1. Data limite para recebimento e abertura das propostas prorrogada

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1. Data limite para recebimento e abertura das propostas prorrogada"

Transcrição

1 Edital 00521/2008 Projeto BRA/03/038 Contratação de Consultoria Especializada ITIL ERRATA Nº 4 Brasília, 26 de novembro de Considerar as seguintes alterações com relação ao certame em epígrafe: 1. Data limite para recebimento e abertura das propostas prorrogada para: 15/12/2008 às 17:00h. 2. Tendo em vista que o produto: Processo de Continuidade dos Negócios foi suprimido do Termo de Referência, publicamos a seguir o Termo de Referência consolidado. ANEXO I: TERMO DE REFERÊNCIA ÍNDICE ANALÍTICO 1. Antecedentes Objeto Prazo de Execução Diretrizes Gerais Descrição das Etapas/ Atividades e Produtos PRODUTO Planejamento e Preparação para a Implementação do Projeto Planejamento da Organização para o Projeto Gerenciamento do Projeto Atividades Durante o Desenvolvimento do Projeto, de responsabilidade do Comitê de Gestão do Projeto Produto 2: Treinamento Escopo Detalhamento Requisitos e restrições Formais Metodológicos Tecnológicos Critérios de aprovação Produtos Apropriação dos custos e forma de pagamento PRODUTO PRODUTO

2 5.5 PRODUTO PRODUTO EM CONFORMIDADE COM O APENDICE IV- CRONOGRAMA DE IMPLANTAÇÃO DOS MÓDULOS Insumos Fornecidos pela BENEFICIÁRIA Local e Prazo de Execução dos Serviços APENDICE I: ORGANIZAÇÃO DAS EQUIPES APENDICE II : DIAGNÓSTICO (ASSESSMENT) DO AMBIENTE DE TI DA BENEFICIÁRIA APENDICE III: PLANO DE APERFEIÇOAMENTO APENDICE VI: CRONOGRAMA DE IMPLANTAÇÃO DOS MÓDULOS APENDICE V: FERRAMENTAS E TECNOLOGIAS UTILIZADAS Antecedentes O PROFFIS - Programa de Fortalecimento da Gestão Fiscal do Estado de São Paulo - tem como objetivo buscar uma maior eficiência, eficácia e transparência na gestão dos recursos públicos, mediante o fortalecimento institucional da Secretaria da Fazenda e das entidades vinculadas à administração tributária, financeira e orçamentária do Estado de São Paulo. Um dos componentes necessários para alcançar estes objetivos é a gestão eficiente da tecnologia da informação. A gestão da Tecnologia da Informação da Secretaria da Fazenda é feita pela Coordenadoria de Planejamento Estratégico e Modernização Fazendária CPM -, criada pelo Decreto nº , de 22 de janeiro de Seu Departamento de Tecnologia da Informação DTI, criado pelo Decreto nº , de , é o responsável pela prestação de serviços nas áreas de consolidação e manutenção da gestão única das atividades de Tecnologia da Informação às unidades da SEFAZ-SP. Diante da crescente demanda por serviços criada pelos diversos projetos e sistemas implantados nos últimos anos, surge a necessidade de revisão dos processos, bem como da própria estrutura organizacional do DTI, a fim de atender adequadamente aos seus clientes internos e externos. Antevendo novas demandas em virtude de um novo programa de modernização em curso e para não potencializar os problemas já existentes, a administração da SEFAZ-SP decidiu implementar as melhores práticas do ITIL na estrutura organizacional do DTI. O referido projeto foi dividido em três etapas, sendo que a primeira delas foi concluída em novembro de 2005 e a segunda em abril/2008. Na primeira fase, executada pela empresa IBM Global Services 1, foram realizadas as seguintes atividades: Levantamento e definição dos processos envolvidos na área de TI do Departamento de Tecnologia da Informação da SEFAZ-SP; Análise da atuação dos prestadores de serviços existentes; Apuração e análise do grau de maturidade do ambiente de TI da SEFAZ-SP em relação às práticas do ITIL; 1 Para levantar o grau de maturidade atual dos processos de TI da Sefaz-SP e também para preparar e apresentar os graus de maturidade a serem alcançados, a IBM Global Services utilizou o Process Maturity Framework (PMF) - modelo definido pelo Office of Government Commerce (OGC). 2

3 Levantamento das ferramentas existentes e análise do seu grau de aderência ao ITIL. Na segunda fase, executada pela empresa Pink Elephant foram realizadas as seguintes atividades : Modelagem de Gerenciamento de Incidentes Modelagem de Gerenciamento de Problemas Modelagem de Gerenciamento de Mudanças Modelagem de Gerenciamento de Nível de Serviço Modelagem de Gerenciamento de Liberações Modelagem de Gerenciamento de Configuração Modelagem de Gerenciamento de Capacidade Nesta terceira (e última) fase, concluiremos a modelagem dos 3 processos ITIL seguintes: Service Desk Gerenciamento de Disponibilidade Gerenciamento Financeiro de TI 2. Objeto Implementação das melhores práticas do ITIL 2 versão 2 na estrutura do Departamento de Tecnologia da Informação da SEFAZ-SP (DTI), em conformidade com o resultado do trabalho de consultoria da empresa IBM Global Services, efetuado na primeira etapa do projeto e em complemento ao trabalho de modelagem de processos executado pela empresa Pink Elephant, na segunda etapa do projeto. Entende-se por implementação das melhores práticas do ITIL a colocação em prática/ implantação das disciplinas/ funções abaixo relacionadas, bem como, a capacitação das equipes da Sefaz-SP: Service Desk Gerenciamento de Disponibilidade Gerenciamento Financeiro de TI 3. Prazo de Execução Os serviços objeto desse termo de referência deverão ser executados no prazo máximo de 8 (oito) meses, contado a partir da emissão da Ordem de Serviço (OS) pelo 2 ITIL Information Technology Infrastructure Library Biblioteca de melhores práticas de gestão de TI, mantida pela OGC Office of Government Commerce, órgão vinculado Governo Britânico. 3

4 contratante, conforme descrito no item 5. Descrição das Etapas/ Atividades e Produtos. 4. Diretrizes Gerais 4.1. As atividades decorrentes desta contratação serão realizadas nas dependências da BENEFICIÁRIA e envolverão os funcionários do DTI, os clientes das áreas de negócios que se relacionam com o DTI em sua área de produção, além dos consultores indicados pela empresa CONTRATADA; 4.2. A empresa CONTRATADA deverá gerenciar, planejar e acordar as datas com a BENEFICIÁRIA para a melhor adequação dos recursos envolvidos Os trabalhos desenvolvidos e documentados (Produtos) devem ser validados pela BENEFICIÁRIA, dentro de requisitos e prazos exigidos e estabelecidos em Plano de Trabalho e/ou acordados entre as partes; Todos os dados serão utilizados exclusivamente para fins deste projeto. A empresa CONTRATADA firmará compromisso de não utilizar os dados obtidos nos seus trabalhos, bem como nos provenientes dos trabalhos realizados nas etapas anteriores do projeto, os quais serão colocados à disposição da empresa vencedora deste certame Considerações sobre os Membros da Equipe do Projeto Para a implementação do projeto, diversas áreas e funções de T/I serão envolvidas. Desta forma, deverá ser constituído, no início da etapa de implementação (PRODUTO 01), um Comitê de Gestão do Projeto para o gerenciamento de todo o projeto. Este comitê, composto por consultores da empresa CONTRATADA e por funcionários da BENEFICIÁRIA, contará com um membro para fazer o gerenciamento operacional e um ou dois outros membros, responsáveis pelo suporte técnico, decisões em geral que envolvam mais que um módulo, itens relativos a ferramentas e documentação de processos em geral. Esses funcionários pertencerão aos quadros funcionais da BENEFICIÁRIA Na estrutura apresentada no APENDICE I SUGESTÃO DE ORGANIZAÇÃO DAS EQUIPES SEFAZ-SP - cada equipe deverá ter um Gerente - Dono (Owner) - do Módulo e um técnico que conheça os requisitos e ferramentas do mesmo, a fim de garantir a sua implantação Outros profissionais técnicos de outras áreas do DTI poderão ter participação por períodos ou atividades especificas para a implementação e manutenção dos Módulos. 4

5 5. Descrição das Etapas/ Atividades e Produtos Os serviços a serem contratados serão entregues em 6 (seis) Fases, produto a produto, conforme detalhamento a seguir e com base nos: APENDICE II - DIAGNÓSTICO DO AMBIENTE DE TI DA SEFAZ-SP APENDICE III PLANO DE APERFEIÇOAMENTO APENDICE IV - CRONOGRAMA DE IMPLANTAÇÃO DOS MÓDULOS APENDICE V FERRAMENTAS E TECNOLOGIAS UTILIZADAS ETAPAS FINALIDADE PRODUTO 1 o Preparação - Atividades de Planejamento, Preparação para implementação e Gerenciamento do Projeto PRODUTO 2 PRODUTO 3 PRODUTO 4 PRODUTO 5 PRODUTO 6 o Treinamento de funcionários da BENEFICIÁRIA o Service Desk elevar para o nível 4 de maturidade o Gerenciamento Financeiro de TI elevar para o nível 3 de maturidade o Gerenciamento de Disponibilidade elevar para o nível 3 de maturidade o Diagnóstico (assessment) do ambiente de TI da SEFAZ-SP, com base no ITIL versão 3. o Suporte a Implementação dos Processos de Gerenciamento de Serviços de TI 5.1. PRODUTO 1 ATIVIDADES DE PLANEJAMENTO, PREPARAÇÃO PARA IMPLEMENTAÇÃO E GERENCIAMENTO DO PROJETO Tempo estimado: três semanas A implementação, objeto desta contratação contemplará, entre outras, as atividades de planejamento, preparação para implementação e gerenciamento do projeto, na área de atuação do DTI Planejamento e Preparação para a Implementação do Projeto 5

6 Deverão ser desenvolvidas, pela CONTRATADA, diversas atividades, com vistas ao planejamento e preparação do Projeto, compreendendo, no mínimo, os seguintes tópicos: Analisar, avaliar e validar Relatórios de Diagnóstico e Plano de Aperfeiçoamento, produzidos pela empresa IBM Global Services na primeira fase do projeto. Analisar, avaliar e validar os modelos desenvolvidos pela empresa Pink Elephant na segunda fase do projeto, desde que sejam pertinentes ao desenvolvimento das Gerências previstas neste Edital. Apresentar formalmente à BENEFICIÁRIA eventuais ajustes e/ou melhorias nos relatórios entregues pela empresa IBM Global Services e pela Pink Elephant. Preparar apresentação executiva para os dirigentes da SEFAZ-SP, após a aprovação pela BENEFICIÁRIA do relatório final Planejamento da Organização para o Projeto Definir, em conjunto com a BENEFICIÁRIA, o Comitê de Gestão do Projeto (Gerente do Projeto e Suporte Operacional). Definir, em conjunto com a BENEFICIÁRIA, as equipes para desenvolvimento do projeto. Definir, em conjunto com a BENEFICIÁRIA, políticas, estratégias e metas para o Projeto. Definir, em conjunto com a BENEFICIÁRIA, forma de comunicação junto à diretoria do DTI e demais áreas da SEFAZ-SP. Apresentar o Projeto e itens definidos para as equipes do Projeto Gerenciamento do Projeto Atividades Gerais do Projeto, de responsabilidade do Comitê de Gestão do Projeto : Definir um cronograma detalhado para o projeto; Alocar o pessoal para as equipes do projeto; Definir os papéis e responsabilidades para cada equipe; Detalhar cronogramas para os módulos a serem desenvolvidos; Avaliar cronograma detalhado das equipes e validar políticas, missão, abrangência; Detalhar treinamento para os profissionais SEFAZ-SP; Definir e implantar um repositório para o material gerado no projeto; Definir formato padrão de documentação a ser utilizada no projeto; Definir e implantar um repositório para a documentação do projeto (processos); Alocar recursos para o projeto (sala, material em geral); Definir forma de trabalho das equipes (reuniões, validações..); Definir forma de alocação de pessoal de outras equipes da SEFAZ-SP; Definir e implantar uma agenda de entrevistas com o pessoal do projeto; Definir e implantar relatórios e apresentações sobre o projeto para diretoria; Desenvolver um esquema de comunicação para o projeto (SEFAZ-SP); 6

7 Atividades Durante o Desenvolvimento do Projeto, de responsabilidade do Comitê de Gestão do Projeto Avaliar o andamento do cronograma das equipes. Resolver problemas existentes durante o desenvolvimento do projeto: Integração entre os módulos; Abrangência dos Módulos; Problemas com Ferramentas; Aprovações de gerentes e usuários; Problemas com treinamento; Problemas com Pessoal (Equipes). Avaliar o material produzido; Aprovar a documentação gerada; Aprovar o plano de melhoramentos e manutenção; Aprovar a implantação final do Módulo; Aprovar o treinamento preparado sobre o módulo a ser ministrado para Clientes e funcionários da área de T/I; Rever cronograma do projeto e fazer mudanças necessárias, Definir pontos de avaliação geral do projeto; Definir e implementar plano de avaliação dos Módulos já implantados e definir planos de melhorias; Agir como facilitador juntos às equipes Produto 2: Treinamento Escopo O Projeto de Gestão do Ambiente de TI da BENEFICIÁRIA terá como abrangência o seu Departamento de Tecnologia da Informação - DTI, envolvendo todos os processos, na adaptação dos mesmos às melhores práticas definidas no modelo ITIL. Assim, o treinamento das equipes do DTI e, principalmente dos participantes diretos nas equipes do projeto nas melhores práticas do ITIL, além dos principais clientes, é fundamental. 7

8 Detalhamento Apresentamos a seguir o plano de treinamento proposto na primeira etapa do projeto pela empresa IBM Global Services: Nível Treinamento Descrição Duração estimada FUNDAMENTOS (FOUNDATIONS) ITIL Versão 2 - IT Service Management Essentials ITIL Versão 3 Foundations COBIT Foundations Entendimento básico dos Módulos de Service Support e Delivery. Nenhum Pré-requisito Entendimento básico do ciclo de vida do gerenciamento dos serviços de TI e dos processos que o suportam, seus papéis e funções. Pré-requisito: Nenhum pré-requisito Examina em detalhes os 4 domínios do COBIT, como o framework controla a governança de TI e como ela se integra com os demais frameworks de melhores práticas, como o ITIL. Pré-requisito: nenhum pré-requisito 2,5 dias 2,5 dias 2,5 dias Perfil dos treinandos Todos profissionais da área do DTI Todos profissionais da área do DTI Profissionais que vão atuar no projeto como Gerente do Projeto ou Suporte técnico do projeto. Quantidade de treinandos

9 PROFISSIONAL (PRACTITIONER) ITIL Versão 2 Entendimento detalhado dos seguintes Módulos Practitioner: ITIL : Configuração, Mudança e Liberação Configuration, Change & Release Pré-requisito: Curso de ITIL Foundation Management ITIL Versão 2 Practitioner: Service Desk, Incident & Problem Management ITIL Versão 2 Practitioner: Service Level & Financial Management Entendimento detalhado dos seguintes Módulos ITIL : Incidentes, Problemas e da função de Service Desk. Pré-requisito: Curso de ITIL Foundation Entendimento detalhado dos seguintes Módulos ITIL : Gerenciamento de nível de serviço e gerenciamento financeiro de TI Pré-requisito: Curso de ITIL Foundation 2 a 3 dias 2 a 3 dias 2 a 3 dias Profissionais das equipes, dirigido ao Módulo que está sendo implantado. Profissionais das equipes, dirigido ao Módulo que está sendo implantado. Profissionais das equipes, dirigido ao Módulo que está sendo implantado ITIL Practitioner: Entendimento detalhado dos seguintes Módulos Availability, Capacity & ITIL: disponibilidade e capacidade IT Service Continuity Management Pré-requisito: Curso de ITIL Foundation 2 a 3 dias Profissionais das equipes, dirigido ao Módulo que está sendo implantado. 3 9

10 AVANÇADO (ADVANCED) Gerente de Serviços ITIL (ITIL Service Manager) Entendimento detalhado de todos os Módulos de Service Support e Delivery. Pré-requisito: Curso de ITIL Foundation 3 semanas durante 3 meses Profissionais que vão atuar no projeto como Gerente do Projeto ou Suporte técnico do projeto. 4 Palestra Palestra de apresentação dos conceitos do ITIL V2 para todos os funcionários da área de TI e também das áreas de negócio 4 horas Profissionais do DTI e Gerentes das Áreas de Negócios da BENEFICIÁRIA 60 Os custos referentes a cada módulo do treinamento devem ser informados por treinando. 10

11 Requisitos e restrições Formais - O treinamento deverá ser ministrado em dias de expediente normal do Beneficiário, no período de 9:00 às 17:00 hrs, com intervalo para almoço. - os treinamentos deverão ser ministrados com antecedência mínima de 20 dias antes da implementação da respectiva disciplina.. A BENEFICIÁRIA indicará o melhor momento para as palestras com os seus clientes Metodológicos - Os Treinamentos deverão ser presenciais. - A CONTRATADA deverá solicitar à BENEFICIÁRIA o nome dos participantes das turmas com, no mínimo, 10 dias úteis de antecedência. - A CONTRATADA deverá apresentar, antes do início de cada um dos cursos, o plano de avaliação, incluindo as avaliações que os treinandos farão do instrutor e aquela que objetiva mensurar o nível de assimilação da matéria ministrada no curso em questão. Caso o instrutor não seja aprovado em sua avaliação, será obrigatória a substituição do mesmo e o curso deverá ser ministrado novamente sob penalidade do não pagamento do treinamento da matéria em questão. - O treinamento deverá ser complementado através de acompanhamento e assessoramento na aplicação dos conhecimentos adquiridos à implantação de cada uma das disciplinas das melhores práticas do ITIL Tecnológicos - O Beneficiário disponibilizará, para a execução das atividades relacionadas ao projeto, Salas de Treinamentos equipadas com microcomputadores para os treinandos e materiais normalmente disponibilizados a instrutores tais como flip-chart, quadro e micro acoplado a projetor, com software MS PowerPoint, desde que formalmente requisitados com no mínimo 10 dias úteis de antecedência. - É atividade da CONTRATADA preparar os equipamentos destinados aos treinandos de forma que os exercícios e todas as atividades componentes do curso possam ser executados por todos os treinandos Critérios de aprovação - Os treinandos e instrutores serão avaliados de acordo com os planos de avaliações apresentados previamente; - A entrega do produto deverá ser acompanhada de lista de presença, cópia de certificado de participação e relatório de avaliação dos treinandos, elaborados pelos instrutores com base nos testes aplicados. 11

12 - Os testes de avaliação dos instrutores deverão ser aplicados por técnicos da equipe do beneficiário e juntados aos relatórios entregues pela CONTRATADA. - A avaliação dos resultados para fins de pagamento será realizada, independentemente, por turma concluída. - Se a parcela de treinandos que julgue o treinamento ministrado como insuficiente for superior a 50% da turma, será responsabilidade da CONTRATADA promover novo treinamento, sem ônus para a Contratante e sem prejuízo para o cronograma geral dos trabalhos; Produtos - Cada turma de treinandos será considerada como um produto independente. - Para cada uma das 3 (três) disciplinas/ funções do ITIL deverão ser considerados três perfis de treinandos: membros do Comitê de Gestão do Projeto, membros das equipes do projeto e demais profissionais das áreas de TI e de negócios. - Em função da quantidade de treinandos para cada perfil e da quantidade máxima de treinandos por turma, já definidos anteriormente, a Licitante deverá dimensionar a quantidade de turmas necessárias Apropriação dos custos e forma de pagamento A CONTRATADA deverá incluir em seus custos, todos os ônus relativos ao treinamento. Os pagamentos serão realizados, por turma, em até 10 (dez) dias após a formalização da sua conclusão, a não ser que dentro do referido prazo o Beneficiário se manifeste relativamente à sua rejeição, conforme item

13 5.3 PRODUTO 3 EM CONFORMIDADE COM O APENDICE IV- CRONOGRAMA DE IMPLANTAÇÃO DOS MÓDULOS Função de Service Desk Definir e alocar a equipe para a adequação da Função de Service Desk (Gerente e Dono (Owner) do Módulo, Coordenador Técnico do Módulo e, se necessário, outros profissionais); Identificar treinamento necessário para equipe responsável pela implantação da Função; Treinar a Equipe responsável pela implantação do Service Desk (Processo ITIL); Analisar os itens da Função de Service Desk já implantados (processos, documentação e Ferramenta); Entender e explorar a Função de Service Desk da ferramenta UNICENTER, quanto a sua estrutura, funcionalidades, utilização, relatórios; Desenvolver e documentar um plano detalhado para adequação da Função de Service Desk, englobando, atividades, prazos e responsáveis; Obter a aprovação da Gerência do Projeto e Suporte Técnico (Comitê), para implantação da Função de Service Desk. Os seguintes itens devem ser considerados nessa implantação: Definir e documentar missão, objetivos, políticas e abrangência da Função de Service Desk.; Definir, estruturar e documentar toda Função de Service Desk, incluindo: Papéis / responsabilidades de todos envolvidos no Service Desk, inclusive terceiros, bem como lideranças da Sefaz-SP; Desenvolver o Fluxo da Função (desde o registro até o fechamento de chamadas); Rever e adequar o nível de conhecimento do pessoal de Service Desk (qualificado ou especializado); Buscar junto a outros Módulos a implementação de ferramentas que venham melhorar o desempenho da Função de Service Desk (Base de Dados de conhecimento, Base de Dados e processo de acesso ao histórico de incidentes e Base de Dados de Itens de Configuração (CIs) ativos); Adequar e documentar o processo de passagem de incidentes para os profissionais e áreas que atendam os 2o. e 3o. níveis de incidentes; Adequar e documentar o processo de obtenção de status e fechamento de incidentes, junto ao pessoal de 2o. e 3o. níveis e Gerenciamento de Problemas e Mudanças; Adequar os processos de monitoração e controles, atualmente implantados; Definir e implantar processo de pesquisa de satisfação e avaliação do Módulo junto ao negócio; 13

14 Analisar se o processo de Service Desk implantado atende aos Indicadores de Performance e se é viável a sua utilização no todo ou parcialmente; Implementar procedimentos de medições periódicas de indicadores de performance (responsáveis, forma de divulgação, público alvo); Recomendar novas tecnologias de apoio e comunicação, tais como, Intranet, sistemas de Auto-Ajuda e Sistemas de Telefonia Avançados para melhorar o desempenho do Service Desk; Rever a adequação do atual processo de treinamento para o pessoal do Service Desk, principalmente no que se refere ao pessoal novo; Módulo de Gerenciamento Financeiro de TI Definir e alocar a equipe para o desenvolvimento do Módulo de Gerenciamento Financeiro de T/I (Gerente e Dono (Owner) do Módulo, Coordenador Técnico do Módulo e, se necessário, outros profissionais); Identificar treinamento necessário para equipe responsável pela implantação do Módulo; Treinar a Equipe responsável pela implantação do Gerenciamento Financeiro de T/I (Processo ITIL); Entender e explorar o Módulo de Gerenciamento Financeiro de T/I da Ferramenta adotada, quanto a sua estrutura, funcionalidades, utilização, relatórios.; Desenvolver e documentar um plano detalhado de implantação para o Módulo de Gerenciamento Financeiro de T/I, englobando, atividade, prazos e responsáveis; Obter a aprovação da Gerência do Projeto e Suporte Técnico (Comitê) para implantação do Módulo; Os seguintes itens devem ser considerados nessa implantação: Definir e documentar missão, objetivos, políticas e abrangência do Módulo; Desenvolver um plano de ação para implantar a Ferramenta adotada; Implantar a Ferramenta adotada, executar testes e disponibilizar para continuidade da implantação do Módulo; Definir, estruturar e documentar todo Módulo de Gerenciamento Financeiro de T/I, incluindo: Papéis / responsabilidades de todos envolvido na implantação e utilização do Módulo; Desenhar o workflow do processo de Gerenciamento Financeiro de T/I; Processo de Orçamento (Budget); Processo de Contabilidade (IT Accounting) Processo de Cobrança (Opcional) (Charging) Definir modelo de custos; Processo de definição de custos de indisponibilidade; Definir e implantar processos de monitoração e controles; 14

15 Analisar se o processo de Gerenciamento Financeiro de T/I, implantado atende os Indicadores de Performance e se é viável a sua utilização no todo ou em parte; Desenvolver um Plano de Operacionalização do Módulo de Gerenciamento Financeiro de T/I; Definir um processo de comunicação geral na empresa, informando a implantação do Módulo; Implementar procedimentos de medições periódicas de indicadores de performance (responsáveis, forma de divulgação, público alvo). 5.4 PRODUTO 4 EM CONFORMIDADE COM O APENDICE IV- CRONOGRAMA DE IMPLANTAÇÃO DOS MÓDULOS Módulo de Disponibilidade Definir e alocar a equipe para o desenvolvimento do Módulo de Gerenciamento de Disponibilidade (Gerente e Dono (Owner) do Módulo, Coordenador Técnico do Módulo e, se necessário, outros profissionais); Identificar treinamento necessário para equipe responsável pela implantação do Módulo; Treinar equipe responsável pela implantação do Gerenciamento de Disponibilidade (Processo ITIL e ferramentas); Analisar as funções do módulo já implantadas (processos, documentação e ferramenta); Entender e explorar o Módulo de Gerência de Disponibilidade da ferramenta adotada, quanto a sua estrutura, funcionalidades, utilização, relatórios.; Desenvolver e documentar um plano detalhado de implantação para o Módulo de Gerenciamento de Disponibilidade, englobando atividades, prazos e responsáveis; Obter a aprovação da Gerências do Projeto e Suporte Técnico (Comitê) para implantação do Módulo. Os seguintes itens devem ser considerados nessa implantação: Definir e documentar missão, objetivos, políticas e abrangência do Módulo; Definir Papéis e Responsabilidades para atendimento do Módulo de Disponibilidade; Identificar pontos únicos de falha no ambiente de T/I (Rede, Equipamentos, Infra-estrutura.); Relacionar pontos únicos de falha identificados, quantificar custos e buscar implantação da solução para os mesmos; Estabelecer os requisitos de disponibilidade para o ambiente de T/I da BENEFICIÁRIA; Desenvolver e implantar gerenciamento ativo de disponibilidade (automação e monitoramento), onde possível; 15

16 Analisar as necessidades baseado nos pontos únicos de falha e viabilizar o armazenamento de peças e componentes sobressalentes; Desenvolver e documentar processos de análise para implantar e utilizar: (CFIA) Component Failure Impact; (FTA) Fault Tree Analysis; (SOA) Service System Outage Analysis; componentes com tolerância a erro / redundância e resiliência quando necessário. Disponibilizar um Banco de Dados de Gerenciamento de Disponibilidade para registrar dados e informações para suportar as atividades do módulo de Gerenciamento de Disponibilidade, exemplos de dados contidos nesse DB: Plano de Disponibilidade; Resultados de avaliação do impacto de indisponibilidade do serviço nos negócios; Dados de Confiabilidade, Capacidade de Manutenção e Capacidade de serviço por componente (Incidentes, Problemas e Mudanças); Resultados CFIA, FTA e SOA; Dados de modelagem de disponibilidade; Dados de análise de queda de sistemas; Dados de configuração e monitoramento dos serviços. Analisar e adequar um processo de manutenção eficiente e efetivo para os componentes de T/I (equipamentos, rede, infra-estrutura.); Desenvolver e implantar um processo de revisão e análise constante dos resultados de OLA e UC, visando identificar possíveis melhorias no Módulo de Disponibilidade; Implantar um processo para criação de Plano de Disponibilidade; Definir e implantar processos de monitoração e controles, com definição de responsáveis, pessoal envolvido, periodicidade, medições e indicadores de performance. 5.5 PRODUTO 5 DIAGNÓSTICO (ASSESSMENT) DO AMBIENTE DE TI DA SEFAZ-SP, COM BASE NO ITIL VERSÃO 3 EM CONFORMIDADE COM O APENDICE IV- CRONOGRAMA DE IMPLANTAÇÃO DOS MÓDULOS. Tempo estimado: quatro semanas A ser realizado ao final do trabalho de modelagem dos processos resultantes dos Produtos 3 e 4: Levantamento e definição dos processos envolvidos na área de TI do Departamento de Tecnologia da Informação da SEFAZ-SP; 16

17 Análise da atuação dos prestadores de serviços existentes; Apuração e análise do grau de maturidade do ambiente de TI da SEFAZ-SP em relação às práticas do ITIL versão 3; Levantamento das ferramentas existentes e análise do seu grau de aderência ao ITIL Versão 3, 17

18 Através das seguintes atividades: Etapa 01 Diagnóstico (Assessment) Etapa 02 Plano de Aperfeiçoamento Início dos trabalhos Conhecimento dos conceitos ITIL V3, padronização de linguagem e compreensão das possibilidades de aperfeiçoamento por intermédio das melhores práticas. Determinação do objetivo e do Determinação da orientação quanto a: escopo objetivo do DTI e posicionamento da organização de TI; nível de maturidade necessário; número de processos envolvidos na análise; plano de entrevistas. Execução das pesquisas Informações estruturadas sobre: processos e seus relacionamentos; organização, pessoas e competências; papéis e responsabilidades; Relatório sobre oportunidades de aperfeiçoamento Feedback preliminar para o líder do projeto Inclusão do feedback no relatório final Feedback para toda a equipe Desenvolver um esboço de Plano de Aperfeiçoamento Levantamento e análise das ferramentas a serem utilizadas. Apresentação do Plano de Aperfeiçoamento Levantamento das necessidades de treinamento Apresentação final do Plano de Aperfeiçoamento ferramentas. Relatório resumido sobre análise dos instrumentos de mensuração dos níveis de maturidade e orientação quanto aos pontos importantes de aperfeiçoamento. Compartilhamento das análises e acordo sobre a estratégia da sessão final de feedback. Relatório atualizado e compartilhado. Compartilhamento das análises e visões sobre o aperfeiçoamento com toda a equipe. Versão preliminar do plano de aperfeiçoamento Analisar o grau de aderência das ferramentas às melhores práticas do ITIL Versão 3 e planejar as devidas adequações necessárias (customização). Discussão dos resultados e a forma de abordagem para a reunião de finalização, ajustes quando necessário e inclusão de qualquer alteração no plano. Definir as responsabilidades e implementar o plano de treinamento. Definir responsáveis dos processos ITIL Versão 3 para efeito de implementação. Nomeação de gerentes para execução dos procedimentos definidos para cada disciplina. 18

Gestão de T.I. GESTÃO DE T.I. ITIL. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com

Gestão de T.I. GESTÃO DE T.I. ITIL. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com GESTÃO DE T.I. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com 1 Information Technology Infrastructure Library 2 O que é o? Information Technology Infrastructure Library é uma biblioteca composta por sete livros

Leia mais

Gerenciamento de Serviços em TI com ITIL. Gerenciamento de Serviços de TI com ITIL

Gerenciamento de Serviços em TI com ITIL. Gerenciamento de Serviços de TI com ITIL Gerenciamento de Serviços de TI com ITIL A Filosofia do Gerenciamento de Serviços em TI Avanços tecnológicos; Negócios totalmente dependentes da TI; Qualidade, quantidade e a disponibilidade (infra-estrutura

Leia mais

Café da Manhã Corporativo

Café da Manhã Corporativo Café da Manhã Corporativo O ITIL como ferramenta de Governança de TI Palestrante: Julio Cesar R. S. Avila Palestrante: Julio Cesar R. S. Avila Especialista Newtrend em Governança de TI, é um profissional

Leia mais

2º Encontro GE-SP ITIL 05.03.2005

2º Encontro GE-SP ITIL 05.03.2005 ITIL (IT Infrastructure Library) ITIL - Information Technology Infrastructure Library Uma Introdução 2º Encontro GE-SP ITIL 05.03.2005 05/03/2005 GE-SP ITIL 1 Apresentadores Carlos Teixeira - Automidia

Leia mais

Proposta ITIL V3 HAND S ON. Apresentação Executiva. ITIL V3 Hand s ON

Proposta ITIL V3 HAND S ON. Apresentação Executiva. ITIL V3 Hand s ON ITIL V3 HAND S ON Apresentação Executiva 1 Os treinamentos de ITIL Hand s On, abordam os processos da gestão de serviços de TI do ITIL v3 e são recomendados e necessários, para quem quer ser tornar um

Leia mais

ITIL Overview. Gestão de Serviços de TI

ITIL Overview. Gestão de Serviços de TI ITIL Overview Gestão de Serviços de TI Sobre a ILUMNA Atuando na área Gerenciamento de Serviços em TI (ITSM) desde 1997, a ILUMNA presta serviços de Consultoria, Educação e Tecnologia, com o objetivo de

Leia mais

Tópicos Especiais. Núcleo de Pós Graduação Pitágoras

Tópicos Especiais. Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Professor: Fernando Zaidan Disciplina: Arquitetura da Informática e Automação MBA Gestão em Tecnologia da Informaçao 1 Tópicos Especiais Novembro - 2008 2 Referências

Leia mais

Profa. Gislaine Stachissini. Unidade III GOVERNANÇA DE TI

Profa. Gislaine Stachissini. Unidade III GOVERNANÇA DE TI Profa. Gislaine Stachissini Unidade III GOVERNANÇA DE TI Information Technology Infrastructure Library ITIL Criado pelo governo do Reino Unido, tem como objetivo a criação de um guia com as melhores práticas

Leia mais

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras. Tópicos Especiais

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras. Tópicos Especiais Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Professor: Fernando Zaidan Disciplina: Arquitetura da Informática e Automação MBA Gestão em Tecnologia da Informaçao Tópicos Especiais Junho - 2008 Referências Acessos

Leia mais

ITIL. Fundamentos do Gerenciamento de Serviços de TI. Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br

ITIL. Fundamentos do Gerenciamento de Serviços de TI. Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br ITIL Fundamentos do Gerenciamento de Serviços de TI Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br Objetivo Prover uma visão geral sobre Gerenciamento de Serviços de TI: Conceito; Desafios; Estrutura; Benefícios;

Leia mais

Conceitos Básicos e Implementação. Entrega de Serviços. Professor Gledson Pompeu (gledson.pompeu@gmail.com)

Conceitos Básicos e Implementação. Entrega de Serviços. Professor Gledson Pompeu (gledson.pompeu@gmail.com) Conceitos Básicos e Implementação Pref. Mun. Vitória 2007 Analista de Suporte 120 A ITIL (information technology infrastructure library) visa documentar as melhores práticas na gerência, no suporte e na

Leia mais

Simulado ITIL V3 Português Sicoob

Simulado ITIL V3 Português Sicoob Simulado ITIL V3 Português Sicoob Dezembro 2009 1 de 40 A Implementação do Gerenciamento de Serviços Baseados na ITIL requer preparação e planejamento do uso eficaz e eficiente de quais dos seguintes?

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos Referência: An Introductory Overview of ITIL v2 Livros ITIL v2 Cenário de TI nas organizações Aumento da dependência da TI para alcance

Leia mais

Alinhamento Estratégico da TI com o Modelo de Negócios da Empresa: um estudo sobre as melhores práticas da biblioteca ITIL

Alinhamento Estratégico da TI com o Modelo de Negócios da Empresa: um estudo sobre as melhores práticas da biblioteca ITIL Alinhamento Estratégico da TI com o Modelo de Negócios da Empresa: um estudo sobre as melhores práticas da biblioteca ITIL Fernando Riquelme i Resumo. A necessidade por criar processos mais eficientes,

Leia mais

ITIL. Information Technology Infrastructure Library. Arlei Calazans. Universidade Federal de Pernambuco Centro de Informática Recife, Pernambuco

ITIL. Information Technology Infrastructure Library. Arlei Calazans. Universidade Federal de Pernambuco Centro de Informática Recife, Pernambuco ITIL Information Technology Infrastructure Library Arlei Calazans Universidade Federal de Pernambuco Centro de Informática Recife, Pernambuco ajcm@cin.ufpe.br 24 de setembro de 2007 Agenda 1 Fundamentação

Leia mais

ITIL - Information Technology Infraestructure Library

ITIL - Information Technology Infraestructure Library ITIL Biblioteca de infra estrutura de TI (do Inglês, Information Technology Infraestructure Library) e ISO/IEC 20.000 ITIL - Information Technology Infraestructure Library Foi criado no fim dos anos 80

Leia mais

Curso Fundamentos de Gerenciamento de Serviços de TI baseado no ITIL V3

Curso Fundamentos de Gerenciamento de Serviços de TI baseado no ITIL V3 Curso Fundamentos de Gerenciamento de Serviços de TI baseado no ITIL V3 Todos nossos cursos são preparados por profissionais certificados e reconhecidos no mercado de Gerenciamento de Serviços de TI. Os

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA até 28/08/2009. até a data acima mencionada

CONSULTA PÚBLICA até 28/08/2009. até a data acima mencionada CONSULTA PÚBLICA O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social BNDES está preparando processo licitatório para contratação de serviços de consultoria técnica especializada, conforme detalhado

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. Contratação de empresa para prestação de serviços de treinamento em Information Technology Infrastructure Library (ITIL)V3.

TERMO DE REFERÊNCIA. Contratação de empresa para prestação de serviços de treinamento em Information Technology Infrastructure Library (ITIL)V3. TERMO DE REFERÊNCIA Contratação de empresa para prestação de serviços de treinamento em 1. OBJETO Contratação de empresa para prestação de serviços de treinamento em conceitos da biblioteca ITIL V3 - Infrastructure

Leia mais

ITIL (INFORMATION TECHNOLOGY INFRASTRUCTURE LIBRARY)

ITIL (INFORMATION TECHNOLOGY INFRASTRUCTURE LIBRARY) Universidade Federal de Santa Catarina Departamento de Informática e Estatística INE Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Projetos I Professor: Renato Cislaghi Aluno: Fausto Vetter Orientadora: Maria

Leia mais

O que o Negócio quer da TI? www.companyweb.com.br Download: www.companyweb.com.br/downloads 1

O que o Negócio quer da TI? www.companyweb.com.br Download: www.companyweb.com.br/downloads 1 O que o Negócio quer da TI? www.companyweb.com.br Download: www.companyweb.com.br/downloads 1 Exemplo de Relatório Velocidade na Resolução dos incidentes 97% 95% Qualidade na resolução dos incidentes 85%

Leia mais

efagundes com GOVERNANÇA DE TIC Eduardo Mayer Fagundes Aula 3/4

efagundes com GOVERNANÇA DE TIC Eduardo Mayer Fagundes Aula 3/4 GOVERNANÇA DE TIC Eduardo Mayer Fagundes Aula 3/4 1 CobIT Modelo abrangente aplicável para a auditoria e controle de processo de TI, desde o planejamento da tecnologia até a monitoração e auditoria de

Leia mais

Grupo de Estudos ITIL. Gerenciamento de Serviços de TI - ITSM Rodrigo Pementa, ITIL Certified Daniel Andrade, ITIL Certified

Grupo de Estudos ITIL. Gerenciamento de Serviços de TI - ITSM Rodrigo Pementa, ITIL Certified Daniel Andrade, ITIL Certified Grupo de Estudos ITIL Gerenciamento de Serviços de TI - ITSM Rodrigo Pementa, ITIL Certified Daniel Andrade, ITIL Certified Desafios das Organizações de TI Participar na solução dos problemas de negócio;

Leia mais

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento Estratégico de TIC no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário Planejamento

Leia mais

Governança e Qualidade em Serviços de TI COBIT Governança de TI

Governança e Qualidade em Serviços de TI COBIT Governança de TI Governança e Qualidade em Serviços de TI COBIT Governança de TI COBIT Processos de TI Aplicativos Informações Infraestrutura Pessoas O que é o CObIT? CObIT = Control Objectives for Information and Related

Leia mais

ivirtua Solutions 4 ITIL

ivirtua Solutions 4 ITIL ivirtua Solutions 4 ITIL ivirtua Solutions ITIL WHITEPAPER ITIL INTRODUÇÃO O ITIL é o modelo de referência para endereçar estruturas de processos e procedimentos à gestão de TI, organizado em disciplinas

Leia mais

Porquê na ITIL nas empresas? o Para termos uma resposta efetiva é preciso entender o porque da governança; o Entender gerenciamento de riscos.

Porquê na ITIL nas empresas? o Para termos uma resposta efetiva é preciso entender o porque da governança; o Entender gerenciamento de riscos. ITIL V3 Porquê na ITIL nas empresas? o Para termos uma resposta efetiva é preciso entender o porque da governança; o Entender o gerenciamento de riscos. Porquê Governança? Porque suas ações e seus requisitos

Leia mais

Como Aumentar a Produtividade Através de Processos Inteligentes na TI

Como Aumentar a Produtividade Através de Processos Inteligentes na TI Como Aumentar a Produtividade Luciana Ribeiro Apolinário AGENDA Apresentação Introdução ITIL Qualidade Diagnóstico Casos Reais Case Setor Público / Resultados Aumentando a Produtividade Considerações Finais

Leia mais

GESTÃO DA QUALIDADE DE SOFTWARE

GESTÃO DA QUALIDADE DE SOFTWARE GESTÃO DA QUALIDADE DE SOFTWARE Fernando L. F. Almeida falmeida@ispgaya.pt Principais Modelos Capability Maturity Model Integration (CMMI) Team Software Process and Personal Software Process (TSP/PSP)

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Institui o Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação no âmbito do Poder Judiciário. O PRESIDENTE DO CONSELHO

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 13/06/2014 14:08:02 Endereço IP: 177.1.81.29 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

Proposta. ISO 20.000 / 2011 Fundamentos. Apresentação Executiva. ISO 20.000 / 2011 - Fundamentos

Proposta. ISO 20.000 / 2011 Fundamentos. Apresentação Executiva. ISO 20.000 / 2011 - Fundamentos ISO 20.000 / 2011 Fundamentos Apresentação Executiva 1 O treinamento de ISO 20.000 Foundation tem como premissa fornecer uma visão geral da publicação da norma ISO/IEC 20000 capacitando o aluno a entender

Leia mais

Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio?

Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio? Como obter resultados em TI com gestão e governança efetivas direcionadas a estratégia do negócio? A Tecnologia da Informação vem evoluindo constantemente, e as empresas seja qual for seu porte estão cada

Leia mais

Tópicos Especiais. Núcleo de Pós Graduação Pitágoras. Aula Inaugural: MBA Gestão em TI T4 29/07/2009. Professor: Fernando Zaidan. Metodologia?!?

Tópicos Especiais. Núcleo de Pós Graduação Pitágoras. Aula Inaugural: MBA Gestão em TI T4 29/07/2009. Professor: Fernando Zaidan. Metodologia?!? Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Aula Inaugural: MBA Gestão em TI T4 Tópicos Especiais Biblioteca de Infra-Estrutura de TI Professor: Fernando Zaidan Julho - 2009 1 2 Acessos em 17 jul. 2009: http://www.trainning.com.br/artigo_itil.html

Leia mais

Lista de Exercícios 01: ITIL Prof. Fernando Pedrosa

Lista de Exercícios 01: ITIL Prof. Fernando Pedrosa Lista de Exercícios 01: ITIL Prof. Fernando Pedrosa Canais: fpedrosa@gmail.com http://tinyurl.com/ycekmjv INMETRO - Infraestrutura - (CESPE 2009) 81 Gerenciamento de nível de serviço é uma forma de entrega

Leia mais

Proposta. ITIL V3 2011 Fundamentos. Apresentação Executiva. ITIL V3 2011 - Fundamentos

Proposta. ITIL V3 2011 Fundamentos. Apresentação Executiva. ITIL V3 2011 - Fundamentos ITIL V3 2011 Fundamentos Apresentação Executiva 1 O treinamento de ITIL V3 Foundations, tem como premissa capacitar o aluno a entender a aplicação da metodologia do ITIL e contato com as suas principais

Leia mais

MATERIAL DE APOIO PROFESSOR

MATERIAL DE APOIO PROFESSOR MATERIAL DE APOIO PROFESSOR Conceitos Básicos e Implementação Dataprev 2006 Analista de Banco de Dados 106 A aplicação de gerenciamento de níveis de serviço, por si só, garante a oferta de bons serviços.

Leia mais

Questionário de Governança de TI 2014

Questionário de Governança de TI 2014 Questionário de Governança de TI 2014 De acordo com o Referencial Básico de Governança do Tribunal de Contas da União, a governança no setor público compreende essencialmente os mecanismos de liderança,

Leia mais

Ciência da Computação. Gestão da Tecnologia da Informação ITIL Information Technology Infrastructure Library

Ciência da Computação. Gestão da Tecnologia da Informação ITIL Information Technology Infrastructure Library Ciência da Computação Gestão da Tecnologia da Informação ITIL Information Technology Infrastructure Library Agenda Histórico Conceitos básicos Objetivos Visão Geral do Modelo Publicações: Estratégia de

Leia mais

ITIL. Information Technology Infrastructure Library

ITIL. Information Technology Infrastructure Library Information Technology Infrastructure Library 34929 - Daniel Aquere de Oliveira 34771 - Daniel Tornieri 34490 - Edson Gonçalves Rodrigues 34831 - Fernando Túlio 34908 - Luiz Gustavo de Mendonça Janjacomo

Leia mais

COBIT. Governança de TI. Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br

COBIT. Governança de TI. Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br COBIT Governança de TI Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br Sobre mim Juvenal Santana Gerente de Projetos PMP; Cobit Certified; ITIL Certified; OOAD Certified; 9+ anos de experiência em TI; Especialista

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 12/06/2014 13:58:56 Endereço IP: 200.252.42.196 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Núcleo de Pós Graduação Pitágoras MBA Gestão em TI Disciplina: Administração de Suporte e Automação Gerenciamento de Suporte Professor: Fernando Zaidan Ago-2009 1 2 Contexto Área de TI lugar estratégico

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v3 Módulo 1 Conceitos básicos

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v3 Módulo 1 Conceitos básicos Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v3 Módulo 1 Conceitos básicos Referência: An Introductory Overview of ITIL v3 Livros ITIL v3 Novos Conceitos Serviço de TI: Meio para entregar valor aos clientes propicia

Leia mais

Processos Técnicos - Aulas 1 a 3

Processos Técnicos - Aulas 1 a 3 Gerenciamento de Serviços de TI Processos Técnicos - Aulas 1 a 3 A Informática, ou Tecnologia da Informação, antigamente era vista como apenas mais um departamento, como um apoio à empresa. Hoje, qualquer

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 06/06/2014 18:22:39 Endereço IP: 189.9.1.20 1. Liderança da alta administração 1.1. Com relação

Leia mais

ITIL - Por que surgiu? Dependências de TI; A qualidade, quantidade e disponibilidade de infra-estrutura de TI afetam diretamente;

ITIL - Por que surgiu? Dependências de TI; A qualidade, quantidade e disponibilidade de infra-estrutura de TI afetam diretamente; ITIL ITIL - Por que surgiu? Dependências de TI; A qualidade, quantidade e disponibilidade de infra-estrutura de TI afetam diretamente; ITIL Mas o que gerenciar? Gerenciamento de Serviço de TI. Infra-estrutura

Leia mais

Módulo 8 Gerenciamento de Nível de Serviço

Módulo 8 Gerenciamento de Nível de Serviço Módulo 8 Gerenciamento de Nível de Serviço Módulo 8 Gerenciamento de Nível de Serviço Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste material sem a permissão

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 08/08/2014 19:53:40 Endereço IP: 150.164.72.183 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação (PETI) Secretaria de Tecnologia da Informação Florianópolis, março de 2010. Apresentação A informatização crescente vem impactando diretamente

Leia mais

Curso ITIL Foundation. Introdução a ITIL. ITIL Introduction. Instrutor: Fernando Palma fernando.palma@gmail.com http://gsti.blogspot.

Curso ITIL Foundation. Introdução a ITIL. ITIL Introduction. Instrutor: Fernando Palma fernando.palma@gmail.com http://gsti.blogspot. Curso ITIL Foundation Introdução a ITIL ITIL Introduction Instrutor: Fernando Palma fernando.palma@gmail.com http://gsti.blogspot.com Agenda Definição / Histórico Escopo Objetivos Benefícios e Problemas

Leia mais

Curso Especialização em Gerenciamento Operacional de Serviços de TI Baseado no ITIL V3 e Cobit 4.1

Curso Especialização em Gerenciamento Operacional de Serviços de TI Baseado no ITIL V3 e Cobit 4.1 Curso Especialização em Gerenciamento Operacional de Serviços de TI Baseado no ITIL V3 e Cobit 4.1 Todos nossos cursos são preparados por profissionais certificados e com larga experiência em Governança

Leia mais

Information Technology Infrastructure Library (ITIL)

Information Technology Infrastructure Library (ITIL) Information Technology Infrastructure Library (ITIL) Metodologias de Sistemas 1 Profa. Rosângela Penteado Grupo Guilherme Leme Janito V. Ferreira Filho João Victor Martins Patrícia Inoue Nakagawa Rafael

Leia mais

ISO/IEC 20000:2005. Introdução da Norma ISO/IEC 20000 no Mercado Brasileiro Versão 1.1, 15.09.2006

ISO/IEC 20000:2005. Introdução da Norma ISO/IEC 20000 no Mercado Brasileiro Versão 1.1, 15.09.2006 ISO/IEC 20000:2005 Introdução da Norma ISO/IEC 20000 no Mercado Brasileiro Versão 1.1, 15.09.2006 André Jacobucci andre.jacobucci@ilumna.com +55 11 5087 8829 www.ilumna.com Objetivos desta Apresentação

Leia mais

A Biblioteca: Gerenciamento de Serviços de TI. Instrutor : Cláudio Magalhães E-mail: cacmagalhaes@io2.com.br

A Biblioteca: Gerenciamento de Serviços de TI. Instrutor : Cláudio Magalhães E-mail: cacmagalhaes@io2.com.br A Biblioteca: Gerenciamento de Serviços de TI Instrutor : Cláudio Magalhães E-mail: cacmagalhaes@io2.com.br 2 A Biblioteca ITIL: Information Technology Infrastructure Library v2 Fornece um conjunto amplo,

Leia mais

Introdução. A Travessia do Rio

Introdução. A Travessia do Rio Apresentação 1 Introdução A Travessia do Rio 2 Cenário atual / Motivação Processos de negócios mudando rapidamente; Infra-estrutura de TI complexa e em constante atualização; TRIPÉ: Qualidade Tempo Custo

Leia mais

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 Dispõe sobre a Política de Governança de Tecnologia da Informação do Tribunal de Contas da União (PGTI/TCU). O TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO, no uso de suas

Leia mais

Gerenciamento de Incidentes - ITIL. Prof. Rafael Marciano

Gerenciamento de Incidentes - ITIL. Prof. Rafael Marciano Gerenciamento de Incidentes - ITIL Prof. Rafael Marciano Conteúdo Objetivos Conceitos e Definições Atividades Indicadores Chaves de Desempenho Papéis Desafios Um pouco sobre a certificação ITIL Foundations

Leia mais

Gledson Pompeu 1. Cenário de TI nas organizações. ITIL IT Infrastructure Library. A solução, segundo o ITIL

Gledson Pompeu 1. Cenário de TI nas organizações. ITIL IT Infrastructure Library. A solução, segundo o ITIL Cenário de TI nas organizações Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos Referência: An Introductory Overview of ITIL v2 Livros ITIL v2 Aumento da dependência da TI para alcance

Leia mais

APRENDA COMO GERENCIAR SEUS SERVIÇOS

APRENDA COMO GERENCIAR SEUS SERVIÇOS APRENDA COMO GERENCIAR SEUS SERVIÇOS Treinamento ISO 20000 Foundation Presencial ou EAD O Gerenciamento de Serviços de TI tem como foco o fornecimento eficiente e eficaz de serviços que assegura a satisfação

Leia mais

Carlos Henrique Santos da Silva

Carlos Henrique Santos da Silva GOVERNANÇA DE TI Carlos Henrique Santos da Silva Mestre em Informática em Sistemas de Informação UFRJ/IM Certificado em Project Management Professional (PMP) PMI Certificado em IT Services Management ITIL

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. 1. Objeto. 2. Antecedentes. 3. Objeto da Licitação

TERMO DE REFERÊNCIA. 1. Objeto. 2. Antecedentes. 3. Objeto da Licitação TERMO DE REFERÊNCIA 1. Objeto 1.1. Contratação de empresa especializada em auditoria de tecnologia da informação e comunicações, com foco em segurança da informação na análise de quatro domínios: Processos

Leia mais

Governança de TI com COBIT, ITIL e BSC

Governança de TI com COBIT, ITIL e BSC {aula #2} Parte 1 Governança de TI com melhores práticas COBIT, ITIL e BSC www.etcnologia.com.br Rildo F Santos rildo.santos@etecnologia.com.br twitter: @rildosan (11) 9123-5358 skype: rildo.f.santos (11)

Leia mais

Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA. Levantamento da Gestão de TIC

Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA. Levantamento da Gestão de TIC Relatório de Consultoria PD.33.10.83A.0080A/RT-05-AA Levantamento da Gestão de TIC Cotação: 23424/09 Cliente: PRODABEL Contato: Carlos Bizzoto E-mail: cbizz@pbh.gov.br Endereço: Avenida Presidente Carlos

Leia mais

Administração de Ativos de TI. Prof. André Montevecchi

Administração de Ativos de TI. Prof. André Montevecchi Administração de Ativos de TI Prof. André Montevecchi Introdução a ITIL Em um mundo altamente competitivo, de mudanças constantes e inesperadas, é preciso ter flexibilidade e agilidade suficientes para

Leia mais

GESTÃO DE TI NAS ORGANIZAÇÕES CONTEMPORÂNEAS

GESTÃO DE TI NAS ORGANIZAÇÕES CONTEMPORÂNEAS GESTÃO DE TI NAS ORGANIZAÇÕES CONTEMPORÂNEAS WALLACE BORGES CRISTO 1 JOÃO CARLOS PEIXOTO FERREIRA 2 João Paulo Coelho Furtado 3 RESUMO A Tecnologia da Informação (TI) está presente em todas as áreas de

Leia mais

Profa. Celia Corigliano. Unidade IV GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE TI

Profa. Celia Corigliano. Unidade IV GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE TI Profa. Celia Corigliano Unidade IV GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE TI Agenda da disciplina Unidade I Gestão de Projetos Unidade II Ferramentas para Gestão de Projetos Unidade III Gestão de Riscos em TI Unidade

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul Planejamento Estratégico de TIC da Justiça Militar do Estado do Rio Grande do Sul MAPA ESTRATÉGICO DE TIC DA JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO (RS) MISSÃO: Gerar, manter e atualizar soluções tecnológicas eficazes,

Leia mais

Sequência da Apresentação

Sequência da Apresentação Fernando Welter Orientador: Paulo Roberto Dias Sequência da Apresentação Introdução Objetivos Fundamentação teórica Desenvolvimento do sistema Operacionalidade da implementação Resultados e discussões

Leia mais

Exercícios ITIL/COBIT

Exercícios ITIL/COBIT Exercícios ITIL/COBIT IADES - 2010 CFA (Conselho Federal de Administração) - Analista de Sistemas No início dos anos 80, foi desenvolvido na Inglaterra, o modelo ITIL (Information Tecnology Infrastructure

Leia mais

Curso Governança de TI - Visão Executiva

Curso Governança de TI - Visão Executiva Curso Governança de TI - Visão Executiva Todos nossos cursos são preparados por profissionais certificados e com larga experiência em Governança de TI. Os cursos são ministrados em português, sendo o material

Leia mais

Melhores práticas para gerenciamento de suporte a serviços de TI

Melhores práticas para gerenciamento de suporte a serviços de TI Melhores práticas para gerenciamento de suporte a serviços de TI Adriano Olimpio Tonelli Redes & Cia 1. Introdução A crescente dependência entre os negócios das organizações e a TI e o conseqüente aumento

Leia mais

Metodologia para Análise de Maturidade de Governança de TI. Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios

Metodologia para Análise de Maturidade de Governança de TI. Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios Metodologia para Análise de Maturidade de Governança de TI Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios Garanta a eficiência e a competitividade da sua empresa Análise de Maturidade de Governança

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA (TR) GAUD 4.6.8 01 VAGA

TERMO DE REFERÊNCIA (TR) GAUD 4.6.8 01 VAGA INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA (TR) GAUD 4.6.8 01 VAGA 1 IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA Contratação de consultoria pessoa física para serviços de preparação

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO Controle de Versões Autor da Solicitação: Subseção de Governança de TIC Email:dtic.governanca@trt3.jus.br Ramal: 7966 Versão Data Notas da Revisão 1 03.02.2015 Versão atualizada de acordo com os novos

Leia mais

Metodologia de Gestão da Qualidade (Quality Assurance) de implementação de projetos ERP. Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios

Metodologia de Gestão da Qualidade (Quality Assurance) de implementação de projetos ERP. Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios Metodologia de Gestão da Qualidade (Quality Assurance) de implementação de projetos ERP Soluções em Gestão e TI que adicionam valor aos negócios Garanta a eficiência e a competitividade da sua empresa

Leia mais

Oficina 1: CUSTOS. Ocorrência Desafio Ocorrências Lições Aprendidas Melhorias Considerações SGE. Procurar parceiros que dividam ou arquem com custos

Oficina 1: CUSTOS. Ocorrência Desafio Ocorrências Lições Aprendidas Melhorias Considerações SGE. Procurar parceiros que dividam ou arquem com custos Oficina : CUSTOS 2 Orçamento sem financeiro (Cronograma X Desembolso) Comunicação quanto ao Risco de não execução do projeto Procurar parceiros que dividam ou arquem com custos Negociação com SPOA/Secr.

Leia mais

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO NBR ISO/IEC 27002: 2005 (antiga NBR ISO/IEC 17799) NBR ISO/IEC 27002:2005 (Antiga NBR ISO/IEC 17799); 27002:2013. Metodologias e Melhores Práticas em SI CobiT; Prof. Me. Marcel

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI com base na ITIL

Gerenciamento de Serviços de TI com base na ITIL Gerenciamento de Serviços de TI com base na ITIL Information Technology Infrastructure Library ou Biblioteca de Infraestrutura da Tecnologia da Informação A TI de antes (ou simplesmente informática ),

Leia mais

Melhores Práticas em TI

Melhores Práticas em TI Melhores Práticas em TI Referências Implantando a Governança de TI - Da Estratégia à Gestão de Processos e Serviços - 2ª Edição Edição - AGUINALDO ARAGON FERNANDES, VLADIMIR FERRAZ DE ABREU. An Introductory

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC

Planejamento Estratégico de TIC Planejamento Estratégico de TIC Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe 2010 a 2014 Versão 1.1 Sumário 2 Mapa Estratégico O mapa estratégico tem como premissa de mostrar a representação visual o Plano

Leia mais

Governança e Gestão de TI ESAF

Governança e Gestão de TI ESAF Governança e Gestão de TI ESAF Prof: Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://www.waltercunha.com Estatísticas por Provas (7) MPOG2005 (0) STN2005 (0) AFRFB 2005 (0) TRFB2006 (0) CGU2006 (0) SEFAZ2007

Leia mais

Sistemas de Informação Empresarial

Sistemas de Informação Empresarial Sistemas de Informação Empresarial Governança de Tecnologia da Informação parte 2 Fonte: Mônica C. Rodrigues Padrões e Gestão de TI ISO,COBIT, ITIL 3 International Organization for Standardization d -

Leia mais

Gerência de Projetos de Software Modelos de gerência. CMM: Capability Maturity Model ITIL: Information Technology Infrastructure Library MPS BR

Gerência de Projetos de Software Modelos de gerência. CMM: Capability Maturity Model ITIL: Information Technology Infrastructure Library MPS BR Modelos de gerência CMM: Capability Maturity Model ITIL: Information Technology Infrastructure Library MPS BR Modelo de maturidade: CMM CMM (Capability Maturity Model) é um modelo subdividido em 5 estágios

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional PGFN Departamento de Gestão Corporativa - DGC Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação - CTI CATÁLOGO DE SERVIÇOS DE TECNOLOGIA Infraestrutura

Leia mais

COBIT (CONTROL OBJECTIVES FOR INFORMATION AND RELATED TECHNOLOGY)

COBIT (CONTROL OBJECTIVES FOR INFORMATION AND RELATED TECHNOLOGY) Universidade Federal de Santa Catarina Departamento de Informática e Estatística INE Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Projetos I Professor: Renato Cislaghi Aluno: Fausto Vetter Orientadora: Maria

Leia mais

Treinamento BPM e BPMN Apresentação Executiva

Treinamento BPM e BPMN Apresentação Executiva Apresentação Executiva 1 O treinamento de BPM e BPMN tem como premissa capacitar o aluno a captar as atividades relativas a determinado processo da empresa, organizá-las, gerando um fluxograma de atividades/processos,

Leia mais

Governança de TI. ITIL v.2&3. Prof. Luís s Fernando Garcia LUIS@GARCIA.PRO.BR ITIL ITIL

Governança de TI. ITIL v.2&3. Prof. Luís s Fernando Garcia LUIS@GARCIA.PRO.BR ITIL ITIL Governança de TI ITIL v.2&3 Prof. Luís s Fernando Garcia LUIS@GARCIA.PRO.BR ITIL ITIL Gerenciamento de Serviços Gerenciamento de Serviços Gerenciamento de Serviços Gerenciamento de Serviços Gerenciamento

Leia mais

Diretrizes para Governança de T.I.

Diretrizes para Governança de T.I. Diretrizes para Governança de T.I. Karina Campos da Silva 1, Luís Augusto Mattos Mendes (Orientador) 1 1 Departamento de Ciências da Computação Universidade Presidente Antônio Carlos UNIPAC Barbacena,

Leia mais

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC

Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC Pode Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DE DIREÇÃO E CHEFIAS DA SETIC 1. Diretor da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação Coordenar

Leia mais

Governança de TI. ITIL v.2&3. parte 1

Governança de TI. ITIL v.2&3. parte 1 Governança de TI ITIL v.2&3 parte 1 Prof. Luís Fernando Garcia LUIS@GARCIA.PRO.BR ITIL 1 1 ITIL Gerenciamento de Serviços 2 2 Gerenciamento de Serviços Gerenciamento de Serviços 3 3 Gerenciamento de Serviços

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA REALIZAÇÃO DE CONSULTORIA EM AUDITORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA REALIZAÇÃO DE CONSULTORIA EM AUDITORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA REALIZAÇÃO DE CONSULTORIA EM AUDITORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TERMOS DE REFERÊNCIA 1.OBJETO Contratação de Serviço de Consultoria especializada em AUDITORIA

Leia mais

Treinamento ITIL Intermediate Capability. Operational Support and Analysis (OSA)

Treinamento ITIL Intermediate Capability. Operational Support and Analysis (OSA) Treinamento ITIL Intermediate Capability Operational Support and Analysis (OSA) 10 razões parafazerum treinamento nailumna 1. São 10 anos com foco absoluto, especializado na área de ITSM (IT Service Management)

Leia mais

GESTÃO DE SERVIÇOS DE TI: OTIMIZAÇÃO DE RECURSOS E PROCESSOS. Realização:

GESTÃO DE SERVIÇOS DE TI: OTIMIZAÇÃO DE RECURSOS E PROCESSOS. Realização: GESTÃO DE SERVIÇOS DE TI: OTIMIZAÇÃO DE RECURSOS E PROCESSOS Realização: Ademar Luccio Albertin Mais de 10 anos de experiência em Governança e Gestão de TI, atuando em projetos nacionais e internacionais

Leia mais

ITIL V3 GUIA DE MELHORES PRÁTICAS EM GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS

ITIL V3 GUIA DE MELHORES PRÁTICAS EM GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS ITIL V3 GUIA DE MELHORES PRÁTICAS EM GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO ITIL V3 1.1. Introdução ao gerenciamento de serviços. Devemos ressaltar que nos últimos anos, muitos profissionais da

Leia mais

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS METODOLOGIA DE AUDITORIA PARA AVALIAÇÃO DE CONTROLES E CUMPRIMENTO DE PROCESSOS DE TI NARDON, NASI AUDITORES E CONSULTORES CobiT

Leia mais

ITIL na Prática. Quais são os fatores críticos de sucesso para obter valor a partir de um Service Desk? Conhecimento em Tecnologia da Informação

ITIL na Prática. Quais são os fatores críticos de sucesso para obter valor a partir de um Service Desk? Conhecimento em Tecnologia da Informação Conhecimento em Tecnologia da Informação ITIL na Prática Quais são os fatores críticos de sucesso para obter valor a partir de um Service Desk? Conhecimento em Tecnologia da Informação 2010 Bridge Consulting

Leia mais

Capítulo 2 Governança de TIC

Capítulo 2 Governança de TIC Sistema de Informação e Tecnologia FEQ 0411 Prof Luciel Henrique de Oliveira luciel@uol.com.br Capítulo 2 Governança de TIC PRADO, Edmir P.V.; SOUZA, Cesar A. de. (org). Fundamentos de Sistemas de Informação.

Leia mais

Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação. Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região

Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação. Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região Plano Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicação Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região Dezembro/2010 2 TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Missão: Prover soluções efetivas de tecnologia

Leia mais

ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO Introdução Objetivos Fundamentação Teórica. Desenvolvimento do sistema Resultados e discussões Conclusões Extensões

ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO Introdução Objetivos Fundamentação Teórica. Desenvolvimento do sistema Resultados e discussões Conclusões Extensões SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE MUDANÇAS BASEADO NAS MELHORES PRÁTICAS DA ITIL Karin Schoenfelder Orientador: Wilson Pedro Carli ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO Introdução Objetivos Fundamentação Teórica Sistema Atual

Leia mais