ILUSTRÍSSIMO PREGOEIRO JAMES HENRIQUE MACEDO PREGÃO ELETRÔNICO Nº. 0002/2006 EMPRESA INTERESSADA NO CERTAME IMPUGNAÇÃO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ILUSTRÍSSIMO PREGOEIRO JAMES HENRIQUE MACEDO PREGÃO ELETRÔNICO Nº. 0002/2006 EMPRESA INTERESSADA NO CERTAME IMPUGNAÇÃO"

Transcrição

1 ILUSTRÍSSIMO PREGOEIRO JAMES HENRIQUE MACEDO PREGÃO ELETRÔNICO Nº. 0002/2006 EMPRESA INTERESSADA NO CERTAME IMPUGNAÇÃO Aos termos do Edital do Pregão Eletrônico nº. 0002/2006 do CNPq, o que faz na forma do item 5.1 do instrumento convocatório, na Lei /2002, com base os argumentos a seguir expostos. i tempestividade Mencione-se, de início, que a presente impugnação é absolutamente tempestiva, eis que atende ao prazo geral de 02 (dois) dias úteis para protocolo de requerimentos, questionamentos e impugnações ao Edital, fixados no item 5.1 do mesmo. Como regra de interpretação, a Lei 8.666/93 estabelece que a contagem dos prazos em licitação exclui o dia do início e inclui o dia do vencimento. Assim, como a realização do certame está prevista para o dia , o prazo final para a apresentação de impugnação ao Edital se dará em Desta forma, a impugnação protocolada em 31 de janeiro é totalmente tempestiva, merecendo análise na forma do requerimento final, impugnando-se desde já quaisquer alegações em sentido contrário. ii das razões de impugnação II. 1) Da impropriedade da aquisição de solução integrada de antivírus, análise de protocolos de rede e módulo de controle de conteúdo O primeiro elemento da presente impugnação ao Edital refere-se ao tipo de contratação de que lançou mão o CNPq na presente situação, qual seja, a aquisição de uma solução integrada de produtos e serviços de variados matizes. A licitação aqui analisada refere-se à aquisição de uma solução integrada de antivírus, análise de protocolos de rede e aplicação para redes Ethernet 10/100 (item do Anexo I) e módulo de controle de conteúdo para os protocolos SMTP, FTP, HTTP, ICAP e POP3 tipo appliance (item do Anexo I). Essa solução, assim, contempla três produtos de natureza diversa. Como o item do Anexo I do Edital de Licitação exige gerência centralizada de todos os módulos da solução adquirida, está, em verdade, exigindo que todos os três produtos contemplados sejam fornecidos pelo mesmo fabricante. Ainda que tal exigência (mesmo fabricante de todas as soluções) não esteja expressa no texto, ela é, diante de uma análise técnica da questão, a única que se pode extrair pela interpretação do Edital. Ocorre que tal requisito técnico impede, de maneira injustificável, a participação de fabricantes de produtos específicos. Fabricantes de softwares de antivírus apenas estão previamente excluídos do certame, seja isoladamente, seja constituindo parceria com fabricantes dos outros elementos da solução integrada.

2 Além disso, a aquisição da solução integrada numa única licitação é medida que certamente lesa o interesse público, já que dá margem à aquisição de uma solução que pode não atender de forma ótima às necessidades específicas que cada produto dessa solução poderia resolver. Muito melhor e mais vantajoso para a Administração Pública seria a realização da licitação de forma fracionada, instituindo certames diferentes para a aquisição de cada produto que consta da solução aqui pretendida. Isso porque essa aquisição de soluções específicas para cada necessidade permite, por exemplo, a ampliação da competitividade, já que não só fabricantes que possuam os três produtos integrados poderiam habilitar-se no certame, mas todos aqueles que tenham as soluções pretendidas, ainda que apenas parte delas. Tal ampliação de concorrência permitiria maior qualidade na contratação e o oferecimento de melhores preços ao CNPq (já que, claramente, a concorrência livre estimula o aparecimento de melhores ofertas) 1. Dessa forma, impugna-se o Edital de Licitação, pretendendo-se o fracionamento da licitação em procedimentos distintos para a aquisição de plataforma de antivírus, solução de análise de protocolos e solução de controle de conteúdo tipo appliance, na forma do pedido final. Contudo, caso não seja aceito o fracionamento, há que se levar em conta o atual caráter restritivo do certame, com a revogação do item do Anexo I do Edital de Licitação, permitindo a participação de fabricantes de apenas parte da solução pretendida de forma associada com outras empresas, na forma do pedido final. II. 2) Do valor da contratação Caso não seja adotada a visão acima, que denuncia a impropriedade da aquisição conjunta dos produtos pretendidos pelo CNPq através de uma única licitação, há que se analisar a diferença dos preços estabelecidos para a contratação constantes do instrumento convocatório do certame. Com efeito, o item 2 do Anexo I (Termo de Referência) do Edital de Licitação estabelece como preço de referência na contratação o valor de R$ ,00 (cento e sessenta e nove mil, oitocentos e sessenta reais). Entende-se, a princípio, que esse seria o valor estimado pela Administração Pública para a contratação da solução aqui pretendida. Entretanto, em manifesta discrepância, o item 14 do mesmo Anexo I do Edital de Licitação, diz, textualmente, que o gasto total estimado com a aquisição dos produtos, relacionados no item 3, é da ordem de R$ ,00 (trezentos e oitenta e dois mil seiscentos e cinqüenta reais). Ora, qual o valor exato da contratação? Um dos valores estabelecidos (aquele do item 14) é simplesmente mais que duas vezes superior ao outro valor de referência constante do instrumento de convocação da licitação. E veja-se que não se trata, aqui, de mero apego a formalidades. A fixação correta do preço de referência da contratação (que será o preço máximo de oferecimento das propostas no Pregão Eletrônico) é essencial para que os participantes do certame possam definir suas propostas econômicas e corretamente mensurar os elementos técnicos necessários para bem satisfazer as necessidades da Administração Pública. O fato de um dos preços de referência (ambos relativos aos mesmos itens, ressalte-se) ser mais do que o dobro do outro certamente causa insegurança jurídica tanto aos participantes do certame (que não terão clareza suficiente para a formulação de suas propostas), quanto à própria Administração (que não saberá ao certo se haverá possibilidade de adquirir o objeto contratado dependendo do preço de referência que se adote). A importância do preço de referência, se já é de avultada importância quando se trate de licitações instituídas sob as modalidades comuns da Lei 8.666/93, será ainda maior ao se falar em pregão, já que a Lei /2002 estabelece o critério do menor preço como fator único de julgamento das propostas apresentadas, na linha do seu art. 4º, inciso X.

3 Justamente por isso, dando azo à segurança no pregão mencionado, é necessária a correção da discrepância aqui apresentada, com a fixação de um preço de referência único no certame em questão, na forma do pedido final. II. 3) Da solução de controle de conteúdo tipo appliance Impossibilidade de se exigir um único fabricante Na seqüência, visualiza-se que, além de a restrição de competitividade do certame estar fundamentada nos argumentos traçados no tópico II.1 dessa impugnação, ela está presente, também, em outro requisito técnico da contratação que merece revisão. Trata-se do item do Anexo I do Edital de Licitação, que traça as especificações da solução de controle de conteúdo tipo appliance. A insurgência aqui demonstrada não é em relação ao fato de se exigir que a solução seja do tipo appliance, mas sim por causa da redação do subitem , que diz que a solução de controle de conteúdo deve pertencer a um mesmo fabricante e possuir gerência integrada ao antivírus. Aqui aparece o caráter restritivo da exigência, que é pedir-se que hardware e software sejam, ambos, de um mesmo fabricante. Ora, não se entende como razoável essa especificação. Não há, tecnicamente, qualquer perda de qualidade ou eficiência da solução caso haja o fornecimento do appliance com o hardware de um fabricante e o software de outro. Este é, inclusive, o procedimento comum para as mais diversas aquisições de equipamentos e serviços de informática, já que se leva em conta que fabricantes de software fabricam apenas aplicativos, e fabricantes de hardware produzem apenas os componentes materiais (físicos) das máquinas. Exigir que hardware e software sejam ambos do mesmo fabricante é contrariar essa lógica visível e evidente do mercado de informática (basta que se tenha em mente que as maiores e mais conhecidas companhias que atuam nesse ramo da economia dedicam-se ou aos aplicativos, ou ao maquinário físico) e restringir sobremaneira a licitação, sem que daí advenha qualquer incremento ou melhoria de qualidade na solução adquirida pelo CNPq 2. Nessa linha, é bom ter em mente que o art. 3º, 1º, inciso I, da Lei 8.666/93 veda o estabelecimento de cláusulas que restrinjam o caráter competitivo do certame 3. O mais correto para a situação é permitir o fornecimento de solução de controle de conteúdo tipo appliance, mas sem a exigência de fabricação única de hardware e software. Assim, requer-se a alteração do Edital de Licitação nesse item específico, na forma do pedido final. II. 4) Do dano ao Erário Aquisição de versão integral da plataforma de antivírus e não de uma atualização competitiva Desperdício de produtos e investimentos já realizados O último elemento da impugnação refere-se especificamente ao item antivírus da solução integrada objeto do pregão. Aqui questiona-se a aquisição de uma versão integral (full) da plataforma de antivírus, quando o recomendado seria a aquisição de uma atualização competitiva (competitive upgrade) da plataforma de antivírus já instalada. O CNPq possui uma plataforma de antivírus já instalada em sua rede (servidores e estações de trabalho). Se pretende realizar licitação para a renovação das licenças ou aquisição de plataforma diversa, deveria ter optado pela compra de atualização competitiva da plataforma atualmente instalada. Explica-se. Como esse ente público já possui plataforma de antivírus instalada, já realizou investimentos para tanto e já possui uma base de solução de antivírus que pode ser utilizada como ponto de partida para a licitação ora instaurada. Tomando em consideração elementos como esses, a Administração Pública, na grande maioria de seus órgãos e entes, quando pretende a aquisição de soluções como essa, licita atualizações competitivas de aplicativos já instalados. Essa licitação de atualizações competitivas permite um melhor aproveitamento dos recursos públicos. A uma porque informa aos licitantes o que já possui instalado em seu maquinário e rede e permite o aproveitamento desse material pelos particulares quando da instalação da

4 nova solução. Assim, utilizando-se o que já está instalado, pode-se adquirir pacotes reduzidos de novos softwares, tornando mais barata a contratação. A duas porque estimula a concorrência de mercado, pela qual, sabidamente, fabricantes diversos tendem a oferecer preços mais vantajosos para colocarem sua gama de produtos ao dispor da Administração em detrimento de seus concorrentes 4. A três porque evita o desperdício do dinheiro público despendido anteriormente para a aquisição da plataforma de softwares já instalada, a qual, caso adquira-se um produto integralmente novo (full version), certamente será completamente descartada (ou seja, a plataforma atual, de propriedade da Administração, será, literalmente, jogada fora ). Em suma, a licitação de atualizações competitivas oferece a vantagem de preços menores de contratação, maior competitividade no certame e evita o desperdício de produtos que já são de propriedade da Administração Pública. É uma praxe comumente utilizada por uma ampla gama de órgãos e entes, tais como o Banco Central do Brasil (conforme o Pregão Demap 76/2004), entre outros. Essa licitação de atualizações competitivas trata-se, em verdade, de verdadeira preservação de investimentos já realizados pela Administração na aquisição de plataforma de antivírus. Infelizmente, não é a solução contemplada no Edital ora impugnado, que, ao não informar o que o CNPq já possui, dá indicativos de que a licitação será para a aquisição de soluções novas. Como é sabido por qualquer técnico na área aqui abordada, essa opção não garante maior segurança na contratação, não garante maior qualidade da solução implementada, não evita o desperdício de dinheiro público e induz a uma contratação mais cara e desnecessária. Tornar inteligente a utilização das verbas do Erário é dever de todo o agente administrativo. Quer parecer lógico que, no presente caso, isso se dará com a opção por uma licitação que, respeitando o dinheiro já gasto com a plataforma atual de antivírus, coloque-a à disposição para a instalação da nova solução e permita uma contratação por valores certamente muito menores do que os que serão praticados no caso da aquisição de uma versão nova e integral de softwares. É, portanto, de se rever o Edital de Licitação, com a contemplação, no objeto do pregão, de atualizações competitivas da plataforma de antivírus atualmente instalada, preservando o Erário de gastos desnecessários. iii pedido final Diante de tudo o que se expôs, pede-se: 1. A revogação da presente licitação e o fracionamento de seu objeto, com a instauração de procedimentos licitatórios diversos e específicos para a aquisição da plataforma de antivírus, da solução de análise de protocolos de rede e da solução de controle de conteúdo tipo appliance, nos termos do item II.1 da presente impugnação; 2. Caso não seja realizado o fracionamento acima mencionado, pede-se a revogação do item do Anexo I do Edital de Licitação, permitindo a participação consorciada ou associada de fabricantes de softwares que sejam parte da solução licitada, nos termos do item II.1 da impugnação; 3. A alteração do Edital de Licitação, com a explicitação do correto preço de referência indicado para a contratação, solucionando-se a contradição encontrada entre os itens 3 e 14 do Anexo I do Edital de Licitação, na forma do item II.2 desta impugnação; 4. A alteração do Edital de Licitação, com a revogação do item do Anexo I do mesmo, permitindo que os licitantes ofereçam solução de controle de conteúdo tipo appliance sem a necessidade de apresentação de hardware e software de um mesmo fabricante, de acordo com o item II.3 desta impugnação; 5. Por fim, a alteração do objeto da licitação quanto à plataforma de antivírus, com a especificação de aquisição de atualização competitiva da plataforma atualmente disponível do CNPq, de acordo com o item II.4 desta impugnação.

5 Nestes Termos, Pede Deferimento. Brasília, 31 de janeiro de EMPRESA INTERESSADA NO CERTAME. 1 Esse é um importante critério quando se trata de análise de licitações sob a modalidade pregão, a qual, estabelecendo os padrões técnicos de desempenho da solução a ser contratada, tem como principal marca o julgamento das propostas com base no critério do menor preço, a teor do disposto no inciso X do art. 4º, da Lei nº / Até mesmo porque os padrões de desempenho do sistema estão todos traçados no Edital de Licitação, inexistindo variação de desempenho possível. 3 Nesse sentido a lição de MARÇAL JUSTEN FILHO: Veda-se cláusula desnecessária ou inadequada, cuja previsão seja orientada não a selecionar a proposta mais vantajosa, mas a beneficiar alguns particulares. (JUSTEN FILHO, M. Comentários à Lei de Licitações e Contratos Administrativos. 10. ed., São Paulo: Dialética, 2004, p. 68) 4 Tenha-se em mente aqui, novamente, a importância do menor preço de propostas em se tratando de pregão, o que acima já foi destacado.

À INSTANT SOLUTIONS TECNOLOGIA E INFORMÁTICA LTDA. A/C SR. PAULO HAROLDO MANNHEIMER

À INSTANT SOLUTIONS TECNOLOGIA E INFORMÁTICA LTDA. A/C SR. PAULO HAROLDO MANNHEIMER À INSTANT SOLUTIONS TECNOLOGIA E INFORMÁTICA LTDA. A/C SR. PAULO HAROLDO MANNHEIMER Ref. Impugnação ao Edital de licitação Pregão presencial nº 021/2010 COMPANHIA DE INFORMATICA DE JUNDIAÍ CIJUN, neste

Leia mais

Decisão de Pregoeiro n 0032/2009-SLC/ANEEL. Em 14 de julho de 2009.

Decisão de Pregoeiro n 0032/2009-SLC/ANEEL. Em 14 de julho de 2009. Decisão de Pregoeiro n 0032/2009-SLC/ANEEL Em 14 de julho de 2009. Processo nº: 48500.003047/2009-67 Licitação: Pregão Eletrônico nº 45/2009 Assunto: Análise da IMPUGNAÇÃO AO EDITAL apresentada pela empresa

Leia mais

DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO - DAD COORDENAÇÃO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS CGADM COORDENAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA COINF SERVIÇO DE LICITAÇÃO - SELIC

DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO - DAD COORDENAÇÃO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS CGADM COORDENAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA COINF SERVIÇO DE LICITAÇÃO - SELIC DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO - DAD COORDENAÇÃO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS CGADM COORDENAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA COINF SERVIÇO DE LICITAÇÃO - SELIC Brasília, 14 de outubro de 2008. Aos interessados,

Leia mais

À SRA. ÁUREA COUTENS DE MENEZES, DIRETORA DA SECRETARIA DE LICITAÇÕES E CONTRATOS.

À SRA. ÁUREA COUTENS DE MENEZES, DIRETORA DA SECRETARIA DE LICITAÇÕES E CONTRATOS. Ao PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 3ª REGIÃO À SRA. ÁUREA COUTENS DE MENEZES, DIRETORA DA SECRETARIA DE LICITAÇÕES E CONTRATOS. Ao SR. PREGOEIRO. PROCESSO LICITATÓRIO TRT/DSAA/029/2014 PREGÃO

Leia mais

Em síntese, a Impugnante alegou o que segue:

Em síntese, a Impugnante alegou o que segue: Considerando a apresentação, por parte da empresa ÁQUILA TRANSPORTES DE CARGAS LTDA, da IMPUGNAÇÃO AO INSTRUMENTO CONVOCATÓRIO referente ao Pregão Eletrônico nº 23/2010, cujo objeto é o REGISTRO DE PREÇOS

Leia mais

ILUSTRÍSSIMO SENHOR PREGOEIRO DO DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES REF.: PREGÃO, NA FORMA ELETRÔNICA, Nº.

ILUSTRÍSSIMO SENHOR PREGOEIRO DO DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES REF.: PREGÃO, NA FORMA ELETRÔNICA, Nº. ILUSTRÍSSIMO SENHOR PREGOEIRO DO DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES REF.: PREGÃO, NA FORMA ELETRÔNICA, Nº. 048/2014 DNIT PORTO SEGURO COMPANHIA DE SEGUROS GERAIS, pessoa jurídica de

Leia mais

Ilustríssima Senhora Norma Jeane Garcia Pregoeira Pregão Eletrônico Registro de Preços n. 02/2009 MTE

Ilustríssima Senhora Norma Jeane Garcia Pregoeira Pregão Eletrônico Registro de Preços n. 02/2009 MTE Ilustríssima Senhora Norma Jeane Garcia Pregoeira Pregão Eletrônico Registro de Preços n. 02/2009 MTE NCT INFORMÁTICA LTDA., pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ sob o nº 03.017.428/0001-35,

Leia mais

RAZOES DA SOLICITAÇÃO/IMPUGNAÇÃO

RAZOES DA SOLICITAÇÃO/IMPUGNAÇÃO RAZOES DA SOLICITAÇÃO/IMPUGNAÇÃO As solicitações das Declarações e Especificações Técnicas 01 DO OBJETO (pagina 01 do Edital) Locação de impressoras multifuncionais novas (comprovadamente, com o máximo

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL EDITAL 239/2009/DNIT 1º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS

PREGÃO PRESENCIAL EDITAL 239/2009/DNIT 1º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS PREGÃO PRESENCIAL EDITAL 239/2009/DNIT 1º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS 1ª PERGUNTA: Pelo que entendemos no edital o sistema será implantado em cada unidade do DNIT, com banco de dados descentralizados

Leia mais

Referência: Impugnação ao Edital do Pregão Presencial nº. 17/2006

Referência: Impugnação ao Edital do Pregão Presencial nº. 17/2006 1/6 Processo: A 06/166 Interessado: Gerência Administrativa Assunto: Aquisição de Toner Referência: Impugnação ao Edital do Pregão Presencial nº. 17/2006 A empresa JDM dos Anjos Cartuchos ME, inscrita

Leia mais

EMPRESA MUNICIPAL DE INFORMÁTICA S/A IPLANRIO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO ESCLARECIMENTO PROCESSO 01.300.338/2015 PE 0652/2015

EMPRESA MUNICIPAL DE INFORMÁTICA S/A IPLANRIO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO ESCLARECIMENTO PROCESSO 01.300.338/2015 PE 0652/2015 EMPRESA MUNICIPAL DE INFORMÁTICA S/A IPLANRIO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO ESCLARECIMENTO PROCESSO 01.300.338/2015 PE 0652/2015 1 - Para a realização da vistoria técnica do processo acima citado se

Leia mais

DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO - DAD COORDENAÇÃO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS CGADM COORDENAÇÃO DE INFRAESTRUTURA COINF SERVIÇO DE LICITAÇÃO - SELIC

DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO - DAD COORDENAÇÃO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS CGADM COORDENAÇÃO DE INFRAESTRUTURA COINF SERVIÇO DE LICITAÇÃO - SELIC DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO - DAD COORDENAÇÃO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS CGADM COORDENAÇÃO DE INFRAESTRUTURA COINF SERVIÇO DE LICITAÇÃO - SELIC Brasília, 20 de fevereiro de 2009. Ref.: Processo n

Leia mais

Serviço de Gerenciamento TELEFÔNICA

Serviço de Gerenciamento TELEFÔNICA Serviço de Gerenciamento TELEFÔNICA 4) Impossibilidade de disponibilização de serviço gestão nos termos indicados no edital. Restrição da competividade. Ilegalidade. O edital indica em seu item 4.3 do

Leia mais

A ILUSTRÍSSIMA SENHORA SHEILA BATISTA DOS SANTOS PREGOEIRA DA PREFEITURA MUNICIPAL DE VILA VELHA SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO CENTRAL DE COMPRAS

A ILUSTRÍSSIMA SENHORA SHEILA BATISTA DOS SANTOS PREGOEIRA DA PREFEITURA MUNICIPAL DE VILA VELHA SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO CENTRAL DE COMPRAS A ILUSTRÍSSIMA SENHORA SHEILA BATISTA DOS SANTOS PREGOEIRA DA PREFEITURA MUNICIPAL DE VILA VELHA SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO CENTRAL DE COMPRAS C.C.P TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO ESPITIRO SANTO

Leia mais

RELATÓRIO DE PEDIDO DE ESCLARECIMENTO

RELATÓRIO DE PEDIDO DE ESCLARECIMENTO ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA SOCIAL COMISSÃO ESPECIAL DE LICITAÇÃO RELATÓRIO DE PEDIDO DE ESCLARECIMENTO PROCESSO: 2100-411/2013 LICITAÇÃO: Pregão Presencial em âmbito Internacional

Leia mais

Procedimento para licenciamento de software

Procedimento para licenciamento de software Procedimento para licenciamento de software O processo de licenciamento de software representa a aquisição, junto à empresa fabricante ou a um fornecedor/representante, de um conjunto de licenças de software.

Leia mais

RESPOSTA AO QUESTIONAMENTO FORMULADO POR EMPRESA INTERESSADA NO CERTAME.

RESPOSTA AO QUESTIONAMENTO FORMULADO POR EMPRESA INTERESSADA NO CERTAME. RESPOSTA AO QUESTIONAMENTO FORMULADO POR EMPRESA INTERESSADA NO CERTAME. Brasília, 10 de fevereiro de 2010. Pregão n 062/2009 Lote 1: Lote 2: Operação, Gerenciamento de Redes, Servidores, Storage & Archive,

Leia mais

Importância da normalização para as Micro e Pequenas Empresas 1. Normas só são importantes para as grandes empresas...

Importância da normalização para as Micro e Pequenas Empresas 1. Normas só são importantes para as grandes empresas... APRESENTAÇÃO O incremento da competitividade é um fator decisivo para a maior inserção das Micro e Pequenas Empresas (MPE), em mercados externos cada vez mais globalizados. Internamente, as MPE estão inseridas

Leia mais

ILUSTRÍSSIMO SENHOR PREGOEIRO DO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO TOCANTINS. Pedido de Esclarecimento cumulado com Impugnação de Edital

ILUSTRÍSSIMO SENHOR PREGOEIRO DO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO TOCANTINS. Pedido de Esclarecimento cumulado com Impugnação de Edital ILUSTRÍSSIMO SENHOR PREGOEIRO DO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO TOCANTINS Pedido de Esclarecimento cumulado com Impugnação de Edital PREGÃO PRESENCIAL N 34/2014 PROCESSO TCE/TP N 14.002685-1 Pedido de

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Distinção entre modalidade e tipo de licitação Diego Cheniski* Muitas pessoas confundem, ao tratar de licitação, os termos modalidade e tipo de licitação. Entendemos por modalidade

Leia mais

AUTARQUIA EDUCACIONAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO AEVSF

AUTARQUIA EDUCACIONAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO AEVSF AUTARQUIA EDUCACIONAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO AEVSF JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO A EDITAL Referente: Pregão nº 006/2015 - Processo Licitatório nº 006/2015 Objeto: Contratação de empresa especializada para

Leia mais

SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO TOCANTINS EDITAL CONCORRÊNCIA 013/2014 ASSUNTO:

SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO TOCANTINS EDITAL CONCORRÊNCIA 013/2014 ASSUNTO: SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO TOCANTINS EDITAL CONCORRÊNCIA 013/2014 ASSUNTO: Impugnação ao Edital oferecida pela empresa TRADETUR CONSULTORIA EMPRESARIAL LTDA ME. DECISÃO DA COMISSÃO

Leia mais

CONCORRÊNCIA Nº 06/2015 PERGUNTAS E RESPOSTAS

CONCORRÊNCIA Nº 06/2015 PERGUNTAS E RESPOSTAS CONCORRÊNCIA Nº 06/2015 PERGUNTAS E RESPOSTAS Pergunta 1: Com relação a qualificação econômico-financeira, o item 3.8.3.2 requer um capital social integralizado não inferior a R$ 800.000,00. Esse valor

Leia mais

IMPUGNAÇÃO AO EDITAL

IMPUGNAÇÃO AO EDITAL IMPUGNAÇÃO AO EDITAL Pregão Eletrônico nº 0154/2013-21 Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (DNIT) Superintendência Regional no Estado de Sergipe. Impugnante: Vivo S/A A (o) Sr.(a) Pregoeiro

Leia mais

ILUSTRÍSSIMA AUTORIDADE SUPERIOR POR INTERMÉDIO DO SENHOR PREGOEIRO DESIGNADO PELA PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO VERDE

ILUSTRÍSSIMA AUTORIDADE SUPERIOR POR INTERMÉDIO DO SENHOR PREGOEIRO DESIGNADO PELA PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO VERDE ILUSTRÍSSIMA AUTORIDADE SUPERIOR POR INTERMÉDIO DO SENHOR PREGOEIRO DESIGNADO PELA PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO VERDE REF.: PREGÃO PRESENCIAL Nº 148/2013 SAMTRONIC INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA., pessoa jurídica

Leia mais

Aumente sua velocidade e flexibilidade com a implantação da nuvem gerenciada de software da SAP

Aumente sua velocidade e flexibilidade com a implantação da nuvem gerenciada de software da SAP Parceiros de serviços em nuvem gerenciada Aumente sua velocidade e flexibilidade com a implantação da nuvem gerenciada de software da SAP Implemente a versão mais recente do software da SAP de classe mundial,

Leia mais

A seguir, respostas aos questionamentos referentes ao Pregão Presencial nº 17/14:

A seguir, respostas aos questionamentos referentes ao Pregão Presencial nº 17/14: Senhores, A seguir, respostas aos questionamentos referentes ao Pregão Presencial nº 17/14: Questionamento 1: 2. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MÍNIMCAS No que diz respeito ao subitem 2.1.2, temos a seguinte

Leia mais

RESPOSTA AO PEDIDO DE ESCLARECIMENTO 02/2015

RESPOSTA AO PEDIDO DE ESCLARECIMENTO 02/2015 RESPOSTA AO PEDIDO DE ESCLARECIMENTO 02/2015 Trata-se de resposta ao pedido de esclarecimento ao Edital de Licitação do Pregão Eletrônico nº 03/2015- que tem por objeto AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS, SISTEMAS

Leia mais

DECRETO Nº. 6.204, DE 5 DE SETEMBRO DE 2007 DOU 06.09.2007

DECRETO Nº. 6.204, DE 5 DE SETEMBRO DE 2007 DOU 06.09.2007 DECRETO Nº. 6.204, DE 5 DE SETEMBRO DE 2007 DOU 06.09.2007 Regulamenta o tratamento favorecido, diferenciado e simplificado para as microempresas e empresas de pequeno porte nas contratações públicas de

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO

ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO RESPOSTA À IMPUGNAÇÃO Pregão Presencial nº: 003/2009-UNEMAT. Processo Administrativo Unemat nº 007/2009-CPL. Processo Administrativo SAD Nº 340.148/2009/SAD. Referência: Pregão Presencial para a Locação

Leia mais

ILUSTRÍSSIMO SENHOR PREGOEIRO DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE RONDONIA.

ILUSTRÍSSIMO SENHOR PREGOEIRO DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE RONDONIA. ILUSTRÍSSIMO SENHOR PREGOEIRO DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE RONDONIA. PREGÃO PRESENCIAL Nº. 007/2010 A TCI BPO TECNOLOGIA, CONHECIMENTO E INFORMAÇÃO S/A, com sede na BR 101 Norte KM 13, S/N, Paratibe,

Leia mais

RELATÓRIO DE INSTRUÇÃO DE IMPUGNAÇÃO

RELATÓRIO DE INSTRUÇÃO DE IMPUGNAÇÃO RELATÓRIO DE INSTRUÇÃO DE IMPUGNAÇÃO Ref.: Objeto: Assunto: Pregão Presencial 230/ADRJ/SBRJ/2012 CONCESSÃO DE USO DE 04 (QUATRO) PONTOS DESTINADOS À EXPLORAÇÃO COMERCIAL DA ATIVIDADE DE VEICULAÇÃO PUBLICITÁRIA

Leia mais

ESCLARECIMENTO EM PROCESSO LICITATÓRIO NA MODALIDADE PREGÃO ELETRÔNICO Nº09/2010/TRE/MT.

ESCLARECIMENTO EM PROCESSO LICITATÓRIO NA MODALIDADE PREGÃO ELETRÔNICO Nº09/2010/TRE/MT. PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE MATO GROSSO ESCLARECIMENTO EM PROCESSO LICITATÓRIO NA MODALIDADE PREGÃO ELETRÔNICO Nº09/2010/TRE/MT. Procedimento administrativo nº146412009 Seguem abaixo

Leia mais

ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 04/14 CREMEB

ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 04/14 CREMEB ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 04/14 CREMEB 1 - DO OBJETO Constitui objeto da presente licitação a aquisição de: 1.1-08 (oito) LICENÇAS modalidade MICROSOFT OPEN, sendo: 01

Leia mais

QUESTIONAMENTO FORMULADO POR EMPRESA INTERESSADA NO CERTAME

QUESTIONAMENTO FORMULADO POR EMPRESA INTERESSADA NO CERTAME QUESTIONAMENTO FORMULADO POR EMPRESA INTERESSADA NO CERTAME Pregão n 062/2009 Lote 1: Lote 2: Operação, Gerenciamento de Redes, Servidores, Storage & Archive, Directory Services. Administração de Banco

Leia mais

RESPOSTA A RECURSO ADMINISTRATIVO CONCORRÊNCIA N 006/2009

RESPOSTA A RECURSO ADMINISTRATIVO CONCORRÊNCIA N 006/2009 RESPOSTA A RECURSO ADMINISTRATIVO CONCORRÊNCIA N 006/2009 Trata-se de procedimento licitatório, modalidade Concorrência, cujo objeto é a contratação de empresa do ramo da construção civil para execução

Leia mais

Projeto de Expansão e Consolidação da Saúde da Família. (PROESF Fase 2) SELEÇÃO E CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIAS

Projeto de Expansão e Consolidação da Saúde da Família. (PROESF Fase 2) SELEÇÃO E CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIAS Projeto de Expansão e Consolidação da Saúde da Família (PROESF Fase 2) SELEÇÃO E CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIAS Aquisições através das Regras do Banco Mundial O Artigo 42 5º da Lei 8.666 permite que os órgãos

Leia mais

Pedido de Impugnação nº 01 Pregão Eletrônico nº 12/2011

Pedido de Impugnação nº 01 Pregão Eletrônico nº 12/2011 Pedido de Impugnação nº 01 Pregão Eletrônico nº 12/2011 Solicitação: ILUSTRÍSSIMO SENHOR PREGOEIRO DA COMISSÃO DE LICITAÇÃO DA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA. EDITAL DE PREGÃO

Leia mais

TERCEIRA ATA DE DIVULGAÇÃO DE RESPOSTAS AOS QUESTIONAMENTOS FORMULADOS POR EMPRESA INTERESSADA NA CONCORRÊNCIA Nº 1/2014 DA SAC/PR

TERCEIRA ATA DE DIVULGAÇÃO DE RESPOSTAS AOS QUESTIONAMENTOS FORMULADOS POR EMPRESA INTERESSADA NA CONCORRÊNCIA Nº 1/2014 DA SAC/PR PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE AVIAÇÃO CIVIL TERCEIRA ATA DE DIVULGAÇÃO DE RESPOSTAS AOS QUESTIONAMENTOS FORMULADOS POR EMPRESA INTERESSADA NA CONCORRÊNCIA Nº 1/2014 DA SAC/PR Objeto da Concorrência

Leia mais

MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS COMPRADORES E FORNECEDORES FUNDAÇÃO DE APOIO À UNIFESP

MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS COMPRADORES E FORNECEDORES FUNDAÇÃO DE APOIO À UNIFESP MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS COMPRADORES E FORNECEDORES FUNDAÇÃO DE APOIO À UNIFESP 2015 ÍNDICE 1. Introdução... 2 2. Dos Objetivos Específicos... 2 3. Dos Envolvidos

Leia mais

Ata de julgamento de Impugnação ao Pregão Eletrônico AA 37/2007

Ata de julgamento de Impugnação ao Pregão Eletrônico AA 37/2007 Ata de julgamento de Impugnação ao Pregão Eletrônico AA 37/2007 COMBRAS ENGENHARIA LTDA. apresentou Impugnação ao Edital do Pregão Eletrônico AA nº 37/2007, que tem por objeto a contratação de empresa

Leia mais

VIDEOCONFERÊNCIA Edital de Licitação. Perguntas e Respostas Emissão: 24/09/2007

VIDEOCONFERÊNCIA Edital de Licitação. Perguntas e Respostas Emissão: 24/09/2007 VIDEOCONFERÊNCIA Edital de Licitação Pregão Conjunto nº 27/2007 Processo n 11554/2007 Perguntas e Respostas Emissão: 24/09/2007 ITEM QUE ALTERA O EDITAL: Pergunta n o 1: Entendemos que, pelo fato do protocolo

Leia mais

A Lei 12.527/2011 (Lei de Acesso a Informação LAI) determina:

A Lei 12.527/2011 (Lei de Acesso a Informação LAI) determina: ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA CIÊNCIA, DA TECNOLOGIA E DA INOVAÇÃO - SECTI INSTITUTO DE TECNOLOGIA EM INFORMÁTICA E INFORMAÇÃO DO ESTADO DE ALAGOAS ITEC GABINETE DA PRESIDÊNCIA Diante da solicitação

Leia mais

IMPUGNAÇÃO AO EDITAL

IMPUGNAÇÃO AO EDITAL IMPUGNAÇÃO AO EDITAL Pregão Eletrônico n. 028/2014 Conselho Federal de Enfermagem de São Paulo/SP. Impugnante: Telefônica Brasil S/A. A (o) Sr.(a) Pregoeiro (a) do Conselho Federal de Enfermagem de São

Leia mais

Edital CESAR.EDU N 02/2011

Edital CESAR.EDU N 02/2011 C.E.S.A.R.EDU Unidade de Educação do Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife MESTRADO PROFISSIONAL EM ENGENHARIA DE SOFTWARE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU Recomendação MEC/CAPES N o. 234_6/2006/CTC/CAPES

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO DE MINAS GERAIS -Tribunal do Estado Democrático de Direito- i«;:

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO DE MINAS GERAIS -Tribunal do Estado Democrático de Direito- i«;: PODER JUDICIÁRIO -Tribunal do Estado Democrático de Direito- i«;: REF.: PREGÃO PRESENCIAL IM9 13/2015 / PROCESSO LICITATÓRIO N^ 13/2015 OBJETO: Aquisição parcial de 02 [dois] elevadores tipo "passageiro"

Leia mais

ArpPrintServer. Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02

ArpPrintServer. Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02 ArpPrintServer Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02 1 Sumário INTRODUÇÃO... 3 CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS DO SISTEMA... 3 REQUISITOS DE SISTEMA... 4 INSTALAÇÃO

Leia mais

QUESTIONAMENTOS EDITAL PREGÃO ELETRÔNICO No.14000174/2014 AC

QUESTIONAMENTOS EDITAL PREGÃO ELETRÔNICO No.14000174/2014 AC QUESTIONAMENTOS EDITAL PREGÃO ELETRÔNICO No.14000174/2014 AC Questionamento 1 No subitem 5.2.3 da Especificação Técnica, embora seja pedida a utilização de aceleração de tráfego HTTP e TCP Spoofing, não

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO N. 35/2013

PREGÃO ELETRÔNICO N. 35/2013 PREGÃO ELETRÔNICO N. 35/2013 OBJETO: CONTRATAÇÃO DE SERVIÇO, PELO SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS, DE ACESSOS À INTERNET SEM FIO, 3G OU SUPERIOR, BANDA LARGA, COM FORNECIMENTO DE MINI-MODEMS USB COM RESPECTIVOS

Leia mais

A ESCOLHA DE SISTEMA PARA AUTOMAÇÃO DE BIBLIOTECAS. A decisão de automatizar

A ESCOLHA DE SISTEMA PARA AUTOMAÇÃO DE BIBLIOTECAS. A decisão de automatizar A ESCOLHA DE SISTEMA PARA AUTOMAÇÃO DE BIBLIOTECAS A decisão de automatizar 1 A decisão de automatizar Deve identificar os seguintes aspectos: Cultura, missão, objetivos da instituição; Características

Leia mais

QUESTIONAMENTOS ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 24/2015 - BNDES. Em resposta aos questionamentos formulados, o BNDES esclarece:

QUESTIONAMENTOS ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 24/2015 - BNDES. Em resposta aos questionamentos formulados, o BNDES esclarece: QUESTIONAMENTOS ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 24/2015 - BNDES Prezado Senhor, Em resposta aos questionamentos formulados, o BNDES esclarece: 1. Item 1.1.2 - Onde podemos encontrar os procedimentos,

Leia mais

ILUSTRÍSSIMO SENHOR ELMO VAZ BASTOS DE MATOS, PRESIDENTE DA COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO DOS VALES DO SÃO FRANCISCO E DO PARNAÍBA CODEVASF.

ILUSTRÍSSIMO SENHOR ELMO VAZ BASTOS DE MATOS, PRESIDENTE DA COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO DOS VALES DO SÃO FRANCISCO E DO PARNAÍBA CODEVASF. ILUSTRÍSSIMO SENHOR ELMO VAZ BASTOS DE MATOS, PRESIDENTE DA COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO DOS VALES DO SÃO FRANCISCO E DO PARNAÍBA CODEVASF. PROCESSO Nº 59500.000938/2014-45 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 27/2014

Leia mais

Política de Atendimento Técnico, Suporte e Assistência aos softwares SiplanControl-M

Política de Atendimento Técnico, Suporte e Assistência aos softwares SiplanControl-M Política de Atendimento Técnico, Suporte e Assistência aos softwares SiplanControl-M 1. Introdução a política 2. Quem está elegível para solicitar suporte? 3. Horário de atendimento 4. Que tempo de resposta

Leia mais

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani Planejamento Estratégico de TI Prof.: Fernando Ascani BI Business Intelligence A inteligência Empresarial, ou Business Intelligence, é um termo do Gartner Group. O conceito surgiu na década de 80 e descreve

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 4/2013-EBSERH/HUCAM-UFES PARECERES DOS RECURSOS DEFERIDOS ÁREA ADMINISTRATIVA

CONCURSO PÚBLICO 4/2013-EBSERH/HUCAM-UFES PARECERES DOS RECURSOS DEFERIDOS ÁREA ADMINISTRATIVA O Instituto AOCP, no uso de suas atribuições legais, TORNA PÚBLICO os pareceres dos recursos deferidos, de acordo com o subitem 11.16 do Edital de Abertura nº 04/2013 da EBSERH/HUCAM-UFES, interpostos

Leia mais

CONTAGEM DO PRAZO LEGAL

CONTAGEM DO PRAZO LEGAL Curso de Licitação. Pregão Presencial e Pregão Eletrônico Professor: Antônio Noronha Os 3 Caminhos Possíveis para Aquisição/ Serviços, etc... Licitação; Dispensa de Licitação; Inexigibilidade de Licitação.

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO DA UNIÃO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO DA UNIÃO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO 1 Ref.: PA Nº 1255/2012 Manifestação da Pregoeira em face da Impugnação apresentada pela empresa EMPRESA BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES S.A. - EMBRATEL, referentes ao Edital do Pregão Eletrônico nº 069/2012.

Leia mais

Noções Gerais das Licitações

Noções Gerais das Licitações Noções Gerais das Licitações Material didático destinado à sistematização do conteúdo da disciplina Direito Administrativo I Publicação no semestre 2014.1 do curso de Direito. Autor: Albérico Santos Fonseca

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SANTA CATARINA. Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00004/2015

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SANTA CATARINA. Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00004/2015 Pregão Eletrônico 926208.42015.9513.5048.433328720.188 CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SANTA CATARINA Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00004/2015 Às 09:00 horas do dia 10 de setembro de 2015,

Leia mais

Consórcio Intermunicipal de Saúde do Médio Paranapanema

Consórcio Intermunicipal de Saúde do Médio Paranapanema Licitação: Processo administrativo 073/13 Edital - Convite 002/13 Assunto: Resposta ao recurso apresentado contra o julgamento da habilitação. Senhor Presidente do CISMEPAR, A empresa Carvalho Projetos

Leia mais

Retificação nº 01 e Esclarecimento nº 01

Retificação nº 01 e Esclarecimento nº 01 1 PREGÃO PRESENCIAL Nº 20/12 PROCESSO CPL Nº 1262/12 LICITAÇÃO, DO TIPO MENOR PREÇO, PARA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONFECÇÃO E IMPLANTAÇÃO DE PAINÉIS DE MENSAGENS

Leia mais

IMPUGNAÇÃO AO EDITAL

IMPUGNAÇÃO AO EDITAL IMPUGNAÇÃO AO EDITAL Pregão Eletrônico n. 327/2012 Superintendência Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes no Estado do Tocantins SR- TO/DNIT. Impugnante: Vivo S/A A (o) Sr.(a)

Leia mais

VALEC: Desenvolvimento Sustentável do Brasil 1º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS PREGÃO ELETRÔNICO Nº 015/2011

VALEC: Desenvolvimento Sustentável do Brasil 1º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS PREGÃO ELETRÔNICO Nº 015/2011 1º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS PREGÃO ELETRÔNICO Nº 015/2011 1. Quantos feixes digitais do tipo E1 R2MFC, deverão ser fornecidos? RESPOSTA: De acordo com a área técnica solicitante dos serviços, deverão

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 86/2008 PROCESSO ADMINISTRATIVO N.º 23034.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 86/2008 PROCESSO ADMINISTRATIVO N.º 23034. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 86/2008 PROCESSO ADMINISTRATIVO N.º 23034.001954/2008-11 JULGAMENTO DE RECURSO Trata-se de contratação, mediante

Leia mais

Bolsa Auxílio à Iniciação Científica - Regulamento

Bolsa Auxílio à Iniciação Científica - Regulamento Bolsa Auxílio à Iniciação Científica - Regulamento Apresentação Em seu primeiro ano de funcionamento a Fundação Araucária investiu em torno de quatro milhões de reais para o financiamento da pesquisa e

Leia mais

ILUSTRÍSSIMO PREGOEIRA E DOUTA COMISSÃO DE LICITAÇÃO DO CONSELHO DE CONTABILIDADE DO ESTADO DA BAHIA

ILUSTRÍSSIMO PREGOEIRA E DOUTA COMISSÃO DE LICITAÇÃO DO CONSELHO DE CONTABILIDADE DO ESTADO DA BAHIA ILUSTRÍSSIMO PREGOEIRA E DOUTA COMISSÃO DE LICITAÇÃO DO CONSELHO DE CONTABILIDADE DO ESTADO DA BAHIA CONTRA RAZÔES AO RECURSO DA ART DIGITAL A CARTA CONVITE Nº 005/2010 Tipo Menor Preço. PROCESSO ADMINSTRATIVO

Leia mais

Procedimento de anexação de peças e envio

Procedimento de anexação de peças e envio 2014 Manual prático de Ajuizamento de Petições Intercorrentes Portal Processual Eletrônico Procedimento de anexação de peças e envio Orientações gerais para anexar arquivos e enviar petições intercorrentes

Leia mais

Gerenciamento de software como ativo de automação industrial

Gerenciamento de software como ativo de automação industrial Gerenciamento de software como ativo de automação industrial INTRODUÇÃO Quando falamos em gerenciamento de ativos na área de automação industrial, fica evidente a intenção de cuidar e manter bens materiais

Leia mais

JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO

JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO Referência: Licitação Concorrência Técnica e Preço Processo Administrativo n : 21221.001621/2012-28 1. Cuida-se de reposta ao Pedido de Impugnação ao Edital interposto pela Sociedade

Leia mais

Redução de impacto ambiental no consumo diário de líquidos. TERMO DE ABERTURA

Redução de impacto ambiental no consumo diário de líquidos. TERMO DE ABERTURA Redução de impacto ambiental no consumo diário de líquidos. TERMO DE ABERTURA Preparado por Cassius Marcellus de Freitas Rodrigues Versão: 1.1 Renata Rossi de Oliveira Aprovado por 17/09/12 Nome do Projeto:

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ROSANA ESCLARECIMENTO Nº 01. Processo: Tomada de Preços nº 001/2010

PREFEITURA MUNICIPAL DE ROSANA ESCLARECIMENTO Nº 01. Processo: Tomada de Preços nº 001/2010 PREFEITURA MUNICIPAL DE ROSANA ESCLARECIMENTO Nº 01 Processo: Tomada de Preços nº 001/2010 Objeto: contratação de sistema pedagógico de ensino para fornecimento de material pedagógico para os alunos da

Leia mais

ILUSTRÍSSIMO SENHOR PREGOEIRO DO DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA- ESTRUTURA DE TRANSPORTES DO ESTADO DE MATO GROSSO MT. PREGÃO ELETRÔNICO n 603/07

ILUSTRÍSSIMO SENHOR PREGOEIRO DO DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA- ESTRUTURA DE TRANSPORTES DO ESTADO DE MATO GROSSO MT. PREGÃO ELETRÔNICO n 603/07 ILUSTRÍSSIMO SENHOR PREGOEIRO DO DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA- ESTRUTURA DE TRANSPORTES DO ESTADO DE MATO GROSSO MT. PREGÃO ELETRÔNICO n 603/07 VIVO S/A, inscrita no CNPJ/MF sob o n.º 02.449.992/0072-58,

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA ESTADUAL DE ADMINISTRAÇÃO SEAD CENTRAL DE LICITAÇÕES DO ESTADO - CEL

GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA ESTADUAL DE ADMINISTRAÇÃO SEAD CENTRAL DE LICITAÇÕES DO ESTADO - CEL PROCESSO 00.000.015/08 CEL/SEAD: PREGAO PRESENCIAL Nº 018/2008 OBJETO: LOCAÇÃO DE MÁQUINAS FOTOCOPIADORAS E MULTIFUNCIONAIS, E SERVIÇOS SIMILARES ANÁLISE DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL INTERESSADO (A): MDAT SERVIÇOS

Leia mais

COMISSÃO DE TRABALHO, ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO

COMISSÃO DE TRABALHO, ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO COMISSÃO DE TRABALHO, ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO PROJETO DE LEI Nº 2.269, DE 1999 (Apensados os Projetos de Lei nº 3.051/00, 4.275/01, 7.120/02, 2.152/03, 3.280/04 e 3.070/08) Dispõe sobre a utilização

Leia mais

ESCLARECIMENTO 02 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 12/09436

ESCLARECIMENTO 02 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 12/09436 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 12/09436 ESCLARECIMENTO 02 OBJETO: ADM. CENTRAL Contratação de empresa para gerenciamento de filas no atendimento presencial da Celesc Distribuição S/A. DATA: 25/10/2012 Por meio deste,

Leia mais

Entendendo como funciona o NAT

Entendendo como funciona o NAT Entendendo como funciona o NAT Vamos inicialmente entender exatamente qual a função do NAT e em que situações ele é indicado. O NAT surgiu como uma alternativa real para o problema de falta de endereços

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Projeto básico nas licitações públicas. Lei nº 8.666/93: art. 6º, IX e X Airton Rocha Nóbrega* PLANEJANDO COMPRAS, SERVIÇOS E OBRAS Planejar a licitação constitui um dever inafastável

Leia mais

ATO CONVOCATÓRIO 020/2011

ATO CONVOCATÓRIO 020/2011 ATO CONVOCATÓRIO 020/2011 Processo de Contratação de Prestação de Serviço MODALIDADE: CONCORRÊNCIA CRITÉRIO DE JULGAMENTO: MENOR PREÇO E CAPACIDADE TÉCNICA DATA LIMITE PARA ENTREGA DE ORÇAMENTO: 21/07/2011

Leia mais

JUSTIFICATIVA PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº003/2015 DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº001/2015

JUSTIFICATIVA PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº003/2015 DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº001/2015 JUSTIFICATIVA PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº003/2015 DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº001/2015 O B J E T O: Contratação de serviços para manutenção de servidor e firewalls Linux para servidores de aplicação, controle

Leia mais

PARECER JURÍDICO Nº011/2014 CONCORRÊNCIA Nº001/2014 I - A QUESTÃO:

PARECER JURÍDICO Nº011/2014 CONCORRÊNCIA Nº001/2014 I - A QUESTÃO: PARECER JURÍDICO Nº011/2014 CONCORRÊNCIA Nº001/2014 I - A QUESTÃO: O CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CAU/RS solicita parecer jurídico acerca dos Recursos Hierárquicos

Leia mais

QUESTIONAMENTO 06 ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 16/2013 BNDES

QUESTIONAMENTO 06 ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 16/2013 BNDES QUESTIONAMENTO 06 ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 16/2013 BNDES Pergunta 01: No EDITAL do PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 16/2013 BNDES, no item 4.17. II há a afirmação sobre a não aceitação de proposta

Leia mais

PARECER 068/2015 PROCESSO DE LICITAÇÃO 004/2015 1 DO BREVE RESUMO FÁTICO

PARECER 068/2015 PROCESSO DE LICITAÇÃO 004/2015 1 DO BREVE RESUMO FÁTICO PARECER 068/2015 PROCESSO DE LICITAÇÃO 004/2015 1 DO BREVE RESUMO FÁTICO Cuida-se de processo de licitação na modalidade Pregão Presencial 04/2015, tipo Menor Preço por Item, para aquisição de 05 (cinco)

Leia mais

O Banco do Brasil não exige que o toner seja original, cabe ao fornecedor oferecer a melhor proposta desde que atenda ao item 2.24.2 e 2.26.

O Banco do Brasil não exige que o toner seja original, cabe ao fornecedor oferecer a melhor proposta desde que atenda ao item 2.24.2 e 2.26. 1 Dúvida: Diretoria de Apoio aos Negócios e Operações Referente aos itens: item 1.3.3.3., item 2.24, item 2.24.2. Entendemos que todos os PROPONENTES deveriam ofertar apenas toners originais do fabricante

Leia mais

Senhor Pregoeiro, Art. 43. A licitação será processada e julgada com observância dos seguintes procedimentos:

Senhor Pregoeiro, Art. 43. A licitação será processada e julgada com observância dos seguintes procedimentos: Senhor Pregoeiro, Em referência ao Pregão Eletrônico nº 04/2015 e com fulcro no 3º do Art. 43 da Lei nº 8.666/93 e Acórdãos do TCU, transcritos abaixo, solicitamos que as s detentoras da melhor proposta

Leia mais

RESPOSTAS DO QUESTIONAMENTO DA SENHORA CRISTILAINE MEDEREIROS

RESPOSTAS DO QUESTIONAMENTO DA SENHORA CRISTILAINE MEDEREIROS AOS CUIDADOS DA SRª PREGOEIRA RESPOSTAS DO QUESTIONAMENTO DA SENHORA CRISTILAINE MEDEREIROS 1 -no item 4.4.3 pede a câmera com lente 4.2mm logo a baixo no item 4.4.3.3 tenho a solicitação de lente 2.8mm

Leia mais

INTELIG TELECOMUNICAÇÕES LTDA

INTELIG TELECOMUNICAÇÕES LTDA ILMO (A). SR.(A) PREGOEIRO (A) DA COMISSÃO DE LICITAÇÃO DO MINISTÉRIO DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE RE URSOS LOGÍSTICOS

Leia mais

RESPOSTA AO QUESTIONAMENTO FORMULADO POR EMPRESA INTERESSADA NO CERTAME.

RESPOSTA AO QUESTIONAMENTO FORMULADO POR EMPRESA INTERESSADA NO CERTAME. RESPOSTA AO QUESTIONAMENTO FORMULADO POR EMPRESA INTERESSADA NO CERTAME. Brasília, 10 de fevereiro de 2010. Pregão n 062/2009 Lote 1: Lote 2: Operação, Gerenciamento de Redes, Servidores, Storage & Archive,

Leia mais

1. Introdução Pregão Eletrônico

1. Introdução Pregão Eletrônico Índice 1. Introdução...3 2. Obtendo Senha de acesso...4 3. Identificando pregões de seu interesse...5 4. Encaminhando uma Proposta... 10 4.1. Incorporando o arquivo anexo à proposta... 11 4.2. Informando

Leia mais

Gabarito 1 Gabarito 2 Gabarito 3 Gabarito 4 11 1 51 21 E E E E PARECER

Gabarito 1 Gabarito 2 Gabarito 3 Gabarito 4 11 1 51 21 E E E E PARECER 11 1 51 21 E E E E Houve interposição de recursos em que os recorrentes, resumidamente, aduziram que a questão deveria ser anulada ou ter o gabarito modificado em virtude de que haveria duas opções com

Leia mais

Certificado CERTICS para Software

Certificado CERTICS para Software Certificado CERTICS para Software Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) ATIVOS: Equipe: 29 profissionais 2 (CTI), 18 (FACTI), 9 bolsistas Plataformas: CERTICSys, politicsys Metodologias:

Leia mais

Anexo III da RN-017/2006 - Bolsas por Quota no País

Anexo III da RN-017/2006 - Bolsas por Quota no País Anexo III da RN-017/2006 - Bolsas por Quota no País 3. Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica - PIBIC - Norma Específica 3.1 - Finalidade O Programa Institucional de Bolsas de Iniciação

Leia mais

3. Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica - PIBIC - Norma Específica

3. Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica - PIBIC - Norma Específica Anexo III da RN-017/2006 - Bolsas por Quota no País 3. Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica - PIBIC - Norma Específica 3.1 - Finalidade O Programa Institucional de Bolsas de Iniciação

Leia mais

de ligação telefônica ou SMS, ligado,

de ligação telefônica ou SMS, ligado, O mercado de rastreamento de veículos tem tido nos últimos anos um crescimento constante e essa demanda vem aumentando a cada dia. Porém para poder explorar este mercado fantástico ainda é necessário alto

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE ESTADO DE DIREITOS HUMANOS E PARTICIPAÇÃO POPULAR VIVA CIDADÃO

ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE ESTADO DE DIREITOS HUMANOS E PARTICIPAÇÃO POPULAR VIVA CIDADÃO Folha nº Processo nº Rubrica: Matrícula: Processo n.º 148030/2015 Assunto: Análise do pedido de impugnação do Edital do Pregão nº 13/2015 referente à contratação de empresa especializada na aquisição e

Leia mais

ESCLARECIMENTO 2. 3) Qual o prazo para a Telebrás informar a empresa sobre sua qualificação ou desqualificação?

ESCLARECIMENTO 2. 3) Qual o prazo para a Telebrás informar a empresa sobre sua qualificação ou desqualificação? ESCLARECIMENTO 2 1) De acordo com o item 1.2 do Termo de Referência 002 3800/2015, emitido no dia 05 de Junho de 2015, e publicado com o Edital de Pré Qualificação no site da Telebrás, no dia 10 de Agosto

Leia mais

JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO DE EDITAL

JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO DE EDITAL PREGÃO PRESENCIAL: 063/2015 JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO DE EDITAL OBJETO: Aquisição de equipamentos, sistemas, serviços e outros itens necessários à implantação do gerenciamento eletrônico da freqüência dos

Leia mais

RESPOSTA A PEDIDO DE IMPUGNAÇÃO

RESPOSTA A PEDIDO DE IMPUGNAÇÃO RESPOSTA A PEDIDO DE IMPUGNAÇÃO Trata-se de resposta a pedido de impugnação apresentado pela Auxiliar de Enfermagem, SRA. JOSEFA INALDINA DE OLIVEIRA SANTOS, ora Impugnante, referente ao Edital de Pregão

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO COMPRAS GOVERNAMENTAIS

SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO COMPRAS GOVERNAMENTAIS SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO COMPRAS GOVERNAMENTAIS Alice Viana Soares Monteiro Secretária de Estado de Compras Governamentais sob o aspecto da Sustentabilidade Compra Pública Sustentável ou Licitação

Leia mais

A sociedade GHS Industria e Serviços Ltda. apresentou impugnação datada de 8 de agosto de 2012 ao Edital do Pregão Eletrônico n. 63/2012.

A sociedade GHS Industria e Serviços Ltda. apresentou impugnação datada de 8 de agosto de 2012 ao Edital do Pregão Eletrônico n. 63/2012. Decisão de Pregoeiro n 0010/2012-SLC/ANEEL Em 10 de agosto de 2012. Processo n.: 48500.003482/2012-97 Licitação: Pregão Eletrônico n. 63/2012 Assunto: Análise da IMPUGNAÇÃO AO EDITAL apresentada pela empresa

Leia mais

ATA DE SESSÃO DE APRECIAÇÃO DE IMPUGNAÇÃO PREGÃO ELETRÔNICO 001/2013

ATA DE SESSÃO DE APRECIAÇÃO DE IMPUGNAÇÃO PREGÃO ELETRÔNICO 001/2013 ATA DE SESSÃO DE APRECIAÇÃO DE IMPUGNAÇÃO PREGÃO ELETRÔNICO 001/2013 Processo n.º E-26/054.334/2012 SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA E/OU CORRETIVA EM SISTEMAS DE REFRIGERAÇÃO (AR CONDICIONADO E BEBEDOURO)

Leia mais