Financiamento para Modernização da Gestão Administrativa e Fiscal dos Municípios. Unidade de Medida:

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "0021 - Financiamento para Modernização da Gestão Administrativa e Fiscal dos Municípios. Unidade de Medida:"

Transcrição

1 Programa Programa de Gestão e Manutenção do Ministério da Fazenda Financiamento para Modernização da Gestão Administrativa e Fiscal dos Municípios Tipo: Operações Especiais Número de Ações 107 UO: Recursos sob Supervisão do Ministério da Fazenda Unidade Responsável: Município beneficiado Município dotado de recursos para a implementação de projeto de modernização da gestão administrativa e fiscal Promover a modernização gerencial e o fortalecimento institucional dos órgãos responsáveis pela gestão administrativa e fiscal dos municípios. Financiamento de contrato de subempréstimo entre o município beneficiário e a Caixa Econômica Federal, agente financeiro e co-executor do programa para investimentos em capacitação, em consultoria, em equipamentos de informática e apoio e comunicação e em infra-estrutura, voltados à modernização gerencial e a eficiência fiscal. Forma de Implementação: Os recursos são transferidos para a Caixa Econômica Federal que os deposita na conta vinculada do projeto. Cumpridos os requisitos legais e dada atestação do recebimento do bem ou serviço pelo município, a Caixa efetua o pagamento ao fornecedor. Resolução 17, de 2001, do Senado Federal que dispõe sobre operações de crédito ao amparo do Programa Nacional de Apoio à Gestão Administrativa e Fiscal dos Municípios Brasileiros PNAFM. A LRF, art. 64, estabelece que a União prestará assistência e cooperação financeira aos Municípios para a modernização das respectivas administrações tributária, financeira, patrimonial e previdenciária, com vistas ao cumprimento das suas normas. 00I7 - Contribuição à União Nacional das Instituições de Autogestão em Saúde - UNIDAS Tipo: Operações Especiais UO: Banco Central do Brasil Unidade Responsável: Banco Central do Brasil Contabilizar as despesas relativas a contribuições do Banco Central do Brasil à União Nacional das Instituições de Autogestão em Saúde - UNIDAS. Contabilização dos pagamentos de contribuições à União Nacional das Instituições de Autogestão em Saúde UNIDAS. Pagamento da cota contributiva. Lei 4.595, de 31 de dezembro de 1964, Lei 9.650, de 27 de maio de Data da última atualização: 17/05/2012 Página 1

2 00I8 - Contribuição à Fundação Centro de Estudos do Comércio Exterior - FUNCEX Tipo: Operações Especiais UO: Banco Central do Brasil Unidade Responsável: Banco Central do Brasil Contabilizar as despesas relativas a contribuições do Banco Central do Brasil à Fundação Centro de Estudos do Comércio Exterior - FUNCEX. Contabilização dos pagamentos de contribuições à Fundação Centro de Estudos do Comércio Exterior - FUNCEX. Pagamento da cota contributiva. Lei 4.595, de 31 de dezembro de 1964, Lei 9.650, de 27 de maio de IA - Contribuição ao Comitê Nacional Brasileiro do ICOM Tipo: Operações Especiais UO: Banco Central do Brasil Unidade Responsável: Banco Central do Brasil Contabilizar as despesas relativas a contribuições do Banco Central do Brasil ao Comitê Nacional Brasileiro do ICOM. Pagamento de cota contributiva para promover a participação brasileira no Conselho Internacional de Museus - ECOM. Pagamento da cota contributiva. Lei 4.595, de 31 de dezembro de 1964, Lei 9.650, de 27 de maio de Tipo: Operações Especiais 00IB - Contribuição à Fundação para Padronização de Relatórios Financeiros Internacionais - IFRS/IASC UO: Banco Central do Brasil Unidade Responsável: Banco Central do Brasil Data da última atualização: 17/05/2012 Página 2

3 Contabilizar as despesas relativas a contribuições do Banco Central do Brasil à Fundação para Padronização de Relatórios Financeiros Internacionais - IFRS/IASC. Pagamento da contribuição à Fundação para Padronização de Relatórios Financeiros Internacionais - IFRS/IASC (MF). Contribuição a Organismo Internacional sujeito de direito interno. Lei 4.595, de 31 de dezembro de 1964, Lei 9.650, de 27 de maio de Tipo: Operações Especiais Concessão de Empréstimos para Liquidação de Sociedades Seguradoras, Resseguradoras, Entidades de Previdência Complementar Aberta e Capitalização Esfera: 10 - Orçamento Fiscal Função: 04 - Administração Subfunção: Normatização e Fiscalização UO: Recursos sob Supervisão da Superintendência de Unidade Responsável: Coordenação-Geral de Fiscalização Direta Empréstimo efetuado Empresas em liquidação extrajudicial que receberam adiantamento de recursos no ano. Para cálculo desta meta, consideramos a média aritmética mensal das empresas que receberam adiantamento de recursos. Permitir o pagamento das despesas imprescindíveis e inadiáveis à condução dos processos liquidatários, nas empresas que não possuem liquidez suficiente, visando viabilizar o encerramento de tais processos. Concessão de empréstimos a Sociedades Seguradoras, Resseguradoras, Entidades de Previdência Complementar Aberta e Capitalização em liquidação extrajudicial. Forma de Implementação: Acompanhar as empresas em liquidação extrajudicial e conceder empréstimos nos casos em que seja necessário para pagamento das despesas imprescindíveis e inadiáveis à condução dos processos liquidatários. Lei nº , de 14 de fevereiro de 2001, art. 26 da Lei Complementar nº 101 (LRF), de 04 de maio de 2000, Decreto-Lei nº 73, de 21 de novembro de 1966, Decreto-Lei nº 261, de 28 de fevereiro de 1967, Decreto-Lei nº , de 13 de março de 1967, Lei Complementar nº 109, de 29 de maio de 2001 e Lei Complementar nº 126, de 15 de janeiro de Padronizada da União Tipo: Operações Especiais 09HB - Contribuição da União, de suas Autarquias e Fundações para o Custeio do Regime de Previdência dos Servidores Públicos Federais Assegurar o pagamento da contribuição da União, de suas Autarquias e Fundações para o custeio do regime de previdência dos servidores públicos federais na forma do art. 8º da Lei nº , de 18 de junho de Pagamento da contribuição da União, de suas Autarquias e Fundações para o custeio do regime de previdência dos servidores públicos federais na forma do artigo 8º da Lei nº , de 18 de junho de Data da última atualização: 17/05/2012 Página 3

4 No Estado de Rondônia No Estado de Roraima No Estado do Amapá Ministério da Fazenda Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional Banco Central do Brasil Comissão de Valores Mobiliários Superintendência de Seguros Privados Lei nº , de 18 de junho de Padronizada Setorial 104I - Construção do Edifício-Sede II do Ministério da Fazenda em Brasília Obra concluída Desenvolver o projeto executivo e construir o Edifício-Sede da Secretaria da Receita Federal do Brasil em Brasília - DF e da Procuradoria- Geral da Fazenda Nacional adequando o espaço físico às novas necessidades dos órgãos, que em relação à RFB faz-se necessário em razão da fusão da Secretaria da Receita Previdenciária e Secretaria da Receita Federal, e que também proporcionará aumento da eficiência destes órgãos, com conseqüente redução da sonegação; racionalização do atendimento, através de redes integradas, e das obrigações acessórias com conseqüente redução de custos para o contribuinte. Construção destinada a abrigar os Órgãos da Secretaria da Receita Federal do Brasil, Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional e Conselho Administrativo de Recursos Fiscais em Brasília - DF. Data Início: 01/03/2009 Data Término: 01/12/2016 Custo Total: R$ ,00 Total Físico: 100 Lei nº , de 16 de março de 2007, que cria a Secretaria da Receita Federal do Brasil e Portaria MF nº 95, de 30 de abril de 2007, que aprova o Regimento Interno da Secretaria da Receita Federal do Brasil Reforma e Ampliação das Instalações da Comissão de Valores Mobiliários UO: Comissão de Valores Mobiliários Unidade Responsável: Superintendência Administrativo-Financeira Modernização das instalações de infraestrutura Data da última atualização: 17/05/2012 Página 4

5 Dotar a CVM - Comissão de Valores Mobiliários de infraestrutura e instalações atualizadas e funcionais. Aquisição de imóveis, mobiliário e equipamentos; realização de serviços e obras de modernização e modificação de layout; manutenção de infraestrutura condizente com as atribuições legais estabelecidas; adequação das instalações para o recebimento de novos servidores provenientes de Concursos Públicos - realizados e a realizar no decorrer do PPA Realização de obras de readequação das instalações da CVM - Comissão de Valores Mobiliários; aquisição e instalação de mobiliário e equipamentos, alterando e modernizando o layout de forma a ampliar seu espaço útil e prover melhores condições para o funcionamento de seus serviços, atendendo de forma efetiva e eficaz ao seu públivo-alvo. Data Início: 31/12/1996 Data Término: 31/12/2015 Custo Total: R$ ,00 Total Físico: 100 Lei nº 6.385, de 7 de dezembro de A6 - Construção do Edifício-Sede do Ministério da Fazenda em Goiânia - GO UO: Obra concluída Construção de prédio com ,88 m². Desenvolver o projeto executivo e construir o Edifício-Sede do Ministério da Fazenda em Goiânia - GO, adequando o espaço físico as novas necessidades do órgão, pela fusão da Secretaria da Receita Previdenciária e Secretaria da Receita Federal. Construção destinada à Sede do Ministério da Fazenda em Goiânia - GO Abrir procedimento licitatório na modalidade de execução indireta para contratação de empresa de engenharia para elaboração de projeto executivo concomitante com a execução da obra. Data Início: 01/09/2008 Data Término: 31/12/2012 Custo Total: R$ ,00 Total Físico: 100 Lei nº , de 16 de março de 2007, que cria a Secretaria da Receita Federal do Brasil, Portaria MF nº 95, de 30 de abril de 2007, que aprova o Regimento Interno da Secretaria da Receita Federal do Brasil 10AV - Construção do Edifício-Sede do Ministério da Fazenda em Salvador - BA UO: Obra concluída Construção de prédio com m² Data da última atualização: 17/05/2012 Página 5

6 Desenvolver o projeto executivo e construir o Edifício-Sede do Ministério da Fazenda em Salvador - BA, adequando o espaço físico as novas necessidades do órgão, pela fusão da Secretaria da Receita Previdenciária e Secretaria da Receita Federal. Construção destinada à Sede do Ministério da Fazenda em Salvador - BA. Abrir procedimento licitatório na modalidade de execução indireta para contratação de empresa de engenharia para elaboração de projeto executivo concomitante com a execução da obra. Data Início: 01/01/2009 Data Término: 01/12/2015 Custo Total: R$ ,00 Total Físico: 100 Lei nº , de 16 de março de 2007, que cria a Secretaria da Receita Federal do Brasil, Portaria MF nº 95, de 30 de abril de 2007, que aprova o Regimento Interno da Secretaria da Receita Federal do Brasil - Padronizada Setorial 10AW - Reforma de prédio para instalação de Unidades do Ministério da Fazenda em Belo Horizonte - MG Obra realizada Desenvolver o projeto executivo e reformar prédio para instalação da Delegacia da Receita Federal do Brasil em Belo Horizonte - MG, e da Procuradoria da Fazenda Nacional no Estado de Minas Gerais, adequando o espaço físico as novas necessidades dos órgãos. Reforma para instalação da Delegacia da Eceita Federal do Brasil e da Procuradoria da Fazenda Nacional em Belo Horizonte - MG No Estado de Minas Gerais Data Início: 01/03/2010 Data Término: 30/11/2012 Custo Total: R$ ,00 Total Físico: 100 Lei nº , de 16 de março de 2007, que cria a Secretaria da Receita Federal do Brasil, Portaria MF nº 95, de 30 de abril de 2007, que aprova o Regimento Interno da Secretaria da Receita Federal do Brasil 10AX - Construção do Edifício-Sede da Delegacia da Receita Federal do Brasil em Santos - SP UO: Edifício construído % de execução Construção de prédio com 8.462,20 m² Desenvolver o projeto executivo e construir o Edifício-Sede da Delegacia da Receita Federal do Brasil em Santos - SP, adequando o espaço físico as novas necessidades do órgão, pela fusão da Secretaria da Receita Previdenciária e Secretaria da Receita Federal. Data da última atualização: 17/05/2012 Página 6

7 Construção destinada à Sede da Delegacia da Receita Federal do Brasil em Santos -SP. Abrir procedimento licitatório na modalidade de execução indireta para contratação de empresa de engenharia para elaboração de projeto executivo concomitante com a execução da obra. Data Início: 01/03/2009 Data Término: 31/12/2013 Custo Total: R$ ,00 Total Físico: 100 Lei nº , de 16 de março de 2007, que cria a Secretaria da Receita Federal do Brasil, Portaria MF nº 95, de 30 de abril de 2007, que aprova o Regimento Interno da Secretaria da Receita Federal do Brasil 10B0 - Construção do Edifício-Sede da Delegacia da Receita Federal do Brasil em Piracicaba - SP UO: Edifício construído % de execução Construção de prédio com 5.671,56 m². Desenvolver o projeto executivo e construir o Edifício-Sede da Delegacia da Receita Federal do Brasil em Piracicaba - SP, adequando o espaço físico as novas necessidades do órgão, pela fusão da Secretaria da Receita Previdenciária e Secretaria da Receita Federal. Construção destinada à Sede da Delegacia da Receita Federal do Brasil em Piracicaba -SP Abrir procedimento licitatório na modalidade de execução indireta para contratação de empresa de engenharia para elaboração de projeto executivo concomitante com a execução da obra. Data Início: 01/09/2009 Data Término: 01/12/2012 Custo Total: R$ ,00 Total Físico: 100 Lei nº , de 16 de março de 2007, que cria a Secretaria da Receita Federal do Brasil, Portaria MF nº 95, de 30 de abril de 2007, que aprova o Regimento Interno da Secretaria da Receita Federal do Brasil 10B2 - Construção do Edifício-Sede da Secretaria da Receita Federal do Brasil em Florianópolis - SC UO: Edifício construído % de execução Construção de prédio com ,44 m² Desenvolver o projeto executivo e construir o Edifício-Sede da Secretaria da Receita Federal do Brasil em Florianópolis - SC, adequando o espaço físico as novas necessidades do Data da última atualização: 17/05/2012 Página 7

8 órgão, pela fusão da Secretaria da Receita Previdenciária e Secretaria da Receita Federal. Construção destinada à Sede da Secretaria da Receita Federal do Brasil em Florianópolis - SC Abrir procedimento licitatório na modalidade de execução indireta para contratação de empresa de engenharia para elaboração de projeto executivo concomitante com a execução da obra. Data Início: 01/09/2008 Data Término: 01/12/2012 Custo Total: R$ ,00 Total Físico: 100 Lei nº , de 16 de março de 2007, que cria a Secretaria da Receita Federal do Brasil, Portaria MF nº 95, de 30 de abril de 2007, que aprova o Regimento Interno da Secretaria da Receita Federal do Brasil 10B3 - Construção do Edifício-Sede da Delegacia da Receita Federal do Brasil em Natal - RN UO: Obra concluída Construção de prédio com ,00 m². Desenvolver o projeto executivo e construir o Edifício-Sede da DRF/Natal - RN, adequando o espaço f ísico as novas necessidades do órgão, pela fusão da Secretaria da Receita Previdenciária e Secretaria da Receita Federal. Construção destinada à Sede da Delegacia da Receita Federal do Brasil em Natal/RN. Através de procedimento licitatório na modalidade de execução indireta para contratação de empresa de engenharia para execução da obra concomitante com a elaboração do projeto executivo No Estado do Rio Grande do Norte Data Início: 01/03/2009 Data Término: 01/12/2014 Custo Total: R$ ,00 Total Físico: 100 Lei nº , de 16 de março de 2007, que cria a Secretaria da Receita Federal do Brasil, Portaria MF nº 587, de 21 de dezembro de 2010, que aprova o Regimento Interno da Secretaria da Receita Federal do Brasil. 10GQ - Construção do Edifício Sede do Banco Central do Brasil em Porto Alegre-RS UO: Banco Central do Brasil Unidade Responsável: Banco Central do Brasil Obra executada Construção do Edifício Sede do Banco Central do Brasil em Porto Alegre. Data da última atualização: 17/05/2012 Página 8

9 Construir edifício para abrigar a Representação Regional do Banco Central em Porto Alegre (RS), envolvendo, principalmente, as instalações de caixa forte para a operacionalização do meio circulante. O edifício deverá ser erigido em terreno de propriedade do Banco Central do Brasil. Salientamos que existe a necessidade de mudança da atual sede dessa Regional, com construção de moderna Casa Forte para o meio circulante, em decorrência da vulnerabilidade de se estar funcionando em imóvel inadequados, inseguro, localizado junto a vias de difícil acesso. A ação compreende o desenvolvimento das seguintes etapas: projeto básico a ser desenvolvido por equipe de servidores do Banco Central; processo de licitação para contratação dos projetos executivos de arquitetura, estrutura e instalações; acompanhamento da execução dos projetos executivos de arquitetura, estrutura e instalações; processo de licitação para contratação da execução da obra sob regime de empreitada global; acompanhamento e fiscalização da execução da obra; recebimento e ocupação do prédio. I) elaboração do projeto preliminar por equipe de servidores do Banco Central; II) processo de licitação para contratar os projetos básicos de arquitetura, cálculo estrutural, instalações elétricas, hidráulicas, ar condicionado, proteção e combate a incêndio, CFTV, controle de acesso, distribuição de voz e dados, etc; III) acompanhamento da elaboração dos projetos básicos de arquitetura e engenharia; IV) processo de licitação para contratar a execução da obra com o fornecimento de material e mão-de-obra; V) fiscalização da execução da obra; VI) elaboração dos projetos de ocupação; VII) ocupação do prédio No Estado do Rio Grande do Sul Data Início: 31/12/2007 Data Término: 31/12/2016 Custo Total: R$ ,00 Total Físico: 100 Lei 4.595, de 31 de dezembro de 1964, Lei 9.650, de 27 de maio de Assistência Técnica para Gestão dos Projetos de Modernização da Gestão Administrativa e Fiscal dos Municípios Esfera: 10 - Orçamento Fiscal Função: 04 - Administração Subfunção: Administração Financeira UO: Ministério da Fazenda Unidade Responsável: Secretaria-Executiva Contrato gerido Projeto executado e gerenciado segundo as normas do Regulamento Operativo do Programa e do Banco Interamericano de Desenvolvimento. Assegurar que os projetos de modenrização da gestão administrativa e fiscal sejam executados e gerenciados na forma prevista pelo Programa de Fortalecimento da Gestão Administrativa e Fiscal dos Municípios - PNAFM. Coordenação, supervisão e integração de ações de modernização administrativa e fiscal dos Municípios brasileiros na preparação, contratação, execução e avaliação de projetos específicos a serem financiados pelo Programa. Implantação da UCP no Ministério da Fazenda. Apoio à elaboração dos projetos específicos de cada Município; certificação da elegibilidade dos projetos apresentados pelos Municípios, conforme Regulamento Operativo do Programa; coordenação da formalização dos contratos entre os Municípios e o agente financeiro e supervisão de sua execução; coordenação e aprovação da programação de desembolsos entre o agente financeiro e o Município; coordenação com o BID dos procedimentos relativos a aprovação e execução de projetos de cada Município e apoio aos procedimentos de avaliação periódica, conforme estabelecido no Contrato de Empréstimo; apoio e coordenação das propostas de integração dos projetos e dos esforços de integração das áreas administrativa e fiscal; apoio ao intecâmbio de informações e experiências entre os projetos de cada Município em níveis nacional e internacional, por meio de seminários e cursos. Data Início: 01/05/2001 Data Término: 31/12/2016 Custo Total: R$ ,00 Total Físico: 1000 Artigo 64 da Lei complementar nº 101, de 04/05/2000 (Lei de Responsabilidade Fiscal); Resoluções do Senado Federal nº 64, de 1999; nº 17, de 2001; nº 43, de 2001 ; e nº 03, de 2002; Portarias do Ministério da Fazenda nº 222, de 27/08/98 e nº 213, de 02/09/2003; Contrato de Empréstimo BID nº 1194/OC-BR, assinado em 18/05/01, Contrato de Empréstimo Data da última atualização: 17/05/2012 Página 9

10 BID nº 2248/OC-BR, assinado em 29/12/ Padronizada Setorial 147W - Construção do Edifício-Sede II do Ministério da Fazenda em Curitiba - PR Obra concluída Construção do Edifício-Sede que abrigará a SRRF/09 e PFN/PR. Construção destinada à SRRF/09 e PFN/PR No Estado do Paraná Data Início: 01/03/2012 Data Término: 01/12/2016 Custo Total: R$ ,00 Total Físico: 100 Lei nº , de 16 de março de 2007, que cria a Secretaria da Receita Federal do Brasil, Portaria MF nº 587, de 21 de dezembro de 2010, que aprova o Regimento Interno da Secretaria da Receita Federal do Brasil. 147X - Construção do Edifício-Sede da Delegacia da Receita Federal do Brasil em Franca - SP UO: Obra concluída Construção de prédio com ,00 m². Construir o edifício da Delegacia da Receita Federal em Franca/SP. Construção destinada à DRF/Franca/SP. Através de procedimento licitatório na modalidade de execução indireta para contratação de empresa de engenharia para execução da obra concomitante com a elaboração do projeto executivo No Estado de São Paulo Data Início: 01/01/2012 Data Término: 30/11/2015 Custo Total: R$ ,00 Total Físico: 100 Lei nº , de 16 de março de 2007, que cria a Secretaria da Receita Federal do Brasil, Portaria MF nº 587, de 21 de dezembro de 2010, que aprova o Regimento Interno da Secretaria da Receita Federal do Brasil. Data da última atualização: 17/05/2012 Página 10

11 147Y - Construção do Edifício-Sede da Secretaria da Receita Federal do Brasil em Campinas - SP UO: Obra concluída Construção de prédio com ,00 m². Construir o edifício-sede da Secretaria da Receita Federal do Brasil que abrigará a DRF/Campinas e DRJ/Campinas. Construção destinada à DRF/Campinas e DRJ/Campinas. Através de procedimento licitatório na modalidade de execução indireta para contratação de empresa de engenharia para execução da obra concomitante com a elaboração do projeto executivo No Estado de São Paulo Data Início: 01/03/2012 Data Término: 01/12/2016 Custo Total: R$ ,00 Total Físico: 100 Lei nº , de 16 de março de 2007, que cria a Secretaria da Receita Federal do Brasil, Portaria MF nº 587, de 21 de dezembro de 2010, que aprova o Regimento Interno da Secretaria da Receita Federal do Brasil. - Padronizada Setorial 148H - Construção de Edifício-Sede de Unidades do Ministério da Fazenda em Vitória - ES Obra concluída Construir o edifício que abrigará a Delegacia da Receita Federal do brasil em Vitóriia - ES e PFN/ES. Construção destinada à Delegacia da Receita Federal em Vitória/ES e PFN/ES No Estado do Espírito Santo Data Início: 01/03/2012 Data Término: 30/11/2016 Custo Total: R$ ,00 Total Físico: 100 Data da última atualização: 17/05/2012 Página 11

12 Lei nº , de 16 de março de 2007, que cria a Secretaria da Receita Federal do Brasil, Portaria MF nº 587, de 21 de dezembro de 2010, que aprova o Regimento Interno da Secretaria da Receita FEderal do brasil. - Padronizada Setorial 148I - Construção de Edifício-Sede de Unidades do Ministério da Fazenda em Belém - PA Obra concluída Construir o edifício-sede da Secretaria da Receita Federal do Brasil que abrigará a SRRF/02, ESCOR/02, ESPEI/02, DRJ/Belém e PFN/PA. Construção destinada à SRRF/02, ESCOR/02, ESPEI/02, DRJ/Belém e PFN/PA No Estado do Pará Data Início: 01/03/2012 Data Término: 31/12/2016 Custo Total: R$ ,00 Total Físico: 100 Lei nº , de 16 de março de 2007, que cria a Secretaria da Receita Federal do Brasil, Portaria MF nº 587, de 21 de dezembro de 2010, que aprova o Regimento Interno da Secretaria da Receita Federal do Brasil. - Padronizada Setorial 148J - Construção de Edifício-Sede de Unidades do Ministério da Fazenda em Manaus - AM Obra concluída Construir o edifício-sede da Receita Federal que abrigará a DRF/Manaus, ALF/Porto de Manaus, parte da ALF/Aeroporto Eduardo Gomes e PFN Manaus. Construção destinada a órgãos do Ministério da Fazenda em Manaus No Estado do Amazonas Data Início: 01/03/2012 Data Término: 30/11/2015 Custo Total: R$ ,00 Total Físico: 100 Data da última atualização: 17/05/2012 Página 12

13 Lei nº , de 16 de março de 2007, que cria a Secretaria da Receita Federal do Brasil, Portaria MF nº 587, de 21 de dezembro de 2010, que aprova o Regimento Interno da Secretaria da Receita Federal do Brasil. - Padronizada Setorial 148K - Construção de Edifício-Sede de Unidades do Ministério da Fazendal em Porto Alegre - RS Obra concluída Construir o edifício-sede da Secretaria da Receita Federal do Brasil em Porto Alegre - RS que abrigará vários órgãos da RFB e a PRFN/ 4ª Região. Construção destinada à RFB e PRFN/ 4ª Região - RS No Estado do Rio Grande do Sul Data Início: 01/03/2012 Data Término: 01/12/2016 Custo Total: R$ ,00 Total Físico: 100 Lei nº , de 16 de março de 2007, que cria a Secretaria da Receita Federal do Brasil, Portaria MF nº 587, de 21 de dezembro de 2010, que aprova o Regimento Interno da Secretaria da Receita Federal do Brasil. - Padronizada Setorial 148L - Construção de Edifício-Sede de Unidades do Ministério da Fazenda em Recife-PE Obra concluída Construir o edifício-sede da Secretaria da Receita Federal do Brasil que abrigará a SRRF/04, DRF/Recife e PRFN/ 5ª Região - PE. Construção destinada à SRRF/04, DRF/Recife e PRFN/ 5ª Região - PE No Estado de Pernambuco Data Início: 01/03/2012 Data Término: 30/11/2016 Custo Total: R$ ,00 Total Físico: 100 Data da última atualização: 17/05/2012 Página 13

14 Lei nº , de 16 de março de 2007, que cria a Secretaria da Receita Federal do Brasil, Portaria MF nº 587, de 21 de dezembro de 2010, que aprova o Regimento Interno da Secretaria da Receita Federal do Brasil. - Padronizada Setorial 14IE - Obra de Recuperação do Edifício-Sede do Ministério da Fazenda do Rio de Janeiro - RJ Obra concluída Obra de recuperação de sistemas construtivos no Edifício-Sede do Ministério da Fazenda do Rio de Janeiro/RJ com o objetivo de dar segurança tanto ao público interno quanto aos contribuintes. Executar obras de recuperação de sistemas construtivos no Edifício-Sede do Ministério da Fazenda do Rio de Janeiro/RJ No Estado do Rio de Janeiro Data Início: 01/01/2012 Data Término: 31/12/2016 Custo Total: R$ ,00 Total Físico: Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional Lei nº , de 16 de março de 2007, que cria a Secretaria da Receita Federal do Brasil, Portaria MF nº 587, de 21 de dezembro de 2010, que aprova o Regimento Interno da Secretaria da Receita Federal do Brasil. - Padronizada Setorial 14IF - Obra de Recuperação do Edifício-Sede do Ministério da Fazenda de São Paulo - SP Obra concluída Obra de recuperação de sistemas construtivos no Edifício-Sede do Ministério da Fazenda de São Paulo/SP com o objetivo de dar segurança tanto ao público interno quanto aos contribuintes. Executar obras de recuperação de sistemas construtivos no Edifício-Sede do Ministério da Fazenda de São Paulo/SP No Estado de São Paulo Data Início: 01/01/2012 Data Término: 31/12/2016 Custo Total: R$ ,00 Total Físico: 100 Data da última atualização: 17/05/2012 Página 14

15 Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional Lei nº , de 16 de março de 2007, que cria a Secretaria da Receita Federal do Brasil, Portaria MF nº 587, de 21 de dezembro de 2010, que aprova o Regimento Interno da Secretaria da Receita Federal do Brasil. 1I86 - Construção do Edifício Sede do Banco Central do Brasil em Salvador - BA UO: Banco Central do Brasil Unidade Responsável: Banco Central do Brasil Obra executada Construir edifício para abrigar a Representação Regional do Banco Central em Salvador (BA), envolvendo, principalmente, as instalações de caixa-forte para operacionalização do meio circulante. A construção compreende as seguintes etapas: i) projeto básico a ser desenvolvido por equipe de servidores do Banco Central; ii) processo de licitação para contratação dos projetos executivos de arquitetura, estrutura e instalações; iii) acompanhamento da execução dos projetos executivos de arquitetura, estrutura e instalações; iv) processo de licitação para contratação da execução da obra sob regime de empreitada global; v) acompanhamento e fiscalização da execução da obra; vi) recebimento e ocupação do prédio. I) elaboração do projeto preliminar por equipe de servidores do Banco Central; II) processo de licitação para contratar os projetos básicos de arquitetura, cálculo estrutural, instalações elétricas, hidráulicas, ar condicionado, proteção e combate a incêndio, CFTV, controle de acesso, distribuição de voz e dados, etc; III) acompanhamento da elaboração dos projetos básicos de arquitetura e engenharia; IV) processo de licitação para contratar a execução da obra com o fornecimento de material e mão-de-obra; V) fiscalização da execução da obra; VI) elaboração dos projetos de ocupação; VII) ocupação do prédio No Município de Salvador - BA Data Início: 01/03/2007 Data Término: 31/12/2016 Custo Total: R$ ,00 Total Físico: 100 Lei 4.595, de 31 de dezembro de 1964, Lei 9.650, de 27 de maio de Padronizada da União Administração da Unidade Constituir um centro de custos administrativos das s orçamentárias constantes dos orçamentos da União, agregando as despesas que não são passíveis de apropriação em programas ou ações finalísticas. A atividade padronizada Administração da Unidade substitui as antigas atividades Manutenção de Serviços Administrativos, Manutenção de Serviços de Transportes e Manutenção e Conservação de Bens Imóveis. Nesse sentido se constitui na agregação de despesas de natureza administrativa que não puderem ser apropriadas em ações finalísticas, nem a um programa finalístico. Essas despesas, quando claramente associadas a determinada ação finalística, devem ser apropriadas nesta ação; quando não puderem ser apropriadas a uma ação finalística, mas puderem ser apropriadas a um programa finalístico, devem ser apropriadas na ação Gestão e Administração do Programa (GAP, 2272); quando não puderem ser apropriadas nem a um programa nem a uma ação finalística, devem ser apropriadas na ação Administração da Unidade (2000). Data da última atualização: 17/05/2012 Página 15

16 Essas despesas compreendem: serviços administrativos; pessoal ativo; manutenção e uso de frota veicular, própria ou de terceiros por órgãos da União; manutenção e conservação de imóveis próprios da União, cedidos ou alugados, utilizados pelos órgãos da União; tecnologia da informação, sob a ótica meio, incluindo o apoio ao desenvolvimento de serviços técnicos e administrativos; despesas com viagens e locomoção (aquisição de passagens, pagamento de diárias e afins); sistemas de informações gerenciais internos; estudos que têm por objetivo elaborar, aprimorar ou dar subsídios à formulação de políticas públicas; promoção de eventos para discussão, formulação e divulgação de políticas etc; produção e edição de publicações para divulgação e disseminação de informações sobre políticas públicas e demais atividades-meio necessárias à gestão e administração da Fundo Especial de Treinamento e Desenvolvimento Superintendência de Seguros Privados Banco Central do Brasil Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional Ministério da Fazenda Comissão de Valores Mobiliários - Padronizada da União Assistência Médica e Odontológica aos Servidores, Empregados e seus Dependentes Esfera: 20 - Orçamento da Seguridade Social Função: 04 - Administração Subfunção: Atenção Básica Pessoa beneficiada Proporcionar aos servidores, empregados, seus dependentes e pensionistas, em caráter suplementar, condições para manutenção da saúde física e mental, exclusive pessoal contratado por tempo determinado (Lei nº 8.745, de 9 de dezembro de 1993). Concessão, em caráter suplementar, do benefício de assistência médico-hospitalar e odontológica aos servidores e empregados, ativos e inativos, dependentes e pensionistas, exclusive pessoal contratado por tempo determinado (Lei nº 8.745, de 9 de dezembro de 1993). A concessão do benefício é exclusiva para a contratação de serviços médicoshospitalares e odontológicos sob a forma de contrato ou convênio, serviço prestado diretamente pelo órgão ou entidade ou auxílio de caráter indenizatório, por meio de ressarcimento No Estado de Rondônia No Estado do Acre No Estado de Roraima No Estado do Amapá Ministério da Fazenda Banco Central do Brasil Comissão de Valores Mobiliários Superintendência de Seguros Privados Data da última atualização: 17/05/2012 Página 16

17 art. 230, Lei 8.112, de 11 de dezembro de 1990 (Geral); Decreto 6.856, de 25 de maio de 2009 (Executivo) e demais legislações específicas. - Padronizada da União Assistência Pré-Escolar aos Dependentes dos Servidores e Empregados Esfera: 10 - Orçamento Fiscal Função: 04 - Administração Subfunção: Educação Infantil Criança atendida Oferecer aos servidores e empregados públicos federais, inclusive pessoal contratado por tempo determinado (Lei nº 8.745, de 9 de dezembro de 1993), durante a jornada de trabalho, condições adequadas de atendimento aos seus dependentes em idade pré-escolar. Concessão do benefício de assistência pré-escolar pago diretamente no contra-cheque, a partir de requerimento, aos servidores e empregados públicos federais, inclusive pessoal contratado por tempo determinado (Lei nº 8.745, de 9 de dezembro de 1993), que tenham filhos em idade pré-escolar No Estado de Rondônia No Estado de Roraima No Estado do Amapá Ministério da Fazenda Superintendência de Seguros Privados Banco Central do Brasil Comissão de Valores Mobiliários Inciso IV, do art. 54 da Lei nº 8069, de 13 de julho de 1990; art. 3º do Decreto nº 977, de 10 de novembro de 1993 e demais legislações específicas. - Padronizada da União Auxílio-Transporte aos Servidores e Empregados Esfera: 10 - Orçamento Fiscal Função: 04 - Administração Subfunção: Proteção e Benefícios ao Trabalhador Servidor beneficiado Propiciar o pagamento de auxílio-transporte em pecúnia, pela União, de natureza jurídica indenizatória, destinado ao custeio parcial das despesas realizadas com transporte coletivo municipal, intermunicipal ou interestadual pelos militares, servidores e empregados públicos federais, inclusive pessoal contratado por tempo determinado (Lei nº 8.745, de 9 de dezembro de 1993), nos deslocamentos de suas residências para os locais de trabalho e vice-versa. Pagamento de auxilio-transporte em pecúnia, pela União, de natureza jurídica indenizatória, destinado ao custeio parcial das despesas realizadas com transporte coletivo municipal, intermunicipal ou interestadual pelos militares, servidores e empregados públicos federais, inclusive pessoal contratado por tempo determinado (Lei nº 8.745, de 9 de dezembro de 1993), nos deslocamentos de suas residências para os locais de trabalho e vice-versa. A concessão do benefício por intermédio desta ação não é extensiva a estagiários, cuja despesa deverá correr à conta das dotações pelas quais correm o custeio das respectivas bolsas de estágio. Data da última atualização: 17/05/2012 Página 17

18 No Estado de Rondônia No Estado de Roraima No Estado do Amapá Ministério da Fazenda Banco Central do Brasil Comissão de Valores Mobiliários Superintendência de Seguros Privados Medida Provisória nº , de 23 de agosto de 2001; Decreto 2.880, de 15 de dezembro de 1998; Decreto , de 17 de novembro de 1987 e demais legislações específicas. - Padronizada da União Auxílio-Alimentação aos Servidores e Empregados Esfera: 10 - Orçamento Fiscal Função: 04 - Administração Subfunção: Alimentação e Nutrição Servidor beneficiado Proporcionar aos servidores e empregados públicos federais, inclusive pessoal contratado por tempo determinado (Lei nº 8.745, de 9 de dezembro de 1993), o auxílio-alimentação, sob forma de pecúnia, pago na proporção dos dias trabalhados e custeado com recursos do órgão ou entidade de lotação ou exercício do servidor ou empregado ou por meio de manutenção de refeitório. Concessão em caráter indenizatório e sob forma de pecúnia do auxílio-alimentação aos servidores e empregados públicos federais, ativos, inclusive pessoal contratado por tempo determinado (Lei nº 8.745, de 9 de dezembro de 1993) ou por meio de manutenção de refeitório No Estado de Rondônia No Estado de Roraima No Estado do Amapá Ministério da Fazenda Banco Central do Brasil Comissão de Valores Mobiliários Superintendência de Seguros Privados Lei 9.527, de 10 de dezembro de 1997, Lei 8.460, de 17 de setembro de 1992 e Decreto 3.887, de 16 de agosto de Funcionamento do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (CARF) Esfera: 10 - Orçamento Fiscal Função: 04 - Administração Subfunção: Administração de Receitas UO: Processo julgado Data da última atualização: 17/05/2012 Página 18

19 Quantidade de processos julgados no mês. Garantir suporte logístico e financeiro ao Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (CARF), órgão colegiado da estrutura do Ministério da Fazenda, responsável pelo julgamento, em segunda instância, do contencioso administrativo-fiscal Viabilizar a realização das sessões de julgamento. Manutenção do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (CARF) Lei , de 27/05/2009, que cria o CARF, Decreto 7050, de 23/12/2009, Estrutura do MF e Portaria MF 256, de 22/06/2009, Regimento Interno do CARF Sistema Informatizado da Secretaria de Acompanhamento Econômico Esfera: 10 - Orçamento Fiscal Função: 04 - Administração Subfunção: Tecnologia da Informação UO: Ministério da Fazenda Unidade Responsável: Secretaria de Acompanhamento Econômico Sistema mantido Sistema de informatica da Secretaria de Acompanhamento Econômico mantido, como tambem complementado, para o pronto atentimento das atribuições relativas à Secretaria Manter consolidadas e prover acessibilidade, via recursos informativos, às informações necessárias para atuação da Secretaria de Acompanhamento Econômico. Complementação, implementação, manutenção e gerenciamento de sistemas informatizados e especializados relativos às atribuições da Secretaria de Acompanhamento Econômico e relacionadas também aos assuntos de interesse do Sistema Brasileiro de Defesa da Concorrência. Implementação de sistemas de informação voltados para o apoio à decisão, por meio de contratação de serviços especializados em informação e informática, compreendendo as etapas de contratação, especificação, desenvolvimento, homologação e implementação. Decreto 5.510/05, alterado pelo Decreto n.º 5.585/ Sistemas Informatizados do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (CARF) Esfera: 10 - Orçamento Fiscal Função: 04 - Administração Subfunção: Tecnologia da Informação UO: Sistema mantido Fornecer estrutura técnica e administrativa, de serviços e equipamentos de informática ao Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (CARF), como forma de gerir com celeridade e precisão os processos administrativos em julgamento. Data da última atualização: 17/05/2012 Página 19

20 Disseminação de dados relativos aos processos administrativos por meio da Internet, como forma de permitir aos interessados o acompanhamento processual. Agilização de informações e desenvolvimento de controles técnico-administrativos. Os recursos são utilizados pelo conselho Administrativo de Recursos Fiscais (CARF) para contratação de serviços de manutenção e desenvolvimento dos sistemas informatizados pela empresa SERPRO. Lei , de 27/05/2009, que cria o CARF, Decreto 7050, de 23/12/2009, Estrutura do MF e Portaria MF 256, de 22/06/2009, Regimento Interno do CARF. - Padronizada da União 20CW - Assistência Médica aos Servidores e Empregados - Exames Periódicos Esfera: 20 - Orçamento da Seguridade Social Função: 04 - Administração Subfunção: Atenção Básica Servidor beneficiado Proporcionar aos servidores e empregados públicos federais, ativos, condições para a manutenção da saúde física e mental, em função dos riscos existentes no ambiente de trabalho e de doenças ocupacionais ou profissionais. Realização de exames médicos periódicos dos servidores e empregados públicos federais, ativos, mediante a contratação de serviços terceirizados, bem como pela aquisição de insumos, reagentes e outros materiais necessários, nos casos em que os referidos exames sejam realizados pelo próprio órgão No Estado de Rondônia No Estado de Roraima No Estado do Amapá Ministério da Fazenda Banco Central do Brasil Comissão de Valores Mobiliários Superintendência de Seguros Privados Decreto nº 6.856, de 25 de maio de TP - Pagamento de Pessoal Ativo da União UO: Ministério da Fazenda Unidade Responsável: Garantir o pagamento de espécies remuneratórias devido aos servidores e empregados ativos civis da União. Pagamento de espécies remuneratórias devido aos servidores e empregados ativos civis da União. Data da última atualização: 17/05/2012 Página 20

21 Pagamento, via sistemas informatizados, de espécies remuneratórias aos servidores e empregados ativos civis da União No Estado de Rondônia No Estado de Roraima No Estado do Amapá Lei nº 8.112, de 11/12/1990 e CLT 20TP - Pagamento de Pessoal Ativo da União Esfera: 10 - Orçamento Fiscal Função: 28 - Encargos Especiais Subfunção: Administração Geral UO: Recursos sob Supervisão do Ministério da Fazenda Unidade Responsável: Garantir o pagamento de espécies remuneratórias devido aos servidores e empregados ativos civis da União. Pagamento de espécies remuneratórias devido aos servidores e empregados ativos civis da União. Pagamento, via sistemas informatizados, de espécies remuneratórias aos servidores e empregados ativos civis da União No Estado de Rondônia No Estado de Roraima No Estado do Amapá Lei nº 8.112, de 11/12/1990 e CLT Sistema Informatizado da Comissão de Valores Mobiliários Esfera: 10 - Orçamento Fiscal Função: 04 - Administração Subfunção: Tecnologia da Informação UO: Comissão de Valores Mobiliários Unidade Responsável: Superintendência de Informática Sistema mantido sistema de informação Proporcionar recursos relacionados à área de informática que contribuam para a manutenção e o aperfeiçoamento das atividades desenvolvidas pela CVM. Despesas relacionadas com informática, como apoio ao desenvolvimento de serviços técnicos e administrativos; serviços de atendimento e manutenção na área de informática; desenvolvimento de aplicações na área de informática; manutenção de equipamentos de informática; contratação de serviços de qualquer natureza na área de informática (consultoria, infraestrutura e serviços); locação e aquisição de equipamentos de informática; aquisição de materias de consumo na área de informática e softwares. Data da última atualização: 17/05/2012 Página 21

22 Realização de ações de manutenção e de desenvolvimento de sistemas informatizados inerentes às atribuições da Autarquia. Aquisição de equipamentos e software. Leis nºs 6.404, de 15 de dezembro de 1976 e 6.385, de 7 de dezembro de Manutenção e Desenvolvimento dos Sistemas Informatizados da Superintendência de Seguros Privados Esfera: 10 - Orçamento Fiscal Função: 04 - Administração Subfunção: Tecnologia da Informação UO: Superintendência de Seguros Privados Unidade Responsável: Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação Sistema mantido Desenvolver, manter e aperfeiçoar sistema de tecnologia de informação, além de adquirir outros bens e serviços de processamento de dados necessários à execução das atividades e de investir em equipamentos de tecnologia da informação, para garantir a continuidade das atividades, o aprimoramento do desempenho da SUSEP e a contabilidade do processo decisório. Desenvolver, manter e adequar sistemas de tecnologia da informação, destinados ao controle das operações da SUSEP na regulamentação e supervisão dos mercados de seguros, resseguros, previdência complementar aberta e capitalização e à execução dos serviços internos e externos da SUSEP, bem como contratar outros serviços de tecnologia da informação, adquirir os materiais de consumo, de processamento de dados, computadores, notebooks e outros equipamentos de tecnologia da informação destinados ao apoio das atividades da SUSEP. Contratar serviços de desenvolvimento, manutenção e aperfeiçoamento de sistemas informatizados inerentes às atribuições da SUSEP, além de contratar outros serviços de processamento de dados que visem manter e aperfeiçoar os sistemas informatizados da SUSEP, adquirir equipamentos de informática e outros bens de processamento de dados imprescindíveis para o desempenho das atividades internas e externas, bem como garantir a disponibilidade de computadores e notebooks operacionais e suficientes para o desempenho dos trabalhos. Decreto-lei no 73, de 21 de novembro de 1986, Decreto-lei no 261, de 28 de fevereiro de 1967, Lei Complementar nº 109 de 29 de maio de 2001, Lei Complementar nº 126, de 15 de janeiro de 2007; Decreto nº 7.386, de 08 de dezembro de 2010 e atualizações; Instrução Normativa SLTI/MP nº 04, de 19 de maio de 2008 e atualizações Auditoria e Fiscalização Tributária e Aduaneira Esfera: 10 - Orçamento Fiscal Função: 04 - Administração Subfunção: Normatização e Fiscalização UO: Ação fiscal realizada Quantidade de ações fiscais realizadas, trimestralmente, nas áreas de tributos interno e de comercio exterior. Supervisionar, executar e controlar as atividades de fiscalização tributária e aduaneira federal, combatendo a sonegação fiscal, o contrabando e o descaminho. Direção, supervisão, orientação, coordenação e execução dos serviços de fiscalização tributária e controle aduaneiros, inclusive no que diz respeito a alfandegamento de áreas e recintos. Deslocamento de técnicos para realização de fiscalizações e auditorias, tanto correlacionadas ao recolhimento de tributos federais quanto aos entrepostos aduaneiros. Data da última atualização: 17/05/2012 Página 22

23 Os recursos são utilizados pelas diversas s da Receita Federal do Brasil. Lei nº , de 16 de março de 2007, que cria a Secretaria da Receita Federal do Brasil e Portaria MF nº 95, de 30 de abril de 2007, que aprova o Regimento Interno da Secretaria da Receita Federal do Brasil Arrecadação Tributária e Aduaneira Esfera: 10 - Orçamento Fiscal Função: 04 - Administração Subfunção: Administração de Receitas UO: Tributo arrecadado R$ bilhão Montante anual, em valores correntes, da arrecadação liquida, de tributos e contribuições administrados pela Secretaria da Receita Federal do Brasil Realizar as atividades relacionadas à gestão tributária e ao controle aduaneiro. Realização das atividades de controle, normatização, arrecadação e fiscalização dos tributos e contribuições federais, inclusive os incidentes sobre o comércio exterior; interpretação e aplicação da legislação fiscal, aduaneira e correlata, bem como edição dos atos normativos e das instruções necessárias à sua execução; assessoramento na formulação da política tributária e aduaneira do país; julgamento, em primeira instância, do contencioso administrativo-fiscal; manutenção administrativa das s da Secretaria da Receita Federal em todo território nacional. Deslocamento de servidores e mobilização de equipe técnica para a realização de trabalhos de normatização, controle e fiscalização visando ao aumento da arrecadação tributária e aduaneira, bem como o funcionamento e manutenção da Secretaria da Receita Federal do Brasil - RFB. Lei nº , de 16 de março de 2007, que cria a Secretaria da Receita Federal do Brasil e Portaria MF nº 95, de 30 de abril de 2007, que aprova o Regimento Interno da Secretaria da Receita Federal do Brasil Recuperação de créditos, consultoria, representação judicial e extrajudicial da Fazenda Nacional Esfera: 10 - Orçamento Fiscal Função: 04 - Administração Subfunção: Representação Judicial e Extrajudicial UO: Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional Unidade Responsável: Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional Crédito arrecadado R$ milhão O produto será a soma da arrecadaçao das receitas tributárias, não-tributárias e do FGTS, inscritas em Dìvida Ativa, e dos depósitos realizados a conta do Tesoouro Nacional nos processos em que a PGFN atua em juízo. Garantir o ingresso de receitas para a União e para o FGTS. Apuração da liquidez e certeza da Dívida Ativa da União e do FGTS, tributária ou de qualquer outra natureza, inscrevendo-a para cobrança amigável ou judicial; representação privativa da União na execução de sua Dívida Ativa de caráter tributário, e Defesa dos interesses da União em matéria fiscal. Processamento da Inscrição em Dívida Ativa. Avaliação do estoque. Cobrança administrativa do débito inscrito. Emissão de certidão que possibilite a cobrança judicial do devedor inadimplente. Ajuizamento da Execução Fiscal cabível. Disponibilização de mecanismos de localização do devedor e dos bens que garantam a execução. Seleção de maiores devedores para priorização de cobrança. Controle e acompanhamento da evolução dos processos administrativo e judicial. Gerenciamento de resultados. Avaliação da regularidade fiscal do devedor para efeitos de expedição de Certidão Negativa ou Positiva com Efeito de Negativa de Débitos. Otimização na utilização do CADIN e de outros instrumentos indutores da recuperação do crédito; Elaboração de teses, por intermédio de pareceres e peças processuais, que, após a identificação dos problemas surgidos diariamente, permitam a Administração Fiscal um posicionamento unificado sobre a questão, além da adoção em âmbito judicial da melhor tese jurídica pelas diversas s que integram a Data da última atualização: 17/05/2012 Página 23

Programa 2110 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério da Fazenda

Programa 2110 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério da Fazenda Mapeamento de Programas Integrantes da Lei Orçamentária de 212 Programa 211 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério da Fazenda Orgão: 25 - Ministério da Fazenda Momento do Momento LOA+Créditos

Leia mais

2101 Programa de Gestão e Manutenção da Presidência da República

2101 Programa de Gestão e Manutenção da Presidência da República 2101 Programa de Gestão e Manutenção da Presidência da República Objetivo específico: Prover as unidades da Presidência dos meios administrativos para a implementação e gestão de seus programas temáticos.

Leia mais

Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2013

Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2013 Programa 2101 - Programa de Gestão e Manutenção da Presidência da República 0110 - Contribuição à Previdência Privada Tipo: Operações Especiais Número de Ações 121 Esfera: 10 - Orçamento Fiscal Função:

Leia mais

META FÍSICA. UNIDADE RESPONSÁVEL GGEP Gerência de Gestão de Pessoas. - Sem meta. física da União. Pessoal Ativo empregados ativos civis da União.

META FÍSICA. UNIDADE RESPONSÁVEL GGEP Gerência de Gestão de Pessoas. - Sem meta. física da União. Pessoal Ativo empregados ativos civis da União. Gerente: Diretor-Presidente 20TP Pagamento de Pagamento de espécies remuneratórias devido servidores e Garantir o pagamento de - Sem meta Pessoal Ativo empregados ativos civis da União. espécies remuneratórias

Leia mais

0021 - Financiamento para Modernização da Gestão Administrativa e Fiscal dos Municípios

0021 - Financiamento para Modernização da Gestão Administrativa e Fiscal dos Municípios Programa 2110 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério da Fazenda Número de Ações 78 0021 - Financiamento para Modernização da Gestão Administrativa e Fiscal dos Municípios Tipo: Operações Especiais

Leia mais

Detalhamento da Implementação Concessão de Empréstimos, ressarcimento dos valores com juros e correção monetária. Localizador (es) 0001 - Nacional

Detalhamento da Implementação Concessão de Empréstimos, ressarcimento dos valores com juros e correção monetária. Localizador (es) 0001 - Nacional Programa 2115 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério da Saúde 0110 - Contribuição à Previdência Privada Tipo: Operações Especiais Número de Ações 51 Pagamento da participação da patrocinadora

Leia mais

2004 - Assistência Médica e Odontológica aos Servidores Civis, Empregados, Militares e seus Dependentes

2004 - Assistência Médica e Odontológica aos Servidores Civis, Empregados, Militares e seus Dependentes Programa 2123 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério do Esporte Número de Ações 10 Tipo: Operações Especiais 09HB - Contribuição da União, de suas Autarquias e Fundações para o Custeio do Regime

Leia mais

Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2014

Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2014 Programa 2123 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério do Esporte 00M1 - Benefícios Assistenciais decorrentes do Auxílio-Funeral e Natalidade Tipo: Operações Especiais Número de Ações 11 Despesas

Leia mais

Ministério de Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2012

Ministério de Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2012 Programa 2115 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério da Saúde 0110 - Contribuição à Previdência Privada Tipo: Operações Especiais Número de Ações 78 Assegurar às autarquias, fundações, empresas

Leia mais

Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2014

Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2014 Programa 2114 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério da Previdência Social Número de Ações 27 00M1 - Benefícios Assistenciais decorrentes do Auxílio-Funeral e Natalidade Tipo: Operações Especiais

Leia mais

2106 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação

2106 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação Programa 2106 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação Número de Ações 52 Ação Orçamentária 008A - Contribuição à Academia Brasileira de Ciências - ABC Esfera:

Leia mais

Esfera: 10 Função: 05 - Defesa Nacional Subfunção: 128 - Formação de Recursos Humanos UO: 52201 - Agência Nacional de Aviação Civil - ANAC

Esfera: 10 Função: 05 - Defesa Nacional Subfunção: 128 - Formação de Recursos Humanos UO: 52201 - Agência Nacional de Aviação Civil - ANAC Programa 0630 Desenvolvimento da Aviação Civil Numero de Ações 14 Ações Orçamentárias 0B09 Apoio a Aeroclubes e Escolas de Aviação Civil Produto: Entidade apoiada Esfera: 10 Função: 05 - Defesa Nacional

Leia mais

Desenvolvimento e Implantação do Criptossistema da Autoridade Certificadora Raiz da ICP-Brasil

Desenvolvimento e Implantação do Criptossistema da Autoridade Certificadora Raiz da ICP-Brasil Programa 1109 Massificação da Certificação Digital ICP-Brasil Ações Orçamentárias Número de Ações 18 72640000 Produto: Sistema implantado Desenvolvimento e Implantação do Criptossistema da Autoridade Certificadora

Leia mais

Finalidade Proporcionar aos servidores, empregados, seus dependentes e pensionistas condições para manutenção da saúde física e mental.

Finalidade Proporcionar aos servidores, empregados, seus dependentes e pensionistas condições para manutenção da saúde física e mental. Programa 0390 Metrologia, Qualidade e Avaliação da Conformidade Numero de Ações 13 Ações Orçamentárias 09HB Contribuição da União, de suas Autarquias e Fundações para o Custeio do Regime de Previdência

Leia mais

Contribuição da União, de suas Autarquias e Fundações para o Custeio do Regime de Previdência dos Servidores Públicos Federais

Contribuição da União, de suas Autarquias e Fundações para o Custeio do Regime de Previdência dos Servidores Públicos Federais Programa 0641 Inteligência Federal Objetivo Desenvolver Atividades de inteligência e de Segurança da Informação no interesse do Estado e da Sociedade Indicador(es) úmero de Ações 14 Taxa de Relatórios

Leia mais

Esfera: 10 Função: 04 - Administração Subfunção: 122 - Administração Geral UO: 20204 - Instituto Nacional de Tecnologia da Informação - ITI

Esfera: 10 Função: 04 - Administração Subfunção: 122 - Administração Geral UO: 20204 - Instituto Nacional de Tecnologia da Informação - ITI Programa 1109 Massificação da Certificação Digital ICP-Brasil Numero de Ações 14 Ações Orçamentárias 09HB Contribuição da União, de suas Autarquias e Fundações para o Custeio do Regime de Previdência dos

Leia mais

Ministério de Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2012

Ministério de Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2012 Programa 2120 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério do Desenvolvimento Agrário 00H1 - Pagamento de Pessoal Ativo da União Tipo: Operações Especiais Número de Ações 23 Garantir o pagamento de

Leia mais

Ministério de Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2012

Ministério de Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2012 Programa 2107 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério da Cultura 0821 - Contribuição ao Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro Tipo: Operações Especiais Número de Ações 80 Esfera: 10 - Orçamento

Leia mais

140U - Desenvolvimento de ações de planejamento, gestão, estudos, projetos e fortalecimento institucional - INTERÁGUAS

140U - Desenvolvimento de ações de planejamento, gestão, estudos, projetos e fortalecimento institucional - INTERÁGUAS Programa 2111 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério da Integração Nacional Número de Ações 51 0110 - Contribuição à Previdência Privada Tipo: Operações Especiais Pagamento da participação da

Leia mais

Unidade de Medida: Garantir a educação dos dependentes dos militares morots no terremoto no Haiti, conforme art. 4º da Lei nº 12.257.

Unidade de Medida: Garantir a educação dos dependentes dos militares morots no terremoto no Haiti, conforme art. 4º da Lei nº 12.257. Programa 2108 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério da Defesa Número de Ações 117 Tipo: Operações Especiais 00HO - Concessão de Bolsa Educação Especial aos Dependentes dos Militares das Forças

Leia mais

Unidade de Medida: % de execução física Especificação do Produto

Unidade de Medida: % de execução física Especificação do Produto Programa 0565 - Prestação Jurisdicional do Supremo Tribunal Federal Número de Ações 13 Tipo: Operações Especiais 09HB - Contribuição da União, de suas Autarquias e Fundações para o Custeio do Regime de

Leia mais

11E6 - Implantação de Sistema Integrado de Gestão da Informação Jurisdicional no Poder Judiciário (e-jus) Unidade de Medida:

11E6 - Implantação de Sistema Integrado de Gestão da Informação Jurisdicional no Poder Judiciário (e-jus) Unidade de Medida: Programa 1389 - Controle da Atuação Administrativa e Financeira no Poder Judiciário Número de Ações 12 Tipo: Operações Especiais 09HB - Contribuição da União, de suas Autarquias e Fundações para o Custeio

Leia mais

Esfera: 10 Função: 12 - Educação Subfunção: 367 - Educação Especial UO: 26298 - Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação

Esfera: 10 Função: 12 - Educação Subfunção: 367 - Educação Especial UO: 26298 - Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Programa 1374 Desenvolvimento da Educação Especial Numero de Ações 16 Ações Orçamentárias 0511 Apoio ao Desenvolvimento da Educação Especial Produto: Projeto apoiado UO: 26298 - Fundo Nacional de Desenvolvimento

Leia mais

Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2013

Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2013 Programa 2124 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério do Meio Ambiente Número de Ações 56 Tipo: Operações Especiais 09HB - Contribuição da União, de suas Autarquias e Fundações para o Custeio do

Leia mais

Esfera Fiscal. Subfunção Administração Geral

Esfera Fiscal. Subfunção Administração Geral Governo do do Amazonas Secretaria de de Planejamento e Desenvolvimento Econômico SEPLAN Sistema de Planejamento, Orçamento e Gestão do do Amazonas SPLAM Pág. 3 de 2001 - da 25000 - Secretaria de de Infraestrutura

Leia mais

10FL - Ampliação e Modernização da Estrutura de Informática do Ministério do Meio Ambiente. Unidade de Medida:

10FL - Ampliação e Modernização da Estrutura de Informática do Ministério do Meio Ambiente. Unidade de Medida: Programa 2124 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério do Meio Ambiente Número de Ações 67 Tipo: Operações Especiais 09HB - Contribuição da União, de suas Autarquias e Fundações para o Custeio do

Leia mais

2121 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior

2121 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Programa 2121 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Número de Ações 43 Ação Orçamentária Tipo: Operações Especiais 00IO - Inventariança do Fundo

Leia mais

1H24 - Implantação de Sistema Integrado de Gestão da Informação Jurisdicional II no Superior Tribunal de Justiça (e-jus) Unidade de Medida:

1H24 - Implantação de Sistema Integrado de Gestão da Informação Jurisdicional II no Superior Tribunal de Justiça (e-jus) Unidade de Medida: Programa 0568 - Prestação Jurisdicional no Superior Tribunal de Justiça Número de Ações 11 Tipo: Operações Especiais 09HB - Contribuição da União, de suas Autarquias e Fundações para o Custeio do Regime

Leia mais

Esfera: 10 Função: 01 - Legislativa Subfunção: 122 - Administração Geral UO: 03101 - Tribunal de Contas da União

Esfera: 10 Função: 01 - Legislativa Subfunção: 122 - Administração Geral UO: 03101 - Tribunal de Contas da União Programa 0550 Controle Externo Numero de Ações 15 Ações Orçamentárias 09HB Contribuição da União, de suas Autarquias e Fundações para o Custeio do Regime de Previdência dos Servidores Públicos Federais

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS Gabinete do Deputado ODAIR CUNHA PT/MG

CÂMARA DOS DEPUTADOS Gabinete do Deputado ODAIR CUNHA PT/MG PROGRAMAS ABERTOS MINISTÉRIO DA PESCA Código do Programa 5800020130061 Administração Pública Estadual ou do Distrito Federal Programa 20.122.2113.2000.0001.0001 - Adminstração da Unidade - Nacional A atividade

Leia mais

Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2014

Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2014 Programa 2124 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério do Meio Ambiente 00M1 - Benefícios Assistenciais decorrentes do Auxílio-Funeral e Natalidade Tipo: Operações Especiais Número de Ações 62 Despesas

Leia mais

09HB Contribuição da União, de suas Autarquias e Fundações para o Custeio do Regime de Previdência dos Servidores Públicos Federais

09HB Contribuição da União, de suas Autarquias e Fundações para o Custeio do Regime de Previdência dos Servidores Públicos Federais Programa 0172 Cultura Afro-Brasileira Ações Orçamentárias Esfera: 10 Função: 13 - Cultura Subfunção: 122 - Administração Geral Num ero de Ações 17 09HB Contribuição da União, de suas Autarquias e Fundações

Leia mais

33201 - Instituto Nacional do Seguro Social

33201 - Instituto Nacional do Seguro Social Quadro Síntese - Função, Subfunção e Programa Total Órgão Total Unidade Função Total Subfunção Total Programa Total 09. Previdência Social 5.338.121.201 122. Administração Geral 1.919.387.533 0083. Previdência

Leia mais

Base Legal da Ação Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990 e Lei nº 9.717, de 27 de novembro de 1998.

Base Legal da Ação Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990 e Lei nº 9.717, de 27 de novembro de 1998. 0089 - Previdência de Inativos e Pensionistas da União 0181 - Pagamento de Aposentadorias e Pensões - Servidores Civis Tipo: Operações Especiais Número de Ações 1 Pagamento de proventos oriundos de direito

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA LEI Nº 2.054, DE 29 DE OUTUBRO DE 2015 (D.O.M. 29.10.2015 N. 3.763 Ano XVI) DISPÕE sobre a estrutura organizacional da Secretaria Municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno Semef,

Leia mais

Anexo III Contratações de Serviços de Consultoria (Pessoa Física e Jurídica)

Anexo III Contratações de Serviços de Consultoria (Pessoa Física e Jurídica) Anexo III Contratações de Serviços de Consultoria (Pessoa Física e Jurídica) No decorrer da execução do Projeto, e tão logo sejam definidos os perfis dos consultores necessários para a consecução dos produtos

Leia mais

% de execução física Especificação do Produto

% de execução física Especificação do Produto Programa 0569 - Prestação Jurisdicional na Justiça Federal Número de Ações 104 - Padronizada da União Tipo: Operações Especiais 09HB - Contribuição da União, de suas Autarquias e Fundações para o Custeio

Leia mais

00P6 - Subvenção Econômica para o Desenvolvimento da Aviação Regional (MP nº 652, de 2014)

00P6 - Subvenção Econômica para o Desenvolvimento da Aviação Regional (MP nº 652, de 2014) Programa 2017 - Aviação Civil Número de Ações 26 Tipo: Operações Especiais 00P6 - Subvenção Econômica para o Desenvolvimento da Aviação Regional (MP nº 652, de 2014) Esfera: 10 - Orçamento Fiscal Função:

Leia mais

Implantação de Sistema Integrado de Gerenciamento da Execução da Reforma Agrária e Agricultura Familiar

Implantação de Sistema Integrado de Gerenciamento da Execução da Reforma Agrária e Agricultura Familiar Programa 0139 Gestão da Política de Desenvolvimento Agrário Objetivo Coordenar o planejamento e a formulação de políticas setoriais e a avaliação e controle dos programas na área de desenvolvimento agrário

Leia mais

PROGRAMAS E PROJETOS DE COOPERAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE PROGRAMAS E PROJETOS DE COOPERAÇÃO COOPE. www.ucp.fazenda.gov.br

PROGRAMAS E PROJETOS DE COOPERAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE PROGRAMAS E PROJETOS DE COOPERAÇÃO COOPE. www.ucp.fazenda.gov.br COORDENAÇÃO-GERAL DE PROGRAMAS E PROJETOS DE COOPERAÇÃO COOPE www.ucp.fazenda.gov.br PROGRAMAS EM ANDAMENTO Programa Nacional de Apoio à Gestão Administrativa e Fiscal dos Municípios Brasileiros - PNAFM

Leia mais

DECRETO Nº 14.407 DE 09 DE ABRIL DE 2013. Aprova o Regulamento do Sistema Financeiro e de Contabilidade do Estado, e dá outras providências.

DECRETO Nº 14.407 DE 09 DE ABRIL DE 2013. Aprova o Regulamento do Sistema Financeiro e de Contabilidade do Estado, e dá outras providências. DECRETO Nº 14.407 DE 09 DE ABRIL DE 2013 Aprova o Regulamento do Sistema Financeiro e de Contabilidade do Estado, e dá outras providências. (Publicado no DOE de 10 de abril de 2013) O GOVERNADOR DO ESTADO

Leia mais

ÓRGÃO: JUSTIÇA FEDERAL

ÓRGÃO: JUSTIÇA FEDERAL ÓRGÃO: JUSTIÇA FEDERAL Programa: 0569 - PRESTAÇÃO JURISDICIONAL NA JUSTIÇA FEDERAL Objetivo: Garantir pleno exercício do direito por meio da prestação dos serviços jurisdicionais, observando o disposto

Leia mais

Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2015

Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2015 Programa 0568 - Prestação Jurisdicional no Superior Tribunal de Justiça - Padronizada da União 00M1 - Benefícios Assistenciais decorrentes do Auxílio-Funeral e Natalidade Tipo: Operações Especiais Número

Leia mais

Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2015

Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2015 Programa 0566 - Prestação Jurisdicional Militar 00M1 - Benefícios Assistenciais decorrentes do Auxílio-Funeral e Natalidade Tipo: Operações Especiais Número de Ações 17 Despesas orçamentárias com o pagamento

Leia mais

Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2013

Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2013 Programa 2117 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério das Comunicações Número de Ações 18 Tipo: Operações Especiais 09HB - Contribuição da União, de suas Autarquias e Fundações para o Custeio do

Leia mais

Base Legal da Ação Lei nº 188 de 15 de janeiro de 1936 e Decreto nº 2.013 de 26 de setembro de 1996.

Base Legal da Ação Lei nº 188 de 15 de janeiro de 1936 e Decreto nº 2.013 de 26 de setembro de 1996. Programa 2108 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério da Defesa Número de Ações 102 00HO - Concessão de Bolsa Educação Especial aos Dependentes dos Militares das Forças Armadas, falecidos no Haiti

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CUIABÁ SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO E FINANÇAS LOA - LEI ORÇAMENTÁRIA ANUAL - 2014

PREFEITURA MUNICIPAL DE CUIABÁ SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO E FINANÇAS LOA - LEI ORÇAMENTÁRIA ANUAL - 2014 01101 - CÂMARA MUNICIPAL DE CUIABÁ 01 - LEGISLATIVA 031 - Ação Legislativa 0001 - ATUAÇÃO LEGISLATIVA DA CÂMARA MUNICIPAL 2001 - Manutenção e Conservação de Bens Imóveis 37.602.000 37.602.000 37.602.000

Leia mais

PODER EXECUTIVO ANEXO I ATRIBUIÇÕES DO CARGO DE ESPECIALISTA EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL

PODER EXECUTIVO ANEXO I ATRIBUIÇÕES DO CARGO DE ESPECIALISTA EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL ANEXO I ATRIBUIÇÕES DO CARGO DE ESPECIALISTA EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL a) formulação, implantação e avaliação de políticas públicas voltadas para o desenvolvimento sócio-econômico e

Leia mais

00C5 - Reestruturação de Cargos, Carreiras, Revisão de Remunerações e Provimentos da Educação - Anualizações

00C5 - Reestruturação de Cargos, Carreiras, Revisão de Remunerações e Provimentos da Educação - Anualizações Programa 2109 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério da Educação Número de Ações 1143 Ação Orçamentária Tipo: Operações Especiais 00C5 - Reestruturação de Cargos, Carreiras, Revisão de Remunerações

Leia mais

2122 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

2122 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Programa 2122 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Número de Ações 13 00M1 - Benefícios Assistenciais decorrentes do Auxílio-Funeral e Natalidade Tipo:

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE GESTÃO PÚBLICA

SECRETARIA MUNICIPAL DE GESTÃO PÚBLICA SECRETARIA MUNICIPAL DE GESTÃO PÚBLICA LEGISLAÇÃO: Lei Municipal nº 8.834 de 01/07/2002 e Decreto 550 de 19/09/2007. ATRIBUIÇÕES: 10 - SECRETARIA MUNICIPAL DE GESTÃO PÚBLICA 10.010 - COORDENAÇÃO GERAL

Leia mais

Gestão e Administração do Programa

Gestão e Administração do Programa Programa 0084 Arrecadação de Receitas Previdenciárias Objetivo Aumentar a arrecadação da Previdência Social, mediante ação eficaz de controle, fiscalização e cobrança de créditos previdenciários Indicador(es)

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS O PREFEITO DE MANAUS LEI DELEGADA N 10, DE 31 DE JULHO DE 2013 (D.O.M. 31.07.2013 N. 3221 Ano XIV) DISPÕE sobre a estrutura organizacional da SECRETARIA MUNICIPAL DE FINANÇAS, TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Leia mais

Ato normativo do Ministério da Fazenda estabelecerá a metodologia de implementação da ação. Localizador (es) 0051 - No Estado de Mato Grosso

Ato normativo do Ministério da Fazenda estabelecerá a metodologia de implementação da ação. Localizador (es) 0051 - No Estado de Mato Grosso Programa 0902 - Operações Especiais: Financiamentos com Retorno 0029 - Financiamento aos Setores Produtivos da Região Centro-Oeste Número de Ações 21 UO: 74914 - Recursos sob Supervisão do Fundo Constitucional

Leia mais

Detalhamento da Implementação Concessão de bolsa paga diretamente ao beneficiário e pagamento de demais despesas a ela vinculadas.

Detalhamento da Implementação Concessão de bolsa paga diretamente ao beneficiário e pagamento de demais despesas a ela vinculadas. Programa 1448 Qualidade na Escola Numero de Ações 48 Ações Orçamentárias 009U Concessão de Bolsa de Iniciação à Docência - PIBID Produto: Bolsa concedida Esfera: 10 Função: 12 - Educação Subfunção: 364

Leia mais

3601 - SECRETARIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E RELAÇÕES INTERNACIONAIS - ADMINISTRAÇÃO DIRETA

3601 - SECRETARIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E RELAÇÕES INTERNACIONAIS - ADMINISTRAÇÃO DIRETA 3601 - SECRETARIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E RELAÇÕES INTERNACIONAIS - ADMINISTRAÇÃO DIRETA Legislação: Lei nº 15.506, de 31 de julho de 1991; Decreto nº 15.813, de 24 de abril de 1992; Lei nº 15.738, de

Leia mais

Proposta Orçamentária

Proposta Orçamentária Proposta Orçamentária Código Título da Unidade Limite Despesa Saldo 26268 Fundação Universidade Federal de Rondônia 104.468.068 104.468.068 0 Total Geral: 104.468.068 104.468.068 0 SIMEC- Sistema Integrado

Leia mais

Ação Orçamentária 0181 - Pagamento de Aposentadorias e Pensões - Servidores Civis

Ação Orçamentária 0181 - Pagamento de Aposentadorias e Pensões - Servidores Civis 0181 - Pagamento de Aposentadorias e Pensões - Servidores Civis Valor: 0,00 0089 - Previdência de Inativos e Pensionistas da União 20 - Orçamento da Seguridade Social 09 - Previdência Social 272 - Previdência

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DE ATUAÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA DA FUNDAÇÃO UNIPLAC DA NATUREZA, FINALIDADE E COMPOSIÇÃO

REGIMENTO INTERNO DE ATUAÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA DA FUNDAÇÃO UNIPLAC DA NATUREZA, FINALIDADE E COMPOSIÇÃO REGIMENTO INTERNO DE ATUAÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA DA FUNDAÇÃO UNIPLAC DA NATUREZA, FINALIDADE E COMPOSIÇÃO Art. 1º A Diretoria Executiva, subordinada ao Presidente da Fundação, é responsável pelas atividades

Leia mais

Adequação dos Sistemas de Trens Urbanos de Porto Alegre à Acessibilidade Universal (Decreto n. 5.296 de 2004)

Adequação dos Sistemas de Trens Urbanos de Porto Alegre à Acessibilidade Universal (Decreto n. 5.296 de 2004) Programa 1078 Nacional de Acessibilidade Ações Orçamentárias Número de Ações 13 1O340000 Produto: Projeto executado Adequação dos Sistemas de Trens Urbanos de Porto Alegre à Acessibilidade Universal (Decreto

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO

SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO LEGISLAÇÃO: Lei Municipal nº 8.834 de 01/07/2002 e Decreto nº 529 de 09/08/2002. ATRIBUIÇÕES: 0700 - SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO 0710 - COORDENAÇÃO GERAL Compete

Leia mais

20RG - Expansão e Reestruturação de Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica

20RG - Expansão e Reestruturação de Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica Programa 2031 - Educação Profissional e Tecnológica Número de Ações 200 Ação Orçamentária - Padronizada Setorial 20RG - Expansão e Reestruturação de Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica

Leia mais

Assistência Técnica ao Crescimento Eqüitativo e Sustentável. Aperfeiçoamento e Modernização Institucional do Tesouro Nacional - PROMAT.

Assistência Técnica ao Crescimento Eqüitativo e Sustentável. Aperfeiçoamento e Modernização Institucional do Tesouro Nacional - PROMAT. Programa 0773 Gestão da Política de Administração Financeira e Contábil da União Ações Orçamentárias Número de Ações 16 1O600000 Assistência Técnica ao Crescimento Eqüitativo e Sustentável Produto: Projeto

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL (LRF) Atualizado até 13/10/2015 LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL A Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) tem como base alguns princípios,

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO DECRETO Nº.1478-R de 14 de Abril de 2005 Regulamenta a Lei Complementar nº290, de 23 de junho de 2004, publicada no Diário Oficial do Estado em 25 de junho de 2004, que dispõe sobre a criação da Fundação

Leia mais

Contribuição da União, de suas Autarquias e Fundações para o Custeio do Regime de Previdência dos Servidores Públicos Federais

Contribuição da União, de suas Autarquias e Fundações para o Custeio do Regime de Previdência dos Servidores Públicos Federais Programa 0391 Mineração e Desenvolvimento Sustentável Objetivo Promover o desenvolvimento da produção mineral do País Indicador(es) úmero de Ações 15 úmero-índice da Produção Mineral úmero-índice de Pessoal

Leia mais

LEI N 547, DE 03 DE SETEMBRO DE 2010.

LEI N 547, DE 03 DE SETEMBRO DE 2010. Pág. 1 de 5 LEI N 547, DE 03 DE SETEMBRO DE 2010. CRIA O FUNDO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL FMHIS E INSTITUI O CONSELHO GESTOR DO FMHIS. O PREFEITO MUNICIPAL DE CRUZEIRO DO SUL ACRE, EM EXERCÍCIO,

Leia mais

LEI N 280 DE 18 DE SETEMBRO DE 2007

LEI N 280 DE 18 DE SETEMBRO DE 2007 LEI N 280 DE 18 DE SETEMBRO DE 2007 Súmula: Dispõe sobre o Sistema de Controle Interno Municipal, nos termos do artigo 31 da Constituição Federal e do artigo 59 da Lei Complementar n 101/2000 e cria a

Leia mais

Indicador(es) Órgão(s)

Indicador(es) Órgão(s) Programa 0102 Rede de Proteção ao Trabalho Objetivo Garantir o cumprimento das normas legais e convencionadas de proteção ao trabalho Indicador(es) Taxa de Regularização dos Estabelecimentos Fiscalizados

Leia mais

Contrato de Empréstimo n.º 980/OC-BR. República Federativa do Brasil e o Banco Interamericano de Desenvolvimento

Contrato de Empréstimo n.º 980/OC-BR. República Federativa do Brasil e o Banco Interamericano de Desenvolvimento TERMO DE REFERÊNCIA Projeto BRA/97/032 Coordenação do Programa de Modernização Fiscal dos Estados Brasileiros - PNAFE Contrato de Empréstimo n.º 980/OC-BR entre a República Federativa do Brasil e o Banco

Leia mais

0267 - Subvenção Econômica para Promoção das Exportações PROEX (Lei nº 10.184, de 2001)

0267 - Subvenção Econômica para Promoção das Exportações PROEX (Lei nº 10.184, de 2001) Programa 2024 - Comércio Exterior Número de Ações 14 0027 - Cobertura das Garantias Prestadas pela União nas Operações de Seguro de Crédito à Exportação (Lei nº 9.818, de 1999) Esfera: 10 - Orçamento Fiscal

Leia mais

01. Câmara Municipal. 02. Secretaria Municipal de Governo. 03. Gabinete do Vice-Prefeito. 04. Procuradoria Geral do Município

01. Câmara Municipal. 02. Secretaria Municipal de Governo. 03. Gabinete do Vice-Prefeito. 04. Procuradoria Geral do Município Estrutura Administrativa e Principais 01. Câmara Municipal - Lei Orgânica do Município de Teresina, de 05 de abril de 1991. - Votar o Orçamento Anual e o Plano Plurianual, bem como autorizar abertura de

Leia mais

III Seminário de Gestão e. Arrecadação Municipal

III Seminário de Gestão e. Arrecadação Municipal III Seminário de Gestão e iza Arrecadação Municipal Modernização dos Instrumentos de Arrecadação Fontes de Financiamento para Fazendas Públicas Municipais. Temas abordados no evento: 1. Alternativas de

Leia mais

1 Prefeitura Municipal de Luís Eduardo Magalhães ESTADO DA BAHIA

1 Prefeitura Municipal de Luís Eduardo Magalhães ESTADO DA BAHIA A 1 CNPJ 04.214.41910001-05 DECRETO N 3.091, DE 05 DE JANEIRO DE 2014. "Dispõe sobre a estrutura organizacional da Procuradoria Geral do Município ". O PREFEITO MUNICIPAL DE LUIS EDUARDO MAGALHÃES,, no

Leia mais

0046 - Transferência da Cota-Parte dos Estados e DF Exportadores na Arrecadação do IPI (CF, Art. 159)

0046 - Transferência da Cota-Parte dos Estados e DF Exportadores na Arrecadação do IPI (CF, Art. 159) Programa 0903 - Operações Especiais: Transferências Constitucionais e as Decorrentes de Legislação Específica Número de Ações 22 0044 - Fundo de Participação dos Estados e do Distrito Federal - FPE (CF,

Leia mais

ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020

ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020 ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020 1 Missão 2 Exercer o controle externo da administração pública municipal, contribuindo para o seu aperfeiçoamento, em benefício da sociedade. Visão Ser reconhecida

Leia mais

Legislação Tributária ARRECADAÇÃO. Início dos Efeitos 10057/2014 14-02-2014 14-02-2014 1 14/02/2014 14/02/2014

Legislação Tributária ARRECADAÇÃO. Início dos Efeitos 10057/2014 14-02-2014 14-02-2014 1 14/02/2014 14/02/2014 Legislação Tributária ARRECADAÇÃO Ato: Lei Número/Complemento Assinatura Publicação Pág. D.O. Início da Vigência Início dos Efeitos 10057/2014 14-02-2014 14-02-2014 1 14/02/2014 14/02/2014 Ementa: Cria

Leia mais

Módulo Contábil e Fiscal

Módulo Contábil e Fiscal Módulo Contábil e Fiscal SPED Contábil e Fiscal Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo Contábil e Fiscal SPED. Todas informações aqui disponibilizadas foram retiradas no

Leia mais

PARECER SOBRE A LEI DA SOLIDARIEDADE-RS

PARECER SOBRE A LEI DA SOLIDARIEDADE-RS PARECER SOBRE A LEI DA SOLIDARIEDADE-RS 1) FUNDAMENTO LEGAL: Objetivando expressar nosso Parecer Técnico sobre a legislação que fundamenta o programa de incentivo fiscal (Programa de Apoio à Inclusão e

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: FAÇO SABER que o Poder Legislativo decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: FAÇO SABER que o Poder Legislativo decreta e eu sanciono a seguinte Lei: Lei nº 7.915, de 08 de janeiro de 2001. Altera o texto da Lei nº 7.893, de 19 de dezembro de 2000 e seus anexos, que estima a receita e fixa a despesa do Estado do Rio Grande do Norte para o exercício

Leia mais

Apoio à Implantação do 4º Ano Vocacional no Ensino Médio

Apoio à Implantação do 4º Ano Vocacional no Ensino Médio Programa 1066 Escola Básica Ideal Objetivo Oferecer atendimento integral e de qualidade em escolas de Educação Básica modelares e de referência Justificativa Público Alvo Crianças, adolescentes, jovens

Leia mais

DECRETO Nº 27.438 DE 12 DE DEZEMBRO DE 2006.

DECRETO Nº 27.438 DE 12 DE DEZEMBRO DE 2006. DECRETO Nº 27.438 DE 12 DE DEZEMBRO DE 2006. Dispõe sobre a Estrutura Organizacional da Secretaria Municipal de Fazenda e dá outras providências. O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso das atribuições

Leia mais

Classificação por Categoria Econômica

Classificação por Categoria Econômica Classificação por Categoria Econômica 1. Classificação A classificação por categoria econômica é importante para o conhecimento do impacto das ações de governo na conjuntura econômica do país. Ela possibilita

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa DECRETO Nº 49.377, DE 16 DE JULHO DE 2012. (publicado no DOE n.º 137, de 17 de julho de 2012) Institui o Programa

Leia mais

I - Técnico de Apoio Fazendário e Financeiro, integrando a categoria funcional de Profissional de Apoio Operacional;

I - Técnico de Apoio Fazendário e Financeiro, integrando a categoria funcional de Profissional de Apoio Operacional; (*) Os textos contidos nesta base de dados têm caráter meramente informativo. Somente os publicados no Diário Oficial estão aptos à produção de efeitos legais. ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL DECRETO Nº 10.609,

Leia mais

L E I N 7.785, DE 9 DE JANEIRO DE 2014

L E I N 7.785, DE 9 DE JANEIRO DE 2014 L E I N 7.785, DE 9 DE JANEIRO DE 2014 Dispõe sobre a reestruturação da Loteria do Estado do Pará - LOTERPA e dá outras providências. A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO PARÁ estatui e eu sanciono a

Leia mais

PNAFM PROGRAMA NACIONAL DE APOIO À GESTÃO ADMINISTRATIVA E FISCAL DOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS PNAFM

PNAFM PROGRAMA NACIONAL DE APOIO À GESTÃO ADMINISTRATIVA E FISCAL DOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS PNAFM Ministério da Fazenda - MF Secretaria Executiva - SE Subsecretaria de Gestão Estratégica SGE Coordenação-Geral de Programas e Projetos de Cooperação COOPE PROGRAMA NACIONAL DE APOIO À GESTÃO ADMINISTRATIVA

Leia mais

CEMEPE INVESTIMENTOS S/A

CEMEPE INVESTIMENTOS S/A CEMEPE INVESTIMENTOS S/A RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Senhores Acionistas, Em cumprimento às disposições legais e estatutárias, submetemos à apreciação de V.Sas. as demonstrações contábeis do exercício encerrado

Leia mais

VI - Sistemas Previdenciários

VI - Sistemas Previdenciários VI - Sistemas Previdenciários Regime Geral de Previdência Social Regime de Previdência dos Servidores Públicos Federais Projeto de Lei Orçamentária Mensagem Presidencial Cabe ao Governo Federal a responsabilidade

Leia mais

LEI Nº 1556, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2000.

LEI Nº 1556, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2000. LEI Nº 1556, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2000. Institui o Plano de Custeio do Regime de Previdência dos Servidores Municipais e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE DUQUE DE CAXIAS decreto e eu sanciono

Leia mais

Indicador(es) Órgão(s) 54 - Ministério do Turismo

Indicador(es) Órgão(s) 54 - Ministério do Turismo Programa 1163 Brasil: Destino Turístico Internacional Objetivo Aumentar o fluxo de turistas estrangeiros no País Justificativa Devemos criar uma estratégia bem estruturada de inserção internacional do

Leia mais

O que é o PMAT e qual o seu objetivo

O que é o PMAT e qual o seu objetivo BNDES PMAT O que é o PMAT e qual o seu objetivo É uma modalidade de financiamento do BNDES, que tem como objetivo auxiliar na modernização da administração tributária e a melhoria da qualidade do gasto

Leia mais

Agenda Nacional de Apoio à Gestão Municipal

Agenda Nacional de Apoio à Gestão Municipal SECRETARIA DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS SUBCHEFIA DE ASSUNTOS FEDERATIVOS Agenda Nacional de Apoio à Gestão Municipal Mapa de obras contratadas pela CEF, em andamento com recursos do Governo Federal 5.048

Leia mais

Implantação de Rede de Identificação e Localização de Crianças e Adolescentes Desaparecidos

Implantação de Rede de Identificação e Localização de Crianças e Adolescentes Desaparecidos Programa úmero de Ações 12 0153 Promoção e Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente Objetivo Indicador(es) Promover a ampla defesa jurídico-social de crianças e adolescentes Taxa de Municípios com

Leia mais

Cooperação Técnica para Modernização dos Serviços Relativos à Propriedade Industrial

Cooperação Técnica para Modernização dos Serviços Relativos à Propriedade Industrial Programa 0393 PROPRIEDADE INTELECTUAL Objetivo Garantir a propriedade intelectual e promover a disseminação de informações, visando estimular e diversificar a produção e o surgimento de novas tecnologias.

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 508, DE 2015

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 508, DE 2015 SENADO FEDERAL Gabinete do Senador JOSÉ SERRA PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 508, DE 2015 Altera a Lei nº 11.314, de 3 de julho de 2006, que dispõe sobre o prazo referente ao apoio à transferência definitiva

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA CLASSIFICAÇÃO DAS DESPESAS Atualizado em 14/10/2015 CLASSIFICAÇÕES DA DESPESA ESFERA ORÇAMENTÁRIA A classificação por esfera orçamentária tem por finalidade identificar

Leia mais

Esfera: 10 Função: 20 - Agricultura Subfunção: 122 - Administração Geral UO: 22101 - Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Esfera: 10 Função: 20 - Agricultura Subfunção: 122 - Administração Geral UO: 22101 - Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Programa 0360 Gestão da Política Agropecuária Numero de Ações 11 Ações Orçamentárias 10HD Implantação do Projeto de Melhoria da Infra-estrutura da Sede do MAPA Produto: Projeto implantado Unidade de Medida:

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA LEI Nº 2.051, DE 23 DE OUTUBRO DE 2015 (D.O.M. 23.10.2015 N. 3.759 Ano XVI) DISPÕE sobre a estrutura organizacional da Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão Semad, suas finalidades

Leia mais

0061 - Concessão de Crédito para Aquisição de Imóveis Rurais e Investimentos Básicos - Fundo de Terras

0061 - Concessão de Crédito para Aquisição de Imóveis Rurais e Investimentos Básicos - Fundo de Terras Programa 2066 - Reforma Agrária e Ordenamento da Estrutura Fundiária Número de Ações 11 Tipo: Operações Especiais 0061 - Concessão de Crédito para Aquisição de Imóveis Rurais e Investimentos Básicos -

Leia mais