Aspectos fonéticos nas produções orais de alunos brasileiros aprendizes. de espanhol

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Aspectos fonéticos nas produções orais de alunos brasileiros aprendizes. de espanhol"

Transcrição

1 Aspectos fonéticos nas produções orais de alunos brasileiros aprendizes de espanhol Maria Sílvia Barbosa (UNESP/ UNIFRAN/ Uni-FACEF) Ucy Soto (UNESP) Em nossa prática docente percebemos, muitas vezes, que alunos brasileiros, aprendizes de espanhol como língua estrangeira, demonstram algumas dificuldades no que diz respeito à pronúncia da língua espanhola. Essa dificuldade pode ser acarretada por diversos fatores. A partir da teoria da análise contrastiva, podemos dizer que existe uma previsão dos erros na aprendizagem de uma segunda língua (espanhol) a partir do conhecimento da primeira língua (português). Nesse sentido podemos citar: Suponemos que el estudiante que se enfrenta a un idioma extranjero encuentra que algunos aspectos del nuevo idioma son muy fáciles, mientras que otros ofrecen gran dificultad. Aquellos rasgos que se parezcan a los de su propia lengua le resultarán fáciles y por el contrario los que sean diferentes le serán difíciles. El profesor que haya hecho una comparación de la lengua extranjera con la lengua nativa de los estudiantes tiene más probabilidad de saber qué problemas van a surgir y puede prepararse para resolverlos (LADO, 1957, p. 2-3). Assim, podemos dizer que existem os sons idênticos nas duas línguas que não criarão dificuldades na aprendizagem. Teríamos também os novos sons na língua estrangeira, sem equivalência na língua materna, em que é muito possível alcançar uma produção muito próxima. E, por último, há os sons similares nas duas línguas que são os mais passíveis de interferência e que, possivelmente, são os que provocarão mais problemas na aprendizagem. Com vistas ao ensino da língua espanhola em contexto brasileiro devemos considerar três conceitos preliminares, de acordo com Listerri (2003), para que a 3061

2 conscientização e o ensino de pronúncia sejam abarcados nesse contexto. São eles: o ensino da fonética, o ensino da pronúncia e a correção fonética. O ensino de fonética consiste em uma reflexão explícita sobre o sistema e deve ser considerado para a formação de um especialista para que adquira um conhecimento formal e detalhado das características articulatórias, acústicas e perceptivas dos elementos segmentais e supra-segmentais da língua. Já o ensino de pronúncia, ao contrário, é uma das destrezas que todo aluno necessita dominar quando aprende uma língua estrangeira. Por isso deveria fazer parte dos conteúdos de qualquer plano curricular e o professor teria que incorporar às suas atividades em aula. E a correção fonética é necessária quando na produção oral se detectam erros que é preciso corrigir. O professor deverá, em algum momento, enfrentar a correção da pronúncia com cautela. Considerando, ainda, que no ensino de pronúncia é necessário que haja o apontamento de alguns objetivos. A variedade geográfica em língua espanhola é muito importante, assim, é preciso que sejam oferecidos modelos das variedades utilizando materiais autênticos. Ainda é necessário que o professor tenha consciência do grau de precisão fonética, ou seja, o grau que se deseja alcançar na produção oral dos estudantes. Pensando em todas as considerações acima, realizamos uma pesquisa com alunos brasileiros, nível intermediário, aprendizes de espanhol como língua estrangeira. Para tentar observar algumas ocorrências próprias desse público, optamos por gravar (em áudio) as produções orais desses estudantes. Assim, muitas considerações foram feitas sobre alguns aspectos passíveis de observação nessas produções. Tentaremos, a seguir, apontar alguns deles, sabendo que nossas observações foram no nível fonético e, que outros casos e ocorrências podem existir, dependendo da medida que se tome para a observação. 3062

3 Salientamos que não usaremos a fonte contemplada pelo Alfabeto Fonético Internacional. Dessa forma descreveremos de forma sintética cada um dos aspectos e tendências dos brasileiros: Abrir e e pronunciar como é Abrir o e pronunciar como ó Prolongar as vogais tônicas Introduzir i depois de p ao final de sílaba Introduzir i depois de c ao final de sílaba Introduzir i depois de g ao final de sílaba Pronunciar s como z entre vogais São apenas alguns aspectos, que consideramos importantes no ensino de pronúncia da língua espanhola como língua estrangeira e que formam parte de um notável conjunto de fatores para a produção oral. Sabemos, no entanto, que outros preceitos devem ser considerados, como os aspectos prosódicos, mais especificamente a entoação e o ritmo e que muito colaboram para uma produção próxima à do nativo falante. Entretanto, esses não são fatores considerados no presente estudo. A título de conclusão, acreditamos que a correção e consideração da pronúncia devam ser abarcadas no planejamento de cursos de espanhol como língua estrangeira, uma vez que a produção oral é uma importante destreza na aprendizagem de uma língua estrangeira. Referências 3063

4 ALARCOS LLORACH, E. Fonología española. Madrid: Editorial Gredos S. A., (Col. Biblioteca Románica Hispánica). ALCINA, J.; BLECUA, J. M. Fonética y fonología, GRAMÁTICA ESPAÑOLA, letras e ideas. Barcelona: Editorial Ariel S. A., p ALMEIDA FILHO, J. C. P. Uma metodologia específica para o ensino de línguas próximas? In:. Português para estrangeiros: interface com o espanhol. Campinas: Pontes, BECHARA, S. F.; MOURE, G. W. Ojo con los falsos amigos. São Paulo: Editora Moderna, BRIZ, A. El español coloquial: situación y uso. [S. l.]: Arco/ Libros, [s. d.]. BRUNO, F. C.; MENDOZA, M. A. Hacia el español: curso de lengua y cultura hispánica. São Paulo: Saraiva, CELADA, M. T. O espanhol para o brasileiro: uma língua singularmente estrangeira f. Tese (Doutorado em Lingüística) Instituto de Estudos da Linguagem, Unicamp, Campinas, CELDRÁN, E. Martinez. Fonética. Barcelona: Editorial Teide, CUNHA, C. F. da. Gramática da língua portuguesa. Rio de Janeiro: FAE,

5 DUARTE, C. A. Diferencias de usos gramaticales entre portugués/ español. Madrid: Edinumen, (Colección Temas de Español). FANJUL, A. P. Português espanhol: línguas próximas sobre o olhar discursivo. São Carlos: Claraluz, FLAVIAN, Eugenia; FERNÁNDEZ, Gretel Eres. Minidicionário espanhol-português/ português-espanhol. 7. ed. São Paulo: Ática, GONZÁLEZ, N. T. M. Cadê o pronome? o gato comeu: os pronomes pessoais na aquisição/ aprendizagem do espanhol por brasileiros adultos f. Tese de Doutorado, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, Pero qué gramática es ésta? Los sujetos pronominales y los clíticos en la interlengua de brasileños adultos aprendices de español/ LE. Navarra: Universidad de Navarra, [s. d.]. HOYOS, B. L. F. Dicionário de falsos amigos do espanhol e do português. São Paulo: Embajada de España/ Consejería de Educación, INDURSKY, F.; CRISTINA, M.; FERREIRA, L. Os múltiplos territórios da análise do discurso. Porto Alegre: Sagra Luzzatto, [s. d.]. v. 12. (Coleção Ensaios). INFANTE, U. Curso de gramática aplicada aos textos. São Paulo: Scipione,

6 LADO, R. Lingüística contrastiva. Lenguas y culturas. Traducción de J. A. Fernández. Madrid: Fundación Inca, p LA MARTÍNEZ CELDRÁN, Eugenio. El sonido en la comunicación humana. Barcelona: Ediciones Octaedro, (Col. Lenguaje y Comunicación). LLISTERRI, J. La enseñanza de la pronunciación. Revista del Instituto Cervantes en Italia, v. 4, n. 1, p , Disponible en: <http://liceu.uab.es/~joaquim/publicacions/llisterri_03_pronunciacion_ele.pdf>. Acceso en: 12 ago LLORENTE MALDONADO DE GUEVARA, A. Variedades del español en España. Barcelona: Ediciones Octaedro, (Col. Lenguaje y Comunicación). MARRONE, C. S. Português español: aspectos comparativos. São Paulo: Editora do Brasil, MASIP, V. Gramática española para brasileños: morfosintaxis. 2. ed. Madrid: Difusión, tomo 1. MATTE BON, F. Gramática comunicativa del español: de la lengua a la idea. Madrid: Edelsa, v. 1. QUILIS, Antonio; FERNANADEZ, Joseph A. Curso de fonética y fonología españolas. Madrid: Consejo Superior de Investigaciones Científicas,

7 SEÑAS: diccionario para la enseñanza de la lengua española para brasileños. Traducción de Eduardo Brandão y Cláudia Berliner. São Paulo: Martins Fontes, SILVA, T. C. Fonética e fonologia do português: roteiro de estudos e guia de exercícios. São Paulo: Ed. Contexto, VÁSQUEZ, G. Errores? Sin falta! Programa de Autoformación y Perfeccionamiento del Profesorado. Madrid: Edelsa, Grupo Didascalia, S. A.,

PROFESSOR RESPONSÁVEL: Patrícia Roberta de Almeida Castro Machado

PROFESSOR RESPONSÁVEL: Patrícia Roberta de Almeida Castro Machado MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE LETRAS NOME DA DISCIPLINA: Estágio 2 (espanhol) PROFESSOR RESPONSÁVEL: Patrícia Roberta de Almeida Castro Machado CARGA HORÁRIA SEMESTRAL:

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE LETRAS E LINGUÍSTICA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE LETRAS E LINGUÍSTICA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE LETRAS E LINGUÍSTICA ORIENTAÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DAS PROVAS As provas do processo seletivo simplificado

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE LETRAS E LINGUÍSTICA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE LETRAS E LINGUÍSTICA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE LETRAS E LINGUÍSTICA ORIENTAÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DAS PROVAS 1. As provas do Concurso Público de Provas e

Leia mais

OS PRONOMES PESSOAIS ÁTONOS NA INTERLÍNGUA ORAL DOS APRENDIZES BRASILEIROS DE ESPANHOL COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA

OS PRONOMES PESSOAIS ÁTONOS NA INTERLÍNGUA ORAL DOS APRENDIZES BRASILEIROS DE ESPANHOL COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA OS PRONOMES PESSOAIS ÁTONOS NA INTERLÍNGUA ORAL DOS APRENDIZES BRASILEIROS DE ESPANHOL COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA BÁRBARA BALDARENA MORAIS Centro de Comunicação e Letras Universidade Presbiteriana Mackenzie

Leia mais

O FUNCIONAMENTO DISCURSIVO DO ESPANHOL COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA (ELE) EM LIVROS DIDÁTICOS (LDS) PARA O MUNDO DO TRABALHO

O FUNCIONAMENTO DISCURSIVO DO ESPANHOL COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA (ELE) EM LIVROS DIDÁTICOS (LDS) PARA O MUNDO DO TRABALHO O FUNCIONAMENTO DISCURSIVO DO ESPANHOL COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA (ELE) EM LIVROS DIDÁTICOS (LDS) PARA O MUNDO DO TRABALHO Luciana de Carvalho 1 Este estudo propõe refletir sobre o funcionamento discursivo

Leia mais

TRATAMIENTO DE LOS ASPECTOS CONFLICTIVOS DEL ESPAÑOL PARA LUSOHABLANTES. Centro de Formação Continua de Professores FLUC

TRATAMIENTO DE LOS ASPECTOS CONFLICTIVOS DEL ESPAÑOL PARA LUSOHABLANTES. Centro de Formação Continua de Professores FLUC TRATAMIENTO DE LOS ASPECTOS CONFLICTIVOS DEL ESPAÑOL PARA LUSOHABLANTES Acão de Formação nº18 de 2012/2013 (CCPFC/ACC-73656/13) Centro de Formação Continua de Professores FLUC Formadoras: Mestre Elena

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS - FACULDADE DE LETRAS DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS E LITERATURAS ESTRANGEIRAS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS - FACULDADE DE LETRAS DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS E LITERATURAS ESTRANGEIRAS 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL LÍNGUA ESTRANGEIRA 1 ESPANHOL EMENTA: Introdução às práticas de compreensão e produção orais e escritas da língua através do uso de estruturas e funções comunicativas elementares.

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EMENTA Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Turismo, Hospitalidade e Lazer CURSO: Gestão de Turismo FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( x ) tecnólogo

Leia mais

O%ENSINO%DA%PROSÓDIA%DO%ESPANHOL%COMO%LÍNGUA% ESTRANGEIRA%NAS%ESCOLAS%ESTADUAIS%DE%CURITIBA'

O%ENSINO%DA%PROSÓDIA%DO%ESPANHOL%COMO%LÍNGUA% ESTRANGEIRA%NAS%ESCOLAS%ESTADUAIS%DE%CURITIBA' ISSN: 2318-1028REVISTA VERSALETE ' OENSINODAPROSÓDIADOESPANHOLCOMOLÍNGUA ESTRANGEIRANASESCOLASESTADUAISDECURITIBA' SPANISHASAFOREIGNLANGUAGE:TEACHINGPROSODYIN PUBLICSCHOOLSINCURITIBA PolliannaMilan 1 '

Leia mais

O ensino da competência gramatical na prática pedagógica na aula de. Espanhol como LE

O ensino da competência gramatical na prática pedagógica na aula de. Espanhol como LE O ensino da competência gramatical na prática pedagógica na aula de Espanhol como LE Profa. Ms. Valéria Jane Siqueira Loureiro (UGF/ UniFOA/ FERLAGOS/ CCAA) La lengua es la que manda sobre las reglas que

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE INSTITUTO DE LETRAS E ARTES PROGRAMA PARA AS PROVAS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE INSTITUTO DE LETRAS E ARTES PROGRAMA PARA AS PROVAS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE INSTITUTO DE LETRAS E ARTES Av. Itália, km 8 - Rio Grande, RS - CEP 96201-900 - Brasil- Tel/Fax: 3233-6621 - E-mail: ila@furg.br

Leia mais

PRÁTICAS DE PRODUÇÃO ESCRITA EM ESPANHOL NO CURSO DE LETRAS PARA A PROGRESSÃO DE NÍVEIS DE REFERÊNCIA

PRÁTICAS DE PRODUÇÃO ESCRITA EM ESPANHOL NO CURSO DE LETRAS PARA A PROGRESSÃO DE NÍVEIS DE REFERÊNCIA 500 PRÁTICAS DE PRODUÇÃO ESCRITA EM ESPANHOL NO CURSO DE LETRAS PARA A PROGRESSÃO DE NÍVEIS DE REFERÊNCIA Renata Aparecida de Freitas 1 FATEA Faculdades Integradas Teresa D Ávila Lorena - SP Este trabalho

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC em Espanhol Básico. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC em Espanhol Básico. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIOVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE INSTITUTO DE LETRAS E ARTES

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIOVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE INSTITUTO DE LETRAS E ARTES PROGRAMA: 1. Las variedades lingüísticas del español. 2. Las teorías de adquisición de una segunda lengua en la clase de E/LE. 3. Las similitudes y las diferencias morfosintácticas y semánticas entre las

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO EDITAL 30/2014 PROCESSO SELETIVO. Valor Bolsa. Pré-requisitos/ Titulação

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO EDITAL 30/2014 PROCESSO SELETIVO. Valor Bolsa. Pré-requisitos/ Titulação PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO EDITAL 30/2014 PROCESSO SELETIVO A Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Federal do Triângulo Mineiro torna público que estarão abertas as inscrições para a realização do Processo

Leia mais

O ensino da cultura nos livros didáticos de Espanhol como Língua Estrangeira

O ensino da cultura nos livros didáticos de Espanhol como Língua Estrangeira O ensino da cultura nos livros didáticos de Espanhol como Língua Estrangeira Cleide Coelho MARTINS 1, Lucielena Mendonça de LIMA 2 cleidecmartins@gmail.com INTRODUÇÃO Quando aprendemos ou ensinamos uma

Leia mais

O ENSINO GRAMATICAL NA AQUISIÇÃO DE E/LE: DA GRAMÁTICA NORMATIVA A FUNCIONALISTA Valéria Jane Siqueira Loureiro (UFS) vjsloureiro@yahoo.com.

O ENSINO GRAMATICAL NA AQUISIÇÃO DE E/LE: DA GRAMÁTICA NORMATIVA A FUNCIONALISTA Valéria Jane Siqueira Loureiro (UFS) vjsloureiro@yahoo.com. O ENSINO GRAMATICAL NA AQUISIÇÃO DE E/LE: DA GRAMÁTICA NORMATIVA A FUNCIONALISTA Valéria Jane Siqueira Loureiro (UFS) vjsloureiro@yahoo.com.br RESUMO A gramática se apresenta como conteúdo inerente no

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGO EFETIVO PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO Edital 16/2015 Campus São João del-rei

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGO EFETIVO PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO Edital 16/2015 Campus São João del-rei Tema 01: GÊNERO E TIPOLOGIA TEXTUAL Para Luiz Antônio Marcuschi (2002), os gêneros textuais são artefatos culturais construídos historicamente pelo ser humano, textos materializados que usamos em nosso

Leia mais

CATÁLOGO DE CURSOS. primeiro semestre. saopaulo.cervantes.es

CATÁLOGO DE CURSOS. primeiro semestre. saopaulo.cervantes.es CATÁLOGO DE CURSOS primeiro semestre 2016 saopaulo.cervantes.es NOSSOS CURSOS Plano curricular do Instituto Cervantes, baseado no Quadro Comum Europeu de Referência (QCER) Interação em espanhol desde o

Leia mais

Faculdade de Tecnologia de Carapicuíba

Faculdade de Tecnologia de Carapicuíba EDITAL EXTERNO Nº 007/2015 DE OFERECIMENTO DE AULA POR TEMPO DETERMINADO PARA A DO CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA. A Diretora da faz saber ao Corpo Docente desta Faculdade que estão

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico ETEC Monsenhor Antônio Magliano Código: 088 Município:Garça Eixo Tecnológico: Mecatrônica Habilitação Profissional: Técnico em Mecatrônica Qualificação: Técnico

Leia mais

Academia Diplomática y Consular Carlos Antonio López

Academia Diplomática y Consular Carlos Antonio López FUNDAMENTACIÓN: IDIOMA: PORTUGUÊS CONTENIDO TEMÁTICO Llevando en consideración las directrices del Marco Europeo Común de Referencia, el examen será encuadrado en un nivel Intermedio Superior. En este

Leia mais

Jornadas da APEESP 2014

Jornadas da APEESP 2014 Jornadas da APEESP 2014 Programa Completo RETIFICADO (a partir de Taller 7) 1ª Jornada 23 de agosto de 2014 Taller 1 10h 13h Aquí, ali, allá y en todas las clases: construyendo propuestas didácticas para

Leia mais

UFAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS FACULDADE DE LETRAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LETRAS E LINGUISTICA ALINE VIEIRA BEZERRA HIGINO DE OLIVEIRA

UFAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS FACULDADE DE LETRAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LETRAS E LINGUISTICA ALINE VIEIRA BEZERRA HIGINO DE OLIVEIRA UFAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS FACULDADE DE LETRAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LETRAS E LINGUISTICA ALINE VIEIRA BEZERRA HIGINO DE OLIVEIRA ESTUDO FONÉTICO-FONOLÓGICO CONTRASTIVO ENTRE A LÍNGUA

Leia mais

O AUXÍLIO DA FONÉTICA NO ENSINO DA LÍNGUA INGLESA

O AUXÍLIO DA FONÉTICA NO ENSINO DA LÍNGUA INGLESA O AUÍLIO DA FONÉTICA NO ENSINO DA LÍNGUA INGLESA Ana Beatriz Miranda Jorge UFCG/ beatrizjmiranda@gmail.com Bruna Melo do Nascimento UEPB/ bruna.melo.nascimento@gmail.com Isabelle Coutinho Ramos Benício

Leia mais

ESPAÑOL, POR EXEMPLO RESUMO

ESPAÑOL, POR EXEMPLO RESUMO TERRA E CULTURA, ANO XX, Nº 38 173 ESPAÑOL, POR EXEMPLO *Otavio Goes de Andrade **Geane Maria Marques Branco Sanches RESUMO O presente texto tem por objetivo fazer uma resenha a respeito da obra Español,

Leia mais

A realidade atual da licenciatura em Letras Espanhol no Brasil

A realidade atual da licenciatura em Letras Espanhol no Brasil A realidade atual da licenciatura em Letras Espanhol no Brasil Adriana Quadros Matos 1 Soraia C. E. K. Salerno 2 Resumo Esta comunicação visa apresentar nossa pesquisa acadêmica cujo objetivo é conhecer

Leia mais

EXTENSÃO DE ESPANHOL: CONTRIBUIÇÃO NA FORMAÇÃO DOS ALUNOS, DA CIDADE DOS MENINOS

EXTENSÃO DE ESPANHOL: CONTRIBUIÇÃO NA FORMAÇÃO DOS ALUNOS, DA CIDADE DOS MENINOS 9. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( X) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA EXTENSÃO DE

Leia mais

SERIE CURSOS DE ESPANHOL COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA / 2010 CURSO DE NEGÓCIOS

SERIE CURSOS DE ESPANHOL COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA / 2010 CURSO DE NEGÓCIOS SERIE CURSOS DE ESPANHOL COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA / 2010 CURSO DE NEGÓCIOS Curso dirigido a estudantes e profissionais que necessitem aprender espanhol no âmbito empresarial e comercial. Neste curso, o

Leia mais

Didática da literatura no ensino de E/LE: teoria e prática

Didática da literatura no ensino de E/LE: teoria e prática Didática da literatura no ensino de E/LE: teoria e prática Profa. Dra. Ana Cristina dos Santos (UERJ-IL/ UVA) El texto literario no está acabado en sí mismo hasta que el lector lo convierte en un objeto

Leia mais

língua espanhola neste nível de ensino (geralmente por assumir um caráter instrumental)

língua espanhola neste nível de ensino (geralmente por assumir um caráter instrumental) 1 O USO DE NOVAS TECNOLOGIAS NO ENSINO DE ELE (ESPANHOL/ LÍNGUA ESTRANGEIRA) NO ENSINO TÉCNICO 1 RESUMO: Eliane Santos Leite da Silva 2 IFBAIANO- Campus Governador Mangabeira Propõe-se, com o presente

Leia mais

Literatura Portuguesa Idade Média e Classicismo Renascentista. 6 ECTS BA Semestre de inverno / 2º.ano

Literatura Portuguesa Idade Média e Classicismo Renascentista. 6 ECTS BA Semestre de inverno / 2º.ano Literatura Idade Média e Classicismo Renascentista 6 ECTS BA Semestre de inverno / 2º.ano história e da cultura de Portugal no período estudado, domínio da língua portuguesa A unidade curricular Literatura

Leia mais

A LITERATURA COMO FERRAMENTA DIDÁTICA NO ENSINO DE LE

A LITERATURA COMO FERRAMENTA DIDÁTICA NO ENSINO DE LE A LITERATURA COMO FERRAMENTA DIDÁTICA NO ENSINO DE LE Carina de Jesus Mota CONSIDERAÇÕES INICIAIS A importância da literatura no ensino/aprendizagem de uma língua estrangeira é um ponto que deve ser analisado

Leia mais

A COMPETENCIA GRAMATICAL NAS AULAS DE ESPANHOL COMO LINGUA ESTRANGEIRA

A COMPETENCIA GRAMATICAL NAS AULAS DE ESPANHOL COMO LINGUA ESTRANGEIRA A COMPETENCIA GRAMATICAL NAS AULAS DE ESPANHOL COMO LINGUA ESTRANGEIRA Bruna de Souza Fraga (UFS) Monize Batista de Jesus (UFS) INTRODUÇÃO A gramática, por muito tempo foi um dos instrumentos mais utilizados

Leia mais

REFLEXÕES ACERCA DE MATERIAIS DIDÁTICOS PARA O ENSINO DE LÍNGUA ESPANHOLA PARTIR DAS OCN S

REFLEXÕES ACERCA DE MATERIAIS DIDÁTICOS PARA O ENSINO DE LÍNGUA ESPANHOLA PARTIR DAS OCN S REFLEXÕES ACERCA DE MATERIAIS DIDÁTICOS PARA O ENSINO DE LÍNGUA ESPANHOLA PARTIR DAS OCN S Katia Aparecida da Silva Oliveira UFTM As discussões acerca da implantação do ensino obrigatório de língua espanhola

Leia mais

1 INTRODUÇÃO. PALABRAS-CLAVE: Fonemas vocálicos. Interferencias. Fonética y fonología.

1 INTRODUÇÃO. PALABRAS-CLAVE: Fonemas vocálicos. Interferencias. Fonética y fonología. VOGAIS ESPANHOLAS: INTERFERÊNCIAS DA LÍNGUA PORTUGUESA E DIFICULDADES DE PRONUNCIA José Rodrigues de Mesquita Neto 1 RESUMO Este trabalho nasceu a partir da observação das aulas de fonética e fonologia

Leia mais

El uso del pretérito perfecto compuesto e indefinido por hablantes brasileños. Resumo

El uso del pretérito perfecto compuesto e indefinido por hablantes brasileños. Resumo 1 O uso do pretérito perfecto compuesto e indefinido por estudantes brasileiros El uso del pretérito perfecto compuesto e indefinido por hablantes brasileños Aline Amarante Pereira Centro de Comunicação

Leia mais

DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS

DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. FLÁVIO GONÇALVES PÓVOA DE VARZIM Critérios Específicos de Avaliação DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS ANO LETIVO 2014/15 Critérios de avaliação específicos da disciplina de

Leia mais

Plano de Trabalho Docente - 2015. Ensino Médio. Habilitação Profissional: Técnico em Informática para internet Integrado ao Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente - 2015. Ensino Médio. Habilitação Profissional: Técnico em Informática para internet Integrado ao Ensino Médio Plano de Trabalho Docente - 2015 Ensino Médio Código: 0262 ETEC ANHANQUERA Município: Santana de Parnaíba Área de Conhecimento: Linguagens / Parte Diversificada Componente Curricular: Língua Estrangeira

Leia mais

Un ramo de rosas rojas: as dificuldades do lusofalante na emissão dos fonemas /rr/ e /x/ do espanhol 1

Un ramo de rosas rojas: as dificuldades do lusofalante na emissão dos fonemas /rr/ e /x/ do espanhol 1 Un ramo de rosas rojas: as dificuldades do lusofalante na emissão dos fonemas /rr/ e /x/ do espanhol 1 Carlos Alberto Della Paschoa (Instituto Cervantes Río de Janeiro) INTRODUÇÃO Os lusofalantes, ao iniciarem

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Unidade curricular INICIAÇÃO AOS ESTUDOS LINGUISTICOS. Carga Horária Prática -

PLANO DE ENSINO. Unidade curricular INICIAÇÃO AOS ESTUDOS LINGUISTICOS. Carga Horária Prática - PLANO DE ENSINO LETRAS (PORTUGUÊS-INGLÊS) Turno: Noturno Currículo: 2003 INFORMAÇÕES BÁSICAS Período 2013/1 Natureza: Unidade curricular INICIAÇÃO AOS ESTUDOS LINGUISTICOS Teórica 60 Carga Horária Prática

Leia mais

A INCLUSÃO DA LÍNGUA ESPANHOLA NA EDUCAÇÃO BRASILEIRA

A INCLUSÃO DA LÍNGUA ESPANHOLA NA EDUCAÇÃO BRASILEIRA A INCLUSÃO DA LÍNGUA ESPANHOLA NA EDUCAÇÃO BRASILEIRA Tassiana Quintanilha de Souza (G CLCA UENP/CJ) Denise da Silva de Oliveira (Orientadora CLCA UENP/CJ) RESUMO: Este artigo visa discorrer sobre a formatação

Leia mais

DISSERTATIVA. D06 Professor. Espanhol CADERNO DE PROVA. Instruções. Atenção!

DISSERTATIVA. D06 Professor. Espanhol CADERNO DE PROVA. Instruções. Atenção! CADERNO DE PROVA DISSERTATIVA Prefeitura de Florianópolis Secr. Mun. de Educação/Secr. Mun. da Administração Concurso Público Edital n o 009/05 http://educa05.fepese.org.br D06 Professor Espanhol Instruções

Leia mais

FUNDAÇÃO DE ENSINO E PESQUISA DE UBERABA C.N.P.J. 20.054.326/0001-09

FUNDAÇÃO DE ENSINO E PESQUISA DE UBERABA C.N.P.J. 20.054.326/0001-09 DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS EDITAL 008/2011 PROCESSO SELETIVO O Presidente da FUNEPU, no uso de suas atribuições normais, de acordo com a Portaria nº.04 de 09 de fevereiro de 2010, torna público que

Leia mais

O futuro do subjuntivo do português e do espanhol: descrição, confronto, interferência e fossilização 1

O futuro do subjuntivo do português e do espanhol: descrição, confronto, interferência e fossilização 1 O futuro do subjuntivo do português e do espanhol: descrição, confronto, interferência e fossilização 1 Marta A. Oliveira Balbino Reis (UEL) Introdução Temos como objetivo discorrer sobre o trabalho que

Leia mais

PROJETO DE CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC

PROJETO DE CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC CAMPUS PETROLINA PROJETO DE CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC 1 CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA EM ESPANHOL E INGLÊS INSTRUMENTAL PARA MESTRADO E DOUTORADO EMENTA: Compreensão da Língua

Leia mais

FUNDAÇÃO CONSELHO ESPANHA BRASIL

FUNDAÇÃO CONSELHO ESPANHA BRASIL FUNDAÇÃO CONSELHO ESPANHA BRASIL UN SELLO DE CALIDAD EN LAS RELACIONES BILATERALES FUNDAÇÃO CONSELHO ESPANHA BRASIL UM SELO DE QUALIDADE NAS RELAÇÕES BILATERAIS FUNDAÇÃO CONSELHO ESPANHA BRASIL diseño

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2013. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2013. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC PROFESSOR MASSUYUKI KAWANO EXTENSÃO E. E. INDIA VANUÍRE Código: 9136 Município: Tupã Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Habilitação

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PLANO DE ENSINO 1 IDENTIFICAÇÃO 1.1 EIXO TECNOLÓGICO: Controle e processos industriais 1.2 CURSO: Técnico em Análises Clínicas Integrado ao Ensino Médio 1.3 UNIDADE DIDÁTICA: Língua Estrangeira Moderna

Leia mais

PLANO DE ENSINO LÍNGUA ESPANHOLA III. Curso: Licenciatura em Letras Língua Espanhola Semestre / Turno: 3º

PLANO DE ENSINO LÍNGUA ESPANHOLA III. Curso: Licenciatura em Letras Língua Espanhola Semestre / Turno: 3º PLANO DE ENSINO LÍNGUA ESPANHOLA III Curso: Licenciatura em Letras Língua Espanhola Semestre / Turno: 3º Componente Curricular: Língua Espanhola III Professora: Carga Horária: 50h Período: 2014 2 Ementa

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS S DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE SECRETARIADO EXECUTIVO TRILÍNGUE DISCIPLINA: COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO Leitura e compreensão de textos. Gêneros textuais. Linguagem verbal e não verbal. Linguagem

Leia mais

GUIA DE FUNCIONAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR

GUIA DE FUNCIONAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR Curso Turismo e Lazer Ano letivo 2012-2013 Unidade Curricular Espanhol II ECTS 3 Regime Opcional Ano 1º Semestre 2º Semestre Horas de trabalho globais Docente(s) Carmen Vila Cardona Total 90,5 Contacto

Leia mais

A INTERFERÊNCIA DO PORTUGUÊS (LM) NA PRODUÇÃO DE VOGAIS ORAIS POR APRENDIZES DE FRANCÊS (LE)

A INTERFERÊNCIA DO PORTUGUÊS (LM) NA PRODUÇÃO DE VOGAIS ORAIS POR APRENDIZES DE FRANCÊS (LE) A INTERFERÊNCIA DO PORTUGUÊS (LM) NA PRODUÇÃO DE VOGAIS ORAIS POR APRENDIZES DE FRANCÊS (LE) Guilherme Rocha DURAN (G-UEM) Edson Carlos ROMUALDO (UEM) ISBN: 978-85-99680-05-6 REFERÊNCIA: DURAN, Guilherme

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO. ANEXO I. PROJETO DE ( x ) CURTA DURAÇÃO ( ) LONGA DURAÇÃO

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO. ANEXO I. PROJETO DE ( x ) CURTA DURAÇÃO ( ) LONGA DURAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO ANEXO I. PROJETO DE ( x ) CURTA DURAÇÃO ( ) LONGA DURAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho, na redação atual. Regulamento de Exames.

Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho, na redação atual. Regulamento de Exames. Disciplina Francês II Código: 16 Informação - Prova de Equivalência à Frequência 2014/2015 Francês II Código da prova: 16 9º Ano de Escolaridade / 3º ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 139/2012, de

Leia mais

O Ensino da Língua Estrangeira nas Escolas Públicas e a Distância 1.

O Ensino da Língua Estrangeira nas Escolas Públicas e a Distância 1. O Ensino da Língua Estrangeira nas Escolas Públicas e a Distância 1. Antonio Veras Nunes 2 RESUMO - O presente artigo pretende compreender o que são crenças no ensino de Língua Estrangeira, nas escolas

Leia mais

O interesse pela aprendizagem da língua espanhola em todo Brasil devido à

O interesse pela aprendizagem da língua espanhola em todo Brasil devido à Proximidade entre línguas: algumas considerações sobre a aquisição do espanhol por falantes nativos de portugês brasileiro 1 Vanessa Ribas Fialho Faculdade Metodista de Santa Maria e Universidade Católica

Leia mais

AS QUATROS HABILIDADES LINGUÍSTICAS DA LÍNGUA ESPANHOLA: FALAR, OUVIR, LER E ESCREVER E SUAS COMPETÊNCIAS.

AS QUATROS HABILIDADES LINGUÍSTICAS DA LÍNGUA ESPANHOLA: FALAR, OUVIR, LER E ESCREVER E SUAS COMPETÊNCIAS. AS QUATROS HABILIDADES LINGUÍSTICAS DA LÍNGUA ESPANHOLA: FALAR, OUVIR, LER E ESCREVER E SUAS COMPETÊNCIAS. Kássia Kiss Jacinto De Paula 1 Antonio Carlos Batista Da Silva Neto 2 Monique Ferreira Barbosa

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular LÍNGUA ESPANHOLA Ano Lectivo 2015/2016

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular LÍNGUA ESPANHOLA Ano Lectivo 2015/2016 Programa da Unidade Curricular LÍNGUA ESPANHOLA Ano Lectivo 2015/2016 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Turismo 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular LÍNGUA

Leia mais

Curso de Especialização em METODOLOGIA DO ENSINO DA LINGUA PORTUGUESA E ESPANHOLA

Curso de Especialização em METODOLOGIA DO ENSINO DA LINGUA PORTUGUESA E ESPANHOLA Curso de Especialização em METODOLOGIA DO ENSINO DA LINGUA PORTUGUESA E ESPANHOLA ÁREA DO CONHECIMENTO: Educação e Espanhol. NOME DO CURSO: Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, especialização em Ensino de

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA LOGOTIPO MACMILLAN BRASIL Utilização colorido; preto/branco e negativo Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que

Leia mais

Com base no texto acima, a língua espanhola, no contexto atual, é. De acordo com o texto acima, assinale a opção correta. A B

Com base no texto acima, a língua espanhola, no contexto atual, é. De acordo com o texto acima, assinale a opção correta. A B Un/ESPE SEU/E 8 QUESTÃO 31 O processo de ensino-aprendizagem da língua espanhola no rasil é uma realidade nos dias atuais, porém foram diversos fatores que fizeram que o espanhol tivesse a importância

Leia mais

ELABORAÇÃO E APLICAÇÃO DA OFICINA PARA ALUNOS DO 3º ANO

ELABORAÇÃO E APLICAÇÃO DA OFICINA PARA ALUNOS DO 3º ANO ELABORAÇÃO E APLICAÇÃO DA OFICINA PARA ALUNOS DO 3º ANO Alayse Alcântara de Oliveira 3 (UFS) Márcia de Jesus Araujo 4 (UFS) CONSIDERAÇÕES INICIAIS O referido trabalho é fruto do grupo de pesquisa intitulado

Leia mais

COMPOSIÇÃO CURRICULAR Seriado Semestral -TURNO DIURNO 1º SEMESTRE - EIXO :OUVIR/FALAR COMPONENTES CURRICULARES CH TOTAL CH SEMANAL

COMPOSIÇÃO CURRICULAR Seriado Semestral -TURNO DIURNO 1º SEMESTRE - EIXO :OUVIR/FALAR COMPONENTES CURRICULARES CH TOTAL CH SEMANAL Universidade Estadual da Paraíba - Centro de Educação- Campus I Curso de Graduação em Letras - Licenciatura Plena - Habilitação: Resolução de Aprovação do Projeto Pedagógico UEPB/CONSEPE/ Carga horária

Leia mais

TEATRO COMO FERRAMENTA PARA ENSINO/APRENDIZAGEM DE LÍNGUA ESPANHOLA: RELATO DE EXPERIÊNCIA 1

TEATRO COMO FERRAMENTA PARA ENSINO/APRENDIZAGEM DE LÍNGUA ESPANHOLA: RELATO DE EXPERIÊNCIA 1 TEATRO COMO FERRAMENTA PARA ENSINO/APRENDIZAGEM DE LÍNGUA ESPANHOLA: RELATO DE EXPERIÊNCIA 1 Kaio César Pinheiro da Silva Raquel Espínola Oliveira de Oliveira Thais Fernandes da Silva Cristina Bongestab

Leia mais

FACULTADE DE FILOLOXÍA DEPARTAMENTO DE FILOLOXÍA GALEGA LINGUA PORTUGUESA 5. José Luís Forneiro Pérez GUÍA DOCENTE E MATERIAL DIDÁCTICO

FACULTADE DE FILOLOXÍA DEPARTAMENTO DE FILOLOXÍA GALEGA LINGUA PORTUGUESA 5. José Luís Forneiro Pérez GUÍA DOCENTE E MATERIAL DIDÁCTICO FACULTADE DE FILOLOXÍA DEPARTAMENTO DE FILOLOXÍA GALEGA LINGUA PORTUGUESA 5 José Luís Forneiro Pérez GUÍA DOCENTE E MATERIAL DIDÁCTICO 2015/2016 FACULTADE DE FILOLOXÍA. DEPARTAMENTO DE FILOLOXÍA GALEGA

Leia mais

Guia do professor. Introdução

Guia do professor. Introdução Guia do professor Introdução Essa atividade oferece aos professores do Ensino Fundamental II, de Língua Espanhola e de Língua Portuguesa, novos recursos didáticos em forma de módulos, pois eles podem vir

Leia mais

O ensino de espanhol para a além dos limites da didática comunicativa

O ensino de espanhol para a além dos limites da didática comunicativa O ensino de espanhol para a além dos limites da didática comunicativa Paulo Antonio Correa 1 1. Introdução. Em termos da forma como o ensino de espanhol é abordado no âmbito universitário no país, o panorama

Leia mais

ORTOGRAFIA: CONTRADIÇÃO ENTRE CONCEITOS E PROCEDIMENTOS

ORTOGRAFIA: CONTRADIÇÃO ENTRE CONCEITOS E PROCEDIMENTOS V EPCC Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 23 a 26 de outubro de 2007 ORTOGRAFIA: CONTRADIÇÃO ENTRE CONCEITOS E PROCEDIMENTOS Kelly Priscilla Lóddo CEZAR 1 ; Prof.ª Dr.ª Geiva Carolina

Leia mais

EMENTÁRIO LETRAS EaD INGLÊS

EMENTÁRIO LETRAS EaD INGLÊS EMENTÁRIO LETRAS EaD INGLÊS 1ª FASE LLE 931 Introdução aos Estudos da Linguagem Total h/a Introdução aos conceitos de língua e língua(gem); características da língua(gem) humana; a complexidade da língua(gem)

Leia mais

Introdução: Português e Espanhol na Tríplice Fronteira

Introdução: Português e Espanhol na Tríplice Fronteira Área temática: Comunicação; VALORES LINGUÍSTICOS NA TRÍPLICE FRONTEIRA Thiago Bolivar 1 Daniela Martello 2 Keren Victoria Oviedo Wright 3 Palavras chave: sociolinguística, acomodação comunicativa, tríplice

Leia mais

Denominação do curso: ESPANHOL APLICADO A SERVIÇOS TURÍSTICOS BÁSICO

Denominação do curso: ESPANHOL APLICADO A SERVIÇOS TURÍSTICOS BÁSICO 1- DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Denominação do curso: ESPANHOL APLICADO A SERVIÇOS TURÍSTICOS BÁSICO Eixo Tecnilógico: Apoio Educacional Local de oferta: IFBA Campus Ilhéus Modalidade: Presencial Turno de oferta:

Leia mais

Programa de Curso. Tipo: de servicio

Programa de Curso. Tipo: de servicio UNIVERSIDAD DE COSTA RICA ESCUELA DE LENGUAS MODERNAS SECCIÓN DE OTRAS LENGUAS Programa de Curso Nombre: Portugués Básico I Sigla: LM-5001 Número de créditos: 02 Número de horas clase semanales: 03 Número

Leia mais

APRENDENDO O ESPANHOL ATRAVÉS DA RÁDIO: UMA EXPERIÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR

APRENDENDO O ESPANHOL ATRAVÉS DA RÁDIO: UMA EXPERIÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR 1 APRENDENDO O ESPANHOL ATRAVÉS DA RÁDIO: UMA EXPERIÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR AMANDA JOSE DANTAS SILVA Introdução De acordo com Houaiss (2001), a interação é a ação recíproca de dois ou mais corpos; é a

Leia mais

Estudo fonético-acústico dos róticos no português e no espanhol para uma aplicação pedagógica

Estudo fonético-acústico dos róticos no português e no espanhol para uma aplicação pedagógica Estudo fonético-acústico dos róticos no português e no espanhol para uma aplicação pedagógica Kelly Cristiane Henschel Pobbe de Carvalho 1 Faculdade de Ciências e Letras de Assis Universidade Estadual

Leia mais

CARVALHO, Maria Adelaide Pinto dos Santos, Programação com Excel para Economia & Gestão, Lisboa: FCA. COELHO, Pedro, Criar e publicar páginas Web

CARVALHO, Maria Adelaide Pinto dos Santos, Programação com Excel para Economia & Gestão, Lisboa: FCA. COELHO, Pedro, Criar e publicar páginas Web CARVALHO, Maria Adelaide Pinto dos Santos, Programação com Excel para Economia & Gestão, Lisboa: FCA. COELHO, Pedro, Criar e publicar páginas Web depressa & Bem, Lisboa: FCA. ELIAS, Ana, Curso Avançado

Leia mais

Conteúdo Programático Língua Espanhola I

Conteúdo Programático Língua Espanhola I Conteúdo Programático Língua Espanhola I Unidade Sub-unidades I - Apresentar-se 1.1) As saudações e despedidas formais e informais; 1.2) O alfabeto - soletrar; 1.3) O presente de ser, llamarse, tener;

Leia mais

APRENDIZAGEM DA LÍNGUA ESPANHOLA DE FORMA CONTEXTUALIZADA

APRENDIZAGEM DA LÍNGUA ESPANHOLA DE FORMA CONTEXTUALIZADA APRENDIZAGEM DA LÍNGUA ESPANHOLA DE FORMA CONTEXTUALIZADA Maria Ester Duarte da Rosa da Silva 1 Jaíne Mendes Rolan 2 Eny Beatriz Ribas Ribeiro 3 Cristina Pureza Duarte Boéssio 4 RESUMO: Este trabalho tem

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Médio Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Médio ETEC Paulino Botelho Código: 091 Município: SÃO CARLOS (SP) Área de conhecimento: Linguagem, Códigos e suas tecnologias Componente Curricular: Espanhol Série

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC de Espanhol Básico. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC de Espanhol Básico. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

CÓDIGO: CRÉDITOS ECTS: 5

CÓDIGO: CRÉDITOS ECTS: 5 , DESCRIÇÃO DA UNIDADE CURRICULAR Unidade Curricular: Língua Estrangeira I Linguas e Culturas Seminário (S) 3 Outra (O) Possibilidade de avaliação prévia do nível de conhecimentos, para enquadramento em

Leia mais

Academia Diplomática y Consular Carlos Antonio López

Academia Diplomática y Consular Carlos Antonio López FUNDAMENTACIÓN: PROGRAMA DE IDIOMA PORTUGUÊS CONTENIDO TEMÁTICO Llevando en consideración las directrices del Marco Europeo Común de Referencia, el examen será encuadrado en un nivel Intermedio Superior.

Leia mais

O ENSINO DE LÍNGUA ESPANHOLA A PARTIR DO TRABALHO COM ELEMENTOS SOCIOCULTURAIS PRESENTES NAS SEQUÊNCIAS DIDÁTICAS

O ENSINO DE LÍNGUA ESPANHOLA A PARTIR DO TRABALHO COM ELEMENTOS SOCIOCULTURAIS PRESENTES NAS SEQUÊNCIAS DIDÁTICAS O ENSINO DE LÍNGUA ESPANHOLA A PARTIR DO TRABALHO COM ELEMENTOS SOCIOCULTURAIS PRESENTES NAS SEQUÊNCIAS DIDÁTICAS Jacqueline de SOUZA Lucielena Mendonça de LIMA Universidade Federal de Goiás GO jackshantala@hotmail.com

Leia mais

CURRICULUM VITAE. Bilingue : Português / Espanhol ( mãe espanhola )

CURRICULUM VITAE. Bilingue : Português / Espanhol ( mãe espanhola ) CURRICULUM VITAE Marta Maria Torres de Sá Fialho Data de Nascimento: 5 de Março de 1959 Bilingue : Português / Espanhol ( mãe espanhola ) Habilitações 1982 Licenciatura em Línguas e Literaturas Clássicas,

Leia mais

Curso de Especialização em METODOLOGIA DO ENSINO DE LÍNGUA INGLESA E ESPANHOLA

Curso de Especialização em METODOLOGIA DO ENSINO DE LÍNGUA INGLESA E ESPANHOLA Curso de Especialização em METODOLOGIA DO ENSINO DE LÍNGUA INGLESA E ESPANHOLA ÁREA DO CONHECIMENTO: Educação, Inglês e Espanhol. NOME DO CURSO: Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, especialização em Metodologia

Leia mais

O ENSINO DA LÍNGUA ESPANHOLA: UM DESAFIO PARA UMA LINGUAGEM COMUNICATIVA

O ENSINO DA LÍNGUA ESPANHOLA: UM DESAFIO PARA UMA LINGUAGEM COMUNICATIVA O ENSINO DA LÍNGUA ESPANHOLA: UM DESAFIO PARA UMA LINGUAGEM COMUNICATIVA BRUTTI, Elizane Aparecida 1 CONTRI, Andréia Mainardi 2 ZAMBERLAN, Eliane Luiza 3 Resumo do trabalho: Considerando a importância

Leia mais

ACS Assessoria de Comunicação Social

ACS Assessoria de Comunicação Social Protocolo entre o, Ciência e Tecnologia da República Argentina e o de Educação da República Federativa do Brasil para a promoção do ensino do Espanhol e do Português como segundas línguas O, Ciência e

Leia mais

O ENSINO DE ESPANHOL NO MUNICÍPIO DO RJ: RELATOS DE PROFESSORES RAABE COSTA ALVES

O ENSINO DE ESPANHOL NO MUNICÍPIO DO RJ: RELATOS DE PROFESSORES RAABE COSTA ALVES O ENSINO DE ESPANHOL NO MUNICÍPIO DO RJ: RELATOS DE PROFESSORES RAABE COSTA ALVES Atualmente pode-se afirmar que a Língua Espanhola é a segunda língua mais importante do território nacional se considerarmos

Leia mais

Palavras-chaves: Língua Estrangeira; Língua Espanhola; aprendizagem; Vestibular.

Palavras-chaves: Língua Estrangeira; Língua Espanhola; aprendizagem; Vestibular. A OPÇÃO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA NO VESTIBULAR DA UNEMAT CAMPUS DE TANGARÁ DA SERRA Daniele Cristina da Silva (Unemat, Campus de Tangará da Serra. Acadêmica do curso de Letras com habilitações em Língua Portuguesa,

Leia mais

A BIBLIOTECA COMO EMBAIXADA CULTURAL : a cultura espanhola e hispano-americana em Recife

A BIBLIOTECA COMO EMBAIXADA CULTURAL : a cultura espanhola e hispano-americana em Recife A BIBLIOTECA COMO EMBAIXADA CULTURAL : a cultura espanhola e hispano-americana em Recife Autora: ANA PAULA ALMEIDA Introdução Falar línguas abre caminho para novas oportunidades profissionais e um requisito

Leia mais

Autorizado pela Portaria nº 276, de 30/05/15 DOU de 31/03/15

Autorizado pela Portaria nº 276, de 30/05/15 DOU de 31/03/15 C U R S O D E E N G E N H A R I A C I V I L Autorizado pela Portaria nº 276, de 30/05/15 DOU de 31/03/15 Componente Curricular: PORTUGUÊS INSTRUMENTAL Código: ENG. 000 Pré-requisito: ----- Período Letivo:

Leia mais

RESPOSTA FÍSICA TOTAL

RESPOSTA FÍSICA TOTAL RESPOSTA FÍSICA TOTAL Valdelice Prudêncio Lima UEMS João Fábio Sanches Silva UEMS O método apresentado é baseado na coordenação da fala e da ação, desenvolvido por James Asher, professor de psicologia

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: Letras MISSÃO DO CURSO O curso de Licenciatura em Letras do Centro Universitário Estácio Radial de São Paulo tem o compromisso de promover no estudante um

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Língua Espanhola E-Tec Idiomas sem Fronteiras - A1

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Língua Espanhola E-Tec Idiomas sem Fronteiras - A1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

O ENSINO DE PORTUGUÊS MEDIADO PELA INFORMÁTICA

O ENSINO DE PORTUGUÊS MEDIADO PELA INFORMÁTICA O ENSINO DE PORTUGUÊS MEDIADO PELA INFORMÁTICA Fernanda Mara Cruz (SEED/PR-PG-UFF) Introdução Os processos de ensinar e aprender estão a cada dia mais inovadores e com a presença de uma grande variedade

Leia mais

Planificação anual Ano letivo: 2015/2016

Planificação anual Ano letivo: 2015/2016 Planificação anual Período: 1.º Ano Número total de aulas previstas: 75-78 Competências Compreensão oral: seleção da mensagens emitidas em situação de presença, sobre temas familiares para os alunos e

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.934, DE 22 DE JANEIRO DE 2010

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.934, DE 22 DE JANEIRO DE 2010 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.934, DE 22 DE JANEIRO DE 2010 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em

Leia mais

Palavras chave: interdisciplinaridade, língua espanhola, patrimônio histórico.

Palavras chave: interdisciplinaridade, língua espanhola, patrimônio histórico. INTERDISCIPLINARIDADE: O USO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO NO ENSINO E NA APRENDIZAGEM DE LE Gean Carlos Franco Gouveia (UNIPAMPA) 1 Márcia Elisa Bom (UNIPAMPA) 2 Nathalia de Oliveira Affonso (UNIPAMPA) 3 Neemias

Leia mais

PROPOSTA PEDAGÓGICA CURRICULAR CELEM CENTRO DE ENSINO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA MODERNA ESPANHOL

PROPOSTA PEDAGÓGICA CURRICULAR CELEM CENTRO DE ENSINO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA MODERNA ESPANHOL PROPOSTA PEDAGÓGICA CURRICULAR CELEM CENTRO DE ENSINO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA MODERNA ESPANHOL APRESENTAÇÃO Segundo as Diretrizes Curricular o ensino da Língua Estrangeira na Educação Básica esta pautado

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD LETRAS CURRÍCULO 4 Matriz Curricular 2014/2 Mariana Instituto de Ciências Humanas e Sociais (ICHS) LICENCIATURA EM LÍNGUA PORTUGUESA CÓDIGO DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS PRÉ-REQUISITO PER LET701 Estudos Clássicos

Leia mais