Ministério das Relações Exteriores

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ministério das Relações Exteriores"

Transcrição

1 Programa de Promoção das Exportações para o Sistema das Nações Unidas PPE-ONU/MRE Ministério das Relações Exteriores Departamento de Promoção Comercial Divisão de Informação Comercial

2 Departamento de Promoção Comercial (DPR) Anos 70: Política de promoção de exportações; Monopólio da atividade de promoção comercial. Anos 2000: Um vetor de realização da política externa brasileira. Parcerias com múltiplos agentes atuantes; Promoção da integração regional; Prospecção de mercados não-tradicionais; Atração de investimentos externos; Fomento da exportação de pequenas e médias empresas.

3 Estrutura do DPR Espinha dorsal do Sistema de Promoção Comercial do Itamaraty No Exterior, conta com uma rede de 57 SECOMS. No Brasil, conta com: Divisão de Feiras e Turismo Divisão de Operações de Promoção Comercial Divisão de Programas de Promoção Comercial Divisão de Informação Comercial

4 Principais Atividades do DPR 1) produção de estudos de inteligência comercial e disseminação da informação; 2) operações comerciais e missões empresariais; 3) feiras e seminários; 4) atração de investimentos; 5) promoção de turismo.

5 A mais completa rede de informação comercial da América Latina. Divulgação de licitações internacionais; Promoção de feiras no Brasil e no exterior; Acesso a ferramentas de inteligência comercial; Auxilia o contato entre empresas brasileiras e estrangeiras; Permite a partir de um produto ambicionado consultar empresas produtoras e importadoras do bem.

6 Divisão de Informação Comercial (DIC) Desenvolve programas de estímulo ao comércio exterior; Produz estudos de inteligência comercial e publicações; Coleta de informações; Responde a consultas de empresários brasileiros e estrangeiros sobre oportunidades de negócio; Intermedia solução de controvérsias; Difunde oportunidades de negócios.

7 Principais Atividades da DIC: Programas desenvolvidos: Programa de Substituição Competitiva de Importações (PSCI) Programa de Promoção de Exportações para o sistema ONU (PPE / ONU)

8 DIC: Realizações Publicações: Catálogo de Importadores Brasileiros (CIB) Guia Como Exportar para o Brasil Série Como Exportar para... Como Exportar para o Brasil Revista América do Sul: Integração Competitiva Revista: Brasil: Marca de Excelência

9 DIC: Realizações Rodadas de Negócios Representação do Brasil na Promoção Comercial Conjunta do Mercosul Programa de Promoção das Exportações para o Sistema das Nações Unidas Seminários Como Exportar para o Brasil Como Exportar para a ONU PPE-ONU/MRE

10 Os Números do Sistema ONU Sistema da ONU: Composto por mais de 30 fundos, programas e agências especializadas. 2005: Adquiriu US$ 8,3 bilhões em bens e serviços. 2006: Consumiu US$ 9,4 bilhões em bens e serviços. Fonte: Annual Stattistical Report 2006 (

11 Programa de Promoção das Exportações para o Sistema das Nações Unidas (PPE-ONU) 2004: Registro da Participação Brasileira: 20 empresas cadastradas no site 4 contratos ganhos. Conclusão: Programa de Promoção das Exportações para o Sistema das Nações Unidas PPE-ONU/MRE Identificação de um significativo mercado potencial, mas pouco conhecido. Lançamento do Programa PPE ONU

12 PPE ONU: Metas - Divulgar as oportunidades comerciais no âmbito das Nações Unidas. - Informar sobre as regras e princípios adotados pelas agências do Sistema. Programa de Promoção das Exportações para o Sistema das Nações Unidas PPE-ONU/MRE - Orientar empresas nacionais no processo de registro e cadastro para participação no mercado da ONU. - Aumentar as exportações brasileiras para o Sistema ONU.

13 PPE ONU: Participação Brasileira Junho de 2006: FIEMG - Eventos: 31ª Reunião IAPWG - Participação: 1 Seminário Como fazer negócios com a ONU Programa de Promoção das Exportações para o Sistema das Nações Unidas - Agências representadas: 02 - Empresas inscritas: 189 PPE-ONU/MRE 2006: Participação brasileira em números empresas registradas no site UNGM contratos (acima de US$ 30 mil) assinados. (Fonte:

14 PPE ONU: Principais Bens Consumidos Equipamento Agrícola (Fonte: Equipamento Audiovisual Equipamento de Telecomunicação Material e Equipamento Médico Programa de Promoção das Exportações Materiais para Abrigos para (barracas, o Sistema casacos das de plástico, Nações cobertores, Unidascolchões, utensílios de cozinha) PPE-ONU/MRE Produtos Agrícolas (feijão, feijão de soja, sorgo) Vacinas/Contraceptivos Veículos motorizados

15 PPE ONU: Principais Serviços Contratados Abastecimento de Água (Fonte: Agricultura Comunicação Construção e Administração Fornecimento de Programa Energia Elétrica de Promoção das Exportações para o Sistema das Nações Unidas Fretamento Aéreo PPE-ONU/MRE Gerenciamento e Consultoria Publicações e pesquisas Tecnologia de Informação Tradução

16 PPE ONU: Dicas - Conheça os procedimentos de compras e licitações das agências; - Oriente-se sobre as certificações exigidas; - Mantenha suas informações atualizadas; - Responda prontamente a solicitação ou pedido de proposta; - Responda ainda que não Programa esteja disponível, de Promoção pois isso manterá das sua Exportações empresa na lista para o Sistema das Nações Unidas ativa; PPE-ONU/MRE - Inclua no website de sua empresa referência sobre os produtos em inglês; - Verifique regularmente se há novos anúncios de licitações; - Não desista facilmente: fazer negócios com agências da ONU requer a mesma dedicação de desenvolver um novo mercado.

17 Sites de Referência Mercado Global das Nações Unidas Escritório do Serviço de Compras Inter-Agências Divisão de Compras das Nações Unidas

18 Dúvidas:

Palestrante: Embaixador Norton de Andrade Mello Rapesta

Palestrante: Embaixador Norton de Andrade Mello Rapesta Palestrante: Embaixador Norton de Andrade Mello Rapesta Ministério das Relações Exteriores Subsecretaria-Geral de Cooperação, Cultura e Promoção Comercial Departamento de Promoção Comercial e Investimentos

Leia mais

IV Reunião das Administradoras de ZPE. Brasília, 15 de abril de 2015

IV Reunião das Administradoras de ZPE. Brasília, 15 de abril de 2015 IV Reunião das Administradoras de ZPE Brasília, 15 de abril de 2015 I. Atuação da RENAI Roteiro: II. Possibilidades de parceria RENAI - ZPEs Parte I RENAI O que é a RENAI? Rede Nacional de Informações

Leia mais

Seja um associado da SWISSCAM Câmara de Comércio Suíço-Brasileira

Seja um associado da SWISSCAM Câmara de Comércio Suíço-Brasileira Seja um associado da SWISSCAM Câmara de Comércio Suíço-Brasileira Vantagens O associado da SWISSCAM usufrui de um suporte comercial amplo nos seus negócios, tanto na Suíça como no Brasil. A SWISSCAM realiza,

Leia mais

A Parceria Apex-Brasil e RENAI

A Parceria Apex-Brasil e RENAI A Parceria Apex-Brasil e RENAI Mário Neves Coordenador-Geral da Rede Nacional de Informações sobre o Investimento Alexandre Petry Gerente de Promoção e Facilitação de Investimentos da Apex-Brasil Ciclo

Leia mais

O Cenário Econômico Brasileiro e as Oportunidades de Investimentos

O Cenário Econômico Brasileiro e as Oportunidades de Investimentos O Cenário Econômico Brasileiro e as Oportunidades de Investimentos Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos Apex-Brasil Alessandro Teixeira Presidente Novo Ciclo do Crescimento Econômico

Leia mais

Rede CIN CIN MS. Centro Internacional de Negócios FIEMS

Rede CIN CIN MS. Centro Internacional de Negócios FIEMS Rede CIN CIN MS Centro Internacional de Negócios FIEMS O que é a REDE CIN? Coordenada pela Confederação Nacional da Indústria - CNI, e criada com o apoio da Agência Nacional de Promoção de Exportações

Leia mais

Rio de Janeiro: o melhor lugar para a sua empresa no Brasil

Rio de Janeiro: o melhor lugar para a sua empresa no Brasil Rio de Janeiro: o melhor lugar para a sua empresa no Brasil Thayne Garcia, Assessora-Chefe de Comércio e Investimentos (tgarcia@casacivil.rj.gov.br) Luciana Benamor, Assessora de Comércio e Investimentos

Leia mais

ENCONTRO NACIONAL DO COMÉRCIO EXTERIOR ENAEX 2013. Painel V: Oportunidades e Mercados Promissores no Comércio Internacional de Serviços

ENCONTRO NACIONAL DO COMÉRCIO EXTERIOR ENAEX 2013. Painel V: Oportunidades e Mercados Promissores no Comércio Internacional de Serviços ENCONTRO NACIONAL DO COMÉRCIO EXTERIOR ENAEX 2013 Painel V: Oportunidades e Mercados Promissores no Comércio Internacional de Serviços EVOLUÇÃO DA EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS DE SERVIÇOS (US$ bilhões) 36,4

Leia mais

CONTEÚDO. & Benchmarking internacional, Priorização de setores e cadeias produtivas. ) Implementação do Piloto

CONTEÚDO. & Benchmarking internacional, Priorização de setores e cadeias produtivas. ) Implementação do Piloto ! " #$!% &'()* CONTEÚDO ( + & Benchmarking internacional, Priorização de setores e cadeias produtivas ) Implementação do Piloto Investimento Estrangeiro Direto (IED) no Brasil caiu em 2013, mas ainda continua

Leia mais

Manual de Construção de Vitrine Virtual

Manual de Construção de Vitrine Virtual Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior - MDIC Ministério das Relações Exteriores MRE Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - MAPA Manual de Construção de Vitrine Virtual

Leia mais

Fórum e Exposição Energias Renováveis e Alternativas no Cone Sul- ERACS

Fórum e Exposição Energias Renováveis e Alternativas no Cone Sul- ERACS Fórum e Exposição Energias Renováveis e Alternativas no Cone Sul- ERACS Apresentação O Fórum e Exposição Energias Renováveis e Alternativas no Cone Sul- ERACS ocorrerá nos dias 13, 14 e 15 de outubro de

Leia mais

INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS - Marketing Internacional

INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS - Marketing Internacional INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS - Marketing CURSO: Administração DISCIPLINA: Comércio FONTE: DIAS, Reinaldo. RODRIGUES, Waldemar. Comércio Exterior Teoria e Gestão. Atlas. São Paulo: 2004 2.4d_ização de

Leia mais

Projeto: Náutica, Portos, Infraestrutura e Logísticas. Câmara Italiana de Comércio e Indústria de Santa Catarina

Projeto: Náutica, Portos, Infraestrutura e Logísticas. Câmara Italiana de Comércio e Indústria de Santa Catarina Projeto: Náutica, Portos, Infraestrutura e Logísticas Câmara Italiana de Comércio e Indústria de Santa Catarina www.brasileitalia.com.br O Projeto Tem como principais objetivos: Atrair empresas e investimentos

Leia mais

TERMO DE ADESÃO. Para participação em Projetos de Promoção de Exportação

TERMO DE ADESÃO. Para participação em Projetos de Promoção de Exportação TERMO DE ADESÃO Para participação em Projetos de Promoção de Exportação A empresa..., de CNPJ n.º..., por seu(s) representante(s) legal(is), adere ao projeto BRAZILIAN PUBLISHERS, proposto à APEX-Brasil

Leia mais

COMO SE ASSOCIAR 2014

COMO SE ASSOCIAR 2014 2014 QUEM SOMOS FUNDADO EM 2004, O CONSELHO EMPRESARIAL BRASIL CHINA CEBC É UMA INSTITUIÇÃO BILATERAL SEM FINS LUCRATIVOS FORMADA POR DUAS SEÇÕES INDEPENDENTES, NO BRASIL E NA CHINA, QUE SE DEDICA À PROMOÇÃO

Leia mais

Sustentabilidade nas instituições financeiras Os novos horizontes da responsabilidade socioambiental

Sustentabilidade nas instituições financeiras Os novos horizontes da responsabilidade socioambiental Sustentabilidade nas instituições financeiras Os novos horizontes da responsabilidade socioambiental O momento certo para incorporar as mudanças A resolução 4.327 do Banco Central dispõe que as instituições

Leia mais

ROSÁRIO MARQUES Internacionalizar para a Colômbia Encontro Empresarial GUIMARÃES 19/09/2014

ROSÁRIO MARQUES Internacionalizar para a Colômbia Encontro Empresarial GUIMARÃES 19/09/2014 ROSÁRIO MARQUES Internacionalizar para a Colômbia Encontro Empresarial GUIMARÃES 19/09/2014 REPÚBLICA DA COLÔMBIA POPULAÇÃO 48 Milhões SUPERFÍCIE 1.141.748 Km2 CAPITAL Bogotá 7,3 milhões PRINCIPAIS CIDADES

Leia mais

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 3 } 1. INTRODUÇÃO: PARQUE TECNOLÓGICO CAPITAL DIGITAL - PTCD Principal polo de desenvolvimento Científico, Tecnológico e de Inovação do Distrito Federal, o PTCD

Leia mais

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010 Metodologia Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Através de e-survey - via web Público Alvo: Executivos de empresas associadas e não associadas à AMCHAM Amostra: 500 entrevistas realizadas Campo: 16

Leia mais

Projeto: Rede MERCOSUL de Tecnologia

Projeto: Rede MERCOSUL de Tecnologia ANEXO XIII XXXIII REUNIÓN ESPECIALIZADA DE CIENCIA Y TECNOLOGÍA DEL MERCOSUR Asunción, Paraguay 1, 2 y 3 de junio de 2005 Gran Hotel del Paraguay Projeto: Rede MERCOSUL de Tecnologia Anexo XIII Projeto:

Leia mais

INVESTIMENTOS JAPONESES NO BRASIL

INVESTIMENTOS JAPONESES NO BRASIL INVESTIMENTOS JAPONESES NO BRASIL 23 de março de 2012 Yoshihiro Sawada Diretor-Presidente JETRO, São Paulo O que é a JETRO? Orgão governamental, vinculado ao METI: Ministry of Economy Trade and Industry

Leia mais

Experiência: O Novo Modelo de Gestão da Promoção Comercial do Ministério das Relações Exteriores e a BrazilTradeNet

Experiência: O Novo Modelo de Gestão da Promoção Comercial do Ministério das Relações Exteriores e a BrazilTradeNet 1 Experiência: O Novo Modelo de Gestão da Promoção Comercial do Ministério das Relações Exteriores e a BrazilTradeNet Ministério das Relações Exteriores Responsável: Ministro Roberto Jaguaribe, Diretor-Geral

Leia mais

Gerido pelo CIN Centro Internacional de Negócios / Sistema FIEB e Sebrae, através do acompanhamento e apoio individualizado às empresas, com foco na

Gerido pelo CIN Centro Internacional de Negócios / Sistema FIEB e Sebrae, através do acompanhamento e apoio individualizado às empresas, com foco na Gerido pelo CIN Centro Internacional de Negócios / Sistema FIEB e Sebrae, através do acompanhamento e apoio individualizado às empresas, com foco na competitividade e acesso a mercados, através da articulação

Leia mais

PORTUGAL Comércio Exterior

PORTUGAL Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC PORTUGAL Comércio Exterior Abril de 2015 Principais Indicadores

Leia mais

Relatório de Sustentabilidade 2014

Relatório de Sustentabilidade 2014 1 Relatório de Sustentabilidade 2014 2 Linha do Tempo TAM VIAGENS 3 Política de Sustentabilidade A TAM Viagens uma Operadora de Turismo preocupada com a sustentabilidade, visa fortalecer o mercado e prover

Leia mais

SERVIÇOS DE INTERNACIONALIZAÇÃO ETICOM: ASSOCIAÇÃO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÕES DA ANDALUZIA

SERVIÇOS DE INTERNACIONALIZAÇÃO ETICOM: ASSOCIAÇÃO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÕES DA ANDALUZIA ETICOM: ASSOCIAÇÃO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÕES DA ANDALUZIA ASSOCIAÇÃO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÕES DA ANDALUZIA SERVIÇOS DE INTERNACIONALIZAÇÃO 1 SERVIÇOS DE INTERNACIONALIZAÇÃO

Leia mais

I. A Rede de Câmaras Alemãs no Brasil Onde nos encontrar 3. II. Identificação de potenciais parceiros Lista de contatos 4

I. A Rede de Câmaras Alemãs no Brasil Onde nos encontrar 3. II. Identificação de potenciais parceiros Lista de contatos 4 P E M A Plataforma de Entrada no Mercado Alemão PORTFÓLIO DE SERVIÇOS DA PLATAFORMA DE ENTRADA NO MERCADO ALEMÃO DA CÂMARA BRASIL-ALEMANHA DE SANTA CATARINA Departamento de Projetos Internacionais www.ahkbrasil.com

Leia mais

AVISO Nº 01/SI/2014 - INCENTIVOS À QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO DAS PME PROJETOS CONJUNTOS INTERNACIONALIZAÇÃO

AVISO Nº 01/SI/2014 - INCENTIVOS À QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO DAS PME PROJETOS CONJUNTOS INTERNACIONALIZAÇÃO AVISO Nº 01/SI/2014 - Janeiro de 2015 Objetivo Estratégico Beneficiários Ações globais do Programa Abrir novos horizontes às PME nacionais, fomentando a sua entrada no mercado-alvo de África do Sul e impulsionado

Leia mais

Apoio à Internacionalização. CENA 3 de Julho de 2012

Apoio à Internacionalização. CENA 3 de Julho de 2012 Apoio à Internacionalização CENA 3 de Julho de 2012 Enquadramento Enquadramento Comércio Internacional Português de Bens e Serviços Var. 13,3% 55,5 68,2 57,1 73,4 48,3 60,1 54,5 66,0 67,2 61,7 Exportação

Leia mais

O melhor do Brasil para o mundo

O melhor do Brasil para o mundo O melhor do Brasil para o mundo Promoção das exportações de bens e serviços Promover a internacionalização das empresas Atração de investimentos estrangeiros diretos Promoção da Marca Brasil PRINCIPAIS

Leia mais

Fundação SEADE. www.seade.gov.br

Fundação SEADE. www.seade.gov.br Outubro de 0 N o Monitoramento das metas dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio ODMs Consulte A Fundação Seade disponibilizará, anualmente, as séries históricas do conjunto de indicadores dos ODMs

Leia mais

1. Histórico. . Iniciativa para as Américas (Miami 94) . 34 paises, menos Cuba. . Cúpulas Presidenciais: - Santiago 1998 - Québec 2001

1. Histórico. . Iniciativa para as Américas (Miami 94) . 34 paises, menos Cuba. . Cúpulas Presidenciais: - Santiago 1998 - Québec 2001 1. Histórico. Iniciativa para as Américas (Miami 94). 34 paises, menos Cuba. Cúpulas Presidenciais: - Santiago 1998 - Québec 2001 1. Histórico. Reunião Ministeriais de negociação - Denver 1995 - Cartagena

Leia mais

OBJETIVO CARACTERIZAÇÃO

OBJETIVO CARACTERIZAÇÃO OBJETIVO Incrementar a economia digital do Estado de Alagoas e seus benefícios para a economia local, através de ações para qualificação, aumento de competitividade e integração das empresas e organizações

Leia mais

A Agência é responsável pela captação de negócios, orientação aos investidores, gestão de incentivos estaduais e apoio ao comércio exterior.

A Agência é responsável pela captação de negócios, orientação aos investidores, gestão de incentivos estaduais e apoio ao comércio exterior. A Agência é responsável pela captação de negócios, orientação aos investidores, gestão de incentivos estaduais e apoio ao comércio exterior. Ainda articula ações específicas na estruturação de cadeia produtivas

Leia mais

ELETROELETRÔNICOS BRASIL

ELETROELETRÔNICOS BRASIL PROJETO SETORIAL ELETROELETRÔNICOS BRASIL O QUE É O PROJETO? O Projeto é uma parceria entre o SINDVEL (Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares do Vale da Eletrônica) e

Leia mais

ENCONTRO DE MINISTROS DA AGRICULTURA DAS AMÉRICAS 2011 Semeando inovação para colher prosperidade

ENCONTRO DE MINISTROS DA AGRICULTURA DAS AMÉRICAS 2011 Semeando inovação para colher prosperidade ENCONTRO DE MINISTROS DA AGRICULTURA DAS AMÉRICAS 2011 Semeando inovação para colher prosperidade DECLARAÇÃO DOS MINISTROS DA AGRICULTURA, SÃO JOSÉ 2011 1. Nós, os Ministros e os Secretários de Agricultura

Leia mais

Câmara Italiana de Comércio e Indústria de Santa Catarina www.brasileitalia.com.br

Câmara Italiana de Comércio e Indústria de Santa Catarina www.brasileitalia.com.br Câmara Italiana de Comércio e Indústria de Santa Catarina www.brasileitalia.com.br O que é o Projeto O Projeto pretende contribuir para promover a imagem de Santa Catarina como destino de investimentos

Leia mais

Organizado pelo Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior do Brasil.

Organizado pelo Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior do Brasil. O QUE É O ENCOMEX Evento referência de comércio exterior no Brasil: 11 anos de eventos 131 edições realizadas 79.500 participantes Organizado pelo Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior

Leia mais

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS PEQUENOS negócios no BRASIL 99% 70% 40% 25% 1% do total de empresas brasileiras da criação de empregos formais da massa salarial do PIB das exportações

Leia mais

Este briefing contém atividades que deverão ser desenvolvidas durante o convênio supracitado.

Este briefing contém atividades que deverão ser desenvolvidas durante o convênio supracitado. Briefing Prestação de Serviços de Comunicação e Marketing para o Instituto Nacional do Plástico Programa de Incentivo à Exportação Think Plastic Brazil Introdução Este briefing propõe e organiza as ações

Leia mais

Seleção de Empresas para participação em Missões Empresariais em Mercado Internacional:

Seleção de Empresas para participação em Missões Empresariais em Mercado Internacional: CHAMADA EMPRESARIAL N o 01/2014 Seleção de Empresas para participação em Missões Empresariais em Mercado Internacional: Canton Fair China e Feira SIAL Paris Dando continuidade às ações do Programa de Competitividade

Leia mais

MINISTÉRIO DO COMÉRCIO

MINISTÉRIO DO COMÉRCIO MINISTÉRIO DO COMÉRCIO REGULAMENTO INTERNO DAS REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS DA REPÚBLICA DE ANGOLA NO ESTRANGEIRO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1º (Natureza) As representações são órgãos de execução

Leia mais

O Governo da República do Chile (doravante denominados "as Partes"),

O Governo da República do Chile (doravante denominados as Partes), MEMORANDUM DE ENTENDIMENTO PARA A PROMOÇÃO DO COMÉRCIO E DOS INVESTIMENTOS ENTRE O GOVERNO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E O GOVERNO DA REPÚBLICA DO CHILE O Governo da República Federativa do Brasil

Leia mais

8ª Oficina de Trabalho. Eduardo Celino Coordenador-Geral de Investimentos

8ª Oficina de Trabalho. Eduardo Celino Coordenador-Geral de Investimentos 8ª Oficina de Trabalho Eduardo Celino Coordenador-Geral de Investimentos Brasília, 2 de junho de 2011 O que é a Renai Sistema de informações sobre investimentos produtivos no Brasil Coordenação: MDIC Criação:

Leia mais

Apoio à Internacionalização

Apoio à Internacionalização Apoio à Internacionalização Incentivos QREN Castelo Branco, 4 de outubro 2012 YUNIT Corporate: João Esmeraldo QREN - Sistema Incentivos Empresas I&DT - Investigação e Desenvolvimento Qualificação - Investimentos

Leia mais

Diretrizes do Fundo Solar: Apoio a microgeração fotovoltaica. Promovido por

Diretrizes do Fundo Solar: Apoio a microgeração fotovoltaica. Promovido por Diretrizes do Fundo Solar: Apoio a microgeração fotovoltaica Promovido por Texto atualizado em 22 de Maio de 2013 Índice 1. Contextualização... 3 2. Objetivo... 3 3. Público-Alvo... 3 4. Entidades promotoras...

Leia mais

Programas Operacionais e Sistemas de Incentivos às Empresas

Programas Operacionais e Sistemas de Incentivos às Empresas Programas Operacionais e Sistemas de Incentivos às Empresas Da União Europeia vão chegar até 2020 mais de 20 mil milhões de euros a Portugal. Uma pipa de massa, nas palavras do ex-presidente da Comissão

Leia mais

Certificação de Conteúdo Local Serviços de Petróleo e Gás

Certificação de Conteúdo Local Serviços de Petróleo e Gás Certificação de Conteúdo Local Serviços de Petróleo e Gás O que é? Conteúdo Local é a relação entre o valor dos bens produzidos e serviços prestados no país para executar o contrato e o valor total dos

Leia mais

Agenda. O que é o CDP O que é o CDP Supply Chain CDP Supply Chain 2014

Agenda. O que é o CDP O que é o CDP Supply Chain CDP Supply Chain 2014 www.cdp.net @CDP Agenda O que é o CDP O que é o CDP Supply Chain CDP Supply Chain 2014 O que é Organização internacional que trabalha com as principais forças do mercado para motivar as empresas e cidades

Leia mais

INSTRUÇÕES DE SOLICITAÇÃO DE VERBAS A FUNDO PERDIDO E FORMATAÇÃO DE PROPOSTA PARA SOLICITANTES ESTRANGEIROS

INSTRUÇÕES DE SOLICITAÇÃO DE VERBAS A FUNDO PERDIDO E FORMATAÇÃO DE PROPOSTA PARA SOLICITANTES ESTRANGEIROS Introdução INSTRUÇÕES DE SOLICITAÇÃO DE VERBAS A FUNDO PERDIDO E FORMATAÇÃO DE PROPOSTA PARA SOLICITANTES ESTRANGEIROS Este informativo tem a finalidade de auxiliar os solicitantes estrangeiros a entender

Leia mais

UK Intellectual Property Office:

UK Intellectual Property Office: UK Intellectual Property Office: Agenda no Brasil Propriedade Intelectual no Reino Unido O Reino Unido é um dos países que mais se baseiam na economia do conhecimento em todo mundo. Estima-se que metade

Leia mais

PROJETO EXPORTAR BRASIL

PROJETO EXPORTAR BRASIL CNPJ: 10692.348/0001-40 PROJETO EXPORTAR BRASIL Apresentação da GS Educacional A GS Educacional faz parte de um grupo que trabalha há vários anos com cursos e serviços na área de comércio exterior e vem

Leia mais

Projeto de Apoio a Inserção Internacional de. São João Batista (SC) DEZEMBRO - 2009

Projeto de Apoio a Inserção Internacional de. São João Batista (SC) DEZEMBRO - 2009 Projeto de Apoio a Inserção Internacional de MPE s Brasileiras Calçadistas do APL de São João Batista (SC) DEZEMBRO - 2009 Identificar OBJETIVOS DA AÇÃO e solucionar gargalos na gestão das empresas, principalmente

Leia mais

MECANISMO DE ACOMPANHAMENTO DO MERCADO DAS MULTILATERAIS FINANCEIRAS. julho 2011

MECANISMO DE ACOMPANHAMENTO DO MERCADO DAS MULTILATERAIS FINANCEIRAS. julho 2011 MECANISMO DE ACOMPANHAMENTO DO MERCADO DAS MULTILATERAIS FINANCEIRAS julho 2011 GPEARI - Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais Ministério das Finanças 1. ORIGEM Memorando

Leia mais

REF: PROJETO EVENTO N.º 02/2011/ CCBPB ENCONTRO EMPRESARIAL DE NEGÓCIOS NA LÍNGUA PORTUGUESA

REF: PROJETO EVENTO N.º 02/2011/ CCBPB ENCONTRO EMPRESARIAL DE NEGÓCIOS NA LÍNGUA PORTUGUESA REF: PROJETO EVENTO N.º 02/2011/ CCBPB ENCONTRO EMPRESARIAL DE NEGÓCIOS NA LÍNGUA PORTUGUESA APRESENTAÇÃO A CÂMARA DE COMÉRCIO BRASIL-PORTUGAL BRASÍLIA, associação civil sem fins lucrativos, foi constituída

Leia mais

Classificação por Desempenho no Projeto MERITOCRACIA

Classificação por Desempenho no Projeto MERITOCRACIA Classificação por Desempenho no Projeto MERITOCRACIA Meritocracia é o processo pelo qual as empresas com maiores esforços e engajamento no processo de internacionalização são reconhecidas e favorecidas

Leia mais

ESTRUTURA ORGÂNICA E FUNCIONAL

ESTRUTURA ORGÂNICA E FUNCIONAL ESTRUTURA ORGÂNICA E FUNCIONAL Diretor Geral O Diretor Geral supervisiona e coordena o funcionamento das unidades orgânicas do Comité Olímpico de Portugal, assegurando o regular desenvolvimento das suas

Leia mais

São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios

São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios A importância da economia paulista transcende as fronteiras brasileiras. O Estado é uma das regiões mais desenvolvidas de toda a América

Leia mais

Programa de Internacionalização Agronegócios CPLP 2015/16. Juntos vamos mais longe...

Programa de Internacionalização Agronegócios CPLP 2015/16. Juntos vamos mais longe... Programa de Internacionalização Agronegócios CPLP 2015/16 Juntos vamos mais longe... foto: www.verangola.net A CAL - Câmara Agrícola Lusófona - é uma associação empresarial sem fins lucrativos que promove

Leia mais

Workshop Sistema Indústria Núcleos de Petróleo e Gás nos Estados

Workshop Sistema Indústria Núcleos de Petróleo e Gás nos Estados Workshop Sistema Indústria Núcleos de Petróleo e Gás nos Estados Maurício Reis Santos AIB/DECAPEG Área de Insumos Básicos Departamento da Cadeia Produtiva de Petróleo e Gás DEMANDA POR PETRÓLEO: aumento

Leia mais

Benchmarking consumo de energia em edificações

Benchmarking consumo de energia em edificações Benchmarking consumo de energia em edificações O que é Benchmarking? Benchmarking é a criação de um referencial de mercado Benchmarks definem um nível típico de consumo, permitindo a rápida comparação,

Leia mais

Como a JETRO poderá apoiar os exportadores brasileiros

Como a JETRO poderá apoiar os exportadores brasileiros Como a JETRO poderá apoiar os exportadores brasileiros Teiji Sakurai Realização :, SÃO PAULO O que é a JETRO? Órgão oficial de comércio exterior do Japão 1951 Osaka Oficialmente JETRO em 1958 76 escritórios

Leia mais

INTERNACIONALIZAÇÃO E COMPETITIVIDADE BELO HORIZONTE

INTERNACIONALIZAÇÃO E COMPETITIVIDADE BELO HORIZONTE INTERNACIONALIZAÇÃO E COMPETITIVIDADE BELO HORIZONTE EXPORTAR É UM MOVIMENTO NATURAL DE CRESCIMENTO EXISTEM MAIS DE 200 PAÍSES ESPERANDO PELO SEU PRODUTO A EXPORTAÇÃO ABRE UM UNIVERSO DE OPORTUNIDADES

Leia mais

Programa de Atração de Investimentos

Programa de Atração de Investimentos 1 Programa de Atração de Investimentos Oficina de Trabalho da RENAI - Rede Nacional de Informação sobre o Investimento Brasília, 08 de Junho de. Antecedentes 2 O Governo Brasileiro quer dar prioridade

Leia mais

Ideias Criativas em Práticas Inovadoras

Ideias Criativas em Práticas Inovadoras Ideias Criativas em Práticas Inovadoras O Concurso Inovação na Gestão Pública Federal é promovido anualmente, desde 1996, pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap), em parceria com o Ministério

Leia mais

ATIVIDADES DE PROMOÇÃO COMERCIAL SEPROD/MD

ATIVIDADES DE PROMOÇÃO COMERCIAL SEPROD/MD ATIVIDADES DE PROMOÇÃO COMERCIAL SEPROD/MD Cel LUIS FELIPE GARCIA FERNANDES Coordenador DECAT/NPC Secretaria de Produtos de Defesa - SEPROD Departamento de Catalogação / Núcleo de Promoção Comercial SUMÁRIO

Leia mais

Para auxiliar o planejamento estruturado da metodologia de realização do BRASIL TRADE, os seguintes pontos de reflexão estratégica foram observados:

Para auxiliar o planejamento estruturado da metodologia de realização do BRASIL TRADE, os seguintes pontos de reflexão estratégica foram observados: COMO FIZEMOS O BRASIL TRADE ORIENTE MÉDIO O BRASIL TRADE é a ação de promoção de negócios do Projeto Tradings composta por rodadas de negócio entre tradings e comerciais exportadoras brasileiras e compradores

Leia mais

O Conceito de Cluster

O Conceito de Cluster O Conceito de Cluster Conjunto de empresas, relacionadas entre si, que desenvolvem competências específicas, formando um pólo produtivo especializado e com vantagens competitivas. Antecedentes As empresas

Leia mais

BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA. Programa Setorial Integrado de Promoção às Exportações da Arte Contemporânea Brasileira.

BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA. Programa Setorial Integrado de Promoção às Exportações da Arte Contemporânea Brasileira. 1 PROJETO SETORIAL INTEGRADO BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA Programa Setorial Integrado de Promoção às Exportações da Arte Contemporânea Brasileira. 2 Introdução O Ministério da Cultura, sugeriu a Fundação

Leia mais

Bahamas Comércio Exterior

Bahamas Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC Bahamas Comércio Exterior Novembro de 215 Tabela 1 Principais Indicadores

Leia mais

Quem somos. www.exportadoresbrasileiros.com

Quem somos. www.exportadoresbrasileiros.com Mídia Kit 2013 Quem somos O Portal EXPORTADORES BRASILEIROS é um site de busca e conteúdo voltado para a área de comércio exterior, oferecendo aos empresários brasileiros e estrangeiros acesso rápido,

Leia mais

Agosto. São Paulo Brasil. connectedsmartcities.com.br

Agosto. São Paulo Brasil. connectedsmartcities.com.br 03 a 05 Agosto 2015 São Paulo Brasil connectedsmartcities.com.br Por que Connected Smart Cities? As grandes e modernas cidades são, talvez, as mais importantes realizações do homem, por serem responsáveis,

Leia mais

A AICEP e os apoios à internacionalização das empresas. Porto, 25 de Setembro de 2012

A AICEP e os apoios à internacionalização das empresas. Porto, 25 de Setembro de 2012 A AICEP e os apoios à internacionalização das empresas Porto, 25 de Setembro de 2012 A aicep Portugal Global A aicep Portugal Global aicep Portugal Global missão é: é uma agência pública de natureza empresarial,

Leia mais

Governo do Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Departamento de Cooperativismo e Associativismo DENACOOP

Governo do Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Departamento de Cooperativismo e Associativismo DENACOOP Governo do Brasil Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Departamento de Cooperativismo e Associativismo DENACOOP Integração Contratual para Acesso a Mercado Rodolfo Osorio de Oliveira Coordenador

Leia mais

Feira Internacional de Frutas e Derivados, Tecnologia de Processamento e Logística 08 10 de Setembro de 2009 - ( 3ª. a 5ª.) Expo Center Norte

Feira Internacional de Frutas e Derivados, Tecnologia de Processamento e Logística 08 10 de Setembro de 2009 - ( 3ª. a 5ª.) Expo Center Norte Feira Internacional de Frutas e Derivados, Tecnologia de Processamento e Logística 08 10 de Setembro de 2009 - ( 3ª. a 5ª.) Expo Center Norte Pavilhão Amarelo São Paulo BEM VINDO A FRUIT & LOG 2009! ABRINDO

Leia mais

3.260.292 habitantes Taxa crescimento População: 2% (8 anos) IDH: 0,824 26 municípios

3.260.292 habitantes Taxa crescimento População: 2% (8 anos) IDH: 0,824 26 municípios Números Curitiba 1.828.092 habitantes TaxaCrescimentoPopulação: 1,8% (8 anos) TaxaCrescimentoAnualPIB: 3,8% (5 anos) PIB 2008 (estimado): R$ 39,2 bi (US$ 20 bi) 5º PIB do Brasil PIB per Capita: R$ 21.447

Leia mais

Cenário Geral do Desenvolvimento Econômico da China A Política de GO OUT da China

Cenário Geral do Desenvolvimento Econômico da China A Política de GO OUT da China Cenário Geral do Desenvolvimento Econômico da China A Política de GO OUT da China A aplicação da Estratégia de GO OUT --Investimento direto chinês para o exterior em 2007 As principais medidas para apoiar

Leia mais

BRASIL Comércio Exterior

BRASIL Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC BRASIL Comércio Exterior Novembro de 2014 Índice. Dados Básicos.

Leia mais

Veja aqui como podemos ajudar você a expandir seus negócios internacionais

Veja aqui como podemos ajudar você a expandir seus negócios internacionais Veja aqui como podemos ajudar você a expandir seus negócios internacionais Quem somos? 12 anos de parceria A BM&A é uma associação sem fins lucrativos, com sede em São Paulo, que foi fundada em Julho de

Leia mais

Descrição do Sistema de Franquia. Histórico do Setor. O Fórum Setorial de Franquia

Descrição do Sistema de Franquia. Histórico do Setor. O Fórum Setorial de Franquia Descrição do Sistema de Franquia Franquia é um sistema de distribuição de produtos, tecnologia e/ou serviços. Neste sistema uma empresa detentora de know-how de produção e/ou distribuição de certo produto

Leia mais

UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor RH/2013/015

UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor RH/2013/015 UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor RH/2013/015 O UNICEF, Fundo das Nações Unidas para a Infância, a Organização mundial pioneira na defesa dos direitos das crianças e adolescentes, convida profissionais

Leia mais

1º SEMINÁRIO NACIONAL DE ENGENHARIA DE AVALIAÇÕES IBAPE-MG. Engº Franck Esteves Ruffo

1º SEMINÁRIO NACIONAL DE ENGENHARIA DE AVALIAÇÕES IBAPE-MG. Engº Franck Esteves Ruffo 1º SEMINÁRIO NACIONAL DE ENGENHARIA DE AVALIAÇÕES IBAPE-MG Engº Franck Esteves Ruffo OS AGENTES FINANCEIROS E AVALIAÇÃO DE BENS 1º Seminário Nacional de Engenharia de Avaliações IBAPE-MG CONTEXTO BRASIL:

Leia mais

Missão Empresarial EUA Flórida. 21 a 26 de Março 2015

Missão Empresarial EUA Flórida. 21 a 26 de Março 2015 Missão Empresarial EUA Flórida 21 a 26 de Março 2015 Apoiamos empresas a ter sucesso nos mercados internacionais Sobre nós Na Market Access prestamos serviços de apoio à exportação e internacionalização.

Leia mais

O potencial do Rio Grande do Sul na indústria de Petróleo, Gás, Naval e Offshore. Comitê de Competitividade em Petróleo, Gás, Naval e Offshore

O potencial do Rio Grande do Sul na indústria de Petróleo, Gás, Naval e Offshore. Comitê de Competitividade em Petróleo, Gás, Naval e Offshore O potencial do Rio Grande do Sul na indústria de Petróleo, Gás, Naval e Offshore Comitê de Competitividade em Petróleo, Gás, Naval e Offshore Porto Alegre, 27 de julho de 2011 Panorama Brasileiro Novo

Leia mais

POR QUE SER ASSOCIADO ABESE? CONHEÇA TODOS OS BENEFÍCIOS

POR QUE SER ASSOCIADO ABESE? CONHEÇA TODOS OS BENEFÍCIOS POR QUE SER ASSOCIADO ABESE? CONHEÇA TODOS OS BENEFÍCIOS Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança - ABESE Entidade que representa, nacionalmente, as empresas de sistemas

Leia mais

Modelo de Parceria. GSAN Sistema Integrado de Gestão de Serviços de Saneamento

Modelo de Parceria. GSAN Sistema Integrado de Gestão de Serviços de Saneamento Modelo de Parceria GSAN Sistema Integrado de Gestão de Serviços de Saneamento Modelo Proposto Fábrica Código Fonte (correção / Evolução) Documentação, casos de uso e testes Treinamento / Capacitação ao

Leia mais

JUSTIFICATIVA DA PROPOSIÇÃO

JUSTIFICATIVA DA PROPOSIÇÃO JUSTIFICATIVA DA PROPOSIÇÃO A Arábia Saudita está entre os dez maiores importadores agrícolas mundiais, com US$ 8,3 bilhões/ano (média 2003-2007). Dentre os principais produtos importados, destacam-se

Leia mais

HAITI Comércio Exterior

HAITI Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC HAITI Comércio Exterior Outubro de 2015 Tabela 1 Principais Indicadores

Leia mais

A DGAE e a Política de Inovação

A DGAE e a Política de Inovação A DGAE e a Política de Inovação Seminário A Criatividade e a Inovação como Factores de Competitividade e Desenvolvimento Sustentável APOCEEP, 9 de Julho de 2009 José António Feu Director do Serviço para

Leia mais

Luiz Carlos T. de Carvalho Assessor Chefe de Comércio e Investimentos Subsecretaria de Relações Internacionais Secretaria de Estado da Casa Civil

Luiz Carlos T. de Carvalho Assessor Chefe de Comércio e Investimentos Subsecretaria de Relações Internacionais Secretaria de Estado da Casa Civil Luiz Carlos T. de Carvalho Assessor Chefe de Comércio e Investimentos Subsecretaria de Relações Internacionais Secretaria de Estado da Casa Civil Governo do Estado do Rio de Janeiro A SUBSECRETARIA DE

Leia mais

MACRO-OBJETIVOS DO PROGRAMA MACRO-METAS DO PROGRAMA LINHA DO TEMPO

MACRO-OBJETIVOS DO PROGRAMA MACRO-METAS DO PROGRAMA LINHA DO TEMPO MACRO-OBJETIVOS DO PROGRAMA 1- FORTALECER O SETOR DE SOFTWARE E SERVIÇOS DE TI, NA CONCEPÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE TECNOLOGIAS AVANÇADAS; 2- CRIAR EMPREGOS QUALIFICADOS NO PAÍS; 3- CRIAR E FORTALECER EMPRESAS

Leia mais

A Comunidade Empresarial do IBAS está concentrada em promover fluxos comerciais de US$30 bilhões até 2015

A Comunidade Empresarial do IBAS está concentrada em promover fluxos comerciais de US$30 bilhões até 2015 A Comunidade Empresarial do IBAS está concentrada em promover fluxos comerciais de US$30 bilhões até 2015 Recomendações da Terceira Reunião de Cúpula do IBAS para questões empresariais, apresentadas aos

Leia mais

MANUAL DO ASSOCIADO CINEMA DO BRASIL

MANUAL DO ASSOCIADO CINEMA DO BRASIL MANUAL DO ASSOCIADO CINEMA DO BRASIL O que é o Cinema do Brasil O Cinema do Brasil surgiu em 2006 por meio de uma iniciativa do então presidente do SIAESP - Sindicato da Indústria Audiovisual do Estado

Leia mais

CONNECT AMERICAS: REDE SOCIAL EMPRESARIAL

CONNECT AMERICAS: REDE SOCIAL EMPRESARIAL CONNECT AMERICAS: REDE SOCIAL EMPRESARIAL DAS AMÉRICAS Washington D. C - março 2014 NOME CLASSIFICAÇÃO CATEGORIA TEMA PALAVRAS-CHAVE REDE SOCIAL EMPRESARIAL : CONNECT AMERICAS PRÁTICA INTERNACIONALIZAÇÃO

Leia mais

MANUAL PARA O PROGRAMA DE INCUBAÇÃO INEAGRO-UFRRJ

MANUAL PARA O PROGRAMA DE INCUBAÇÃO INEAGRO-UFRRJ MANUAL PARA O PROGRAMA DE INCUBAÇÃO INEAGRO-UFRRJ 2009 Índice Introdução...3 O que é Base Tecnológica?...3 O que é o Programa de Incubação?...3 Para quem é o Programa de Incubação?...4 Para que serve o

Leia mais

CONSELHO DE MINISTROS

CONSELHO DE MINISTROS CONSELHO DE MINISTROS Decreto n.º 35/02 de 28 de Junho Considerando a importância que a política comercial desempenha na estabilização económica e financeira, bem como no quadro da inserção estrutural

Leia mais

PROGRAMA SEBRAE SP SUCESU-SP. SP DE COMPETITIVIDADE DA MPE s s DE SOFTWARE E SERVIÇOS DA CIDADE DE SÃO PAULO

PROGRAMA SEBRAE SP SUCESU-SP. SP DE COMPETITIVIDADE DA MPE s s DE SOFTWARE E SERVIÇOS DA CIDADE DE SÃO PAULO PROGRAMA SEBRAE SP SUCESU-SP SP DE COMPETITIVIDADE DA MPE s s DE SOFTWARE E SERVIÇOS DA CIDADE DE SÃO PAULO Visão Geral Programa SUCESU SP Objetivo: Representar e defender os interesses dos usuários de

Leia mais

Feira e Seminário Latino Americano de Suprimentos e Serviços para a Aviação

Feira e Seminário Latino Americano de Suprimentos e Serviços para a Aviação Feira e Seminário Latino Americano de Suprimentos e Serviços para a Aviação Suprimentos, Manutenção e Serviços 23 a 25 de abril 2013 Expo Center Norte Pavilhão Amarelo São Paulo SP Brasil LATIN AMERICAN

Leia mais

Francisco M.J.Leme da Silva

Francisco M.J.Leme da Silva Oportunidades e Desafios do Setor de Viagens Corporativas Breve perfil do palestrante Francisco M.J.Leme da Silva é diretor da Jet Stream Turismo - Agência de Viagens Corporativas, onde atua há quase 20

Leia mais

GERAÇÃO DE EMPREGO E RENDA NA ECONOMIA NACIONAL. Mapa de oportunidades para Agências de Viagens

GERAÇÃO DE EMPREGO E RENDA NA ECONOMIA NACIONAL. Mapa de oportunidades para Agências de Viagens GERAÇÃO DE EMPREGO E RENDA NA ECONOMIA NACIONAL Mapa de oportunidades para Agências de Viagens O que é ABAV? Entidade empresarial, sem fins lucrativos, que representa as Agências de Viagens espalhadas

Leia mais