PALESTRA: PPP PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PALESTRA: PPP PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO 22-06-2012"

Transcrição

1 PALESTRA: PPP PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO NILZA MACHADO

2

3 Só um grupo que entende as necessidades de uma empresa, pode ter as melhores soluções para o RH

4 VOCÊ PODE CONTAR CONOSCO DATAMACE 25 anos Soluções Sistêmicas para RH copias instaladas INTER SYSTEM 13 anos Consultoria Terceirização Projetos Produtos DTMSEG 5 anos Saúde e Segurança do Trabalho

5 Não são os mais fortes de uma espécie que sobrevivem, nem os mais inteligentes, mas os que melhor respondem às mudanças. Charles Darwin

6 Alguns Clientes Inter System

7 PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO PPP Base Legal Art. 148 da IN 99. O PPP É UM PROCESSO DINÂMICO 7

8 O QUE É O PPP? É um documento histórico-laboral do trabalhador que reúne, entre outras informações, Seção I - Dados Administrativos Gerente RH / Depto. Pessoal Seção II - Registros Ambientais Médico/ Engenheiro

9 Seção III - Resultados de Monitoração Biológica Médico Seção IV Responsabilidades Durante todo o período em que este exerceu suas atividades. (art. 146).

10 Até 31/12/2003 existia alguma exigência do INSS para as empresas quanto à comprovação de condição especial para efeito do benefício de Aposentadoria Especial? Sim!. A Empresa deveria fornecer os formulários para requerimento de Aposentadoria Especial e/ou o LTCAT (Laudo Técnico de Condições Ambientais do Trabalho) segundo os períodos estabelecidos no art. 155 e seus incisos de I a IV.

11 Os formulários para requerimento da aposentadoria especial referidos nos incisos de I a IV do art. 155, são: SB-40; DISES BE 5235 DSS-8030 DIRBEN-8030.

12 Á partir de 01 de Janeiro de 2004 passa a vigorar apenas o documento do PPP (Perfil Profissiográfico Previdenciário)

13 A empresa tem que fazer o PPP para todos os seus empregados independentemente de estarem expostos a agentes nocivos? Por enquanto o PPP só deverá ser elaborado para os empregados expostos a agentes nocivos químicos, físicos, biológicos ou associação de agentes prejudiciais à saúde ou à integridade física, considerados para fins de aposentadoria especial (Veja detalhes no artigo 148).

14 O PPP passará a ser obrigatório para todos os empregados, a partir da implantação em meio magnético, independentemente de sua exposição a agentes noviços e do ramo de atividade da empresa. (Veja 2º do art. 148).

15 Quem deve emitir o PPP? A empresa deve emitir o PPP para os seus empregados. (veja 4º do art. 148) devendo ser (veja 4º do art. 148) devendo ser assinado por seu representante legal, com poderes específicos outorgados por procuração

16 MODELO DE PROCURAÇÃO PARA O PPP PROCURAÇÃO "EXTRA JUDICIA OUTORGANTE:, pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ sob o nº, com sede na Rua, nº, bairro, na cidade de, Estado de, neste ato representada pelo(a) (sócio/ diretor), Sr. (a), (nacionalidade), (estado civil), (profissão), portador(a) do RG nº e do CPF nº, residente e domiciliado na Rua, nº, na cidade de, Estado de, OUTORGADO(S): Sr. (a), (nacionalidade), (estado civil), (profissão), portador(a) do RG nº e do CPF nº, residente e domiciliado na Rua, nº, bairro, na cidade de, Estado de ; PODERES: ao(s) qual(ais) confere poderes como representante legal da empresa para a assinatura especifica do documento do PPP - Perfil Profissiográfico Previdenciário conforme IN 99 de 05/12/2003 Art º., de de.

17 ( 4º O PPP deverá ser emitido pela empresa empregadora, no caso de empregado; pela cooperativa de trabalho ou de produção, no caso de cooperado filiado; pelo OGMO, no caso de trabalhador avulso portuário e pelo sindicato da categoria, no caso de trabalhador avulso não portuário). AA

18 Quando deve ser impresso o PPP? Veja itens I a V do $ 8º do art º do art O PPP será impresso nas seguintes situações: I - por ocasião da rescisão do contrato de trabalho ou da desfiliação da cooperativa, sindicato ou OGMO, em duas vias, com fornecimento de uma das vias para o trabalhador, mediante recibo; II - para fins de requerimento de reconhecimento de períodos laborados em condições especiais;

19 III - para fins de análise de benefícios por incapacidade, a partir de 1º de janeiro de 2004, quando solicitado pelo INSS; IV - para simples conferência por parte do trabalhador, pelo menos uma vez ao ano, quando da avaliação global anual do Programa de Prevenção de Riscos Ambientais-PPRA, até que seja implantado o PPP em meio magnético pela Previdência Social; V - quando solicitado pelas autoridades competentes.

20 Quando deve ser atualizado o PPP? Sempre que houver alteração que implique mudança das informações contidas no PPP, devendo ser atualizado anualmente quando não houver essas alterações. (Veja 7º do art. 148).

21 Existe algum caso em que o PPP não será emitido pela empresa? Sim! Os sindicatos de categorias estão autorizados a emitir o PPP quando se tratar de trabalhador avulso não portuário. (veja mais detalhes nos 4º e 5º do art. 148)

22 Durante quantos anos o PPP e o comprovante de entrega ao trabalhador deverão ser guardados pela empresa? Durante 20 anos. (Veja 11º do art. 148).

23 PREENCHIMENTO PPP SEÇÃO I DADOS ADMINISTRATIVOS

24 SEÇÃO II REGISTROS AMBIENTAIS

25 SEÇÃO III - MONITORAÇÃO BIOLÓGICA

26 SEÇÃO IV - RESPONSABILIDADES

27 O PPP É IMPRESCINDÍVEL NA ELABORAÇÃO DE CONTESTAÇÕES DE BENEFÍCIOS

28

29 DÚVIDAS

30 Pensamos que se pudéssemos voltar atrás faríamos diferente, mas esquecemos que foi o presente que nos fez perceber que precisamos mudar. Luks Luz

CIESP JUNDIAÍ INFORMAÇÕES TÉCNICAS E PRÁTICAS DO PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO (PPP)

CIESP JUNDIAÍ INFORMAÇÕES TÉCNICAS E PRÁTICAS DO PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO (PPP) CIESP JUNDIAÍ INFORMAÇÕES TÉCNICAS E PRÁTICAS DO PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO (PPP) Gerência Executiva em Jundiaí Seção de Saúde do Trabalhador SST Dr. Renato Humberto da Silva 06/11/2013 1 Brasil

Leia mais

DIREITO DO TRABALHO II

DIREITO DO TRABALHO II DIREITO DO II Me. Ariel Silva. l Órgãos de segurança SESMT: O Serviço Especializado em engenharia de segurança e em Medicina do Trabalho, SESMT, constitui-se no órgão técnico da empresa composto exclusivamente

Leia mais

PARECER Nº, DE 2005. RELATOR: Senador AUGUSTO BOTELHO I RELATÓRIO

PARECER Nº, DE 2005. RELATOR: Senador AUGUSTO BOTELHO I RELATÓRIO PARECER Nº, DE 2005 Da COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS, em decisão terminativa, sobre o Projeto de Lei do Senado nº 208, de 2005, que altera a redação do art. 58 da Lei nº 8.213, de 24 de julho de 1991, para

Leia mais

MPAS/INSS. Perfil Profissiográfico Previdenciário DRA. SILVIA MATHEUS

MPAS/INSS. Perfil Profissiográfico Previdenciário DRA. SILVIA MATHEUS MPAS/INSS Perfil Profissiográfico Previdenciário DRA. SILVIA MATHEUS Perfil Profissiográfico OBJETIVO: As Aposentadorias Especiais têm características preventivas e visam retirar o trabalhador dos ambientes

Leia mais

APOSENTADORIA ESPECIAL

APOSENTADORIA ESPECIAL FUNDAMENTO LEGAL Artigo 201, 1º, CF/88 Artigo 57 e 58 da Lei 8213/91 Artigo 64 a 70, do Decreto 3048/99 Artigo 246 a 299 da IN 77/2015 CONCEITO É o benefício previdenciário devido ao segurado que tenha

Leia mais

PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO - PPP - Orientações. Matéria atualizada com base na legislação vigente em: 27/05/2013.

PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO - PPP - Orientações. Matéria atualizada com base na legislação vigente em: 27/05/2013. PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO - PPP - Orientações Matéria atualizada com base na legislação vigente em: 27/05/2013. Sumário: 1 - Introdução 2 - Conceito 3 - Finalidade 3.1 - Informações no PPP

Leia mais

PPP FERRAMENTA PARA A PREVENÇÃO. Antonio Carlos Castellar de Castro. Companhia Hidroelétrica do São Francisco CHESF

PPP FERRAMENTA PARA A PREVENÇÃO. Antonio Carlos Castellar de Castro. Companhia Hidroelétrica do São Francisco CHESF PPP FERRAMENTA PARA A PREVENÇÃO Antonio Carlos Castellar de Castro Companhia Hidroelétrica do São Francisco CHESF RESUMO O advento do Perfil Profissiográfico Previdenciário - PPP em 01/01/2004 no nosso

Leia mais

CARTILHA PPP VERSÃO 1 (30-06-2003) O quê é?

CARTILHA PPP VERSÃO 1 (30-06-2003) O quê é? CARTILHA PPP VERSÃO 1 (30-06-2003) O quê é? Documento histórico-laboral do trabalhador que reúne informações administrativas, ambientais e biológicas, durante todo o período em que prestou serviço para

Leia mais

INSS ALTERA MAIS UMA VEZ AS CONDIÇÕES PARA A CONCESSÃO DA APOSENTADORIA ESPECIAL IMPONDO NOVOS ÔNUS PARA AS EMPRESAS

INSS ALTERA MAIS UMA VEZ AS CONDIÇÕES PARA A CONCESSÃO DA APOSENTADORIA ESPECIAL IMPONDO NOVOS ÔNUS PARA AS EMPRESAS INSS ALTERA MAIS UMA VEZ AS CONDIÇÕES PARA A CONCESSÃO DA APOSENTADORIA ESPECIAL IMPONDO NOVOS ÔNUS PARA AS EMPRESAS Jaques Sherique - Engenheiro de Segurança do Trabalho, Presidente da ABPA-SP 2º Vice-Presidente

Leia mais

Perfil Profissiográfico Profissional/Primeira parte O que é o PPP e suas implicações Artigo publicado na revista MELHOR-RH - Autor: JAQUES SHERIQUE

Perfil Profissiográfico Profissional/Primeira parte O que é o PPP e suas implicações Artigo publicado na revista MELHOR-RH - Autor: JAQUES SHERIQUE Perfil Profissiográfico Profissional/Primeira parte O que é o PPP e suas implicações Artigo publicado na revista MELHOR-RH - Autor: JAQUES SHERIQUE 1. Introdução: O Perfil Profissiográfico - PP foi instituído

Leia mais

GR ASSESSORIA LTDA. Engenharia de Segurança do Trabalho e Medicina do Trabalho. Fones 3274.7841 / 3091.0306 / 3257.4685 / 87578392 / 8778.

GR ASSESSORIA LTDA. Engenharia de Segurança do Trabalho e Medicina do Trabalho. Fones 3274.7841 / 3091.0306 / 3257.4685 / 87578392 / 8778. GR ASSESSORIA LTDA Engenharia de Segurança do Trabalho e Medicina do Trabalho Fones 3274.7841 / 3091.0306 / 3257.4685 / 87578392 / 8778.4561 PCMSO Programa de Controle Médico e Saúde Ocupacional PPRA Programa

Leia mais

Luiz Oscar Dornelles Schneider Especialista em Medicina do Trabalho AMB / ANAMT

Luiz Oscar Dornelles Schneider Especialista em Medicina do Trabalho AMB / ANAMT FUNDAMENTAÇÃO LEGAL DA EXIGIBILIDADE DO LTCAT LAUDO TÉCNICO DE CONDIÇÕES AMBIENTAIS DE TRABALHO Seguem-se abaixo os trechos dos documentos legais que versam sobre a matéria, de acordo com sua ordem hierárquica

Leia mais

Aposentadoria Especial e o Perfil Profissiográfico Previdenciário - PPP PERGUNTAS E RESPOSTAS

Aposentadoria Especial e o Perfil Profissiográfico Previdenciário - PPP PERGUNTAS E RESPOSTAS 1 Aposentadoria Especial e o Perfil Profissiográfico Previdenciário - PPP PERGUNTAS E RESPOSTAS 1. O que se entende por aposentadoria especial? R. É benefício decorrente do trabalho realizado em condições

Leia mais

2TXrp" 3DUDTXHVHUYH" -XUtGLFR

2TXrp 3DUDTXHVHUYH -XUtGLFR TXrp" 3DUDTXHVHUYH" Documento histórico laboral do trabalhador que presta serviço à empresa, chancelatório das habilitações de benefícios e serviços previdenciários. É comumente associado à aposentadoria

Leia mais

PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO (PPP)

PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO (PPP) PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO (PPP) Os documentos (PPP) que estão anexados foram preparados pela GV Clínicas com os dados contidos no PCMSO, PPRA e LTCAT. É uma exigência do INSS e devem ser entregues

Leia mais

Manual de Aposentadoria Especial. Volume 1

Manual de Aposentadoria Especial. Volume 1 Manual de Aposentadoria Especial Volume 1 DIRETORIA DE SAÚDE DO TRABALHADOR Março/2012 1 2011 - Instituto Nacional do Seguro Social INSS Presidente Mauro Luciano Hauschild Diretora de Saúde do Trabalhador

Leia mais

COMO ELABORAR CORRETAMENTE O PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO - PPP

COMO ELABORAR CORRETAMENTE O PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO - PPP COMO ELABORAR CORRETAMENTE O PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO - PPP *Jaques Sherique O primeiro passo para a elaboração correta de um Sistema de Perfil Profissiográfico Previdenciário é a manutenção

Leia mais

Categorias de Segurados

Categorias de Segurados INSTITUTO NACIONAL DA SEGURALIDADE SOCIAL - INSS A Previdência Social é o seguro social para a pessoa que contribui. É uma instituição pública que tem como objetivo reconhecer e conceder direitos aos seus

Leia mais

APOSENTADORIA ESPECIAL

APOSENTADORIA ESPECIAL ESTUDO ESTUDO APOSENTADORIA ESPECIAL VERÔNICA ROCHA Consultor Legislativo da Área XXI Previdência e Direito Previdenciário ESTUDO FEVEREIRO/2004 Câmara dos Deputados Praça 3 Poderes Consultoria Legislativa

Leia mais

CARTILHA DO PPP PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO

CARTILHA DO PPP PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO O quê é? Para que serve? Documento histórico laboral do trabalhador que presta serviço à empresa, chancelatório das habilitações de benefícios e serviços previdenciários. É comumente associado à aposentadoria

Leia mais

MANUAL DO CLIENTE. Orientações Gerais

MANUAL DO CLIENTE. Orientações Gerais MANUAL DO CLIENTE Orientações Gerais 2 Prezado Cliente: O compromisso da ESAME é oferecer a você o melhor serviço na área de Saúde e Segurança no Trabalho, assegurando a qualidade nos procedimentos médicos,

Leia mais

MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL. RISCOS OCUPACIONAIS Demonstrações Ambientais

MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL. RISCOS OCUPACIONAIS Demonstrações Ambientais MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL RISCOS OCUPACIONAIS Demonstrações Ambientais Conteúdo Programático I) Histórico II) Demonstrações Ambientais III) Perfil Profissiográfico

Leia mais

APOSENTADORIA ESPECIAL PARA PROFISSIONAIS DA SAÚDE E RECONHECIMENTO DO DIREITO AOS SERVIDORES PÚBLICOS

APOSENTADORIA ESPECIAL PARA PROFISSIONAIS DA SAÚDE E RECONHECIMENTO DO DIREITO AOS SERVIDORES PÚBLICOS 2015 APOSENTADORIA ESPECIAL PARA PROFISSIONAIS DA SAÚDE E RECONHECIMENTO DO DIREITO AOS SERVIDORES PÚBLICOS Márcia Touni Advocacia 18/03/2015 APOSENTADORIA ESPECIAL PARA PROFISSIONAIS DA SAÚDE E RECONHECIMENTO

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO. Rede Completa Orientações Gerais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO. Rede Completa Orientações Gerais MANUAL DE UTILIZAÇÃO Rede Completa Orientações Gerais Geremed Saúde e Segurança Ocupacional Ltda. 2011 3 de Prezado Cliente: Parabéns! Você é um CLIENTE GEREMED e para nós, isso é um motivo de grande satisfação.

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO. Orientações Gerais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO. Orientações Gerais MANUAL DE UTILIZAÇÃO Orientações Gerais Geremed Saúde e Segurança Ocupacional Ltda. 2013 Prezado Cliente: Parabéns! Você é um CLIENTE GEREMED e para nós, isso é um motivo de grande satisfação. Nosso compromisso

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O 0 0 1 / 2 0 1 5

R E S O L U Ç Ã O 0 0 1 / 2 0 1 5 R E S O L U Ç Ã O 0 0 1 / 2 0 1 5 Estabelece instruções para o reconhecimento do tempo de serviço público exercido sob condições especiais que prejudiquem a saúde ou a integridade física pelo Instituto

Leia mais

Art. 297 - Falsificar, no todo ou em parte, documento público, ou alterar documento público verdadeiro:

Art. 297 - Falsificar, no todo ou em parte, documento público, ou alterar documento público verdadeiro: Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP) 1.Introdução De acordo com o art. 264 da Instrução Normativa INSS/PRES nº 77/15 o Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP)constitui-se em um documento histórico

Leia mais

ANO XXVI - 2015-3ª SEMANA DE ABRIL DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 16/2015

ANO XXVI - 2015-3ª SEMANA DE ABRIL DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 16/2015 ANO XXVI - 2015-3ª SEMANA DE ABRIL DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 16/2015 ASSUNTOS PREVIDENCIÁRIOS PPP - PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO - ATUALIZAÇÃO CONFORME IN INSS/PRES Nº 77/2015 CONSIDERAÇÕES...

Leia mais

Relatório Trabalhista

Relatório Trabalhista www.sato.adm.br 1987-2002 Legislação Consultoria Assessoria Informativos Treinamento Auditoria Pesquisa Qualidade Relatório Trabalhista Nº 093 21/11/2002 PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO - PPP NOVO

Leia mais

Texto para Discussão

Texto para Discussão Convênio: Fundação Economia de Campinas - FECAMP e Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas - SEBRAE Termo de Referência: Reforma Trabalhista e Políticas Públicas para Micro e Pequenas Empresas Texto

Leia mais

Universidade de São Paulo. Departamento de Recursos Humanos da CODAGE. Divisão de Saúde, Higiene, Segurança e Medicina do Trabalho

Universidade de São Paulo. Departamento de Recursos Humanos da CODAGE. Divisão de Saúde, Higiene, Segurança e Medicina do Trabalho Universidade de São Paulo Departamento de Recursos Humanos da CODAGE Divisão de Saúde, Higiene, Segurança e Medicina do Trabalho PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO P.P.P. PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 1, DE 22 DE JULHO DE 2010

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 1, DE 22 DE JULHO DE 2010 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 1, DE 22 DE JULHO DE 2010 (Publicada no D.O.U. de 27/07/2010) Atualizada até 26/05/2014 Estabelece instruções para o reconhecimento, pelos Regimes Próprios de Previdência Social

Leia mais

Entrega dos Programas! PalestraI

Entrega dos Programas! PalestraI Entrega dos rogramas! alestrai Índice História das NRs. Objetivo, elaboração e responsabilidades: RA; CMSO; Laudo de Insalubridade e ericulosidade; LTCAT e. Números: Brasil, SC e Blumenau. Implantação

Leia mais

LEGISLAÇÃO RELATIVA À APOSENTADORIA ESPECIAL

LEGISLAÇÃO RELATIVA À APOSENTADORIA ESPECIAL LEGISLAÇÃO RELATIVA À APOSENTADORIA ESPECIAL Cláudia Augusta Ferreira Deud Consultora Legislativa da Área XXI Previdência e Direito Previdenciário Câmara dos Deputados Praça 3 Poderes Consultoria Legislativa

Leia mais

Conheça os documentos necessários para dar entrada no INSS

Conheça os documentos necessários para dar entrada no INSS Nº 779- ANO I Quinta-feira, 26 de Fevereiro de 2015 Conheça os documentos necessários para dar entrada no INSS Entre as principais dúvidas e preocupações do cidadão que pretende se aposentar está a lista

Leia mais

ANEXO IV ROL DE DOCUMENTOS PARA COMPROVAÇÃO DA RENDA FAMILIAR MENSAL DOS CANDIDATOS OPTANTES PELAS CATEGORIAS DE CONCORRÊNCIA ATÉ 1,5 SALÁRIOS MÍNIMOS

ANEXO IV ROL DE DOCUMENTOS PARA COMPROVAÇÃO DA RENDA FAMILIAR MENSAL DOS CANDIDATOS OPTANTES PELAS CATEGORIAS DE CONCORRÊNCIA ATÉ 1,5 SALÁRIOS MÍNIMOS ANEXO IV ROL DE DOCUMENTOS PARA COMPROVAÇÃO DA RENDA FAMILIAR MENSAL DOS CANDIDATOS OPTANTES PELAS CATEGORIAS DE CONCORRÊNCIA ATÉ 1,5 SALÁRIOS MÍNIMOS. ESSA DOCUMENTAÇÃO DEVERÁ SER APRESENTADA PARA A REALIZAÇÃO

Leia mais

www.prevfacil.com CONHEÇA NOSSOS SERVIÇOS: Aposentadoria por tempo de serviço Revisão judicial LOAS - Lei Orgânica da Assistência Social

www.prevfacil.com CONHEÇA NOSSOS SERVIÇOS: Aposentadoria por tempo de serviço Revisão judicial LOAS - Lei Orgânica da Assistência Social CONHEÇA NOSSOS SERVIÇOS: Aposentadoria por tempo de serviço Revisão judicial LOAS - Lei Orgânica da Assistência Social Aposentadoria por idade Aposentadoria especial Auxílio doença Pensão por morte EMPRESA

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS ACEITOS PARA FINS COMPROBATÓRIOS I. DOCUMENTO DE IDENTIFICAÇÃO UM)

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS ACEITOS PARA FINS COMPROBATÓRIOS I. DOCUMENTO DE IDENTIFICAÇÃO UM) PARA ALUNOS EM SITUAÇÃO DE VULNERABILIDADE SOCIOECONÔMICA No ato da apresentação dos documentos comprobatórios obrigatórios deverão ser apresentados os originais e cópias dos mesmos OU cópias autenticadas

Leia mais

Presidente Prudente/São José do Rio Preto, Julho de 2013.

Presidente Prudente/São José do Rio Preto, Julho de 2013. Presidente Prudente/São José do Rio Preto, Julho de 2013. Prezado Cliente, Empregados Públicos Celetistas do Estado de São Paulo - DER, SUCEN, Secretaria da Saúde, etc... Em ação judicial proposta pela

Leia mais

ISALUBRIDADE ATIVIDADE ESPECIAL PROFISSÕES QUE DAVAM DIREITO A CONTAGEM ESPECIAL ATÉ 28/04/1995.

ISALUBRIDADE ATIVIDADE ESPECIAL PROFISSÕES QUE DAVAM DIREITO A CONTAGEM ESPECIAL ATÉ 28/04/1995. ISALUBRIDADE ATIVIDADE ESPECIAL PROFISSÕES QUE DAVAM DIREITO A CONTAGEM ESPECIAL ATÉ 28/04/1995. Quem exerce atividade insalubre poderá conseguir a aposentadoria especial, que exige 15,20 ou 25 anos de

Leia mais

Carência é o número mínimo de contribuições mensais indispensáveis para que o segurado tenha direito aos benefícios do INSS.

Carência é o número mínimo de contribuições mensais indispensáveis para que o segurado tenha direito aos benefícios do INSS. Apresentação A Cartilha das Aposentadorias tem o objetivo de ajudar os segurados a compreender os direitos e as regras previstas nas leis que regem as APOSENTADORIAS do Regime Geral de Previdência Social-INSS.

Leia mais

CARTILHA SOBRE DIREITO À APOSENTADORIA ESPECIAL APÓS A DECISÃO DO STF NO MANDADO DE INJUNÇÃO Nº 880 ORIENTAÇÕES DA ASSESSORIA JURIDICA DA FENASPS

CARTILHA SOBRE DIREITO À APOSENTADORIA ESPECIAL APÓS A DECISÃO DO STF NO MANDADO DE INJUNÇÃO Nº 880 ORIENTAÇÕES DA ASSESSORIA JURIDICA DA FENASPS CARTILHA SOBRE DIREITO À APOSENTADORIA ESPECIAL APÓS A DECISÃO DO STF NO MANDADO DE INJUNÇÃO Nº 880 ORIENTAÇÕES DA ASSESSORIA JURIDICA DA FENASPS 1. Que entidades conseguiram no Supremo Tribunal Federal

Leia mais

Instrução normativa INSS/PRES nº 11, de 20 de setembro de 2006 (DOU de 21/9/2006) parcial, atualizada até ago/07)

Instrução normativa INSS/PRES nº 11, de 20 de setembro de 2006 (DOU de 21/9/2006) parcial, atualizada até ago/07) Instrução normativa INSS/PRES nº 11, de 20 de setembro de 2006 (DOU de 21/9/2006) parcial, atualizada até ago/07) Estabelece critérios a serem adotados pela área de Benefícios Da Aposentadoria Especial

Leia mais

O PPP Perfil Profissiográfico Previdenciário

O PPP Perfil Profissiográfico Previdenciário 1 O PPP Perfil Profissiográfico Previdenciário Compilação e comentários de Airton Marinho da Silva, Auditor Fiscal do Trabalho do Ministério do Trabalho e Emprego As Leis 8212 e 8213/91 regulamentam os

Leia mais

Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio.

Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio. Prezado (a) cliente: Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio. Procedimentos para envio dos documentos de

Leia mais

Alterações no auxílio doença e trabalho e regras do seguro desemprego -Uma abordagem. destaque.

Alterações no auxílio doença e trabalho e regras do seguro desemprego -Uma abordagem. destaque. Alterações no auxílio doença e trabalho e regras do seguro desemprego -Uma abordagem empresarial dos temas em destaque. Professora: Luciana Saldanha Advogada, especialista em direito trabalhista e previdenciário.

Leia mais

Perguntas e Respostas. Previdência Social

Perguntas e Respostas. Previdência Social Perguntas e Respostas Previdência Social 1. Plano Simplificado de Previdência Social - PSPS 2. Categorias de segurados 3. Dependentes 4. Carência 5. Aposentadoria especial 6. Aposentadoria por idade 7.

Leia mais

Jornal dos Petroleiros

Jornal dos Petroleiros Jornal dos Petroleiros Ano 10 nº 02 - Fevereiro 2014 Informativo do Sindicato dos Petroleiros de Pernambuco e Paraíba Filiado à ATUAÇÃO SINDIPETRO - PE/PB aciona SRTE/PE contra irregularidades cometida

Leia mais

esocial e as boas práticas de Segurança e Saúde do Trabalho

esocial e as boas práticas de Segurança e Saúde do Trabalho CURSO esocial e as boas práticas de Segurança e Saúde do Trabalho Orientador Rogério Andrade Henriques Advogado, especialista em Direito do Trabalho e Previdenciário, instrutor de cursos empresariais na

Leia mais

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 1ª TURMA RECURSAL JUÍZO B

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 1ª TURMA RECURSAL JUÍZO B JUIZADO ESPECIAL (PROCESSO ELETRÔNICO) Nº200770500043010/PR RELATOR : Juíza Luciane Merlin Clève Kravetz RECORRENTE : SYLVIO DE ALMEIDA SILVA RECORRIDO : INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL INSS VOTO Trata-se

Leia mais

ORIENTAÇÕES. - Serão exigidos os mesmos documentos para as duas modalidades: BOLSA PERMANÊNCIA E RESIDÊNCIA UNIVERSITÁRIA.

ORIENTAÇÕES. - Serão exigidos os mesmos documentos para as duas modalidades: BOLSA PERMANÊNCIA E RESIDÊNCIA UNIVERSITÁRIA. ORIENTAÇÕES - Serão exigidos os mesmos documentos para as duas modalidades: BOLSA PERMANÊNCIA E RESIDÊNCIA UNIVERSITÁRIA. - A inscrição será on line no endereço www.pae.univasf.edu.br através do preenchimento

Leia mais

Formulário 1: Chek List de documentos para regulação de Sinistro DIT e Cesta Básica (Preenchimento obrigatório) Filial Resp.: Contato: Data de envio:

Formulário 1: Chek List de documentos para regulação de Sinistro DIT e Cesta Básica (Preenchimento obrigatório) Filial Resp.: Contato: Data de envio: Formulário 1: Chek List de documentos para regulação de Sinistro DIT e Cesta Básica Corretor: Responsável: Tel. Contato: E-mail: Filial Resp.: Contato: Data de envio: Relação de documentos para regulação

Leia mais

Universidade de São Paulo. Departamento de Recursos Humanos da CODAGE. Divisão de Saúde, Higiene, Segurança e Medicina do Trabalho

Universidade de São Paulo. Departamento de Recursos Humanos da CODAGE. Divisão de Saúde, Higiene, Segurança e Medicina do Trabalho Universidade de São Paulo Departamento de Recursos Humanos da CODAGE Divisão de Saúde, Higiene, Segurança e Medicina do Trabalho PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO P.P.P. PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO

Leia mais

PROCURAÇÃO (Gratificação de Desempenho Ministério do Trabalho)

PROCURAÇÃO (Gratificação de Desempenho Ministério do Trabalho) PROCURAÇÃO (Gratificação de Desempenho Ministério do Trabalho) NOME:, FILIAÇÃO:, NACIONALIDADE:, ESTADO CIVIL:, PROFISSÃO:, SIAPE:, R.G.:, CPF:, ENDEREÇO:, CIDADE:, BAIRRO:, TELEFONE PARA CONTATO:, E-mail:,

Leia mais

Passo 1: Entre em contato no numero abaixo em nossa Central Itaú Seguros para registrar a retirada do KIT de sinistro;

Passo 1: Entre em contato no numero abaixo em nossa Central Itaú Seguros para registrar a retirada do KIT de sinistro; Prezado Beneficiário, Para melhor apoiá-lo neste momento, encaminhamos abaixo todos os formulários e documentos necessários, bem como a orientação de como realizar o envio desses documentos. Procedimentos

Leia mais

Nestes termos, P.Deferimento,

Nestes termos, P.Deferimento, Ao Sindicato dos Oficiais Alfaiates, Costureiras e Trabalhadores nas Indústrias de Confecção de Roupas e de Chapéus de Senhoras de São Paulo e Osasco. Rua dos Bandeirantes, 388 Bom Retiro - São Paulo/SP

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 001/2014

CARTA CONVITE Nº 001/2014 CONVITE PARA A CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE ATENDIMENTO MÉDICO NA ESPECIALIDADE MEDICINA DO TRABALHO, COM OBJETIVO DE ATENDER AO PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO E DE SAÚDE OCUPACIONAL PCMSO, OBJETO DO CONTRATO

Leia mais

ANEXO I. FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO para estudantes inscritos em um ou mais programas da Assistência Estudantil PROENS

ANEXO I. FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO para estudantes inscritos em um ou mais programas da Assistência Estudantil PROENS ANEXO I FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO para estudantes inscritos em um ou mais programas da Assistência Estudantil PROENS ( ) Fiz inscrição para o Programa de Bolsas de Inclusão Social - PBIS Edital 003/2014

Leia mais

3) RELAÇÃO DA DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA DE TODOS OS MEMBROS DA FAMÍLIA:

3) RELAÇÃO DA DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA DE TODOS OS MEMBROS DA FAMÍLIA: 1) DA CONCESSÃO: a) Para a CONCESSÃO da Bolsa de Estudo Social será considerado como grupo familiar, além do próprio candidato, o conjunto de pessoas residindo na mesma moradia do candidato; b) O candidato

Leia mais

Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo XXXVI CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MEDICINA DO TRABALHO

Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo XXXVI CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MEDICINA DO TRABALHO Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo XXXVI CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MEDICINA DO TRABALHO 2015 Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo Recolocação Profissional Perfil

Leia mais

DOS DOCUMENTOS NECESSÁRIOS AO PROCESSO DE SELEÇÃO E MATRÍCULA

DOS DOCUMENTOS NECESSÁRIOS AO PROCESSO DE SELEÇÃO E MATRÍCULA DOS DOCUMENTOS NECESSÁRIOS AO PROCESSO DE SELEÇÃO E MATRÍCULA A Ficha Socioeconômica deve ser preenchida, sem rasuras, assinada pelo (a) candidato(a) ou pelo(a) pai, mãe e/ou responsável legal e, apresentada

Leia mais

ANEXO VI INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 53/PRES/INSS, DE 22 DE MARÇO DE 2011 PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO - PPP

ANEXO VI INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 53/PRES/INSS, DE 22 DE MARÇO DE 2011 PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO - PPP ANEXO VI INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 53/PRES/INSS, DE 22 DE MARÇO DE 2011 PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO - PPP I - SEÇÃO DE DADOS ADMINISTRATIVOS 1 - CNPJ do Órgão 2 - Nome do Órgão 3 - Nome do Servidor

Leia mais

ACIDENTES DO TRABALHO SMS

ACIDENTES DO TRABALHO SMS ACIDENTES DO TRABALHO SMS Acidente do trabalho CONCEITO LEGAL: De acordo com o Art. 19 da Lei 8.213/91: Acidente do trabalho é o que ocorre pelo exercício do trabalho a serviço da empresa, provocando lesão

Leia mais

www.cpsol.com.br MODELO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES

www.cpsol.com.br MODELO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES MODELO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES CONTRATANTE: (Nome da Contratante), com sede em (...), na Rua (...), nº.

Leia mais

Curso de Extensão em Direito Previdenciário

Curso de Extensão em Direito Previdenciário Curso de Extensão em Direito Previdenciário Teoria Básica dos Benefícios Previdenciários Requisitos específicos g) Aposentadoria por idade Art. 48 da Lei 8.213/91: A aposentadoria por idade será devida

Leia mais

01. esocial confirma fiscalização trabalhista total em 2016

01. esocial confirma fiscalização trabalhista total em 2016 BOLETIM INFORMATIVO Nº 28/2015 ANO XII (13 de agosto de 2015) 01. esocial confirma fiscalização trabalhista total em 2016 Embora o esocial passe efetivamente a ser obrigatório a partir de setembro de 2016,

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS SERVIÇO SOCIAL (Verificar em qual situação se enquadra e apresentar os documentos conforme especificado).

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS SERVIÇO SOCIAL (Verificar em qual situação se enquadra e apresentar os documentos conforme especificado). Sociedade dos Irmãos da Congregação de Santa Cruz COLÉGIO NOTRE DAME DE CAMPINAS Rua Egberto Ferreira de Arruda Camargo nº 151 Bairro Notre Dame Campinas - SP INFORMAÇÕES IMPORTANTES: Os documentos relacionados,

Leia mais

MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE CONTROLE INTERNO

MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE CONTROLE INTERNO 1/8 1) DOS OBJETIVOS: 1.1) Disciplinar e normatizar os procedimentos operacionais na administração de recursos humanos; 1.2) Garantir maior segurança na admissão e exoneração de pessoal; 1.3) Manter atualizado

Leia mais

Análise Social para redução de mensalidade 2015

Análise Social para redução de mensalidade 2015 Análise Social para redução de mensalidade 2015 ORIENTAÇÕES GERAIS 1. Das disposições preliminares 1.1 As bolsas de estudo serão concedidas a alunos selecionados pela Comissão de Bolsas. 1.2 A seleção

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 99 INSS/DC, DE 5 DE DEZEMBRO DE 2003 DOU DE 10/12/2003

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 99 INSS/DC, DE 5 DE DEZEMBRO DE 2003 DOU DE 10/12/2003 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 99 INSS/DC, DE 5 DE DEZEMBRO DE 2003 DOU DE 10/12/2003 Estabelece critérios a serem adotados pelas áreas de Benefícios e da Receita Previdenciária. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL: Lei nº 8.212,

Leia mais

Anexo 05 CONTRATO DE TRABALHO DE APRENDIZ

Anexo 05 CONTRATO DE TRABALHO DE APRENDIZ Anexo 05 EMPREGADOR: CONTRATO DE TRABALHO DE APRENDIZ MSMT..., pessoa jurídica de direito privado, com endereço na Av./Rua..., nº... Bairro..., cidade..., CEP..., inscrita no C.N.P.J...,, neste ato representada

Leia mais

Fundação de Apoio à Capacitação em Tecnologia da Informação - Facti PROCEDIMENTO DA QUALIDADE PROCEDIMENTO DE RESCISÃO / MOVIMENTAÇÃO DE PESSOAL

Fundação de Apoio à Capacitação em Tecnologia da Informação - Facti PROCEDIMENTO DA QUALIDADE PROCEDIMENTO DE RESCISÃO / MOVIMENTAÇÃO DE PESSOAL Fundação de Apoio à Capacitação em Tecnologia da Informação - Facti PROCEDIMENTO DA QUALIDADE PROCEDIMENTO DE RESCISÃO / MOVIMENTAÇÃO DE PESSOAL Código Revisão Confidencialidade Data Página RH0002/12 Rev.

Leia mais

Caro colega. Gustavo Moreno Frias Diretor de Saúde

Caro colega. Gustavo Moreno Frias Diretor de Saúde Caro colega Nesta Cartilha estão as principais perguntas sobre LER, CAT e Direitos, que os bancários fazem seja por telefone ou contato direto no local de trabalho. É um verdadeiro guia rápido e contou

Leia mais

RESOLUÇÃO 942 / 99. Assunto: Aprovação das "NORMAS PARA CADASTRAMENTO DE EMPRESAS DE CONSULTORIA", e revogação da Resolução nº 823/94, de 13.4.94.

RESOLUÇÃO 942 / 99. Assunto: Aprovação das NORMAS PARA CADASTRAMENTO DE EMPRESAS DE CONSULTORIA, e revogação da Resolução nº 823/94, de 13.4.94. RESOLUÇÃO 942 / 99 Assunto: Aprovação das "NORMAS PARA CADASTRAMENTO DE EMPRESAS DE CONSULTORIA", e revogação da Resolução nº 823/94, de 13.4.94. Referência: INFORMAÇÃO PADRONIZADA SD/CCE - 01 /99, de

Leia mais

MODELO 1 Pessoa Física PROCURAÇÃO AD JUDICIA

MODELO 1 Pessoa Física PROCURAÇÃO AD JUDICIA Modelos práticos 1. Mandato MODELO 1 Pessoa Física PROCURAÇÃO AD JUDICIA NOME DO OUTORGANTE, (nacionalidade), (estado civil), (profissão), portador do documento de identidade RG. n.º (número do documento)

Leia mais

http://www81.dataprev.gov.br/sislex/paginas/38/inss-dc/2003/99.htm

http://www81.dataprev.gov.br/sislex/paginas/38/inss-dc/2003/99.htm Página 1 de 14 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 99 INSS/DC, DE 5 DE DEZEMBRO DE 2003 DOU DE 10/12/2003 Estabelece critérios a serem adotados pelas áreas de Benefícios e da Receita Previdenciária. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL:

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE FIGUEIRÓPOLIS D OESTE

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE FIGUEIRÓPOLIS D OESTE LEI Nº 587/2013 13 DE FEVEREIRO DE 2013. Súmula: Autoriza o transporte de mudança e dá outras providências. O Prefeito Municipal de Figueirópolis D Oeste - Estado de Mato Grosso, o Exmo. Sr. Lino Cupertino

Leia mais

Previdência Social: quem tem direito à aposentadoria?

Previdência Social: quem tem direito à aposentadoria? Previdência Social: quem tem direito à aposentadoria? Quando o assunto é aposentadoria, é comum surgir à questão: como se manter financeiramente após o término da idade ativa? A Previdência Social é um

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL NA MODALIDADE AUXÍLIO TRANSPORTE EDITAL Nº 01/2014

PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL NA MODALIDADE AUXÍLIO TRANSPORTE EDITAL Nº 01/2014 PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL NA MODALIDADE AUXÍLIO TRANSPORTE EDITAL Nº 01/2014 O Diretor Geral do Colégio Universitário da Universidade Federal do Maranhão no uso de suas

Leia mais

Informações para Licenciamento Ambiental Municipal de PADARIAS, CONFEITARIAS E PASTELARIAS (2.640,10 Padarias, Confeitarias e Pastelarias)

Informações para Licenciamento Ambiental Municipal de PADARIAS, CONFEITARIAS E PASTELARIAS (2.640,10 Padarias, Confeitarias e Pastelarias) PADARIAS, CONFEITARIAS E PASTELARIAS (2.640,10 ) 1 - IDENTIFICAÇÃO DO EMPREENDEDOR Nome ou Razão Social: CNPJ: CPF: CGC/TE: Endereço (Rua/Av.) : nº: Bairro: CEP: Município: Telefone: Celular: e-mail: Contato

Leia mais

PRINCIPAIS PERGUNTAS E RESPOSTAS

PRINCIPAIS PERGUNTAS E RESPOSTAS 1) Onde obtenho informações sobre aposentadoria? Resposta: No site da Secretaria Municipal de Administração (www.rio.rj.gov.br/sma), na parte destina a Serviços, há uma seção chamada Aposentadoria: Quanto

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA PRESIDENTE DO INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL-INSS - PRESIDENTE INSS Nº 29 DE 04.06.2008 D.O.U.: 06.06.

INSTRUÇÃO NORMATIVA PRESIDENTE DO INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL-INSS - PRESIDENTE INSS Nº 29 DE 04.06.2008 D.O.U.: 06.06. INSTRUÇÃO NORMATIVA PRESIDENTE DO INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL-INSS - PRESIDENTE INSS Nº 29 DE 04.06.2008 D.O.U.: 06.06.2008 Altera a Instrução Normativa nº 20 INSS/PRES, de 10 de outubro de 2007.

Leia mais

SAÚDE E SEGURANÇA NO TRABALHO E O PERFIL PROFISSIOGRÁFIO PREVIDENCIÁRIO - PPP

SAÚDE E SEGURANÇA NO TRABALHO E O PERFIL PROFISSIOGRÁFIO PREVIDENCIÁRIO - PPP MPAS - Ministério da Previdência e Assistência Social SPS - Secretaria de Previdência Social SAÚDE E SEGURANÇA NO TRABALHO E O PERFIL PROFISSIOGRÁFIO PREVIDENCIÁRIO - PPP O CUSTO DA AUSÊNCIA DE SEGURANÇA

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TÉCNICOS CONTRATO N 047/2013.

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TÉCNICOS CONTRATO N 047/2013. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TÉCNICOS CONTRATO N 047/2013. Contrato de prestação de serviços de consultoria técnicoespecializada na área tributária. MUNICÍPIO DE GOIATUBA, pessoa jurídica de direito

Leia mais

CURSO LEGISLAÇÃO TRABALHISTA, PREVIDENCIÁRIA e NR S DO TRABALHO com IMPACTOS, RISCOS e IMPLEMENTAÇÃO DO esocial

CURSO LEGISLAÇÃO TRABALHISTA, PREVIDENCIÁRIA e NR S DO TRABALHO com IMPACTOS, RISCOS e IMPLEMENTAÇÃO DO esocial CURSO LEGISLAÇÃO TRABALHISTA, PREVIDENCIÁRIA e NR S DO TRABALHO com IMPACTOS, RISCOS e IMPLEMENTAÇÃO DO esocial LEGISLAÇÃO TRABALHISTA, PREVIDENCIÁRIA e NR S DO TRABALHO com IMPACTOS, RISCOS e IMPLEMENTAÇÃO

Leia mais

Portaria Interministerial MPS/MF/MP/MDS/SEP Nº 1 DE 01/08/2014

Portaria Interministerial MPS/MF/MP/MDS/SEP Nº 1 DE 01/08/2014 Portaria Interministerial MPS/MF/MP/MDS/SEP Nº 1 DE 01/08/2014 Publicado no DO em 4 ago 2014 Dispõe sobre a concessão e manutenção do benefício assistencial devido aos trabalhadores portuários avulsos

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE MARINGÁ MANUAL DO USUÁRIO ACESSO AO SISTEMA

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE MARINGÁ MANUAL DO USUÁRIO ACESSO AO SISTEMA O ISS-e é um sistema completo de gestão do ISS do Município de Maringá, composto pelos módulos de: - NFS-e (Nota Fiscal de Serviços Eletrônica) - DMS-e (Declaração Mensal de Serviços Eletrônica) - AIDF-e

Leia mais

B - Programa de Inclusão, Capacitação para Filhos, Dependentes Legais e Estudantes

B - Programa de Inclusão, Capacitação para Filhos, Dependentes Legais e Estudantes Bolsas de estudo A - Programa de Capacitação do PROFESSOR/AUXILIAR Todo PROFESSOR/AUXILIAR tem direito a bolsa de estudo integral, incluindo matrícula, em cursos de graduação, sequenciais e pós-graduação

Leia mais

Data da publicação : 25/7/2005

Data da publicação : 25/7/2005 CIRCULAR SUSEP Nº 299, de 22 de julho de 2005: Dispõe sobre o recadastramento dos corretores, pessoas físicas ou jurídicas, de seguros de danos e pessoas, capitalização e previdência complementar aberta,

Leia mais

MPS Ministério da Previdência Social SPS Secretaria de Políticas de Previdência Social. Aposentadoria Especial Servidor PúblicoP Impacto decisões STF

MPS Ministério da Previdência Social SPS Secretaria de Políticas de Previdência Social. Aposentadoria Especial Servidor PúblicoP Impacto decisões STF MPS Ministério da Previdência Social SPS Secretaria de Políticas de Previdência Social Aposentadoria Especial Servidor PúblicoP Impacto decisões STF Aposentadoria Especial Art. 40 4º Constituição Federal

Leia mais

Aposentadoria Especial

Aposentadoria Especial Aposentadoria Especial O novo modelo. Bases éticas e legais o conceito O laudo Técnico e o DSS Starling@sti.com.br tel.: (11) 208.06.98 Perito Assistente técnico. Evolução Histórica Instituída pela Lei

Leia mais

P P R A + P C M S O. Srs. EMPRESÁRIOS / ADMINISTRADORES E CONTADORES:

P P R A + P C M S O. Srs. EMPRESÁRIOS / ADMINISTRADORES E CONTADORES: P P R A + P C M S O Srs. EMPRESÁRIOS / ADMINISTRADORES E CONTADORES: OS AMBIENTES DE TRABALHOS ESCONDEM RISCOS: poeiras, fumos metálicos, gases, vapores, ruídos, sobrecargas térmicas (calor e frio), umidade,

Leia mais

PANORAMA DOS RECURSOS JUNTO À PREVIDÊNCIA SOCIAL. Salvador Marciano Pinto Presidente do CRPS

PANORAMA DOS RECURSOS JUNTO À PREVIDÊNCIA SOCIAL. Salvador Marciano Pinto Presidente do CRPS PANORAMA DOS RECURSOS JUNTO À PREVIDÊNCIA SOCIAL Salvador Marciano Pinto Presidente do CRPS O CRPS é um órgão integrante da estrutura do MPS, subordinado diretamente ao Ministro de Estado da Previdência

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Rio de Janeiro 4 a Vara Federal de Niterói

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Rio de Janeiro 4 a Vara Federal de Niterói 172 PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Rio de Janeiro 4 a Vara Federal de Niterói PROCESSO: 0001212-64.2012.4.02.5102 (2012.51.02.001212-3) AUTOR: ANTONIO PAULO DE OLIVAES REU: INSS-INSTITUTO

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO. PORTARIA N.º 453, DE 20 DE NOVEMBRO DE 2014 (DOU de 1º/12/2014 Seção I Pág. 98)

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO. PORTARIA N.º 453, DE 20 DE NOVEMBRO DE 2014 (DOU de 1º/12/2014 Seção I Pág. 98) MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO PORTARIA N.º 453, DE 20 DE NOVEMBRO DE 2014 (DOU de 1º/12/2014 Seção I Pág. 98) Estabelece procedimentos para o credenciamento de laboratórios pelo Ministério do Trabalho

Leia mais

LEGISLAÇÃO PREVIDENCIÁRIA

LEGISLAÇÃO PREVIDENCIÁRIA AUXÍLIO-DOENÇA - PROCEDIMENTOS LEGISLAÇÃO PREVIDENCIÁRIA Sumário 1. Introdução 2. Conceito Auxílio-doença 2.1 Tipos de auxílio-doença 3. pagamento 4. Carência - Conceito 4.1 Independe de carência 4.2 Depende

Leia mais

CARTA TÉCNICA. Nome do Credenciamento: PRONON Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica

CARTA TÉCNICA. Nome do Credenciamento: PRONON Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica CARTA TÉCNICA Nome do Credenciamento: PRONON Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica ENTIDADES QUE PODEM SE CREDENCIAR: - Entidades beneficentes de assistência social (certificadas como entidades

Leia mais

ANEXO 2 - LISTA DE DOCUMENTOS

ANEXO 2 - LISTA DE DOCUMENTOS ANEXO 2 - LISTA DE DOCUMENTOS 1. DOCUMENTOS ESSENCIAIS: ( ) Declaração de matrícula 1.2 Documentos de identificação do estudante: ( ) RG ou documento oficial com foto. ( ) CPF 1.3 Documentação civil: (

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO CANDIDATOS AO PROUNI

DOCUMENTAÇÃO CANDIDATOS AO PROUNI DOCUMENTAÇÃO CANDIDATOS AO PROUNI * Organizar os documentos em blocos de cada membro do grupo familiar. A decisão quanto ao(s) documento(s) a ser(em) apresentado(s) cabe ao coordenador do Prouni, o qual

Leia mais

MPS Ministério da Previdência Social SPS Secretaria de Políticas de Previdência Social. A Regulamentação das Aposentadorias Especiais

MPS Ministério da Previdência Social SPS Secretaria de Políticas de Previdência Social. A Regulamentação das Aposentadorias Especiais MPS Ministério da Previdência Social SPS Secretaria de Políticas de Previdência Social A Regulamentação das Aposentadorias Especiais Brasília - DF, 14 de setembro de 2010 Quantidade de Servidores da União,

Leia mais