Parecer. indicados sem indicação do diploma a que pertencem deve entender-se que se referem ao Regulamento

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Parecer. indicados sem indicação do diploma a que pertencem deve entender-se que se referem ao Regulamento"

Transcrição

1 Parecer P.º C. C. 73/2012 SJC-CT (Anexo IV) ASSUNTO: Dúvidas Emolumentares decorrentes das alterações introduzidas ao Regulamento Emolumentar dos Registos e do Notariado pelo Decreto-Lei n.º 209/2012, de 19 de setembro Desistência. Com as alterações introduzidas ao Regulamento Emolumentar dos Registos e do Notariado (RERN) pelo Decreto-Lei n.º 209/2012, de 19 de setembro, várias Conservatórias do Registo Civil questionaram este Instituto sobre a tributação da desistência prevista no artigo 18.º n.º 6.13 do RERN (todos os artigos e números doravante indicados sem indicação do diploma a que pertencem deve entender-se que se referem ao Regulamento Emolumentar dos Registos e do Notariado - RERN), que podemos sintetizar do seguinte modo: 1 - A desistência ou não conclusão dos atos, processos e procedimentos por motivos imputáveis às partes prevista no n.º 6.13 do artigo 18.º aplica-se a todos os atos, processos e procedimentos previstos do artigo 18.º, ou apenas aos compreendidos no n.º 6? 2 - Se pela desistência ou não conclusão dos atos, processos e procedimentos por motivos imputáveis às partes é devido metade do emolumento base, do ato em si, ou acrescido dos respectivos agravamentos/acréscimos, se houver lugar à cobrança dos mesmos, incluindo as consultas a que se refere o n.º 6.14? Pronúncia Segundo o preâmbulo do Decreto-Lei n.º 322-A de 14 dezembro, que aprovou o Regulamento Emolumentar dos Registos e do Notariado, um dos princípios estruturantes do Regulamento Emolumentar dos Registos e do Notariado é o princípio da proporcionalidade 1, segundo o qual a tributação emolumentar constitui a retribuição dos atos praticados e é calculada com base no custo efetivo do serviço prestado tendo em 1 ( ) Estabelecimento de uma norma de proporcionalidade sendo a função notarial e registral assente numa base prestacional, constitui elemento essencial na construção de todo o edifício tributário o estabelecimento de uma regra de proporcionalidade. Nestes termos a tributação emolumentar constituirá a retribuição dos atos praticados e será calculada com base no custo efetivo do serviço prestado, tendo em consideração a natureza dos atos, a sua complexidade e o valor da sua utilidade económico-social; ( )

2 consideração a natureza dos atos e a sua complexidade, o qual se encontra firmado no artigo 3.º do RERN. O Decreto-Lei n.º 209/2012, de 19 de setembro, veio introduzir alterações ao RERN, consubstanciadas sobretudo na atualização do valor dos emolumentos, tendo em consideração o princípio da proporcionalidade, como se afirma no respetivo preâmbulo, e no alargamento da base de incidência. Para melhor analisarmos as questões em apreciação convém recordar, de um modo muito sumário, a evolução do RERN nos últimos anos. O Regulamento Emolumentar dos Registos e do Notariado, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 322-A, de 14 dezembro, na sua redação inicial, não previa a desistência no Capítulo III, Secção I, referente ao registo civil e nacionalidade, na linha de anteriores tabelas de emolumentos do registo civil. Já para o notariado dispõe o artigo 20º no seu n.º 7.1, pelos atos requisitados que não sejam outorgados por motivos imputáveis às partes será devido um emolumento correspondente a 80% do emolumento do respetivo ato. 7.2 Tratando-se, porém de escritura de partilha, doação, proposta de doação ou de aceitação de doação, ao emolumento previsto no número anterior acresce o emolumento previsto no n.º 1.2 reduzido a metade. No registo predial: artigo 21.º, n.º 7, hoje, n.º 11 Desistência do pedido de registo 20 euros; registo comercial: artigo 22.º, n.7, hoje, n.º 11 Desistência do pedido de registo 20 euros. Com as alterações ao Código do Registo Civil introduzidas pelo Decreto-Lei 324/2007, de 28 de setembro, as Conservatórias do Registo Civil passaram a ser competentes para realizar todas as operações e atos relacionados com a sucessão hereditária, tais como a habilitação de herdeiros, a partilha dos bens imóveis, móveis ou participações sociais sujeitas a registo do falecido, liquidação dos impostos que se mostrem devidos, bem como os registos e pedidos de registo dos bens partilhados. Consequentemente, foi também alterado o RERN e foi pela primeira vez comtemplada a desistência na Secção I respeitante ao registo civil e nacionalidade, nos n.ºs e , do artigo 18.º referentes, respetivamente, à desistência do procedimento de partilha e do procedimento simplificado de sucessão hereditária, ambas no valor de 50 euros. As normas respeitantes à desistência nas secções do notariado, artigo 20.º, n.º 7; registo predial, artigo 21.º, n.º 11; registo comercial, artigo 22.º, n.º 11; registo nacional de pessoas colectivas, artigo 23.º, n.º2.4 e registo de navios, artigo 24.º, n.º 5, não foram alteradas. Na secção VII respeitante ao registo de automóveis foi acrescentado ao artigo 25.º o n.º.1.10 para taxar a desistência (20 euros).

3 Até aqui, na secção do registo civil, tínhamos taxada a desistência em dois casos concretos procedimento de partilha e procedimento simplificado de sucessão hereditária. O Decreto-Lei n.º 209/2012, de 19 de setembro, revogou estas normas e no âmbito do n.º 6 do artigo 18.º, referente a processos especiais e procedimentos perante o Conservador, foi criado o n.º 6.13 para taxar a desistência com a seguinte redação: Pela desistência ou não conclusão de atos, processos e procedimentos por motivos imputáveis às partes é devido metade do emolumento previsto. Com esta redação entendemos que pela desistência é devido metade do emolumento do ato, do processo ou procedimento. Por exemplo, no divórcio é devido metade do emolumento previsto no artigo 18.º n.º 6.1, ou seja, 140; na partilha e registo do património conjugal é devido metade do emolumento previsto no n.º 6.2.1; pela partilha e registo dos bens partilhados é devido metade do emolumento previsto no n.º Se o legislador pretendesse alargar a base de incidência aos casos em que há acréscimos ao emolumento inicial, como o eventual registo de aquisição de bens imóveis a favor do outro partilhante a que se refere a alínea a) do n.º 6.2.2, ou pelo acréscimo resultante do número de bens a que se refere a alínea b) do n.º 6.2.2, n.º , n.º , alíneas a) e b) ou a outras situações, teria utilizado uma norma com redação idêntica à do notariado artigo 20.º n.º 7.1 Pelos atos requisitados que não sejam outorgados por motivos imputáveis às partes será devido um emolumento correspondente a 80% do emolumento do respetivo ato. 7.2 Tratando-se, porém, de escrituras de partilha, doação, proposta de doação ou aceitação de doação, ao emolumento previsto no número anterior acresce o emolumento previsto no n.º 1.2, reduzido a metade. Vejamos também a sua inserção sistemática. Enquanto na tabela dos atos de registo civil a desistência está prevista dentro do n.º 6, no notariado (artigo 20.º n.º 7 e 7.1), registo predial (artigo 21.º, n.º 11), comercial (artigo 22, n.º 11), está prevista em norma autónoma para abranger todos os atos. O n.º 6 Processos especiais e procedimentos perante o Conservador desde o seu ponto 6.1 ao n.º 6.12 estão contemplados os vários processos e procedimentos e logo a seguir no ponto 6.13 vem a norma que prescreve que pela desistência ou não conclusão de atos, processos e procedimentos por motivos imputáveis às partes é devido metade do emolumento previsto.

4 Assim sendo, a interpretação que fazemos é que esta norma abrange só os processos e procedimentos previstos nos n.ºs 6.1 a 6.12, não incluindo as consultas às bases de dados dos registos, previstas no n.º 6.14, até porque se fosse essa a intenção do legislador seria mais razoável inserir esta norma depois da das consultas. Consequentemente, nestes casos de desistência terá de ser retificada a conta de modo a ser restituído à parte metade do emolumento do ato, processo ao procedimento, acrescido da totalidade do emolumento das consultas e dos acréscimos que tenham sido cobrados. Por outro lado, na interpretação do RERN, tem de se ter em consideração o princípio da proporcionalidade, enformador do Regulamento, e os limites impostos pelo artigo 5.º que não admite interpretação extensiva nem integração analógica e dispõe que em caso de dúvida sobre o emolumento devido, cobrar-se-á sempre o menor. Foi também questionado por duas Conservatórias se as alterações eram aplicáveis a processos instaurados antes da sua entrada em vigor. Vejamos: O Decreto-Lei 209/2012, de 19 de setembro, não contém nenhuma norma sobre a aplicação no tempo; porém, o Decreto-Lei n.º 322-A/2001, de 14 de dezembro, que aprovou o RERN contém uma norma desta natureza artigo 9.º - que prescreve que o Regulamento aplica-se a todo os atos requeridos após a sua entrada em vigor, norma que deverá ser aplicada às alterações que foram introduzidas, atendendo também ao princípio geral da não retroatividade das leis consagrado no artigo 12.º do Código Civil. Em face do exposto, tiramos as seguintes conclusões: 1 A desistência ou não conclusão dos atos, processos e procedimentos por motivos imputáveis às partes prevista no n.º 6.13 do artigo 18.º aplica-se apenas aos atos, processos e procedimentos previstos no n.º 6. 2 Pela desistência ou não conclusão dos atos, processos e procedimentos por motivos imputáveis às partes é devido metade do emolumento base. 2.1 A outra metade do emolumento base e os emolumentos respeitantes a acréscimos e consultas que hajam sido cobrados são restituídos à parte. Parecer aprovado em sessão do Conselho Consultivo de 19 de setembro de 2013.

5 José Firmino Fernandes Lareiro, relator, Maria de Lurdes Barata Pires de Mendes Serrano, Laura Maria Martins Vaz Ramires Vieira da Silva, Maria Filomena Fialho Rocha Pereira. Este parecer foi homologado pelo Exmo. Senhor Presidente em

CÓDIGO DO REGISTO CIVIL Decreto-Lei nº 131/95, de 6 de Junho 7 Decreto-Lei nº 324/2007, de 28 de Setembro 11

CÓDIGO DO REGISTO CIVIL Decreto-Lei nº 131/95, de 6 de Junho 7 Decreto-Lei nº 324/2007, de 28 de Setembro 11 CÓDIGO DO REGISTO CIVIL Decreto-Lei nº 131/95, de 6 de Junho 7 Decreto-Lei nº 324/2007, de 28 de Setembro 11 título i Disposições gerais 25 capítulo i Objecto e valor do registo civil 25 capítulo ii Órgãos

Leia mais

N/Referência: P.º C.Co. 11/2016 STJ-CC Data de homologação:

N/Referência: P.º C.Co. 11/2016 STJ-CC Data de homologação: DIVULGAÇÃO DE PARECER DO CONSELHO CONSULTIVO N.º 50/ CC /2016 N/Referência: P.º C.Co. 11/2016 STJ-CC Data de homologação: 07-10-2016 Consulente: Setor Técnico-Jurídico dos Serviços de Registo (STJSR).

Leia mais

Página 1. Câmara dos Solicitadores, Rua de Artilharia 1, nº 63, Lisboa

Página 1.  Câmara dos Solicitadores, Rua de Artilharia 1, nº 63, Lisboa Regulamento Emolumentar dos Registos e do Notariado, aprovado pelo DL n.º 322 -A/2001, de 14 de dezembro, (com as alterações até ao DL n.º 99/2010, de 2 de setembro): - Alterações introduzidas pelo DL

Leia mais

Deliberação. Casamento entre pessoas do mesmo sexo. Nubente estrangeiro. Declaração de inexistência de impedimentos.

Deliberação. Casamento entre pessoas do mesmo sexo. Nubente estrangeiro. Declaração de inexistência de impedimentos. Proc. C.C. 109/2010 SJC CT Deliberação Casamento entre pessoas do mesmo sexo. Nubente estrangeiro. Declaração de inexistência de impedimentos. O Consulado de Portugal em B., Brasil, atento o despacho n.º

Leia mais

710/2007, de 11 de Junho que a republicou.

710/2007, de 11 de Junho que a republicou. P.º CC 57/2008SJC Processo de casamento organizado em consulado português. Casamento não urgente Fora do horário normal de funcionamento e fora da conservatória Emolumento Pessoal. DESCRIÇÃO E ANÁLISE

Leia mais

Diploma. Regulamenta os procedimentos especiais de aquisição, oneração e registo de imóveis

Diploma. Regulamenta os procedimentos especiais de aquisição, oneração e registo de imóveis Diploma Regulamenta os procedimentos especiais de aquisição, oneração e registo de imóveis Portaria n.º 794-B/2007 de 23 de Julho O Decreto-Lei n.º 263-A/2007, de 23 de Julho, veio criar um procedimento

Leia mais

ao suporte documental que pode servir de base ao registo a efetuar no âmbito de um procedimento de habilitação de herdeiros com registos.

ao suporte documental que pode servir de base ao registo a efetuar no âmbito de um procedimento de habilitação de herdeiros com registos. P.º n.º C.P. 39/2012 SJC-CT Procedimento de habilitação de herdeiros com registo dos bens comuns do casal. Inscrição de aquisição sem determinação de parte ou direito atualizada. PARECER 1. Tendo em conta

Leia mais

Mais informações e atualizações desta obra em

Mais informações e atualizações desta obra em Título: Regulamento Emolumentar dos Registos e Notariado Autor: Eurico Santos, Advogado Correio eletrónico do Autor: euricosantos@sapo.pt N.º de Páginas: 45 páginas Formato: PDF (Portable Document Format)

Leia mais

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES TRABALHOS DA COMISSÃO

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES TRABALHOS DA COMISSÃO TRABALHOS DA COMISSÃO A Comissão Permanente de Economia reuniu no dia 7 de agosto de 2015, na Delegação da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, na cidade de Ponta Delgada, a fim de analisar

Leia mais

P.º R. P. 191/2008 SJC-CT- Aquisição em processo de execução rejeição da apresentação - gratuitidade do registo. DELIBERAÇÃO Relatório

P.º R. P. 191/2008 SJC-CT- Aquisição em processo de execução rejeição da apresentação - gratuitidade do registo. DELIBERAÇÃO Relatório P.º R. P. 191/2008 SJC-CT- Aquisição em processo de execução rejeição da apresentação - gratuitidade do registo. DELIBERAÇÃO Relatório 1. Em 01/09/2008 foi apresentado, na Conservatória do Registo Predial

Leia mais

Diploma DRE. Secção I. Procedimentos simplificados de sucessão hereditária. Artigo 1.º. Atendimento prévio

Diploma DRE. Secção I. Procedimentos simplificados de sucessão hereditária. Artigo 1.º. Atendimento prévio Diploma Regulamenta os termos da prestação do serviço no «Balcão das Heranças» e no balcão «Divórcio com Partilha», no âmbito dos procedimentos simplificados de sucessão hereditária, e de partilha do património

Leia mais

Pº C.P. 35/2009 SJC-CT-

Pº C.P. 35/2009 SJC-CT- Pº C.P. 35/2009 SJC-CT- Gratuitidade prevista no nº 3 do art. 33º do referido D.L. nº 116/2008 - Pedidos efectuados para lá dos prazos previstos para o cumprimento atempado da obrigação de registar Agravamento

Leia mais

Proc. R.C. 3/2008 SJC CT. Parecer

Proc. R.C. 3/2008 SJC CT. Parecer Proc. R.C. 3/2008 SJC CT Parecer Recurso hierárquico. Aquisição da nacionalidade portuguesa por efeito de adopção por decisão transitada em julgado antes da entrada em vigor da Lei n.º 37/81, de 3 de Outubro.

Leia mais

Diploma. Aprova o Regulamento Emolumentar dos Registos e Notariado

Diploma. Aprova o Regulamento Emolumentar dos Registos e Notariado Diploma Aprova o Regulamento Emolumentar dos Registos e Notariado A reforma da tributação emolumentar corporizada na criação do Regulamento Emolumentar dos Registos e Notariado foi regida pelos objectivos

Leia mais

XIX ENCONTRO NACIONAL DA APAJ. Porto, 20 e 21 de janeiro de 2017

XIX ENCONTRO NACIONAL DA APAJ. Porto, 20 e 21 de janeiro de 2017 XIX ENCONTRO NACIONAL DA APAJ Porto, 20 e 21 de janeiro de 2017 Foi solicitado à ASCR pelo Dr. Inácio Peres uma breve exposição sobre algumas questões notariais e registrais no âmbito da insolvência. Como

Leia mais

P.º R. P. 184/2009 SJC-CT

P.º R. P. 184/2009 SJC-CT P.º R. P. 184/2009 SJC-CT Transferência de património, ao abrigo do D. L. n.º 112/2004 de 13 de Maio, entre dois organismos integrantes do sistema de segurança social, o Instituto da... e o Instituto Recusa

Leia mais

Digesto - Impressão de Diploma

Digesto - Impressão de Diploma Page 1 of 38 Tipo: DECRETO LEI Número: 194/2003 Data Assinatura: 23.08.2003 Entidades MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Emitentes: Fonte: DIARIO DA REPUBLICA - 1.ª SERIE A, Nº 194, de 23.08.2003, Pág. 5464 Data distribuição:

Leia mais

CÓDIGO DO REGISTO PREDIAL

CÓDIGO DO REGISTO PREDIAL CÓDIGO DO REGISTO PREDIAL (14.ª Edição) Errata Código do Registo Predial 2 TÍTULO: AUTORES: CÓDIGO DO REGISTO PREDIAL Errata BDJUR EDITOR: EDIÇÕES ALMEDINA, SA Rua Fernandes Tomás, n.ºs 76, 78, 80 3000-167

Leia mais

Registos e Notariado. Ficha Técnica. Código do Notariado. TÍTULO I - Da organização dos serviços notariais. CAPÍTULO I - Disposições gerais

Registos e Notariado. Ficha Técnica. Código do Notariado. TÍTULO I - Da organização dos serviços notariais. CAPÍTULO I - Disposições gerais Registos e Notariado Ficha Técnica Código do Notariado TÍTULO I - Da organização dos serviços notariais CAPÍTULO I - Disposições gerais CAPÍTULO II - Competência funcional SECÇÃO I - Atribuições dos notários

Leia mais

CÓDIGO DO IMPOSTO DO SELO

CÓDIGO DO IMPOSTO DO SELO CÓDIGO DO IMPOSTO DO SELO (2.ª Edição) Actualização N.º 2 Código do Imposto do Selo 2 TÍTULO: AUTORES: CÓDIGO DO IMPOSTO DO SELO Actualização N.º 2 Texto da Lei EDITOR: EDIÇÕES ALMEDINA, SA RUA DA ESTRELA,

Leia mais

Este documento respeita as regras do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa.

Este documento respeita as regras do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. orquê as atualizações aos livros da COL. LEGISLAÇÃO? O panorama legislativo nacional é bastante mutável, sendo constante a publicação de novos diplomas. Ao disponibilizar novas atualizações, a ORTO EDITORA

Leia mais

P.º C. Co. 63/2006 DSJ-CT - Competência do Adjunto do Conservador. Processos de contra-ordenação.

P.º C. Co. 63/2006 DSJ-CT - Competência do Adjunto do Conservador. Processos de contra-ordenação. P.º C. Co. 63/2006 DSJ-CT - Competência do Adjunto do Conservador. Processos de contra-ordenação. 1 O consulente 1 pretende, em síntese, ser informado se o Adjunto do Conservador com delegação de todas

Leia mais

Regulamento Emolumentar dos Registos e Notariado

Regulamento Emolumentar dos Registos e Notariado CÓDIGOS ELECTRÓNICOS DATAJURIS DATAJURIS é uma marca registada no INPI sob o nº 350529 Regulamento Emolumentar dos Registos e Notariado Todos os direitos reservados à DATAJURIS, Direito e Informática,

Leia mais

Este documento respeita as regras do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa.

Este documento respeita as regras do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. orquê as atualizações aos livros da COL. LEGISLAÇÃO? O panorama legislativo nacional é bastante mutável, sendo constante a publicação de novos diplomas. Ao disponibilizar novas atualizações, a ORTO EDITORA

Leia mais

N/Referência: PROC.: C. Bm. 48/2014 STJ-CC Data de homologação: PARECER

N/Referência: PROC.: C. Bm. 48/2014 STJ-CC Data de homologação: PARECER N.º 28/ CC /2014 N/Referência: PROC.: C. Bm. 48/2014 STJ-CC Data de homologação: 17-12-2014 Consulente: Conservatória do Registo Comercial e de Automóveis de.... Assunto: Palavras-chave: Registos de apreensão,

Leia mais

Regulamento da CMVM n.º 4/2016. Taxas

Regulamento da CMVM n.º 4/2016. Taxas Regulamento da CMVM n.º 4/2016 Taxas Os Estatutos da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, aprovados pelo Decreto- Lei n.º 5/2015, de 8 de janeiro (Estatutos), preveem um regime que determina que

Leia mais

autoridade tributária e aduaneira

autoridade tributária e aduaneira Cla ssificação: 000. O 1.09 Seg.. Públ ica Pmc.: DIREÇÃO DE SERViÇOS DO IMPOSTO MUNICIPAL SOBRE IMÓVEIS LIQUIDAÇÃO DO IMI2012 PRODUÇÃO DE EFEITOS DA AVALIAÇÃO GERAL DA PROPRIEDADE URBANA DECRETO-LEI N.

Leia mais

CÓDIGO DO REGISTO CIVIL ANOTADO 3.ª Edição ACTUALIZAÇÃO Nº 3

CÓDIGO DO REGISTO CIVIL ANOTADO 3.ª Edição ACTUALIZAÇÃO Nº 3 CÓDIGO DO REGISTO CIVIL ANOTADO 3.ª Edição ACTUALIZAÇÃO Nº 3 Código do Registo Civil Anotado 3.ª Edição 2 TÍTULO: CÓDIGO DO REGISTO CIVIL - ANOTADO Actualização Nº 3 AUTOR: Álvaro Sampaio EDITOR: LIVRARIA

Leia mais

N/Referência: P.º C.P. 41/2016 STJ-CC Data de homologação:

N/Referência: P.º C.P. 41/2016 STJ-CC Data de homologação: DIVULGAÇÃO DE PARECER DO CONSELHO CONSULTIVO N.º 10/ CC /2017 N/Referência: P.º C.P. 41/2016 STJ-CC Data de homologação: 20-01-2017 Consulente: Setor Técnico-Jurídico dos Serviços de Registo (STJSR). Assunto:

Leia mais

PROVA ESCRITA NACIONAL DO EXAME FINAL DE AVALIAÇÃO E AGREGAÇÃO (RNE)

PROVA ESCRITA NACIONAL DO EXAME FINAL DE AVALIAÇÃO E AGREGAÇÃO (RNE) ORDEM DOS ADVOGADOS CNEF / CNA Comissão Nacional de Estágio e Formação / Comissão Nacional de Avaliação PROVA ESCRTA NACONAL DO EXAME FNAL DE AVALAÇÃO E AGREGAÇÃO (RNE) GRELHAS DE CORRECÇÃO ÁREAS OPCONAS

Leia mais

Pronúncia. A posição deste Conselho vai expressa na seguinte. Deliberação

Pronúncia. A posição deste Conselho vai expressa na seguinte. Deliberação Pº C.Co. 34/2011 SJC-CT Relatório Em relatório elaborado no âmbito de auditoria levada a cabo à actuação de um conjunto de conservatórias, quanto ao dever de fiscalizar o cumprimento da obrigação de promover

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA AUDITORIA JURÍDICA TRIBUNAL ADMINISTRATIVO DO CIRCULO DE LISBOA

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA AUDITORIA JURÍDICA TRIBUNAL ADMINISTRATIVO DO CIRCULO DE LISBOA MINISTÉRIO DA JUSTIÇA AUDITORIA JURÍDICA TRIBUNAL ADMINISTRATIVO DO CIRCULO DE LISBOA PROC. 0092/03 1ª Sec. - 3ª Sub. Acção de reconhecimento de direito Ex.mo Senhor Dr. Juiz de Direito: Contestando acção

Leia mais

P.º n.º C.P. 72/2012 SJC-CT Direito real de habitação periódica. Possibilidade de realização de partilha e registo no BHDP.

P.º n.º C.P. 72/2012 SJC-CT Direito real de habitação periódica. Possibilidade de realização de partilha e registo no BHDP. P.º n.º C.P. 72/2012 SJC-CT Direito real de habitação periódica. Possibilidade de realização de partilha e registo no BHDP. PARECER 1. Na sequência de um pedido de esclarecimento formulado por serviço

Leia mais

CÓDIGO DO REGISTO PREDIAL

CÓDIGO DO REGISTO PREDIAL CÓDIGO DO REGISTO PREDIAL (13.ª Edição) Actualização N.º 1 Código do Registo Predial 2 TÍTULO: AUTORES: CÓDIGO DO REGISTO PREDIAL Actualização n.º 1 BDJUR EDITOR: EDIÇÕES ALMEDINA, SA Avenida Fernão de

Leia mais

DELIBERAÇÃO. Relatório

DELIBERAÇÃO. Relatório P.º n.º C. P. 63/2008 SJC-CT- Alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 116/2008, de 4 de Julho, no Código do Registo Predial. Reflexos nos procedimentos simplificados do balcão das heranças e de divórcios

Leia mais

A Fiscalidade e o Orçamento de Estado para As Alterações nos Impostos sobre o Património Faculdade de Direito da Universidade do Porto

A Fiscalidade e o Orçamento de Estado para As Alterações nos Impostos sobre o Património Faculdade de Direito da Universidade do Porto A Fiscalidade e o Orçamento de Estado para 2014. As Alterações nos Impostos sobre o Património Faculdade de Direito da Universidade do Porto Abílio Rodrigues Investigador do CIJE Advogado Artigo 11º CIMI

Leia mais

Código do Trabalho e Acórdão do Tribunal Constitucional

Código do Trabalho e Acórdão do Tribunal Constitucional Código do Trabalho e Acórdão do Tribunal Constitucional O Acórdão do Tribunal Constitucional nº 602/2013, de 20 de Setembro considerou inconstitucionais, com força obrigatória geral e com efeitos reportados

Leia mais

DL n.º 122/2009, de 21 de Maio

DL n.º 122/2009, de 21 de Maio DL n.º 122/2009, de 21 de Maio SUMÁRIO Simplifica as comunicações dos cidadãos e das empresas ao Estado, procedendo à 20.ª alteração ao Código do Registo Predial, à alteração do Código do Imposto sobre

Leia mais

ALTERAÇÕES PT Unida na diversidade PT 2011/0059(CNS) Projeto de parecer Evelyne Gebhardt (PE v01-00)

ALTERAÇÕES PT Unida na diversidade PT 2011/0059(CNS) Projeto de parecer Evelyne Gebhardt (PE v01-00) PARLAMENTO EUROPEU 2009-2014 Comissão das Liberdades Cívicas, da Justiça e dos Assuntos Internos 26.6.2012 2011/0059(CNS) ALTERAÇÕES 26-38 Projeto de parecer Evelyne Gebhardt (PE473.957v01-00) sobre a

Leia mais

Regulamento da CMVM n.º 93/3 Preçário da Interbolsa

Regulamento da CMVM n.º 93/3 Preçário da Interbolsa Não dispensa a consulta do diploma publicado em Diário da República Regulamento da CMVM n.º 93/3 Preçário da Interbolsa Ao abrigo do disposto no nº 8 do artigo 188º, do nº 2 do artigo 493º do Código do

Leia mais

Excelentíssima Senhora Ministra da Administração Interna Dra. Constança Urbano de Sousa Praça do Comércio Lisboa

Excelentíssima Senhora Ministra da Administração Interna Dra. Constança Urbano de Sousa Praça do Comércio Lisboa Excelentíssima Senhora Ministra da Administração Interna Dra. Constança Urbano de Sousa Praça do Comércio 1100-148 Lisboa SUA REFERÊNCIA DATA NOSSA REFERÊNCIA N.º 074/16.MAI DATA 11.10.2016 Assunto: Regime

Leia mais

MEMÓRIA DESCRITIVA. I - Enquadramento

MEMÓRIA DESCRITIVA. I - Enquadramento MEMÓRIA DESCRITIVA I - Enquadramento A Delimitação da Área de Reabilitação Urbana de Lisboa (ARU), com enquadramento no Regime Jurídico da Reabilitação Urbana (RJRU) (Decreto-Lei 307/2009, de 23 de outubro)

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS 5266 Diário da República, 1.ª série N.º 182 19 de setembro de 2012 PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS Secretaria-Geral Declaração de Retificação n.º 50/2012 Nos termos das disposições conjugadas da alínea

Leia mais

N/Referência: P.º C.C. 93/2016 STJ-CC Data de homologação:

N/Referência: P.º C.C. 93/2016 STJ-CC Data de homologação: DIVULGAÇÃO DE PARECER DO CONSELHO CONSULTIVO N.º 12/ CC /2017 N/Referência: P.º C.C. 93/2016 STJ-CC Data de homologação: 24-03-2017 Consulente: Ordem dos Advogados Conselho Geral Recorrido: Assunto: Apoio

Leia mais

Circular Gabinete Jurídico-Fiscal

Circular Gabinete Jurídico-Fiscal Circular Gabinete Jurídico-Fiscal N/REFª: 81/2013 DATA: 24/09/2013 ASSUNTO: Calendário Fiscal Outubro 2013 Exmos. Senhores, Junto se envia o Calendário Fiscal relativo ao mês de Outubro de 2013. Com os

Leia mais

Registos e Notariado, 3.ª Edição Col. Legislação, Edição Académica

Registos e Notariado, 3.ª Edição Col. Legislação, Edição Académica COLEÇÃO LEGISLAÇÃO Atualizações Online orquê as atualizações aos livros da COLEÇÃO LEGISLAÇÃO? No panorama legislativo nacional é frequente a publicação de novos diplomas legais que, regularmente, alteram

Leia mais

N/Referência: P.º C.Bm. 12/2016 STJ-CC Data de homologação:

N/Referência: P.º C.Bm. 12/2016 STJ-CC Data de homologação: DIVULGAÇÃO DE PARECER DO CONSELHO CONSULTIVO N.º 51/ CC /2016 N/Referência: P.º C.Bm. 12/2016 STJ-CC Data de homologação: 14-09-2016 Consulente: Setor Técnico-Jurídico dos Serviços de Registo (STJSR).

Leia mais

Suplemento. Assembleia Legislativa. Sumário. Região Autónoma da Madeira

Suplemento. Assembleia Legislativa. Sumário. Região Autónoma da Madeira Região Autónoma da Madeira Assembleia Legislativa X Legislatura Número: 47 III Sessão Legislativa (2013/2014) Quarta-feira, 18 de junho de 2014 Suplemento Sumário Proposta de Decreto Legislativo Regional:

Leia mais

P.º n.º C.P. 41/2011 SJC-CT Hipoteca legal para garantia de dívidas à segurança social. Emolumentos. PARECER

P.º n.º C.P. 41/2011 SJC-CT Hipoteca legal para garantia de dívidas à segurança social. Emolumentos. PARECER 1 P.º n.º C.P. 41/2011 SJC-CT Hipoteca legal para garantia de dívidas à segurança social. Emolumentos. PARECER Pergunta-se pelo enquadramento emolumentar que cabe aplicar ao registo da hipoteca legal em

Leia mais

N/Referência: P.º R.P. 118/2016 STJSR-CC Data de homologação:

N/Referência: P.º R.P. 118/2016 STJSR-CC Data de homologação: DIVULGAÇÃO DE PARECER DO CONSELHO CONSULTIVO N.º 1/ CC /2017 N/Referência: P.º R.P. 118/2016 STJSR-CC Data de homologação: 20-01-2017 Recorrente: Francisco J.., representado por Constantino.., advogado.

Leia mais

REGIME ESPECIAL DE CONSTITUIÇÃO IMEDIATA DE ASSOCIAÇÕES

REGIME ESPECIAL DE CONSTITUIÇÃO IMEDIATA DE ASSOCIAÇÕES Lei n.º 40/2007, de 24 de Agosto (versão actualizada) REGIME ESPECIAL DE CONSTITUIÇÃO IMEDIATA DE ASSOCIAÇÕES Contém as seguintes alterações: - DL n.º 247-B/2008, de 30 de Dezembro SUMÁRIO [ Nº de artigos:27

Leia mais

Nota: Todos os preceitos desacompanhados de referência ao respectivo diploma pertencem ao Código do Trabalho.

Nota: Todos os preceitos desacompanhados de referência ao respectivo diploma pertencem ao Código do Trabalho. Lei n.º 53/2011 de 14 de Outubro, que procede à segunda alteração ao Código do Trabalho, aprovado em anexo à Lei n.º 7/2009, de 12 de Fevereiro, estabelecendo um novo sistema de compensação em diversas

Leia mais

Parecer da Câmara dos Solicitadores sobre o Projeto de Portaria que. regulamenta o Regime Jurídico do Processo de Inventário

Parecer da Câmara dos Solicitadores sobre o Projeto de Portaria que. regulamenta o Regime Jurídico do Processo de Inventário Parecer da Câmara dos Solicitadores sobre o Projeto de Portaria que regulamenta o Regime Jurídico do Processo de Inventário O Ministério da Justiça remeteu à Câmara dos Solicitadores, para parecer, um

Leia mais

2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) (ÍNDICE)

2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) (ÍNDICE) 2.1. Crédito à habitação e s conexos Crédito Habitação (1) Euros (Mín/Máx) Valor Anual Contratos de crédito para aquisição, construção e realização de obras de habitação própria permanente, secundária

Leia mais

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Quarta-feira, 14 de setembro de Série. Número 162

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Quarta-feira, 14 de setembro de Série. Número 162 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Quarta-feira, 14 de setembro de 2016 Série Sumário SECRETARIAS REGIONAIS DAS FINANÇAS E DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E DA ECONOMIA, TURISMO E CULTURA Portaria n.º

Leia mais

Lei n.º 40/2007, de 24 de Agosto

Lei n.º 40/2007, de 24 de Agosto (Não dispensa a consulta do Diário da República) Lei n.º 40/2007, de 24 de Agosto Aprova um regime especial de constituição imediata de associações e actualiza o regime geral de constituição previsto no

Leia mais

PRINCIPAIS BENEFÍCIOS FISCAIS DE INCENTIVO À REABILITAÇÃO URBANA 2014

PRINCIPAIS BENEFÍCIOS FISCAIS DE INCENTIVO À REABILITAÇÃO URBANA 2014 PRINCIPAIS BENEFÍCIOS FISCAIS DE INCENTIVO À REABILITAÇÃO URBANA 2014 LEGISLAÇÃO DE REFERÊNCIA E ENQUADRAMENTO A leitura da presente informação não dispensa a consulta da legislação em vigor Estatuto dos

Leia mais

Este documento respeita as regras do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa.

Este documento respeita as regras do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. orquê as atualizações aos livros da COL. LEGISLAÇÃO? O panorama legislativo nacional é bastante mutável, sendo constante a publicação de novos diplomas. Ao disponibilizar novas atualizações, a ORTO EDITORA

Leia mais

Legislação REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA - ASSEMBLEIA LEGISLATIVA. Decreto Legislativo Regional n.º 5-A/2014/M

Legislação REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA - ASSEMBLEIA LEGISLATIVA. Decreto Legislativo Regional n.º 5-A/2014/M Legislação Diploma Decreto Legislativo Regional n.º 5-A/2014/M Estado: Vigente Resumo: Altera o regime jurídico da derrama regional Publicação: Diário da República n.º 140, Série I, 1.º suplemento, de

Leia mais

P.º R. P. 240/2008 SJC-CT-

P.º R. P. 240/2008 SJC-CT- P.º R. P. 240/2008 SJC-CT- Escritura de partilha. Cumulação dos bens de heranças distintas. Qualificação do pedido de registo respeitante aos imóveis partilhados. DELIBERAÇÃO Relatório 1 Em 12 de Setembro

Leia mais

A posição deste Conselho vai expressa na seguinte. Deliberação

A posição deste Conselho vai expressa na seguinte. Deliberação Pº C.Co.74/2010 SJC-CT Relatório 1. A associação Grupo C Associação de Acção Social, Cultural e Desporto dirigiu ao IRN, I.P. um pedido de esclarecimento, traduzido em saber se da aquisição do estatuto

Leia mais

Nuno Rodolfo da Nova Oliveira da Silva, Economista com. escritório na Quinta do Agrelo, Rua do Agrelo, nº 236, Castelões, em Vila Nova

Nuno Rodolfo da Nova Oliveira da Silva, Economista com. escritório na Quinta do Agrelo, Rua do Agrelo, nº 236, Castelões, em Vila Nova Exmo(a). Senhor(a) Doutor(a) Juiz de Direito da 2ª Secção de Comércio da Instância Central de Vila Nova de Gaia J1 Processo 1810/16.2T8VNG Insolvência de Deolinda Gomes Coelho da Silva V/Referência: Data:

Leia mais

REGULAMENTO DE QUOTAS E TAXAS DA ORDEM DOS FARMACÊUTICOS

REGULAMENTO DE QUOTAS E TAXAS DA ORDEM DOS FARMACÊUTICOS REGULAMENTO DE QUOTAS E TAXAS DA ORDEM DOS FARMACÊUTICOS NOTA PRÉVIA A Lei n.º 131/2015, de 4 de setembro, procedeu à quarta alteração ao Estatuto da Ordem dos Farmacêuticos, aprovado pelo Decreto-Lei

Leia mais

REGULAMENTO E TABELA GERAL DE TAXAS

REGULAMENTO E TABELA GERAL DE TAXAS PREÂMBULO O presente regulamento da liquidação e cobrança de taxas e prestação de serviços das Autarquias Locais é aprovado nos termos do disposto no artº 241 da Constituição da Republica Portuguesa e

Leia mais

PROPOSTA DE LEI N.º 25/XIII

PROPOSTA DE LEI N.º 25/XIII PROPOSTA DE LEI N.º 25/XIII PROCEDE À ALTERAÇÃO DO ESTATUTO DOS BENEFÍCIOS FISCAIS, APROVADO PELO DECRETO-LEI N.º 215/89, DE 1 DE JULHO E À ALTERAÇÃO DO CÓDIGO DO IMPOSTO MUNICIPAL SOBRE IMÓVEIS, APROVADO

Leia mais

RECOMENDAÇÃO n.º 6-B/2012 [artigo 20.º, n.º 1, alínea b), da Lei n.º 9/91, de 9 de abril]

RECOMENDAÇÃO n.º 6-B/2012 [artigo 20.º, n.º 1, alínea b), da Lei n.º 9/91, de 9 de abril] S. Ex.ª O Secretário de Estado das Obras Públicas, dos Transportes e das Comunuicações Rua da Horta Seca 1200-221 Lisboa Vossa Ref.ª Vossa Comunicação Nossa Ref.ª Proc. R-3478/10 (A5) ASSUNTO: Transmissão

Leia mais

1.ª Comissão Permanente da Assembleia Municipal de Lisboa. Finanças, Património e Recursos Humanos

1.ª Comissão Permanente da Assembleia Municipal de Lisboa. Finanças, Património e Recursos Humanos 1.ª Comissão Permanente da Assembleia Municipal de Lisboa Finanças, Património e Recursos Humanos PARECER SOBRE A PROPOSTA N.º 362/2014 (Proposta à Assembleia Municipal para a constituição de um direito

Leia mais

Portaria n.º 286/2012 de 20 de setembro

Portaria n.º 286/2012 de 20 de setembro Portaria n.º 286/2012 de 20 de setembro A presente portaria vem alterar as Portarias n.os 1416-A/2006, de 19 de dezembro, 1594/2007, de 17 de dezembro, 622/2008, de 18 de julho, 1513/2008, de 23 de dezembro,

Leia mais

N/Referência: PROC.: C. Co. 12/2014 STJ-CC Data de homologação: PARECER

N/Referência: PROC.: C. Co. 12/2014 STJ-CC Data de homologação: PARECER N.º 50/ CC /2014 N/Referência: PROC.: C. Co. 12/2014 STJ-CC Data de homologação: 19-09-2014 Consulente: Setor Técnico Jurídico dos Serviços de Registo (STJSR). Assunto: Palavras-chave: Registo da sentença

Leia mais

P.º n.º R.P. 123/2009 SJC-CT

P.º n.º R.P. 123/2009 SJC-CT P.º n.º R.P. 123/2009 SJC-CT - Aquisição. Usucapião. Justificação notarial para reatamento do trato sucessivo. Imposto de selo. Decreto-Lei n.º 116/2008, de 4 de Julho. Doação. Caducidade do ónus de eventual

Leia mais

Regulamento de Propina

Regulamento de Propina Regulamento de Propina 2017 2017 ÍNDICE SECÇÃO I Curso de Licenciatura em Enfermagem... 4 Artigo 1º Valor da Propina... 4 Artigo 2º Modalidades de pagamento... 4 SECÇÃO II Cursos de Pós-Licenciatura e

Leia mais

REGULAMENTO DE TAXAS, LICENÇAS E SERVIÇOS DA JUNTA DE FREGUESIA DE SANTA MARIA DOS OLIVAIS. Preâmbulo

REGULAMENTO DE TAXAS, LICENÇAS E SERVIÇOS DA JUNTA DE FREGUESIA DE SANTA MARIA DOS OLIVAIS. Preâmbulo REGULAMENTO DE TAXAS, LICENÇAS E SERVIÇOS DA JUNTA DE FREGUESIA DE SANTA MARIA DOS OLIVAIS Preâmbulo A Tabela de Taxas de Atestados em vigor foi aprovada por deliberação de Junta em 23/11/99 e por deliberação

Leia mais

79/V/98. (Objecto. IUP- Imposto Único sobre o Património

79/V/98. (Objecto. IUP- Imposto Único sobre o Património 1º (Objecto A presente lei cria o Imposto Único sobre o Património (IUP) que se gere pelos princípios e normas previstos nesta lei e pelo respectivo regulamento. 2º IUP- Imposto Único sobre o Património

Leia mais

MUNICÍPIO DE FREIXO DE ESPADA À CINTA CÂMARA MUNICIPAL

MUNICÍPIO DE FREIXO DE ESPADA À CINTA CÂMARA MUNICIPAL MUNICÍPIO DE FREIXO DE ESPADA À CINTA CÂMARA MUNICIPAL REGULAMENTO DOS PERÍODOS DE ABERTURA E FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS DE VENDA AO PÚBLICO E DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DO CONCELHO DE FREIXO DE

Leia mais

N/Referência: C. Co. 15/2016 STJSR-CC Data de homologação: Relatório. Pronúncia

N/Referência: C. Co. 15/2016 STJSR-CC Data de homologação: Relatório. Pronúncia DIVULGAÇÃO DE PARECER DO CONSELHO CONSULTIVO N.º 32/ CC /2016 N/Referência: C. Co. 15/2016 STJSR-CC Data de homologação: 29-07-2016 Consulente: Serviços Jurídicos. Assunto: Palavras-chave: Regime especial

Leia mais

CÓDIGO DO REGISTO PREDIAL 2007

CÓDIGO DO REGISTO PREDIAL 2007 CÓDIGO DO REGISTO PREDIAL 2007 (9.ª Edição) Actualização N.º 2 Código do Registo Predial 2007 2 TÍTULO: CÓDIGO DO REGISTO PREDIAL 2007 Actualização N.º 2 AUTORES: Texto da Lei EDITOR: EDIÇÕES ALMEDINA,

Leia mais

PARECER N.º 255/CITE/2016

PARECER N.º 255/CITE/2016 PARECER N.º 255/CITE/2016 Assunto: Parecer prévio à intenção de recusa de autorização de trabalho em regime de horário flexível a trabalhadora com responsabilidades familiares, nos termos do n.º 5 do artigo

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA N. o 8 10 de Janeiro de 2002 DIÁRIO DA REPÚBLICA ISÉRIE-B 175 Artigo 17. o Controlo e fiscalização Sem prejuízo de outros mecanismos que venham a ser adoptados, o controlo e a fiscalização serão assegurados

Leia mais

CÓDIGO DO NOTARIADO. (2.ª Edição) Actualização N.º 3

CÓDIGO DO NOTARIADO. (2.ª Edição) Actualização N.º 3 CÓDIGO DO NOTARIADO (2.ª Edição) Actualização N.º 3 Código do Notariado 2 TÍTULO: AUTORES: CÓDIGO DO NOTARIADO Actualização N.º 3 BDJUR EDITOR: EDIÇÕES ALMEDINA, SA Avenida Fernão de Magalhães, n.º 584,

Leia mais

PONDERAÇÕES TRIBUTÁRIAS ACERCA DO ART. 103, DO CÓDIGO DE NORMAS/MG

PONDERAÇÕES TRIBUTÁRIAS ACERCA DO ART. 103, DO CÓDIGO DE NORMAS/MG PONDERAÇÕES TRIBUTÁRIAS ACERCA DO ART. 103, DO CÓDIGO DE NORMAS/MG KEZIAH ALESSANDRA VIANNA SILVA PINTO REGISTRADORA DE IMÓVEIS DA COMARCA DE BRUMADINHO/MG DOUTORA EM DIREITO PELA PUC/SP MESTRE EM DIREITO

Leia mais

Lei n.º 42/2016, de 28/12 Lei do Orçamento do Estado para 2017 / LOE2017. Alterações para Código Impostos sobre Património

Lei n.º 42/2016, de 28/12 Lei do Orçamento do Estado para 2017 / LOE2017. Alterações para Código Impostos sobre Património Lei n.º 42/2016, de 28/12 Lei do Orçamento do Estado para 2017 / LOE2017 Alterações para Código Impostos sobre Património Alteração ao Código do Imposto do Selo Inserir a págs. 541 Artigo 2.º 1 a 3 4 (Revogado

Leia mais

I - REPRESENTAÇÃO, AUTENTICAÇÃO E RECONHECIMENTOS II CONTRATOS EM ESPECIAL (1)

I - REPRESENTAÇÃO, AUTENTICAÇÃO E RECONHECIMENTOS II CONTRATOS EM ESPECIAL (1) ACTOS NOTARIAIS - EM ESPECIAL: TITULAÇÃO E AUTENTICAÇÃO DE ACTOS POR ADVOGADOS. uma perspectiva prática que permite implementar métodos e procedimentos no escritório I - REPRESENTAÇÃO, AUTENTICAÇÃO E RECONHECIMENTOS

Leia mais

8278-(2) DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o de Dezembro de 2001 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA

8278-(2) DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o de Dezembro de 2001 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA 8278-(2) DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o 288 14 de Dezembro de 2001 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Decreto-Lei n. o 322-A/2001 de 14 de Dezembro A reforma da tributação emolumentar corporizada na criação do

Leia mais

Lei n.º 64/2014, de Crédito Bonificado Pessoa com deficiência Ónus de inalienabilidade. PARECER. Relatório

Lei n.º 64/2014, de Crédito Bonificado Pessoa com deficiência Ónus de inalienabilidade. PARECER. Relatório DIVULGAÇÃO DE PARECER DO CONSELHO CONSULTIVO N.º 8/ CC /2016 N/Referência: P.º C.P. 53/2015 STJ-CC Data de homologação: 07-01-2016 Consulente: Setor Técnico-Jurídico dos Serviços de Registo (STJSR). Assunto:

Leia mais

2. Cumpre apreciar a questão e informar.

2. Cumpre apreciar a questão e informar. N.º 2/ DGATJSR-STJSR /2017 N/Referência: Proc. CCo N.º 16/2017 STJSR Data: 10-10-2017 Assunto: Sumário: Conversão de valores mobiliários ao portador em nominativos Registos a efetuar e procedimentos a

Leia mais

Decreto-Lei n.º 246/2015, de 20 de outubro

Decreto-Lei n.º 246/2015, de 20 de outubro Decreto-Lei n.º 246/2015, de 20 de outubro A Lei n.º 90/2009, de 31 de agosto, que aprova o regime especial de proteção na invalidez, teve por objetivo a unificação de vários regimes especiais de proteção

Leia mais

N/Referência: P.º R.P. 117/2016 STJSR-CC Data de homologação:

N/Referência: P.º R.P. 117/2016 STJSR-CC Data de homologação: DIVULGAÇÃO DE PARECER DO CONSELHO CONSULTIVO N.º 66/ CC /2016 N/Referência: P.º R.P. 117/2016 STJSR-CC Data de homologação: 16-12-2016 Recorrente:..-ALUGUER DE MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO, LDA Recorrido: Conservatória

Leia mais

Guia de Permuta de Imóveis

Guia de Permuta de Imóveis Guia de Permuta de Imóveis Portal Imobiliário CasaYES Todos os direitos reservados 1 Vai Permutar a sua Casa? Casa? Preste atenção ao seguinte! As normas da compra e venda são aplicáveis aos outros contratos

Leia mais

CÓDIGO DO NOTARIADO. (2.ª Edição) Actualização N.º 3

CÓDIGO DO NOTARIADO. (2.ª Edição) Actualização N.º 3 CÓDIGO DO NOTARIADO (2.ª Edição) Actualização N.º 3 Código do Notariado 2 TÍTULO: AUTORES: CÓDIGO DO NOTARIADO Actualização N.º 3 BDJUR EDITOR: EDIÇÕES ALMEDINA, SA Avenida Fernão de Magalhães, n.º 584,

Leia mais

AS PRINCIPAIS ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO TRABALHO. (introduzidas pela Lei nº 23/2012, de 25 de Junho)

AS PRINCIPAIS ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO TRABALHO. (introduzidas pela Lei nº 23/2012, de 25 de Junho) AS PRINCIPAIS ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO TRABALHO (introduzidas pela Lei nº 23/2012, de 25 de Junho) INTRODUÇÃO Face à relevância prática das alterações introduzidas ao Direito do Trabalho pela Lei nº 23/2012,

Leia mais

REGULAMENTO E TABELA GERAL DE TAXAS E LICENÇAS DA FREGUESIA DE CUBA PREÂMBULO

REGULAMENTO E TABELA GERAL DE TAXAS E LICENÇAS DA FREGUESIA DE CUBA PREÂMBULO PREÂMBULO Com a Lei nº 53-E/2006, de 29 de Dezembro, regulam-se as relações jurídico-tributárias geradoras da obrigação de pagamento de taxas às autarquias locais pelas pessoas singulares ou colectivas

Leia mais

MINUTA DE CONTRATO - PROMESSA DE COMPRA E VENDA

MINUTA DE CONTRATO - PROMESSA DE COMPRA E VENDA MINUTA DE CONTRATO - PROMESSA DE COMPRA E VENDA Entre: INSTITUTO DA HABITAÇÃO E DA REABILITAÇÃO URBANA, I.P., pessoa coletiva nº 501 460 888, com sede na Avenida Columbano Bordalo Pinheiro, 5, 1099-019

Leia mais

REGULAMENTO DE TARIFAS E PREÇOS DE MUNICÍPIO DE BEJA (aprovado pela Câmara Municipal de Beja em )

REGULAMENTO DE TARIFAS E PREÇOS DE MUNICÍPIO DE BEJA (aprovado pela Câmara Municipal de Beja em ) PREÂMBULO REGULAMENTO DE TARIFAS E PREÇOS DE MUNICÍPIO DE BEJA (aprovado pela Câmara Municipal de Beja em 27-11- 2011) A presente Tabela de Tarifas e Preços do Município de Beja e respectivo regulamento

Leia mais

N/Referência: PROC.: C. P. 5/2014 STJ-CC Data de homologação:

N/Referência: PROC.: C. P. 5/2014 STJ-CC Data de homologação: N.º 43/ CC /2014 N/Referência: PROC.: C. P. 5/2014 STJ-CC Data de homologação: 12-08-2014 Consulente: Conservadora da 2ª Conservatória do Registo Predial de.... Assunto: Palavras-chave: Remessa de alvará

Leia mais

Diploma legal. Convindo regulamentar tais procedimentos; 1 / 7

Diploma legal. Convindo regulamentar tais procedimentos; 1 / 7 O Decreto n.º 13/10, de 10 de Fevereiro faz a regulamentação ao Decreto-Lei n.º 17/09, de 26 de Junho (que regula a Formação do Pessoal Angolano no Sector Petrolífero) nomeadamente do recrutamento, integração,

Leia mais

Foi publicada no último dia de 2008, a Lei n.º 64-A/2008 de 31 de Dezembro (Lei que aprova o Orçamento do Estado para 2009).

Foi publicada no último dia de 2008, a Lei n.º 64-A/2008 de 31 de Dezembro (Lei que aprova o Orçamento do Estado para 2009). O OE 2009 e os advogados Caros Colegas Foi publicada no último dia de 2008, a Lei n.º 64-A/2008 de 31 de Dezembro (Lei que aprova o Orçamento do Estado para 2009). O Conselho Distrital do Porto promoveu,

Leia mais

N/Referência: P.º C.C. 59/2016 STJ-CC Data de homologação:

N/Referência: P.º C.C. 59/2016 STJ-CC Data de homologação: DIVULGAÇÃO DE PARECER DO CONSELHO CONSULTIVO N.º 36/ CC /2017 N/Referência: P.º C.C. 59/2016 STJ-CC Data de homologação: 29-06-2017 Consulente: Instituto de Anatomia da Faculdade de Medicina.... Assunto:

Leia mais

2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) (ÍNDICE)

2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) (ÍNDICE) 2.1. Crédito à habitação e s conexos Crédito Habitação Valor Anual iniciais 1. Comissão de Dossier 260,00 2. Comissão de Formalização Contratual Modalidade de Estrangeiros não Residentes Em % Euros (Mín/Máx)

Leia mais

DESPACHO PC 8/ MANDATO 2013/2017 NO VEREADOR VITOR MANUEL INÁCIO COSTA

DESPACHO PC 8/ MANDATO 2013/2017 NO VEREADOR VITOR MANUEL INÁCIO COSTA DESPACHO PC 8/2013 - MANDATO 2013/2017 DELEGAÇÃO DE COMPETÊNCIAS I - De acordo com o disposto no art.º 36º, n.º 2, da Lei n.º 75/2013, de 12 de setembro, resolvo delegar nos Vereadores adiante indicados

Leia mais

Divisão do nome do registado em nome próprio e apelido(s) no assento de nascimento procedimento

Divisão do nome do registado em nome próprio e apelido(s) no assento de nascimento procedimento N.º05 /CC /2014 N/Referência: PROC. C.C. 96/2013 STJ-CC Data de homologação: 13-01-2014 Consulente: Setor de Avaliação, Inspeção e Gestão de Serviços (SAIGS). Assunto: Divisão do nome do registado em nome

Leia mais