Tecnologias Avançadas e Mudanças de Paradigmas no Mundo Globalizado

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Tecnologias Avançadas e Mudanças de Paradigmas no Mundo Globalizado"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE Departamento de Engenharia de Telecomunicações CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) Tecnologias Avançadas e Mudanças de Paradigmas no Mundo Globalizado Prof. Dr. Julio Cesar Dal Bello OBJETIVO Apresentar uma visão estratégica das transformações esperadas nas empresas modernas e competitivas quando submetidas a choques sucessivos de tecnologias avançadas, enfocando: O perfil da empresa e do profissional do futuro; O papel das tecnologias avançadas no mundo moderno globalizado. 2 1

2 Por que é necessário prever o futuro? Qual é o papel das tecnologias avançadas no mundo globalizado? Como será a empresa do futuro? Como será o perfil do profissional do futuro? Não há vento favorável para aquele que não sabe para onde vai! Seneca (Lucius Annaeus Seneca 4 a.c.- 65 d.c.) ESTRATÉGIA DIDÁTICA Realizar um ESTUDO DE CASO utilizando o MÉTODO CIENTÍFICO e FERRAMENTAS FILOSÓFICAS para apresentar uma visão do cenário futuro do mundo globalizado. TEMA EM ESTUDO: A EMPRESA E O PROFISSIONAL DO FUTURO Marco temporal: Ano de 2022 O tema foi escolhido em função de sua grande importância para o profissional que se esforça para se alinhar com o futuro, cuidando do seu perfil e entendendo as transformações que ocorrem nas empresas quando submetidas a sucessivos choques de tecnologias avançadas. 4 2

3 BIBLIOGRAFIA 1. FRIEDMAN, Thomas L. O mundo é plano. Rio de Janeiro: Objetiva, p. 2. TOFFLER, Alvin. A terceira onda. 20. ed. Tradução: João Távora. 20 ed. Rio de Janeiro: Record, p. 3. TOFFLER, Alvin. O choque do futuro. Rio de Janeiro: Record, p. 4. RUSSEL, Bertrand. O elogio ao ócio. 3. ed. Tradução: Pedro Jorgensen Júnior. Rio de Janeiro: Sextante, p. 5. KISSINGER, Henry. A diplomacia das grandes potências. 2. ed. Rio de Janeiro: Livraria Francisco Alves, p. 6. FEARN, Nicholas. Aprendendo a filosofar. Tradução: Maria Luiza X. de A. Borges. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, p. 7. DAL BELLO, Julio Cesar. As tecnologias avançadas como fator de mudança de paradigmas na educação e no trabalho no mundo moderno globalizado. Monografia. Escola Superior de Guerra-ESG, DAL BELLO, Julio Cesar. The modern cellular technologies as an impulse factor of the telework- The 8th International Telework Academy (ITA) Conference São Paulo, Brasil, DAL BELLO, Julio Cesar, RAMELLA, Daniella et al, The telework as a result of utilization of modern cellular technologies, The 9th International Telework Academy (ITA) Conference Creta, Grécia, DAL BELLO, Julio Cesar, LANDVOIGHT L. et al. The telework and the modern world, The 10th International Telework Academy (ITA) Conference Preston, Inglaterra, DAL BELLO, Julio Cesar, SOUZA, Márcia et al - telework and the evolution of the professionals profile in the new age of wisdom, The 14th International Telework Academy (ITA) Conference Pori, Finlândia, LEME. F.F. Prospectiva estratégica: Uma metodologia para a construção do futuro, Tese de Doutorado, Engenharia de Produção da COPPE/UFRJ, TRABALHO DE GRUPO 1. A turma será dividida em Grupos de Trabalho (GT) para pesquisar, debater e apresentar a sua visão do perfil da empresa e do profissional do futuro (Estudo de Caso); 2. Os GT deverão preparar uma apresentação em Power Point, sendo desejável o uso de filmes, clipes etc; 3. A apresentação dos GT será feita no último dia de aula, em 15 minutos, no máximo; 4. Após a apresentação os GT deverão entregar ao professor, para avaliação, todos os arquivos utilizados na mesma; 5. A entrega do trabalho em arquivo.doc é facultativa. 3

4 SUMÁRIO 1. Introdução 2. Ciência, Tecnologia e Inovação Tecnológica 3. Método Científico e Ferramentas Filosóficas 4. Estudo de Caso: A Empresa e o Profissional do Futuro Fase 1: Com o auxílio do professor Fase 2: Sem o auxílio do professor 5. O papel das tecnologias avançadas no mundo moderno globalizado 6. Conclusões 1. INTRODUÇÃO Unified end-to-end applications Global IP Mobility 8 2G: TDMA GSM CDMA Wireless Wide Area Network (WWAN) GPRS/ EDGE 1XRTT 3G/4G-LTE WiMAX IP WLAN WPAN Fast Internet Access DSL IT / Datacom Local Area Coverage 4

5 Soluções Integradas Terra-Espaço Always on! 9 Mudança de paradigmas na educação, no trabalho, na sociedade etc. Possibilitam: Novos processos de aprendizagem; Redução drástica de espaços físicos; Facilidade de acesso à informações; Expansão da Mobilidade. E-learning/E-working Estabelecimento de novos paradigmas para o trabalho, para a educação e para o treinamento. A disseminação do conhecimento e da informação é feita de forma explosiva, em dimensão global. "Os analfabetos do próximo século não são aqueles que não sabem ler ou escrever, mas aqueles que se recusam a aprender, reaprender e voltar a aprender. Alvin Toffler 5

6 SUMÁRIO 1. Introdução 2. Ciência, Tecnologia e Inovação Tecnológica 3. Método Científico e Ferramentas Filosóficas 4. Estudo de Caso: A Empresa e o Profissional do Futuro Fase 1: Com o auxílio do professor Fase 2: Sem o auxílio do professor 5. O papel das tecnologias avançadas no mundo moderno globalizado 6. Conclusões 2. CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO TECNOLÓGICA Know why Know How How to use CIÊNCIA (Pesquisa) BUSCA DE NOVOS CONHECIMENTOS 12 P & D TECNOLOGIA (Desenvolvimento) Fluxo do Conhecimento CRIAÇÃO DE NOVOS PRODUTOS Y? Decisão de Capacitação? P & D+I TÉCNICA UTILIZAÇÃO DE PRODUTOS INOVAÇÃO Mercado 6

7 Atuação de pesquisadores Fonte: Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) EUA Japão Alemanha França Inglaterra Itália Canadá Brasil Indústria Governo Universidade 13 CIÊNCIA (Pesquisa) CIÊNCIA Entende-se por Ciência o processo de geração de conhecimentos relativos ao: Comportamento humano; Universo e seus fenômenos naturais e ambientais. As pesquisas que possibilitam a aquisição de conhecimentos são BÁSICAS ou APLICADAS. 14 7

8 TECNOLOGIA (Desenvolvimento) INOVAÇÃO É o conjunto organizado de conhecimentos aplicados no desenvolvimento, produção e comercialização de bens e serviços. De Base Científica Científica 1 Tecnologia Implícita (Quando se ensina a fazer) Tecnologia Explícita (Quando se ensina a utilizar) Experimental (Empírica) Intuitiva Instintiva 2 Invenção Inovação Tecnológica Intuitiva 3 Tecnologia de Ponta de Base Científica 15 SUMÁRIO 1. Introdução 2. Ciência, Tecnologia e Inovação Tecnológica 3. Método Científico e Ferramentas Filosóficas 4. Estudo de Caso: A Empresa e o Profissional do Futuro Fase 1: Com o auxílio do professor Fase 2: Sem o auxílio do professor 5. Apresentação dos Grupos de Trabalho 6. Conclusões 8

9 3. MÉTODO CIENTÍFICO E FERRAMENTAS FILOSÓFICAS CONSIDERAÇÕES INICIAIS: Algumas ferramentas de gestão consagradas no mercado ( e que não estão no foco deste curso!) 5W2H Pode ser o incluído o H referente ao How many, passando a ser 5W3H. SIX SIGMA PDCA 17 Seis Sigma ou Six Sigma é um conjunto de práticas originalmente desenvolvidas pela Motorola para melhorar sistematicamente os processos ao eliminar defeitos. É uma estratégia gerencial para promover mudanças nas organizações objetivando melhorias nos processos, produtos e serviços. O ciclo PDCA, ciclo de Shewhart (Walter) ou ciclo de Deming (W. Edwards) tem por princípio tornar mais claros e ágeis os processos. MOTIVAÇÃO O MÉTODO CIENTÍFICO e as FERRAMENTAS FILOSÓFICAS tem vasta aplicação na vida prática do profissional moderno e competitivo, podendo ser utilizados em conjunto, em complementação ou até em substituição às ferramentas de gestão consagradas no mercado. Outras Ferramentas de gestão consagradas no mercado 5W2H PDCA 6-SIGMA MÉTODO CIENTÍFICO FERRAMENTAS FILOSÓFICAS Sempre afirmo que se você puder medir aquilo de que estiver falando e conseguir expressá-lo em números, você conhece alguma coisa sobre o assunto; mas quando você não pode expressá-lo em números, seu conhecimento é pobre e insatisfatório..." William Thomson, Lord Kelvin Ferramentas de Gestão desenvolvidas e aperfeiçoadas nas Eras Industrial e da Informação. O pensamento científico data das origens da filosofia, na escola grega. O MÉTODO CIENTÍFICO ganhou relevância na atual Era do Conhecimento! 9

10 MÉTODO CIENTÍFICO Teste de Hipóteses Redução ao Absurdo Garfo de Hume Trilogia de Hegel Martelo de Nietzsche 3. Hipóteses 4. Modelo (Físico ou Computacional) 5. Experiências 2. Elaboração de Questões 1. Observação do Fenômeno NÃO As hipóteses se tornam TESES! 6. Análise dos Resultados (Aceita?) SIM 7. Conclusões (Relatório Final) 19 Navalha de Occan Indução de Bacon Cisne Negro de Popper FERRAMENTAS FILOSÓFICAS Fonte: Aprendendo a filosofar - Nicholas FEARN 1 REDUÇÃO AO ABSURDO (Zenão de Eléia) Em vez demonstrar que uma proposição não é verdadeira, examina-se as consequências que ela teria se fosse verdadeira 2 GARFO DE HUME (David Hume) Utilizado para assuntos que não podem ser decididos nem por raciocínio matemático nem por observação empírica. 3 CISNE NEGRO DE POPPER (Karl Popper) As teorias (teses) são provisórias e persistem enquanto provas conclusivas em contrário não são apresentadas. 4 INDUÇÃO DE BACON (Francis Bacon) Um número limitado de exemplos é tomado no passado (ou no presente) para provar uma regra que se aplicaria a todos os exemplos que poderiam ser encontrados no futuro

11 FERRAMENTAS FILOSÓFICAS 5 NAVALHA DE OCCAN (Guilherme de Occan) Quando duas teorias concorrentes são adequadas para explicar um dado fenômeno, deve-se preferir a mais simples. 6 O MARTELO DE NIETZSCHE (Friedrich Nietzsche) Deve-se tocar as idéias com um martelo, como se fosse um diapasão, até que as reverberações as reduzam a pó. 7 TRILOGIA DE HEGEL (Georg Hegel) Dialética: TESE - ANTÍTESE - SÍNTESE O progresso é alcançado mediante o conflito de opostos. 21 SUMÁRIO 1. Introdução 2. Ciência, Tecnologia e Inovação Tecnológica 3. Método Científico e Ferramentas Filosóficas 4. Estudo de Caso: A Empresa e o Profissional do Futuro Fase 1: Com o auxílio do professor Fase 2: Sem o auxílio do professor 5. O papel das tecnologias avançadas no mundo moderno globalizado 6. Conclusões 11

12 4. ESTUDO DE CASO Será feito, agora, um ESTUDO DE CASO utilizando-se o Fase 1: Com o auxílio do professor MÉTODO CIENTÍFICO e as FERRAMENTAS FILOSÓFICAS para se ter uma visão do cenário futuro do mundo globalizado. Objetivando praticar o MÉTODO CIENTÍFICO e as FERRAMENTAS ÚTEIS será realizado um ESTUDO DE CASO. TEMA EM ESTUDO: A Empresa e o Profissional do Futuro O tema foi escolhido Marco Temporal: função de Ano suade grande 2022importância para o profissional que se esforça para se alinhar com o futuro, cuidando do seu perfil e entendendo as transformações que provavelmente O tema ocorrerão foi escolhido nas empresas função quando de sua tratadas grande importância com tecnologias para o avançadas, particularmente da área de TI. profissional que se esforça para se alinhar com o futuro, cuidando do seu perfil e entendendo as transformações que ocorrem nas empresas TEMA EM ESTUDO: A EMPRESA E O PROFISSIONAL DO FUTURO quando submetidas a sucessivos choques de tecnologias avançadas. Marco temporal: Ano de A empresa que for incapaz de imaginar o futuro, não estará lá para desfrutar dele. HAMEL, Gary e PRAHALAD, C.K. MÉTODO CIENTÍFICO: Teste de Hipóteses 3. Hipóteses 4. Modelo (Físico ou Computacional) 5. Experiências 2. Elaboração de Questões 6. Análise dos Resultados (Aceita?) 1. Observação do Fenômeno TESE 7. Conclusões (Relatório Final) 24 12

13 1. Observação do Fenômeno Informática Automação Controle 25 Linha do tempo dias atuais 2022? 2. Elaboração de Questões A divisão em Questões Principais (QP) e Complementares (QC) é didática e apenas para fins deste curso. QC a Questão Principal 26 Telecomunicações Computação Robotização QC a Questão Principal QC- 2.2 QC- 2.4 QC

14 1 a Questão Principal COMO SERÁ A EMPRESA DO FUTURO? Observe atentamente os vídeos que serão passados durante a aula e tente inferir como será a empresa do futuro, utilizando o método científico e as ferramentas filosóficas. QC 1.1 Quais são as transformações esperadas nas empresas modernas e competitivas submetidas a sucessivos choques de Tecnologias Avançadas? QP-1 1ª Questão Principal: Como será a empresa do futuro? O Pensador Auguste Rodin 27 Os Grupos de Trabalho deverão responder a QC-1, formular novas questões complementares e, finalmente, responder a 1ª Questão Principal! 2 a Questão Principal COMO SERÁ O PERFIL DO PROFISSIONAL DO FUTURO? QC-2.1: Como evoluiu o perfil do profissional ao longo das Eras? Qual é a direção do futuro? Estudar o passado Entender o presente Rastrear o futuro 28 O futuro pode ser rastreado! 14

15 Ciclos de Kondratiev Nicolai Kondratiev foi o primeiro a prever com base em cálculos estatísticos, em 1926, os ciclos longos da economia, cada um com aproximadamente 55 anos de duração. Sua intenção não era criar os fundamentos de uma teoria para os ciclos longos, mas somente provar a sua existência a partir de evidências empíricas expressas na história da economia mundial. 29 Ondas de Schumpeter O maior divulgador das ondas longas de Kondratiev foi Joseph Schumpeter, que trata os ciclos de forma similar, acrescentando apenas os efeitos da inovação tecnológica que tendem a se concentrar em certos períodos de tempo, criando grandes ciclos de investimento que promovem longos períodos de prosperidade

16 Ondas de Toffler (1ª Onda) - Era Agrícola Terminou na década de 1760 Durou anos 31 Ondas de Toffler (2ª Onda) Era Industrial : 1 ª RevoluçãoIndustrial : 2 ª RevoluçãoIndustrial : 3 ª RevoluçãoIndustrial (há divergência entre autores quanto a esta divisão) 1 Thomas Newcomen, em 1712 inventa uma máquina para drenar a água acumulada nas minas de carvão. Foi a primeira máquina movida a vapor. James Hargreaves, em 1764 inventa a Spinning Jenny. James Watt, em 1765 aperfeiçoa o modelo de Newcomen. Seu invento deflagra a revolução industrial e serve de base para a 32 mecanização de toda a indústria. 2 Durou 300 anos 3 16

17 Ondas de Toffler (2ª Onda) Era Industrial "Os fiandeiros preferem sempre as crianças que tenham sido educadas em uma escola infantil, uma vez que são mais obedientes e dóceis." (URE, 1835) 33 Na indústria eram utilizadas crianças adaptadas a um "trabalho repetitivo, portas adentro, a um mundo de fumo, barulho, máquinas, vida em ambientes superpovoados e disciplina coletiva, a um mundo em que o tempo, em vez de regulado pelo ciclo sollua, seria regido pelo apito da fábrica e pelo relógio." (TOFFLER, A Terceira Onda, 1970) Ensino monitorial Antes da escola de massas todos os alunos partilhavam o mesmo espaço, mas eram divididos em pequenos grupos, guiados por um monitor, sendo, por isso, conhecido por ensino monitorial. O monitor chamava cada aluno individualmente para ser ouvido ou para lhe explicar a matéria, enquanto que os restantes se ocupavam de outras tarefas de aprendizagem

18 Está chegando o fim da escola como hoje a conhecemos? Fonte: Paul Monroe, A Cyclopedia of Education, New York, Macmillan, 1913 Posteriormente as Escolas Cristãs criaram, na França, o chamado método da instrução simultânea, em que o mestre ensinava a mesma matéria a todos os alunos, ao mesmo tempo. Este sistema é o que ainda está em uso até hoje, um século depois! O trabalho da fábrica exigia trabalhadores, especialmente operários da linha de montagem, que se apresentassem na hora, que aceitassem ordens da hierarquia de gerência, sem objeções, e dispostos a se escravizarem a máquinas ou a escritórios, realizando operações brutalmente repetitivas. Mas o próprio sistema industrial resolveu seu problema. "A solução só podia ser um sistema educacional que, na sua própria estrutura, simulasse esse mundo novo." (TOFFLER, A Terceira Onda, 1970); Ondas de Toffler (3ª Onda) - Era da Informação ( ) Durou 30 anos 36 18

19 Ondas de Toffler (4ª Onda) - Era do Conhecimento Iniciou no ano 2000 Educação continuada Autogerenciamento Adaptabilidade Domínio da tecnologia Foco nos resultados 37 Francis Bacon: conhecimento é poder Bacon imaginava a ciência como uma vara de condão mais poderosa do que qualquer coisa jamais sonhada. Resposta da QC-2.1: Como evoluiu o perfil do profissional ao longo das Eras? 38 Profundidade dos Conhecimentos Rudimentar Era do Conhecimento Especialista Vocação Gama de Conhecimentos Generalista Especialista Pluralista Era Agrícola Era Industrial Era da Informação Durou 6000 anos Durou 300 anos Durou 30 anos Fonte: TELEWORK AND THE EVOLUTION OF THE PROFESSIONALS PROFILE IN THE NEW AGE 14th International Conference on Telework - Finlândia 2009 Autor: J.C. Dal Bello 19

20 O perfil do profissional do futuro (Área Tecnológica) Fonte: THE TELEWORK AND THE EVOLUTION OF THE PROFESSIONALS PROFILE IN THE NEW WISDOM AGE Trabalho apresentado na ITA-Telework 2009 ( Finlândia ) Autoras: Márcia Castro e Renata Bonfim - Orientação: Prof. Dr. Julio Cesar Dal Bello Range of Knowledge Desirable Knowledge Necessary Knowledge Information Security Emotions Management Performance and Metrics Strategic Planning Science of the Profession Sustainable Development Project Management Leadership Systems Management Analysis of Trends Business Strategies Processes Management Finance Politcs and Economy Marketing History Idioms (other than english) Best Practices (Norm and Process) Holistic Sociology Philosophy Law English Computer Science Mandatory Knowledge Differential Knowledge Vocation 39 Depth of Knowledge 2 a Questão Principal COMO SERÁ O PERFIL DO PROFISSIONAL DO FUTURO? Considerando que uma nova Era (5ª Onda) pode ser esperada para o futuro... QC Quando chegará a nova ERA e como ela será denominada? QC- 2.3 Quais serão as suas principais características? QC-2.4 Como capacitar recursos humanos para competir na nova Era? QP-2 2ª Questão Principal: Como será o perfil do profissional do futuro? 40 Criando HIPÓTESES e consolidando-as em TESES, os Grupos de Trabalho deverão responder as questões QC-2.2, 2.3 e 2.4; e a 2ª Questão Principal! 20

21 SUMÁRIO 1. Introdução 2. Ciência, Tecnologia e Inovação Tecnológica 3. Método Científico e Ferramentas Filosóficas 4. Estudo de Caso: A Empresa e o Profissional do Futuro Fase 1: Com o auxílio do professor Fase 2: Sem o auxílio do professor 5. O papel das tecnologias avançadas no mundo moderno globalizado 6. Conclusões 5. O papel das tecnologias avançadas no mundo moderno globalizado Fragmentos para reflexão: 1. O conceito do direito mundial de cidadania não os protege (os povos) contra a agressão e a guerra, mas a mútua convivência e proveito os aproxima e une....o espírito comercial, incompatível com a guerra, se apodera cedo ou tarde dos povos. De todos os poderes subordinados à força do Estado, é o poder do dinheiro que inspira mais confiança e por isto os Estados se vêem obrigados - não certamente por motivos morais - a fomentar a paz... I. Kant - A Paz Perpétua, Impérios não têm o menor interesse em operar num sistema internacional: aspiram a ser o sistema internacional. 42 Henry Kissinger 3. Na globalização atual, ao primeiro mundo interessa 2 coisas: Primeiro: que o segundo mundo (do qual o Brasil faz parte, no conceito mais moderno) acolha suas fábricas; Segundo: que o segundo mundo não produza descobertas científicas, movimentos artísticos, patentes, filmes, informações, mas que os adquira do primeiro mundo. Domenico de Masi 21

22 World Development Indicators database, World Bank 1 July 2011 (Acesso em 07/2/ :26h) COMPÕEM O G-8 USA França Reino Unido Canadá Fed. Russa Alemanha Japão Itália G Mundo (193 países) PIB (2010) U$ bilhões Fonte: Banco Mundial 07/2/2012 MAIORES PRODUTORES MUNDIAIS DE TECNOLOGIAS AVANÇADAS USA França Reino Unido Canadá Fed.Russa Alemanha Japão Itália Patent Applications (Direct and PCT National Phase Entry) 2010 (Fonte: WIPO) Gross domestic product 2010 (millions of US dollars) 1 United States 14,582,400 2 China 5,878,629 3 Japan 5,497,813 4 Germany 3,309,669 5 France 2,560,002 6 United Kingdom 2,246,079 7 Brazil 2,087,890 8 Italy 2,051,412 9 India 1,729, Canada 1,574, Russian Federation 1,479, Spain 1,407, países: US dollars 63,048,823 22

23 Statistical Country Profiles Estados Unidos Reino Unido "resident" - domestic filings; "non-resident" - filings coming in from other countries; "abroad" - filings going out to other countries. França Canadá Statistical Country Profiles Federação Russa Itália "resident" - domestic filings; "non-resident" - filings coming in from other countries; "abroad" - filings going out to other countries. Alemanha Japão 23

24 Statistical Country Profiles Brasil China "resident" - domestic filings; "non-resident" - filings coming in from other countries; "abroad" - filings going out to other countries. Índia The Patent Cooperation Treaty (PCT) is an international treaty, administered by the World Intellectual Property Organization (WIPO). The PCT makes it possible to seek patent protection for an invention simultaneously in a large number of countries by filing a single "international" patent application. PCTNE: PCT National Phase Entry Qual é o papel das tecnologias avançadas no mundo moderno globalizado? Como romper esta barreira de acesso ao conhecimento científico e tecnológico? BARREIRA INOVAÇÃO CIÊNCIA (Pesquisa) P & D TECNOLOGIA (Desenvolvimento) P & D+I BUSCA DE NOVOS CONHECIMENTOS CRIAÇÃO DE NOVOS PRODUTOS TÉCNICA Fluxo do conhecimento científico UTILIZAÇÃO DE PRODUTOS Mercado 24

25 SUMÁRIO 1. Introdução 2. Ciência, Tecnologia e Inovação Tecnológica 3. Método Científico e Ferramentas Filosóficas 4. Estudo de Caso: A Empresa e o Profissional do Futuro Fase 1: Com o auxílio do professor Fase 2: Sem o auxílio do professor 5. O papel das tecnologias avançadas no mundo moderno globalizado 6. Conclusões A Convergência das Tecnologias Modernas é fato irreversível e tende a se aprofundar cada vez mais devido à oferta crescente de tecnologias eficientes e de fácil utilização, a preços cada vez mais competitivos. É a marcha do progresso da civilização que tende a esmagar aqueles que contra ela reagirem, conforme ensina Canninig em seu célebre adágio. Quem impede melhorias por serem inovações, mais cedo ou mais tarde é forçado a aceitar as inovações, quando estas já não são melhorias. Adágio de Canning Significado de Adágio: Provérbio, máxima, ditado. 25

26 Sobre o autor Currículo resumido do Prof. Dr. Julio Cesar R. Dal Bello Graduado e pós-graduado (mestrado) em Engenharia de Telecomunicações pelo Instituto Militar de Engenharia - IME. Realizou o Curso de Doutorado na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, com Tese de Doutorado desenvolvida no Center for Advanced Technologies in Telecommunications, Polytechnic University, New York, USA. Realizou o curso MBA na Fundação Getúlio Vargas (FGV-Business) e o Curso de Altos Estudos em Política e Estratégia na Escola Superior de Guerra. Foi professor do IME durante 15 anos e membro dos seus diversos Conselhos de Ensino e Pesquisa. Atualmente é Professor Associado do Departamento de Engenharia de Telecomunicações da Universidade Federal Fluminense (UFF), onde ministra cursos nos níveis de graduação e pós-graduação. Foi Diretor Técnico da afiliada da Rede Globo de Televisão na Amazônia Ocidental no início da década de Foi Diretor-Presidente de empresa de engenharia e Diretor Técnico de empresa de consultoria, ambas na área de telecomunicações, por mais de 10 anos. É consultor de empresas das áreas de Telecomunicações e Tecnologias da Informação (TI), tendo realizado mais de 800 estudos, pareceres, perícias e projetos-técnicos nestas áreas. É autor de livro técnico e de diversos artigos (papers) que foram apresentados em congressos e conferências, nacionais e internacionais. 26

Tecnologias Avançadas e Mudanças de Paradigmas no Mundo Globalizado

Tecnologias Avançadas e Mudanças de Paradigmas no Mundo Globalizado UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE Departamento de Engenharia de Telecomunicações MBA em TV Digital, Radiodifusão & Novas Mídias de Comunicação Eletrônica Tecnologias Avançadas e Mudanças de Paradigmas no

Leia mais

PÓS-MBA em GERENCIAMENTO AVANÇADO DE PROJETOS

PÓS-MBA em GERENCIAMENTO AVANÇADO DE PROJETOS PÓS-MBA em GERENCIAMENTO AVANÇADO DE PROJETOS 2010.2 FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS É uma instituição de direito privado, sem fins lucrativos, fundada em 20 de dezembro de 1944, com o objetivo de ser um centro

Leia mais

PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS

PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS 2014 1. COORDENAÇÃO ACADÊMICA Prof.º André Bittencourt do Valle 2. FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS É uma instituição de direito privado,

Leia mais

Inovação em fármacos no Brasil. Alexander Triebnigg, Presidente do Conselho da Febrafarma São Paulo, 28 de maio de 2009

Inovação em fármacos no Brasil. Alexander Triebnigg, Presidente do Conselho da Febrafarma São Paulo, 28 de maio de 2009 Inovação em fármacos no Brasil Alexander Triebnigg, Presidente do Conselho da Febrafarma São Paulo, 28 de maio de 2009 Inovação é consenso no Brasil Indústria farmacêutica brasileira investe de forma crescente

Leia mais

MEC/CAPES. Portal de Periódicos

MEC/CAPES. Portal de Periódicos MEC/CAPES Portal de Periódicos A CAPES e a formação de recursos de alto nível no Brasil Criada em 1951, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) é uma agência vinculada ao

Leia mais

Inovação 3M do Brasil. 3M 2009. All Rights Reserved

Inovação 3M do Brasil. 3M 2009. All Rights Reserved Legado de Inovação Início em 1902. Fundada há 107 anos e há 63 anos no Brasil. Indicadores de Reputação Corporativa 3M Empresa global Subsidiárias em 60 países e comercialização em + de 200 países 79.000

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Tecnologia da Informação Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão de Tecnologia da Informação tem por fornecer conhecimento

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS Universidade Federal de Minas Gerais Faculdade de Ciências Econômicas Departamento de Ciências Administrativas UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS

Leia mais

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br PREZADO (A) SENHOR (A) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso

Leia mais

MBA em gestão de negócios

MBA em gestão de negócios MBA em gestão de negócios MBA EXECUTIVO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS O MBA Executivo em Gestão de Negócios do Grupo Ibmec foi desenvolvido para responder à demanda do mercado por profissionais cada vez mais qualificados

Leia mais

Inglaterra século XVIII

Inglaterra século XVIII Inglaterra século XVIII Revolução: Fenômeno político-social de mudança radical na estrutura social. Indústria: Transformação de matérias-primas em mercadorias, com o auxílio de ferramentas ou máquinas.

Leia mais

CBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS

CBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS CBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS CBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS O CBA em Gestão de Negócios é um curso que proporciona aos participantes sólidos fundamentos em gestão e liderança. O programa tem o objetivo de formar

Leia mais

Pós-graduação em Gestão da Qualidade e Produtividade com Ênfase em Seis Sigma

Pós-graduação em Gestão da Qualidade e Produtividade com Ênfase em Seis Sigma Pós-graduação em Gestão da Qualidade e Produtividade com Ênfase em Seis Sigma 1 Ascensão Acadêmica Pós-Graduação alavanca sucesso na carreira profissional Pesquisa coordenada pelo Centro de Políticas Sociais

Leia mais

ICC 115-8. O café na Federação Russa. Conselho Internacional do Café 115. a sessão 28 setembro 2 outubro 2015 Milão, Itália.

ICC 115-8. O café na Federação Russa. Conselho Internacional do Café 115. a sessão 28 setembro 2 outubro 2015 Milão, Itália. ICC 115-8 18 agosto 215 Original: inglês P Conselho Internacional do Café 115. a sessão 28 setembro 2 outubro 215 Milão, Itália O café na Federação Russa Antecedentes Cumprindo o disposto no Artigo 34

Leia mais

CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS. www.prochile.gob.cl

CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS. www.prochile.gob.cl CONHECENDO O CHILE ATRAVÉS DE SEU SETOR SERVIÇOS www.prochile.gob.cl O Chile surpreende pela sua variada geografia. Suas montanhas, vales, desertos, florestas e milhares de quilômetros de costa, o beneficiam

Leia mais

Sistema Integrado de Gestão I

Sistema Integrado de Gestão I Faculdades Integradas Campos Salles Sistema Integrado de Gestão I Aula - 2 A evolução da sociedade da era agrícola à era do conhecimento Carlos Antonio José Oliviero São Paulo - 2012 Objetivos Conhecer

Leia mais

1. Conceitos e princípios da qualidade: nichos da qualidade; erros da qualidade.

1. Conceitos e princípios da qualidade: nichos da qualidade; erros da qualidade. 1/6 1. Conceitos e princípios da qualidade: nichos da qualidade; erros da qualidade. Nichos da Qualidade É a partir destas avaliações que, por exemplo, duas empresas do mesmo ramo podem atuar em nichos

Leia mais

Conhecimento e Desigualdade

Conhecimento e Desigualdade Conhecimento e Desigualdade Marcos Cavalcanti CRIE Centro de Referência em Inteligência Empresarial Programa de Engenharia de Produção - COPPE/UFRJ marcos@crie.coppe.ufrj.br Segundo a OCDE o conhecimento

Leia mais

Quais são as Balas de Prata no Gerenciamento de Projetos? (Autores: Carlos Magno da Silva Xavier e Alberto Sulaiman Sade Júnior) Resumo

Quais são as Balas de Prata no Gerenciamento de Projetos? (Autores: Carlos Magno da Silva Xavier e Alberto Sulaiman Sade Júnior) Resumo Quais são as Balas de Prata no Gerenciamento de Projetos? (Autores: Carlos Magno da Silva Xavier e Alberto Sulaiman Sade Júnior) Resumo A metáfora bala de prata se aplica a qualquer ação que terá uma extrema

Leia mais

CBA PERFIL DO ALUNO. Certification in Business Administration

CBA PERFIL DO ALUNO. Certification in Business Administration CBA Pós - Graduação QUEM SOMOS PARA PESSOAS QUE TÊM COMO OBJETIVO DE VIDA ATUAR LOCAL E GLOBALMENTE, SER EMPREENDEDORAS, CONECTADAS E BEM POSICIONADAS NO MERCADO, PROPORCIONAMOS UMA FORMAÇÃO DE EXCELÊNCIA,

Leia mais

Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 2: Vantagem Competitiva. Resposta do Exercício 1

Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 2: Vantagem Competitiva. Resposta do Exercício 1 Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 2: Vantagem Competitiva 1 Resposta do Exercício 1 Uma organização usa algumas ações para fazer frente às forças competitivas existentes no mercado, empregando

Leia mais

BRASIL E ESTADOS UNIDOS: relações comerciais e linguístico-culturais

BRASIL E ESTADOS UNIDOS: relações comerciais e linguístico-culturais BRASIL E ESTADOS UNIDOS: relações comerciais e linguístico-culturais Autor(a): João Corcino Neto Coautor(es): Suzana Ferreira Paulino Email: jcn1807iop@gmail.com Introdução As relações comerciais entre

Leia mais

VIRGÍLIO, P.; LONTRINGER, S.. Guerra Pura: a Militarização do Cotidiano. São Paulo: Brasiliense, 1984, p. 39.

VIRGÍLIO, P.; LONTRINGER, S.. Guerra Pura: a Militarização do Cotidiano. São Paulo: Brasiliense, 1984, p. 39. Velocidade é violência. O exemplo mais óbvio é o punho cerrado. Nunca o pesei mas pesa cerca de 400 gramas. Posso transformar esse punho na carícia mais delicada. Mas, se o arremessar em alta velocidade,

Leia mais

PATENTES DE TECNOLOGIAS DE PETRÓLEO E GÁS NO BRASIL

PATENTES DE TECNOLOGIAS DE PETRÓLEO E GÁS NO BRASIL PATENTES DE TECNOLOGIAS DE PETRÓLEO E GÁS NO BRASIL Gabriel Marcuzzo do Canto Cavalheiro (INPI & FGV/EBAPE)- gabrielm@inpi.gov.br 15/05/2014 Agenda Importância das patentes na economia do conhecimento

Leia mais

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS APRESENTAÇÃO FGV Criado em 1999, o FGV Management é o Programa de Educação Executiva Presencial da Fundação Getulio Vargas, desenvolvido para atender a demanda do mercado por cursos de qualidade, com tradição

Leia mais

Módulo Internacional (Graduação)

Módulo Internacional (Graduação) Módulo Internacional (Graduação) 1 2 CONVÊNIO FGV e a SAINT LEO UNIVERSITY Foi celebrado no ano de 2014, o convênio de interesse comum entre as instituições FGV (Fundação Getulio Vargas) e a Donald R Tapia

Leia mais

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br

Prezado(a) Sr.(a.) Atenciosamente, Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas. comercial@trecsson.com.br Prezado(a) Sr.(a.) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso de

Leia mais

O impactoda Sociedadedo Conhecimentono GED/EIM

O impactoda Sociedadedo Conhecimentono GED/EIM O impactoda Sociedadedo Conhecimentono GED/EIM Helio Ferenhof, MBA, PMP, ITIL Bacharel em Ciência da Computação; MBA em E-Business pela FGV/RJ; Certificado como PMP, Project Manager Professional pelo PMI;

Leia mais

Após a década de 1990, várias pessoas em todo o mundo mantêm hábito de consumo semelhantes.

Após a década de 1990, várias pessoas em todo o mundo mantêm hábito de consumo semelhantes. A ECONOMIA GLOBAL Após a década de 1990, várias pessoas em todo o mundo mantêm hábito de consumo semelhantes. O século XX marcou o momento em que hábitos culturais, passaram a ser ditados pelas grandes

Leia mais

MBA Executivo EMPREENDEDORISMO. Prof. Allan Marcelo de Campos Costa. acosta@pr.sebrae.com.br. Realização Fundação Getulio Vargas FGV Management

MBA Executivo EMPREENDEDORISMO. Prof. Allan Marcelo de Campos Costa. acosta@pr.sebrae.com.br. Realização Fundação Getulio Vargas FGV Management MBA Executivo EMPREENDEDORISMO Prof. Allan Marcelo de Campos Costa acosta@pr.sebrae.com.br Realização Fundação Getulio Vargas FGV Management Todos os direitos em relação ao design deste material didático

Leia mais

Desvendando os segredos da concorrência

Desvendando os segredos da concorrência Desvendando os segredos da concorrência Inteligência Competitiva Sady Ivo Pezzi Júnior 1 A sociedade do conhecimento é a primeira sociedade humana onde o crescimento é potencialmente ilimitado. O Conhecimento

Leia mais

www.institutosiegen.com.br Aula 2 Qual é o limite de uma indústria? Quais produtos ela pode produzir?

www.institutosiegen.com.br Aula 2 Qual é o limite de uma indústria? Quais produtos ela pode produzir? Aula 2 1. O cenário competitivo do século XXI O cenário competitivo do século XXI Qual é o limite de uma indústria? Quais produtos ela pode produzir? O que uma farmácia moderna pode vender? Qual a diferença

Leia mais

A Norma Brasileira e o Gerenciamento de Projetos

A Norma Brasileira e o Gerenciamento de Projetos A Norma Brasileira e o Gerenciamento de Projetos Realidade Operacional e Gerencial do Poder Judiciário de Mato Grosso Na estrutura organizacional, existe a COPLAN que apoia administrativamente e oferece

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI NÚCLEO DE EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA GABARITO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI NÚCLEO DE EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA GABARITO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI NÚCLEO DE EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA GABARITO GRUPO: INFORMÁTICA DATA: HORÁRIO: NOME DO CANDIDATO: CPF: ASSINATURA: INSTRUÇÕES:

Leia mais

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS APRESENTAÇÃO FGV Criado em 1999, o FGV Management é o Programa de Educação Executiva Presencial da Fundação Getulio Vargas, desenvolvido para atender a demanda do mercado por cursos de qualidade, com tradição

Leia mais

Gestão do Conhecimento e Redes Sociais: entre a teoria e a prática

Gestão do Conhecimento e Redes Sociais: entre a teoria e a prática Gestão do Gestão do e Redes Sociais: entre a teoria e a prática Na Universidade, as redes sociais e o conhecimento como ativo intangível são focos de estudo de diversos campos. Já nas empresas, a Gestão

Leia mais

Curso de MBA Executivo Administração Geral e Estratégica

Curso de MBA Executivo Administração Geral e Estratégica Grupo Educacional LBS-FAPPES CREDENCIADO PELO MEC. DECRETO N 485 de 09/02/2006 Curso de MBA Executivo Administração Geral e Estratégica Curso de Pós-Graduação lato sensu em Administração APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

Leia mais

O Movimento INOVA, nasceu em 2007 a partir do interesse e da necessidade da sociedade em fomentar na América Latina um movimento para discutir as

O Movimento INOVA, nasceu em 2007 a partir do interesse e da necessidade da sociedade em fomentar na América Latina um movimento para discutir as O Movimento INOVA, nasceu em 2007 a partir do interesse e da necessidade da sociedade em fomentar na América Latina um movimento para discutir as principais oportunidades geradas pela inovação em prol

Leia mais

Qual a Relação entre Informação, Sociedade, Organização e Desenvolvimento Econômico? Síntese e Comentários Sobre Ensaios Produzidos pelos Alunos

Qual a Relação entre Informação, Sociedade, Organização e Desenvolvimento Econômico? Síntese e Comentários Sobre Ensaios Produzidos pelos Alunos Qual a Relação entre Informação, Sociedade, Organização e Desenvolvimento Econômico? Síntese e Comentários Sobre Ensaios Produzidos pelos Alunos Jorge H. C. Fernandes 20 de Abril de 1999 Ensaios A Informação

Leia mais

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=k4425100e2

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=k4425100e2 Page 1 of 5 Claudio Nascimento Alfradique Doutorando em Ciência Política e Relações Internacionais pelo IUPERJ (2011), Mestre em Administração Pública pela Fundação Getúlio Vargas - RJ (2008), graduado

Leia mais

Campus Cabo Frio. Projeto: Incubadora de Empresas criação de emprego e renda.

Campus Cabo Frio. Projeto: Incubadora de Empresas criação de emprego e renda. Campus Cabo Frio Trabalho de Microeconomia Prof.: Marco Antônio T 316 / ADM Grupo: Luiz Carlos Mattos de Azevedo - 032270070 Arildo Júnior - 032270186 Angélica Maurício - 032270410 Elias Sawan - 032270194

Leia mais

Ohio University - USA

Ohio University - USA Módulo Internacional Negócios MBA Executivo Internacional Transforme seu MBA em um MBA Executivo Internacional CONVENIADA Ohio University - USA Strategic Business Leadership Com mais de 60 anos de excelência,

Leia mais

PRODUTIVIDADE DO TRABALHO E COMPETITIVIDADE: BRASIL E SEUS CONCORRENTES

PRODUTIVIDADE DO TRABALHO E COMPETITIVIDADE: BRASIL E SEUS CONCORRENTES PRODUTIVIDADE DO TRABALHO E COMPETITIVIDADE: BRASIL E SEUS CONCORRENTES Eduardo Augusto Guimarães Maio 2012 Competitividade Brasil 2010: Comparação com Países Selecionados. Uma chamada para a ação África

Leia mais

Introdução. A Internet de Todas as Coisas está pronta para gerar pelo menos US$ 613 bilhões em lucros empresariais mundiais no. ano de 2013.

Introdução. A Internet de Todas as Coisas está pronta para gerar pelo menos US$ 613 bilhões em lucros empresariais mundiais no. ano de 2013. Internet de Todas as Coisas (IoE). 10 principais descobertas da Pesquisa Índice de valor da IoE da Cisco com 7.500 responsáveis pela tomada de decisão em 12 países Joseph Bradley Jeff Loucks Andy Noronha

Leia mais

MACRO AMBIENTE DA INOVAÇÃO

MACRO AMBIENTE DA INOVAÇÃO MACRO AMBIENTE DA INOVAÇÃO Ambiente de Inovação em Saúde EVENTO BRITCHAM LUIZ ARNALDO SZUTAN Diretor do Curso de Medicina Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo SOCIEDADES CONHECIMENTO

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO. Pós-graduação

MANUAL DO CANDIDATO. Pós-graduação MANUAL DO CANDIDATO Pós-graduação Prezado(a) Candidato(a), Agradecemos o interesse pelos nossos cursos. Este manual contém informações básicas pertinentes ao curso, tais como: objetivos do curso e das

Leia mais

Cenários do Ensino Superior em Santa Catarina e no Brasil

Cenários do Ensino Superior em Santa Catarina e no Brasil Cenários do Ensino Superior em Santa Catarina e no Brasil Maurício Fernandes Pereira PRESIDENTE DO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO DE SANTA CATARINA PRESIDENTE DO FÓRUM NACIONAL DOS CONSELHOS ESTADUAIS DE

Leia mais

As diretrizes de consumo no Brasil

As diretrizes de consumo no Brasil As diretrizes de consumo no Brasil A visão do consumidor Luiz Goes A GS&MD Gouvêa de Souza Consultoria Empresarial Canais de distribuição / Centrais e redes de negócios/ Controladoria e finanças / Crédito

Leia mais

1. Introdução: 2. Desafios da automação no Brasil

1. Introdução: 2. Desafios da automação no Brasil A automação no processo produtivo: desafios e perspectivas Bruciapaglia, A. H., Farines, J.-M.; e Cury, J. E. R. Departamento de Automação e Sistemas Universidade Federal de Santa Catarina 1. Introdução:

Leia mais

Curso de MBA Finanças e Controladoria

Curso de MBA Finanças e Controladoria Grupo Educacional LBS-FAPPES CREDENCIADO PELO MEC. DECRETO N 485 de 09/02/2006 Curso de MBA Finanças e Controladoria Curso de Pós-Graduação lato sensu em Administração APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL A LBS

Leia mais

PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EXECUTIVO EM SAÚDE COM ÊNFASE NA GESTÃO DE CLÍNICAS E HOSPITAIS

PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EXECUTIVO EM SAÚDE COM ÊNFASE NA GESTÃO DE CLÍNICAS E HOSPITAIS PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EXECUTIVO EM SAÚDE COM ÊNFASE NA GESTÃO DE CLÍNICAS E HOSPITAIS 2014 19010-080 -Presidente Prudente - SP 1. COORDENAÇÃO ACADÊMICA Prof.ª Adriana Maria André,

Leia mais

K & M KNOWLEDGE & MANAGEMENT

K & M KNOWLEDGE & MANAGEMENT K & M KNOWLEDGE & MANAGEMENT Conhecimento para a ação em organizações vivas CONHECIMENTO O ativo intangível que fundamenta a realização dos seus sonhos e aspirações empresariais. NOSSO NEGÓCIO EDUCAÇÃO

Leia mais

Prof a Lillian Alvares Faculdade de Ciência da Informação Universidade de Brasília CONHECIMENTO E ECONOMIA

Prof a Lillian Alvares Faculdade de Ciência da Informação Universidade de Brasília CONHECIMENTO E ECONOMIA Prof a Lillian Alvares Faculdade de Ciência da Informação Universidade de Brasília CONHECIMENTO E ECONOMIA Divisão do Conhecimento Ciências Econômicas, Friedrich Hayek (1945) Para ele, como pode a combinação

Leia mais

1. COORDENAÇÃO ACADÊMICA. Profª. ANA LÍGIA NUNES FINAMOR Doutora - Universidade de Leon Espanha Mestre - Universidade do Estado de Santa Catarina

1. COORDENAÇÃO ACADÊMICA. Profª. ANA LÍGIA NUNES FINAMOR Doutora - Universidade de Leon Espanha Mestre - Universidade do Estado de Santa Catarina 1. COORDENAÇÃO ACADÊMICA SIGA: TMBAGCH*14/02 Profª. ANA LÍGIA NUNES FINAMOR Doutora - Universidade de Leon Espanha Mestre - Universidade do Estado de Santa Catarina 2. FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS É uma instituição

Leia mais

SEMINÁRIO ANDIFES. Ana Gabas Assessora do Ministro Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação MCTI

SEMINÁRIO ANDIFES. Ana Gabas Assessora do Ministro Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação MCTI SEMINÁRIO ANDIFES Ana Gabas Assessora do Ministro Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação MCTI Brasília, 13 de março de 2012 Percentual do PIB aplicado em C,T&I Comparação Internacional Fontes: Main

Leia mais

CEAG Curso de Especialização em Administração para Graduados EMENTAS DAS DISCIPLINAS E CARGA HORÁRIA

CEAG Curso de Especialização em Administração para Graduados EMENTAS DAS DISCIPLINAS E CARGA HORÁRIA CEAG Curso de Especialização em Administração para Graduados EMENTAS DAS DISCIPLINAS E CARGA HORÁRIA Habilidades Computacionais 32 h/a Oferece ao administrador uma visão sobre as potencialidades da tecnologia

Leia mais

O Cliente ao alcance do mouse!

O Cliente ao alcance do mouse! Capítulo 11 e-crc uma importante ferramenta de marketing A minha vivência, como consultor, pôs a descoberto duas das grandes dores de cabeça dos empresários a prospecção e comunicação com clientes. Todos,

Leia mais

Agenda. Motorola: Presença Mundial e no Brasil. Pesquisa e Desenvolvimento no Brasil. Parcerias no Brasil. Comentários Finais. - Sistemas Celulares

Agenda. Motorola: Presença Mundial e no Brasil. Pesquisa e Desenvolvimento no Brasil. Parcerias no Brasil. Comentários Finais. - Sistemas Celulares Agenda Motorola: Presença Mundial e no Brasil Pesquisa e Desenvolvimento no Brasil - Sistemas Celulares - Semicondutores Parcerias no Brasil Comentários Finais Motorola: Presença Mundial e no Brasil Pesquisa

Leia mais

Inserção Internacional dos NITs Brasileiros

Inserção Internacional dos NITs Brasileiros Inserção Internacional dos NITs Brasileiros Denise Gregory Diretora de Cooperação para o Desenvolvimento INPI Seminário ETT/PUC-RS: Um decênio da história na gestão de PI e Transferência de Tecnologia

Leia mais

Inovação no Brasil nos próximos dez anos

Inovação no Brasil nos próximos dez anos Inovação no Brasil nos próximos dez anos XX Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas XVIII Workshop ANPROTEC Rodrigo Teixeira 22 de setembro de 2010 30/9/2010 1 1 Inovação e

Leia mais

INCLUSÃO DIGITAL: O AVANÇO TECNOLÓGICO À LUZ DOS DIREITOS HUMANOS

INCLUSÃO DIGITAL: O AVANÇO TECNOLÓGICO À LUZ DOS DIREITOS HUMANOS INCLUSÃO DIGITAL: O AVANÇO TECNOLÓGICO À LUZ DOS DIREITOS HUMANOS Josefina Elvira Trindade Ramos Rios 1 RESUMO Este artigo é o resultado de um esforço para contextualizar em linhas gerais a sociedade do

Leia mais

CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLEX 2016

CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLEX 2016 CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLE 2016 CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO PROGRAMA PÓS-FLE 2016 ÁREAS DE NEGÓCIOS E ENGENHARIA O Programa Pós-Flex da Universidade Positivo possui 15 cursos voltados para

Leia mais

Panorama Mundial (2013)

Panorama Mundial (2013) Panorama Mundial (2013) Produção mundial alcançou US$ 444 bilhões em 2013; Mesmo com os efeitos da crise internacional, registra 85% de crescimento desde 2004, a uma taxa média de 7% ao ano; 54% da produção

Leia mais

As cinco disciplinas

As cinco disciplinas As cinco disciplinas por Peter Senge HSM Management julho - agosto 1998 O especialista Peter Senge diz em entrevista exclusiva que os programas de aprendizado podem ser a única fonte sustentável de vantagem

Leia mais

PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EXECUTIVO EM ADMINISTRAÇÃO: GESTÃO DE SAÚDE PROGRAMA LÍDER NA FORMAÇÃO DE LÍDERES

PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EXECUTIVO EM ADMINISTRAÇÃO: GESTÃO DE SAÚDE PROGRAMA LÍDER NA FORMAÇÃO DE LÍDERES PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EXECUTIVO EM ADMINISTRAÇÃO: GESTÃO DE SAÚDE 2016 PROGRAMA LÍDER NA FORMAÇÃO DE LÍDERES SIGA: TMBAES*06_38 Al. Tocantins, 125 Alphaville Barueri SP CEP 06455-020

Leia mais

Gestão da TI. É proibida a cópia deste conteúdo, no todo ou em parte, sem autorização prévia do autor.

Gestão da TI. É proibida a cópia deste conteúdo, no todo ou em parte, sem autorização prévia do autor. Este material foi desenvolvido especialmente para a disciplina Gestão da TI ministrada no curso de graduação em Sistemas de Informação da AES (Academia de Ensino Superior). Algumas imagens são de domínio

Leia mais

PNE: OS CAMINHOS A PERCORRER PARA OFERTAR, COM QUALIDADE, A EDUCAÇÃO INFANTIL

PNE: OS CAMINHOS A PERCORRER PARA OFERTAR, COM QUALIDADE, A EDUCAÇÃO INFANTIL PNE: OS CAMINHOS A PERCORRER PARA OFERTAR, COM QUALIDADE, A EDUCAÇÃO INFANTIL Maurício Fernandes Pereira www.facebook.com/mauriciofernandespereira1 www.cad.ufsc.br/mauriciofpereira 1 mfpcris@gmail.com

Leia mais

PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EXECUTIVO EM SAÚDE COM ÊNFASE NA GESTÃO DE CLÍNICA E HOSPITAIS

PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EXECUTIVO EM SAÚDE COM ÊNFASE NA GESTÃO DE CLÍNICA E HOSPITAIS PÓS - GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EXECUTIVO EM SAÚDE COM ÊNFASE NA GESTÃO DE CLÍNICA E HOSPITAIS 2014 SIGA: TMBAES*0627-2 Avenida dos Autonomistas, 1400 Shopping União - Osasco SP CEP 06020-010

Leia mais

O caminho das certificações

O caminho das certificações O caminho das certificações Treinamentos em Segurança da Informação Anderson Ramos CISSP, CISA, SSCP, CCSI/E+ CNE, MCSE, CCAE, CCQE, NSA Diretor Educacional DataCastle Lead Instructor (ISC)² Diretor de

Leia mais

Apresentação da Proposta de Trabalho aos ICTs e as Empresas

Apresentação da Proposta de Trabalho aos ICTs e as Empresas Apresentação da Proposta de Trabalho aos ICTs e as Empresas 29 abril 2014 Fundamentação Lei da Inovação Nº 10.973, 02 Dez 2004 Regulamentada pelo Decreto Nº 5.563, 11 Out 2005 Artigo 20, do Decreto Nº

Leia mais

SEMANA EMPRESARIAL FGV Projetos em Saúde

SEMANA EMPRESARIAL FGV Projetos em Saúde FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS Criada há 60 anos com o objetivo de ser uma instituição voltada ao desenvolvimento intelectual do País, a Fundação Getulio Vargas é composta por escolas e importantes centros de

Leia mais

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL MBA e Pós-Graduação Cursos inovadores e alinhados às tendências globais Nossos cursos seguem modelos globais e inovadores de educação. Os professores

Leia mais

Discovery. design. development. liderança. Exploração. Portfólio de inovações. análise estratégica. Ideação. Protótipos. Visão do ambiente.

Discovery. design. development. liderança. Exploração. Portfólio de inovações. análise estratégica. Ideação. Protótipos. Visão do ambiente. 3 4 Portfólio de inovações 1 2 análise estratégica Visão do ambiente Discovery liderança design Exploração Ideação Protótipos 5 6 development 9 Aprendizagem Comunicação 8 Implemen -tação 7 WORKSHOP LEADERSHIP

Leia mais

Tabela 1 Evolução da taxa real de crescimento anual do PIB em países selecionados: 1991-2014

Tabela 1 Evolução da taxa real de crescimento anual do PIB em países selecionados: 1991-2014 Ano III /2015 Uma das grandes questões no debate econômico atual está relacionada ao fraco desempenho da economia brasileira desde 2012. De fato, ocorreu uma desaceleração econômica em vários países a

Leia mais

Infra-estrutura de dados espaciais: O Papel das Instituições de Ensino Superior

Infra-estrutura de dados espaciais: O Papel das Instituições de Ensino Superior 1ªs Jornadas de Sistemas de Informação Geográfica da APDSI: Os SIG ao Serviço das Engenharias e da Sociedade 26 de Maio de 2010 Fundação Portuguesa das Comunicações Infra-estrutura de dados espaciais:

Leia mais

Tabelas anexas Capítulo 7

Tabelas anexas Capítulo 7 Tabelas anexas Capítulo 7 Tabela anexa 7.1 Indicadores selecionados de inovação tecnológica, segundo setores das indústrias extrativa e de transformação e setores de serviços selecionados e Estado de São

Leia mais

Boletim Benchmarking Internacional. Extensão Tecnológica

Boletim Benchmarking Internacional. Extensão Tecnológica Boletim Benchmarking Internacional Extensão Tecnológica Dezembro de 2012 Apresentação Visando contribuir para os objetivos estratégicos do SEBRAE, são apresentadas neste boletim informações relacionadas

Leia mais

UNCTAD NOTA À IMPRENSA. RESTRIÇÃO O conteúdo deste Relatório não poderá ser divulgado antes das 17 horas do GMT de 18 de setembro de 2001

UNCTAD NOTA À IMPRENSA. RESTRIÇÃO O conteúdo deste Relatório não poderá ser divulgado antes das 17 horas do GMT de 18 de setembro de 2001 TRADUÇAO NÃO OFICIAL UNCTAD NOTA À IMPRENSA RESTRIÇÃO O conteúdo deste Relatório não poderá ser divulgado antes das 17 horas do GMT de 18 de setembro de 2001 (13 horas de Nova York, 19 horas de Genebra,

Leia mais

Prof. Dr. Fernando Luiz Pereira de Oliveira Sala1 ICEB I DEMAT Email: fernandoest@ig.com.br

Prof. Dr. Fernando Luiz Pereira de Oliveira Sala1 ICEB I DEMAT Email: fernandoest@ig.com.br Introdução e Conceitos Fundamentais Definiçõesda qualidadee da melhoriada qualidade. Prof. Dr. Fernando Luiz Pereira de Oliveira Sala1 ICEB I DEMAT Email: fernandoest@ig.com.br Breve evolução histórica

Leia mais

REFLEXÃO. (Warren Bennis)

REFLEXÃO. (Warren Bennis) RÉSUMÉ Consultora nas áreas de Desenvolvimento Organizacional e Gestão de Pessoas; Docente de Pós- Graduação; Coaching Experiência de mais de 31 anos na iniciativa privada e pública; Doutorado em Administração;

Leia mais

Pedro Manuchakian Vice-presidente de Engenharia de Produtos General Motors América do Sul

Pedro Manuchakian Vice-presidente de Engenharia de Produtos General Motors América do Sul Pedro Manuchakian Vice-presidente de Engenharia de Produtos General Motors América do Sul Conteúdo O mercado automotivo de 1980 à 2015 O perfil atual do consumidor brasileiro A evolução dos sistemas automotivos

Leia mais

International Trade: Statistics and Top 10 Partners Comércio Internacional: Estatísticas e Top 10 Parceiros. Economic Outlook. Económica.

International Trade: Statistics and Top 10 Partners Comércio Internacional: Estatísticas e Top 10 Parceiros. Economic Outlook. Económica. dossiers Economic Outlook Conjuntura International Trade: Statistics and Top 10 Partners Comércio Internacional: Estatísticas e Top 10 Parceiros Last Update Última Actualização 15-07-2015 Prepared by PE

Leia mais

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br PREZADO (A) SENHOR (A) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso

Leia mais

M B A P Ó S - G R A D U A Ç Ã O E S P E C I A L I Z A Ç Ã O E M G E R E N C I A M E N T O D E P R O J E T O S * Programa sujeito a alterações

M B A P Ó S - G R A D U A Ç Ã O E S P E C I A L I Z A Ç Ã O E M G E R E N C I A M E N T O D E P R O J E T O S * Programa sujeito a alterações depto. mkt. IBE FGV * Programa sujeito a alterações RESOLUÇÃO DO MEC Os cursos MBA Pós-Graduação Especialização da Fundação Getulio Vargas atendem aos requisitos da Resolução CNE / CES nº 01, de 08/06/07.

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO ESTÁGIO SANDUÍCHE E PÓS-DOUTORAL NO ENSINO DA PÓS-GRADUAÇÃO

A IMPORTÂNCIA DO ESTÁGIO SANDUÍCHE E PÓS-DOUTORAL NO ENSINO DA PÓS-GRADUAÇÃO A IMPORTÂNCIA DO ESTÁGIO SANDUÍCHE E PÓS-DOUTORAL NO ENSINO DA PÓS-GRADUAÇÃO Isabela Almeida Pordeus Novembro 2009 A Pós-Graduação em Odontologia Evolução dos Programas: Odontologia Evolução do Programas

Leia mais

O ECOSSISTEMA DA INDÚSTRIA SUÍÇA UMA PLATAFORMA DE NEGOCIOS

O ECOSSISTEMA DA INDÚSTRIA SUÍÇA UMA PLATAFORMA DE NEGOCIOS O ECOSSISTEMA DA INDÚSTRIA SUÍÇA UMA PLATAFORMA DE NEGOCIOS O que você sabe sobre a Suíça? Roger Federer Chocolates Relógios de luxo 2 O que você também deve saber Hotspot para Pesquisa e Desenvolvimento

Leia mais

Desenvolvimento econômico e social no Brasil e a qualificação profissional num mundo globalizado

Desenvolvimento econômico e social no Brasil e a qualificação profissional num mundo globalizado Desenvolvimento econômico e social no Brasil e a qualificação profissional num mundo globalizado Edson Tomaz de Aquino 1 Resumo: Este artigo apresenta uma reflexão sobre os desafios do Brasil em competir

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO. Pós-graduação

MANUAL DO CANDIDATO. Pós-graduação MANUAL DO CANDIDATO Pós-graduação Prezado(a) Candidato(a), Agradecemos o interesse pelos nossos cursos. Este manual contém informações básicas pertinentes ao curso, tais como: objetivos do curso e das

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Projetos

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Projetos Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Projetos Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão de Projetos tem por fornecer conhecimento teórico instrumental que

Leia mais

A QUEM SE DESTINA? COORDENADOR DO CURSO

A QUEM SE DESTINA? COORDENADOR DO CURSO CBA EM FINANÇAS CBA EM finanças O CBA em Finanças é um programa que proporciona aos participantes sólidos fundamentos em finanças e liderança. O programa tem o objetivo de preparar executivos para enfrentar

Leia mais

Tecnologias que Educam

Tecnologias que Educam Tecnologias que Educam Ensinar e Aprender Tecnologias de Informação e Comunicação Fábio Câmara Araújo de Carvalho e Gregorio Bittar Ivanoff http://www.pearson./camara_br Versão 5 06/2009 1Tecnologias que

Leia mais

Cinco principais qualidades dos melhores professores de Escolas de Negócios

Cinco principais qualidades dos melhores professores de Escolas de Negócios Cinco principais qualidades dos melhores professores de Escolas de Negócios Autor: Dominique Turpin Presidente do IMD - International Institute for Management Development www.imd.org Lausanne, Suíça Tradução:

Leia mais

Pesquisa Clínica Intercâmbio de Conhecimento e Fator Gerador de Riquezas. Dr. Mário Bochembuzio Merck Sharp Dohme

Pesquisa Clínica Intercâmbio de Conhecimento e Fator Gerador de Riquezas. Dr. Mário Bochembuzio Merck Sharp Dohme Pesquisa Clínica Intercâmbio de Conhecimento e Fator Gerador de Riquezas Dr. Mário Bochembuzio Merck Sharp Dohme Agenda Cadeia de valor e inovação em saúde Desafios e oportunidades Investimentos em P &

Leia mais

Criatividade e identificação de oportunidades

Criatividade e identificação de oportunidades Criatividade e identificação de oportunidades Como identificar oportunidades de negócios Inscrições até 17 de Julho Criatividade e identificação de oportunidades À distância, ao vivo De $380 a $540 8h

Leia mais

Fashion Marketing & Communication

Fashion Marketing & Communication Os programas de Pós-Graduação oferecidos pela Faculdade de Tecnologia do Istituto Europeo di Design estão em conformidade legal e atendem as Resoluções CNE/CES nº 1, de 3 de abril de 2001 e nº 1, de 8

Leia mais

Uso da Lousa Digital em Aulas de Matemática: um estudo com professores do Ensino Médio

Uso da Lousa Digital em Aulas de Matemática: um estudo com professores do Ensino Médio Uso da Lousa Digital em Aulas de Matemática: um estudo com professores do Ensino Médio João Victor Maceno Lacerda 1 GD6 Educação Matemática, Tecnologias Informáticas e Educação à Distância Resumo: Neste

Leia mais

Como a JETRO poderá apoiar os exportadores brasileiros

Como a JETRO poderá apoiar os exportadores brasileiros Como a JETRO poderá apoiar os exportadores brasileiros Teiji Sakurai Realização :, SÃO PAULO O que é a JETRO? Órgão oficial de comércio exterior do Japão 1951 Osaka Oficialmente JETRO em 1958 76 escritórios

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS São Paulo Presença nacional, reconhecimento mundial. Conheça a Fundação Dom Cabral Uma das melhores escolas de negócios do mundo, pelo ranking de educação executiva

Leia mais