Probiótico. Identificação. Descrição / especificação técnica: Pó creme a marrom claro, contendo no mínimo 10 bilhões de UFC/g.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Probiótico. Identificação. Descrição / especificação técnica: Pó creme a marrom claro, contendo no mínimo 10 bilhões de UFC/g."

Transcrição

1 Material Técnico Probióticos Identificação Fórmula Molecular: Não aplicável DCB / DCI: Não aplicável INCI: Não aplicável Peso molecular: Não aplicável CAS: Não aplicável Denominação botânica: Não aplicável Sinonímia: Probióticos, láctico, organismos produtores de ácido. Descrição / especificação técnica: Pó creme a marrom claro, contendo no mínimo 10 bilhões de UFC/g. Propriedades: Probióticos são definidos como micro-organismos vivos utilizados como suplementos alimentares para melhorar a saúde do hospedeiro quando administrados na dosagem correta. São agentes terapêuticos que acidificam a flora intestinal e assim previnem o desenvolvimento de organismos patogênicos. Hoje sabemos que o trato gastrointestinal desempenha um papel importante na defesa do organismo e, consequentemente, há um aumento significativo no uso de micro-organismos vivos não patogênicos para melhorar a microbiota entérica, inclusive em neonatos. Além das bactérias produtoras de ácido lático, algumas leveduras também são utilizadas, porém não é um uso tão comum. Os micro-organismos mais utilizados nas preparações probióticas incluem Lactobacillus spp. e Bifidobacterium spp. Outros micro-organismos que podem ser utilizados são Enterococcus spp., Streptococcus spp. e a levedura Saccharomyces boulardii. Probiótico Lactobacillus acidophillus Função Auxiliam no controle da diarreia e a reduzir o colesterol ruim através da conversão do coprostanol e inibindo sua eliminação. Auxiliar na manutenção da intolerância à lactose e no controle do hiperdesenvolvimento de Candida, protege o trato gastrointestinal e fortalece o sistema imune.

2 Lactobacillus bulgaricus Lactobacillus rhamnosus Lactobacillus casei Bifidobacterium (breve + animalis) Não faz parte da flora intestinal, possuem rápido desenvolvimento e são produtores de ácido láctico. Promove o crescimento de bactérias benéficas, balanceando o trato gastrointestinal. Contribui para a digestão, intolerância à lactose, redução do colesterol, controle de infecções intestinais e melhora o sistema imune. Confere proteção às mucosas através da adesão às membranas, inibindo infecções vaginais por fungos e bactérias e prevenindo infecções. Estudos também mostraram ação na prevenção de diarreia infantil. É efetivo no tratamento de infecções intestinais. Inibe tumores em ratos e aumenta a imunidade humana contra infecções virais e bacterianas. Regula o funcionamento gastrointestinal e mantém o balanço da flora da parede intestinal. Fazem parte da microflora benéfica que produz ácidos para baixar o ph intestinal e retardar a colonização por bactérias oportunistas. Ajudam na função hepática saudável, promovem síntese de vitaminas do complexo B, regulam os movimentos peristálticos do intestino, ajudam na absorção dos minerais, principalmente o cálcio e ajudam na liberação de resíduos digestivos. Composição: Cepas de espécies probióticas e maltodextrina. Aplicações Indicações: Proteção, restauração e manutenção da microbiota entérica; Tratamento de dermatite atópica em crianças; Tratamento de desordens intestinais; Tratamento de vaginoses bacterianas. Posologia / concentração: 10 6 a 10 9 UFC ao dia Via de administração: Oral Solução magistral: Possibilidade de incorporação em diferentes formas farmacêuticas de acordo com a necessidade e idade do paciente; Possibilidade do uso de diferentes dosagens, de acordo com a necessidade e idade do paciente, inclusive o preparo de formulações para neonatos; Possibilidade do preparo de pool de probióticos.

3 Formulações Tratamento de diarréia infantil Lactobacillus acidophillus... 1 x 10 9 UFC Lactobacillus bulgaricus... 1 x 10 9 UFC Lactobacillus rhamnosus... 1 x 10 9 UFC Lactobacillus casei.. 1 x 10 9 UFC Bifidobacterium (breve + animalis)... 1 x 10 9 UFC DR Caps TM... 1 un Posologia: Ingerir uma cápsula ao dia. Propriedades Efeito protetor na diarreia associada ao uso de antibióticos; Restauração da microbiota entérica. Suplementação probiótica efervescente Lactobacillus acidophillus... 1 x 10 6 UFC Proteção, restauração e manutenção da microbiota entérica. Lactobacillus bulgaricus... 1 x 10 6 UFC Lactobacillus rhamnosus... 1 x 10 6 UFC Lactobacillus casei.. 1 x 10 6 UFC Bifidobacterium (breve + animalis)... 1 x 10 6 UFC Dissolut TM... qsp 3g Posologia: Ingerir o conteúdo de 1 sache, diluído em água, ao dia. Suspensão probiótica Lactobacillus acidophillus... 1 x 10 6 UFC Proteção, restauração e manutenção da microbiota entérica. Lactobacillus bulgaricus... 1 x 10 6 UFC Lactobacillus rhamnosus... 1 x 10 6 UFC Lactobacillus casei.. 1 x 10 6 UFC Bifidobacterium (breve + animalis)... 1 x 10 6 UFC Syrspend TM SF... qsp 1 ml Posologia: Ingerir 1mL ao dia.

4 Referências científicas Estudos clínicos / Estudos pré-clínicos: Um estudo de revisão confirmou que a administração de probióticos possui efeito protetor na diarreia associada ao uso de antibióticos. Os resultados indicam eficácia das doses maiores ou iguais a 5 bilhões UFC/dia (Bacillus spp., Bifidobacterium spp., Lactobacillus spp., Lactocacoccus spp., Sacharomyces spp.), isoladas ou associadas 3. Em um estudo clínico foi avaliada a eficácia do Lactobacillus rhamnosus em diarreia infantil, em decorrência do tratamento de patologias, em especial ao rotavírus. Os resultados mostraram que, em comparação com o placebo, o Lactobacillus rhamnosus reduziu a incidência de diarreia associada a tratamentos aplicados no tratamento de patologias, incluindo gastroenterite causada por rotavirus 4. Farmacologia Estabilidade: Conforme orientação do fabricante, as formulações contendo probióticos devem ser mantidas sob refrigeração. Mecanismo de ação: Dado não encontrado nas referências consultadas. Efeitos adversos: Houve relatos de acidose metabólica após o uso de tabletes contendo Lactobacillus acidophilus. Casos de infecção associada ao uso de probióticos são raros, porém há relatos de fungemia associada ao uso de Saccharomyces boulardii e sepse associada a Lactobacillus spp. Contraindicações / precauções: É recomendado cautela no uso em pacientes geriátricos, prematuros e neonatos imunocomprometidos. Farmacotécnica Equivalência: Não aplicável Concentração / Diluição (fabricante): Mínimo 10 bilhões de UFC/g. Consultar certificado de análise. Solubilidade: Dado não encontrado nas referências consultadas.

5 Excipiente sugerido: Oligofrutose (FOS). Para cápsulas, recomenda-se o uso de DRcaps TM para maior biodisponibilidade. ph estabilidade (produto final): Dado não encontrado nas referências consultadas. Orientações farmacotécnicas: Dado não encontrado nas referências consultadas. Incompatibilidades: Dado não encontrado nas referências consultadas. Conservação / armazenamento: Armazenar em recipientes herméticos, sob refrigeração (2 C a 8 C). Referências bibliográficas 1. Martindale 36ª edição, Dossiê técnico do fabricante. 3. Johnston BC, Goldenberg JZ, Vandvik PO, Sun X, Guyatt GH. Probiotics for the prevention of pediatric antibiotic-associated diarrhea. Cochrane Database Syst Rev Nov 9;(11):CD H. Szajewska, M. Wanke, B. Patro. The Effects of Lactobacillus rhamnosus GG Supplementation for the Prevention of Healthcare-associated Diarrhoea in Children. Alimentary Pharmacology & Terapeutics. 2011;34(9): Varavallo MA, Thomé JN, Teshima E. Aplicação de bactérias probióticas para profilaxia e tratamento de doenças gastrointestinais. Ciências Biológicas e da Saúde, Londrina, v. 29, n. 1, p , jan./jun

Fenulife. Identificação. Peso molecular: Não aplicável. Denominação botânica: Não aplicável

Fenulife. Identificação. Peso molecular: Não aplicável. Denominação botânica: Não aplicável Material Técnico Fenulife Identificação Fórmula Molecular: Não aplicável DCB / DCI: Não aplicável INCI: Não aplicável Peso molecular: Não aplicável CAS: Não aplicável Denominação botânica: Não aplicável

Leia mais

D-Panthenol (Dexpanthenol)

D-Panthenol (Dexpanthenol) Material Técnico Identificação Fórmula Molecular: C 9 H 19 NO 4 Peso molecular: 205,25 DCB/ DCI: 02855 - dexpantenol CAS: 81-13-0 INCI: D-Panthenol Sinonímia: Pró-Vitamina B5 Denominação botânica: Não

Leia mais

Aromas/Flavorizantes

Aromas/Flavorizantes Material Técnico Aromas/Flavorizantes Identificação Fórmula Molecular: Não aplicável DCB / DCI: Não aplicável INCI: Não aplicável Peso molecular: Não aplicável CAS: Não aplicável Denominação botânica:

Leia mais

Sinonímia: Ascorbate de Calcium; Ascorbato cálcico; Calcii ascorbas; Calcii Ascorbas Dihydricus; Calcium, ascorbate de.

Sinonímia: Ascorbate de Calcium; Ascorbato cálcico; Calcii ascorbas; Calcii Ascorbas Dihydricus; Calcium, ascorbate de. Material Técnico Identificação Fórmula Molecular: (C 6 H 7 O 6 )2Ca,2H 2 O Peso molecular: 426.3. DCB/ DCI: 00106 Ascorbato de cálcio. CAS: 5743-27-1. INCI:. Sinonímia: Ascorbate de Calcium; Ascorbato

Leia mais

Descrição/ especificação técnica: Pó cristalino branco a quase branco, com especificação de 98 a 101% de Aciclovir.

Descrição/ especificação técnica: Pó cristalino branco a quase branco, com especificação de 98 a 101% de Aciclovir. Material Técnico Identificação Fórmula Molecular: C 8 H 11 N 5 O 3 Peso molecular: 225,2 DCB/ DCI: 00082 aciclovir CAS: 59277-89-3 INCI: Não aplicável Sinonímia: Acicloguanosina; Aciclovirum; Aciklovír;

Leia mais

Nicotinamida. Identificação

Nicotinamida. Identificação Material Técnico Nicotinamida Identificação Fórmula Molecular: C 6 H 6 N 2 O Peso molecular: 122.1 DCB / DCI: 06346 - nicotinamida CAS: 98-92-0 INCI: Não aplicável Denominação botânica: Não aplicável Sinonímia:

Leia mais

Lauril éter sulfato de sódio

Lauril éter sulfato de sódio Material Técnico Identificação Fórmula Molecular: Não aplicável Peso molecular: Não aplicável DCB/ DCI: 05177 - lauriletersulfato de sódio CAS: 1335-72-4 INCI: Sodium laureth-2 sulfate Sinonímia: LESS

Leia mais

Naproxeno. Identificação. Denominação botânica: Não aplicável. Aplicações

Naproxeno. Identificação. Denominação botânica: Não aplicável. Aplicações Material Técnico Naproxeno Identificação Fórmula Molecular: C 14 H 14 O 3 Peso molecular: 230,3 DCB / DCI: 06233 -Naproxeno CAS: 22204-53-1 INCI: Não aplicável. Denominação botânica: Não aplicável. Sinonímia:

Leia mais

Amilorida HCl dihidratada

Amilorida HCl dihidratada Material Técnico Identificação Fórmula Molecular: C 6 H 8 ClN 7 O,HCl,2H 2 O Peso molecular: 302,1 DCB/ DCI: 2352- amiloride hydrochloride dihydrate CAS: 17440-83-4 INCI: Não aplicável Sinonímia: Amilorid

Leia mais

LACTOBACILLUS BULGARICUS

LACTOBACILLUS BULGARICUS Informações Técnicas LACTOBACILLUS BULGARICUS 10 bilhões/g DESCRIÇÃO Lactobacillus bulgaricus é uma bactéria que, devido à sua ação benéfica para o sistema digestivo, costuma ser usada para a produção

Leia mais

Profa. Susana M.I. Saad Faculdade de Ciências Farmacêuticas Universidade de São Paulo

Profa. Susana M.I. Saad Faculdade de Ciências Farmacêuticas Universidade de São Paulo XIV Congresso Brasileiro de Nutrologia Simpósio ILSI Brasil Probióticos e Saúde Profa. Dra. Susana Marta Isay Saad Departamento de Tecnologia Bioquímico-Farmacêutica USP e-mail susaad@usp.br Alimentos

Leia mais

Pode ser utilizada isolada ou associada no tratamento adjuvante e paliativo de câncer gastrointestinal, onde pode ser associada ao ácido fólico.

Pode ser utilizada isolada ou associada no tratamento adjuvante e paliativo de câncer gastrointestinal, onde pode ser associada ao ácido fólico. Material Técnico Identificação Fórmula Molecular: C 4 H 3 FN 2 O 2 Peso molecular: 130,1 DCB/ DCI: 04174 - fluoruracila CAS: 51-21-8 INCI: Não aplicável Sinonímia: Fluorouracil, 5-Fluorouracil, 5-Fluoropyrimidine-2,4(1H,3H)-dione.

Leia mais

Zinco quelato. Identificação. Peso molecular: Não aplicável. CAS: Não aplicável

Zinco quelato. Identificação. Peso molecular: Não aplicável. CAS: Não aplicável Material Técnico Zinco quelato Identificação Fórmula Molecular: Não aplicável DCB / DCI: Não aplicável INCI: Não aplicável Peso molecular: Não aplicável CAS: Não aplicável Denominação botânica: Não aplicável

Leia mais

APROVADO EM 01-10-2004 INFARMED

APROVADO EM 01-10-2004 INFARMED FOLHETO INFORMATIVO Antibiophilus, 250 mg, Cápsulas Lactobacillus casei variedade rhamnosus Este folheto contém informações importantes para si. Leia-o atentamente. Este medicamento pode ser adquirido

Leia mais

Tansulosina HCl. Identificação. Aplicações. Material Técnico

Tansulosina HCl. Identificação. Aplicações. Material Técnico Material Técnico Identificação Fórmula Molecular: C 20 H 28 N 2 O 5 S.HCl Peso molecular: 445,0 DCB/ DCI: 08296 cloridrato de tansulosina CAS: 106463-17-6 INCI: Não aplicável. Sinonímia: Amsulosin Hydrochloride;

Leia mais

MICROBIOTA INTESTINAL PREBIÓTICOS PROBIÓTICOS SIMBIÓTICOS Apresentado por : Prof. Dr. Yvon Toledo Rodrigues Membro Titular da Academia Nacional de Medicina. Presidente da Academia Latino-Americana de Nutrologia.

Leia mais

Glicinato de Alumínio Hidratado

Glicinato de Alumínio Hidratado Material Técnico Identificação Fórmula Molecular: C 2 H 6 AlNO 4 x H 2 O Peso molecular: 135,05 g/mol DCB/ DCI: 04473 - glicinato de alumínio CAS: 1382-92-3 INCI: Não aplicável Sinonímia: Aminoacetato

Leia mais

Cranberry (Vaccinium macrocarpon) Tratamento e Prevenção da Infecção Urinária

Cranberry (Vaccinium macrocarpon) Tratamento e Prevenção da Infecção Urinária Cranberry (Vaccinium macrocarpon) Tratamento e Prevenção da Infecção Urinária Cranberry é uma planta nativa da América do Norte que apresenta em sua composição antocianidinas, flavonóides, proantocianidinas,

Leia mais

Metronidazol Base. Identificação. Aplicações

Metronidazol Base. Identificação. Aplicações Material Técnico Metronidazol Base Identificação Fórmula Molecular: C 6 H 9 N 3 O 3 Peso molecular: 171,2 DCB / DCI: 05902-Metronidazol CAS: 443-48-1 INCI: Não aplicável Denominação botânica: Não aplicável

Leia mais

DIA 16.06.2015 (TERÇA-FEIRA) GRAND AUDITÓRIO 08H50 09H20 CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DE ABERTURA O IMPACTO DE METAGENÔMICA NA SAÚDE E NA DOENÇA

DIA 16.06.2015 (TERÇA-FEIRA) GRAND AUDITÓRIO 08H50 09H20 CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DE ABERTURA O IMPACTO DE METAGENÔMICA NA SAÚDE E NA DOENÇA DIA 16.06.2015 (TERÇA-FEIRA) GRAND AUDITÓRIO 08H30 08H50 ABERTURA 08H50 09H20 CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DE ABERTURA O IMPACTO DE METAGENÔMICA NA SAÚDE E NA DOENÇA 09H20 09H50 CONFERÊNCIA INTERNACIONAL

Leia mais

Clomifeno Citrato. Aplicações. Possibilidade do uso de diferentes dosagens de acordo com a necessidade do paciente. Indicações

Clomifeno Citrato. Aplicações. Possibilidade do uso de diferentes dosagens de acordo com a necessidade do paciente. Indicações Material Técnico Identificação Fórmula Molecular: C 26 H 28 ClNO.C 6 H 8 O 7 Peso molecular: 598,08 DCB/ DCI: 02293 citrato de clomifeno CAS: 50-41-9 INCI: Não aplicável Sinonímia: Citrato de Clomifeno

Leia mais

7/3/2014 Alegações de propriedade funcional aprovadas

7/3/2014 Alegações de propriedade funcional aprovadas Contraste normal Alto Contraste Alegações de propriedade funcional aprovadas As alegações horizontais apresentadas a seguir fazem parte de um processo contínuo e dinâmico de reavaliação das alegações aprovadas

Leia mais

Paracetamol pó. Identificação. Aplicações

Paracetamol pó. Identificação. Aplicações Material Técnico Paracetamol pó Identificação Fórmula Molecular: C 8 H 9 NO 2 Peso molecular: 151,2 DCB / DCI: 06827-Paracetamol CAS: 103-90-2 INCI: Não aplicável. Denominação botânica: Não aplicável.

Leia mais

Duphalac lactulose MODELO DE BULA. DUPHALAC (lactulose) é apresentado em cartuchos contendo 1 frasco de 200 ml e um copo medida.

Duphalac lactulose MODELO DE BULA. DUPHALAC (lactulose) é apresentado em cartuchos contendo 1 frasco de 200 ml e um copo medida. MODELO DE BULA Duphalac lactulose FORMA FARM ACÊUTICA E APRESENTAÇ ÃO DUPHALAC (lactulose) é apresentado em cartuchos contendo 1 frasco de 200 ml e um copo medida. VIA ORAL USO ADULTO E PEDIÁTRICO COMPOSIÇÃO

Leia mais

Descrição/ especificação técnica: Pó cristalino amarelo, amarelo amarronzado ou laranja amarelado, inodoro, com o mínimo 97% de Ácido fólico.

Descrição/ especificação técnica: Pó cristalino amarelo, amarelo amarronzado ou laranja amarelado, inodoro, com o mínimo 97% de Ácido fólico. Material Técnico Identificação Fórmula Molecular: C 19 H 19 N 7 O 6 Peso molecular: 441,41 DCB/ DCI: 00194 - ácido fólico CAS: 59-30-3 INCI: Não aplicável Sinonímia: Acide folique; Ácido fólico; Acidum

Leia mais

Descrição/ especificação técnica: Pó branco a quase branco com o mínimo 99% de Ácido azeláico.

Descrição/ especificação técnica: Pó branco a quase branco com o mínimo 99% de Ácido azeláico. Material Técnico Identificação Fórmula Molecular: C 9 H 16 O 4 Peso molecular: 188,2 DCB/ DCI: 00113 ácido azeláico CAS: 123-99-9 INCI: Lipoic acid Sinonímia: Acid azélaiique; Acidum azelaicum; Anchic

Leia mais

Manual dos Fitoquimicos Primavera da Flora Intestinal

Manual dos Fitoquimicos Primavera da Flora Intestinal Manual dos Fitoquimicos Primavera da Flora Intestinal Prebióticos e Probióticos: Os Adubos da Saúde Intestinal Seus intestinos podem atrapalhar os seus planos de manter a saúde e o corpo em dia, sabia?

Leia mais

REGULAÇÃO DE SUPLEMENTOS ALIMENTARES

REGULAÇÃO DE SUPLEMENTOS ALIMENTARES REGULAÇÃO DE SUPLEMENTOS ALIMENTARES X REUNIÃO DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA DE ALIMENTOS Stefani Faro de Novaes Especialista em Regulação e Vigilância Sanitária 24 e 25 de novembro de 2014 Rio de Janeiro -

Leia mais

ÁCIDOS GRAXOS. Alegação

ÁCIDOS GRAXOS. Alegação DECLARACIONES FUNCIONALES O DE SALUD As alegações horizontais apresentadas a seguir fazem parte de um processo contínuo e dinâmico de reavaliação das alegações aprovadas com base em evidências científicas.

Leia mais

Alendronato de sódio trihidrat

Alendronato de sódio trihidrat Material Técnico Alendronato de sódio trihidrat Identificação Fórmula Molecular: C 4 H 12 NNaO 7 P 2. 3 H 2 O Peso molecular: 325.1 DCB / DCI: 00097-Alendronato de sódio tri-hidratado CAS 121268-17-5 INCI:

Leia mais

Multi Star Adulto 15kg e 5kg

Multi Star Adulto 15kg e 5kg Multi Star Adulto 15kg e 5kg Proteína Bruta Extrato Etéreo (Mín.) 21% (Mín.) 8% Matéria Mineral Matéria Fibrosa (Máx.) 8% (Máx.) 4% Cálcio (Máx.) 1,8% Fósforo (Mín.) 0,8% Carne de Frango e Arroz Extrato

Leia mais

Hipérico Extrato Seco

Hipérico Extrato Seco Material Técnico Hipérico Extrato Seco Identificação Fórmula Molecular: Não aplicável DCB / DCI: Não aplicável Peso molecular: Não aplicável CAS: Não aplicável INCI: Não aplicável Denominação botânica:

Leia mais

Ácido Retinóico (Tretinoina)

Ácido Retinóico (Tretinoina) Material Técnico Ácido Retinóico (Tretinoina) Identificação Fórmula Molecular: C 20 H 28 O 2 Peso molecular: 300,4 DCB / DCI: 08848 Tretinoina CAS: 302-79-4 INCI: Não aplicável Denominação botânica: Não

Leia mais

REGISTRO: Isento de Registro no M.S. conforme Resolução RDC n 27/10. CÓDIGO DE BARRAS N : 7898171287947(Frutas vermelhas) 7898171287954(Abacaxi)

REGISTRO: Isento de Registro no M.S. conforme Resolução RDC n 27/10. CÓDIGO DE BARRAS N : 7898171287947(Frutas vermelhas) 7898171287954(Abacaxi) Ficha técnica CHÁ VERDE COM CÓLAGENO, VITAMINA C E POLIDEXTROSE Pó para Preparo de Bebida a Base de Chá Verde, com Colágeno hidrolisado, vitamina C e polidextrose Sabor Abacaxi e frutas vermelhas REGISTRO:

Leia mais

Trinizol -M Tinidazol Nitrato de miconazol

Trinizol -M Tinidazol Nitrato de miconazol Trinizol -M Tinidazol Nitrato de miconazol Creme vaginal Uso intravaginal APRESENTAÇÃO TRINIZOL -M CREME VAGINAL: caixa contendo bisnaga com 80 g de creme e 1 aplicador. TRINIZOL -M CREME VAGINAL: caixa

Leia mais

O papel da Nutrição na Saúde dos Peixes. João Manoel Cordeiro Alves Gerente de Produtos Aquacultura Guabi Nutrição Animal

O papel da Nutrição na Saúde dos Peixes. João Manoel Cordeiro Alves Gerente de Produtos Aquacultura Guabi Nutrição Animal O papel da Nutrição na Saúde dos Peixes João Manoel Cordeiro Alves Gerente de Produtos Aquacultura Guabi Nutrição Animal Você éo que você come(u)! Esta éuma visão do passado Vamos prever o futuro? Você

Leia mais

ATUALIZAÇÃO NO DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DAS DIARRÉIAS AGUDAS

ATUALIZAÇÃO NO DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DAS DIARRÉIAS AGUDAS ATUALIZAÇÃO NO DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DAS DIARRÉIAS AGUDAS Aderbal Sabra MD. PhD. Cientista Visitante e Staff Senior ICISI Georgetown University USA Professor de Pediatria, Gastroenterologia e Alergia

Leia mais

Alimentos Funcionais: Regulamentação e desafios para o uso de alegações no Brasil

Alimentos Funcionais: Regulamentação e desafios para o uso de alegações no Brasil Alimentos Funcionais: Regulamentação e desafios para o uso de alegações no Brasil FOODSTAFF Assessoria de Alimentos Ltda. setembro/ 2012 Agenda Alimentos Funcionais e Novos Alimentos O Mercado de Alimentos

Leia mais

Cranberry. Tratamento e prevenção infecção urinária

Cranberry. Tratamento e prevenção infecção urinária Cranberry Tratamento e prevenção infecção urinária Nome científico: Vaccinium macrocarpon Família: Ericaceae Parte utilizada: fruto Ativos: antocianidinas, flavonóides, proantocianidinas, taninos condensados

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO. Amethopterin; 4-Amino-4-deoxy-10-methylpteroyl-L-glutamic Acid; -Methopterin;t; Méthotrexate; Methotrexatum; MTX.

IDENTIFICAÇÃO. Amethopterin; 4-Amino-4-deoxy-10-methylpteroyl-L-glutamic Acid; -Methopterin;t; Méthotrexate; Methotrexatum; MTX. IDENTIFICAÇÃO Nome Metotrexato Fórmula Molecular C20H22N8O5 Peso molecular 454,44 DCB / DCI 05884 - metotrexato CAS 59-05-2 INCI Não aplicável Denominação Não aplicável botânica Sinonímia Amethopterin;

Leia mais

Iogurte Agregação de valor na cadeia produtiva

Iogurte Agregação de valor na cadeia produtiva Leite BOLETIM DE TENDÊNCIAS MAIO 2014 Iogurte Agregação de valor na cadeia produtiva O alimento iogurte é um derivado do leite, sua produção é o resultado da ação fermentativa de alguns microorganismos,

Leia mais

Tecnologia de leites e derivados Prof. Andréa Matta Ristow PROCESSAMENTO DO IOGURTE

Tecnologia de leites e derivados Prof. Andréa Matta Ristow PROCESSAMENTO DO IOGURTE Tecnologia de leites e derivados Prof. Andréa Matta Ristow PROCESSAMENTO DO IOGURTE Leites Fermentados Exemplos: iogurte, bebidas lácteas fermentadas, coalhada, kefir, entre outros. A fermentação pode

Leia mais

Alimentos com Alegações de Propriedades Funcionais e ou de Saúde, Novos Alimentos/Ingredientes, Substâncias Bioativas e Probióticos

Alimentos com Alegações de Propriedades Funcionais e ou de Saúde, Novos Alimentos/Ingredientes, Substâncias Bioativas e Probióticos FONTE: ANVISA Alimentos com Alegações de Propriedades Funcionais e ou de Saúde, Novos Alimentos/Ingredientes, Substâncias Bioativas e Probióticos IX - Lista de alegações de propriedade funcional aprovadas

Leia mais

Equilibra o seu metabolismo para a perda de peso

Equilibra o seu metabolismo para a perda de peso Equilibra o seu metabolismo para a perda de peso PARA FICAR EM FORMA SEU ORGANISMO PRECISA DE EQUILÍBRIO NUTRICIONAL Descrição: Bis-glicinato de magnésio, bis-glicinato de zinco, picolinato de cromo, óxido

Leia mais

Processamento do Iogurte Gordo Sólido

Processamento do Iogurte Gordo Sólido Escola Superior Agrária De Coimbra Processamento Geral dos Alimentos Processamento do Iogurte Gordo Sólido Trabalho realizado por: Pedro Sá nº20603025 Ana Oliveira nº 20603030 Lénia Belas nº 20603031 Elisabete

Leia mais

E OS SEUS BENEFÍCIOS

E OS SEUS BENEFÍCIOS E OS SEUS BENEFÍCIOS A principal função do leite é nutrir (alimentar). Além disso, cumpre as funções de proteger o estômago das toxinas e inflamações e contribui para a saúde metabólica, regulando os processos

Leia mais

vaginais ou por via oral.

vaginais ou por via oral. ÓLEO DE MELALEUCA em creme vaginal Ação cientificamente comprovada no tratamento da C. albicans: 90% de sucesso! Doutor, O objetivo desse Informe Científico é apresentar o creme vaginal com Óleo de Melaleuca

Leia mais

PRODUTOS DERIVADOS DO LEITE. Ângela Maria Fiorentini

PRODUTOS DERIVADOS DO LEITE. Ângela Maria Fiorentini PRODUTOS DERIVADOS DO LEITE Ângela Maria Fiorentini QUALIDADE DO LEITE Organoléptica Nutricional Físico-química Microbiológica LEITE E PRODUTOS Fonte : Rabobank, adaptado por Otavio A. C. De Farias LEITES

Leia mais

Florent (Saccharomyces boulardii)- Cápsulas 100mg

Florent (Saccharomyces boulardii)- Cápsulas 100mg Florent (Saccharomyces boulardii)- Cápsulas 100mg Florent Saccharomyces boulardii - 17 liofilizado I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome comercial: Florent Nome genérico: Saccharomyces boulardii APRESENTAÇÕES

Leia mais

ESTIMORAL. Daiichi Sankyo Brasil Farmacêutica LTDA Comprimidos 3 mg

ESTIMORAL. Daiichi Sankyo Brasil Farmacêutica LTDA Comprimidos 3 mg ESTIMORAL Daiichi Sankyo Brasil Farmacêutica LTDA Comprimidos 3 mg IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO ESTIMORAL lisado bacteriano Staphylococcus aureus, Streptococcus pyogenes, Streptococcus mitis, Streptococcus

Leia mais

USO DE PROBIÓTICOS NA PREVENÇÃO E TRATAMENTO DE DOENÇAS INTESTINAIS

USO DE PROBIÓTICOS NA PREVENÇÃO E TRATAMENTO DE DOENÇAS INTESTINAIS CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BRASÍLIA UniCEUB FACULDADE DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO E SAÚDE CURSO DE NUTRIÇÃO USO DE PROBIÓTICOS NA PREVENÇÃO E TRATAMENTO DE DOENÇAS INTESTINAIS Autora: Jannya Freitas de Carvalho

Leia mais

DIARRÉIA EM TERAPIA NUTRICIONAL ENTERAL Grupo de Suporte em Terapia Nutricional CTI-A Hospital Israelita Albert Einstein Fevereiro/10

DIARRÉIA EM TERAPIA NUTRICIONAL ENTERAL Grupo de Suporte em Terapia Nutricional CTI-A Hospital Israelita Albert Einstein Fevereiro/10 DIARRÉIA EM TERAPIA NUTRICIONAL ENTERAL Grupo de Suporte em Terapia Nutricional CTI-A Hospital Israelita Albert Einstein Fevereiro/10 O surgimento de diarréia durante internação hospitalar é evento comum,

Leia mais

Otofoxin cloridrato de ciprofloxacino SOLUÇÃO OTOLÓGICA

Otofoxin cloridrato de ciprofloxacino SOLUÇÃO OTOLÓGICA Otofoxin cloridrato de ciprofloxacino SOLUÇÃO OTOLÓGICA USO ADULTO USO OTOLÓGICO Forma farmacêutica e apresentação Solução otológica: frasco contendo 10 ml com conta-gotas. Composição Cada (1 ml) contém

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO PARA REGISTRO DE ANTIMICROBIANOS DE USO VETERINÁRIO

REGULAMENTO TÉCNICO PARA REGISTRO DE ANTIMICROBIANOS DE USO VETERINÁRIO MERCOSUL/GMC/RES. Nº 3/97 REGULAMENTO TÉCNICO PARA REGISTRO DE ANTIMICROBIANOS DE USO VETERINÁRIO TENDO EM VISTA: O Tratado de Assunção, o Protocolo de Ouro Preto, as Resoluções Nº 11/93 e 91/93 do Grupo

Leia mais

PRODUTOS LÁCTEOS PROBIÓTICOS, PREBIÓTICOS, SIMBIÓTICOS E O MERCADO NACIONAL E INTERNACIONAL

PRODUTOS LÁCTEOS PROBIÓTICOS, PREBIÓTICOS, SIMBIÓTICOS E O MERCADO NACIONAL E INTERNACIONAL PRODUTOS LÁCTEOS PROBIÓTICOS, PREBIÓTICOS, SIMBIÓTICOS E O MERCADO NACIONAL E INTERNACIONAL Sebastião Cesar Cardoso Brandão Professor Titular Departamento de Tecnologia de Alimentos Universidade Federal

Leia mais

INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE NO DESENVOLVIMENTO DE ALIMENTOS PROBIÓTICOS

INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE NO DESENVOLVIMENTO DE ALIMENTOS PROBIÓTICOS INOVAÇÃO E CRIATIVIDADE NO DESENVOLVIMENTO DE ALIMENTOS PROBIÓTICOS O desenvolvimento de novos produtos alimentícios torna-se cada vez mais desafiador, à medida que procura atender à demanda dos consumidores

Leia mais

DI-INDOL METANO. Composto natural que previne o envelhecimento. Informações Técnicas

DI-INDOL METANO. Composto natural que previne o envelhecimento. Informações Técnicas Informações Técnicas DI-INDOL METANO Composto natural que previne o envelhecimento NOME QUÍMICO: 3,3'-Diindolylmethane. CAS: 1968-05-4. FÓRMULA MOLECULAR: C 17 H 14 N 2. PESO MOLECULAR: 246.31. INTRODUÇÃO

Leia mais

Julia Hoçoya Sassaki

Julia Hoçoya Sassaki Certifico e dou fé, para os devidos fins, que nesta data me foi apresentado um documento em idioma japonês, com a seguinte identificação: ARTIGO, o qual traduzo para o vernáculo, no seguinte teor: Coletânea

Leia mais

RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO 1. NOME DO MEDICAMENTO VETERINÁRIO Panacur PetPasta 187,5 mg/g de pasta oral para cães e gatos. 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA 1 g de pasta para administração

Leia mais

Manejo da Diarréia no Paciente Crítico

Manejo da Diarréia no Paciente Crítico Manejo da Diarréia no Paciente Crítico Bibiana Rubin Especialista em Clínica Terapêutica Nutricional Mestre em Saúde Coletiva Nutricionista Clínica CTI/HCPA Não há conflitos de interesse. Diarréia do Paciente

Leia mais

SALSEP cloreto de sódio Solução nasal 9 mg/ml

SALSEP cloreto de sódio Solução nasal 9 mg/ml SALSEP cloreto de sódio Solução nasal 9 mg/ml USO INTRANASAL USO ADULTO E PEDIÁTRICO FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES Solução nasal com 9 mg/ml de cloreto de sódio. Embalagem com 1 frasco spray nasal

Leia mais

Peróxido de benzoíla

Peróxido de benzoíla Material Técnico Peróxido de benzoíla Identificação Fórmula Molecular: C 14 H 10 O 4 Peso molecular: 242,2 DCB / DCI: 07003 Peróxido de benzoíla CAS 94-36-0 INCI: Benzoyl peroxide Denominação botânica:

Leia mais

Jornal Especial Fevereiro 2013

Jornal Especial Fevereiro 2013 Jornal Especial Fevereiro 2013 Osteosil Superprotetor dos Ossos: Protege Contra Osteoartrite e Osteoporose O que é: Osteosil é composto de dois dos principais nutrientes necessários à integridade e metabolismo

Leia mais

Regulamentação atual de alimentos contendo probióticos

Regulamentação atual de alimentos contendo probióticos Regulamentação atual de alimentos contendo probióticos Brasília, 30 de novembro de 2015 Competência Lei n. 9782/1999: Art. 8º Incumbe à Agência, respeitada a legislação em vigor, regulamentar, controlar

Leia mais

Exercícios de Monera e Principais Bacterioses

Exercícios de Monera e Principais Bacterioses Exercícios de Monera e Principais Bacterioses 1. (Fuvest) O organismo A é um parasita intracelular constituído por uma cápsula protéica que envolve a molécula de ácido nucléico. O organismo B tem uma membrana

Leia mais

CAPACIDADE DE UM SERVIÇO DE DISPENSAÇÃO DE UMA FARMÁCIA UNIVERSITÁRIA EM IDENTIFICAR O RISCO DE INTERAÇÃO MEDICAMENTOSA: RELATO DE CASO

CAPACIDADE DE UM SERVIÇO DE DISPENSAÇÃO DE UMA FARMÁCIA UNIVERSITÁRIA EM IDENTIFICAR O RISCO DE INTERAÇÃO MEDICAMENTOSA: RELATO DE CASO CAPACIDADE DE UM SERVIÇO DE DISPENSAÇÃO DE UMA FARMÁCIA UNIVERSITÁRIA EM IDENTIFICAR O RISCO DE INTERAÇÃO MEDICAMENTOSA: RELATO DE CASO Msc. Tatyana Xavier A. M. Ferreira Dispensação [...] ato profissional

Leia mais

AULA DO PRODUTO. Curso inicial & Integração Novos Representantes

AULA DO PRODUTO. Curso inicial & Integração Novos Representantes AULA DO PRODUTO Curso inicial & Integração Novos Representantes 1 HELICOBACTER PYLORI A bactéria Helicobacter pylori foi descoberta em 1982 pelos australianos Barry J. Marshall e J. Robin Warren. Até então,

Leia mais

EFEITO BIFIDOGÊNICO DO FRUTOOLIGOSSACARÍDEO NA MICROBIOTA INTESTINAL DE PACIENTES COM NEOPLASIA HEMATOLÓGICAS

EFEITO BIFIDOGÊNICO DO FRUTOOLIGOSSACARÍDEO NA MICROBIOTA INTESTINAL DE PACIENTES COM NEOPLASIA HEMATOLÓGICAS EFEITO BIFIDOGÊNICO DO FRUTOOLIGOSSACARÍDEO NA MICROBIOTA INTESTINAL DE PACIENTES COM NEOPLASIA HEMATOLÓGICAS TELMA BÚRIGO; REGINA LÚCIA MARTINS FAGUNDES; ERASMO BENICIO SANTOS DE MORAES TRINDADE; HELENA

Leia mais

Monuríl fosfomicina trometamol. Granulado

Monuríl fosfomicina trometamol. Granulado Monuríl fosfomicina trometamol Granulado Forma farmacêutica e apresentação: Caixa com 1 envelope de granulado com 8g. USO ADULTO - USO ORAL Composição: Granulado Cada envelope contém: 5,631 g de fosfomicina

Leia mais

Forma farmacêutica e apresentação Suspensão otológica - Embalagem contendo 5 ml de suspensão acompanhado de conta-gotas.

Forma farmacêutica e apresentação Suspensão otológica - Embalagem contendo 5 ml de suspensão acompanhado de conta-gotas. Otociriax ciprofloxacino hidrocortisona Forma farmacêutica e apresentação Suspensão otológica - Embalagem contendo 5 ml de suspensão acompanhado de conta-gotas. USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 1 ANO.

Leia mais

Aumentar o Consumo dos Hortofrutícolas

Aumentar o Consumo dos Hortofrutícolas Aumentar o Consumo dos Hortofrutícolas As doenças crónicas não transmissíveis são responsáveis por 63% das causas de morte no mundo Fonte: WHO; Global status report on noncommunicable diseases, 2010 O

Leia mais

WORKSHOP PANORAMA MUNDIAL SOBRE PROBIÓTICOS. Regulamentação atual Medicamentos contendo probióticos

WORKSHOP PANORAMA MUNDIAL SOBRE PROBIÓTICOS. Regulamentação atual Medicamentos contendo probióticos WORKSHOP PANORAMA MUNDIAL SOBRE PROBIÓTICOS Regulamentação atual Medicamentos contendo probióticos Neemias Silva de Andrade Gerência de Produtos Biológicos / GPBIO Gerência-Geral de Produtos Biológicos,

Leia mais

VAMOS AOS FATOS PROBIÓTICOS PERGUNTAS E RESPOSTAS. Dr. Celso Cukier Nutrólogo

VAMOS AOS FATOS PROBIÓTICOS PERGUNTAS E RESPOSTAS. Dr. Celso Cukier Nutrólogo VAMOS AOS FATOS PROBIÓTICOS PERGUNTAS E RESPOSTAS Dr. Celso Cukier Nutrólogo Dr. Celso Cukier CRM-SP: 65.052 Presidente da Sociedade Brasileira de Nutrição Parenteral e Enteral; Médico assistente colaborador

Leia mais

Drª Viviane Maria de Carvalho Hessel Dias Infectologista Presidente da Associação Paranaense de Controle de Infecção Hospitalar 27/09/2013

Drª Viviane Maria de Carvalho Hessel Dias Infectologista Presidente da Associação Paranaense de Controle de Infecção Hospitalar 27/09/2013 Drª Viviane Maria de Carvalho Hessel Dias Infectologista Presidente da Associação Paranaense de Controle de Infecção Hospitalar 27/09/2013 Conceitos Básicos Organismo Vivo Conceitos Básicos Organismo Vivo

Leia mais

CUIDADO! PERIGOSO SE INGERIDO,

CUIDADO! PERIGOSO SE INGERIDO, JohnsonDiversey SAFE BIO C 520 Remediador para Estação de Tratamento de Efluentes em geral e com a Presença de Contaminantes Tóxicos. Indicado para indústrias em geral. Descrição: Benefícios: Este produto

Leia mais

BULA. Mylicon. Gotas IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO. Suspensão oral: Frascos gotejadores contendo 15 ml. USO ORAL

BULA. Mylicon. Gotas IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO. Suspensão oral: Frascos gotejadores contendo 15 ml. USO ORAL BULA Mylicon Gotas simeticona IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO APRESENTAÇÕES Suspensão oral: Frascos gotejadores contendo 15 ml. USO ADULTO E PEDIÁTRICO USO ORAL COMPOSIÇÃO Cada ml (11 a 12 gotas) contém 75

Leia mais

Benefícios da Vitamina D no osso e em todo o organismo. A vitamina D tem um papel importante.

Benefícios da Vitamina D no osso e em todo o organismo. A vitamina D tem um papel importante. Saúde do Osso. Benefícios da Vitamina D no osso e em todo o organismo. A vitamina D desempenha, juntamente com o cálcio, um papel importante na saúde e na manutenção da estrutura óssea. Estudos recentes

Leia mais

RESUMOS COM RESULTADOS... 155 RESUMOS DE PROJETOS... 157

RESUMOS COM RESULTADOS... 155 RESUMOS DE PROJETOS... 157 154 RESUMOS COM RESULTADOS... 155 RESUMOS DE PROJETOS... 157 RESUMOS COM RESULTADOS 155 IDENTIFICAÇÃO FENOTÍPICA DE CRYPTOCOCCUS SPP. ISOLADOS DE AMOSTRAS AMBIENTAIS DA CIDADE DE PRESIDENTE PRUDENTE -

Leia mais

II AS OLIMPÍADAS DE BIOTECNOLOGIA

II AS OLIMPÍADAS DE BIOTECNOLOGIA II AS OLIMPÍADAS DE BIOTECNOLOGIA FINAL 14 de Maio de 2007 Nas folhas de respostas preencha o cabeçalho com os seus dados e os da escola que representa. A prova tem a duração de 30 minutos. Cada resposta

Leia mais

Fibras e seus Benefícios! Tipos de Farinhas! Coordenadora e Nutricionista Felícia Bighetti Sarrassini - CRN 10664

Fibras e seus Benefícios! Tipos de Farinhas! Coordenadora e Nutricionista Felícia Bighetti Sarrassini - CRN 10664 Fibras e seus Benefícios! & Tipos de Farinhas! Coordenadora e Nutricionista Felícia Bighetti Sarrassini - CRN 10664 * Fibras: Definição: Fibras referem a parte dos vegetais (frutas, verduras, legumes,

Leia mais

Papel do Aleitamento Materno e Probióticos nas Alergias Alimentares e Respiratórias

Papel do Aleitamento Materno e Probióticos nas Alergias Alimentares e Respiratórias Papel do Aleitamento Materno e Probióticos nas Alergias Alimentares e Respiratórias I Congresso Médico de Guarulhos Maria Elisa Bertocco Andrade CHPBG - IAMSPE Alergia Nas últimas décadas, número crescente

Leia mais

TABELA DE EQUIVALÊNCIA Curso de Odontologia

TABELA DE EQUIVALÊNCIA Curso de Odontologia TABELA DE EQUIVALÊNCIA Curso de Odontologia Disciplina A Disciplina B Código Disciplina C/H Curso Disciplina C/H Código Curso Ano do Currículo 64823 MICROBIOLOGIA GERAL 17/34 ODONTOLOGIA MICROBIOLOGIA

Leia mais

Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder a sua leitura antes de utilizar o medicamento.

Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder a sua leitura antes de utilizar o medicamento. MODELO DE BULA Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder a sua leitura antes de utilizar o medicamento. NATURETTI Senna alexandrina Miller + Cassia fistula 28,9 mg + 19,5 mg Espécie vegetal

Leia mais

Biomassa de Banana Verde Integral- BBVI

Biomassa de Banana Verde Integral- BBVI Biomassa de Banana Verde Integral- BBVI INFORMAÇÕES NUTRICIONAIS Porção de 100g (1/2 copo) Quantidade por porção g %VD(*) Valor Energético (kcal) 64 3,20 Carboidratos 14,20 4,73 Proteínas 1,30 1,73 Gorduras

Leia mais

ALIMENTOS FUNCIONAIS E NUTRACÊUTICOS

ALIMENTOS FUNCIONAIS E NUTRACÊUTICOS ALIMENTOS FUNCIONAIS E NUTRACÊUTICOS Crisliane de P. Branco 1 Aristides R. de Oliveira 2 Mariana Pina da Silva 3 RESUMO O presente trabalho, através de uma revisão bibliográfica, fala sobre alimentos funcionais

Leia mais

RESUMO O iogurte propriamente dito só foi conhecido na Europa em meados do século XVI, por

RESUMO O iogurte propriamente dito só foi conhecido na Europa em meados do século XVI, por ÁREA TEMÁTICA: TECNOLOGIA CURSO DE FABRICAÇÃO DE IOGURTE Apresentador 1 Rodis, Caroline Inglês Apresentador 2 Gadens, Andressa Autor 3 Tedrus, Guilherme de Almeida Souza Autor 4 Ameida, Flávia Caroline

Leia mais

Otosporin hidrocortisona sulfato de neomicina sulfato de polimixina B. Forma farmacêutica e apresentação Suspensão otológica Embalagem contendo 10 ml

Otosporin hidrocortisona sulfato de neomicina sulfato de polimixina B. Forma farmacêutica e apresentação Suspensão otológica Embalagem contendo 10 ml Otosporin hidrocortisona sulfato de neomicina sulfato de polimixina B Forma farmacêutica e apresentação Suspensão otológica Embalagem contendo 10 ml USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 1 ANO. VIA OTOLÓGICA

Leia mais

Gino-Loprox ciclopirox olamina

Gino-Loprox ciclopirox olamina Modelo de Bula SANOFI-AVENTIS FARMACÊUTICA LTDA Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder a sua leitura antes de utilizar o medicamento. Gino-Loprox ciclopirox olamina Forma farmacêutica e apresentação

Leia mais

APRESENTAÇÕES Biovita C 1 g* Comprimidos efervescentes de 1 g. Embalagem contendo 10 comprimidos efervescentes.

APRESENTAÇÕES Biovita C 1 g* Comprimidos efervescentes de 1 g. Embalagem contendo 10 comprimidos efervescentes. BIOVITA Ácido ascórbico APRESENTAÇÕES Biovita C 1 g* Comprimidos efervescentes de 1 g. Embalagem contendo 10 comprimidos efervescentes. Biovita C 2 g* Comprimidos efervescentes de 2 g. Embalagem contendo

Leia mais

Hidragloss Quat C22. Identificação. Material Técnico. Fórmula Molecular: Não aplicável. Peso molecular: Não aplicável. DCB/ DCI: Não aplicável

Hidragloss Quat C22. Identificação. Material Técnico. Fórmula Molecular: Não aplicável. Peso molecular: Não aplicável. DCB/ DCI: Não aplicável Material Técnico Identificação Fórmula Molecular: Não aplicável Peso molecular: Não aplicável DCB/ DCI: Não aplicável CAS: Não aplicável INCI: Behentrimonium Chloride (and) Cetearyl Alcohol and Astrocaryum

Leia mais

RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO

RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO RESUMO DAS CARACTERÍSTICAS DO MEDICAMENTO 1. DENOMINAÇÃO DO MEDICAMENTO Acetilcisteína Sandoz 600 mg Comprimidos efervescentes 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA Cada comprimido efervescente contém

Leia mais

Dagoberto C.Brandão PHC Pharma Consulting A PESQUISA CLÍNICA E REGISTRO DE MEDICAMENTOS

Dagoberto C.Brandão PHC Pharma Consulting A PESQUISA CLÍNICA E REGISTRO DE MEDICAMENTOS A PESQUISA CLÍNICA E REGISTRO DE MEDICAMENTOS REGISTRO DE MEDICAMENTO A ESTRUTURA DO DOSSIÊ LEGAIS DADOS DADOS ROTULAGEM PRODUÇÃO E CONTROLE DE QUALIDADE EFICÁCIA CIA E SEGURANÇA Registro de Medicamentos

Leia mais

HISTÓRIA: PROCESSAMENTO LEITES FERMETADOS. Leite fermentado batido

HISTÓRIA: PROCESSAMENTO LEITES FERMETADOS. Leite fermentado batido LEITES FERMETADOS Profa.Dra.Vanerli Beloti HISTÓRIA: Consumido há século em todo Mediterrâneo Oriental Primeiro alimento transformado que se tem notícia na história da humanidade Iogurte é o mais popular

Leia mais

Dióxido Titânio V Rutilo (T-2000)

Dióxido Titânio V Rutilo (T-2000) Material Técnico Dióxido Titânio V Rutilo (T-2000) Identificação Fórmula Molecular: Não aplicável DCB / DCI: 03108 - Dióxido de Titânio INCI: Titanium Dioxide*, Alumina, Simethicone Peso molecular: Não

Leia mais

Você não é o que come. Você é o que absorve!

Você não é o que come. Você é o que absorve! Você não é o que come. Você é o que absorve! Sabe-se que o consumo de suplementos alimentares com finalidades específicas, como incremento de massa muscular,vem crescendo constantemente no Brasil e no

Leia mais

ARCOLAN cetoconazol 20 mg/g shampoo. Galderma Brasil Ltda.

ARCOLAN cetoconazol 20 mg/g shampoo. Galderma Brasil Ltda. ARCOLAN cetoconazol 20 mg/g shampoo Galderma Brasil Ltda. Arcolan cetoconazol APRESENTAÇÕES: ARCOLAN shampoo (cetoconazol 20 mg/g). Embalagem contendo frasco com 100 ml. USO TÓPICO USO ADULTO COMPOSIÇÃO

Leia mais

FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES Solução nasal com 9 mg/ml de cloreto de sódio. Embalagem com 1 frasco spray nasal com 30 ou 50 ml.

FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES Solução nasal com 9 mg/ml de cloreto de sódio. Embalagem com 1 frasco spray nasal com 30 ou 50 ml. SALSEP 0,9% cloreto de sódio 9 mg/ml USO NASAL USO ADULTO E PEDIÁTRICO SOLUÇÃO NASAL FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES Solução nasal com 9 mg/ml de cloreto de sódio. Embalagem com 1 frasco spray nasal

Leia mais

Perspectivas legais de alegações de propriedades funcionais e ou de saúde

Perspectivas legais de alegações de propriedades funcionais e ou de saúde Perspectivas legais de alegações de propriedades funcionais e ou de saúde 4º Simpósio de Segurança Alimentar Gramado/RS, 29 e 30/05/2012 Antonia Maria de Aquino GPESP/GGALI/ANVISA Missão da Anvisa Promover

Leia mais

Resistência aos antimicrobianos em Salmonella spp.

Resistência aos antimicrobianos em Salmonella spp. Resistência aos antimicrobianos em Salmonella spp. Síntese das investigações desde a descoberta de novos antimicrobianos Final do século XIX: Pasteur efetuou relatos sobre antagonismo entre diferentes

Leia mais