PROJETO DE IMPLEMENTAÇÃO NA ESCOLA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROJETO DE IMPLEMENTAÇÃO NA ESCOLA"

Transcrição

1 PROJETO DE IMPLEMENTAÇÃO NA ESCOLA DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DO PROFESSOR PDE NRE: CURITIBA MUNICÍPIO: CURITIBA PROFESSOR PDE: ELIZIANE ZELLA RIBEIRO CORAÇÃO ÁREA: LÍNGUA PORTUGUESA DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO TÍTULO - O professor de língua portuguesa e as possibilidades do uso de ferramentas tecnológicas no trabalho com gêneros textuais ESCOLA DE IMPLEMENTAÇÃO COLÉGIO ESTADUAL NILSON B. RIBAS JUSTIFICATIVA Educar é conscientizar de que o processo de aprendizagem é contínuo e perdura por toda a vida, seja na construção de nossa própria identidade, vida profissional ou no desenvolvimento de alguma habilidade. Contudo, para que realmente possamos aprender, é necessário disposição a adaptações e mudanças, sempre que preciso, uma vez que estamos inseridos numa sociedade que passa por constantes e inúmeras variações, sobretudo quanto ao uso de tecnologias. A escola, por ser um local de interação social, compartilhamento, produção e reflexão de conteúdos que geram conhecimento, deve oportunizar a inserção de tecnologias na prática docente e discente. A utilização de recursos como televisão, vídeo, Internet, deve estar inserida como ferramenta na prática educacional, tanto quanto o uso de mídias impressas pelo professor. Desde 2006, os professores do Estado do Paraná estão tendo a oportunidade de utilizar novas ferramentas tecnológicas disponíveis na web, por intermédio do laboratório de informática (Paraná Digital) em sua prática docente, assim como a TV multimídia. O uso dessas ferramentas oportunizou a integração da comunicação audiovisual, assim como a ampliação quanto ao uso de diferentes linguagens. Lembramos que, o ato comunicativo não se realiza apenas por meio verbal. Ao longo da sua história, o homem criou e aperfeiçoou vários sistemas comunicativos. Assim, há a linguagem musical, a gestual, a do desenho, das formas e cores, a do cinema, do texto, da televisão e a linguagem verbal.

2 A linguagem, por ser flexível, é mais suscetível a constantes mudanças comportamentais provenientes das transformações sociais, políticas e culturais. Nos últimos tempos, as inúmeras modificações nas formas e possibilidades de utilização da linguagem têm refletido as mudanças tecnológicas emergentes, cujo uso tornou-se mais presente no cotidiano das pessoas. A interação e comunicação entre alunos e professor podem melhorar a partir da utilização de ferramentas tecnológicas como , fórum e página pessoal na Internet. Mas a eficácia desses recursos pode ser potencializada a partir da interação efetiva entre professores e alunos, em sala de aula, pois havendo pouca interação no contato presencial, no ambiente virtual pode se repetir. Cabe dizer que o uso dessas ferramentas servirá como mais uma possibilidade de interação comunicacional, não substituindo a ação docente. Nessa perspectiva, o papel do professor se amplia significativamente: de reprodutor de conteúdos para produtor de conhecimento, mediador da aprendizagem e gerenciador da comunicação que se estabelece presencialmente, em sala de aula e no ambiente virtual. Também a função do aluno, nesse panorama, altera-se substancialmente, deixando de ser um receptor passivo de conhecimentos elaborados por outrem, tornando-se participativo e consciente de sua condição de aprendiz. OBJETIVO GERAL Propor ao professor de Língua Portuguesa a utilização de tecnologias midiáticas ( , blog, podcast e webquest) como encaminhamento de ensino para leitura e produção de diferentes gêneros textuais. OBJETIVOS ESPECÍFICOS Sugerir ao professor subsídios para que ele se aproprie e passe a usar as ferramentas tecnológicas disponíveis hoje na sociedade. Apresentar ao professor as tecnologias midiáticas como recursos adequados e inovadores para o processo de ensino/aprendizagem de leitura e escrita. Mostrar ao professor a existência de mobilidade na organização dos discursos, no que diz respeito tanto no surgimento de novos gêneros, quanto à transformação de outros já culturalmente estabilizados.

3 PÚBLICO ALVO Professores de Língua Portuguesa que atuam no Ensino Fundamental e Médio. Contudo, o projeto pode ser estendido a outros professores que fazem parte do corpo docente do estabelecimento de ensino ao qual será aplicado o projeto. METODOLOGIA Organização de um grupo de apoio para auxiliar no processo de implementação do projeto na escola. O grupo será composto por professores QPM, pertencentes ao NRE- Curitiba, com interesse em explorar os recursos tecnológicos disponíveis na web e divulgar o tema de pesquisa. Os participantes receberão certificação de 32 horas emitida pelo NRE. Na escola, reunir quinzenalmente professores de língua portuguesa e demais interessados no laboratório de informática, para participar de oficinas de capacitação no uso de ferramentas midiáticas como blog, , podcast e webquest. Utilizar o material Didático-Pedagógico um Caderno Pedagógico - elaborado para os professores de língua portuguesa e que servirá de apoio para as oficinas. O Caderno Pedagógico é composto por quatro Unidades Temáticas, a saber: Unidade 1 uso do ; Unidade 2 uso do blog; Unidade 3 uso do podcast; Unidade 4 uso da webquest. Durante o período de aplicação das oficinas, os professores serão estimulados a criar e usar ferramentas como , blog, podcast e webquest com pedagógica. Eles receberão orientação e acompanhamento, presencial e virtual, na elaboração desses ambientes. Será disponibilizada bibliografia, publicações, vídeos e indicações de sites que abordam o uso de tecnologias na educação. RECURSOS Alguns recursos necessários para efetivação deste projeto são: espaço adequado para encontros com os professores com acesso a Internet, Cds, DvDs e pendrives para gravar o que for desenvolvido nos encontros, xérox, textos, TV e projetor multimídia. CRONOGRAMA Este projeto será desenvolvido na escola no segundo semestre do ano letivo de 2010 por intermédio de oficinas. Possível cronograma das oficinas:

4 DATAS AGOSTO OFICINAS CONTEÚDOS 23/08 OFICINA 1 30/08 OFICINA 2 Noções de web 2.0; O uso de ferramentas midiáticas para o ensino de língua portuguesa; uso do Parte I: gênero , estrutura do . DATAS - SETEMBRO OFICINAS CONTEÚDOS 13/09 OFICINA 3 20/09 OFICINA 4 27/09 OFICINA 5 uso do Parte II: pedagógica, criar conta, noções de netiqueta, Google wave. uso do blog Parte I: estrutura do blog, diferença entre fotolog e videoblog. uso do blog Parte II: estrutura do blog, criar conta de blog, pedagógica, noções de microblog Twitter.

5 DATAS - OUTUBRO OFICINAS CONTEÚDOS OFICINA 6 uso do podcast Parte I: pedagógica. DATAS OUTUBRO OFICINAS CONTEÚDOS OFICINA 7 uso do podcast Parte II: realizar uma webquest sobre o uso de podcast. 1 OFICINA 8 uso da webquest Parte I: pedagógica, planejamento de roteiro de webquest. DATAS NOVEMBRO OFICINAS CONTEÚDOS OFICINA 9 uso da webquest Parte II: apresentar atividade wequest sobre o uso do podcast, criar webquest curta. Avaliação das oficinas OFICINA 10 e compartilhamento das atividades desenvolvidas. As datas acima podem sofrer alterações. 1 Webquest hospedada no seguinte endereço:

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER MARTA ROQUE BRANCO A INSERÇÃO DAS TECNOLOGIAS NO ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER MARTA ROQUE BRANCO A INSERÇÃO DAS TECNOLOGIAS NO ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER MARTA ROQUE BRANCO A INSERÇÃO DAS TECNOLOGIAS NO ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA IVINHEMA - MS AGOSTO DE 2011 ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER MARTA ROQUE BRANCO

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015

ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015 ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015 NOVA ANDRADINA MS MARÇO DE 2015 ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE PLANO DE AÇÃO 2015 Plano de ação a ser desenvolvido no ano letivo de 2015, pelo

Leia mais

LISTA DE FIGURAS, GRÁFICOS, QUADROS E TABELAS

LISTA DE FIGURAS, GRÁFICOS, QUADROS E TABELAS iii LISTA DE FIGURAS, GRÁFICOS, QUADROS E TABELAS Capítulo I Tabela nº 1 Composição da amostragem: professores e alunos em relação às quantidades de questionários enviados/recebidos na pesquisa.. 6 Tabela

Leia mais

Estrutura Curricular do Curso de Comunicação em Mídias Digitais Código/Currículo:

Estrutura Curricular do Curso de Comunicação em Mídias Digitais Código/Currículo: ! Estrutura Curricular do Curso de Comunicação em Mídias Digitais Código/Currículo: 392009 12.2 DETALHAMENTO DA COMPOSIÇÃO CURRICULAR [ Portaria PRG/G/n 035/2016] 1. Conteúdos Básicos Profissionais 1.1

Leia mais

ROBÓTICA PEDAGÓGICA LIVRE E EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: UMA EXPERIÊNCIA FORMATIVA

ROBÓTICA PEDAGÓGICA LIVRE E EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: UMA EXPERIÊNCIA FORMATIVA ROBÓTICA PEDAGÓGICA LIVRE E EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: UMA EXPERIÊNCIA FORMATIVA Lorena Bárbara da R. Ribeiro [UNEB] Mary Valda Souza Sales [UNEB] Tarsis de Carvalho Santos [UNEB] O processo educativo cada

Leia mais

CADASTRO DE AÇÕES DE FORMAÇÃO

CADASTRO DE AÇÕES DE FORMAÇÃO I Nome do curso REGULAMENTO CURSO DESCENTRALIZADO Introdução à Educação Digital Proinfo Integrado II Apresentação: breve descrição do curso O Ministério da Educação (MEC) possui um programa educacional

Leia mais

FORMAÇÃO DO PROFESSOR PARA ATUAÇÃO NA EAD EXPERIÊNCIA DA EAD/UFMS. Prof. MSc. Hercules da Costa Sandim EAD/UFMS

FORMAÇÃO DO PROFESSOR PARA ATUAÇÃO NA EAD EXPERIÊNCIA DA EAD/UFMS. Prof. MSc. Hercules da Costa Sandim EAD/UFMS FORMAÇÃO DO PROFESSOR PARA ATUAÇÃO NA EAD EXPERIÊNCIA DA EAD/UFMS EAD/UFMS Prof. MSc. Hercules da Costa Sandim EAD/UFMS FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM TIC s EXTENSÃO/ESPECIALIZAÇÃO EM MÍDIAS NA EDUCAÇÃO FOMENTO

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI MARIA DE FÁTIMA GONÇALVES DE LIMA MIGLIORANÇA PLANO DE AÇÃO 2014

ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI MARIA DE FÁTIMA GONÇALVES DE LIMA MIGLIORANÇA PLANO DE AÇÃO 2014 ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI MARIA DE FÁTIMA GONÇALVES DE LIMA MIGLIORANÇA PLANO DE AÇÃO 2014 ANGÉLICA/MS 2014 ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI MARIA DE FÁTIMA

Leia mais

Contribuições da tecnologia para a formação de profissionais

Contribuições da tecnologia para a formação de profissionais Contribuições da tecnologia para a formação de profissionais M E S T R A D O P R O F I S S I O N A L E M C I Ê N C I A, T E C N O L O G I A E G E S T Ã O A P L I C A D A S À R E G E N E R A Ç Ã O T E C

Leia mais

Escola Estadual Luís Vaz de Camões OFICINA FUTURATEC. Ipezal/Angélica MS Novembro de 2014.

Escola Estadual Luís Vaz de Camões OFICINA FUTURATEC. Ipezal/Angélica MS Novembro de 2014. Escola Estadual Luís Vaz de Camões OFICINA FUTURATEC Ipezal/Angélica MS Novembro de 2014. Escola Estadual Luís Vaz de Camões Projeto de formação, elaborado para ser desenvolvido no Novembro de 2014 pela

Leia mais

educação e tecnologia PLANO DE ENSINO Atualização em Tecnologias Assistivas: promovendo a aprendizagem e a inclusão da Pessoa com Deficiência

educação e tecnologia PLANO DE ENSINO Atualização em Tecnologias Assistivas: promovendo a aprendizagem e a inclusão da Pessoa com Deficiência educação e tecnologia PLANO DE ENSINO Atualização em Tecnologias Assistivas: promovendo a aprendizagem e a inclusão da Pessoa com Deficiência DISCIPLINA II O Uso da Tecnologia Assistiva na Educação da

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER INTEGRAÇÃO DO CANAL DA TV ESCOLA NAS PRÁTICAS DE ENSINO

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER INTEGRAÇÃO DO CANAL DA TV ESCOLA NAS PRÁTICAS DE ENSINO ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER INTEGRAÇÃO DO CANAL DA TV ESCOLA NAS PRÁTICAS DE ENSINO ANGÉLICA-MS ABRIL DE 2014 ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER INTEGRAÇÃO DO CANAL DA TV ESCOLA NAS PRÁTICAS

Leia mais

Edital UFRGS EAD Apresentação. 2 Objetivos

Edital UFRGS EAD Apresentação. 2 Objetivos Edital UFRGS EAD 07 1 Apresentação A Secretaria de Educação a Distância (SEAD), com apoio da Pró-Reitoria de Planejamento e Administração e em conjunto com as Pró-Reitorias Acadêmicas, considerando: a

Leia mais

I. Pensando Enem º ano do Ensino Fundamental e 1ª, 2ª e 3ª séries do Ensino Médio

I. Pensando Enem º ano do Ensino Fundamental e 1ª, 2ª e 3ª séries do Ensino Médio Prezado(a) diretor(a) e coordenador(a), São Paulo, janeiro de 2017. Comunicamos que, em 2017, o Sistema Mackenzie de Ensino disponibilizará às escolas parceiras os materiais didáticos que servirão de apoio

Leia mais

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS i. e x e FACULDADE ESTADUAL DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS CURSO: MATEMÁTICA DISCIPLINA: INFORMÁTICA APLICADA À EDUCAÇÃO SÉRIE: 4ª CARGA HORÁRIA: 72 HORAS PROFESSOR: Maria Ivete

Leia mais

http://portaldoprofessor.mec.gov.br http://twitter.com/portalprofessor Implantação de ambientes tecnológicos nas escolas Distribuição de conteúdos educativos, soluções e sistemas de informação Formação

Leia mais

EDITAL 058/2013 PROGRAD/CIPEAD

EDITAL 058/2013 PROGRAD/CIPEAD EDITAL 058/2013 PROGRAD/CIPEAD EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA COMPLEMENTAR DE CURSISTAS PARA O CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM MÍDIAS INTEGRADAS NA EDUCAÇÃO POLO IBAITI A Universidade Federal do Paraná (UFPR),

Leia mais

Educador A PROFISSÃO DE TODOS OS FUTUROS. Uma instituição do grupo

Educador A PROFISSÃO DE TODOS OS FUTUROS. Uma instituição do grupo Educador A PROFISSÃO DE TODOS OS FUTUROS F U T U R O T E N D Ê N C I A S I N O V A Ç Ã O Uma instituição do grupo CURSO 2 OBJETIVOS Discutir e fomentar conhecimentos sobre a compreensão das potencialidades,

Leia mais

APRENDENDO COM O LUDO AÇÃO E RADICAL

APRENDENDO COM O LUDO AÇÃO E RADICAL ESCOLA ESTADUAL LUIS VAZ DE CAMÕES IPEZAL/ANGÉLICA- MS APRENDENDO COM O LUDO AÇÃO E RADICAL Ipezal/Angélica MS Abril 2012 ESCOLA ESTADUAL LUIS VAZ DE CAMÕES IPEZAL/ANGÉLICA- MS APRENDENDO COM O LUDO AÇÃO

Leia mais

ALUNO DIGITAL Formação para Estudantes Monitores do PROUCA Ensino Fundamental 6º, 7º e 8º 30 horas Erechim, maio de 2014.

ALUNO DIGITAL Formação para Estudantes Monitores do PROUCA Ensino Fundamental 6º, 7º e 8º 30 horas Erechim, maio de 2014. ALUNO DIGITAL Formação para Estudantes Monitores do PROUCA Ensino Fundamental 6º, 7º e 8º 30 horas Erechim, maio de 2014. Prefeitura de Erechim Prefeito Paulo Alfredo Polis Vice-Prefeita Ana Lúcia de Oliveira

Leia mais

Edital UFRGS EAD Apresentação. 2 Objetivos

Edital UFRGS EAD Apresentação. 2 Objetivos Edital UFRGS EAD 09 1 Apresentação A Secretaria de Educação a Distância (SEAD), com apoio da Pró-Reitoria de Planejamento e Administração e em conjunto com as Pró-Reitorias Acadêmicas, considerando: a

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE. Carla Varela (Multiplicador) Wiliam Ricardo de Carvalho (PROGETEC) PLANO DE AÇÃO 2015

ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE. Carla Varela (Multiplicador) Wiliam Ricardo de Carvalho (PROGETEC) PLANO DE AÇÃO 2015 ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE Carla Varela (Multiplicador) Wiliam Ricardo de Carvalho (PROGETEC) PLANO DE AÇÃO 2015 Nova Andradina - MS 2015 ESCOLA ESTADUAL LUIZ SOARES ANDRADE Carla Varela (Multiplicador)

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA PLANO DE AÇÃO 2014

ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA PLANO DE AÇÃO 2014 ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA PLANO DE AÇÃO 2014 NOVA ANDRADINA MS DEZEMBRO/2013 ESCOLA IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA PLANO DE AÇÃO 2014 Plano de ações previstas a serem executadas no

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL LUÍS VAZ DE CAMÕES PLANO DE AÇÃO 2014

ESCOLA ESTADUAL LUÍS VAZ DE CAMÕES PLANO DE AÇÃO 2014 ESCOLA ESTADUAL LUÍS VAZ DE CAMÕES PLANO DE AÇÃO 2014 IPEZAL/ANGÉLICA MS FEVEREIRO - 2014 ESCOLA ESTADUAL LUÍS VAZ DE CAMÕES PLANO DE AÇÃO 2014 Plano de ação elaborado para ser desenvolvido no ano letivo

Leia mais

Palavras-chave: Formação continuada. Tecnologias digitais. Políticas públicas.

Palavras-chave: Formação continuada. Tecnologias digitais. Políticas públicas. Análise de referencial bibliográfico e das políticas públicas sobre a formação de professores em relação ao uso pedagógico das tecnologias digitais no Paraná Dirce Aparecida Foletto De Moraes Nathalia

Leia mais

Ministério da Educação GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 1.383, DE 31 DE OUTUBRO DE 2017

Ministério da Educação GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 1.383, DE 31 DE OUTUBRO DE 2017 Ministério da Educação GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 1.383, DE 31 DE OUTUBRO DE 2017 Aprova, em extrato, os indicadores do Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação para os atos de autorização,

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES PLANO DE AÇÃO PSTE: INTEGRAÇÃO DE MÍDIAS NO CURRÍCULO ESCOLAR TAQUARUSSU- MS MARÇO/11

ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES PLANO DE AÇÃO PSTE: INTEGRAÇÃO DE MÍDIAS NO CURRÍCULO ESCOLAR TAQUARUSSU- MS MARÇO/11 ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES PLANO DE AÇÃO PSTE: INTEGRAÇÃO DE MÍDIAS NO CURRÍCULO ESCOLAR TAQUARUSSU- MS MARÇO/11 ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES PLANO DE AÇÃO PSTE: INTEGRAÇÃO DE MÍDIAS

Leia mais

REGULAMENTO DE PRÁTICA EDUCACIONAL / PROJETOS INTERDISCIPLINARES Curso de Letras Português e Inglês Licenciatura Currículo: LPI00001

REGULAMENTO DE PRÁTICA EDUCACIONAL / PROJETOS INTERDISCIPLINARES Curso de Letras Português e Inglês Licenciatura Currículo: LPI00001 REGULAMENTO DE PRÁTICA EDUCACIONAL / PROJETOS Fundamentação Legal PARECER CNE/CP 28/2001, DE 02 DE OUTUBRO DE 2001 - Dá nova redação ao Parecer CNE/CP 21/2001, que estabelece a duração e a carga horária

Leia mais

PROJETOS COM OBJETIVOS QUE INTEGRAM ENSINO. Claudianny Amorim Noronha

PROJETOS COM OBJETIVOS QUE INTEGRAM ENSINO. Claudianny Amorim Noronha PROJETOS COM OBJETIVOS QUE INTEGRAM ENSINO Claudianny Amorim Noronha A PERSPECTIVA DE ENSINO NO EDITAL DE AÇÕES INTEGRADAS Melhoria do processo de ensino e aprendizagem dos cursos de graduação e pós-graduação,

Leia mais

Tecnologia na Educação: da

Tecnologia na Educação: da Tecnologia na Educação: da informática as TIC e TAC Profa Dra. Maria de los Dolores J Peña Tecnologia na educação [ Recurso] Caderno e lapis Computador e software Software educacionais 1990 Lab Informática

Leia mais

CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA MANUAL DE AT ATIVIDADES TRANSVERSAL

CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA MANUAL DE AT ATIVIDADES TRANSVERSAL CURSOS SUPERIORES DE TECNOLOGIA MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA MANUAL DE AT ATIVIDADES TRANSVERSAL CONCEITOS, NORMAS E PROCEDIMENTOS REGULAMENTO ATIVIDADES TRANSVERSAL I DA DEFINIÇÃO Art. 1º Por Transversalidade

Leia mais

LISTA DE TRABALHOS APROVADOS

LISTA DE TRABALHOS APROVADOS Comunicações orais LISTA DE TRABALHOS APROVADOS O USO DE PLANILHAS GOOGLE DOCS NO CURSO DE MÍDIAS NA EDUCAÇÃO AMBIENTE VIRTUAL DE ENSINO-APRENDIZAGEM LIVRE NA INTEGRAÇÃO E CONVERGÊNCIA DAS MODALIDADES

Leia mais

TOTAL DE ENTREVISTADOS: 75 TEMPO DE SERVIÇO QUE ATUA EM SALA DE AULA ANOS 2008 CEWK GRUPO APOIO ED. INF. TOTAL

TOTAL DE ENTREVISTADOS: 75 TEMPO DE SERVIÇO QUE ATUA EM SALA DE AULA ANOS 2008 CEWK GRUPO APOIO ED. INF. TOTAL TOTAL DE ENTREVISTADOS: 75 TEMPO DE SERVIÇO QUE ATUA EM SALA DE AULA ANOS 2008 CEWK GRUPO APOIO ED. INF. TOTAL 5 0 4 2 5 11 10 1 6 2 6 15 15 2 4 4 2 12 20 3 6 1 10 20 25 2 5 1 1 9 30 1 3 1 2 7 35 0 1 0

Leia mais

Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Câmpus Curitiba COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO REGULAMENTO INTERNO -

Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Câmpus Curitiba COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO REGULAMENTO INTERNO - Ministério da Educação UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Câmpus Curitiba COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO REGULAMENTO INTERNO - CAPÍTULO I Da Natureza, das Finalidades e dos Objetivos Art.

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta

Aprovação do curso e Autorização da oferta MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

OBJETOS DE APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA NO PNLD 2014 PARA OS ANOS FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

OBJETOS DE APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA NO PNLD 2014 PARA OS ANOS FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL OBJETOS DE APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA NO PNLD 2014 PARA OS ANOS FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Cristiane Straioto Diniz Universidade Federal do Paraná criss@seed.or.gov.br Marco Aurélio Kalinke Universidade

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL Dr. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI PLANO DE AÇÃO 2015

ESCOLA ESTADUAL Dr. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI PLANO DE AÇÃO 2015 ESCOLA ESTADUAL Dr. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI Silvana Aparecida Bastos Vieira da Silva (Multiplicadora) Maria de Fátima G. de Lima Migliorança (PROGETEC) PLANO DE AÇÃO 2015 Angélica - MS 2015 ESCOLA

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS SÃO JUDAS TADEU PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

FACULDADES INTEGRADAS SÃO JUDAS TADEU PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA FACULDADES INTEGRADAS SÃO JUDAS TADEU PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA Curso de Pedagogia Linha de Pesquisa: Educação a Distância Professora Proponente: Daiane Grassi - daiane@saojudastadeu.edu.br. 1. IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

O uso das TICs e novos modos de aprender: o caso do curso ProgramAÍ do Centro Juvenil de Ciência e Cultura

O uso das TICs e novos modos de aprender: o caso do curso ProgramAÍ do Centro Juvenil de Ciência e Cultura O uso das TICs e novos modos de aprender: o caso do curso ProgramAÍ do Centro Juvenil de Ciência e Cultura Elmara Souza Lucas Ferreira Roberto Costa Centro Juvenil de Ciência e Cultura de Vitória da Conquista

Leia mais

ELEMENTOS ARTÍSTICOS COMO ESTRATÉGIA DE SALA DE AULA PARA A INOVAÇÃO DO USO DO LAPTOP EDUCACIONAL NO CONTEXTO ESCOLAR

ELEMENTOS ARTÍSTICOS COMO ESTRATÉGIA DE SALA DE AULA PARA A INOVAÇÃO DO USO DO LAPTOP EDUCACIONAL NO CONTEXTO ESCOLAR ELEMENTOS ARTÍSTICOS COMO ESTRATÉGIA DE SALA DE AULA PARA A INOVAÇÃO DO USO DO LAPTOP EDUCACIONAL NO CONTEXTO ESCOLAR 09/2011 Novas Tecnologias em Educação Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Curso: PEDAGOGIA. Disciplina: TECNOLOGIA NA SALA DE AULA I. Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º

PLANO DE ENSINO. Curso: PEDAGOGIA. Disciplina: TECNOLOGIA NA SALA DE AULA I. Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º PLANO DE ENSINO 2016 Curso: PEDAGOGIA Disciplina: TECNOLOGIA NA SALA DE AULA I Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º 1 - Ementa (sumário, resumo) Histórico da informática, situação atual e

Leia mais

Plano de Ensino Docente

Plano de Ensino Docente Plano de Ensino Docente IDENTIFICAÇÃO CURSO: Licenciatura em Matemática FORMA/GRAU: ( ) integrado ( ) subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado (x) licenciatura ( ) tecnólogo MODALIDADE: ( x ) Presencial

Leia mais

NORMATIVA PARA OFERTA DE CARGA HORÁRIA SEMIPRESENCIAL EM CURSOS DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA E TECNOLÓGICA PRESENCIAIS DO IFNMG

NORMATIVA PARA OFERTA DE CARGA HORÁRIA SEMIPRESENCIAL EM CURSOS DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA E TECNOLÓGICA PRESENCIAIS DO IFNMG Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal do Norte de Minas Gerais Pró-Reitoria de Ensino NORMATIVA PARA OFERTA DE CARGA HORÁRIA SEMIPRESENCIAL EM CURSOS

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio

Ensino Técnico Integrado ao Médio Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plano de Trabalho Docente 2016 Plano de Curso nº 267 aprovado pela portaria Cetec nº 182 de 26/09/2013 Etec Maria Cristina Medeiros Código: 141 Município:

Leia mais

Processos de inclusão social: interfaces da inclusão digital

Processos de inclusão social: interfaces da inclusão digital Processos de inclusão social: interfaces da inclusão digital RODRIGUES,Cleide Aparecida Carvalho 1 FARIA, Juliana Guimarães 2 Palavras-chave inclusão digital, mídias, redes sociais Justificativa/Base Teórica

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER. CmapTools

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER. CmapTools ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER CmapTools Angélica MS Junho/2010 ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MÜLLER CmapTools Oficina de capacitação do Software CmapTools aos professores da Escola Estadual

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Química. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Química. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

anexo 7 INFORMAÇÕES BÁSICAS PARA O USO DOS RECURSOS TECNOLÓGICOS DISPONÍVEIS EM SUA ESCOLA semana pedagógica 2012

anexo 7 INFORMAÇÕES BÁSICAS PARA O USO DOS RECURSOS TECNOLÓGICOS DISPONÍVEIS EM SUA ESCOLA semana pedagógica 2012 anexo 7 INFORMAÇÕES BÁSICAS PARA O USO DOS RECURSOS TECNOLÓGICOS DISPONÍVEIS EM SUA ESCOLA 2012 3 2 INFORMAÇÕES BÁSICAS PARA O USO DOS RECURSOS TECNOLÓGICOS DISPONÍVEIS EM SUA ESCOLA Olá, professor! Que

Leia mais

Claudia Reyes Setembro, 2012

Claudia Reyes Setembro, 2012 Claudia Reyes Setembro, 2012 Apresentar informações sobre o papel da Secretaria de Educação a Distância (SEaD) na UFSCar e de suas coordenadorias para a organização, qualidade e sustentabilidade Apontar

Leia mais

CURSO MÍDIA NA EDUCAÇÃO

CURSO MÍDIA NA EDUCAÇÃO CURSO MÍDIA NA EDUCAÇÃO PROPOSTA DE GRUPO DE FORMAÇÃO 2015 Dados dos formadores Nome: Vera Lúcia Batista de Moraes. Telefone: (19) 99128-6682 EMAIL: verabmoraes@uol.com.br Função ou cargo: Professora de

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Qualificação: Sem Certificação Técnica

Plano de Trabalho Docente Qualificação: Sem Certificação Técnica Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC PAULINO BOTELHO E.E.ESTERINA PLACCO Código: 091-01 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: GESTÃO E NEGÓCIOS Habilitação Profissional: Técnica de Nível

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE UNICENTRO MÍDIAS NA EDUCAÇÃO CHRISTIANE MAIA DA SILVEIRA ORIENTADOR: PROFESSOR PAULO GUILHERMETI

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE UNICENTRO MÍDIAS NA EDUCAÇÃO CHRISTIANE MAIA DA SILVEIRA ORIENTADOR: PROFESSOR PAULO GUILHERMETI UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE UNICENTRO MÍDIAS NA EDUCAÇÃO CHRISTIANE MAIA DA SILVEIRA ORIENTADOR: PROFESSOR PAULO GUILHERMETI O USO DAS MÍDIAS COMO FERRAMENTA DE ENSINO NO COTIDIANO ESCOLAR POLO

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER EXTENSÃO CRONOGRAMA DE AÇÃO 2014

ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER EXTENSÃO CRONOGRAMA DE AÇÃO 2014 ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER EXTENSÃO CRONOGRAMA DE AÇÃO 2014 IVINHEMA/MS 2013 ESCOLA ESTADUAL SENADOR FILINTO MULLER EXTENSÃO CRONOGRAMA DE AÇÃO 2014 Plano de ação previsto para ser desenvolvido

Leia mais

TCC EM SISTEMAS DA INFORMAÇÃO. Aula 2- Eixo temático 1 Tecnologias para acesso participativo e universal do cidadão ao conhecimento

TCC EM SISTEMAS DA INFORMAÇÃO. Aula 2- Eixo temático 1 Tecnologias para acesso participativo e universal do cidadão ao conhecimento Aula 2- Eixo temático 1 Tecnologias para acesso participativo e universal do cidadão ao conhecimento Objetivo desta segunda aula Tecnologias para acesso participativo e universal do cidadão ao conhecimento.

Leia mais

DISCIPLINA TECNOLOGIA EM EDUCAÇÃO: LINGUAGEM E OUTROS CÓDIGOS

DISCIPLINA TECNOLOGIA EM EDUCAÇÃO: LINGUAGEM E OUTROS CÓDIGOS 2015. 2 DISCIPLINA TECNOLOGIA EM EDUCAÇÃO: LINGUAGEM E OUTROS CÓDIGOS Professor: Tiago Silva de Oliveira E-mail: psicotigl@yahoo.com.br Noturno/2015.2 Carga Horária 80h / 1 Dia da Semana 2 Semestre do

Leia mais

Uma situação que tenha sido projetada com fins de gerar uma aprendizagem é uma situação didática (SD).

Uma situação que tenha sido projetada com fins de gerar uma aprendizagem é uma situação didática (SD). Licenciatura em Artes Visuais - IAD-UFJF - Oficinas de Iniciação à Docência: exemplo de Briefing A elaboração de um material didático é decorrente de um projeto que busca que os aprendizes desenvolvam

Leia mais

NOME DO CURSO:O uso do sistema de FM no ambiente escolar Nível: Aperfeiçoamento Modalidade: Presencial

NOME DO CURSO:O uso do sistema de FM no ambiente escolar Nível: Aperfeiçoamento Modalidade: Presencial NOME DO CURSO:O uso do sistema de FM no ambiente escolar Nível: Aperfeiçoamento Modalidade: Presencial Parte 1 Código / Área Temática Código / Nome do Curso Etapa de ensino a que se destina Educação Especial

Leia mais

Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do Curso Superior de Tecnologia em Marketing na modalidade EaD

Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do Curso Superior de Tecnologia em Marketing na modalidade EaD Relatório da CPA (Comissão Própria de Avaliação) da Pesquisa com os Estudantes do Curso Superior de Tecnologia em Marketing na modalidade EaD A presente pesquisa foi realizada em junho de 2016, no Polo

Leia mais

Legislação Educacional - RME

Legislação Educacional - RME Diário Oficial de 16/07/2013 página 34 COMUNICADO Nº 990, DE 15 DE JULHO DE 2013 O Secretário Municipal de Educação, no uso de suas atribuições legais, conforme o que lhe representou a Diretora da Diretoria

Leia mais

O USO DO CINEMA COMO RECURSO DIDÁTICO NA EDUCAÇÃO INFANTIL

O USO DO CINEMA COMO RECURSO DIDÁTICO NA EDUCAÇÃO INFANTIL O USO DO CINEMA COMO RECURSO DIDÁTICO NA EDUCAÇÃO INFANTIL Emanuela Suassuna de Araújo (1); Vanessa da Silva Santos (1) Universidade Federal da Paraíba, suassuna.emanuela@gmail.com (1); Universidade Federal

Leia mais

Docência Online, o papel do aluno e do tutor no processo de Ensino Aprendizagem.

Docência Online, o papel do aluno e do tutor no processo de Ensino Aprendizagem. Docência Online Docência Online, o papel do aluno e do tutor no processo de Ensino Aprendizagem. Introdução Com os avanços que a tecnologia vem sofrendo atualmente a salas de aula convencional está se

Leia mais

Linha de Pesquisa 2: FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE LÍNGUAS

Linha de Pesquisa 2: FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE LÍNGUAS Linha de Pesquisa 2: FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE LÍNGUAS Esta linha de pesquisa objetiva o exame dos processos de construção do conhecimento docente do professor de línguas, com ênfase no papel da linguagem

Leia mais

Sequência didática Práticas pedagógicas e cinema: contribuições à Educação Ambiental Crítica

Sequência didática Práticas pedagógicas e cinema: contribuições à Educação Ambiental Crítica Sequência didática Práticas pedagógicas e cinema: contribuições à Educação Ambiental Crítica Objetivos: - Discutir concepções da Educação Ambiental crítica em sala de aula; - Estimular a divulgação de

Leia mais

Profa Dra.: Adriana Azevedo

Profa Dra.: Adriana Azevedo EAD Cenário e Possibilidades Profa Dra.: Adriana Azevedo Definição de EAD A Educação a Distância é a modalidade educacional na qual a mediação didático pedagógica nos processos de ensino e aprendizagem

Leia mais

Usos dos meios, consumos culturais e formação de professores para mídia-educação

Usos dos meios, consumos culturais e formação de professores para mídia-educação Usos dos meios, consumos culturais e formação de professores para mídia-educação M. Fantin, UFSC, Florianopolis P.C. Rivoltella, UCSC, Milão III Seminario de Pesquisa em Mídia-educação Florianopolis, UFSC,setembro

Leia mais

Design pedagógico de cursos a distância e a integração de mídias: concepções e práticas

Design pedagógico de cursos a distância e a integração de mídias: concepções e práticas Design pedagógico de cursos a distância e a integração de mídias: concepções e práticas Adriana Ap. de Lima Terçariol (UNOESTE) e (UNINOVE) - atercariol@gmail.com Fernanda Sutkus de Oliveira Mello (UNOESTE)

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM TECNOLOGIAS DIGITAIS E EDUCAÇÃO 3.0 MATRIZ CURRICULAR

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM TECNOLOGIAS DIGITAIS E EDUCAÇÃO 3.0 MATRIZ CURRICULAR MATRIZ CURRICULAR A organização curricular foi feita para atender aos objetivos do curso, sendo dividida em dois eixos: Concentração e Dispersão. No Eixo Concentração serão ofertadas 9 (nove) disciplinas

Leia mais

RESOLUÇÃO CoAd nº 013, de 18 de março de 2011.

RESOLUÇÃO CoAd nº 013, de 18 de março de 2011. RESOLUÇÃO CoAd nº 013, de 18 de março de 2011. Dispõe sobre a Estrutura Organizacional da Secretaria Geral de Educação à Distância da Universidade Federal de São Carlos. O Conselho de Administração da

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Técnico Plano de Curso nº aprovado pela portaria Cetec nº de / / Etec Professora Maria Cristina Medeiros Código: 141 Município: Ribeirão Pires Eixo Tecnológico: GESTÃO

Leia mais

INOVAÇÃO EDUCATIVA_. Esse é o nosso jeito de fazer, nossa missão e razão de existir

INOVAÇÃO EDUCATIVA_. Esse é o nosso jeito de fazer, nossa missão e razão de existir INOVAÇÃO EDUCATIVA_ Escolhemos inventar o futuro por meio da Inovação Educativa Acreditamos na educação disruptiva, personalizada e em linha com os avanços tecnológicos Movidos por um sentimento voluntário,

Leia mais

Programa de Formação Continuada para Docentes

Programa de Formação Continuada para Docentes Programa de Formação Continuada para Docentes Objetivos do programa Consolidar a identidade didático-pedagógica da instituição realizando reflexões com seus docentes sobre as diretrizes educacionais da

Leia mais

Um olhar reflexivo sobre os gêneros digitais.

Um olhar reflexivo sobre os gêneros digitais. Um olhar reflexivo sobre os gêneros digitais. Assessoria de Informática Marileusa Guimarães Educativa... mgsouza@positivo.com.br Ottilia M. da Silva... ottilias@positivo.com.br Rodrigo Fornalski Pedro...

Leia mais

A Webquest como proposta metodológica para o ensino de Matemática

A Webquest como proposta metodológica para o ensino de Matemática na Contemporaneidade: desafios e possibilidades A Webquest como proposta metodológica para o ensino de Fernando Henrique Pereira Mestrando em Ensino de Universidade Federal Tecnológica do Paraná UTFPR

Leia mais

Parte 1 Código / Área Temática. Educação Especial

Parte 1 Código / Área Temática. Educação Especial NOME DO CURSO: O Ensino de Língua Portuguesa como segunda língua para estudantes surdos e/ou com deficiência auditiva Nível: Especialização Modalidade: A distância Parte 1 Código / Área Temática Código

Leia mais

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA ASPECTOS HISTÓRICOS

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA ASPECTOS HISTÓRICOS 1ª Geração 2ª Geração 3ª Geração 4ª Geração 5ª Geração Ensino Por correspondência EAD via rádio e TV Novas experiências em EAD Universidades abertas e teleconferência Uso da Internet e das redes de computadores

Leia mais

RESOLUÇÃO/SED n , de 8 de dezembro de 2011.

RESOLUÇÃO/SED n , de 8 de dezembro de 2011. RESOLUÇÃO/SED n. 2.491, de 8 de dezembro de 2011. Dispõe sobre o Projeto de Implementação das Salas de Tecnologias Educacionais - STEs e a utilização das diversas tecnologias midiáticas nas unidades escola

Leia mais

PLANO DE AÇÃO DA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA

PLANO DE AÇÃO DA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CULTURA ESPORTE TURISMO E LAZER ESCOLA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO BÁSICA 13 DE MAIO PLANO DE AÇÃO DA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA SÔNIA CRISTINA DE SOUZA ARAÚJO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ UNIVERSIDADE ABERTA DO PIAUÍ

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ UNIVERSIDADE ABERTA DO PIAUÍ Edital. 001/2011 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ UNIVERSIDADE ABERTA DO PIAUÍ Centro de Educação Aberta e a Distância CEAD Coordenação do curso de Filosofia / EaD Rua Olavo Bilac,

Leia mais

FICHA IV - ESPECÍFICA POR SUBPROJETO. Ensino-aprendizagem

FICHA IV - ESPECÍFICA POR SUBPROJETO. Ensino-aprendizagem FICHA IV - ESPECÍFICA POR SUBPROJETO Ensino-aprendizagem 1. Quais os materiais didáticos na área do(s) subprojeto(s) existentes na escola? Recursos didáticos, materiais diferenciados e/ou alternativos.

Leia mais

VÍDEO AULA 1 APRESENTAÇÃO DO CURSO 100% ON LINE

VÍDEO AULA 1 APRESENTAÇÃO DO CURSO 100% ON LINE Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas VÍDEO AULA 1 APRESENTAÇÃO DO CURSO 100% ON LINE Coordenador Prof. Dorival Magro Junior Mestre em Ciência da Computação EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

Leia mais

Projeto Interdisciplinar

Projeto Interdisciplinar 0 Plano de Trabalho Docente 2014 Projeto Interdisciplinar ETEC Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Ensino Médio x Ensino Técnico Série/Módulo: 3º A,B,C,D Título Educação para Cidadania Professor(es)

Leia mais

A TECNOLOGIA NA ÁREA DE GEOGRAFIA

A TECNOLOGIA NA ÁREA DE GEOGRAFIA Centro Universitário Leonardo Da Vinci NEAD Núcleo de Ensino a Distância Everton Leite A TECNOLOGIA NA ÁREA DE GEOGRAFIA BLUMENAU 2009 EVERTON LEITE A TECNOLOGIA NA ÁREA DE GEOGRAFIA Projeto apresentado

Leia mais

FORMAÇÃO CONTINUADA PARA O USO PEDAGÓGICO E INTEGRADO DO TABLET EDUCACIONAL PROFESSOR:

FORMAÇÃO CONTINUADA PARA O USO PEDAGÓGICO E INTEGRADO DO TABLET EDUCACIONAL PROFESSOR: FORMAÇÃO CONTINUADA PARA O USO PEDAGÓGICO E INTEGRADO DO TABLET EDUCACIONAL PROFESSOR: Diana Domingues Donato NTE 12 PÚBLICO: Todas as séries do Ensino Médio Sequência Didática Título da Atividade: A CANA

Leia mais

Multiplicadores Encontros Temáticos

Multiplicadores Encontros Temáticos Multiplicadores Encontros Temáticos 2017 Apresentação Esta apresentação pretende contribuir com informações para a multiplicação dos recursos pedagógicos do programa Caminhos para a Cidadania. Nela constam

Leia mais

MULTIPLICADORES: ENCONTROS TEMÁTICOS

MULTIPLICADORES: ENCONTROS TEMÁTICOS MULTIPLICADORES: ENCONTROS TEMÁTICOS 2017 Apresentação Esta apresentação pretende contribuir com informações para a multiplicação dos recursos pedagógicos do programa Caminhos para a Cidadania. Nela constam

Leia mais

Aestudantes geograficamente distantes, e

Aestudantes geograficamente distantes, e TUTORIA EM EaD Sobre a tutoria a distância tutoria a distância atua a partir da instituição, mediando o processo pedagógico junto a Aestudantes geograficamente distantes, e referenciados aos pólos descentralizados

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal Catarinense - Campus Sombrio

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal Catarinense - Campus Sombrio PLANO DE ENSINO Curso Disciplina/Carga horária Professor Responsável Licenciatura em Matemática ESTG 03- Estágio Supervisionado III (60h.a) Nome: Marleide Coan Cardoso email:marleide@ifc-sombrio.edu.br

Leia mais

CURSO: JORNALISMO EMENTAS º PERÍODO

CURSO: JORNALISMO EMENTAS º PERÍODO CURSO: JORNALISMO EMENTAS - 2017.2 2º PERÍODO DISCIPLINA: COMUNICAÇÃO E TECNOLOGIAS DIGITAIS Estudo da relação entre a tecnologia e a comunicação visando a compreensão o fenômeno técnico de forma global.

Leia mais

Usinagem geral. frente ao laboratório 15.

Usinagem geral. frente ao laboratório 15. Edital Simplificado de Seleção de Monitoria 2017.2 e 2018.1 Edital nº003/2017 A Direção Geral do IFRJ/, comunica, pelo presente Edital, que estarão abertas as inscrições para a Seleção de Monitores para

Leia mais

Palavras chave: Tecnologia de Informação; computador; simuladores.

Palavras chave: Tecnologia de Informação; computador; simuladores. O USO DE TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO APLICADAS AO ENSINO DE QUÍMICA: O LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA COMO ESPAÇO DE MEDIAÇÃO NO ENSINO E APRENDIZAGEM DE QUÍMICA Carlos Antônio Chaves de Oliveira

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS

PERGUNTAS E RESPOSTAS Disciplinas semipresenciais PERGUNTAS E RESPOSTAS INTRODUÇÃO O Brasil vive tempos de crescimento do acesso à educação superior. Milhões de pessoas se graduaram e se especializaram no país e, consequentemente,

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2017 Ensino Técnico Plano de Curso nº 206 aprovado pela portaria Cetec nº 733 de 10/09/2015 ETEC Maria Cristina Medeiros Código: 141 Município: Ribeirão Pires Eixo Tecnológico:

Leia mais

ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI

ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃOESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MANOEL FONTANILLAS FRAGELLI PLANO DE AÇÃO 2015 Angélica MS Fevereiro de 2015 GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO

Leia mais

Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) Comunicação Social Jornalismo, Bacharelado

Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) Comunicação Social Jornalismo, Bacharelado Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) Comunicação Social Jornalismo, Bacharelado DOS FUNDAMENTOS, OBJETIVOS E CONTEÚDOS. Art. 1º. Os Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) do curso de Comunicação

Leia mais

RESULTADOS AVALIAÇÃO DE CURSO 2016/1

RESULTADOS AVALIAÇÃO DE CURSO 2016/1 COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA/UFSC RESULTADOS AVALIAÇÃO DE CURSO 2016/1 CPA Processo de Avaliação Diagnóstico (Fragilidades e potencialidades) Feedback (objetivos alcançados?) Formativo (produz informações)

Leia mais

Público Alvo: Investimento: Disciplinas:

Público Alvo: Investimento: Disciplinas: A Universidade Católica Dom Bosco - UCDB com mais de 50 anos de existência, é uma referência em educação salesiana no país, sendo reconhecida como a melhor universidade particular do Centro-Oeste (IGC/MEC).

Leia mais

PROJETO DE MONITORIA 2014

PROJETO DE MONITORIA 2014 PROJETO DE MONITORIA 2014 Centro Universitário SENAC: Curso: Design de Moda- Habilitação Estilismo Disciplina: Projeto de Moda I Professor responsável: Andrea Canton Período letivo: 1º / noite 1. Justificativa

Leia mais

E.E. SENADOR LUIZ NOGUEIRA MARTINS

E.E. SENADOR LUIZ NOGUEIRA MARTINS PLANO DE AÇÃO 2016 / 2017 Município: SOROCABA SP CIE: 016412 Núcleo: SOROCABA - INTERIOR Equipe Gestora: Direção: Andréa S. A. C. F. Queiroz Vice-Diretor: Delaine E. de A. Banietti Professor Mediador:

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2017 Ensino Técnico Plano de Curso nº 294 aprovado pela portaria CETEC - 774, de 24/09/2015 (atualizado 2º semestre/2016) Etec Professora Maria Cristina Medeiros Código: 141 Município:

Leia mais

O Letramento é um fator que se faz cada vez importante nos dias de hoje;

O Letramento é um fator que se faz cada vez importante nos dias de hoje; Letramento Digital O Letramento é um fator que se faz cada vez importante nos dias de hoje; De acordo com Soares (2002), a alfabetização não é o suficiente, já que não basta, apenas, aprender a ler e a

Leia mais