!!!, mas espera aí, tem uns que tem processo sim, inclusive enviam um modelo de briefing para ser preenchido, apresentando perguntas como: Tem em mente algum estilo ou algo que queira que esteja presente no logo? Possui alguma preferência de cor? Como deseja que apareça a tipografia? Script, itálica, light, negritada, manuscrita, informal, etc. É pessoal, a concorrência por aí está complicada, mas com empresas como estas acredito que não devemos nos preocupar ainda. O difícil continua sendo explicar para o cliente por que nosso preço está tão salgado, sendo que outras cobram só cento e vinte pilas. Faz com eles então, e boa sorte! Lá na frente irão perceber que o barato sai caro!!! A palavra design está habitualmente associada à estética de produtos, o que é importante no papel do design, mas a parte visível é apenas um dos resultados no processo. O design tem por objetivo promover o bem-estar na vida das pessoas, valorizando a imagem corporativa de empresas. Inovar no meio empresarial tradicionalmente significa buscar inovações tecnológicas, porém, o diferencial tecnológico não é o suficiente para destacar-se diante a concorrência. O mercado gera um grande número de produtos semelhantes em tecnologia, preço, desempenho e características, confundindo o consumidor que tem dificuldade em decidir por qual produto optar. Valorizar o design, desde que feito por profissionais experientes, é garantir competitividade ao produto e desenvolvimento à empresa, adequando seus recursos, necessidades do mercado e metas a serem alcançadas. O Brasil está passando por um momento de inovação empresarial, contendo decisões com enormes oportunidades e ameaças. Desta forma, a tendência das empresas é projetar produtos e serviços para novos mercados, utilizando o design thinking (o que implica o modo de pensar do design), introduzindo novos significados aos produtos, serviços ou relacionamentos focados nas pessoas. Inserir a metodologia de design no processo em um ambiente organizacional tem um caráter multidisciplinar, colaborativo, estando presente em muitas áreas de decisão gerencial, integrando a pesquisa de mercado à distribuição e políticas de comunicação corporativa. O design como ferramenta estratégica consegue interpretar o desejo e a necessidade das pessoas e transformá-los em produtos autênticos, com personalidade e capazes de conquistar a fidelidade do consumidor, que se mostra cada vez mais exigente, reivindicando bens e serviços que melhor os atendam. Eduardo Evangelista Mestrando pela Univerdade Federal de Santa Catarina (UFSC) e professor do curso de Design e Jornalismo. 14 letraset - 1ª edição Outubro de

9 inspiração inspiração Criando pelo prazer de criar Ilustração Can t buy me love Rafael Hoffmann Maurílio O Rahma Projekt nasceu pelo desejo de criar simplesmente pelo prazer de criar. Sem briefing, sem pressão, sem cliente, sem pretensão. Criando o que eu gosto, como eu gosto, sem me preocupar em ter que dar explicação, fazer sentido ou dar satisfação. Nada muito inovador ou genial, só um projeto pessoal, conceitual e experimental. Uma válvula de escape que junta duas das minhas paixões: design e rock n roll. Processo de criação Pelo fato de o Rahma ser um projeto experimental e sem um objetivo ou meta a ser cumprida, eu não me preocupo com metodologias pra criação. Normalmente as ideias aparecem quando estou ouvindo uma música. Acho que tudo se mistura, a música, minhas referências e inspirações e parece que a ideia surge como mágica. Depois que comecei a criar os cartazes passei a ouvir as músicas sempre pensando em como uma estrofe ou refrão poderiam ser representados graficamente. É uma experiência bem interessante. Às vezes a ilustração é uma representação literal do que diz a música, outras é meio que uma piada, interpretações minhas sobre a letra ou coisas que só quem conhece bem a banda ou a música entendem. Às vezes eu tenho a ideia primeiro e procuro uma música que se encaixe. Outras vezes quero brincar com tipografia, então pego o trecho de uma música e começo a procurar fontes que se encaixem. Quando já estou no computador, não faço rascunho. Como normalmente as ideias não têm momento para aparecer, sempre faço um rabisco inicial usando lápis e papel e depois passo para o computador. Como é uma coisa autoral e conceitual, pra mim, o que vale é a ideia. Tento deixar de lado um pouco a ordem e os métodos que se usam no dia-adia do mercado. Cartazes de música Desde muito novo eu sou apaixonado por música, principalmente o rock, fui influenciado por coisas que meu pai e meus» Rafael Hoffmann Maurílio é idealizador do Rahma Projekt, mestrando em Ciência da Linguagem pela Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul) e professor no curso de Design da Satc. 16 letraset - 1ª edição Outubro de

10 inspiração tios ouviam. Então, desde que comecei a trabalhar com design tenho tentado fazer coisas que tenham ligação com a música. Meu primeiro trabalho foi o site de uma banda que fiz com alguns amigos. Por isso, quando eu estava em um momento meio complicado, com sobrecarga de trabalho, dúvidas profissionais e existenciais, fui me refugiar na criação sem briefing, sem pressão, criando o que eu gosto, do jeito que eu gosto, porque eu gosto. Ou seja, juntar duas paixões, o design e a música, foi como uma válvula de escape. Inspiração Minhas referências são muitas, mas tento buscar inspiração principalmente em grandes nomes da história do design e em estilos históricos, e tento adaptá-los a referências mais contemporâneas. Sou muito fã do trabalho do Saul Bass, responsável por alguns dos pôsteres e aberturas de filmes mais clássicos do Hitchcock. Algumas das minhas ilustrações são claramente inspiradas no estilo dele. Gosto muito também do trabalho do brasileiro Alexandre Wollner. Admiro como ele consegue criar coisas simples, mas carregadas de significado. Lester Beall, Paul Rand e Lucian Bernhard também são referências constantes, além de nomes mais atuais como Olly Moss, Mico Toledo, Pedro Vidotto e Noma Bar. Mas minha inspiração vem de tudo, dá pra ver isso nos cartazes. Cinema, games, as referências de design, tipografia, cultura pop em geral. Penso que o projeto, como uma forma de criar sem coleira, é como se fosse um laboratório em que eu posso misturar os químicos sem ter medo de explodir tudo. inspiração Ilustração Light my fire Rafael Hoffmann Maurílio Conheça nas próximas páginas mais algumas ilustrações e se quiser conferir ainda mais trabalhos acesse o site official: Ilustração I used to love her Rafael Hoffmann Maurílio 18 letraset - 1ª edição Outubro Setembro de de

11 inspiração inspiração Ilustração Faroeste caboclo Rafael Hoffmann Maurílio Ilustração Bad moon rising Rafael Hoffmann Maurílio 20 letraset - 1ª edição Outubro de

12 brainstorm egresso Tempestade de ideias ou tempestade de clichês? Conhecimento acadêmico no mercado cerâmico Tulio Filho Designer gráfico e administrador de empresas. Diretor de Planejamento há 12 anos na Blu Design e Comunicação e presidente da ProDesign - Associação Para o Design do Paraná, conselheiro do CBD e delegado do Colegiado de Design do CNPC. Desde que Alex Osborn teve um grande insight e desenvolveu a técnica do brainstorming, muita água caiu e correu pelas valas da criatividade. Mas parece que estamos cada vez mais desviando este fluxo criativo para as valas comuns. Bem comunzinhas. Talvez a fonte deste desvio seja exatamente a forma como esta chuva cai. Existe uma regra quase intocável na metodologia do brainstorming: a não crítica, ou seja, pode se fazer quase tudo em uma sessão de brain, menos julgar. Mas será que isto é válido mesmo? Qual a profundidade alcançada sem críticas? Sem ninguém questionando se aquela é realmente uma puta ideia, ou somente uma ideia honesta, que na prática resolve, mas não encanta. Pode parecer loucura criticar um pro- Foi através de críticas, ora construtivas mas muitas vezes destrutivas, que consegui meus melhores resultados. cesso que há mais de 70 anos é base para o processo criativo, mas confesso que o brainstorming não me representa mais. Prefiro acreditar no embate de ideias, trabalhando em um processo de alavancagem contínua que traz um resultado efetivamente mais criativo. Foi através de críticas, ora construtivas, mas muitas vezes destrutivas, que consegui meus melhores resultados. Com minha equipe não foi diferente. Em um mundo onde o número de impactos de comunicação sobre cada ser humano cresce de maneira exponencial dificultando a tomada de atenção e o foco em determinada mensagem, parece que o tempo fechou para o brainstorming puro, como o idealizado por Osborn. Chegou a hora de fazer um brain para redefini-lo? Ou não. O Design vem ganhando espaço na última década graças aos avanços da comunicação. Atualmente, não importa o tamanho da empresa, é preciso estar preparado! Ter um site, por exemplo, deixou de ser um luxo e passou a se tornar uma necessidade, facilmente observável que estamos entrando numa fase mais consciente acerca da necessidade do Design. O mercado cerâmico, não muito diferente de tudo, vem passando por uma importante revolução: a revolução digital. A cerâmica expandiu os horizontes criativos e por assim dizer nivelou as ferramentas de produção das empresas. Como consequência, a qualidade, antes apenas um argumento, transformou-se em premissa básica e a estratégia passou a ser a diferenciação. Frente a essas mudanças, o mercado de trabalho para o design de superfície em cerâmica cresceu muito. Hoje o profissional de design se tornou uma peça fundamental. É muito comum encontrar empresas que já funcionavam há anos e admitiram seu primeiro designer apenas agora graças a essa transformação. Hoje o profissional de design recém formado tem a possibilidade de entrar para um dos segmentos mais importantes da região, cuja demanda era anteriormente suprida por profissionais formados no Rio Grande do Sul e pessoas autodidatas. O curso de Design Gráfico não teria momento melhor para integrar este cenário e formar pessoas para tornar possível essa grande transformação. Os projetos desenvolvidos durante a vida acadêmica correspondem fielmente à realidade do mercado, e além dos métodos criativos, o conhecimento nas mais variadas áreas do design coloca no mercado profissionais completos. Para satisfazer esse mercado, além de determinação - fundamental a qualquer desafio - é preciso ser um criativo atento a tudo, ligado aos mais diversos segmentos: moda, arquitetura, arte, enfim, sem limites para a inspiração e sem medo de inovar, o que se torna mais importante do que manipular softwares. Jonas Cechinel é designer gráfico no Grupo Torrecid e bacharel em Design Gráfico pela Faculdade Satc. 22 letraset - 1ª edição Outubro de

13 ilustração Entrevista Uma relação que não teria uma palavra melhor para definir do que a própria natureza nos impôs. IRMÃOS. Phil e Ico são daqueles irmãos que estão sempre conectados e se acompanhando no decorrer da vida. Com cinco anos de diferença, os dois não sabem como ficaram tanto tempo longe um do outro. Pelo menos o Phil, que é o mais velho, pensa assim. O Ico, que já chegou ao mundo com um irmão riscando ele de canetinha não tem como negar. Quando se tem alguém com as mesmas afinidades dividindo tudo, inclusive a mesma mãe, fica fácil buscar aperfeiçoamento naquilo que se gosta. E foi assim, incentivando um ao outro que a arte passou a fazer parte da vida deles diariamente, com muitos rascunhos e técnicas compartilhadas. Hoje, formados em Publicidade e Propaganda, trabalham juntos, frente a frente na criação, como publicitários/diretores de arte/ilustradores na agência UP Comunicação de Marcas, de Tubarão - SC. E garantem que, como todos irmãos, se amam, mas tem vontade de se socarem de vez em quando. Confira ao lado a entrevista com os ilustradores. Há quanto tempo ilustram? Se ilustrar é o ato de tentar representar algo de alguma forma que não seja o próprio elemento representado, acreditamos que a gente faça isso desde que nos conhecemos por gente. Em casa, mamãe sempre incentivou ao desenho, sempre nos deus folhas brancas para nos desafiar a desenhar objetos, pessoas, lugares. No colégio sempre fomos os desenhistas da sala. Na faculdade não foi diferente. Muitos cadernos de matéria rabiscados por todo o canto, muitos favores para os amigos e familiares e, claro, muitos desenhos feitos para representar da nossa maneira o que a gente gosta e para alcançar o nível de quem a gente admira. Enfim, a trajetória de muitos ilustradores por aí. No sentindo profissional da palavra, acreditamos que ainda levamos a ilustração como um hobby, pois não vivemos disso de maneira que a ilustração pudesse nos sustentar 100%. Mas é um bom complemento para a renda de publicitário. Como funciona o processo de criação? Por sermos dois, fica difícil de formatar um único processo, ainda mais que os dois têm mais de um processo. Mas se formos tentar colocar isso na ponta do lápis, seria: Antes de começar qualquer coisa no papel ou direto no digital precisamos ter uma base de formação que começa na mente.» ilustração 24 letraset - 1ª edição Outubro de

14 ilustração Observação Olhar é diferente de observar. Observar é o olhar estudioso, que tenta ver a forma completa e suas funcionalidades. Observar é ver o contexto das imagens que se apresentam a sua frente. Como os elementos se encaixam e porque se encaixam. Qual o sentimento que o que está a nossa frente está nos transmitindo. Inspiração A inspiração serve para compararmos nossas observações de mundo com a observação de outros e tentarmos pegar o que a gente considera melhor de cada um para assim aperfeiçoarmos o nosso trabalho. Criação É nesse ponto em que as experiências de cada, somados às observações e inspirações, se conectam. É nesse ponto que surge a identidade de cada artista. É aqui que começam as experimentações, mas com a ideia quase que completa na cabeça. Aplicação Agora sim é que entra aquela famosa frase. Tudo começa em um papel em branco. É no papel que vamos ver se a imagem que se formou na criação mental consegue ser transmitida para a realidade. E nesse processo de testes surgem novas possibilidades que só o contato direto com a aplicação poderiam trazer. Feito todos testes e ajustes, partimos para o digital. É como se recomeçássemos toda a ilustração, só que agora com muito mais certeza do que estamos fazendo. O que não quer dizer que não teremos infinitos Control+Z. ilustração De onde vem a inspiração e as referências para ilustrar? No começo, o que nos motivava muito, como toda criança que começa a desenhar, eram os desenhos animados, gibis, filmes e até brinquedos. A ideia era tentar ser o mais fiel possível ao que víamos. Um abraço para as tartarugas ninjas! Hoje em dia não é muito diferente. Afinal, o desenho do momento que a gente» 26 letraset - 1ª edição Outubro de

15 ilustração curte muito é A Hora da Aventura. Mas claro que com a profissionalização, a gente acaba conhecendo não só a arte, mas também o artista, e muitas inspirações nossas são grandes artistas que graças a internet ficou fácil ter acesso. Seja o cara do 2d, 3d, escultor, pintor, diretor, animador, designer, showman. Todos eles trazem inspiração para nós somarmos em nosso jeito de ver e expor da nossa maneira única. ilustração Qual a relação entre a ilustração/design/publicidade (como vocês aplicam as ilustrações na UP)? No trabalho como diretores de arte, um certo conhecimento em ilustração agrega muito na hora de compor um layout. Tanto para ilustrar uma foto que será produzida, manipulada e encaixada no layout, quanto para usar a própria ilustração em materiais que precisam dela. No design, a visão de quem ilustra ajuda a respeitar formas e proporções. A ilustração em si ajuda muito a viabilizar materiais que sem ela não teriam condições de serem produzidos. Ser um diretor de arte multitarefas tem muitas vantagens, mas também muito trabalho. Dicas que vocês podem dar para quem quer iniciar nesse ramo. A dica é e sempre será: treine muito, goste muito, seja feliz. No mais, esperamos que você tenha observado, se inspirado e já tenha começado a criar em sua cabeça as ideias que surgiram ao longo da leitura. 28 letraset - 1ª edição Outubro de

16 processos gráficos Design de superfície: sua importância na indústria têxtil Diferente do Design Gráfico, que surgiu a partir da industrialização e da emergência da sociedade de massas, o Design de Superfície tem origens muito mais antigas. A arte da tecelagem e da cerâmica, feitas desde a idade da pedra, somadas ao longo dos tempos aos padrões visuais da estamparia e da azulejaria, são basicamente os pais do que hoje chamamos de Design de Superfície. Porém, o momento de maior destaque e reconhecimento ocorreu, também, durante a industrialização. Afinal a área têxtil foi a primeira a ser desenvolvida, projetada e produzida em grande escala, ocorrendo assim o grande surto da industrialização. A possibilidade de reprodução ilimitada de um padrão na produção de tecidos (sendo que este teria um custo único para obter o padrão original que depois só seria repetido) foi o que levou o setor têxtil a ser um dos primeiros alvos da participação do designer. Mesmo sendo tão antigo, no Brasil o Design de Superfície (DS) ou Surface Design é ainda quase desconhecido. Nos EUA esse termo já é utilizado há muito tempo para definir todo o tipo de projeto elaborado em uma superfície, seja ele industrial ou não. O importante é que a superfície seja projetada por meio de um processo de elaboração e uso de cores, e principalmente, que seja desenvolvido por um Designer. As principais aplicações do Design de Superfície são: têxtil, cerâmica, porcelana, plástico e papel. Uma das aplicações mais comuns do DS é o desenvolvimento de projetos para superfícies continuas, como tecidos em metro. Todas as técnicas e tecnologias têxteis que encontramos à nossa disposição atualmente tiveram que ser criadas e projetadas em algum momento da história. Ao trabalharmos com superfícies têxteis, não podemos apenas pensar em estampas e outras formas de ornamentação. Devemos observar e entender de a tecelagem de o bordado e estamparia digital. Afinal, um projeto de DS pode ser desenvolvido para a construção de tecelagem, diretamente ligado as fibras do tecido. Ele pode abranger todos os tipos de tecidos e não tecidos construindo novidades a partir de diferentes entrelaçamentos de fios. O jacquard, por exemplo, possibilita as mais complexas opções de desenvolvimento de elementos/ formas e texturas táteis. Dentro do processo têxtil existem várias formas de embelezamento e ornamentação. Segundo o designer de moda Geraldo Coelho Junior, é fundamental a pesquisa inicial sobre as técnicas de estamparia/ bordado/tingimentos e lavanderia. Essas técnicas de acabamento de superfície são aplicadas ao tecido para modificar sua aparência e toque. Podemos citar o bordado e a estamparia como as principais técnicas utilizadas atualmente.» Maiara Sant ana Designer de Superfície na empresa La Moda e bacharel em Design Gráfico pela SATC. processos gráficos 30 letraset - 1ª edição Outubro de

17 processos gráficos A estamparia, seja silkscreen ou impressão digital, por ser aplicada sobre o tecido, é mais acessível e de fácil reprodução. A estamparia é parte fundamental do design de uma peça ou coleção. Geralmente é por meio da estampa que se costuma ilustrar e mostrar uma determinada cartela de cores, além de mostrar os temas, influências e tendências sofridas pelo design durante o desenvolvimento. A técnica de estamparia, tanto silkscreen quanto digital, não apresenta toque ou formas de relevo na peça. Para criar tal sensação tátil é necessário adicionar sobre a estampa outros tipos de materiais, os mais utilizados são o plastizol, o foil, o flocado, o glitter e o puff. O bordado consiste na criação de elementos e texturas utilizando diferentes tipos de linhas e pontos. Sendo assim, é possível criar figuras bem elaboradas e com diferentes alturas, dando mais tridimensionalidade a arte desenvolvida. Os bordados ainda são pouco utilizados e suas soluções estéticas poderiam ser mais bem exploradas caso vista de uma maneira nova. O laser, como forma de estampa ou como corte, e os materiais termocolados são algumas outras opções de acabamentos disponíveis atualmente no mercado. Todas essas técnicas, porém, são aplicadas de acordo com a tendência de cada coleção. Acompanhar essas tendências não é apenas analisar o setor da moda, mas levar em conta o comportamento do público alvo e as tecnologias disponíveis. É utilizando as análises de tendências que o designer tem a certeza que está criando para o público certo, no momento certo. Sendo assim, é possível afirmar que o design não é composto por nenhuma regra universal de configuração, mas sim por uma ação interpretativa, criadora, que permite diversas formas de expressão. A possibilidade de aproximações e distanciamentos entre diferentes áreas do design pode ser comparada com a construção de um tecido. É necessária a definição das interconexões estabelecidas entre designer (trama)*, usuário (urdume)* e o seu desejo (fio). Quando estes se entrelaçam e se interconectam, o tecido é configurado. Por fim, o segredo de tamanha variação nas áreas de atuação de todo designer é que existem muitas maneiras de compor essas interconexões. *É através do entrelaçamento de fios dispostos verticalmente (urdume) com fios dispostos horizontalmente (trama) que se produz o tecido por meio da tecelagem. O design no desenvolvimento de videogames A indústria de jogos, não surpreendentemente, aparece como uma das principais áreas da indústria criativa, por que agrega não só profissionais com diferentes formações e conhecimentos, mas também reúne aspectos de diversas outras áreas na sua produção. É muito natural para um leigo imaginar que uma equipe de desenvolvedores de jogos é formada por programadores. Esse raciocínio, no entanto, foge de uma realidade que reúne programadores, artistas 2D, artistas 3D, produtores musicais, roteiristas, diretores de fotografia, designers de informação, de interfaces, mais uma série de outros profissionais. No centro dessa equipe de produção está o game designer. Ele é o profissional responsável por conceber a experiência de jogo entregue ao jogador. No jargão do desenvolvimento de jogos, a jogabilidade ou gameplay. Hoje, sabe-se que não importa o quão esteticamente perfeito é um determinado jogo. O que mantém o jogador grudado no computador, videogame, celular e até na web é a jogabilidade. O Angry Birds, desenvolvido pela sueca Rovio, é um grande exemplo disso. O game não possui nada de destaque, no que se refere à gráficos ou sons. A grande mágica de Angry Birds é a sua jogabilidade. Um game designer é um profissional que consegue tratar um problema de design pelo viés da experiência. Isso exige, desse profissional, conhecimentos em antropologia e ergonomia cognitiva, além de muitos conhecimentos gerais e uma capacidade de aprender constantemente. Além disso, o game designer é o profissional que vai dar o tom para todos os outros profissionais da equipe de produção, para que o resultado final esteja em conformidade com a experiência desenhada por ele. Apesar de complexa, a atividade é tremendamente prazerosa e divertida, além de um excelente campo de atuação profissional. Thiago Mendes Game designer, mestre em design, professor do curso de jogos digitais da Universidade Feevale e coordenador do Laboratório de Objetos de Aprendizagem da Instituição. design digital 32 letraset - 1ª edição Outubro de

18 cabeça do estudante cabeça do estudante A editoria cabeça de estudante traz matérias de interesse para acadêmicos e estudantes de design. Nesta edição serão apresentados trabalhos produzidos em sala de aula, nas disciplinas de projeto gráfico, do curso de graduação em Design Gráfico da Faculdade Satc. Foram contemplados trabalhos de excelência nas áreas de Identidade Visual, Design Editorial, Design de Superfície, Design Cerâmico e Web Design. Os trabalhos selecionados foram produzidos no período de 2011 a 2013 e indicados pelos professores das disciplinas. Esperamos que essas referências possam servir como inspiração para acadêmicos e designers e que possam se tornar uma fonte de discussão para a prática do design. Nas próximas edições, além dos resultados finais, apresentaremos os processos de desenvolvimento dos projetos, com o intuito de esclarecer as práticas, processos e ferramentas de projeto subjacentes aos produtos. Também serão contemplados outros centros de formação, a fim de ampliar e qualificar a discussão e as referências das práticas de design. Identidade Visual Iolanda Honorato Júlia Savi Kérolin Bonfante Luan Justi 34 letraset - 1ª edição Outubro de

19 cabeça do estudante cabeça do estudante Projeto Cerâmica Ana Cláudia Plácido Bruno Silva Derlei Willian Botelho 36 letraset - 1ª edição Outubro de

20 cabeça do estudante cabeça do estudante Design de Superfície Caroline de Oliveira João Vitor Severo 38 letraset - 1ª edição Outubro de

letraset Entrevista com os ilustradores Phil e Ico A customização como diferencial competitivo página 10

letraset Entrevista com os ilustradores Phil e Ico A customização como diferencial competitivo página 10 letraset A customização como diferencial competitivo página 10 Design de superfície na indústria têxtil página 30 Entrevista com os ilustradores Phil e Ico página 24 Realização: 2 letraset - 1ª edição

Leia mais

A importância do design nos negócios

A importância do design nos negócios A importância do design nos negócios SUMÁRIO Apresentação 4 A importância do Design 5 Design de Comunicação 13 A Escada do Design 6 Design Gráfico 14 O processo do Design 7 Logomarca 15 Design & Inovação

Leia mais

Briefing O que é? Para que serve?

Briefing O que é? Para que serve? Faculdade de Tecnologia da Paraíba CURSO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA A INTERNET DISCIPLINA DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES WEB ESTÁTICAS PERÍODO: P2 Semestre: 20082 PROFESSOR Geraldo Rodrigues

Leia mais

3 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades de Língua Portuguesa Revisão Nome:

3 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades de Língua Portuguesa Revisão Nome: 3 o ano Ensino Fundamental Data: / / Atividades de Língua Portuguesa Revisão Nome: Vamos entender um pouco mais sobre ética. Leia este texto atentamente. ÉTICA Ética é um conjunto de valores morais, costumes

Leia mais

A importância de personalizar a sua loja virtual

A importância de personalizar a sua loja virtual A importância de personalizar a sua loja virtual Ter uma loja virtual de sucesso é o sonho de muitos empresários que avançam por esse nicho econômico. Porém, como as lojas virtuais são mais baratas e mais

Leia mais

1.Quem é e o que faz o ícone. musical de nossa era: o DJ?

1.Quem é e o que faz o ícone. musical de nossa era: o DJ? 1.Quem é e o que faz o ícone musical de nossa era: o DJ? Quem é e o que faz o ícone musical de nossa era: o DJ? Nos dias de hoje, quando você pensa em um artista descolado e muito poderoso, esse cara pode

Leia mais

Aula 1 - O que é design? professor Rafael Ho mann

Aula 1 - O que é design? professor Rafael Ho mann Aula 1 - O que é design? professor Rafael Ho mann Fundamentos do design (grá co?) Objetivo da aula - Conhecer melhor e consolidar o signi cado do termo design. Objetivo da aula É muito mais difícil falar

Leia mais

A confluência dos vídeos e a Internet

A confluência dos vídeos e a Internet WHITEPAPER A confluência dos vídeos e a Internet Por que sua empresa deveria investir em vídeos em 2013 e como a Construção Civil pode utilizar os vídeos como diferencial competitivo. 1 Saiba como os vídeos

Leia mais

CURSO DE DESIGN DE MODA

CURSO DE DESIGN DE MODA 1 CURSO DE MATRIZ CURRICULAR 2016.1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS BRUSQUE (SC) Consuni nº. 49/15, 2015 de 7 de outubro de 2015. SUMÁRIO 2 1ª FASE... 4 01 DESENHO DE MODA I... 4 02 HISTÓRIA: ARTE E INDUMENTÁRIA...

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN GRÁFICO 514502 INTRODUÇÃO AO DESIGN Conceituação e história do desenvolvimento do Design e sua influência nas sociedades contemporâneas no

Leia mais

Conteúdo 1 - O que é design (gráfico)? professor Rafael Hoffmann

Conteúdo 1 - O que é design (gráfico)? professor Rafael Hoffmann Conteúdo 1 - O que é design (gráfico)? professor Rafael Hoffmann Objetivo da aula - Conhecer melhor e consolidar o significado do termo design. Objetivo da aula É muito mais difícil falar sobre algo do

Leia mais

O futuro do YouTube - VEJA.com

O futuro do YouTube - VEJA.com Entrevista O futuro do YouTube 29/08/2009 10:49 Por Leo Branco Nesta semana, Chad Hurley, de 32 anos, um dos criadores do YouTube, esteve no Brasil e falou a VEJA sobre o futuro do maior site de vídeos

Leia mais

CONSTRUINDO UM JOGO EDUCATIVO UTILIZANDO O SOFTWARE DE AUTORIA ADOBE FLASH

CONSTRUINDO UM JOGO EDUCATIVO UTILIZANDO O SOFTWARE DE AUTORIA ADOBE FLASH CONSTRUINDO UM JOGO EDUCATIVO UTILIZANDO O SOFTWARE DE AUTORIA ADOBE FLASH Francielly Falcão da Silva¹, Samuel Carlos Romeiro Azevedo Souto², Mariel José Pimentel de Andrade³ e Alberto Einstein Pereira

Leia mais

O SIGNIFICADO DA PESQUISA:

O SIGNIFICADO DA PESQUISA: O SIGNIFICADO DA PESQUISA: ESCRITO POR Clive de Freitas PUBLICADO Outubro 2013 como ela molda nossas vidas e cria marcas O RESUMO Como profissionais de marketing, é fácil reduzir a pesquisa para métricas

Leia mais

Orientação ao mercado de trabalho para Jovens. 1ª parte. Projeto Super Mercado de Trabalho 1ª parte Luiz Fernando Marca

Orientação ao mercado de trabalho para Jovens. 1ª parte. Projeto Super Mercado de Trabalho 1ª parte Luiz Fernando Marca Orientação ao mercado de trabalho para Jovens 1ª parte APRESENTAÇÃO Muitos dos jovens que estão perto de terminar o segundo grau estão lidando neste momento com duas questões muito importantes: a formação

Leia mais

Iniciação à PNL. www.cursosbrasil.com.br. Produção. Parte 2. Jimmy L. Mello. www.brasilpnl.com.br. www.brasilpnl.com.br

Iniciação à PNL. www.cursosbrasil.com.br. Produção. Parte 2. Jimmy L. Mello. www.brasilpnl.com.br. www.brasilpnl.com.br Serie: Cursos Profissionalizantes Brasil PNL Formação em "Programação neurolingüística" (PNL) Curso Gratuito Produção www.cursosbrasil.com.br Iniciação à PNL Parte 2 Jimmy L. Mello Distribuição gratuita

Leia mais

ATÓRIO OBSERV. mcf*(penso) julho/agosto 2013

ATÓRIO OBSERV. mcf*(penso) julho/agosto 2013 OBSERV ATÓRIO Outro dia, por mais uma vez, decidi que freqüentaria a uma academia. Como acabei de me mudar de casa, busquei no Google maps do meu celular por Academia e de imediato diversos pontinhos vermelhos

Leia mais

ATENDIMENTO A CLIENTES

ATENDIMENTO A CLIENTES Introdução ATENDIMENTO A CLIENTES Nos dias de hoje o mercado é bastante competitivo, e as empresas precisam ser muito criativas para ter a preferência dos clientes. Um dos aspectos mais importantes, principalmente

Leia mais

3 DICAS QUE VÃO AJUDAR A POUPAR DINHEIRO EM SEU PRÓXIMO PROJETO DE VÍDEO

3 DICAS QUE VÃO AJUDAR A POUPAR DINHEIRO EM SEU PRÓXIMO PROJETO DE VÍDEO 3 DICAS QUE VÃO AJUDAR A POUPAR DINHEIRO EM SEU PRÓXIMO PROJETO DE VÍDEO Fazer vídeos hoje em dia já não é o bicho de 7 cabeças que realmente foi a pouco tempo atrás. Nesse e-book você vai começar a aprender

Leia mais

Escrita Eficiente sem Plágio

Escrita Eficiente sem Plágio Escrita Eficiente sem Plágio Produza textos originais com qualidade e em tempo recorde Ana Lopes Revisão Rosana Rogeri Segunda Edição 2013 Direitos de cópia O conteúdo deste livro eletrônico tem direitos

Leia mais

Usina de Site em gênero Seus principais valores são: iniciativa, qualidade, criatividade, competência e profissionalismo. Ao adquirir serviços e

Usina de Site em gênero Seus principais valores são: iniciativa, qualidade, criatividade, competência e profissionalismo. Ao adquirir serviços e Usina de Site em número Uma agência, uma equipe, uma unidade. São vários membros, estilos diferentes e inúmeras habilidades que se complementam e dão um novo sentido à publicidade e propaganda, guiados

Leia mais

Como é ser aprovado no vestibular de uma Universidade Pública, em que sabemos da alta concorrência entre os candidatos que disputam uma vaga?

Como é ser aprovado no vestibular de uma Universidade Pública, em que sabemos da alta concorrência entre os candidatos que disputam uma vaga? Abdias Aires 2º Ano EM Arthur Marques 2º Ano EM Luiz Gabriel 3º Ano EM Como é ser aprovado no vestibular de uma Universidade Pública, em que sabemos da alta concorrência entre os candidatos que disputam

Leia mais

O que é Estudio Cosmica?

O que é Estudio Cosmica? Apresentacao O que é Estudio Cosmica? Criação e Concepção de Ideias e Projetos. Estudio Cosmica é um Estúdio de Criação e desenvolvimento de Ideias, Sempre Atento e antenado ao Mercado e novidades, buscando

Leia mais

Direção Criativa. Garantir a originalidade e a criatividade de um projeto é fruto. de um trabalho árduo que exige dedicação, envolvimento

Direção Criativa. Garantir a originalidade e a criatividade de um projeto é fruto. de um trabalho árduo que exige dedicação, envolvimento 44 :: Webdesign Direção Criativa Garantir a originalidade e a criatividade de um projeto é fruto de um trabalho árduo que exige dedicação, envolvimento e um imenso esforço para que o sucesso seja alcançado

Leia mais

Fluxo de Desenvolvimento do Webdesign

Fluxo de Desenvolvimento do Webdesign Webdesign Fluxo de Desenvolvimento do Webdesign Apresentação, Fluxo de Desenvolvimento e Arquitetura da Informação Apresentação Thiago Miranda Email: mirandathiago@gmail.com Site: www.thiagomiranda.net

Leia mais

Entrevista da Professora Rosa Trombetta à rádio Jovem Pan.

Entrevista da Professora Rosa Trombetta à rádio Jovem Pan. Entrevista da Professora Rosa Trombetta à rádio Jovem Pan. A Professora Rosa Trombetta, Coordenadora de Cursos da FIPECAFI aborda o assunto elearning para os ouvintes da Jovem Pan Online. Você sabe o que

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE ARTES- CEART BACHARELADO EM MODA - HABILITAÇÃO EM DESIGN DE MODA

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE ARTES- CEART BACHARELADO EM MODA - HABILITAÇÃO EM DESIGN DE MODA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE ARTES- CEART BACHARELADO EM MODA - HABILITAÇÃO EM DESIGN DE MODA Coleção de moda para o público infantil aliando Arte & Cultura à técnica de estamparia

Leia mais

Manual do bom vendedor Como vender mais e melhor

Manual do bom vendedor Como vender mais e melhor Manual do bom vendedor Como vender mais e melhor 2 ÍNDICE >> Introdução... 3 >> Perfil do profissional... 5 >> Características essenciais da venda... 10 >> As 4 dicas para vender mais e melhor... 12 >>

Leia mais

QUEM É A PROJECTO HOJE?

QUEM É A PROJECTO HOJE? Começamos em 2008 com uma dúvida na cabeça: por que não ter um material com design inovador mas que também traga resultados para o negócio do cliente? Para nós não fazia sentido ter um layout bonito que

Leia mais

PERSONAL SHOPPER MARY KAY

PERSONAL SHOPPER MARY KAY PERSONAL SHOPPER MARY KAY O QUE É? Personal shopping é uma ocupação, na qual se ajuda alguém a fazer suas compras, dando conselhos e fazendo sugestões para os clientes. A personal shopper vai dar ao cliente

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO PUBLICIDADE E PROPAGANDA GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO PUBLICIDADE E PROPAGANDA GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO PUBLICIDADE E PROPAGANDA GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS Cultura Brasileira 1º PERÍODO O fenômeno cultural. Cultura(s) no Brasil. Cultura regional e

Leia mais

TRABALHOS TÉCNICOS Serviço de Documentação e Informação EDIÇÃO E GESTÃO DE CONTEÚDO PARA WEB

TRABALHOS TÉCNICOS Serviço de Documentação e Informação EDIÇÃO E GESTÃO DE CONTEÚDO PARA WEB TRABALHOS TÉCNICOS Serviço de Documentação e Informação EDIÇÃO E GESTÃO DE CONTEÚDO PARA WEB Gestão do Conhecimento hoje tem se materializado muitas vezes na memória organizacional da empresa. O conteúdo

Leia mais

Aula 2 - Especi cidades do design. professor Rafael Ho mann

Aula 2 - Especi cidades do design. professor Rafael Ho mann Aula 2 - Especi cidades do design professor Rafael Ho mann Especi cidades do design Design de produto/industrial Trabalha com a criação e produção de objetos e produtos (bens de consumo) tridimensionais

Leia mais

ANATOMIA HUMANA GERAL APLICADA À EDUCAÇÃO FÍSICA BACHARELADO: ADEQUAÇÃO DE CONTEÚDO PARA DISCIPLINA A DISTÂNCIA.

ANATOMIA HUMANA GERAL APLICADA À EDUCAÇÃO FÍSICA BACHARELADO: ADEQUAÇÃO DE CONTEÚDO PARA DISCIPLINA A DISTÂNCIA. 1 ANATOMIA HUMANA GERAL APLICADA À EDUCAÇÃO FÍSICA BACHARELADO: ADEQUAÇÃO DE CONTEÚDO PARA DISCIPLINA A DISTÂNCIA. Batatais SP Setembro 2013. Edson Donizetti Verri Centro Universitário Claretiano de Batatais

Leia mais

ebook Aprenda como aumentar o poder de captação do seu site. por Rodrigo Pereira Publicitário e CEO da Agência Retina Comunicação

ebook Aprenda como aumentar o poder de captação do seu site. por Rodrigo Pereira Publicitário e CEO da Agência Retina Comunicação por Rodrigo Pereira Publicitário e CEO da Agência Retina Comunicação Sobre o Autor: Sempre fui comprometido com um objetivo de vida: TER MINHA PRÓPRIA EMPRESA. Mas assim como você, eu também ralei bastante

Leia mais

JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ www.diariodaconstrucao.com.br

JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ www.diariodaconstrucao.com.br PROPOSTA DE PROPAGANDA - ANUNCIE NO JDC Apresentação de Plano de Publicidade Online no Site O JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ atende com o nome de JDC, porque é uma empresa que tem como sua atividade

Leia mais

Uma nova fase de sucesso em seu negócio pode começar agora

Uma nova fase de sucesso em seu negócio pode começar agora Uma nova fase de sucesso em seu negócio pode começar agora Afinal, tudo começa em sua maneira de pensar. E marketing é isto, uma questão de posicionamento. PROPOSTA DE SERVIÇOS Logotipos Web Sites Lojas

Leia mais

Webdesign Fluxo de Desenvolvimento do Webdesign

Webdesign Fluxo de Desenvolvimento do Webdesign Webdesign Fluxo de Desenvolvimento do Webdesign Conteúdos Os materiais de aula, apostilas e outras informações estarão disponíveis em: www.thiagomiranda.net Tópicos da Aula 1. Design 2. Importância do

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN GRÁFICO

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN GRÁFICO 1 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN GRÁFICO EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS BRUSQUE (SC) Consuni nº. 63/14, 2011 de 10 de dezembro de 2014. 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 3 01 INTRODUÇÃO AO CONHECIMENTO TECNOLÓGICO...

Leia mais

Aline Santos Carlos Augusto Peterson Almeida Rafael Rodrigues Ramon Assis

Aline Santos Carlos Augusto Peterson Almeida Rafael Rodrigues Ramon Assis Aline Santos Carlos Augusto Peterson Almeida Rafael Rodrigues Ramon Assis Marketing Digital Trabalho científico apresentado ao Professor Edvaldo Jr., docente da matéria Marketing Digital, da turma de Produção

Leia mais

Existe espaço para os covers mostrarem seus trabalhos? As pessoas dão oportunidades?

Existe espaço para os covers mostrarem seus trabalhos? As pessoas dão oportunidades? A Estação Pilh@ também traz uma entrevista com Rodrigo Teaser, cover do Michael Jackson reconhecido pela Sony Music. A seguir, você encontra os ingredientes da longa história marcada por grandes shows,

Leia mais

MÍDIA KIT. A maior e melhor revista de decoração e design

MÍDIA KIT. A maior e melhor revista de decoração e design MÍDIA KIT A maior e melhor revista de decoração e design NÓS PENSAMOS NO DIA A DIA DO NOSSO LEITOR CASA CLAUDIA inspira e ajuda o leitor a tornar sua casa mais bela, confortável e restauradora nos diferentes

Leia mais

Questão em foco: Colaboração de produto 2.0. Uso de técnicas de computação social para criar redes sociais corporativas

Questão em foco: Colaboração de produto 2.0. Uso de técnicas de computação social para criar redes sociais corporativas Questão em foco: Colaboração de produto 2.0 Uso de técnicas de computação social para criar redes sociais corporativas Tech-Clarity, Inc. 2009 Sumário Sumário... 2 Introdução à questão... 3 O futuro da

Leia mais

Universidade Federal do Rio de Janeiro NCE/PGTIAE. Tutorial SweetHome3D

Universidade Federal do Rio de Janeiro NCE/PGTIAE. Tutorial SweetHome3D Universidade Federal do Rio de Janeiro NCE/PGTIAE Tutorial SweetHome3D Trabalho apresentado ao Prof. Carlo na Disciplina de Software Livre no curso Pós Graduação em Tecnologia da Informação Aplicada a

Leia mais

Fundamentos de design

Fundamentos de design Fundamentos de design gordongroup Sobre o gordongroup gordongroup é uma agência de marketing e comunicação de tempo integral e de balcão único, que oferece um conjunto exclusivo de serviços criativos,

Leia mais

social media para bares, restaurantes e afins

social media para bares, restaurantes e afins BARTIPS social media para bares, restaurantes e afins O que buscamos? Divulgar seu estabelecimento para milhares de potenciais consumidores. Fazer você ser parte do dia-a-dia de seu cliente Ter suas novidades,

Leia mais

A animação é uma maneira de se criar ilusão, dando vida a objetos inanimados. Perisic,1979

A animação é uma maneira de se criar ilusão, dando vida a objetos inanimados. Perisic,1979 A animação é uma maneira de se criar ilusão, dando vida a objetos inanimados. Perisic,1979 Apresentação Objetivos Equipe Metodologia Experiências Animadas Guia do Animador Iniciante Meu Primeiro Curta-metragem

Leia mais

4 Cursos de nível superior no Brasil para formação de Designers de Games

4 Cursos de nível superior no Brasil para formação de Designers de Games 4 Cursos de nível superior no Brasil para formação de Designers de Games Este Capítulo apresenta o levantamento realizado dos cursos de nível superior no Brasil voltados para a formação de Designers de

Leia mais

Você, no entanto, pode nos ajudar!

Você, no entanto, pode nos ajudar! Este livro pode ser adquirido por educação, negócios, vendas ou uso promocional. Embora toda precaução tenha sido tomada na preparação deste livro, o autor não assume nenhuma responsabilidade por erros

Leia mais

Atenção: Revista em desenvolvimento

Atenção: Revista em desenvolvimento Editorial Atenção: Revista em desenvolvimento Estamos iniciando nossa primeira edição, de um produto até agora novo, não na tecnologia empregada que já é sucesso na Europa, e sim em seu conteúdo. As revistas

Leia mais

COMO CONQUISTAR CLIENTES COM APLICATIVOS PARA CELULAR

COMO CONQUISTAR CLIENTES COM APLICATIVOS PARA CELULAR COMO CONQUISTAR CLIENTES COM APLICATIVOS PARA CELULAR CONTEÚDO 1 2 3 4 5 6 Por que as empresas precisam estar conectadas ao mundo mobile Como os aplicativos mobile podem atrair mais clientes. Como os aplicativos

Leia mais

Pequenas empresas, o que fazer online? Sua campanha.com

Pequenas empresas, o que fazer online? Sua campanha.com Pequenas empresas, o que fazer online? Sua campanha.com Introdução Muitas pequenas empresas estão perdidas na internet, algumas têm sites que nos fazem suspirar de tristeza (e algumas pessoas realmente

Leia mais

PROFISSIONAL. 7 Passos para Gerencar um Eficiente Estúdio Fotográfico de Produtos

PROFISSIONAL. 7 Passos para Gerencar um Eficiente Estúdio Fotográfico de Produtos EDIÇÃO Nº 04 GRÁTIS FOTOGRAFIA PROFISSIONAL SOLUÇÕES PARA IMAGENS DE PRODUTO QUE CONQUISTARAM OS LÍDERES DO COMÉRCIO ELETRÔNICO 7 Passos para Gerencar um Eficiente Estúdio Fotográfico de Produtos Do início

Leia mais

Paródia 1ªA. Música Fugidinha Michel Teló. Cheguei na escola não consegui entender. Mas depois de um tempo tudo foi se resolver

Paródia 1ªA. Música Fugidinha Michel Teló. Cheguei na escola não consegui entender. Mas depois de um tempo tudo foi se resolver Paródia 1ªA Música Fugidinha Michel Teló Cheguei na escola não consegui entender Mas depois de um tempo tudo foi se resolver Tudo dando certo eu vou ficar esperto E vestibular eu vou fazer Sempre tem aquele

Leia mais

GANHE DINHEIRO FACIL GASTANDO APENAS ALGUMAS HORAS POR DIA

GANHE DINHEIRO FACIL GASTANDO APENAS ALGUMAS HORAS POR DIA GANHE DINHEIRO FACIL GASTANDO APENAS ALGUMAS HORAS POR DIA Você deve ter em mente que este tutorial não vai te gerar dinheiro apenas por você estar lendo, o que você deve fazer e seguir todos os passos

Leia mais

Por Tiago Bastos 1. 3 Dicas Infalíveis Para Ganhar Dinheiro Online

Por Tiago Bastos 1. 3 Dicas Infalíveis Para Ganhar Dinheiro Online Por Tiago Bastos 1 3 Dicas Infalíveis Para Ganhar Dinheiro Online 3 Dicas Infalíveis Para Ganhar Dinheiro Online Se não pode subir a montanha, torne-se uma. Por Tiago Bastos 2 3 Dicas Infalíveis Para Ganhar

Leia mais

44 :: e-mais - portfólio on-line. Como montar um portfólio on-line?

44 :: e-mais - portfólio on-line. Como montar um portfólio on-line? 44 :: e-mais - portfólio on-line Como montar um portfólio on-line? e-mais - portfólio on-line :: 45 Sinto muita falta em portfólios on-line de uma explicação detalhada da função exercida em cada projeto

Leia mais

CURSO DE DESIGN DE MODA

CURSO DE DESIGN DE MODA 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2011.1 BRUSQUE (SC) 2013 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 3 01 CRIATIVIDADE... 3 02 HISTÓRIA DA ARTE E DO DESIGN... 3 03 INTRODUÇÃO AO... 3 04 LEITURA E PRODUÇÃO DE TEXTO... 3

Leia mais

A ARTE DE PRODUZIR ARTE Professora: Márcia Roseli Ceretta Flôres professora de artes marciacerettaflores@yahoo.com.br ESCOLA MUNICIPAL FUNDAMENTAL

A ARTE DE PRODUZIR ARTE Professora: Márcia Roseli Ceretta Flôres professora de artes marciacerettaflores@yahoo.com.br ESCOLA MUNICIPAL FUNDAMENTAL A ARTE DE PRODUZIR ARTE Professora: Márcia Roseli Ceretta Flôres professora de artes marciacerettaflores@yahoo.com.br ESCOLA MUNICIPAL FUNDAMENTAL JOÃO GOULART INTRODUÇÃO A arte apresenta uma forma de

Leia mais

A LB Comunica desenvolve estratégias e ações de marketing e comunicação, feitas sob medida para a realidade e as necessidades de cada cliente.

A LB Comunica desenvolve estratégias e ações de marketing e comunicação, feitas sob medida para a realidade e as necessidades de cada cliente. .a agência A LB Comunica desenvolve estratégias e ações de marketing e comunicação, feitas sob medida para a realidade e as necessidades de cada cliente. Nosso compromisso é auxiliar empresas e organizações

Leia mais

Este documento provê informação atualizada, e simples de entender, para o empreendedor que precisa iniciar ou avaliar suas operações online.

Este documento provê informação atualizada, e simples de entender, para o empreendedor que precisa iniciar ou avaliar suas operações online. Os segredos dos negócios online A Internet comercial está no Brasil há menos de 14 anos. É muito pouco tempo. Nesses poucos anos ela já mudou nossas vidas de muitas maneiras. Do programa de televisão que

Leia mais

A SUSTENTABILIDADE E A UTILIZAÇÃO DE TEMAS CULTURAIS NO DESIGN DE MODA

A SUSTENTABILIDADE E A UTILIZAÇÃO DE TEMAS CULTURAIS NO DESIGN DE MODA ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 A SUSTENTABILIDADE E A UTILIZAÇÃO DE TEMAS CULTURAIS NO DESIGN DE MODA Caroline Yurie Kikuchi 1 ;

Leia mais

Design Manual do curso

Design Manual do curso Design Manual do curso Informações gerais INFORMAÇÕES GERAIS Nome: curso de Design, bacharelado Código do currículo: 2130 Nível: curso superior de graduação Início: o curso de Design com habilitação em

Leia mais

DE RELÓGIOS. Guia de Melhores Práticas. Como Fotografar Relógios Como um Profissional EDIÇÃO Nº 06 GRÁTIS FOTOGRAFIA

DE RELÓGIOS. Guia de Melhores Práticas. Como Fotografar Relógios Como um Profissional EDIÇÃO Nº 06 GRÁTIS FOTOGRAFIA EDIÇÃO Nº 06 GRÁTIS FOTOGRAFIA DE RELÓGIOS SOLUÇÕES PARA IMAGENS DE PRODUTO QUE CONQUISTARAM OS LÍDERES DO COMÉRCIO ELETRÔNICO Guia de Melhores Práticas Como Fotografar Relógios Como um Profissional Precisa

Leia mais

Bacharelado em Moda Matriz Curricular 2010-1

Bacharelado em Moda Matriz Curricular 2010-1 CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA Bacharelado em Moda Matriz Curricular 2010-1 Fase Cod. Disciplina I II III IV Prérequisitos Carga Horária Teórica

Leia mais

Minha lista de sonhos

Minha lista de sonhos Licença No: # 122314/LS Fone: +55-11 5539-4719 E mail: vagner@programavirandoojogo.com.br Web: www.programavirandoojogo.com.br 2015 Minha lista de sonhos Com visão 2025 PREPARADO POR VAGNER MOLINA Rua

Leia mais

Guia Curta Fácil 1 Festival Nacional Curta no Celular de Taubaté

Guia Curta Fácil 1 Festival Nacional Curta no Celular de Taubaté 1 Conteúdo TIPOS DE PLANOS... 3 PLANO GERAL... 3 PLANO MÉDIO... 3 PLANO AMERICANO... 4 PRIMEIRO PLANO OU CLOSE-UP... 4 PRIMEIRÍSSIMO PLANO... 4 MOVIMENTOS DE CÂMERA... 5 PANORÂMICAS - PANS... 5 PANORÂMICA

Leia mais

Por Carol Alvarenga, em 17 de junho de 2014, 15h Esquemaria.com.br

Por Carol Alvarenga, em 17 de junho de 2014, 15h Esquemaria.com.br Esquemaria.com.br / Dicas de estudos / 4 mitos sobre estudos: saiba mais como evitar estes erros Talvez você conheça estes mitos sobre estudos, mas você sabe a verdade por trás deles? Hoje eu trago um

Leia mais

Por Tiago Bastos Quer Dinheiro Online? 1

Por Tiago Bastos Quer Dinheiro Online? 1 Por Tiago Bastos Quer Dinheiro Online? 1 Se não pode subir a montanha, torne-se uma. Por Tiago Bastos Quer Dinheiro Online? 2 ISSO ESTÁ ME GERANDO R$7.278,05 - R$10.588,38 POR SEMANA E VOCÊ PODE FAZER

Leia mais

Era o que você esperava? Não, superou todas as minhas expectativas. Ficou lindo. SIRONA.COM.BR

Era o que você esperava? Não, superou todas as minhas expectativas. Ficou lindo. SIRONA.COM.BR É o sonho de consumo de qualquer pessoa ter uma máquina dessa, inclusive o meu. Com o equipamento vou poder ajudar as pessoas a terem o sorriso como o meu e a praticidade também. O que você achou de ser

Leia mais

Introdução à Arte da Ciência da Computação

Introdução à Arte da Ciência da Computação 1 NOME DA AULA Introdução à Arte da Ciência da Computação Tempo de aula: 45 60 minutos Tempo de preparação: 15 minutos Principal objetivo: deixar claro para os alunos o que é a ciência da computação e

Leia mais

O Guia do Relacionamento para o corretor moderno

O Guia do Relacionamento para o corretor moderno O Guia do Relacionamento para o corretor moderno Introdução 3 O que é marketing de relacionamento 6 Como montar uma estratégia de relacionamento 9 Crie canais de relacionamento com o cliente 16 A importância

Leia mais

Design de Interfaces e Usabilidade - Tópico 1

Design de Interfaces e Usabilidade - Tópico 1 Instituto Federal do Sertão-PE Design de Interfaces e Usabilidade - Tópico 1 Prof. Felipe Correia Conteúdo Por que estudar Design de Interfaces e Usabilidade?! Conceitos básicos sobre Design! Primeira

Leia mais

Fotos: Luís Antônio Rodrigues. No Perfil Ché & Colin

Fotos: Luís Antônio Rodrigues. No Perfil Ché & Colin Fotos: Luís Antônio Rodrigues No Perfil & Perfil Em meio às gravações no estúdio Brothers da Lua do músico, juntamente com o gravamos uma entrevista, onde eles nos contam como começou essa amizade e parceria,

Leia mais

REFERÊNCIAS DE ALGUNS DOS NOSSOS CLIENTES INDIVIDUAIS

REFERÊNCIAS DE ALGUNS DOS NOSSOS CLIENTES INDIVIDUAIS Ana Patricia Da Silva, Turismóloga, guia de turismo na Calábria e responsável comercial do operador Bonjour Italie Partita IVA (CNPJ da Itália): 03187610781 Skype: anapatriciaconsultant www.touristico.it

Leia mais

Curso de. Motion Design. com Paulo Blob

Curso de. Motion Design. com Paulo Blob Curso de Motion Design com Paulo Blob Maxon Cinema 4D Software de Animação 3D Adobe After Effects CS6 Software de Animação 2D / Composição Adobe Photoshop CS6 Software de Manipulação de Imagens Adobe Illustrator

Leia mais

Colletivo. do design. O instinto

Colletivo. do design. O instinto 14 :: portfólio agência - colletivo O instinto Colletivo do design Se formos apontar no atual modelo de sociedade qual seria uma das melhores formas de representação da democracia, certamente os ônibus

Leia mais

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade O caminho para o sucesso Promovendo o desenvolvimento para além da universidade Visão geral Há mais de 40 anos, a Unigranrio investe em ensino diferenciado no Brasil para cumprir com seu principal objetivo

Leia mais

Plano de Ação para Mídias Sociais: ebook para agências de turismo. Copyright 2015. Agente no Turismo Strategia Consultoria Turística Ltda.

Plano de Ação para Mídias Sociais: ebook para agências de turismo. Copyright 2015. Agente no Turismo Strategia Consultoria Turística Ltda. Plano de Ação para Mídias Sociais: ebook para agências de turismo Copyright 2015 Agente no Turismo Strategia Consultoria Turística Ltda. Todos os direitos reservados. Pode ser compartilhado com conteúdo,

Leia mais

Sobre o site. mídia kit. www.nivelepico.com

Sobre o site. mídia kit. www.nivelepico.com 2013 Sobre o site O Nível Épico é um site de entretenimento que tem como objetivo manter o público informado sobre as últimas novidades da cultura pop. Fundado em 2010, traz conteúdos sobre cinema, literatura,

Leia mais

Jingle Sabores do Brasil para a marca Chocolates Brasil Cacau 1

Jingle Sabores do Brasil para a marca Chocolates Brasil Cacau 1 Jingle Sabores do Brasil para a marca Chocolates Brasil Cacau 1 Simone MARIANO 2 Sheilla REIS 3 Mariana BRASIL 4 Mariane FREITAS 5 Amanda CARVALHO 6 Jéssica SANTOS 7 Suelen VALENTE 8 Universidade Católica

Leia mais

Aprenda a Gerar Renda Utilizando Seus Conhecimentos em Promob e Projetos 3D.ACDEMY.COM.BR COMO GERAR RENDA COM PROJETO VERSÃO 1.0

Aprenda a Gerar Renda Utilizando Seus Conhecimentos em Promob e Projetos 3D.ACDEMY.COM.BR COMO GERAR RENDA COM PROJETO VERSÃO 1.0 Aprenda a Gerar Renda Utilizando Seus Conhecimentos em Promob e Projetos CAIO HENRIQUE TEODORO DOS SANTOS Página 1 Versão 1.0 2013 Esforcei-me ao máximo para transmitir em poucas páginas algumas dicas

Leia mais

II FESTIVAL NACIONAL CURTA NO CELULAR GUIA CURTA FÁCIL

II FESTIVAL NACIONAL CURTA NO CELULAR GUIA CURTA FÁCIL II FESTIVAL NACIONAL CURTA NO CELULAR GUIA CURTA FÁCIL O FEST CURT CELU Guia Curta Fácil 2 A câmera de cinema funciona como se fosse uma máquina fotográfica que dispara milhares de foto em um espaço muito

Leia mais

Ementário do curso de Design de Moda Grade 2011/1

Ementário do curso de Design de Moda Grade 2011/1 1 1 INTRODUÇÃO AO DESIGN DE MODA Terminologias e conceitos da área. Contextualização e processo de moda. Mercado. Ciência e. 2 LEITURA E PRODUÇÃO DE TEXTO Leitura analítica e crítica. Gêneros textuais.

Leia mais

NOVOS TEMPOS, NOVOS DESAFIOS E MUITAS OPORTUNIDADES.

NOVOS TEMPOS, NOVOS DESAFIOS E MUITAS OPORTUNIDADES. NOVOS TEMPOS, NOVOS DESAFIOS E MUITAS OPORTUNIDADES. INOVAÇÃO, CRIATIVIDADE E PROFISSIONALISMO A SERVIÇO DA IGREJA NO BRASIL Somos uma agência especializada em gerar soluções criativas em comunicação on

Leia mais

Entrevistado: Data da Entrevista: Entrevista: 1- Como você percebe o processo de criação de marcas?

Entrevistado: Data da Entrevista: Entrevista: 1- Como você percebe o processo de criação de marcas? Entrevistado: Guto Lacaz Data da Entrevista: 19 de Julho de 2011 Entrevista: Pessoalmente Formado em Arquitetura pela Faculdade de Arquitetura de São José dos Campos, faculdade onde também realizou cursos

Leia mais

PESM PROJETO EU SOU DE MINAS PROPOSTA DE PARCERIA

PESM PROJETO EU SOU DE MINAS PROPOSTA DE PARCERIA PESM PROJETO EU SOU DE MINAS PROPOSTA DE PARCERIA Prestação de Serviço de Configuração de Portal de Cidade VISÃO GERAL PESM Projeto Eu Sou de Minas tem a satisfação de enviar esta proposta de serviços

Leia mais

Como conversar com possíveis iniciadas

Como conversar com possíveis iniciadas Como conversar com possíveis iniciadas Convidar outras mulheres a tornarem-se consultoras é uma atividade chave para quem quer tornar-se diretora. Aprenda como fazer a entrevista de iniciação, ou seja:

Leia mais

Ementário do curso de Design de Moda Grade 2004/1

Ementário do curso de Design de Moda Grade 2004/1 1 1 ACESSÓRIOS Fase: 5ª Carga Horária: 30h/a Créditos: 02 Concepção e desenvolvimento de desenho. Modelagem. Montagem. Técnicas de aprimoramento. Fichas técnicas. Processo de padronização. Mostruário.

Leia mais

Roteiro para curta-metragem. Karen Mudarak Braga. 6º ano. Escola Municipal Francisco Paes de Carvalho Filho

Roteiro para curta-metragem. Karen Mudarak Braga. 6º ano. Escola Municipal Francisco Paes de Carvalho Filho Roteiro para curta-metragem Karen Mudarak Braga 6º ano Escola Municipal Francisco Paes de Carvalho Filho O GAROTO PERFEITO SINOPSE Bianca se apaixona pelo aluno novo, em seu primeiro dia de aula, sem saber

Leia mais

Você já teve a experiência de enviar um email e, em pouco tempo, ver pedidos de orçamento e vendas sendo concretizadas?

Você já teve a experiência de enviar um email e, em pouco tempo, ver pedidos de orçamento e vendas sendo concretizadas? 2 Você já teve a experiência de enviar um email e, em pouco tempo, ver pedidos de orçamento e vendas sendo concretizadas? É SOBRE ISSO QUE VOU FALAR NESTE TEXTO. A maioria das empresas e profissionais

Leia mais

Portfólio de Criação Espaço Experiência 1. Gabriel Godinho CARRARO 2 Julia Meinhardt TELLES 3 Jarissa Maguatini Pinto COGOY 4 Vinícius MANO 5

Portfólio de Criação Espaço Experiência 1. Gabriel Godinho CARRARO 2 Julia Meinhardt TELLES 3 Jarissa Maguatini Pinto COGOY 4 Vinícius MANO 5 Portfólio de Criação Espaço Experiência 1 Gabriel Godinho CARRARO 2 Julia Meinhardt TELLES 3 Jarissa Maguatini Pinto COGOY 4 Vinícius MANO 5 Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto

Leia mais

Módulo IV. Delegação e Liderança

Módulo IV. Delegação e Liderança Módulo IV Delegação e Liderança "As pessoas perguntam qual é a diferença entre um líder e um chefe. O líder trabalha a descoberto, o chefe trabalha encapotado. O líder lidera, o chefe guia. Franklin Roosevelt

Leia mais

BLACK MÚSICA ANIMADA. FADE IN: Close de imagens variadas dos produtos da Drama Queen Make Up, mostrando suas diferentes cores, formas e texturas.

BLACK MÚSICA ANIMADA. FADE IN: Close de imagens variadas dos produtos da Drama Queen Make Up, mostrando suas diferentes cores, formas e texturas. 1 Roteiro para Institucional CLIENTE: Drama Queen Make Up PEÇA: Introdução ao treinamento/5 TÍTULO: Você faz parte desse time! ROTEIRISTA: Simone Teider VIDEO BLACK FADE IN: Close de imagens variadas dos

Leia mais

É Natural Educar Assim 1

É Natural Educar Assim 1 É Natural Educar Assim 1 Luana da Silva de ANDRADE 2 Larissa Santos de ASSIS 3 Luana Cristina KNOD 4 Rafaela Ritz dos SANTOS 5 Simone Cristina KAUFMANN 6 Tamires Lopes SILVA 7 YhevelinSerrano GUERIN 8

Leia mais

Questão em foco: Mobilidade no PLM. Reduzindo as barreiras à inovação e à tomada de decisões de engenharia

Questão em foco: Mobilidade no PLM. Reduzindo as barreiras à inovação e à tomada de decisões de engenharia Questão em foco: Mobilidade no PLM Reduzindo as barreiras à inovação e à tomada de decisões de engenharia Tech-Clarity, Inc. 2011 Índice Introdução da questão... 3 O valor da mobilidade para a engenharia...

Leia mais

BOAS PRÁTICAS NO DIA A DIA DAS CLÍNICAS DE IMAGEM

BOAS PRÁTICAS NO DIA A DIA DAS CLÍNICAS DE IMAGEM BOAS PRÁTICAS NO DIA A DIA DAS CLÍNICAS DE IMAGEM Introdução ÍNDICE Boas práticas no dia a dia das clínicas de imagem A Importância de se estar conectado às tendências As melhores práticas no mercado de

Leia mais

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS.

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. A computação em nuvem é uma mudança de paradigma no gerenciamento de TI e de datacenters, além de representar a capacidade da TI

Leia mais

Uma Fan Page feita para os apaixonados por sushi!

Uma Fan Page feita para os apaixonados por sushi! Uma Fan Page feita para os apaixonados por sushi! O Sushi Lovers é uma franquia de delivery de comida japonesa onde diariamente nós damos vida a sua rede social. As postagens chegam a ser responsáveis

Leia mais