Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download ""

Transcrição

1

2

3

4

5

6 POR QUE É TÃO IMPORTANTE SABER INFLUENCIAR AS PESSOAS?

7 QUAL A DIFERENÇA ENTRE INFLUÊNCIA E MANIPULAÇÃO?

8 O QUE SIGNIFICA INFLUÊNCIA, E COMO ELA SE APLICA NO AMBIENTE PROFISSIONAL?

9 AGENDA 1. O que é influência? 2. Da onde vem a influência? 3. Fontes de poder 4. Táticas de influência 5. Moedas de troca 6. Modelo de influência

10 PONTO DE PARTIDA COMO VOCÊ DECIDE JUNTO COM SUA FAMÍLIA OU AMIGOS ONDE IRÁ ALMOÇAR NO FINAL DE SEMANA OU PARA ONDE IRÁ VIAJAR NAS FÉRIAS?

11 INFLUÊNCIA Habilidade de mobilizar as pessoas para fazer as coisas acontecerem de forma intencional e com objetivo definido. Allan Cohen e Bradford

12 12

13 QUEM INFLUENCIAMOS NO CONTEXTO ORGANIZACIONAL? Pares Gestor Liderados Clientes Fornecedores Outras áreas

14 EM QUE CONTEXTO INFLUENCIAMOS?

15 ORIGENS DO COMPORTAMENTO DE INFLUÊNCIA

16

17

18 E NO TRABALHO?

19 O QUE SIGNIFICA PODER?

20

21

22 QUAIS SÃO OS PRINCÍPIOS DA INFLUÊNCIA? ESTIMULAM A COOPERAÇÃO AUTOMÁTICA

23 PRESSÃO SOCIAL

24

25 TENDÊNCIA EM FAZER O QUE OS OUTROS FAZEM OU ACHAM APROPRIADO

26 5% são iniciadores 95% são imitadores

27 AUTORIDADE

28

29 ESCASSEZ

30 SEMPRE QUEREMOS MAIS DAQUILO QUE NÃO TEMOS OU É MAIS DIFÍCIL DE CONSEGUIR.

31 QUAL O MECANISMO QUE SUPORTA O PROCESSO DE INFLUÊNCIA?

32 RECIPROCIDADE

33 RECIPROCIDADE Desejo inato de retribuir favores, de recompensar delicadezas, sempre que alguém nos oferecer alguma coisa boa.

34 SENSO DE OBRIGAÇÃO FUTURA

35

36

37 TÁTICAS DE INFLUÊNCIA Colaboração Pressão Legitimação Coalizão Persuasão racional Ser inspirador Consulta Troca

38 PERSUASÃO RACIONAL O agente usa argumentos lógicos e evidências para persuadir o alvo de que uma proposta ou um pedido é viável e resultarão em um benefício esperado. Analisando os números e fatos, acredito que esta seja a melhor alternativa para maximizar o retorno deste projeto.

39 SER INSPIRADOR O agente faz um pedido ou propõe que desperta entusiasmo, inspirando o alvo por meio de valores, ideais e aspirações, ou fazendo a pessoa sentir que é capaz de realizar a solicitação com sucesso. Esta é a alternativa mais inovadora e desafiadora, temos que fazer algo diferente!

40 CONSULTA O agente procura envolver o alvo no planejamento da estratégia, na atividade ou na mudança para os quais são desejáveis seu apoio ou assistência, permitindo que opine ou faça sugestões específicas que ajudem na execução do projeto. Você não acha que esta alternativa seria a mais adequada? Qual a sua opinião sobre isso?

41 TROCA O agente propõe uma troca de favores, demonstrando que irá recompensar a ajuda no futuro, ou oferece uma série de benefícios se o alvo ajudar a cumprir a tarefa. Se cooperar comigo agora, com certeza poderei auxiliar você em outros projetos no futuro.

42 COLABORAÇÃO O agente oferece qualquer tipo de ajuda que facilite ou torne a tarefa solicitada menos custosa de ser realizada. A disposição do agente em dar assistência na execução do trabalho e em ajudar a eliminar dificuldades do alvo faz com que este se convença de que pode cumprir a solicitação com sucesso. Eu posso te ajudar a realizar essa tarefa, conte contigo.

43 PRESSÃO O agente dá ordens, ameaça, checa ou lembra da tarefa ou pedido com frequência para influenciar o alvo a cumprir sua solicitação. Se você não fizer isso, teremos problemas no futuro...

44 LEGITIMAÇÃO O agente reivindica o direito de fazer a solicitação por meio de parâmetros legítimos, como a autoridade do cargo, ou mostrando que o pedido é consistente com as políticas da organização, norma ou tradição. Essa é a única saída que temos, segundo as normas da empresa. Há muitos anos temos feito desta forma...

45 COALIZÃO O agente procura a ajuda de outros para persuadir o alvo a fazer algo, ou usa o apoio dos outros como razão para que ele aceite seu pedido. Eu já consultei várias pessoas e todos concordam com a minha posição...

46 A GRANDE FAMÍLIA

47 MOEDAS DE TROCA

48 MOEDAS DE TROCA Inspiração Tarefa Posição Relacionamento

49

50

51

52 Moedas Relativas ao Relacionamento

53 MOEDAS DE TROCA QUE VOCÊ POSSUI E SÃO VALIOSAS PARA SEU GESTOR Atuar acima e além do que é exigido, fazer mais Não ter de se preocupar com as suas tarefas Saber que você considera fatores políticos em questões corporativas Manter gestor informado dos problemas Ser fonte de criatividade e novas ideias Representar o gestor de forma adequada junto às demais áreas Fornecer apoio e encorajamento Tomar iniciativa e prevenir problemas Defender e apoiar decisões do gestor/empresa junto a sua rede.

54 MODELO DE INFLUÊNCIA

55

56 O QUE VOCÊ LEVA DAQUI? A PARTIR DE AGORA, COMO VOCÊ PODERÁ INFLUENCIAR MELHOR?

57 OBRIGADO!

58

A EMPRESARIAS QUE ENRIQUECEM. As 10 principais características da mulher empreendedora.

A EMPRESARIAS QUE ENRIQUECEM. As 10 principais características da mulher empreendedora. A EMPRESARIAS QUE ENRIQUECEM As 10 principais características da mulher empreendedora. AS EMPRESÁRIAS QUE ENRIQUECEM Ser empreendedor não é condição exclusiva de empresários ou de quem está à frente de

Leia mais

Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report

Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report Avaliação de: Sr. Antônio Modelo Preparada por: Consultor Caliper consultor@caliper.com.br Data: Página 1 Perfil Caliper de Especialistas The

Leia mais

FORMAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DA QUALIDADE ISO 19011:2012 PROF. NELSON CANABARRO

FORMAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DA QUALIDADE ISO 19011:2012 PROF. NELSON CANABARRO FORMAÇÃO DE AUDITORES INTERNOS DA QUALIDADE ISO 19011:2012 PROF. NELSON CANABARRO PRINCÍPIOS ISO 9001:2015 1. Foco no cliente 2. Liderança 3. Engajamento das pessoas 4. Abordagem de processo 5. Melhoria

Leia mais

23/07/2014. PDL Programa de. desenvolvimento de lideranças

23/07/2014. PDL Programa de. desenvolvimento de lideranças PDL Programa de desenvolvimento de lideranças 2014 PROGRAMAÇÃO 1 Apresentação do Programa 2 Reflexão sobre Liderança 3 Expectativas para o PDL 4 Avaliação da Oficina 1 Apresentação do Programa O objetivo

Leia mais

Como aprender na prática a ganhar dinheiro em casa:

Como aprender na prática a ganhar dinheiro em casa: Sumário 1º ACREDITAR... 4 2º PERSISTIR... 5 3º TRABALHO DURO... 6 4º EXIGIR... 7 5º CLIENTES... 7 6º RELACIONAMENTO... 8 7º DINHEIRO... 9 8º SEJA INOVADOR... 10 O que você precisa saber antes de começar

Leia mais

Como aprender na prática a ganhar dinheiro em casa:

Como aprender na prática a ganhar dinheiro em casa: Sumário 1º ACREDITAR... 4 2º PERSISTIR... 5 3º TRABALHO DURO... 6 4º EXIGIR... 7 5º CLIENTES... 7 6º RELACIONAMENTO... 8 7º DINHEIRO... 9 8º SEJA INOVADOR... 10 O que você precisa saber antes de começar

Leia mais

Influência sem Autoridade. Como construir relacionamentos efetivos e criar alianças estratégicas

Influência sem Autoridade. Como construir relacionamentos efetivos e criar alianças estratégicas 2 Influência sem Autoridade Como construir relacionamentos efetivos e criar alianças estratégicas Olá, tudo bem? Em 1994, o Lab SSJ conheceu Allan Cohen, professor emérito da Babson College e autor do

Leia mais

Influência sem Autoridade. Como construir relacionamentos efetivos e criar alianças estratégicas

Influência sem Autoridade. Como construir relacionamentos efetivos e criar alianças estratégicas 2 Influência sem Autoridade Como construir relacionamentos efetivos e criar alianças estratégicas Olá, tudo bem? Em 1994, a AFFERO LAB conheceu Allan Cohen, professor emérito da Babson College e autor

Leia mais

Treinamento Online. obrigada pela presença. Bemvindas! Elisandra Uesato Diretora Sênior de Vendas Ind

Treinamento Online. obrigada pela presença. Bemvindas! Elisandra Uesato Diretora Sênior de Vendas Ind Treinamento Online obrigada pela presença Bemvindas! Elisandra Uesato Diretora Sênior de Vendas Ind Treinamento Online obrigada pela presença Bemvindas! Elisandra Uesato Diretora Sênior de Vendas Ind Persuasão

Leia mais

EMPREENDEDORISMO E LIDERANÇA

EMPREENDEDORISMO E LIDERANÇA EMPREENDEDORISMO E LIDERANÇA O que é empreender? Empreender é ter autonomia para usar as melhores competências para criar algo diferente e com valor, com comprometimento, pela dedicação de tempo e esforços

Leia mais

Noções de administração de vendas: planejamento, estratégias, objetivos; análise do mercado, metas. TÉCNICAS DE VENDAS PERFIL GLOBAL: CENÁRIO GLOBAL:

Noções de administração de vendas: planejamento, estratégias, objetivos; análise do mercado, metas. TÉCNICAS DE VENDAS PERFIL GLOBAL: CENÁRIO GLOBAL: TÉCNICAS DE VENDAS Noções de administração de vendas: planejamento, estratégias, objetivos; análise do mercado, metas. Professora Renata Lourdes. renatalourdesrh@hotmail.com CENÁRIO GLOBAL: PERFIL GLOBAL:

Leia mais

Fulano de Tal. Relatório de Feedback 360 Extended DISC FINXS

Fulano de Tal. Relatório de Feedback 360 Extended DISC FINXS O Feedback 360 é um instrumento projetado para fornecer um foco desenvolvimentista a respeito dos pontos fortes das habilidades comportamentais específicas e suas necessidades de desenvolvimento. Este

Leia mais

Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report

Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report Avaliação de: Sr. Mario Exemplo Preparada por: Consultor Caliper consultor@caliper.com.br Data: Página 1 Perfil Caliper de Especialistas The Inner

Leia mais

A empresa. Multinacional americana fundada a 52 anos. Tem sua sede em Dallas, Texas. Presente em 37 países. Mais de 3 milhões de consultoras no mundo

A empresa. Multinacional americana fundada a 52 anos. Tem sua sede em Dallas, Texas. Presente em 37 países. Mais de 3 milhões de consultoras no mundo A empresa Multinacional americana fundada a 52 anos Tem sua sede em Dallas, Texas Presente em 37 países Mais de 3 milhões de consultoras no mundo 5ª maior Companhia de Vendas Diretas do mundo, sendo a

Leia mais

CCSQ. Relatório do Manager - Funções que lidam com o cliente. Nome Sample Candidate. Data 23 setembro

CCSQ. Relatório do Manager - Funções que lidam com o cliente. Nome Sample Candidate. Data 23 setembro CCSQ Relatório do Manager - Funções que lidam com o cliente Nome Sample Candidate Data 23 setembro 2013 www.ceb.shl.com INTRODUÇÃO Este relatório do SHL Manager lhe ajudará a estabelecer as chances de

Leia mais

DESENVOLVENDO OBJEÇÕES

DESENVOLVENDO OBJEÇÕES Sejam bem-vindos! DESENVOLVENDO OBJEÇÕES Nada acontece até que alguém venda alguma coisa Mary Kay Ash VENDER Depende de informações É pessoal É como ajudar alguém Envolve comunicação Capacidade de persuadir

Leia mais

Profª Daniela Cartoni

Profª Daniela Cartoni Etapa da Negociação Planejamento, estratégias e táticas Profª Daniela Cartoni daniela_cartoni@yahoo.com.br Etapas da negociação Uma negociação é um processo de comunicação interativa que pode ocorrer quando

Leia mais

EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO

EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO 1 EMPREENDEDORISMO CORPORATIVO O que é? O quanto as empresas estimulam? O quanto os funcionários valorizam? Características de um intraempreendedor?... 2 OFERECIMENTO REALIZAÇÃO

Leia mais

Gestão de Desempenho: a experiência do Grupo Águas do Brasil

Gestão de Desempenho: a experiência do Grupo Águas do Brasil Gestão de Desempenho: a experiência do Grupo Águas do Brasil Agenda Objetivos da G. Desempenho Conceitos estruturantes O Modelo concebido para o grupo Águas do Brasil Relato da Experiência e dos Resultados

Leia mais

Perfil Caliper de Vendas. The Inner Seller Report

Perfil Caliper de Vendas. The Inner Seller Report Perfil Caliper de Vendas The Inner Seller Report Avaliação de: Sr. João Vendedor Preparada por: Consultor Caliper exemplo@caliper.com.br Data: Perfil Caliper de Vendas The Inner Seller Report Página 1

Leia mais

Gestão de Negócios (7)

Gestão de Negócios (7) Gestão de Negócios (7) MODELO: CONFIGURAÇÕES DE MINTZBERG Prof. Dr. Hernan E. Contreras Alday A grande idéia Usando as configurações básicas de Henry Mintzberg, pode-se categorizar ou até tipificar organizações.

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico MBA: Gestão Empresarial IESI Planejamento Estratégico Planejamento estratégico: Visão integrada Alcance de objetivos Criar valor, diferencial e identidade Pensamento estratégico Planejamento Estratégico

Leia mais

A CABEÇA DE QUEM CONTRATA:

A CABEÇA DE QUEM CONTRATA: A CABEÇA DE QUEM CONTRATA: Angústias e dilemas dos grandes executivos do país para contratação de profissionais Março / 2017 METODOLOGIA PESQUISA QUANTITATIVA Amostra: 220 entrevistas online PESQUISA QUALITATIVA

Leia mais

Curso Expedito CHEFIA E LIDERANÇA NO SERVIÇO DE ASSISTÊNCIA HUMANITÁRIA MANUAL DO PARTICIPANTE. Nome:

Curso Expedito CHEFIA E LIDERANÇA NO SERVIÇO DE ASSISTÊNCIA HUMANITÁRIA MANUAL DO PARTICIPANTE. Nome: 29 Curso Expedito CHEFIA E LIDERANÇA NO SERVIÇO DE ASSISTÊNCIA HUMANITÁRIA MANUAL DO PARTICIPANTE Nome: 30 CURSO EXPEDITO Chefia e Liderança no Serviço de Assistência Humanitária Autor: Ten Cel BM Marcello

Leia mais

Influência e Persuasão

Influência e Persuasão Influência e Persuasão Persuasão Trazer para nosso lado mudando apenas a maneira como apresentamos nossos argumentos. Como desenvolver a persuasão? O elemento básico da persuasão é você exercer a empatia,

Leia mais

Relatório de Competências de Nataly Lopez (Perfil Natural) Autoconfiança. Autocontrole. Busca de Informação. Capacidade de Negociação.

Relatório de Competências de Nataly Lopez (Perfil Natural) Autoconfiança. Autocontrole. Busca de Informação. Capacidade de Negociação. IMPORTANTE: Em ótimas condições do ambiente, a grande maioria das pessoas pode ter a capacidade de desempenhar-se adequadamente em quaisquer das seguintes competências. Referimo-nos a "ótimas condições"

Leia mais

A importância da Ética na Competitividade das Empresas. Não faça com os outros o que você não gostaria que fizessem com você

A importância da Ética na Competitividade das Empresas. Não faça com os outros o que você não gostaria que fizessem com você A importância da Ética na Competitividade das Empresas Não faça com os outros o que você não gostaria que fizessem com você Em que mercado competimos? http://cpi.transparency.org/cpi2013/results/ Fatores

Leia mais

Conflito de Interesses

Conflito de Interesses Congresso Internacional QualiHosp Conflito de Interesses SP 26 de abril de 2015 Governança Corporativa Transparência e Sustentabilidade LUIZ DE LUCA Coordenador Comissão GC em Saúde - IBGC Superintendente

Leia mais

43 a sessão plenária. 3 de novembro de A Assembleia Geral,

43 a sessão plenária. 3 de novembro de A Assembleia Geral, VI. Resoluções adotadas sobre os relatórios do 3 o Comitê 135 1. Convida os Estados-membros e comissões regionais que ainda não o tiverem feito, com base na resolução 32/135 da Assembleia Geral, a comentar

Leia mais

Recomendação de políticas Prevenção de crimes cibernéticos modernos

Recomendação de políticas Prevenção de crimes cibernéticos modernos Recomendação de políticas Prevenção de crimes modernos A oportunidade A combinação de um maior acesso à internet, do aumento explosivo dos dispositivos conectados, e da rápida expansão de serviços inovadores

Leia mais

Capitulo 10: Executando o Projeto

Capitulo 10: Executando o Projeto Capitulo 10: Executando o Projeto PMBOK GUIDE Project Management Body of Knowledge Iniciação 5.1 Grupo de Processos de Planejamento Desenvolver o Plano de Gerenciamento de Projeto (4.3) Planejamento de

Leia mais

Instruções para elaboração de TCC - CBPM PLANO DE DESENVOLVIMENTO DE EQUIPE DE PROCESSO

Instruções para elaboração de TCC - CBPM PLANO DE DESENVOLVIMENTO DE EQUIPE DE PROCESSO INSPER INSTITUTO DE ENSINO E PESQUISA PROGRAMAS CERTIFICATES Instruções para elaboração de TCC - CBPM PLANO DE DESENVOLVIMENTO DE EQUIPE DE PROCESSO I - APRESENTAÇÃO Estas instruções para elaboração de

Leia mais

Inovação & Empreendedorismo

Inovação & Empreendedorismo Inovação & Empreendedorismo Inovação & empreendedorismo O que não é inovação? grande repercussão qualquer coisa diferente que as empresas fazem já se proclama como inovação inovação não é criatividade

Leia mais

Melhores Práticas de Governança Corporativa

Melhores Práticas de Governança Corporativa Melhores Práticas de Governança Corporativa 27.11.2014 Melhores Práticas de Governança Corporativa A. Propriedade B. Conselho de Administração C. Gestão D. Auditoria Independente E. Conselho Fiscal F.

Leia mais

Apresentação. Conteúdo. Conteúdo. Revisão Conceitos Didática utilizada Papel da Integração Processo de iniciação

Apresentação. Conteúdo. Conteúdo. Revisão Conceitos Didática utilizada Papel da Integração Processo de iniciação Apresentação Conteúdo Revisão Conceitos Didática utilizada Papel da Integração Processo de iniciação Conteúdo Contexto do termo de abertura do projeto Processo do termo de abertura do projeto Contexto

Leia mais

Os 7 Passos da Negociação

Os 7 Passos da Negociação Os 7 Passos da Negociação Como preparar-se para suas negociações do dia-dia Por Alfredo Bravo, D.Sc. A necessidade de preparar-se para as negociações mais importantes da vida é fator crítico, porém, nem

Leia mais

15 elementos de Copywriting para turbinar suas vendas

15 elementos de Copywriting para turbinar suas vendas 15 elementos de Copywriting para turbinar suas vendas INTRODUÇÃO Vender na internet pode ser mais difícil para quem não sabe usar as técnicas de Copywriting. Escolher as palavras certas para se comunicar

Leia mais

Centralizada gerenciamento corporativo tem autoridade de tomada de decisão de TI para a organização toda

Centralizada gerenciamento corporativo tem autoridade de tomada de decisão de TI para a organização toda AULA 3 CENTRALIZAÇÃO OU DESCENTRALIZAÇÃO DA TI Centralizada gerenciamento corporativo tem autoridade de tomada de decisão de TI para a organização toda Descentralizada gerenciamento divisional tem autoridade

Leia mais

Política de Controle a Potenciais Conflitos de Interesse - Research Código da circular: BA-51 Data da publicação: 03/01/2017

Política de Controle a Potenciais Conflitos de Interesse - Research Código da circular: BA-51 Data da publicação: 03/01/2017 Resumo Descritivo Dispõe sobre os principais conflitos de interesse nas atividades da área de Research da Itaú Corretora Valores Mobiliários S.A. (Itaú Corretora). Índice 1. Objetivo 2. Público Alvo 3.

Leia mais

Eu assinei, e agora?

Eu assinei, e agora? Eu assinei, e agora? PLANO DE AÇÃO 2 PLANO DE AÇÃO 1. QUEREMOS DAR AS BOAS VINDAS Esse novo Plano de Ação tem na simplicidade seu maior valor, é muito simples de seguir, aplicar e duplicar. A ideia funtamental

Leia mais

Como prospectar clientes

Como prospectar clientes Como prospectar clientes Como prospectar clientes? Mkt e Vendas Comunicação Equipe e técnicas de vendas Produtos e Serviços Pesquisa e análise do mercado Relacionamento com o mercado Legislação Planejamento

Leia mais

OBJETIVO VISÃO GERAL SUAS ANOTAÇÕES

OBJETIVO VISÃO GERAL SUAS ANOTAÇÕES OBJETIVO Empregar técnicas de entrevistas, sabendo fazer perguntas abertas e fechadas para descobrir as necessidades do cliente e oferecer soluções que satisfaçam estas necessidades. VISÃO GERAL Saber

Leia mais

LÍDER COACH. 08 a 11 de outubro de a 12 de novembro de 2016

LÍDER COACH. 08 a 11 de outubro de a 12 de novembro de 2016 LÍDER COACH 08 a 11 de outubro de 2014 09 a 12 de novembro de 2016 Informação importante Para atuar como COACH é necessário uma formação específica. 2 Alguns conceitos Coche (O que leva de um lugar ao

Leia mais

Promover a competitividade e o desenvolvimento dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia nacional

Promover a competitividade e o desenvolvimento dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia nacional Excelência na Gestão Desafio dos Pequenos Negócios INSTITUCIONAL SEBRAE MISSÃO Promover a competitividade e o desenvolvimento dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia

Leia mais

SUL BRASIL SECURITIZADORA S/A

SUL BRASIL SECURITIZADORA S/A SUL BRASIL SECURITIZADORA S/A 1 2 Código de conduta e ética. O sucesso não depende apenas de serviços de boa qualidade, mas sim da credibilidade e ética que assumimos perante a sociedade de uma forma em

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS 1. Objetivo geral: 1.1 Apoiar tecnicamente a gestão e a implementação das atividades da Unidade de Saúde Familiar e Ciclo de Vida, especialmente

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS 1. Objetivo geral: Assessorar tecnicamente a gestão e a implementação das atividades relacionadas com o fortalecimento da vigilância, atenção

Leia mais

Marketing de Negociação. Empreendedorismo II. Empreendedorismo II. Unidade II: LIDERANÇA.

Marketing de Negociação. Empreendedorismo II. Empreendedorismo II. Unidade II: LIDERANÇA. Marketing de Negociação Centro Universitário de Jaraguá do Sul - UNERJ Administração Habilitação em Marketing 7a. fase - semestre 2009/2 Prof. Adm. Marco Antonio Murara,Esp. Unidade II: LIDERANÇA. A fonte

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS 1. Objetivo geral: Desempenhar atividades técnicas e de gestão para o desenvolvimento da cooperação técnica descentralizada, com vistas

Leia mais

Formulário de Avaliação de Desempenho UNIMED CAMPINA GRANDE. Registro funcional: Diretoria / Gerencia: Data da Avaliação:

Formulário de Avaliação de Desempenho UNIMED CAMPINA GRANDE. Registro funcional: Diretoria / Gerencia: Data da Avaliação: Formulário de Avaliação de Desempenho UNIMED CAMPINA GRANDE Nota Final: Para uso do RH Nome do Avaliado: Cargo: Registro funcional: Diretoria / Gerencia: Data da Avaliação: Nome do Avaliador: Cargo: ASSIDUIDADE

Leia mais

Behaviorismo, o controle comportamental nas organizações

Behaviorismo, o controle comportamental nas organizações Behaviorismo, o controle comportamental nas organizações Objetivos Apontar a importância da definição precisa do comportamento Apresentar os conceitos básicos da Escola Behaviorista Descrever o condicionamento

Leia mais

Características de um líder

Características de um líder Características de um líder Entusiasta, destemido, iniciativa, bom ouvinte, sabe se expressar, faz colocações e não imposições, curioso, foco na solução, não fica achando pêlo ovo, mão na massa, trabalha,

Leia mais

Política Institucional Comitê de Sustentabilidade. Política de Sustentabilidade. Código: PI.HPEG.CSUST.001 Versão: 001 Página: 1/6

Política Institucional Comitê de Sustentabilidade. Política de Sustentabilidade. Código: PI.HPEG.CSUST.001 Versão: 001 Página: 1/6 Código: PI.HPEG.CSUST.001 Versão: 001 Página: 1/6 SUMÁRIO 1. Apresentação... 02 2. Objetivo... 02 3. Princípios... 02 4. Documentos de Referencias... 03 5. Diretrizes... 03 6. Compromissos e Prestação

Leia mais

Unidade IV MARKETING DE VAREJO E. Profa. Cláudia Palladino

Unidade IV MARKETING DE VAREJO E. Profa. Cláudia Palladino Unidade IV MARKETING DE VAREJO E NEGOCIAÇÃO Profa. Cláudia Palladino Técnicas de negociação Negociar: Prática antiga e comum; Negociamos muitas vezes: Tanto em casa como no trabalho; Desde crianças - não

Leia mais

Gestão de Equipes. Prof. Roberto Pinto

Gestão de Equipes. Prof. Roberto Pinto Gestão de Equipes Referências Bateman, T.S. & Snell S.A. Administração: construindo vantagem competitiva. São Paulo: Atlas, 1998; Brown, Tom. Jesus CEO?. Industry Week. Mar, 6 1995; 244, 5; Academic Research

Leia mais

Curso de Gerente de Loja - Ações Práticas que Geram Lucro

Curso de Gerente de Loja - Ações Práticas que Geram Lucro Curso de Gerente de Loja - Ações Práticas que Geram Lucro Módulo 1 Liderança e Gestão de Lojas de Varejo Tema 3 - Liderança Liderança Liderança: Como liderar uma equipe de vendas? Quais as habilidades

Leia mais

Estratégia. Fazer um caixa rápido de à em 7 dias

Estratégia. Fazer um caixa rápido de à em 7 dias Caixa Rápido Estratégia Fazer um caixa rápido de 2.500 à 5.000 em 7 dias (Existem caminhos diferentes para conseguir isso, mas esse método já foi testado e funciona muito bem) Redes Sociais Principais

Leia mais

ANÁLISE DO PERFIL PESSOAL

ANÁLISE DO PERFIL PESSOAL ANÁLISE DO PERFIL PESSOAL PARTICULAR E 3/4/2006 CONFIDENCIAL Thomas Key I II III D 8 3 5 I 5 2 3 S 4 11-7 C 3 7-4 AUTO IMAGEM - GRAFICO III Trata-se de um indivíduo gregário e otimista, por natureza. É

Leia mais

Preencha o formulário a seguir para cada liderado. Escreva o nome dele no topo da pagina, no local indicado.

Preencha o formulário a seguir para cada liderado. Escreva o nome dele no topo da pagina, no local indicado. Instruções Preencha o formulário a seguir para cada liderado. Escreva o nome dele no topo da pagina, no local indicado. 1ª Coluna - Descreva as 4 responsabilidades mais importantes do cargo do seu liderado.

Leia mais

PROCESSO DE SELEÇÃO Nº 01/2016

PROCESSO DE SELEÇÃO Nº 01/2016 PROCESSO DE SELEÇÃO Nº 01/2016 MATERNIDADE NASCER CIDADÃO O Diretor Executivo da FUNDAHC, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, comunica a realização de processo seletivo para os cargos abaixo

Leia mais

METAS SMART. Não basta ter um objetivo! Você precisa ter METAS ALCANÇÁVEIS!

METAS SMART. Não basta ter um objetivo! Você precisa ter METAS ALCANÇÁVEIS! METAS SMART Não basta ter um objetivo! Você precisa ter METAS ALCANÇÁVEIS! POR QUE VOCÊ QUER ALCANÇAR? Tenha um objetivo CLARO! O que você quer na sua carreira? OBJETIVO A LONGO PRAZO = JUSTIFICATIVA OBJETIVO

Leia mais

Pai-Nosso/ Ave Maria

Pai-Nosso/ Ave Maria DEGRAUS DE UM COORDENADOR Paróquia Santo Antônio Praia Grande Diocese de Santos (SP) ENCONTRO COM COORDENADORES E VICES DE PASTORAIS E MOVIMENTOS / Abril de 2013 Pai-Nosso/ Ave Maria Toda manhã, procuro

Leia mais

Analista de Negócio 3.0

Analista de Negócio 3.0 Balanced Scorecard Introdução Podemos comparar o Planejamento Estratégico como um bussola que orienta e direciona a empresa a chegar ao seu destino (objetivo de longo prazo). AN V 3.0 [60] Rildo F Santos

Leia mais

9 dicas. para melhorar a captação e reter alunos na sua Instituição de Ensino

9 dicas. para melhorar a captação e reter alunos na sua Instituição de Ensino 9 dicas para melhorar a captação e reter alunos na sua Instituição de Ensino Introdução Tendo em vista o cenário atual que o Brasil se encontra de crise e instabilidade financeira, as Instituições de Ensino

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO GERAL CONCEITOS BÁSICOS

ADMINISTRAÇÃO GERAL CONCEITOS BÁSICOS ADMINISTRAÇÃO GERAL CONCEITOS BÁSICOS Atualizado em 27/10/2015 CONCEITOS BÁSICOS Administração, em seu conceito tradicional, é definida como um conjunto de atividades, princípios, regras, normas que têm

Leia mais

GUIA SOBRE CONTROLADORIA ESTRATÉGICA

GUIA SOBRE CONTROLADORIA ESTRATÉGICA GUIA SOBRE CONTROLADORIA ESTRATÉGICA SUMÁRIO INTRODUÇÃO 3 AFINAL, O QUE É UMA CONTROLADORIA ESTRATÉGICA? 6 COMO ELA FUNCIONA NA PRÁTICA? 10 O QUE FAZ UM CONTROLLER? 14 COMO FAZER UMA CONTROLARIA DA MELHOR

Leia mais

Liderança Transpessoal para o Século XXI - Liderando Além do Ego -

Liderança Transpessoal para o Século XXI - Liderando Além do Ego - Liderança Transpessoal para o Século XXI - Liderando Além do Ego - John Knights www.leadershape.biz www.etiquetaempresarial.com.br ee@etiquetaempresarial.com.br Apr-15 1 CONSCIÊNCIA MUDANDO COMPORTAMENTOS

Leia mais

Avaliação de Desempenho 2017

Avaliação de Desempenho 2017 Avaliação de Desempenho 2017 GUIA PARA O AVALIADOR AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO - CONCEITO Mensura a performance do empregado durante o ano, através de resultados que podem ser utilizados como fator de desenvolvimento

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DAS ORGANIZAÇÕES (ASPECTO AMBIENTAL)

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DAS ORGANIZAÇÕES (ASPECTO AMBIENTAL) PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DAS ORGANIZAÇÕES (ASPECTO AMBIENTAL) EVOLUÇÃO DA ORGANIZAÇÃO ONTEM (MERCADO FECHADO E PROTEGIDO): CUSTOS + LUCRO = PREÇO DE VENDA A PROTEÇÃO AMBIENTAL é vista como um fator de

Leia mais

Gestão de Pessoas. Curso de Pós-Graduação em Gestão Escolar Prof. Joelma Kremer, Dra.

Gestão de Pessoas. Curso de Pós-Graduação em Gestão Escolar Prof. Joelma Kremer, Dra. Gestão de Pessoas Curso de Pós-Graduação em Gestão Escolar Prof. Joelma Kremer, Dra. Aula 9 Poder e política Os objetivos desta aula são: Definir poder e compará-lo à liderança. Comparar as cinco bases

Leia mais

PROSPECÇÃO DE NEGÓCIOS E TECNOLOGIA. Prof. Araken Patusca Linhares

PROSPECÇÃO DE NEGÓCIOS E TECNOLOGIA. Prof. Araken Patusca Linhares PROSPECÇÃO DE NEGÓCIOS E TECNOLOGIA Prof. Araken Patusca Linhares UNIDADE I Surgimento do Empreendedorismo Postura e comportamento do Empreendedor A importância do Empreendedor na sociedade Motivação do

Leia mais

Como fortalecer o networking, e fechar mais negócios, através da Afetividade e Reciprocidade?

Como fortalecer o networking, e fechar mais negócios, através da Afetividade e Reciprocidade? Como fortalecer o networking, e fechar mais negócios, através da Afetividade e Reciprocidade? PALESTRANTE: THAYANE FIDELIS DE AQUINO Thayane Fidelis Palestrante: Thayane Fidelis de Aquino Profissional

Leia mais

IV WORKSHOP GESTÃO DA QUALIDADE COM FOCO EM CLÍNICA DE DIÁLISE

IV WORKSHOP GESTÃO DA QUALIDADE COM FOCO EM CLÍNICA DE DIÁLISE IV WORKSHOP GESTÃO DA QUALIDADE COM FOCO EM CLÍNICA DE DIÁLISE 18 e 19 de março de 2011 RECIFE/PE A IMPORTÂNCIA DA GESTÃO COM PESSOAS PARA O SUCESSO NA IMPLANTAÇÃO DO MODELO DE GESTÃO Ana Paula Penido

Leia mais

Formulário para Inscrição de Proposta de Projeto

Formulário para Inscrição de Proposta de Projeto 1 Formulário para Inscrição de Proposta de Projeto Antes de formular seu projeto, leia por favor o documento "Base ASA, Explicações referentes às propostas de projeto" (em pdf). Caso você não disponha

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO CONSULTOR NACIONAL OPAS/OMS 1. Objetivo geral: 1.1 Apoiar tecnicamente a gestão e a implementação da perspectiva de gênero nos programas da OPAS dando cumprimento aos

Leia mais

O Contador na Era Digital. Vinicius Roveda - CEO - ContaAzul

O Contador na Era Digital. Vinicius Roveda - CEO - ContaAzul O Contador na Era Digital Vinicius Roveda - CEO - ContaAzul ContaAzul é líder em sistemas de gestão para pequenas empresas 2012 200+ fundação pessoas 4.000+ 800.000+ contadores parceiros empresas já começaram

Leia mais

Reunião do Grupo de RH Pesquisa de Clima Organizacional Setembro Carlos Bertazzi

Reunião do Grupo de RH Pesquisa de Clima Organizacional Setembro Carlos Bertazzi Reunião do Grupo de RH Pesquisa de Clima Organizacional Setembro 2016 Carlos Bertazzi www.rh4youconsultoria.wordpress.com O que é? Clima é a percepção coletiva que as pessoas têm da empresa, por meio do

Leia mais

O papel do líder no engajamento dos profissionais

O papel do líder no engajamento dos profissionais O papel do líder no engajamento dos profissionais O que é engajamento e para que serve? O comprometimento de um empregado e sua vontade para trabalhar além das expectativas, ou seja, o seu engajamento

Leia mais

Núcleo de Materiais Didáticos 1

Núcleo de Materiais Didáticos 1 Gestão de Talentos e Mapeamento por Competências Aula 2 Prof a Cláudia Patrícia Garcia claudiagarcia@grupouninter.com.br MBA em Gestão de Recursos Humanos De instituição Poder decisório centralizado Sistema

Leia mais

O VALOR DA COMUNICAÇÃO ESTRATÉGICA NAS ORGANIZAÇÕES DO TERCEIRO SETOR

O VALOR DA COMUNICAÇÃO ESTRATÉGICA NAS ORGANIZAÇÕES DO TERCEIRO SETOR O VALOR DA COMUNICAÇÃO ESTRATÉGICA NAS ORGANIZAÇÕES DO TERCEIRO SETOR DRA MARLENE MARCHIORI MMARCHIORI A comunicação representa um aspecto extremamente amplo tanto da vida das pessoas como das organizações.

Leia mais

Líder Coach. Alexandre Vinicius S. Pereira

Líder Coach. Alexandre Vinicius S. Pereira Líder Coach Alexandre Vinicius S. Pereira Alexandre Vinicius da Silva Doutorado Pereira em Psicologia USP Desenvolvimento e avaliação de equipe multidisciplinar. Mestrado em Psicologia USP. Comprometimento

Leia mais

EAD COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL Tomada de Decisões. Prof. Joel Dutra aula de

EAD COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL Tomada de Decisões. Prof. Joel Dutra aula de EAD 521 - COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL Tomada de Decisões Prof. Joel Dutra aula de 14.06.17 Objetivo Discussão sobre o processo de decisão e os dilemas enfrentados por lideranças e gestores 2 Conteúdo

Leia mais

Perfil Caliper SUPER de Vendas The Inner Seller Report

Perfil Caliper SUPER de Vendas The Inner Seller Report Perfil Caliper SUPER de Vendas The Inner Seller Report Avaliação de: Sr. João Vendedor Preparada por: Consultor Caliper consultor@caliper.com.br Data: Copyright 2012 Caliper & Tekoare. Todos os direitos

Leia mais

Perfil Caliper SUPER de Vendas The Inner Seller Report

Perfil Caliper SUPER de Vendas The Inner Seller Report Perfil Caliper SUPER de Vendas The Inner Seller Report Avaliação de: Sr. João Vendedor Preparada por: Consultor Caliper exemplo@caliper.com.br Data: Copyright 2012 Caliper & Tekoare. Todos os direitos

Leia mais

OS 5 PASSOS PARA VOCÊ TER A CARREIRA DOS SEUS SONHOS! Ricardo Castanheira Coach de Carreira, Prof. Universitário

OS 5 PASSOS PARA VOCÊ TER A CARREIRA DOS SEUS SONHOS! Ricardo Castanheira Coach de Carreira, Prof. Universitário DOS SEUS SONHOS! Ricardo Castanheira Coach de Carreira, Prof. Universitário QUEM SOU EU? Coach especializado em desenvolvimento e transição de carreira pelo, formado pelo IBC - Instituto Brasileiro de

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TOCANTINS CAMPUS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TOCANTINS CAMPUS PLANO DE ESTÁGIO Estagiário: Empresa: Supervisor do estágio: Cargo do Supervisor: Período previsto para realização do estágio: Início / /, Término / /. Atividades Previstas Data Técnicas e instrumentos

Leia mais

Gestão em Saúde LIDERANÇA

Gestão em Saúde LIDERANÇA Gestão em Saúde LIDERANÇA Profa. Ms. Raquel J. Oliveira Lima A administração tinha como objetivos principais: alcançar a eficiência e eficácia, Hoje alcançar a excelência por meio da eficiência e eficácia

Leia mais

Curso-Piloto de Formação de Consultores de Negócios. Módulo 2 Compreender o próprio negócio

Curso-Piloto de Formação de Consultores de Negócios. Módulo 2 Compreender o próprio negócio José Soares Ferreira Projecto financiado com apoio da Comissão Europeia. A informação contida nesta publicação vincula exclusivamente o autor, não sendo a Comissão responsável pela utilização que dela

Leia mais

Tendências: Voluntariado Empresarial Estratégico. Trabalho em Grupo Encontro de 05/10/2011

Tendências: Voluntariado Empresarial Estratégico. Trabalho em Grupo Encontro de 05/10/2011 Tendências: Voluntariado Empresarial Estratégico Trabalho em Grupo Encontro de 05/10/2011 Resumo Questão 1 Pode a atividade voluntária, facilitar a gestão integrada das comunidades e dos negócios, combinando

Leia mais

obrigada pela presença Bem vindos!

obrigada pela presença Bem vindos! obrigada pela presença Bem vindos! Transformando sonhos em metas Como traçar metas com objetividade e clareza Passo 1: Diferencie um sonho de uma meta; Passo 2: Seja precisa; Passo 3: Registre a meta;

Leia mais

Gestão da Informação

Gestão da Informação Gestão da Informação Information Overload o excesso de informação segundo a Reuters Luis Borges Gouveia, lmbg@ufp.pt Aveiro, Fevereiro de 2001 O stress no local de trabalho 41% dos gestores concordam que

Leia mais

Avalie o seu perfil empreendedor

Avalie o seu perfil empreendedor Notícias Idegi n⁰6 Avalie o seu perfil empreendedor Você possui perfil empreendedor? O próprio negócio é o desejo de muitos profissionais, independente da faixa etária. Obter a independência profissional,

Leia mais

Questionário Empresas

Questionário Empresas Prezado amigo! Questionário Empresas Este questionário não é obrigatório, mas sua opinião sobre o seu trabalho É MUITO IMPORTANTE. Solicito, então, que você preencha com sua idade, turno e função o quadro

Leia mais

Liderança direta líder da área onde o programa de voluntariado está inserido

Liderança direta líder da área onde o programa de voluntariado está inserido Liderança direta líder da área onde o programa de voluntariado está inserido 1. Quais as principais causas da falta de apoio ao programa? Quando o gestor diretor é da área responsável pelo programa ele

Leia mais

7 DICAS INSPIRADORAS PARA UM GESTOR DE DEPARTAMENTO PESSOAL

7 DICAS INSPIRADORAS PARA UM GESTOR DE DEPARTAMENTO PESSOAL 7 DICAS INSPIRADORAS PARA UM GESTOR DE DEPARTAMENTO PESSOAL ALCANÇAR UMA META DE EXPANSÃO #1 03 #01 ALCANÇAR UMA META DE EXPANSÃO Se você é um gestor de DEPARTAMENTO PESSOAL na sua empresa - seja realizando

Leia mais

Gerenciamento das Partes Interessadas (PMBoK 5ª ed.)

Gerenciamento das Partes Interessadas (PMBoK 5ª ed.) Gerenciamento das Partes Interessadas (PMBoK 5ª ed.) Este é o capítulo 13 do PMBoK e é uma área muito importante para o PMI, pois antes de levar em consideração o cumprimento dos prazos, orçamento e qualidade,

Leia mais

Políticas Organizacionais

Políticas Organizacionais Políticas Organizacionais Versão 1.4 Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 11/10/2012 1.0 Revisão das políticas EPG 26/11/2012 1.1 Revisão do Item de customização EPG 24/10/2013 1.2 Revisão

Leia mais

GABINETE DE APOIO PSICOLÓGICO Educação

GABINETE DE APOIO PSICOLÓGICO Educação Sessão de esclarecimento On-line Informação ao Encarregado de GABINETE DE APOIO PSICOLÓGICO Educação 1 ORIENTAÇÃO VOCACIONAL Gabinete de Apoio Psicológico Agrupamento de Escolas de Almeida 2 ORIENTAÇÃO

Leia mais

Descrição Competências Organizacionais

Descrição Competências Organizacionais Descrição Competências Organizacionais Orientação para Resultados Sustentáveis Disciplina Operacional Competência Técnica Adaptabilidade e Flexibilidade Relacionamento e Colaboração Realiza tarefas dentro

Leia mais

Veja a seguir, o que é Coaching, para quem é Coaching e quem pode trabalhar com Coaching formal ou informal:

Veja a seguir, o que é Coaching, para quem é Coaching e quem pode trabalhar com Coaching formal ou informal: FORMAÇÃO Laboratório prático e teórico de poder pessoal, liderança, auto desenvolvimento e desenvolvimento de equipes, foco em resultados acelerados e processos assertivos. A Instituição High Level Coaching

Leia mais