- A Bíblia aparece cheia de famílias, gerações, histórias de amor e de crises familiares. - Salmo 128 Bênçãos familiares.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "- A Bíblia aparece cheia de famílias, gerações, histórias de amor e de crises familiares. - Salmo 128 Bênçãos familiares."

Transcrição

1

2 INTRODUÇÃO O Papa Francisco convida a uma leitura meditada e sem pressa, para que as pessoas prestem atenção àquilo que mais corresponde às suas necessidades específicas. Espero que cada um, através da leitura, se sinta chamado a cuidar com amor da vida das famílias, porque elas não são um problema, são sobretudo uma oportunidade.

3 CAPÍTULO I À LUZ DA PALAVRA - A Bíblia aparece cheia de famílias, gerações, histórias de amor e de crises familiares. - Salmo 128 Bênçãos familiares. - O centro da família: o pai e a mãe com toda a sua história de amor. - Representação do casal humano: capítulos do livro do Génesis.

4 CAPÍTULO I À LUZ DA PALAVRA a Palavra de Deus não se apresenta como uma sequência de teses abstractas, mas como uma companheira de viagem, mesmo para as famílias que estão em crise ou imersas nalguma tribulação, mostrando-lhes a meta do caminho, quando Deus «enxugar todas as lágrimas dos seus olhos, e não haverá mais morte, nem luto, nem pranto, nem dor» (AL 22)

5 - O individualismo exagerado (fuga dos compromissos familiares, auto-isolamento, dificuldade de relacionamento, egoísmo) um individualismo exagerado que desvirtua os laços familiares e acaba por considerar cada componente da família como uma ilha, fazendo prevalecer, em certos casos, a ideia dum sujeito que se constrói segundo os seus próprios desejos assumidos com carácter absoluto. (AL 33)

6 - Problemas culturais e sociais...a influência das ideologias que desvalorizam o matrimónio e a família, a experiência do fracasso de outros casais a que eles não se querem expor, o medo de algo que consideram demasiado grande e sagrado... o medo de perder a liberdade e a autonomia, a rejeição de tudo o que possa ser concebido como institucional e burocrático (AL 40)

7 - Problemas culturais e sociais (desemprego dos jovens, independência económica). vivemos numa cultura que impele os jovens a não formarem uma família, porque privam-nos de possibilidades para o futuro. Mas esta mesma cultura apresenta a outros tantas opções que também eles são dissuadidos de formar uma família

8 - Decadência cultural que não promove o amor e a doação. - A precariedade do trabalho, as dificuldades económicas e a falta de habitação digna. - Consumismo e a cultura do provisório. - As jornadas de trabalho, a atenção com as pessoas deficientes e o respeito pelos idosos. - Desconstrução jurídica da família (aborto, união de pessoas do mesmo sexo, eutanásia)

9 O enfraquecimento da fé e da prática religiosa, nalgumas sociedades, afecta as famílias, deixando-as ainda mais sós com as suas dificuldades. Uma das maiores pobrezas da cultura actual é a solidão, fruto da ausência de Deus na vida das pessoas e da fragilidade das relações. Há também uma sensação geral de impotência face à realidade socioeconómica que, muitas vezes, acaba por esmagar as famílias. (...) Frequentemente as famílias sentem-se abandonadas pelo desinteresse e a pouca atenção das instituições (AL 43)

10 Sejamos humildes e realistas para reconhecer que às vezes a nossa maneira de apresentar as convições cristãs e as maneiras como tratamos as pessoas ajudaram a provocar aquilo que hoje nos lamentamos - Apresentação do matrimónio com relevo na procriação. - A falta de acompanhamento dos novos casais. - A apresentação do matrimónio como um ideal teológico e demasiadamente abstrato.

11 Durante muito tempo pensámos que, com a simples insistência em questões doutrinais, bioéticas e morais, sem motivar a abertura à graça, já apoiávamos suficientemente as famílias, consolidávamos o vínculo dos esposos e enchíamos de sentido as suas vidas compartilhadas. Temos dificuldade em apresentar o matrimónio mais como um caminho dinâmico de crescimento e realização do que como um fardo a carregar a vida inteira. ( ) Somos chamados a formar consciências, não a pretender substituí-las. (AL 37)

12 Devemos dar graças pela maioria das pessoas valorizar as relações familiares que querem permanecer no tempo e garantem o respeito pelo outro. Por isso, aprecia-se que a Igreja ofereça espaços de apoio e aconselhamento sobre questões relacionadas com o crescimento do amor, a superação dos conflitos e a educação dos filhos. Muitos estimam a força da graça que experimentam na Reconciliação sacramental e na Eucaristia, que lhes permite enfrentar os desafios do matrimónio e da família. (AL 38)

13 A crise do casal destabiliza a família e pode chegar, através das separações e dos divórcios, a ter sérias consequências para os adultos, os filhos e a sociedade, enfraquecendo o indivíduo e os laços sociais». As crises são «enfrentadas muitas vezes de modo apressado e sem a coragem da paciência, da averiguação, do perdão recíproco, da reconciliação e até do sacrifício. Deste modo os falimentos dão origem a novas relações, novos casais, novas uniões e novos casamentos, criando situações familiares complexas e problemáticas para a opção cristã».(al 41)

14 Dou graças a Deus porque muitas famílias, que estão bem longe de se considerarem perfeitas, vivem no amor, realizam a sua vocação e continuam para diante embora caiam muitas vezes ao longo do caminho. As realidades que nos preocupam, são desafios. Não caiamos na armadilha de nos consumirmos em lamentações autodefensivas, em vez de suscitar uma criatividade missionária. Em todas as situações,«a Igreja sente a necessidade de dizer uma palavra de verdade e de esperança. (...) Os grandes valores do matrimónio e da família cristã correspondem à busca que atravessa a existência humana» (AL 57)

15 ORAÇÃO À SAGRADA FAMÍLIA Jesus, Maria e José, em Vós contemplamos o esplendor do verdadeiro amor, confiantes, a Vós nos consagramos. Sagrada Família de Nazaré, tornai também as nossas famílias lugares de comunhão e cenáculos de oração, autênticas escolas do Evangelho e pequenas igrejas domésticas.

16 Sagrada Família de Nazaré, que nunca mais haja nas famílias episódios de violência, de fechamento e divisão; e quem tiver sido ferido ou escandalizado seja rapidamente consolado e curado. Sagrada Família de Nazaré, fazei que todos nos tornemos conscientes do carácter sagrado e inviolável da família, da sua beleza no projecto de Deus. Jesus, Maria e José, ouvi-nos e acolhei a nossa súplica.ámen.

REUNIÃO DE PAIS CATEQUESE Paróquia Nossa Senhora da Boavista

REUNIÃO DE PAIS CATEQUESE Paróquia Nossa Senhora da Boavista REUNIÃO DE PAIS CATEQUESE 2015 2016 Paróquia Nossa Senhora da Boavista ORAÇÃO INICIAL Avé Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois Vós entre as mulheres e bendito é o fruto do Vosso ventre,

Leia mais

1º dia: Ó Consoladora dos Aflitos

1º dia: Ó Consoladora dos Aflitos NOVENA À NOSSA SENHORA DE CARAVAGGIO 1º dia: Ó Consoladora dos Aflitos Vós que consolastes a pobre Joaneta em meio à sua aflição familiar, concedei a graça que tanto necessito, intercedendo junto a Jesus

Leia mais

AMORIS LÆTITIA. Cap. IX ESPIRITUALIDADE CONJUGAL E FAMILIAR

AMORIS LÆTITIA. Cap. IX ESPIRITUALIDADE CONJUGAL E FAMILIAR AMORIS LÆTITIA CAP. VIII ACOMPANHAR, DISCERNIR E INTEGRAR A FRAGILIDADE Cap. IX ESPIRITUALIDADE CONJUGAL E FAMILIAR +João Carlos Petrini - Bispo de Camaçari - Presidente do Regional NE3 Diretor da Seção

Leia mais

Audiência às Equipes Nossa Senhora

Audiência às Equipes Nossa Senhora SECRETARIADO DO ESTADO Audiência às Equipes Nossa Senhora 10 Setembro 2015 DISCURSO DO SANTO-PADRE Discurso do Papa: (Roma, 10 de setembro de 2015) Estou muito feliz por vos acolher, caros responsáveis

Leia mais

Catequese Adolescência Paróquia S. Salvador de Carregosa 8º ano/ º Período Objectivos Data Tema da catequese Objectivos Estratégias

Catequese Adolescência Paróquia S. Salvador de Carregosa 8º ano/ º Período Objectivos Data Tema da catequese Objectivos Estratégias Finalidade: Descobrir-se Cristão Objectivos: Participar na eucaristia Concretizar projecto comunitário (partilha fraterna) Tema do Período Em Diálogo 1 1º Período Objectivos Data Tema da catequese Objectivos

Leia mais

A família foi pensada e criada no coração de Deus!

A família foi pensada e criada no coração de Deus! A família foi pensada e criada no coração de Deus! Não foi uma iniciativa humana, mas o próprio Deus a desejou e a constituiu. Quando o homem foi criado, em seu coração foi colocada uma solidão que o fez

Leia mais

SOLENIDADE DO SANTÍSSIMO CORPO E SANGUE DE CRISTO A Eucaristia e a Família

SOLENIDADE DO SANTÍSSIMO CORPO E SANGUE DE CRISTO A Eucaristia e a Família SOLENIDADE DO SANTÍSSIMO CORPO E SANGUE DE CRISTO A Eucaristia e a Família Canto ambiental página 173 nº 05 Canto de entrada página 98 nº 15 Sentido da Celebração A solenidade do Corpo e Sangue de Cristo,que

Leia mais

ADMA FAMÍLIA Família no carisma de Dom Bosco

ADMA FAMÍLIA Família no carisma de Dom Bosco ADMA FAMÍLIA Família no carisma de Dom Bosco UM CAMINHO NA MEDIDA DE FAMÍLIA Um caminho na medida de família com particular atenção às famílias jovens, é esta a experiência que se vê no seio da Família

Leia mais

5 º ANO Unidade Letiva 1 - Viver juntos METAS OBJETIVOS CONTEÚDOS B. Construir uma chave de leitura religiosa da pessoa, da vida e da história.

5 º ANO Unidade Letiva 1 - Viver juntos METAS OBJETIVOS CONTEÚDOS B. Construir uma chave de leitura religiosa da pessoa, da vida e da história. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ÁGUEDA Escola Básica Fernando Caldeira Departamento de Ciências Humanas e Sociais Educação Moral e Religiosa Católica - 5º ano Ano letivo 2016/2017 5 º ANO Unidade Letiva 1 -

Leia mais

Planificação Anual 10º ano da catequese

Planificação Anual 10º ano da catequese Finalidade: Descobrir-se Cristão : Participar na eucaristia Concretizar projecto comunitário (partilha fraterna) Planificação Anual 10º ano da 1º Creio em Conhecer Confrontar com valores de caridade, amor,

Leia mais

Família de retalhos Como lidar com divórcio. Jörg Garbers Ms. de Teologia

Família de retalhos Como lidar com divórcio. Jörg Garbers Ms. de Teologia Família de retalhos Como lidar com divórcio e novo casamento? Jörg Garbers Ms. de Teologia CASAMENTO NO AT Rito de casamento Concordância dos pais Pagamento do preço (noivado) Festa e benção dos pais Sem

Leia mais

Escola Básica e Secundária de Velas. Governo dos Açores. 2º Ciclo ENSINO BÁSICO. Planificação Anual de EMRC. 5 º Ano

Escola Básica e Secundária de Velas. Governo dos Açores. 2º Ciclo ENSINO BÁSICO. Planificação Anual de EMRC. 5 º Ano Governo dos Açores Escola Básica e Secundária de Velas º Ciclo ENSINO BÁSICO Planificação Anual de EMRC 5 º Ano º Periodo Unidade Letiva - Viver juntos Competências chave Metas Curriculares B. Construir

Leia mais

O novo papel da família

O novo papel da família conceito O termo família é derivado do latim famulus, que significa escravo doméstico. Este termo foi criado na Roma Antiga para designar um novo grupo social que surgiu entre as tribos latinas, ao serem

Leia mais

SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO

SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO Objetivo geral do encontro: Ao final deste encontro, o grupo deverá ser capaz de compreender o Matrimônio como uma instituição elevada à categoria de Sacramento por Jesus Cristo,

Leia mais

REZAR COM O PAPA. Os Idosos Dário Pedroso, s.j. Introdução

REZAR COM O PAPA. Os Idosos Dário Pedroso, s.j. Introdução REZAR COM O PAPA Os Idosos Dário Pedroso, s.j. Introdução Continuamos empenhados, nesta rede mundial de oração com o Papa e pelas suas intenções, a rezar, a fazer subir ao Coração do Pai das Misericórdias

Leia mais

Novena de São Pedro Pescador

Novena de São Pedro Pescador Novena de São Pedro Pescador - 2017 Oração Inicial (para todos os encontros) Comentarista: Hoje estamos nos encontrando para rezar a novena do nosso Padroeiro. Rezemos com São Pedro pedindo as bênçãos

Leia mais

COMUM DOS SANTOS E DAS SANTAS

COMUM DOS SANTOS E DAS SANTAS 279 I rmãs e irmãos: Ao celebrar a solenidade de São N. (de Santa N.), nosso irmão (nossa irmã) na fé e no Baptismo, oremos a Deus Pai todo-poderoso, dizendo (ou: cantando): R. Deus, fonte de toda a santidade,

Leia mais

Mês. Mariano UM CRISTÃO SEM MARIA ESTÁ ÓRFÃO. TAMBÉM UM CRISTÃO SEM A IGREJA É UM ÓRFÃO. PAPA FRANCISCO

Mês. Mariano UM CRISTÃO SEM MARIA ESTÁ ÓRFÃO. TAMBÉM UM CRISTÃO SEM A IGREJA É UM ÓRFÃO. PAPA FRANCISCO Mariano PARÓQUIA SÃO PEDRO PESCADOR Mês UM CRISTÃO SEM MARIA ESTÁ ÓRFÃO. TAMBÉM UM CRISTÃO SEM A IGREJA É UM ÓRFÃO. UM CRISTÃO PRECISA DESTAS DUAS MULHERES, DUAS MULHERES MÃES, DUAS MULHERES VIRGENS: A

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 03/04 PLANIFICAÇÃO ANUAL º CICLO EDUCAÇÃO MORAL RELIGIOSA CATÓLICA (EMRC)- 6ºANO Documento(s) Orientador(es): Programa de EMRC,aprovado pela Comissão

Leia mais

ORAÇÃO UNIVERSAL. Os modelos I VII são retirados do Ritual do Matrimónio da Conferência Episcopal Portuguesa. MODELO I

ORAÇÃO UNIVERSAL. Os modelos I VII são retirados do Ritual do Matrimónio da Conferência Episcopal Portuguesa. MODELO I ORAÇÃO UNIVERSAL Os modelos I VII são retirados do Ritual do Matrimónio da Conferência Episcopal Portuguesa. MODELO I Celebrando o especial dom da graça e da caridade, com que Deus Se dignou consagrar

Leia mais

SEMANA NACIONAL DA FAMÍLIA Paróquia Sagrado Coração de Jesus e Nossa Senhora das Mercês L2 615 SUL Tema: MISERICÓRDIA NA FAMÍLIA: DOM E MISSÃO

SEMANA NACIONAL DA FAMÍLIA Paróquia Sagrado Coração de Jesus e Nossa Senhora das Mercês L2 615 SUL Tema: MISERICÓRDIA NA FAMÍLIA: DOM E MISSÃO Tema Responsáveis Coordenadore s Pregação Domingo 14 de agosto (1) Criados por um Pai Misericordioso. SEMANA NACIONAL DA FAMÍLIA Paróquia Sagrado Coração de Jesus e Nossa Senhora das Mercês L2 615 SUL

Leia mais

O Matrimónio, uma vocação A família, lugar vocacional. Maio-2011 Vocação Matrimonial e Familiar 1

O Matrimónio, uma vocação A família, lugar vocacional. Maio-2011 Vocação Matrimonial e Familiar 1 O Matrimónio, uma vocação A família, lugar vocacional Maio-2011 Vocação Matrimonial e Familiar 1 Sumário O que é vocação Matrimónio, sinal e missão Matrimónio, aliança e compromisso Missão em casal Missão

Leia mais

Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus

Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus Paróquia de Barco Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus Missa com crianças Entrada: Linda noite, Linda noite Linda noite de Natal (bis) Introdução A imagem de Maria está aqui ao lado, porque hoje celebramos

Leia mais

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS (EMRC) (5ºANO) Unidade letiva 1 (Viver Juntos) Mudar faz parte da vida Os grupos a que pertenço Deus estabelece uma relação com a humanidade A aliança condição facilitadora da relação entre as partes A

Leia mais

A Santa Sé SANTA MISSA NO DIA CONSAGRADO AOS JOVENS CASAIS DO ANO SANTO DA REDENÇÃO HOMILIA DO PAPA JOÃO PAULO II

A Santa Sé SANTA MISSA NO DIA CONSAGRADO AOS JOVENS CASAIS DO ANO SANTO DA REDENÇÃO HOMILIA DO PAPA JOÃO PAULO II A Santa Sé SANTA MISSA NO DIA CONSAGRADO AOS JOVENS CASAIS DO ANO SANTO DA REDENÇÃO HOMILIA DO PAPA JOÃO PAULO II Basílica de São Pedro Domingo, 9 de outubro de 1983 1. "Façamos o homem à Nossa imagem,

Leia mais

Coleção Chamados à Vida Chamados À Vida, Chamados À Vida Em Jesus Cristo,

Coleção Chamados à Vida Chamados À Vida, Chamados À Vida Em Jesus Cristo, Coleção Chamados à Vida Em preparação à Eucaristia 1ª Etapa: Chamados à vida 2ª Etapa: Chamados à vida em Jesus Cristo 3ª Etapa: Chamados à vida em Comunidade. 4ª Etapa: Chamados à vida para amar e servir.

Leia mais

Não deixemos que nos roubem o Evangelho! EG 97

Não deixemos que nos roubem o Evangelho! EG 97 1 2 Não deixemos que nos roubem o Evangelho! EG 97 3 NA CRISE DO COMPROMISSO COMUNITÁRIO: 1. ALGUNS DESAFIOS DO MUNDO ATUAL 2. TENTAÇÕES DOS AGENTES PASTORAIS Discernimento evangélico: adquirir um olhar

Leia mais

Teologicamente, o Matrimónio é considerado como Sacramento porque é a imagem da união de Cristo com a Sua Igreja.

Teologicamente, o Matrimónio é considerado como Sacramento porque é a imagem da união de Cristo com a Sua Igreja. A Instituição do Matrimónio foi oficialmente reconhecida como um dos Sacramentos da Igreja no Concílio de Latrão IV (1215). Antes desta data ele foi sempre considerado como uma realidade religiosa distintamente

Leia mais

Catedral Diocesana de Campina Grande. II Domingo da Páscoa Ano C Domingo da Divina Misericórdia. ANO DA FÉ Rito Inicial

Catedral Diocesana de Campina Grande. II Domingo da Páscoa Ano C Domingo da Divina Misericórdia. ANO DA FÉ Rito Inicial Catedral Diocesana de Campina Grande Paróquia nossa Senhora da Conceição II Domingo da Páscoa Ano C Domingo da Divina Misericórdia Por suas chagas fomos curados, felizes aqueles que crêem sem terem visto.

Leia mais

Imitação de Cristo: sensibilidade à dor humana!

Imitação de Cristo: sensibilidade à dor humana! Imitação de Cristo: sensibilidade à dor humana! DESTAQUE DO DIA: Queridos filhos, os sinais extraordinários que Meu Filho vos oferece, certamente são obras do Seu poder divino, mas principalmente frutos

Leia mais

Santa Terezinha do Menino Jesus

Santa Terezinha do Menino Jesus Novena milagrosa a Santa Terezinha do Menino Jesus Missionária por vocação Festa: 1 o de outubro editora Ave-maria Breve relato histórico Teresa nasceu em Alençon (França) em 1873. Menina bela, filha de

Leia mais

O lema da Campanha da Fraternidade de 1994 ainda é muito válido como um questionamento para nossos dias.

O lema da Campanha da Fraternidade de 1994 ainda é muito válido como um questionamento para nossos dias. 1 O lema da Campanha da Fraternidade de 1994 ainda é muito válido como um questionamento para nossos dias. A família, ousamos dizer, ainda vai bem, graças a Deus, obrigado! Deus ama a família, como bem

Leia mais

METAS CURRICULARES DE EMRC 2º CICLO REFERÊNCIAS FUNDAMENTAIS NO CONTEXTO DO 2ºCICLO DO EB

METAS CURRICULARES DE EMRC 2º CICLO REFERÊNCIAS FUNDAMENTAIS NO CONTEXTO DO 2ºCICLO DO EB METAS CURRICULARES DE EMRC REFERÊNCIAS FUNDAMENTAIS NO CONTEXTO DO 2ºCICLO DO EB FÁTIMA, 26 DE JANEIRO DE 2014 2007 2014 O QUE MUDA? 2007 2014 5º ANO UL1: Viver juntos UL1: Viver juntos UL2: A água, fonte

Leia mais

1ºPeríodo Viver juntos 5. ano Unidade Lectiva 1 GESTÃO E PLANIFICAÇÃO

1ºPeríodo Viver juntos 5. ano Unidade Lectiva 1 GESTÃO E PLANIFICAÇÃO 1ºPeríodo Viver juntos 5. ano Unidade Lectiva 1 GESTÃO E PLANIFICAÇÃO METAS: - Construir uma chave de leitura religiosa da pessoa, da vida e da história (Objs 1, 2 e 3). - Conhecer a mensagem e a cultura

Leia mais

Metas/Objetivos Descritores de Desempenho/Conteúdos Estratégias/Metodologias Avaliação

Metas/Objetivos Descritores de Desempenho/Conteúdos Estratégias/Metodologias Avaliação Domínio Religião e experiência religiosa Cultura cristã e visão cristã da vida Ética e moral cristã DEPARTAMENTO DE PASTORAL DISCIPLINA: EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA PLANIFICAÇÃO DE 5º ANO Calendarização:

Leia mais

A PRIMEIRA INSTITUIÇÃO DIVINA _A FAMILIA_

A PRIMEIRA INSTITUIÇÃO DIVINA _A FAMILIA_ A PRIMEIRA INSTITUIÇÃO DIVINA _A FAMILIA_ Por isso deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e se unir-se-á a sua mulher, e serão os dois uma só carne. De modo que já não são mais dois, mas uma só carne.

Leia mais

Família: mensagem da 3ª Assembleia Extraordinária do Sínodo dos Bispos

Família: mensagem da 3ª Assembleia Extraordinária do Sínodo dos Bispos A mensagem da 3ª Assembleia Extraordinária do Sínodo dos Bispos, que se realizou no Vaticano, de 5 a 19 de outubro, com o tema "Os desafios pastorais da família no contexto da evangelização", foi divulgada

Leia mais

Solenidade de Nosso Pai São Bento 11 de lulho de 2107

Solenidade de Nosso Pai São Bento 11 de lulho de 2107 Solenidade de Nosso Pai São Bento 11 de lulho de 2107 Caríssimos Irmãos e Irmãs: Celebrar a festa de São Bento é para todos nós uma oportunidade a mais para refletir se, de fato, vivemos com seriedade

Leia mais

Roteiros Mensais para Grupos

Roteiros Mensais para Grupos Roteiros Mensais para Grupos JULHO 2017 INTENÇÃO DE ORAÇÃO DO PAPA Ajudar a aprofundar e rezar com a INTENÇÃO DE ORAÇÃO DO PAPA de cada mês, para mobilizar os grupos e a vida pessoal diante dos grandes

Leia mais

Unidade Lectiva 1 A Pessoa Humana

Unidade Lectiva 1 A Pessoa Humana AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Planificação Anual EMRC Ano Letivo 2011/2012 2º Ciclo 6º Ano Tema Conteúdos Competências Específicas Avaliação Unidade Lectiva 1 A Pessoa Humana O

Leia mais

Santificação dos Sacerdotes

Santificação dos Sacerdotes No dia 27 de junho, Solenidade do Sagrado Coração de Jesus, é celebrado o Dia de Oração pela Santificação dos Sacerdotes. Em preparação para a data, o Arcebispo de Palmas (TO), Dom Pedro Brito Guimarães,

Leia mais

CATEQUESE VOCACIONAL PRÉ-EUCARISTIA e EUCARISTIA

CATEQUESE VOCACIONAL PRÉ-EUCARISTIA e EUCARISTIA CATEQUESE VOCACIONAL PRÉ-EUCARISTIA e EUCARISTIA - 2016 ÍNDICE Apresentação...03 Fudamentação para o (a) catequista...04 Primeiro encontro...05 Segundo encontro...07 Terceiro encontro...10 Quarto encontro...12

Leia mais

ADMA das FAMÍLIAS DA CASA DE MARIA ÀS NOSSAS CASAS

ADMA das FAMÍLIAS DA CASA DE MARIA ÀS NOSSAS CASAS ADMA das FAMÍLIAS DA CASA DE MARIA ÀS NOSSAS CASAS Muitos são os desafios que as famílias enfrentam diariamente. E também nós queremos dar uma pequena contribuição propondo uma experiência entre as muitas

Leia mais

Capela Nª Sª Das Graças

Capela Nª Sª Das Graças Capela Nª Sª Das Graças Santa Missa Dominical 1-Saudação I PR: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. AS: Amém. PR: A vós, irmãos e irmãs, paz e fé da parte de Deus, o Pai, e do Senhor Jesus Cristo.

Leia mais

Série de Mensagens: Espiritualidade Emocionalmente Saudável

Série de Mensagens: Espiritualidade Emocionalmente Saudável Série de Mensagens: Espiritualidade Emocionalmente Saudável Vamos basear nestes dois livros POR QUE REFLETIR NESTE TEMA? Um líder que nunca diz Eu estava errado nem Sinto muito. Um irmão do ministério

Leia mais

Um relacionamento fundado no amor a Deus

Um relacionamento fundado no amor a Deus No início, Adão vivia no Paraíso sem nenhuma companhia, e Deus disse: Não é bom que o homem esteja só; vou dar-lhe uma ajuda que lhe seja adequada (Gn 2, 18). Fez então todos os animais e logo após formou

Leia mais

"Com pedras, os homens constróem catedrais; mas com gestos de amor constróem a Humanidade".

Com pedras, os homens constróem catedrais; mas com gestos de amor constróem a Humanidade. "Com pedras, os homens constróem catedrais; mas com gestos de amor constróem a Humanidade". Os Pais, Primeiros Educadores da Fé Existe um ambiente privilegiado em que os casais, sem excluir outros lugares,

Leia mais

P L A N I F I C A Ç Ã O A M É D I O P R A Z O

P L A N I F I C A Ç Ã O A M É D I O P R A Z O DISCIPLINA: EMRC ANO: 6º 1º PERÍODO ANO LECTIVO: 2011/2012 P L A N I F I C A Ç Ã O A M É D I O P R A Z O UNIDADE DIDÁTICA 1: A pessoa humana AULAS PREVISTAS: 13 COMPETÊNCIAS (O aluno deverá ser capaz de:)

Leia mais

Nº 40 A Domingo XXXIII do Tempo Comum Deus renova todas as coisas

Nº 40 A Domingo XXXIII do Tempo Comum Deus renova todas as coisas Nº 40 A Domingo XXXIII do Tempo Comum-17.11.13 Deus renova todas as coisas Eu tive um sonho. Sonhei que os rios já não estavam poluídos, e as suas águas eram puras e cristalinas. Sonhei que. em vez de

Leia mais

Brigas, conflitos, problemas Aconselhamento cristão ou Psicologia. Jörg Garbers Ms. de Teologia

Brigas, conflitos, problemas Aconselhamento cristão ou Psicologia. Jörg Garbers Ms. de Teologia A Família em dificuldade Brigas, conflitos, problemas Aconselhamento cristão ou Psicologia Jörg Garbers Ms. de Teologia Pais que vivem brigados Exemplos destrutivos Medo de compromisso Identificação dificultada

Leia mais

ENSINO RELIGIOSO REVISÃO GERAL III TRIMESTRE 6ºs ANOS

ENSINO RELIGIOSO REVISÃO GERAL III TRIMESTRE 6ºs ANOS COLÉGIO SALESIANO DOM BOSCO. ENSINO RELIGIOSO REVISÃO GERAL III TRIMESTRE 6ºs ANOS TEMA: OS RITOS E OS RITUAIS : OS SETE SACRAMENTOS DA IGREJA. CAPÍTULOS 9 AO 12 DO LIVRO DIDÁTICO (RSE). Professor: Roberto

Leia mais

A evangelização é uma parte importante e fundamental da fé e vida cristã.

A evangelização é uma parte importante e fundamental da fé e vida cristã. A evangelização é uma parte importante e fundamental da fé e vida cristã. Uma missão irrenunciável da igreja como um todo e do cristão particularmente. O QUE É INDISPENSÁVEL PARA A EVANGELIZAÇÃO? Conversão

Leia mais

Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós. Coração Imaculado de Maria, sede a nossa salvação.

Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós. Coração Imaculado de Maria, sede a nossa salvação. Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós. Coração Imaculado de Maria, sede a nossa salvação. 5 Introdução A devoção ao Imaculado Coração de Maria é uma das mais belas manifestações

Leia mais

Celebração Dominical da Palavra. Cap. 07 Ione Buyst

Celebração Dominical da Palavra. Cap. 07 Ione Buyst Celebração Dominical da Palavra Cap. 07 Ione Buyst A Igreja de Cristo, desde o dia de Pentecostes, após a descida do Espírito Santo, sempre se reuniu fielmente para celebrar o mistério pascal, no dia que

Leia mais

VIVER A CATEQUESE BATISMAL. Arquidiocese de Ribeirão Preto

VIVER A CATEQUESE BATISMAL. Arquidiocese de Ribeirão Preto VIVER A CATEQUESE BATISMAL Arquidiocese de Ribeirão Preto O que é Catequese Batismal? A preparação para o Sacramento do Batismo, sem dúvida, é uma tarefa fascinante e necessária à vida pastoral de nossas

Leia mais

PARA A PRIMEIRA PROFISSÃO DE UM RELIGIOSO

PARA A PRIMEIRA PROFISSÃO DE UM RELIGIOSO PRMERA PROFSSÃO DE UM RELGOSO 333 PARA A PRMERA PROFSSÃO DE UM RELGOSO rmãos e irmãs: A nossa família espiritual está hoje em festa por este(s) servo(s) de Deus, que se consagra(consagram) ao serviço de

Leia mais

PORQUE É IMPORTANTE O DEPARTAMENTO DOS MINISTÉRIOS DA FAMÍLIA?

PORQUE É IMPORTANTE O DEPARTAMENTO DOS MINISTÉRIOS DA FAMÍLIA? PORQUE É IMPORTANTE O DEPARTAMENTO DOS MINISTÉRIOS DA FAMÍLIA? 1. Porque as famílias modernas passam pelos seguintes problemas: 1.1 Atitudes liberais antes do casamento 1.2 Conflitos 1.3 Pressões financeiras

Leia mais

NOSSO DESTINO: A RESSURREIÇÃO DO CORPO.

NOSSO DESTINO: A RESSURREIÇÃO DO CORPO. NOSSO DESTINO: A RESSURREIÇÃO DO CORPO. O CÉU É UMA EXPERIÊNCIA CORPÓREA Mt 22, 23-32 I COR 2, 9-10 É como está escrito: Coisas que os olhos não viram, nem os ouvidos ouviram, nem o coração humano imaginou

Leia mais

Famílias ADMA Famílias: empenhados para que as famílias possam ser escola de vida e de amor.

Famílias ADMA Famílias: empenhados para que as famílias possam ser escola de vida e de amor. Famílias ADMA Famílias: empenhados para que as famílias possam ser escola de vida e de amor. Precisamos dizer que Dom Bosco entendera tudo: pensara numa família, levara Mamãe Margarida para o Oratório,

Leia mais

«Ser cristão, o que é?»

«Ser cristão, o que é?» Diocese de Lausanne, Genève e Fribourg Carta Pastoral «Ser cristão, o que é?» Mgr Charles MOREROD OP Fevereiro 2016 Ser cristão, o que é? Gosto de fazer a pergunta, e tenho constatado que, o que poderia

Leia mais

Salmo - Sl 65. Ah, ah, ah, minha alma glorifica ao Senhor!! Meu espírito exulta em Deus, meu salvador!! Entrada: Quem É Esta Que Avança Como Aurora

Salmo - Sl 65. Ah, ah, ah, minha alma glorifica ao Senhor!! Meu espírito exulta em Deus, meu salvador!! Entrada: Quem É Esta Que Avança Como Aurora Entrada: Quem É Esta Que Avança Como Aurora Quem é esta que avança como aurora Temível como exército em ordem de batalha Brilhante como o sol e como a lua Mostrando o caminho aos filhos seus Ah, ah, ah,

Leia mais

DIRETÓRIO DA PASTORAL FAMILIAR doc

DIRETÓRIO DA PASTORAL FAMILIAR doc DIRETÓRIO DA PASTORAL FAMILIAR doc 79-2004 O trabalho da PF é amplo e abrangente; principal enfoque é PROMOVER, FORTALECER e EVANGELIZAR a família. Uma das principais ações: UNIR ESFORÇOS PARA QUE A FAMÍLIA

Leia mais

Nº 10 C 4º Domingo do Tempo Comum

Nº 10 C 4º Domingo do Tempo Comum Nº 10 C 4º Domingo do Tempo Comum-29.1.2016 O Evangelho de hoje, é a continuação do da semana passada. Na semana passada São Lucas tinha contado como Jesus, depois de ter andado pela Galileia, a ensinar

Leia mais

Dia Mundial das Missões - Coleta Nacional - 21 e 22 de outubro

Dia Mundial das Missões - Coleta Nacional - 21 e 22 de outubro Missionária 26º Domingo do Tempo Comum - 01/10/ Motivação inicial é o tema da Missionária que hoje iniciamos. A Igreja em saída é a comunidade que faz a experiência de Jesus e sai de si para anunciar a

Leia mais

DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO OBJETIVOS: 1º Ano

DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO OBJETIVOS: 1º Ano DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO OBJETIVOS: 1º Ano 2º Ano 3º Ano 4º Ano 5º Ano Reconhecer Deus como o criador do universo. Descobrir-se como a criação mais importante de Deus. Facilitar o entendimento de

Leia mais

I. UM PROJETO COMUM DE VIDA PARA UMA VIDA DE COMUNHÃO

I. UM PROJETO COMUM DE VIDA PARA UMA VIDA DE COMUNHÃO I. UM PROJETO COMUM DE VIDA PARA UMA VIDA DE COMUNHÃO Apresentação inicial conforme sugestão do guião. Alguns tópicos para o diálogo com os noivos: Acabámos de nos apresentar. E ficou bem claro, para todos

Leia mais

Escrita. Por Ricardo Fonseca

Escrita. Por Ricardo Fonseca Escrita Por Ricardo Fonseca FUGA MEDOS GRATIDÃO MISSÃO Sonhos VIVER DOENÇA FAMÍLIA Amor DÚVIDAS PAIXÃO Escrever SAÚDE RECUPERAÇÃO TRISTEZA ABUNDÂNCIA PERDA Luto REALIZAÇÃO VITÓRIA FELICIDADE ABANDONO CRISE

Leia mais

em 9 de janeiro de 1862,

em 9 de janeiro de 1862, Rosário Vivo Pauline-Marie Jaricot nasceu em Lião, França, no dia 22 de julho de 1799, e morreu em Lorette, em 9 de janeiro de 1862, aos 63 anos. Sociedade para a Propagação da Fé Ela é a fundadora da

Leia mais

TEMPO PARA A FAMÍLIA E PARA A COMUNIDADE. Jörg Garbers Ms. de Teologia

TEMPO PARA A FAMÍLIA E PARA A COMUNIDADE. Jörg Garbers Ms. de Teologia TEMPO PARA A FAMÍLIA E PARA A COMUNIDADE Jörg Garbers Ms. de Teologia Introdução A família hoje talvez é o elo mais fraco na distribuição de tempo. Entre trabalho, lazer próprio, amigos, comunidade e sono

Leia mais

O Espírito Santo, que o Pai nos presenteia, identifica-nos com Jesus- Caminho, abrindo-nos ao seu mistério de salvação para que sejamos filhos seus e

O Espírito Santo, que o Pai nos presenteia, identifica-nos com Jesus- Caminho, abrindo-nos ao seu mistério de salvação para que sejamos filhos seus e O Espírito Santo, que o Pai nos presenteia, identifica-nos com Jesus- Caminho, abrindo-nos ao seu mistério de salvação para que sejamos filhos seus e irmãos uns dos outros; identifica-nos com Jesus-Verdade,

Leia mais

FESTA DO ESPIRITO 10º ANO DE CATEQUESE. 23 de Maio de 2010

FESTA DO ESPIRITO 10º ANO DE CATEQUESE. 23 de Maio de 2010 FESTA DO ESPIRITO "É este o fruto do Espírito Santo: amor, alegria, paz, paciência, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão e auto-domínio." Gl, 5,22 Espírito Santo ajuda-nos a ter estes Teus frutos!

Leia mais

A CARTA DE IDENTIDADE CARISMÁTICA DA FAMÍLIA SALESIANA DE DOM BOSCO

A CARTA DE IDENTIDADE CARISMÁTICA DA FAMÍLIA SALESIANA DE DOM BOSCO A CARTA DE IDENTIDADE CARISMÁTICA DA FAMÍLIA SALESIANA DE DOM BOSCO Notas de apresentação e propostas de leitura para os membros da Associação de Maria Auxiliadora (ADMA) 1 Critério seguido Unificar numa

Leia mais

Enfim, casados... Mas de papel passado. Amigado com fé casado é. Romanos 7.1-3

Enfim, casados... Mas de papel passado. Amigado com fé casado é. Romanos 7.1-3 18/03/2012 Enfim, casados... Mas de papel passado Amigado com fé casado é. Romanos 7.1-3 Pr. Fernando Fernandes PIB em Penápolis, 17/03/2012 Este dito popular, mesmo que sob as vendas da Justiça Brasileira,

Leia mais

MFC ESCOLAS DE PERDÃO E RECONCILIAÇÃO

MFC ESCOLAS DE PERDÃO E RECONCILIAÇÃO MFC ESCOLAS DE PERDÃO E RECONCILIAÇÃO Vivendo e ensinando a arte de viver e conviver Proposta de divulgação, acão e realização SIN (MFC) Santo André SP Pe. Juan Manuel Rodriguez Martin (MCCJ) * Mestre,

Leia mais

A Palavra das palavras Homilia na Solenidade do Natal do Senhor

A Palavra das palavras Homilia na Solenidade do Natal do Senhor A Palavra das palavras Homilia na Solenidade do Natal do Senhor Celebramos o Natal como Igreja Arquidiocesana e queremos que ele, no meio deste supermercado de palavras que a sociedade nos oferece, nos

Leia mais

Colégio Nossa Senhora da Piedade

Colégio Nossa Senhora da Piedade Colégio Nossa Senhora da Piedade Dados de identificação: Curso: Ensino Fundamental II Série: 9 Ano Professora: Denise dos Santos Silva Rocha Disciplina: Ensino Religioso Ano: 2016. Plano de curso 1-Objetivo

Leia mais

São resultado desses encontros as notas que a seguir partilhamos.

São resultado desses encontros as notas que a seguir partilhamos. Nas quintas-feiras do mês de Maio, decorreram na Igreja de Oliveira de Azemeis, encontros de formação litúrgica, organizados pela vigararia sul da Diocese do Porto e orientados pelo P. Frei Bernardino

Leia mais

Prefácio. Santo Tomás de Aquino. Suma Teológica, II-II, q. 28, a. 4.

Prefácio. Santo Tomás de Aquino. Suma Teológica, II-II, q. 28, a. 4. Prefácio A vida de São Francisco de Assis foi e continua sendo fonte de inspiração para tantos homens e mulheres de boa vontade que, percebendo a beleza que emana do amor, desejam experimentar também a

Leia mais

Oração de proteção aos namorados

Oração de proteção aos namorados Oração de proteção aos namorados Uma poderosa oração de proteção para casais. Para quem está passando por alguma provação no relacionamento essa Oração e maneira que eu vou te ensinar a fazê-la devem ajudar

Leia mais

ATIVIDADES ESTRATÉGIAS. Acolhimento aos alunos. . Observação de mapas. Observação de imagens

ATIVIDADES ESTRATÉGIAS. Acolhimento aos alunos. . Observação de mapas. Observação de imagens ENSINO BÁSICO Agrupamento de Escolas Nº 1 de Abrantes ESCOLA BÁSICA DOS 2.º E 3.º CICLOS D. MIGUEL DE ALMEIDA DISCIPLINA: Educação Moral e Religiosa Católica ANO: 5.º ANO LETIVO 2013/2014 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

Leia mais

Explicação das leituras nas. Eucaristia. Crisma ou. Sacramento da Ordem

Explicação das leituras nas. Eucaristia. Crisma ou. Sacramento da Ordem 25 de dezembro Unção dos enfermos Explicação das leituras nas Eucaristias Não furtar Ave-Maria Credo Não levantar falsos testemunhos Jordão bendita sois Vós entre as mulheres e bendito é o fruto do vosso

Leia mais

EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO CAPÍTULO 22 NÃO SEPAREIS O QUE DEUS UNIU

EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO CAPÍTULO 22 NÃO SEPAREIS O QUE DEUS UNIU EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO CAPÍTULO 22 NÃO SEPAREIS O QUE DEUS UNIU - Indissolubilidade do casamento - O divórcio INDISSOLUBILIDADE DO CASAMENTO Lei do Homem Mutável As leis humanas transformam-se

Leia mais

1º REVEZAMENTO TEMÁTICO NA E.B.Q. JANEIRO E FEVEREIRO DE 2013 TEMA: ORIENTAÇÃO FAMILIAR

1º REVEZAMENTO TEMÁTICO NA E.B.Q. JANEIRO E FEVEREIRO DE 2013 TEMA: ORIENTAÇÃO FAMILIAR 1º REVEZAMENTO TEMÁTICO NA E.B.Q. JANEIRO E FEVEREIRO DE 2013 TEMA: ORIENTAÇÃO FAMILIAR PROFESSORES: Davi Mendes e Cristiane Marinho FAMÍLIA ¹Família 1. Conjunto de pessoas do mesmo sangue. 2. Conjunto

Leia mais

Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst O MAIOR É O AMOR. Pastoral sobre o casamento e a família à luz de Amoris laetitia

Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst O MAIOR É O AMOR. Pastoral sobre o casamento e a família à luz de Amoris laetitia Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst O MAIOR É O AMOR Pastoral sobre o casamento e a família à luz de Amoris laetitia Carta Pastoral dirigida às igrejas da diocese de Rotemburgo-Estugarda na Quaresma Pascal de

Leia mais

Família. O nosso grande tesouro

Família. O nosso grande tesouro Família O nosso grande tesouro Coleção ENCONTROS DA IGREJA DOMÉSTICA Família, o nosso grande tesouro: roteiros para oração, reflexão e ação, Cristovam Lubel Coordenação de revisão: Tiago José Risi Leme

Leia mais

Estrutura familiar e dinâmica social

Estrutura familiar e dinâmica social Estrutura familiar e dinâmica social Introdução Neste trabalho pretendendo tratar minuciosamente sobre o conceito e relevância social do parentesco; a família enquanto grupo específico e diferenciado de

Leia mais

Pastoral familiar vila nova famalicão. SEGUNDO A EXORTAÇÃO APOSTÓLICA amoris LAETITIA

Pastoral familiar vila nova famalicão. SEGUNDO A EXORTAÇÃO APOSTÓLICA amoris LAETITIA Pastoral familiar vila nova famalicão A FAMÍLIA QUESOMOS SEGUNDO A EXORTAÇÃO APOSTÓLICA amoris LAETITIA À LUZ DA REDESCOBERTA DA IDENTIDADE CRISTÃ DA FAMÍLIA, SEGUNDO A EXORTAÇÃO APOSTÓLICA AMORIS LAETITIA

Leia mais

Confira o roteiro de pregações dos Retiros de Carnaval 2016: 1. INTRODUÇÃO

Confira o roteiro de pregações dos Retiros de Carnaval 2016: 1. INTRODUÇÃO Para os retiros de Carnaval, o Conselho Nacional da Renovação Carismática do Brasil preparou um roteiro a fim de orientar as pregações dos Encontros que acontecem na próxima semana em todo o país. As orientações

Leia mais

Eis aqui a serva do Senhor. Faça -se em mim segundo a tua palavra (Lc 1,38)

Eis aqui a serva do Senhor. Faça -se em mim segundo a tua palavra (Lc 1,38) Síntese Informativo Mensal do Movimento Pólen Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra (Lc Janeiro de 2012 / Ano MMXII 1 EDITORIAL Queridos Amigos, Jesus nasceu, um ano novo começou!

Leia mais

Metas/Objetivos Descritores/Conteúdos Estratégias/Metodologias Avaliação

Metas/Objetivos Descritores/Conteúdos Estratégias/Metodologias Avaliação 1º Período Unidade Letiva 1 A Dignidade da Vida Humana Domínio ÉTICA E MORAL CULTURA CRISTÃ E VISÃO CRISTÃ DA VIDA Calendarização: 26 aulas Metas/Objetivos Descritores/Conteúdos Estratégias/Metodologias

Leia mais

PLANEJAMENTO Fé versus força física Todos saberão que há deus em Israel Jeitos de ser convicto O que diz a educação física

PLANEJAMENTO Fé versus força física Todos saberão que há deus em Israel Jeitos de ser convicto O que diz a educação física Disciplina: Ensino Religioso Série: 8º ano Prof.:Cristiano Souza 1ªUNIDADE EIXOS COGNITIVOS CONTEÚDOS HABILIDADES Convicção Favorecer um caminho de auto descoberta. Auto-conhecimento: Caminho para conviver

Leia mais

Teologia Sistemática

Teologia Sistemática Teologia Sistemática Patriarcado de Lisboa Instituto Diocesano de Formação Cristã Escola de Leigos 1º Semestre 2014/2015 Docente: Juan Ambrosio Fernando Catarino Tema da sessão Lumen Gentium 1. Aspetos

Leia mais

As Famílias. Giddens capitulo 7

As Famílias. Giddens capitulo 7 As Famílias Giddens capitulo 7 Alguns conceitos Família um grupo de pessoas diretamente unidas por conexões parentais, cujos membros adultos assumem a responsabilidade pelo cuidado de crianças. Laços de

Leia mais

Com Maria renovamos NOSSA FÉ

Com Maria renovamos NOSSA FÉ Com Maria renovamos NOSSA FÉ Dom Júlio Endi Akamine, sac Com Maria renovamos nossa fé 1 REFLETINDO A fé é graça de Deus, pois o próprio Cristo declarou a Pedro, que lhe reconhecera a divindade, que esta

Leia mais

LISTA DE E-LIVROS DO PASTOR DEIVINSON BIGNON

LISTA DE E-LIVROS DO PASTOR DEIVINSON BIGNON Página 1 LISTA DE E-LIVROS DO PASTOR DEIVINSON BIGNON Página 2 VOLTANDO PARA A BÍBLIA O que fazer para alcançar mais conteúdo bíblico em sua vida? O cristão verdadeiro deve fazer uma contínua análise de

Leia mais

A fortaleza nas provas (2 Macabeus 7)

A fortaleza nas provas (2 Macabeus 7) Ficha No. 13 A fortaleza nas provas (2 Macabeus 7) os dons no momento da prova O r d e m d o s S e r v o s d e M a r i a Aconteceu também que sete irmãos foram presos, junto com sua mãe... o rei queria

Leia mais

EDIÇÃO ESPECIAL Aliança de Casais com Cristo

EDIÇÃO ESPECIAL Aliança de Casais com Cristo Boletim Informativo nº 4 Ano 1 Julho de 2015 EDIÇÃO ESPECIAL Aliança de Casais com Cristo No mês de Julho a Aliança de Casais com Cristo comemorou seus 40 anos de existência em nossa comunidade. A data

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIRO ON LINE

CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIRO ON LINE CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIRO ON LINE AULA 5: O CRISTÃO E O DIVÓRCIO Baseado em Jeremias 9: 24, a Igreja Pentecostal Deus é Amor oferece a você, obreiro, a oportunidade aprofundar seu conhecimento na palavra

Leia mais

Comissão Episcopal da Educação Cristã M E N S A G E M. Educação Cristã: um Serviço e um Compromisso

Comissão Episcopal da Educação Cristã M E N S A G E M. Educação Cristã: um Serviço e um Compromisso M E N S A G E M Educação Cristã: um Serviço e um Compromisso 1. A educação é tão importante na vida do ser humano que, sem ela, ninguém cresce harmoniosamente e ultrapassa um estilo de vida marcado pela

Leia mais

SUMÁRIO. Introdução: OFICINA DE CASAMENTOS O COMPROMISSO O AMOR A COMUNICAÇÃO DO AMOR O SEXO...

SUMÁRIO. Introdução: OFICINA DE CASAMENTOS O COMPROMISSO O AMOR A COMUNICAÇÃO DO AMOR O SEXO... Oficina de Casamentos 5 SUMÁRIO Introdução: OFICINA DE CASAMENTOS... 7 1. O COMPROMISSO... 11 O compromisso estabelece alvos a serem alcançados... 13 O compromisso produz segurança... 15 Compromisso é

Leia mais