PONTO 1: Teoria Geral da Sanção Penal PONTO 2: Penas Restritivas de Direito 1. TEORIA GERAL DA SANÇÃO PENAL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PONTO 1: Teoria Geral da Sanção Penal PONTO 2: Penas Restritivas de Direito 1. TEORIA GERAL DA SANÇÃO PENAL"

Transcrição

1 1 PROCESSO PENAL PONTO 1: Teoria Geral da Sanção Penal PONTO 2: Penas Restritivas de Direito 1.1 Sanções penais: 1. TEORIA GERAL DA SANÇÃO PENAL * Penas: a) Pena Privativa de Liberdade b) Pena Restritiva de Direito c) Multa * Medidas de Segurança Pontos em comum entre as penas e as medidas de segurança: Ambas só podem ser aplicadas pelo Poder Judiciário. Sujeitam-se ao princípio da legalidade e da anterioridade. Pós delituais, ou seja, só podem ser aplicadas uma vez comprovado que o réu praticou o ato ilícito. Pontos divergentes: Quanto ao fundamento: Quanto ao sujeito: a) Imputáveis b) Inimputáveis c) Semi-inimputáveis Os imputáveis que praticarem fato típico e ilícito deverão ser condenados e receber penas. Os inimputáveis devem ser absolvidos por exclusão da culpabilidade, mas deverão receber medida de segurança (absolvição imprópria). Os semi-imputáveis deverão ser condenados e receberão pena, ou pena substituída por medida de segurança.

2 2 Quanto aos fins: As finalidades das penas são: a) Retribuição castigo. b) Prevenção intimidação (prevenção da prática de novos delitos). b.1) geral b.2) especial finalidade ressocializadora da pena. As medidas de segurança somente possuem finalidade preventiva especial, pois são curativas, pedagógicas, medicinais. Quanto aos limites: 2. PENAS RESTRITIVAS DE DIREITO O Código Penal de 1940 apresentava no art. 67 as penas acessórias: perda do cargo ou função, publicação da sentença condenatória através de órgão da imprensa e as interdições de direito. A reforma penal de 1984 extinguiu as penas acessórias. A perda do cargo ou função está no código penal hoje, como um efeito da condenação, art. 92, I do CP. As interdições de direito vieram para o CP como penas restritivas de direito. Art. 43 do CP arrola as penas restritivas de direito: a) Prestação pecuniária b) Prestação de outra natureza c) Perda de bens e valores d) Prestação de serviços à comunidade ou a entidades públicas. e) Limitação de fim de semana. Interdição de Direitos: f) proibição do exercício de cargo, função ou atividade pública, bem como de mandato eletivo; g) proibição do exercício de profissão, atividade ou ofício que dependam de habilitação especial, de licença ou autorização do poder público; h) Suspensão da autorização para dirigir veículo automotor. CTB derrogou parcialmente o art. 47 do CP, pois hoje somente há suspensão da autorização para dirigir veículo, porque a habilitação está tratada no CTB. i) Proibição para freqüentar determinados lugares. A pena de multa é uma pena alternativa. As três primeiras penas são penas patrimoniais e não restritivas de direitos.

3 3 A limitação de final de semana e a prestação de serviços à comunidade também não são penas restritivas de direitos. As autênticas penas restritivas de direito são as interdições de direitos. por PRD. CP: PRD são penas substitutivas indiretas, antes se aplica a PPL e depois se substitui Se o réu não pagar a multa, ocorrerá o fenômeno da conversão, art. 44, 4º do 4º A pena restritiva de direitos converte-se em privativa de liberdade quando ocorrer o descumprimento injustificado da restrição imposta. No cálculo da pena privativa de liberdade a executar será deduzido o tempo cumprido da pena restritiva de direitos, respeitado o saldo mínimo de trinta dias de detenção ou reclusão. (Incluído pela Lei nº 9.714, de 1998). Precedentes: STF, HC RS (DJU ) e STJ, HC (Informativo 258) Para o juiz substituir PPL por Interdições de direito, excluída a do art. 47, IV, o juiz necessidade de requisitos gerais e especiais, para as demais penas restritivas de direito, ele necessita somente de requisitos gerais. Requisitos gerais: a) Objetivos: a.1) Crime doloso: Obs.: Para o juiz substituir PPL por Prestação de Serviços à Comunidade, a PPL deverá ser superior a 6 meses. a.2) Crime cometido sem violência ou grave ameaça à pessoa. b) Subjetivos: b.1) Não ser reincidente em crime doloso. Esse requisito da não reincidência não constitui um óbice absoluto à substituição, conforme o 3º do art. 44 do CP:

4 4 3º Se o condenado for reincidente, o juiz poderá aplicar a substituição, desde que, em face de condenação anterior, a medida seja socialmente recomendável e a reincidência não se tenha operado em virtude da prática do mesmo crime. Entende-se que a reincidência não deve se operar pela prática do mesmo crime, e em face da condenação anterior e a substituição da pena deve ser socialmente recomendável. A expressão do mesmo crime se refere aos crimes da mesma espécie. Sobre a expressão crimes da mesma espécie, há três correntes: * seriam os crimes previstos no mesmo dispositivo legal; * seriam os crimes que ferem o mesmo objeto jurídico (corrente garantista); Essa corrente confunde crimes da mesma espécie com crimes do mesmo gênero (ex: furto e roubo são do mesmo gênero, não da mesma espécie). * Corrente majoritária:... Ex: Processo 1: crime de furto, réu condenado irrecorrivelmente, cumpriu a pena. Processo 2: condenado por estelionato 1 ano, possível substituir essa PPL por PRD? A reincidência se deu pela prática de crimes diferentes, em face da condenação anterior a substituição é recomendável? Dependerá da imparcialidade do juiz. Na omissão da lei do que é socialmente recomendável, consideram-se as circunstâncias do art. 59 do CP. Jurisprudência vem entendendo que se no primeiro processo a pena foi de multa, a substituição sempre será recomendável. b.2) Juízo de Suficiência. Requisitos específicos: Para a substituição do art. 47, I e II do CP (I - proibição do exercício de cargo, função ou atividade pública, bem como de mandato eletivo; II - proibição do exercício de profissão, atividade ou ofício que dependam de habilitação especial, de licença ou autorização do poder público), os requisitos específicos estão no art. 56 do CP. Art As penas de interdição, previstas nos incisos I e II do art. 47 deste Código, aplicam-se para todo o crime cometido no exercício de profissão, atividade, ofício, cargo ou função, sempre que houver violação dos deveres que lhes são inerentes.

5 5 Para a substituição do art. 47, III do CP (suspensão de autorização para dirigir veículo), os requisitos específicos estão no art. 57 do CP. Art A pena de interdição, prevista no inciso III do art. 47 deste Código, aplica-se aos crimes culposos de trânsito.

Das Penas Parte IV. Aula 4

Das Penas Parte IV. Aula 4 Das Penas Parte IV Aula 4 PENAS RESTRITIVAS DE DIREITO Art 44 - As penas restritivas de direitos são autônomas e substituem as privativas de liberdade [...] Conceito Elas perfazem uma espécie de pena,

Leia mais

Não se o crime tiver sido cometido com violência/grave ameaça a pessoa.

Não se o crime tiver sido cometido com violência/grave ameaça a pessoa. 1 Direito Penal Sala 207 UNIP Professor: Otávio Serra Negra Penas restritivas de direitos (art. 43 ao 48) Características: *substitutividade *autonomia *conversibilidade Crimes dolosos: *PPL aplicado menor

Leia mais

Ponto 6 do plano de ensino: Penas restritivas de direito.

Ponto 6 do plano de ensino: Penas restritivas de direito. Ponto 6 do plano de ensino: Penas restritivas de direito. Espécies: prestação pecuniária, perda de bens e valores, prestação de serviços à comunidade ou a entidades públicas, interdição temporária de direitos

Leia mais

Material de Apoio Prof. Fernando Tadeu Marques Apontamentos de Direito Penal

Material de Apoio Prof. Fernando Tadeu Marques Apontamentos de Direito Penal Das penas restritivas de direito As penas restritivas de direito são sanções autônomas, que substituem as penas privativas de liberdade por certas restrições ou obrigações, quando preenchidas as condições

Leia mais

Resumos Gráficos de Direito Penal Parte Geral

Resumos Gráficos de Direito Penal Parte Geral Resumos Gráficos de Direito Penal Parte Geral Atualização OBS: As páginas citadas neste arquivo são da 1 a edição. Pág. 163 MONITORAMENTO ELETRÔNICO (ARTS. 146-B, 146-C E 146-D DA LEP) Existe a possibilidade

Leia mais

Material de Apoio Prof. Fernando Tadeu Marques Apontamentos de Direito Penal. Da suspensão condicional da pena - Sursis (arts.

Material de Apoio Prof. Fernando Tadeu Marques Apontamentos de Direito Penal. Da suspensão condicional da pena - Sursis (arts. Da suspensão condicional da pena - Sursis (arts. 77 ao 82, CP) Conceito A suspensão condicional da pena, também conhecida por sursis, pode ser conceituada como a suspensão parcial da execução da pena privativa

Leia mais

S U R S I S SUSPENSÃO CONDICIONAL DA PENA

S U R S I S SUSPENSÃO CONDICIONAL DA PENA S U R S I S SUSPENSÃO CONDICIONAL DA PENA arts. 77 a 82 do CP e 156 e s. da LEP. Deriva do verbo surseoir (suspender). Quer dizer suspensão. Expressão já utilizada pelo CP/1940. Conceitos: É o ato pelo

Leia mais

Material de Apoio Prof. Fernando Tadeu Marques Apontamentos de Direito Penal

Material de Apoio Prof. Fernando Tadeu Marques Apontamentos de Direito Penal DAS PENAS FINALIDADES DA PENA Por que punir? O que é pena? O que se entende por pena justa? Teorias sobre as finalidades da pena: 1) Absolutas: a finalidade da pena é eminentemente retributiva. A pena

Leia mais

Profª Ms. Simone Schroeder SANÇÕES PENAIS

Profª Ms. Simone Schroeder SANÇÕES PENAIS Profª Ms. Simone Schroeder SANÇÕES PENAIS PENAS PRIVATIVAS DE LIBERDADE DO CP Pena privativa de liberdade Art. 33 CP Reclusão CP Detenção CP Prisão Simples Dec. Lei 3688/41 Sanções penais Penas Art. 32

Leia mais

SUSPENSÃO CONDICIONAL DA PENA. Profa. Luanna Tomaz

SUSPENSÃO CONDICIONAL DA PENA. Profa. Luanna Tomaz SUSPENSÃO CONDICIONAL DA PENA Profa. Luanna Tomaz INTRODUÇÃO Origem: Surge na França em 1884. Medida judicial que determina o sobrestamento da pena, preenchidos determinados requisitos. Natureza Jurídica:

Leia mais

PROCESSO PENAL 1. PENA PRIVATIVA DE LIBERDADE. Reclusão e detenção está reservada para os crimes e a prisão simples para as contravenções.

PROCESSO PENAL 1. PENA PRIVATIVA DE LIBERDADE. Reclusão e detenção está reservada para os crimes e a prisão simples para as contravenções. 1 PROCESSO PENAL PROCESSO PENAL PONTO 1: Pena Privativa de Liberdade PONTO 2: Princípio da Individualização da Pena PONTO 3: Individualização Judicial São três: a) Reclusão b) Detenção c) Prisão Simples

Leia mais

Ponto 8 do plano de ensino. Medidas de segurança:

Ponto 8 do plano de ensino. Medidas de segurança: Ponto 8 do plano de ensino Medidas de segurança: Conceito, natureza, sistemas, pressupostos, espécies, duração, locais de internação e tratamento, duração, exame de verificação de cessação de periculosidade,

Leia mais

L. dos Crimes Ambientais 9605/98

L. dos Crimes Ambientais 9605/98 L. dos Crimes Ambientais 9605/98 Penas aplicáveis às PJs: I - multa; II - restritivas de direitos; III - prestação de serviços à comunidade. L. dos Crimes Ambientais 9605/98 PRDs para PJs I - suspensão

Leia mais

ESPÉCIES DE PENAS. Profª Ms. Simone Schroeder

ESPÉCIES DE PENAS. Profª Ms. Simone Schroeder ESPÉCIES DE PENAS Profª Ms. Simone Schroeder Espécies de Pena : Hoje de acordo com o código penal, no seu artigo 32, as penas são: * Privativas de liberdade - Reclusão / Detenção / Prisão simples art.

Leia mais

1. Aplicação da Pena: 3ª Fase de aplicação da pena Pena Definitiva: - Majorantes/minorantes causas de aumento ou de diminuição da pena.

1. Aplicação da Pena: 3ª Fase de aplicação da pena Pena Definitiva: - Majorantes/minorantes causas de aumento ou de diminuição da pena. 1 PONTO 1: Aplicação da Pena PONTO 2: Aplicação da pena de multa PONTO 3: Fixação do Regime inicial de cumprimento de pena PONTO 4: Penas restritivas de direito 1. Aplicação da Pena: Sistema trifásico

Leia mais

CURSO PROFESSOR ANDRESAN! CURSOS PARA CONCURSOS PROFESSORA SIMONE SCHROEDER

CURSO PROFESSOR ANDRESAN! CURSOS PARA CONCURSOS PROFESSORA SIMONE SCHROEDER CURSO PROFESSOR ANDRESAN! CURSOS PARA CONCURSOS PROFESSORA SIMONE SCHROEDER REGIME PENAL 1. Conforme entendimento do STF, a opinião do julgador sobre a gravidade em abstrato do crime não constitui motivação

Leia mais

CEM. Magistratura Federal. Direito Penal. Das Penas

CEM. Magistratura Federal. Direito Penal. Das Penas CEM CADERNO DE EXERCÍCIOS MASTER Direito Penal Período 2010 2016 1) CESPE - JF TRF2/TRF 2/2013 A respeito de aspectos diversos relacionados às penas, assinale a opção correta. a) No concurso formal perfeito,

Leia mais

Polícia Civil Legislação Penal Especial Liana Ximenes

Polícia Civil Legislação Penal Especial Liana Ximenes Polícia Civil Legislação Penal Especial Liana Ximenes Crimes de Trânsito- Lei 9503/97 Arts. 291-301 do CTB - Parte Geral Arts.302-312 do CTB Crimes em espécie Parte Geral Art. 291. Aos crimes cometidos

Leia mais

Ponto 11 do plano de ensino. Suspensão condicional da pena: conceito e jurídica.

Ponto 11 do plano de ensino. Suspensão condicional da pena: conceito e jurídica. Ponto 11 do plano de ensino Suspensão condicional da pena: conceito e jurídica. natureza Comparação da suspensão condicional da pena e da suspensão condicional do processo do artigo 89 da Lei 9.099/95.

Leia mais

LIVRAMENTO CONDICIONAL

LIVRAMENTO CONDICIONAL LIVRAMENTO CONDICIONAL Arts. 83 a 90 do CP e 131 e s. da LEP. Consagrado no CP de 1890, mas com efetiva aplicação pelo Decreto 16.665 de 1924. É mais uma tentativa de diminuir os efeitos negativos da prisão.

Leia mais

LIVRAMENTO CONDICIONAL LUANNA TOMAZ

LIVRAMENTO CONDICIONAL LUANNA TOMAZ LIVRAMENTO CONDICIONAL LUANNA TOMAZ CONCEITO Incidente na execução da pena privativa de liberdade que possibilita a liberdade antecipada, mediante a existência de pressupostos e condicionada a determinadas

Leia mais

Tropa de Elite - Polícia Civil Legislação Penal Especial Crimes de Trânsito Liana Ximenes

Tropa de Elite - Polícia Civil Legislação Penal Especial Crimes de Trânsito Liana Ximenes Tropa de Elite - Polícia Civil Legislação Penal Especial Crimes de Trânsito Liana Ximenes 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Arts. 291-301 do CTB - Parte Geral

Leia mais

Direito Penal. Concurso de Crimes

Direito Penal. Concurso de Crimes Direito Penal Concurso de Crimes Distinções Preliminares Concurso de crimes ou delitos X Concurso de pessoas ou agentes X Concurso de normas ou conflito aparente de normas penais - Concurso de crimes ou

Leia mais

Direito Penal. Curso de. Rogério Greco. Parte Geral. Volume I. Atualização. Arts. 1 o a 120 do CP

Direito Penal. Curso de. Rogério Greco. Parte Geral. Volume I. Atualização. Arts. 1 o a 120 do CP Rogério Greco Curso de Direito Penal Parte Geral Volume I Arts. 1 o a 120 do CP Atualização OBS: As páginas citadas são referentes à 14 a edição. A t u a l i z a ç ã o Página 187 Nota de rodapé n o 13

Leia mais

Profª. Ms Simone Schroeder

Profª. Ms Simone Schroeder Profª. Ms Simone Schroeder Base legal: Artigos 109 ao 119 do Código Penal Conceito: É a perda do poder de punir ou de executar a sanção imposta pelo Estado, causada pelo decurso de tempo fixado em Lei

Leia mais

PENAS PRINCIPAIS E ACESSÓRIAS

PENAS PRINCIPAIS E ACESSÓRIAS DIREITO PENAL MILITAR Prof. Rogério PENAS PRINCIPAIS E ACESSÓRIAS PENAS PRINCIPAIS (art. 55) QUADRO ESQUEMÁTICO PENAS ACESSÓRIAS (art. 98) Morte Perda do posto e da patente Multa PENAS PREVISTAS CPM NÃO

Leia mais

Extinção de Punibilidade - Aula IV - 13/03/2017

Extinção de Punibilidade - Aula IV - 13/03/2017 Extinção de Punibilidade - Aula IV - 13/03/2017 Continuação Sursis Revogação *obrigatória: * nova CTJ por crime doloso * não reparação de dano, salvo... *descumprimento da condição do artigo 78, 1º *facultativo:

Leia mais

1. Penas: espécie, cominação e aplicação:

1. Penas: espécie, cominação e aplicação: 1 PONTO 1: Penas: espécie, cominação e aplicação PONTO 2: Aplicação da pena 1. Penas: espécie, cominação e aplicação: 1. Conceito: Pena é uma sanção aflitiva imposta pelo estado, através da ação penal,

Leia mais

19 - (FCC TJ-AP - TITULAR DE SERVIÇOS DE NOTAS E DE

19 - (FCC TJ-AP - TITULAR DE SERVIÇOS DE NOTAS E DE 19 - (FCC - 2011 - TJ-AP - TITULAR DE SERVIÇOS DE NOTAS E DE REGISTROS) O juiz A) só poderá atribuir definição jurídica diversa, mesmo sem modificar a descrição do fato contido na denúncia, se implicar

Leia mais

4.8 Comunicabilidade das condições, elementares e circunstâncias 4.9 Agravantes no concurso de agentes 4.10 Cabeças 4.11 Casos de impunibilidade

4.8 Comunicabilidade das condições, elementares e circunstâncias 4.9 Agravantes no concurso de agentes 4.10 Cabeças 4.11 Casos de impunibilidade Sumário NDICE SISTEMÁTICO EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS DO CÓDIGO PENAL MILITAR 1. DA APLICAÇÃO DA LEI PENAL MILITAR 1.1 O princípio da legalidade e suas funções de garantia 1.2 Abolitio criminis e novatio legis

Leia mais

REINALDO ROSSANO DIREITO PENAL

REINALDO ROSSANO DIREITO PENAL REINALDO ROSSANO DIREITO PENAL Prova Objetiva (Extraído do Edital) 8.3 A prova objetiva será composta de 60 (sessenta) questões distribuídas por áreas de conhecimento. Cada questão da prova objetiva terá

Leia mais

EXECUÇÃO PENAL. 1. Natureza jurídica da LEP:

EXECUÇÃO PENAL. 1. Natureza jurídica da LEP: 1 LEI 7210/84 PONTO 1: Natureza jurídica da LEP PONTO 2: Objeto da execução penal PONTO 3: Aplicação da LEP PONTO 4: Finalidades da Pena PONTO 5: Princípios da LEP PONTO 6: Competência do juiz da execução

Leia mais

ESPÉCIES DE PENAS. Direito Penal II Professora Paola Santos

ESPÉCIES DE PENAS. Direito Penal II Professora Paola Santos ESPÉCIES DE PENAS Direito Penal II Professora Paola Santos Espécies de penas (art.32 do CP) Privativas de Liberdade Alternativas DAS PENAS PRIVATIVAS DE LIBERDADE Reclusão: Pode começar a ser cumprida

Leia mais

Ponto 9 do plano de ensino

Ponto 9 do plano de ensino Ponto 9 do plano de ensino Concurso formal e material de crimes. Vedação ao concurso formal mais gravoso. Desígnios autônomos. Crime continuado: requisitos. Erro na execução. Resultado diverso do pretendido.

Leia mais

b) as medidas de segurança e as penas são aplicáveis tanto aos inimputáveis como aos semi-imputáveis;

b) as medidas de segurança e as penas são aplicáveis tanto aos inimputáveis como aos semi-imputáveis; DIREITO PENAL II - CCJ0032 Título SEMANA 16 Descrição 1) As medidas de segurança diferem das penas nos seguintes pontos: a) as penas são proporcionais à periculosidade do agente; b) as medidas de segurança

Leia mais

Interpretação e integração da lei penal Interpretação...11

Interpretação e integração da lei penal Interpretação...11 Sumário Notas Preliminares Finalidade do Direito Penal...2 Bens que podem ser protegidos pelo Direito Penal...2 Códigos do Brasil...3 Código Penal atual...3 Direito Penal...3 Garantismo...3 Garantias...4

Leia mais

LEI DE CRIMES AMBIENTAIS -LCA

LEI DE CRIMES AMBIENTAIS -LCA LEI DE CRIMES AMBIENTAIS -LCA PARTE II A Desconsideração da P.J É o enfoque dado à figura do sócio para a ineficácia ou a regulamentação de um ato condenável praticado em nome da sociedade, ignorando-lhe

Leia mais

DICAS E EXERCÍCIOS LEI 9.503/97 - CRIMES DE TRÂNSITO (ART. 291 AO 312 DO CTB) PCGO-2016 PROF: PAULO SÉRGIO

DICAS E EXERCÍCIOS LEI 9.503/97 - CRIMES DE TRÂNSITO (ART. 291 AO 312 DO CTB) PCGO-2016 PROF: PAULO SÉRGIO DICAS E EXERCÍCIOS LEI 9.503/97 - CRIMES DE TRÂNSITO (ART. 291 AO 312 DO CTB) PCGO-2016 PROF: PAULO SÉRGIO QUESTÃO 01 (PROVA PRF 2008 CESPE/UNB) De acordo com o CTB e acerca das ações penais por crimes

Leia mais

PRINCIPAIS PRAZOS NO CÓDIGO PENAL (Decreto-Lei nº 2.848, de )

PRINCIPAIS PRAZOS NO CÓDIGO PENAL (Decreto-Lei nº 2.848, de ) PRINCIPAIS PRAZOS NO CÓDIGO PENAL (Decreto-Lei nº 2.848, de 7-12-1940) Contagem Art. 10. O dia do começo inclui-se no cômputo do prazo. Contam-se os dias, os meses e os anos pelo calendário comum. Imposição

Leia mais

TEORIA GERAL DA PENA PROFESSOR: LEONARDO DE MORAES

TEORIA GERAL DA PENA PROFESSOR: LEONARDO DE MORAES TEORIA GERAL DA PENA PROFESSOR: LEONARDO DE MORAES 1 - Conceito de Pena: Uma das espécies de sanção penal, ao lado da medida de segurança. É a resposta estatal consistente na privação ou restrição de um

Leia mais

PENAS PRINCIPAIS E ACESSÓRIAS

PENAS PRINCIPAIS E ACESSÓRIAS DIREITO PENAL MILITAR EAP - 2016 Prof. Rogério PENAS PRINCIPAIS E ACESSÓRIAS QUADRO ESQUEMÁTICO PENAS PRINCIPAIS (art. 55) PENAS ACESSÓRIAS (art. 98) Morte Perda do posto e da patente Multa PENAS PREVISTAS

Leia mais

Prof. Magda Hofstaetter SENTENÇA

Prof. Magda Hofstaetter SENTENÇA Prof. Magda Hofstaetter SENTENÇA DESPACHOS, DECISÕES INTERLOCUTÓRIAS E SENTENÇA A) DESPACHOS DE MERO EXPEDIENTE artigo 93, XIV, CF B)DECISÕES INTERLOCUTÓRIAS *SIMPLES: questões controvertidas no processo

Leia mais

SANÇÃO PENAL PENA Conceito: Finalidade: Características:

SANÇÃO PENAL PENA Conceito: Finalidade: Características: SANÇÃO PENAL A sanção penal é o preceito secundário da norma penal. É a resposta dada pelo Estado ao infrator da norma incriminadora. Comporta duas espécies: a) pena; b) medida de segurança. PENA Conceito:

Leia mais

SUSPENSÃO CONDICIONAL DA PENA CAPÍTULO IV DO CÓDIGO PENAL

SUSPENSÃO CONDICIONAL DA PENA CAPÍTULO IV DO CÓDIGO PENAL SUSPENSÃO CONDICIONAL DA PENA CAPÍTULO IV DO CÓDIGO PENAL Marlon Ricardo Lima Chaves CONCEITUAÇÃO: penal. Suspensão condicional da pena é mais conhecido como SURSIS O termo sursis é uma palavra francesa

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Pelo contrário! Os exemplos são os conceitos práticos de que nós sempre nos recordamos!

APRESENTAÇÃO. Pelo contrário! Os exemplos são os conceitos práticos de que nós sempre nos recordamos! APRESENTAÇÃO Olá, tudo bem? Eu sou o Professor Rafael Paiva e elaborei esta apostila com o objetivo de condensar aquilo que eu acho ser o mais importante a respeito das Penas Alternativas previstas no

Leia mais

AP A L P I L CA C Ç A Ã Ç O Ã O DA D A LE L I E P E P N E A N L A Art. 1º ao 12 do CP

AP A L P I L CA C Ç A Ã Ç O Ã O DA D A LE L I E P E P N E A N L A Art. 1º ao 12 do CP APLICAÇÃO DA LEI PENAL Art. 1º ao 12 do CP LEI PENAL NO TEMPO Princípio da Legalidade ou Reserva Legal Art. 5º, inciso XXXIX da CR/88: XXXIX - não há crime sem lei anterior que o defina, nem pena sem prévia

Leia mais

Sumário PRINCÍPIOS DO DIREITO PENAL NORMA PENAL... 33

Sumário PRINCÍPIOS DO DIREITO PENAL NORMA PENAL... 33 CAPÍTULO 1 PRINCÍPIOS DO DIREITO PENAL... 13 1. Noções preliminares...13 2. Peculiaridades dos princípios do Direito Penal...13 3. Princípio da legalidade ou da reserva legal...14 3.1 Abrangência do princípio

Leia mais

Direito Penal X - 31 de outubro. Pena de multa (art. 49 a 52,CP). Conceito. Classificação - originária. Classificação - subsidiária.

Direito Penal X - 31 de outubro. Pena de multa (art. 49 a 52,CP). Conceito. Classificação - originária. Classificação - subsidiária. 1 Direito Penal Sala 207 UNIP Professor: Otávio Serra Negra Direito Penal X - 31 de outubro Pena de multa (art. 49 a 52,CP). Conceito Classificação - originária Classificação - subsidiária Dosimetria *Critério

Leia mais

Execução Penal. Prof. Pietro Chidichimo LEI DE EXECUÇÃO PENAL LEI N /84 CONTINUAÇÃO DA AULA DE EXECUÇÃO PENAL

Execução Penal. Prof. Pietro Chidichimo LEI DE EXECUÇÃO PENAL LEI N /84 CONTINUAÇÃO DA AULA DE EXECUÇÃO PENAL LEI DE EXECUÇÃO PENAL LEI N. 7.210/84 CONTINUAÇÃO DA AULA DE EXECUÇÃO PENAL Progressão de Regime Carcerário (art.112da LEP): Obs.: matéria iniciada na aula 1. Quanto à necessidade da realização do exame

Leia mais

Capítulo 1 Noções Preliminares... 1 Capítulo 2 Aplicação da Lei Penal... 29

Capítulo 1 Noções Preliminares... 1 Capítulo 2 Aplicação da Lei Penal... 29 Sumário Capítulo 1 Noções Preliminares... 1 1. Introdução... 1 2. Princípios... 4 2.1. Princípio da legalidade... 5 2.2. Princípio da anterioridade da lei penal... 5 2.3. Princípio da irretroatividade

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA

DIREITO ADMINISTRATIVO IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA DIREITO ADMINISTRATIVO IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA Atualizado em 04/11/2015 IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA A exigência de uma atuação moral se relaciona com o dever de probidade, ética e honestidade da Administração

Leia mais

PONTO 1: REVISÃO. PONTO 3: b) CRIMES DE MESMA ESPÉCIE CRIME FORMAL PRÓPRIO + C. CONTINUADO REQUISITO SUBJETIVO.

PONTO 1: REVISÃO. PONTO 3: b) CRIMES DE MESMA ESPÉCIE CRIME FORMAL PRÓPRIO + C. CONTINUADO REQUISITO SUBJETIVO. 1 DIREITO PENAL PONTO 1: REVISÃO PONTO 2: a) CRIME CONTINUADO PONTO 3: b) CRIMES DE MESMA ESPÉCIE CRIME CONTINUADO ART. 71 CP 1 é aquele no qual o agente mediante mais de uma ação ou omissão, pratica dois

Leia mais

IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA. Paula Freire 2012

IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA. Paula Freire 2012 IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA Paula Freire 2012 Improbidade... terminologia Corrupção administrativa. Improbidade é sinônimo de imoralidade administrativa? Não. Improbidade é espécie de imoralidade e é mais

Leia mais

PROCESSO PENAL 1. EXECUÇÃO E APLICAÇÃO DA PENA

PROCESSO PENAL 1. EXECUÇÃO E APLICAÇÃO DA PENA 1 PROCESSO PENAL PONTO 1: Pena Privativa de Liberdade PONTO 2: Princípio da Individualização da Pena PONTO 3: Individualização Judicial 1. EXECUÇÃO E APLICAÇÃO DA PENA 4ª ETAPA: Juiz substitui a PPL por

Leia mais

XXII EXAME DE ORDEM DIREITO PENAL PROF. ALEXANDRE SALIM

XXII EXAME DE ORDEM DIREITO PENAL PROF. ALEXANDRE SALIM XXII EXAME DE ORDEM DIREITO PENAL PROF. ALEXANDRE SALIM Atualização legislativa (Lei 13.344/2016) TRÁFICO DE PESSOAS Revogação dos arts. 231 e 231-A do CP Criação do art. 149-A do CP Alteração do art.

Leia mais

O RDD é o mesmo que transferência para presídio federal? (leia a lei 11671/08) O que justifica a transferência do preso para presídio federal?

O RDD é o mesmo que transferência para presídio federal? (leia a lei 11671/08) O que justifica a transferência do preso para presídio federal? Turma e Ano: Flex B (2014) Matéria / Aula: Processo Penal / Aula 21 (em 26/09/14) Professora: Elisa Pittaro Conteúdo: (cont. questões polêmicas) Execução penal Monitor: Joanes EXECUÇÃO PENAL (Continuação)

Leia mais

Direito Penal. Furto e Roubo

Direito Penal. Furto e Roubo Direito Penal Furto e Roubo Furto Art. 155 do CP Subtrair, para si ou para outrem, coisa alheia móvel. Pena reclusão, de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa. Furto Objetividade Jurídica: Patrimônio. Sujeito

Leia mais

PONTO 1: PRESCRIÇÃO 1. PRESCRIÇÃO PRESTAÇÃO JURISDICIONAL IUS PUNIENDI IUS EXECUTIONIS

PONTO 1: PRESCRIÇÃO 1. PRESCRIÇÃO PRESTAÇÃO JURISDICIONAL IUS PUNIENDI IUS EXECUTIONIS 1 DIREITO PENAL PONTO 1: PRESCRIÇÃO 1. PRESCRIÇÃO PRESTAÇÃO JURISDICIONAL IUS PUNIENDI IUS EXECUTIONIS O Estado dispõe do direito de punir (ius puniendi) e o direito de executar (ius executionis). O criminoso

Leia mais

PONTO 1: Conceito e Princípios PONTO 2: Destinatários e Finalidades PONTO 3: Espécies de Penas PONTO 4: Aplicação da Pena

PONTO 1: Conceito e Princípios PONTO 2: Destinatários e Finalidades PONTO 3: Espécies de Penas PONTO 4: Aplicação da Pena 1 DIREITO PENAL PONTO 1: Conceito e Princípios PONTO 2: Destinatários e Finalidades PONTO 3: Espécies de Penas PONTO 4: Aplicação da Pena PENAS: ESPÉCIES, COMINAÇÃO E APLICAÇÃO 1. CONCEITO E PRINCÍPIOS

Leia mais

LEI DE CRIMES AMBIENTAIS -LCA

LEI DE CRIMES AMBIENTAIS -LCA LEI DE CRIMES AMBIENTAIS -LCA A proteção do meio ambiente pela CF/88 A primazia constitucional: A conservação do meio ambiente e a realização de um desenvolvimento sustentável são imprescindíveis à sadia

Leia mais

Direito Penal. Livramento Condicional: Conceito e Consequências, Requisitos para a Concessão e Prorrogação do Período de Prova. Professor Adriano Kot

Direito Penal. Livramento Condicional: Conceito e Consequências, Requisitos para a Concessão e Prorrogação do Período de Prova. Professor Adriano Kot Direito Penal Livramento Condicional: Conceito e Consequências, Requisitos para a Concessão e Prorrogação do Período de Prova Professor Adriano Kot www.acasadoconcurseiro.com.br www.estudaquepassa.com.br

Leia mais

1.1.4 Execução penal: conceito, pressuposto fundamental e natureza jurídica

1.1.4 Execução penal: conceito, pressuposto fundamental e natureza jurídica SUMÁRIO 1. OBJETO E APLICAÇÃO DA LEI DE EXECUÇÃO PENAL 1.1 Direito de execução penal 1.1.1 Direito de Execução Penal e Direito Penitenciário 1.1.2 Autonomia do Direito de Execução Penal 1.1.3 Antecedentes

Leia mais

DIREITO PENAL. 1) Princípios Penais Fundamentais:

DIREITO PENAL. 1) Princípios Penais Fundamentais: 1 PONTO 1: Princípios Penais Fundamentais: I) Princípios relacionados ao direito penal: - Princípio da insignificância. II) Princípios relacionados ao direito penal: a) princípio da materialização do fato;

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.432.109 - GO (2014/0021616-0) RELATOR RECORRENTE RECORRIDO ADVOGADO : MINISTRO MARCO AURÉLIO BELLIZZE : MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE GOIÁS : ALESSANDRA VIEIRA : DEFENSORIA PÚBLICA

Leia mais

ASSUNTO: PENAS E OS ELEMENTOS ACIDENTAIS DO CRIME. OBJETIVO: IDENTIFICAR, ANALISAR AS ESPÉCIES DE PENA E OS ELEMENTOS ACIDENTAIS DO CRIME.

ASSUNTO: PENAS E OS ELEMENTOS ACIDENTAIS DO CRIME. OBJETIVO: IDENTIFICAR, ANALISAR AS ESPÉCIES DE PENA E OS ELEMENTOS ACIDENTAIS DO CRIME. ASSUNTO: PENAS E OS ELEMENTOS ACIDENTAIS DO CRIME. OBJETIVO: IDENTIFICAR, ANALISAR AS ESPÉCIES DE PENA E OS ELEMENTOS ACIDENTAIS DO CRIME. SUMÁRIO: 1 - INTRODUÇÃO 2 - DESENVOLVIMENTO a. LEGITIMIDADE DA

Leia mais

Direito Penal. Suspensão Condicional da Pena. Professor Joerberth Nunes.

Direito Penal. Suspensão Condicional da Pena. Professor Joerberth Nunes. Direito Penal Suspensão Condicional da Pena Professor Joerberth Nunes www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Penal SUSPENSÃO CONDICIONAL DA PENA CÓDIGO PENAL TÍTULO V DAS PENAS CAPÍTULO IV DA SUSPENSÃO

Leia mais

FIXAÇÃO DE REGIME INICIAL

FIXAÇÃO DE REGIME INICIAL FIXAÇÃO DE REGIME INICIAL Regime Inicial de Cumprimento de Pena É estabelecido pelo conjunto do artigo 33, 2º, a, b, c (levam em conta o tempo de pena e a primariedade e a reincidência) e o artigo 59,

Leia mais

Direito Processual Penal Prof. Pietro Chidichimo

Direito Processual Penal Prof. Pietro Chidichimo EXECUÇÃO PENAL 1. Conceito: É a relação jurídica que se inicia após a sentença penal condenatória transitada em julgado, podendo abarcar ainda a relação que se desenvolve caso o juiz decida prender provisoriamente

Leia mais

Vedações Constitucionais

Vedações Constitucionais Das Penas Aula 1 CONCEITO DE PENA A pena é uma consequência jurídica da infração penal. Uma espécie de sanção penal consistente na privação de determinados bens jurídicos, cujos pressuposto é a culpabilidade

Leia mais

QUESTÃO 1 ASPECTOS MACROESTRUTURAIS QUESITOS AVALIADOS

QUESTÃO 1 ASPECTOS MACROESTRUTURAIS QUESITOS AVALIADOS QUESTÃO Capacidade de expressão na modalidade escrita e do uso das normas do registro formal culto da língua portuguesa 2. Responsabilidade do juiz, do Estado ou de ambos por ato jurisdicional doloso.00

Leia mais

CRIMES HEDIONDOS. Conceito. Sistema Legal (art. 5º, inc. XLIII, CF) Sistema Judicial Sistema Misto

CRIMES HEDIONDOS. Conceito. Sistema Legal (art. 5º, inc. XLIII, CF) Sistema Judicial Sistema Misto Conceito Sistema Legal (art. 5º, inc. XLIII, CF) Sistema Judicial Sistema Misto Sistema legal temperado? Habeas Corpus (HC) 118533 tráfico privilegiado; Crimes militares Art. 5º, XLIII - a lei considerará

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL Nº /CS

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL Nº /CS Nº 23.909/CS HABEAS CORPUS Nº 131.160 MATO GROSSO DO SUL IMPETRANTE: DEFENSORIA PÚBLICA DA UNIÃO PACIENTE: MÁRCIO ARAÚJO DE OLIVEIRA COATOR: SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA RELATOR: MINISTRO TEORI ZAVASCKI

Leia mais

Ponto 12 do plano de ensino

Ponto 12 do plano de ensino Ponto 12 do plano de ensino Livramento condicional: conceito e natureza jurídica, requisitos (objetivos e subjetivos), concessão, condições, revogação obrigatória e revogação facultativa, prorrogação,

Leia mais

O instituto da reincidência está conceituado em dois artigos, tanto no art.63 do Código Penal, como no art.7º da Lei de Contravenções Penais.

O instituto da reincidência está conceituado em dois artigos, tanto no art.63 do Código Penal, como no art.7º da Lei de Contravenções Penais. REINCIDÊNCIA O instituto da reincidência está conceituado em dois artigos, tanto no art.63 do Código Penal, como no art.7º da Lei de Contravenções Penais. CP - Art. 63 - Verifica-se a reincidência quando

Leia mais

II Assunto: Execução Penal III - INDICAÇÃO DO ITEM ESPECÍFICO RELACIONADO ÀS ATRIBUIÇÕES INSTITUCIONAIS DA DEFENSORIA PÚBLICA:

II Assunto: Execução Penal III - INDICAÇÃO DO ITEM ESPECÍFICO RELACIONADO ÀS ATRIBUIÇÕES INSTITUCIONAIS DA DEFENSORIA PÚBLICA: Nome: Vanessa Pellegrini Armenio Área de Atividade: Execução Penal REGIONAL: Ribeirão Preto Endereço: Rua Alice Além Saad, nº 1256. Bairro: Nova Ribeirânia CEP:14096-570 Cidade: Ribeirão Preto Telefone.:

Leia mais

Direito Penal Princípios Emerson Castelo Branco Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor.

Direito Penal Princípios Emerson Castelo Branco Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Direito Penal Princípios Emerson Castelo Branco 2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. PRINCÍPIOS E CARACTERÍSTICAS DO DIREITO PENAL Reserva legal - Art. 1.º do CP

Leia mais

Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Sentença Penal. Gustavo Badaró aula de

Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Sentença Penal. Gustavo Badaró aula de Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo Sentença Penal Gustavo Badaró aula de 04.08.2015 1. Conceito PLANO DA AULA 2. Classificação e denominações 3. Elementos da sentença 4. Sentença penal absolutória

Leia mais

TJ - SP Direito Penal Dos Crimes Praticados Por Funcionários Públicos Emerson Castelo Branco

TJ - SP Direito Penal Dos Crimes Praticados Por Funcionários Públicos Emerson Castelo Branco TJ - SP Direito Penal Dos Crimes Praticados Por Funcionários Públicos Emerson Castelo Branco 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. DOS CRIMES PRATICADOS POR FUNCIONÁRIO

Leia mais

DIREITO PENAL. 1. Roubo art. 157, CP:

DIREITO PENAL. 1. Roubo art. 157, CP: 1 PONTO 1: Roubo PONTO 2: Extorsão PONTO 3: Apropriação Indébita Previdenciária 1. Roubo art. 157, CP: Art. 157 - Subtrair coisa móvel alheia, para si ou para outrem, mediante grave ameaça ou violência

Leia mais

DISCIPLINA: DIREITO PENAL III PERÍODO CURSADO: 4

DISCIPLINA: DIREITO PENAL III PERÍODO CURSADO: 4 CURSO: DIREITO, BACHARELADO. SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Senador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site: www.sei-cesucol.edu.br e-mail:

Leia mais

1. OBJETO E APLICAÇÃO DA LEI DE EXECUÇÃO PENAL 1.1 Direito de Execução Penal

1. OBJETO E APLICAÇÃO DA LEI DE EXECUÇÃO PENAL 1.1 Direito de Execução Penal 1. OBJETO E APLICAÇÃO DA LEI DE EXECUÇÃO PENAL 1.1 Direito de Execução Penal 1.2 Pena 1.1.1 Direito de Execução Penal e Direito Penitenciário 1.1.2 Autonomia do Direito de Execução Penal 1.1.3 Antecedentes

Leia mais

Direito Penal. Estelionato e Receptação

Direito Penal. Estelionato e Receptação Direito Penal Estelionato e Receptação Obter, para si ou para outrem, vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil, ou qualquer outro meio fraudulento.

Leia mais

Olá, amigos! Valeu! 1. Apresentação e estrutura textual (0,40). 2. Endereçamento à Vara Criminal da Comarca de São Paulo (0,20),

Olá, amigos! Valeu! 1. Apresentação e estrutura textual (0,40). 2. Endereçamento à Vara Criminal da Comarca de São Paulo (0,20), Olá, amigos! A peça do simulado é a prova prática do Exame de Ordem 2009.3 (CESPE). Percebam que o gabarito elaborado pela banca é bastante simples em comparação àquele da queixa do ciclo de correções.

Leia mais

6 - Réu Lídio Laurindo: restou absolvido de todas as acusações; 7 - Réu Cildo Ananias: restou absolvido de todas as acusações.

6 - Réu Lídio Laurindo: restou absolvido de todas as acusações; 7 - Réu Cildo Ananias: restou absolvido de todas as acusações. PROCEDIMENTO ESP.DOS CRIMES DE COMPETÊNCIA DO JÚRI Nº 2004.71.04.005970-2/RS AUTOR : MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL ACUSADO : IRENI FRANCO : ZIGOMAR TEODORO : LEOMAR CORREIA : CILDO ANANIAS : SERGIO ANANIAS

Leia mais

4 PODER LEGISLATIVO 4.1 PERDA DOS MANDATOS DOS PARLAMENTARES CONDENADOS CRIMINALMENTE 14, 3º, II,

4 PODER LEGISLATIVO 4.1 PERDA DOS MANDATOS DOS PARLAMENTARES CONDENADOS CRIMINALMENTE 14, 3º, II, 4 PODER LEGISLATIVO 4.1 PERDA DOS MANDATOS DOS PARLAMENTARES CONDENADOS CRIMINALMENTE Se uma pessoa perde ou tem suspensos seus direitos políticos, a consequência disso é que ela perderá o mandato eletivo

Leia mais

SUMÁRIO. Capítulo 1 Princípios do direito penal... 19

SUMÁRIO. Capítulo 1 Princípios do direito penal... 19 SUMÁRIO Apresentação da Coleção... 5 Capítulo 1 Princípios do direito penal... 19 1. Noções preliminares... 19 2. Peculiaridades dos princípios do direito penal... 20 3. Princípio da legalidade ou da reserva

Leia mais

Legislação Penal Especial Lei de Tortura Liana Ximenes

Legislação Penal Especial Lei de Tortura Liana Ximenes Lei de Tortura Liana Ximenes 2014 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Lei de Tortura -A Lei não define o que é Tortura, mas explicita o que constitui tortura. -Equiparação

Leia mais

TESTES DIREITO PENAL. Aula 4 Prof. Rodrigo Capobianco

TESTES DIREITO PENAL. Aula 4 Prof. Rodrigo Capobianco TESTES DIREITO PENAL Aula 4 Prof. Rodrigo Capobianco (Exame XXIII) Rafael e Francisca combinam praticar um crime de furto em uma residência onde ela exercia a função de passadeira. Decidem, então, subtrair

Leia mais

Conteúdo Edital PMGO

Conteúdo Edital PMGO Direito Penal Parte Geral Professor Samuel Silva Conteúdo Edital PMGO 1. Princípios constitucionais do Direito Penal. 2. A lei penal no tempo. A lei penal no espaço. Interpretação da lei penal. 3. Infração

Leia mais

DIREITO PENAL. Exame de Ordem Prova Prático-Profissional 1 PEÇA PROFISSIONAL

DIREITO PENAL. Exame de Ordem Prova Prático-Profissional 1 PEÇA PROFISSIONAL DIREITO PENAL PEÇA PROFISSIONAL Agnaldo, que reside com sua esposa, Ângela, e seus dois filhos na cidade de Porto Alegre RS, pretendendo fazer uma reforma na casa onde mora com a família, dirigiu-se a

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ AULA VIII DIREITO PENAL II TEMA: LIVRAMENTO CONDICIONAL PROFª: PAOLA JULIEN O. SANTOS Conceito: consiste em uma antecipação provisória da liberdade do condenado, satisfeitos certos requisitos e mediante

Leia mais

Mini Simulado GRATUITO de Direito Penal Militar. TEMA: Diversos

Mini Simulado GRATUITO de Direito Penal Militar. TEMA: Diversos Mini Simulado GRATUITO de Direito Penal Militar TEMA: Diversos 1. Uma patrulha motorizada, composta por um segundo tenente e um soldado, ao avistar, logo adiante, um aluno oficial fardado, em trânsito,

Leia mais

Crime continuado comum - os crimes não são cometidos mediante violência ou grave ameaça.

Crime continuado comum - os crimes não são cometidos mediante violência ou grave ameaça. Extinção de Punibilidade - Aula II - 20/02/2017 Crimes condicionais Classificação - comum 1/6 a 2/3 Específico até o triplo. Requisito artigo 71, CP. *2 ou mais crimes *2 ou mais condutas *crime da mesma

Leia mais

PONTO 1: Improbidade Administrativa 1. IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA

PONTO 1: Improbidade Administrativa 1. IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA 1 DIREITO ADMINISTRATIVO PONTO 1: Improbidade Administrativa 1. IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA A Administração Pública é regida por vários princípios, dentre eles, o princípio da moralidade, art. 37, caput

Leia mais

LIVRAMENTO CONDICIONAL DA PENA

LIVRAMENTO CONDICIONAL DA PENA LIVRAMENTO CONDICIONAL DA PENA DIREITO PENAL 4º SEMESTRE PROFESSORA PAOLA JULIEN OLIVEIRA DOS SANTOS ESPECIALISTA EM PROCESSO. MACAPÁ 2011 1 EMENTA: 1. Conceito. 2. Natureza jurídica. 3. Distinção com

Leia mais

Ponto 7 do plano de ensino. Pena de multa: Natureza autônoma e substitutiva. Sistema de cálculo (dias-multa). Conceito

Ponto 7 do plano de ensino. Pena de multa: Natureza autônoma e substitutiva. Sistema de cálculo (dias-multa). Conceito Ponto 7 do plano de ensino Pena de multa: Natureza autônoma e substitutiva. Sistema de cálculo (dias-multa). Conceito As penas incidentes sobre o patrimônio são denominadas patrimoniais e quando impostas

Leia mais

Aula Culpabilidade Imputabilidade

Aula Culpabilidade Imputabilidade Turma e Ano: Master A 2015 Matéria / Aula: Direito Penal Aula 20 Professor: Marcelo Uzêda Monitor: Yasmin Tavares Aula 20 10 Culpabilidade Conceito de culpabilidade (segundo a teoria finalista): é o juízo

Leia mais

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal HABEAS CORPUS 117.636 SÃO PAULO RELATORA PACTE.(S) IMPTE.(S) COATOR(A/S)(ES) : MIN. ROSA WEBER :FERNANDO BARBOSA :RODRIGO APPARÍCIO MEDEIROS :SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA Trata-se de habeas corpus, com

Leia mais

PRIMEIRA CÂMARA CRIMINAL APELAÇÃO Nº 61839/ CLASSE CNJ COMARCA DE CÁCERES RELATOR: DES. MARCOS MACHADO

PRIMEIRA CÂMARA CRIMINAL APELAÇÃO Nº 61839/ CLASSE CNJ COMARCA DE CÁCERES RELATOR: DES. MARCOS MACHADO APELANTE: SANTO GHIOTTI APELADO: MINISTÉRIO PÚBLICO Número do Protocolo: 61839/2017 Data de Julgamento: 03-10-2017 E M E N T A APELAÇÃO CRIMINAL EMBRIAGUEZ AO VOLANTE SENTENÇA CONDENATÓRIA APELANTE REPRESENTANTE

Leia mais

DAS PENAS E SUAS ESPÉCIES

DAS PENAS E SUAS ESPÉCIES DAS PENAS E SUAS ESPÉCIES DIREITO PENAL 4º SEMESTRE PROFESSORA PAOLA JULIEN OLIVEIRA DOS SANTOS ESPECIALISTA EM PROCESSO. MACAPÁ 2011 1 1. Espécies de penas (art.32 do CP) Privativas de Liberdade. Alternativas:

Leia mais