Boletim da. ABPI e ABAPI comemoram um ano repleto de realizações. Reforma do PCT em andamento. INPI busca consolidação de mudanças

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Boletim da. ABPI e ABAPI comemoram um ano repleto de realizações. Reforma do PCT em andamento. INPI busca consolidação de mudanças"

Transcrição

1 Boletim da J a n e i r o d e nº 13 ABPI e ABAPI comemoram um ano repleto de realizações Fotos: Paulo Sergio Gouvêa Rego (Da esq. para a dir.) Peter Dirk Siemsen, Luiz Otávio Beaklini (Dir. Patentes - INPI), Luiz Leonardos, Salete M. brisighello (Dir. Marcas - INPI), José Graça Aranha (Presidente do INPI), Breno Bello de Almeida Neves (Dir. Transf. de Tecnologia - INPI), José Antonio B. L. Faria Correa, Luiz Antonio Ricco Nunes e Ricardo P. Vieira de Mello. O dia 20 de dezembro foi de festa para os associados da ABPI e da ABAPI. Abraços, apertos de mão e discursos cheios de júbilo dos presidentes das duas entidades marcaram o almoço de confraternização de 2000, uma comemoração que somente aqueles que trabalham com afinco se sentem à vontade para realizar. Páginas 4 e 5 Reforma do PCT em andamento Página 3 INPI busca consolidação de mudanças Página 6 Sinopses das Comissões e notícias Páginas 7 e 8

2 Editorial Retrospectiva de um ano José Antonio B. L. Faria Correa Presidente da ABPI A origem do vocábulo ano é incerta, mas muitos filólogos relacionam a misteriosa palavra com uma antiga raiz indo-européia denotativa do ato de andar. Pelas intensas atividades que tivemos ao longo destes doze meses, merece crédito essa teoria. De fato, a ABPI, acompanhando o ritmo desenfreado do encerramento do século XX, andou muito. Passou por um Seminário que congregou quase 600 pessoas, com a participação de palestrantes de envergadura. Realizou uma Exposição comemorativa dos 500 anos da inventiva brasileira que causou grande impacto e continua sendo divulgada nos meios acadêmicos. Com esta Exposição, que trafega pela comunidade cultural, a ABPI cumpre um grande papel educativo, mostrando o que este País é capaz de fazer e conscientizando nossos estudantes do valor da criação e da importância de se lhe assegurar proteção jurídica adequada. A Exposição, aliás, se instalará na Casa da Ciência da UFRJ no dia 11 e sua permanência naquela instituição será motivo de um ciclo de palestras didáticas. No interregno, também, o MINC aprovou nosso Projeto de edição de um livro para marcar essa realização e nosso Projeto de complemento à Exposição. Participamos ativamente dos eventos internacionais das quatro entidades que representamos. Nossas comissões de estudo trabalharam com entusiasmo, discutindo os temas que hoje se acham em ebulição no campo da propriedade intelectual. Realizamos diversos almoços com expressiva presença. Estamos presentes nas discussões relativas à disciplina dos nomes de domínio, questão espinhosa que, rapidamente, assumiu importância aguda no País. Temos uma página na Internet em permanente atualização, um boletim em papel e em meio eletrônico; uma Revista de primeira linha, que se converteu no principal repertório de doutrina neste campo do Direito. Somos, hoje, 526 membros e desfrutamos de enorme respeito no plano internacional, com destaque para a América Latina, que se faz representar maciçamente nos nossos eventos. Isto, sem se falar nos inúmeros eventos de grande relevo dos quais participamos, como os encontros sobre classificação e o recente Seminário sobre Indicações Geográficas, em parceria com o INPI, eventos de inegável sucesso. Todo esse crescimento, que é fruto da contribuição de todos, nos dá ânimo para continuar esse trabalho em Desejo, neste momento, que todos os nossos Associados ingressem com alegria e disposição neste ano que se inicia, e continuem a ter muito sucesso e realização. Notas ABPI participa de seminário em Bento Gonçalves Entre os dias 10 e 13 de dezembro, aconteceu em Bento Gonçalves (RS) o seminário sobre indicações geográficas, promovido pelo INPI e pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, em cooperação com a OMPI. Também contribuíram para o encontro o INPI francês, a ABPI, a ABAPI e a Associação de Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos (Aprovale). Na abertura do encontro o Presidente da ABPI, José Antonio B. L. Faria Correa, destacou a importância do evento, pelo significado econômico para o Brasil de uma atenção às indicações geográficas e elogiou o tratamento mais adequado que a atual Lei da Propriedade Industrial dá ao assunto. Convidado pela ABPI, o Dr. Peter Dirk Siemsen moderou um painel dedicado à relação entre as indicações geográficas e as marcas, normas e padrões de proteção. Entre os palestrantes o encontro contou com a participação do Dr. Carlos Henrique Fróes, membro do Conselho Diretor da ABPI, do Dr. Nuno Carvalho, do Sr. Jacques Fanet e do Diretor-Adjunto do INAO (Institut National des Appellations d Origine) da França, entre outros. ASIPI aguarda representantes brasileiros Os associados brasileiros da Associação Interamericana da Propriedade Intelectual (ASIPI) estarão recebendo no início deste ano um comunicado pedindo a inscrição dos interessados em atuar como delegados brasileiros na ASIPI. Após o recebimento dos nomes dos candidatos em ocupar uma das duas vagas existentes, será formada uma lista para posterior votação por parte dos associados brasileiros. Os dois nomes mais votados serão os representantes brasileiros. 2 Boletim da ABPI Nº 13 Janeiro de 2001

3 Patentes Nova reforma do PCT está em curso e o resultado pode afetar o Brasil Representantes norte-americanos apresentaram em reunião recente da União do Patent Cooperation Treaty (PCT) proposta para incluir nesse tratado uma série de itens que fazem parte do Patent Law Treaty (PLT) O século 21 se inicia sob o signo da globalização, fenômeno que molda a economia mundial e que gera graves e infindáveis controvérsias quando se procura criar um arcabouço jurídico capaz de atender a tantos e tão diversos interesses. Como não poderia deixar de ser, as questões ligadas à propriedade intelectual têm lugar de destaque nesse cenário e ocupam o pensamento de dezenas de especialistas no assunto no mundo todo. Em função dessa internacionalização, quatro tratados foram celebrados na área de patentes: a Convenção de Paris, o Patent Cooperation Treaty (PCT), o TRIPS, que regula os direitos da propriedade intelectual relacionados ao comércio, e o Patent Law Treaty (PLT). E é justamente uma nova proposta de reforma para o PCT, feita pelo Estados Unidos, e que será examinada em setembro de 2001 na OMPI, que concentra a atenção da ABPI e de seus associados. Os norte-americanos definiram essa alteração em duas fases. Na primeira, formada por 15 itens, sugerem entre outras coisas a eliminação do conceito de demandas, ocorrendo fusões das fases nacional e internacional do processo, na qual, por requerimento do depositante, o depósito internacional iria diretamente para o exame substantivo de um escritório internacional com autoridade para realizar os estudos preliminares. Sugerem também que sejam aceitas novas postergações para a entrada na fase nacional do pedido. Um dos pontos polêmicos das mudanças sugeridas nesta primeira etapa, no entanto, está relacionado com o PLT. Os norte-americanos querem que as disposições principais do PLT sejam incorporadas ao PCT em uma primeira etapa de reformas deste tratado (Documento da OMPI PCT/A/29/ 3) e, como muitos já sabem, o texto do PLT, assinado pelo presidente do INPI, Dr. José Graça Aranha, em 2 de junho de 2000, carrega em seu bojo um grave problema. Conforme a ABAPI já havia explicado em cartas de 10 e 30 de maio de 2000 ao presidente do INPI, o cerne da questão aparece no artigo 7.2 do Tratado, limitando a capacidade dos países signatários de exigir a interveniência de procuradores locais para a prática, de atos referentes à obtenção e manutenção de patentes. Na prática esse dispositivo derroga o artigo 217, da Lei 9.279/96, que passou a determinar expressamente às pessoas domiciliadas no exterior a constituição e manutenção de procurador devidamente qualificado e domiciliado no País, para representá-las administrativamente. Esta ressalva ao princípio do Tratamento Nacional, garantida pelo art. 2.3 da Convenção de Paris, foi incorporada ao TRIPS, permitindo ao art. 216 da Lei 9.279/96 isentar os domiciliados no país desta obrigação. O resultado de o INPI abrir mão voluntariamente da obrigação contida no art. 217 será, a médio e longo prazo, a futura carência no País de técnicos capazes de realizar buscas e de redigir relatórios e solicitações de patentes para os próprios inventores brasileiros. Na reunião da Assembléia da União do PCT ocorrida de 25 de setembro a 3 de outubro de 2000, em Genebra, ficou decidido que o grupo então formado para considerar as propostas de reforma do PCT irá perseguir os mesmos objetivos da primeira etapa da proposta norte-americana e proceder com diligência para completar a primeira etapa e tratar outros pontos chave (Documento da OMPI PCT/A/29/4 Prov. - item 51), o que indica a tendência de aprovação e aplicação das mudanças referentes a esta primeira etapa de reforma do PCT na próxima reunião da Assembléia do PCT em setembro de A segunda etapa da proposta de reforma do PCT também tem várias implicações. Uma das mais contundentes é a que pretende fazer com que as repartições locais aceitem o exame internacional feito pelos EUA, Japão ou União Européia, como válidos para os demais países. A assinatura do PLT em Genebra pelo presidente do INPI e a direção tomada pelo processo de reforma do PCT, do qual o Brasil já é membro, aproximou do País as mudanças ditadas pelos ventos da globalização. Janeiro de 2001 Nº 13 Boletim da ABPI 3

4 Almoço comemorativo ABPI e ABAPI comemoram um ano cheio de realizações O dia 20 de dezembro foi de festa para os associados da ABPI e da ABAPI. Abraços, apertos de mão e discursos cheios de júbilo dos presidentes das duas entidades marcaram o almoço de confraternização de 2000, uma comemoração que somente aqueles que trabalham com afinco se sentem à vontade para realizar. O cenário escolhido foi a Casa Fotos: Paulo Sergio Gouvêa Rego José Antonio B. L. Faria Correa discursando e agradecendo a participação de convidados ilustres como Wilfrido Fernandes e Maria Lopes, ambos do Paraguai, durante o almoço. Rhodia, localizada na Avenida Brasil, zona sul de São Paulo, onde os mais de 100 convidados, entre o almoço e a sobremesa, puderam acompanhar os discursos do presidente da ABPI, José Antonio B. L. Faria Correa, do presidente da ABAPI, Ricardo P. Vieira de Mello, e do convidado de honra do evento, o presidente do INPI, José Graça Aranha. José Antonio B. L. Faria Correa abriu seu pronunciamento destacando que, além dos presidentes da ABAPI e do INPI, havia várias presenças notáveis ligadas à propriedade intelectual, com destaque para Peter Dirk Siemsen e Luiz Leonardos, ambos membros de honra da AIPPI e presidentes de honra da ABPI, Gert Egon Dannemann, membro de honra da AIPPI, Newton Silveira, representando a ASPI, Juliana Viegas, ex-presidente da ABPI, e ainda Wilfrido Fernadez e Maria Lopes, ambos associados da ABPI e que vieram do Paraguai para o evento. Em seu rápido pronunciamento, José Antonio enumerou as várias realizações da ABPI durante o ano. Ao falar de seu primeiro ano na presidência da ABAPI, Ricardo Vieira de Mello ressaltou que os principais embates ocorridos tiveram por objeto sempre a defesa dos interesses dos associados e a proteção à ética no exercício das atividades relativas à propriedade intelectual. Agradeceu a compreensão do INPI para com a associação e lembrou o trabalho das comissões mistas formadas pela ABAPI, ABPI e INPI. Ricardo explicou que a Comissão de Cadastramento de Agentes se encontra rigorosamente em dia, e que a Comissão de Conduta, a qual receberá especial atenção da ABAPI (Da esq. para a dir.) José Carlos Tinoco Soares, Juliana L. B. Viegas, Marilisa Catozzo Tinoco Soares e Peter Dirk Siemsen. (Da esq. para a dir.) Manoel J. Pereira dos Santos, Ivan Bacellar Ahlert, Peter Eduardo Siemsen e Luiz Gonzaga Moreira Lobato. 4 Boletim da ABPI Nº 13 Janeiro de 2001

5 este ano, está pronta para decolar com o exame dos processos já existentes. Para o presidente do INPI, que se fez acompanhar pelos diretores Luiz Otávio Beaklini (Patentes), Salete Maria Brisighello (Marcas) e Breno Bello de Almeida Neves (Transferência de Tecnologia), tratou-se de um ano no qual foi preciso arrumar a casa, mas cujos primeiros resultados já se mostraram significativos, com a sucessiva quebra de recordes na prestação de serviços, nas várias diretorias. Concluo o ano achando que fizemos muito e sei que isso ainda é insuficiente, afirmou. Apesar do Instituto ter praticamente triplicado seu atendimento, Graça Aranha lamentou o corte de cerca de 300 colaboradores no final do ano, os quais espera poder reintegrar logo no início deste ano, contando com a atuação decisiva do Ministro da Indústria e Comércio, Alcides Tápias, além do apoio constante da ABPI, da ABAPI e da Fiesp. Por fim, o Presidente do INPI anunciou que, infelizmente, a Diretora de Marcas solicitou seu desligamento da autarquia para ingresso na iniciativa privada. Na ocasião, os presentes manifestaram seu pesar face à contribuição que a eng. Salete Maria Brisighello deu à propriedade industrial no Brasil. (Da esq. para a dir.) Esther Miriam Flesch, Luiz Fernando Ribeiro Matos, Adriana R. Albanez e Wilfrido Fernandez. (Da esq. para a dir.) Sonia Maria D Elboux, Elisabeth Siemsen, Sandra Leis e Maria Thereza Wolff. Ao lado (Da esq. para a dir.), Esther Miriam Flesch, Newton Silveira e José Roberto d Affonseca Gusmão. Na foto do canto inferior direito, Luis Fernando Ribeiro Matos, Helio Fabbri Junior, Ricardo P. Vieira de Mello, Luiz Antonio Ricco Nunes e Gert Egon Dannemann. (Da esq. para a dir.) Luiz Leonardos, José Antonio B. L. Faria Correa, Ricardo P. Vieira de Mello e Salete M. Brisighello (Dir Marcas - INPI). Janeiro de 2001 Nº 13 Boletim da ABPI 5

6 INPI INPI quer consolidar este ano as mudanças iniciadas entre 1999 e 2000 Os países em desenvolvimento estão hoje diante do desafio da modernização de suas estruturas produtivas. Em relação ao binômio inovação-competitividade o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), que comemorou 30 anos de existência no ano passado, tem um relevante papel a cumprir. Todos puderam acompanhar o intenso processo de mudanças nas rotinas de trabalho do Instituto, iniciadas pela atual diretoria a partir de julho de 1999, bem como na sua forma de articulação com os setores produtivos da economia nacional. Agora o Instituto parte para novos desafios. O aumento da demanda pelos serviços do INPI é real e reflete a postura de boa parte do empresariado. Pesquisa realizada recentemente por um grupo de consultoria junto a empresas estrangeiras e nacionais revelou que a proteção à propriedade intelectual está entre os principais fatores que mais estimulam ou inibem os investimentos no Brasil. Mesmo assim o órgão vem sofrendo forte redução no seu quadro de pessoal. Em 1990, tinha 860 funcionários. Hoje o quadro se limita a 560. É lógico que tal descompasso entre demanda crescente e resposta funcional inadequada poderá causar um estrangulamento no processo de exame de pedidos, tanto na área de marcas como de patentes, com graves prejuízos ao funcionamento da Instituição. Esta, portanto, talvez seja a primeira questão a ser resolvida pelo Instituto nos primeiros meses do ano. Ciente dos problemas existentes, José Graça Aranha, presidente do INPI, garante que os desafios previstos para 2001 serão ainda maiores, sem deixar de comemorar o que já foi feito até agora. Para ele a estabilidade administrativa vivida pelo órgão foi um marco em sua história e isso viabilizou a implementação de uma política administrativa que teve começo, meio e fim. Conseguimos arrumar a casa desde o final de 1999 e durante o ano Continuaremos com essa política este ano, tentando fazer com que as diretorias de marcas e patentes funcionem ainda melhor que em Entre as muitas metas a serem perseguidas este ano estão, segundo ele, a redução do tempo para registro de uma marca e fazer com que as averbações de contratos aconteçam dentro do tempo previsto na Lei. Nós fizemos até agora as reformas de base, nosso maior desafio este ano vai ser dar o salto que o INPI precisa dar, avalia Graça Aranha. Perfil Associação debate a propriedade intelectual na América A Associação Interamericana da Propriedade Intelectual (ASIPI) reúne profissionais interessados em estudar e desenvolver leis de propriedade intelectual e coordenar e harmonizar essas leis na América. Procura ainda assessorar os governos e entidades intergovernamentais nos países latino-americanos sobre temas relativos à unificação de regimes de propriedade intelectual. A entidade também mantém intenso intercâmbio com associações internacionais como a Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI), Associação Internacional para Proteção da Propriedade Intelectual (AIPPI) e com a International Trademark As- sociation (INTA). Seu presidente é o argentino Alberto Berton-Moreno, tendo como primeiro vice-presidente o peruano Francisco Espinosa-Bellido, como primeiro vogal o brasileiro Gustavo Starling Leonardos e como secretário Hugo T. Berkemeyer Jr.. Atualmente, os quase 600 membros da ASIPI participam de assembléias para expressar seus pontos de vista acerca do desenvolvimento de marcas e patentes na América e ainda buscam influenciar o poder legislativo de cada país no sentido de promover mudanças nas leis ligadas à sua área de atuação. Entre as muitas atividades realizadas pela ASIPI estão seus congressos tri-anuais, que acontecem em diferentes cidades como Montreal, Buenos Aires, Rio de Janeiro, Lima e Santiago do Chile. A ASIPI edita duas publicações. A Asipinforma, com edição bi-anual e que reúne informações e artigos sobre propriedade intelectual. A outra é a revista Direitos Intelectuais, que apresenta o desenvolvimento de assuntos ligados a administração e da área judicial da propriedade intelectual na América. Quem estiver interessado em associar-se poderá faze-lo pelo site ou com Carmen Lima, pelo telefone (21) , e- mail: 6 Boletim da ABPI Nº 13 Janeiro de 2001

7 Comissões de Estudo Comissão de Software e Informática Coordenador: Manoel J. Pereira dos Santos Vice-coordenador: Dirceu Pereira de Santa Rosa A Comissão de Software e Informática reuniu-se no dia 20 de dezembro, em São Paulo, para discutir os comentários a serem submetidos à OMPI pela ABPI em resposta à Segunda Solicitação de Comentários ( Second Request for Comments ) formulada por aquele organismo internacional dentro do projeto denominado Second WIPO Internet Domain Name Process. Como parte desse projeto, iniciado em julho de 2000, a ABPI enviou em 15 de setembro passado a resposta da entidade à Primeira Solicitação de Comentários ( First Request for Comments ), cujo objetivo era definir os temas a serem tratados. Esse texto foi publicado na Revista da ABPI no. 48, de set-out de Após essa primeira fase, a OMPI elaborou uma Lista de Temas ( Terms of Reference ) a serem agora comentados pelas partes interessadas com o propósito de sugerir medidas a fim de aperfeiçoar o sistema de registro de nomes de domínio e reduzir os conflitos existentes entre os titulares de nomes de domínio e terceiros prejudicados em seus direitos. O prazo final para a apresentação desses comentários era 29 de dezembro de Os temas tratados dizem respeito ao uso abusivo ou de má fé de nomes civis, termos designativos de substâncias farmacêuticas, denominação de organismos intergovernamentais internacionais, indicações geográficas, denominação de origem, termos geográficos e nomes comerciais. O First Internet Domain Name Process, concluído em abril de 1999, havia focalizado apenas os conflitos entre nomes de domínio e marcas. Além de comentar os tópicos sugeridos pela OMPI, a ABPI, reiterando a proposta formulada durante a Primeira Solicitação de Comentários, incluiu considerações a respeito do conflito de nomes de domínio com títulos de obras intelectuais, dos nomes de domínio que podem ser usados de forma a prejudicar a reputação de uma marca ou de uma empresa, como ato de concorrência desleal, e de outros termos ou designações pertencentes ao domínio público. Os comentários da ABPI foram encaminhados à OMPI em 28 de dezembro de Comissão de Direito da Concorrência Coordenador: Antonio Figueiredo Murta Filho Vice-coordenadora: Sueli Burger A Comissão de Direito da Concorrência, que se reuniu no dia 18 de dezembro, no Rio, teve como convidado especial o Dr. Pietro Ariboni, diretor do IBRAC (Instituto Brasileiro de Estudos das Relações de Concorrência e de Consumo). O propósito da reunião foi iniciar a análise dos pontos polêmicos dos anteprojetos do CADE. O palestrante expôs os diversos aspectos dos anteprojetos do governo federal que tratam da criação da ANC - Agência Nacional de Defesa do Consumo e da Concorrência; da alteração de dispositivos do Código de Defesa do Consumidor e abordou, entre outras coisas, a alteração de dispositivos da Lei 8884/94 bem como o papel preponderante do SBDC - Sistema Brasileiro da Defesa da Concorrência. Os anteprojetos estão à disposição para consulta pública na Casa Civil da Presidência da República, no endereço eletrônico Em seguida, o Dr. Antonio Murta Filho apontou outros temas que mereceriam maior reflexão da Comissão: alteração do art. 37, 5º do CDC (contrapropaganda imposta administrativa ou judicialmente); art. 24, IV, a da Lei 8884/94 (licença compulsória de patentes do infrator); a nova redação dos arts 20, 21 e 54 da Lei 8884/94; diferença entre abuso de direito econômico e abuso de direito; extensão da aplicabilidade do direito antitruste ao direito esportivo. As questões destacadas pelo Dr. Pietro Ariboni e Dr. Antonio Murta Filho foram debatidas pelos presentes, marcando-se a continuidade do estudo e a analise dos anteprojetos para a 2ª quinzena de janeiro/2001, em reunião em São Paulo. Comissão de Marcas Coordenador: Luis Fernando Matos Jr. Vice-coordenador: Helio Fabbri Jr. A Comissão de Marcas revisou, no mês de dezembro, as alterações ao Ato Normativo 154 sugeridas pelo INPI. Dentre os diversos pontos apreciados pelo grupo e que foram objeto de sugestão de alteração pela Comissão mereceram destaque: -particularidades no proce- dimento de adequação ao sistema de classificação internacional de produtos e serviços tal como adotado pelo INPI desde , - novo sistema de especificação dos produtos ou serviços reivindicados nos pedidos de registro de marcas. - conversão dos pedidos de registro de marca requeridos na vigência da classificação de produtos e serviços anterior para a nova classificação adotada. A Comissão aguarda também, para revisão, a minuta do INPI para o Ato Normativo que irá regulamentar as marcas de Alto Renome. Janeiro de 2001 Nº 13 Boletim da ABPI 7

8 Notícias Brasil-Japão: uma aliança para o século 21 O Dr. Luiz Antonio Ricco Nunes, membro do conselho diretor da ABPI, representou a associação durante a 9ª Reunião Conjunta do Comitê de Cooperação Econômica Brasil e Japão, realizada no dia sete de novembro de 2000, no Hotel Gran Meliá, em São Paulo. O encontro foi promovido por iniciativa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) em conjunto com sua equivalente japonesa o Keidanren. O objetivo do evento foi fortalecer a parceria entre os setores privados do Brasil e do Japão, visando revitalizar as relações econômicas entre os dois países. Com essa finalidade, os participantes decidiram elaborar a estratégia denominada - Aliança para o Século XXI. Segundo ele, desde 1974, o Almoço mensal de janeiro O almoço mensal de janeiro terá como convidado o Diretor de Transferência de Tecnologia do INPI, Breno Bello de Almeida Neves. Ele falará sobre A situação da Diretoria de Transferência de Tecnologia - DIRTEC. Keidanren e a CNI têm apoiado o Comitê de Cooperação Econômica Brasil-Japão, com o objetivo de estreitar o relacionamento econômico entre os dois países. Para Ricco Nunes, o encontro mais recente realizado em São Paulo foi uma oportunidade única para os empresários dos dois países moldarem uma nova aliança capaz de construir alicerces fortes que ajudarão a garantir a presença do Brasil na Ásia, assegurando ao País seu papel de global trade. Em sua avaliação, Ricco Nunes acredita que, com esse fortalecimento das relações comerciais bilaterais, não há dúvida de que a propriedade intelectual ocupará um lugar de suma importância, ajudando a ordenar de forma correta essas relações. O evento está marcado para o dia 18 de janeiro, no Restaurante Casa da Suíça, Rua Cândido Mendes, 157, no Rio de Janeiro. Para mais informações e reservas, entre em contato com Carmen Lima, pelo telefone (21) , ou pelo ICANN aprova criação de novos domínios virtuais No mês de novembro, em Los Angeles, o Conselho da ICANN aprovou a inclusão de sete novos TLDs (no Brasil chamados de DPNs, ou seja, Domínios de Primeiro Nível) no espaço reservado para os nomes de domínio de alto nível com o sufixo.com: biz (JVTeam), info (Afilias), name (Global Name Registry), pro (Registry- Pro), museum (MDMA), aero (SITA) e coop (NCDA). A ICANN pretendia trabalhar até o dia 31 de dezembro para negociar acordos de registro com os requerentes selecionados. Em seguida esses acordos teriam de ser aprovados pelo quadro de diretores para, posteriormente, serem encaminhados ao Departamento de Comércio norte-americano para implementação. De acordo com informações contidas no site da entidade (http://www.icann.org/ tlds/) não se espera que os novos TLDs estejam operacionais antes do segundo trimestre de Essa diversificação é necessária para que empresas e profissionais liberais, que possuem nomes ou marcas homônimas, não fiquem restritos à opção.com e, consequentemente, no momento em que tentem registrar seus domínios, e- les não sejam recusados pelo órgão registrador. Boletim da Informativo mensal dirigido aos associados da ABPI. Visite a versão on-line deste Boletim no site da Associação. ABPI - Associação Brasileira da Propriedade Intelectual - Av. Rio Branco, 277-5º andar - Conj Centro - Cep Rio de Janeiro - RJ - Brasil - Tel.: Fax.: Web Site: - Comitê Executivo: José Antonio B. L. Faria Correa - Presidente; Gustavo Starling Leonardos - 1º Vice-Presidente; Ricardo P. Vieira de Mello - 2º Vice-Presidente; Hélio Fabbri Junior - 3º Vice-Presidente; Sônia Maria D Elboux - 4º Vice-Presidente; Esther Miriam Flesch, Diretora Relatora; Adriana Ruoppoli Albanez - Diretora Secretária; Manoel J. Pereira dos Santos - Diretor Editor; Luis Fernando Ribeiro de Matos - Tesoureiro. Conselho Editorial: Clóvis Silveira, Ivan B. Ahlert, José Roberto d'affonseca Gusmão, Lilian de Melo Silveira, Otto B. Licks. Boletim da ABPI: Editor - Manoel J. Pereira dos Santos; Produtor Gráfico - Roberto C. O. Paes; Jornalista Responsável - Emílio Ipaves (MTb: ); Produção Gráfica: Editora Writers Ltda; Impressão e Acabamento - Gráfica De Sá. ABPI Todos os direitos reservados - Reprodução autorizada, desde que citada a fonte. 8 Boletim da ABPI Nº 13 Janeiro de 2001

CURSO AVANÇADO DE MARCAS

CURSO AVANÇADO DE MARCAS CURSO AVANÇADO DE MARCAS 1º SEMESTRE DE 2014 RIO DE JANEIRO - RJ Coordenadores: Filipe Fonteles Cabral Ricardo Pinho Diretor de Estudos: Alexandre Fragoso Machado LOCAL Auditório da ABAPI Av. Rio Branco,

Leia mais

Curso Avançado de Tratados Internacionais.

Curso Avançado de Tratados Internacionais. Curso Avançado de Tratados Internacionais. Rio de Janeiro RJ De 30 de Março a 17 de Junho de 2015 Local Auditório da ABAPI Av. Rio Branco, nº 100 7º Andar Rio de Janeiro RJ CEP: 20040-007 Datas Dias: 30

Leia mais

Tradição e compromisso com a excelência e a ética

Tradição e compromisso com a excelência e a ética NEWTON SILVEIRA Formado em Direito pela Universidade de São Paulo em 1963. Mestre em Direito Civil (1980) e Doutor em Direito Comercial (1982) também pela Faculdade de Direito da USP, onde é professor

Leia mais

COMO SE ASSOCIAR 2014

COMO SE ASSOCIAR 2014 2014 QUEM SOMOS FUNDADO EM 2004, O CONSELHO EMPRESARIAL BRASIL CHINA CEBC É UMA INSTITUIÇÃO BILATERAL SEM FINS LUCRATIVOS FORMADA POR DUAS SEÇÕES INDEPENDENTES, NO BRASIL E NA CHINA, QUE SE DEDICA À PROMOÇÃO

Leia mais

Curso Avançado de Marcas

Curso Avançado de Marcas A proteção às marcas e aos demais sinais distintivos na legislação brasileira, na legislação comparada e nos tratados internacionais Nível Avançado 1º Semestre de 2009 Coordenação: Advs. Ricardo Fonseca

Leia mais

ACORDO BÁSICO DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA Assinado no Rio de Janeiro, a 29 de dezembro de 1964.

ACORDO BÁSICO DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA Assinado no Rio de Janeiro, a 29 de dezembro de 1964. ACORDO BÁSICO DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA Assinado no Rio de Janeiro, a 29 de dezembro de 1964. Aprovado pelo Decreto Legislativo nº 11, de 1966. Entrada em vigor (art. 6º, 1º) a 2 de maio de 1966. Promulgado

Leia mais

Cooperação Técnica para Modernização dos Serviços Relativos à Propriedade Industrial

Cooperação Técnica para Modernização dos Serviços Relativos à Propriedade Industrial Programa 0393 PROPRIEDADE INTELECTUAL Objetivo Garantir a propriedade intelectual e promover a disseminação de informações, visando estimular e diversificar a produção e o surgimento de novas tecnologias.

Leia mais

Ata da Reunião de 10 de maio de 2001

Ata da Reunião de 10 de maio de 2001 Ata da Reunião de 10 de maio de 2001 Reunião de 10 de maio de 2001 Local: São Paulo - SP Participantes: Membros: Ivan Moura Campos; Artur Nunes de Oliveira Filho; Manuel Fernando Lousada Soares; Eduardo

Leia mais

C E S A - C e n t r o d e E s t u d o s d a s S o c i e d a d e s d e A d v o g a d o s

C E S A - C e n t r o d e E s t u d o s d a s S o c i e d a d e s d e A d v o g a d o s C E S A - C e n t r o d e E s t u d o s d a s S o c i e d a d e s d e A d v o g a d o s Rua Boa Vista, 254, 4 andar, sls. 412/413 01014-907 São Paulo, SP. Fone: (11) 3104-8402 Fax: (11) 3104-3352 e-mail:

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE COLEGIADO PLENO DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE COLEGIADO PLENO DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE COLEGIADO PLENO DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 13/2010 Aprova o Regimento Interno do Núcleo de Inovação e Transferência de Tecnologia

Leia mais

XX Seminário supera expectativas da ABPI

XX Seminário supera expectativas da ABPI Boletim da S e t e m b r o d e 2 0 0 0 - nº 09 XX Seminário supera expectativas da ABPI Durante os dias 21 e 22 agosto, no Hotel Transamérica, em São Paulo, quase 600 pessoas, público recorde para o evento,

Leia mais

PROPRIEDADE INTELECTUAL EM CASA

PROPRIEDADE INTELECTUAL EM CASA PROPRIEDADE INTELECTUAL EM CASA O NPI/PRPPG informa que possui em seu acervo, os DVD s PROPRIEDADE INTELECTUAL EM CASA - Palestras dos Grupos de Estudos da ASPI Associação Paulista da Propriedade Intelectual.

Leia mais

ÍNDICE - 29/11/2004 Folha de S.Paulo...2 Folha de S.Paulo...2 Dinheiro/ LENTIDÃO...2 Folha de S.Paulo...4 São Paulo/ OUTRO LADO...

ÍNDICE - 29/11/2004 Folha de S.Paulo...2 Folha de S.Paulo...2 Dinheiro/ LENTIDÃO...2 Folha de S.Paulo...4 São Paulo/ OUTRO LADO... ÍNDICE - Folha de S.Paulo...2 Folha de S.Paulo...2 Dinheiro/ LENTIDÃO...2 Propriedade intelectual enfrenta gargalo...2 Folha de S.Paulo...4 São Paulo/ OUTRO LADO...4 Barato é "falso", diz representante

Leia mais

SECRETARIA DE INOVAÇÃO

SECRETARIA DE INOVAÇÃO SECRETARIA DE INOVAÇÃO EDITAL Nº 01, DE 30 DE JANEIRO DE 2013 SEGUNDA CHAMADA PARA A APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS DE COOPERAÇÃO TECNOLÓGICA ENTRE BRASIL E ISRAEL O SECRETÁRIO DE INOVAÇÃO DO MINISTÉRIO DO

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. Conceituação e Objetivos

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. Conceituação e Objetivos 1 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA Conceituação e Objetivos O Programa de Bolsas de Iniciação Científica da FIAR é um programa centrado na iniciação científica de novos talentos entre alunos

Leia mais

ABPI inicia ano 2000 com posse de diretoria

ABPI inicia ano 2000 com posse de diretoria Boletim da J a n e i r o d e 2 0 0 0 - nº 01 IMPRESSO ABPI inicia ano 2000 com posse de diretoria No último dia 21 de dezembro de 1999, tomaram posse os novos Comitê Executivo e Conselho Diretor da ABPI.

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO E TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA CAPÍTULO I DA NATUREZA, FINALIDADE E OBJETIVOS

REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO E TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA CAPÍTULO I DA NATUREZA, FINALIDADE E OBJETIVOS REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO E TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA CAPÍTULO I DA NATUREZA, FINALIDADE E OBJETIVOS Art. 1 o. O Núcleo de Inovação e Transferência de Tecnologia - NITTEC é um Órgão Executivo

Leia mais

*50425D34* Mensagem n o 342. Senhores Membros do Congresso Nacional,

*50425D34* Mensagem n o 342. Senhores Membros do Congresso Nacional, ** Mensagem n o 342 Senhores Membros do Congresso Nacional, Nos termos do disposto no art. 49, inciso I, combinado com o art. 84, inciso VIII, da Constituição, submeto à elevada consideração de Vossas

Leia mais

Os requisitos de patenteabilidade, previstos na Lei de Propriedade Industrial 9.279/96, são:

Os requisitos de patenteabilidade, previstos na Lei de Propriedade Industrial 9.279/96, são: Quais os requisitos de patenteabilidade? Os requisitos de patenteabilidade, previstos na Lei de Propriedade Industrial 9.279/96, são: (1) Novidade - a matéria objeto da pesquisa precisa ser nova, ou melhor,

Leia mais

Lista de checagem do protocolo

Lista de checagem do protocolo MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA Comitê de Ética em Pesquisa Lista de checagem do protocolo A avaliação do projeto

Leia mais

Conteúdo: - Propriedade Industrial; Conceito; Classificação; Indicação Geográfica; Concorrência Desleal.

Conteúdo: - Propriedade Industrial; Conceito; Classificação; Indicação Geográfica; Concorrência Desleal. Turma e Ano: Flex B (2014) Matéria / Aula: Propriedade industrial / Aula 01 Professor: Marcelo Tavares Conteúdo: - Propriedade Industrial; Conceito; Classificação; Indicação Geográfica; Concorrência Desleal.

Leia mais

REGULAMENTO DA PROPRIEDADE INTELECTUAL DA UTFPR CAPÍTULO I DA FINALIDADE E LEGISLAÇÃO DE REFERÊNCIA

REGULAMENTO DA PROPRIEDADE INTELECTUAL DA UTFPR CAPÍTULO I DA FINALIDADE E LEGISLAÇÃO DE REFERÊNCIA REGULAMENTO DA PROPRIEDADE INTELECTUAL DA UTFPR CAPÍTULO I DA FINALIDADE E LEGISLAÇÃO DE REFERÊNCIA Art. 1º O presente Regulamento tem por finalidade regulamentar as atividades de propriedade intelectual

Leia mais

REGIMENTO INTERNO. Art.2º - Designação O APL de Software do Oeste Paulista é composto por empresas

REGIMENTO INTERNO. Art.2º - Designação O APL de Software do Oeste Paulista é composto por empresas REGIMENTO INTERNO Este documento regula as relações entre os membros do Arranjo Produtivo Local ( APL) de Software do Oeste Paulista em conformidade com as seguintes normas: Art.1º - Visão e Objetivo O

Leia mais

1ª Fase: Período de Transição 1991 a 1994. Incorporação do tema Seguros: recomenda a criação de uma comissão

1ª Fase: Período de Transição 1991 a 1994. Incorporação do tema Seguros: recomenda a criação de uma comissão 1ª Fase: Período de Transição 1991 a 1994 Assunto: Seguros III ata Análise da atividade seguradora IV ata Incorporação do tema Seguros: recomenda a criação de uma comissão V ata Analise comparativa da

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI DIAMANTINA MINAS GERAIS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI DIAMANTINA MINAS GERAIS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EDITAL 01/014 PARA CREDENCIAMENTO DE DOCENTES PERMANENTES E COLABORADORES DO PROGRAMA DE PÓSGRADUAÇÃO MESTRADO PROFISSIONAL INTERDISCIPLINAR EM CIÊNCIAS HUMANS, DA JEQUITINHONHA E MUCURI - UFVJM O Colegiado

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLOGICA NIT

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLOGICA NIT RESOLUÇÃO CONSU Nº. 33/21 DE 3 DE AGOSTO DE 21. A Presidente do Conselho Superior Universitário da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas, no uso de suas atribuições regimentais, e consequente

Leia mais

Regulamento Interno. de Estágios

Regulamento Interno. de Estágios Regulamento Interno de Estágios Índice Apresentação... 3 Capítulo 1 Caracterização e objetivo do estágio... 3 Capítulo 2 - Oferta de vagas de estágio... 4 Capítulo 3 - Duração do estágio... 5 Capítulo

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA UNILA CONSELHO UNIVERSITÁRIO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA UNILA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO CONSUN Nº 029 DE 1º DE OUTUBRO DE 2014 Aprova as Diretrizes da Política de Mobilidade Acadêmica da Universidade Federal da Integra ção Latino-Americana UNILA. O Conselho Universitário da Universidade

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL Ministério da Educação Secretária de Educação Profissional e Tecnológica Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL Ministério da Educação Secretária de Educação Profissional e Tecnológica Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL Ministério da Educação Secretária de Educação Profissional e Tecnológica Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLOGICO

Leia mais

COMPARECERAM À REUNIÃO E ASSINARAM A ATA OS SEGUINTES MEMBROS DA DIRETORIA E CONSELHO:

COMPARECERAM À REUNIÃO E ASSINARAM A ATA OS SEGUINTES MEMBROS DA DIRETORIA E CONSELHO: ATA DA REUNIÃO DA DIRETORIA E DO CONSELHO DA ABAPI REALIZADA NO DIA 30 DE OUTUBRO DE 2014 ÀS 16:00H NA SEDE DA ABAPI NO RIO DE JANEIRO, RJ E TRANSMITIDA POR VÍDEO- CONFERÊNCIA PARA O ESCRITÓRIO DANNEMANN,

Leia mais

MINUTA DE RESOLUÇÃO RESOLUÇÃO Nº./2014/CONSELHO UNIVERSITÁRIO

MINUTA DE RESOLUÇÃO RESOLUÇÃO Nº./2014/CONSELHO UNIVERSITÁRIO MINUTA DE RESOLUÇÃO RESOLUÇÃO Nº./2014/CONSELHO UNIVERSITÁRIO Estabelece as diretrizes da Política de Mobilidade Acadêmica da Universidade Federal da Integração Latino-Americana UNILA. O CONSELHO SUPERIOR

Leia mais

ESTRUTURA E MANUAL DE CARGOS E FUNÇÕES DA SECRETARIA ADMINISTRATIVA DO MERCOSUL

ESTRUTURA E MANUAL DE CARGOS E FUNÇÕES DA SECRETARIA ADMINISTRATIVA DO MERCOSUL MERCOSUL/GMC/RES. Nº 15/02 ESTRUTURA E MANUAL DE CARGOS E FUNÇÕES DA SECRETARIA ADMINISTRATIVA DO MERCOSUL TENDO EM VISTA: O Tratado de Assunção, o Protocolo de Ouro Preto, a Decisão Nº 24/00 do Conselho

Leia mais

DIRETORIA EDUCACIONAL COORDENAÇÃO DE PESQUISA E EXTENSÃO. EDITAL Nº 06 de 12 de maio de 2015

DIRETORIA EDUCACIONAL COORDENAÇÃO DE PESQUISA E EXTENSÃO. EDITAL Nº 06 de 12 de maio de 2015 DIRETORIA EDUCACIONAL COORDENAÇÃO DE PESQUISA E EXTENSÃO EDITAL Nº 06 de 12 de maio de 2015 PROCESSO SELETIVO INTERNO SIMPLIFICADO PARA SELEÇÃO DE BOLSISTAS DE EXTENSÃO DO INSTITUTO FEDERAL FLUMINENSE

Leia mais

ESTATUTO DA LIGA ACADÊMICA DE CIRURGIA PEDIÁTRICA DE PERNAMBUCO DISCIPLINA DE CIRURGIA PEDIÁTRICA DA UFPE

ESTATUTO DA LIGA ACADÊMICA DE CIRURGIA PEDIÁTRICA DE PERNAMBUCO DISCIPLINA DE CIRURGIA PEDIÁTRICA DA UFPE ESTATUTO DA LIGA ACADÊMICA DE CIRURGIA PEDIÁTRICA DE PERNAMBUCO DISCIPLINA DE CIRURGIA PEDIÁTRICA DA UFPE Capítulo I - Da liga e seus fins Art. 1 - A Liga de Cirurgia Pediátrica, a seguir designada LACIPE,

Leia mais

PORTARIA UNIDA Nº. 15/2015, de 18 de Julho de 2015.

PORTARIA UNIDA Nº. 15/2015, de 18 de Julho de 2015. PORTARIA UNIDA Nº. 15/2015, de 18 de Julho de 2015. O Diretor Geral da Faculdade Unida de Vitória, no uso das atribuições conferidas pelo Regimento Interno resolve regulamentar os procedimentos gerais

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO INSTITUTO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO INSTITUTO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO- PIBITI 2014 O Programa Institucional de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBITI) da UFES é um programa

Leia mais

ABPI participa de discussões sobre ALCA

ABPI participa de discussões sobre ALCA Boletim da J u n h o d e 2 0 0 1 - nº 18 Grupo Especial de Trabalho passa por graves problemas Foto: Paulo Sergio Gouvêa Rego Convidado para ser o palestrante do almoço mensal da ABPI, no dia 17 de maio,

Leia mais

Ministério da Comunicação Social

Ministério da Comunicação Social Ministério da Comunicação Social Decreto Executivo Nº 80 /2007 de 2 de Julho Convindo regulamentar o funcionamento do Gabinete de Intercâmbio Internacional do Ministério da Comunicação Social; Nestes termos,

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA EM SAÚDE CAPÍTULO I DA CATEGORIA E FINALIDADE

REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA EM SAÚDE CAPÍTULO I DA CATEGORIA E FINALIDADE REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA EM SAÚDE CAPÍTULO I DA CATEGORIA E FINALIDADE Art. 1º O Núcleo de Inovação Tecnológica em Saúde da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto

Leia mais

Políticas e Padrões de Desempenho da IFC sobre Sustentabilidade Socioambiental Revisão e Atualização

Políticas e Padrões de Desempenho da IFC sobre Sustentabilidade Socioambiental Revisão e Atualização Políticas e Padrões de Desempenho da IFC sobre Sustentabilidade Socioambiental Revisão e Atualização Visão Geral do Processo de Consulta e Participação Corporação Financeira Internacional 26 de agosto

Leia mais

DECRETO Nº 6.617, DE 23 DE OUTUBRO DE

DECRETO Nº 6.617, DE 23 DE OUTUBRO DE DECRETO Nº 6.617, DE 23 DE OUTUBRO DE 2008: Promulga o Acordo entre o Governo da República Federativa do Brasil e o Governo da República da África do Sul no Campo da Cooperação Científica e Tecnológica,

Leia mais

COMPARECERAM À REUNIÃO E ASSINARAM A ATA OS SEGUINTES MEMBROS DA DIRETORIA E CONSELHO:

COMPARECERAM À REUNIÃO E ASSINARAM A ATA OS SEGUINTES MEMBROS DA DIRETORIA E CONSELHO: ATA DA REUNIÃO DA DIRETORIA E DO CONSELHO DA ABAPI REALIZADA NO DIA 02 DE OUTUBRO DE 2014 ÀS 16:00H NA SEDE DA ABAPI NO RIO DE JANEIRO/RJ E TRANSMITIDA POR VÍDEO-CONFERÊNCIA PARA SEDE DA ABPI EM SÃO PAULO,

Leia mais

PR 29/07/2013. Instrução Normativa Nº 24/2013

PR 29/07/2013. Instrução Normativa Nº 24/2013 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL PR 29/07/2013 Instrução Normativa Nº 24/2013 Assunto: Institui a Política

Leia mais

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo Projeto Amplitude Plano de Ação 2015 P r o j e t o A m p l i t u d e R u a C a p i t ã o C a v a l c a n t i, 1 4 7 V i l a M a r i a n a S ã o P a u l o 11 4304-9906 w w w. p r o j e t o a m p l i t u

Leia mais

SETE BRASIL PARTICIPAÇÕES S.A.

SETE BRASIL PARTICIPAÇÕES S.A. SETE BRASIL PARTICIPAÇÕES S.A. CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REGIMENTO INTERNO DOS COMITÊS COMITÊ DE FINANÇAS E ORÇAMENTO APROVADO PELO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO EM 24 DE SETEMBRO DE 2014 SUMÁRIO I INTRODUÇÃO

Leia mais

Encontro revela o papel da Dirtec na economia brasileira. Governo estuda. de documentos eletrônicos.

Encontro revela o papel da Dirtec na economia brasileira. Governo estuda. de documentos eletrônicos. Boletim da F e v e r e i r o d e 2 0 0 1 - nº 14 Encontro revela o papel da Dirtec na economia brasileira Foto: Paulo Sergio Gouvêa Rego À medida que o país acelera seu ritmo de desenvolvimento, mais e

Leia mais

SOLICITAÇÃO PARA APRESENTAÇÃO DE MANIFESTAÇÕES DE INTERESSE Nº 006/2012 SELEÇÃO DE CONSULTOR INDIVIDUAL

SOLICITAÇÃO PARA APRESENTAÇÃO DE MANIFESTAÇÕES DE INTERESSE Nº 006/2012 SELEÇÃO DE CONSULTOR INDIVIDUAL SOLICITAÇÃO PARA APRESENTAÇÃO DE MANIFESTAÇÕES DE INTERESSE Nº 006/2012 SELEÇÃO DE CONSULTOR INDIVIDUAL Contrato de Empréstimo IPEA/BID nº 1841/OC-BR Projeto: Dinâmica do Sistema Produtivo Brasileiro perspectivas

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA (PESSOA FÍSICA)

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA (PESSOA FÍSICA) TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA (PESSOA FÍSICA) Contrato por Produto Nacional CONSULTOR SÊNIOR Número e Título do Projeto: BRA/09/004 Fortalecimento da CAIXA no seu processo

Leia mais

GRUPO SÓCIO CULTURAL CANTA BRASIL

GRUPO SÓCIO CULTURAL CANTA BRASIL EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA 001/2012 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOAL NO CUMPRIMENTO DO OBJETO DO CONVENIO nº 2425/2012, CELEBRADO ENTRE O GRUPO SÓCIO CULTURAL CANTA BRASIL E A SECRETARIA DA JUSTIÇA E DE DIREIROS

Leia mais

Artigo 1.º. Entre Melgaço e Arbo, sobre o rio Minho, será construída uma ponte internacional que una Portugal e Espanha.

Artigo 1.º. Entre Melgaço e Arbo, sobre o rio Minho, será construída uma ponte internacional que una Portugal e Espanha. Decreto n.º 19/96 de 1 de Julho Convénio entre a República Portuguesa e o Reino de Espanha para a Construção de Uma Ponte Internacional sobre o Rio Minho entre as Localidades de Melgaço (Portugal) e Arbo

Leia mais

EDITAL CPG/IE-Nº 04/2015. PROCESSO SELETIVO Curso de Especialização em Economia do Trabalho e Sindicalismo 2016

EDITAL CPG/IE-Nº 04/2015. PROCESSO SELETIVO Curso de Especialização em Economia do Trabalho e Sindicalismo 2016 EDITAL CPG/IE-Nº 04/2015 PROCESSO SELETIVO Curso de Especialização em Economia do Trabalho e Sindicalismo 2016 1. INTRODUÇÃO 1.1. O Coordenador da Comissão de Pós-Graduação do Instituto de Economia da

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS EDITAL PROPEG Nº 003/2015 PROCESSO SELETIVO PARA INGRESSO NO CURSO DE

Leia mais

Ações Reunião Extraordinária realizada no dia 30 de outubro de 2014

Ações Reunião Extraordinária realizada no dia 30 de outubro de 2014 R E L A Ç Õ E S I N T E R N A C I O N A I S Órgão Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior - MDIC Representação Efetiva Comitê de Coordenação de Barreiras Técnicas ao Comercio - CBTC

Leia mais

XIII Congresso Internacional de Propriedade Intelectual- ASPI

XIII Congresso Internacional de Propriedade Intelectual- ASPI CARTA-PROPOSTA DE PATROCÍNIO XIII Congresso Internacional de Propriedade Intelectual- ASPI BRASIL: A TECNOLOGIA É A BOLA DA VEZ. PERSPECTIVAS POSITIVAS São Paulo 24, 25 e 26 de Março de 2013 Mercure Grand

Leia mais

Programa Centros Associados para o Fortalecimento da Pós-Graduação Brasil/Argentina - (CAFP/BA) Edital CGCI n. 028 /2007

Programa Centros Associados para o Fortalecimento da Pós-Graduação Brasil/Argentina - (CAFP/BA) Edital CGCI n. 028 /2007 Programa Centros Associados para o Fortalecimento da Pós-Graduação Brasil/Argentina - (CAFP/BA) Edital CGCI n. 028 /2007 1 Do programa e objetivo 1.1 O Programa CAFP/BA (Centros Associados para o Fortalecimento

Leia mais

POLÍTICA DE VOLUNTARIADO DA CEMIG SAÚDE

POLÍTICA DE VOLUNTARIADO DA CEMIG SAÚDE POLÍTICA DE VOLUNTARIADO DA CEMIG SAÚDE Av. Barbacena, 472 8º andar Barro Preto CEP: 30190-130 Belo Horizonte/MG Tel.: 3253.4917 E-mail: renata.gontijo@cemigsaude.org.br Portal Corporativo: www.cemigsaude.org.br

Leia mais

Boletim Informativo da Coordenação do Curso de Licenciatura em Geografia do Campus Binacional - UNIFAP

Boletim Informativo da Coordenação do Curso de Licenciatura em Geografia do Campus Binacional - UNIFAP Boletim Informativo da Coordenação do Curso de Licenciatura em Geografia do Campus Binacional - UNIFAP COGEO/CAMBINACIONAL/UNIFAP A Coordenação do Curso de Licenciatura em Geografia do Campus Binacional

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 1. Palestras informativas O que é ser voluntário Objetivo: O voluntariado hoje, mais do que nunca, pressupõe responsabilidade e comprometimento e para que se alcancem os resultados

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO PARECER Nº 14.867

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO PARECER Nº 14.867 PARECER Nº 14.867 TRADUTOR PÚBLICO E INTÉRPRETE COMERCIAL. INCLUSÃO, REINCLUSÃO E HABILITAÇÃO EM MAIS UM IDIOMA, SOB CONDIÇÃO PRECÁRIA. IMPOSSIBILIDADE. Vêm ao exame desta Equipe de Consultoria, encaminhados

Leia mais

Celebrado em Brasília, aos 20 dias do mês de março de 1996, em dois originais, nos idiomas português e alemão, ambos igualmente válidos.

Celebrado em Brasília, aos 20 dias do mês de março de 1996, em dois originais, nos idiomas português e alemão, ambos igualmente válidos. ACORDO-QUADRO ENTRE O GOVERNO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E O GOVERNO DA REPÚBLICA FEDERAL DA ALEMANHA SOBRE COOPERAÇÃO EM PESQUISA CIENTÍFICA E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO O Governo da República

Leia mais

EDITAL 2016/2017 PROCESSO SELETIVO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA ESPM

EDITAL 2016/2017 PROCESSO SELETIVO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA ESPM EDITAL 2016/2017 PROCESSO SELETIVO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA ESPM Em atendimento às diretrizes do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica do Conselho Nacional de Desenvolvimento

Leia mais

ESTRUTURA ORGÂNICA E FUNCIONAL

ESTRUTURA ORGÂNICA E FUNCIONAL ESTRUTURA ORGÂNICA E FUNCIONAL Diretor Geral O Diretor Geral supervisiona e coordena o funcionamento das unidades orgânicas do Comité Olímpico de Portugal, assegurando o regular desenvolvimento das suas

Leia mais

Aproximam-se duas datas muito especiais. Mensagem do Presidente

Aproximam-se duas datas muito especiais. Mensagem do Presidente NOTÍCIAS DO MUTUALISMO Informação Quinzenal Edição n.º 55 - II Série 15 de outubro de 2014 Mensagem do Presidente Aproximam-se duas datas muito especiais para o Mutualismo e para os Mutualistas, a Comemoração

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA BOLSISTAS CUBANOS

MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA BOLSISTAS CUBANOS MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA BOLSISTAS CUBANOS PROGRAMA CAPES/MES - CUBA BRASIL-CUBA PROGRAMA CAPES/MES CUBA PROJETOS Todas as informações aqui descritas devem ser interpretadas em consonância com as normas

Leia mais

GTT 1 - A Descaracterização do Trabalho do Professor de Educação Física nas Atuais Políticas Públicas de Educação na RMBH

GTT 1 - A Descaracterização do Trabalho do Professor de Educação Física nas Atuais Políticas Públicas de Educação na RMBH Documento final do "Seminário: O trabalho docente em educação física face às atuais políticas públicas na educação na RMBH: Repercussões nas instituições Formadoras" O presente documento tem por finalidade

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO DE AJUSTE DE CONDUTA Nº 0135/2007

TERMO DE COMPROMISSO DE AJUSTE DE CONDUTA Nº 0135/2007 TERMO DE COMPROMISSO DE AJUSTE DE CONDUTA Nº 0135/2007 Pelo presente instrumento, por um lado a Agência Nacional de Saúde Suplementar, pessoa jurídica de direito público, autarquia especial vinculada ao

Leia mais

Edital XVIII CONCURSO DE PROJETOS ELAS Fundo de Investimento Social

Edital XVIII CONCURSO DE PROJETOS ELAS Fundo de Investimento Social Edital XVIII CONCURSO DE PROJETOS ELAS Fundo de Investimento Social O XVIII Concurso do ELAS Fundo de Investimento Social, em parceria com a MAC AIDS Fund, visa fortalecer, por meio de apoio técnico e

Leia mais

EDITAL CPG/IE-Nº 03/2014 PROCESSO SELETIVO PARA OS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO EM ECONOMIA DO TRABALHO E SINDICALISMO DO INSTITUTO DE ECONOMIA 2015

EDITAL CPG/IE-Nº 03/2014 PROCESSO SELETIVO PARA OS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO EM ECONOMIA DO TRABALHO E SINDICALISMO DO INSTITUTO DE ECONOMIA 2015 EDITAL CPG/IE-Nº 03/2014 PROCESSO SELETIVO PARA OS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO EM ECONOMIA DO TRABALHO E SINDICALISMO DO INSTITUTO DE ECONOMIA 2015 1. INTRODUÇÃO 1.1. O Coordenador da Comissão de Pós-Graduação

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR PESSOA FÍSICA MODALIDADE PRODUTO

TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR PESSOA FÍSICA MODALIDADE PRODUTO Número e Título do Projeto Função no Projeto: TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR PESSOA FÍSICA MODALIDADE PRODUTO BRAX66 - Fortalecimento da Secretaria Nacional de Justiça em cooperação jurídica

Leia mais

Reabilitação Profissional e Emprego de Pessoas Deficientes

Reabilitação Profissional e Emprego de Pessoas Deficientes 1 CONVENÇÃO N. 159 Reabilitação Profissional e Emprego de Pessoas Deficientes I Aprovada na 69ª reunião da Conferência Internacional do Trabalho (Genebra 1983), entrou em vigor no plano internacional em

Leia mais

FACULDADE METODISTA GRANBERY FMG NÚCLEO DE PESQUISA - NPq EDITAL 02/10. Edital de Chamada de Projetos de Iniciação Científica

FACULDADE METODISTA GRANBERY FMG NÚCLEO DE PESQUISA - NPq EDITAL 02/10. Edital de Chamada de Projetos de Iniciação Científica FACULDADE METODISTA GRANBERY FMG NÚCLEO DE PESQUISA - NPq EDITAL 02/10 Edital de Chamada de Projetos de Iniciação Científica O Diretor da Faculdade Metodista Granbery, nos termos da legislação vigente,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO. INGRESSO DE DISCENTES NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO 2010 2º semestre EDITAL N 64 / 2010

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO. INGRESSO DE DISCENTES NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO 2010 2º semestre EDITAL N 64 / 2010 UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - UNIRIO PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO - PROGRAD UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO INGRESSO DE DISCENTES NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO 2010

Leia mais

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR Cada um de nós, na vida profissional, divide com a Essilor a sua responsabilidade e a sua reputação. Portanto, devemos conhecer e respeitar os princípios que se aplicam a todos.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO INSTITUTO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO INSTITUTO DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO PIBITI NA ÁREA DE TELECOMUNICAÇÕES E AFINS DA UFES - 2014 O Programa Institucional de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico

Leia mais

REGULAMENTO 2ª BBR CONFERENCE 2014

REGULAMENTO 2ª BBR CONFERENCE 2014 1. Dados gerais: Sobre a BBR Conference: REGULAMENTO 2ª BBR CONFERENCE 2014 Nos dias 10, 11 e 12 de dezembro de 2014, a FUCAPE Business School sediará a 2ª Brazilian Business Review Conference (BBR Conference),

Leia mais

BALANÇO PARTICIPAÇÃO ABIMED FEIRA HOSPITALAR 2008 ÍNDICE

BALANÇO PARTICIPAÇÃO ABIMED FEIRA HOSPITALAR 2008 ÍNDICE 1 BALANÇO PARTICIPAÇÃO ABIMED FEIRA HOSPITALAR 2008 ÍNDICE 1. Apresentação 2. Plenária Abimed 3. Atividades no Estande Abimed - Perfil dos Visitantes 4. Outros Eventos Paralelos Jantar de 15 anos da Hospitalar

Leia mais

EDITAL DE AUDIÊNCIA PÚBLICA SNC Nº 03/2014 ICPC 19 TRIBUTOS. Prazo: 15 de setembro de 2014

EDITAL DE AUDIÊNCIA PÚBLICA SNC Nº 03/2014 ICPC 19 TRIBUTOS. Prazo: 15 de setembro de 2014 EDITAL DE AUDIÊNCIA PÚBLICA SNC Nº 03/2014 ICPC 19 TRIBUTOS Prazo: 15 de setembro de 2014 O Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC), a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e o Conselho Federal de Contabilidade

Leia mais

ATA DA REUNIÃO DE DIRETORIA EM 03.04.2014

ATA DA REUNIÃO DE DIRETORIA EM 03.04.2014 ATA DA REUNIÃO DE DIRETORIA EM 03.04.2014 Ao terceiro dia de abril do ano de dois mil e quatorze, às dez horas, reuniu-se, ordinariamente, a diretoria da AJUT Associação dos Servidores na Justiça do Trabalho

Leia mais

TERMOS DE REFERÊNCIA Pessoa Física

TERMOS DE REFERÊNCIA Pessoa Física TERMOS DE REFERÊNCIA Pessoa Física Coordenação Campanha Pequim+20 Localização: Prazo para candidatura: Tipo de contrato Nível do Posto Idioma(s) necessário: Data esperada de início: Data esperada de fim:

Leia mais

Seguindo a pauta da reunião, que se iniciou pontualmente às 17h, foram discutidos e decididos os assuntos abaixo:

Seguindo a pauta da reunião, que se iniciou pontualmente às 17h, foram discutidos e decididos os assuntos abaixo: ATA DA REUNIÃO DA DIRETORIA E DO CONSELHO DA ABAPI REALIZADA NO DIA 18.04.2013 NO ESCRITÓRIO DANNEMANN, SIEMSEN, À RUA MARQUES DE OLINDA, Nº 70, BOTAFOGO, NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, COM TRANSMISSÃO POR

Leia mais

D.O.U, de 26 de maio de 2011, Seção 1, pag. 35 COMITÊ NACIONAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA. DELIBERAÇÃO No- 1, DE 5 DE MAIO DE 2011

D.O.U, de 26 de maio de 2011, Seção 1, pag. 35 COMITÊ NACIONAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA. DELIBERAÇÃO No- 1, DE 5 DE MAIO DE 2011 D.O.U, de 26 de maio de 2011, Seção 1, pag. 35 COMITÊ NACIONAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA DELIBERAÇÃO No- 1, DE 5 DE MAIO DE 2011 Institui o Regimento Interno do Comitê Nacional de Educação Financeira. O COMITÊ

Leia mais

EDITAL 191/2015 Programa de Iniciação Científica Voluntária/IFSP Campus Itapetininga

EDITAL 191/2015 Programa de Iniciação Científica Voluntária/IFSP Campus Itapetininga EDITAL 191/2015 Programa de Iniciação Científica Voluntária/IFSP Campus Itapetininga A Direção Geral do campus Itapetininga do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP), torna

Leia mais

Este evento busca oportunizar a divulgação de resultados de pesquisa de alunos regularmente matriculados em cursos de graduação.

Este evento busca oportunizar a divulgação de resultados de pesquisa de alunos regularmente matriculados em cursos de graduação. MANUAL OFICIAL O EVENTO O IDEAU Instituto de Desenvolvimento Educacional do Alto Uruguai reconhece a importância do trabalho acadêmico, as habilidades de criação e de inovação dos alunos de cada um de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSITUTO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSITUTO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO Edital nº 001/2015 SELEÇÃO DE BOLSISTA E VOLUNTÁRIOS PARA DIVERSAS ÁREAS DO DIREITO PARA O GRUPO DE PESQUISA EM RESPONSABILDIADE TRIBUTÁRIA E DIREITOS HUMANOS O Programa de Pós-Graduação em Direito (PPGD)

Leia mais

O Projeto da OMPI sobre Propriedade Intelectual e Política da Concorrência. Secretaria da OMPI

O Projeto da OMPI sobre Propriedade Intelectual e Política da Concorrência. Secretaria da OMPI I Conferência Internacional de Defesa da Concorrência do SBDC São Paulo, 15 e 16 de outubro de 2009 O Projeto da OMPI sobre Propriedade Intelectual e Política da Concorrência Secretaria da OMPI Alpes suíços,

Leia mais

PASSO A PASSO PARA CREDENCIAMENTO DE DOCENTES PARA INGRESSO E ATUAÇÃO NOS PROGRAMAS DA COPPE 1 PROFESSOR PLENO

PASSO A PASSO PARA CREDENCIAMENTO DE DOCENTES PARA INGRESSO E ATUAÇÃO NOS PROGRAMAS DA COPPE 1 PROFESSOR PLENO PASSO A PASSO PARA CREDENCIAMENTO DE DOCENTES PARA INGRESSO E ATUAÇÃO NOS PROGRAMAS DA COPPE 1 O candidato deve: PROFESSOR PLENO A Preparar Plano de Ensino e Pesquisa; B - Curriculum Vitae do docente anexando

Leia mais

Programa Nota CAPES COTA

Programa Nota CAPES COTA PROGRAMA DE BOLSAS FAPESB - COTAS INSTITUCIONAIS MESTRADO PROFISSIONAL, MESTRADO E DOUTORADO 1. INTRODUÇÃO A FAPESB tem como um de seus principais objetivos apoiar a formação científica através da concessão

Leia mais

Gestão 2013-2017. Plano de Trabalho. Colaboração, Renovação e Integração. Eduardo Simões de Albuquerque Diretor

Gestão 2013-2017. Plano de Trabalho. Colaboração, Renovação e Integração. Eduardo Simões de Albuquerque Diretor Gestão 2013-2017 Plano de Trabalho Colaboração, Renovação e Integração Eduardo Simões de Albuquerque Diretor Goiânia, maio de 2013 Introdução Este documento tem por finalidade apresentar o Plano de Trabalho

Leia mais

CE150/INF/6 (Port.) Anexo A - 2 - A. DETERMINANTES SOCIAIS DA SAÚDE. Introdução

CE150/INF/6 (Port.) Anexo A - 2 - A. DETERMINANTES SOCIAIS DA SAÚDE. Introdução Anexo A - 2 - A. DETERMINANTES SOCIAIS DA SAÚDE Introdução 1. A Assembleia Mundial da Saúde, mediante a Resolução WHA62.14 (2009), Reduzir as desigualdades de saúde mediante ações sobre os determinantes

Leia mais

3.2. O USUÁRIO poderá alterar sua senha a qualquer momento, assim como criar uma nova chave em substituição a uma chave já existente;

3.2. O USUÁRIO poderá alterar sua senha a qualquer momento, assim como criar uma nova chave em substituição a uma chave já existente; 1. CONTRATO Os termos abaixo se aplicam aos serviços oferecidos pela Sistemas On Line Ltda., doravante designada S_LINE, e a maiores de 18 anos ou menores com permissão dos pais ou responsáveis, doravante

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA REUNIÃO DOS MINISTROS DA SAÚDE DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA - CPLP

REGIMENTO INTERNO DA REUNIÃO DOS MINISTROS DA SAÚDE DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA - CPLP REGIMENTO INTERNO DA REUNIÃO DOS MINISTROS DA SAÚDE DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA - CPLP A Reunião dos Ministros da Saúde da CPLP tendo em consideração: A sua qualidade de órgão da CPLP,

Leia mais

MERCOSUL. Subgrupo de Trabalho Nº 6 Meio Ambiente XXXI Reunião Ordinária do SGT Nº 6 Meio Ambiente Brasília, Brasil ANEXO III.

MERCOSUL. Subgrupo de Trabalho Nº 6 Meio Ambiente XXXI Reunião Ordinária do SGT Nº 6 Meio Ambiente Brasília, Brasil ANEXO III. MERCOSUL Subgrupo de Trabalho Nº 6 Meio Ambiente XXXI Reunião Ordinária do SGT Nº 6 Meio Ambiente Brasília, Brasil ANEXO III Resumo da Ata Brasília, 30 de agosto a 1º de setembro de 2004 RESUMO DA ATA

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS E COMUNICAÇÃO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE DESIGN DE MODA

FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS E COMUNICAÇÃO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE DESIGN DE MODA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS E COMUNICAÇÃO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE DESIGN DE MODA 1. Atividades Complementares Atividades Complementares são atividades desenvolvidas

Leia mais

Portfolio de Produtos

Portfolio de Produtos Introdução O Guia de Produtos e Serviços da Assessoria de Comunicação (ASCOM) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) foi elaborado com o objetivo de apresentar os produtos e serviços prestados

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DAS LIGAS ACADÊMICAS CURSO DE MEDICINA UNIFENAS BH? ATIVIDADES COMPLEMENTARES

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DAS LIGAS ACADÊMICAS CURSO DE MEDICINA UNIFENAS BH? ATIVIDADES COMPLEMENTARES MANUAL DE ORIENTAÇÃO DAS LIGAS ACADÊMICAS CURSO DE MEDICINA UNIFENAS BH ATIVIDADES COMPLEMENTARES 1- O QUE É UMA LIGA ACADÊMICA? As Ligas Acadêmicas são entidades sem fins lucrativos. As Ligas Acadêmicas

Leia mais

RESOLUÇÃO n o 35 de 16/12/2011- CAS

RESOLUÇÃO n o 35 de 16/12/2011- CAS RESOLUÇÃO n o 35 de 16/12/2011- CAS Estabelece a política de pesquisa, desenvolvimento, inovação e extensão da Universidade Positivo (UP). O CONSELHO ACADÊMICO SUPERIOR (CAS), órgão da administração superior

Leia mais

CRA Departamento de Comunicação e Marketing Ata de Reunião 23.10.2008

CRA Departamento de Comunicação e Marketing Ata de Reunião 23.10.2008 CRA Departamento de Comunicação e Marketing Ata de Reunião 23.10.2008 I. Chamada de Ordem Adm. Glaucia Pascoaleto Araujo Conselho Regional dos Administradores de São Paulo. Reunião com Coordenadores dos

Leia mais

Documentos Necessários ao Protocolo de Pesquisa

Documentos Necessários ao Protocolo de Pesquisa Documentos Necessários ao Protocolo de Pesquisa 3. PROTOCOLO DE PESQUISA 3.1) Protocolo de pesquisa: é o conjunto de documentos, que pode ser variável a depender do tema, incluindo o projeto, e que apresenta

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 198/2013

PROJETO DE LEI Nº 198/2013 PROJETO DE LEI Nº 198/2013 Dispõe sobre a admissão, no Estado do Espírito Santo, de diplomas de pós-graduação strictusensu (Mestrado e Doutorado) originários de cursos ofertados de forma integralmente

Leia mais