BI Apex-Brasil. Manual do Usuário para Entidades Análise Histórica das Exportações

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "BI Apex-Brasil. Manual do Usuário para Entidades Análise Histórica das Exportações"

Transcrição

1 BI Apex-Brasil Manual do Usuário para Entidades Análise Histórica das Exportações

2 Sumário Este documento... 4 BI Apex-Brasil... 6 Visão Geral... 6 Padrão de Interface... 6 Considerações sobre o desempenho do ambiente Fontes dos dados Para entrar no sistema Endereço Acesso Esqueci minha senha Mudança de senha Página Inicial do BI Definindo o Painel Inicial Painel Entidades Exportações das Empresas Estrutura do Painel Filtros Descrição Conceitual Dados de Exportação Funcionamento e Navegação Restrições NOTAS Unidade de Planejamento Apex-Brasil

3 Apresentação Maurício Borges Presidente da Apex-Brasil Ana Paula Guimarães Diretora de Gestão e Planejamento Antonio Codorniz Gerente Geral de Gestão e Planejamento Marcos Vale Coordenador da Unidade de Planejamento Autores: Daniel Parente Lemos dos Santos Analista de Gestão e Negócios Marcelo Freitas Chamarelli Assistente de Gestão e Negócios Unidade de Planejamento Apex-Brasil

4 Este documento O Manual do Usuário do Business Intelligence (BI) Apex-Brasil é a principal referência para os interessados em utilizar o sistema de Business Intelligence. Neste documento estão reunidos conteúdos que auxiliam o usuário a compreender o que motivou o desenvolvimento de cada funcionalidade, incluindo-se um detalhamento das fontes dos dados, bem como, informações adicionais sobre os processos envolvidos e os comportamentos esperados de cada tela. Esta versão do documento contempla as funcionalidades relativas ao painel do BI Entidades Exportações das Empresas, com informações históricas das exportações das empresas apoiadas por PSI ativos da Apex-Brasil. A versão digital deste documento encontra-se disponível na Wiki da Apex-Brasil, no endereço Para se ter acesso ao ambiente Wiki, solicite ao gestor de seu projeto na Apex-Brasil. Unidade de Planejamento Apex-Brasil

5 Para cada tela listada, haverá o detalhamento do seu funcionamento, a seqüência sugerida de preenchimento e navegação, e a orientação quanto ao conteúdo adequado para cada campo, indicando a relação de pertinência no contexto da análise dos dados. O padrão de diagramação utilizado no decorrer deste documento segue abaixo: Quadro de Explicação de funcionalidade: Este tipo de quadro conterá informações sobre conceitos e procedimentos relativos às funcionalidades das telas. * Eventualmente, faremos explicações sobre as fontes dos dados ou formas de cálculo. Essas explicações ficaram neste tipo de quadro. Esta imagem aparecerá ao longo do manual para apontar dicas sobre o uso do sistema. OBS.: Nenhum dos dados exibidos nas telas retrata a realidade de qualquer projeto, servindo apenas como exemplo dos tipos de informações que cabem em cada funcionalidade/campo. Unidade de Planejamento Apex-Brasil

6 BI Apex-Brasil Visão Geral O BI Apex-Brasil é o sistema de informações que reúne todos os dados relativos aos projetos empreendidos pela Apex-Brasil, além de servir como a principal ferramenta de análise das exportações das empresas apoiadas. A proposta do BI Apex-Brasil é formar uma ampla rede de conhecimento em torno dos esforços brasileiros para promoção das exportações e investimentos, com foco na evolução do comércio internacional e do volume de Investimento Estrangeiro Direto (IED) no Brasil. O sistema está disponível para todos os colaborados da Apex-Brasil e para os gerentes e analistas de inteligência dos Projetos Setoriais Integrados (PSI). Ele possibilita o acesso a informações sobre as exportações das empresas apoiadas pelos projetos por mercado e por produto. É possível utilizar o ambiente BI Apex-Brasil para planejar, analisar e descobrir informações sobre as exportações das empresas apoiadas. Padrão de Interface O padrão gráfico de interface do BI Apex-Brasil foi pensado para proporcionar a melhor experiência possível ao usuário. A seguir, algumas características que podem ser destacadas: Adequação ao padrão visual da Apex-Brasil foi aplicada uma linguagem bem mais próxima da empregada pela Apex-Brasil em seus instrumentos de comunicação (newsletters, web site), gerando mais uniformidade e coerência na abordagem junto aos usuários; Arquitetura da informação funcionalidades e conteúdo melhor distribuídos, com seções bem definidas e correlacionadas. As informações são dispostas num formato mais voltado para o comportamento padrão dos usuários e seguindo modelos já sedimentados na internet. Melhor ergonomia e usabilidade a ergonomia de um sistema é definida a partir do grau de conforto provido para que o usuário realize uma operação ou conjunto delas. Em um sistema como o BI Apex-Brasil, quando pensamos nestes conceitos, avaliamos questões como: acessibilidade rápida e correta das informações, quantidade de cliques necessários para realizar determinado procedimento, possibilidade de interação e intervenção na forma como se dá a navegação. Podemos perceber que cada um destes pontos foi cuidadosamente planejado para viabilizar e, principalmente, agilizar a navegação do usuário no sistema, sem maiores esforços de busca pela informação ou pela funcionalidade. Unidade de Planejamento Apex-Brasil

7 A seguir, são listados os elementos principais que podem compor uma tela de Painel: Filtros em todas as páginas do BI será possível a utilização de filtros que alteram o resultado das informações de exportação. São dois os tipos de filtros, conforme descritos abaixo: o Caixa de Seleção (combobox) [1] Este tipo de filtro permite que apenas uma das opções disponíveis seja selecionada. No exemplo ao lado, só é possível selecionar uma das quatro opções disponíveis (o que inclui o item Todas as opções ). Para que o filtro tenha efeito sobre a área de resultados do painel, é necessário pressionar o botão Ir [1]. o Caixa de Seleção Múltipla [1] [5] [3] [4] [2] Este tipo permite que várias opções sejam selecionadas ao mesmo tempo. Primeiramente é preciso acionar o botão... *1+ do filtro desejado. Depois, clique sobre as opções desejadas com o botão Ctrl pressionado. Marcadas, as opções devem ser transferidas para a área de itens selecionados, utilizando-se o botão <, ou o botão << (para transferência de todos os itens disponíveis). Para remover os itens da área dos selecionados, pode-se utilizar o botão > (para remoção item a item), ou o botão >> (para a remoção de todos os itens). Concluída a escolha, o botão Ok [2] deve ser pressionado. A caixa de seleção Correspondência *3+ auxilia a busca por itens, quando o conjunto de disponíveis é muito grande. A opção começa com permite que os itens que comecem com os caracteres digitados *4+ sejam exibidos. A opção termina com mostra apenas os itens que terminam com os caracteres digitados. A opção contém exibe os itens que contém os caracteres digitados em qualquer parte de sua descrição. A opção é COMO permite a utilização do caractere coringa % (Exemplo: A string de busca E%Unidos%, com a opção é COMO, retornará as opções que comecem com E, tenham qualquer conteúdo antes de Unidos e qualquer conteúdo no fim Estados Unidos e Emirados Árabes Unidos). Para que o filtro tenha efeito sobre a área de resultados do painel, é necessário pressionar o botão Ir [5]. Unidade de Planejamento Apex-Brasil

8 Menu de Filtros: De maneira geral, os painéis são divididos em duas áreas principais: O Menu de Filtros e a Área de Dados. O menu de filtros pode estar posicionado na parte superior da tela, ou na parte esquerda da tela (caso do painel Entidades Exportações das Empresas). Unidade de Planejamento Apex-Brasil

9 Dados da Consulta Ao lado dos filtros são apresentados os resultados. Eles serão apresentados em formato de tabela ou gráfico. A tabela é manipulável podendo-se escolher por qual coluna se quer ordenar os dados. Os gráficos são apresentados nas telas iniciais dos Rankings de Mercado e de Produtos, e nas telas de evolução mensal. Todas as vezes em que se altera algum filtro, o resultado será reprocessado com o aparecimento de um relógio. Dependendo da combinação de filtros é possível que nenhum resultado seja apresentado. Exemplo: Exportações filtradas para o Japão com o filtro de continente ativo para a América do Sul. Unidade de Planejamento Apex-Brasil

10 Navegação O processo de navegação das informações no BI é baseado em cliques simples nas abas e nos campos dos resultados destacados em azul. O clique em uma aba altera a análise, já o clique nos campos em azul permite navegação e concomitantemente uma seleção de campo para filtro. No exemplo abaixo, ao escolher um país, você poderá escolher quais produtos ou empresas exportam para aquele mercado, este resultado irá aparecer em uma nova tela com o país selecionado como filtro. Figura 1 - Abas de navegação em destaque Unidade de Planejamento Apex-Brasil

11 Download de Resultados É possível efetuar o download dos dados das tabelas do painel para análises em aplicativos como o Microsoft Excel. Para tal, basta clicar no link Download, situado abaixo das tabelas de dados, e selecionar o tipo de arquivo a ser exportado. Os tipos disponíveis de arquivos para exportação são: Excel e Excel 2000, PowerPoint, Página da Web (MHTML), e Dados (Formato CSV, para abertura no próprio Excel ou em outros pacotes de aplicativos como o Open Office). Sempre que os dados forem retirados do ambiente de BI para edição em outros aplicativos, deixarão de ser responsabilidade da Apex-Brasil. Unidade de Planejamento Apex-Brasil

12 Impressão de Resultados Da mesma forma, Todos os resultados disponíveis no BI são publicáveis e podem ser impressos. Para isso, é possível gerar arquivos em PDF de todas as páginas apresentadas. Para gerar o arquivo, basta o clique no objeto destacado e escolher a opção Figura 2 Impressão dos resultados Unidade de Planejamento Apex-Brasil

13 Limpando os resultados - A ferramenta de BI permite que a qualquer momento você limpe todos os filtros realizados e reinicie a análise nas condições originais. Para tal, clique em Opções de Página e em seguida Limpar Filtros ou, opcionalmente, clique no nome do painel Entidades Exportações das Empresas (parte superior central da tela). Veja abaixo. Unidade de Planejamento Apex-Brasil

14 Considerações sobre o desempenho do ambiente Manual do Usuário para Entidades BI Apex-Brasil Tipicamente, aplicações de Buisness Intelligence tem requisitos de desempenho diferentes das aplicações comuns, ou seja, diferente daquelas aplicações consideradas transacionais / operacionais (Exemplos: Sistemas de Frente de Caixa de Mercados, Sistemas de Caixas Eletrônicos, SIG, Sistemas de Passagens Aéreas, etc.). Sistemas transacionais exigem que as transações sejam muito rápidas, de preferência quase instantâneas, nunca ultrapassando 5 ou 10 segundos (Imagine aguardar 20 segundos para o registro de cada mercadoria que você está comprando em um supermercado. Seria inviável!). Por outro lado, sistemas de BI lidam com milhares de registros por consulta. Além disso, tais sistemas não são vitais para viabilizar a operacionalização do dia-a-dia do negócio (No âmbito do relacionamento com a Apex-Brasil, as entidades teriam muita dificuldade em tocar os projetos sem o SIG. Por outro lado, a indisponibilidade do BI não impediria a continuidade dos projetos). Assim sendo, é aceitável que as consultas no ambiente de BI durem entre 30 segundos e 1 minuto. O quadro abaixo resume as diferenças entre sistemas analíticos e sistemas transacionais: Transacionais / Operacionais Analíticos (BI) Disponibilidade Alta disponibilidade! Vitais para a operacionalização do Indisponibilidade não afeta imediatamente a negócio operacionalização do negócio Transações Um registro por transação Milhares / milhões de registros por consulta (7 milhões de registros de exportação) Desempenho Transações precisam ser rápidas (máx. 10s) Consultas podem demorar até 5 minutos Exemplos SIG, Sistemas de Frente de Caixa, Sistemas de Caixas Eletrônicos BI Apex - Brasil Unidade de Planejamento Apex-Brasil

15 Fontes dos dados Os dados que alimentam o painel Entidades Exportações das Empresas são oriundos de duas fontes: o SIG com as informações sobre os projetos e a Secretaria de Comércio Exterior (SECEX) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), com as informações das exportações das empresas. A Apex-Brasil possui um convênio com a SECEX para obter os dados de exportação de todas as empresas apoiadas nos nossos projetos. Essas informações são confidenciais e só podem ser utilizadas e apresentadas para o público externo de forma consolidada, nunca individualmente por empresa. Portanto, não existem informações que detalham as exportações no nível de empresa. Também, não serão apresentadas informações agrupadas por produto ou mercado com menos de 3 empresas. Durante o ciclo de vida de cada projeto, as Entidades Representativas mantém atualizado o cadastro de seus respectivos projetos. As informações relativas às empresas apoiadas, mercados prioritários ou secundários e produtos apoiados pelo projeto (NCM Nomenclatura Comum do Mercosul) tem papel fundamental para a composição dos painéis apresentados no BI. A cada primeiro dia do mês, a Apex-Brasil reúne essas informações de cada projeto e as envia para a SECEX. De posse das informações enviadas pela Apex-Brasil, a SECEX gera arquivos contendo informações detalhadas das exportações. Tais arquivos são enviados à Agência após o 15º dia do mês e são posteriormente processados e carregados no ambiente de BI. SIG: 1 Os valores enviados pela SECEX são apresentados em Dólar (US$) FOB (Free on Board) e peso em Quilos (kg). 2 - A SECEX sempre envia as exportações totais de todas as empresas apoiadas por projeto com histórico de 3 anos mais o ano atual. No âmbito do painel Entidades Exportações das Empresas, as empresas inseridas no decorrer do projeto comporão seu resultado histórico dos últimos 3 anos mais o ano atual. Da mesma forma, empresas removidas deixarão de compor o resultado histórico do projeto nos últimos 3 anos mais o ano atual. 3 O painel Entidades Exportações das Empresas só considera projetos Em Execução no SIG. 4 Os conceitos Mercado e País são considerados sinônimos e são utilizados alternadamente neste manual. Unidade de Planejamento Apex-Brasil

16 Para entrar no sistema Endereço O BI Apex-Brasil está disponível na internet e pode ser acessado a qualquer momento e por todos os navegadores. Indicamos a utilização do Mozilla Firefox. O endereço de acesso é: https://bi.apexbrasil.com.br/login Acesso Atenção, não existe WWW e é necessário utilizar HTTPS. Ao entrar no endereço acima será necessário se autenticar informando nome do usuário e senha de acesso. A senha e login de acesso ao BI são os mesmos utilizados no acesso ao SIG. Entretanto, possuir um usuário do SIG não implica automaticamente na permissão de acesso ao BI. A permissão de acesso deve ser solicitada formalmente à Apex-Brasil através dos gestores dos projetos. Por limitações de licenças de uso, cada entidade poderá ter no máximo 2 usuários habilitados a utilizar o BI. [1] Seleção de Idioma: Esta função não está ativada, portanto, desconsidere-a. [1] Unidade de Planejamento Apex-Brasil

17 Esqueci minha senha Como já salientado, a senha e login de acesso ao BI são os mesmos utilizados no acesso ao SIG. Assim sendo, caso tenha esquecido sua senha de acesso, basta acessar o SIG através do endereço Na tela inicial, clique sobre o link Esqueci minha senha. Digite seu endereço eletrônico cadastrado no SIG e aguarde um com a nova senha. Unidade de Planejamento Apex-Brasil

18 Mudança de senha Para alterar sua senha de acesso ao BI e ao SIG, acesse o SIG através do endereço Na tela inicial, digite seu usuário e senha de acesso. Após login bem sucedido, na tela principal do SIG, clique em Dados Pessoais [1], na Caixa de Menu Administração, situada no lado direito da tela. Na tela de Edição de dados pessoais, digite sua senha atual [2], a nova senha [3] e a confirmação da nova senha [4], e depois clique no botão Salvar [5]. [1] [2] [3] [4] [5] Unidade de Planejamento Apex-Brasil

19 Página Inicial do BI Ao entrar no sistema, a primeira página exibida será o Meu painel, um ambiente livre onde consultas personalizadas podem ser colocadas. A funcionalidade de construção de consultas personalizadas ainda não está liberada para usuários das Entidades Representativas. A única funcionalidade liberada até o momento é o painel Entidades Exportações das Empresas, que pode ser acessado através do link disposto na parte superior central da tela, conforme diagrama abaixo: [2] [3] [1] Painéis: Neste espaço são identificados os painéis disponíveis para análise [1] [2] [3] [2] Entidades Exportações das Empresas: Link para acesso ao painel objeto de estudo deste documento. [3] Efetuar log-out: para sair do sistema, basta clicar em efetuar log-out. Unidade de Planejamento Apex-Brasil

20 Definindo o Painel Inicial Ao acessar o BI, será necessário selecionar qual será seu primeiro painel. Somente no primeiro acesso à ferramenta será necessário efetuar esta etapa de definição do painel inicial. Siga as seguintes instruções: Acione a opção Minha Conta no canto superior direito, a tela acima aparecerá. Na opção Painel Padrão escolha a opção Entidades Exportações das Empresas. Finalize o processo clicando em Terminado. De agora em diante sempre que você acessar o BI da Apex-Brasil você terá como tela inicial os painéis com os dados de exportação diretamente. Unidade de Planejamento Apex-Brasil

21 Painel Entidades Exportações das Empresas Estrutura do Painel O painel Entidades Exportações das Empresas foi elaborado para ser uma ferramenta de análise do desempenho exportador das empresas do projeto atualmente em execução de cada entidade. O painel é divido em sete partes (ou pastas ), que serão detalhadas adiante neste documento: Ranking de Mercados, Ranking de Produtos, Ranking de Mercados Mensal, Ranking de Produtos Mensal, Empresas, Produtos Apoiados e Mercados do Projeto. O processo de atualização dos dados de exportação acontece uma vez ao mês, sempre se valendo do cadastro de empresas, NCMs e mercados mantidos no SIG por cada entidade. A entrada ou saída de empresas altera o resultado das exportações históricas. Com a inclusão de uma empresa, as exportações dos seus últimos 3 anos mais o ano atual serão incluídos nos dados de exportação. O mesmo efeito ocorrerá com a exclusão de uma empresa: suas exportações sairão dos resultados afetando os resultados do ano atual e dos últimos 3 anos. A análise se inicia por qualquer uma das sete opções listadas acima. Na pasta de Ranking de Produtos inicia-se a análise a partir dos produtos (NCMs) podendo-se detalhá-la para os nineis de Mercado e Empresa. De maneira parecida, na pasta de Ranking de Mercados, a análise tem início nos Mercados e pode ser estendida para Mercados e Empresas. Em ambos os casos, as informações estão quebradas em exportações em valor (Dólar FOB), peso (KG) e preço médio (Dólar/Peso). Nas demais pastas (Ranking de Mercados Mensal, Ranking de Produtos Mensal, Empresas, Produtos Apoiados e Mercados do Projeto), não existe a possibilidade de se detalhar a informação apresentada no primeiro nível de análise. A seguir são detalhadas cada uma das telas do painel. Unidade de Planejamento Apex-Brasil

22 Ranking de Mercados Nesta pasta é possível visualizar as exportações das empresas apoiadas pelo projeto por mercado. As exportações estão divididas por mercado e podem ser ranqueadas por ano. Além da informação do valor, peso e preço médio (Dólar / Peso KG) exportado, é possível saber quantas empresas já exportaram para aquele mercado e qual a taxa de crescimento de um ano para o outro. Neste painel, é possível realizar diversos filtros: tipo de mercado (prioritário / secundário), continente, produto, etc. Árvore de Navegação Ranking de Mercados Produtos Empresas Empresas Detalhamento dos Produtos* Produtos *Do Detalhamento dos Produtos no Ranking de Mercados é possível navegar para as Empresas. Unidade de Planejamento Apex-Brasil

23 Ranking de Produtos Neste painel é possível visualizar as exportações das empresas apoiadas pelo projeto por produto (agrupado inicialmente por SH2). As exportações estão divididas por produto e podem ser ranqueadas por ano. Além da informação do valor exportado, peso e preço médio (Dólar / Peso Kg), é possível saber quantas empresas já exportaram aquele produto e qual a taxa de crescimento de um ano para o outro. Neste painel é possível realizar diversos filtros, tais como: produtos apoiados, mercados prioritários e secundários, país, continente, produto, etc. Árvore de Navegação Ranking de Produtos Empresas Mercados Detalhamento dos Produtos** Mercados Empresas **Do Detalhamento dos Produtos no Ranking de Produtos é possível navegar para as Empresas e Mercados. Unidade de Planejamento Apex-Brasil

24 Ranking de Mercados Mensal Análogo à pasta Ranking de Mercados, porém permite a análise mensal dos dados. Nesta pasta não há possibilidade de detalhamento das informações, como ocorre nas primeiras duas pastas descritas acima. É possível visualizar as informações de US$ FOB, Peso KG e Preço Médio tanto na forma tabular, quanto em formato gráfico. Para tal, basta selecionar a forma de visualização desejada nas caixas de seleção ([1], [2] e [3]) que se situam logo acima de cada uma das três seções. [1] [2] [3] Unidade de Planejamento Apex-Brasil

25 Ranking de Produtos Mensal Análogo à pasta Ranking de Produtos, porém permite a análise mensal dos dados. Nesta pasta não há possibilidade de detalhamento das informações. É possível visualizar as informações de US$ FOB, Peso KG e Preço Médio tanto na forma tabular, quanto em formato gráfico. Para tal, basta selecionar a forma de visualização desejada nas caixas de seleção ([1], [2] e [3]). [1] [2] [3] Unidade de Planejamento Apex-Brasil

26 Empresas Permite visualizar as empresas que estão sendo consideradas para a composição dos resultados de exportação exibidos no painel. É importante lembrar que as empresas relacionadas correspondem à fotografia do projeto no final do mês de referência. Ou seja, caso uma empresa seja removida do SIG, esta ação só será refletida no BI no mês seguinte. Nesta pasta, é possível também verificar se as empresas exportaram nos anos da série histórica. A exportação é representada por um círculo verde ( ). Para cada empresa, é possível verificar sua Data de Entrada e Data de Retirada do Projeto. Unidade de Planejamento Apex-Brasil

27 Produtos Apoiados Permite visualizar os produtos (NCM) que estão sendo considerados para a composição dos resultados de exportação exibidos no painel. É importante lembrar que os NCMs relacionados correspondem à fotografia do projeto no final do mês de referência. Ou seja, caso um produto seja removido ou incluído no SIG, esta ação só será refletida no BI no mês seguinte. Permite visualizar os produtos apoiados agregados por SH2, SH4, SH6 e com a descrição da sua intensidade tecnológica. Unidade de Planejamento Apex-Brasil

28 Mercados do Projeto Permite visualizar os mercados prioritários e secundários do projeto, de acordo com o cadastro realizado no SIG. É importante lembrar que os Mercados relacionados correspondem à fotografia do projeto no final do mês de referência. Ou seja, caso um país seja removido ou incluído no SIG, esta ação só será refletida no BI no mês seguinte. Unidade de Planejamento Apex-Brasil

29 Filtros Descrição Conceitual Descreve-se conceitualmente a seguir, todos os filtros utilizados no painel. Um mesmo filtro pode ser utilizado em várias pastas do painel. O funcionamento de cada um dos tipos de filtros (Caixa de Seleção e Caixa de Seleção Múltipla) é descrito na seção BI Apex-Brasil, sub-seção Padrão de Interface. Para que os filtros sejam ativados você deverá escolher uma opção e então clicar em Ir. Isso irá acionar o filtro e alterar o resultado da consulta. Os filtros devem ser acionados um por vez, não sendo possível alterar diversos filtros e só acionar o Ir em um deles. Sigla da Entidade (Caixa de Seleção) Este filtro é utilizado por usuários que podem visualizar dados de mais de uma entidade (Usuários Apex). Para os usuários das equipes das entidades, que só podem analisar dados de sua respectiva organização, este filtro não será preenchido por padrão. Os dados exibidos no painel já estarão restringidos à entidade do usuário logado. Data de Atualização dos Dados Aqui é apresentado o mês de atualização dos dados. No exemplo ao lado, Abril de Ano (Caixa de Seleção Múltipla) Este filtro é utilizado para ranquear, no gráfico, as exportações dos mercados. Conforme exemplificado ao lado, é possível selecionar vários anos neste filtro e assim ter uma melhor visualização histórica dos gráficos. Prior. Ou Secund. Do Projeto (Caixa de Seleção) Este filtro permite selecionar apenas mercados prioritários, apenas secundários, outros mercados, ou todos os mercados. País (Caixa de Seleção Múltipla) Este filtro permite selecionar qualquer país ou grupo de países. Continente (Caixa de Seleção Múltipla) Este filtro funciona da mesma forma que o anterior, permitindo o filtro dos países por continente. É importante alertar sobre eventuais incompatibilidades entre filtros, por exemplo, caso escolha América do Sul como continente e Portugal como país, nenhum resultado será encontrado. Unidade de Planejamento Apex-Brasil

30 Produtos Apex (Caixa de Seleção) Neste filtro é possível selecionar as exportações de produtos apoiados pela Apex. Isto significa ser apoiado por algum dos projetos apoiados pela agência. Os resultados oficiais da agência são baseados neste filtro. Produtos Apoiados (Caixa de Seleção) Neste filtro é possível selecionar as exportações de produtos apoiados pelo projeto e não apoiados pelo projeto. Atenção, este filtro será sempre um subconjunto do filtro acima. SH2 Número e Descrição (Caixa de Seleção Múltipla) Neste filtro é possível filtrar as exportações de um agrupamento de SH2 ou vários. SH4 Número e Descrição (Caixa de Seleção Múltipla) Neste filtro é possível filtrar as exportações de um agrupamento de SH4 ou vários. SH6 Número e Descrição (Caixa de Seleção Múltipla) Neste filtro é possível filtrar as exportações de um agrupamento de SH6 ou vários. Unidade de Planejamento Apex-Brasil

31 Dados de Exportação Funcionamento e Navegação Funcionamento Os dados de exportação serão sempre apresentados em forma de tabela e nas duas páginas iniciais em ranking no formato de gráfico. As tabelas podem ser modificadas em duas formas. Primeiro, é possível ordenar os dados por qualquer coluna, basta clicar na coluna para alterar toda a consulta estabelecendo nova forma de ordenação. No primeiro clique, será configurada a ordem crescente, no segundo clique, decrescente. A segunda forma de alteração é clicando nos campos destacados em azul (país, produto ou empresa). Ao clicar nestas opções você abrirá possibilidades de navegação. [1] [3] [2] [1] Ordenamento das colunas: todas as colunas das tabelas do BI são ordenáveis. Para isso, basta o clique na coluna que deseja ordenar. A primeira ordenação será crescente, a segunda decrescente. No exemplo acima, os dados estão ordenados por 2009 decrescentes. [2] Navegação: ao clicar em um país é possível escolher Empresas ou Produtos você irá navegar para o detalhamento daquele país visualizando suas exportações por empresa ou por produto. Este tema é abordado com maior detalhe na próxima página. [3] Gráfico Ranking: O ranking é construído a partir do filtro Ano. Ele é limitado a 10 itens. Unidade de Planejamento Apex-Brasil

32 Navegação A navegação é a grande vantagem do BI, já que é ela que permite o processo de descoberta. Por meio dela é possível escolher um país e detalhar quais empresas e produtos do projeto exportam para ele e com que freqüência. Esta mesma idéia se aplica aos produtos quando se inicia a análise pelo ranking de produtos. O processo de navegação é muito simples, basta clicar nos campos destacados em azul. A navegação será sempre possível em duas etapas conforme exemplificado abaixo: A navegação a partir de um mercado (Estados Unidos) permite a escolha de se conhecer as empresas ou produtos exportados. No exemplo ao lado é possível visualizar os produtos exportados pelas empresas do projeto para aquele mercado. Esta mesma funcionalidade funcionará no Ranking de Produtos. Unidade de Planejamento Apex-Brasil

33 Na navegação todos os filtros da consulta original são mantidos ou podem ser alterados. Repare que no filtro de país está o mercado selecionado. Na segunda etapa da navegação é possível detalhar mais uma vez a informação completando o ciclo Mercado Produto Empresa. No exemplo ao lado selecionamos o SH2 22 Bebidas, líquidos alcoólicos e vinagres. É possível visualizar então quais empresas exportam para os Estados Unidos o produto selecionado e com que freqüência anual. Destaca-se que o processo de navegação mantém os filtros inicias e que, ao realizar uma navegação, é possível alterar os filtros. Unidade de Planejamento Apex-Brasil

34 A informação das exportações das empresas estará sempre oculta, porém, é possível ordenar as colunas para ter idéia de quais são as principais exportadoras de um mercado ou produto. Para isso, basta clicar no título da coluna e determinar os ordenamento crescente ou decrescente sinalizado pela seta. Unidade de Planejamento Apex-Brasil

35 Assim como a navegação permite o detalhamento das informações, também é possível retornar para a tela anterior e recomeçar a análise inicial. Para isso basta utilizar o botão de retorno do navegador de internet. Ao retornar você reinicia a análise da última navegação realizada. No exemplo ao lado você retornaria para o painel onde já existe um mercado selecionado e todos os produtos estarão à mostra. Mercado -> Produtos. Unidade de Planejamento Apex-Brasil

BI Apex-Brasil. Manual do Usuário para Entidades Análise das Exportações Históricas. Versão 1.0 Sig v2.5.5

BI Apex-Brasil. Manual do Usuário para Entidades Análise das Exportações Históricas. Versão 1.0 Sig v2.5.5 BI Apex-Brasil Manual do Usuário para Entidades Análise das Exportações Históricas Versão 1.0 Sig v2.5.5 Sumário Conteúdo Este documento... 4 Fontes dos dados... 6 BI Apex-Brasil... 7 Visão Geral... 7

Leia mais

www.siteware.com.br Versão 2.6

www.siteware.com.br Versão 2.6 www.siteware.com.br Versão 2.6 Sumário Apresentação... 4 Login no PortalSIM... 4 Manutenção... 5 Unidades... 5 Unidades... 5 Grupos de CCQ... 5 Grupos de unidades... 6 Tipos de unidades... 6 Sistema de

Leia mais

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.1. ExpressoMG

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.1. ExpressoMG Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge Manual do Usuário Versão 1.1 ExpressoMG 14/10/2015 Sumário 1. Apresentação... 4 1.1 Objetivos do Manual... 4 1.2 Público Alvo...

Leia mais

WORKSHOP Ferramenta OLAP IBM Cognos

WORKSHOP Ferramenta OLAP IBM Cognos WORKSHOP Ferramenta OLAP IBM Cognos O objetivo deste documento é orientar o usuário final na utilização das funcionalidades da ferramenta OLAP IBM Cognos, referente a licença de consumidor. Sumário 1 Query

Leia mais

A barra de menu a direita possibilita efetuar login/logout do sistema e também voltar para a página principal.

A barra de menu a direita possibilita efetuar login/logout do sistema e também voltar para a página principal. MANUAL DO SISCOOP Sumário 1 Menu de Navegação... 3 2 Gerenciar País... 5 3- Gerenciamento de Registro... 8 3.1 Adicionar um registro... 8 3.2 Editar um registro... 10 3.3 Excluir um registro... 11 3.4

Leia mais

MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB

MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB 0 Sumário Introdução... 2 Funcionalidades... 2 Requisitos Necessários... 2 Faturamento Web... 3 Faturamento Simplificado... 4 Faturamento Detalhado... 9 Faturamento

Leia mais

Tutorial Administrativo (Backoffice)

Tutorial Administrativo (Backoffice) Manual - Software ENTRANDO NO SISTEMA BACKOFFICE Para entrar no sitema Backoffice, digite no seu navegador de internet o seguinte endereço: http://pesquisa.webbyapp.com/ Entre com o login e senha. Caso

Leia mais

INSTALAÇÃO DO SISTEMA CONTROLGÁS

INSTALAÇÃO DO SISTEMA CONTROLGÁS INSTALAÇÃO DO SISTEMA CONTROLGÁS 1) Clique duas vezes no arquivo ControlGasSetup.exe. Será exibida a tela de boas vindas do instalador: 2) Clique em avançar e aparecerá a tela a seguir: Manual de Instalação

Leia mais

Portal Sindical. Manual Operacional Empresas/Escritórios

Portal Sindical. Manual Operacional Empresas/Escritórios Portal Sindical Manual Operacional Empresas/Escritórios Acesso ao Portal Inicialmente, para conseguir acesso ao Portal Sindical, nos controles administrativos, é necessário acessar a página principal da

Leia mais

BI Gerenciamento e Monitoramento de Informações Processuais

BI Gerenciamento e Monitoramento de Informações Processuais Tribunal de Justiça de Pernambuco Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação BI Gerenciamento e Monitoramento de Informações Processuais Manual do Usuário Recife - 2014 Histórico de Alterações

Leia mais

Auto Treinamento. Versão 10.05.13

Auto Treinamento. Versão 10.05.13 Auto Treinamento Versão 10.05.13 Sumário 1. OBJETIVO... 3 2. CONCEITO DE BUSINESS INTELLIGENCE... 3 3. REALIZANDO CONSULTAS NO BI-PUBLIC... 4 3.2. Abrindo uma aplicação... 4 3.3. Seleções... 6 3.4. Combinando

Leia mais

MAIS MÉDICOS TUTORIAL PARA O SUPERVISOR RELATÓRIO DA PRIMEIRA VISITA DE SUPERVISÃO

MAIS MÉDICOS TUTORIAL PARA O SUPERVISOR RELATÓRIO DA PRIMEIRA VISITA DE SUPERVISÃO MAIS MÉDICOS TUTORIAL PARA O SUPERVISOR RELATÓRIO DA PRIMEIRA VISITA DE SUPERVISÃO Brasília/DF, 7 de maio de 2015. 1 APRESENTAÇÃO RELATÓRIO DA PRIMEIRA VISITA DE SUPERVISÃO Prezado (a) Supervisor (a) participante

Leia mais

Portal nddcargo 4.1.5.0 Manual de Utilização Call Center Visão Administrador

Portal nddcargo 4.1.5.0 Manual de Utilização Call Center Visão Administrador Portal nddcargo 4.1.5.0 Manual de Utilização Call Center Visão Administrador Histórico de alterações Data Versão Autor Descrição 23/11/2012 1 Criação do documento. 2 1. Introdução... 4 2. Funcionalidades

Leia mais

Instruções de uso do TABNET. Linha, Coluna e Conteúdo

Instruções de uso do TABNET. Linha, Coluna e Conteúdo O Tabnet, aplicativo desenvolvido pelo Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS), permite ao usuário fazer tabulações de bases de dados on-line e foi gentilmente cedido para disponibilização

Leia mais

3 - Tela Principal. Itens importantes da página

3 - Tela Principal. Itens importantes da página SUMÁRIO 1 1 - Conceitos Gerais O CRQ é um sistema de controle de qualidade utilizado na etapa de recrutamento de estudos de natureza qualitativa. Ele é um banco de dados que tem como principal objetivo

Leia mais

GUIA DE AUXÍLIO PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOS METODOLOGIA IFES

GUIA DE AUXÍLIO PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOS METODOLOGIA IFES GUIA DE AUXÍLIO PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOS METODOLOGIA IFES SUMÁRIO 1. PREENCHIMENTO DA PLANILHA DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS...3 1.1 Menu...3 1.2 Termo de Abertura...4 1.3 Plano do Projeto...5 1.4

Leia mais

Guia Rápido para Acesso, Preenchimento e Envio Formulário de Cadastro da Empresa e Formulário de Projeto

Guia Rápido para Acesso, Preenchimento e Envio Formulário de Cadastro da Empresa e Formulário de Projeto EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA MCTI/AEB/FINEP/FNDCT Subvenção Econômica à Inovação Transferência de Tecnologia do SGDC 01/2015 Transferência de Tecnologia Espacial no Âmbito do Decreto nº 7.769 de 28/06/2012

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. Conteúdo 1. Descrição geral 2 2. Resumo das funcionalidades 3 3. Efetuar cadastro no sistema 4 4. Acessar o sistema 6 5. Funcionalidades do menu 7 5.1 Dados cadastrais 7 5.2 Grupos de usuários 7 5.3 Funcionários

Leia mais

GUIA DE USUÁRIO - GU-

GUIA DE USUÁRIO - GU- 1/22 Revisão 00 de 20//12 1. OBJETIVO Orientar o usuário para a pesquisa e visualização detalhada de todas as ordens de compra emitidas, emitir confirmações de aceite, submeter solicitação de alteração,

Leia mais

Manual do Usuário. Controle Financeiro. Copyright 2014 - ControleNaNet

Manual do Usuário. Controle Financeiro. Copyright 2014 - ControleNaNet Manual do Usuário Controle Financeiro Copyright 2014 - ControleNaNet Conteúdo Menu Principal...3 Clientes... 4 Consulta... 5 Inclusão...6 Alteração... 8 Exclusão...8 Fornecedores...9 Consulta... 10 Inclusão...

Leia mais

Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR

Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR 1 Índice: 01- Acesso ao WEBMAIL 02- Enviar uma mensagem 03- Anexar um arquivo em uma mensagem 04- Ler/Abrir uma mensagem 05- Responder uma mensagem

Leia mais

V.1.0 SIAPAS. Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde. Contas Médicas

V.1.0 SIAPAS. Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde. Contas Médicas 2014 V.1.0 SIAPAS Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde Contas Médicas SIAPAS Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde Módulos CONTAS MÉDICAS Capa

Leia mais

Manual do Usuário Projeto DECOM DIGITAL Versão 1.0

Manual do Usuário Projeto DECOM DIGITAL Versão 1.0 Manual do Usuário Projeto DECOM DIGITAL Versão 1.0 Sumário 1 INTRODUÇÃO... ERRO! INDICADOR NÃO DEFINIDO. 2 ABRANGÊNCIA DO SISTEMA... 3 3 DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 3 4 COMO ACESSAR O SISTEMA... 3 5 COMO NAVEGAR

Leia mais

Version Notes (Notas da versão) Versão 4.10.1.8-05-12-2012

Version Notes (Notas da versão) Versão 4.10.1.8-05-12-2012 Florianópolis, 05 de dezembro de 2012. Abaixo você confere as características e funcionalidades da nova versão 4.10.1.8-05-12-2012 do Channel. Para quaisquer dúvidas ou na necessidade de maiores esclarecimentos,

Leia mais

Manual do Usuário. Manual do Usuário - Versão 1.0. 1

Manual do Usuário. Manual do Usuário - Versão 1.0. 1 Manual do Usuário Manual do Usuário - Versão 1.0. 1 Índice 1. Visão Geral... 3 2. Acessar o sistema... 3 3. Módulo Inicial... 6 3.1. Cabeçalho do sistema... 6 3.2. Fale Conosco... 6 3.3. Meu Cadastro...

Leia mais

3.000.000 de registros de candidatos e respondentes de pesquisa, número que continua crescendo.

3.000.000 de registros de candidatos e respondentes de pesquisa, número que continua crescendo. SUMÁRIO 1 1 - Conceitos Gerais O CRQ é um sistema de controle de qualidade utilizado na etapa de recrutamento de estudos de natureza qualitativa. Ele é um banco de dados que tem como principal objetivo

Leia mais

PEDIDO Manual OPERACIONAL

PEDIDO Manual OPERACIONAL SISTEMA DE GESTÃO HDIAS HAMILTON DIAS (31) 8829.9195 8540.8872 www.hdias.com.br hamilton-dias@ig.com.br PEDIDO Manual OPERACIONAL Pagina 2 de 34 ÍNDICE Pedido... 4 Como Acessar... 4 Como Localizar Pedido...

Leia mais

Este arquivo está disponível em: http://www.unesc.net/diario/manual

Este arquivo está disponível em: http://www.unesc.net/diario/manual Este arquivo está disponível em: http://www.unesc.net/diario/manual Diário On-line Apresentação ----------------------------------------------------------------------------------------- 5 Requisitos Básicos

Leia mais

Manual do Usuário Novembro/2012

Manual do Usuário Novembro/2012 Manual do Usuário Novembro/2012 Sumário 1. Objetivos...3 2. Informações Operacionais...4 3. Configurações Recomendadas...7 4. Preparação do Sistema...8 4.1 Solicitando acesso ao Sisu...8 4.2 Autorização

Leia mais

Guia de Inicialização para o Windows

Guia de Inicialização para o Windows Intralinks VIA Versão 2.0 Guia de Inicialização para o Windows Suporte 24/7/365 da Intralinks EUA: +1 212 543 7800 Reino Unido: +44 (0) 20 7623 8500 Consulte a página de logon da Intralinks para obter

Leia mais

Apresentando o novo modelo de atendimento Centro Marista de Serviços - CMS. Curitiba, Julho de 2014

Apresentando o novo modelo de atendimento Centro Marista de Serviços - CMS. Curitiba, Julho de 2014 Apresentando o novo modelo de atendimento Centro Marista de Serviços - CMS Curitiba, Julho de 2014 Vamos à prática: Como abrir um chamado? Entre na ferramenta com seu login e senha de rede (a mesma que

Leia mais

Vendas. Manual do Usuário. Copyright 2014 - ControleNaNet

Vendas. Manual do Usuário. Copyright 2014 - ControleNaNet Manual do Usuário Copyright 2014 - ControleNaNet Conteúdo A Ficha de Vendas...3 Os Recibos...6 Como imprimir?...7 As Listagens...9 Clientes... 10 Consulta... 11 Inclusão... 13 Alteração... 14 Exclusão...

Leia mais

MANUAL DO ADMINISTRADOR DO MÓDULO

MANUAL DO ADMINISTRADOR DO MÓDULO MANUAL DO ADMINISTRADOR DO MÓDULO ÍNDICE Relatórios Dinâmicos... 3 Requisitos de Sistema... 4 Estrutura de Dados... 5 Operadores... 6 Tabelas... 7 Tabelas x Campos... 9 Temas... 13 Hierarquia Relacionamento...

Leia mais

Manual de Configuração e Utilização TabFisc Versão Mobile 09/2013 Pag. 1 MANUAL DE UTILIZAÇÃO TABLET VERSÃO MOBILE

Manual de Configuração e Utilização TabFisc Versão Mobile 09/2013 Pag. 1 MANUAL DE UTILIZAÇÃO TABLET VERSÃO MOBILE Pag. 1 MANUAL DE UTILIZAÇÃO TABLET VERSÃO MOBILE Pag. 2 INTRODUÇÃO Esse documento contém as instruções básicas para a utilização do TabFisc Versão Mobile (que permite ao fiscal a realização do seu trabalho

Leia mais

FAQ Perguntas Frequentes

FAQ Perguntas Frequentes FAQ Perguntas Frequentes 1. COMO ACESSO A PLATAFORMA DE ENSINO?... 2 2. NÃO CONSIGO REALIZAR O MEU CADASTRO NO AMBIENTE VIRTUAL DO MMA.... 4 3. FIZ MEU CADASTRO NO SITE E NÃO RECEBI O E-MAIL DE CONFIRMAÇÃO

Leia mais

Construção da Consulta. Para a construção da consulta, siga os passos abaixo:

Construção da Consulta. Para a construção da consulta, siga os passos abaixo: Com a finalidade de esclarecer e auxiliar o usuário sobre a utilização do produto PaepOnline, a Fundação Seade elaborou um manual explicativo sobre a forma de construção das tabelas e sua navegabilidade.

Leia mais

Manual de Instalação. SafeNet Authentication Client 8.2 SP1. (Para MAC OS 10.7)

Manual de Instalação. SafeNet Authentication Client 8.2 SP1. (Para MAC OS 10.7) SafeNet Authentication Client 8.2 SP1 (Para MAC OS 10.7) 2/28 Sumário 1 Introdução... 3 2 Pré-Requisitos Para Instalação... 3 3 Ambientes Homologados... 4 4 Tokens Homologados... 4 5 Instruções de Instalação...

Leia mais

1) Como acessar a aplicação

1) Como acessar a aplicação Guia de Uso V1.0.0 1) Como acessar a aplicação 2 1 2 3 3 4 Ao clicar em Banco de Necessidades, será aberta uma nova guia do navegador com o formulário mostrado abaixo, o qual possui dois botões : Consulta

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES SISTEMA OPERACIONAL MÉTODO QUANTUM 2014

MANUAL DE INSTRUÇÕES SISTEMA OPERACIONAL MÉTODO QUANTUM 2014 MANUAL DE INSTRUÇÕES SISTEMA OPERACIONAL MÉTODO QUANTUM 2014 ÍNDICE Apresentação Principais Botões Login Usúario Resultado Método Quantum Preencher Método Quantum Extrato On-Line Engenharia de Função Grupos

Leia mais

Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas

Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

Leia mais

Manual do Sistema de Apoio Operadores CDL

Manual do Sistema de Apoio Operadores CDL N / Rev.: Manual 751.1/02 Este documento não deve ser reproduzido sem autorização da FCDL/SC Aprovação: Representante da Direção Ademir Ruschel Elaboração: Supervisor da Qualidade Sílvia Regina Pelicioli

Leia mais

1. StickerCenter... 3. 2. Menu Broadcast Stickers... 4. 3. Menu MyStickers... 9

1. StickerCenter... 3. 2. Menu Broadcast Stickers... 4. 3. Menu MyStickers... 9 1. StickerCenter... 3 1.1. O que é?... 3 1.2. O que são Stickers?... 3 1.3. Como acessar o StickerCenter?... 3 1.4. Como atualizar o StickerCenter?... 3 2. Menu Broadcast Stickers... 4 2.1. O que é?...

Leia mais

Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb

Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Dezembro/2012 2 Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Sumário de Informações do Documento Título do Documento: Resumo:

Leia mais

G-Bar. Módulo Básico Versão 4.0

G-Bar. Módulo Básico Versão 4.0 G-Bar Software para Gerenciamento de Centrais de Corte e Dobra de Aço Módulo Básico Versão 4.0 Pedidos de Vendas Manual do Usuário 1 As informações contidas neste documento, incluindo links, telas e funcionamento

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DE DOCUMENTOS PARA CERTAMES SIGEDCERT - MODO USUÁRIO

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DE DOCUMENTOS PARA CERTAMES SIGEDCERT - MODO USUÁRIO MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DE DOCUMENTOS PARA CERTAMES SIGEDCERT - MODO USUÁRIO 1. Acesse através do navegador (preferencialmente Mozilla Firefox ou Google Chrome) o endereço web do sistema:

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE INTRODUÇÃO O portal do Afrafep Saúde é um sistema WEB integrado ao sistema HEALTH*Tools. O site consiste em uma área onde os Usuários e a Rede Credenciada,

Leia mais

Excel 2010 Modulo II

Excel 2010 Modulo II Excel 2010 Modulo II Sumário Nomeando intervalos de células... 1 Classificação e filtro de dados... 3 Subtotais... 6 Validação e auditoria de dados... 8 Validação e auditoria de dados... 9 Cenários...

Leia mais

Manual de uso do Gerente

Manual de uso do Gerente Manual de uso do Gerente Manual do Hypnobox: www.hypnobox.com.br/manual Índice Acessar o Hypnobox Endereço o www Login e Senha Tela Principal Perfil de acesso Editar Dados pessoais Fila de corretores Gerenciar

Leia mais

Manual do usuário. Acesso ao GEFAU

Manual do usuário. Acesso ao GEFAU Manual do usuário Acesso ao GEFAU Fev/2015 GEFAU PORTAL DO EMPREENDEDOR Conteúdo Introdução... 2 1. Acesso ao GEFAU... 3 2. Cadastro de empreendimentos... 5 2.1. Consulta aos empreendimentos do usuário...

Leia mais

A U T O R I Z O R R I GUIA DE INSTALAÇÃO W E B. Versão: 1.02 Agosto/2006 Versão: AW 4.004.006

A U T O R I Z O R R I GUIA DE INSTALAÇÃO W E B. Versão: 1.02 Agosto/2006 Versão: AW 4.004.006 A U T O R I Z A D O R W E B B I O M E T R I A GUIA DE INSTALAÇÃO Versão: 1.02 Agosto/2006 Versão: AW 4.004.006 ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 UTILIZANDO A BIOMETRIA... 4 INSTALAÇÃO... 5 CADASTRO DA DIGITAL...15

Leia mais

Módulo de Extensão SIGAA. Cadastro de Cursos

Módulo de Extensão SIGAA. Cadastro de Cursos Módulo de Extensão SIGAA Cadastro de Cursos ÍNDICE Instruções gerais Pg. 04 Recomendações Pg. 04 Acessibilidade ao sistema Pg. 04 Acesso ao SIGAA Pg. 04 Acesso ao módulo Pg. 05 Acesso ao tipo de extensão

Leia mais

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL. CERBERUS Manual do sistema Versão 1.0

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL. CERBERUS Manual do sistema Versão 1.0 CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL CERBERUS Manual do sistema HISTÓRICO DA REVISÃO Data Versão Descrição Autor 07/08/2014 1.0 Criação do documento Antonio Rogério da Costa Silva LISTA DE FIGURAS

Leia mais

Configuração de assinatura de e-mail

Configuração de assinatura de e-mail Configuração de assinatura de e-mail Este manual irá lhe auxiliar a configurar a sua assinatura de E-mail no Microsoft Outlook (Desktop) e no Outlook Web App (Webmail). Gerando a sua assinatura de e-mail

Leia mais

Processos de Compras. Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar

Processos de Compras. Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar Processos de Compras Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar 1 Centro Cascavel PR www.tecinco.com.br Sumário Controle de Compras... 4 Parametrização... 4 Funcionamento... 4 Processo de Controle...

Leia mais

Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital

Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital Página 1 de 9 Este é um dos principais módulos do SIGLA Digital. Utilizado para dar entrada de produtos no estoque, essa ferramenta segue a seguinte

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema

Leia mais

Ministério da Cultura

Ministério da Cultura Ministério da Cultura MANUAL DO PROPONENTE: ADMINISTRATIVO VERSÃO 1.0 HISTÓRICO DE REVISÃO Data Versão Descrição Autor 08/01/2013 1.0 Criação do documento. Aline Oliveira - MINC 3 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO...

Leia mais

Tutorial para acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos

Tutorial para acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos Tutorial para acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos Este tutorial visa preparar o computador com os softwares necessários para a utilização dos sistemas de visualização

Leia mais

DRIVE CONTÁBIL NASAJON

DRIVE CONTÁBIL NASAJON DRIVE CONTÁBIL NASAJON Módulo Gestão de Documentos Versão 1.0 Manual do Usuário 1 Sumário Os Módulos do Gerenciador de NFe: Informações Básicas Primeiro Acesso: Requisitos Acesso ao Drive Contábil Nasajon

Leia mais

Requisições de Materiais - Almoxarifado Módulo Portal Administrativo - SIPAC

Requisições de Materiais - Almoxarifado Módulo Portal Administrativo - SIPAC 1 Requisições de Materiais - Almoxarifado Módulo Portal Administrativo - SIPAC Perfil: Requisitor e Autorizador de solicitações de materiais de consumo 2 Maceió, Fevereiro de 2013. Histório de versões

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO VERSÃO 2014 Fevereiro de 2014 SIGFIS-Sistema Integrado

Leia mais

Malote Digital. Manual do usuário

Malote Digital. Manual do usuário Malote Digital Manual do usuário Brasília, Novembro de 2014 HISTÓRICO DE REVISÃO Data Versão Descrição Autor 03/10/2011 1.4.1 Elaboração do Documento Rodrigo Antunes 01/07/2013 1.8.0.0 Atualização do Documento

Leia mais

Escritório Virtual Administrativo

Escritório Virtual Administrativo 1 Treinamento Módulos Escritório Virtual Administrativo Sistema Office Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual e módulo Administrativo do sistema Office 2 3 1. Escritório

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO EDOutlet (Online e Offline):

MANUAL DE OPERAÇÃO EDOutlet (Online e Offline): MANUAL DE OPERAÇÃO EDOutlet (Online e Offline): Sumário 1 - EDOutletOffline (sem internet):... 1 2 EDOutlet (com internet)... 7 2.1 DIGITANDO AS REFERÊNCIAS:... 9 2.2 IMPORTAÇÃO DE PEDIDOS:... 11 3 ENVIANDO

Leia mais

Follow-Up Acompanhamento Eletrônico de Processos (versão 3.0) Manual do Sistema. 1. Como acessar o sistema Requisitos mínimos e compatibilidade

Follow-Up Acompanhamento Eletrônico de Processos (versão 3.0) Manual do Sistema. 1. Como acessar o sistema Requisitos mínimos e compatibilidade do Sistema Índice Página 1. Como acessar o sistema 1.1 Requisitos mínimos e compatibilidade 03 2. Como configurar o Sistema 2.1 Painel de Controle 2.2 Informando o nome da Comissária 2.3 Escolhendo a Cor

Leia mais

Plano de Carreira Sistema de Apoio à Gestão de Planos de Carreira

Plano de Carreira Sistema de Apoio à Gestão de Planos de Carreira Plano de Carreira Sistema de Apoio à Gestão de Planos de Carreira Manual do Usuário Página1 Sumário 1 Configurações Recomendadas... 4 2 Objetivos... 4 3 Acesso ao Sistema... 5 3.1. Acessar 6 3.2. Primeiro

Leia mais

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

DIF-e - MANUAL DE ORIENTAÇÃO AO CONTRIBUINTE

DIF-e - MANUAL DE ORIENTAÇÃO AO CONTRIBUINTE Página 1 de REVISÃO DATA VERSÃO DO HISTÓRICO DAS ALTERAÇÕES SISTEMA 00 1.0 Emissão inicial. Página 2 de Sumário 1. Introdução... 4 2. Modelo Conceitual... 4 3. Programa Cliente... 5 3.1 Telas de Configuração...

Leia mais

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO 1 ÍNDICE 1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO... 3 1.1 REQUISITOS BASICOS DE SOFTWARE... 3 1.2 REQUISITOS BASICOS DE HARDWARE... 3 2 EXECUTANDO O INSTALADOR... 3 2.1 PASSO 01... 3 2.2 PASSO

Leia mais

MANUAL DO AGENTE VERSÃO 001. Versão 001. Copyright - Todos os direitos reservados

MANUAL DO AGENTE VERSÃO 001. Versão 001. Copyright - Todos os direitos reservados MANUAL DO AGENTE VERSÃO 001 Versão 001 MOEBIUS ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. PROCEDIMENTO PARA AUMENTO DA PERFORMANCE...4 3. ACESSO AO SISTEMA...5 4. PALAVRAS CHAVE...6 5. PAGINA INICIAL...7 6. STATUS DO

Leia mais

FUNCEXDATA 2.0. Manual do Usuário. Maio/2012. Ajudando o Brasil a expandir fronteiras

FUNCEXDATA 2.0. Manual do Usuário. Maio/2012. Ajudando o Brasil a expandir fronteiras Ajudando o Brasil a expandir fronteiras FUNCEXDATA 2.0 Manual do Usuário Maio/2012 Funcex Av. Rio Branco, 120, Gr. 707, Centro 20040-001 Rio de Janeiro RJ Instituída em 12 de março de 1976 CNPJ 42.580.266/0001-09.

Leia mais

Version Notes (Notas da versão) Versão 4.11.1.7-26-02-2013

Version Notes (Notas da versão) Versão 4.11.1.7-26-02-2013 Florianópolis, 26 de fevereiro de 2013. Abaixo você confere as características e funcionalidades da nova versão 4.11.1.7 do Channel. Para quaisquer dúvidas ou na necessidade de maiores esclarecimentos,

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 26 de agosto de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular

Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular Sumário Apresentação... 2 Instalação do Aplicativo... 2 Localizando o aplicativo no smartphone... 5 Inserindo o link da aplicação... 6 Acessando o sistema...

Leia mais

Índice. Tenho uma conta pessoal e uma conta da instituição em que dou aula, porém não consigo acessar a conta da escola. O que fazer?

Índice. Tenho uma conta pessoal e uma conta da instituição em que dou aula, porém não consigo acessar a conta da escola. O que fazer? Índice Acesso ao Super Professor Web Como recuperar a senha de acesso? Tenho uma conta pessoal e uma conta da instituição em que dou aula, porém não consigo acessar a conta da escola. O que fazer? Selecionando

Leia mais

Presskit Guia Rápido. Release 2.0. Presskit

Presskit Guia Rápido. Release 2.0. Presskit Presskit Guia Rápido Release 2.0 Presskit 06/07/2009 Sumário 1 Login 2 Login e Senha...................................... 2 Esqueci minha senha.................................. 2 Fale Com o Suporte...................................

Leia mais

Manual de utilização do STA Web

Manual de utilização do STA Web Sistema de Transferência de Arquivos Manual de utilização do STA Web Versão 1.1.7 Sumário 1 Introdução... 3 2 Segurança... 3 2.1 Autorização de uso... 3 2.2 Acesso em homologação... 3 2.3 Tráfego seguro...

Leia mais

TUTORIAL. Dúvidas? Entre em contato com edunp@unp.br

TUTORIAL. Dúvidas? Entre em contato com edunp@unp.br TUTORIAL MENU (clique sobre uma das opções) 1. CADASTRO DE LEITORES/AUTORES/AVALIADORES 2. SUBMISSÃO DE TEXTO 3. REENVIO DE TEXTO NA AVALIAÇÃO 4. REENVIO DE TEXTO NA EDIÇÃO Dúvidas? Entre em contato com

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

USANDO O ROUNDCUBE WEBMAIL

USANDO O ROUNDCUBE WEBMAIL USANDO O ROUNDCUBE WEBMAIL ATENÇÃO! Para utilizar este tutorial não se esqueça: Onde estiver escrito seusite.com.br substitua pelo ENDEREÇO do seu site (domínio). Ex.: Se o endereço do seu site é casadecarnessilva.net

Leia mais

Manual Do Usuário ClinicaBR

Manual Do Usuário ClinicaBR Manual Do Usuário ClinicaBR SUMÁRIO 1 Introdução... 01 2 ClinicaBR... 01 3 Como se cadastrar... 01 4 Versão experimental... 02 5 Requisitos mínimos p/ utilização... 03 6 Perfis de acesso... 03 6.1 Usuário

Leia mais

MAIS MÉDICOS TUTORIAL PARA O SUPERVISOR

MAIS MÉDICOS TUTORIAL PARA O SUPERVISOR MAIS MÉDICOS TUTORIAL PARA O SUPERVISOR Distrito Sanitário Especial Indígena - DSEI RELATÓRIO DA PRIMEIRA VISITA DE SUPERVISÃO IN LOCO - DSEI Brasília/DF, 7 de maio de 2015. 1 APRESENTAÇÃO RELATÓRIO DA

Leia mais

Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor

Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor Sumário Pré-requisitos para o Moodle... Entrar no Ambiente... Usuário ou senha esquecidos?... Meus cursos... Calendário... Atividades recentes...

Leia mais

Como funciona? SUMÁRIO

Como funciona? SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Introdução... 2 2. Benefícios e Vantagens... 2 3. Como utilizar?... 2 3.1. Criar Chave / Senha de Usuário... 2 3.2. Recursos da Barra Superior... 2 3.2.1. Opções... 3 3.2.1.1. Mover Para...

Leia mais

Requisitos Mínimos para instalação do Antivírus McAfee

Requisitos Mínimos para instalação do Antivírus McAfee Requisitos Mínimos para instalação do Antivírus McAfee Requisitos Mínimos do computador: Microsoft Windows 2000 (32 bits) com Service Pack 4 (SP4) ou superior, Windows XP (32 bits) com Service Pack 1 (SP1)

Leia mais

SUAP MÓDULO PROTOCOLO SUAP MÓDULO PROTOCOLO MANUAL DO USUÁRIO

SUAP MÓDULO PROTOCOLO SUAP MÓDULO PROTOCOLO MANUAL DO USUÁRIO MANUAL DO USUÁRIO Versão 1.0 2010 1 1. INTRODUÇÃO Administradores públicos defrontam-se diariamente com grandes dificuldades para fazer com que processos administrativos, documentos, pareceres e informações

Leia mais

Volpe Enterprise Resource Planning

Volpe Enterprise Resource Planning Volpe Enterprise Resource Planning Este manual não pode, em parte ou no seu todo, ser copiado, fotocopiado, reproduzido, traduzido ou reduzido a qualquer mídia eletrônica ou máquina de leitura, sem a expressa

Leia mais

A. Tutorial para criação de Relatório Personalizado. Considerações Iniciais: Antes de iniciar o passo a passo, é preciso definir:

A. Tutorial para criação de Relatório Personalizado. Considerações Iniciais: Antes de iniciar o passo a passo, é preciso definir: A. Tutorial para criação de Relatório Personalizado Considerações Iniciais: Antes de iniciar o passo a passo, é preciso definir: a. Granularidade, sob a forma de escolha do tipo de elemento (solicitação,

Leia mais

Manual de baixa do Certificado Digital AR SOLUTI. Versão 2.0 de 7 de Maio de 2014. Classificação: Ostensiva

Manual de baixa do Certificado Digital AR SOLUTI. Versão 2.0 de 7 de Maio de 2014. Classificação: Ostensiva Catalogação do Documento Titulo Classificação Versão 2.0 de 7 de Maio de 2014 Autor Raphael Reis Aprovador Bruno Barros Número de páginas 57 Página 2 de 57 Sumário 1 Sistema operacional compatível para

Leia mais

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

Ministério da Cultura

Ministério da Cultura Ministério da Cultura MANUAL DO PROPONENTE: PROPOSTAS VERSÃO 1.1 HISTÓRICO DE REVISÃO Data Versão Descrição Autor 10/11/2011 1.0 Criação do documento. Aline Oliveira - MINC 07/01/2013 1.1 Atualização do

Leia mais

Diveo Exchange OWA 2007

Diveo Exchange OWA 2007 Diveo Exchange OWA 2007 Manual do Usuário v.1.0 Autor: Cícero Renato G. Souza Revisão: Antonio Carlos de Jesus Sistemas & IT Introdução... 4 Introdução ao Outlook Web Access 2007... 4 Quais são as funcionalidades

Leia mais

MWORK MANUAIS EXPORTAÇÃO DE CERTIFICADO DIGITAL

MWORK MANUAIS EXPORTAÇÃO DE CERTIFICADO DIGITAL MWORK MANUAIS EXPORTAÇÃO DE CERTIFICADO DIGITAL PARANAGUÁ 2012 SUMÁRIO 1 MICROSOFT INTERNET EXPLORER...3 1.1 Opções de Internet... 3 1.2 Conteúdos... 4 1.3 Certificados... 5 1.4 Assistente de Exportação...

Leia mais

SISTEMA COOL 2.0V. (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO

SISTEMA COOL 2.0V. (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA COOL 2.0V (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO ÍNDICE Pré-requisitos para utilização do sistema....2 Parte I Navegador...2 Parte II Instalação do Interpretador de PDF...2 Parte III

Leia mais

Tutorial de acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos

Tutorial de acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA Tutorial de acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos Este tutorial visa preparar o computador com os softwares necessários para utilização

Leia mais

manual Sistema de Gestão de Contribuições

manual Sistema de Gestão de Contribuições manual Sistema de Gestão de Contribuições Conteúdo 1. Login 4 2. Home 5 3. Informações básicas 3.1. Menus 6 3.2. Números e status 7 3.3. Ações 8 4. Ambientes da ferramenta 4.1. Sindicato 13 4.2. Empresas

Leia mais

Inclusão, Disponibilização, Alteração, Inativação, Reativação e Copia de Programas

Inclusão, Disponibilização, Alteração, Inativação, Reativação e Copia de Programas MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO DEPARTAMENTO DE SUPORTE À GESTÃO DO SISTEMA DE TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS DA UNIÃO Portal dos Convênios SICONV Inclusão, Disponibilização, Alteração, Inativação,

Leia mais

Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios - SCBA

Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios - SCBA Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios - SCBA Manual de Utilização Perfil Beneficiário 1. 2. Objetivo do Manual... 2 Siglas e Abreviações... 2 3. Perfil do Usuário... 2 4. Descrição Geral do Sistema...

Leia mais

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Índice Como acessar o Moodle Editando seu PERFIL Editando o curso / disciplina no Moodle Incluindo Recursos

Leia mais

TUTORIAL PARA ATUALIZAÇÃO DO PORTAL DO TJRN

TUTORIAL PARA ATUALIZAÇÃO DO PORTAL DO TJRN Poder Judiciário do Estado do Rio Grande do Norte TUTORIAL PARA ATUALIZAÇÃO DO PORTAL DO TJRN Agosto/2012 Versão 1.0 1. ACESSANDO O PORTAL Acesse o site do TJ no endereço www.tjrn.jus.br Observação: utilize

Leia mais