UNIFORMIDADE DE DISTRIBUIÇÃO DA LÂMINA E DE ÍONS ESPECÍFICOS PARA A CULTURA DA MANGA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIFORMIDADE DE DISTRIBUIÇÃO DA LÂMINA E DE ÍONS ESPECÍFICOS PARA A CULTURA DA MANGA"

Transcrição

1 UNIFORMIDADE DE DISTRIBUIÇÃO DA LÂMINA E DE ÍONS ESPECÍFICOS PARA A CULTURA DA MANGA Elton C. P. V. A. Teles 1, Pedro R. F. Medeiros 2, Dayane R. Gonçalves 3, Gabiane S. Santos 3, Roberto N. Castro 3, Francisco M. F. Nascimento 4 RESUMO: O objetivo foi avaliar a uniformidade de aplicação da lâmina e dos íons específicos sódio e potássio a partir da água com fertilizantes. O presente trabalho foi desenvolvido no Laboratório de Irrigação e Drenagem, da UNIVASF, Campus Juazeiro/BA. O delineamento experimental foi esquema fatorial 3x1, utilizando, três bocais de microaspersor e a pressão de serviço de 150 kpa. A uniformidade da lâmina no bocal de 0,90mm obteve um CUC de 85%. Na uniformidade de distribuição dos íons sódio e potássio, os coeficientes foram superiores a 90%, com destaque para os bocais com 0,9 e 1,3 mm. Palavras-chave: irrigação, fertirrigação, homogeneidade DISTRIBUTION UNIFORMITY THE WATER AND ION SPECIFIC FOR THE CULTURE OF MANGO ABSTRACT: The objective was evaluate the application of uniformity the water and ion specific sodium and potassium from water with fertilizer. This work was performed in the Irrigation and drainage Laboratory of the UNIVASF, Campus Juazeiro-BA. The experimental design was scheme factorial 3x1, using, three orifice de microsprinkler and the service pressure 150 kpa. The uniformity the water in orifice 0,9mm obtained a CUC of 85%. At distribution uniformity the ion specific sodium and potassium, The coefficients were higher the 90%, with featured to the orifice with 0,9 e 1,3 mm. Keywords: irrigation, fertirrigation, homogeneity 1 Engenheiro Agrônomo, Mestrando em Engenharia Agrícola, UNIVASF, Campus Juazeiro/BA. 2 Prof. Dr. Adjunto, Colegiado de Engenharia Agrícola e Ambiental, Coordenador do Laboratório de Irrigação, UNIVASF, Campus Juazeiro/BA. 3 Mestrando CPGEA/UNIVASF. Campus Juazeiro/BA. Mestrando CPGEA/UNIVASF. Campus Juazeiro/BA Aluno de graduação em Engenharia Agrícola, UNIVASF, Campus Juazeiro/BA

2 INTRODUÇÃO Uma das características de interesse em um sistema de irrigação é a sua alta uniformidade de aplicação, onde os emissores aplicam vazões semelhantes e com garantia que a área está sendo irrigada de forma igualitária (Mercante et al., 2014). Essa uniformidade de distribuição fundamenta-se na diferença de variação de aplicação da lâmina em toda a parcela e essa distribuição depende da variação de vazão e pressão de serviço dos emissores em toda a parcela irrigada (Marques et al., 2012). A maneira mais comum e prática de avaliar essa uniformidade são por meio de coeficientes de uniformidade, que expressam em termos de percentuais a eficiência do sistema de irrigação. Estes coeficientes estão disponíveis em bibliografia especializada com múltiplos métodos sugeridos para avaliar a uniformidade de distribuição de água em sistemas de irrigação instalados em campo (Levien & Figueirêdo, 2013). Em sistema de irrigação localizado, a alta eficiência de aplicação é indiscutível e torna seu uso cada vez racional e adaptado às regiões produtoras com práticas tecnológicas ao campo que permitam interagir a água de irrigação com outros produtos (Silveira et al., 2014). Dentre esses produtos, temos os fertilizantes, onde são aplicados juntos com a água de irrigação através de determinados sistemas de irrigação (Coelho et al., 2014). Para isso, a uniformidade de aplicação é fundamental para uma boa homogeneidade dos fertilizantes. O objetivo desse trabalho foi avaliar a uniformidade de aplicação da lâmina e dos íons específicos sódio e potássio a partir da água com fertilizantes para a cultura da manga. MATERIAIS E MÉTODOS A pesquisa foi desenvolvida no Laboratório de Irrigação da Universidade Federal do Vale do São Francisco, Campus Juazeiro-BA. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualisado, dispostos em um esquema fatorial 3x1, utilizando, três bocais de microaspersor com diferentes diâmetros (B1 0,90 mm, B2 1,30 mm, B3 1,80 mm) e uma pressão de serviço (P1 150 kpa). As fontes de adubo utilizado foram uréia (45%N), super fosfato simples (18% P2O5) e cloreto de potássio (60% de K 2O). As soluções fertirrigantes foram determinadas conforme recomendações de adubação para o Estado de Pernambuco (IPA, 2008) para a cultura da manga irrigada na fase reprodutiva (Floração e Colheita) com produtividade esperada de

3 30 ton. ha -1 e seu respectivo consumo hídrico segundo Ferreira Coelho et al. (2008) e diluídas em uma caixa d água com capacidade máxima para 1000 L. Para a pressurização da solução fertirrigante, foi instalado um conjunto motobomba de 1cv de potência, com calibração da pressão de serviço feito por um manômetro glicerinado tipo Bourdon instalado na saída da bomba. As lâminas foram coletadas por meio de vinte e quatro pluviômetros cilíndricos de PVC, com uma área de 0,078 m 2 e dispostos e espaçados equidistantes em malha de 0,15 m. Após a aplicação da lâmina com fertilizantes, foram realizados as leituras das lâminas e dos íons específicos sódio (Na + ) e Potássio (K + ) em cada pluviômetro por meio do uso de um fotômetro de chama, marca Analyser. De posse dos dados, foi determinado a uniformidade de aplicação das lâminas e dos íons específicos sódio (Na + ) e Potássio (K + ) pelos seguintes coeficientes, Uniformidade de Christiansen (CUC %), Uniformidade de Distribuição (CUD %), Uniformidade Estatístico (CUE %), Uniformidade de Hart (CUH %). RESULTADOS E DISCUSSÃO A uniformidade de aplicação das lâminas em relação aos diferentes diâmetros de bocais e em função da pressão de serviço encontra-se na Tabela 01. Observou-se que os maiores valores de CUC, CUD, CUE e CUH, encontram-se no bocal de 0,90 mm, com um CUC de 85%, sendo classificado como bom, segundo Bernardo et al. (2008). Nota-se ainda, que os valores de CUC é superior ao CUD, porém o CUD considera-se apenas 25% da área que recebeu menos água Rezende et al., (1992). Os menores valores de CUC, CUD, CUE e CUH, encontram-se no bocal (B2 1,30 mm), com um CUC de 77%, classificado como razoável segundo Bernardo et al. (2008). De acordo com Carvalho (2010), quanto maior o valor do CUC, menor será a lâmina de irrigação necessária para atingir a máxima produtividade. Em seguida para os demais coeficientes temos a seguinte ordem, partindo do maior para o menor, CUH, CUE e CUD, com uma média de 82%, 77% e 70% respectivamente e um grau de aceitabilidade normal para CUD e CUE respectivamente (Asae, 1996). Nota-se que o CUH obteve valores iguais ao CUC e segundo Cunha et al. (2009), quando isso ocorre, a lâmina de água aplicada tem distribuição normal. Em trabalho realizado por Azevedo et al. (2000) avaliando a uniformidade de distribuição de água utilizando um sistema de irrigação por aspersão, observou-se que a 1303

4 pressão de serviço, foi um dos principais fatores que influenciaram na uniformidade de distribuição da lâmina. Tabela 01. Coeficientes de uniformidade da lâmina de água (%) referente aos bocais em função da pressão de serviço. Pressão de Coeficientes de Uniformidade Bocais Serviço CUC CUD CUE CUH B B (kpa) B * (B1 0,90 mm, B2 1,30 mm, B3 1,80 mm) Na Tabela 02, encontram-se todos os valores de coeficientes de uniformidade dos íons sódio e potássio referentes aos bocais de serviço em função da pressão de serviço aplicado. Podemos observar que no geral, os valores dos coeficientes de uniformidade, tanto para sódio como para potássio, foram superiores aos 90%. Os maiores valores de CUC para sódio e potássio, estão destacados nos bocais B1 e B2, sendo classificados como excelentes, segundo Bernardo et al. (2008). Em trabalho realizado por Azevedo et al. (2014) avaliando a uniformidade em diferentes fontes de potássio, foi obtido um CUC médio de 80%. Para os demais coeficientes temos a seguinte ordem. Em seguida, para os demais coeficientes, temos a seguinte ordem partindo do maior para o menor valor, CUH, CUD, CUH para o íon sódio e CUH, CUE, CUD para o íon potássio. Essa alta uniformidade do sódio e potássio, podem está associada solubilidade e homogeneidade desses elementos na solução fertirrigante, que são considerados bons. Além disso, as condições ambientais como radiação, vento foram controladas e isso também influencia na uniformidade. Tabela 02. Coeficientes de uniformidade de distribuição do íon sódio (Na + ) e íon Potássio (K + ) (%) referente aos bocais em função da pressão de serviço. Íon Na + Pressão de Serviço Bocais CUC CUD CUE CUH 150 kpa B B

5 B Íon K + Pressão de Bocais CUC CUD CUE CUH Serviço B kpa B B * (B1 0,90 mm, B2 1,30 mm, B3 1,80 mm) CONCLUSÃO Para que o sistema tenha uma boa uniformidade de aplicação da lâmina e dos íons sódio e potássio, é recomendado a utilização de pressão de serviço de 150 kpa, associada aos três bocais utilizados nesse trabalho. A homogeneidade dos fertilizantes e a boa uniformidade de aplicação das lâminas proporcionam uma alta uniformidade de distribuição dos íons sódio e potássio e o uso dos coeficientes de forma conjunta é importante para tornar mais criterioso à avaliação do sistema de irrigação. AGRADECIMENTOS A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (FAPESB), pela concessão da Bolsa. Agradeço ao Laboratório de Irrigação da UNIVASF Campus Juazeiro/BA. REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA AZEVEDO, B. M.; FERNANDES, C. N. V.; AMARGO, D. C.; GARCÍA, A. C.; ARAÚJO, T. V. V.; CAMPÊLO, A. R. Fertirrigacão potássica do cajueiro com diferentes fontes e formas de diluição do cloreto de potássio. Irriga, v. 19, n. 2, p , AZEVEDO, H. J.; BERNARDO, S.; RAMOS, M. M.; SEDIYAMA, G. C.; CECON, P. R. Influência de fatores climáticos e operacionais sobre a uniformidade de distribuição de água, em um sistema de irrigação por aspersão de alta pressão. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v. 4, n. 2, p ,

6 CARVALHO, J. F. et al. Avaliação da uniformidade de sistema de irrigação localizada tipo gotejamento em cultivo de feijoeiro. In: X JORNADA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO JEPEX 2010, Recife. Recife: UFRPE, COELHO, E. F.; NETO, T. M. A.; BARROS, D. L. Concentration of injetion solution and its effects on soil and on yield of fertirrigated banana cv terra Maranhão. Eng. Agríc., Jaboticabal, v.34, n.6, p , CUNHA, F. F.; ALENCAR, C. A. B.; VICENTE, M. R.; BATISTA, R. O.; SOUZA, J. A. R. Comparação de equações para cálculo da uniformidade de aplicação de água para diferentes sistemas de irrigação. Engenharia na agricultura, v.17, n.5, p , FERREIRA COELHO, EUGÊNIO; COELHO FILHO, MAURÍCIO ANTÔNIO; DO VALE SANTANA, JOSÉ ANTÔNIO. Resposta da mangueira Tommy Atkins a irrigação em condições semiáridas. Revista Ceres, v. 55, n. 1, p , IPA. Comissão estadual de Fertilidade do solo. Recomendações de Adubação para o Estado de Pernambuco. p Recife/PE: IPA LEVIEN, S.L.A.; FIGUEIRÊDO, V.B. Metodologia simplificada para a estimativa em campo da uniformidade de sistemas de irrigação por gotejamento superficial. Revista Brasileira de Agricultura Irrigada, Fortaleza, v.7, n.5, p , MARQUES, M. A. D.; CAMPECHE, L. F. S. M. Caracterização hidráulica de emissores e testes de uniformidade de distribuição do sistema de irrigação por mini aspersão. Revista Semiárido De Visu, v.2, n.1, p , MERCANTE, E.; VILAS BOAS, M. A.; SILVA, B. B.; KLEIN, M. R. Utilização de gráficos de controle estatístico na irrigação. Rev. Eletrônica Mestr. Educ. Ambient. E - ISSN , V. Especial, maio, SILVEIRA, P. R. A.; TEIXEIRA, M. B.; COELHO, R. D.; CUNHA, F. N.; SILVA, N. F. Distúrbios de vazão em gotejadores devido a aplicação de CO2 via água de irrigação. Revista Brasileira de Agricultura Irrigada, v.8, nº. 4, p ,

OBSTRUÇÃO DE EMISSORES UTILIZANDO ÁGUA DO RIO SÃO FRANCISCO COM FERTIRRIGAÇÃO PARA A CULTURA DO MELAO

OBSTRUÇÃO DE EMISSORES UTILIZANDO ÁGUA DO RIO SÃO FRANCISCO COM FERTIRRIGAÇÃO PARA A CULTURA DO MELAO OBSTRUÇÃO DE EMISSORES UTILIZANDO ÁGUA DO RIO SÃO FRANCISCO COM FERTIRRIGAÇÃO PARA A CULTURA DO MELAO D. R. Gonçalves 1,P. R. F. Medeiros 2,G. S. Santos 1, E.C.P.V.A. Teles 1,R. C.Nascimento 1 RESUMO:

Leia mais

ENTUPIMENTO DE GOTEJADORES EM FUNÇÃO DO USO DA FERTIRRIGAÇÃO E CONTROLE COM ÁCIDO FOSFÓRICO

ENTUPIMENTO DE GOTEJADORES EM FUNÇÃO DO USO DA FERTIRRIGAÇÃO E CONTROLE COM ÁCIDO FOSFÓRICO ENTUPIMENTO DE GOTEJADORES EM FUNÇÃO DO USO DA FERTIRRIGAÇÃO E CONTROLE COM ÁCIDO FOSFÓRICO Gabiane S. Santos 1, Pedro R. F. de Medeiros 2, Elton C. P. V. A. Teles 3, Dayane R. Gonçalves 3, Roberto C.

Leia mais

Avaliação do sistema de irrigação por aspersão via catch3d

Avaliação do sistema de irrigação por aspersão via catch3d Avaliação do sistema de irrigação por aspersão via catch3d João Paulo Chaves Couto 1, Antônio Ramos Cavalcante 1, Neilon Duarte da Silva 1, Tatyana Keyty de Souza Borges 2 Resumo: A uniformidade de aplicação

Leia mais

Kelly Nascimento Leite 1, Diego Natan Bonifacio Rodrigues 2, Eugenio Paceli de Miranda 3. Raimundo Nonato F. Monteiro 4

Kelly Nascimento Leite 1, Diego Natan Bonifacio Rodrigues 2, Eugenio Paceli de Miranda 3. Raimundo Nonato F. Monteiro 4 AVALIAÇÃO DA UNIFORMIDADE DE DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA EM UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO LOCALIZADA POR MICROTUBOS, SOB DIFERENTES FATORES: DISPOSIÇÃO EM CAMPO, PRESSÕES E TAMANHOS. Kelly Nascimento Leite 1, Diego

Leia mais

Manejo de água em cultivo orgânico de banana nanica

Manejo de água em cultivo orgânico de banana nanica Manejo de água em cultivo orgânico de banana nanica Water management in organic cultivation of banana nanica PINTO, José Maria. Embrapa Semiárido, Petrolina, PE, jmpinto@cpatsa.embrapa.br; GALGARO, Marcelo.

Leia mais

ESTIMATIVA DA UNIFORMIDADE EM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO

ESTIMATIVA DA UNIFORMIDADE EM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO ESTIMATIVA DA UNIFORMIDADE EM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO Denise de Jesus Lemos Ferreira 1, Mayra Gislayne Melo de Lima 2, Jordânio Inácio Marques 3 Delfran Batista dos Santos 4, Vera Lúcia Antunes

Leia mais

DISCIPLINAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM IRRIGAÇÃO NO CERRADO - PPGIC DISCIPLINAS CRÉDITOS CH MATRIZ CURRICULAR CARACTERÍSTICA

DISCIPLINAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM IRRIGAÇÃO NO CERRADO - PPGIC DISCIPLINAS CRÉDITOS CH MATRIZ CURRICULAR CARACTERÍSTICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO GERÊNCIA DE PÓSGRADUAÇÃO, PESQUISA E INOVAÇÃO PROGRAMA DE PÓSGRADUAÇÃO EM IRRIGAÇÃO NO CERRADO DISCIPLINAS DO PROGRAMA DE PÓSGRADUAÇÃO EM IRRIGAÇÃO

Leia mais

AVALIAÇÃO DE SISTEMA DE IRRIGAÇÃO LOCALIZADA SOB DIFERENTES VAZÕES E COMPRIMENTO DE MICROTUBOS

AVALIAÇÃO DE SISTEMA DE IRRIGAÇÃO LOCALIZADA SOB DIFERENTES VAZÕES E COMPRIMENTO DE MICROTUBOS AVALIAÇÃO DE SISTEMA DE IRRIGAÇÃO LOCALIZADA SOB DIFERENTES VAZÕES E COMPRIMENTO DE MICROTUBOS Janielle Lima Fernandes 1, Monikuelly Mourato Pereira 2, Gerlange Soares da Silva 3, Gean Duarte da Silva

Leia mais

AVALIAÇÃO DO ASPERSOR AGROPOLO SETORIAL MODELO NY-23 S

AVALIAÇÃO DO ASPERSOR AGROPOLO SETORIAL MODELO NY-23 S AVALIAÇÃO DO ASPERSOR AGROPOLO SETORIAL MODELO NY-23 S J. C. M. Deamo 1 ; A. C. Barreto 2 ; O. C. da Cruz 2 RESUMO: Esse trabalho teve por objetivo avaliar o CUC do aspersor Agropolo setorial modelo NY-23

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO HIDRÁULICA DE MICRO ASPERSOR

CARACTERIZAÇÃO HIDRÁULICA DE MICRO ASPERSOR CARACTERIZAÇÃO HIDRÁULICA DE MICRO ASPERSOR M. A. D. Marques 1 ; L. F. S. M. Campeche 2 RESUMO: O propósito deste trabalho foi avaliar hidraulicamente o emissor da marca Agropolo de um sistema de irrigação

Leia mais

UNIFORMIDADE DE DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA EM UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO COM O USO DE ASPERSORES SETORIAIS

UNIFORMIDADE DE DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA EM UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO COM O USO DE ASPERSORES SETORIAIS UNIFORMIDADE DE DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA EM UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO COM O USO DE ASPERSORES SETORIAIS W. M. Queiroz 1 ; M. Simeão 2 ; A. R. B. Santos 2 ; F. E. P. Mousinho 3 RESUMO: O trabalho teve como objetivo

Leia mais

Uniformidade de Irrigação por Microaspersão sob Condição de Cobertura Morta e Doses De Água na Cultura do Coqueiro Anão

Uniformidade de Irrigação por Microaspersão sob Condição de Cobertura Morta e Doses De Água na Cultura do Coqueiro Anão IV Seminário de Iniciação Científica e Pós-Graduação da Embrapa Tabuleiros Costeiros 54 Uniformidade de Irrigação por Microaspersão sob Condição de Cobertura Morta e Doses De Água na Cultura do Coqueiro

Leia mais

Índice de clorofila em variedades de cana-de-açúcar tardia, sob condições irrigadas e de sequeiro

Índice de clorofila em variedades de cana-de-açúcar tardia, sob condições irrigadas e de sequeiro Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 7., 2010, Belo Horizonte Índice de clorofila em variedades de cana-de-açúcar tardia, sob condições irrigadas e de sequeiro Thiago Henrique Carvalho de Souza

Leia mais

AVALIAÇÃO DE SISTEMAS DE IRRIGAÇÃO POR PIVÔ CENTRAL E GOTEJAMENTO, UTILIZADOS NA CAFEICULTURA DA REGIÃO OESTE DA BAHIA 1

AVALIAÇÃO DE SISTEMAS DE IRRIGAÇÃO POR PIVÔ CENTRAL E GOTEJAMENTO, UTILIZADOS NA CAFEICULTURA DA REGIÃO OESTE DA BAHIA 1 AVALIAÇÃO DE SISTEMAS DE IRRIGAÇÃO POR PIVÔ CENTRAL E GOTEJAMENTO, UTILIZADOS NA CAFEICULTURA DA REGIÃO OESTE DA BAHIA 1 Marcelo R. VICENTE 2 E mail: marcelo@irriga.com.br, Everardo C. MANTOVANI 2, André

Leia mais

BEHAVIOR OF THE FLOW OF A DRIP TAPE (NETAFIM STREAMLINE 16060) IN FUNCTION DIFFERENT OPERATING PRESSURES

BEHAVIOR OF THE FLOW OF A DRIP TAPE (NETAFIM STREAMLINE 16060) IN FUNCTION DIFFERENT OPERATING PRESSURES COMPORTAMENTO DA VAZÃO DE UMA FITA GOTEJADORA (NETAFIM STREAMLINE 16060) EM FUNÇÃO DE DIFERENTES PRESSÕES DE OPERAÇÃO. J. A. S. Barreto 1, F. de. A. Oliveira 2, T. F. Cirilo 3, R. M. Lima 4, T. S. da Silva

Leia mais

COMPARAÇÃO DE EQUAÇÕES PARA CÁLCULO DA UNIFORMIDADE DE APLICAÇÃO DE ÁGUA PARA DIFERENTES SISTEMAS DE IRRIGAÇÃO RESUMO ABSTRACT

COMPARAÇÃO DE EQUAÇÕES PARA CÁLCULO DA UNIFORMIDADE DE APLICAÇÃO DE ÁGUA PARA DIFERENTES SISTEMAS DE IRRIGAÇÃO RESUMO ABSTRACT COMPARAÇÃO DE EQUAÇÕES PARA CÁLCULO DA UNIFORMIDADE DE APLICAÇÃO DE ÁGUA PARA DIFERENTES SISTEMAS DE IRRIGAÇÃO Fernando França da Cunha 1, Carlos Augusto Brasileiro de Alencar 2, Marcelo Rossi Vicente

Leia mais

Comportamento de genótipos de cebola no Submédio do vale São Francisco.

Comportamento de genótipos de cebola no Submédio do vale São Francisco. Comportamento de genótipos de cebola no Submédio do vale São Francisco. Jean de Oliveira Souza¹; Leilson Costa Grangeiro¹; Gilmara Mabel Santos 2 ; Nivaldo Duarte Costa 2 ; Carlos Antonio Fernandes Santos

Leia mais

EFEITO DOS NÍVEIS DE SALINIDADE DA ÁGUA DE IRRIGAÇÃO NA PRODUÇÃO DO FEIJOEIRO COMUM*

EFEITO DOS NÍVEIS DE SALINIDADE DA ÁGUA DE IRRIGAÇÃO NA PRODUÇÃO DO FEIJOEIRO COMUM* EFEITO DOS NÍVEIS DE SALINIDADE DA ÁGUA DE IRRIGAÇÃO NA PRODUÇÃO DO FEIJOEIRO COMUM* SILVEIRA, A.L. 1 ; SANTANA, M.J. ; BARRETO, A.C. ; VIEIRA, T.A. 3 * Projeto com apoio da FAPEMIG. 1 Estudante Agronomia

Leia mais

VIABILIDADE TÉCNICA E ECONÔMICA DO CULTIVO DO TOMATEIRO IRRIGADO *

VIABILIDADE TÉCNICA E ECONÔMICA DO CULTIVO DO TOMATEIRO IRRIGADO * VIABILIDADE TÉCNICA E ECONÔMICA DO CULTIVO DO TOMATEIRO IRRIGADO * VIEIRA, T.A. 1 ; SANTANA, M.J. 2 ; BARRETO, A.C. 2 * Projeto financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG).

Leia mais

AVALIAÇÃO DO VOLUME DE ÁGUA ESCOADO EM DIFERENTES DECLIVES SOB CHUVA SIMULADA 1

AVALIAÇÃO DO VOLUME DE ÁGUA ESCOADO EM DIFERENTES DECLIVES SOB CHUVA SIMULADA 1 AVALIAÇÃO DO VOLUME DE ÁGUA ESCOADO EM DIFERENTES DECLIVES SOB CHUVA SIMULADA 1 FRAGA JUNIOR, E. F. 2 ; VALLE JUNIOR, R.F. 3 ; FERREIRA JUNIOR, J. A. 4 ; CASSIA, M. T. 4 ; BONTEMPO, A.R. 4 ; FERREIRA,

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO HIDRÁULICA DO ASPERSOR SENNIGER

CARACTERIZAÇÃO HIDRÁULICA DO ASPERSOR SENNIGER CARACTERIZAÇÃO HIDRÁULICA DO ASPERSOR SENNIGER 4023-2 S. M. Cidrão; M. A. Ferreira; A. S. Teixeira RESUMO: O experimento foi desenvolvido no Laboratório de Hidráulica e Irrigação do Departamento de Engenharia

Leia mais

DESEMPENHO DOS SISTEMAS DE IRRIGAÇÃO NA MICROBACIA DO CÓRREGO DO COQUEIRO 1

DESEMPENHO DOS SISTEMAS DE IRRIGAÇÃO NA MICROBACIA DO CÓRREGO DO COQUEIRO 1 DESEMPENHO DOS SISTEMAS DE IRRIGAÇÃO NA MICROBACIA DO CÓRREGO DO COQUEIRO 1 D. G. FEITOSA 2, F. B. T. HERNANDEZ 3, R. A. M. FRANCO 4, G. O. SANTOS 5, J. L. ZOCOLER 6 RESUMO: A microbacia do Córrego do

Leia mais

EVALUATION OF THE UNIFORMITY AND EFFICIENCY OF WATER APPLICATION IN SYSTEMS OF IRRIGATION FOR SPRINKLE IRRIGATION

EVALUATION OF THE UNIFORMITY AND EFFICIENCY OF WATER APPLICATION IN SYSTEMS OF IRRIGATION FOR SPRINKLE IRRIGATION 48 Revista Brasileira de Agricultura Irrigada v.3, n.2, p.48-54, 2009 ISSN 1982-7679 (On-line) Fortaleza, CE, INOVAGRI http://www.inovagri.org.br Protocolo 011.09-10/05/2009 Aprovado em 15/09/2009 AVALIAÇÃO

Leia mais

INFLUÊNCIA DO ESPAÇAMENTO ENTRE COTONETES NA UNIFORMIDADE DE DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA EM SISTEMA ALTERNATIVO DE IRRIGAÇÃO DE BAIXO CUSTO.

INFLUÊNCIA DO ESPAÇAMENTO ENTRE COTONETES NA UNIFORMIDADE DE DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA EM SISTEMA ALTERNATIVO DE IRRIGAÇÃO DE BAIXO CUSTO. XLIII Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola - CONBEA 2014 Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo - Campo Grande -MS 27 a 31 de julho de 2014 INFLUÊNCIA DO ESPAÇAMENTO ENTRE COTONETES

Leia mais

DESEMPENHO DE UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO POR MICROASPERSÃO NA CULTURA DA MANGUEIRA (Mangifera indica L.) EM IGUATU-CE 1

DESEMPENHO DE UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO POR MICROASPERSÃO NA CULTURA DA MANGUEIRA (Mangifera indica L.) EM IGUATU-CE 1 DESEMPENHO DE UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO POR MICROASPERSÃO NA CULTURA DA MANGUEIRA (Mangifera indica L.) EM IGUATU-CE 1 G. P. Gomes 2 ; M. M. Pereira 3 ; E. P. Miranda 4 ; K. A. Duarte 5 ; M. G. Silva 1 ;

Leia mais

INFLUÊNCIA DA UNIFORMIDADE DE IRRIGAÇÃO NA PRODUÇÃO E NA RENTABILIDADE DE SILAGEM DE MILHO IRRIGADO

INFLUÊNCIA DA UNIFORMIDADE DE IRRIGAÇÃO NA PRODUÇÃO E NA RENTABILIDADE DE SILAGEM DE MILHO IRRIGADO 103 ISSN ONLINE 1808-8546/ISSN CD 1808-3765 INFLUÊNCIA DA UNIFORMIDADE DE IRRIGAÇÃO NA PRODUÇÃO E NA RENTABILIDADE DE SILAGEM DE MILHO IRRIGADO FLÁVIO GONÇALVES OLIVEIRA¹; ROBERTH GABRIEL NOBRE LOPES²;

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO HIDRÁULICA DE DIFERENTES MARCAS DE GOTEJADORES

CARACTERIZAÇÃO HIDRÁULICA DE DIFERENTES MARCAS DE GOTEJADORES CARACTERIZAÇÃO HIDRÁULICA DE DIFERENTES MARCAS DE GOTEJADORES Lucas Henrique Lara 1,4 ; Delvio Sandri 2,4 ; Oliver da Silva Porto Bernardes 3,4 1,4 PBIC-UEG, UnUCET 3,4 PVIC-UEG, UnUCET 2,4 Pesquisador

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO DE LÂMINAS DE ÁGUA EM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO POR ASPERSÃO FIXO

DISTRIBUIÇÃO DE LÂMINAS DE ÁGUA EM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO POR ASPERSÃO FIXO DISTRIBUIÇÃO DE LÂMINAS DE ÁGUA EM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO POR ASPERSÃO FIXO D. C. da C. Ribeiro 1 ; P. H. P. Ribeiro 2 ; M. B. Teixeira 3 ; F. A. L. Soares 4 ; H. C. R. de Lima 5 ; R. R. Gomes Filho 6 RESUMO:

Leia mais

AVALIAÇÃO DE UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO GRAVITACIONAL EM CAMPO COM A CULTURA DA MELANCIA 1

AVALIAÇÃO DE UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO GRAVITACIONAL EM CAMPO COM A CULTURA DA MELANCIA 1 AVALIAÇÃO DE UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO GRAVITACIONAL EM CAMPO COM A CULTURA DA MELANCIA 1 M. Valnir Júnior 2 ; L. S. de Sousa 3 ; C. M. de Carvalho 4 ; N. de S. Luna 4 ; O. P. Araújo 4 ;

Leia mais

MÉTODOS DE MANEJO DA IRRIGAÇÃO NO CULTIVO DA ALFACE AMERICANA

MÉTODOS DE MANEJO DA IRRIGAÇÃO NO CULTIVO DA ALFACE AMERICANA MÉTODOS DE MANEJO DA IRRIGAÇÃO NO CULTIVO DA ALFACE AMERICANA VIEIRA, T.A. 1 ; SANTANA, M.J. 2 ; BIULCHI, P.A. 2 ; VASCONCELOS, R.F. 3 1 Estudante de Agronomia do CEFET Uberaba MG, bolsista FAPEMIG, e-mail:

Leia mais

RESSALVA. Atendendo solicitação do autor, o texto completo desta tese será disponibilizado somente a partir de 30/06/2016.

RESSALVA. Atendendo solicitação do autor, o texto completo desta tese será disponibilizado somente a partir de 30/06/2016. RESSALVA Atendendo solicitação do autor, o texto completo desta tese será disponibilizado somente a partir de 30/06/2016. UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS

Leia mais

ANALYSIS OF UNIFORMITY COEFFICIENTS ON CENTER PIVOTS INSTALLED IN THE REGION OF SOUTHWEST GOIÁS

ANALYSIS OF UNIFORMITY COEFFICIENTS ON CENTER PIVOTS INSTALLED IN THE REGION OF SOUTHWEST GOIÁS Revista Brasileira de Agricultura Irrigada v.7, nº. 3, p. 181-190, 2013 ISSN 1982-7679 (On-line) Fortaleza, CE, INOVAGRI http://www.inovagri.org.br DOI: 10.7127/rbai.v7n300020 Protocolo 020.13 04/04/2013

Leia mais

UNIFORMIDADE EM UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO FAMILIAR POR GOTEJAMENTO SOB DIFERENTES CARGAS HIDRÁULICAS

UNIFORMIDADE EM UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO FAMILIAR POR GOTEJAMENTO SOB DIFERENTES CARGAS HIDRÁULICAS UNIFORMIDADE EM UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO FAMILIAR POR GOTEJAMENTO SOB DIFERENTES CARGAS HIDRÁULICAS F. L. Suszek 1 ; M. A. Vilas Boas 2 ; M. R. Klein 2 ; C. Reis 3 ; C. Ay Moré 4 ; F. D. Szekut 5 RESUMO.

Leia mais

AVALIAÇÃO DA IRRIGAÇÃO POR CANHÃO ASPERSOR COM USO DE MOTORBOMBA E ELETROBOMBA

AVALIAÇÃO DA IRRIGAÇÃO POR CANHÃO ASPERSOR COM USO DE MOTORBOMBA E ELETROBOMBA AVALIAÇÃO DA IRRIGAÇÃO POR CANHÃO ASPERSOR COM USO DE MOTORBOMBA E ELETROBOMBA Marcos Antonio Liodorio dos Santos 1, Samuel Silva 2, José Dantas Neto 3, Rodollpho Artur Souza Lima 4, Pedro Henrique Pinto

Leia mais

Avaliação da velocidade de reação do corretivo líquido na camada superficial de um Latossolo Vermelho distroférrico

Avaliação da velocidade de reação do corretivo líquido na camada superficial de um Latossolo Vermelho distroférrico Avaliação da velocidade de reação do corretivo líquido na camada superficial de um Latossolo Vermelho distroférrico Bruna de Souza SILVEIRA 1 ; André Luís XAVIER 1 ; Sheila Isabel do Carmo PINTO 2 ; Fernando

Leia mais

Coeficientes de cultura e evapotranspiração da cultura do alho irrigado

Coeficientes de cultura e evapotranspiração da cultura do alho irrigado Coeficientes de cultura e evapotranspiração da cultura do alho irrigado Márcio José de Santana, Bruno Phelipe M. da Cunha Resende, Othon Carlos da Cruz, Amanda Letícia da Silveira Eng. Agrônomo, Dr. Engenharia

Leia mais

AVALIAÇÃO DE UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO POR MICROASPERSÃO NA CULTURA DO MARACUJÁ (Passiflora sp.)

AVALIAÇÃO DE UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO POR MICROASPERSÃO NA CULTURA DO MARACUJÁ (Passiflora sp.) AVALIAÇÃO DE UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO POR MICROASPERSÃO NA CULTURA DO MARACUJÁ (Passiflora sp.) C. F. G. ALVES 1, J. C. B. LUCIO 2, S. M. de MENEZES 2, R. S. de ALMEIDA 2, F. B. da SILVA 2, J. C. da SILVA

Leia mais

ESTUDO DA VIABILIDADE DE DISPONIBILIZAÇÃO DE POTÁSSIO E FÓSFORO EM SOLOS DE CERRADO COM A UTILIZAÇÃO DO PENERGETIC 4 SAFRAS

ESTUDO DA VIABILIDADE DE DISPONIBILIZAÇÃO DE POTÁSSIO E FÓSFORO EM SOLOS DE CERRADO COM A UTILIZAÇÃO DO PENERGETIC 4 SAFRAS ESTUDO DA VIABILIDADE DE DISPONIBILIZAÇÃO DE POTÁSSIO E FÓSFORO EM SOLOS DE CERRADO COM A UTILIZAÇÃO DO PENERGETIC 4 SAFRAS ANDRÉ L.T. FERNANDES DR. ENGENHARIA DE ÁGUA E SOLO, PROF. UNIUBE E FACULDADES

Leia mais

IRRIGATION SYSTEM EVALUATION BY KELLER AND KARMELI AND BY DENÍCULI METHODOLOGIES, IN CITRUS BY DRIP IRRIGATION

IRRIGATION SYSTEM EVALUATION BY KELLER AND KARMELI AND BY DENÍCULI METHODOLOGIES, IN CITRUS BY DRIP IRRIGATION Revista Brasileira de Agricultura Irrigada v.6, nº. 2, p. 74-80, 2012 ISSN 1982-7679 (On-line) Fortaleza, CE, INOVAGRI http://www.inovagri.org.br DOI: 10.7127/rbai.v6n200085 Protocolo 085 24/01/2012 Aprovado

Leia mais

DESEMPENHO DE UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO GRAVITACIONAL EM CAMPO COM A CULTURA DA ABÓBORA 1

DESEMPENHO DE UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO GRAVITACIONAL EM CAMPO COM A CULTURA DA ABÓBORA 1 DESEMPENHO DE UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO GRAVITACIONAL EM CAMPO COM A CULTURA DA ABÓBORA 1 M. Valnir Júnior 2 ; L. S. de Sousa 3 ; C. M. de Carvalho 3 ; M. J.B. Ramos 3, N. de S. Luna 3 ;

Leia mais

Características biométricas de cafeeiro intercalado com diferentes sistemas de produção de abacaxizeiro para agricultura familiar do Projeto Jaíba

Características biométricas de cafeeiro intercalado com diferentes sistemas de produção de abacaxizeiro para agricultura familiar do Projeto Jaíba Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 8., 2011, Belo Horizonte Características biométricas de cafeeiro intercalado com diferentes sistemas de produção de abacaxizeiro para agricultura familiar

Leia mais

COEFICIENTES DE CULTURA PARA O ALHO IRRIGADO

COEFICIENTES DE CULTURA PARA O ALHO IRRIGADO COEFICIENTES DE CULTURA PARA O ALHO IRRIGADO RESENDE, B.P.M.C. 1 ; SANTANA, M.J. de 2 ; SILVEIRA, A.L. da 3 ; TAVARES, W.A. 1 ; BARRETO, A.C. 2 ; CRUZ, O.C. 2 1 Estudante de Tecnologia de Irrigação e Drenagem

Leia mais

XXV CONIRD Congresso Nacional de Irrigação e Drenagem 08 a 13 de novembro de 2015, UFS - São Cristóvão/SE

XXV CONIRD Congresso Nacional de Irrigação e Drenagem 08 a 13 de novembro de 2015, UFS - São Cristóvão/SE Avaliação do manejo de irrigação em pivô central na Região Oeste da Bahia 1 S. O. Dayube 2, M. L. de Jesus 3, S. B. A. Viana 4, L. M. de Araújo Junior 5, J. Silva 6, S. B. da S. Paranhos 7 RESUMO: O desempenho

Leia mais

AVALIAÇÃO DE UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO EM AMBIENTE PROTEGIDO

AVALIAÇÃO DE UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO EM AMBIENTE PROTEGIDO AVALIAÇÃO DE UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO EM AMBIENTE PROTEGIDO H. F. de Araújo 1 ; D. L. Ferrari 2 ; P. A. M. Leal 3 RESUMO: Em condições de ambiente protegido a avaliação dos sistemas de irrigação

Leia mais

Resposta das bananeiras BRS Platina e PA 9401 à irrigação no segundo ciclo nas condições do Norte de Minas

Resposta das bananeiras BRS Platina e PA 9401 à irrigação no segundo ciclo nas condições do Norte de Minas Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 10., 2013. Belo Horizonte Resposta das bananeiras BRS Platina e PA 9401 à irrigação no segundo ciclo nas condições do Norte de Minas Miquéias Gomes dos

Leia mais

PRODUTIVIDADE E CRESCIMENTO VEGETATIVO DO CAFEEIRO IRRIGADO, NA REGIÃO DE VIÇOSA-MG, PRIMEIRO ANO DE RESULTADO 1

PRODUTIVIDADE E CRESCIMENTO VEGETATIVO DO CAFEEIRO IRRIGADO, NA REGIÃO DE VIÇOSA-MG, PRIMEIRO ANO DE RESULTADO 1 PRODUTIVIDADE E CRESCIMENTO VEGETATIVO DO CAFEEIRO IRRIGADO, NA REGIÃO DE VIÇOSA-MG, PRIMEIRO ANO DE RESULTADO 1 2 VIEIRA, G. H. S.; 3 MANTOVANI, E. C.; 4 SOARES, A. R.; 5 SOUSA, M. B. A. 1 Trabalho financiado

Leia mais

IRRIGAÇÃO LOCALIZADA POR MANGUEIRA PLÁSTICA PERFURADA TRIPAS

IRRIGAÇÃO LOCALIZADA POR MANGUEIRA PLÁSTICA PERFURADA TRIPAS IRRIGAÇÃO LOCALIZADA POR MANGUEIRA PLÁSTICA PERFURADA TRIPAS Jarbas Honorio de Miranda 1 Manoel Alves de Faria 1 Giuliano da Silva Igarashi 2 1 O que é Irrigação Localizada? A irrigação localizada nada

Leia mais

Giuliani do Prado 1 & Alberto Colombo 2

Giuliani do Prado 1 & Alberto Colombo 2 Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental v.17, n.4, p.355 361, 013 Campina Grande, PB, UAEA/UFCG http://www.agriambi.com.br Protocolo 037.1 8/0/01 Aprovado em 11/01/013 Interpolação de perfis

Leia mais

EFEITO DO MANEJO DA IRRIGAÇÃO SOB DIFERENTES MÉTODOS CONTROLE E TENSÕES DE ÁGUA DO SOLO NA CULTURA DO FEIJOEIRO

EFEITO DO MANEJO DA IRRIGAÇÃO SOB DIFERENTES MÉTODOS CONTROLE E TENSÕES DE ÁGUA DO SOLO NA CULTURA DO FEIJOEIRO EFEITO DO MANEJO DA IRRIGAÇÃO SOB DIFERENTES MÉTODOS CONTROLE E TENSÕES DE ÁGUA DO SOLO NA CULTURA DO FEIJOEIRO J. B. CHIEPPE JR. 1, L. F. STONE, 2 A. E. KLAR 3, A. L. PEREIRA 4 Escrito para apresentação

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE SISTEMA SIMPLIFICADO DE IRRIGAÇÃO

UTILIZAÇÃO DE SISTEMA SIMPLIFICADO DE IRRIGAÇÃO CENTRO DE AGROECOLOGIA, ENERGIAS RENOVÁVEIS E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL - CAERDES Série Cartilha Agroecologia Volume 4 UTILIZAÇÃO DE SISTEMA SIMPLIFICADO DE IRRIGAÇÃO 1 UTILIZAÇÃO DE SISTEMA SIMPLIFICADO

Leia mais

Influência da aplicação de água na uniformidade da umidade no perfil do solo

Influência da aplicação de água na uniformidade da umidade no perfil do solo Influência da aplicação de água na uniformidade da umidade no perfil do solo Roberto Rezende 1 *, Antônio Carlos Andrade Gonçalves 1, Paulo Sérgio Lourenço de Freitas 1, José Antônio Frizzone 2, Cássio

Leia mais

Avaliação dos parâmetros dos colmos da cana-de-açúcar, segunda folha, submetida a níveis de irrigação e adubação

Avaliação dos parâmetros dos colmos da cana-de-açúcar, segunda folha, submetida a níveis de irrigação e adubação REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 Volume 5- Número 1-1º Semestre 2005 Avaliação dos parâmetros dos colmos da cana-de-açúcar, segunda folha, submetida a níveis de irrigação e adubação

Leia mais

USO DA TDR NO MONITORAMENTO DA UNIFORMIDADE DE APLICAÇÃO DE ÁGUA POR ASPERSÃO CONVENCIONAL

USO DA TDR NO MONITORAMENTO DA UNIFORMIDADE DE APLICAÇÃO DE ÁGUA POR ASPERSÃO CONVENCIONAL USO DA TDR NO MONITORAMENTO DA UNIFORMIDADE DE APLICAÇÃO DE ÁGUA POR ASPERSÃO CONVENCIONAL D. R. C. Feitosa 1 ; E. A. A. Barbosa 2 ; F. P. de Deus 3 ; M. D. Ribeiro 4 ; N. F. Tuta 4 ; E. E. Matsura 5 RESUMO:

Leia mais

CULTIVO DA MELANCIA IRRIGADA POR GOTEJAMENTO E SULCO SUBMETIDA A DIFERENTES LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO RESUMO

CULTIVO DA MELANCIA IRRIGADA POR GOTEJAMENTO E SULCO SUBMETIDA A DIFERENTES LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO RESUMO CULTIVO DA MELANCIA IRRIGADA POR GOTEJAMENTO E SULCO SUBMETIDA A DIFERENTES LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO Josimar Alberto Pereira 1 ; Delvio Sandri 2 ; Rônega Boasorte Vargas 3 1 Mestrando, Engenharia Agrícola,

Leia mais

UNIFORMIDADE DE TRÊS ASPERSORES UTILIZADOS EM PROJETOS DE IRRIGAÇÃO POR ASPERSÃO CONVENCIONAL

UNIFORMIDADE DE TRÊS ASPERSORES UTILIZADOS EM PROJETOS DE IRRIGAÇÃO POR ASPERSÃO CONVENCIONAL UNIFORMIDADE DE TRÊS ASPERSORES UTILIZADOS EM PROJETOS DE IRRIGAÇÃO POR ASPERSÃO CONVENCIONAL K. P. Castagnolli 1 ; S. Ichikura 1 ; R. M. Vieira 1 ; R. A. Armindo 2 Resumo: Neste trabalho, teve-se por

Leia mais

Programa de Pós-Graduação em Ciências Agrárias Mestradoe Doutorado

Programa de Pós-Graduação em Ciências Agrárias Mestradoe Doutorado UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA Centro de Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas NEAS - Núcleo de Engenharia de Água e Solo Campus Universitário de Cruz das Almas, Bahia Programa de Pós-Graduação

Leia mais

Programa de Pós-Graduação em Ciências Agrárias Mestradoe Doutorado

Programa de Pós-Graduação em Ciências Agrárias Mestradoe Doutorado UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA Centro de Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas NEAS - Núcleo de Engenharia de Água e Solo Campus Universitário de Cruz das Almas, Bahia Programa de Pós-Graduação

Leia mais

DESEMPENHO DE EMISSORES DE BAIXO CUSTO PARA USO EM IRRIGAÇÃO LOCALIZADA

DESEMPENHO DE EMISSORES DE BAIXO CUSTO PARA USO EM IRRIGAÇÃO LOCALIZADA http://dx.doi.org/10.12702/ii.inovagri.2014-a713 DESEMPENHO DE EMISSORES DE BAIXO CUSTO PARA USO EM IRRIGAÇÃO LOCALIZADA F. P. Santos 1, J. C. Texeira 1, E. F. Coelho 2, R. C. Oliveira¹, R. T. M. Araújo¹

Leia mais

OBSERVAÇÕES SOBRE A ADUBAÇÃO FOLIAR EM FEI- JOEIRO (Phaseolus vulgaris L.) II ( 1 ). EDUARDO ANTÔNIO

OBSERVAÇÕES SOBRE A ADUBAÇÃO FOLIAR EM FEI- JOEIRO (Phaseolus vulgaris L.) II ( 1 ). EDUARDO ANTÔNIO OBSERVAÇÕES SOBRE A ADUBAÇÃO FOLIAR EM FEI- JOEIRO (Phaseolus vulgaris L.) II ( 1 ). EDUARDO ANTÔNIO BULISANI, SHIRO MIYASAKA e Luiz D'ARTAGNAN DE ALMEIDA. Em estudo anterior ( 2 ), constatou-se que o

Leia mais

FERTIRRIGACAO POTÁSSICA DO CAJUEIRO COM DIFERENTES FONTES E FORMAS DE DILUIÇÃO DO CLORETO DE POTASSIO

FERTIRRIGACAO POTÁSSICA DO CAJUEIRO COM DIFERENTES FONTES E FORMAS DE DILUIÇÃO DO CLORETO DE POTASSIO 325 ISSN 1808-3765 http://dx.doi.org/10.15809/irriga.2014v19n2p325 FERTIRRIGACAO POTÁSSICA DO CAJUEIRO COM DIFERENTES FONTES E FORMAS DE DILUIÇÃO DO CLORETO DE POTASSIO BENITO MOREIRA DE AZEVEDO 1 ; CARLOS

Leia mais

FLÁVIO FAVARO BLANCO Engenheiro Agrônomo. Orientador: Prof. Dr. MARCOS VINÍCIUS FOLEGATTI

FLÁVIO FAVARO BLANCO Engenheiro Agrônomo. Orientador: Prof. Dr. MARCOS VINÍCIUS FOLEGATTI TOLERÂNCIA DO TOMATEIRO À SALINIDADE SOB FERTIRRIGAÇÃO E CALIBRAÇÃO DE MEDIDORES DE ÍONS ESPECÍFICOS PARA DETERMINAÇÃO DE NUTRIENTES NA SOLUÇÃO DO SOLO E NA PLANTA FLÁVIO FAVARO BLANCO Tese apresentada

Leia mais

PRODUCTION OF BANANA CV GRAND NAINE UNDER FERTIRRIGATION IN THE NORTH OF MINAS GERAIS STATE CONDITIONS

PRODUCTION OF BANANA CV GRAND NAINE UNDER FERTIRRIGATION IN THE NORTH OF MINAS GERAIS STATE CONDITIONS PRODUÇÃO DE BANANEIRA GRAND NAINE SOB FERTIRRIGAÇÃO NAS CONDIÇÕES DO NORTE DE MINAS F. D. ARAÚJO 1, J. T. A. SOUZA 1, E. F.COELHO 2, P. M. DE OLIVEIRA 3, W. L. SIMÕES 4, E. B. DO N. FILHO 1 RESUMO: O objetivo

Leia mais

ESTIMATIVA DE POTASSIO NA SOLUÇÃO DO SOLO EM LISIMETRO DE DRENAGEM COM USO DA TDR

ESTIMATIVA DE POTASSIO NA SOLUÇÃO DO SOLO EM LISIMETRO DE DRENAGEM COM USO DA TDR ESTIMATIVA DE POTASSIO NA SOLUÇÃO DO SOLO EM LISIMETRO DE DRENAGEM COM USO DA TDR Modalidade: ( ) Ensino ( x ) Pesquisa ( ) Extensão Nível: ( ) Médio ( ) Superior ( x ) Pós-graduação Área: ( ) Química

Leia mais

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DE UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO LOCALIZADO EM CONSÓRCIO DE GRAMINIA COM LEGUMINOSA

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DE UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO LOCALIZADO EM CONSÓRCIO DE GRAMINIA COM LEGUMINOSA AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DE UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO LOCALIZADO EM CONSÓRCIO DE GRAMINIA COM LEGUMINOSA P. FREITAS ALCÂNTARA 1 ; F.T. de ALBUQUERQUE ARAGÃO 2 ; T. V. de ARAÚJO VIANA 3 ; S. ALVES DE SOUSA

Leia mais

FUNÇÃO DE RESPOSTA DO MILHO VERDE IRRIGADO À ADUBAÇÃO NITROGENADA E POTÁSSICA EM TERESINA, PI

FUNÇÃO DE RESPOSTA DO MILHO VERDE IRRIGADO À ADUBAÇÃO NITROGENADA E POTÁSSICA EM TERESINA, PI FUNÇÃO DE RESPOSTA DO MILHO VERDE IRRIGADO À ADUBAÇÃO NITROGENADA E POTÁSSICA EM TERESINA, PI 1 M. Simeão 1 ; M. J. L. Oliveira 1 ; A. E. S Oliveira 2 ; K. S. Alves 2 ; F. E. P. Mousinho 3 RESUMO: Este

Leia mais

Programa de Pós-Graduação em Ciências Agrárias Mestradoe Doutorado

Programa de Pós-Graduação em Ciências Agrárias Mestradoe Doutorado UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA Centro de Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas NEAS - Núcleo de Engenharia de Água e Solo Campus Universitário de Cruz das Almas, Bahia Programa de Pós-Graduação

Leia mais

PRODUÇÃO DO PIMENTÃO IRRIGADO COM DIFERENTES LÂMINAS DE REPOSIÇÃO

PRODUÇÃO DO PIMENTÃO IRRIGADO COM DIFERENTES LÂMINAS DE REPOSIÇÃO PRODUÇÃO DO PIMENTÃO IRRIGADO COM DIFERENTES LÂMINAS DE REPOSIÇÃO PIZOLATO NETO, A. 1 ; SANTANA, M.J. de 2 ; CARDOZO, M.T.D. 3 ; GALBIATTI, J.A. 4 1 Estudante de Engenharia Agronômica do IFTM- Uberaba,

Leia mais

Irrigação de Fruteiras

Irrigação de Fruteiras Fruticultura Geral Irrigação de Fruteiras Alessandra Alves Rodrigues DCR / FAPESQ / CNPq Prof a Railene Hérica Carlos Rocha UAGRA / CCTA / UFCG Introdução Definição de irrigação: é a aplicação artificial

Leia mais

Parâmetros Da Equação De Chuvas Intensas Nos Municípios De Viçosa E Palmeira Dos Índios- AL

Parâmetros Da Equação De Chuvas Intensas Nos Municípios De Viçosa E Palmeira Dos Índios- AL Parâmetros Da Equação De Chuvas Intensas Nos Municípios De Viçosa E Palmeira Dos Índios- AL Karla Nayara Santos de Almeida¹; Kaíse Barbosa de Souza 2 ; Gabriel Soares Lopes Gomes 3 ; João Batista Lopes

Leia mais

AVALIAÇÃO DE UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO

AVALIAÇÃO DE UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO AVALIAÇÃO DE UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO V. M. Vidal 1 ; J. F. V. Bessa 1 ; J. S. Pedrosa 2 ; F. L. V.alério 3 ; F. A. L. Soares 4 ; M. B. Teixeira 4 RESUMO - Para determinar a uniformidade

Leia mais

Desempenho de Cultivares de Alface Americana Para Mesorregião da Mata do Estado de Pernambuco.

Desempenho de Cultivares de Alface Americana Para Mesorregião da Mata do Estado de Pernambuco. Desempenho de Cultivares de Alface Americana Para Mesorregião da Mata do Estado de Pernambuco. Humberto P. Lyra Filho 1 ; Maria Cristina L. da Silva 2 ; Elizabeth A. de A. Maranhão 1 ; Silvio Luiz Tavares

Leia mais

IV Congresso Brasileiro de Mamona e I Simpósio Internacional de Oleaginosas Energéticas, João Pessoa, PB 2010 Página 1213

IV Congresso Brasileiro de Mamona e I Simpósio Internacional de Oleaginosas Energéticas, João Pessoa, PB 2010 Página 1213 Página 1213 COMPORTAMENTO DA CULTIVAR DE MAMONA BRS ENERGIA CULTIVADA SOB DUAS DENSIDADES DE PLANTIO EM IRECÊ, BA Jalmi Guedes Freitas 1, José Carlos Aguiar da Silva 1, Jocelmo Ribeiro Mota 1 Gilvando

Leia mais

MATURAÇÃO E PRODUTIVIDADE DO CAFEEIRO CONILON SUBMETIDO Á DIFERENTES ÉPOCAS DE IRRIGAÇÃO 2º ANO AGRÍCOLA

MATURAÇÃO E PRODUTIVIDADE DO CAFEEIRO CONILON SUBMETIDO Á DIFERENTES ÉPOCAS DE IRRIGAÇÃO 2º ANO AGRÍCOLA MATURAÇÃO E PRODUTIVIDADE DO CAFEEIRO CONILON SUBMETIDO Á DIFERENTES ÉPOCAS DE IRRIGAÇÃO 2º ANO AGRÍCOLA J.M. Correa¹; G.H.S. Vieira ²; J.B.Loss³; R. Birchler 4 ; G. Peterle 4 RESUMO: A qualidade do café

Leia mais

Restos Vegetais da Mangueira e Sua Importância como Fonte de Inóculo em Diferentes Sistemas de Manejo

Restos Vegetais da Mangueira e Sua Importância como Fonte de Inóculo em Diferentes Sistemas de Manejo 114 Restos Vegetais da Mangueira e sua Importância como Fonte de Inóculo em Restos Vegetais da Mangueira e Sua Importância como Fonte de Inóculo em Diferentes Sistemas de Manejo Mango Debris and Their

Leia mais

Otimização do Uso da Água na Agricultura Irrigada

Otimização do Uso da Água na Agricultura Irrigada São Mateus, ES 02 de setembro de 2016 Otimização do Uso da Água na Agricultura Irrigada Prof. Ds. Robson Bonomo Programa de Pós-graduação em Agricultura Tropical Departamento de Ciências Agrárias e Biológicas

Leia mais

IRRIGATION AND NITROGEN FERTILIZATION ON MOMBAÇA GRASS IN THE WESTERN PART OF STATE SÃO PAULO, BRAZIL

IRRIGATION AND NITROGEN FERTILIZATION ON MOMBAÇA GRASS IN THE WESTERN PART OF STATE SÃO PAULO, BRAZIL IRRIGAÇÃO E ADUBAÇÃO NITROGENADA EM CAPIM MOMBAÇA NA REGIÃO OESTE DO ESTADO DE SÃO PAULO P. E. GARGANTINI 1 ; F. B. T. HERNANDEZ 2 ; L. S. VANZELA 3 ; R. C. LIMA 4 Escrito para apresentação no XV Congresso

Leia mais

AVALIAÇÃO DE EMISSORES DE BAIXO CUSTO DE IRRIGAÇÃO LOCALIZADA SUBMETIDOS À BAIXA PRESSÃO 1 RESUMO

AVALIAÇÃO DE EMISSORES DE BAIXO CUSTO DE IRRIGAÇÃO LOCALIZADA SUBMETIDOS À BAIXA PRESSÃO 1 RESUMO 55 ISSN 1808-3765 AVALIAÇÃO DE EMISSORES DE BAIXO CUSTO DE IRRIGAÇÃO LOCALIZADA SUBMETIDOS À BAIXA PRESSÃO ITALO WIGLIFF LEITE PACHICO 1 E SÉRGIO LUIZ AGUILAR LEVIEN 2 1 Engenheiro Agrônomo, Mestrando,

Leia mais

Revista Ceres ISSN: 0034-737X ceresonline@ufv.br Universidade Federal de Viçosa Brasil

Revista Ceres ISSN: 0034-737X ceresonline@ufv.br Universidade Federal de Viçosa Brasil Revista Ceres ISSN: 0034-737X ceresonline@ufv.br Universidade Federal de Viçosa Brasil Gonçalves de Oliveira, Flávio; Pimenta de Figueiredo, Flávio INFLUÊNCIA DO ESPAÇAMENTO ENTRE ASPERSORES E DO USO DE

Leia mais

Material e Métodos O experimento foi conduzido em um Argissolo, alocado no campo experimental do curso de Engenharia Agronômica do Instituto Federal

Material e Métodos O experimento foi conduzido em um Argissolo, alocado no campo experimental do curso de Engenharia Agronômica do Instituto Federal ATRIBUTOS BIOMÉTRICOS E PRODUTIVIDADE DA CULTURA DA BATATA, VARIEDADE ÁGATA, CULTIVADA NA REGIÃO DO ALTO VALE DO ITAJAÍ-SC SOB APLICAÇÃO DE DOSES DE BORO Guilherme VITÓRIA 1, Rodrigo SALVADOR 2, Francieli

Leia mais

TEORES FOLIARES DE FÓSFORO, COBRE E ZINCO EM CAFEEIROS FERTIRRIGADOS NA REGIÃO DO CERRADO MINEIRO

TEORES FOLIARES DE FÓSFORO, COBRE E ZINCO EM CAFEEIROS FERTIRRIGADOS NA REGIÃO DO CERRADO MINEIRO TEORES FOLIARES DE FÓSFORO, COBRE E ZINCO EM CAFEEIROS FERTIRRIGADOS NA REGIÃO DO CERRADO MINEIRO William Eduardo Dos Reis Martins 1, Matheus Alvim Alves de Rezende 2, Bárbara Vanzella 3, Thúlio Vinicius

Leia mais

EFEITO DA FREQÜÊNCIA DE FERTIRRIGAÇÃO NITROGENADA NA CULTURA DA MELANCIA

EFEITO DA FREQÜÊNCIA DE FERTIRRIGAÇÃO NITROGENADA NA CULTURA DA MELANCIA EFEITO DA FREQÜÊNCIA DE FERTIRRIGAÇÃO NITROGENADA NA CULTURA DA MELANCIA C. N. V. Fernandes 1 ; J. R. DO Nascimento Neto 2 ; A. R. Campêlo 1 ; R. H. Lima 3 ; J. B. R. de Mesquita 4 ; B. M. de Azevedo 5

Leia mais

TEORES DE AMIDO EM GENÓTIPOS DE BATATA-DOCE EM FUNÇÃO DA ADUBAÇÃO POTÁSSICA

TEORES DE AMIDO EM GENÓTIPOS DE BATATA-DOCE EM FUNÇÃO DA ADUBAÇÃO POTÁSSICA TEORES DE AMIDO EM GENÓTIPOS DE BATATA-DOCE EM FUNÇÃO DA ADUBAÇÃO POTÁSSICA Flávio Coelho Mendes 1 ; Priscila Fonseca Costa 1 ; Tânia Irres Lima de Sousa 1 ; Rodrigo de Castro Tavares 2 1 Aluno (a) do

Leia mais

EFICIÊNCIA DE APLICAÇÃO DA IRRIGAÇÃO EM PIVÔ CENTRAL UTILIZANDO INVERSOR DE FREQUÊNCIA NO SISTEMA DE BOMBEAMENTO

EFICIÊNCIA DE APLICAÇÃO DA IRRIGAÇÃO EM PIVÔ CENTRAL UTILIZANDO INVERSOR DE FREQUÊNCIA NO SISTEMA DE BOMBEAMENTO EFICIÊNCIA DE APLICAÇÃO DA IRRIGAÇÃO EM PIVÔ CENTRAL UTILIZANDO INVERSOR DE FREQUÊNCIA NO SISTEMA DE BOMBEAMENTO J. L. ZOCOLER 1, A. S. LIMA 2, F.B.T. HERNANDEZ 3, M.F. MAGGI 4, E.H. YANO 5 RESUMO: Neste

Leia mais

INFLUÊNCIA DO ESPAÇAMENTO ENTRE ASPERSORES NA UNIFORMIDADE DE DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA ACIMA E ABAIXO DA SUPERFÍCIE DO SOLO

INFLUÊNCIA DO ESPAÇAMENTO ENTRE ASPERSORES NA UNIFORMIDADE DE DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA ACIMA E ABAIXO DA SUPERFÍCIE DO SOLO Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v.2, n.3, p.257-261, 1998 Campina Grande, PB, DEAg/UFPB INFLUÊNCIA DO ESPAÇAMENTO ENTRE ASPERSORES NA UNIFORMIDADE DE DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA ACIMA E

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DO ARMAZENAMENTO DE UMA SOLUÇÃO DE NITRATO DE POTÁSSIO APLICADO VIA IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO NA CULTURA DO PIMENTÃO 1

CARACTERIZAÇÃO DO ARMAZENAMENTO DE UMA SOLUÇÃO DE NITRATO DE POTÁSSIO APLICADO VIA IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO NA CULTURA DO PIMENTÃO 1 CARACTERIZAÇÃO DO ARMAZENAMENTO DE UMA SOLUÇÃO DE NITRATO DE POTÁSSIO APLICADO VIA IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO NA CULTURA DO PIMENTÃO 1 B. L. Santoro 2 ; C. F. Souza 3 ; L. M. Sato 2 ; R. C. M. Pires 4 RESUMO:

Leia mais

IT-1101 - AGRICULTURA IRRIGADA. (parte 2)

IT-1101 - AGRICULTURA IRRIGADA. (parte 2) 6 Sistemas de irrigação (parte 2) irrigação localizada: é o método em que a água é aplicada diretamente sobre a região radicular, com baixa intensidade e alta freqüência. Métodos de irrigação: gotejamento

Leia mais

UNIFORMITY OF APPLICATION OF FERTILIZERS UNDER A SYSTEM OF SUBSURFACE DRIP

UNIFORMITY OF APPLICATION OF FERTILIZERS UNDER A SYSTEM OF SUBSURFACE DRIP Revista Brasileira de Agricultura Irrigada v.8, nº. 5, p.391-402, 2014 ISSN 1982-7679 (On-line) Fortaleza, CE, INOVAGRI http://www.inovagri.org.br DOI: 10.7127/rbai.v8n500253 Protocolo 253.14 31/05/2014

Leia mais

Produção de Folhosas sem desperdício de água. Palestra 2 Tecnologia de Cultivo e Gotejamento. Regina Célia de Matos Pires -

Produção de Folhosas sem desperdício de água. Palestra 2 Tecnologia de Cultivo e Gotejamento. Regina Célia de Matos Pires - Produção de Folhosas sem desperdício de água Palestra 2 Tecnologia de Cultivo e Gotejamento Regina Célia de Matos Pires - IAC Campinas, 10 agosto de 2016 Economia de água - importância População mundial

Leia mais

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Embrapa Meio-Norte. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Embrapa Meio-Norte. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Meio-Norte Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento ISSN 0104-866X Outubro, 2009 Documentos 201 Boletim Agrometeorológico de 2008 para o Município

Leia mais

FLUTUAÇÃO DA PRECIPITAÇÃO EM ALAGOA NOVA, PARAÍBA, EM ANOS DE EL NIÑO

FLUTUAÇÃO DA PRECIPITAÇÃO EM ALAGOA NOVA, PARAÍBA, EM ANOS DE EL NIÑO FLUTUAÇÃO DA PRECIPITAÇÃO EM ALAGOA NOVA, PARAÍBA, EM ANOS DE EL NIÑO Vicente de Paulo Rodrigues da Silva 1 ; Raimundo Mainar de Medeiros 2 ; Manoel Francisco Gomes Filho 1 1 Prof. Dr. Unidade Acadêmica

Leia mais

Comunicado Técnico. Espaçamento entre Aspersores e entre Linhas Laterais na Irrigação por Aspersão Convencional. Juscelino Antonio de Azevedo 1

Comunicado Técnico. Espaçamento entre Aspersores e entre Linhas Laterais na Irrigação por Aspersão Convencional. Juscelino Antonio de Azevedo 1 Comunicado Técnico Dezembro, 86 ISSN 1517-1469 Planaltina, DF 2002 Espaçamento entre Aspersores e entre Linhas Laterais na Irrigação por Aspersão Convencional Juscelino Antonio de Azevedo 1 Em pequenas

Leia mais

DESEMPENHO DE UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO POR MICROASPERSÃO NA CULTURA DA GOIABA EM BARBALHA-CE

DESEMPENHO DE UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO POR MICROASPERSÃO NA CULTURA DA GOIABA EM BARBALHA-CE 55 Revista Brasileira de Agricultura Irrigada v.3, n.2, p.5561, 2009 ISSN 1982-7679 (On-line) Fortaleza, CE, INOVAGRI http://www.inovagri.org.br Protocolo 018.09-19/03/2009 Aprovado em 12/09/2009 DESEMPENHO

Leia mais

Aplicação de análise geoestatística em lâminas de irrigação de pivô central

Aplicação de análise geoestatística em lâminas de irrigação de pivô central Aplicação de análise geoestatística em lâminas de irrigação de pivô central Jesus, M. L. 1, Lima, J. S. S. 2, Silva, A. S. 3, Viana, S. B. A. 4, Machado, L. V. 5, S.O. Dayube 6 RESUMO: O objetivo desta

Leia mais

FUNÇÃO DE PRODUÇÃO DO CAFÉ ARÁBICA, CULTIVAR CATUAÍ, SOB DIFERENTES LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO.

FUNÇÃO DE PRODUÇÃO DO CAFÉ ARÁBICA, CULTIVAR CATUAÍ, SOB DIFERENTES LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO. FUNÇÃO DE PRODUÇÃO DO CAFÉ ARÁBICA, CULTIVAR CATUAÍ, SOB DIFERENTES LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO. Marcelo G. e SILVA 1 E mail: mgsilva@uenf.br, Elias F. de SOUSA 1, Salassier BERNARDO 1, Maurício C. R. GOMES 2,

Leia mais

37º CONGRESSO BRASILEIRO DE PESQUISAS CAFEEIRAS

37º CONGRESSO BRASILEIRO DE PESQUISAS CAFEEIRAS 37º CONGRESSO BRASILEIRO DE PESQUISAS CAFEEIRAS Fertilizante de liberação lenta e controlada (Polyblen ) em cafeeiros Coffea arabica em produção. Duas safras (2011/2012 e 2012/2013) no Sul de Minas Gerais.

Leia mais

Geoestatística aplicada a lâminas de irrigação em diferentes espaçamentos entre aspersores

Geoestatística aplicada a lâminas de irrigação em diferentes espaçamentos entre aspersores Geoestatística aplicada a lâminas de irrigação em diferentes espaçamentos entre aspersores Ricardo Nakamura 1, Ricardo Araujo Ferreira Junior 2 e Célia Regina Lopes Zimback 3 1 Eng. Agrônomo, Mestrando

Leia mais

FILTRO DE AREIA PORTÁTIL PARA PEQUENOS PROJETOS DE IRRIGAÇÃO LOCALIZADA

FILTRO DE AREIA PORTÁTIL PARA PEQUENOS PROJETOS DE IRRIGAÇÃO LOCALIZADA 1 FILTRO DE AREIA PORTÁTIL PARA PEQUENOS PROJETOS DE IRRIGAÇÃO LOCALIZADA M. B. Teixeira 1 ; C. F. de Oliveira 2 ; R. M. da Silva 3 ; F. N. Cunha 4 ; J. A. Frizzone 5 ; A. Ramos 6 RESUMO: O filtro de areia

Leia mais

EFEITO DE DIFERENTES LÂMINAS E ÉPOCA DE SUSPENSÃO DA IRRIGAÇÃO NO CULTIVO DO ALHO (Allium sativum L.)

EFEITO DE DIFERENTES LÂMINAS E ÉPOCA DE SUSPENSÃO DA IRRIGAÇÃO NO CULTIVO DO ALHO (Allium sativum L.) EFEITO DE DIFERENTES LÂMINAS E ÉPOCA DE SUSPENSÃO DA IRRIGAÇÃO NO CULTIVO DO ALHO (Allium sativum L.) TAVARES, W.A.C. 1 ; SILVEIRA, A.L. da 2 ; CRUZ, O.C. 3 ; BARRETO, A.C. 3 ; SANTANA, M.J. de 3 ; RESENDE,

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE DOIS MÉTODOS DE EVAPOTRANSPIRAÇAO DE REFERÊNCIA (ET0) PARA A REGIÃO AGRESTE DE ALAGOAS

ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE DOIS MÉTODOS DE EVAPOTRANSPIRAÇAO DE REFERÊNCIA (ET0) PARA A REGIÃO AGRESTE DE ALAGOAS ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE DOIS MÉTODOS DE EVAPOTRANSPIRAÇAO DE REFERÊNCIA (ET0) PARA A REGIÃO AGRESTE DE ALAGOAS A. P. C. da SILVA 1 ; J. C. da SILVA 2 ; R. dos SANTOS 2 ; M. A. A. dos SANTOS 2 ;D. P.

Leia mais

RESUMO INFLUENCE OF CLIMATIC AND OPERATIONAL FACTORS ON THE UNIFORMITY OF WATER DISTRIBUTION IN A HIGH PRESSURE SPRINKLE SYSTEM ABSTRACT

RESUMO INFLUENCE OF CLIMATIC AND OPERATIONAL FACTORS ON THE UNIFORMITY OF WATER DISTRIBUTION IN A HIGH PRESSURE SPRINKLE SYSTEM ABSTRACT L.C. de SOUZA et al. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v., n., p.-8, Campina Grande, PB, DEAg/UFPB INFLUÊNCIA DE FATORES CLIMÁTICOS E OPERACIONAIS SOBRE A UNIFORMIDADE DE DISTRIBUIÇÃO

Leia mais