Investigando os Significados e as Tomadas de Decisão de Indivíduos- Consumidores em um Curso de Orçamento e Economia Doméstica

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Investigando os Significados e as Tomadas de Decisão de Indivíduos- Consumidores em um Curso de Orçamento e Economia Doméstica"

Transcrição

1 Investigando os Significados e as Tomadas de Decisão de Indivíduos- Consumidores em um Curso de Orçamento e Economia Doméstica Adilson Rodrigues Campos 1 GD9 Processos cognitivos e linguísticos em Educação Matemática Resumo: Este artigo descreve uma proposta de pesquisa qualitativa pautada em alguns referenciais teóricometodológicos como Ewald, Bauman, Kistemann Jr. e Lins, que tem como foco central investigar os significados produzidos, através de vários fatores que influenciam na tomada de decisão dos nossos sujeitos de pesquisa indivíduos-consumidores de bens e serviços (KISTEMANN JR., 2011), sobre os seus gastos pessoais, familiares e domésticos no decorrer de um mês, um bimestre, um trimestre, e sucessivamente até chegar a um ano; e que de ano em ano conseguimos chegar a várias décadas e a tão sonhada aposentadoria. O cenário da pesquisa com os professores e funcionários de uma escola pública estadual de Juiz de Fora - MG, que em sua maioria são todos donos ou donas de casa e participam ativamente da elaboração e execução de um orçamento doméstico familiar, e que participarão plenamente das nossas discussões a serem propostas em alguns módulos-encontros sobre Planejamento Financeiro, Orçamento e Economia Doméstica e outras atividades relacionadas aos gastos financeiros em geral das famílias brasileiras; mas todas essas atividades serão elaboradas com um intuito de cunho exploratório e investigativo que nos remete a uma Educação Financeira mais consciente, diante de todos esses fatores financeiros que nos cercam e às atuais apelações áudio visuais e consumistas do mundo moderno. Palavras-chave: Produção de significados. Orçamento e Economia Doméstica. Consumo. Educação Financeira. 1. Introdução Este texto tem como objetivo inicial apresentar o andamento de nossa pesquisa Investigando os significados e tomadas de decisão de indivíduos-consumidores em um curso de Orçamento Doméstico cuja pergunta diretriz é: Como ter e manter um orçamento doméstico equilibrado numa sociedade líquido-moderna de consumo? pesquisa inserida no Grupo de Pesquisa e Investigação Financeiro-Econômica em Educação Matemática (GRIFE/UFJF), do Mestrado Profissional de Educação Matemática da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), sob a orientação do Prof. Dr. Marco Aurélio Kistemann Jr.. 1 Mestrando do Programa de Mestrado Profissional em Educação Matemática, UFJF, sob a orientação do professor Dr. Marco Aurélio Kistermann Jr., Professor desse Programa de Mestrado Profissional, UFJF,

2 Nossa pesquisa tem como foco central os fatores que influenciam a tomada de decisão dos nossos sujeitos pesquisados indivíduos-consumidores de bens e serviços (KISTEMANN JR., 2011) professores e funcionários de uma escola pública, sobre os seus gastos pessoais, familiares e domésticos no decorrer de um mês, um bimestre, um trimestre, e sucessivamente até chegar a um ano; e de ano em ano conseguimos chegar a várias décadas e a tão sonhada aposentadoria. O cenário da pesquisa será uma escola pública estadual, situada na região norte e urbana da cidade de Juiz de Fora MG, com professores e funcionários, de modo que a maioria dos nossos sujeitos de pesquisa são moradores e residentes fixos desse município de médio porte, sendo os mesmos na sua maioria donos ou donas de casa que participam ativamente da elaboração e execução de um orçamento doméstico familiar. Os sujeitos de nossa investigação participarão das discussões a serem propostas em módulos-encontro sobre Planejamento Financeiro, Orçamento e Economia Doméstica. É nosso objetivo propor também atividades relacionadas aos gastos financeiros em geral das famílias brasileiras; mas todas elaboradas com um intuito de cunho exploratório e investigativo que nos remete a uma Educação Financeira mais consciente, diante de todos esses fatores financeiros que nos cercam e às atuais apelações áudio visuais e consumistas do mundo moderno, que também nos tentam influenciar em nossas tomadas de decisões financeiro-econômicas frente às situações de planejamento e consumo de nossos gastos pessoais, familiares e domésticos. A motivação da pesquisa é fruto do anseio em conhecermos mais sobre o tema e a atual realidade financeira das famílias brasileiras perante a esta nova sociedade líquido-moderna de consumo e o incipiente planejamento financeiro responsável por guiar seus caminhos a curto, médio e longo prazo, o que acarreta numa situação contrária à cultura poupadora e investidora. Segundo Cerbasi (2013), especialista em finanças pessoais, não importa o quanto você conseguirá gerar de riqueza para seus filhos. O que importa são as lições que você tem a passar para eles, aqui neste caso específico relacionamos as mesmas como lições financeiras, para podemos então entender como é imprescindível à necessidade da participação de todos os membros de uma determinada família na elaboração e execução de um simples e complexo orçamento doméstico familiar, em que se devem refletir de fato todos os gastos pessoais e coletivos da mesma. Levando-se sempre em consideração que o

3 importante não é o tanto que se ganha, mas sim o tanto que se gasta, pois quando falamos de orçamento não se trata só de gastar menos e sim de gastar melhor e de forma sustentável. Esta ideia anteriormente explanada sobre orçamento doméstico nos impõe condições, limites e objetivos a serem alcançados, tendo em vista a atual e real situação financeiroeconômica em que nos encontramos e sempre queremos mudá-la para melhor com metas e estratégias que nos leve ao tão sonhado equilíbrio financeiro de nossas contas no âmbito doméstico-familiar. Daí surge a necessidade de se termos sempre em mãos o nosso planejamento financeiro diário, semanal, mensal e para dias futuros. O tão sonhado sucesso financeiro, todos queremos, mas para alcançá-lo não é fácil, precisamos de muita disciplina e força de vontade para podermos gastar bem o nosso dinheiro, pois isto não se resume a só cortar os gastos e poupar, mas sim de ver qual a melhor hora e maneira de se efetuar aqueles gastos dentro de um orçamento préestabelecido ou em desenvolvimento, o qual nos remete a uma superação de nossos desejos e vontades que surge a todo o momento, para um consumo realmente necessário, útil, indispensável e imprescindível de bens e serviços. 2. A proposta de pesquisa A nossa proposta de pesquisa terá como base a observação dos significados produzidos por nossos sujeitos pesquisados professores e funcionários de uma escola pública, por meio da escrita durante essa primeira versão (piloto) a ser executada, a qual será elaborada e constituída de algumas discussões e situações-problemas a serem propostas em quatro ou cinco módulos-encontros sobre os temas: Planejamento Financeiro, Orçamento e Economia Doméstica, além de outras atividades relacionadas aos gastos financeiros em geral das famílias brasileiras. Esses temas acima retratados nos levaram a situações correlacionadas aos objetos financeiro-econômicos que iremos pesquisar frente aos vários fatores que influenciam, positivamente e ou/ negativamente, a tomada de decisões dos nossos sujeitos de pesquisa e suas produções de significados, que serão balizadas nas premissas do Modelo dos Campos Semânticos (MCS), cujas ideias básicas foram desenvolvidas por Lins (1993 e 1994), com seu método de leitura plausível, permitindo assim ler as produções de significados dos sujeitos sobre objetos constituídos no interior de uma atividade.

4 Na perspectiva do MCS, significado é tudo aquilo que um sujeito pode, e de fato diz, no interior de uma atividade na direção de um objeto. Nesse contexto epistemológico, entende-se conhecimento como uma crença-afirmação, seguido de uma justificação. Há também aquelas crenças-afirmações que o sujeito enuncia, mas não sente a necessidade de justificar, são as estipulações locais. Os sujeitos operam no interior das atividades com base em seus conhecimentos e em suas estipulações locais. De acordo como Kistemann Jr. (2011), podemos fazer o uso do método de leitura plausível para identificar, qualitativamente, o modus operandi de indivíduos-consumidores em suas estratégias de decisão em situações de consumo por meio dos significados por eles produzidos mediante situações-problema apresentadas. As situações de consumo são vistas, assim, como atividades no interior das quais os significados são produzidos. Nossa proposta de pesquisa ainda consiste de uma análise qualitativa dos modus operandi de cada participante indivíduo-consumidor de bens e serviços na sociedade de consumo, frente as suas tomadas de decisões durante nossas discussões e situaçõesproblemas a serem debatidas. Em Lins (1999) encontramos a importância de investigarmos a produção de significados ao dizer: Para mim, o aspecto central de toda aprendizagem humana em verdade, o aspecto central de toda cognição humana é a produção de significados (LINS, 1999, p. 86). Nesse estudo pretendemos também explorar várias questões relacionadas ao cotidiano desses nossos sujeitos de pesquisa, sendo os mesmos na sua maioria donos ou donas de casa que participam ativamente da elaboração e execução de um orçamento doméstico familiar; e o modus operandi de suas escolhas, por exemplo, nas formas de pagamento de suas despesas diárias, semanais e mensais, e o motivo pelo qual preferem fazê-la daquela forma. Aplicaremos também entrevistas semiestruturadas que focarão o interesse deles pelo tema das atividades a serem desenvolvidas e suas expectativas futuras de vida depois dessas discussões a serem promovidas através de debates coletivos. As respostas a serem colhidas e vistas como significados produzidos serão analisados com as lentes do MCS, mas não fecharemos nossos olhos para outras categorizações que possam emergir da analise criteriosa de tais significados.

5 3. Referenciais teóricos da investigação Diante de vários autores sobre esse mesmo assunto em questão, estamos utilizando para a discussão sobre Planejamento Financeiro, Orçamento e Economia Doméstica, o referencial teórico de Ewald (2003), que nos relata: Orçamento Doméstico é o principal instrumento para se fazer o Planejamento Financeiro para hoje, amanhã e dias futuros. E é utilizado como ferramenta para se planejar um equilíbrio entre as receitas e as despesas nas contas do lar doce lar e Economia Doméstica é a administração das contas de casa. Ambas as definições costumam ser muitas vezes desconhecidas ou ignoradas pela maioria das famílias, sejam brasileiras ou não, provocando assim um descontrole nessas contas domésticas antes mesmo do mês acabar; fato que acarreta a entrada no cheque especial ou em outra forma de crédito rotativo, os quais pagam juros altíssimos que forma em sua maioria uma bola-de-neve impagável. De acordo com Theodoro (2008), com esse o advento da globalização e a estabilização da inflação, criaram-se várias possibilidades de pessoas quaisquer classes sociais terem acesso a bens de consumo, bem como obtenção de créditos com mais facilidade, o qual gera um ciclo consumista, podendo com isso proporcionar às essas pessoas, experiências desagradáveis no campo das finanças pessoais e familiares, como endividamento precoce e outros diversos males que podem afetar sua saúde financeira, provocando assim um desequilíbrio nas suas contas entre receitas e despesas pessoais e familiares. Nesta época em que vivemos de pós-crise econômica mundial, seus reflexos ainda são sentidos e repercutidos até nos dias atuais, onde milhões de cidadãos em sua maioria se encontram nessas situações financeiras desreguladas já comentadas acima, e em muitos casos é devido a pouca familiaridade com essas facilidades das ofertas de crédito financeiro e também com a matemática implícita nessas transações financeiras (KISTEMANN JR., 2011), o que em si já nos destaca a importância e relevância de nossa investigação para a área da Educação Matemática. Para Kistemann Jr (2011, p.43), cada cidadão deve ter possibilidade de ler e produzir significados acerca das ferramentas que regem as ações e transações econômicas, para que possa escolher que decisão deve tomar, mas em nossa investigação procuraremos mostrar as maneiras distintas que cada um produzirá seus significados perante as discussões sobre suas tomadas de decisões financeiro-econômicas diárias, semanais e mensais, frente a todas essas situações de planejamento e consumo pessoal, familiar e doméstico.

6 Também utilizamos o referencial teórico Bauman (2008), sociólogo polonês que nos define a sociedade de consumidores, como sendo: o tipo de sociedade que promove, encoraja ou reforça a escolha de um estilo de vida e uma estratégia existencial consumista, e rejeita todas as opções culturais alternativas e ainda nos propõem uma discussão sobre esses vários cenários em constante modificação, onde coloca como centro das atenções o indivíduo-consumidor. Nesta nova organização social, os indivíduos se tornam ao mesmo tempo promotores de mercadorias e também as próprias mercadorias que promovem, desta forma, é modelado um novo espaço de relações denominado mercado de consumo ; onde esses indivíduosconsumidores são sempre induzidos a seguirem um estilo de vida com conquistas materiais, que julgam prazerosas e dignas de produzir felicidade e consequentemente o consumir virou uma qualidade de vida e uma necessidade humana que alivia o estresse perante os problemas corriqueiros da vida em sociedade. Além é claro de ser o nosso principal informante teórico sobre o consumo e consumismo. Ele nos afirma que o consumo é: uma condição, e um aspecto, permanente e irremovível, sem limites temporais ou históricos; um elemento inseparável da sobrevivência biológica que nós humanos compartilhamos com todos os outros organismos vivos (BAUMAN, 2008, p.37); e que o consumismo é: é um arranjo social resultante da reciclagem de vontades, desejos e anseios humanos rotineiros, permanentes e, por assim dizer, neutros quanto ao regime, transformando-os na principal força propulsora e operativa da sociedade, uma força que coordena a reprodução sistêmica, a integração e estratificação sociais, além da formação de indivíduos humanos, desempenhando ao mesmo tempo um papel importante nos processos de auto-identificação individual e de grupo, assim como na seleção e execução de políticas de vidas individuais e que de maneira distinta do consumo, que é basicamente uma característica e uma ocupação dos seres humanos como indivíduos, o consumismo é um atributo da sociedade (BAUMAN, 2008, p.41). As atividades de consumo, de acordo com Bauman, vêm moldando as diversas formas de vida e aos padrões de relações humanas na sociedade de consumidores, que tem por um lado à mercadoria como núcleo das práticas diárias e por outro, uma orientação permanente para que o modelo a ser seguido esteja sempre vinculado ao ato de consumir. E que as relações sociais estão sendo mediadas pelo consumo, porém não de consumo de produtos,

7 mas também de hábitos, valores e aparências, onde as redes sociais estão se apresentando como os mais novos canais dessa mediação, fato que no passado, era de responsabilidade de outros meios de comunicação, como os jornais, o rádio e a TV. Atualmente, este cenário ultrapassa a nossa vida familiar, pois atinge toda essa sociedade de consumo, que para D Aquino e Maldonado (2012) é a única que oferece a felicidade aqui mesmo, na Terra, porque vende a ideia de que, para ser feliz, a pessoa precisa ter determinadas coisas. E aí é claro que o mercado de publicidade se concentra nesse ponto. O que se revela, então, é um aspecto cruel que não existia há algumas décadas: o foco nas crianças como consumidores. Os produtos lhes são oferecidos diretamente. Como desde cedo essas crianças estão diante da televisão, do computador, enfim, diante de algum tipo de veículo de comunicação de massa, elas são bombardeadas rotineiramente com mensagens tais como: Você tem que ter isso, você tem que ter aquilo, e aquilo mais. Isto nos mostra, como já comentado acima, que a atual realidade em que vivemos, tudo está cheio e rodeado dessas apelações áudio visuais e consumistas do mundo moderno, que a todo o momento nos tentam seduzir e influenciar as nossas tomadas de decisões financeiro-econômicas frente às situações de planejamento e consumo, das quais podem estar relacionadas os nossos gastos pessoais, familiares ou domésticos; e essa sociedade de consumo esta se baseando hoje justamente na criação de situações nas quais os desejos são contínuos e insaciáveis, para que cada vez mais se vá consumindo. Essa tentativa da publicidade de colocar em nossas mentes indivíduos consumidores, o desejo, à vontade e a necessidade de ter isso ou aquilo e aquilo mais, muitas das vezes nos leva a um consumo exagerado e desnecessário de certos bens e serviços, comprometendo assim o nosso planejamento financeiro, além é claro de estourar ou desequilibrar o orçamento doméstico, tema aqui sendo debatido exaustivamente e posto em discussão sobre vários aspectos. Um aspecto importante que também devemos levar em conta, é o endividamento dos brasileiros e suas famílias perante suas rendas líquidas mensais, pois de acordo com alguns dados estatísticos revelados na reportagem do Jornal O Estado de São Paulo, do dia 19 de março de 2012, este fato torna a situação preocupante, pois seu endividamento atual chegou ao nível mais alto da história: pessoas físicas devem cerca de R$ 715,2 bilhões aos bancos em operações como o microcrédito, o cheque especial, crédito imobiliário e de

8 veículos, passando pelo caro cartão de crédito. Dados do Banco Central revelam que cada brasileiro deve atualmente 41,8% da soma dos salários de um ano inteiro, um recorde. Diante dessa situação, usaremos alguns parâmetros relatados por James Teixeira, durante seu Minicurso no ENEM de Curitiba - PR, em julho de 2013, sobre Finanças Pessoais, para discutir esse índice de endividamento pessoal ou familiar, que a razão entre dívidas totais do mês pela receita líquida mensal, considerando que: Até 30% ou um terço da renda a situação está com uma parcela administrável pela maioria da população. Apesar de o ideal é não ter dívidas; Entre 30% e 35% da renda o importante é trabalhar para reduzir as dívidas, mantendo-as dentro do máximo administrável e da filosofia do item anterior; Entre 35% e 40% da renda é necessário reduzir as dívidas imediatamente, ou corre-se o risco de inadimplência e problemas em caso de emergências; Acima de 40% da renda com quase metade da renda comprometida, fica quase impossível honrar todos os compromissos financeiros e o efeito bola de neve dos empréstimos e financiamentos pode transformar a situação em um verdadeiro caos. Reavalie toda a sua situação financeira e reduza suas dívidas. Após a exposição dos parâmetros acima, devemos sempre ter e manter o orçamento doméstico equilibrado, pois é de suma importância honrar todos os nossos compromissos financeiros e ainda poder realizar sonhos e planejar um futuro mais seguro; só que para isso acontecer requer de nós aprendizado, disciplina e uma atitude diferenciada perante a atual saúde financeira que temos e a qual queremos mudá-la, sempre para melhor. Concordamos com Barroso e Kistemann Jr. (2013) que as situações como pagar agora, ou desfrutar depois? E desfrutar agora, ou pagar depois? Com certeza são escolhas que exigem discussões acerca do cenário econômico, para que o indivíduo possa estar ciente de suas decisões e não seja influenciado por propagandas que oferecem um produto para pagamentos parcelados sem juros ; pois tais situações nos colocam a prova, todos os nossos conhecimentos sobre o tema e testam nossa resistência junto a tantas ofertas e anúncios promocionais tentadores de consumo, os quais vêm sendo colocados de maneira exaustiva pela publicidade desses produtos, em todos os meios de comunicação, para que consumamos mais e mais sem limites ou controle.

9 Concordamos ainda com esses mesmos autores quando dizem que as operações de linhas de crédito como cheque especial, crédito pessoal, crédito consignado, e ainda cartão de crédito, que estão disponíveis para todos os indivíduos possuidores de uma conta corrente em um banco, também estão ausentes nos textos. Acreditamos que, esse ambiente da Microeconomia é repleto de situações geradoras da produção de significados dos objetos financeiro-econômicos. Tais situações devem ser mais debatidas e pesquisadas, para podermos tentar unificar alguns discursos e conceitos a respeito desse mesmo tema em constante discussão por vários autores, em perspectivas iguais ou parecidas. Os temas aqui retratados nos levam a essas situações correlacionadas aos objetos financeiro-econômicos, que podem ser de grande ajuda no disparador de nossas conversas durante alguns dos módulos-encontros de nossa pesquisa e sobre como usar o pensamento financeiro, ou seja, como operar com todos esses objetos reconhecendo que os juros pagos em uma compra parcelada é sempre maior que os juros recebidos em uma aplicação de investimento, e ainda, como planejar o destino de sua receita ou renda líquida perante um orçamento doméstico apertado ou não, onde valores para o consumo são pré-estabelecidos e sofrem alterações a todo o momento ao longo de sua execução, pois imprevistos acontecem todos os dias, mas devemos sempre estar atentos e tentar cumprir as metas também já estabelecidas e se tudo der certo e algo sobrar, devemos investir essa diferença, que não é só para guardar o dinheiro, mas também para multiplicá-lo. 4. Considerações finais Tendo em vista o nosso tema ser de grande abrangência, possivelmente durante o andamento de nossa pesquisa teremos muitas surpresas que nos remeterão a um debate mais detalhado e específico sobre cada enfoque do tema de forma abrangente e profunda, com o intuito de esclarecer e sanar qualquer dúvida que possa aparecer durante nossos módulos-encontros mesmo as mais simples relacionadas ao significado de alguma sigla qualquer até àquelas dúvidas que envolvam cálculos financeiros mais avançados, junto ao coletivo de nossos pesquisados seres consumidores de bens e serviços. Diante do atual cenário de grandes mudanças num curto espaço de tempo, é necessário ainda a nossa observação do comportamento de nossos pesquisados perante elas, pois suas decisões financeiras particulares podem ser influenciadas pelas mesmas, e alguns problemas são intimamente ligados a estas questões como: o endividamento familiar, a inadimplência e a falta de capacidade de planejamento financeiro. Sendo assim,

10 percebemos ainda sua importância na gestão financeira pessoal, familiar e doméstica, a qual está inserida. As discussões sobre educação financeira aparecem nesses casos e em diversos outros, onde sua relevância torna possível uma discussão mais consciente sobre o assunto em debate, e por ser também um assunto bastante presente no cotidiano das pessoas e empresas, e ainda pouco discutido pela população brasileira em geral. Tais discussões sobre esse tema ainda desperta pouca atenção dos meios acadêmicos que necessitam de uma maior ampliação do desenvolvimento deste conhecimento, o qual tem reflexos pela baixa produção acadêmica e publicações científicas nesta área da Educação Matemática. Em relação a alguns resultados de nossa pesquisa, já percebemos em algumas conversas informais sobre o tema, que a formação acadêmica contribui para uma melhor tomada de decisões de consumo e investimento. Contudo, existem várias outras fontes de conhecimento que são também relevantes, como a experiência prática em família, que precisam ser melhores investigadas durante a execução desta pesquisa. 5. Referências BAUMAN, Zigmunt. Vida para Consumo: a transformação das pessoas em mercadoria. Rio de Janeiro: Zahar, BARROSO, D. F. e KISTEMANN JR, M. A. Um Curso de Serviço para a Disciplina Matemática Financeira. In: Anais do XI.ENEM (Encontro Nacional de Educação Matemática) ISSN X, p. 1-16, CERBASI, Gustavo. A complexa educação financeira. Disponível em: <http://www.maisdinheiro.com.br/artigos/4/91/a-complexa-educacao-financeira>acessado em: maio de D AQUINO, Cássia & MALDONADO, Maria Tereza. Educar para o consumo: Como lidar com os desejos de crianças e adolescentes. Campinas, SP: Papirus 7 Mares, EDWALD, Luís Carlos. Sobrou dinheiro!: lições de economia doméstica. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, KISTEMANN JR, M. A. Sobre a produção de significados e a tomada de decisão de indivíduos-consumidores. Tese de Doutorado Unesp - Rio Claro-SP, LINS, R. C.; GIMENEZ, J. Perspectivas em aritmética e álgebra para o século XXI. Campinas, SP: Papirus, LINS, R. C. A diferença como oportunidade de aprender. In: Anais do XIV. ENDIPE (Encontro Nacional de Didática e Prática de Ensino), p , LINS, R. C. O Modelo Teórico dos Campos Semânticos: uma análise epistemológica da álgebra e do pensamento algébrico. Revista Dynamics. Blumenau, abril/junho, 1994(a). 1(7): SILVA, A. M. Sobre a Dinâmica da Produção de Significados para a Matemática. Tese de Doutorado-Unesp-Rio Claro-SP, THEODORO, Flavio Roberto Faciolla. O uso da Matemática para a Educação Financeira a partir do Ensino fundamental. Disponível em:

11 <http://www.academiafinanceira.com.br/educacaofinanceira/matemática.pdf>acessado em: agosto de 2013.

GD15 Educação Financeira

GD15 Educação Financeira A Educação Financeira em um Curso de Orçamento e Economia Doméstica para Professores: Uma Leitura da Produção de Significados Financeiro-Econômicos de Nove Indivíduos-Consumidores Adilson Rodrigues Campos

Leia mais

PLANEJAMENTO FINANCEIRO: CADA UM DEVE TER O SEU?

PLANEJAMENTO FINANCEIRO: CADA UM DEVE TER O SEU? PLANEJAMENTO FINANCEIRO: CADA UM DEVE TER O SEU? Adilson Rodrigues Campos 1 Marco Aurélio Kistemann Jr. 2 Resumo Nesta comunicação abordarmos o nosso trabalho, de cunho qualitativo, tem como eixo central

Leia mais

DISCUTINDO ESTRATÉGIAS E TÁTICAS PARA UMA EDUCAÇÃO FINANCEIRA CRÍTICA

DISCUTINDO ESTRATÉGIAS E TÁTICAS PARA UMA EDUCAÇÃO FINANCEIRA CRÍTICA ISSN 2316-7785 DISCUTINDO ESTRATÉGIAS E TÁTICAS PARA UMA EDUCAÇÃO FINANCEIRA CRÍTICA Marco Aurélio Kistemann Jr. UFJF marco.kistemann@ufjf.edu.br Neil da Rocha Canedo Prefeitura Municipal de Juiz de Fora/UFJF

Leia mais

Sonhos. Sonhos não costumam ser autorrealizáveis. É necessário agir

Sonhos. Sonhos não costumam ser autorrealizáveis. É necessário agir Sonhos Sonhos não costumam ser autorrealizáveis É necessário agir Como transformar sonhos em projetos? 1) Saiba aonde você quer chegar 2) Internalize a visão de futuro trazida pela realização do projeto

Leia mais

ENSINO DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA NA MATEMÁTICA ESCOLAR

ENSINO DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA NA MATEMÁTICA ESCOLAR ENSINO DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA NA MATEMÁTICA ESCOLAR Amarildo Melchiades da Silva Universidade Federal de Juiz de Fora xamcoelho@terra.com.br Marcelo Bergamini Campos Universidade Federal de Juiz de Fora

Leia mais

Saúde Financeira: Educação Financeira Doméstica

Saúde Financeira: Educação Financeira Doméstica Saúde Financeira: Educação Financeira Doméstica Rosilane Motta da Silva 1 GD3- Educação Matemática no Ensino Médio RESUMO: A grande maioria das pessoas encontram dificuldades em administrar seus recursos

Leia mais

Gestão de Finanças Pessoais Nome do Palestrante

Gestão de Finanças Pessoais Nome do Palestrante Gestão de Finanças Pessoais Nome do Palestrante Como nos relacionamos com o dinheiro? O que é dinheiro? Como nos relacionamos com o dinheiro? O que o dinheiro significa para você? Sonhos Sonhos não se

Leia mais

Guia do uso consciente do crédito. O crédito está aí para melhorar sua vida, é só se planejar que ele não vai faltar.

Guia do uso consciente do crédito. O crédito está aí para melhorar sua vida, é só se planejar que ele não vai faltar. Guia do uso consciente do crédito O crédito está aí para melhorar sua vida, é só se planejar que ele não vai faltar. Afinal, o que é crédito? O crédito é o meio que permite a compra de mercadorias, serviços

Leia mais

O ENSINO DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA NA EDUCAÇÃO DOS JOVENS E ADULTOS EM UMA ABORDAGEM CTS 1. Educação Matemática na Educação de Jovens e Adultos GT 11

O ENSINO DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA NA EDUCAÇÃO DOS JOVENS E ADULTOS EM UMA ABORDAGEM CTS 1. Educação Matemática na Educação de Jovens e Adultos GT 11 O ENSINO DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA NA EDUCAÇÃO DOS JOVENS E ADULTOS EM UMA ABORDAGEM CTS 1 Educação Matemática na Educação de Jovens e Adultos GT 11 Ana Luiza Araujo COSTA anaepietro26@gmail.com Maria Simone

Leia mais

PRODUÇÃO DE SIGNIFICADOS NA SALA DE AULA DE MATEMÁTICA DO ENSINO FUNDAMENTAL

PRODUÇÃO DE SIGNIFICADOS NA SALA DE AULA DE MATEMÁTICA DO ENSINO FUNDAMENTAL PRODUÇÃO DE SIGNIFICADOS NA SALA DE AULA DE MATEMÁTICA DO ENSINO FUNDAMENTAL Amarildo Melchiades da Silva Universidade Federal de Juiz de Fora xamcoelho@terra.com.br José Eduardo Ferreira da Silva C.A.

Leia mais

SUPERENDIVIDAMENTO. Saiba planejar seus gastos e evite dívidas.

SUPERENDIVIDAMENTO. Saiba planejar seus gastos e evite dívidas. SUPERENDIVIDAMENTO Saiba planejar seus gastos e evite dívidas. Nos últimos anos, houve um crescimento significativo de endividados no Brasil. A expansão da oferta de crédito e a falta de controle do orçamento

Leia mais

Palavras-chave: educação financeira; consumo; estratégias; táticas; situações-problema.

Palavras-chave: educação financeira; consumo; estratégias; táticas; situações-problema. OS BANCOS QUEREM NOS EDUCAR, E AGORA?- DISCUTINDO ESTRATÉGIAS E TÁTICAS DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA Marco Aurélio Kistemann Jr. UFJF marco.kistemann@ufjf.edu.br Neil da Rocha Canedo Prefeitura Municipal de

Leia mais

Recupere a saúde financeira e. garanta um futuro tranquilo Reitoria da UNESP, 13/05/2015

Recupere a saúde financeira e. garanta um futuro tranquilo Reitoria da UNESP, 13/05/2015 Recupere a saúde financeira e garanta um futuro tranquilo Reitoria da UNESP, 13/05/2015 Objetivo geral Disseminar conhecimento financeiro e previdenciário dentro e fora da SP-PREVCOM buscando contribuir

Leia mais

BANRIDICAS FINANCEIRAS. A sua cartilha sobre Educação Financeira

BANRIDICAS FINANCEIRAS. A sua cartilha sobre Educação Financeira BANRIDICAS FINANCEIRAS A sua cartilha sobre Educação Financeira Planejando seu orçamento Traçar planos e colocar tudo na ponta do lápis - não é tarefa fácil, mas também não é impossível. O planejamento

Leia mais

Guia do uso consciente do crédito. Dicas e informações para você usar o crédito sem perder o sono.

Guia do uso consciente do crédito. Dicas e informações para você usar o crédito sem perder o sono. Guia do uso consciente do crédito Dicas e informações para você usar o crédito sem perder o sono. Afinal, o que é crédito? O crédito é o meio que permite a compra de mercadorias, serviços ou obtenção e

Leia mais

Longo Prazo, Poupança das Famílias e os Fundos de Investimento

Longo Prazo, Poupança das Famílias e os Fundos de Investimento Longo Prazo, Poupança das Famílias e os Fundos de Investimento Longo prazo, Poupança das Famílias e os Fundos de Investimento Prof. William Eid Junior Professor Titular Coordenador do GV CEF Centro de

Leia mais

Luciana Cordeiro Dias 1. GD2 Educação Matemática nos anos finais do Ensino Fundamental

Luciana Cordeiro Dias 1. GD2 Educação Matemática nos anos finais do Ensino Fundamental SAINDO DA ZONA DE CONFORTO : INVESTIGANDO AS AÇÕES E AS TOMADAS DE DECISÃO DE ALUNOS-CONSUMIDORES DO 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL EM SITUAÇÕES- PROBLEMA-FINANCEIRO-ECONÔMICAS Luciana Cordeiro Dias 1 GD2

Leia mais

PESQUISA DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA SPC BRASIL. Janeiro 2014

PESQUISA DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA SPC BRASIL. Janeiro 2014 PESQUISA DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA SPC BRASIL Janeiro 2014 PESQUISA DO SPC BRASIL REVELA QUE 81% DOS BRASILEIROS SABEM POUCO OU NADA SOBRE SUAS FINANÇAS PESSOAIS Os brasileiros ainda estão muito distantes

Leia mais

CARTILHA EDUCAÇÃO FINANCEIRA

CARTILHA EDUCAÇÃO FINANCEIRA CARTILHA EDUCAÇÃO FINANCEIRA ÍNDICE PLANEJANDO SEU ORÇAMENTO Página 2 CRÉDITO Página 12 CRÉDITO RESPONSÁVEL Página 16 A EDUCAÇÃO FINANCEIRA E SEUS FILHOS Página 18 PLANEJANDO SEU ORÇAMENTO O planejamento

Leia mais

O PIBID E A FORMAÇÃO DE ALUNOS DA EJA: UMA EXPERIÊNCIA COM EDUCAÇÃO FINANCEIRA 1

O PIBID E A FORMAÇÃO DE ALUNOS DA EJA: UMA EXPERIÊNCIA COM EDUCAÇÃO FINANCEIRA 1 O PIBID E A FORMAÇÃO DE ALUNOS DA EJA: UMA EXPERIÊNCIA COM EDUCAÇÃO FINANCEIRA 1 Resumo: Delane Santos de Macedo 2 Universidade Federal do Recôncavo da Bahia delayne_ba@hotmail.coml Gilson Bispo de Jesus

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA APLICADA ÀS FINANÇAS PESSOAIS

MATEMÁTICA FINANCEIRA APLICADA ÀS FINANÇAS PESSOAIS MATEMÁTICA FINANCEIRA APLICADA ÀS FINANÇAS PESSOAIS James Teixeira Programa de Estudos Pós-graduados em Educação Matemática - PUC/SP jteixeira@faap.br RESUMO O minicurso proposto tem como finalidade apresentar

Leia mais

Família e dinheiro. Quer saber mais sobre como usar melhor o seu dinheiro? Todos juntos ganham mais

Família e dinheiro. Quer saber mais sobre como usar melhor o seu dinheiro? Todos juntos ganham mais 1016327-7 - set/2012 Quer saber mais sobre como usar melhor o seu dinheiro? No site www.itau.com.br/usoconsciente, você encontra vídeos, testes e informações para uma gestão financeira eficiente. Acesse

Leia mais

CONSUMO E OS DESEJOS CONSUMISTAS

CONSUMO E OS DESEJOS CONSUMISTAS CONSUMO E OS DESEJOS CONSUMISTAS 2012 Graduanda em Psicologia pelo Centro Universitário de Lavras UNILAVRAS (Brasil) E-mail: vivianecastrofreire@yahoo.com.br RESUMO As necessidades humanas estão diretamente

Leia mais

11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo IV

11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo IV Mark Ford 11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo IV Capítulo Quatro O Guia Definitivo para enfrentar suas Dívidas Em algum nível, mesmo que rudimentar, todos sabemos que o endividamento é perigoso.

Leia mais

MÓDULO 2 // ORÇAMENTO FAZ O EQUILÍBRIO A PARTIR DE 18 ANOS

MÓDULO 2 // ORÇAMENTO FAZ O EQUILÍBRIO A PARTIR DE 18 ANOS MÓDULO 2 // ORÇAMENTO FAZ O EQUILÍBRIO A PARTIR DE 18 ANOS MÓDULO 2 // BATE-BOLA FINANCEIRO O Bate-Bola Financeiro é um videogame educacional desenvolvido para ajudar estudantes a entenderem melhor os

Leia mais

INFORMAÇÕES BÁSICAS SOBRE CRÉDITO. Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários no Brasil

INFORMAÇÕES BÁSICAS SOBRE CRÉDITO. Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários no Brasil INFORMAÇÕES BÁSICAS SOBRE CRÉDITO Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários no Brasil Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários

Leia mais

Mensagem do Administrador

Mensagem do Administrador Educação Financeira Índice 1. Mensagem do administrador... 01 2. O Cartão de crédito... 02 3. Conhecendo sua fatura... 03 4. Até quanto gastar com seu cartão... 07 5. Educação financeira... 08 6. Dicas

Leia mais

Pró-Reitoria de Graduação Curso de Administração Financeira Projeto de Pesquisa do Trabalho de Conclusão de Curso Finanças Pessoais no Brasil

Pró-Reitoria de Graduação Curso de Administração Financeira Projeto de Pesquisa do Trabalho de Conclusão de Curso Finanças Pessoais no Brasil Pró-Reitoria de Graduação Curso de Administração Financeira Projeto de Pesquisa do Trabalho de Conclusão de Curso Finanças Pessoais no Brasil Autor: Uelintânia dos Santos Lopes Orientador: Prof Dr. Alberto

Leia mais

IMPLEMANTAÇÃO DE UM PROJETO DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA NO CAP-COLUNI UFV: PRIMEIRAS IMPRESSÕES

IMPLEMANTAÇÃO DE UM PROJETO DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA NO CAP-COLUNI UFV: PRIMEIRAS IMPRESSÕES IMPLEMANTAÇÃO DE UM PROJETO DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA NO CAP-COLUNI UFV: PRIMEIRAS IMPRESSÕES Paulo Tadeu Gandra Campos 1, Cleuza Eunice Pereira Brumano 2, Renata Pires Gonçalves 3. 1 Universidade Federal

Leia mais

SPC Brasil lança programa de Educação Financeira com serviços gratuitos para o consumidor

SPC Brasil lança programa de Educação Financeira com serviços gratuitos para o consumidor SPC Brasil lança programa de Educação Financeira com serviços gratuitos para o consumidor O mais completo portal de educação financeira do país oferece simuladores e consultoria gratuita. Parceria com

Leia mais

O melhor crédito para você

O melhor crédito para você 1016324-4 - abr/2012 Quer saber mais sobre como usar melhor o seu dinheiro? No site www.itau.com.br/usoconsciente, você encontra vídeos, testes e informações para uma gestão financeira eficiente. Acesse

Leia mais

A INCLUSÃO DA EDUCAÇÃO FINANCEIRA EM UM CURSO DE SERVIÇO DE MATEMÁTICA FINANCEIRA

A INCLUSÃO DA EDUCAÇÃO FINANCEIRA EM UM CURSO DE SERVIÇO DE MATEMÁTICA FINANCEIRA A INCLUSÃO DA EDUCAÇÃO FINANCEIRA EM UM CURSO DE SERVIÇO DE MATEMÁTICA FINANCEIRA Wesley Carminati Teixeira 1 Marco Aurélio Kistemann Junior 2 Resumo O trabalho que apresentaremos a seguir encontra-se

Leia mais

Use bem o seu dinheiro

Use bem o seu dinheiro 1016323-6 - abr/2012 Quer saber mais sobre como usar melhor o seu dinheiro? No site www.itau.com.br/usoconsciente, você encontra vídeos, testes e informações para uma gestão financeira eficiente. Acesse

Leia mais

UM CURSO DE MATEMÁTICA FINANCEIRA PARA INDIVÍDUOS- CONSUMIDORES

UM CURSO DE MATEMÁTICA FINANCEIRA PARA INDIVÍDUOS- CONSUMIDORES UM CURSO DE MATEMÁTICA FINANCEIRA PARA INDIVÍDUOS- CONSUMIDORES Resumo Dejair Frank Barroso 1 Marco Aurélio Kistemann Junior 2 Nesta comunicação, discutiremos algumas questões desenvolvidas em nossa pesquisa

Leia mais

UMA PROPOSTA DE CURSO DE SERVIÇO PARA A DISCIPLINA MATEMÁTICA FINANCEIRA

UMA PROPOSTA DE CURSO DE SERVIÇO PARA A DISCIPLINA MATEMÁTICA FINANCEIRA UMA PROPOSTA DE CURSO DE SERVIÇO PARA A DISCIPLINA MATEMÁTICA FINANCEIRA GD9 Processos cognitivos e linguísticos em Educação Matemática Dejair Frank Barroso 1 Resumo: Nesta comunicação, discutiremos algumas

Leia mais

Com inflação e juros em alta, hora de fazer 'ajuste fiscal' em casa

Com inflação e juros em alta, hora de fazer 'ajuste fiscal' em casa Veículo: O Globo Data: 07/09/15 Com inflação e juros em alta, hora de fazer 'ajuste fiscal' em casa Em tempos de desaceleração da economia e inflação e juros em alta, a cada mês as famílias se deparam

Leia mais

69% dos pais afirmam conversar com os filhos sobre dinheiro, mostra pesquisa do SPC Brasil

69% dos pais afirmam conversar com os filhos sobre dinheiro, mostra pesquisa do SPC Brasil 69% dos pais afirmam conversar com os filhos sobre dinheiro, mostra pesquisa do SPC Brasil Para educador financeiro do Serviço de Proteção ao Crédito, um dos desafios é mostrar aos filhos pequenos que

Leia mais

cartilha educação financeira

cartilha educação financeira cartilha educação financeira cartilha educação financeira A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO FINANCEIRA A educação financeira é decisiva para o bem-estar presente e futuro das famílias, contudo, ela nem sempre

Leia mais

EDUCAÇÃO FINANCEIRA EM 3 CAPÍTULOS. Capítulo I. Finanças Pessoais

EDUCAÇÃO FINANCEIRA EM 3 CAPÍTULOS. Capítulo I. Finanças Pessoais 1 EDUCAÇÃO FINANCEIRA EM 3 CAPÍTULOS Capítulo I Finanças Pessoais 2 CAPÍTULO II Introdução ao Sistema Financeiro 3 CAPÍTULO III Alternativas de Investimento 4 O Brasil necessita um sistema financeiro saudável,

Leia mais

BLOG: A CONSTRUÇÃO DE UM AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM

BLOG: A CONSTRUÇÃO DE UM AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM BLOG: A CONSTRUÇÃO DE UM AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Suzana Aparecida Portes FC UNESP- Bauru/SP E-mail: suzanaapportes@gmail.com Profa. Dra. Thaís Cristina Rodrigues Tezani FC UNESP- Bauru/SP E-mail:

Leia mais

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em janeiro/2015. Estas elevações podem ser atribuídas aos seguintes

Leia mais

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em fevereiro/2015. Estas elevações podem ser atribuídas aos seguintes

Leia mais

FINANÇAS E COOPERATIVISMO

FINANÇAS E COOPERATIVISMO O CARREGA NA ESSÊNCIA OS VALORES DA HUMANIDADE Cooperativismo é a união voluntária de pessoas com o objetivo de atender necessidades e aspirações comuns, de natureza econômica, social, cultural ou outras.

Leia mais

O valor da educação Um aprendizado para a vida. Relatório do Brasil

O valor da educação Um aprendizado para a vida. Relatório do Brasil O valor da educação Um aprendizado para a vida Relatório do Brasil A pesquisa O valor da educação é uma pesquisa do consumidor independente sobre tendências globais de educação realizada para o HSBC. O

Leia mais

03 Passos para o Seu Dinheiro da Poupança

03 Passos para o Seu Dinheiro da Poupança 03 Passos para o Seu Dinheiro da Poupança Render 5 Vezes Mais por Leandro Sierra Índice Apresentação...03 Introdução... 04 Passo 1...05 Passo 2... 08 Educação Financeira para a Segurança do seu Investimento...

Leia mais

Guia de Finanças Pessoais

Guia de Finanças Pessoais Guia de Finanças Pessoais GUIA DE FINANÇAS PESSOAIS Como estão suas FinanÇas? De onde vem o dinheiro não costuma ser um mistério. Em geral, as pessoas têm uma boa noção de suas receitas, provenientes do

Leia mais

Veja dicas para se livrar das dívidas e usar bem o crédito

Veja dicas para se livrar das dívidas e usar bem o crédito Veja dicas para se livrar das dívidas e usar bem o crédito Especialistas dão dicas para sair do vermelho. É fundamental planejar gastos e usar bem o crédito. Por Anay Cury e Gabriela Gasparin Do G1, em

Leia mais

ENSINANDO A MATEMÁTICA FINANCEIRA UTILIZANDO A PLANILHA EXCEL COMO FERRAMENTA TECNOLÓGICA

ENSINANDO A MATEMÁTICA FINANCEIRA UTILIZANDO A PLANILHA EXCEL COMO FERRAMENTA TECNOLÓGICA ENSINANDO A MATEMÁTICA FINANCEIRA UTILIZANDO A PLANILHA EXCEL COMO FERRAMENTA TECNOLÓGICA Raimundo João dos Santos Júnior; Roseane Matias Lourenço; Amandda Mayara Araújo Farias; Onélia Araújo Franco Fragoso

Leia mais

10 dicas infalíveis para fazer sobrar dinheiro

10 dicas infalíveis para fazer sobrar dinheiro Diego Medeiros 10 dicas infalíveis para fazer sobrar dinheiro Para pessoas que precisam poupar mas não conseguem começar Versão 1.0 2 3 Índice 4 Prefácio 5 Por que este conteúdo é importante 5 Para quem

Leia mais

Taxas de juros das operações de crédito têm terceira elevação no ano, constata ANEFAC

Taxas de juros das operações de crédito têm terceira elevação no ano, constata ANEFAC Taxas de juros das operações de crédito têm terceira elevação no ano, constata ANEFAC Todas as linhas de crédito para pessoas jurídicas subiram. Para pessoas físicas, houve aumento nos juros do comércio,

Leia mais

ProfMat 2014 TAREFAS PARA A SALA DE AULA DE MATEMÁTICA

ProfMat 2014 TAREFAS PARA A SALA DE AULA DE MATEMÁTICA TAREFAS PARA A SALA DE AULA DE MATEMÁTICA Maria Helena Marques Loth Professora da rede municipal de Juiz de Fora, Minas Gerais, Brasil. maria.loth@terra.com.br Amarildo Melchiades da Silva Professor da

Leia mais

Orçamento Use o Dinheiro com Sabedoria

Orçamento Use o Dinheiro com Sabedoria Orçamento Use o Dinheiro com Sabedoria Use o Dinheiro com Sabedoria Serasa Experian e Educação Financeira O Programa Serasa Experian de Educação Financeira Sonhos Reais é uma iniciativa que alia o conhecimento

Leia mais

www.anefac.com.br Rua 7 de abril. 125 - conj. 405 - CEP 01043-000 República - São Paulo-SP - Telefone: 11 2808-320 PESQUISA DE JUROS

www.anefac.com.br Rua 7 de abril. 125 - conj. 405 - CEP 01043-000 República - São Paulo-SP - Telefone: 11 2808-320 PESQUISA DE JUROS PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em maio/2014, sendo esta a décima segunda elevação seguida, quinta elevação no ano. Estas elevações podem ser atribuídas

Leia mais

ORÇAMENTO DOMÉSTICO CONTAS EM ORDEM PARA UM FUTURO TRANQUILO

ORÇAMENTO DOMÉSTICO CONTAS EM ORDEM PARA UM FUTURO TRANQUILO ORÇAMENTO DOMÉSTICO CONTAS EM ORDEM PARA UM FUTURO TRANQUILO APRESENTAÇÃO Quando o assunto é dinheiro, todo mundo tem as lições básicas na ponta da língua: não gaste mais do que ganha, tenha uma reserva

Leia mais

Breves Considerações sobre o Superendividamento

Breves Considerações sobre o Superendividamento 116 Breves Considerações sobre o Superendividamento Luiz Eduardo de Castro Neves 1 O empréstimo de valores é realizado com a cobrança de juros, de forma a permitir uma remuneração pelo valor emprestado.

Leia mais

CARTILHA DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA

CARTILHA DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA CARTILHA DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA Cartilha de Educação Financeira O objetivo desta apostila é transmitir informações sobre educação financeira e conhecimento como manter o seu credito,assim assim como passar

Leia mais

PESQUISA DE JUROS. As taxas de juros das operações de crédito apresentaram em agosto/2014 comportamentos distintos.

PESQUISA DE JUROS. As taxas de juros das operações de crédito apresentaram em agosto/2014 comportamentos distintos. PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito apresentaram em agosto/2014 comportamentos distintos. Na pessoa física as taxas de juros tiveram uma pequena elevação sendo esta a décima quinta

Leia mais

EDUCAÇÃO FINANCEIRA EM TRÊS CAPÍTULOS. Luiz Paulo Guimarães

EDUCAÇÃO FINANCEIRA EM TRÊS CAPÍTULOS. Luiz Paulo Guimarães 1 EDUCAÇÃO FINANCEIRA EM TRÊS CAPÍTULOS Luiz Paulo Guimarães 1 - Finanças Pessoais 2 - Introdução ao Sistema Financeiro 3 - Alternativas de Investimento 2 O Brasil necessita um sistema financeiro saudável,

Leia mais

1 USE SUA RAZÃO E DEIXE AS EMOÇÕES POR ÚLTIMO

1 USE SUA RAZÃO E DEIXE AS EMOÇÕES POR ÚLTIMO BEM VINDO AO GUIA DE 10 PASSOS DE COMO MELHORAR MUITO A SUA VIDA FINANCEIRA! APROVEITE! 1 USE SUA RAZÃO E DEIXE AS EMOÇÕES POR ÚLTIMO Quando se trata do nosso dinheiro, a emoção sempre tende a ser um problema.

Leia mais

PESQUISA DE JUROS. As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em dezembro/2013 sendo esta a sétima elevação do ano.

PESQUISA DE JUROS. As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em dezembro/2013 sendo esta a sétima elevação do ano. PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em dezembro/2013 sendo esta a sétima elevação do ano. Esta elevação é reflexo da elevação da Taxa Básica de Juros (Selic)

Leia mais

GESTÃO FINANCEIRO FAMILIAR: COMPORTAMENTO E CONTROLE

GESTÃO FINANCEIRO FAMILIAR: COMPORTAMENTO E CONTROLE Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração. Mateus 6:21 Cenário das famílias brasileiras 2006/2010 Pesquisa de Orçamento Familiar IBGE Famílias brasileiras: GASTO MÉDIO: R$ 2.626,31/mês

Leia mais

Sonho Planejado, Sonho Realizado

Sonho Planejado, Sonho Realizado Sonho Planejado, Sonho Realizado Escola Estadual Alceu Gomes da Silva Sala 12 - Sessão 2 Professor(es) Apresentador(es): Lilian Gomes dos Santos Realização: Foco Educação Financeira e apoio às habilidades

Leia mais

Pesquisa Hábitos do Consumidor da Classe C. 2014 Copyright Boa Vista Serviços 1

Pesquisa Hábitos do Consumidor da Classe C. 2014 Copyright Boa Vista Serviços 1 Pesquisa Hábitos do Consumidor da Classe C 2014 Copyright Boa Vista Serviços 1 Índice Objetivo, metodologia e amostra... 03 Perfil dos Respondentes... 04 Principais constatações sobre os hábitos de consumo

Leia mais

Módulo: Atividade: 2 Juros Simples e Compostos

Módulo: Atividade: 2 Juros Simples e Compostos Módulo: Atividade: 2 Juros Simples e Compostos Atividade Individual - Regime de capitalização Título: Simples ou Composto? Como fazer os Juros trabalharem por você? Aluno: Anderson Cramolish Carpes Disciplina:

Leia mais

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito ficaram praticamente estáveis em janeiro/2013 frente a dezembro/2012. Pessoa Física Das seis

Leia mais

Manual de. Educação Financeira. Dicas para planejar e poupar seu dinheiro. Cecreb MANUAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA

Manual de. Educação Financeira. Dicas para planejar e poupar seu dinheiro. Cecreb MANUAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA Manual de Educação Financeira MANUAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA Dicas para planejar e poupar seu dinheiro 1 A filosofia da Manual de Educação Financeira 2 Um dos princípios básicos das Cooperativas de Crédito

Leia mais

O que é Finanças? 22/02/2009 INTRODUÇÃO ÀS FINANÇAS CORPORATIVAS

O que é Finanças? 22/02/2009 INTRODUÇÃO ÀS FINANÇAS CORPORATIVAS Prof. Paulo Cesar C. Rodrigues E mail: prdr30@terra.com.br INTRODUÇÃO ÀS FINANÇAS CORPORATIVAS O que é administração financeira? Qual sua importância para as corporações? Como são tomadas as decisões financeiras?

Leia mais

Planejamento Financeiro

Planejamento Financeiro Planejamento Financeiro Planejamento financeiro é um processo Existe disponibilidade de recursos para isto? racional de administrar sua renda, seus investimentos, De onde virão os recursos para o crescimento

Leia mais

A importância de um plano de aposentadoria complementar

A importância de um plano de aposentadoria complementar INFORMATIVO É a melhor maneira de planejar a sua aposentadoria; Poupança com 100% de rentabilidade - Parte Patrocinadora; Rentabilidade totalmente revertida ao participante Datusprev sem fins lucrativos;

Leia mais

Seu futuro financeiro está em suas mãos Aprenda a cuidar bem do seu dinheiro. FUNDAÇÃO previdenciária IBM

Seu futuro financeiro está em suas mãos Aprenda a cuidar bem do seu dinheiro. FUNDAÇÃO previdenciária IBM EDUCAÇÃO FINANCEIRA Seu futuro financeiro está em suas mãos Aprenda a cuidar bem do seu dinheiro FUNDAÇÃO previdenciária IBM Índice CICLO DA VIDA FINANCEIRA... 4 O QUE É PLANEJAMENTO FINANCEIRO... 6 COMO

Leia mais

Indicador de Dívidas em Atraso Belo Horizonte SPC CDL/BH Agosto/2015

Indicador de Dívidas em Atraso Belo Horizonte SPC CDL/BH Agosto/2015 Indicador de Dívidas em Atraso Belo Horizonte SPC CDL/BH Agosto/2015 Elaborado: Economia - Pesquisa & Mercado Equipe Técnica: Ana Paula Bastos Economista Sarah Ribeiro Estatística André Correia Analista

Leia mais

GESTÃO FINANCEIRA para FICAR NO Azul

GESTÃO FINANCEIRA para FICAR NO Azul GESTÃO FINANCEIRA para ficar no azul índice 03 Introdução 04 Capítulo 1 O que é gestão financeira? 06 Capítulo 2 Gestão financeira e tomada de decisões 11 13 18 Capítulo 3 Como projetar seu fluxo financeiro

Leia mais

Endividados! Pesquisas recentes realizadas pelo Instituo Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) revelaram o que já se SABIA há muito TEMPO: a maioria das famílias brasileiras possuem dívidas. No

Leia mais

EDIÇÃO 06 NOVEMBRO 2014 ANO 2. Uso consciente do crédito: PROPAGUE ESSA IDEIA!

EDIÇÃO 06 NOVEMBRO 2014 ANO 2. Uso consciente do crédito: PROPAGUE ESSA IDEIA! Uso consciente do crédito: PROPAGUE ESSA IDEIA! EDUCAÇÃO FINANCEIRA USO CONSCIENTE DO CRÉDITO: PROPAGUE ESSA IDEIA! Ele está tão integrado ao nosso dia a dia, que alguns consumidores acabam usando o recurso

Leia mais

Planejamento Financeiro

Planejamento Financeiro Maio 2009 ... O Brasil é onde mais pessoas se preocupam com o futuro e onde menos se faz poupança Pesquisa realizada em 12 países, pelo Principal Financial Group (03/2004) ... Famílias se endividam mais

Leia mais

Atividade extra. Exercício 1. Exercício 2. Exercício 3. Matemática e suas Tecnologias Matemática

Atividade extra. Exercício 1. Exercício 2. Exercício 3. Matemática e suas Tecnologias Matemática Atividade extra Exercício 1 Um microondas custa R$ 300,00 e possui um desconto de 15% no pagamento à vista. Qual o valor do microondas à vista? (a) R$ 285,00 (b) R$ 255,00 (c) R$ 270,00 (d) R$ 215,00 Exercício

Leia mais

IMPORTÂNCIA DE TER UM CONTROLE FINANCEIRO PESSOAL

IMPORTÂNCIA DE TER UM CONTROLE FINANCEIRO PESSOAL A IMPO RTÂNC IA DE TE R UM CONT ROLE FINAN CEIRO PESSO AL F U N D O Introdução É normal encontrar pessoas que imaginam não precisarem ter um controle financeiro pessoal, pois não ganham o suficiente para

Leia mais

FUNDAMENTOS DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA. Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários no Brasil

FUNDAMENTOS DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA. Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários no Brasil FUNDAMENTOS DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários no Brasil Programa de Remessas e Capacitação para Emigrantes Brasileiros e seus Beneficiários

Leia mais

IMA Institute of Management Accountants PESQUISA DE JUROS

IMA Institute of Management Accountants PESQUISA DE JUROS PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em outubro/2013, sendo esta a sexta elevação no ano. Esta elevação pode ser atribuída à última elevação da Taxa de Juros

Leia mais

PESQUISA DE JUROS. Estas reduções podem ser atribuídas aos fatores abaixo:

PESQUISA DE JUROS. Estas reduções podem ser atribuídas aos fatores abaixo: PESQUISA DE JUROS Após longo período de elevação das taxas de juros das operações de crédito, as mesmas voltaram a ser reduzidas em setembro/2014 interrompendo quinze elevações seguidas dos juros na pessoa

Leia mais

GUIA DO CRÉDITO CONSCIENTE

GUIA DO CRÉDITO CONSCIENTE GUIA DO 1 FAMILIAR GUIA DO 2 Existem várias maneiras de usar o dinheiro de forma consciente. Uma delas é definir suas necessidades e planejar todos os seus gastos levando em conta a renda disponível. Para

Leia mais

ETAPA DA DEFINIÇÃO DE OBJETIVOS

ETAPA DA DEFINIÇÃO DE OBJETIVOS Faculdade Salesiana Dom Bosco de Piracicaba Curso de Administração DISCIPLINA: INTRODUÇÃO À EDUCAÇÃO FINANCEIRA PROF. ELISSON DE ANDRADE TEXTO 3: ETAPA DA DEFINIÇÃO DE OBJETIVOS Estrutura do texto 1 Traçando

Leia mais

A DIDÁTICA ONLINE NA FORMAÇÃO DO EDUCADOR: o curso de Pedagogia a distância -UFJF em destaque

A DIDÁTICA ONLINE NA FORMAÇÃO DO EDUCADOR: o curso de Pedagogia a distância -UFJF em destaque A DIDÁTICA ONLINE NA FORMAÇÃO DO EDUCADOR: o curso de Pedagogia a distância -UFJF em destaque Ana Carolina Guedes Mattos 1 Luciana de Almeida Cunha 2 Priscila Silva Schröder 3 Adriana Rocha Bruno (orientadora)

Leia mais

Por Prof. Manoel Ricardo. Os caminhos da Educação e a Modelagem Matemática

Por Prof. Manoel Ricardo. Os caminhos da Educação e a Modelagem Matemática Por Prof. Manoel Ricardo Os caminhos da Educação e a Modelagem Matemática A sociedade do século XXI é cada vez mais caracterizada pelo uso intensivo do conhecimento, seja para trabalhar, conviver ou exercer

Leia mais

Trabalho realizado por: Disciplina: Formação Cívica. Ano letivo: 2011-2012

Trabalho realizado por: Disciplina: Formação Cívica. Ano letivo: 2011-2012 Trabalho realizado por: Disciplina: Formação Cívica Ano letivo: 2011-2012 Realizámos um estudo relativo à Gestão do Orçamento Familiar a 46 alunos do 7º ao 9º ano da Escola Secundária Poeta Al Berto de

Leia mais

ORÇAMENTO FAMILIAR: UMA FERRAMENTA PARA GERIR OS RECURSOS FINANCEIROS DA ESFERA DOMÉSTICA

ORÇAMENTO FAMILIAR: UMA FERRAMENTA PARA GERIR OS RECURSOS FINANCEIROS DA ESFERA DOMÉSTICA 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 ORÇAMENTO FAMILIAR: UMA FERRAMENTA PARA GERIR OS RECURSOS FINANCEIROS DA ESFERA DOMÉSTICA Viviane da Silva Vieira Pereira 1 RESUMO: Este trabalho abordou

Leia mais

Perfil de investimentos

Perfil de investimentos Perfil de investimentos O Fundo de Pensão OABPrev-SP é uma entidade comprometida com a satisfação dos participantes, respeitando seus direitos e sempre buscando soluções que atendam aos seus interesses.

Leia mais

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em setembro/2013, sendo esta a quinta elevação no ano. Esta elevação

Leia mais

Planejamento Financeiro

Planejamento Financeiro Planejamento Financeiro Geralmente quando um consultor é chamado a socorrer uma empresa, ele encontra, dentre outros, problemas estruturais, organizacionais, de recursos humanos. O problema mais comum

Leia mais

PESQUISA EDUCAÇÃO FINANCEIRA. Orçamento Pessoal e Conhecimentos Financeiros

PESQUISA EDUCAÇÃO FINANCEIRA. Orçamento Pessoal e Conhecimentos Financeiros PESQUISA EDUCAÇÃO FINANCEIRA Orçamento Pessoal e Conhecimentos Financeiros Janeiro 2015 1. INTRODUÇÃO Quatro em cada dez consumidores consideram-se desorganizados financeiramente, mas sete em cada dez

Leia mais

INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA NA ESCOLA: A IMPORTÂNCIA DO TRABALHO DO ASSISTENTE SOCIAL

INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA NA ESCOLA: A IMPORTÂNCIA DO TRABALHO DO ASSISTENTE SOCIAL INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA NA ESCOLA: A IMPORTÂNCIA DO TRABALHO DO ASSISTENTE SOCIAL Resumo 1 Discente do Curso de Serviço Social da Faculdade Novos Horizontes MG 2 Discente do Curso de Serviço

Leia mais

UNIOESTE CCET Colegiado de Matemática XXV Semana Acadêmica da Matemática 15 a 19 de Agosto de 2011

UNIOESTE CCET Colegiado de Matemática XXV Semana Acadêmica da Matemática 15 a 19 de Agosto de 2011 UNIOESTE CCET Colegiado de Matemática XXV Semana Acadêmica da Matemática 15 a 19 de Agosto de 2011 Entendendo as mordidas do leão como funciona o cálculo do imposto de renda Profa. Raquel Lehrer Todos

Leia mais

EDUCAÇÃO FINANCEIRA. Iraci Müller Prefeitura Municipal de Jaraguá do Sul-SC iracimuller@uol.com.br

EDUCAÇÃO FINANCEIRA. Iraci Müller Prefeitura Municipal de Jaraguá do Sul-SC iracimuller@uol.com.br EDUCAÇÃO FINANCEIRA Iraci Müller Prefeitura Municipal de Jaraguá do Sul-SC iracimuller@uol.com.br Resumo: A Educação Financeira nas escolas torna-se necessária para formar futuros empreendedores que compreendam

Leia mais

VIVA SEM DÍVIDAS. Campanha para proteção e orientação aos consumidores endividados O QUE PARECE SER A SOLUÇÃO, PODE SE TRANSFORMAR NUMA PRISÃO.

VIVA SEM DÍVIDAS. Campanha para proteção e orientação aos consumidores endividados O QUE PARECE SER A SOLUÇÃO, PODE SE TRANSFORMAR NUMA PRISÃO. VIVA SEM DÍVIDAS Campanha para proteção e orientação aos consumidores endividados O QUE PARECE SER A SOLUÇÃO, PODE SE TRANSFORMAR NUMA PRISÃO. Aprenda a cuidar do seu dinheiro já! É muito fácil obter crédito,

Leia mais

TÍTULO: UMA ANÁLISE DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTÁRIO DOS JOVENS CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO

TÍTULO: UMA ANÁLISE DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTÁRIO DOS JOVENS CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO TÍTULO: UMA ANÁLISE DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTÁRIO DOS JOVENS CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE UBAENSE OZANAM COELHO AUTOR(ES): YAGO

Leia mais

ESCOLA MUNICIPAL IVAIPORÃ PROJETO DE LEITURA: LIVRO AMIGO

ESCOLA MUNICIPAL IVAIPORÃ PROJETO DE LEITURA: LIVRO AMIGO ESCOLA MUNICIPAL IVAIPORÃ PROJETO DE LEITURA: LIVRO AMIGO Projeto escolar com a temática Livro Amigo produzido no ano de 2012, 2013 e em andamento em 2014, por todos os integrantes da escola e comunidade.

Leia mais

LEVÍTICO 27.30 TODOS OS DÍZIMOS DA TERRA SEJA DOS CEREAIS, SEJA DAS FRUTAS PERTENCEM AO SENHOR; SÃO CONSAGRADOS AO SENHOR.

LEVÍTICO 27.30 TODOS OS DÍZIMOS DA TERRA SEJA DOS CEREAIS, SEJA DAS FRUTAS PERTENCEM AO SENHOR; SÃO CONSAGRADOS AO SENHOR. LEVÍTICO 27.30 TODOS OS DÍZIMOS DA TERRA SEJA DOS CEREAIS, SEJA DAS FRUTAS PERTENCEM AO SENHOR; SÃO CONSAGRADOS AO SENHOR. DEUTERONOMIO 14.22 CERTAMENTE, DARÁS OS DÍZIMOS DE TODO O FRUTO DAS TUAS SEMENTES,

Leia mais

O lugar da oralidade na escola

O lugar da oralidade na escola O lugar da oralidade na escola Disciplina: Língua Portuguesa Fund. I Selecionador: Denise Guilherme Viotto Categoria: Professor O lugar da oralidade na escola Atividades com a linguagem oral parecem estar

Leia mais