Cisto periodontal lateral: relato de caso clínico

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Cisto periodontal lateral: relato de caso clínico"

Transcrição

1 Cisto periodontal lateral: relato de caso clínico CASO CLÍNICO Cisto periodontal lateral: relato de caso clínico Lateral periodontal cyst: clinical report Maria Elizabeth Marques NOGUEIRA MARTINS* Nathália Freguglia BARROS** Thais Fernandes de OLIVEIRA*** Maria Christina Marques Nogueira CASTANÕN**** Eduardo Machado VILELLA***** Maria das Graças Afonso MIRANDA CHAVES****** RESUMO O objetivo deste estudo foi descrever um caso clínico de Cisto Periodontal Lateral encontrado em uma paciente de 47 anos, que foi confirmado por exames radiográfico e histopatológico. O Cisto Periodontal Lateral é um tipo raro de cisto odontogênico de desenvolvimento, não ceratinizado, que ocorre adjacente ou lateral a uma raiz dentária de dente vital e corresponde a 1,5% dos cistos dos maxilares. É encontrado principalmente em adultos entre a 5ª e a 7ª décadas de vida, sem distinção quanto ao sexo. Sem sinais dolorosos ou sintomas clínicos, são normalmente diagnosticados durante exames radiográficos de rotina, porém, para um diagnóstico correto é preciso também avaliar as características histopatológicas. O tratamento se faz por enucleação cirúrgica. Apesar de não tender à recorrência, recomenda-se a proservação por alguns anos. Palavras-chave: Cisto de desenvolvimento; Cisto periodontal lateral; Patologia bucal. ABSTRACT The objective of this study was to describe a clinical case of Lateral Periodontal Cyst found in a 47 year-old patient, which was confirmed by radiographic and histopathologic examinations. The Lateral Periodontal Cyst is a rare type of odontogenic cyst of development, not keratinized, adjacent or lateral to a root of vital tooth and corresponds to 1.5% of cysts in jaws. It is found mainly in adults between 5 th and 7 th decades, without distinction related to sex. With no painful signs or clinical symptoms, these cyst are usually diagnosed during a routine radiographic examination, however, for a correct diagnosis, the histopathologic characteristics must be assessed. The treatment is done by enucleating surgery. Although there is no trend to recurrence, it is recommended to follow-up for some years. Keywords: Development Cyst; Lateral Periodontal Cyst; Oral Pathology. * Mestranda em Clínica Odontológica FO/UFJF. Especialista em Prótese Dentária EAP-ABO/JF. Endereço Eletrônico: ** Graduanda do Curso de Odontologia FO/UFJF. *** Graduanda do Curso de Odontologia FO/UFJF. **** Professora Associada 2 Departamento Morfologia/UFJF. Doutora em Ciências Médicas UFRJ. Mestre em Ciências Médicas UFMG. Especialista em Anatomia Patológica HU/UJFJ. Especialista em Dermatologia SBD/AMB. ***** Mestre em Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo Facial UFP. Professor Adjunto IV FO/UFJF. ****** Doutora Biopatologia Bucal Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Professora Adjunta IV FO/UFJF. Coordenadora do Curso de Pós-Graduação. 116 Revista Odonto Ano 16, n. 32, jul. dez. 2008, São Bernardo do Campo, SP, Metodista

2 NOGUEIRA MARTINS, M. E.; BARROS, N. F.; OLIVEIRA, T. F.; CASTANÕN, M. C. M. N.; VILELLA, E. M.; MIRANDA CHAVES, M. G. A. INTRODUÇÃO E REVISÃO LITERÁ- RIA As lesões císticas dos maxilares têm sido largamente estudadas e discutidas. Apesar de existirem muitas divergências, algumas delas já estão bem definidas, mas outras continuam gerando opiniões controversas, como é o caso do Cisto Periodontal Lateral 1-4. No passado, o termo Cisto Periodontal Lateral foi usado para designar qualquer cisto que se desenvolvesse ao longo da superfície lateral radicular, entre eles o cisto radicular lateral e o ceratocisto odontogênico, porém o Cisto Periodontal Lateral possui características microscópicas e clínicas peculiares 5. Desta forma, o termo provocou confusão, porque nele estava incluído qualquer cisto colocado lateralmente, quer seja de origem inflamatória, como um cisto radicular lateral, cisto colateral inflamatório, cisto paradental; quer seja cisto de desenvolvimento, tais como cisto gengival de adultos, cistos odontogênicos ou queratocistos 6. Há várias hipóteses sobre o surgimento do Cisto Periodontal Lateral. Uma de que ele pode surgir, inicialmente, como um cisto dentígero que se desenvolve pela expansão do folículo ao longo da superfície radicular e se torna lateral durante a erupção do dente. Outra alternativa é a origem a partir dos restos epiteliais de Malassez 4,7-8. SHAFER et al. 9 (1985) discutiram em detalhes a sugestão de que o Cisto Periodontal Lateral e o cisto gengival do adulto têm a mesma histogênese, a partir de restos pós-funcionais da lâmina dentária, e que estes dois cistos representam basicamente a manifestação central ou intra-óssea e periférica da mesma lesão. Sugeriram existir várias possibilidades que explicam a origem do Cisto Periodontal Lateral, entre elas: 1) a origem, inicialmente, como um cisto dentígero desenvolvendo-se ao longo da superfície lateral da coroa e, à medida que o dente erupciona, o cisto assume uma posição próxima da superfície lateral da raiz; 2) origem a partir da proliferação dos restos epiteliais de Malassez no ligamento periodontal, embora o estímulo para isso seja desconhecido; 3) origem como um cisto primordial de um dente supranumerário, pois a predileção pela ocorrência do cisto periodontal lateral na região de pré-molares inferiores corresponde à incidência elevada bem conhecida de dentes supranumerários nesta mesma região 7,10 e; 4) origem a partir da proliferação e transformação cística de restos da lâmina dentária, que se encontram em estado pós-funcional e, portanto, têm potencial limitado de crescimento, correspondendo ao pequeno tamanho que esses cisto têm inicialmente. Há estudos que afirmam que o cisto tende a ocorrer em locais onde restos dentígeros estão associados a dentes impactados verticalmente 7. Alguns autores afirmaram que a origem do cisto origina do epitélio reduzido do esmalte, outros afirmam que provém da lâmina dental, enquanto outros partem do princípio que a origem tem relação com os restos epiteliais de Malassez 1. O Cisto Periodontal Lateral é um tipo raro de cisto odontogênico de desenvolvimento, não ceratinizado, que ocorre adjacente ou lateral a uma raiz dentária de dente vital 1,4-7, É raro, mas bem reconhecido e corresponde a 1,5% dos cistos dos maxilares 7 ; no entanto, GARAU et al. 13 (2002) relataram que este cisto é uma lesão odontogênica dos maxilares, representando 0,8% de todas as lesões císticas nesta região. Os cistos variam de tamanho podendo atingir dimensões que vão até o próprio comprimento do dente 8, mas raramente é maior que 1 cm de diâmetro 6. GARAU et al. 13 (2002) relataram que este cisto tem início na região lateral de dentes vitais já erupcinados. É encontrado principalmente em adultos entre a 5ª e a 7ª décadas de vida 5,11, entre 5ª e 6ª décadas 4,12,14, sendo raro a lesão em pessoas com menos de 30 anos 5, mas com possibilidades de 20 a 85 anos 4 ; não havendo predileção quanto Revista Odonto Ano 16, n. 32, jul. dez. 2008, São Bernardo do Campo, SP, Metodista 117

3 Cisto periodontal lateral: relato de caso clínico ao sexo 1,10,14 e idade 1,10. No entanto, REGEZZI; SCIUBA 4 (1993) relataram haver uma prevalência pelo sexo masculino (2:1). A maioria dos cistos periodontais laterais ocorrem em pré-molares mandibulares 4,7. Na maxila, lesões semelhantes são encontradas em regiões de incisivos laterais 4. Em 75% a 80% dos casos ocorrem na região de incisivo-lateral, canino e pré-molares inferiores 10-12,14. Ele surge em algum ponto entre o rebordo cervical e ápice radicular de uma raiz adjacente e pode estar em contato ou não com a superfície radicular 4. Geralmente apresenta uma margem esclerótica 1. Sem sinais dolorosos ou sintomas clínicos, são normalmente diagnosticados durante exames radiográficos de rotina 4,7,9-14. Clinicamente, se manifesta como um edema pequeno (aproximadamente 1 cm) nos tecidos moles e nas papilas interdentais 4,7, podendo ser diagnosticado como um abscesso periapical ou periodontal 9,12,14. O diagnóstico é baseado na história clínica, no exame radiográfico e no teste de vitalidade pulpar 7,9,12,14. Radiograficamente apresenta-se como uma área radiolúcida bem circunscrita, arredondada ou em forma de gota de lágrima 1-2,4,7,11-12, Este cisto aparece como uma radiolucência interradicular 7. Mesmo incomum, já foi reportada reabsorção radicular do dente adjacente, além de perda da lâmina dura ou espessamento do ligamento periodontal 1. Pode produzir erosões superficiais no osso cortical, mas nem sempre percebido na radiografia e comunica-se com o periodonto 4,14. Além disso, apresenta-se mais comumente de forma unilocular, mas pode ocorrer multilocularmente, recebendo a denominação botrióide 4. Diferente de ALBUQUERQUE JUNIOR et al. 16 (2005), quando afirmou que o cisto botrióide é uma variação do Cisto Periodontal Lateral 17. Podendo se apresentar de forma uni ou multiloculares, com bordas bem delimitadas. Por possuírem características clínico-histológicas semelhantes são considerados variantes de uma mesma entidade patológica, originada dos remanescentes epiteliais da lâmina dentária 18. ZANCHETIN et al. 17 (2007) descreveram que o cisto botrióide é um cisto odontogênico de desenvolvimento intra-ósseo, que ocorre em menos de 2% de todos os cistos delimitados por epitélio dos maxilares. WEATHERS; WALDRON 18 (1973) relataram uma forma inusitada de cisto sob o nome de cisto odontogênico botrióide, que apresentava um padrão multilocular constatado radiograficamente, histologicamente e até clinicamente, através da remoção cirúrgica. Constataram que se tratava de uma variante policística do Cisto Periodontal Lateral desenvolvendo-se pela transformação cística de múltiplas ilhas de restos da lâmina dentária. Para o diagnóstico do Cisto Periodontal Lateral, as características radiográficas não são suficientes, já que um ceratocisto odontogênico que se desenvolve entre as raízes de dentes adjacentes pode mostrar aspecto idêntico 5. Deve ser confirmado após a eliminação de todas as outras possibilidades 8. Por ser uma lesão comumente não-agressiva, é importante estabelecer um diagnóstico final correto, através de análises histológicas, evitando ser confundidas com lesões de aspecto semelhante, porém, muito mais invasivas 1,19. Podem ocorrer dificuldades no diagnóstico quando os dentes adjacentes já foram tratados endodonticamente 7. Portanto, para um diagnóstico correto é preciso também avaliar as características histopatológicas, em que o Cisto Periodontal Lateral apresenta uma cápsula fibrosa fina, geralmente não-inflamada, revestida por epitélio com espessura de apenas uma a três células na maioria das regiões 5, de quatro a cinco células 6 ; no entanto, PINDBORG; SHEAR 8 (1975) e LIMA et al. 12 (2005) caracterizaram por um epitélio fino não ceratinizado, usualmente com cinco a seis células na camada, semelhante ao epitélio reduzido do 118 Revista Odonto Ano 16, n. 32, jul. dez. 2008, São Bernardo do Campo, SP, Metodista

4 NOGUEIRA MARTINS, M. E.; BARROS, N. F.; OLIVEIRA, T. F.; CASTANÕN, M. C. M. N.; VILELLA, E. M.; MIRANDA CHAVES, M. G. A. órgão do esmalte. Geralmente esse epitélio consiste em células escamosas achatadas, mas às vezes as células são cuboidais 1,4-5. Podem ser observados focos de células claras, ricas em glicogênio, entremeados com as células epiteliais limitantes 1,4-6,20. Células epiteliais residuais são, algumas vezes, observadas na cápsula fibrosa 5. Tem como diagnóstico diferencial: abscesso periodontal lateral, cisto dentígero lateral, cisto radicular na direção do orifício do conduto pulpar lateral (acessório), cisto radicular residual na dentição decídua e queratocisto odontogênico 14. O cisto periodontal lateral pode ser distinguido de um cisto radicular lateral, cisto primordial ao longo da superfície da raiz, tumores odontogênicos radiolúcidos 4,7, no forame mental, seio maxilar e canal nutriente 7. O tratamento se faz por enucleação cirúrgica, não tendendo à recorrência 2,4-6,8-9,11-12,14-15,20-21, sem a exodontia do dente associado quando possível. Do contrário, esse também deve ser removido cirurgicamente 9. Casos de recorrência são incomuns, apesar de ser relatada nos casos da variante botrióide, provavelmente devido à sua natureza policística. Também foi relatado um caso extremamente raro de carcinoma de células escamosas, que aparentemente se originou de Cisto Periodontal Lateral 5. Apesar de não tender à recorrência, recomendase a proservação por alguns anos 12. Através de aspectos microscópicos do Cisto Periodontal Lateral, PINDBORG; SHEAR 8 (1975) afirmaram que este cisto, de origem de desenvolvimento odontogênico, deve ser diferenciado dos cistos gengivais dos adultos, dos cistos primordiais periodontais numa posição lateral e de cistos inflamatórios. No estudo realizado por CARTER et al. 19 (1996) foram encontradas algumas características habituais do Cisto Periodontal Lateral como: uma lesão assintomática, imagem radiolúcida pequena, ovóide e bem-circunscrita que ocorre, normalmente, entre raízes de pré-molares mandibulares, em homens de meia-idade. A partir do exame histopatológico, CALUMBY et al. 21 (2006) encontraram uma cavidade revestida por epitélio pavimentoso, estratificado, fino, uniforme, com algumas pequenas áreas de queratinização. As células são cuboidais e há áreas com hiperplasia celular, formando placas. DEMATHÉ et al. 11 (2006) obtiveram, através de dados clínicos e confirmado por histopatologia, o diagnóstico de um Cisto Periodontal Lateral com 5 mm de diâmetro, em uma paciente de 15 anos, entre os elementos dentários 45 e 46. Portanto, o objetivo deste estudo foi descrever um caso clínico de Cisto Periodontal Lateral confirmado por exames radiográfico e histopatológico. CASO CLÍNICO Conforme determina a Resolução 196/96 do Conselho Nacional de Saúde, este estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal de Juiz de Fora, sob o n. 387/2007 em 22 de novembro de No mês de julho de 2007 foi realizado um atendimento, na Faculdade de Odontologia da UFJF, em uma paciente de 47 anos, procedência de Juiz de Fora/MG, que relatou ter sido acometida por um abaulamento na mucosa gengival, próximo à região de pré-molares inferior esquerdo. Ao exame clínico foi observado um nódulo eritematoso de consistência macia, medindo 0,4 cm de diâmetro, assintomático, na junção mucogengival referente ao terço médio radicular entre os elementos dentários 33 e 34. O exame radiográfico periapical identificou área circular radiolúcida delimitada por um halo radiopaco entre as raízes dos elementos citados (Figura 1). Os dentes próximos à lesão responderam positivamente ao teste de vitalidade. A punção aspirativa foi positiva para o líquido cístico. Revista Odonto Ano 16, n. 32, jul. dez. 2008, São Bernardo do Campo, SP, Metodista 119

5 Cisto periodontal lateral: relato de caso clínico Frente a este achado, a hipótese diagnóstica foi de cisto odontogênico periodontal lateral. Supondo-se o diagnóstico, realizou-se a enucleação total da lesão, que foi encaminhada para exame histopatológico. A seguir realizou-se enxerto com osso bovino desproteinizado medular 0,5 cc (Genius/GenOx-Inorg ) protegido por membrana biológica de origem bovina 20 x 20 mm (Gen-Derm ). Os cortes histológicos corados pela Hematoxilina Eosina (HE) evidenciaram cavidade cística revestida por epitélio escamoso não ceratinizado, uniforme, apresentando áreas focais de células cubóides claras e áreas de hiperplasia discreta. O estroma adjacente apresentava fibrose e algumas células gigantes multinucleadas de natureza indeterminada (Figuras 2a-2c). As Figuras 3, 4 e 5 demonstram radiograficamente o início de formação óssea 45 dias, 90 e 120 dias após enucleação da lesão, respectivamente. DISCUSSÃO O cisto periodontal lateral é encontrado principalmente em adultos entre a 5ª e a 7ª déca- Fotos: Maria Elizabeth Marques Nogueira Martins FIGURA 1 Fotografia de radiografia periapical caso clínico inicial. FIGURA 2B Cavidade cística revestida por epitélio escamoso delgado, focalmente espessado envolvido por tecido conjuntivo fibroso com focos de hemorragia. Presença de epitélio fragmentado no interior do cisto (HE 4X). FIGURA 2A Cavidade cística revestida por epitélio escamoso delgado envolvido por tecido conjuntivo fibroso sem sinais de inflamação. Focos de hemorragia (por drenagem mecânica prévia) e conteúdo hemorrágico (HE 4X). FIGURA 2C Revestimento: células epiteliais cúbicas e, focos de células claras, ricas em glicogênio entremeando as células as células epiteliais limitantes (HE 10x). 120 Revista Odonto Ano 16, n. 32, jul. dez. 2008, São Bernardo do Campo, SP, Metodista

6 NOGUEIRA MARTINS, M. E.; BARROS, N. F.; OLIVEIRA, T. F.; CASTANÕN, M. C. M. N.; VILELLA, E. M.; MIRANDA CHAVES, M. G. A. Fotos: Maria Elizabeth Marques Nogueira Martins FIGURA 3A Fotografia de radiografia periapical demonstrando início de formação óssea, 45 após enucleação da lesão. FIGURA 4A Fotografia de radiografia periapical 3 meses após enucleação da lesão. FIGURA 4B Fotografia de radiografia periapical 3 meses após enucleação da lesão. FIGURA 3B Fotografia de radiografia periapical demonstrando início de formação óssea, 45 após enucleação da lesão. das 5,11 ou entre 5ª e 6ª décadas de vida 4,12,14, como ocorrido no presente relato de caso clínico, em que a paciente, possuía 47 anos quando a lesão foi detectada, porém alguns autores afirmam não haver predileção quanto à idade 1,10. Quanto ao sexo, há divergências entre autores, para alguns não há predileção 1,10,14. No entanto, REGEZZI; SCIUBA 4 (1993) relataram haver uma prevalência pelo sexo masculino (2:1), contrariando o achado clínico. Para alguns autores a maioria dos Cistos Periodontais Laterais ocorrem em pré-molares mandibulares 4,7. Na maxila, lesões semelhantes são encontradas em regiões de incisivos laterais 4. Em 75% a 80% dos casos ocorrem na região de incisivo-lateral, canino e pré-molares inferiores 10-12,14. Portanto, o encontrado na literatura condiz com a localização do cisto encontrado na pa- Revista Odonto Ano 16, n. 32, jul. dez. 2008, São Bernardo do Campo, SP, Metodista 121

7 Cisto periodontal lateral: relato de caso clínico FIGURA 4C Fotografia de radiografia periapical 3 meses após enucleação da lesão. Fotos: Maria Elizabeth Marques Nogueira Martins O Cisto Periodontal Lateral é um tipo raro de cisto odontogênico de desenvolvimento, não ceratinizado, que ocorre adjacente ou lateral a uma raiz dentária de dente vita 1,4-7,10,12. Os dentes próximos à lesão cística da paciente responderam positivamente ao teste de vitalidade, confirmando o relato na literatura. Clinicamente, se manifesta como um edema pequeno (aproximadamente 1 cm) nos tecidos moles e nas papilas interdentais 7,14. Ao exame clínico da paciente foi observado um nódulo eritematoso de consistência macia, medindo 0,4 cm de diâmetro, na junção mucogengival. Radiograficamente apresenta-se como uma área radiolúcida bem circunscrita, arredondada ou em forma de gota de lágrima 1-2,4,7,11-12, Este cisto aparece como uma radiolucência interradicular 7. No exame radiográfico periapical da paciente foi identificado área circular radiolúcida delimitada por um halo radiopaco entre as raízes dos elementos citados. Supondo-se o diagnóstico de cisto periodontal lateral, realizou-se a enucleação total da lesão, como o indicado na literatura 2,4-6,8-9,11-12,14-15, O achado foi encaminhado para exame histopatológico, confirmando a hipótese diagnóstica. CONCLUSÃO FIGURA 5 Fotografia de radiografia do caso finalizado. ciente referente ao terço médio radicular entre os elementos dentários 33 e 34. Sem sinais dolorosos ou sintomas clínicos, são normalmente diagnosticados durante exames radiográficos de rotina 4,7,9-14. A paciente relatou ter sido acometida por um abaulamento na mucosa gengival, próximo à região de pré-molares inferior esquerdo, o que não vai de acordo com a afirmação que não há sintomas clínicos, no entanto, foi apresentado um quadro assintomático para a dor. Frente aos achados, a hipótese diagnóstica de Cisto Periodontal Lateral foi confirmada pelos exames radiográficos e histopatológicos. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 1. MENDES, R. A.; VAN DER WAAL, I. An unusual clinicoradiographic presentation of a lateral periodontal cyst-report of two cases. Med Oral Patol Oral Cir Bucal, Valencia, v. 11, n. 2, E , Mar PEREIRA, A. M. et al. Cisto periodontal lateral em localização pouco usual. Odontol Clin Cient, Recife, v. 5, n. 1, p , jan./mar PINDBORG, J. J.; SHEAR, M. Microscopic features of the lateral periodontal cyst. Scan J Dent Res, v. 83, p , PEZZI, L. P. G.; SOARES, E. C. S.; SANT ANA FILHO, M. Cisto periodontal lateral e cisto odontogênico botrióide. Rev Fac Odontol, Porto Alegre, v. 41, n. 1, p , jul Revista Odonto Ano 16, n. 32, jul. dez. 2008, São Bernardo do Campo, SP, Metodista

8 NOGUEIRA MARTINS, M. E.; BARROS, N. F.; OLIVEIRA, T. F.; CASTANÕN, M. C. M. N.; VILELLA, E. M.; MIRANDA CHAVES, M. G. A. 4. REGEZZI, J. A.; SCIUBBA, J. J. Patologia bucal Correlações Clinicopatológicas. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, P NEVILLE, B. W. et al. Patologia Oral & Maxilofacial. 2. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, P BINNIE, W. H. Periodontal cysts and epulides. Periodontology 2000, Copenhagen, v. 21, p , KEREZOUDIS, N. P.; DONTA-BAKOYANNI, C.; SISKOS, G. The lateral periodontal cyst: aetiology, clinical significance and diagnosis. Endod Dent Traumatol, v. 16, n. p , SHAFER, W. G.; HINE, M. K.; LEVY, B. M. Tratado de Patologia Bucal. 4. ed. México: Interamericana, P TOMMASI, A. F. Diagnóstico em Patologia Bucal. 1. ed. São Paulo: Artes Médicas, P DEMATHÉ, A. et al. Cisto periodontal lateral em adolescente: diagnóstico e tratamento. Rev Odontol UNESP, Araçatuba, v. 27, suplemento, p. 38, nov LIMA, A. A. S. et al. Cisto periodontal lateral: etiologia, diagnóstico e significado clínico. Revisão e relato de caso. Rev Clin Pesq Odontol, Araçatuba, v. 1, n. 4, abr./jun GARAU, V. et al. Microcystic lateral parodontal cyst. Report of a case Minerva Stomatol,Torino, v. 51 n p , Dec GALVÃO, P. Cisto periodontal lateral. Jul Disponível em: <http://www.paulogalvaoradiologiaoral.com.br/cisto_ Periodontal_Lateral.html#Topic75> Acesso em: 10 out SILVEIRA, J. O. L.; SANT ANA FILHO, M.; WAGNER, J. E. Relato de um caso de cisto periodontal lateral. Odontol Mod, Rio de Janeiro, v. 15, n. 1, p , jan./fev ALBUQUERQUE JUNIOR, R. L. C. et al. Cisto odontogênico botrióide: relato de um caso. Rev Bras Patol Oral, Natal, v. 4, n. 1, p , jan./fev./mar ZANCHETIN, C. et al. Cisto botrióide relato de caso clínico. Anais eletrônicos do 25º Congresso Internacional de Odontologia de São Paulo CIOSP. Disponível em: <http:// Acesso em: 10 out WEATHERS, D. R.; WALDRON, C. A. Unusual multilocular cysts of the jaws (botryoid odontogenic cysts). Oral Surg Oral Med Oral Pathol, St. Louis, v. 36, n. 2, p , Aug CARTER, L. C.; CARNEY, Y. L.; PEREZ-PUDLEWSKI D. Lateral periodontal cyst. Multifactorial analysis of a previously unreported series. Oral Surg Oral Med Oral Pathol Oral Radiol Endod, St. Louis, v. 81, n. 2, p , Feb MELO, M. S.; SILVA, L. C.; LÉDA, L. M. Cistos do complexo bucomaxilofacial - revisão de literatura. Brasília/DF, CALUMBY, A. N. et al. Cisto periodontal lateral relato de caso clínico Disponível em: <http://www.unife nas.br/forumvarginha/anais11.htm>. Acesso em: 10 out Recebimento: 16/11/2008 Aceito: 12/1/2009 Endereço para correspondência: Rua Irmão Martinho, 393/201 Bairu Juiz de Fora/MG Endereço Eletrônico: Revista Odonto Ano 16, n. 32, jul. dez. 2008, São Bernardo do Campo, SP, Metodista 123

Patologia Buco Dental Prof. Dr. Renato Rossi Jr.

Patologia Buco Dental Prof. Dr. Renato Rossi Jr. Cistos Odontogênicos Introdução Os cistos derivados dos tecidos odontogênicos são caracterizados como lesões de extraordinária variedade. O complexo desenvolvimento das estruturas dentárias é refletido

Leia mais

ENUCLEAÇÃO DE CISTO RADICULAR MAXILAR DE GRANDE EXTENSÃO: RELATO DE CASO

ENUCLEAÇÃO DE CISTO RADICULAR MAXILAR DE GRANDE EXTENSÃO: RELATO DE CASO ENUCLEAÇÃO DE CISTO RADICULAR MAXILAR DE GRANDE EXTENSÃO: RELATO DE CASO Ivna Freitas de Sousa Alves¹; Jordanna Paiva de Mesquita¹; Nayanne Barros Queiroz¹; Gislyane Lima de Queiroz¹; Ana Roberta de Almeida

Leia mais

CISTO DENTÍGERO, UM RELATO DE CASO DENTIGEROUS CYST, A REPORT CASE

CISTO DENTÍGERO, UM RELATO DE CASO DENTIGEROUS CYST, A REPORT CASE CISTO DENTÍGERO, UM RELATO DE CASO DENTIGEROUS CYST, A REPORT CASE Autores: Dr. Reinaldo Jose de Oliveira Coordenador do curso de Especialização em Radiologia Odontogica e Imaginologia na FMU Faculdades

Leia mais

ASPECTO DE IMAGEM DAS ESTRUTURAS DO DENTE

ASPECTO DE IMAGEM DAS ESTRUTURAS DO DENTE ASPECTO DE IMAGEM DAS ESTRUTURAS DO DENTE O órgão dentário, um dos elementos do aparelho mastigatório, é constituído por tecidos especificamente dentais (esmalte, dentina, polpa) e por tecidos periodontais

Leia mais

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIÁPICE

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIÁPICE ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIÁPICE AMPLIAR AS IMAGENS E ESTUDAR COM MUITA ATENÇÃO - EXISTEM MUITOS DETALHES O órgão pulpar é semelhante a outros tecidos conjuntivos que reage a infecção bacteriana

Leia mais

ANEXO II TABELA DO IAMESC. Valor do CHO em reais- R$0,32 CLÍNICO GERAL

ANEXO II TABELA DO IAMESC. Valor do CHO em reais- R$0,32 CLÍNICO GERAL ANEXO II TABELA DO IAMESC Valor do CHO em reais- R$0,32 CLÍNICO GERAL COD PROCEDIMENTOS CHO Valor seg. Valor inst. Valor total 01 70110000 Consulta Inicial 157 15,07 35,16 50,24 02 70115000 Profilaxia

Leia mais

Cisto periapical residual: relato de caso clínico-cirúrgico

Cisto periapical residual: relato de caso clínico-cirúrgico Cisto periapical residual: relato de caso clínico-cirúrgico Residual periapical cyst: clinical and surgical case report Residual quiste periapical: reporte de un caso clínico y quirúrgico Jose Carlos GARCIA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS FACULDADE DE ODONTOLOGIA CISTO DE DESENVOLVIMENTO DO DUCTO NASOPALATINO - RELATO DE CASO COM PROSERVAÇÃO DE UM ANO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS FACULDADE DE ODONTOLOGIA CISTO DE DESENVOLVIMENTO DO DUCTO NASOPALATINO - RELATO DE CASO COM PROSERVAÇÃO DE UM ANO UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS FACULDADE DE ODONTOLOGIA CISTO DE DESENVOLVIMENTO DO DUCTO NASOPALATINO - RELATO DE CASO COM PROSERVAÇÃO DE UM ANO LUANA PONTES BARROS LOPES MANAUS 2011 UNIVERSIDADE FEDERAL

Leia mais

Universidade Federal do Ceará Faculdade de Medicina Liga de Cirurgia de Cabeça e Pescoço. Jônatas Catunda de Freitas

Universidade Federal do Ceará Faculdade de Medicina Liga de Cirurgia de Cabeça e Pescoço. Jônatas Catunda de Freitas Universidade Federal do Ceará Faculdade de Medicina Liga de Cirurgia de Cabeça e Pescoço Jônatas Catunda de Freitas Fortaleza 2010 Lesões raras, acometendo principalmente mandíbula e maxila Quadro clínico

Leia mais

ASPECTO RADIOGRÁFICO DOS ESTRUTURAS DO DENTE

ASPECTO RADIOGRÁFICO DOS ESTRUTURAS DO DENTE ASPECTO RADIOGRÁFICO DOS ESTRUTURAS DO DENTE O órgão dentário, um dos elementos do aparelho mastigatório, é constituído por tecidos especificamente dentários (esmalte, dentina, polpa) e por tecidos periodontais

Leia mais

U.C. I 7ª e 8ª Aulas. DentaScan Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 1

U.C. I 7ª e 8ª Aulas. DentaScan Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 1 U.C. I 7ª e 8ª Aulas DentaScan 15-11-2012 Joaquim Agostinho - Unidade Clinica I 1 História para corresponder aos anseios dos doentes, de substituição de dentes em falta, por próteses funcional e estéticamente

Leia mais

TUMORES ODONTOGÊNICOS

TUMORES ODONTOGÊNICOS 37 TUMORES ODONTOGÊNICOS Classificação: Inúmeras são as classificações propostas para os tumores odontogênicos, mas nenhuma universalmente aceita, principalmente em decorrência das dúvidas ainda existentes

Leia mais

MÚLTIPLOS CISTOS DO COMPLEXO MAXILO-MANDIBULAR: REVISTA DE LITERATURA E RELATO DE UM CASO NÃO-SINDRÔMICO

MÚLTIPLOS CISTOS DO COMPLEXO MAXILO-MANDIBULAR: REVISTA DE LITERATURA E RELATO DE UM CASO NÃO-SINDRÔMICO REL ELATO DE CASO MÚLTIPLOS CISTOS DO COMPLEXO MAXILO-MANDIBULAR: REVISTA DE LITERATURA E RELATO DE UM CASO NÃO-SINDRÔMICO MANY CYSTS OF THE MAXILLOMANDIBULAR COMPLEX: A REVIEW OF THE LITERATURE AND A

Leia mais

Apresentação clínica e histológica da utilização do substituto ósseo sintético Gen Phos ( ßTCP) em odontologia.

Apresentação clínica e histológica da utilização do substituto ósseo sintético Gen Phos ( ßTCP) em odontologia. Apresentação clínica e histológica da utilização do substituto ósseo sintético Gen Phos ( ßTCP) em odontologia. Resumo: Este estudo tem como objetivo apresentar o comportamento do substituto ósseo sintético

Leia mais

Cisto paradental uma atualização e relato de caso

Cisto paradental uma atualização e relato de caso Cisto paradental uma atualização e relato de caso Paradental cyst an update and case report Alvimar Lima de Castro* Daniel Galera Bernabé** Antonio Augusto Polizel Ranieri*** Marcelo Macedo Crivelini****

Leia mais

Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora ATLAS DE HISTOLOGIA DENTAL

Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora ATLAS DE HISTOLOGIA DENTAL Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora ATLAS DE HISTOLOGIA DENTAL Juiz de Fora / MG - 2009 Autoras PROFª. MARIA ELIZABETH M.N. MARTINS PROFª. MARIA CHRISTINA M.N. CASTAÑON Juiz de Fora/MG

Leia mais

UNIODONTO PORTO ALEGRE

UNIODONTO PORTO ALEGRE UNIODONTO PORTO ALEGRE CÓDIGO PROCEDIMENTO U.S. Flex 30% GRUPO Valor da US 0,32 Coeficiente 0,30 87000032 CONDICIONAMENTO EM ODONTOLOGIA PARA PACIENTES COM NECESSIDADES ESPECIAIS 72,00 R$ 6,91 CONSULTAS

Leia mais

Relação diagnóstica entre folículo pericoronário e cisto dentígero

Relação diagnóstica entre folículo pericoronário e cisto dentígero ORIGINAL ORIGINAL Relação diagnóstica entre folículo pericoronário e cisto dentígero Diagnostic relationship between pericoronal follicle and dentigerous cyst João Paulo de CARLI 1 Juliana Tereza COLPANI

Leia mais

TABELAS DE ODONTOLOGIA

TABELAS DE ODONTOLOGIA TABELAS DE ODONTOLOGIA 710001- Clínico Geral. 01 70110000 Consulta Inicial 178,57 15,00 35,00 50,00 02 70115000 Profilaxia + Raspagem Coronária 90,85 7,63 17,81 25,44 03 73910000 Rest. de Amálgama 1 face

Leia mais

CISTOS ODONTOGÊNICOS

CISTOS ODONTOGÊNICOS 13 CISTOS ODONTOGÊNICOS INTRODUÇÃO São cistos resultantes da proliferação de remanescentes epiteliais associados à formação dos dentes. O epitélio presente em cada um dos cistos odontogênicos é derivado

Leia mais

ANEXO I TABELA DE PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS DA UNIODONTO CATARINENSE MARFIM EMPRESARIAL

ANEXO I TABELA DE PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS DA UNIODONTO CATARINENSE MARFIM EMPRESARIAL ANEXO I TABELA DE PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS DA UNIODONTO CATARINENSE MARFIM EMPRESARIAL Produto Nº 463.787/11-9 Edição outubro/2011 - Terminologia Unificada da Saúde Suplementar (TUSS) Essa tabela é

Leia mais

Etiologia, Diagnóstico e Tratamento do Mesiodens Relato de Caso Clínico Atípico

Etiologia, Diagnóstico e Tratamento do Mesiodens Relato de Caso Clínico Atípico Etiologia, Diagnóstico e Tratamento do Mesiodens Relato de Caso Clínico Atípico Etiology, diagnosis and treatment of mesiodens - case report atypical Stephanie de Cássia Carvalho Rocha 1 Bruno LadeiraVidigal

Leia mais

DOS TECIDOS BUCAIS. Periodontopatias. Pulpopatias. Periapicopatias TIPOS: -INCIPIENTE -CRÔNICA -HIPERPLÁSICA. Causada pelo biofilme bacteriano

DOS TECIDOS BUCAIS. Periodontopatias. Pulpopatias. Periapicopatias TIPOS: -INCIPIENTE -CRÔNICA -HIPERPLÁSICA. Causada pelo biofilme bacteriano LESÕES INFLAMATÓRIAS DOS TECIDOS BUCAIS PERIODONTOPATIAS PERIODONTOPATIAS DOENÇAS DO PERIODONTO Periodontopatias Pulpopatias Periapicopatias Inflamação limitada aos tecidos moles que circundam os dentes(tec.peridentais).

Leia mais

IMAGENS DA ANATOMIA RADIOGRÁFICA DA MAXILA

IMAGENS DA ANATOMIA RADIOGRÁFICA DA MAXILA IMAGENS DA ANATOMIA RADIOGRÁFICA DA MAXILA O exame radiográfico periapical para avaliação dos dentes e estruturas da maxila permite a observação de imagens de estruturas anatômicas, características de

Leia mais

Cisto Dentígero na Infância Relato de Caso e Revisão de Literatura

Cisto Dentígero na Infância Relato de Caso e Revisão de Literatura CASO CLÍNICO Cisto Dentígero na Infância Relato de Caso e Revisão de Literatura Dentigerous Cyst in Infants Literature Review and Case Report Daniela Silva BARROSO* João Adolfo Costa HANEMANN** Olinda

Leia mais

Diagnóstico diferencial de lesões radiolúcidas em medicina dentária FMDUP

Diagnóstico diferencial de lesões radiolúcidas em medicina dentária FMDUP II Unidade Curricular de endodontia Artigo de revisão bibliográfica Diagnóstico Diferencial de Lesões Radiolúcidas em Medicina Dentária Viviane Sales da Silva Aluna do 5º Ano do Curso Mestrado Integrado

Leia mais

Marsupialization as an Early treatment for nasopalatine duct cyst

Marsupialization as an Early treatment for nasopalatine duct cyst MARSUPIALIZAÇÃO COMO TRATAMENTO INICIAL DE CISTO DO DUCTO NASOPALATINO Marsupialization as an Early treatment for nasopalatine duct cyst Recebido em 12/2004 Aprovado em 03/2005 Felipe Firme Igreja* Ilna

Leia mais

Centro Universitário Cesmac CAMILA MARIA BEDER RIBEIRO

Centro Universitário Cesmac CAMILA MARIA BEDER RIBEIRO Centro Universitário Cesmac CAMILA MARIA BEDER RIBEIRO TUMORES ODONTOGÊNICOS Tumores odontogênicos - grupo de doenças heterogêneas que vão desde hamartomas ou proliferação de tecido não neoplásico a neoplasias

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA CENTRO REGIONAL DAS BEIRAS

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA CENTRO REGIONAL DAS BEIRAS UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA CENTRO REGIONAL DAS BEIRAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE Cistos Odontogénicos - Estudo observacional na Clínica Universitária da Universidade Católica Portuguesa Dissertação

Leia mais

Procedimentos Cirúrgicos de Interesse Protético/Restaurador - Aumento de Coroa Clínica - Prof. Luiz Augusto Wentz

Procedimentos Cirúrgicos de Interesse Protético/Restaurador - Aumento de Coroa Clínica - Prof. Luiz Augusto Wentz 1 2 3 Procedimentos Cirúrgicos de Interesse Protético/Restaurador - Aumento de Coroa Clínica - Prof. Luiz Augusto Wentz Aumento de Coroa Clínica Qualquer procedimento (cirúrgico ou não-cirúrgico) que vise

Leia mais

TUMORES DE PELE E TECIDO SUBCUTÂNEO EM CÃES E GATOS

TUMORES DE PELE E TECIDO SUBCUTÂNEO EM CÃES E GATOS TUMORES DE PELE E TECIDO SUBCUTÂNEO EM CÃES E GATOS Rafael Fighera Laboratório de Patologia Veterinária Hospital Veterinário Universitário Universidade Federal de Santa Maria INTRODUÇÃO AOS TUMORES DE

Leia mais

Cobertura RN 338 Lei 9656/98:

Cobertura RN 338 Lei 9656/98: Cobertura RN 338 Lei 9656/98: CÓDIGO PROCEDIMENTO GRUPO 87000032 CONDICIONAMENTO EM ODONTOLOGIA PARA PACIENTES COM NECESSIDADES ESPECIAIS CONSULTAS 81000030 CONSULTA ODONTOLÓGICA CONSULTAS 81000073 CONSULTA

Leia mais

TUMOR ODONTOGÊNICO ADENOMATÓIDE EM MAXILA ADENOMATOID ODONTOGENIC TUMOR IN MAXILLA

TUMOR ODONTOGÊNICO ADENOMATÓIDE EM MAXILA ADENOMATOID ODONTOGENIC TUMOR IN MAXILLA TUMOR ODONTOGÊNICO ADENOMATÓIDE EM MAXILA ADENOMATOID ODONTOGENIC TUMOR IN MAXILLA Belmiro Cavalcanti do Egito VASCONCELOS * Emanuel DIAS DE OLIVEIRA E SILVA ** Riedel FROTA *** Suzana Célia Soares CARNEIRO

Leia mais

PASSO-A-PASSO SIMPLIFICADO DO PREPARO DO CANAL RADICULAR

PASSO-A-PASSO SIMPLIFICADO DO PREPARO DO CANAL RADICULAR E N D O D O N T I A C O N T E M P O R Â N E A Apresentando PASSO-A-PASSO SIMPLIFICADO DO PREPARO DO CANAL RADICULAR Para receber este e-book e outros PRIMEIRO Acesse endodontiacontemporanea.com.br SEGUNDO

Leia mais

INTERPRETAÇÃO RADIOGRÁFICA POR ACADÊMICO DE ENFERMAGEM: PERSPECTIVAS DE DESENVOLVIMENTO DE TÉCNICAS DE PROCESSAMENTO DIGITAL

INTERPRETAÇÃO RADIOGRÁFICA POR ACADÊMICO DE ENFERMAGEM: PERSPECTIVAS DE DESENVOLVIMENTO DE TÉCNICAS DE PROCESSAMENTO DIGITAL INTERPRETAÇÃO RADIOGRÁFICA POR ACADÊMICO DE ENFERMAGEM: PERSPECTIVAS DE DESENVOLVIMENTO DE TÉCNICAS DE PROCESSAMENTO DIGITAL Davide Carlos Joaquim 1, Ana Caroline Rocha Melo de Leite 2, Ciro Benevides

Leia mais

Divergências de Tratamento do Cisto Dentígero: Revisão Sistemática. Differences in the treatment of a dentigerous cyst: a systematic review

Divergências de Tratamento do Cisto Dentígero: Revisão Sistemática. Differences in the treatment of a dentigerous cyst: a systematic review Recebido em 15/06/2011 Aprovado em 13/10/2011 V12N1 Divergências de Tratamento do Cisto Dentígero: Revisão Sistemática Differences in the treatment of a dentigerous cyst: a systematic review Natália Medella

Leia mais

DIAGNÓSTICO CLÍNICO E HISTOPATOLÓGICO DE NEOPLASMAS CUTÂNEOS EM CÃES E GATOS ATENDIDOS NA ROTINA CLÍNICA DO HOSPITAL VETERINÁRIO DA UNIVIÇOSA 1

DIAGNÓSTICO CLÍNICO E HISTOPATOLÓGICO DE NEOPLASMAS CUTÂNEOS EM CÃES E GATOS ATENDIDOS NA ROTINA CLÍNICA DO HOSPITAL VETERINÁRIO DA UNIVIÇOSA 1 361 DIAGNÓSTICO CLÍNICO E HISTOPATOLÓGICO DE NEOPLASMAS CUTÂNEOS EM CÃES E GATOS ATENDIDOS NA ROTINA CLÍNICA DO HOSPITAL VETERINÁRIO DA UNIVIÇOSA 1 Márcia Suelen Bento 2, Marcelo Oliveira Chamelete 3,

Leia mais

Cisto do ducto nasopalatino: relato de caso clínico e revisão da literatura

Cisto do ducto nasopalatino: relato de caso clínico e revisão da literatura Rev Inst Ciênc Saúde 2007 jul-set; 25(2):193-7 Cisto do ducto nasopalatino: relato de caso clínico e revisão da literatura Nasopalatine duct cyst: report of case and literature review Manoela Domingues

Leia mais

Tracionamento ortodôntico: possíveis consequências nos caninos superiores e dentes adjacentes

Tracionamento ortodôntico: possíveis consequências nos caninos superiores e dentes adjacentes I n s i g h t O r t o d ô n t i c o Tracionamento ortodôntico: possíveis consequências nos caninos superiores e dentes adjacentes Parte 1: reabsorção radicular nos incisivos laterais e pré-molares Alberto

Leia mais

ODONTOMA COMPOSTO COMO FATOR DE RETENÇÃO DENTÁRIA - RELATO DE CASO CLÍNICO

ODONTOMA COMPOSTO COMO FATOR DE RETENÇÃO DENTÁRIA - RELATO DE CASO CLÍNICO ODONTOMA COMPOSTO COMO FATOR DE RETENÇÃO DENTÁRIA - RELATO DE CASO CLÍNICO Dario GCS 1, Santos GLF 2, Canettieri ACV 3,Picosse LR4 4 1 UNIVAP- Universidade do Vale do Paraíba,Curso de Odontologia, 2 Av.

Leia mais

Lesões e Condições Pré-neoplásicas da Cavidade Oral

Lesões e Condições Pré-neoplásicas da Cavidade Oral Disciplina: Semiologia Lesões e Condições Pré-neoplásicas da Cavidade Oral PARTE Parte 12 http://lucinei.wikispaces.com Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2012 2012 LESÕES E CONDIÇÕES CANCERIZÁVEIS DA

Leia mais

TABELA DE PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS

TABELA DE PROCEDIMENTOS ODONTOLÓGICOS TABELA DE S ODONTOLÓGICOS VALOR Dente ou Região Dente/face/ Região Raio-X Periodicidade AutorizaçãoEspecial 81000030 Consulta odontológica R$ 29,58 R ASAI N 6 MESES N N N 81000065 81000073 81000111 81000138

Leia mais

Caso Clínico. Paciente do sexo masculino, 41 anos. Clínica: Dor em FID e região lombar direita. HPP: Nefrolitíase. Solicitado TC de abdome.

Caso Clínico. Paciente do sexo masculino, 41 anos. Clínica: Dor em FID e região lombar direita. HPP: Nefrolitíase. Solicitado TC de abdome. Caso Clínico Paciente do sexo masculino, 41 anos. Clínica: Dor em FID e região lombar direita. HPP: Nefrolitíase. Solicitado TC de abdome. Apendicite.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE ODONTOLOGIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO BRUNO TREVISAN CISTO RESIDUAL: RELATO DE CASO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE ODONTOLOGIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO BRUNO TREVISAN CISTO RESIDUAL: RELATO DE CASO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE ODONTOLOGIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO BRUNO TREVISAN CISTO RESIDUAL: RELATO DE CASO Porto Alegre 2010 BRUNO TREVISAN Nº Cartão 00136148 CISTO

Leia mais

DEFINIÇÃO PLANO ESSENCIAL PLUS Modalidade de Contratação: Individual - Registro ANS

DEFINIÇÃO PLANO ESSENCIAL PLUS Modalidade de Contratação: Individual - Registro ANS Central de Atendimento: 0800 888 9990 DEFINIÇÃO Garantia de atendimento de urgência e emergência, a partir da 0 (zero) hora do quinto dia útil seguinte ao pagamento da adesão ao Clube de Benefícios, inclusive

Leia mais

Cistos e cavidades pulmonares

Cistos e cavidades pulmonares Cistos e cavidades pulmonares Gustavo de Souza Portes Meirelles 1 1 Doutor em Radiologia pela Escola Paulista de Medicina UNIFESP 1 Definições Cistos e cavidades são condições em que há aumento da transparência

Leia mais

TABELA DE PROCEDIMENTOS UNIODONTO - Catarinense Produto ANS nº: e BRILHANTE INTEGRAL OPERACIONAL

TABELA DE PROCEDIMENTOS UNIODONTO - Catarinense Produto ANS nº: e BRILHANTE INTEGRAL OPERACIONAL TABELA DE PROCEDIMENTOS UNIODONTO - Catarinense Produto ANS nº: 463.788.11.7 e 463.720.11.8 BRILHANTE INTEGRAL OPERACIONAL Baseado na Lei 9656 e RN 211 - Edição janeiro/2014 - Terminologia Unificada da

Leia mais

TRATAMENTO CIRÚRGICO DO GRANULOMA CENTRAL DE CÉLULAS GIGANTES: RELATO DE CASO CLÍNICO E REVISÃO DA LITERATURA

TRATAMENTO CIRÚRGICO DO GRANULOMA CENTRAL DE CÉLULAS GIGANTES: RELATO DE CASO CLÍNICO E REVISÃO DA LITERATURA TRATAMENTO CIRÚRGICO DO GRANULOMA CENTRAL DE CÉLULAS GIGANTES: RELATO DE CASO CLÍNICO E REVISÃO DA LITERATURA SURGERY TREATMENT OF CENTRAL GIANT CELL GRANULOMA OF JAWS: REPORT OF A CASE AND LITERATURE

Leia mais

CEMENTOBLASTOMA BENIGNO: RELATO DE CASO

CEMENTOBLASTOMA BENIGNO: RELATO DE CASO CEMENTOBLASTOMA BENIGNO: RELATO DE CASO BENIGN CEMENTOBLASTOMA: CASE REPORT Marcelo Júnior Zanda Marcelo Lupion Poleti Thais Maria Freire Fernandes Renata Sathler Eduardo Sant Ana Alberto Consolaro Doutor

Leia mais

TABELAS DE ODONTOLOGIA

TABELAS DE ODONTOLOGIA TABELAS DE ODONTOLOGIA 710001- Clínico Geral COD PROCEDIMENTO CHO V. PREV. V. IPASGO V. TOTAL 01 70110000 Consulta Inicial 142,85 15,00 35,00 50,00 02 70115000 Profilaxia + Raspagem Coronária 72,00 5,87

Leia mais

Imagem da Semana: Ressonância nuclear magnética

Imagem da Semana: Ressonância nuclear magnética Imagem da Semana: Ressonância nuclear magnética Imagem 01. Ressonância Margnética do Abdomen Imagem 02. Angiorressonância Abdominal Paciente masculino, 54 anos, obeso, assintomático, em acompanhamento

Leia mais

AMELOBLASTOMA: TRATAMENTO CIRÚRGICO CONSERVADOR OU RADICAL? AMELOBLASTOMA: RADICAL OR CONSERVATIVE SURGICAL TREATMENT?

AMELOBLASTOMA: TRATAMENTO CIRÚRGICO CONSERVADOR OU RADICAL? AMELOBLASTOMA: RADICAL OR CONSERVATIVE SURGICAL TREATMENT? Rev. Cir. Traumat. Buco-Maxilo-Facial, AMELOBLASTOMA: TRATAMENTO CIRÚRGICO CONSERVADOR OU RADICAL? AMELOBLASTOMA: RADICAL OR CONSERVATIVE SURGICAL TREATMENT? Ana Cláudia Amorim GOMES * Emanuel DIAS **

Leia mais

Hemangiomas: Quando operar e quando observar Orlando Jorge M.Torres Nucleo de Estudos do Fígado F - UFMA

Hemangiomas: Quando operar e quando observar Orlando Jorge M.Torres Nucleo de Estudos do Fígado F - UFMA Hemangiomas: Quando operar e quando observar Orlando Jorge M.Torres Nucleo de Estudos do Fígado F - UFMA Lesões Benignas do FígadoF Tumores Epiteliais Hepatocelular Hiperplasia nodular focal Hiperplasia

Leia mais

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADE DE ODONTOLOGIA PROGRAMA DE DISCIPLINA. Curso: Odontologia Período de oferta da disciplina: 2 o P.

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADE DE ODONTOLOGIA PROGRAMA DE DISCIPLINA. Curso: Odontologia Período de oferta da disciplina: 2 o P. UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADE DE ODONTOLOGIA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: HISTOLOGIA BUCO DENTAL Código da Disciplina: ODO110 Curso: Odontologia Período de oferta da disciplina: 2 o P. Faculdade

Leia mais

Leia estas instruções:

Leia estas instruções: Leia estas instruções: 1 2 3 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. Caso se identifique em qualquer outro local deste

Leia mais

CONSIDERANDO os pronunciamentos contidos no Processo nº 24740, de 22/08/2007;

CONSIDERANDO os pronunciamentos contidos no Processo nº 24740, de 22/08/2007; DELIBERAÇÃO - CÂMARA DE GRADUAÇÃO Nº002/2008 Estabelece adequações curriculares para o curso de graduação em Odontologia, a vigorar a partir do ano letivo de 2008. CONSIDERANDO os pronunciamentos contidos

Leia mais

UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROGRAMA DE ENSINO. Departamento Odontologia

UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROGRAMA DE ENSINO. Departamento Odontologia UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROGRAMA DE ENSINO DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Nome da disciplina Cirurgia e traumatologia bucomaxilofacial II Departamento Odontologia

Leia mais

TAXA IMPLANTAÇÃO - PAGA NO ATO : R$ 20,00

TAXA IMPLANTAÇÃO - PAGA NO ATO : R$ 20,00 AMPLO R$ 39,00 Por Pessoa PLENO (Com Ortodontia) R$ 120,00 Por Pessoa Familiar 02 Vidas R$ 190,00 / 03 Vidas R$ 290,00 04 Vidas R$ 390,00 / 05 Vidas R$ 500,00 TAXA IMPLANTAÇÃO - PAGA NO ATO : R$ 20,00

Leia mais

PROCESSOS PROLIFERATIVOS NÃO NEOPLÁSICOS

PROCESSOS PROLIFERATIVOS NÃO NEOPLÁSICOS DISCIPLINA DE PATOLOGIA ORAL E MAXILOFACIAL Graduação em Odontologia - 5º Período PROCESSOS PROLIFERATIVOS NÃO NEOPLÁSICOS http://lucinei.wikispaces.com Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2012 GRANULOMA

Leia mais

TABELA DE COBERTURA 01. DIAGNÓSTICO

TABELA DE COBERTURA 01. DIAGNÓSTICO Garante a manutenção da estética de seu sorriso e a funcionalidade de sua mastigação, através de acesso a todos os tratamentos do PLANO MASTER, além de coberturas exclusivas ARM como clareamento dentário,

Leia mais

Tratamento cirúrgico radical de terceiro e quarto molares fusionados: Relato de caso

Tratamento cirúrgico radical de terceiro e quarto molares fusionados: Relato de caso 80 Tratamento cirúrgico radical de terceiro e quarto molares fusionados: Relato de caso Luis Eduardo Schneider 1 Paulo Valério Presser Lima 1 Sandro Grasselli 1 Lucas Eduardo Galvagni 2 Alexsandra Quoos

Leia mais

Tumor odontogênico adenomatoide: relato de um caso clínico destacando os seus principais diagnósticos diferenciais

Tumor odontogênico adenomatoide: relato de um caso clínico destacando os seus principais diagnósticos diferenciais Comunicação Breve/Estomatologia/Patologia Bucal :: DOI: http://dx.doi.org/10. 18363/rbo.v73n4.p.348 Tumor odontogênico adenomatoide: relato de um caso clínico destacando os seus principais diagnósticos

Leia mais

C U R S O O D O N T O L O G I A Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: RADIOLOGIA Código: ODO-014 Pré-requisito: ANATOMIA

Leia mais

ANATOMIA RADIOGRÁFICA DA MAXILA EM RADIOGRAFIAS PERIAPICAIS

ANATOMIA RADIOGRÁFICA DA MAXILA EM RADIOGRAFIAS PERIAPICAIS ANATOMIA RADIOGRÁFICA DA MAXILA EM RADIOGRAFIAS PERIAPICAIS O exame radiográfico pelo método periapical para avaliação dos dentes e estruturas da maxila permite a observação de uma série de imagens de

Leia mais

DISCIPLINA DE METODOLOGIA DA PESQUISA Profª Drª Patrícia Ruiz Spyere CITAÇÃO EM DOCUMENTOS ABNT NBR /2002

DISCIPLINA DE METODOLOGIA DA PESQUISA Profª Drª Patrícia Ruiz Spyere CITAÇÃO EM DOCUMENTOS ABNT NBR /2002 ! DISCIPLINA DE METODOLOGIA DA PESQUISA Profª Drª Patrícia Ruiz Spyere CITAÇÃO EM DOCUMENTOS ABNT NBR 10.520/2002 CITAÇÃO: Menção no texto de uma informação extraída de outra fonte. - Dar maior crédito

Leia mais

Odontoma em paciente odontopediátrico: diagnóstico e tratamento. Relato de caso clínico

Odontoma em paciente odontopediátrico: diagnóstico e tratamento. Relato de caso clínico Caso Clínico/ Report Case Odontoma em paciente odontopediátrico: diagnóstico e tratamento. Relato de caso clínico Odontoma in pediatric patient: diagnosis and treatment. A case report Marcelle Danelon

Leia mais

PROTOCOLO DE ATENDIMENTO (EMERGÊNCIA-ENDODONTIA)

PROTOCOLO DE ATENDIMENTO (EMERGÊNCIA-ENDODONTIA) PROTOCOLO DE ATENDIMENTO (EMERGÊNCIA-ENDODONTIA) FOUFAL Prof. Dr. Amaro de M. Cavalcante Prof. Théo Fortes S. Cavalcanti Prof. Dr. Marcos Aurélio Bomfim da Silva 2014 Instruções básicas para atendimento

Leia mais

Marsupialização como tratamento definitivo de cistos odontogênicos: relato de dois casos

Marsupialização como tratamento definitivo de cistos odontogênicos: relato de dois casos Marsupialização como tratamento definitivo de cistos odontogênicos: relato de dois casos Marsupialization as definitive treatment of odontogenic cysts: report of two cases Gustavo Nascimento de Souza Pinto

Leia mais

GRANULOMA CENTRAL DE CÉLULAS GIGANTES: RELATO DE CASO CENTRAL GIANT CELL GRANULOMAS: A CASE REPORT

GRANULOMA CENTRAL DE CÉLULAS GIGANTES: RELATO DE CASO CENTRAL GIANT CELL GRANULOMAS: A CASE REPORT GRANULOMA CENTRAL DE CÉLULAS GIGANTES: RELATO DE CASO CENTRAL GIANT CELL GRANULOMAS: A CASE REPORT Recebido em 26/11/2003 Aprovado em 12/04/2004 Ana Cláudia Amorim GOMES* Emanuel DIAS de Oliveira e Silva**

Leia mais

Cisto dentígero: modalidades de tratamento

Cisto dentígero: modalidades de tratamento REVISTA DE ODONTOLOGIA DA UNESP CASO CLÍNICO Rev Odontol UNESP. 2013 Nov-Dec; 42(6): 458-462 2013 - ISSN 1807-2577 Cisto dentígero: modalidades de tratamento Dentigerous cyst: modalities of treatment Rubens

Leia mais

Cisto periapical residual tratado por descompressão: relato de caso clínico-cirúrgico

Cisto periapical residual tratado por descompressão: relato de caso clínico-cirúrgico Cisto periapical residual tratado por descompressão: relato de caso clínico-cirúrgico Residual cyst periapical treated by decompression: clinical and surgical case report Quisto periapical residual tratado

Leia mais

INTERPRETAÇÃO DE IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL

INTERPRETAÇÃO DE IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL INTERPRETAÇÃO DE IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL Na imagem radiográfica de um dente íntegro todas as partes são facilmente identificáveis, pois já conhecemos a escala de radiopacidade. Agora começamos

Leia mais

TRATAMENTO DE CISTO PERIAPICAL DE GRANDE EXTENSÃO RELATO DE 2 CASOS

TRATAMENTO DE CISTO PERIAPICAL DE GRANDE EXTENSÃO RELATO DE 2 CASOS UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA RUBIA CAUS PEREIRA TRATAMENTO DE CISTO PERIAPICAL DE GRANDE EXTENSÃO RELATO DE 2 CASOS Monografia apresentada à Faculdade de Odontologia

Leia mais

Reabilitação estética em dentes decíduos anteriores com destruições extensas. Professora Marcia T. Wanderley Tutora Juliana S.

Reabilitação estética em dentes decíduos anteriores com destruições extensas. Professora Marcia T. Wanderley Tutora Juliana S. Reabilitação estética em dentes decíduos anteriores com destruições extensas Professora Marcia T. Wanderley Tutora Juliana S. Kimura S Conteúdos abordados S Recursos Pino de fibra de vidro Matriz de acetato

Leia mais

O presente estudo remete-nos para as causas de extração e perda dentária na dentição permanente, durante um período de 12 meses. Neste estudo foram incluídos todos os pacientes atendidos na clínica de

Leia mais

Aspectos imaginológicos de um cisto radicular atípico no interior do seio maxilar

Aspectos imaginológicos de um cisto radicular atípico no interior do seio maxilar Aspectos imaginológicos de um cisto radicular atípico no interior do seio maxilar Aspects imaging of an atypical radicular cyst in maxillary sinus Cláudia Assunção e Alves Cardoso 1 Jéssica Alba de Oliveira

Leia mais

PORTARIA Nº 1,032, DE 5 DE MAIO DE 2010

PORTARIA Nº 1,032, DE 5 DE MAIO DE 2010 PORTARIA Nº 1,032, DE 5 DE MAIO DE 2010 Inclui procedimento odontológico na Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses e Próteses e Materiais Especiais do Sistema Único de Saúde - SUS, para atendimento

Leia mais

CONTRATO DE COBERTURA DE ASSISTÊNCIA ODONTOLÓGICA PESSOA FÍSICA A DENTAL 50 NE WEB CÓDIGO DO PROCEDIMENTO PROCEDIMENTO

CONTRATO DE COBERTURA DE ASSISTÊNCIA ODONTOLÓGICA PESSOA FÍSICA A DENTAL 50 NE WEB CÓDIGO DO PROCEDIMENTO PROCEDIMENTO A Amil Dental oferece uma ampla Rede Credenciada composta por dentistas, serviços de radiologia e clínicas de urgência. Conheça abaixo os procedimentos cobertos pelo plano Amil Dental D 50 NE: 85100242

Leia mais

*** Iane Souza Nery Silva Titulação: * Especialista. ** Cirurgiã Dentista, Especialista em Endodontia. *** Mestre.

*** Iane Souza Nery Silva   Titulação: * Especialista. ** Cirurgiã Dentista, Especialista em Endodontia. *** Mestre. C U R S O O D O N O L O G I A Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: Radiologia Código: - Pré-requisito: Anatomia II: Cabeça

Leia mais

FREQÜÊNCIA DE RAÍZES FUSIONADAS, SEPARADAS DIVERGENTES, SEPARADAS CONVERGENTES, SEPARADAS RETILÍNEAS E DILACERADAS DOS TERCEIROS MOLARES

FREQÜÊNCIA DE RAÍZES FUSIONADAS, SEPARADAS DIVERGENTES, SEPARADAS CONVERGENTES, SEPARADAS RETILÍNEAS E DILACERADAS DOS TERCEIROS MOLARES Rev. Odont. UNESP, São Paulo, 19:277-282,1990. FREQÜÊNCIA DE RAÍZES FUSIONADAS, SEPARADAS DIVERGENTES, SEPARADAS CONVERGENTES, SEPARADAS RETILÍNEAS E DILACERADAS DOS TERCEIROS MOLARES Roberto Antonio NICODEMO*

Leia mais

FLÁVIA SIROTHEAU CORRÊA PONTES*, HELDER ANTÔNIO REBELO PONTES*, CRISTIANE GUEDES FEITOSA**, NATHÁLIA RIBEIRO CUNHA**, LARISSA HABER JEHA** INTRODUÇÃO

FLÁVIA SIROTHEAU CORRÊA PONTES*, HELDER ANTÔNIO REBELO PONTES*, CRISTIANE GUEDES FEITOSA**, NATHÁLIA RIBEIRO CUNHA**, LARISSA HABER JEHA** INTRODUÇÃO Carcinoma epidermóide caso clínico FLÁVIA SIROTHEAU CORRÊA PONTES*, HELDER ANTÔNIO REBELO PONTES*, CRISTIANE GUEDES FEITOSA**, NATHÁLIA RIBEIRO CUNHA**, LARISSA HABER JEHA** RESUMO É apresentado um caso

Leia mais

Desenvolvimento. Anomalias dentárias. Ambientais

Desenvolvimento. Anomalias dentárias. Ambientais ANOMALIAS DENTÁRIAS Desenvolvimento Anomalias dentárias Ambientais Desenvolvimento e Morfologia Normais Tecidos mineralizados Órgão do esmalte formado Diafragma (bainha) de Hertwig DESENVOLVIMENTO 1.Estágio

Leia mais

COD DESCRIÇÃO Us Local Us Interc Critérios Técnicos e Observações

COD DESCRIÇÃO Us Local Us Interc Critérios Técnicos e Observações UNIODONTO ARARAQUARA COOPERATIVA DE TRABALHO ODONTOLÓGICO TABELA UNIODONTO TUSS 01 de Julho de 2013 COD DESCRIÇÃO Us Us Interc Critérios Técnicos e Observações DIAGNÓSTICO - ATIVIDADES 81000030 Consulta

Leia mais

COLABORADOR(ES): CAMILA FAVERO DE OLIVEIRA, DELSA DEISE MACCHETTI KANAAN, NATÁLIA SPADINI DE FARIA

COLABORADOR(ES): CAMILA FAVERO DE OLIVEIRA, DELSA DEISE MACCHETTI KANAAN, NATÁLIA SPADINI DE FARIA TÍTULO: MUCOCELE EM PACIENTE INFANTIL CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: ODONTOLOGIA INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE DE RIBEIRÃO PRETO AUTOR(ES): GABRIELA LASCALLA FERREIRA ORIENTADOR(ES):

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CIRURGIA DE CABEÇA E PESCOÇO LESÕES CANCERIZÁVEIS DA BOCA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CIRURGIA DE CABEÇA E PESCOÇO LESÕES CANCERIZÁVEIS DA BOCA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CIRURGIA DE CABEÇA E PESCOÇO LESÕES CANCERIZÁVEIS DA BOCA Ubiranei Oliveira Silva INTRODUÇÃO Conceitos de Lesão e Condição Cancerizável Lesão cancerizável (pré-câncer, prémalignidade)

Leia mais

Importância do conhecimento da anatomia radiográfica para a interpretação de patologias ósseas

Importância do conhecimento da anatomia radiográfica para a interpretação de patologias ósseas COMUNICAÇÃO COMMUNICATION Importância do conhecimento da anatomia radiográfica para a interpretação de patologias ósseas Importance of knowledge about radiographic anatomy for the interpretation of bone

Leia mais

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DO PERIODONTO ESTUDAR COM ATENÇÃO AMPLIAR AS IMAGENS PARA OBSERVAR OS DETALHES O periodonto (peri= em redor de; odontos = dente) compreende a gengiva, o ligamento periodontal,

Leia mais

DISFUNÇÃO TÊMPORO MANDIBULAR E DOR OROFACIAL

DISFUNÇÃO TÊMPORO MANDIBULAR E DOR OROFACIAL Plano Básico DIAGNÓSTICO Consulta odontológica inicial Consulta odontológica para avaliação técnica de auditoria Diagnóstico anatomopatológico em citologia esfoliativa na região BMF Diagnóstico anatomopatológico

Leia mais

CIRURGIAS PERIODONTAIS

CIRURGIAS PERIODONTAIS CIRURGIAS PERIODONTAIS Classificação das Técnicas Cirúrgicas empregadas em Periodontia I Quanto à área a ser atingida: - Gengivais - Periodontais - Mucogengivais II Quanto à intenção: - eliminação de bolsas

Leia mais

Avaliação Estética de Prof. Dr. Fernando Mandarino. Nome do Paciente:, Data: / /.

Avaliação Estética de Prof. Dr. Fernando Mandarino. Nome do Paciente:, Data: / /. Avaliação Estética de Prof. Dr. Fernando Mandarino Nome do Paciente:, Data: / /. 1. Questões Preliminares 1.1 Se houvesse algo que você pudesse fazer para modificar seu sorriso, o que seria? 1.2 Você prefere

Leia mais

Disciplina: Patologia Oral PARTE. Curso: Odontologia 4º e 5º Períodos

Disciplina: Patologia Oral PARTE. Curso: Odontologia 4º e 5º Períodos Graduação em Odontologia Disciplina: Patologia Oral PATOLOGIA ÓSSEA { 4 a PARTE Curso: Odontologia 4º e 5º Períodos h t t p : / / l u c i n e i. w i k i s p a c e s. c o m Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira

Leia mais

TUMORES ODONTOGÊNICOS

TUMORES ODONTOGÊNICOS TUMORES ODONTOGÊNICOS Graduação em Odontologia 4 o e 5 o períodos Disciplina: Patologia Oral 14/11/12 Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2012 TUMORES ODONTOGÊNICOS Grupo complexo de lesões de diversos

Leia mais

Anomalia dentária em Puma concolor (LINNAEUS, 1771) (MAMMALIA-FELIDAE) Dental anomaly in Puma concolor (LINNAEUS, 1771) (MAMMALIA-FELIDAE)

Anomalia dentária em Puma concolor (LINNAEUS, 1771) (MAMMALIA-FELIDAE) Dental anomaly in Puma concolor (LINNAEUS, 1771) (MAMMALIA-FELIDAE) Anomalia dentária em Puma concolor (LINNAEUS, 1771) (MAMMALIA-FELIDAE) Dental anomaly in Puma concolor (LINNAEUS, 1771) (MAMMALIA-FELIDAE) Maurício E. GRAIPEL 1, Jorge José CHEREM¹ & David Ribeiro TAMES

Leia mais

Data: 20/08/2014. Resposta Técnica 01/2014. Medicamento Material Procedimento X Cobertura

Data: 20/08/2014. Resposta Técnica 01/2014. Medicamento Material Procedimento X Cobertura Resposta Técnica 01/2014 Solicitante: Dr. Renato Dresch Juiz de direito Nº Processo: 9010665.22.2014.813.0024 Ré: Unimed de Belo Horizonte Data: 20/08/2014 Medicamento Material Procedimento X Cobertura

Leia mais

Caderno de Prova. Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilo-facial

Caderno de Prova. Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilo-facial Prefeitura Municipal de Joinville Hospital Municipal São José Processo Seletivo para Odontólogo Residente 2010/2011 Edital n o 02/2010 http://hmsj.fepese.org.br Caderno de Prova novembro 23 23 de novembro

Leia mais

Recobrimento radicular com associação de procedimentos plásticos e regenerativos relato de caso

Recobrimento radicular com associação de procedimentos plásticos e regenerativos relato de caso Caso Selecionado Recobrimento radicular com associação de procedimentos plásticos e regenerativos relato de caso Paulo Fernando Mesquita de Carvalho, Robert Carvalho da Silva, Julio Cesar Joly A Periodontia

Leia mais

19º Imagem da Semana: Radiografia de Tórax

19º Imagem da Semana: Radiografia de Tórax 19º Imagem da Semana: Radiografia de Tórax Enunciado Paciente de 61 anos, sexo feminino, sem queixas no momento, foi submetida à radiografia de tórax como avaliação pré-cirúrgica. Qual achado pode ser

Leia mais

METODOLOGIA CIENTÍFICA PATRÍCIA ALVAREZ RUIZ

METODOLOGIA CIENTÍFICA PATRÍCIA ALVAREZ RUIZ METODOLOGIA CIENTÍFICA PATRÍCIA ALVAREZ RUIZ Citações em documentos CITAÇÕES EM DOCUMENTOS Menção no texto de uma informação extraída de outra fonte Maior crédito ao trabalho ABNT NBR 10520/2002 Devem

Leia mais

ODONTOLOGIA PREVENTIVA. Saúde Bucal. Periodontite. Sua saúde começa pela boca!

ODONTOLOGIA PREVENTIVA. Saúde Bucal. Periodontite. Sua saúde começa pela boca! ODONTOLOGIA PREVENTIVA Saúde Bucal Periodontite. Sua saúde começa pela boca! O que é doença periodontal ou periodontite? ESMALTE DENTINA GENGIVAS POLPA PERIODONTITE OSSO ALVEOLAR CEMENTO NERVOS E VASOS

Leia mais

TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA COMO MÉTODO AUXILIAR NO DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DE LESÕES INTRA-ÓSSEAS: CASO CLÍNICO DE ODONTOMA COMPOSTO

TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA COMO MÉTODO AUXILIAR NO DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DE LESÕES INTRA-ÓSSEAS: CASO CLÍNICO DE ODONTOMA COMPOSTO REL ELATO DE CASO TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA COMO MÉTODO AUXILIAR NO DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DE LESÕES INTRA-ÓSSEAS: CASO CLÍNICO DE ODONTOMA COMPOSTO COMPUTED TOMOGRAPHY AS AUXILIARY METHOD IN THE DIAGNOSTIC

Leia mais