Aula 00 Curso: Informática Questões comentadas p/ ICMS PI Professor: Gustavo Cavalcante

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Aula 00 Curso: Informática Questões comentadas p/ ICMS PI Professor: Gustavo Cavalcante"

Transcrição

1 Aula 00 Curso: Informática p/ ICMS PI Professor: Gustavo Cavalcante

2 APRESENTAÇÃO Olá amigos e futuros colegas de trabalho! Curso: Informática p/ ICMS PI Sejam bem vindos a aula de Informática para o concurso do ICMS-PI do curso Exponencial. Um dos concursos mais disputados do Brasil são os concursos para auditor fiscal. Meu nome é Gustavo, formado em engenharia de computação pelo Instituto Militar de Engenharia (IME) em 2006 e Auditor Fiscal do Estado do RJ desde Bem, faço concursos desde a época de vestibular. Na época fui aprovado no IME, na Escola Naval, e na AFA. Após algum tempo de formado como engenheiro eu decidi começar a estudar para a Receita Federal do Brasil. Na época, poucos concursos apareciam, o que me deixava angustiado. Será que tinha tomado a melhor decisão? Hoje posso dizer que sim, mas a caminhada foi longa. Antes do ICMS-RJ fui aprovado no concurso de Analista da Receita Federal do Brasil também em 2010, mas optei em trabalhar na SEFAZ-RJ. Sei que muitos querem chegar a este objetivo, mas poucos conseguem. Ser aprovado em concurso exige, além de muito estudo, conhecimento da banca examinadora, conhecimento de si mesmo e estratégia. Por isso faço algumas recomendações: tentem fazer alguns concursos antes daquele que estão se preparando, é importante termos experiência de prova ; trace uma estratégia; verifique os seus pontos fortes e fracos e trabalhe em cima deles, e claro, estudem o máximo que puderem. Nestas aulas tentarei mostrar como funciona a banca FCC, tentando colocar questões do nível de provas para auditor fiscal do ICMS-PI, sem perder tempo, apresentando de forma objetiva a matéria do edital. Estarei à disposição no para tirar dúvidas, ouvir críticas ou para esclarecer qualquer problema com relação à aula. Tenham fé, estudem, e não desistam, mantenham o foco, pois chegar ao objetivo nunca é fácil. Espero vê-los entre os aprovados. Prof. Gustavo Cavalcante 2 de 44

3 Histórico e análise das provas Informática Este edital é de mesmo conteúdo que o último edital para Auditor Fiscal do RJ. Vamos tomar como base este concurso e o concurso do SEFAZ-PE, que tinha um edital parecido e que foram as últimas provas com conteúdo parecido da FCC. O edital da última prova para SEFAZ-RJ veio um pouco diferente das provas da FGV, pegou pesado na parte de banco de dados, dando uma ênfase muito grande a ela. Além disso, foi muito cobrada a parte de Segurança da Informação. A prova veio em um nível um pouco mais elevado que o normal para a FCC. Já a prova da SEFAZ-PE veio mais fácil, com questões simples, conceituais. A maioria da questões foram da parte de segurança da informação e Excel. Vamos comentar as questões aqui. Antes de iniciarmos as questões, vou explicar como vai funcionar. Vou colocar questões da FCC sobre cada assunto. Procurarei explicar de forma mais rápida, apresentando alguns detalhes para aqueles que não têm iniciação no assunto e, sempre que possível, esquemas e macetes para facilitar a memorização. Aqui a ideia é resumir o assunto, indo direto ao ponto. No quadro abaixo um resumo da quantidade de questões da SEFAZ-RJ e SEFAZ-PE, ambas para o mesmo cargo de auditor fiscal, por assunto, levandose em consideração apenas os assuntos do último edital. Fica claro que os assuntos amais abordados são Seguranaça da informação (este é o mais cobrado de todos), modelo de dados, conceitos de tabelas, views e chaves (isto é assuntos relacionados a banco de dados) e Data Warehousing e Business Intelligence. Assunto 2014 SEFAZ -PE (2013) SEFAZ- RJ 1- Conceitos básicos de componentes funcionais de computadores (hardware e software). 2- Utilização da planilha eletrônica Microsoft Excel (2010). 3- Utilização do sistema de gerenciamento de banco de dados Microsoft Access (2010) Conceitos básicos de segurança da informação Prof. Gustavo Cavalcante 3 de 44

4 5- Conceito de Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados (SGBD) Curso: Informática p/ ICMS PI Modelo relacional de dados; Modelo de Dados Conceitos de Tabelas, views, chaves primárias e estrangeiras Data Warehousing e Business Intelligence Aula Tópico Data 00 Conceitos básicos de componentes funcionais de computadores (hardware e software) disponível 01 Utilização da planilha eletrônica Microsoft Excel (2010). 01/10/ Conceitos básicos de segurança da informação. 08/10/ Conceito de Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados (SGBD) e Conceitos de Tabelas, views, chaves primárias e estrangeiras. 04 Utilização do sistema de gerenciamento de banco de dados Microsoft Access (2010). 05 Modelo Dados: Entidades; Atributos; Relacionamentos; 15/10/ /10/ /10/2014 Cardinalidade. 06 Modelo relacional de Dados. 06/11/ Data Warehousing e Business Intelligence. 13/11/2014 Prof. Gustavo Cavalcante 4 de 44

5 Aula 00 Conceitos básicos de componentes funcionais de computadores (hardware e software). Primeiramente, é importante colocar que computadores são conjuntos de componentes eletrônicos (hardwares) e programas (softwares). Os componentes eletrônicos recebem sinais elétricos interpretados somente por eles. Esses sinais foram universalizados como sendo um sinal digital binário (sequência de bits 0 e 1), de difícil interpretação para nós usuários em geral. Para que o usuário final, que somos nós, entendamos a resposta da máquina são necessários softwares complexos que interpretem cada sinal destes. Estes são os sistemas operacionais. Além disso, nós interagimos com a máquina por meio de periféricos, isto é, hardwares como o teclado, o mouse, entre outros. Por meio destes periféricos fazemos requisições à máquina. Estes componentes também enviam sinais elétricos que são recebidos e interpretados. São os chamados dispositivos de entrada e saída (I/O input/output). Dito isto, vamos às questões. 1 (FCC - AFR SP/SEFAZ SP/2006) É um sistema que, em um microcomputador, executa as funções necessárias para a inicialização do hardware do sistema quando o equipamento é ligado, controla rotinas de entrada e saída e permite ao usuário a modificação de detalhes da configuração do hardware. a) EPROM. b) DRAM. c) SLOT. d) BIOS. e) BACKBONE. Comentários: Questão fácil. O enunciado é a própria definição de BIOS (Basic Input Output System). Quando ligamos o computador, acontece o seguinte (de forma resumida): Prof. Gustavo Cavalcante 5 de 44

6 É chamada a BIOS na memória ROM A BIOS executa várias operações como: teste de componentes do computador (POST) Teste de componentes de I/O; teste de conflitos de portas; início da sequência de bootstrap A BIOS carrega o sistema operacional na memória BIOS Sistema Funções necessárias para a inicialização do hardware Rotinas de entrada e saída Gravadoem uma memória ROM (memória não volátil) Carrega o kernel do sistema operacional na memória principal do computador Com relação às demais alternativas, faremos uma revisão desses conceitos na próxima questão. Resposta: D. 2 (FCC/2014/ICMS/RJ/Fiscal) Considere: Para que um computador comece a operar quando é ligado ou reiniciado, por exemplo, precisa dispor de um programa para executar sua inicialização, denominado...i.... Este programa normalmente é armazenado em memória do tipo...ii... dentro do hardware do computador, conhecida pelo termo...iii.... Este programa deve alocar e carregar na memória...iv... do computador, o...v... do sistema operacional. Preenchem correta e respectivamente as lacunas I, II, III e IV e V: a) firmware cache BIOS volátil core. b) bootstrap ROM firmware RAM kernel. c) kernel volátil cache principal núcleo. d) boot.ini estática ROM VRAM boot. e) POST dinâmica EEPROM não volátil BIOS. Comentários: Nesta questão, a banca cobrou vários conceitos como tipos de memória, BIOS, kernel, etc. Vamos analisar cada um deles e verificar a resposta correta. Primeiramente vamos fazer uma revisão básica sobre tipos de memória. Temos dois tipos básicos de memória: 1- Memória RAM (Random Access Memory) é a memória em que podem ser realizados dois tipos de operações: escrita e leitura. Os Prof. Gustavo Cavalcante 6 de 44

7 dados podem ser apagados e escritos de forma aleatória (como o próprio nome já diz), pois o seu acesso ocorre de forma aleatória. Guardam os dados temporariamente, e necessitam de uma carga elétrica para armazenar os dados, e, por isso, são chamadas de memórias voláteis. Fazem parte da memória principal do computador. 2- Memória ROM (Read Only Memory) é a memórias que não perdem informações ou dados. São memórias não voláteis. Normalmente a única operação possível é a de leitura, pois já vêm com os dados gravados de fábrica. Memória RAM - RANDOM ACCESS MEMORY ROM - READONLY MEMORY DRAM - Dinâmica SRAM - estática PROM EPROM EEPROM Flash Flash- BIOS Com relação às memórias RAM, podemos classificá-las como: 1- VRAM Video RAM: é a memória que a CPU acessa para enviar sinais ao monitor. 2- DRAM Dynamic RAM (veja o quadro a seguir.) 3- SRAM Static RAM (veja o quadro a seguir.) DRAM são as memórias dinâmicas, mais baratas, são fisicamente menores, consomem menos energiaque a estática. É utilizada como memóriaprincipalno computador. Precisamde refresh, isto é, necessitam que restaurem sua carga de tempos em tempos. SRAM são mais rápidas, e nãoprecisam de refresh. Contudo são mais caras, consomem bastante energia. Como exemplo temos a memória cache-onde são guardados os dados que são acessados com grande freqüência de forma direta pela CPU. Com relação às memórias ROM, podemos classificá-las como: 1 PROM Programmable ROM: Programável pelo usuário. Prof. Gustavo Cavalcante 7 de 44

8 2 EPROM Erasable Programmable ROM: Programável, podendo ser apagada com exposição à luz ultravioleta. (Erasable que pode ser apagada.) 3 EEPROM Electrically-Erasable Programmable ROM: Programável e apagável eletricamente. 4 Flash: Pode ser apagada eletricamente, porém em um curto tempo. São as memórias utilizadas nos famosos pen drives, ipods, etc. Tratados os hardwares, vamos abordar agora conceitos de softwares: 1 BIOS (Basic Input Output System): Programa gravado em memória não volátil responsável pela inicialização do computador, detectando periféricos conectados, e executando o carregamento do sistema operacional, entre outras funções. 2 Firmware: São as instruções programadas em um hardware, normalmente uma memória ROM, de um equipamento. 3 POST ( Power on self test ): é uma sequência de testes realizada pelo BIOS durante a inicialização do computador com a finalidade de verificar o funcionamento de diversos dispositivos no computador. 4 Bootstrap (ou boot loader): é o processo de inicialização do computador. 5 kernel, core: é o núcleo do sistema operacional. É carregado em memória RAM quando o computador é inicializado. O núcleo faz o link entre os aplicativos utilizados pelo usuário e o hardware. Visto, resumidamente, cada um dos conceitos, vamos à questão. Primeiramente é importante, em uma prova de concurso, tentarmos resolver a questão, mesmo que ela não esteja 100% de acordo com o que estudamos e sabemos. Uma forma interessante de resolver questões de múltipla escolha deste tipo é eliminando todas as opções absurdas. A letra A está errada, pois a segunda lacuna não pode ser preenchida por cache, pois, como vimos, a BIOS ou o programa bootstrap são programados em memória ROM. De forma fácil, pelas definições acima, as letras C e E também estão erradas. Com isso, ficamos entre as letras B e D. A quarta coluna da letra D está errada, pois o sistema operacional será carregado na RAM e não na VRAM. No caso, a questão considerou bootstrap como um sinônimo para BIOS. Resposta: B. Prof. Gustavo Cavalcante 8 de 44

9 3 (FCC - AJ TRE SP/TRE SP/2012) Em relação a hardware e software, é correto afirmar: a) Para que um software aplicativo esteja pronto para execução no computador, ele deve estar carregado na memória flash. b) O fator determinante de diferenciação entre um processador sem memória cache e outro com esse recurso reside na velocidade de acesso à memória RAM. c) Processar e controlar as instruções executadas no computador é tarefa típica da unidade de aritmética e lógica. d) O pendrive é um dispositivo de armazenamento removível, dotado de memória flash e conector USB, que pode ser conectado em vários equipamentos eletrônicos. e) Dispositivos de alta velocidade, tais como discos rígidos e placas de vídeo, conectam-se diretamente ao processador. Comentários: Questão fácil, mas traz alguns conceitos interessantes. Vamos analisar cada item. a) Para que um software aplicativo esteja pronto para execução no computador, ele deve estar carregado na memória flash. O item é falso. O software é carregado na memória principal do computador, que é uma memória do tipo RAM. Como vimos na questão anterior, a memória flash é do tipo ROM. b) O fator determinante de diferenciação entre um processador sem memória cache e outro com esse recurso reside na velocidade de acesso à memória RAM. O item é falso. Memória Cache é uma pequena quantidade de memória estática de alto desempenho, tendo por finalidade aumentar o desempenho do processador realizando uma busca antecipada na cache. Quando o processador necessita de um dado, e este não está presente no cache, ele terá de realizar a busca diretamente na memória RAM. Como provavelmente será requisitado novamente, o dado que foi buscado na RAM é copiado na cache. Como a cache é uma memória de alto desempenho, ela é mais cara. Por isso, para aumentar o desempenho sem aumentar os custos na mesma proporção, os fabricantes de processadores vêm adotando diferentes níveis para a cache. Como a cache é uma memória de alto desempenho, ela é mais cara. Prof. Gustavo Cavalcante 9 de 44

10 cache L1-1º nível, mais próximo da CPU, localizada dentro da CPU. cache L2-2º nível, pode estar localizada dentro ou fora da CPU, possui tamanho maior que a 1. cache L3-3º nível, utilizado em alguns processadores, sempre externo à CPU. A diferenciação é que a velocidade de acesso, pela CPU, à cache é maior que a velocidade de acesso da CPU à memória principal (RAM). Por isso, processadores com cache podem acessar mais rapidamente dados na cache. A hierarquia das memórias, quanto à velocidade de acesso pelo processador está registrado na figura abaixo (figura retirada do site: Figura Hierarquia das Memórias - Prof. Gustavo Cavalcante 10 de 44

11 c) Processar e controlar as instruções executadas no computador é tarefa típica da unidade de aritmética e lógica. O item é falso. São componentes da CPU: Unidade Lógica e Aritmética (ULA ou ALU), Unidade de Controle (UC), registradores, chipset, clock. A unidade de aritmética e lógica (ULA) faz exatamente o que seu nome determina, executa operações aritméticas (+,-) e lógicas (and, or, not, etc). A unidade de controle controla e decodifica instruções, além de controlar a transferência das instruções e dados. Isto quer dizer quer, ela é responsável pela tomada das decisões, sendo responsável pelo controle do fluxo dos dados. Sendo assim, a CPU recebe dados de dispositivos de E/S e após realizar os processamentos necessários envia a resposta a um dispositivo de E/S. e) Dispositivos de alta velocidade, tais como discos rígidos e placas de vídeo, conectam-se diretamente ao processador. O item é falso. Discos rígidos e placas de vídeo não são dispositivos de alta velocidade, e também não se conectam direto ao processador, mas sim à placa mãe. Um componente importantíssimo no computador é a placa-mãe. Vimos que a placa-mãe é a placa principal do computador, onde está a CPU, e onde outras placas são acopladas por meio de barramentos, permitindo assim a interligação dos componentes do computador. Resposta: D. 4 (FCC AFTE / SER PB / 2006) O BIOS de um microcomputador é basicamente a) um sistema de controle de rotinas de entrada e saída. b) uma memória de massa. Prof. Gustavo Cavalcante 11 de 44

12 c) um slot de memória regravável. Curso: Informática p/ ICMS PI d) um chip de memória de acesso randômico. e) um sistema operacional de interface gráfica. Comentários: Mais uma questão sobre o assunto. Coloquei aqui apenas para lembrar que muitas vezes a questão vai trazer definições próximas ou com outras palavras. Lembrando: analisem os itens, eliminem aqueles absurdos. BIOS não é um tipo de memória, nem um chip, nem um sistema operacional. Só pode ser a letra A. Resposta: A. 5 (FCC - AFF/TCE-SP /2012) O processador do computador (ou CPU) é uma das partes principais do hardware do computador e é responsável pelos cálculos, execução de tarefas e processamento de dados. Sobre processadores, considere: I. Contém um conjunto restrito de células de memória chamados registradores que podem ser lidos e escritos muito mais rapidamente que em outros dispositivos de memória. II. Em relação a sua arquitetura, se destacam os modelos RISC (Reduced Instruction Set Computer) e CISC (Complex Instruction Set Computer). III. Possuem um clock interno de sincronização que define a velocidade com que o processamento ocorre. Essa velocidade é medida em Hertz. Está correto o que se afirma em a) III, apenas. b) I e II, apenas. c) II e III, apenas. d) II, apenas. e) I, II e III. Comentários: I. Contém um conjunto restrito de células de memória chamados registradores que podem ser lidos e escritos muito mais rapidamente que em outros dispositivos de memória. Item verdadeiro. Prof. Gustavo Cavalcante 12 de 44

13 Registradores pequena memória interna à CPU; retém informações a curto prazo; acesso da CPU ao registrador é muito veloz; registra um conjunto de bits, que podem ser deslocados para a direita ou para a esquerda. Principais Registradores PC -Contador de programa IR - Registrador de instrução MAR -Registrador de endereço de memória MDR -Registrador de Dados da memória R -Registrador de propósito geral Apenas para ilustrar, coloquei os principais tipos de registradores, mas não acho que será cobrado a esse nível de profundidade na prova. II. Em relação a sua arquitetura, se destacam os modelos RISC (Reduced Instruction Set Computer) e CISC (Complex Instruction Set Computer). Item verdadeiro. RISC e CISC são tipos de arquiteturas de processadores. As principais diferenças são: CISC "Complex Instruction Set Computer" Caracterizado por ampla gama de instruçõesdisponíveis para programadores, porém muitas não utilizadas; Instruções complexas, sendo que cada uma delas é executada em vários ciclos; Um único conjuntode registradores. RISC "Reduction Strunction Set Computer" Poucas instruções, sendo estas mas simples e velozes, executadas em paralelo; Vários conjuntosde registradores; III. Possuem um clock interno de sincronização que define a velocidade com que o processamento ocorre. Essa velocidade é medida em Hertz. Item verdadeiro. O clock da CPU ou relógio da CPU age como se marcasse períodos de tempo, gerando pulsos, cuja duração é denominada ciclo. Cada vez que completa 1 segundo temos um número de pulsos gerados pelo relógio. Isso define a frequência do relógio da CPU, que é medida em Hertz (Hz). Prof. Gustavo Cavalcante 13 de 44

14 Outro item parecido já caiu na FCC (TRT 20º região/analista Judiciário/2011): O tempo de execução do computador é medido em ciclos; cada ciclo representa uma oscilação completa de um sinal elétrico fornecido pelo gerador de relógio do sistema. A velocidade do computador geralmente é dada em GHz.. A afirmativa é verdadeira neste item. Resposta: E. 6 (FCC - AFF (TCE-SP)/TCE-SP/2012) Sobre os computadores é correto afirmar: a) O BIOS é um software armazenado em um chip de memória RAM fixado na placa mãe. Tem a função de armazenar o Sistema Operacional. b) A fonte de alimentação transforma a tensão elétrica que entra no computador, de 240 V para 110 V, pois os componentes internos suportam apenas a tensão de 110 V. c) Barramentos são circuitos integrados que fazem a transmissão física de dados de um dispositivo a outro. d) Quando o sistema de fornecimento de energia falha, um estabilizador comum tem como principal objetivo manter o abastecimento por meio de sua bateria até que a energia volte ou o computador seja desligado. e) Um bit representa um sinal elétrico de exatos 5 V que é interpretado pelos componentes de hardware do computador. Comentários: Vamos analisar item a item. a) O BIOS é um software armazenado em um chip de memória RAM fixado na placa mãe. Tem a função de armazenar o Sistema Operacional. Atenção às palavras chaves da questão em vermelho. Uma viagem completa, não acham? A BIOS sempre estará em uma memória ROM. Além disso, um software nunca terá a função de armazenar. Item falso. b) A fonte de alimentação transforma a tensão elétrica que entra no computador, de 240 V para 110 V, pois os componentes internos suportam apenas a tensão de 110 V. Item falso. A fonte de alimentação transforma tensão alternada em tensão contínua, transformando 110 V ou 220 V em +3,3V ou +5V ou +12V ou 12V, que são as tensões utilizadas por componentes eletrônicos do computador. c) Barramentos são circuitos integrados que fazem a transmissão física de dados de um dispositivo a outro. Item falso. Barramento são conjuntos de condutores por onde trafegam sinais elétricos (entendam como dados) que são utilizados para a comunicação entre os dispositivos. Prof. Gustavo Cavalcante 14 de 44

15 Circuitos integrados seriam chips, isto é, um conjunto de miniaturas de pequenos componentes eletrônicos. Entre os tipos de barramentos, temos: ISA ( Industry Standard Architecture ), PCI ( Peripheral Component Interconnect ), PCI-X (Peripheral Component Interconnect Extended), PCI Express, etc. d) Quando o sistema de fornecimento de energia falha, um estabilizador comum tem como principal objetivo manter o abastecimento por meio de sua bateria até que a energia volte ou o computador seja desligado. Item incorreto. Acho que muitos riram ao ler este item. Quantas vezes ficamos sem luz e tínhamos um estabilizador em casa? Alguém conseguiu continuar estudando no computador? O estabilizador comum não tem esse objetivo de fornecer abastecimento elétrico, mas sim proteger contra variações de tensão. O No-break pode funcionar como bateria externa, sustentando o fornecimento de energia por um curto período de tempo que varia dependendo das especificações de cada equipamento. e) Um bit representa um sinal elétrico de exatos 5 V que é interpretado pelos componentes de hardware do computador. Item incorreto. Em componentes digitais os sinais elétricos trafegam pelos circuitos podendo representar dois tipos de níveis lógicos: 0 e 1. O nível 0, ou falso, ou off normalmente está próximo a 0V. Já o nível 1 depende do tipo de dispositivo e da codificação utilizada para representar os dados na forma de onda do sinal elétrico. A questão é falsa, pois o sinal elétrico não pode ser de nenhum valor exato, já que existem pelo menos dois tipos de sinais. Resposta: Questão anulada. 7 (FCC -ADP (DPE SP)/DPE SP/Contador/2013) Em Taiwan, cientistas conseguiram criar um dispositivo de armazenamento no padrão WORM. O interessante é o que o elemento que armazena a informação é baseado em uma fina fibra de DNA de salmão. O dispositivo criado por eles usa basicamente dois eletrodos opostos e uma camada de DNA de salmão de nanopartículas de nitrato de prata. Jogando uma luz ultravioleta em cima do conjunto, as nanopartículas se espalham por um filme fino contendo o DNA de salmão. Nisso, você tem um disco óptico improvisado. Pela crença dos cientistas taiwaneses, o DNA de salmão ainda é um componente experimental e pesquisas tecnológicas que o envolvam ainda estão em fase inicial. Entretanto, eles o julgam perfeitamente capaz de ser o substituto do silício, o principal componente dos dispositivos de armazenamento atuais. (http://olhardigital.uol.com.br/produtos/digital_news/noticias/cientistascriam-dispositivo-de-armazenamento-a-partir-do-sna-do-salmao) Dispositivos no padrão WORM permitem que Prof. Gustavo Cavalcante 15 de 44

16 a) sejam feitas diversas gravações em uma sessão, e os arquivos podem ser acessados quantas vezes forem desejadas. b) dados possam ser gravados e apagados cerca de mil vezes. c) seja feita uma única gravação, mas os arquivos podem ser acessados quantas vezes forem desejadas. d) sejam feitas quantas gravações forem desejadas até o limite da mídia e os arquivos gravados podem ser apagados e acessados quantas vezes forem desejadas. e) seja feita uma única gravação que pode ser apagada e uma única nova regravação realizada. Comentários: A questão fala sobre tecnologias de armazenamento de dados. Dispositivos no padrão WORM ( Write Once, read many ) permitem somente uma escrita, protegendo contra tentativas de apagar dados. Como exemplo, temos o CD-R e o DVD-R. Resposta: C. 8 (FCC -AFR SP/SEFAZ SP/2006) Durante um levantamento de informações contábeis em um estabelecimento comercial, um agente necessita gravar um CD de forma emergencial. Sabendo que esse agente possui uma unidade gravadora de CD externa, e que deseja conectar esse dispositivo em um microcomputador que possui um barramento do tipo universal, ele deverá: a) utilizar a porta serial RS-232. b) utilizar a porta USB. c) conectar o dispositivo a uma porta BBS. d) instalar a unidade em um slot de memória disponível. e) conectar a unidade na BIOS. Comentários: Esta questão é de Na época, acho que poderíamos ficar em dúvida, mas atualmente o que não conectamos na porta USB? Coloquei a questão para revisar a diferença entre portas seriais, paralelas, USB e firewire. As portas seriais transmitem um bit por vez, enquanto que as paralelas 8 bits por vez, sendo esta a principal diferença entre elas. A vantagem da porta USB é que ela é mais rápida que as seriais e paralelas tradicionais, e de menor custo. Além disso, os computadores atuais normalmente possuem várias portas USB. Outro conceito que veio junto com a porta USB é o conceito de plug and play(pnp). Normalmente para instalar periféricos era comum ter de abrir a torre do computador. Com o USB e o PnP basta plugar o dispositivo por meio Prof. Gustavo Cavalcante 16 de 44

17 de um cabo USB e automaticamente a instalação é feita, sendo possível instalar os drivers (programas com especificações dos periféricos) automaticamente. O firewire foi criado pela Apple, Inc. para substituir o SCSI (Small Computer System Interface tecnologia que também permitia conectar periféricos). Com velocidade superior ao USB foi adotado por várias empresas como a Sony e a Apple. Contudo, os altos royalties que os possuidores da patente exigiram e o seu custo superior impediram que este tomasse o lugar do USB. Observe a seguir as características destes tipos de conexões: USB 1.0 e 1.1 USB 2.0 USB 1.0 FireWire 400 (também chamado de IEEE-1394a) FireWire 800(também chamado de IEEE- 1394b) Taxas de transmissão de até 1,5 Mbps (megabits por segundo) para USB 1.0 e até 12 Mbps por segundo para USB 1.1. Suporta até 127 dispositivos (incluindo hubs) por controlador USB. Compatível com Plug and Play. Alimentação e distribuição integrada para dispositivos de baixa potência. Todos os benefícios do USB 1.0 e 1.1 com a adição de: Taxas de transmissão de até 480Mbps. Totalmente compatível com versões anteriores do USB 1.0 e 1.1. Testado a um nível mais alto que o USB 1.0/1.1 para assegurar confiabilidade. Usado principalmente para aplicativos de rede rápida e de multimídia de alta velocidade. Conexão automática em rede entre dois computadores no Microsoft Windows XP por meio da conexão de um cabo FireWire. Compatível com Plug and Play. Velocidades de transmissão de até 400 Mbps. Suporta até 63 dispositivos (incluindo hubs) por meio de uma conexão. Pode fornecer em torno de 45 watts de energia para dispositivos conectados. Tem todas as vantagens do FireWire 400 com os seguintes aperfeiçoamentos e melhorias. Compatível com as versões anteriores do FireWire 400 por meio de adaptador. Suporta distâncias de cabo de até 100 metros, por meio de cabos ópticos especiais. Velocidades de transmissão em torno de 800 Mbps (velocidades maiores possíveis com cabos especiais). O manuseio de dados é mais eficaz. Referência: N205 Resposta: B. 9 (FCC -AFTM SP/Pref SP/Gestão Tributária/2012) Dispositivos de entrada e saída possibilitam introduzir dados externos ao computador para processamento e apresentar dados processados pelo computador. Alguns dispositivos efetuam ambos papéis, servindo de dispositivo de entrada e saída. Um exemplo destes dispositivos é Prof. Gustavo Cavalcante 17 de 44

18 a) a webcam. Curso: Informática p/ ICMS PI b) a tela sensível ao toque. c) o leitor de código de barras. d) o mouse ótico. e) o scanner. Comentários: A questão fala sobre dispositivos de entrada e saída (ou E/S ou I/O) do computador. Questão atual, pois menciona tecnologias mais novas, como a tela sensível ao toque (touch screen). Dispositivos de entrada são utilizados para inserir dados pelo usuário, que são decodificados e enviados para processamento do computador. Ex: teclado, mouse, scanner, webcam, etc. Dispositivos de saída são aqueles que recebem os dados do computador e decodificam para o usuário. Ex: monitor, impressora. A tela sensível ao toque é ao mesmo tempo dispositivo de entrada, pois recebe a informação do usuário (por exemplo o toque em um aplicativo para executá-lo), e de saída, pois mostra a imagem para o usuário. Outros exemplos: CD, DVD, pen drive, etc. Resposta: B. 10 (FCC -AFR SP/SEFAZ SP/Gestão Tributária/2009) A boa refrigeração de um processador geralmente é obtida mediante a) a execução do boot proveniente de uma unidade periférica. b) a instalação de uma placa-mãe compacta. c) a adequada distribuição da memória. d) o uso de um cooler. e) o aumento do clock. Comentário: O responsável pela refrigeração do processador é o cooler, um pequeno ventilador acoplado à placa mãe. Resposta: D. 11 (FCC -AFTM SP/Pref SP/Gestão Tributária/2012) A GUI é uma característica típica: a) de hipertextos. b) de programas escritos em html. c) do sistema operacional Windows. d) do sistema de armazenamento do Linux. Prof. Gustavo Cavalcante 18 de 44

19 e) de ferramentas de programação. Curso: Informática p/ ICMS PI Comentários: A GUI ( Graphical User Interface ) é um tipo de interface gráfica amigável que permite a interação de usuários com dispositivos eletrônicos. Este tipo de interface utiliza janelas, ícones, etc, sendo a interação feita por meio de mouse, por exemplo. Diferencia-se da CLI ( Command Line Interface ) que basicamente permite a interação do usuário digitando comandos textuais para a realização de tarefas. Resposta: C. 12 (FCC -AFTM SP/Pref SP/Gestão Tributária/2012) O Sistema Operacional: a) é o software responsável pelo gerenciamento, funcionamento e execução de todos os programas. b) é um software da categoria dos aplicativos, utilizado para a criação de textos, planilhas de cálculo, desenhos etc. c) apesar de gerenciar a leitura e a gravação de arquivos, delega a função de localização de programas nas unidades de discos a softwares utilitários de terceiros. d) Linux é um software proprietário, já o Windows, é o software livre mais utilizado nos computadores pessoais atualmente. e) não está relacionado à evolução das CPUs, pois independem de componentes de hardware, já que são executados em um computador virtual (virtual machine). Comentários: a) é o software responsável pelo gerenciamento, funcionamento e execução de todos os programas. Este item é a resposta da questão. Sistemas Operacionais são softwares complexos que fornecem uma interface entre o hardware e o usuário final. Eles são responsáveis pela ligação entre as requisições do usuário e o envio de dados ao hardware. Como o usuário não fala diretamente com a máquina, se faz necessário que se tenha um sistema operacional. Além disso, é responsável por gerenciar o funcionamento dos diversos programas e aplicativos. Prof. Gustavo Cavalcante 19 de 44

20 softwares complexos responsável pelo sistema de arquivo interfaceentre o hardwaree o usuário final Sistemas operacionais responsável pela gestão da memória virtual do computador ligação entre as requisições do usuário e o envio de dados ao hardware gerenciar o funcionamento dos diversos programas e aplicativos b) é um software da categoria dos aplicativos, utilizado para a criação de textos, planilhas de cálculo, desenhos etc. Item falso. Está em uma camada entre os aplicativos e o hardware. c) apesar de gerenciar a leitura e a gravação de arquivos, delega a função de localização de programas nas unidades de discos a softwares utilitários de terceiros. Item falso. O Sistema operacional também é responsável por localizar programas nas unidades de disco, assim como gerenciar prioridades entre eles. d) Linux é um software proprietário, já o Windows, é o software livre mais utilizado nos computadores pessoais atualmente. Item falso. Linux é livre, e o Windows proprietário. Veja a seguir um comparativo entre os diferentes tipos de software. Prof. Gustavo Cavalcante 20 de 44

Universidade Tuiuti do Paraná UTP Faculdade de Ciências Exatas - FACET

Universidade Tuiuti do Paraná UTP Faculdade de Ciências Exatas - FACET Universidade Tuiuti do Paraná UTP Faculdade de Ciências Exatas - FACET Hardware de Computadores Questionário II 1. A principal diferença entre dois processadores, um deles equipado com memória cache o

Leia mais

Conceitos Básicos de Informática. Antônio Maurício Medeiros Alves

Conceitos Básicos de Informática. Antônio Maurício Medeiros Alves Conceitos Básicos de Informática Antônio Maurício Medeiros Alves Objetivo do Material Esse material tem como objetivo apresentar alguns conceitos básicos de informática, para que os alunos possam se familiarizar

Leia mais

HARDWARE COMPONENTES BÁSICOS E FUNCIONAMENTO. Wagner de Oliveira

HARDWARE COMPONENTES BÁSICOS E FUNCIONAMENTO. Wagner de Oliveira HARDWARE COMPONENTES BÁSICOS E FUNCIONAMENTO Wagner de Oliveira SUMÁRIO Hardware Definição de Computador Computador Digital Componentes Básicos CPU Processador Memória Barramento Unidades de Entrada e

Leia mais

Curso Técnico de Nível Médio

Curso Técnico de Nível Médio Curso Técnico de Nível Médio Disciplina: Informática Básica 2. Hardware: Componentes Básicos e Funcionamento Prof. Ronaldo Componentes de um Sistema de Computador HARDWARE: unidade

Leia mais

Componentes de um Sistema de Computador

Componentes de um Sistema de Computador Componentes de um Sistema de Computador HARDWARE: unidade responsável pelo processamento dos dados, ou seja, o equipamento (parte física) SOFTWARE: Instruções que dizem o que o computador deve fazer (parte

Leia mais

Informática para Banca IADES. Hardware e Software

Informática para Banca IADES. Hardware e Software Informática para Banca IADES Conceitos Básicos e Modos de Utilização de Tecnologias, Ferramentas, Aplicativos e Procedimentos Associados ao Uso de Informática no Ambiente de Escritório. 1 Computador É

Leia mais

Fundamentos em Informática

Fundamentos em Informática Fundamentos em Informática 04 Organização de Computadores nov/2011 Componentes básicos de um computador Memória Processador Periféricos Barramento Processador (ou microprocessador) responsável pelo tratamento

Leia mais

Conhecer os tipos de Placa Mãe, principais caracteristicas, seus componentes e suas funcionalidades, destacando assim, a importância de uma placa mãe.

Conhecer os tipos de Placa Mãe, principais caracteristicas, seus componentes e suas funcionalidades, destacando assim, a importância de uma placa mãe. PLACA MÃE 1. OBJETIVO Conhecer os tipos de Placa Mãe, principais caracteristicas, seus componentes e suas funcionalidades, destacando assim, a importância de uma placa mãe. 2. COMPONENTES DA PLACA MÃE

Leia mais

MOTAGEM E MANUTENÇÃO Hardware. Professor: Renato B. dos Santos

MOTAGEM E MANUTENÇÃO Hardware. Professor: Renato B. dos Santos MOTAGEM E MANUTENÇÃO Hardware Professor: Renato B. dos Santos 1 O computador é composto, basicamente, por duas partes:» Hardware» Parte física do computador» Elementos concretos» Ex.: memória, teclado,

Leia mais

Sistemas Operacionais. Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira. Aula 03 Conceitos de Hardware e Software parte 02. Cursos de Computação

Sistemas Operacionais. Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira. Aula 03 Conceitos de Hardware e Software parte 02. Cursos de Computação Cursos de Computação Sistemas Operacionais Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira Aula 03 Conceitos de Hardware e Software parte 02 Referência: MACHADO, F.B. ; MAIA, L.P. Arquitetura de Sistemas Operacionais. 4.ed.

Leia mais

MODULO II - HARDWARE

MODULO II - HARDWARE MODULO II - HARDWARE AULA 01 O Bit e o Byte Definições: Bit é a menor unidade de informação que circula dentro do sistema computacional. Byte é a representação de oito bits. Aplicações: Byte 1 0 1 0 0

Leia mais

Computação I. Profa. Márcia Hellen Santos marciasantos@uepa.br

Computação I. Profa. Márcia Hellen Santos marciasantos@uepa.br Computação I Profa. Márcia Hellen Santos marciasantos@uepa.br MÓDULO I- Introdução à Informática Hardware Hardware? HARDWARE é a parte física do computador. É o conjunto de componentes mecânicos, elétricos

Leia mais

ARQUITETURA DE COMPUTADORES Prof. João Inácio

ARQUITETURA DE COMPUTADORES Prof. João Inácio ARQUITETURA DE COMPUTADORES Prof. João Inácio Memórias Memória: é o componente de um sistema de computação cuja função é armazenar informações que são, foram ou serão manipuladas pelo sistema. Em outras

Leia mais

Arquitetura Genérica

Arquitetura Genérica Arquitetura Genérica Antes de tudo, vamos revisar o Modelo Simplificado do Funcionamento de um Computador. Modelo Simplificado do Funcionamento de um Computador O funcionamento de um computador pode ser

Leia mais

Arquitetura de Computadores. Professor: Vilson Heck Junior

Arquitetura de Computadores. Professor: Vilson Heck Junior Arquitetura de Computadores Professor: Vilson Heck Junior Agenda Conceitos Estrutura Funcionamento Arquitetura Tipos Atividades Barramentos Conceitos Como já discutimos, os principais componentes de um

Leia mais

Hardware 2. O Gabinete. Unidades Derivadas do BYTE. 1 KB = Kilobyte = 1024B = 2 10 B. 1 MB = Megabyte = 1024KB = 2 20 B

Hardware 2. O Gabinete. Unidades Derivadas do BYTE. 1 KB = Kilobyte = 1024B = 2 10 B. 1 MB = Megabyte = 1024KB = 2 20 B 1 2 MODULO II - HARDWARE AULA 01 OBiteoByte Byte 3 Definições: Bit é a menor unidade de informação que circula dentro do sistema computacional. Byte é a representação de oito bits. 4 Aplicações: Byte 1

Leia mais

Curso Técnico de Nível Médio

Curso Técnico de Nível Médio Curso Técnico de Nível Médio Disciplina: Informática Básica 2. Hardware: Componentes Básicos e Funcionamento Prof. Ronaldo Componentes de um Sistema de Computador HARDWARE: unidade

Leia mais

Universidade Federal de Alagoas Campus Arapiraca Curso de Administração Pública QUESTIONÁRIO SUPLEMENTAR 01

Universidade Federal de Alagoas Campus Arapiraca Curso de Administração Pública QUESTIONÁRIO SUPLEMENTAR 01 Universidade Federal de Alagoas Campus Arapiraca Curso de Administração Pública Sistemas de Informação Gerenciais 2º Período 2013.2 QUESTIONÁRIO SUPLEMENTAR 01 FCC - 2013 - Banco do Brasil - Escriturário

Leia mais

Introdução a Ciência da Computação Conceitos Básicos de Sistema PROFESSORA CINTIA CAETANO

Introdução a Ciência da Computação Conceitos Básicos de Sistema PROFESSORA CINTIA CAETANO Introdução a Ciência da Computação Conceitos Básicos de Sistema PROFESSORA CINTIA CAETANO Introdução A informática é uma área que atualmente vem evoluindo muito rapidamente. A cada dia se torna mais importante

Leia mais

Introdução a Informática. Prof.: Roberto Franciscatto

Introdução a Informática. Prof.: Roberto Franciscatto Introdução a Informática Prof.: Roberto Franciscatto 3.1 EXECUÇÃO DAS INSTRUÇÕES A UCP tem duas seções: Unidade de Controle Unidade Lógica e Aritmética Um programa se caracteriza por: uma série de instruções

Leia mais

Formação Modular Certificada. Arquitetura interna do computador. Hardware e Software UFCD - 0769. Joaquim Frias

Formação Modular Certificada. Arquitetura interna do computador. Hardware e Software UFCD - 0769. Joaquim Frias Formação Modular Certificada Arquitetura interna do computador Hardware e Software UFCD - 0769 Joaquim Frias Computador É um conjunto de dispositivos eletrónicos capaz de aceitar dados e instruções, executa

Leia mais

Microinformática Introdução ao hardware. Jeronimo Costa Penha SENAI - CFP/JIP

Microinformática Introdução ao hardware. Jeronimo Costa Penha SENAI - CFP/JIP Microinformática Introdução ao hardware Jeronimo Costa Penha SENAI - CFP/JIP Informática Informática é o termo usado para se descrever o conjunto das ciências da informação, estando incluídas neste grupo:

Leia mais

Prof. Daniel Gondim danielgondimm@gmail.com. Informática

Prof. Daniel Gondim danielgondimm@gmail.com. Informática Prof. Daniel Gondim danielgondimm@gmail.com Informática Componentes de um SC Hardware X Software Memória do Computador Hardware X Software Toda interação dos usuários de computadores modernos é realizada

Leia mais

TI Aplicada. Aula 03 Componentes Básicos Hardware e Rede. Prof. MSc. Edilberto Silva prof.edilberto.silva@gmail.com http://www.edilms.eti.

TI Aplicada. Aula 03 Componentes Básicos Hardware e Rede. Prof. MSc. Edilberto Silva prof.edilberto.silva@gmail.com http://www.edilms.eti. TI Aplicada Aula 03 Componentes Básicos Hardware e Rede Prof. MSc. Edilberto Silva prof.edilberto.silva@gmail.com http://www.edilms.eti.br Principais Componentes Barramentos Placa Mãe Processadores Armazenamento

Leia mais

Como è feito computador

Como è feito computador Como è feito computador O computador contém uma parte elétrica e uma parte eletrónica. Parte elétrica é usada para transformar e dinstribuir a eletricidade que vem para os vários componentes. Parte eletrónica

Leia mais

Informática para concursos

Informática para concursos Informática para concursos Prof.: Fabrício M. Melo www.professorfabricio.com msn:fabcompuway@terra.com.br Hardware Software peopleware Parte física (Tangível). Parte lógica (Intangível). Usuários. Processamento

Leia mais

Sistemas Operacionais. Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira. Aula 03 Conceitos de Hardware e Software parte 01. Cursos de Computação

Sistemas Operacionais. Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira. Aula 03 Conceitos de Hardware e Software parte 01. Cursos de Computação Cursos de Computação Sistemas Operacionais Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira Aula 03 Conceitos de Hardware e Software parte 01 Referência: MACHADO, F.B. ; MAIA, L.P. Arquitetura de Sistemas Operacionais. 4.ed.

Leia mais

Por razões, é requerido um módulo de E/S, que deve desempenhar duas funções principais:

Por razões, é requerido um módulo de E/S, que deve desempenhar duas funções principais: Entrada e Saída Além do processador e da memória, um terceiro elemento fundamental de um sistema de computação é o conjunto de módulos de E/S. Cada módulo se conecta com o barramento do sistema ou com

Leia mais

sobre Hardware Conceitos básicos b Hardware = é o equipamento.

sobre Hardware Conceitos básicos b Hardware = é o equipamento. Conceitos básicos b sobre Hardware O primeiro componente de um sistema de computação é o HARDWARE(Ferragem), que corresponde à parte material, aos componentes físicos do sistema; é o computador propriamente

Leia mais

Escola. Europeia de. Ensino. Profissional ARQUITETURA DE COMPUTADORES

Escola. Europeia de. Ensino. Profissional ARQUITETURA DE COMPUTADORES Escola Europeia de t Ensino Profissional ARQUITETURA DE COMPUTADORES TRABALHO REALIZADO: ANDRÉ RIOS DA CRUZ ANO LETIVO: 2012/ 2013 TÉCNICO DE GESTÃO DE EQUIPAMENTOS INFORMÁTICOS 2012 / 2013 3902 Escola

Leia mais

Noções básicas sobre sistemas de computação

Noções básicas sobre sistemas de computação Noções básicas sobre sistemas de computação Conceitos e definições Dado: Pode ser qualquer coisa! Não tem sentido nenhum se estiver sozinho; Informação: São dados processados. Um programa determina o que

Leia mais

MINI DICIONÁRIO TÉCNICO DE INFORMÁTICA. São apresentados aqui alguns conceitos básicos relativos à Informática.

MINI DICIONÁRIO TÉCNICO DE INFORMÁTICA. São apresentados aqui alguns conceitos básicos relativos à Informática. Tecnologias da Informação e Comunicação MINI DICIONÁRIO TÉCNICO DE INFORMÁTICA São apresentados aqui alguns conceitos básicos relativos à Informática. Informática: Tratamento da informação por meios automáticos.

Leia mais

Aula 00 Curso: Informática Teoria e Questões comentadas p/ Analista INSS Professor: Gustavo Cavalcante

Aula 00 Curso: Informática Teoria e Questões comentadas p/ Analista INSS Professor: Gustavo Cavalcante Aula 00 Curso: Informática Teoria e Questões comentadas p/ Analista INSS Professor: Gustavo Cavalcante APRESENTAÇÃO Olá amigos e futuros servidores públicos! Curso: Informática p/ Analista do INSS Sejam

Leia mais

Arquitetura de Computadores. Arquitetura de Computadores 1

Arquitetura de Computadores. Arquitetura de Computadores 1 Computadores Computadores 1 Introdução Componentes: Processador; UC; Registradores; ALU s, FPU s, etc. Memória (Sistema de armazenamento de informações; Dispositivo de entrada e saída. Computadores 2 Introdução

Leia mais

Arquitetura de Von Neumann e os Computadores Modernos

Arquitetura de Von Neumann e os Computadores Modernos Arquitetura de Von Neumann e os Computadores Modernos Arquitetura de Computadores e Software Básico Aula 5 Flávia Maristela (flaviamsn@ifba.edu.br) Arquitetura de Von Neumann e as máquinas modernas Onde

Leia mais

16/09/2012. Agenda. Introdução. Introdução. Introdução. Introdução. Curso Conexão Noções de Informática. Aula 1 Arquitetura de Computadores (Hardware)

16/09/2012. Agenda. Introdução. Introdução. Introdução. Introdução. Curso Conexão Noções de Informática. Aula 1 Arquitetura de Computadores (Hardware) Curso Conexão Noções de Informática Aula 1 Arquitetura de Computadores (Hardware) Agenda ; Arquitetura do Computador; ; ; Dispositivos de Entrada e Saída; Tipos de Barramentos; Unidades de Medidas. Email:

Leia mais

Introdução à Informática ARQUITETURA DE COMPUTADORES

Introdução à Informática ARQUITETURA DE COMPUTADORES Universidade do Contestado Campus Concórdia Curso de Engenharia Ambiental Prof.: Maico Petry Introdução à Informática ARQUITETURA DE COMPUTADORES DISCIPLINA: Informática Aplicada O Que éinformação? Dados

Leia mais

Memória Informações Adicionais. Memória Informações Adicionais. Memória Informações Adicionais. Memória Informações Adicionais

Memória Informações Adicionais. Memória Informações Adicionais. Memória Informações Adicionais. Memória Informações Adicionais Ciência da Computação Arq. e Org. de Computadores Parte II Prof. Sergio Ribeiro de um computador sistema constituído de vários componentes (vários tipos diferentes de memória) interligados e integrados,

Leia mais

Componentes de um computador típico

Componentes de um computador típico Componentes de um computador típico Assim como em um videocassete, no qual é necessário ter o aparelho de vídeo e uma fita contendo o filme que será reproduzido, o computador possui a parte física, chamada

Leia mais

ILHA I GERENCIAMENTO DE CONTEÚDO CMS DISCIPLINA: Introdução à Computação MÓDULO II Memórias e Processamento

ILHA I GERENCIAMENTO DE CONTEÚDO CMS DISCIPLINA: Introdução à Computação MÓDULO II Memórias e Processamento MÓDULO II Memórias e Processamento Esse módulo irá relatar sobre as memórias seus tipos e a ligação com os tipos variados de processamento. Leia atentamente todo o conteúdo e participe dos fóruns de discursão,

Leia mais

Tipos de placas-mãe PLACA MÃE. Placa-mãe com slot ISA (destaque)

Tipos de placas-mãe PLACA MÃE. Placa-mãe com slot ISA (destaque) PLACA MÃE Placa mãe, também denominada mainboard ou motherboard, é uma placa de circuito impresso, que serve como base para a instalação dos demais componentes de um computador, como o processador, memória

Leia mais

Apresentação. Conceitos Iniciais. www.profricardobeck.com.br. contato@profricardobeck.com.br. Apresentação & Introdução.

Apresentação. Conceitos Iniciais. www.profricardobeck.com.br. contato@profricardobeck.com.br. Apresentação & Introdução. Apresentação www.profricardobeck.com.br contato@profricardobeck.com.br Apresentação & Introdução Condicionamento Material Didático Site / E-mail Testes? Edital Conceitos Iniciais 1 Mensurando Dados Sistemas

Leia mais

Apresentação. Conceitos Iniciais. Apresentação & Introdução. www.profricardobeck.com.br. contato@profricardobeck.com.br.

Apresentação. Conceitos Iniciais. Apresentação & Introdução. www.profricardobeck.com.br. contato@profricardobeck.com.br. Apresentação Apresentação & Introdução Condicionamento www.profricardobeck.com.br contato@profricardobeck.com.br Material Didático Site / E-mail Testes? Edital Mensurando Dados Sistemas de numeração Conceitos

Leia mais

Fundamentos de Hardware. 1. Placa Mãe

Fundamentos de Hardware. 1. Placa Mãe Universidade Federal de Santa Maria - UFSM Departamento de Eletrônica e Computação - DELC Fundamentos de Informática Prof. Cesar Tadeu Pozzer Julho de 2006 Fundamentos de Hardware Os seguintes links representam

Leia mais

Técnicas de Manutenção de Computadores

Técnicas de Manutenção de Computadores Técnicas de Manutenção de Computadores Professor: Luiz Claudio Ferreira de Souza Placa Mãe Dispositivos (Onboard) São aqueles encontrados na própria Placa Mãe. Ex: Rede, Som, Vídeo e etc... Prof. Luiz

Leia mais

Informática. Aulas: 01 e 02/12. Prof. Márcio Hollweg. www.conquistadeconcurso.com.br. Visite o Portal dos Concursos Públicos WWW.CURSOAPROVACAO.COM.

Informática. Aulas: 01 e 02/12. Prof. Márcio Hollweg. www.conquistadeconcurso.com.br. Visite o Portal dos Concursos Públicos WWW.CURSOAPROVACAO.COM. Informática Aulas: 01 e 02/12 Prof. Márcio Hollweg UMA PARCERIA Visite o Portal dos Concursos Públicos WWW.CURSOAPROVACAO.COM.BR Visite a loja virtual www.conquistadeconcurso.com.br MATERIAL DIDÁTICO EXCLUSIVO

Leia mais

Introdução a Informática. Prof.: Roberto Franciscatto

Introdução a Informática. Prof.: Roberto Franciscatto Introdução a Informática Prof.: Roberto Franciscatto 4.1 HARDWARE COMPONENTES BÁSICOS Qualquer PC é composto pelos mesmos componentes básicos: Processador, memória, HD, placa-mãe, placa de vídeo e monitor

Leia mais

Aula 04 A. Barramentos. Prof. Ricardo Palma

Aula 04 A. Barramentos. Prof. Ricardo Palma Aula 04 A Barramentos Prof. Ricardo Palma Definição Em ciência da computação barramento é um conjunto de linhas de comunicação que permitem a interligação entre dispositivos, como o CPU, a memória e outros

Leia mais

HARDWARE FUNDAMENTAL. Unidade de sistema CPU Memória Primária Bus ou Barramento

HARDWARE FUNDAMENTAL. Unidade de sistema CPU Memória Primária Bus ou Barramento HARDWARE FUNDAMENTAL Unidade de sistema CPU Memória Primária Bus ou Barramento Um computador é um sistema capaz de processar informação de acordo com as instruções contidas em programas, independentemente

Leia mais

Sistemas Computacionais

Sistemas Computacionais 2 Introdução Barramentos são, basicamente, um conjunto de sinais digitais com os quais o processador comunica-se com o seu exterior, ou seja, com a memória, chips da placa-mãe, periféricos, etc. Há vários

Leia mais

INSTITUTO MARTIN LUTHER KING CURSO PROCESSAMENTO DE DADOS DISCIPLINA: HARDWARE

INSTITUTO MARTIN LUTHER KING CURSO PROCESSAMENTO DE DADOS DISCIPLINA: HARDWARE Memória ROM Vamos iniciar com a memória ROM que significa Read Only Memory, ou seja, uma memória somente para leitura. Isso quer dizer que as instruções que esta memória contém só podem ser lidas e executadas,

Leia mais

Prof. Demétrios Coutinho. Informática. Hardware

Prof. Demétrios Coutinho. Informática. Hardware 1 Prof. Demétrios Coutinho Informática Hardware 2 Componentes Básicos e Funcionamento 2 Hardware 3 Conjunto de dispositivos elétricos/eletrônicos que englobam a CPU, a memória e os dispositivos de entrada/saída

Leia mais

MEMÓRIA. A memória do computador pode ser dividida em duas categorias:

MEMÓRIA. A memória do computador pode ser dividida em duas categorias: Aula 11 Arquitetura de Computadores - 20/10/2008 Universidade do Contestado UnC/Mafra Sistemas de Informação Prof. Carlos Guerber MEMÓRIA Memória é um termo genérico usado para designar as partes do computador

Leia mais

Informática para Concursos 1 leitejuniorbr@yahoo.com.br

Informática para Concursos 1 leitejuniorbr@yahoo.com.br QUESTÕES TRE / TJ FCC 2007 CARGO: TÉCNICO JUDICIÁRIO ÁREA QUESTÃO 11 -. Com relação a hardware, é correto afirmar que: (A) Computadores com placas-mãe alimentadas por fontes ATX suportam o uso do comando

Leia mais

Computação e Processamento de Dados CPD INF400

Computação e Processamento de Dados CPD INF400 Computação e Processamento de Dados CPD INF400 Professor: André Ferreira andre.ferreira@ifba.edu.br Material baseado: Prof.ª Renata Vilas e outros Apresentação Quem vai solicitar aproveitamento de disciplina?

Leia mais

Introdução a Informática. Prof.: Roberto Franciscatto

Introdução a Informática. Prof.: Roberto Franciscatto Introdução a Informática Prof.: Roberto Franciscatto 2.1 CONCEITO DE BIT O computador só pode identificar a informação através de sua elementar e restrita capacidade de distinguir entre dois estados: 0

Leia mais

Visão Geral da Arquitetura de Computadores. Prof. Elthon Scariel Dias

Visão Geral da Arquitetura de Computadores. Prof. Elthon Scariel Dias Visão Geral da Arquitetura de Computadores Prof. Elthon Scariel Dias O que é Arquitetura de Computadores? Há várias definições para o termo arquitetura de computadores : É a estrutura e comportamento de

Leia mais

b) Estabilizador de tensão, fonte no-break, Sistema Operacional, memória principal e memória

b) Estabilizador de tensão, fonte no-break, Sistema Operacional, memória principal e memória CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA SISUTEC DISCIPLINA: INTRODUÇÃO A COMPUTAÇÃO PROF.: RAFAEL PINHEIRO DE SOUSA ALUNO: Exercício 1. Assinale a opção que não corresponde a uma atividade realizada em uma Unidade

Leia mais

Introdução. Em se tratando de computador, entendemos que memória são dispositivos que armazenam dados com os quais o processador trabalha.

Introdução. Em se tratando de computador, entendemos que memória são dispositivos que armazenam dados com os quais o processador trabalha. Memorias Introdução Em se tratando de computador, entendemos que memória são dispositivos que armazenam dados com os quais o processador trabalha. Necessariamente existe dois tipos de memórias: -Memória

Leia mais

Estrutura de um Computador. Linguagem de Programação Rone Ilídio UFSJ - CAP

Estrutura de um Computador. Linguagem de Programação Rone Ilídio UFSJ - CAP Estrutura de um Computador Linguagem de Programação Rone Ilídio UFSJ - CAP Hardware e Software HARDWARE: Objetos Físicos que compões o computador Circuitos Integrados, placas, cabos, memórias, dispositivos

Leia mais

Introdução à Arquitetura de Computadores

Introdução à Arquitetura de Computadores Introdução à Arquitetura de Computadores Prof. Tiago Semprebom Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Santa Catarina - Campus São José tisemp@sj.ifsc.edu.br 31 de julho de 2009 Prof. Tiago

Leia mais

Estrutura geral de um computador

Estrutura geral de um computador Estrutura geral de um computador Prof. Helio H. L. C. Monte-Alto Cristo padeceu uma vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu

Leia mais

23/05/2013. Partes do Sistema Computacional. Hardware. Ciclo do Processamento de Dados HARDWARE: CONCEITOS BÁSICOS. Hardware Software Dados Usuários

23/05/2013. Partes do Sistema Computacional. Hardware. Ciclo do Processamento de Dados HARDWARE: CONCEITOS BÁSICOS. Hardware Software Dados Usuários 2 Partes do Sistema Computacional HARDWARE: CONCEITOS BÁSICOS Software Dados Usuários Introdução à Microinformática Prof. João Paulo Lima Universidade Federal Rural de Pernambuco Departamento de Estatística

Leia mais

R S Q 0 0 1 0 1 0 1 0 0 1 1 0 Tabela 17 - Tabela verdade NOR

R S Q 0 0 1 0 1 0 1 0 0 1 1 0 Tabela 17 - Tabela verdade NOR 19 Aula 4 Flip-Flop Flip-flops são circuitos que possuem a característica de manter os bits de saída independente de energia, podem ser considerados os princípios das memórias. Um dos circuitos sequenciais

Leia mais

Prof. Esp. Lucas Cruz

Prof. Esp. Lucas Cruz Prof. Esp. Lucas Cruz O hardware é qualquer tipo de equipamento eletrônico utilizado para processar dados e informações e tem como função principal receber dados de entrada, processar dados de um usuário

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais Sistemas de Entrada/Saída Princípios de Hardware Sistema de Entrada/Saída Visão Geral Princípios de Hardware Dispositivos de E/S Estrutura Típica do Barramento de um PC Interrupções

Leia mais

Introdução às Tecnologias de Informação e Comunicação. Conceitos Introdutórios

Introdução às Tecnologias de Informação e Comunicação. Conceitos Introdutórios Introdução às Tecnologias de Informação e Comunicação Conceitos Introdutórios Informática Informática - Tratamento ou processamento da informação utilizando meios automáticos, nomeadamente o computador.

Leia mais

18º CONCURSO PARA ESTÁGIO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

18º CONCURSO PARA ESTÁGIO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 18º CONCURSO PARA ESTÁGIO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO DISTRITO FEDERAL Você está recebendo as PROVAS OBJETIVA E SUBJETIVA, compostas por trinta questões objetivas e duas questões

Leia mais

Placa Mãe. Prof. Alexandre Beletti Ferreira

Placa Mãe. Prof. Alexandre Beletti Ferreira Placa Mãe Prof. Alexandre Beletti Ferreira Hardware Todo equipamento, peças, que pode ser tocado. Exemplos: memória, processador, gabinete, mouse, teclado, monitor (também chamados de periféricos). Placa

Leia mais

Noções de Hardware. André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com)

Noções de Hardware. André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com) Noções de Hardware André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com) Gerações de hardware Tipos de computadores Partes do Microcomputador Periféricos Armazenamento de

Leia mais

COMEÇAM A SURGIR DÚVIDAS:

COMEÇAM A SURGIR DÚVIDAS: INTRODUÇÃO Olá pessoal, a proposta deste material não é formar técnicos na área de informática, mas sim repassar conceitos, macetes e dicas que auxiliem na preparação para concursos públicos. Peço desculpas

Leia mais

Placa - Mãe - Introdução

Placa - Mãe - Introdução Aula de Hardware Placa - Mãe - Introdução Também conhecida como "motherboard" ou "mainboard", a placa-mãe é, basicamente, a responsável pela interconexão de todas as peças que formam o computador. O HD,

Leia mais

Barramentos - BUS. Professor Especialista: Airton Ribeiro de Sousa

Barramentos - BUS. Professor Especialista: Airton Ribeiro de Sousa Professor Especialista: Airton Ribeiro de Sousa É o percurso principal dos dados entre dois ou mais componentes de um sistema de computação, neste caso são os caminhos arquitetados na PLACA MÃE até o ponto

Leia mais

Conceitos básicos sobre TIC

Conceitos básicos sobre TIC Conceitos básicos sobre TIC Origem da palavra Informática Informação + Automática Informática Significado: Tratamento ou processamento da informação utilizando meios automáticos, nomeadamente o computador.

Leia mais

CONHEÇA MELHOR SEU COMPUTADOR

CONHEÇA MELHOR SEU COMPUTADOR CONHEÇA MELHOR SEU COMPUTADOR Por: Pedro ( Lan House Viagem Virtual ) Sacie sua fome de conhecimento, veja em ordem alfabética os principais termos sobre hardware. Como muitos devem saber, os computadores

Leia mais

SISTEMAS INFORMÁTICOS

SISTEMAS INFORMÁTICOS SISTEMAS INFORMÁTICOS Nesta apresentação, aprenderá a distinguir Hardware de software, identificar os principais componentes físicos de um computador e as suas funções. Hardware e Software Estrutura de

Leia mais

CPU Fundamentos de Arquitetura de Computadores. Prof. Pedro Neto

CPU Fundamentos de Arquitetura de Computadores. Prof. Pedro Neto Fundamentos de Arquitetura de Computadores Prof. Pedro Neto Aracaju Sergipe - 2011 Conteúdo 4. i. Introdução ii. O Trabalho de um Processador iii. Barramentos iv. Clock Interno e Externo v. Bits do Processador

Leia mais

ROM e RAM. Memórias 23/11/2015

ROM e RAM. Memórias 23/11/2015 ROM e RAM Memórias Prof. Fabrício Alessi Steinmacher. Para que o processador possa executar suas tarefas, ele busca na memória todas as informações necessárias ao processamento. Nos computadores as memórias

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS PRONATEC

FACULDADE PITÁGORAS PRONATEC FACULDADE PITÁGORAS PRONATEC DISCIPLINA: ARQUITETURA DE COMPUTADORES Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos carlos@oficinadapesquisa.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Objetivos Ao final desta apostila,

Leia mais

Introdução. à Estrutura e Funcionamento de um Sistema Informático

Introdução. à Estrutura e Funcionamento de um Sistema Informático Introdução à Estrutura e Funcionamento de um Sistema Informático Estrutura básica de um sistema informático Componentes de um sistema informático O interior de um PC A placa principal ou motherboard O

Leia mais

Sistemas Operacionais. Prof. Pedro Luís Antonelli Anhanguera Educacional

Sistemas Operacionais. Prof. Pedro Luís Antonelli Anhanguera Educacional Sistemas Operacionais Prof. Pedro Luís Antonelli Anhanguera Educacional Hardware HARDWARE Sistema Computacional = conjunto de circuitos eletrônicos interligados formado por processador, memória, registradores,

Leia mais

Prof. Sandrina Correia

Prof. Sandrina Correia Tecnologias de I informação de C omunicação 9º ANO Prof. Sandrina Correia TIC Prof. Sandrina Correia 1 Objectivos Definir os conceitos de Hardware e Software Identificar os elementos que compõem um computador

Leia mais

Prof. Daniel Gondim danielgondimm@gmail.com. Informática

Prof. Daniel Gondim danielgondimm@gmail.com. Informática Prof. Daniel Gondim danielgondimm@gmail.com Informática Componentes de um SC Barramento Também conhecido como BUS É um conjunto de linhas de comunicação que permitem a interligação entre dispositivos,

Leia mais

CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO INFORMÁTICA BÁSICA AULA 03. Docente: Éberton da Silva Marinho e-mail: ebertonsm@gmail.com 25/06/2014

CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO INFORMÁTICA BÁSICA AULA 03. Docente: Éberton da Silva Marinho e-mail: ebertonsm@gmail.com 25/06/2014 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 03 Docente: Éberton da Silva Marinho e-mail: ebertonsm@gmail.com 25/06/2014 Unidades de armazenamento

Leia mais

INFORMÁTICA PARA CONCURSOS - 2015. Prof. Marco Antônio

INFORMÁTICA PARA CONCURSOS - 2015. Prof. Marco Antônio INFORMÁTICA PARA CONCURSOS - 2015 Prof. Marco Antônio Gestão da Informação e Conhecimento Dados Elemento bruto que não expressa informação Ex.: A, ], % *, & Gestão da Informação e Conhecimento Informação

Leia mais

O hardware é a parte física do computador, como o processador, memória, placamãe, entre outras. Figura 2.1 Sistema Computacional Hardware

O hardware é a parte física do computador, como o processador, memória, placamãe, entre outras. Figura 2.1 Sistema Computacional Hardware 1 2 Revisão de Hardware 2.1 Hardware O hardware é a parte física do computador, como o processador, memória, placamãe, entre outras. Figura 2.1 Sistema Computacional Hardware 2.1.1 Processador O Processador

Leia mais

Barramentos do Sistema

Barramentos do Sistema Barramentos do Sistema AOC: Arquitetura e Organização de Computadores Computador CPU Quais os barramentos? Unidade lógica e aritmética Equipamentos de E/S Memória principal Unidade de controle Linhas de

Leia mais

2012/2013. Profª Carla Cascais 1

2012/2013. Profª Carla Cascais 1 Tecnologias de Informação e Comunicação 7º e 8º Ano 2012/2013 Profª Carla Cascais 1 Conteúdo Programático Unidade 1 Informação/Internet Unidade 2 Produção e edição de documentos -Word Unidade 3 Produção

Leia mais

1. CAPÍTULO COMPUTADORES

1. CAPÍTULO COMPUTADORES 1. CAPÍTULO COMPUTADORES 1.1. Computadores Denomina-se computador uma máquina capaz de executar variados tipos de tratamento automático de informações ou processamento de dados. Os primeiros eram capazes

Leia mais

SAMUEL MARTINS SEAP 07-01-2015 INFORMÁTICA HARDWARE

SAMUEL MARTINS SEAP 07-01-2015 INFORMÁTICA HARDWARE HARDWARE CONCEITOS INICIAIS A informática é um meio de obter informações de forma rápida e automática utilizando equipamentos como: Microcomputadores PC s (Desktops), Mainframes, Notebooks, Tablet e outros

Leia mais

UCP. Memória Periféricos de entrada e saída. Sistema Operacional

UCP. Memória Periféricos de entrada e saída. Sistema Operacional Arquitetura: Conjunto de elementos que perfazem um todo; estrutura, natureza, organização. Houaiss (internet) Bit- Binary Digit - Número que pode representar apenas dois valores: 0 e 1 (desligado e ligado).

Leia mais

Organização e arquitetura de computadores Protocolos de barramento

Organização e arquitetura de computadores Protocolos de barramento Organização e arquitetura de computadores Protocolos de barramento Alunos: José Malan, Gustavo Marques, Johnathan Alves, Leonardo Cavalcante. Universal serial bus (USB) O USB é um padrão da indústria que

Leia mais

Guia de Instalação SIAM. Procedimento de Instalação do Servidor SIAM

Guia de Instalação SIAM. Procedimento de Instalação do Servidor SIAM Guia de Instalação SIAM Procedimento de Instalação do Servidor SIAM Documento Gerado por: Amir Bavar Criado em: 18/10/2006 Última modificação: 27/09/2008 Guia de Instalação SIAM Procedimento de Instalação

Leia mais

DESCREVENDO SISTEMAS DE UM COMPUTADOR

DESCREVENDO SISTEMAS DE UM COMPUTADOR DESCREVENDO SISTEMAS DE UM COMPUTADOR Componentes de Hardware, Software e Sistemas Operacionais Curso Superior de Redes de Computadores André Moraes SISTEMAS DE COMPUTADOR Um sistema de computador consiste

Leia mais

Processadores clock, bits, memória cachê e múltiplos núcleos

Processadores clock, bits, memória cachê e múltiplos núcleos Processadores clock, bits, memória cachê e múltiplos núcleos Introdução Os processadores (ou CPUs, de Central Processing Unit) são chips responsáveis pela execução de cálculos, decisões lógicas e instruções

Leia mais

Disciplina: Introdução à Engenharia da Computação

Disciplina: Introdução à Engenharia da Computação Colegiado de Engenharia de Computação Disciplina: Introdução à Engenharia da Computação Aulas 08 (semestre 2011.2) Prof. Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto, M.Sc. rosalvo.oliveira@univasf.edu.br 2 Hardware

Leia mais

Capítulo 4 Livro do Mário Monteiro Introdução Hierarquia de memória Memória Principal. Memória principal

Capítulo 4 Livro do Mário Monteiro Introdução Hierarquia de memória Memória Principal. Memória principal Capítulo 4 Livro do Mário Monteiro Introdução Hierarquia de memória Memória Principal Organização Operações de leitura e escrita Capacidade http://www.ic.uff.br/~debora/fac! 1 2 Componente de um sistema

Leia mais

GABARITO COMENTADO DE HARDWARE 1) Falsa O texto mostrado, descreve que o Pen Drive possui 8.192MB ou seja, 8 Gigas de Memória. Já a questão menciona que o texto exibido contém uma memória com capacidade

Leia mais

Fundamentos de Informática Aula 3 Hardware e Software. Prof. Cleanderson Lobo cleandersonlobo@gmail.com 2015.2

Fundamentos de Informática Aula 3 Hardware e Software. Prof. Cleanderson Lobo cleandersonlobo@gmail.com 2015.2 Fundamentos de Informática Aula 3 Hardware e Software Prof. Cleanderson Lobo cleandersonlobo@gmail.com 2015.2 Hardware Introdução Todos os computadores requerem pelo menos os seguintes componentes para

Leia mais