AVALIAÇÃO DA RESISTÊNCIA DE UNIÃO DE REPARO DE COMPÓSITOS APÓS DIFERENTES MÉTODOS DE TRATAMENTOS DE SUPERFÍCIE (2011) 1

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AVALIAÇÃO DA RESISTÊNCIA DE UNIÃO DE REPARO DE COMPÓSITOS APÓS DIFERENTES MÉTODOS DE TRATAMENTOS DE SUPERFÍCIE (2011) 1"

Transcrição

1 AVALIAÇÃO DA RESISTÊNCIA DE UNIÃO DE REPARO DE COMPÓSITOS APÓS DIFERENTES MÉTODOS DE TRATAMENTOS DE SUPERFÍCIE (2011) 1 SINHORI, Bruna Salamoni 2 ; BALBINOT, Carlos Eduardo Agostini 3 1 Trabalho de Iniciação Científica 2 Acadêmica do Curso de Odontologia do Centro Universitário Franciscano (UNIFRA), Santa Maria, RS, Brasil 3 Professor do Curso de Odontologia do Centro Universitário Franciscano (UNIFRA), Santa Maria, RS, Brasil RESUMO Objetivo: Este estudo objetiva a avaliação da influência de duas diferentes formas de tratamento de superfície na resistência de união do reparo entre compósitos através do teste de cisalhamento em um compósito à base de metacrilato. Métodos: Foram confeccionados 20 amostras cilíndricas de 4,5mm de diâmetro e 5 mm de altura e que foram divididas em 2 grupos (n=10). Todas as amostras ficaram armazenadas em água destilada por 7 dias. Para confecção do reparo, a mesma resina composta (Charisma) cor C3 foi aplicada sobre a superfície das amostras de ambos os grupos, após receberem o tratamento de superfície previamente definido para cada grupo, sendo: Grupo 1 - condicionamento da superfície com ácido fosfórico 37% + adesivo XP Bond e Grupo 2 condicionamento da superfície com ácido fosfórico 37% + silano + adesivo XP Bond. Adicionalmente, foram confeccionadas 10 amostras de mesmas dimensões que das realizadas inicialmente, para que fosse testado nessas, a resistência coesiva do material restaurador. A obtenção das médias para resistência de união e resistência coesiva da resina composta foi realizado através de um teste de cisalhamento em uma máquina de ensaio universal, a uma velocidade de 0.5mm/min. Para avaliação das médias obtidas para os grupos testados será realizado o teste-t para amostras independentes a um nível de confiança de 95% (α=0,05), através do software estatístico IBM SPSS Statistics (IBM), EUA, versão Resultados, Discussão e Conclusões: Os testes laboratoriais estão sendo finalizados neste momento e por isso os resultados finais das médias obtidas para os grupos testados não poderão ainda ser apresentados. Após a finalização dos ensaios mecânicos in vitro, os 1

2 dados obtidos serão avaliados estatisticamente e serão redigidos então os resultados, discussão e conclusões do trabalho realizado. Palavras-chave: materiais dentários, reparos, resinas compostas 1. INTRODUÇÃO As resinas compostas são amplamente utilizadas na odontologia restauradora e continuam a evoluir com a melhora de suas propriedades bem como com a evolução dos sistemas adesivos necessários para a realização desta modalidade restauradora. Embora essas propriedades estejam melhoradas, ainda existem fatores como desgaste, descoloração, polimerização, contração e ainda microinfiltração que podem limitar a longevidade da restauração de uma resina convencional a base de metacrilato (BRENDEKE; ÖZCAN, 2007). Após o compósito ser exposto ao ambiente oral já são previstas mudanças nas composições dos materiais que por sua vez afetam a longevidade da restauração, o que resulta na necessidade para substituição ou reparo das restaurações. O reparo de uma restauração defeituosa é muitas vezes preferido à sua substituição pois, além de preservar estrutura dentária sadia, ela reduz custos e o tempo de trabalho, tendo em vista que toda vez que a mesma for substituída, poderá tornar-se mais complexa, os dentes adjacentes poderão ser danificados e novos defeitos poderão ser introduzidos (BRENDEKE; ÖZCAN, YAMAN, 2011). Diferentes métodos de envelhecimento vêm sendo testados para tentar simular a permanência da restauração em boca, tais como: armazenagem em água por diferentes períodos de tempo, termociclagem, ciclagem mecânica e imersão em substâncias ácidas (ÖZCAN et al., 2005). Sendo que os diferentes métodos de envelhecimento geram alterações variadas na estrutura dos compósitos, conhecidas como alterações físicoquímicas e que influenciam sobremaneira no comportamento clínico destes materiais quando procedimentos de reparo de restaurações são realizados principalmente relacionados à resistência de união entre resina mantida na cavidade e resina usada na confecção do reparo. Além disso, o reparo de uma resina composta requer um adequado tratamento de superfície, como: rugosidade com pontas diamantadas, condicionamento com ácido 2

3 fluorídrico ou fosfórico, abrasão a ar, silicatização, uso de silano e diferentes sistemas adesivos. Em vista disto, o objetivo deste estudo foi avaliar a resistência de união do reparo das restaurações com resina composta a base de metacrilato, sob o efeito dois diferentes métodos de tratamento de superfície: (1) aplicação de agente adesivo e (2) aplicação de silano + agente adesivo, e sua influência nos valores de resistência de união em um teste de cisalhamento. A hipótese nula testada é de que não havia diferença entre os valores de resistência de união do teste de cisalhamento entre os grupos testados. 2. MATERIAIS E MÉTODOS Os materiais utilizados no estudo estão apresentados na Tabela 1. Tabela 1 - Materiais usados no estudo Material Composição Fabricante Lote Charisma Bis-GMA, Vidro barioaluminofluoretado (0.02-2µm) e dióxido de silício altamente disperso ( µm) Heraeus XP Bond Resina TCB (Dimetacrilato Carboxílico modificado), PENTA, UDMA, TEGDMA, HEMA, estabilizadores, Etil-4- dimetilaminobenzoato,canforoquinona, sílica amorfa funcionalizada, t-butanol Denstply Confecção das Amostras Para confecção das amostras, foi utilizada uma matriz de teflon bipartida, de 4,5mm de diâmetro e 8 mm de altura, circundada por uma matriz metálica. A resina composta foi inserida na matriz de teflon em incrementos de 2 mm, sendo cada incremento fotopolimerizado por 20 segundos com o aparelho fotopolimerizador BluePhase (Ivoclar Vivadent, Shaan, Liechtenstein), seguindo as instruções do fabricante. A cada cinco ativações por luz, a intensidade da luz do fotopolimerizador era medida no radiômetro do próprio aparelho fotopolimetizador, apresentando uma média de 1000 mw/cm 2. 3

4 Após a confecção, as amostras foram incluídas em um tudo de PVC de 20 mm de diâmetro interno com resina acrílica autopolimerizável (Jet, Artigos Odontológicos Clássico, SP, BR) e então, armazenadas em água destilada em uma estufa para cultura (Fanem, modelo 002 CB, SP, BR) a 37º por sete dias. Foram confeccionadas 24 amostras que foram divididas em 2 grupos (teste e controle), com n= Método de Reparo das Amostras As amostras de ambos os grupos testados, após o período de armazenagem foram asperizadas em uma politriz horizontal (Aropol S 600 RPM) com lixa d água 600, para planificar a superfície e simular o emprego de pontas diamantadas na asperização da superfície das resinas compostas e a seguir foram realizados para cada grupo, o protocolo de tratamento de superfície previamente definido para a confecção do reparo Tratamento da Superfície das Amostras do Grupo 1 (ácido fosfórico + adesivo) Após a asperização da superfície foi aplicado ácido fosfórico Condicionador Dental Gel 37% (Dentsply, Petrópolis, RJ, BR), por 30 segundos seguido de lavagem com spray ar/água por 30 segundos e secagem com spray de ar. Foi então aplicado o sistema adesivo XP Bond (Dentsply, Petrópolis, RJ, BR) seguindo as instruções do fabricante, que estão apresentadas na Tabela 2, e realizada a confecção do reparo propriamente dito Tratamento de Superfície das Amostras do Grupo 2 (ácido fosfórico + silano + adesivo) Após a asperização da superfície foi aplicado ácido fosfórico Condicionador Dental Gel 37% (Dentsply, Petrópolis, RJ, BR), por 30 segundos seguido de lavagem com spray ar/água por 30 segundos e secagem com spray de ar. Foi então aplicado o silano Prosil (FGM, Joinvile, Santa Catarina, BR) com o auxílio de um microbrush e deixado repousar sobre a superfície da resina por 1 minuto, seguindo de secagem leve e aplicação do sistema adesivo XP Bond (Dentsply, Petrópolis, RJ, BR) seguindo as instruções do fabricante e realizada a confecção do reparo propriamente dito. 4

5 Tabela 2 - Instruções do fabricante para uso do sistema adesivo XP Bond Material Instruções de uso XP Bond 1. Desgaste e limpe a área fraturada com uma broca diamantada fina e, se possível, crie retenção mecâncica 2. Aplique o Condicionador Dental Gel Dentsply na cavidade e na superfície fraturada da restauração por pelo menos 15s 3. Lave com água abundante por pelo menos 15s e elimine o excesso de água 4. Aplicação do XP Bond 4.1 Molhe uniformemente toda a superfície. Evite excessos 4.2 Repousar por 20s 4.3 Evapore o solvente aplicando um leve jato de ar por pelo menos 5s 4.4 Fotopolimerize por pelo menos 10s Método de Confecção do Reparo propriamente dito Para confecção do reparo propriamente dito, foi utilizada uma matriz cilíndrica de Teflon bipartida de 3mm de diâmetro e 8 mm de altura, que foi posicionada sobre a superfície das amostras, individualmente, e fixada através de um dispositivo metálico. A resina composta foi então inserida na matriz de Teflon, em incrementos de 2 mm e fotopolimerizada por 20 s com o aparelho fotopolimerizador BluePhase (Ivoclar Vivadent, Schaan, Liechtenstein), seguindo as instruções do fabricante. A cada cinco ativações por luz, a intensidade da luz do fotopolimerizador era medida no radiômetro do próprio aparelho fotopolimetizador, apresentando uma média de 1000 mw/cm 2. A mesma resina composta usada na confecção das amostras foi usada para confecção dos reparos. 2.3 Teste de Resistência de União pelo Método do Cisalhamento Após a confecção dos reparos, as amostras foram levadas a uma máquina de ensaio EMIC DL 2000, para que fosse realizado o teste de resistência de união ao cisalhamento, a uma velocidade de 0,5 mm/ min, até a falha, com uma matriz com cinzel. A resistência de união ao cisalhamento foi calculada através da seguinte fórmula: Rc = F/A, onde: Rc = resistência ao cisalhamento (MPa) F = força aplicada (N) A = área de união (π/r 2 ) 5

6 2.4 Análise estatística As médias obtidas, em MPa, para os grupos serão avaliadas estatisticamente pelo teste-t para amostras independentes, com nível de significância de 5% (α = 0.05). Será utilizado software estatístico IBM SPSS Statistics (IBM), versão RESULTADOS, DISCUSSÃO E CONCLUSÕES Os testes mecânicos dos ensaios in vitro estão sendo realizados no presente momento não sendo possível, dessa forma a apresentação dos resultados. Após a finalização dos testes mecânicos, as médias obtidas para resistência de união através do teste de cisalhamento, serão avaliadas estatisticamente e o estudo será então finalizado com a redação dos resultados, discussão e conclusões. REFERÊNCIAS BRENDEKE, J.; ÖZCAN, M. Effect of physicochemical aging conditions on the compositecomposite repair bond strength. J Adhes Dent, v. 9, n. 4, p , YAMAN, B.C. et al. Microleakage of repaired class V silorane and nano-hybrid composite restorations after preparation with erbium: yttrium- aluminum-garnet laser and diamond bur. Lasers Med Sci, v. 26, n. 2, p , ÖZCAN, M. et al. Effect of three surface conditioning methods to improve bond strength of particulate filler resin composites. J Mater Sci Mater Med, v. 16, p ,

avaliação dos modos de descolagem e a presença de fraturas no esmalte, após os ensaios mecânicos.

avaliação dos modos de descolagem e a presença de fraturas no esmalte, após os ensaios mecânicos. da resistência ao cisalhamento destes materiais, com e sem condicionamento ácido do esmalte, após 48 horas e 10 dias; verificação da influência do período dos ensaios mecânicos sobre a resistência ao cisalhamento;

Leia mais

Instruções de utilização. Adesivo universal de acondicionamento total

Instruções de utilização. Adesivo universal de acondicionamento total Instruções de utilização Português 52 Adesivo universal de acondicionamento total XP BOND é um adesivo universal monocomponente, especialmente desenhado para adesão de materiais de restauração de resina

Leia mais

REPARO EM PORCELANA. 3M ESPE Adper Single Bond TM 2 Adesivo Fotopolimerizável

REPARO EM PORCELANA. 3M ESPE Adper Single Bond TM 2 Adesivo Fotopolimerizável REPARO EM PORCELANA Preparação: Isole e limpe a superfície. Deixe a superfície metálica rugosa com uma broca ou através da técnica de jateamento. Remova toda porcelana enfraquecida. Bisele as margens.

Leia mais

Instruções de utilização

Instruções de utilização Instruções de utilização Prime&Bond NT Adesivo Dentário de Nano-Tecnologia Português O Prime&Bond NT é um adesivo dentário auto-activador estudado para cimentar materiais fotopolimerizáveis e materiais

Leia mais

Instruções de utilização. Material Restaurador á base de FACTOS

Instruções de utilização. Material Restaurador á base de FACTOS Instruções de utilização Português 56 Material Restaurador á base de FACTOS Dyract extra é um material de restauração, fotopolimerizado, para todo o tipo de cavidades (classes) em dentes posteriores e

Leia mais

Instruções de utilização. Adesivo dentário de tripla acção

Instruções de utilização. Adesivo dentário de tripla acção Instruções de utilização Português 54 Adesivo dentário de tripla acção O Xeno III 1 é um adesivo dentário universal concebido para cimentar materiais de restauração fotopolimerizáveis a esmalte e dentina.

Leia mais

Casos Clínicos. Caso Clínico: Importância do Acabamento e Polimento na Obtenção de Excelência Estética com Resina Composta Direta.

Casos Clínicos. Caso Clínico: Importância do Acabamento e Polimento na Obtenção de Excelência Estética com Resina Composta Direta. Autor: Dr. LUIZ RAFAEL CALIXTO ESPECIALISTA EM DENTÍSTICA PELA UNESP- ARARAQUARA/SP MESTRE EM DENTÍSTICA PELA UNESP- ARARAQUARA/SP DOUTORANDO EM DENTÍSTICA PELA UNESP- ARARAQUARA/SP PROFESSOR DOS CURSOS

Leia mais

! 1. Alterar forma e/ou cor vestibular dos dentes; 2. Realinhar dentes inclinados para lingual. Restaurações estéticas anteriores diretas.

! 1. Alterar forma e/ou cor vestibular dos dentes; 2. Realinhar dentes inclinados para lingual. Restaurações estéticas anteriores diretas. Restaurações estéticas anteriores diretas. O crescente desenvolvimento de materiais resinosos e técnicas adesivas, possibilita o planejamento e execução de restaurações de resina composta na dentição anterior.

Leia mais

TRANSFORMAÇÃO DA FORMA DOS LATERAIS CONÓIDES UTILIZANDO RESINA COMPOSTA (ESTHET-X)

TRANSFORMAÇÃO DA FORMA DOS LATERAIS CONÓIDES UTILIZANDO RESINA COMPOSTA (ESTHET-X) TRANSFORMAÇÃO DA FORMA DOS LATERAIS CONÓIDES UTILIZANDO RESINA COMPOSTA (ESTHET-X) Caso clínico realizado pelo especialista em Dentística Restauradora HECTOR GREGORY SOCIAS JUNIOR (República Dominicana).

Leia mais

EFEITO DOS LÍQUIDOS QUE SIMULAM ALIMENTOS NO TESTE DE DUREZA VICKES DAS RESINAS COMPOSTAS (2012) 1

EFEITO DOS LÍQUIDOS QUE SIMULAM ALIMENTOS NO TESTE DE DUREZA VICKES DAS RESINAS COMPOSTAS (2012) 1 EFEITO DOS LÍQUIDOS QUE SIMULAM ALIMENTOS NO TESTE DE DUREZA VICKES DAS RESINAS COMPOSTAS (2012) 1 ORTIZ, A.S. 2 ; GHISLENLI, J. A. 3 ;BECKER, A.B. 4 ;TRINDADE, G.C. 5 ; STOCHERO, L. F. 6 1 Trabalho de

Leia mais

RESTAURAÇÕES DIRETAS EM DENTES POSTERIORES

RESTAURAÇÕES DIRETAS EM DENTES POSTERIORES RESTAURAÇÕES DIRETAS EM DENTES POSTERIORES 3M ESPE Ionômero de Vidro Vitrebond MR Prepare o dente e isole. Aplique um material forrador, se desejado: Misture uma colher nivelada do pó do Vitrebond com

Leia mais

Clinical Update Publicação de Atualização Profissional da Dentsply Brasil

Clinical Update Publicação de Atualização Profissional da Dentsply Brasil Enforce - Sistema Multiuso de Cimentação Adesiva, com Flúor Desde que foi lançado no Brasil, o sistema de cimentação adesiva Enforce com Flúor passou a fazer parte do dia-adia dos profissionais que realizam

Leia mais

Marcação dos contatos: Ajuste interno e dos contornos proximais: Carbono líquido ou Base leve silicone e carbono Accufilm;

Marcação dos contatos: Ajuste interno e dos contornos proximais: Carbono líquido ou Base leve silicone e carbono Accufilm; DEFINIÇÃO AJUSTES E CIMENTAÇÃO Desgaste e polimento necessários para o correto assentamento da peça protética sobre o preparo, garantindo o vedamento marginal e um adequado equilíbrio de contatos proximais

Leia mais

Harmonia. Caso Selecionado. Sidney Kina e José Carlos Romanini

Harmonia. Caso Selecionado. Sidney Kina e José Carlos Romanini Caso Selecionado Harmonia Sidney Kina e José Carlos Romanini Na busca para encontrar uma composição agradável no sorriso, alguns fatores de composição estética devem ser observados, para orientação na

Leia mais

REABLITAÇÃO ESTÉTICA E FUNCIONAL DA GUIA ANTERIOR E CANINA UTILIZANDO RESINA COMPOSTA (ESTHET-X) DE UMA PACIENTE COM EROSÃO E BRUXISMO.

REABLITAÇÃO ESTÉTICA E FUNCIONAL DA GUIA ANTERIOR E CANINA UTILIZANDO RESINA COMPOSTA (ESTHET-X) DE UMA PACIENTE COM EROSÃO E BRUXISMO. REABLITAÇÃO ESTÉTICA E FUNCIONAL DA GUIA ANTERIOR E CANINA UTILIZANDO RESINA COMPOSTA (ESTHET-X) DE UMA PACIENTE COM EROSÃO E BRUXISMO. Caso clínico realizado pelo especialista em Dentística Restauradora

Leia mais

ALL BOND 3 GUIA TÉCNICO DPO IMP. EXP. E COM. DE PRODUTOS ODONTOLÓGICOS LTDA

ALL BOND 3 GUIA TÉCNICO DPO IMP. EXP. E COM. DE PRODUTOS ODONTOLÓGICOS LTDA ALL BOND 3 GUIA TÉCNICO DPO IMP. EXP. E COM. DE PRODUTOS ODONTOLÓGICOS LTDA Rua Itapicuru, 495 Perdizes CEP 05006-000 São Paulo SP Fone (11) 3670-1070 www.oraltech.com.br INFORMAÇÕES GERAIS ALL BOND 3

Leia mais

ESPE. Z100 TM Restaurador Fotopolimerizável para anteriores e posteriores. Adper Single Bond TM 2 Adesivo Fotopolimerizável Frasco Único

ESPE. Z100 TM Restaurador Fotopolimerizável para anteriores e posteriores. Adper Single Bond TM 2 Adesivo Fotopolimerizável Frasco Único ESPE Z100 TM Restaurador para anteriores e posteriores Adper Single Bond TM 2 Adesivo Frasco Único Instruções de Uso Farm. Resp. Roberta F. Franchin CRF-SP15095 3M ESPE Z100 TM Lote: Impresso no produto

Leia mais

Single Bond Universal Adesivo. Single Bond. Universal. O adesivo que você. sempre quis

Single Bond Universal Adesivo. Single Bond. Universal. O adesivo que você. sempre quis Universal Adesivo Universal O adesivo que você sempre quis Chegou o Universal O adesivo mais versátil e confiável do mundo O Universal é o primeiro e único adesivo que pode ser utilizado sob qualquer técnica

Leia mais

Lentes de contato dental: construindo um protocolo previsível

Lentes de contato dental: construindo um protocolo previsível Lentes de contato dental: construindo um protocolo previsível Weider Silva Especialista em Dentística. Especialista em Prótese. Especialista em Implantodontia. Professor do Curso de Especialização de Dentística

Leia mais

Quando inicio um novo

Quando inicio um novo A r t i g o s Materiais e Técnicas com Wanderley de Almeida Cesar Jr. Entendendo a química dos cimentos e adesivos: você está cimentando suas peças estéticas corretamente? Quando inicio um novo artigo,

Leia mais

Perfil Técnico. Rev. 01 - Abr/10. Primer + Adhesivo. orthocem. Cimento / Adesivo para Fixação de Bráquetes Ortodônticos

Perfil Técnico. Rev. 01 - Abr/10. Primer + Adhesivo. orthocem. Cimento / Adesivo para Fixação de Bráquetes Ortodônticos Perfil Técnico Rev. 01 - Abr/10 Primer + Adhesivo orthocem Cimento / Adesivo para Fixação de Bráquetes Ortodônticos ÍNDICE 1. Introdução 2. Composição Básica 3. Apresentação do Produto 4. Principais Características

Leia mais

Protocolo para laminados cerâmicos: Relato de um caso clínico

Protocolo para laminados cerâmicos: Relato de um caso clínico rtigo Inédito Protocolo para laminados cerâmicos: Relato de um caso clínico Oswaldo Scopin de ndrade*, José Carlos Romanini** RESUMO literatura científica atual preconiza para a dentição anterior a opção

Leia mais

AVALIAÇÃO DA RUGOSIDADE

AVALIAÇÃO DA RUGOSIDADE AVALIAÇÃO DA RUGOSIDADE SUPERFICIAL DE RESINA COMPOSTA APÓS A AÇÃO DE AGENTES CLAREADORES IMEDIATOS William Kabbach* Flávia Magnani Bevilacqua** Juliana Alvares Duarte Bonini Campos*** Welingtom Dinelli****

Leia mais

Adper Easy One. Adesivo Autocondicionante. Um adesivo Um frasco. Muitas vantagens

Adper Easy One. Adesivo Autocondicionante. Um adesivo Um frasco. Muitas vantagens Adper Easy One Adesivo Autocondicionante Um adesivo Um frasco Muitas vantagens Um adesivo. Uma camada. Uma única etapa. Rápido! PRATICIDADE EM UM FRASCO Com o Adper Easy One, você precisa de apenas um

Leia mais

Clinical Update. Restauração com Resina Composta de Dentes Anteriores Fraturados Relato de Caso Clínico. Procedimento Restaurador

Clinical Update. Restauração com Resina Composta de Dentes Anteriores Fraturados Relato de Caso Clínico. Procedimento Restaurador Restauração com Resina Composta de Dentes Anteriores Fraturados Relato de Caso Clínico Dr Saul Antunes Neto Desde o surgimento das resinas compostas, das técnicas de condicionamento ácido, das estruturas

Leia mais

EFEITO DO TRATAMENTO SUPERFICIAL DA CERÂMICA SOBRE A FORÇA DE UNIÃO DA RESINA COMPOSTA.

EFEITO DO TRATAMENTO SUPERFICIAL DA CERÂMICA SOBRE A FORÇA DE UNIÃO DA RESINA COMPOSTA. Revista de Odontologia da Universidade Cidade de São Paulo 2006 set-dez; 18(3)225-31 EFEITO DO TRATAMENTO SUPERFICIAL DA CERÂMICA SOBRE A FORÇA DE UNIÃO DA RESINA COMPOSTA. EFFECT OF SURFACE TREATMENT

Leia mais

ADRIELI BUREY AVALIAÇÃO DA RESISTÊNCIA À TRAÇÃO EM REPAROS DE RESINA COMPOSTA UTILIZANDO DIFERENTES TRATAMENTOS DE SUPERFÍCIE

ADRIELI BUREY AVALIAÇÃO DA RESISTÊNCIA À TRAÇÃO EM REPAROS DE RESINA COMPOSTA UTILIZANDO DIFERENTES TRATAMENTOS DE SUPERFÍCIE ADRIELI BUREY AVALIAÇÃO DA RESISTÊNCIA À TRAÇÃO EM REPAROS DE RESINA COMPOSTA UTILIZANDO DIFERENTES TRATAMENTOS DE SUPERFÍCIE Londrina 2013 ADRIELI BUREY AVALIAÇÃO DA RESISTÊNCIA À TRAÇÃO EM REPAROS DE

Leia mais

JUVORA TM Disco Dentário. Guia de Processamento

JUVORA TM Disco Dentário. Guia de Processamento JUVORA TM Disco Dentário Guia de Processamento Guia de Processamento Instruções de Utilização e Precauções de Segurança: O JUVORA TM Disco Dentário só pode ser processado de acordo com este manual e as

Leia mais

Ponto de Contato. Conjugando Procedimentos Restauradores Indiretos e Diretos: Mimetizando Materiais Restauradores à Estrutura Dental

Ponto de Contato. Conjugando Procedimentos Restauradores Indiretos e Diretos: Mimetizando Materiais Restauradores à Estrutura Dental Ponto de Contato Conjugando Procedimentos Restauradores Indiretos e Diretos: Mimetizando Materiais Restauradores à Estrutura Dental Conjugating direct and indirect restorative procedures: Restorative materials

Leia mais

Bisco CE0459 DUO-LINK UNIVERSAL UNIVERSAL PRIMER. Instructions for Use. Adhesive Cementation System. Dual- Cured WITH

Bisco CE0459 DUO-LINK UNIVERSAL UNIVERSAL PRIMER. Instructions for Use. Adhesive Cementation System. Dual- Cured WITH Bisco DUO-LINK UNIVERSAL WITH UNIVERSAL PRIMER Adhesive ementation System E0459 Dual- ured Instructions for Use PT IN-221 Rev. 10/14 BISO, Inc. 1100 W. Irving Park Road Schaumburg, IL 60193 U.S.A. 847-534-6000

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: Cosmética em Odontologia; Odontologia Estética; Resinas Condensáveis.

PALAVRAS-CHAVE: Cosmética em Odontologia; Odontologia Estética; Resinas Condensáveis. 165 RESINAS CONDENSÁVEIS: RELATO DE UM CASO CLÍNICO Benedita Lúcia Barbosa Quintela * Jeidson Antônio Morais Marques** Jenila Pinto Costa** Lucínia Rita de SouzaOurives** Silvânnia Suely Caribé de Araújo

Leia mais

Curso de Extensão em Clínica Odontológica Faculdade de Odontologia de Piracicaba - UNICAMP

Curso de Extensão em Clínica Odontológica Faculdade de Odontologia de Piracicaba - UNICAMP Restauração Indireta em Dente Posterior Associando Adesivo e Compósito com Nanopartículas Mario Fernando de Góes Cristiana Azevedo Vinicius Di Hipólito Luís Roberto Martins Cláudio Bragoto Curso de Extensão

Leia mais

PREFEITURA DA CIDADE DE SÃO PAULO SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE

PREFEITURA DA CIDADE DE SÃO PAULO SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE PREFEITURA DA CIDADE DE SÃO PAULO SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE COORDENAÇÃO DA ATENÇÃO BÁSICA ÁREA TÉCNICA DE SAÚDE BUCAL RESTAURAÇÕES EM RESINAS COMPOSTAS SEQUÊNCIA CLÍNICA São Paulo - SP PREFEITURA DA

Leia mais

Cimentos para cimentação

Cimentos para cimentação Curso de Auxiliar em Saude Bucal - ASB Faculdade de Odontologia - UPF Requisitos de um agente cimentante ideal Cimentos para cimentação Ser adesivo; Ser insolúvel no meio bucal; Permitir bom selamento

Leia mais

RESINOMER. Bisco CE0459. Instructions for Use. Dual- Cured. Amalgam Bonding/Luting System

RESINOMER. Bisco CE0459. Instructions for Use. Dual- Cured. Amalgam Bonding/Luting System Bisco CE0459 RESINOMER Dual- Cured Amalgam Bonding/Luting System Instructions for Use PT IN-029R7 Rev. 11/14 BISCO, Inc. 1100 W. Irving Park Road Schaumburg, IL 60193 U.S.A. 847-534-6000 1-800-BIS-DENT

Leia mais

Estética Dental: Clareamento e Resina Composta Dental Aesthetic: bleaching and composite resin

Estética Dental: Clareamento e Resina Composta Dental Aesthetic: bleaching and composite resin Estética Dental: Clareamento e Resina Composta Dental Aesthetic: bleaching and composite resin Frederico dos Reis GOYATÁ Doutor em Prótese UNITAU Taubaté-SP. Pós Doutorando em Prótese UNITAU Taubaté-SP.

Leia mais

Fechamento de Diastemas Unitários com Resinas Compostas: um tratamento conservador, reversível e estético

Fechamento de Diastemas Unitários com Resinas Compostas: um tratamento conservador, reversível e estético Fechamento de Diastemas Unitários com Resinas Compostas: um tratamento conservador, reversível e estético Frederico dos Reis GOYATÁ Leonardo Fernandes da Cunha*, Rafaella Caramori Saab**, Juliana de Souza

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR FUNÇÃO: Recuperação / Reabilitação SUBFUNÇÃO OU COMPONENTE CURRICULAR:

Leia mais

www.dentaladvisor.com Quick Up Editors Choice + + + + +

www.dentaladvisor.com Quick Up Editors Choice + + + + + www.dentaladvisor.com Material autopolimerizável para a fixação de attachments e elementos secundários em próteses Editors Choice + + + + + A SOLUÇÃO EM UM KIT É muito comum as próteses totais apresentarem

Leia mais

U N I V E R S I D A D E D E S Ã O P A U L O FACULDADE DE ODONTOLOGIA

U N I V E R S I D A D E D E S Ã O P A U L O FACULDADE DE ODONTOLOGIA Pregão 17/2014 Processo 2014.1.374.23.2 RETIFICAÇÃO Após manifestação da área técnica da Faculdade de Odontologia da USP, constatou-se inconsistências no descritivo técnico do pregão acima citado que podem

Leia mais

Fragmento CerâmiCo em incisivo Central: abordagem estética e UltraConservadora

Fragmento CerâmiCo em incisivo Central: abordagem estética e UltraConservadora Visão Clínica Fragmento CerâmiCo em incisivo Central: abordagem estética e UltraConservadora Ceramic fragment in central incisor: Aesthetic approach and ultraconservative Carlos Marcelo Archangelo*, José

Leia mais

Reabilitação de lesões cervicais não cariosas associadas com hipersensibilidade dentinária empregando resinas compostas nano-híbridas

Reabilitação de lesões cervicais não cariosas associadas com hipersensibilidade dentinária empregando resinas compostas nano-híbridas Reabilitação de lesões cervicais não cariosas associadas com hipersensibilidade dentinária empregando resinas compostas nano-híbridas Autores Paulo Vinícius Soares 1, Guilherme Faria Moura 2, Ramon Correa

Leia mais

Caso Clínico. Flavia Caetano P. dos Santos* Weider de Oliveira Silva** Miquelle Carvalho***

Caso Clínico. Flavia Caetano P. dos Santos* Weider de Oliveira Silva** Miquelle Carvalho*** Caso Clínico Flavia Caetano P. dos Santos* Weider de Oliveira Silva** Miquelle Carvalho*** * Especialista em Dentística pela Associação Brasileira de Odontologia - ABO (Taguatinga DF). ** Especialista

Leia mais

Lava-Jato de Alta Pressão

Lava-Jato de Alta Pressão Lava-Jato de Alta Pressão Manual de operação LT 18/20M LT 8.7/19M LT 8.7/18M LT 8.7/16M Aviso: Este manual deve ser lido antes de manusear o equipamento. Este manual é considerado uma parte importante

Leia mais

O uso de materiais resinosos e estéticos em dentes posteriores é. crescente na prática odontológica, apesar desses apresentarem custo mais

O uso de materiais resinosos e estéticos em dentes posteriores é. crescente na prática odontológica, apesar desses apresentarem custo mais 1- INTRODUÇÃO: O uso de materiais resinosos e estéticos em dentes posteriores é crescente na prática odontológica, apesar desses apresentarem custo mais elevado e longevidade inferior quando comparados

Leia mais

CELTRA CAD E DUO. Porcelana/Cerâmica Odontológica. Instruções de Uso. Apresentação. Composição. Indicações de Uso.

CELTRA CAD E DUO. Porcelana/Cerâmica Odontológica. Instruções de Uso. Apresentação. Composição. Indicações de Uso. Apresentação 5365410005 - CELTRA Cad FC LT A1 C14 (6PCS); ou 5365410011 - CELTRA Cad FC LT A2 C14 (1PCS) ; ou 5365410021 - CELTRA Cad FC LT A3 C14 (1PCS) ; ou 5365410025- CELTRA Cad FC LT A3 C14 (6PCS)

Leia mais

Catálogo Dentística e prótese

Catálogo Dentística e prótese Catálogo Dentística e prótese Pinos e Núcleos Exacto Metal Free Pino intra-radicular cônico em fibra de vidro CURSOR PARA O AJUSTE DE CORTE Apoio de restaurações e coroas protéticas Fibra de vidro: alta

Leia mais

Visão 2. Protocolo Clínico para Confecção de Facetas Diretas em Resina Composta. Clinical protocol for fabrication of direct composite resin veneers

Visão 2. Protocolo Clínico para Confecção de Facetas Diretas em Resina Composta. Clinical protocol for fabrication of direct composite resin veneers Visão 2 Protocolo Clínico para Confecção de Facetas Diretas em Resina Composta Clinical protocol for fabrication of direct composite resin veneers Fernando Fialho *, Rodrigo Proença **, Mariana Proença

Leia mais

DUREZA DE CORPOS SINTERIZADOS Por Domingos T. A. Figueira Filho

DUREZA DE CORPOS SINTERIZADOS Por Domingos T. A. Figueira Filho DUREZA DE CORPOS SINTERIZADOS Por Domingos T. A. Figueira Filho 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS. Como os corpos sinterizados são compostos de regiões sólidas e poros, os valores de macrodureza determinados pelos

Leia mais

Aline Gilcely Inacio Resina Acadêmica do Curso de Odontologia do CESUMAR Centro Universitário de Maringá, Maringá - Paraná

Aline Gilcely Inacio Resina Acadêmica do Curso de Odontologia do CESUMAR Centro Universitário de Maringá, Maringá - Paraná COLAGEM DE FRAGMENTO DENTAL EM DENTES ANTERIORES Aline Gilcely Inacio Resina Acadêmica do Curso de Odontologia do CESUMAR Centro Universitário de Maringá, Maringá Cintia Gaio Murad A estética do sorriso

Leia mais

SEQUÊNCIA DE POLIMENTO DE CERÔMEROS

SEQUÊNCIA DE POLIMENTO DE CERÔMEROS SEQUÊNCIA DE POLIMENTO DE CERÔMEROS Dr. Alex Antônio Maciel de Oliveira Especialista em Implantodontia Consultor científico do Sistema Friccional de Implantes Kopp Contato: alexamaciel@hotmail.com Nos

Leia mais

Especificação de materiais relacionados aos procedimentos

Especificação de materiais relacionados aos procedimentos Especificação de materiais relacionados aos procedimentos PRÓTESE Confecção de provisório: - resina acrílica (cor 62 e 66) - líquido de resina - vaselina - cimento provisório - fita de carbono - kit brocas

Leia mais

Aprovados sem restrições para cavidades oclusais. Diamond

Aprovados sem restrições para cavidades oclusais. Diamond Grandio SO Heavy Grandio SO Heavy Aprovados sem restrições para cavidades oclusais Com o lançamento do compósito compactável, a VOCO introduziu no mercado um material de restauração semelhante ao dente

Leia mais

Reconstrução do sorriso em dentes tratados endodonticamente

Reconstrução do sorriso em dentes tratados endodonticamente Reconstrução do sorriso em dentes tratados endodonticamente Este caso apresenta o tratamento a um paciente em que foi utilizada uma associação de pinos de fibra de vidro, de cimento auto-adesivo e de resina

Leia mais

Resinas compostas: o estado da arte

Resinas compostas: o estado da arte Caso Selecionado Resinas compostas: o estado da arte Maurício U. Watanabe Na Odontologia atual, a resina composta é o material de eleição quando se trata de reconstruções de coroas fraturadas de dentes

Leia mais

Balsamo M. Cosmética em anomalias dentais. Dental Science - Clin e Pesq Integrada 2007; 1(2); 134-140.

Balsamo M. Cosmética em anomalias dentais. Dental Science - Clin e Pesq Integrada 2007; 1(2); 134-140. Ponto de contato................... Marcelo Balsamo* Balsamo M.. - Clin e Pesq Integrada 2007; 1(2); 134-140. blemas estéticos decorrentes de anomalias dentárias, sejam elas ocasionadas por fatores de

Leia mais

Profilaxia. Verniz de flúor transparente com fluoreto de cálcio e de sódio. Bifluorid 12 em embalagens Single Dose. Indicações: Indicações:

Profilaxia. Verniz de flúor transparente com fluoreto de cálcio e de sódio. Bifluorid 12 em embalagens Single Dose. Indicações: Indicações: Bifluorid 12 Bifluorid 12 Single Dose Verniz de flúor transparente com fluoreto de cálcio e de sódio Bifluorid 12 em embalagens Single Dose Reparação de cerâmica directa Tratamento de hipersensibilidade

Leia mais

Kit de Teste GrandTEC

Kit de Teste GrandTEC Kit de Teste GrandTEC Cara Utilizadora, Caro Utilizador, Este Kit de Teste foi criado para que possa experimentar num modelo a aplicação das tiras GrandTEC, confeccionadas em fibra de vidro impregnadas

Leia mais

MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO II TECNOLOGIA DA ARGAMASSA E DO CONCRETO

MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO II TECNOLOGIA DA ARGAMASSA E DO CONCRETO SEÇÃO DE ENSINO DE ENGENHARIA DE FORTIFICAÇÃO E CONSTRUÇÃO MAJ MONIZ DE ARAGÃO MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO II TECNOLOGIA DA ARGAMASSA E DO CONCRETO Ensaio de Compressão de Corpos de Prova Resistência do Concreto

Leia mais

Endocrown em CAD-CAM: análise in vitro da carga máxima de fratura e do modo de falha

Endocrown em CAD-CAM: análise in vitro da carga máxima de fratura e do modo de falha PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE ODONTOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA MESTRADO CILEA SLOMP Endocrown em CAD-CAM: análise in vitro da carga máxima de fratura

Leia mais

Referência na fabricação de lençóis de borracha com altíssima resistência ao desgaste CATÁLOGO

Referência na fabricação de lençóis de borracha com altíssima resistência ao desgaste CATÁLOGO Referência na fabricação de lençóis de borracha com altíssima resistência ao desgaste CATÁLOGO A Pang do Brasil é uma empresa com 36 anos de experiência na fabricação de peças para revestimento em borracha.

Leia mais

27/05/2014. Dentística I. Classe III. Classe I. Classe V. Terapêutica ou protética; Simples, composta ou complexa.

27/05/2014. Dentística I. Classe III. Classe I. Classe V. Terapêutica ou protética; Simples, composta ou complexa. Mauro A Dall Agnol UNOCHAPECÓ mauroccs@gmail.com Classe I Classe II Classe III Classe IV Classe V Classe I Classe II Classe III Classe IV Classe V Dentística I Terapêutica ou protética; Simples, composta

Leia mais

APLICAÇÃO POLIKOTE 100 REVESTIMENTO EM SUBSTRATO DE CONCRETO

APLICAÇÃO POLIKOTE 100 REVESTIMENTO EM SUBSTRATO DE CONCRETO Sistema da Qualidade Páginas: 1 de 11 APLICAÇÃO POLIKOTE 100 REVESTIMENTO EM SUBSTRATO DE CONCRETO Sistema da Qualidade Páginas: 2 de 11 SUMÁRIO Página 1. OBJETIVO... 03 2. PREPARAÇÃO DAS SUPERFÍCIES...

Leia mais

Técnica de impressão em dois tempos Técnica de afastamento com duplo fio

Técnica de impressão em dois tempos Técnica de afastamento com duplo fio ESTÉTICA ESTÉTICA ESTÉTICA ESTÉTICA ESTÉTICA Técnica de impressão em dois tempos Técnica de afastamento com duplo fio Prof. Dr. Glauco Rangel Zanetti Doutor em Clínica Odontológica - Prótese Dental - FOP-Unicamp

Leia mais

Filtek P90. Resina Composta Posterior de Baixa Contração. Sistema Adesivo Silorano. Primer autocondicionante & Adesivo. Filtek P90

Filtek P90. Resina Composta Posterior de Baixa Contração. Sistema Adesivo Silorano. Primer autocondicionante & Adesivo. Filtek P90 Filtek P9 Resina Composta Posterior de Baixa Contração Sistema Adesivo Silorano Primer autocondicionante & Adesivo Filtek P9 ÍNDICE ÍNDICE INTRDUÇÃ História Considerações Técnicas DESCRIÇÃ DS MATERIAIS

Leia mais

Palavras-Chave Cor, Espectrofotometria, Própolis, Resina composta, Café

Palavras-Chave Cor, Espectrofotometria, Própolis, Resina composta, Café Ciências da Vida - Odontologia AVALIAÇÃO ATRAVÉS DA ESPECTROFOTOMETRIA DAS ALTERAÇÕES DE COR EM DUAS RESINAS COMPOSTAS COM O USO DE SOLUÇÃO A BASE DE PRÓPOLIS TIPIFICADA ASSOCIADA OU NÃO À INGESTÃO DE

Leia mais

RESTAURAÇÕES DIRETAS COM RESINA EM CLASSES III E V

RESTAURAÇÕES DIRETAS COM RESINA EM CLASSES III E V RESTAURAÇÕES DIRETAS COM RESINA EM CLASSES III E V Indicações: Cavidades de Classe V, casos de erosão cervical/lesões de abrasão e lesões cariosas de raiz. Cavidades de Classe III. Preparo do Dente: Selecione

Leia mais

Avaliação da topogra fia super ficial de cerâmicas submetidas a diferentes tratamentos de superfície

Avaliação da topogra fia super ficial de cerâmicas submetidas a diferentes tratamentos de superfície Avaliação da topogra fia super ficial de cerâmicas submetidas a diferentes tratamentos de superfície Juliane Butze Maurem Leitão Marcondes Luiz Henrique Burnett Júnior Ana Maria Spohr RESUMO O objetivo

Leia mais

AULA 3 DENTÍSTICA RESTAURADORA MATERIAIS E TÉCNICAS PROF.ESP.RICHARD SBRAVATI

AULA 3 DENTÍSTICA RESTAURADORA MATERIAIS E TÉCNICAS PROF.ESP.RICHARD SBRAVATI CURSO ASB UNIODONTO/APCD AULA 3 DENTÍSTICA RESTAURADORA MATERIAIS E TÉCNICAS PROF.ESP.RICHARD SBRAVATI TRABALHO DE CONCLUSÃO DE MÓDULO Tema: O papel da ASB nas especialidades de Prótese e Dentística. Trabalho

Leia mais

manter um dente recém- período suficientemente prolongado correção ortodôntica que se conceito polêmico.

manter um dente recém- período suficientemente prolongado correção ortodôntica que se conceito polêmico. Introdução CONTENÇÕES EM ORTODONTIA em ortodontia é o procedimento para manter um dente recém- movimentado em posição por um período suficientemente prolongado para assegurar a manutenção da correção ortodôntica

Leia mais

Módulo I: MATERIAIS DE MOLDAGEM

Módulo I: MATERIAIS DE MOLDAGEM SUBSECRETARIA DE ESTADO DE DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE ODONTOLOGIA CENTRO DE ESTUDOS E PESQUISAS ODONTOLÓGICAS Módulo I: MATERIAIS DE MOLDAGEM

Leia mais

ENSAIOS DE APLICAÇÃO RESISTÊNCIA À TRAÇÃO

ENSAIOS DE APLICAÇÃO RESISTÊNCIA À TRAÇÃO ENSAIOS DE APLICAÇÃO RESISTÊNCIA À TRAÇÃO 1. OBJETIVO Determinar as propriedades de tração de plásticos reforçados e não reforçados, em forma de corpos de prova normalizados e ensaiados, sob condições

Leia mais

Historicamente, os pinos de fibras

Historicamente, os pinos de fibras 24 Maio 2010 Pinos de fibras: técnicas de preparo e cimentação Este artigo discute as técnicas com a finalidade de estabelecer um protocolo mais seguro para o preparo e cimentação dos pinos de fibras e

Leia mais

DANIELA FERNANDES PEREIRA FABIANE POLETO AVALIAÇÃO DA RESISTÊNCIA AO CISALHAMENTO DE UM SISTEMA DE UNIÃO EM DIFERENTES SUBSTRATOS DENTINÁRIOS

DANIELA FERNANDES PEREIRA FABIANE POLETO AVALIAÇÃO DA RESISTÊNCIA AO CISALHAMENTO DE UM SISTEMA DE UNIÃO EM DIFERENTES SUBSTRATOS DENTINÁRIOS 1 DANIELA FERNANDES PEREIRA FABIANE POLETO AVALIAÇÃO DA RESISTÊNCIA AO CISALHAMENTO DE UM SISTEMA DE UNIÃO EM DIFERENTES SUBSTRATOS DENTINÁRIOS Trabalho de Conclusão de Curso apresentado como requisito

Leia mais

HARDCAP VI 11 CHUMBADOR QUÍMICO BASE VINILÉSTER 1 APRESENTAÇÃO: 1.1 Descrição

HARDCAP VI 11 CHUMBADOR QUÍMICO BASE VINILÉSTER 1 APRESENTAÇÃO: 1.1 Descrição HARDCAP VI 11 CHUMBADOR QUÍMICO BASE VINILÉSTER 1 APRESENTAÇÃO: 1.1 Descrição HARDCAP VI 11 é um adesivo estrutural bicomponente, em cápsula de vidro e base viniléster com alta resistência à cargas de

Leia mais

INFLUÊNCIA DO PREPARO DENTAL E SISTEMA CERÂMICO SOBRE A RESISTÊNCIA À FRATURA E VEDAMENTO MARGINAL DE DENTES RESTAURADOS COM FACETAS LAMINADAS

INFLUÊNCIA DO PREPARO DENTAL E SISTEMA CERÂMICO SOBRE A RESISTÊNCIA À FRATURA E VEDAMENTO MARGINAL DE DENTES RESTAURADOS COM FACETAS LAMINADAS Bárbara Borges Veleda INFLUÊNCIA DO PREPARO DENTAL E SISTEMA CERÂMICO SOBRE A RESISTÊNCIA À FRATURA E VEDAMENTO MARGINAL DE DENTES RESTAURADOS COM FACETAS LAMINADAS Porto Alegre 2013 UNIVERSIDADE FEDERAL

Leia mais

GUSTAVO BIAZÃO PELOZO

GUSTAVO BIAZÃO PELOZO GUSTAVO BIAZÃO PELOZO INFLUÊNCIA DO TEMPO DE CONDICIONAMENTO ÁCIDO NA RESISTÊNCIA DE UNIÃO, RESISTÊNCIA À COMPRESSÃO E RUGOSIDADE SUPERFICIAL DO IONÔMERO DE VIDRO. LONDRINA 2013 GUSTAVO BIAZÃO PELOZO INFLUÊNCIA

Leia mais

XXXV ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUCAO

XXXV ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUCAO COMPARAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO TIJOLO DE SOLO-CIMENTO INCORPORADO COM RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL PROVENIENTES DE CATAGUASES - MG E O RESÍDUO DE BORRA DE TINTA PROVENIENTE DAS INDÚSTRIAS PERTENCENTES

Leia mais

Identificação DAHER Tecnologia

Identificação DAHER Tecnologia 1 Interessado: Jacson Polese dos Santos - ME. Rua Bandeirantes, 976. - Sítio Cercado. CEP 81.900-490. Curitiba Paraná. 1 de 6 Curitiba, 19 de setembro de 2006. 2 Referência: Avaliação de Triângulos pac

Leia mais

Amaris naturalmente simples. simplesmente Bonito!

Amaris naturalmente simples. simplesmente Bonito! Naturalmente simples. Simplesmente bonito! Amaris Elegância natural Dois passos simples Estratificação natural Resultados brilhantes Técnica simples Ao longo de décadas, os dentistas utilizaram uma escala

Leia mais

PLASTEEL MASSA 4:1 PLASTEEL MASSA

PLASTEEL MASSA 4:1 PLASTEEL MASSA PLASTEEL MASSA 4:1 PLASTEEL MASSA 4:1 é um composto epóxi bi-componente com carga metálica, característica de massa na cor preta, pode ser aplicado com espátula, cura a frio, substituindo de maneira muito

Leia mais

www.laboratoriojulio.com.br TELEFAX: (11) 3082-0306 R. Navarro de Andrade, 155 Pinheiros São Paulo SP CEP 05418-020

www.laboratoriojulio.com.br TELEFAX: (11) 3082-0306 R. Navarro de Andrade, 155 Pinheiros São Paulo SP CEP 05418-020 O Laboratório Julio utiliza produtos com qualidade garantida: www.laboratoriojulio.com.br TELEFAX: (11) 3082-0306 R. Navarro de Andrade, 155 Pinheiros São Paulo SP CEP 05418-020 V I S Ã O & I N S P I R

Leia mais

Avaliação in vitro da microinfiltração em cavidades classe II de molares decíduos utilizando diferentes sistemas adesivos

Avaliação in vitro da microinfiltração em cavidades classe II de molares decíduos utilizando diferentes sistemas adesivos Revista de Odontologia da UNESP. 2006; 35(3): 119-123 2006 - ISSN 1807-2577 Avaliação in vitro da microinfiltração em cavidades classe II de molares decíduos utilizando diferentes sistemas adesivos Veruska

Leia mais

Clinical Update. Uso Combinado de TPH - ESTHET-X na Resolução de Fratura em Dentes Anteriores - Relato de Caso Clínico. Introdução.

Clinical Update. Uso Combinado de TPH - ESTHET-X na Resolução de Fratura em Dentes Anteriores - Relato de Caso Clínico. Introdução. Uso Combinado de TPH - ESTHET-X na Resolução de Fratura em Dentes Anteriores - Relato de Caso Clínico PEREIRA, Marcelo Agnoletti Especialista em Dentística restauradora FUNBEO-FOB-USP Mestre em Dentística

Leia mais

Não se compreende na presente, a reposição de peças e materiais que apresentem, a qualquer época, defeitos pelo desgaste natural do uso.

Não se compreende na presente, a reposição de peças e materiais que apresentem, a qualquer época, defeitos pelo desgaste natural do uso. TERMO DE GARANTIA A garantia prestada pela ALT-EQUIPAMENTOS MÉDICOS E ODONTOLÓGICOS LTDA. circunscreve-se se apenas às constantes do TERMO DE GARANTIA e e restritas aos eventuais defeitos de material ou

Leia mais

Lisura superficial de resinas compostas com nanopartículas após protocolos de acabamento e polimento

Lisura superficial de resinas compostas com nanopartículas após protocolos de acabamento e polimento Artigo original ACATAUASSÚ NUNES PM; FERREIRA SS; PITA SOBRAL MA; TURBINO ML Lisura superficial de resinas compostas com nanopartículas após protocolos de acabamento e polimento Recebido em: out/2013 Aprovado

Leia mais

ARG. COLANTE REVESTIMENTO REJUNTE COMPONENTES DO REVESTIMENTO

ARG. COLANTE REVESTIMENTO REJUNTE COMPONENTES DO REVESTIMENTO TECNOLOGIA DE REVESTIMENTO Componentes do sistema BASE CHAPISCO Base Características importantes: Avidez por água - inicial e continuada Rugosidade EMBOÇO ARG. COLANTE REVESTIMENTO REJUNTE Chapisco Função:

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Tintas Soluções para a Indústria de Cimento

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Tintas Soluções para a Indústria de Cimento Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Tintas A WEG Tintas fornece tecnologia em tintas para diversos tipos de ambientes agressivos. São produtos com maior retenção de cor e brilho,

Leia mais

Restauração com resina composta pela técnica do índex oclusal relato de caso clínico

Restauração com resina composta pela técnica do índex oclusal relato de caso clínico Restauração com resina composta pela técnica do índex oclusal relato de caso clínico 11 Composite resin restoration by the occlusal index technique a case report Aroldo Ávila Chaves 1 Saul Antunes 2 Cláudia

Leia mais

Ca C t a álo t g álo o g de Pr de P o r du o t du o t s o

Ca C t a álo t g álo o g de Pr de P o r du o t du o t s o Catálogo de Produtos Unimatrix Sistema de matrizes seccionais pré-formadas, para restaurações de Classe II. Maior facilidade na reconstrução do ponto de contato; A convexidade das matrizes foi especialmente

Leia mais

Compósitos adesivos fotoativados são amplamente usados na Ortodontia

Compósitos adesivos fotoativados são amplamente usados na Ortodontia ARTIGO ORIGINAL Influência da fotopolimerização e termociclagem na adesão de compósitos ortodônticos Influence of photopolymerization and thermocycling on the adhesion of orthodontic composites Michela

Leia mais

Pinos pré-fabricados e núcleos de preenchimento

Pinos pré-fabricados e núcleos de preenchimento Capítulo 15 Pinos pré-fabricados e núcleos de preenchimento Rodrigo de Castro Albuquerque * Hugo Henriques Alvim A restauração de dentes tratados endodonticamente causa discussões entre clínicos e pesquisadores

Leia mais

Materiais e Técnicas com Wanderley de Almeida Cesar Jr.

Materiais e Técnicas com Wanderley de Almeida Cesar Jr. Artigos Materiais e Técnicas com Wanderley de Almeida Cesar Jr. Agregando valor aos procedimentos diários: do clareamento à fratura dental. Atualmente, observa-se que as novas idéias e a avaliação contínua

Leia mais

Quando tratamos das propriedades de um material transformado, segundo muitos pesquisadores, estas dependem de uma reciclagem bem sucedida. Para que isto ocorra, os flocos de PET deverão satisfazer determinados

Leia mais

Uso da microscopia eletrônica de varredura para visualizar a camada hibrida, tags resinosos e nanoinfiltração

Uso da microscopia eletrônica de varredura para visualizar a camada hibrida, tags resinosos e nanoinfiltração Uso da microscopia eletrônica de varredura para visualizar a camada hibrida, tags resinosos e nanoinfiltração FERNANDO SOUZA SIMIONI 1 CELSO AFONSO KLEIN-JUNIOR 2 RESUMO O objetivo deste estudo foi observar

Leia mais

Classificação dos Núcleos

Classificação dos Núcleos OBJETIVO Núcleos Permitir que o dente obtenha características biomecânicas suficientes para ser retentor de uma prótese parcial fixa. Classificação dos Núcleos Núcleos de Preenchimento Núcleos Fundidos

Leia mais

www.odontomagazine.com.br Ano 3 - N 34 - Novembro de 2013 comunicação integrada Reportagem Odontologia do Esporte

www.odontomagazine.com.br Ano 3 - N 34 - Novembro de 2013 comunicação integrada Reportagem Odontologia do Esporte www.odontomagazine.com.br Ano 3 - N 34 - Novembro de 2013 comunicação integrada comunicação integrada Reportagem Odontologia do Esporte Clareamento dental para dentes não vitais e vitais, seguido de procedimentos

Leia mais

Estado do Ceará PREFEITURA MUNICIPAL DE CEDRO CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

Estado do Ceará PREFEITURA MUNICIPAL DE CEDRO CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 1. O paciente João compareceu ao consultório odontológico uma semana depois de realizar uma exodontia do segundo molar inferior esquerdo. Qual das alternativas abaixo contém os

Leia mais

AVALIAÇÃO DA RUGOSIDADE SUPERFICIAL E RESISTÊNCIA A FLEXÃO DE TRÊS TIPOS DE RESINA COMPOSTA INDIRETA APÓS VARIAÇÃO DE TRATAMENTO DA SUPERFÍCIE

AVALIAÇÃO DA RUGOSIDADE SUPERFICIAL E RESISTÊNCIA A FLEXÃO DE TRÊS TIPOS DE RESINA COMPOSTA INDIRETA APÓS VARIAÇÃO DE TRATAMENTO DA SUPERFÍCIE MARIA CLEIDE MENDES CARNEIRO AVALIAÇÃO DA RUGOSIDADE SUPERFICIAL E RESISTÊNCIA A FLEXÃO DE TRÊS TIPOS DE RESINA COMPOSTA INDIRETA APÓS VARIAÇÃO DE TRATAMENTO DA SUPERFÍCIE Belém 2006 Maria Cleide Mendes

Leia mais

ESTUDO DO CONDICIONAMENTO ÁCIDO DO ESMALTE HUMANO. AVALIAÇÁO PELO MICROSC~PIO ELETRONICO DE VARREDURA

ESTUDO DO CONDICIONAMENTO ÁCIDO DO ESMALTE HUMANO. AVALIAÇÁO PELO MICROSC~PIO ELETRONICO DE VARREDURA ESTUDO DO CONDICIONAMENTO ÁCIDO DO ESMALTE HUMANO. AVALIAÇÁO PELO MICROSC~PIO ELETRONICO DE VARREDURA Flávia Magnani BEVILACQUA* Sizenando de Toledo PORTO NETO** RESUMO: Anteriormente ao desenvolvimento

Leia mais