SISTEMAS DE INFORMAÇÕES DIAGRAMA DE FLUXO DE DADOS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SISTEMAS DE INFORMAÇÕES DIAGRAMA DE FLUXO DE DADOS"

Transcrição

1 SISTEMAS DE INFORMAÇÕES DIAGRAMA DE FLUXO DE DADOS Apresenta-se assim um diagrama que identifica a seqüência ideal do fluxo das operações nos processos, designado, Diagrama de Fluxo de Dados (DFD). Banco de Dados (BD) É uma coleção de dados organizada como num arquivo convencional. Os Bancos de Dados são usados para guardar e manipular dados, visando a sua transformação em informações. Os dados são geralmente organizados em uma hierarquia de dados, no qual o Banco de Dados tem o nível mais alto. Nessa hierarquia, os campos formam um registro, e os registros formam o arquivo. Todo Banco de Dados, ao ser construído, deve levar em consideração seu conteúdo, a forma de acesso, a estrutura lógica e a organização física local. Para essa construção são necessários conhecimentos de modelagem de dados que são atividades de uma metodologia de desenvolvimento de Sistemas de Informação. Independentemente da tecnologia de Banco de Dados a ser aplicada na empresa, a atividade fundamental e antecessora é a administração dos dados da empresa, que reorganiza e estrutura todos os seus dados das funções empresariais operacionais. Data warehouse Em termos simples, Data Warehouse (DW) é um grande Banco de Dados que armazena dados de diversas fontes para futura geração de informações integradas, com base nos dados do funcionamento das funções empresariais operacionais de uma organização inteira. Freqüentemente, é chamado de armazém de dados de uma empresa. Contemplam inclusive dados históricos, de modo que possam ser usados para tomada de decisões principalmente táticas e estratégicas. Na maioria dos casos, ele só pode ser utilizado para obtenção e consulta de informações e não pode ser atualizado.

2 Quando essa tecnologia está vinculada aos Bancos de Dados Distribuídos, onde geralmente o armazém de dados envolve a busca de dados do mainframe e seu armazenamento em outro Banco de Dados, ela possibilita que os dados sejam analisados para descobrir tendências ou sugerir novas estratégias empresariais. A chave do sucesso dessa tecnologia está na administração e integração dos dados corporativos da empresa. Essa tecnologia também propõe a integração dos dados e a eliminação das redundâncias das informações. Os desenvolvedores de um DW devem transformar e integrar dados operacionais de dentro e fora da empresa para posterior guarda no DW. Assim, o DW será usado como ferramenta estratégica pelos clientes e/ou usuários que tomam decisões sobre negócios baseados em informações disponíveis. Para uso efetivo desta tecnologia de DW nos Sistemas de Informação Executivos, ela deve ser trabalhada de forma integrada a outras tecnologias, incluindo as ferramentas e recursos de Decision Support System, Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados, Executive Information Systems, aplicações On-Line Transaction Processing (OLTP) e Data Mining. Diagrama de Fluxo de Dados O DFD é um resumo ilustrativo do fluxo de várias operações de um processo, estruturando-se como análise de resultados o macro-processo. Documenta-se todos os processos, mostrando todas as suas etapas. O DFD pode ser usado tanto no planejamento de uma nova atividade (para estabelecer a trilha a ser seguida) como na avaliação de um processo que está em execução (para identificar possíveis falhas que ocasionam problemas no trabalho). Caracterizado o macro-processo, faz-se a análise de como são desenvolvidas as informações para a integração das funções que o compõem. O DFD modelado da empresa deve ser estruturado a partir do DFD de cada funcionário ou departamento. Somados e analisados os DFD de todos os departamentos, é possível a elaboração de um DFD do sistema de macro-processo da empresa, no qual está inserido no processo de gestão empresarial.

3 Para a montagem de um DFD são utilizados apenas quatro símbolos apresentados na figura abaixo e discutidos a seguir: Figura - Convenções utilizadas para o traçado do DFD Entidade Fluxo de dados Processos Banco de dados Fonte: KENDALL & KENDALL (1991). O retângulo representa uma entidade (empresa, departamento ou pessoa) que interage com o sistema, fornecendo-lhe ou alimentando-se de seus dados. A flecha indica a transferência de dados entre entidades, processos ou bancos de dados, sendo o destino indicado pela ponta da flecha. O retângulo de cantos arredondados indica a realização de um processo de transformação de dados. As informações por ele geradas são sempre diferentes daquelas que o alimentam. O retângulo aberto em seu lado direito indica um banco de dados, incrementável e acessível. As entidades (sistemas e subsistemas) a serem representadas no DFD variam de acordo com a estrutura organizacional da empresa e com a importância que têm no desenvolvimento do processo de gestão empresarial. Geralmente, as empresas de pequeno porte não possuem sua estrutura organizada em departamentos, estando seus funcionários, por vezes, responsáveis por atividades normalmente dissociadas, tais como planejamento operacional, projeto, produção e compras. Dessa forma, sugere-se que as entidades explicitadas no DFD representem as categorias funcionais existentes na empresa. Dessa forma, sugere-se que as entidades explicitadas no DFD representem as categorias funcionais existentes na empresa. Para a montagem do DFD, pode-se seguir o roteiro exposto na Figura a seguir:

4 Figura Desenvolvimento de diagramas de fluxo de dados Desenvolvimento de DFD s Diagrama de Fluxo de Dados 1. Desenvolva o diagrama de fluxo de dados a partir de um enfoque descendente (top- down). 1.a) Faça uma lista das entidades externas, fluxos de dados, processos e bancos de dados, limitando o sistema que está sendo modelado. 1.b) Desenhe um DFD básico que ilustre exclusivamente seus aspectos gerais. 2. Defina os detalhes. 2.a) Passo a passo, adicione mais detalhes ao processo. 2.b) Indique exceções quando essas existirem. 3. Desenhe os diagramas novamente e volte a definir todos os símbolos por meio de nomes significativos. Fonte: KENDALL & KENDALL (1991) De maneira complementar ao DFD e após seu desenho, deve ser redigido o cenário de dados. Esta Fonte: KENDALL & KENDALL (1991) De maneira complementar ao DFD e após seu desenho, deve ser redigido o cenário de dados. Esta ferramenta tem como função descrever os elementos do DFD, servindo como guia para a análise e projeto do SI. A construção do cenário de dados pode ser iniciada pela catalogação dos processos existentes no DFD. O cenário deve incluir o nome do processo, suas entradas e saídas e um resumo de suas atividades. Em seguida, devem ser nomeados e descritos os fluxos de dados, que devem ter sua origem e destino determinados. Os bancos de dados também devem ser nomeados e descritos, além de terem indicados os fluxos de dados que o alimentam e que, posteriormente, são por eles gerados. Os nomes atribuídos aos dados, processos e bancos de

5 dados devem ser escolhidos de maneira que a maioria dos funcionários os identifique rapidamente, facilitando a compreensão do DFD. Desenvolvido a construção do cenário de dados e concluído o DFD, têm-se o diagnóstico organizacional.

MODELAGEM DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

MODELAGEM DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Unidade I MODELAGEM DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Daniel Arthur Gennari Junior A disciplina Nossa disciplina se divide em 4 unidades de aprendizagem: 1. Sistemas de Informação 2. Fases do Levantamento

Leia mais

Aula 01. Administração de Sistemas de Informação. Sistemas de Informação

Aula 01. Administração de Sistemas de Informação. Sistemas de Informação Administração de Aula 01 Decisões eficazes são baseadas na análise de dados e informações. (NBR ISO 9000 29/01/2001). Sistema de Informações pode ser considerado como centro de inteligência ou o cérebro

Leia mais

Sistemas de Informação. Administração e Finanças. Componentes de Sistemas de Informação. Componentes de Sistemas de Informação.

Sistemas de Informação. Administração e Finanças. Componentes de Sistemas de Informação. Componentes de Sistemas de Informação. Administração e Finanças Sistemas de Uniban Notas de Aula Fundamentos de Sistemas de Prof. Amorim Material complementar às aulas presenciais: complemente com as anotações manuscritas e consulta à bibliografia

Leia mais

Mapa Mental de Data Warehouse Definições e Características

Mapa Mental de Data Warehouse Definições e Características Mapa Mental de Data Warehouse Definições e Características Um data warehouse (ou armazém de dados, ou depósito de dados no Brasil) é um sistema de computação utilizado para armazenar informações relativas

Leia mais

Conteúdos. Conteúdos. Conteúdos. Conteúdos. Objectivos da UFCD: Técnico/a de Informática Sistemas Formadora: Sónia Rodrigues

Conteúdos. Conteúdos. Conteúdos. Conteúdos. Objectivos da UFCD: Técnico/a de Informática Sistemas Formadora: Sónia Rodrigues UFCD 0781 Análise de Sistemas de Informação Objectivos da UFCD: Reconhecer e utilizar as diferentes metodologias de análise de sistemas de informação, no âmbito do processo de informatização de uma organização.

Leia mais

GESTÃO DE DADOS NAS ORGANIZAÇÕES. Prof. Robson Almeida

GESTÃO DE DADOS NAS ORGANIZAÇÕES. Prof. Robson Almeida GESTÃO DE DADOS NAS ORGANIZAÇÕES Prof. Robson Almeida INFRA-ESTRUTURA DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 3 CONCEITOS Bit: Menor unidade de dados; dígito binário (0,1) Byte: Grupo de bits que representa um único

Leia mais

Práticas de Contagem. - Data Warehouse. - Workflow. - Mudança de tipo. - Drop-down. - Mudança de tamanho de campo. - Mudança de domínio

Práticas de Contagem. - Data Warehouse. - Workflow. - Mudança de tipo. - Drop-down. - Mudança de tamanho de campo. - Mudança de domínio FATTO Consultoria e Sistemas - www.fattocs.com.br 1 Práticas de Contagem - Data Warehouse - Workflow - Mudança de tipo - Drop-down - Mudança de tamanho de campo - Mudança de domínio FATTO Consultoria e

Leia mais

Informática. Data Warehouse. Professor Julio Alves.

Informática. Data Warehouse. Professor Julio Alves. Informática Data Warehouse Professor Julio Alves www.acasadoconcurseiro.com.br Informática 1. DATA WAREHOUSE Executivos tomadores de decisão (diretores, gerentes, analistas, etc) necessitam de ferramentas

Leia mais

Sistemas de Informação. Alberto Felipe Friderichs Barros

Sistemas de Informação. Alberto Felipe Friderichs Barros Sistemas de Informação Alberto Felipe Friderichs Barros Introdução Como consumidor você precisa lidar com os sistemas de informações que dão suporte às operações de muitas lojas de varejo em que você faz

Leia mais

Roteiro da apresentação

Roteiro da apresentação Alexandre Schlöttgen Data Warehouse Curso de Pós Graduação em Ciência da Computação Tópicos Avançados em Modelos de Banco de Dados Profs: Clésio Santos e Nina Edelweiss Junho de 2003 Roteiro da apresentação

Leia mais

Sistemas de Informação. Alberto Felipe Friderichs Barros

Sistemas de Informação. Alberto Felipe Friderichs Barros Sistemas de Informação Alberto Felipe Friderichs Barros Introdução Como consumidor você precisa lidar com os sistemas de informações que dão suporte às operações de muitas lojas de varejo em que você faz

Leia mais

Recursos de Dados. Prof. Paulo Cesar F. de Oliveira, BSc, PhD. 06/05/14 P C F de Oliveira

Recursos de Dados. Prof. Paulo Cesar F. de Oliveira, BSc, PhD. 06/05/14 P C F de Oliveira Recursos de Prof. Paulo Cesar F. de Oliveira, BSc, PhD 1 Fonte: Administração de Sistemas de Informação, O Brien, J.A.; Marakas, G.M. (2012) 2 Seção 1.1 Gerenciamento de 3 ² Por quê gerenciar? Catalogados

Leia mais

Apresentação. Rodrigo Leite Durães

Apresentação. Rodrigo Leite Durães Apresentação Assunto DATA WAREHOUSE Professor Rodrigo Leite Durães Data Warehouse Surgimento SADs Definição Propriedades e Conceitos Aplicações Arquitetura Modelagem Projeto Acesso a dados Considerações

Leia mais

UFCD 0781 Análise de Sistemas de Informação. Formadora: Sónia Rodrigues. Conteúdos. Conteúdos. Conteúdos. Conteúdos. Objectivos da UFCD:

UFCD 0781 Análise de Sistemas de Informação. Formadora: Sónia Rodrigues. Conteúdos. Conteúdos. Conteúdos. Conteúdos. Objectivos da UFCD: UFCD 0781 Análise de Sistemas de Informação Objectivos da UFCD: Reconhecer e utilizar as diferentes metodologias de análise de sistemas de informação, no âmbito do processo de informatização de uma organização.

Leia mais

Conceitos Básicos. Processamento Analítico de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri Prof. Dr. Ricardo Rodrigues Ciferri

Conceitos Básicos. Processamento Analítico de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri Prof. Dr. Ricardo Rodrigues Ciferri Conceitos Básicos Processamento Analítico de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri Prof. Dr. Ricardo Rodrigues Ciferri Data Warehousing Engloba arquiteturas, algoritmos e ferramentas que possibilitam

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação. Aula 6- Sistemas de Apoio as Decisões Organizacionais.

Administração de Sistemas de Informação. Aula 6- Sistemas de Apoio as Decisões Organizacionais. Aula 6- Sistemas de Apoio as Decisões Organizacionais. Conteúdo Programático desta aula q Conhecer os sistemas de apoio de e-business; q Detalhar os conceitos do Sistema de Informação Gerencial (SIG) ;

Leia mais

Sistemas de Informação

Sistemas de Informação Sistemas de Informação Sistemas empresariais: BI e BSC 1 BI BI Business Intelligence ou Inteligência de Negócios Resolução de problemas complexos Decisões assertivas Manter Vender Comprar Inteligência

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Esp. Fabiano Taguchi

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Esp. Fabiano Taguchi SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Esp. Fabiano Taguchi fabianotaguchi@gmail.com http://fabianotaguchi.wordpress.com ANTIGAMENTE... Administradores não precisam saber muito como a informação era coletada, processada

Leia mais

O conceito de casos de uso foi criado em 1986 por Ivar Jacobson, metodologista e um dos pais do Processo Unificado.

O conceito de casos de uso foi criado em 1986 por Ivar Jacobson, metodologista e um dos pais do Processo Unificado. Modelagem de casos de uso Casos de uso O conceito de casos de uso foi criado em 1986 por Ivar Jacobson, metodologista e um dos pais do Processo Unificado. O que é Segundo Ivar Jacobson, um caso de uso

Leia mais

ORGANIZANDO DADOS E INFORMAÇÕES: Bancos de Dados

ORGANIZANDO DADOS E INFORMAÇÕES: Bancos de Dados ORGANIZANDO DADOS E INFORMAÇÕES: Bancos de Dados Gestão da Informação (07182) Instituto de Ciências Econ., Adm. e Contábeis (ICEAC) Universidade Federal do Rio Grande (FURG) Gestão de Dados As organizações

Leia mais

Sistema de Banco de Dados. UNIDADE 1 Introdução aos Sistemas de Bancos de Dados Professor: Armando Hage

Sistema de Banco de Dados. UNIDADE 1 Introdução aos Sistemas de Bancos de Dados Professor: Armando Hage Sistema de Banco de Dados UNIDADE 1 Introdução aos Sistemas de Bancos de Dados Professor: Armando Hage Resumo da Unidade Banco de dados BD SGBD Objetivo Visão Geral Abstração Modelo de Dados Entidade Relaciomento(ER)

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Lista de Exercícios 05. Luiz Leão

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Lista de Exercícios 05. Luiz Leão Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Questão 01 Dentre as aplicações de E-Commerce, conceitue as modalidades E-Banking, E-Learning e E-Auctioning. Questão 01 - Resposta Dentre as aplicações

Leia mais

Banco de Dados. Banco de Dados

Banco de Dados. Banco de Dados Banco de Dados Banco de Dados Data Warehouse: banco de dados contendo dados extraídos do ambiente de produção da empresa, que foram selecionados e depurados, tendo sido otimizados para processamento de

Leia mais

FUNDAMENTOS DA ANÁLISE E PROJETO DE SISTEMAS. Projeto de Programas PPR0001

FUNDAMENTOS DA ANÁLISE E PROJETO DE SISTEMAS. Projeto de Programas PPR0001 FUNDAMENTOS DA ANÁLISE E PROJETO DE SISTEMAS Projeto de Programas PPR0001 2 Introdução Antes de desenvolver ou construir qualquer produto ou sistema em engenharia é necessário um... o PROJETO O que é um

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÃO EXECUTIVA PARA A ÁREA DE VENDAS APLICADO À INDÚSTRIA METALÚRGICA

SISTEMA DE INFORMAÇÃO EXECUTIVA PARA A ÁREA DE VENDAS APLICADO À INDÚSTRIA METALÚRGICA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS DEPARTAMENTO DE SISTEMAS E COMPUTAÇÃO CURSO DE CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO SISTEMA DE INFORMAÇÃO EXECUTIVA PARA A ÁREA DE VENDAS APLICADO À INDÚSTRIA METALÚRGICA ORIENTANDO:

Leia mais

Modelagem de Processos com IDEF0

Modelagem de Processos com IDEF0 Modelagem de Processos com IDEF0 Luiz Lourenço de Mello Filho Mestre em Economia Empresarial pela Universidade Candido Mendes e em Computação Aplicada e Automação pela Universidade Federal Fluminense,

Leia mais

Bancos de Dados IV. Data Warehouse Conceitos. Rogério Costa

Bancos de Dados IV. Data Warehouse Conceitos. Rogério Costa Bancos de Dados IV Data Warehouse Conceitos Rogério Costa rogcosta@inf.puc-rio.br 1 Data Warehouse - O que é? Conjunto de dados orientados por assunto, integrado, variável com o tempo e nãovolátil Orientado

Leia mais

Informação nos Últimos 45 Anos

Informação nos Últimos 45 Anos Evolução da Tecnologia T da Informação nos Últimos 45 Anos Evolução nos sistemas de gerenciamento da informação e no perfil il do prof ofissional da área consolidou a TI como importante ferramenta de gestão

Leia mais

27/08/2013. Aula 05 Análise Estruturada de Sistemas

27/08/2013. Aula 05 Análise Estruturada de Sistemas Aula 05 Análise Estruturada de Sistemas A maior parte do trabalho do analista de sistema está baseada na construção de modelagem dos sistemas, ou seja, representar de forma gráfica aquilo que o usuário

Leia mais

Tópicos Especiais em Informática Fatec Indaiatuba

Tópicos Especiais em Informática Fatec Indaiatuba Inteligência de Negócios Fatec Indaiatuba Prof. Piva Compreender as definições e conceitos básicos do Data Warehouse (DW) Entender as arquiteturas do DW Descrever os processos utilizados no desenvolvimento

Leia mais

Projeto e Desenvolvimento de SAD (2)

Projeto e Desenvolvimento de SAD (2) Universidade do Contestado Campus Concórdia Curso de Sistemas de Informação Prof.: Maico Petry Projeto e Desenvolvimento de SAD (2) DISCIPLINA: Sistemas de Apoio a Decisão Metodologias de projeto e desenvolvimento:

Leia mais

Aula 01 Conceito de Banco de Dados e SGBD

Aula 01 Conceito de Banco de Dados e SGBD Aula 01 Conceito de Banco de Dados e SGBD Dado: conjunto de símbolos arranjados a fim de representar a informação fora da mente humana. Elemento de Dado: subconjunto de símbolos que compõem um dado com

Leia mais

09/10/2013. Conteúdo dessa aula

09/10/2013. Conteúdo dessa aula Análise Estruturada de Sistemas Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios Conteúdo dessa aula Os componentes de um Diagrama de Fluxo de Dados

Leia mais

Criação e uso da Inteligência e Governança do BI

Criação e uso da Inteligência e Governança do BI Criação e uso da Inteligência e Governança do BI Criação e uso da Inteligência e Governança do BI Governança do BI O processo geral de criação de inteligência começa pela identificação e priorização de

Leia mais

Diagrama de Classes Módulo de Treinamento FIGURA 19: DIAGRAMA DE CLASSES DO MÓDULO DE TREINAMENTO

Diagrama de Classes Módulo de Treinamento FIGURA 19: DIAGRAMA DE CLASSES DO MÓDULO DE TREINAMENTO 5.3.3.4 Diagrama de Classes Módulo de Treinamento FIGURA 19: DIAGRAMA DE CLASSES DO MÓDULO DE TREINAMENTO 101 5.3.4 Definição das Classes - Módulo Pedagógico 5.3.4.1 Classe GrupoCurso A classe GrupoCurso

Leia mais

Avaliação de Desempenho e Monitoramento Redes de Computadores. Gerenciamento de Redes. Professor Airton Ribeiro de Sousa

Avaliação de Desempenho e Monitoramento Redes de Computadores. Gerenciamento de Redes. Professor Airton Ribeiro de Sousa Gerenciamento de Redes Professor Airton Ribeiro de Sousa airton.ribeiros@gmail.com Introdução - Gerenciamento de Redes As redes de computadores são compostas por uma grande variedade de dispositivos que

Leia mais

Informática e as Organizações

Informática e as Organizações Informática e as Organizações Prof. Gerson Volney Lagemann Tecnologia da Informação - TI A TI e seus emergentes recursos evoluíram muito nesses últimos 45 anos, Inovou na formação das pessoas e na gestão

Leia mais

TREINAMENTO OPERADOR Interact Franquia Advance RS/SP Setembro 2014

TREINAMENTO OPERADOR Interact Franquia Advance RS/SP Setembro 2014 TREINAMENTO OPERADOR Interact Franquia Advance RS/SP Setembro 2014 1 Acesso ao Sistema SA Para acessar o sistema, clique no link da área de trabalho do sistema SA Strategic Adviser. Na tela de acesso inicial

Leia mais

Banco de Dados e Engenharia de Software

Banco de Dados e Engenharia de Software Banco de Dados e Engenharia de Software Agenda Introdução a Banco de Dados Lógica Elementar, Conjuntos e Relações Arquitetura de Banco de Dados Linguagem SQL Modelo conceitual para Banco de Dados Transações

Leia mais

PMBOK Processo Planejamento

PMBOK Processo Planejamento PMBOK Processo Planejamento Profª Andrea Padovan Jubileu PMBOK Iniciação Planeja mento Controle Execução Fechamento Integração de Projeto Escopo do Projeto Tempo do Projeto Custo do Projeto Qualidade do

Leia mais

05/09/2013. Ciclo de vida de um Sistema de Informação

05/09/2013. Ciclo de vida de um Sistema de Informação Ciclo de vida de um Sistema de Informação Objetivos dessa aula: 1. O conceito de ciclo de vida de um projeto 2. As características do ciclo de vida do projeto clássico 3. As diferenças entre projetos clássicos

Leia mais

Bancos de Dados IV. Arquiteturas. Rogério Costa

Bancos de Dados IV. Arquiteturas. Rogério Costa Bancos de Dados IV Arquiteturas Rogério Costa rogcosta@inf.puc-rio.br 1 Arquiteturas para DW DW Virtuais Fortemente Acoplada (Empresa Inteira) Fracamente Acoplada Arquiteturas para DW DW Virtuais São visões

Leia mais

Arquivo. Banco de Dados. Organização dos Arquivos. Banco de Dados. Banco de Dados. Introdução a Computação

Arquivo. Banco de Dados. Organização dos Arquivos. Banco de Dados. Banco de Dados. Introdução a Computação Arquivo Introdução a Computação Arquivos e Arquivo agrupamento organizado de dados que guardam entre si uma relação lógica e estruturada Registro conjunto de informações referentes a um elemento de um

Leia mais

Aula 16. Tópicos Especiais II Banco de Dados. Prof. Dr. Dilermando Piva Jr.

Aula 16. Tópicos Especiais II Banco de Dados. Prof. Dr. Dilermando Piva Jr. 16 Aula 16 Tópicos Especiais II Banco de Dados Prof. Dr. Dilermando Piva Jr. Site Disciplina: http://fundti.blogspot.com.br/ Sistemas de Arquivos O computador tem facilitado bastante a vida dos seres

Leia mais

Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini /

Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini   / Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini E-mail: prof.andre.luis.belini@gmail.com / andre.belini@ifsp.edu.br MATÉRIA: SIG Aula N : 06 Tema: Fundamentos da inteligência

Leia mais

Sumário. Apresentação, xix Pre/dcio à 7 a edição, xxi Prefácio à 1 a edição, xxiii. Parte I - EMPRESA E SISTEMAS, l

Sumário. Apresentação, xix Pre/dcio à 7 a edição, xxi Prefácio à 1 a edição, xxiii. Parte I - EMPRESA E SISTEMAS, l Sumário Apresentação, xix Pre/dcio à 7 a edição, xxi Prefácio à 1 a edição, xxiii Parte I - EMPRESA E SISTEMAS, l l SISTEMA EMPRESA, 3 1.1 Teoria geral de sistemas, 3 1.1.1 Introdução e pressupostos, 3

Leia mais

Apresentação, xix Prefácio à 8a edição, xxi Prefácio à 1a edição, xxiii. Parte I - Empresa e Sistemas, 1

Apresentação, xix Prefácio à 8a edição, xxi Prefácio à 1a edição, xxiii. Parte I - Empresa e Sistemas, 1 Apresentação, xix Prefácio à 8a edição, xxi Prefácio à 1a edição, xxiii Parte I - Empresa e Sistemas, 1 1 SISTEMA EMPRESA, 3 1.1 Teoria geral de sistemas, 3 1.1.1 Introdução e pressupostos, 3 1.1.2 Premissas

Leia mais

DMS - DOCUMENTO DE MODELAGEM DE SISTEMA VERSÃO: [NOME DO SISTEMA] [SIGLA] [AUTORES]

DMS - DOCUMENTO DE MODELAGEM DE SISTEMA VERSÃO: [NOME DO SISTEMA] [SIGLA] [AUTORES] DMS - DOCUMENTO DE MODELAGEM DE SISTEMA Este documento foi criado seguindo as recomendações e orientações do livro UML na Prática Do Problema ao Sistema e do modelo PRISM do MPDS (Modelo Prático para Desenvolvimento

Leia mais

Universidade Regional de Blumenau

Universidade Regional de Blumenau Universidade Regional de Blumenau Curso de Bacharel em Ciências da Computação Protótipo de um Sistema de Informações Estratégicas para Consultórios Médicos utilizando Genexus Protótipo desenvolvido como

Leia mais

Lista DFD. O diagrama de contexto pode ser considerado um DFD especial. ( ) Certo ( ) Errado

Lista DFD. O diagrama de contexto pode ser considerado um DFD especial. ( ) Certo ( ) Errado Lista DFD 1. (Copergás Analista de Sistemas 2011 - FCC) As funcionalidades de um sistema, em um projeto estruturado, são modeladas por meio de uma representação gráfica denominada modelo de a) módulos

Leia mais

UFF - UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE

UFF - UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE UFF - UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE MBA ENGENHARIA DE PRODUÇÃO DISCIPLINA : MODELAGEM E GESTÃO DE PROCESSOS TÓPICO: - SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL PROFESSOR: Dr. Ruben H. Gutierrez (D.Sc.) rubenhg@uol.com.br

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Apresentação do Plano de Ensino. Luiz Leão

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Apresentação do Plano de Ensino. Luiz Leão Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Quem sou eu? Site: http://www.luizleao.com Introdução Para aprender a Gerir, Conceber, Desenvolver, Testar, avaliar a qualidade, avaliar a segurança,

Leia mais

Fundamentos de sistemas de informação

Fundamentos de sistemas de informação Fundamentos de sistemas de informação Unidade 2 - Conceitos básicos de aplicações nas empresas (cont.) Unidade 3 - Tipos de Sistemas de apoio às decisões 1 Ética e TI Fraudes; Crimes eletrônicos; Ameaças

Leia mais

Protótipo tipo de um Sistema Administração de Eventos

Protótipo tipo de um Sistema Administração de Eventos FURB - Universidade Regional de Blumenau Centro de Ciências Exatas e Naturais Bacharel da Ciências da Computação Protótipo tipo de um Sistema Administração de Eventos Aluna: Cindy Danielski Orientador:

Leia mais

Introdução. descrever os tipos de interfaces e linguagens oferecidas por um SGBD. mostrar o ambiente de programas dos SGBD s

Introdução. descrever os tipos de interfaces e linguagens oferecidas por um SGBD. mostrar o ambiente de programas dos SGBD s Introdução Contribuição do Capítulo 2: discutir modelos de dados definir conceitos de esquemas e instâncias descrever os tipos de interfaces e linguagens oferecidas por um SGBD mostrar o ambiente de programas

Leia mais

Concurso da Prefeitura São Paulo. Curso Gestão de Processos, Projetos e Tecnologia da Informação

Concurso da Prefeitura São Paulo. Curso Gestão de Processos, Projetos e Tecnologia da Informação Contatos: E-mail: profanadeinformatica@yahoo.com.br Blog: http://profanadeinformatica.blogspot.com.br/ Facebook: https://www.facebook.com/anapinf Concurso da Prefeitura São Paulo Curso Gestão de Processos,

Leia mais

Avaliação da Integração das Práticas de Responsabilidade Social Corporativa com Processos Gerenciais

Avaliação da Integração das Práticas de Responsabilidade Social Corporativa com Processos Gerenciais Avaliação da Integração das Práticas de Responsabilidade Social Corporativa com Processos Gerenciais Gustavo Tietz Cazeri e Rosley Anholon Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) Este artigo tem por

Leia mais

Sistema de Gestão de Protocolo Eletrônico

Sistema de Gestão de Protocolo Eletrônico Sistema de Gestão de Protocolo Eletrônico Secretaria de Estado da Administração - SEA Gestão de Pessoas Sistemas administrativos Gestão de Materiais e Serviços Gestão Patrimonial Ouvidoria Gestão de Tecnologia

Leia mais

20/3/2012. Gerenciamento Estratégico de Dados. Gerenciamento Estratégico de Dados. Gerenciamento Estratégico de Dados. Prof. Luiz A.

20/3/2012. Gerenciamento Estratégico de Dados. Gerenciamento Estratégico de Dados. Gerenciamento Estratégico de Dados. Prof. Luiz A. Prof. Luiz A. Nascimento Principais ferramentas: Banco de Dados ERP (módulo BI) ETL Data Mart Data Warehouse Data Mining Planilha Eletrônica OLAP OLAP 1 Classificação das ferramentas: Construção extração

Leia mais

MODELAGEM DE DADOS UNIDADE 2 Projeto de Banco de Dados. Luiz Leão

MODELAGEM DE DADOS UNIDADE 2 Projeto de Banco de Dados. Luiz Leão Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Conteúdo Programático 2.1 Projeto de banco de dados 2.2 Modelo Externo 2.3 Modelo Conceitual 2.4 Modelo Interno 2.5 Modelo Físico 2.6 Modelo de Dados

Leia mais

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Nesta PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS, nas questões objetivas de a, que valem dez pontos dois pontos para cada questão, marque, em cada uma, a única opção correta, de acordo com o respectivo comando.

Leia mais

UNIDADE III Processo Decisório

UNIDADE III Processo Decisório Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Conteúdo Programático 3.1. Os conceitos, níveis e tipos de decisão nas organizações. 3.2. Fases do ciclo de tomada de decisão. 3.3. Principais modelos

Leia mais

Novos Processos de Automação, Tecnologia e BIM.

Novos Processos de Automação, Tecnologia e BIM. Novos Processos de Automação, Tecnologia e BIM. Sistemas de integração de projetos: como o BIM podem auxiliar a melhoria da qualidade, produtividade e competitividade do setor CONSTRUMETAL Apres.: Sergio

Leia mais

Revisando Banco de Dados. Modelo Relacional

Revisando Banco de Dados. Modelo Relacional : Revisando Banco de Dados Banco de Dados (BD) é o arquivo físico, em dispositivos periféricos, onde estão armazenados os dados de diversos sistemas, para consulta e atualização pelo usuário. Sistema Gerenciador

Leia mais

Técnicas de Gerência de Projeto

Técnicas de Gerência de Projeto Técnicas de Gerência de Projeto Prof. João Carlos Gluz UNISINOS 9/8/2006 1 Tópicos Introdução Análise de retorno Planejamento de objetivos e atividades Ferramentas de apoio Organização das atividades e

Leia mais

Parte A - Caraterização da Infraestrutura de Investigação

Parte A - Caraterização da Infraestrutura de Investigação Formulário de participação no Concurso público para a criação de um Roteiro Nacional de Infraestruturas de Investigação de Interesse Estratégico Parte A - Caraterização da Infraestrutura de Investigação

Leia mais

S.I. nas Organizações

S.I. nas Organizações S.I. nas Organizações A inserção de SI nas organizações obriga a definir: as actividades da organização contempladas pelo sistema. o grupo de pessoas envolvidas. Deste modo e por ordem crescente de envolvimento

Leia mais

CRIAÇÃO DE TABELAS NO ACCESS. Criação de Tabelas no Access

CRIAÇÃO DE TABELAS NO ACCESS. Criação de Tabelas no Access CRIAÇÃO DE TABELAS NO ACCESS Criação de Tabelas no Access Sumário Conceitos / Autores chave... 3 1. Introdução... 4 2. Criação de um Banco de Dados... 4 3. Criação de Tabelas... 6 4. Vinculação de tabelas...

Leia mais

Sistemas de Informação

Sistemas de Informação Sistemas de Informação O uso consciente da tecnologia para o gerenciamento Prof. Msc. Christien Lana Rachid Organização 1. Vínculo Administração-Tecnologia 2. Introdução a sistemas 3. Empresas e Sistemas

Leia mais

Aula 5. Sistemas de Apoio à Decisão (SAD) Conceituação de Data Warehouse Principais Características

Aula 5. Sistemas de Apoio à Decisão (SAD) Conceituação de Data Warehouse Principais Características Aula 5 Sistemas de Apoio à Decisão (SAD) Conceituação de Data Warehouse Principais Características A necessidade dos SAD surgiu em decorrência de diversos fatores: Competição cada vez maior entre as organizações;

Leia mais

Prof. Dr. Thiago Jabur Bittar

Prof. Dr. Thiago Jabur Bittar Prof. Dr. Thiago Jabur Bittar Uma representação abstrata e simplificada do processo de desenvolvimento software, tipicamente mostrando as principais atividades e dados usados na produção e manutenção de

Leia mais

Instruções para elaboração de TCC - CBPM PLANO DE DESENVOLVIMENTO DE EQUIPE DE PROCESSO

Instruções para elaboração de TCC - CBPM PLANO DE DESENVOLVIMENTO DE EQUIPE DE PROCESSO INSPER INSTITUTO DE ENSINO E PESQUISA PROGRAMAS CERTIFICATES Instruções para elaboração de TCC - CBPM PLANO DE DESENVOLVIMENTO DE EQUIPE DE PROCESSO I - APRESENTAÇÃO Estas instruções para elaboração de

Leia mais

Auditoria e Segurança em S.I.

Auditoria e Segurança em S.I. Auditoria e Segurança em S.I. Critérios de auditoria O Boa parte da estabilidade e dos resultados obtidos pela atividade de auditoria depende da competência do grupo de auditores. O O auditor precisa ter

Leia mais

SSC0120- Sistemas de Informação Gerenciamento de Processos de Negócio e Sistemas de Informação

SSC0120- Sistemas de Informação Gerenciamento de Processos de Negócio e Sistemas de Informação SSC0120- Sistemas de Informação Gerenciamento de Processos de Negócio e Sistemas de Informação Simone Senger Souza ICMC/2017 Desafios da Empresa: Como adequar a empresa para tirar vantagem competitiva

Leia mais

Material Complementar - BI. Grinaldo Lopes de Oliveira Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Material Complementar - BI. Grinaldo Lopes de Oliveira Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Material Complementar - BI Grinaldo Lopes de Oliveira (grinaldo@gmail.com) Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Business Intelligence - Conceito Coleta de dados a partir

Leia mais

ANALYTICINT FERRAMENTA WEB PARA AVALIAR O PERFIL ACADÊMICO DOS CURSOS TÉCNICOS INTEGRADO DO IFC-VIDEIRA

ANALYTICINT FERRAMENTA WEB PARA AVALIAR O PERFIL ACADÊMICO DOS CURSOS TÉCNICOS INTEGRADO DO IFC-VIDEIRA ANALYTICINT FERRAMENTA WEB PARA AVALIAR O PERFIL ACADÊMICO DOS CURSOS TÉCNICOS INTEGRADO DO IFC-VIDEIRA Autores : Autor 1, Autor 2, Autor 3, Autor 4 1 Autor 2 Autor 3 Autor 4 Autor Introdução Com o objetivo

Leia mais

Análise e Projeto de Software

Análise e Projeto de Software Análise e Projeto de Software Proj. Desenvolvimento de Software Prof. Cleverton Hentz cleverton.hentz@ifrn.edu.br 8 de junho de 2017 Material Apresentado Sumário de Aula 1 Introdução 2 Estruturação do

Leia mais

Processo de Desenvolvimento de Software. ETE Timbaúba

Processo de Desenvolvimento de Software. ETE Timbaúba Processo de Desenvolvimento de Software ETE Timbaúba Saindo do caos Não é raro em ambientes de desenvolvimento que muitos desenvolvedores sejam envolvidos em multiplos projetos simultaneamente. Assim sendo

Leia mais

4 Processo de Transformação

4 Processo de Transformação Tecnologias Relacionadas 43 4 Processo de Transformação Com a constante mudança nos requisitos (funcionais e não funcionais) do domínio da aplicação, há uma grande necessidade de que os sistemas estejam

Leia mais

Introdução aos sistemas de informação

Introdução aos sistemas de informação Introdução aos sistemas de informação Sistemas de Informação Sistemas de Informação Um conjunto de informações relacionadas que coletam, manipulam e disseminam dados e informações e fornecem realimentação

Leia mais

Banco de Dados e Aplicações em Negócios: Introdução.

Banco de Dados e Aplicações em Negócios: Introdução. Banco de Dados e Aplicações em Negócios: Introdução evandro@usp.br Motivação Extenso uso de Banco de Dados (BD) no cotidiano Bancos, serviços, comércio em geral (comércio eletrônico) Web e seus serviços

Leia mais

Modelagem de Sistemas de Informação

Modelagem de Sistemas de Informação Modelagem de Sistemas de Informação Professora conteudista: Gislaine Stachissini Sumário Modelagem de Sistemas de Informação Unidade I 1 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO...1 1.1 Conceitos...2 1.2 Objetivo...3 1.3

Leia mais

Introdução a B anco de Dados. INE5206 Introdução à Informática INE/CTC/UFSC Prof. Roberto Willrich

Introdução a B anco de Dados. INE5206 Introdução à Informática INE/CTC/UFSC Prof. Roberto Willrich Introdução a B anco de Dados INE5206 Introdução à Informática INE/CTC/UFSC Prof. Roberto Willrich 1 Introdução Sistema de banco de dados Projetados para gerenciar grandes quantidades de informação Proporcionar

Leia mais

Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios

Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios Capítulo 5 (pág. 136 - PLT) Fundamentos da Inteligência de Negócios:

Leia mais

Os componentes e o ambiente para O desenvolvimento de um SAD. Prof. Walteno Martins Parreira Jr

Os componentes e o ambiente para O desenvolvimento de um SAD. Prof. Walteno Martins Parreira Jr Os componentes e o ambiente para O desenvolvimento de um SAD Prof. Walteno Martins Parreira Jr waltenomartins@yahoo.com Introdução Um sistema de apoio à decisão (SAD) auxilia o processo de decisão gerencial,

Leia mais

Modelagem de Processos

Modelagem de Processos Modelagem de Processos Prof.: Fernando Ascani 2 Diagramas de casos de uso Análise de requisitos A análise de requisitos consiste em determinar os serviços que o usuário espera do sistema e as condições

Leia mais

ANÁLISE ESSENCIAL DE SISTEMAS

ANÁLISE ESSENCIAL DE SISTEMAS ANÁLISE ESSENCIAL DE SISTEMAS Cid Gonçalves Filho Síndrome dos seis analistas - como sair do contexto? O mesmo problema - infinitas soluções. Excesso de DFD s - sistema atual - DFD muito físico, grande

Leia mais

Sistemas de Informação Executiva - SIE

Sistemas de Informação Executiva - SIE Universidade do Contestado Campus Concórdia Curso de Sistemas de Informação Prof.: Maico Petry Sistemas de Informação Executiva - SIE DISCIPLINA: Sistemas de Apoio a Decisão Tipos de SI Sistemas de Informação

Leia mais

S09. Manufatura Integrada por Computador. Computer Integrated Manufacturing - CIM

S09. Manufatura Integrada por Computador. Computer Integrated Manufacturing - CIM S09 Manufatura Integrada por Computador Computer Integrated Manufacturing - CIM Tecnologias de manufatura Projeto Controle Manuseio Gerenciamento Projeto auxiliado por computador Manufatura auxiliada por

Leia mais

Conjunto de elementos interdependentes, ou um todo organizado, ou partes que interagem, formando um todo unitário e complexo

Conjunto de elementos interdependentes, ou um todo organizado, ou partes que interagem, formando um todo unitário e complexo Sistemas de Informações Gerenciais A Empresa e os Sistemas de Informação Conceito de Sistemas Conjunto de elementos interdependentes, ou um todo organizado, ou partes que interagem, formando um todo unitário

Leia mais

O uso consciente da tecnologia para o gerenciamento. Editora Saraiva Emerson de Oliveira Batista

O uso consciente da tecnologia para o gerenciamento. Editora Saraiva Emerson de Oliveira Batista O uso consciente da tecnologia para o gerenciamento Editora Saraiva Emerson de Oliveira Batista A TI como parte integrante da empresa impõe a necessidade dos Administradores conhecerem melhor seus termos

Leia mais

FERRAMENTAS PARA A CONSTRUÇÃO INDUSTRIALIZADA DE CONCRETO

FERRAMENTAS PARA A CONSTRUÇÃO INDUSTRIALIZADA DE CONCRETO FERRAMENTAS PARA A CONSTRUÇÃO INDUSTRIALIZADA DE CONCRETO O MELHOR KNOW-HOW E SOLUÇÕES IT DEDICADAS EXCLUSIVAMENTE PARA O MERCADO DOS PRÉ-MOLDADOS AGORA TAMBÉM NO BRASIL P2000 e LEGOCAD SÃO FERRAMENTAS

Leia mais

1. Fundamentos do Sistema de Informação. Objetivos do Módulo 1

1. Fundamentos do Sistema de Informação. Objetivos do Módulo 1 Objetivos do Módulo 1 Explicar por que o conhecimento dos sistemas de informação é importante para os profissionais das empresas e identificar as cinco áreas dos sistemas de informação que esses profissionais

Leia mais

Prof. Luiz Fernando. Unidade I ADMINISTRAÇÃO

Prof. Luiz Fernando. Unidade I ADMINISTRAÇÃO Prof. Luiz Fernando Unidade I ADMINISTRAÇÃO DE BANCOS DE DADOS Introdução a bancos de dados Surgimento nas décadas de 60/70 na IBM; de pesquisas de automação de escritórios. Mostra o baixo custo da informatização

Leia mais

Santa Clara Empreendimentos

Santa Clara Empreendimentos Santa Clara Empreendimentos Uma empresa com processo de projeto BIM Link para vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=mldmnkbhg1e Um empresa nova, com processos novos. A empreendimentos Santa Clara é um

Leia mais

Fundamentos de sistemas de informação

Fundamentos de sistemas de informação Fundamentos de sistemas de informação Unidade 1 - Conceitos de Sistemas de Informação, Teoria de Sistemas e Tecnologia da Informação 1.1. Introdução 1.1.1. Conceituação de sistema, Sistema de Informação

Leia mais

SBC - Sistemas Baseados em Conhecimento

SBC - Sistemas Baseados em Conhecimento Siglas, Símbolos, Abreviaturas DW - Data Warehouse KDD Knowledge Discovery in Database MD Mineração de Dados OLAP - On-line analytical processing SBC - Sistemas Baseados em Conhecimento 1. INTRODUÇÃO O

Leia mais

Capítulo 3. Modelagem da Rede Elétrica Estudada

Capítulo 3. Modelagem da Rede Elétrica Estudada Modelagem da Rede Elétrica Estudada 58 3 MODELAGEM DA REDE ELÉTRICA ESTUDADA. A primeira fase do estudo foi a escolha da subestação e dos alimentadores aéreos primários. A subestação, bem como seus circuitos

Leia mais

3 Sistema de Informação geográfica

3 Sistema de Informação geográfica 3 Sistema de Informação geográfica 3.1 Introdução Também conhecidas como "geoprocessamento", as geotecnologias são o conjunto de técnicas computacionais para coleta, processamento, análise e compartilhamento

Leia mais

Análise Estruturada. Análise Essencial e Estruturada

Análise Estruturada. Análise Essencial e Estruturada Análise Essencial e Estruturada Análise Estruturada 9 ANÁLISE ESTRUTURADA 1 As dificuldades causadas por problemas de comunicação, mudanças de requisitos e técnicas inadequadas de avaliação tornam a análise

Leia mais