UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DA TERRA E DO MAR CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DA TERRA E DO MAR CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DA TERRA E DO MAR CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO FERRAMENTA OLAP PARA APOIO GERENCIAL NO MOODLE Área de Gestão de Conhecimento por Romero Piske Rafael de Santiago, MSc. Orientador Marco Antonio Pinheiro, MSc. Co-orientador Itajaí (SC), novembro de 2009

2 UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DA TERRA E DO MAR CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO FERRAMENTA OLAP PARA APOIO GERENCIAL NO MOODLE Área de Gestão de Conhecimento por Romero Piske Relatório apresentado à Banca Examinadora do Trabalho de Conclusão do Curso de Ciência da Computação para análise e aprovação. Orientador: Rafael de Santiago, MSc. Itajaí (SC), novembro de 2009

3 AGRADECIMENTOS Agradeço em primeiro lugar a Deus que durante toda essa caminhada iluminou o meu caminho e me deu força de vontade para nunca desistir. Aos meus pais, Valmir Piske e Silvana Aparecida Ferreira Piske, por toda a educação que tornaram a pessoa que sou e por toda confiança. Ao meu orientador Rafael de Santiago, pela orientação durante este ano de trabalho, com diversas contribuições e cobranças que tornaram possível a realização deste trabalho. A todas as pessoas, professores, avaliadores e amigos que de certa forma apoiaram e contribuíram para a realização deste projeto. ii

4 SUMÁRIO LISTA DE ABREVIATURAS...v LISTA DE FIGURAS...vi LISTA DE TABELAS...vii RESUMO...viii ABSTRACT...ix 1 INTRODUÇÃO PROBLEMATIZAÇÃO Formulação do Problema Solução Proposta OBJETIVOS Objetivo Geral Objetivos Específicos METODOLOGIA ESTRUTURA DO TRABALHO FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA LMS AULANET MOODLE TELEDUC GESTÃO DE CONHECIMENTO Ferramentas para Gestão de Conhecimento OLAP SOLUÇÕES SIMILARES SAC: Sistema de Apoio a Consultas no MOODLE-IESAM MIDAS-POETA FADA - Ferramenta de Apoio à Decisão Acadêmica Análise dos Sistemas Similares Desenvolvimento PROJETO OLAP MOODLE Análise de Requisitos Diagramas de Casos de Uso Diagramas de Atividades DICIONÁRIO DE DADOS EXEMPLOS DE VISÕES POSSÍVEIS IMPLEMENTAÇÃO DO OLAP MOODLE Construindo um novo bloco API do MOODLE iii

5 3.2.3 Criação do Bloco OLAP Diagrama Entidade Relacional APRESENTAÇÃO DA FERRAMENTA Campos Valores Exemplo de Criação de Visão Exemplo de Utilização de uma Visão VERIFICAÇÕES CONCLUSÕES...68 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS...70 iv

6 LISTA DE ABREVIATURAS BI CAU DOLAP DW ER ERP ETL FADA GIS GNU HOLAP LMS L2S MAD MOLAP MOODLE NIED OLAP PUC-Rio RF RN RNF ROLAP SAC SQL TCC UML UNICAMP UNIVALI WOLAP Business Intelegence Colégio de Aplicação da UNIVALI Desktop Online Analytical Processing Data Warehouse Entidade Relacional Enterprise Resource Planning Extraction Tranformation and Load Ferramenta de Apoio a Decisão Acadêmica Geographic Information System General Public License Hybrid Online Analytical Processing Learning Management System Laboratório de Soluções em Software Modelo Analítico de Dados Multidimensional Online Analytical processing Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment Núcleo de Informática Aplicada à Educação Online Analytical Processing Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Requisitos Funcionais Regras de Negócio Requisitos Não Funcionais Relational Online Processing Sistema de Apoio a Consultas Structured Query Language Trabalho de Conclusão de Curso Unified Modeling Language Universidade Estadual de Campinas Universidade do Vale do Itajaí Web Online Analytical Processing v

7 LISTA DE FIGURAS Figura 1. Componentes de um LMS...7 Figura 2. Interface do Professor no AulaNet...8 Figura 3. Ambiente de uma turma no MOODLE da UNIVALI...10 Figura 4. Ambiente de uma turma no Teleduc...12 Figura 5. Ciclo básico do conhecimento...14 Figura 6. Arquitetura de uma solução BI...16 Figura 7. Sistema completo Data Warehouse...19 Figura 8. Arquitetura ETL...22 Figura 9. Arquitetura geral OLAP...24 Figura 10. Consulta no Sistema...28 Figura 11. Resultado da consulta realizada...29 Figura 12. Tela inicial do sistema...30 Figura 13. Relatório de intervenções pessoais...31 Figura 14. Funcionamento completo da Ferramenta...34 Figura 15. Caso de uso interação Bloco OLAP...36 Figura 16. Diagrama de atividades Criar de Relatório...39 Figura 17. Diagrama de atividades Consulta de relatório...40 Figura 18. Alunos que mais acessam o MOODLE...43 Figura 19. Cursos que mais acessam o MOODLE...44 Figura 20. Bloco OLAP Figura 21. Diagrama de Classes...48 Figura 22. Diagrama ER da Visão Figura 23. Diagrama ER da Tabela Fato...53 Figura 24. Tela de criação de Campos Valores...57 Figura 25. Aba Informações...58 Figura 26. Aba Agrupamentos Figura 27. Aba Valores Figura 28. Aba Filtros Figura 29. Aba Ordenação Figura 30. Aba Usuários...63 Figura 31. Aba Finalizar...64 Figura 32. Visualização da Visão...64 Figura 33. Resultado da visão Figura 34. Navegando no resultado da visão Figura 35. Relatório de log MOODLE...67 Figura 36. Query de onde os dados são utilizados para alimentação da tabela fato (parte 1 de 4)...74 Figura 37. Query de onde os dados são utilizados para alimentação da tabela fato (parte 2 de 4)...75 Figura 38. Query de onde os dados são utilizados para alimentação da tabela fato (parte 3 de 4)...76 Figura 39. Query de onde os dados são utilizados para alimentação da tabela fato (parte 4 de 4)...77 vi

8 LISTA DE TABELAS Tabela 1. Comparativo Sistemas Similares...31 Tabela 2. Dicionário de Dados...42 Tabela 3. Funções da API MOODLE...46 Tabela 4. Atributos da classe Dimensao...48 Tabela 5. Operações da classe Dimensao...49 Tabela 6. Atributos da classe Campo...49 Tabela 7. Operações da classe Campo...49 Tabela 8. Atributos da classe Visao...50 Tabela 9. Operações da classe Visao...50 Tabela 10. Atributos da classe CampoValor...51 Tabela 11. Operações da classe CampoValor...51 Tabela 12. Relacionamentos Visão...52 Tabela 13. Entidade mdl_visao...54 Tabela 14. Entidade mdl_agrupamento_visao...54 Tabela 15. Entidade mdl_filtros...54 Tabela 16. Entidade mdl_valores...55 Tabela 17. Entidade mdl_ordenacao...55 Tabela 18. Entidade mdl_block_olapfato...56 Tabela 19. Entidade mdl_dicionario_dados...57 Tabela 20. Cenário de testes...66 vii

9 RESUMO PISKE, Romero. Ferramenta OLAP para Apoio Gerencial no MOODLE. Itajaí, f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência da Computação) Centro de Ciências Tecnológicas da Terra e do Mar, Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, O uso da tecnologia aliada à educação vem permitindo a aplicação de novas ferramentas no apoio ao ensino-aprendizagem. Aliada a esta perspectiva encontra-se o MOODLE, o LMS de código aberto mais utilizado no mundo. Por ser um LMS, o MOODLE registra todas as suas interações com os usuários em banco de dados. Como os relatórios existentes são de difícil compreensão, muitas destas informações ficam dispersas, ou estão acessíveis apenas por ferramentas com consultas pré-definidas dificultando a consulta em tempo real e a descoberta de informações novas e relevantes, sendo que na maioria dos casos estes relatórios ou ferramentas estão disponíveis somente aos administradores da ferramenta. Este problema motivou o desenvolvimento de um plugin OLAP para o LMS MOODLE suprindo a falta de relatórios gerencias e possibilitando a qualquer usuário a análise de forma dinâmica da grande massa de dados produzida pelo MOODLE. Neste trabalho de conclusão foi desenvolvida uma ferramenta de acesso via Web onde qualquer usuário de acordo com suas restrições pode, em tempo real, gerar relatórios dinâmicos sobre a massa de dados e obter as informações solicitadas. O diferencial deste trabalho para os já existentes é a possibilidade de qualquer usuário criar e analisar de forma dinâmica os relatórios gerados sobre a vasta massa de dados do LMS MOODLE e navegar sobre as dimensões destes relatórios. Palavras-chave: OLAP. LMS. MOODLE. viii

10 ABSTRACT The combination of technology and education has been allowing the use of new tools to support teaching and learning, combined with this approach there is the MOODLE, the open source LMS most used in the world. The MOODLE, like any LMS, register all their interactions with the user in the database, this information is scattered and the existing reports do not meet the needs of real decision-makers, besides being difficult to understand the extent managers are only LMS's own tools or pre-defined queries with the query difficult in real time and the discovery of new and relevant information. This problem has motivated the proposal of an OLAP plugin for MOODLE LMS that will provide a solution for the lack of management reports and allow any user to analyze the large body of data that produces MOODLE. This project will develop a tool to access Web where any user depending on their restrictions could, in real time, generate dynamic reports on the mass of data and obtain the requested information. The difference with this project for theirs similar is the possibility of any user to create and analyze in their own dynamic reports made about the vast mass of data from the MOODLE LMS. Keywords: OLAP. LMS. MOODLE. ix

11 1 INTRODUÇÃO O uso da tecnologia aliada à educação vem permitindo a aplicação de novas ferramentas no apoio ao ensino-aprendizagem. A popularização da Internet possibilitou novas opções de espaço e tempo que antes não existiam na prática pedagógica. Nesta perspectiva se encontram materiais digitais e softwares educacionais (SOARES, SÁ FILHO e MACHADO, 2003). É fundamental que o professor conheça as possibilidades do recurso tecnológico, a fim de utilizá-lo como instrumento para aprendizagem. No entanto, isso não significa que o professor deva tornar-se um especialista nas ferramentas, mas é necessário conhecer suas potencialidades e saber utilizá-las para aperfeiçoar a prática em sala de aula (MORESCHI, 2002). Devido ao avanço e as facilidades proporcionadas pelas tecnologias de informação, diversas instituições de ensino passaram a ofertar disciplinas e cursos de maneira virtual, algumas adotaram aporte tecnológico às disciplinas presenciais. Um dos softwares mais utilizados neste contexto é o LMS (Learning Management System). Segundo Irlbeck e Mowat (2007), LMS são sistemas que simplificam a administração do aprendizado, aceitando que os estudantes (usuários do sistema) possam planejar e monitorar sua jornada de aprendizado. Outra característica importante dos LMS é permitir que seja possível rastrear o aprendizado, isto pode auxiliar nas análises e tomadas de decisões de ensino de uma instituição. Um LMS auxilia a publicação de material didático e dispõe de ferramentas de interação entre professores e alunos, num único ambiente virtual, sem fronteiras geográficas ou culturais, tornando possível que qualquer pessoa tenha acesso a um ambiente personalizado (MORESCHI, 2002). São exemplos de LMS: TELEDUC, MOODLE, WebAula e AulaNET. O MOODLE (Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment), criado em 1999 pelo Australiano Martin Dougiamas, é o LMS gratuito muito utilizado no mundo e tem uma proposta diferenciada: fornecer suporte para aprendizagem através da perspectiva de colaboração online, baseando-se na pedagogia sócio construtivista. O MOODLE possui seu código aberto e possui comunidade ativa o que acarreta em constantes atualizações. Há aproximadamente instalações do LMS MOODLE distribuídas em 206 países. O número de usuários que utilizam este ambiente ultrapassa de 10 milhões (MOODLE, 2009). Algumas instituições de ensino que utilizam

12 o MOODLE: Instituto Brasileiro de Formação Tecnológica, Universidade Federal de Minas Gerais, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Universidade do Rio Grande do Sul, Pontifícia Universidade de Católica de São Paulo e Universidade do Vale do Itajaí. O MOODLE apresenta diversos recursos importantes, dentre eles: chat, fórum, mensagens, workshops, wiki. A possibilidade de instalação de outras ferramentas no formato de plugins que adicionam novas funcionalidades de apoio ao aprendizado. Uma outra importante característica do MOODLE é o registro das interações de todos os usuários (entre eles alunos e professores) no ambiente. Essas informações são constantemente gravadas no banco de dados, o que acarreta em uma massa de dados que pode ser utilizada para tomada de decisões. Aliada a essa perspectiva um dos maiores desafios que as grandes empresas enfrentam (entre elas as instituições de ensino) é o controle e o uso eficaz das informações armazenadas (MEIRA, 2004). Para que esse uso possa ocorrer de forma organizada pode ser utilizado um Data Warehouse, que possui a função de transformar dados esparsos em informações antes inacessíveis ou subaproveitadas, permitindo assim que sejam feitas consultas e análises mais eficazes (TAURION, 1997). Para que sejam possíveis as consultas e análises no Data Warehouse é possível fazer uso de ferramentas OLAP (Online Analytical Processing, do português Processamento Analítico Online) que irão extrair e alavancar totalmente as informações nele contidas (ANZANELLO, 2002). Ferramentas OLAP oferecerem recursos que permitem aos usuários a modelagem, análise e a construção de apresentações visuais de grandes conjuntos de dados, incluindo atividades de geração e resposta a consultas, análises estáticas tradicionais ou modernas, solicitação de relatórios, gráficos sob demanda e execução dos mesmos (TURBAN, et al., 2009). Desta forma, um Data Warehouse é utilizado para armazenar informações e o OLAP para recuperá-las, ambos são especializados para exercer suas funções de forma eficiente. As duas tecnologias são complementares de modo que um bom Data Warehouse é planejado com produção de relatórios em mente (ANZANELLO, 2002). Este trabalho de conclusão de curso tem como produto o desenvolvimento de um plugin para o ambiente MOODLE utilizado na UNIVALI. Seu intuito é permitir análises gerenciais aos professores, coordenadores e demais gestores através da técnica OLAP, utilizando o plugin no 2

13 próprio LMS. Com isso, gestores educacionais da UNIVALI serão beneficiados com criação de consultas personalizáveis. Como trabalhos similares à proposta podem ser citados: Trabalho de Castro, Gonçalves e Cazarini (2004): O uso do OLAP na estratégia de vendas em uma indústria de calçados alavancando a gestão de suprimentos, onde antes da implantação da ferramenta com os poucos relatórios que haviam na empresa a mesma focava suas vendas apenas em poucos clientes de grande porte. Com a utilização da tecnologia OLAP passou a existir a possibilidade da criação dinâmica de relatórios gerencias e tomar as decisões mais precisas baseadas nos mesmos. Trabalho de Meira (2004): a Proposta de aplicação da Ferramenta OLAP para Data Mart para apoiar a captação de doadores de Sangue em um Hemonucleo, onde o conceito OLAP foi utilizado para identificar informações estratégicas de maneira ágil, precisa e consistente, no intuito de auxiliar o processo de captação de doadores, buscando um maior índice de aptidão e possibilitando a manutenção dos estoques de hemocomponentes mediante a demanda. Neste documento são apresentadas a fundamentação teórica e a descrição do desenvolvimento do produto deste trabalho de conclusão de curso.. Até o momento da entrega deste trabalho, apenas testes de funcionalidades foram realizados com o usuário chave. Pretende-se até a defesa, efetuar estas verificações e descrevê-las para o volume final. 1.1 PROBLEMATIZAÇÃO Formulação do Problema Conforme a documentação do LMS MOODLE (MOODLE, 2009) o ambiente registra em banco de dados diversas interações do usuário com o sistema, fornecendo relatórios gerenciais para a análise, acompanhamento e rastreamento destas interações. Os relatórios existentes do MOODLE fornecem informações importantes para professores e gestores educionais, mas são insuficientes, permitindo poucas configurações, de modo que extrair dados torna-se uma tarefa custosa ao usuário. 3

14 1.1.2 Solução Proposta Este trabalho de conclusão de curso propõe o desenvolvimento de uma ferramenta OLAP integrada como plugin ao LMS MOODLE, possibilitando a qualquer usuário, de acordo com certas restrições, a extração de informações sobre a massa de dados analisada, a criação de visões personalizáveis e facilidade na extração de dados. A UNIVALI é uma das instituições que possui o LMS MOODLE, aplicado para cursos em Educação a Distância.Este projeto deverá beneficiar esta instituição, de modo a atender parte da demanda por relatórios gerenciais dos gestores responsáveis. 1.2 OBJETIVOS Objetivo Geral Desenvolver uma ferramenta OLAP para o LMS MOODLE da UNIVALI (SOPHIA) Objetivos Específicos Investigar e descrever OLAP e conceitos relacionados; Investigar e descrever LMS; Pesquisar e analisar soluções similares; Pesquisar os conceitos e tecnologias necessários à implementação do sistema; Realizar a modelagem conceitual do sistema; Implementar o sistema proposto; Testar e avaliar a implementação do sistema; e Documentar o desenvolvimento e os resultados do sistema. 1.3 Metodologia Serão necessárias cinco etapas para atingir os objetivos alçados neste trabalho de conclusão. São elas: (1) estudo, (2) modelagem, (3) desenvolvimento, (4) validação e (5) documentação. As etapas de estudo e de modelagem serão efetivadas no TCC I, sendo que as etapas de desenvolvimento, validação e documentação serão efetivadas no TCC II. O plano para a execução 4

15 das atividades contidas nessas etapas é apresentado a seguir, e assume uma dedicação média de 12 horas por semana. A primeira etapa é pertinente a fundamentação teórica, nela foram realizadas pesquisas em livros, periódicos, anais e sites de internet sobre os conceitos envolvidos no projeto e análise de soluções similares a proposta; A segunda etapa é pertinente ao desenvolvimento do produto deste TCC, após a analise de soluções similares definiu-se as regras de negócio que contemplaram o sistema e na forma de UML (Unified Modeling Language) foi feita sua a modelagem, baseado nesta modelagem iniciou-se a etapa de desenvolvimento. Na conclusão desta etapa, testes e uma entrevista foram realizados com o usuário chave da ferramenta. 1.4 Estrutura do trabalho Este trabalho está divido em quatro capítulos, estruturados da seguinte forma: Introdução: faz uma descrição geral do trabalho, identificando o problema e a sua solução, os objetivos gerais e específicos a se alcançar e a metodologia utilizada para o trabalho; Fundamentação Teórica: aborda conceitos sobre LMS, Gestão do Conhecimento, BI, OLAP, ETL e DataWarehouse. Finalizando a fundamentação teórica, são abordadas soluções similares, que são utilizados para traçar um comparativo as soluções existentes e a ferramenta proposta; Desenvolvimento: compreende na apresentação do sistema proposto, sua modelagem, especificações, desenvolvimento, testes e sua documentação. Neste capítulo também é apresentado o planejamento do TCC II, bem como a metodologia utilizada para seu desenvolvimento e o cronograma. Também é apresentada a análise de riscos do sistema proposto; e Conclusões: apresenta as principais contribuições do trabalho, bem como o fechamento deste documento. 5

16 2 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA Para levantar as informações necessárias ao desenvolvimento do projeto, uma pesquisa foi realizada em livros, periódicos, artigos, anais e sites de Internet focando os objetivos do projeto. A fundamentação teórica aborda os seguintes conceitos: Gestão de Conhecimento, LMS, OLAP, Data Warehouse, ETL e estudo de trabalhos similares. 2.1 LMS Segundo o IDC (2002), LMS (Learning Management System) é uma solução estratégica para planejamento, disponibilização e gerenciamento de todos os eventos dentro de uma instituição de ensino, incluindo cursos online, salas de aula virtuais e cursos conduzidos por instrutores. O LMS possibilita ofertar uma sala de aula virtual para o acompanhamento dos alunos e a realização de atividades de aprendizagem, rompendo os limites da sala de aula presencial, estabelecidos principalmente pela distância entre alunos e professores, favorecendo a formação de comunidades virtuais de aprendizagem. Para Harman e Koohang (2007), LMS são softwares que automatizam a execução e a gestão de aprendizagem, com acompanhamento dos resultados e a administração de eventos de formação, cujo seu principal objetivo é simplificar a gestão de aprendizagem, ajudando os alunos a planejar e monitorar seu progresso de aprendizagem. Na Figura 1, são apresentados os componentes de um sistema LMS. A seguir cada um deles será explicado: Aplicativos de Recursos Humanos: serve como repositório para a Gestão de Aluno, fornecendo suas informações cadastrais; Gestão de Aluno: acompanhamento do progresso e desempenho do aluno ao longo de todas as atividades de formação; Gestão de Aprendizagem: responsável por administrar, controlar e gerir a formação; Camada de Aprensentação: é a camada de interface com o usuário, nela é apresentada todo conteúdo e as funcionalidades do LMS ; e

17 Conteúdos dos Usuários: são os conteúdos estudados pelo usuário ao longo de sua formação. Aplicativos de Recursos Humanos Gestão de Alunos Gestão de Aprendizagem C a m a d a d e A p r e s e n t a ç ã o C o n t e ú d o d o s U s u á r i o s Figura 1. Componentes de um LMS Fonte: Adaptado de Harman e Koohang (2007). O estudo do conceito de LMS é importante para este trabalho de conclusão, pois permite a compreensão de como funcionam este tipo de sistemas. O produto deste trabalho (ferramenta OLAP) será aplicado a um LMS, o MOODLE. Existem diversos LMS, com característica distintas. A seguir serão apresentados os LMS: AulaNet, MOODLE e Teleduc AULANET AulaNet é um ambiente freeware baseado numa abordagem de aprendizado colaborativo, criado inicialmente com o objetivo de apoiar cursos à distância pela Web. Desenvolvido em 1997, pelo grupo da PUC-Rio, possui atualizações freqüentes realizadas pela EduWeb. Atualmente, o AulaNet está na versão 3.0, sendo disponibilizado nos idiomas português, inglês e 7

18 espanhol. Este LMS possui aproximadamente quatro mil cópias distribuídas por países como Portugal, Brasil, Moçambique, Panamá, Canadá, Alemanha e África do Sul (EDUWEB, 2009). O AulaNet disponibiliza as seguintes ferramentas: lista de discussão, conferências, debates, mensagens para os participantes, agenda, notícias do curso, mecanismos de avaliação, suporte para publicação de materiais de ensino digitais. Na Figura 2 é exibida a interface do professor no AulaNet, nela é possível observar as principais funcionalidades (agenda, bibliografia, exercícios, fóruns e materiais) disponibilizadas para ministrar uma aula no ambiente. Figura 2. Interface do Professor no AulaNet Fonte: LUCENA, et al.(1999). 8

19 O sistema foi desenvolvido em Java, possuindo suporte aos servidores Web: IIS (Internet Information Service), da Microsoft, e Apache, da Apache, tendo suporte nativo ao Banco de Dados (BD) Access, da Microsoft, com possibilidade de migração para qualquer outra plataforma de BD MOODLE O MOODLE (Modular Object Oriented Dynamic Learning Environment) é um LMS baseado em tecnologias para a Internet, distribuído livremente, com código-fonte aberto (licença GNU General Public License) desenvolvido pelo australiano Martin Dougiamas, em 1999 (MOODLE, 2009). Na Figura 3, o ambiente de uma turma do MOODLE utilizado na UNIVALI (chamado de Sophia) é exibido. As principais ferramentas do MOODLE podem ser divididas em duas partes: blocos ou atividades. As atividades (destacadas no espaço central da figura) estão relacionadas diretamente com o conteúdo abordado nas aulas. Estas são geralmente disponibilizadas na forma de materiais digitais de ensino ou recursos de interação com o professor ou colega. Os blocos (visualizados próximo a margem esquerda da figura, como por exemplo: administração e mensagens), são ferramentas que apóiam a interação do usuário com o ambiente. 9

20 ATIVIDADES Figura 3. Ambiente de uma turma no MOODLE da UNIVALI Fonte: UNIVALI (2009a). Como qualquer outro LMS, o MOODLE dispõe de um conjunto de ferramentas que podem ser selecionadas pelo professor de acordo com seus objetivos pedagógicos. O MOODLE permite que estes mecanismos sejam oferecidos ao aluno de forma flexível, ou seja, o professor, além de ter liberdade para definir a disposição dos recursos e atividades na interface. Conforme documentação do site oficial do MOODLE (MOODLE, 2009), dentre estas ferramentas destacam-se : Link para Arquivo ou Site: é possível compartilhar links para sites e também disponibilizar qualquer tipo de arquivo no MOODLE, podendo o mesmo ser utilizado como um repositório de arquivos ou sites, centralizando todo o conteúdo de aula em um único local; Fóruns: são listas de discussão que podem contribuir significativamente para o êxito da comunicação e construção de uma comunidade em um ambiente; Blogs: no MOODLE cada usuário tem seu próprio Website(blog). Por padrão, todos os usuários tem permissão para visualizar os demais blogs. O acesso ao blog pode ser 10

21 limitado de modo que os usuários só poderão acessar blogs compartilhados de um curso ou compartilhados em grupo. Chats: permite aos participantes ter uma discussão em tempo real através da Web. Esta é uma maneira útil para obter um entendimento diferente do tema a ser discutido; Questionários: permite ao professor criar e configurar testes que consiste em perguntas, de múltipla escolha, verdadeiro ou falso, e perguntas objetivas. Sendo essas perguntas armazenadas no banco de perguntas da disciplina podendo ser re-utilizadas dentro dos demais cursos. Os questionários podem permitir várias tentativas. Cada tentativa é avaliada automaticamente e o professor pode escolher se quer dar feedback e/ou mostrar as respostas corretas para o aluno; e Wiki: é uma coleção de documentos colaborados através da Web. Basicamente, um wiki é uma página criada por vários os alunos. Sem precisar saber HTML, um aluno começa com uma página inicial, cada aluno pode acrescentar outras páginas a esta, simplesmente criando um link para uma outra página. O Wiki pode ser considerado uma poderosa ferramenta de trabalho colaborativo. Além de disponibilizar diversas ferramentas o MOODLE também faz o controle de usuários por perfil, ou seja, para ter acesso ao ambiente MOODLE, é necessário ter um usuário cadastrado. Estando cadastrado no ambiente você poderá participar de diversos cursos e com perfis diferenciados em cada um deles. Por exemplo, você pode ser aluno de um curso, ao mesmo tempo, e com o mesmo usuário, ter o perfil de professor em uma disciplina. O MOODLE é desenvolvido na linguagem PHP, possuindo suporte a vários tipos de banco de dados, como por exemplo MySQL, Oracle, PostgreSQL e SQLServer. Por ser um ambiente de código aberto, o MOODLE proporciona aos seus utilizadores a possibilidade de adaptações no código-fonte. Além disso, o MOODLE suporta a inserção de novos componentes, denominados como plugins, para acrescer novas funcionalidades ao ambiente. O site oficial do MOODLE * possui uma seção de para download de plugins oficiais e os criados por terceiros. Qualquer pessoa vinculada a comunidade MOODLE pode submeter seus * Site oficial do MOODLE: 11

22 plugins, desde que este esteja de acordo com o modelo aceito (esquema de arquivos no padrão MOODLE, linguagem PHP e utilização de funções da API) pelo MOODLE. Por ser o LMS utilizado na UNIVALI, e com o intuito de auxiliar a gerência de ensino desta instituição, o OLAP produto deste trabalho foi criado como um plugin, com o formato de bloco TELEDUC Desenvolvido desde 1998 por pesquisadores do NIED (Núcleo de Informática Aplicada à Educação) da UNICAMP - Universidade Estadual de Campinas, utilizando a linguagem PHP associada ao gerenciador de banco de dados MySQL. O Teleduc possui como ferramentas de apoio a aprendizagem suporte a diferentes materiais didáticos como textos, software, referências na Internet, dentre outros (TELEDUC, 2009). Na Figura 4 é exibida a tela principal do TELEDUC. Todos os recursos são acessados pelo menu localizado a esquerda da figura. Itens que apresentam alterações recentes realizadas pelos professores são destacados no mesmo menu. A comunicação entre os participantes é viabilizada através de ferramentas como: correio eletrônico, grupos de discussão, mural, portfólio e bate-papo. Figura 4. Ambiente de uma turma no Teleduc Fonte: UNIVALI (2009b). 12

23 Segundo o site oficial do Teleduc (TELEDUC, 2009) suas ferramentas foram desenvolvidas de acordo com as necessidades relatadas por usuários do LMS. As principais características deste LMS são: fácil instalação, recursos gratuitos, mais de quatro mil instituições cadastradas e disponibilidade em português, inglês e espanhol. O TelEduc é um software livre; que pode ser redistribuído e/ou modificado sob os termos da GNU (General Public License). 2.2 Gestão de Conhecimento A inteligência de negócio é a transformação metódica e consciente dos dados de qualquer fonte de dados de modo a proporcionar a informação dirigida aos negócios e aos resultados (BIERE, 2003). Segundo Carvalho (2000) a Gestão do Conhecimento é a área que estuda como as organizações compreendem o próprio negocio, o que elas necessitam conhecer e como elas podem tirar o proveito do conhecimento. Para Pires e Becker (2007) o conhecimento deve ser visto como um ativo organizacional, que facilita o processo de tomada de decisão melhorando a qualidade e reduzindo fatores de risco. No entanto, apenas o conhecimento da organização não proporciona maior poder de competição para uma organização: somente aliado à tecnologia da informação é que a gestão do conhecimento pode proporcionar resultados expressivos. Para Tarapanoff (2001), as mudanças que vêm ocorrendo nas organizações atualmente convergem para a quebra de um paradigma histórico e, por meio dele, entra-se na era sociedade da informação e do conhecimento. Na Figura 5 é exibido o clico básico para a formação do conhecimento segundo Quel (2006). Este ciclo demonstra o caminho na formação do conhecimento e de sua interferência na realidade ou nos eventos que o formarão. Estes eventos são as origens dos dados que, por sua interpretação, se transformam em conhecimento. Dado é um evento ou fato em seu estado bruto e informação é transformação deste dado em elemento significativo por meio de um processo de organização e interpretação, o conhecimento é o elemento que permite ações efetivas e controladas sobre a visualização e/ou composição daqueles eventos e fatos que dão origem aos dados. 13

Data Warehouses. Alunos: Diego Antônio Cotta Silveira Filipe Augusto Rodrigues Nepomuceno Marcos Bastos Silva Roger Rezende Ribeiro Santos

Data Warehouses. Alunos: Diego Antônio Cotta Silveira Filipe Augusto Rodrigues Nepomuceno Marcos Bastos Silva Roger Rezende Ribeiro Santos Data Warehouses Alunos: Diego Antônio Cotta Silveira Filipe Augusto Rodrigues Nepomuceno Marcos Bastos Silva Roger Rezende Ribeiro Santos Conceitos Básicos Data Warehouse(DW) Banco de Dados voltado para

Leia mais

Chapter 3. Análise de Negócios e Visualização de Dados

Chapter 3. Análise de Negócios e Visualização de Dados Chapter 3 Análise de Negócios e Visualização de Dados Objetivos de Aprendizado Descrever a análise de negócios (BA) e sua importância par as organizações Listar e descrever brevemente os principais métodos

Leia mais

Data Warehousing. Leonardo da Silva Leandro. CIn.ufpe.br

Data Warehousing. Leonardo da Silva Leandro. CIn.ufpe.br Data Warehousing Leonardo da Silva Leandro Agenda Conceito Elementos básicos de um DW Arquitetura do DW Top-Down Bottom-Up Distribuído Modelo de Dados Estrela Snowflake Aplicação Conceito Em português:

Leia mais

Prova INSS RJ - 2007 cargo: Fiscal de Rendas

Prova INSS RJ - 2007 cargo: Fiscal de Rendas Prova INSS RJ - 2007 cargo: Fiscal de Rendas Material de Apoio de Informática - Prof(a) Ana Lucia 53. Uma rede de microcomputadores acessa os recursos da Internet e utiliza o endereço IP 138.159.0.0/16,

Leia mais

Banco de Dados - Senado

Banco de Dados - Senado Banco de Dados - Senado Exercícios OLAP - CESPE Material preparado: Prof. Marcio Vitorino OLAP Material preparado: Prof. Marcio Vitorino Soluções MOLAP promovem maior independência de fornecedores de SGBDs

Leia mais

SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 2 2. O QUE É DATA WAREHOUSE?... 2 3. O QUE DATA WAREHOUSE NÃO É... 4 4. IMPORTANTE SABER SOBRE DATA WAREHOUSE... 5 4.

SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 2 2. O QUE É DATA WAREHOUSE?... 2 3. O QUE DATA WAREHOUSE NÃO É... 4 4. IMPORTANTE SABER SOBRE DATA WAREHOUSE... 5 4. SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 2 2. O QUE É DATA WAREHOUSE?... 2 3. O QUE DATA WAREHOUSE NÃO É... 4 4. IMPORTANTE SABER SOBRE DATA WAREHOUSE... 5 4.1 Armazenamento... 5 4.2 Modelagem... 6 4.3 Metadado... 6 4.4

Leia mais

DATA WAREHOUSE. Rafael Ervin Hass Raphael Laércio Zago

DATA WAREHOUSE. Rafael Ervin Hass Raphael Laércio Zago DATA WAREHOUSE Rafael Ervin Hass Raphael Laércio Zago Roteiro Introdução Aplicações Arquitetura Características Desenvolvimento Estudo de Caso Conclusão Introdução O conceito de "data warehousing" data

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 PERFIL ALUNO Versão 1.0 2014 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE

Leia mais

BUSINESS INTELLIGENCE -Inteligência nos Negócios-

BUSINESS INTELLIGENCE -Inteligência nos Negócios- UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS, HUMANAS E SOCIAIS BUSINESS INTELLIGENCE -Inteligência nos Negócios- Curso: Administração Hab. Sistemas de Informações Disciplina: Gestão de Tecnologia

Leia mais

Data Warehouse. Debora Marrach Renata Miwa Tsuruda

Data Warehouse. Debora Marrach Renata Miwa Tsuruda Debora Marrach Renata Miwa Tsuruda Agenda Introdução Contexto corporativo Agenda Introdução Contexto corporativo Introdução O conceito de Data Warehouse surgiu da necessidade de integrar dados corporativos

Leia mais

Fundamentos da inteligência de negócios: gestão da informação e de bancos de dados

Fundamentos da inteligência de negócios: gestão da informação e de bancos de dados Fundamentos da inteligência de negócios: gestão da informação e de bancos de dados slide 1 1 Copyright 2011 Pearson Education, Inc. publishing as Prentice Hall Objetivos de estudo Como um banco de dados

Leia mais

Interatividade aliada a Análise de Negócios

Interatividade aliada a Análise de Negócios Interatividade aliada a Análise de Negócios Na era digital, a quase totalidade das organizações necessita da análise de seus negócios de forma ágil e segura - relatórios interativos, análise de gráficos,

Leia mais

MOODLE é o acrónimo de "Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment. Executado em um AVA - Ambiente Virtual de Apresendizagem;

MOODLE é o acrónimo de Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment. Executado em um AVA - Ambiente Virtual de Apresendizagem; MOODLE é o acrónimo de "Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment Software livre, de apoio à aprendizagem; Executado em um AVA - Ambiente Virtual de Apresendizagem; A expressão designa ainda

Leia mais

TÓPICOS AVANÇADOS EM ENGENHARIA DE SOFTWARE

TÓPICOS AVANÇADOS EM ENGENHARIA DE SOFTWARE TÓPICOS AVANÇADOS EM ENGENHARIA DE SOFTWARE Engenharia de Computação Professor: Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto OLPT x OLAP Roteiro OLTP Datawarehouse OLAP Operações OLAP Exemplo com Mondrian e Jpivot

Leia mais

CURSOS A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO

CURSOS A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO CURSOS A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO TUTORIAL PARA TUTORES PLATAFORMA MOODLE OURO PRETO 2014 1 SUMÁRIO 1. PRIMEIRO ACESSO À PLATAFORMA... 03 2. PLATAFORMA DO CURSO... 07 2.1 Barra de Navegação...

Leia mais

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani Planejamento Estratégico de TI Prof.: Fernando Ascani Data Warehouse - Conceitos Hoje em dia uma organização precisa utilizar toda informação disponível para criar e manter vantagem competitiva. Sai na

Leia mais

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO @ribeirord FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Rafael D. Ribeiro, M.Sc,PMP. rafaeldiasribeiro@gmail.com http://www.rafaeldiasribeiro.com.br Lembrando... Aula 4 1 Lembrando... Aula 4 Sistemas de apoio

Leia mais

Indicie. 1.Introdução...1. 2.Como Surgiu...2. 3.Para que serve...3. 4.Instalação...3. 5. Oque ele permite fazer...5. 6. Primeiro Cenário...

Indicie. 1.Introdução...1. 2.Como Surgiu...2. 3.Para que serve...3. 4.Instalação...3. 5. Oque ele permite fazer...5. 6. Primeiro Cenário... Artigo sobre Indicie 1.Introdução....1 2.Como Surgiu....2 3.Para que serve....3 4.Instalação....3 5. Oque ele permite fazer....5 6. Primeiro Cenário....6 7. Segundo Cenário....7 8. Conclusão....8 5. Referencias....9

Leia mais

Christiane dos Santos PEREIRA*, Samuel Pereira DIAS, Gabriel da SILVA Centro Federal de Educação Tecnológica de Bambuí-MG

Christiane dos Santos PEREIRA*, Samuel Pereira DIAS, Gabriel da SILVA Centro Federal de Educação Tecnológica de Bambuí-MG A UTILIZAÇÃO DE AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM COMO FERRAMENTA DE APOIO AO ENSINO PRESENCIAL: estudos preliminares e proposta de uma metodologia de implantação no CEFET-Bambuí Christiane dos Santos

Leia mais

5 Estudo de Caso. 5.1. Material selecionado para o estudo de caso

5 Estudo de Caso. 5.1. Material selecionado para o estudo de caso 5 Estudo de Caso De modo a ilustrar a estruturação e representação de conteúdos educacionais segundo a proposta apresentada nesta tese, neste capítulo apresentamos um estudo de caso que apresenta, para

Leia mais

Sistemas de Informação Aplicados a AgroIndústria Utilizando DataWarehouse/DataWebhouse

Sistemas de Informação Aplicados a AgroIndústria Utilizando DataWarehouse/DataWebhouse Sistemas de Informação Aplicados a AgroIndústria Utilizando DataWarehouse/DataWebhouse Prof. Dr. Oscar Dalfovo Universidade Regional de Blumenau - FURB, Blumenau, Brasil dalfovo@furb.br Prof. Dr. Juarez

Leia mais

Manual do Moodle para alunos. Manual do Moodle para alunos. 29/Junho/2009. (Versão 1.0) Manual Moodle para alunos (Versão 1.0) 1

Manual do Moodle para alunos. Manual do Moodle para alunos. 29/Junho/2009. (Versão 1.0) Manual Moodle para alunos (Versão 1.0) 1 Manual do Moodle para alunos (Versão 1.0) 29/Junho/2009 Manual Moodle para alunos (Versão 1.0) 1 O que é?... 3 Acesso... 4 Atualizando suas informações... 4 Enviando Mensagens... 5 Acessando os seus cursos...

Leia mais

Sistemas de Informação James A. O Brien Editora Saraiva Capítulo 5

Sistemas de Informação James A. O Brien Editora Saraiva Capítulo 5 Para entender bancos de dados, é útil ter em mente que os elementos de dados que os compõem são divididos em níveis hierárquicos. Esses elementos de dados lógicos constituem os conceitos de dados básicos

Leia mais

Data Warehouse Processos e Arquitetura

Data Warehouse Processos e Arquitetura Data Warehouse - definições: Coleção de dados orientada a assunto, integrada, não volátil e variável em relação ao tempo, que tem por objetivo dar apoio aos processos de tomada de decisão (Inmon, 1997)

Leia mais

Business Intelligence e ferramentas de suporte

Business Intelligence e ferramentas de suporte O modelo apresentado na figura procura enfatizar dois aspectos: o primeiro é sobre os aplicativos que cobrem os sistemas que são executados baseados no conhecimento do negócio; sendo assim, o SCM faz o

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE PLUG-INS KETTLE PARA GERAÇÃO DE MONDRIAN SCHEMA A PARTIR DE BASES RELACIONAIS, UTILIZANDO A METODOLOGIA AGILE ROLAP.

DESENVOLVIMENTO DE PLUG-INS KETTLE PARA GERAÇÃO DE MONDRIAN SCHEMA A PARTIR DE BASES RELACIONAIS, UTILIZANDO A METODOLOGIA AGILE ROLAP. DESENVOLVIMENTO DE PLUG-INS KETTLE PARA GERAÇÃO DE MONDRIAN SCHEMA A PARTIR DE BASES RELACIONAIS, UTILIZANDO A METODOLOGIA AGILE ROLAP. Eduardo Cristovo de Freitas Aguiar (PIBIC/CNPq), André Luís Andrade

Leia mais

Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence

Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence Juntamente com o desenvolvimento desses aplicativos surgiram os problemas: & Data Warehouse July Any Rizzo Oswaldo Filho Década de 70: alguns produtos de BI Intensa e exaustiva programação Informação em

Leia mais

Resumo dos principais conceitos. Resumo dos principais conceitos. Business Intelligence. Business Intelligence

Resumo dos principais conceitos. Resumo dos principais conceitos. Business Intelligence. Business Intelligence É um conjunto de conceitos e metodologias que, fazem uso de acontecimentos e sistemas e apoiam a tomada de decisões. Utilização de várias fontes de informação para se definir estratégias de competividade

Leia mais

OLAP: Características, Arquitetura e Ferramentas

OLAP: Características, Arquitetura e Ferramentas INSTITUTO VIANNA JÚNIOR FACULDADES INTEGRADAS VIANNA JÚNIOR OLAP: Características, Arquitetura e Ferramentas Erika Maria Teixeira Araújo 1 Mônica de Lourdes Souza Batista 2 Teresinha Moreira de Magalhães

Leia mais

APLICAÇÃO DA FERRAMENTA OLAP EM DIFERENTES MÓDULOS DE UM SISTEMA ERP MELHORANDO A TOMADA DE DECISÃO. Henrique César Gouveia 1 gouveia.henriq@gmail.

APLICAÇÃO DA FERRAMENTA OLAP EM DIFERENTES MÓDULOS DE UM SISTEMA ERP MELHORANDO A TOMADA DE DECISÃO. Henrique César Gouveia 1 gouveia.henriq@gmail. APLICAÇÃO DA FERRAMENTA OLAP EM DIFERENTES MÓDULOS DE UM SISTEMA ERP MELHORANDO A TOMADA DE DECISÃO Henrique César Gouveia 1 gouveia.henriq@gmail.com Muller Marciel Melo 2 muller_melo@hotmail.com Pedro

Leia mais

Manual do Ambiente Virtual Moodle

Manual do Ambiente Virtual Moodle Manual do Ambiente Virtual Moodle versão 0.3 Prof. Cristiano Costa Argemon Vieira Prof. Hercules da Costa Sandim Outubro de 2010 Capítulo 1 Primeiros Passos 1.1 Acessando o Ambiente Acesse o Ambiente Virtual

Leia mais

CONSIDERAÇÕES SOBRE ATIVIDADES DE IDENTIFICAÇÃO, LOCALIZAÇÃO E TRATAMENTO DE DADOS NA CONSTRUÇÃO DE UM DATA WAREHOUSE

CONSIDERAÇÕES SOBRE ATIVIDADES DE IDENTIFICAÇÃO, LOCALIZAÇÃO E TRATAMENTO DE DADOS NA CONSTRUÇÃO DE UM DATA WAREHOUSE CONSIDERAÇÕES SOBRE ATIVIDADES DE IDENTIFICAÇÃO, LOCALIZAÇÃO E TRATAMENTO DE DADOS NA CONSTRUÇÃO DE UM DATA WAREHOUSE Fabio Favaretto Professor adjunto - Programa de Pós Graduação em Engenharia de Produção

Leia mais

Autor: Júlio Battisti www.juliobattisti.com.br

Autor: Júlio Battisti www.juliobattisti.com.br Autor: Júlio Battisti www.juliobattisti.com.br Livro: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Avançado, Análise de Dados e Cenários, Tabelas e Gráficos Dinâmicos, Macros e Programação VBA - Através de Exemplos

Leia mais

Janine Garcia 1 ; Adamo Dal Berto 2 ; Marli Fátima Vick Vieira 3

Janine Garcia 1 ; Adamo Dal Berto 2 ; Marli Fátima Vick Vieira 3 ENSINO A DISTÂNCIA: UMA ANÁLISE DO MOODLE COMO INSTRUMENTO NO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM DO ENSINO MÉDIO E SUPERIOR DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CATARINENSE (IFC) - CÂMPUS ARAQUARI

Leia mais

Adriano Maranhão BUSINESS INTELLIGENCE (BI),

Adriano Maranhão BUSINESS INTELLIGENCE (BI), Adriano Maranhão BUSINESS INTELLIGENCE (BI), BUSINESS INTELLIGENCE (BI) O termo Business Intelligence (BI), popularizado por Howard Dresner do Gartner Group, é utilizado para definir sistemas orientados

Leia mais

Processo Decisório, OLAP e Relatórios Corporativos OLAP E RELATÓRIOS CORPORATIVOS

Processo Decisório, OLAP e Relatórios Corporativos OLAP E RELATÓRIOS CORPORATIVOS Processo Decisório, OLAP e Relatórios Corporativos OLAP E RELATÓRIOS CORPORATIVOS Sumário Conceitos/Autores chave... 3 1. Introdução... 5 2. OLAP... 6 3. Operações em OLAP... 8 4. Arquiteturas em OLAP...

Leia mais

INDICE 3.APLICAÇÕES QUE PODEM SER DESENVOLVIDAS COM O USO DO SAXES

INDICE 3.APLICAÇÕES QUE PODEM SER DESENVOLVIDAS COM O USO DO SAXES w w w. i d e a l o g i c. c o m. b r INDICE 1.APRESENTAÇÃO 2.ESPECIFICAÇÃO DOS RECURSOS DO SOFTWARE SAXES 2.1. Funcionalidades comuns a outras ferramentas similares 2.2. Funcionalidades próprias do software

Leia mais

Business Intelligence Um enfoque gerencial para a Inteligência do Negócio.Efrain Turban e outros.tradução. Bookman, 2009.

Business Intelligence Um enfoque gerencial para a Inteligência do Negócio.Efrain Turban e outros.tradução. Bookman, 2009. REFERÊNCIAS o o Business Intelligence Um enfoque gerencial para a Inteligência do Negócio.Efrain Turban e outros.tradução. Bookman, 2009. Competição Analítica - Vencendo Através da Nova Ciência Davenport,

Leia mais

Business Intelligence. BI CEOsoftware Partner YellowFin

Business Intelligence. BI CEOsoftware Partner YellowFin Business Intelligence BI CEOsoftware Partner YellowFin O que é Business Intelligence Business Intelligence (BI) é a utilização de uma série de ferramentas para coletar, analisar e extrair informações,

Leia mais

Palavras-chave: On-line Analytical Processing, Data Warehouse, Web mining.

Palavras-chave: On-line Analytical Processing, Data Warehouse, Web mining. BUSINESS INTELLIGENCE COM DADOS EXTRAÍDOS DO FACEBOOK UTILIZANDO A SUÍTE PENTAHO Francy H. Silva de Almeida 1 ; Maycon Henrique Trindade 2 ; Everton Castelão Tetila 3 UFGD/FACET Caixa Postal 364, 79.804-970

Leia mais

Módulo 5. Implementando Cubos OLAP

Módulo 5. Implementando Cubos OLAP Módulo 5. Implementando Cubos OLAP Objetivos Compreender a importância da manipulação correta da segurança nos dados. Conhecer as operações que podem ser realizadas na consulta de um cubo. Entender o uso

Leia mais

1. Introdução ao Campus Virtual 1.1. Introdução

1. Introdução ao Campus Virtual 1.1. Introdução 1. Introdução ao Campus Virtual 1.1. Introdução Este tutorial tem a finalidade de guiar o aluno, dando orientações necessárias para o acesso, navegação e utilização das ferramentas principais. Um ambiente

Leia mais

COORDENAÇÃO DE ENSINO A DISTÂNCIA - EaD

COORDENAÇÃO DE ENSINO A DISTÂNCIA - EaD COORDENAÇÃO DE ENSINO A DISTÂNCIA - EaD TUTORIAL MOODLE VERSÃO ALUNO Machado/MG 2013 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 4 2. EDITANDO O PERFIL... 5 2.1 Como editar o perfil?... 5 2.2 Como mudar a senha?... 5 2.3

Leia mais

Moodle. Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment (Ambiente de Aprendizagem Modular Orientado a Objetos) Ferramentas e Vantagens

Moodle. Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment (Ambiente de Aprendizagem Modular Orientado a Objetos) Ferramentas e Vantagens Moodle Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment (Ambiente de Aprendizagem Modular Orientado a Objetos) Ferramentas e Vantagens O que é? Alternativa às soluções comerciais de ensino on-line

Leia mais

Arquitetura de Disseminação de Informações baseada em Datawarehouse 05/04/2006

Arquitetura de Disseminação de Informações baseada em Datawarehouse 05/04/2006 Arquitetura de Disseminação de Informações baseada em Datawarehouse 05/04/2006 Agenda A Informal Perspectiva Histórica Modelos de Arquitetura Benefícios para Gestão Caso de Referência Agenda A Informal

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação Gerenciais UNIDADE IV: Fundamentos da Inteligência de Negócios: Gestão da Informação e de Banco de Dados Um banco de dados é um conjunto de arquivos relacionados

Leia mais

Data Warehousing Visão Geral do Processo

Data Warehousing Visão Geral do Processo Data Warehousing Visão Geral do Processo Organizações continuamente coletam dados, informações e conhecimento em níveis cada vez maiores,, e os armazenam em sistemas informatizados O número de usuários

Leia mais

Percio Alexandre de Oliveira Prof. Maurício Capobianco Lopes - Orientador

Percio Alexandre de Oliveira Prof. Maurício Capobianco Lopes - Orientador Percio Alexandre de Oliveira Prof. Maurício Capobianco Lopes - Orientador Índice Introdução Objetivos Data Warehouse Estrutura Interna Características Principais elementos: ETC, Metadados e Modelagem Dimensional

Leia mais

Data Warehouses Uma Introdução

Data Warehouses Uma Introdução Data Warehouses Uma Introdução Alex dos Santos Vieira, Renaldy Pereira Sousa, Ronaldo Ribeiro Goldschmidt 1. Motivação e Conceitos Básicos Com o advento da globalização, a competitividade entre as empresas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS GIZ/PROGRAD. Tutorial UFMG Virtual Os primeiros passos do docente

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS GIZ/PROGRAD. Tutorial UFMG Virtual Os primeiros passos do docente UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS GIZ/PROGRAD Tutorial UFMG Virtual Os primeiros passos do docente Nereu Agnelo Cavalheiro contato@nereujr.com Tutorial UFMG Virtual Primeiros passos do docente Este

Leia mais

srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo

srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo CBSI Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação BI Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo Tópicos Especiais em Sistemas de Informação Faculdade de Computação Instituto

Leia mais

Auto Treinamento. Versão 10.05.13

Auto Treinamento. Versão 10.05.13 Auto Treinamento Versão 10.05.13 Sumário 1. OBJETIVO... 3 2. CONCEITO DE BUSINESS INTELLIGENCE... 3 3. REALIZANDO CONSULTAS NO BI-PUBLIC... 4 3.2. Abrindo uma aplicação... 4 3.3. Seleções... 6 3.4. Combinando

Leia mais

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA Guia rápido A PLATAFORMA MOODLE Moodle (Modular Object Oriented Distance LEarning) é um Sistema para Gerenciamento de Cursos (SGC). Trata-se de um programa para computador

Leia mais

Aplicação de Data Warehousing no Cadastro de Ficha Limpa do TSE

Aplicação de Data Warehousing no Cadastro de Ficha Limpa do TSE Aplicação de Data Warehousing no Cadastro de Ficha Limpa do TSE Mateus Ferreira Silva, Luís Gustavo Corrêa Lira, Marcelo Fernandes Antunes, Tatiana Escovedo, Rubens N. Melo mateusferreiras@gmail.com, gustavolira@ymail.com,

Leia mais

Sistemas de Apoio à Decisão (SAD) - Senado

Sistemas de Apoio à Decisão (SAD) - Senado Sistemas de Apoio à Decisão (SAD) - Senado DW OLAP BI Ilka Kawashita Material preparado :Prof. Marcio Vitorino Sumário OLAP Data Warehouse (DW/ETL) Modelagem Multidimensional Data Mining BI - Business

Leia mais

Para uma melhor compreensão das ferramentas disponíveis no ambiente, é importante:

Para uma melhor compreensão das ferramentas disponíveis no ambiente, é importante: Módulo A Introdutório - Bases legais, ao Curso políticas, e ao conceituais Ambiente Virtual e históricas da educação Apresentação Este módulo tem por objetivo promover o conhecimento do Ambiente Virtual

Leia mais

Uma Ferramenta Web para BI focada no Gestor de Informação

Uma Ferramenta Web para BI focada no Gestor de Informação Uma Ferramenta Web para BI focada no Gestor de Informação Mikael de Souza Fernandes 1, Gustavo Zanini Kantorski 12 mikael@cpd.ufsm.br, gustavoz@cpd.ufsm.br 1 Curso de Sistemas de Informação, Universidade

Leia mais

A plataforma. Sistemas de Gestão de Aprendizagem. Carlos Nunes csmnunes@gmail.com

A plataforma. Sistemas de Gestão de Aprendizagem. Carlos Nunes csmnunes@gmail.com A plataforma Sistemas de Gestão de Aprendizagem Carlos Nunes csmnunes@gmail.com O que é o Moodle? É um Sistema de Gestão de Aprendizagem (LMS) e de trabalho colaborativo, acessível através da Internet

Leia mais

Apresentação do Portfólio da ITWV Soluções Inteligentes em Tecnologia

Apresentação do Portfólio da ITWV Soluções Inteligentes em Tecnologia P ORTFÓ FÓLIO Apresentação do Portfólio da ITWV Soluções Inteligentes em Tecnologia versão 1.1 ÍNDICE 1. A EMPRESA... 3 2. BI (BUSINESS INTELLIGENCE)... 5 3. DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS... 6 3.1. PRODUTOS

Leia mais

RESUMO DA SOLUÇÃO CA ERwin Modeling. Como eu posso gerenciar a complexidade dos dados e aumentar a agilidade dos negócios?

RESUMO DA SOLUÇÃO CA ERwin Modeling. Como eu posso gerenciar a complexidade dos dados e aumentar a agilidade dos negócios? RESUMO DA SOLUÇÃO CA ERwin Modeling Como eu posso gerenciar a complexidade dos dados e aumentar a agilidade dos negócios? O CA ERwin Modeling fornece uma visão centralizada das principais definições de

Leia mais

MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO

MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO MANUAL DO MOODLE VISÃO DO ALUNO Desenvolvido por: Patricia Mariotto Mozzaquatro SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO....03 2 O AMBIENTE MOODLE......03 2.1 Quais as caixas de utilidade que posso adicionar?...04 2.1.1 Caixa

Leia mais

AGILE ROLAP - UMA METODOLOGIA ÁGIL PARA IMPLEMENTAÇÃO DE AMBIENTES DE NEGÓCIOS BASEADO EM SERVIDORES OLAP.

AGILE ROLAP - UMA METODOLOGIA ÁGIL PARA IMPLEMENTAÇÃO DE AMBIENTES DE NEGÓCIOS BASEADO EM SERVIDORES OLAP. AGILE ROLAP - UMA METODOLOGIA ÁGIL PARA IMPLEMENTAÇÃO DE AMBIENTES DE NEGÓCIOS BASEADO EM SERVIDORES OLAP. Luan de Souza Melo (Fundação Araucária), André Luís Andrade Menolli (Orientador), Ricardo G. Coelho

Leia mais

Manual do Moodle. Manual do Moodle para alunos. 29/Junho/2009. (Versão 1.0) Manual Moodle para alunos (Versão 1.0) 1

Manual do Moodle. Manual do Moodle para alunos. 29/Junho/2009. (Versão 1.0) Manual Moodle para alunos (Versão 1.0) 1 Manual do Moodle para alunos (Versão 1.0) 29/Junho/2009 Manual Moodle para alunos (Versão 1.0) 1 O que é?... 3 Acesso... 4 Atualizando suas informações... 4 Enviando Mensagens... 5 Acessando os seus cursos...

Leia mais

MANUAL DO ALUNO Ambiente Virtual de Aprendizagem MOODLE

MANUAL DO ALUNO Ambiente Virtual de Aprendizagem MOODLE MANUAL DO ALUNO Ambiente Virtual de Aprendizagem MOODLE Caro Aluno, Este Manual tem por finalidade orientá-lo na utilização do Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA). 1. O que é ambiente virtual de aprendizagem

Leia mais

UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem

UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem 2.1 Introdução Caro Pós-Graduando, Nesta unidade, abordaremos o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) que será utilizado no curso: o Moodle. Serão

Leia mais

DATA WAREHOUSE. Introdução

DATA WAREHOUSE. Introdução DATA WAREHOUSE Introdução O grande crescimento do ambiente de negócios, médias e grandes empresas armazenam também um alto volume de informações, onde que juntamente com a tecnologia da informação, a correta

Leia mais

BANCO DE DADOS DISTRIBUÍDOS e DATAWAREHOUSING

BANCO DE DADOS DISTRIBUÍDOS e DATAWAREHOUSING BANCO DE DADOS DISTRIBUÍDOS e DATAWAREHOUSING http://www.uniriotec.br/~tanaka/tin0036 tanaka@uniriotec.br Introdução a Data Warehousing e OLAP Introdução a Data Warehouse e Modelagem Dimensional Visão

Leia mais

Professor: Disciplina:

Professor: Disciplina: Professor: Curso: Esp. Marcos Morais de Sousa marcosmoraisdesousa@gmail.com Sistemas de informação Disciplina: Introdução a SI Noções de sistemas de informação Turma: 01º semestre Prof. Esp. Marcos Morais

Leia mais

Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 1.1

Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 1.1 Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 1.1 SISTEMA DE APOIO À DECISÃO Grupo: Denilson Neves Diego Antônio Nelson Santiago Sabrina Dantas CONCEITO É UM SISTEMA QUE AUXILIA O PROCESSO DE DECISÃO

Leia mais

Bem-vindo à apresentação do SAP Business One.

Bem-vindo à apresentação do SAP Business One. Bem-vindo à apresentação do SAP Business One. Neste tópico, responderemos à pergunta: O que é o Business One? Definiremos o SAP Business One e discutiremos as opções e as plataformas disponíveis para executar

Leia mais

3 Estudo de Ferramentas

3 Estudo de Ferramentas 3 Estudo de Ferramentas Existem diferentes abordagens para automatizar um processo de desenvolvimento. Um conjunto de ferramentas pode ser utilizado para aperfeiçoar o trabalho, mantendo os desenvolvedores

Leia mais

Recurso E-Meeting para o Moodle: um relato do desenvolvimento de uma solução livre de webconferência otimizada para redes de baixo desempenho.

Recurso E-Meeting para o Moodle: um relato do desenvolvimento de uma solução livre de webconferência otimizada para redes de baixo desempenho. Recurso E-Meeting para o Moodle: um relato do desenvolvimento de uma solução livre de webconferência otimizada para redes de baixo desempenho. Resumo Este artigo apresenta uma solução de webconferência

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL AMBIENTE VIRTUAL INSTITUCIONAL MOODLE/UFFS

UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL AMBIENTE VIRTUAL INSTITUCIONAL MOODLE/UFFS UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL AMBIENTE VIRTUAL INSTITUCIONAL MOODLE/UFFS Guia Inicial de Acesso e Utilização Para Docentes Versão 1.0b Outubro/2010 Acesso e utilização do Ambiente Virtual de Ensino

Leia mais

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 Este tutorial não tem como finalidade esgotar todas as funcionalidades do Ambiente, ele aborda de forma prática

Leia mais

Aplicação A. Aplicação B. Aplicação C. Aplicação D. Aplicação E. Aplicação F. Aplicação A REL 1 REL 2. Aplicação B REL 3.

Aplicação A. Aplicação B. Aplicação C. Aplicação D. Aplicação E. Aplicação F. Aplicação A REL 1 REL 2. Aplicação B REL 3. Sumário Data Warehouse Modelagem Multidimensional. Data Mining BI - Business Inteligence. 1 2 Introdução Aplicações do negócio: constituem as aplicações que dão suporte ao dia a dia do negócio da empresa,

Leia mais

Data Warehouse. Djenane Cristina Silveira dos Santos¹, Felipe Gomes do Prado¹, José Justino Neto¹, Márcia Taliene Alves de Paiva¹

Data Warehouse. Djenane Cristina Silveira dos Santos¹, Felipe Gomes do Prado¹, José Justino Neto¹, Márcia Taliene Alves de Paiva¹ Data Warehouse. Djenane Cristina Silveira dos Santos¹, Felipe Gomes do Prado¹, José Justino Neto¹, Márcia Taliene Alves de Paiva¹ ¹Ciência da Computação Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) MG Brasil

Leia mais

Modelagem de Sistemas de Informação

Modelagem de Sistemas de Informação Modelagem de Sistemas de Informação Professora conteudista: Gislaine Stachissini Sumário Modelagem de Sistemas de Informação Unidade I 1 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO...1 1.1 Conceitos...2 1.2 Objetivo...3 1.3

Leia mais

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle

Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle No INSEP, o ambiente virtual de aprendizagem oferecido ao acadêmico é o MOODLE. A utilização dessa ferramenta é fundamental para o sucesso das atividades em EAD,

Leia mais

MELHORES PRÁTICAS ALUNO VERSÃO 1.0

MELHORES PRÁTICAS ALUNO VERSÃO 1.0 MELHORES PRÁTICAS ALUNO VERSÃO 1.0 APRESENTANDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Um ambiente virtual de aprendizagem é um sistema para gerenciar cursos a distância que utilizam a Internet, ou para complementar

Leia mais

Arquiteturas de DW e Abordagens de Implementação. Arquiteturas e Abordagens de Implementação

Arquiteturas de DW e Abordagens de Implementação. Arquiteturas e Abordagens de Implementação Curso de Dwing TecBD-DI PUC-Rio Prof. Rubens Melo Arquiteturas de DW e Abordagens de Implementação Arquiteturas e Abordagens de Implementação Arquitetura adequada é fundamental Infra-estrutura disponível

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS DE DADOS

ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS DE DADOS Capítulo 7 ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS DE DADOS 7.1 2003 by Prentice Hall OBJETIVOS Por que as empresas sentem dificuldades para descobrir que tipo de informação precisam ter em seus sistemas de informação?

Leia mais

ÁREA DO PROFESSOR (TUTOR)

ÁREA DO PROFESSOR (TUTOR) ÁREA DO PROFESSOR (TUTOR) 2- FÓRUM O fórum serve para avaliar os alunos através da participação na discussão sobre um ou mais assuntos, inserção de textos ou arquivos. Os fóruns de discussão compõem uma

Leia mais

Gestão de Contextos Visão Calandra Soluções sobre Gestão da Informação em Contextos White Paper

Gestão de Contextos Visão Calandra Soluções sobre Gestão da Informação em Contextos White Paper Gestão de Contextos Visão Calandra Soluções sobre Gestão da Informação em Contextos White Paper ÍNDICE ÍNDICE...2 RESUMO EXECUTIVO...3 O PROBLEMA...4 ILHAS DE INFORMAÇÃO...4 ESTRUTURA FRAGMENTADA VS. ESTRUTURA

Leia mais

Guia de Acesso Rápido AVA Ambiente Virtual de Aprendizagem Aluno

Guia de Acesso Rápido AVA Ambiente Virtual de Aprendizagem Aluno Guia de Acesso Rápido AVA Ambiente Virtual de Aprendizagem Aluno Introdução O Ambiente de Aprendizagem, ou AVA, é um aplicativo web onde os educadores e alunos podem disponibilizar materiais didáticos,

Leia mais

SAD orientado a DADOS

SAD orientado a DADOS Universidade do Contestado Campus Concórdia Curso de Sistemas de Informação Prof.: Maico Petry SAD orientado a DADOS DISCIPLINA: Sistemas de Apoio a Decisão SAD orientado a dados Utilizam grandes repositórios

Leia mais

Manual de utilização do Moodle

Manual de utilização do Moodle Manual de utilização do Moodle Docentes Universidade Atlântica 1 Introdução O conceito do Moodle (Modular Object Oriented Dynamic Learning Environment) foi criado em 2001 por Martin Dougiamas, o conceito

Leia mais

Curso Data warehouse e Business Intelligence

Curso Data warehouse e Business Intelligence Curso Data warehouse e Business Intelligence Fundamentos, Metodologia e Arquitetura Apresentação Os projetos de Data Warehouse e Business Intelligence são dos mais interessantes e complexos de desenvolver

Leia mais

Resumo de TCC Desenvolvimento de um sistema ERP com foco nas tecnologias de software livre / código aberto

Resumo de TCC Desenvolvimento de um sistema ERP com foco nas tecnologias de software livre / código aberto UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina CTC Centro Tecnológico INE Departamento de Informática e Estatística INE5631 Projetos I Prof. Renato Cislaghi Resumo de TCC Desenvolvimento de um sistema ERP

Leia mais

Guião de utilização da plataforma moodle para Professor

Guião de utilização da plataforma moodle para Professor Guião de utilização da plataforma moodle para Professor http://elearning.up.ac.mz http://www.ceadup.edu.mz E-mail: up.cead@gmail.com info@ceadup.edu.mz Maputo, 2013 Introdução Há alguns anos atrás, para

Leia mais

Planejamento operacional e sistemas automatizados de gestão de recursos organizacionais. Prof. Gilberto Porto porto@gilbertoporto.com.

Planejamento operacional e sistemas automatizados de gestão de recursos organizacionais. Prof. Gilberto Porto porto@gilbertoporto.com. Planejamento operacional e sistemas automatizados de gestão de recursos organizacionais Prof. Gilberto Porto porto@gilbertoporto.com.br Sistemas de Informação SE SSD/ SAE Estratégico Tipos de decisão Não

Leia mais

Prof. Marcelo Machado Cunha www.marcelomachado.com mcelobr@yahoo.com.br

Prof. Marcelo Machado Cunha www.marcelomachado.com mcelobr@yahoo.com.br Prof. Marcelo Machado Cunha www.marcelomachado.com mcelobr@yahoo.com.br Ementa Introdução a Banco de Dados (Conceito, propriedades), Arquivos de dados x Bancos de dados, Profissionais de Banco de dados,

Leia mais

Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE. Prof. Luís Rodolfo

Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE. Prof. Luís Rodolfo Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Luís Rodolfo Vantagens e desvantagens de uma rede para a organização Maior agilidade com o uso intenso de redes de computadores; Grandes interações

Leia mais

EQUIPE: ANA IZABEL DAYSE FRANÇA JENNIFER MARTINS MARIA VÂNIA RENATA FREIRE SAMARA ARAÚJO

EQUIPE: ANA IZABEL DAYSE FRANÇA JENNIFER MARTINS MARIA VÂNIA RENATA FREIRE SAMARA ARAÚJO UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAIBA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS CURSO DE GRADUAÇÃO EM BIBLIOTECONOMIA DISCIPLINA: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO II PROFESSORA: PATRÍCIA

Leia mais

Inteligência Empresarial. BI Business Intelligence. Business Intelligence 22/2/2011. Prof. Luiz A. Nascimento

Inteligência Empresarial. BI Business Intelligence. Business Intelligence 22/2/2011. Prof. Luiz A. Nascimento Inteligência Empresarial Prof. Luiz A. Nascimento BI Pode-se traduzir informalmente Business Intelligence como o uso de sistemas inteligentes em negócios. É uma forma de agregar a inteligência humana à

Leia mais

Plataforma de Business Intelligence

Plataforma de Business Intelligence Plataforma de Business Intelligence ASTEN TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO A Asten é uma empresa do ramo da tecnologia da informação (TI) que tem seu foco na busca por soluções inovadoras. Nosso slogan criando

Leia mais

Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor

Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor Sumário Pré-requisitos para o Moodle... Entrar no Ambiente... Usuário ou senha esquecidos?... Meus cursos... Calendário... Atividades recentes...

Leia mais

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Índice Como acessar o Moodle Editando seu PERFIL Editando o curso / disciplina no Moodle Incluindo Recursos

Leia mais

Aline França a de Abreu, Ph.D

Aline França a de Abreu, Ph.D Aline França a de Abreu, Ph.D igti.eps.ufsc.br 07 / 10/ 04 Núcleo de estudos Criado em 1997 - UFSC/EPS Equipe multidisciplinar, com aproximadamente 20 integrantes OBJETIVO Gerar uma competência e uma base

Leia mais

A importância da. nas Organizações de Saúde

A importância da. nas Organizações de Saúde A importância da Gestão por Informações nas Organizações de Saúde Jorge Antônio Pinheiro Machado Filho Consultor de Negócios www.bmpro.com.br jorge@bmpro.com.br 1. Situação nas Empresas 2. A Importância

Leia mais