Versão Compacta dos Indicadores de Sustentabilidade da Abap

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Versão Compacta dos Indicadores de Sustentabilidade da Abap"

Transcrição

1 Versão Compacta dos Indicadores de Sustentabilidade da Abap 1

2 2

3 Versão Compacta dos Indicadores ABAP de Sustentabilidade. Ficou muito mais simples e rápido preencher o formulário. Contamos com a sua colaboração. 3

4 4

5 Caro amigo, Sustentabilidade realmente caiu na moda e ainda não é prioridade para muitos de nós. Mas, para muitos dos nossos clientes, o tema está no topo da agenda. E como sabemos bem, estar alinhado com os valores dos clientes tem impacto positivo no nosso negócio. Para facilitar este alinhamento, a ABAP, com o apoio acadêmico da Escola Superior de Propaganda e Marketing ESPM criou Indicadores de Sustentabilidade Fase 1 Agências. Porém, o formulário de preenchimento era extenso e trabalhoso. Resolvemos, então, criar a versão compacta que ora apresentamos, fácil de entender e preencher. O documento original, abap_espm_indicadores.pdf, continua válido e você pode consultá-lo para se aprofundar no assunto. A grande virtude dos Indicadores é que eles admitem que podemos aprimorar nossas práticas. Podemos ter uma situação hoje e uma ainda melhor em dezembro de 2014, e assim sucessivamente. Com esta versão compacta, não pretendemos comparar as agências, criando uma nova forma de competitividade. Queremos criar um painel nacional retratando o estágio da sustentabilidade da propaganda, região por região, ano a ano. É o mínimo que podemos oferecer aos nossos clientes e à sociedade, a quem tudo devemos. Conforme eu disse, a ABAP não fará desse painel da sustentabilidade um novo instrumento de competitividade entre as agências. Mas nada impede que algumas delas, se quiserem, divulguem as suas respostas e as suas metas. Peço alguns momentos do seu tempo para preencher este formulário compacto. É importante que todas as agências preencham. Você estará contribuindo, decisivamente, para as melhores práticas da propaganda brasileira. Cordialmente, Orlando Marques ABAP - Presidente 5

6 6

7 Índice Introdução O que são Indicadores Como preencher os indicadores da sua Agência.. 10 O que é sustentabilidade Porque Sustentabilidade é importante para a sua Agência?. 12 Estágio da sustentabilidade no Brasil Dimensões dos Indicadores

8 8

9 O que são Indicadores A sustentabilidade é uma questão de consciência. E os Indicadores não são lei nem autorregulamentação. Sua força está em nos apontar caminhos para a melhor consciência em nossas práticas socioambientais. Para comunicar bem, as agências de publicidade precisam que os clientes façam bem é uma interação que sempre existiu e que poderá ser aprimorada mais ainda em favor das empresas envolvidas e de toda a sociedade. Esta é a versão compacta do formulário para preenchimento das agências. Se quiser conhecer a versão completa: Indicadores de Sustentabilidade. 9

10 Como preencher os indicadores da sua Agência 1. A página de Login, dará acesso à Versão Compacta dos Indicadores ABAP de Sustentabilidade ( área restrita ), 2. Para preservar o anonimato dos seus dados, é necessário criar Login e senha definitivos. Guarde esses dados. A ABAP não saberá o login e senha de nenhuma agência, portanto não poderá recuperá-los. Como os indicadores serão avaliados regionalmente é fundamental, que seja preenchida a Cidade e o Estado da sua agência. 3. Comece o preenchimento. Ao preencher cada Indicador deve-se clicar no botão Salvar para submete-lo. Pode-se interromper o processo a qualquer momento que os dados salvos não se perderão. 4. Lembre-se: quando for retomar o preenchimento deve-se usar os dados de login e senha que você mesmo criou. Razao Social: Endereço Completo: Número: Complemento: Cidade: Estado: Telefone: Nome do Representante: Cadastro CENP: Agradecemos desde já o seu interesse e colaboração. OBS: Se você representa uma agência credenciada pelo CENP, mas ainda não recebeu seu login, para entrar na área reservada, por favor, preencha o formulário, com os dados da sua empresa: razão social, endereço, cadastro CENP. Nós lhe enviaremos o login de acesso. 10

11 O que é sustentabilidade A mobilização global em torno desse conceito nasce da percepção de que o futuro só será sustentável se buscarmos o desenvolvimento econômico, preservando os recursos ambientais para as próximas gerações e gerando meios para que se promova um melhor equilíbrio no desenvolvimento social. Uma empresa que atua num padrão sustentável considera o impacto potencial de seus processos e produtos tanto no meio ambiente como em toda a sociedade. Para isso, considerando sua importância como agente social, deve incorporar rotinas que estimulem novos caminhos para o desenvolvimento socioambiental. A criação dos Indicadores busca trazer o conceito da sustentabilidade para a prática profissional e para aquilo que a agência sabe fazer melhor: comunicação. 11

12 Porque Sustentabilidade é importante para a sua Agência? Porque aumenta a preocupação com a sustentabilidade e é preciso se preparar para o momento em que os clientes exigirão dos seus fornecedores práticas sustentáveis também, o que já está ocorrendo em certas áreas. Por exemplo, um dos modelos de acompanhamento mais respeitados globalmente, referência inclusive nas Bolsas de Valores, é o Global Reporting Initiative. Para o GRI é mandatório que a empresa certificada exija de toda sua cadeia práticas sustentáveis, em uma evolução que vai até a publicação, também por elas, de relatórios de sustentabilidade. 12

13 Estágio da sustentabilidade no Brasil Vejamos o que a Deloitte apurou entre 108 organizações locais ou multinacionais operando no Brasil. Essas empresas representam 17% do PIB. Os líderes empresariais responderam antes de começar a Rio No acumulado, 77% das empresas pesquisadas incluem formalmente a sustentabilidade nos seus planejamentos estratégicos. 47% adotam políticas e linhas de ação neste sentido e 26% planejam fazê-lo. 43% produzem relatórios de sustentabilidade e 25% têm intenção de fazê-lo. Os números já são expressivos, mas ainda podem melhorar e a publicidade pode contribuir. Segundo Kofi Annan, no IV Congresso Brasileiro de Publicidade, ela é fundamental desde que eduque a população. O campo é extremamente importante para enfrentar os desafios que vêm pela frente. 13

14 14

15 Dimensões dos Indicadores A. B. C. D..... Valores da Agência... Comunicação Responsável... Gestão com colaboradores... Gestão com cadeia de valor 15

16 A Valores da Agência 1 Seus valores / compromissos com a sustentabilidade estão expressos em documentos públicos e exibidos com transparência no website da empresa? Metas até dez/2014: 16

17 A Valores da Agência 2 Sua agência produz um relatório socioambiental relevante, claro, exato e confiável, que possa ser comparado ano a ano, para que se verifique a evolução? Metas até dez/2014: 17

18 A Valores da Agência 3 Seus compromissos incluem um programa de debates educativos / outros Instrumentos para estimular a melhor consciência e melhores práticas de sustentabilidade dos seus colaboradores*, fornecedores e clientes? Parcialmente Metas até dez/2014: *Neste documento, colaboradores são os sócios que trabalham na empresa, os empregados, os estagiários e os freelancers que prestam serviços à agência sistematicamente. 18

19 A Valores da Agência 4 Sua agência avalia os impactos socioambientais envolvidos em suas campanhas, procura sempre influenciar e colaborar com clientes e fornecedores para as melhores práticas? Parcialmente Metas até dez/2014: 19

20 A Valores da Agência 5 Sua agência avalia os impactos socioambientais envolvidos em suas campanhas, procura sempre influenciar e colaborar com clientes e fornecedores para as melhores práticas? Parcialmente Metas até dez/2014: 20

21 B Comunicação responsável 6 Sua agência dá treinamento e seus colaboradores conhecem bem a Constituição Federal, no que diz respeito à liberdade de expressão e seus limites, o Código de Defesa do Consumidor, o Estatuto da Criança e do Adolescente e o Código Brasileiro de Autorregulamentação (CONAR)? Parcialmente Metas até dez/2014: 21

22 B Comunicação responsável 7 Sua agência analisa e observa minuciosamente esses instrumentos legais e de autorregulamentação antes de apresentar propostas de comunicação aos clientes e ao mercado? Parcialmente Metas até dez/2014: 22

23 B Comunicação responsável 8 Desde que haja pertinência com as comunicações que produz, a sua agência tem a preocupação de valorizar a diversidade (gênero, cor da pele, orientação sexual), bem como os aspectos de humanidade (posição social renda e escolaridade)? Parcialmente Metas até dez/2014: 23

24 B Comunicação responsável 9 A sua agência, nas comunicações que produz, tem por norma não contribuir para qualquer tipo de discriminação? Metas até dez/2014: 24

25 B Comunicação responsável 10 Sua agência procura conhecer a fundo todas as empresas, produtos e serviços dos seus clientes e prospects e abre um diálogo franco com eles sobre possíveis mudanças para atingir a sustentabilidade, veicular informações corretas, claras e verdadeiras? Parcialmente Metas até dez/2014: 25

26 C Gestão com colaboradores 11 Sua agência treina sistematicamente seus colaboradores para a perfeita compreensão da ética e da sustentabilidade que devem ser observados no trabalho? Parcialmente Metas até dez/2014: 26

27 C Gestão com colaboradores 12 Sua agência participa da pesquisa Melhores Agências de Comunicação para Trabalhar, uma promoção da ABAP, realização do Instituto Great Place to Work? (http://www. greatplacetowork.com.br) A pesquisa identifica a percepção dos colaboradores em relação ao ambiente de trabalho, mensurando orgulho, camaradagem, trabalho em equipe, nível de confiança e liderança. Também analisa as práticas de gestão. A primeira avaliação é gratuita. Metas até dez/2014: 27

28 C Gestão com colaboradores 13 As recomendações do Great Place to Work são seguidas na sua agência?. Parcialmente Metas até dez/2014: 28

29 C Gestão com colaboradores 14 Sua agência remunera seus colaboradores no mesmo nível ou acima das médias do seu mercado? Paga férias e 13º salário a todos? Parcialmente Metas até dez/2014: 29

30 C Gestão com colaboradores 15 Sua empresa tem uma política de bônus aos colaboradores sobre resultados conseguidos? Parcialmente Metas até dez/2014: 30

31 D Gestão com cadeia de valor 16 Agência, clientes e Prospects Sua agência segue as normas do CENP para o atendimento de contas públicas e privadas, inclusive concorrências? Parcialmente Metas até dez/2014: 31

32 D Gestão com cadeia de valor 17 Sua agência está disposta a apoiar definitivamente o sistema de melhores práticas para concorrências privadas proposta pela ABAP? Parcialmente Metas até dez/2014: 32

33 D Gestão com cadeia de valor 18 Sua agência sugere aos seus clientes e prospects iniciativas e inovações relativas à economia verde como forma de acelerar o processo de sustentabilidade? Observa, em suas comunicações a respeito, o Anexo U do CONAR? Parcialmente Metas até dez/2014: 33

34 D Gestão com cadeia de valor 19 Sua agência realiza, sistematicamente, programas de endomarketing visando às suas próprias práticas socioambientais? OBS: pode-se incluir neste item promoções com a comunidade onde a agência está inserida, desde que implementadas pelos seus próprios colaboradores. Parcialmente Metas até dez/2014: 34

35 D Gestão com cadeia de valor 20 Sua agência aceita com entusiasmo a criação de campanhas voluntárias sobre responsabilidade socioambiental? Parcialmente Metas até dez/2014 (estabelecer a periodicidade em que esses trabalhos poderão ser aceitos) 35

36 D Gestão com cadeia de valor 21 Fornecedores: Seus compromissos incluem a exigência de melhores práticas junto à sua cadeia de fornecedores quanto à responsabilidade socioambiental, inclusive proibição do trabalho infantil e escravo? Parcialmente Metas até dez/2014: 36

37 37

38 Obrigado pelo preenchimento. Você acabou de dar uma contribuição valiosa para a Propaganda Brasileira. 38

39 39

40 Rua Pedroso Alvarenga, Nº / 8º Andar São Paulo SP Cep Brasil Tel.: (55 11) Fax: (55 11) Site: 40

POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE

POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE 1) OBJETIVOS - Apresentar de forma transparente as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e a gestão; - Fomentar e apoiar internamente

Leia mais

Promover um ambiente de trabalho inclusivo que ofereça igualdade de oportunidades;

Promover um ambiente de trabalho inclusivo que ofereça igualdade de oportunidades; POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE OBJETIVO Esta Política tem como objetivos: - Apresentar as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e a gestão; - Fomentar e apoiar internamente as inovações

Leia mais

Responsabilidade Social Empresarial

Responsabilidade Social Empresarial Responsabilidade Social Empresarial Henry Ford: produto e preço - Gestão de Produto e Processo. Jerome McCarty e Philip Kotler: produto, preço, praça (ponto de venda) e promoção. - Gestão de Marketing.

Leia mais

Mas como você gera sua lista de e-mail? Listei abaixo algumas das formas de construir uma lista de email marketing eficaz;

Mas como você gera sua lista de e-mail? Listei abaixo algumas das formas de construir uma lista de email marketing eficaz; E-mail marketing, muitas vezes considerada uma forma de marketing pessoal, é uma das mais valiosas ferramentas de web marketing, uma das mais visadas e mais focada pelos marqueteiros. Vamos nos concentrar

Leia mais

Por que ouvir a sua voz é tão importante?

Por que ouvir a sua voz é tão importante? RESULTADOS Por que ouvir a sua voz é tão importante? Visão Tokio Marine Ser escolhida pelos Corretores e Assessorias como a melhor Seguradora pela transparência, simplicidade e excelência em oferecer soluções,

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS Versão 2.0 09/02/2015 Sumário 1 Objetivo... 3 1.1 Objetivos Específicos... 3 2 Conceitos... 4 3 Princípios... 5 4 Diretrizes... 5 4.1

Leia mais

e- SIC Manual do Cidadão

e- SIC Manual do Cidadão e- SIC Manual do Cidadão Sumário Introdução 3 O e-sic 4 Primeiro acesso 5 Cadastrando-se no e-sic 6 Acessando o e-sic 7 Funções do e-sic 8 Envio de avisos por e-mail pelo e-sic 9 Como fazer um pedido de

Leia mais

Venda com Tráfego Gratuito

Venda com Tráfego Gratuito Venda com Tráfego Gratuito Depois de vários anos no marketing digital, acabei por aprender como fazer divulgação online de forma gratuita. Estou falando de algo totalmente novo, diferente de tudo o que

Leia mais

O Ambiente Empresarial e a Sustentabilidade

O Ambiente Empresarial e a Sustentabilidade O Ambiente Empresarial e a Sustentabilidade Instrumentos de Gestão Empresarial: Buscando se inserir os princípios relacionados à sustentabilidade no âmbito e na realidade empresarial, diversos instrumentos

Leia mais

GESTÃO DE PESSOAS E PRODUTIVIDADE

GESTÃO DE PESSOAS E PRODUTIVIDADE GESTÃO DE PESSOAS E PRODUTIVIDADE 2 Download da Apresentação www.gptw.com.br publicações e eventos palestras Great Place to Work - Missão 3 Construindo um Excelente Ambiente de Trabalho 4 1 2 3 4 O que

Leia mais

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE 1. OBJETIVO E ABRANGÊNCIA Esta Política tem como objetivos: Apresentar de forma transparente os princípios e as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e direcionam

Leia mais

Plano de Marketing e Vendas e a Análise Estratégica do Negócio Fabiano Marques

Plano de Marketing e Vendas e a Análise Estratégica do Negócio Fabiano Marques Plano de Marketing e Vendas e a Análise Estratégica do Negócio Fabiano Marques Nada é mais perigoso do que uma idéia, quando ela é a única que temos. (Alain Emile Chartier) Neste módulo, faremos, a partir

Leia mais

estão de Pessoas e Inovação

estão de Pessoas e Inovação estão de Pessoas e Inovação Luiz Ildebrando Pierry Secretário Executivo Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade Prosperidade e Qualidade de vida são nossos principais objetivos Qualidade de Vida (dicas)

Leia mais

Situação Financeira Saúde Física

Situação Financeira Saúde Física Um dia um amigo me fez uma séria de perguntas, que me fez refletir muito, e a partir daquele dia minha vida vem melhorando a cada dia, mês e ano. Acreditando que todos temos um poder interno de vitória,

Leia mais

Introdução da Responsabilidade Social na Empresa

Introdução da Responsabilidade Social na Empresa Introdução da Responsabilidade Social na Empresa Vitor Seravalli Diretoria Responsabilidade Social do CIESP Sorocaba 26 de Maio de 2009 Responsabilidade Social Empresarial (RSE) é uma forma de conduzir

Leia mais

3 - Tela Principal. Itens importantes da página

3 - Tela Principal. Itens importantes da página SUMÁRIO 1 1 - Conceitos Gerais O CRQ é um sistema de controle de qualidade utilizado na etapa de recrutamento de estudos de natureza qualitativa. Ele é um banco de dados que tem como principal objetivo

Leia mais

Manual de instruções para o desenvolvimento do Caderno de Evidências Book

Manual de instruções para o desenvolvimento do Caderno de Evidências Book Manual de instruções para o desenvolvimento do Caderno de Evidências Book O Caderno de Evidências (Book) acompanhará o questionário da empresa na pesquisa. É importante lembrar que o envio desse material,

Leia mais

Valores Pessoas; Trabalho em Equipe; Conduta Ética; Orientação ao Cliente; Orientação a Resultados; Inovação; e Comunidade e Meio Ambiente.

Valores Pessoas; Trabalho em Equipe; Conduta Ética; Orientação ao Cliente; Orientação a Resultados; Inovação; e Comunidade e Meio Ambiente. CÓDIGO DE ÉTICA EMPRESARIAL 1 INTRODUÇÃO O Código de Ética Empresarial da COELCE, apresenta os princípios direcionadores das políticas adotadas pela empresa e que norteiam as ações e relações com suas

Leia mais

Compromissos de Sustentabilidade. Coelce

Compromissos de Sustentabilidade. Coelce Compromissos de Sustentabilidade Coelce ÍNDICE 5 5 5 6 6 6 7 8 8 9 INTRODUÇÃO 1. DIRECIONADORES DAS RELAÇÕES E AÇÕES 1.1 Valores 1.2 Política de Sustentabilidade 2. COMPROMISSOS INSTITUCIONAIS 2.1 Pacto

Leia mais

Questionário para Instituidoras

Questionário para Instituidoras Parte 1 - Identificação da Instituidora Base: Quando não houver orientação em contrário, a data-base é 31 de Dezembro, 2007. Dados Gerais Nome da instituidora: CNPJ: Endereço da sede: Cidade: Estado: Site:

Leia mais

FAQ REGISTRO DE INTERAÇÕES

FAQ REGISTRO DE INTERAÇÕES Sumário 1. O que são interações?... 3 2. Posso registrar uma interação com um parceiro?... 3 3. Posso registrar interações para empresas?... 3 4. Quando converso informalmente com um cliente, parceiro

Leia mais

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Setembro de 2010 Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras DECLARAÇÃO Nós, das empresas Eletrobras, comprometemo-nos a contribuir efetivamente

Leia mais

Diversas pessoas com o objetivo de ir em frente e inovar. Esse é o valor do i9.

Diversas pessoas com o objetivo de ir em frente e inovar. Esse é o valor do i9. Diversas pessoas com o objetivo de ir em frente e inovar. Esse é o valor do i9. Fazer a diferença é ser empreendedor de suas próprias ideias O conceito do i9 Quando pessoas de diversos lugares se conectam

Leia mais

Manual para Transportadoras

Manual para Transportadoras Índice 1 Objetivo... 3 2 O Projeto e-suprir... 3 3 Introdução... 3 4 Informações Básicas... 4 4.1 Painel de Controle Compras... 4 5 Acessando o Pedido... 5 6 Digitando o Espelho de Nota Fiscal... 7 6.1

Leia mais

Ensino Vocacional, Técnico e Tecnológico no Reino Unido

Ensino Vocacional, Técnico e Tecnológico no Reino Unido Ensino Vocacional, Técnico e Tecnológico no Reino Unido Apoiar a empregabilidade pela melhora da qualidade do ensino profissionalizante UK Skills Seminar Series 2014 15 British Council UK Skills Seminar

Leia mais

Roteiro para apresentação do Plano de Negócio. Preparamos este roteiro para ajudá-lo(a) a preparar seu Plano de Negócio.

Roteiro para apresentação do Plano de Negócio. Preparamos este roteiro para ajudá-lo(a) a preparar seu Plano de Negócio. Roteiro para apresentação do Plano de Negócio Preparamos este roteiro para ajudá-lo(a) a preparar seu Plano de Negócio. Abaixo encontra-se a estrutura recomendada no Empreenda! O Plano de Negócio deverá

Leia mais

1. DIRECIONADORES DAS RELAÇÕES E AÇÕES

1. DIRECIONADORES DAS RELAÇÕES E AÇÕES 1 A Endesa Brasil é uma das principais multinacionais privadas do setor elétrico no País com ativos nas áreas de distribuição, geração, transmissão e comercialização de energia elétrica. A companhia está

Leia mais

FAQ CADASTRO DE PESSOAS

FAQ CADASTRO DE PESSOAS Sumário 1. O que é o cadastro de Clientes ou de Pessoas?... 4 2. Quando devo escolher entre o Cadastro Simplificado? E quando devo escolher o Completo?... 4 3. Devo cadastrar antes a Pessoa Física ou a

Leia mais

Empreenda! 8ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios. Preparamos este roteiro para ajudá-lo(a) a desenvolver o seu Plano de Negócios.

Empreenda! 8ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios. Preparamos este roteiro para ajudá-lo(a) a desenvolver o seu Plano de Negócios. Empreenda! 8ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios Caro (a) aluno (a), Preparamos este roteiro para ajudá-lo(a) a desenvolver o seu Plano de Negócios. O Plano de Negócios deverá ter no máximo 20

Leia mais

Estrutura de Relacionamento:

Estrutura de Relacionamento: 1 Índice Por que ter Guia de Relacionamento e Suporte?... 3 Qual a Estrutura de Relacionamento com o Cliente?... 3 Agente de Atendimento (CAT):... 3 Gerente de Contas (GC):... 3 Gerente de Serviço (GS):...

Leia mais

Importância da normalização para as Micro e Pequenas Empresas 1. Normas só são importantes para as grandes empresas...

Importância da normalização para as Micro e Pequenas Empresas 1. Normas só são importantes para as grandes empresas... APRESENTAÇÃO O incremento da competitividade é um fator decisivo para a maior inserção das Micro e Pequenas Empresas (MPE), em mercados externos cada vez mais globalizados. Internamente, as MPE estão inseridas

Leia mais

SAC: Fale com quem resolve

SAC: Fale com quem resolve SAC: Fale com quem resolve A Febraban e a sociedade DECRETO 6523/08: UM NOVO CENÁRIO PARA OS SACs NOS BANCOS O setor bancário está cada vez mais consciente de seu papel na sociedade e deseja assumi-lo

Leia mais

INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS. Sistema on-line

INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS. Sistema on-line Sistema on-line O Instituto Ethos Organização sem fins lucrativos fundada em 1998 por um grupo de empresários, que tem a missão de mobilizar, sensibilizar e ajudar as empresas a gerir seus negócios de

Leia mais

remuneração para ADVOGADOS advocobrasil Uma forma mais simples e estruturada na hora de remunerar Advogados porque a mudança é essencial

remuneração para ADVOGADOS advocobrasil Uma forma mais simples e estruturada na hora de remunerar Advogados porque a mudança é essencial remuneração para ADVOGADOS Uma forma mais simples e estruturada na hora de remunerar Advogados advocobrasil Não ter uma política de remuneração é péssimo, ter uma "mais ou menos" é pior ainda. Uma das

Leia mais

Manual Cadastro Completo

Manual Cadastro Completo Manual Cadastro Completo Índice 1. Objetivo... 3 2. O Projeto e-suprir... 3 3. Fluxo do Processo de Cadastro... 3 4. Cadastro Simples... 4 5. Recebendo Usuário e Senha... 7 6. Cadastro Completo... 7 7.

Leia mais

INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS. Sistema on-line

INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS. Sistema on-line Sistema on-line O Instituto Ethos Organização sem fins lucrativos fundada em 1998 por um grupo de empresários, que tem a missão de mobilizar, sensibilizar e ajudar as empresas a gerir seus negócios de

Leia mais

PROGRAMA DE PATROCÍNIO DA COSERN

PROGRAMA DE PATROCÍNIO DA COSERN PROGRAMA DE PATROCÍNIO DA COSERN Resumo das diretrizes e critérios da COSERN/ Grupo Neoenergia para patrocínios a projetos socioculturais e ambientais. Guia Básico do Proponente 1 Índice Introdução 2 1.

Leia mais

A compra de TI e as redes sociais

A compra de TI e as redes sociais Solicitada por A compra de TI e as redes sociais Como as redes sociais transformaram o processo de compras B2B e as melhores práticas para adaptar as suas estratégias de marketing à nova realidade BRASIL

Leia mais

OBJETIVO VISÃO GERAL SUAS ANOTAÇÕES

OBJETIVO VISÃO GERAL SUAS ANOTAÇÕES OBJETIVO Combinar peças de mala direta criativas, concisas e sistemáticas com telefonemas, como um meio de formular uma estratégia de exploração e qualificação de prospects (clientes potenciais) mais eficaz

Leia mais

CORRELAÇÃO COM OUTRAS INICIATIVAS

CORRELAÇÃO COM OUTRAS INICIATIVAS CORRELAÇÃO COM OUTRAS INICIATIVAS do conteúdo dos Indicadores Ethos com outras iniciativas Com a evolução do movimento de responsabilidade social e sustentabilidade, muitas foram as iniciativas desenvolvidas

Leia mais

ABNT NBR 16001:2004 Os Desafios e Oportunidades da Inovação

ABNT NBR 16001:2004 Os Desafios e Oportunidades da Inovação ABNT NBR 16001:2004 Os Desafios e Oportunidades da Inovação A Dinâmica da Terra é uma empresa onde o maior patrimônio é representado pelo seu capital intelectual. Campo de atuação: Elaboração de estudos,

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL

RESPONSABILIDADE SOCIAL RESPONSABILIDADE SOCIAL Universidade de Brasília Faculdade de Ciência da Informação Profa. Lillian Alvares TODO COMPORTAMENTO TEM SUAS RAZÕES. A ÉTICA É SIMPLESMENTE A RAZÃO MAIOR DAVID HUME DEFINIÇÕES

Leia mais

Programa Latino-americano de Advocacy em Saúde Liderança para Terceiro Setor

Programa Latino-americano de Advocacy em Saúde Liderança para Terceiro Setor Programa Latino-americano de Advocacy em Saúde Liderança para Terceiro Setor Setembro/2010 Uma organização vista em duas dimensões Vista em sua dimensão interna: Uma organização é um conjunto de pessoas

Leia mais

Registro e Acompanhamento de Chamados

Registro e Acompanhamento de Chamados Registro e Acompanhamento de Chamados Contatos da Central de Serviços de TI do TJPE Por telefone: (81) 2123-9500 Pela intranet: no link Central de Serviços de TI Web (www.tjpe.jus.br/intranet) APRESENTAÇÃO

Leia mais

O QUE É? Um programa que visa melhorar a Gestão dos CFCs Gaúchos, tendo como base os Critérios de Excelência da FNQ (Fundação Nacional da Qualidade).

O QUE É? Um programa que visa melhorar a Gestão dos CFCs Gaúchos, tendo como base os Critérios de Excelência da FNQ (Fundação Nacional da Qualidade). O QUE É? Um programa que visa melhorar a Gestão dos CFCs Gaúchos, tendo como base os Critérios de Excelência da FNQ (Fundação Nacional da Qualidade). Coordenação Sindicato dos Centros de Formação de Condutores

Leia mais

Questionários MT-611-00004 Última Atualização 25/04/2012

Questionários MT-611-00004 Última Atualização 25/04/2012 Questionários MT-611-00004 Última Atualização 25/04/2012 I. Objetivos Após completar este módulo de capacitação você será capaz de: 1. Entender os conceitos envolvidos no processo de avaliação realizado

Leia mais

http://divulgafacil.terra.com.br/novahospedagem_4/configuracoes.html

http://divulgafacil.terra.com.br/novahospedagem_4/configuracoes.html Page 1 of 9 Veja abaixo como proceder para alterar as configurações de hospedagem do seu site: Na nova plataforma de hospedagem, a estrutura de diretórios FTP vai mudar um pouco. Ou seja, em caso de atualização

Leia mais

Veículo: Site Catho Data: 18/09/2009

Veículo: Site Catho Data: 18/09/2009 Veículo: Site Catho Data: 18/09/2009 Seção: Estilo&Gestão RH Pág.: www.catho.com.br Assunto: Entrevista Marly Vidal Marly Macedo ajuda a Sabin a ser uma das melhores empresas para trabalhar Tatiana Aude

Leia mais

Índice APRESENTAÇÃO... 1 CADASTRO DOS CONTADORES... 3 REGISTRAR COMO SAGE ID... 5 CRIAR CONVITE PARA O CLIENTE... 8

Índice APRESENTAÇÃO... 1 CADASTRO DOS CONTADORES... 3 REGISTRAR COMO SAGE ID... 5 CRIAR CONVITE PARA O CLIENTE... 8 Índice 1. 2. 3. 4. 5. 5.1. 5.2. 6. 6.1. 6.2. 7. APRESENTAÇÃO... 1 CADASTRO DOS CONTADORES... 3 REGISTRAR COMO SAGE ID... 5 CRIAR CONVITE PARA O CLIENTE... 8 CONVITE ENVIADO PARA O CLIENTE... 10 Se o seu

Leia mais

Associação sem fins lucrativos, fundada em 1998, por um grupo de 11 empresários; 1475 associados: empresas de diferentes setores e portes.

Associação sem fins lucrativos, fundada em 1998, por um grupo de 11 empresários; 1475 associados: empresas de diferentes setores e portes. Instituto Ethos Associação sem fins lucrativos, fundada em 1998, por um grupo de 11 empresários; 1475 associados: empresas de diferentes setores e portes. MISSÃO: Mobilizar, sensibilizar e ajudar as empresas

Leia mais

18/06/2009. Quando cuidar do meio-ambiente é um bom negócio. Blog: www.tudibao.com.br E-mail: silvia@tudibao.com.br.

18/06/2009. Quando cuidar do meio-ambiente é um bom negócio. Blog: www.tudibao.com.br E-mail: silvia@tudibao.com.br. Marketing Ambiental Quando cuidar do meio-ambiente é um bom negócio. O que temos visto e ouvido falar das empresas ou associado a elas? Blog: www.tudibao.com.br E-mail: silvia@tudibao.com.br 2 3 Sílvia

Leia mais

DIRETRIZES DE FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/ NÓS PODEMOS

DIRETRIZES DE FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/ NÓS PODEMOS 1 DIRETRIZES DE FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/ NÓS PODEMOS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES E OBJETIVO DO MOVIMENTO 2 Artigo 1º O Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade/Nós

Leia mais

CONSTRUINDO UM EXCELENTE LUGAR PARA TRABALHAR LISTA GREAT PLACE TO WORK BRASIL - 2014

CONSTRUINDO UM EXCELENTE LUGAR PARA TRABALHAR LISTA GREAT PLACE TO WORK BRASIL - 2014 CONSTRUINDO UM EXCELENTE LUGAR PARA TRABALHAR LISTA GREAT PLACE TO WORK BRASIL - 2014 MISSÃO: CONSTRUIR UMA SOCIEDADE MELHOR, AJUDANDO EMPRESAS A TRANSFORMAR SEU AMBIENTE DE TRABALHO PRESENÇA GLOBAL 53

Leia mais

TUTORIAL ESPORTE NA ESCOLA

TUTORIAL ESPORTE NA ESCOLA Ministério do Esporte Secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social TUTORIAL ESPORTE NA ESCOLA ORIENTAÇÕES DE CADASTRO: Coordenadores Estaduais/Municipais Facilitadores Diretores Escolas

Leia mais

Política de Sustentabilidade

Política de Sustentabilidade Política de Sustentabilidade Sul Mineira 1 Índice Política de Sustentabilidade Unimed Sul Mineira Mas o que é Responsabilidade Social? Premissas Básicas Objetivos da Unimed Sul Mineira Para a Saúde Ambiental

Leia mais

PPG - Programa de Profissionalização da Gestão. Pequenas e Médias Empresas

PPG - Programa de Profissionalização da Gestão. Pequenas e Médias Empresas PPG - Programa de Profissionalização da Gestão Pequenas e Médias Empresas 2010 Comunidade de interesse em Gestão Empresarial + Convidados Discutir novas idéias e estimular o uso de conceitos e práticas

Leia mais

Antes de tudo... Obrigado!

Antes de tudo... Obrigado! Antes de tudo... Obrigado! Eu, Luiz Felipe S. Cristofari, agradeço por ter baixado esse PDF. Criei esse material para ajudar você a ter mais sucesso com suas ideias na internet e fico muito feliz quando

Leia mais

Câmara Municipal de Barueri. Conheça a Norma SA8000. Você faz parte!

Câmara Municipal de Barueri. Conheça a Norma SA8000. Você faz parte! Câmara Municipal de Barueri Conheça a Norma SA8000 Você faz parte! O que é a Norma SA 8000? A SA 8000 é uma norma internacional que visa aprimorar as condições do ambiente de trabalho e das relações da

Leia mais

Resposta de pergunta para funcionários

Resposta de pergunta para funcionários Resposta de pergunta para funcionários Sobre a EthicsPoint Geração de Denúncias - Geral Segurança e Confidencialidade da Geração de Denúncias Dicas e Melhores Práticas Sobre a EthicsPoint O que é a EthicsPoint?

Leia mais

Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro.

Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro. PLANO DE MARKETING Andréa Monticelli Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro. 1. CONCEITO Marketing é

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO Consulta Pública

MANUAL DO USUÁRIO Consulta Pública MANUAL DO USUÁRIO Consulta Pública Ferramenta de Consulta Pública do Sistema Único de Saúde Versão 2008 Manual do Usuário Consulta Pública Ferramenta de Consulta Pública do Sistema Único de Saúde 1 MINISTÉRIO

Leia mais

Empreenda! 9ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios. Preparamos este roteiro para ajudá-lo (a) a desenvolver o seu Plano de Negócios.

Empreenda! 9ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios. Preparamos este roteiro para ajudá-lo (a) a desenvolver o seu Plano de Negócios. Empreenda! 9ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios Caro (a) aluno (a), Preparamos este roteiro para ajudá-lo (a) a desenvolver o seu Plano de Negócios. O Plano de Negócios deverá ter no máximo

Leia mais

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR Cada um de nós, na vida profissional, divide com a Essilor a sua responsabilidade e a sua reputação. Portanto, devemos conhecer e respeitar os princípios que se aplicam a todos.

Leia mais

Relatório de Competências

Relatório de Competências ANÁLISE CALIPER DO POTENCIAL DE DESEMPENHO PROFISSIONAL Relatório de Competências LOGO CLIENTE CALIPER Avaliação de: Sr. Márcio Modelo Preparada por: Consultora Especializada Caliper e-mail: nome@caliper.com.br

Leia mais

Unidade de Projetos. Grupo Temático de Comunicação e Imagem. Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais.

Unidade de Projetos. Grupo Temático de Comunicação e Imagem. Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais. Unidade de Projetos de Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais Branding Agosto de 2009 Elaborado em: 3/8/2009 Elaborado por: Apex-Brasil Versão: 09 Pág: 1 / 8 LÍDER DO GRUPO

Leia mais

Manual do Usuário. Sistema Brasileiro de Classificação de Meios de Hospedagem Usuário Meio de Hospedagem

Manual do Usuário. Sistema Brasileiro de Classificação de Meios de Hospedagem Usuário Meio de Hospedagem Manual do Usuário Sistema Brasileiro de Classificação de Meios de Hospedagem Usuário Meio de Hospedagem Julho de 2011 1 Sumário 1. Introdução... 3 2. Siglas... 3 3. Descrição do Sistema... 3 4. Como utilizar

Leia mais

A CARTA DE BANGKOK PARA A PROMOÇÃO DA SAÚDE EM UM MUNDO GLOBALIZADO

A CARTA DE BANGKOK PARA A PROMOÇÃO DA SAÚDE EM UM MUNDO GLOBALIZADO A CARTA DE BANGKOK PARA A PROMOÇÃO DA SAÚDE EM UM MUNDO GLOBALIZADO Introdução Escopo A Carta de Bangkok identifica ações, compromissos e promessas necessários para abordar os determinantes da saúde em

Leia mais

Como saber se sua empresa é. Sustentável Guia Definitivo para Diagnóstico

Como saber se sua empresa é. Sustentável Guia Definitivo para Diagnóstico Como saber se sua empresa é Sustentável Guia Definitivo para Diagnóstico Sumário 02 Introdução Presença na estratégia Práticas Pré produção Práticas Produção Práticas Gestão Como verificar 03 04 06 07

Leia mais

Política de Comunicação Integrada

Política de Comunicação Integrada Política de Comunicação Integrada agosto 2009 Política de Comunicação Integrada Política de Comunicação Integrada 5 1. Objetivos Promover a comunicação integrada entre as empresas Eletrobras e dessas

Leia mais

CRM estratégico criamos uma série de 05 artigos 100

CRM estratégico criamos uma série de 05 artigos 100 Sabemos que muitas empresas enfrentam sérios problemas na administração de suas carteiras e no relacionamento com seus clientes e que apesar de conhecerem os problemas e até saberem que uma iniciativa

Leia mais

COMO FAZER A TRANSIÇÃO

COMO FAZER A TRANSIÇÃO ISO 9001:2015 COMO FAZER A TRANSIÇÃO Um guia para empresas certificadas Antes de começar A ISO 9001 mudou! A versão brasileira da norma foi publicada no dia 30/09/2015 e a partir desse dia, as empresas

Leia mais

Introdução: Código de Conduta Corporativa

Introdução: Código de Conduta Corporativa Transporte Excelsior Ltda Código de Conduta Corporativa Introdução: A Transporte Excelsior através desse Código Corporativo de Conduta busca alinhar e apoiar o cumprimento de nossa Missão, Visão e Valores,

Leia mais

Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report

Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report Avaliação de: Sr. Antônio Modelo Preparada por: Consultor Caliper exemplo@caliper.com.br Data: Página 1 Perfil Caliper de Especialistas The Inner

Leia mais

A RESPONSABILIDADE SOCIAL INTEGRADA ÀS PRÁTICAS DA GESTÃO

A RESPONSABILIDADE SOCIAL INTEGRADA ÀS PRÁTICAS DA GESTÃO A RESPONSABILIDADE SOCIAL INTEGRADA ÀS PRÁTICAS DA GESTÃO O que isto tem a ver com o modelo de gestão da minha Instituição de Ensino? PROF. LÍVIO GIOSA Sócio-Diretor da G, LM Assessoria Empresarial Coordenador

Leia mais

Caro (a) Aluno (a), Sumário

Caro (a) Aluno (a), Sumário 1.Tutorial do Ambiente Virtual EAD Caro (a) Aluno (a), Este tutorial tem o intuito de apresentar as orientações necessárias ao acesso deste Portal. O objetivo é prevenir possíveis dificuldades no uso do

Leia mais

INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS

INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS Os Indicadores Ethos são uma ferramenta de gestão, de uso gratuito, que visa apoiar

Leia mais

Manual de configuração do sistema

Manual de configuração do sistema Manual de configuração do sistema (v.1.5.x Beta) Rua México, 119 Sala 2004 Centro Rio de Janeiro, RJ www.doctors-solution.com.br www.simdoctor.com.br contato@simdoctor.com.br Sumário 1. Fazendo seu primeiro

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL DAS EMPRESAS ELETROBRAS. Política de Responsabilidade Social das Empresas Eletrobras

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL DAS EMPRESAS ELETROBRAS. Política de Responsabilidade Social das Empresas Eletrobras Política de Responsabilidade Social das Empresas Eletrobras Versão 1.0 18/08/2014 1 Sumário 1. Objetivo... 3 2. Conceitos... 3 3. Diretrizes... 3 3.1. Diretrizes Gerais... 3 3.2. Diretrizes Específicas...

Leia mais

POLÍTICA DE VOLUNTARIADO DA CEMIG SAÚDE

POLÍTICA DE VOLUNTARIADO DA CEMIG SAÚDE POLÍTICA DE VOLUNTARIADO DA CEMIG SAÚDE Av. Barbacena, 472 8º andar Barro Preto CEP: 30190-130 Belo Horizonte/MG Tel.: 3253.4917 E-mail: renata.gontijo@cemigsaude.org.br Portal Corporativo: www.cemigsaude.org.br

Leia mais

Pesquisa Nacional sobre Programas Municipais de Transferência de Renda Outubro 2011 Brasília - DF

Pesquisa Nacional sobre Programas Municipais de Transferência de Renda Outubro 2011 Brasília - DF Guia de Navegação Simplificado Pesquisa Nacional sobre Programas Municipais de Transferência de Renda Outubro 2011 Brasília - DF APRESENTAÇÃO Caro participante, Bem-vindo ao Guia de Navegação Simplificado.

Leia mais

Tutorial para cadastro de serviço

Tutorial para cadastro de serviço Tutorial para cadastro de serviço Sumário Introdução...1 Acessar o sistema de edição...2 Criar um serviço...2 Editar serviço já existente...4 Enviar rascunho para revisão...4 Sugerir melhoria...5 Moderar...5

Leia mais

UNIMED-BH MANUAL DE AGENDAMENTO ON-LINE. acesse www.unimedbh.com.br/cooperados

UNIMED-BH MANUAL DE AGENDAMENTO ON-LINE. acesse www.unimedbh.com.br/cooperados UNIMED-BH MANUAL DE AGENDAMENTO ON-LINE acesse www.unimedbh.com.br/cooperados ÍNDICE Preparando para usar o sistema Como acessar o sistema 4 Inclusão de foto e currículo do médico cooperado (opcional)

Leia mais

Responsabilidade Social Corporativa

Responsabilidade Social Corporativa Responsabilidade Social Corporativa João Paulo Vergueiro jpverg@hotmail.com Stakeholders GOVERNOS ORGANISMOS INTERNACIONAIS FORNECEDORES CONCORRENTES INDÚSTRIA DA COMUNICAÇÃO ACIONISTAS PROPRIETÁRIOS EMPRESA

Leia mais

Categoria Franqueador Sênior

Categoria Franqueador Sênior PRÊMIO ABF- AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Categoria Franqueador Sênior Dados da empresa Razão Social Cebrac - Consultoria e Franquia Ltda. Nome fantasia CEBRAC Data de fundação

Leia mais

Café com Responsabilidade. Sustentabilidade: a competência empresarial do futuro. Vitor Seravalli

Café com Responsabilidade. Sustentabilidade: a competência empresarial do futuro. Vitor Seravalli Café com Responsabilidade Sustentabilidade: a competência empresarial do futuro Vitor Seravalli Manaus, 11 de Abril de 2012 Desafios que o Mundo Enfrenta Hoje Crescimento Populacional Desafios que o Mundo

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL REDE GAZETA

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL REDE GAZETA POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL REDE GAZETA Vitória, ES Janeiro 2010. 1ª Revisão Janeiro 2011. 2ª Revisão Janeiro 2012. POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL DA REDE GAZETA IDENTIDADE CORPORATIVA Missão

Leia mais

Manual de utilização

Manual de utilização Manual de utilização 1 Índice Calendário... 3 Usuários... 4 Contato... 5 Alterar... 5 Excluir... 5 Incluir... 5 Feriados... 9 Nacionais... 9 Regionais... 9 Manutenção... 9 Obrigações... 9 Obrigações Legais...

Leia mais

e-ouv Passo-a-passo Sistema de Ouvidorias do Poder Executivo Federal Junho, 2015 Controladoria-Geral da União

e-ouv Passo-a-passo Sistema de Ouvidorias do Poder Executivo Federal Junho, 2015 Controladoria-Geral da União e-ouv Passo-a-passo Sistema de Ouvidorias do Poder Executivo Federal Junho, 2015 Sumário 1. Acesso ao sistema... 3 2. Funcionalidades do sistema... 5 3. Como tratar manifestações... 14 3.1 Detalhar...

Leia mais

Roteiro de orientações para uso do Contas Online

Roteiro de orientações para uso do Contas Online FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO FNDE Roteiro para registro de Prestação de Contas PNAE/2013 no SiGPC Contas Online Atualização: Agosto de 2013 Roteiro de orientações para uso do Contas Online

Leia mais

Cetac - Centro de Ensino e Treinamento em Anatomia e Cirurgia Veterinária Manual Técnico do Sistema Administrativo do site Cetacvet.com.

Cetac - Centro de Ensino e Treinamento em Anatomia e Cirurgia Veterinária Manual Técnico do Sistema Administrativo do site Cetacvet.com. Manual Técnico do Sistema Administrativo do site Cetacvet.com.br SÃO PAULO - SP SUMÁRIO Introdução... 3 Autenticação no sistema administrativo... 4 Apresentação do sistema administrativo... 5 Gerenciamento

Leia mais

Solução inovadora de premiação online e gerenciamento de campanhas

Solução inovadora de premiação online e gerenciamento de campanhas Solução inovadora de premiação online e gerenciamento de campanhas Campanha de Incentivos O que é uma campanha de incentivos? É uma ação planejada e orientada para motivar equipes de vendas, distribuidores,

Leia mais

Manual de Práticas Comerciais

Manual de Práticas Comerciais Manual de Práticas Comerciais MANUAL DE PRÁTICAS COMERCIAIS SUMÁRIO APRESENTAÇÃO 1. COMPROMISSO COM A QUALIDADE DE VEICULAÇÃO 1.1 ENTREGA DO PEDIDO DE INSERÇÃO (P.I.) 1.2 VENCIMENTO DE FATURAS 1.3 ALTERAÇÃO

Leia mais

AA1000: Estrutura de gestão da responsabilidade corporativa. Informações gerais

AA1000: Estrutura de gestão da responsabilidade corporativa. Informações gerais AA1000: Estrutura de gestão da responsabilidade corporativa Informações gerais Produzido por BSD Brasil. Pode ser reproduzido desde que citada a fonte. Introdução Lançada em novembro de 1999, em versão

Leia mais

Relatório de Resultado Pesquisa de Clima Organizacional

Relatório de Resultado Pesquisa de Clima Organizacional CONSIDERAÇÕES INICIAIS Este relatório apresenta os resultados da de 2013 em contraste com os dados levantados em 2012. ASSUNTOS ABORDADOS Motivação Identifica os setores dos colaboradores que responderam

Leia mais

REGULAMENTO DESAFIO CRIATIVOS DA ESCOLA

REGULAMENTO DESAFIO CRIATIVOS DA ESCOLA REGULAMENTO DESAFIO CRIATIVOS DA ESCOLA O Desafio Criativos da Escola é um concurso promovido pelo Instituto Alana com sede na Rua Fradique Coutinho, 50, 11 o. andar, Bairro Pinheiros São Paulo/SP, CEP

Leia mais

Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política

Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política No Brasil, há poucas experiências conhecidas de uso de ferramentas de monitoramento de mídias sociais em campanhas políticas. Uma delas

Leia mais

Manual do. Usuário do Redeca. Para o coordenador da entidade

Manual do. Usuário do Redeca. Para o coordenador da entidade Manual do Usuário do Redeca Para o coordenador da entidade Carta para o coordenador da entidade O Redeca Sistema de Informação das Redes pelo ECA, foi desenvolvido ao longo de dois anos de trabalho colaborativo

Leia mais

QUANDO TODO MUNDO JOGA JUNTO, TODO MUNDO GANHA!

QUANDO TODO MUNDO JOGA JUNTO, TODO MUNDO GANHA! QUANDO TODO MUNDO JOGA JUNTO, TODO MUNDO GANHA! NOSSA VISÃO Um mundo mais justo, onde todas as crianças e todos os adolescentes brincam, praticam esportes e se divertem de forma segura e inclusiva. NOSSO

Leia mais