Balanço Social Relatório Final. Instituto Terrazul - Rede Arredores - Balanço Social 2011 Relatório Final 1

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Balanço Social. 2011 Relatório Final. Instituto Terrazul - Rede Arredores - Balanço Social 2011 Relatório Final 1"

Transcrição

1 Balanço Social 2011 Relatório Final Instituto Terrazul - Rede Arredores - Balanço Social 2011 Relatório Final 1

2

3 APRESENTAÇÃO Pelo segundo ano consecutivo, o Instituto Terrazul vem buscando apresentar de forma sistematizada, um retrato fiel das ações realizadas e dos resultados alcançados com os investimentos aplicados por nossos parceiros. Estas informações vêm sendo registradas neste documento chamado de Relatório Balanço Social e vem ganhando corpo na instituição, preparando os profissionais para um forte sentimento de responsabilidade com as atividades realizadas junto ao público atendido. Neste relatório, apresentamos uma síntese das ações realizadas e resultados alcançados pelos três projetos patrocinados pela Unimed-Rio ao longo de 2011 (Arredores na Escola, Núcleo de Educação Digital e Projeto Jovens, Câmera, Ação). Neste ano, de forma expressiva, aumentamos bastante o número de beneficiários. Foram quase 350 alunos envolvidos com ações de educação ambiental, iniciação profissional e educação digital, possibilitando o exercício da construção de novos valores e saberes, de novas relações com o espaço em que vivemos, tudo por meio de uma abordagem transdiciplinar, proporcionando uma excelente oportunidade de vivência profissional para todos os envolvidos. Com destaque chamamos atenção para a parceria realizada com a Secretaria de Estado de Educação, que de forma bastante positiva confiou a nós a realização do trabalho em três de suas escolas públicas de ensino médio, abrindo as portas para discussão e construção de metodologia para implementação da Política de Educação Ambiental Estadual. Esperamos que este relatório retrate, embora de forma sucinta, os avanços conquistados ao longo deste ano. Marcos Sant`Anna Lacerda Coordenador Geral Instituto Terrazul 2011 Balanço Social Relatório Final

4 Foto Instituto Terrazul

5 ÍNDICE 1. INSTITUTO TERRAZUL UNIMED-RIO PROJETO ARREDORES NA ESCOLA PROJETO NÚCLEO DE EDUCAÇÃO DIGITAL PROJETO JOVENS, CÂMERA, AÇÃO TABELA GERAL QUANTITATIVA EVENTO BALANÇO SOCIAL CONCLUSÃO FINAL

6 1. INSTITUTO TERRAZUL O Instituto Terrazul, Entidade Civil Sem Fins Lucrativos, foi fundada em 1997 e tem como missão a busca do desenvolvimento humano, para o alcance da sustentabilidade ambiental, cultural, social e econômica. Na realização de nossos projetos, contamos com uma equipe multidisciplinar, capaz de colaborar com a construção de processos participativos e com resultados efetivos para todos os envolvidos com as ações implementadas. A principal estratégia de trabalho da organização é a formação de Redes de Desenvolvimento Local, que visam à articulação de parcerias em prol da sustentabilidade dos projetos implementados. Atualmente, o Instituto Terrazul, constitui-se em um pólo gerador de conhecimentos, informações e projetos, com o objetivo de promover e potencializar a participação da população em experiências que buscam a melhoria das condições sociais de vida. A Rede Arredores, projeto que vem sendo construído em parceria com a Unimed-Rio, se configura numa estratégia de incentivo ao trabalho em rede, captando recursos humanos, técnicos e financeiros em toda sociedade para a execução de ações de proteção dos corpos lagunares da região. Seus principais objetivos são: criar uma Rede de Proteção ao Complexo Lagunar da Baixada de Jacarepaguá, agregando instituições e atores de todos os segmentos da sociedade, garantindo a melhoria das condições socioambientais do Complexo e seu entorno, através da execução de diversos tipos de intervenções. 6 Instituto Terrazul - Rede Arredores - Balanço Social 2011 Relatório Final

7 Instituto Terrazul - Rede Arredores - Balanço Social 2011 Relatório Final 7

8 8 Instituto Terrazul - Rede Arredores - Balanço Social 2011 Relatório Final

9 2. UNIMED-RIO A Unimed-Rio é uma cooperativa de médicos com 40 anos de tradição e vai além do seu objetivo principal de gerar serviços e produtos na área de saúde, pois participa de forma significativa em ações de responsabilidade social na cidade do Rio de Janeiro. A cooperativa promove o desenvolvimento sustentável e o estabelecimento de relações saudáveis com o ambiente físico e social onde se insere. Baseada nesta filosofia, a Unimed-Rio elaborou sua Política de Responsabilidade Social, que estabelece estratégias e diretrizes para a condução das ações e reúne metas e projetos que viabilizem a continuidade dessas iniciativas, assegurando a atuação socialmente responsável da cooperativa. A Unimed-Rio apoia projetos sociais ligados aos princípios da promoção de saúde integral, da integração social, de educação e de geração de oportunidades. Os Projetos patrocinados pela Unimed-Rio e executado pelo Instituto Terrazul, desde 2006, obtiveram resultados tão importantes que levaram à construção de uma proposta mais ampla e ousada, que consiste na formação da Rede Arredores - Proteção ao Complexo Lagunar da Baixada de Jacarepaguá. Esta iniciativa vem permitindo a expansão, não só das ações, mas também, da área de abrangência da Cooperativa. Instituto Terrazul - Rede Arredores - Balanço Social 2011 Relatório Final 9

10 10 Instituto Terrazul - Rede Arredores - Balanço Social 2011 Relatório Final

11 3. PROJETO ARREDORES NA ESCOLA Apresentação Este projeto busca implementar a Política Estadual de Educação Ambiental no âmbito da educação formal, através das escolas da rede de ensino pública em parceria com a Secretaria de Estado de Educação e os colégios da rede de ensino particular da região da Baixada de Jacarepaguá, inserindo o tema Proteção ao Complexo Lagunar no Projeto Político Pedagógico das escolas. A proposta é envolver jovens do 1º e 2º anos do Ensino Médio a fim de capacitá-los junto aos temas ligados a sustentabilidade, assim como, implementar a Educação Ambiental por meio da transdisciplinaridade usando o território como abordagem principal e estratégica, fazendo a relação entre o ser humano e suas intervenções no meio. O processo culmina com a implantação do Núcleo de Comunicação para Sustentabilidade, local no interior das escolas responsável pela promoção e disseminação dos conhecimentos adquiridos. Destacamos a seguir alguns dados expressivos no relatório: A Proposta metodológica buscou desenvolver por meio da construção dos marcos referenciais conceituais e legais, as bases para implementação da Política Estadual de Educação Ambiental no âmbito da educação formal, aplicando por meio da transdisciplinaridade as noções de construção e preservação do território. O Plano de curso elaborado proporcionou a reflexão sobre o território em que habitamos, por meio de atividades em sala de aula nas, diversas disciplinas e visitas guiadas as áreas de preservação da Baixada de Jacarepaguá. Os resultados alcançados em cada escola ao fim de cada módulo, demonstram a percepção e o conhecimento dos jovens a respeito da região da Baixada de Jacarepaguá, com a implantação do Núcleo de Comunicação para a Sustentabilidade nas escolas. Os jovens passaram a comunicar-se melhor, a trabalhar em conjunto, participando de eventos externos que retratam a realidade da região e discutindo as problemáticas existentes. Números de 2011 Escola Turma Local Número de Alunos CE Brigadeiro Schorcht 1002 Taquara 32 CE Vicente Jannuzzi 2002 Barra 37 CIEP Ulysses Guimarães 1009 Curicica 57 Centro Educacional da Lagoa - CEL 2211 Barra 47 Colégio Notre Dame 2º ano Recreio 34 Colégio Senhora da Pena 1011 Freguesia 31 Total 238 Instituto Terrazul - Rede Arredores - Balanço Social 2011 Relatório Final 11

12 Metodologia A metodologia criada pelo projeto Arredores na Escola teve como ponto de partida a definição de Marcos Referências conceituais e legais, tais como : Sustentabilidade, Desenvolvimento Humano, Rede, Centros de Educação Ambiental e Projeto Político Pedagógico. Após a definição desses marcos, a próxima fase foi a de definição das Diretrizes Teórico-Metodológicas do projeto que teve como norte a Constrituição Federal, a Política Nacional de Meio Ambiente, Política Nacional de Educação Ambiental, Política Estadual de Educação Ambiental, Programa Nacional de Educação Ambiental ProNEA, Plano Nacional de Educação e os Parâmetros Curriculares Nacional. A terceira fase foi a criação de uma abordagem transdiciplinar para cada disciplina, a partir dos princípios definidos para cada uma delas, sempre com o foco na estratégia de uso do território em sala de aula. Desta forma, o projeto busca promover a formação de jovens para uma nova postura diante dos desafios de protagonizar e de exercer sua visão crítica. Todo este trabalho foi desenvolvido por meio de três módulos, a saber: Módulo I- Conhecer e Sensibilizar, promove o conhecimento da região, buscando sensibilizar os jovens para tomada de decisões; Módulo II- Planejar e Estruturar, visa implantação do Núcleo de Comunicação para a Sustentabilidade dentro da escola e assim, promover junto aos jovens um espaço destinado a produzir e gerar informações voltadas às práticas de educação ambiental. Módulo III- Agir na Escola, constrói práticas de intervenção dentro da escola, através da construção de Projeto-Ação pelos jovens. A construção da ferramenta própria chamada de Plano de Aula, com diversos boxes criados para inserção de conteúdo, adequação para o nível de percepção da faixa etária e aplicação por meio de atividades práticas (em sala de aula e nas visitas guiadas), permitiu que cada encontro semanal, realizado em cada escola, com duração de 50 minutos e uso do princípio da disciplina, levasse aos alunos o desenvolvimento de uma visão sistêmica e holística entre as diferentes disciplinas. Outro aspecto metodológico importante foi a criação do espaço destinado a promover a Comunicação e a Educação Ambiental com o objetivo de dá suporte às práticas e intervenções realizadas pelos jovens através das atividades de educomunicação. A formação do Núcleo de Comunicação para a Sustentabilidade proporcionou por meio das ferramentas de produção de vídeo, de boletim informativo e atualização de blog do próprio núcleo, o exercício da construção coletiva, do registro, da documentação, do debate e da visão crítica. 12 Instituto Terrazul - Rede Arredores - Balanço Social 2011 Relatório Final

13 Plano de Capacitação Definição do Processo de Ensino-aprendizagem Módulo/ Tema Conteúdo Carga Horária Inserção dos assuntos relacionados ao território, promovendo informação da realidade local, a adequação para o universo do aluno e aplicação por meio de exercícios práticos, para construção do pensamento e formação de sujeitos. Módulo I Conhecer e Sensibilizar Caracterização do Complexo Lagunar da Baixada de Jacarepaguá Módulo II Planejar e Estruturar Formação de Redes e do Núcleo de Comunicação para a Sustentabilidade nas escolas Formação histórico geológica do Complexo Lagunar; A divisão das terras da Baixada de Jacarepaguá. Ciclo histórico- econômico (cana de açúcar, café e mineração) Lei do Morgado Os Balneários, mangues e dunas; Sambaquis, sítios arqueológico; Plano Piloto Lúcio Costa A caracterização do CLBJ: formação do complexo, extensão e limites territoriais, características das lagoas, fauna e flora. Programa Rede Arredores - Arredores na escola. Trabalho em rede Rede de proteção: Parque Nacional da Tijuca PNT Vídeo como ferramenta de educomunicação. Blog como ferramenta de educomunicação. Processo de comunicação Valores e funções do Núcleo de Comunicação para Sustentabilidade 4 aulas Total de 2 horas 8 aulas Total de 4 horas Módulo III Agir na Escola Elaboração de Projetos- Ação Diagnóstico Elaboração de Projeto Planejamento Ferramenta de gerenciamento Projeto-Ação 5 aulas Total de 2h50 min. Instituto Terrazul - Rede Arredores - Balanço Social 2011 Relatório Final 13

14 14 Instituto Terrazul - Rede Arredores - Balanço Social 2011 Relatório Final

15 Ações Realizadas Escolas Públicas Para seleção das escolas públicas o caminho percorrido teve início junto a Coordenação de Educação Ambiental, da Secretaria de Estado de Educação - SEEDUC. Esta iniciativa teve como propósito construir de forma coletiva a proposta de implementação da política estadual de educação ambiental em três escolas da região da bacia hidrográfica da baixada de Jacarepaguá. Identificadas pela Secretaria, o passo seguinte foi apresentar a proposta para direção e corpo docente das escolas. Com a seleção da turma participante do projeto definida e a manifestação de interesse de no mínimo cinco professores de disciplinas diferentes, o projeto foi apresentado aos alunos com maior detalhamento e por fim com a adesão de todos, foi dado início aos encontros em sala de aula. As visitas guiadas na Lagoa da Tijuca e em áreas protegidas da região, complementaram a ministração de conteúdos e reflexão do processo de crescimento do território, para, por fim, realizar o lançamento do Núcleo de Comunicação para a Sustentabilidade e a produção das ferramentas de comunicação. A unidade administrativa da SEEDUC responsável pela região trabalhada chamada de Metropolitana VI, também foi inserida ao longo do processo e realizou dois encontros de avaliação do projeto em conjunto com as escolas envolvidas, o Instituto Terrazul, a Unimed-Rio e a Coordenação Estadual de Educação Ambiental. Escolas Particulares Com relação às escolas particulares, o processo de seleção e envolvimento se deu de forma individualizada, por meio da manifestação do interesse de cada escola e pela afinidade com a estratégia de trabalho. Os colégios Notre Dame (unidade Recreio) e Centro Educacional da Lagoa (unidade Barra), já haviam participado no ano anterior do projeto e manifestaram o interesse de continuar, enquanto que a aproximação do Colégio Senhora da Pena foi realizada por meio da parceria com a FIJ (Faculdade Integrada de Jacarepaguá). As ações trabalhadas seguiram os mesmos passos adotados para as escolas públicas. Instituto Terrazul - Rede Arredores - Balanço Social 2011 Relatório Final 15

16 Colégio Estadual Brigadeiro Schorcht O Colégio Estadual Brigadeiro Schorcht, está localizado na Rua dos Prazeres, 71 - Taquara, Jacarepaguá, Rio de Janeiro - RJ. Atualmente a escola atende 2100 alunos. 16 Instituto Terrazul - Rede Arredores - Balanço Social 2011 Relatório Final

17 DETALHAMENTO DO COLÉGIO ESTADUAL BRIGADEIRO SCHORCHT OBJETIVO Gerar visualização das ações e resultados alcançados por módulo, durante a realização do Projeto Arredores na Escola no ano de 2011 AVALIAÇÃO MÓDULO ATIVIDADES PLANEJA- DAS E REALIZADAS ENVOLVIDOS RESULTADOS ALCANÇADOS PROCESSO PRODUTOS ARTICULAÇÃO INSTITUCIONAL I-CONHECER E SENSIBILIZAR OBJETIVO: Promover o conhecimento da Bacia Hidrográfica da Baixada de Jacarepaguá, de forma prática e teórica, buscando sensibilizar os jovens para a tomada de decisões. Aulas expositivas e interativas. 1ª visita guiada no Instituto Terrazul (Ilha da Gigóia) e Lagoa da Tijuca. 38 alunos da turma 1002, coordenação, docentes. Disciplinas: Filosofia, História, Biologia. Jovens com mais conhecimento do território, sentimento de pertencimento fortalecido. Envolvimento dos professores. Distribuição das aulas pelas diversas disciplinas. Idas à escola nos horários de aula, pré agendados. Neste momento, o envolvimento maior ocorre entre Terrazul, professores e alunos. 04 planos de aula, 04 textos de apoio, 01 vídeo de depoimento dos alunos por aula. Reuniões com direção, coordenação, professores, Secretaria de Estado de Educação, Metro VI e equipe Terrazul. Temáticas: apresentação do Terrazul, da Rede Arredores, apresentação da carta do Projeto Arredores na Escola, indicação de turmas e disciplinas. Apresentação do projeto para a turma selecionada. Reunião entre Terrazul, SEEDUC e coordenadores sobre o andamento e resultados do módulo I. Agendamento das intervenções (cronograma). II - PLANEJAR E ESTRUTURAR OBJETIVO: Proporcionar aos jovens capacidades de planejar e estruturar ações e projetos por meio da implementação do Núcleo de Comunicação para a Sustentabilidade. Aulas interativas sobre ferramentas de educomunicação. Preparo das ações de lançamento do Núcleo. 2ª visita guiada, no Parque Natural Municipal Chico Mendes. 38 alunos da turma 1002, coordenação, docentes. Disciplinas: Filosofia, História, Biologia. Lançamento do Blog e do Boletim. Lançamento do Núcleo de Comunicação para a Sustentabilidade. Distribuição das funções do Núcleo. Aproximação com o corpo escolar e acompanhamento do calendário de eventos. Proposta de inserção do currículo mínimo na metodologia do Projeto Arredores na Escola. Ampliação da proposta do projeto para outras unidades de ensino da rede estadual. Idas à escola acontecem nos horários de aula, pré agendados e nos períodos de contra-turno. Neste momento, o envolvimento abrange todo o corpo escolar. A gestão escolar e os funcionários já conseguem falar sobre o projeto e divulgá-lo.. 07 planos de aula, 07 textos de apoio, 01 vídeo de depoimento dos alunos por aula, 01 vídeo para o dia do lançamento do Núcleo. 01 apresentação em slides do projeto, produzido pelos alunos. Reuniões com direção, coordenação, professores, Secretaria de Estado de Educação, Metro VI e equipe Terrazul. Articulação e conversas com inspeção, professores de diversas turmas e funcionários. Temáticas: Proposta de inserção do currículo mínimo na metodologia do Projeto Arredores na Escola. Apresentação teórico-metodológica para professores envolvidos no projeto. Articulação sobre espaço físico para o Núcleo e conhecimento sobre a proposta Político Pedagógica da Escola. Agendamento das intervenções (cronograma). III - AGIR NA ESCOLA OBJETIVO: Construir práticas de intervenção dos jovens educomunicadores por meio de Projetos- Ação na escola. Aulas interativas com ferramentas de educomunicação. Diagnóstico, intervenção e obervações na escola para a implementação de ações. 38 alunos da turma 1002, direção, coordenação, docentes, comunidade (Programa Escola Aberta). Disciplinas: Filosofia, Educ. física, Língua Portuguesa, Biologia, Inglês e Matemática. Intervenções e práticas de educação ambiental na escola. Implantação do Projeto Ação na Escola. Parceria com o Escola Aberta e Agenda 21. Espaço físico disponível para o Núcleo, junto ao Núcleo de Cultura da Escola. Sala com computadores e acesso a internet. Neste momento, são trabalhadas noções de compromisso e protagonismo nas ações do Núcleo (dinâmicas). Os educadores reunem os alunos e coordenação em horários de contra-turno, para a execução de atividades do Plano de Ações do Projeto Ação na Escola. 09 planos de aula, textos de apoio, entrevistas, textos informativos, parceria com o Programa Escola Aberta e Agenda 21 escolar. Reuniões com direção, coordenação, professores, Secretaria de Estado de Educação e equipe Terrazul. Reunião de Pais. Reunião de fechamento das atividades. Temáticas: Agendamento das intervenções (cronograma), apresentação da proposta de diagnóstico e Plano de Ação, balanço das atividades do ano. Produção de material de comunicação pelo Núcleo. Ações do Núcleo de Comunicação para a Sustentabilidade iniciadas. Instituto Terrazul - Rede Arredores - Balanço Social 2011 Relatório Final 17

18 Resultados Alcançados Módulo I Sala de Aula Envolvimento do Professor: Inicialmente as disciplinas de história, filosofia e biologia, envolveramse e aos poucos foram conhecendo a metodologia e proposta do projeto. Envolvimento do Aluno: demonstraram-se interessados e curiosos. Visita Guiada Nº de alunos: 37 A turma mostra-se dispersa e apenas um grupo de alunos demonstra maior interesse. O que mais chama a atenção de todos é o estado ambiental em que se encontra o Complexo Lagunar da Baixada de Jacarepaguá. Módulo II Sala de Aula Envolvimento do Professor: Neste período novas disciplinas passam a ser envolver: as de sociologia e geografia, no final do mês de maio. No entanto, nessa ocasião, as escolas públicas passaram por um período de greve. Ao retornar realizou-se uma reunião com os professores apresentando as diretrizes-teórico metodológica do projeto, resgatando as aulas realizadas e a proposta do mesmo, e assim, as aulas retornaram com participação das disciplinas de filosofia, história e sociologia. Envolvimento do Aluno: interessados nas atividades de educomunicação. Nesta etapa foi possível identificar lideranças e grupos. Visita Guiada Nº de alunos: 23 O comportamento dos alunos foi diferente, pois já havia um comprometimento e interesse maior sobre os assuntos. Destacamos a participação do pai do aluno André Mourão, acompanhando o filho e curioso com a atividade e proposta do projeto. Módulo III Sala de Aula Envolvimento do Professor: Durante o projeto a atuação dos professores de filosofia e sociologia merece destaque. Neste momento, o envolvimento e a contribuição da coordenação pedagógica também se destaca. Envolvimento do Aluno: participativos, envolvidos em discussões sobre problemáticas e soluções para a escola, com relação à questão ambiental. A turma apresenta melhora significativa de comportamento, se aproximaram mais da coordenação pedagógica mostrando-se compromissados e articulados em cumprir o cronograma. 18 Instituto Terrazul - Rede Arredores - Balanço Social 2011 Relatório Final

19 Instituto Terrazul - Rede Arredores - Balanço Social 2011 Relatório Final 19

20 Colégio Estadual Vicente Jannuzzi O Colégio Estadual Vicente Jannuzzi, está localizado na Avenida das Américas, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro - RJ, Atualmente a escola atende 3123 alunos. 20 Instituto Terrazul - Rede Arredores - Balanço Social 2011 Relatório Final

21 DETALHAMENTO DO COLÉGIO ESTADUAL VICENTE JANNUZZI OBJETIVO Gerar visualização das ações e resultados alcançados por módulo, durante a realização do Projeto Arredores na Escola no ano de 2011 AVALIAÇÃO MÓDULO ATIVIDADES PLANEJA- DAS E REALIZADAS ENVOLVIDOS RESULTADOS ALCANÇADOS PROCESSO PRODUTOS ARTICULAÇÃO INSTITUCIONAL I-CONHECER E SENSIBILIZAR OBJETIVO: Promover o conhecimento da Bacia Hidrográfica da Baixada de Jacarepaguá, de forma prática e teórica, buscando sensibilizar os jovens para a tomada de decisões. Aulas expositivas e interativas. 1ª visita guiada no Instituto Terrazul (Ilha da Gigóia) e Lagoa da Tijuca. 32 alunos da turma 2211, 01 coordenação pedagógica, 04 docentes. Disciplinas: Geografia, Química, História e Literatura. Jovens com mais conhecimento do território e sentimento de pertencimento fortalecido. Envolvimento dos professores com a temática. Distribuição das aulas pelas diversas disciplinas. Idas à escola acontecem nos horários de aula, pré agendados. Neste momento, o envolvimento maior ocorre entre Terrazul, professores e alunos. 04 planos de aula 04 textos de apoio, 01 vídeo de depoimento dos alunos por aula. Reuniões com direção, coordenação, professores e equipe Terrazul. Temáticas: apresentação do Terrazul, da Rede Arredores, apresentação da carta do Projeto Arredores na Escola, indicação de turmas e disciplinas. Apresentação do projeto para a turma selecionada. Reunião entre equipe Terrazul e coordenação sobre o andamento e resultados do módulo I. Agendamento das intervenções (cronograma). II - PLANEJAR E ESTRUTURAR OBJETIVO: Proporcionar aos jovens capacidades de planejar e estruturar ações e projetos por meio da implementação do Núcleo de Comunicação para a Sustentabilidade. Aulas interativas sobre ferramentas de educomunicação. Preparo das ações de lançamento do Núcleo. 2ª visita guiada, no Parque Natural Municipal Chico Mendes. 32 alunos da turma 2211, 01 direção, 01 coordenação pedagógica, 03 funcionários, 05 docentes. Participação da UNIMED e alunos do ensino médio, no dia de lançamento do Núcleo. Disciplinas: Química, Educ. Física, Língua Portuguesa e História. Lançamento do Blog e do Boletim. Aproximação com o corpo escolar. Lançamento do Núcleo de Comunicação para a Sustentabilidade. Distribuição das funções do Núcleo Idas à escola acontecem nos horários de aula e durante o perído matutino integral, em dias pré agendados. Neste momento, o envolvimento abrange todo o corpo escolar. A diretora adjunta mostra-se mais envolvida com as atividades, a orientação e a motivação dos alunos. 07 planos de aula, 07 textos de apoio, 01 vídeo de depoimento dos alunos por aula, 01 vídeo editado para o dia do lançamento do Núcleo. 01 apresentação em slides sobre o projeto, produzidos pelos alunos. Reuniões com direção, coordenação, professores e equipe Terrazul. Articulação e conversas com professores de diversas turmas. Temáticas: Apresentação teórico-metodológica para professores envolvidos no projeto. Articulação sobre espaço físico para o Núcleo e conhecimento sobre a proposta Político Pedagógica da Escola. Agendamento das intervenções (cronograma). III - AGIR NA ESCOLA OBJETIVO: Construir práticas de intervenção dos jovens educomunicadores por meio de Projetos-Ação na escola. Aulas interativas com ferramentas de educomunicação. Diagnóstico, intervenção e obervações na escola para a implementação de ações. 32 alunos da turma 2211, 01 direção, 01 coordenação pedagógica, 05 docentes e alguns alunos de demais turmas. Disciplinas; Língua portuguesa, Educ. física, Química e Matemática Intervenções e práticas de educação ambiental na escola. Implantação do Projeto Ação na Escola. Neste momento, são trabalhadas noções de compromisso e protagonismo nas ações do Núcleo (dinâmicas). Os educadores reunem os alunos para a execução de atividades do Plano de Ações do Projeto Ação na Escola. 09 planos de aula, 09 textos de apoio, Roteiros, entrevistas, textos informativos. Reuniões com direção, coordenação, professores e equipe Terrazul. Reunião de fechamento das atividades. Temáticas: Agendamento das intervenções (cronograma), apresentação da proposta de diagnóstico e Plano de Ação, balanço das atividades do ano. Produção de material de comunicação pelo Núcleo. Espaço físico disponível para o Núcleo. Ações do Núcleo de Comunicação para a Sustentabilidade iniciadas. Instituto Terrazul - Rede Arredores - Balanço Social 2011 Relatório Final 21

22 Resultados Alcançados Módulo I Sala de Aula Envolvimento do Professor: participação das disciplinas de geografia, química, história e literatura, demonstraram bastante interesse. Envolvimento do Aluno: demonstraram bastante interesse no começo do projeto. Visita Guiada Nº de alunos: 14 Os alunos que vivenciaram a primeira visita foram os que se destacaram durante o projeto, alguns demonstraram perfil de liderança, uso de ferramentas de educomunicação, conseguiram divulgar a proposta dentro e fora da escola, mostrando-se participativos e envolvidos com o assunto. Módulo II Sala de Aula Envolvimento do Professor: Devido a greve nas escolas públicas e a troca de gestão escolar gerou problemas na comunicação com os professores e alternâncias de horários e dias no calendário do projeto. Mesmo com o atraso conseguimos envolver as disciplinas de português, história, química e educação física, entretanto o projeto ficou fragilizado. Envolvimento do Aluno: Alguns alunos distribuídos em funções e atribuições. Cada equipe desempenha seu papel e exige a participação dos demais. Neste momento foi possível visualizar os reais interessados e envolvidos com o projeto. Visita Guiada Nº de alunos: 23 Várias dificuldades surgiram para realização das atividades. Alunos não disponíveis nos dias e horários agendados, falta de comunicação da escola com os professores e alunos. Propostas para realizar a 2ª visita foram apresentadas, tendo como alternativa utilizar horário de aula e visitar o Bosque da Barra localizado ao lado da escola, entretanto, não despertou interesse dos jovens. Módulo III Sala de Aula Envolvimento do Professor: participação da professora de história contribuindo nas discussões sobre consumo consciente, motivando os alunos a realizarem as atividades do Projeto-Ação. Envolvimento do Aluno: alguns alunos participaram e se envolveram nas discussões sobre problemáticas e soluções para a escola, com relação à questão ambiental. Destacamos a participação de Rafael Araujo na capacitação das ferramentas de educomunicação: vídeo, blog e boletim, incentivando as colegas e alunas Mirela de Carvalho e Lane Alves, a virem para o Instituto Terrazul para as capacitações nas ferramentas citadas. 22 Instituto Terrazul - Rede Arredores - Balanço Social 2011 Relatório Final

23 Instituto Terrazul - Rede Arredores - Balanço Social 2011 Relatório Final 23

24 CIEP Ulysses Guimarães O CIEP Ulysses Guimarães está localizado na Rua Reverência, Curicica, Rio de Janeiro - RJ. Atualmente a escola atende 2300 alunos. 24 Instituto Terrazul - Rede Arredores - Balanço Social 2011 Relatório Final

25 DETALHAMENTO DO CIEP ULYSSES GUIMARÃES OBJETIVO Gerar visualização das ações e resultados alcançados por módulo, durante a realização do Projeto Arredores na Escola no ano de 2011 AVALIAÇÃO MÓDULO ATIVIDADES PLANEJA- DAS E REALIZADAS ENVOLVIDOS RESULTADOS ALCANÇADOS PROCESSO PRODUTOS ARTICULAÇÃO INSTITUCIONAL I-CONHECER E SENSIBILIZAR OBJETIVO: Promover o conhecimento da Bacia Hidrográfica da Baixada de Jacarepaguá, de forma prática e teórica, buscando sensibilizar os jovens para a tomada de decisões. Aulas expositivas e interativas. 1ª visita guiada no Instituto Terrazul (Ilha da Gigóia) e Lagoa da Tijuca. 55 alunos da turma 1009, coordenação, 04 docentes. Disciplinas: Filosofia, Química, Biologia, Física e Língua Portuguesa. Jovens com mais conhecimento do território e sentimento de pertencimento fortalecido. Envolvimento dos professores e da coordenação pedagógica com a temática. Jovens sensibilizados com a realidade da degração ambiental no complexo lagunar Distribuição das aulas pelas diversas disciplinas. Idas à escola acontecem nos horários de aula, pré agendados. A visita guiada ocorre no horário de aula, alunos visitam a sede do instituto Terrazul e passeam pela lagoa da Tijuca. Neste momento, o envolvimento maior ocorre entre Terrazul, professores, coordenação e alunos. 04 planos de aula, 04 textos de apoio, 01 vídeo de depoimento dos alunos por aula Reuniões com direção, coordenação, professores, Secretaria de Estado de Educação, Metro VI e equipe Terrazul. Temáticas: apresentação do Terrazul, da Rede Arredores, apresentação da carta do Projeto Arredores na Escola, indicação de turmas e disciplinas. Apresentação do projeto para a turma selecionada. Reunião entre Terrazul, SEEDUC e coordenadores sobre o andamento e resultados do módulo I. Agendamento das intervenções (cronograma). II - PLANEJAR E ESTRUTURAR OBJETIVO: Proporcionar aos jovens capacidades de planejar e estruturar ações e projetos por meio da implementação do Núcleo de Comunicação para a Sustentabilidade. Aulas interativas sobre ferramentas de educomunicação. Preparo das ações de lançamento do Núcleo. 55 alunos da turma 1009, direção, coordenação, 08 docentes. Disciplinas: Quimíca, Língua Protuguesa, Sociologia, Matemática, Projeto, Teatro e Biologia Lançamento do Blog e do Boletim. Acompanhamento do calendário de eventos da escola junto a coordenação pedagógica e docentes. Proposta de inserção do currículo mínimo na metodologia do Projeto Arredores na Escola, e proposta de ampliação do projeto para outras unidades de ensino da rede estadual. Jovens conhecedores sobre a importancia de uma unidade de conservação. Idas à escola acontecem nos horários de aula, pré agendados. Neste momento, o envolvimento abrange todo o corpo escolar. A gestão escolar, funcionários e outros projetos da escola, interage com o Arredores na Escola e realizam atividades conjuntas. Os alunos passam a conhecer a importancia de uma unidade de conservação através da vivencia no território. 07 planos de aula, 07 textos de apoio, 01 vídeo de depoimento dos alunos por aula, 01 vídeo para o dia do lançamento do Núcleo. 01 apresentação em slides de apresentação do projeto, produzidos pelos alunos. Reuniões com direção, coordenação, professores, Secretaria de Estado de Educação, Metro VI e equipe Terrazul. Articulação e conversas com inspeção, professores de diversas turmas e funcionários. Temáticas: Proposta de inserção do currículo mínimo na metodologia do Projeto Arredores na Escola. Apresentação teórico-metodológica para professores envolvidos no projeto. Articulação sobre espaço físico para o Núcleo e conhecimento sobre a proposta Político Pedagógica da Escola. Agendamento das intervenções (cronograma). 2ª visita guiada, no Parque Natural Municipal Chico Mendes. Espaço disponível para o Núcleo com computador e cesso a internet. Lançamento do Núcleo de Comunicação para a Sustentabilidade. o lançamento do núcleo aconteceu em dois momentos para que todas as turmas do ensino médio conhecessem o que o núcleo e qual sua importancia dentro da escola. III - AGIR NA ESCOLA OBJETIVO: Construir práticas de intervenção dos jovens educomunicadores por meio de Projetos-Ação na escola. Aulas interativas com ferramentas de educomunicação. Diagnóstico, intervenção e obervações na escola para a implementação de ações. 29 alunos da turma 1011, 01 coordenação pedagógica, alguns alunos de outras turmas. Disciplinas: Matemática, Filosofia. Nessa fase não houve participação dos docentes em sala. 04 alunos participam da ferramenta de educomunicação Intervenções e práticas de educação ambiental na escola. Implantação do Projeto-Ação na Escola. Parceria com a Agenda 21 da escola. Ações do Núcleo de Comunicação para a Sustentabilidade iniciadas. Participação no dia da árvore na canal das taxas. Neste momento, são trabalhadas noções de compromisso e protagonismo nas ações do Núcleo (dinâmicas). Os educadores (técnico e estagiária) reunem os alunos e coordenação em horários: recreio, aulas vagas e entre outros, para a execução de atividades do Plano de Ações do Projeto Ação na Escola. Parceria com outros projetos da escola: Rádio e Ecoposto. Os alunos participam de atividades externas e se mostram bastante responsáveis pelas ações do núcleo com postura e comportamento diferenciado ao incio do projeto, se identificando com o uso da ferramneta e seu domínio. 09 planos de aula, textos de apoio, entrevistas com 02 professoras e 01 aluna do ensino médio, 01 redação para o texto informativo, parceria com outros projetos da escola. 3 vídeos: lançamento, dia da árvore e Projeto-Ação. Reuniões com direção, coordenação, professores, Secretaria de Estado de Educação e equipe Terrazul. Reunião de fechamento das atividades. Temáticas: Agendamento das intervenções (cronograma), apresentação da proposta de diagnóstico e Plano de Ação, balanço das atividades do ano. Produção de material de comunicação pelo Núcleo. Participação do aluno na capacitação da ferramenta de educomunicação no horario de contraturno Não há participação de alunos na capacitação da ferramenta de educomunicação boletim e blog. Instituto Terrazul - Rede Arredores - Balanço Social 2011 Relatório Final 25

1ª Conferência Livre da Juventude em Meio Ambiente Foco em Recursos Hídricos

1ª Conferência Livre da Juventude em Meio Ambiente Foco em Recursos Hídricos 1ª Conferência Livre da Juventude em Meio Ambiente Foco em Recursos Hídricos Realização: Instituto Terrazul Parceria: Coordenadoria da Juventude da PMRJ Comitê da Bacia Hidrográfica da Baía de Guanabara

Leia mais

5 201 O LI Ó RTF PO 1

5 201 O LI Ó RTF PO 1 1 PORTFÓLIO 2015 Um pouco da trajetória do Colégio Ação1 QUANDO TUDO COMEÇOU 1993 Experientes profissionais fundaram, no bairro do Méier, a primeira unidade da rede Ação1. O foco do trabalho era a preparação

Leia mais

MOC 10. CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO DE ATIVIDADES - COMUNIDADE NOSSA SENHORA APARECIDA

MOC 10. CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO DE ATIVIDADES - COMUNIDADE NOSSA SENHORA APARECIDA 10. CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO DE ATIVIDADES - COMUNIDADE NOSSA SENHORA APARECIDA EIXO Macroação ATIVIDADES Compor a equipe técnica com experiências no trabalho de desenvolvimento de comunidade. Identificar

Leia mais

I - FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

I - FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA I - FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA O Colégio Ceom, fundamenta seu trabalho educacional na área da Educação Infantil, Ensino Fundamental I, Fundamental II e Ensino Médio, a partir das teorias de Jean Piaget e Emília

Leia mais

Adair Santa Catarina 1 (Coordenador da Ação de Extensão)

Adair Santa Catarina 1 (Coordenador da Ação de Extensão) CURSO PRÉ-VESTIBULAR DA UNIOESTE UM AMBIENTE INTERDISCIPLINAR PARA FORMAÇÃO DE EDUCADORES Área Temática: Educação Adair Santa Catarina 1 (Coordenador da Ação de Extensão) Aparecida Favoretto 2, Bruna S.

Leia mais

Fundação Carmelitana Mário Palmério - FUCAMP Faculdade de Ciências Humanas e Sociais - FACIHUS Educação de qualidade ao seu alcance

Fundação Carmelitana Mário Palmério - FUCAMP Faculdade de Ciências Humanas e Sociais - FACIHUS Educação de qualidade ao seu alcance SUBPROJETO DE LETRAS PORTUGUÊS/ESPANHOL O ensino da língua espanhola no contexto da escola pública INTRODUÇÃO Este plano procura articular-se de forma integrada com o plano de trabalho institucional, que

Leia mais

Relatório da 1ª Conferência Livre da Juventude em Meio Ambiente Foco em Recursos Hídricos Barra da Tijuca / RJ 02/09/2015

Relatório da 1ª Conferência Livre da Juventude em Meio Ambiente Foco em Recursos Hídricos Barra da Tijuca / RJ 02/09/2015 RELATÓRIO 1ª CONFERÊNCIA LIVRE DA JUVENTUDE EM MEIO AMBIENTE COM FOCO EM RECURSOS HÍDRICOS Realização: Instituto Terrazul Parceria: Coordenadoria da Juventude PMRJ Comitê da Bacia Hidrográfica da Baía

Leia mais

RELATO DO PROJETO OBSERVATÓRIO DA EDUCAÇÃO. GT 06 Formação de professores de Matemática: práticas, saberes e desenvolvimento profissional

RELATO DO PROJETO OBSERVATÓRIO DA EDUCAÇÃO. GT 06 Formação de professores de Matemática: práticas, saberes e desenvolvimento profissional RELATO DO PROJETO OBSERVATÓRIO DA EDUCAÇÃO GT 06 Formação de professores de Matemática: práticas, saberes e desenvolvimento profissional Maria Madalena Dullius, madalena@univates.br Daniela Cristina Schossler,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 010/2006

RESOLUÇÃO Nº 010/2006 Confere com o original RESOLUÇÃO Nº 010/2006 CRIA o Curso de Pós-Graduação Lato Sensu de Educação Ambiental, em nível de Especialização. O REITOR DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS e PRESIDENTE DO CONSELHO

Leia mais

NORMAS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO PARA OS CURSOS DE LICENCIATURA EM LETRAS DA PUCRS

NORMAS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO PARA OS CURSOS DE LICENCIATURA EM LETRAS DA PUCRS NORMAS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO PARA OS CURSOS DE LICENCIATURA EM LETRAS DA PUCRS CURSOS DE LICENCIATURA EM LETRAS: Habilitações: Língua Portuguesa e respectivas Literaturas Língua Espanhola e respectivas

Leia mais

PROGRAMA EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA SAMARCO. Programa de Educação Ambiental Interno

PROGRAMA EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA SAMARCO. Programa de Educação Ambiental Interno PROGRAMA EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA SAMARCO Programa de Educação Ambiental Interno Condicionante 57 LO 417/2010 SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO 04 2. IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA 05 3. REGULAMENTO APLICÁVEL 06 3.1. FEDERAL

Leia mais

COORDENADORA: Profa. Herica Maria Castro dos Santos Paixão. Mestre em Letras (Literatura, Artes e Cultura Regional)

COORDENADORA: Profa. Herica Maria Castro dos Santos Paixão. Mestre em Letras (Literatura, Artes e Cultura Regional) COORDENADORA: Profa. Herica Maria Castro dos Santos Paixão Mestre em Letras (Literatura, Artes e Cultura Regional) Universidade Federal de Roraima UFRR Brasil Especialista em Alfabetização (Prática Reflexiva

Leia mais

SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO PROJETO APRENDER MAIS

SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO PROJETO APRENDER MAIS SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO PROJETO APRENDER MAIS Junho - 2009 1 SECRETARIA EXECUTIVA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO PROJETO APRENDER MAIS 1. Justificativa A Secretaria de Educação,

Leia mais

CARAVANA ESPORTIVA. Projetos Esportivos Educacionais

CARAVANA ESPORTIVA. Projetos Esportivos Educacionais CARAVANA ESPORTIVA Seleção Pública P de Projetos Esportivos Educacionais Programa Petrobras Esporte & Cidadania Fomentar o desenvolvimento do esporte olímpico brasileiro; Democratizar o acesso ao esporte

Leia mais

PROJETO: REPENSANDO A (IN)DISCIPLINA

PROJETO: REPENSANDO A (IN)DISCIPLINA COLÉGIO TIRADENTES DA PMMG- BARBACENA PROJETO: REPENSANDO A (IN)DISCIPLINA JUSTIFICATIVA Percebendo que a indisciplina escolar é o problema que mais afeta o bom andamento dos alunos iremos trabalhar com

Leia mais

Resolução SE 75, de 30-12-2014 Dispõe sobre a função gratificada de Professor Coordenador O Secretário da Educação, à vista do que lhe representaram

Resolução SE 75, de 30-12-2014 Dispõe sobre a função gratificada de Professor Coordenador O Secretário da Educação, à vista do que lhe representaram Resolução SE 75, de 30-12-2014 Dispõe sobre a função gratificada de Professor Coordenador O Secretário da Educação, à vista do que lhe representaram as Coordenadorias de Gestão da Educação Básica - CGEB

Leia mais

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL ANEXO IV Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO 1-Promoção dos Direitos de Crianças e Adolescentes Buscar apoio das esferas de governo (Federal e Estadual)

Leia mais

A AÇÃO COMUNITÁRIA NO PROJOVEM. Síntese da proposta de Ação Comunitária de seus desafios 2007

A AÇÃO COMUNITÁRIA NO PROJOVEM. Síntese da proposta de Ação Comunitária de seus desafios 2007 A AÇÃO COMUNITÁRIA NO PROJOVEM Síntese da proposta de Ação Comunitária de seus desafios 2007 A AÇÃO COMUNITÁRIA NO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO Dimensão formativa do programa voltada à educação para a cidadania

Leia mais

REGULAMENTO DA ORIENTAÇÃO ACADÊMICA DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

REGULAMENTO DA ORIENTAÇÃO ACADÊMICA DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS AVANÇADO EM JANDAIA DO SUL COLEGIADO DO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO REGULAMENTO DA ORIENTAÇÃO ACADÊMICA DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO JANDAIA

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR CENECISTA DE FARROUPILHA Mantido pela Campanha Nacional de Escolas da Comunidade

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR CENECISTA DE FARROUPILHA Mantido pela Campanha Nacional de Escolas da Comunidade MANUAL DE ESTÁGIO Curso de PEDAGOGIA S U M Á R I O 1. Apresentação... 03 2. Proposta de Estágio... 03 3. Aspectos legais... 04 4. Objetivo Geral... 04 5. Campo de Estágio... 05 6. Modalidades de Estágio...

Leia mais

PROPOSTA DE EDUCAÇÃO BILÍNGUE VOLTADA À SURDEZ NO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO

PROPOSTA DE EDUCAÇÃO BILÍNGUE VOLTADA À SURDEZ NO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO PROPOSTA DE EDUCAÇÃO BILÍNGUE VOLTADA À SURDEZ NO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO Cristiane Correia Taveira, IHA/SME-Rio Laura Jane Belém, IHA/SME-Rio Micheli Accioly, IHA/SME-Rio Miriam Frias Nascimento,

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÃO PARA OBSERVATÓRIO SÓCIO-AMBIENTAL

SISTEMA DE INFORMAÇÃO PARA OBSERVATÓRIO SÓCIO-AMBIENTAL SISTEMA DE INFORMAÇÃO PARA OBSERVATÓRIO SÓCIO-AMBIENTAL FICHA DE APRESENTAÇÃO SISTEMA INTERATIVO DE MONITORAÇÃO E PARTICIPAÇÃO PARA O APOIO À IMPLEMENTAÇÃO DA PLATAFORMA DE C O O P E R A Ç Ã O A M B I

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Grupos de trabalho: formação Objetivo: elaborar atividades e

Leia mais

UMA ANÁLISE DO FORMATO DO ESTÁGIO NAS LICENCIATURAS A DISTÂNCIA DA UFRN. Natal/RN, 05/2009.

UMA ANÁLISE DO FORMATO DO ESTÁGIO NAS LICENCIATURAS A DISTÂNCIA DA UFRN. Natal/RN, 05/2009. 1 UMA ANÁLISE DO FORMATO DO ESTÁGIO NAS LICENCIATURAS A DISTÂNCIA DA UFRN Natal/RN, 05/2009. Auta Stella de Medeiros Germano - SEDIS-UFRN - autastella@yahoo.com.br Categoria (Gerenciamento e Logística)

Leia mais

Trabalho em Equipe e Educação Permanente para o SUS: A Experiência do CDG-SUS-MT. Fátima Ticianel CDG-SUS/UFMT/ISC-NDS

Trabalho em Equipe e Educação Permanente para o SUS: A Experiência do CDG-SUS-MT. Fátima Ticianel CDG-SUS/UFMT/ISC-NDS Trabalho em Equipe e Educação Permanente para o SUS: A Experiência do CDG-SUS-MT Proposta do CDG-SUS Desenvolver pessoas e suas práticas de gestão e do cuidado em saúde. Perspectiva da ética e da integralidade

Leia mais

Área de Ciências Humanas

Área de Ciências Humanas Área de Ciências Humanas Ciências Sociais Unidade: Faculdade de Ciências Humanas e Filosofia (FCHF) www.fchf.ufg.br Em Ciências Sociais estudam-se as relações sociais entre indivíduos, grupos e instituições,

Leia mais

Rede de Responsabilidade Social Empresarial pela Sustentabilidade

Rede de Responsabilidade Social Empresarial pela Sustentabilidade Rede de Responsabilidade Social Empresarial pela Sustentabilidade Existe a compreensão evidente por parte das lideranças empresariais, agentes de mercado e outros formadores de opinião do setor privado

Leia mais

REGULAMENTO PROJETO EMPRESARIAL CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO

REGULAMENTO PROJETO EMPRESARIAL CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO Apêndice Regulamento do Projeto Empresarial REGULAMENTO PROJETO EMPRESARIAL CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO 1. APRESENTAÇÃO O Projeto Empresarial constitui um momento de aquisição, construção e aprimoramento

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM PROPRIEDADE INTELECTUAL E INOVAÇÃO

ESPECIALIZAÇÃO EM PROPRIEDADE INTELECTUAL E INOVAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM PROPRIEDADE INTELECTUAL E INOVAÇÃO CONCEPÇÃO DO CURSO O curso de Pós-graduação Lato Sensu Especialização em Propriedade Intelectual e Inovação faz parte do Programa de Capacitação dos

Leia mais

MINUTA DE LEI DA POLÍTICA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DO MUNICÍPIO DE CARIACICA

MINUTA DE LEI DA POLÍTICA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DO MUNICÍPIO DE CARIACICA MINUTA DE LEI DA POLÍTICA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DO MUNICÍPIO DE CARIACICA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º Fica instituída a Política Municipal de Educação Ambiental, seus objetivos, princípios

Leia mais

1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL Projeto Sua Escola na Feevale

1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL Projeto Sua Escola na Feevale ANEXO 04 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL Projeto Sua Escola na Feevale 1.1. Histórico da Prática Eficaz Na busca pela excelência e qualidade de ensino, a Universidade Feevale

Leia mais

Com solicitação de bolsas e/ou recursos (Em continuidade) Identificação. http://lattes.cnpq.br/2431034310174335

Com solicitação de bolsas e/ou recursos (Em continuidade) Identificação. http://lattes.cnpq.br/2431034310174335 PROEX - Projeto de Extensão Universitária Página 1 Modalidade: Trâmite Atual: Com solicitação de bolsas e/ou recursos (Em continuidade) Identificação Ano Base: 2016 Título: Reinventando espaços:a construção

Leia mais

04 Despertar a ideologia sócio-econômicaambiental na população global, Mobilização política para os desafios ambientais

04 Despertar a ideologia sócio-econômicaambiental na população global, Mobilização política para os desafios ambientais TRATADO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA SOCIEDADES SUSTENTÁVEIS E RESPONSABILIDADE GLOBAL CIRCULO DE ESTUDOS IPOG - INSTITUTO DE PÓSGRADUAÇÃO MBA AUDITORIA, PERÍCIA E GA 2011 Princípios Desafios Sugestões 01

Leia mais

PACTO NACIONAL PELO ENSINO MÉDIO

PACTO NACIONAL PELO ENSINO MÉDIO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA PACTO NACIONAL PELO ENSINO MÉDIO FORMAÇÃO DE PROFESSORES DO ENSINO MÉDIO Documento Orientador Preliminar Brasília, outubro de 2013 1 1. INTRODUÇÃO O

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

RELATÓRIOS DAS OFICINAS: CUIDANDO DO CUIDADOR: CPPT CUNIÃ. Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz

RELATÓRIOS DAS OFICINAS: CUIDANDO DO CUIDADOR: CPPT CUNIÃ. Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz 1 RELATÓRIOS DAS OFICINAS: CUIDANDO DO CUIDADOR: CPPT CUNIÃ Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz Empresa: SENSOTECH ASSESSORAMENTO E REPRESENTAÇÕES LTDA 4ª Oficina Data: 31/07/2012

Leia mais

Convênio 76541/2011 TERMO DE REFERÊNCIA Nº 0001/2013

Convênio 76541/2011 TERMO DE REFERÊNCIA Nº 0001/2013 Convênio 76541/2011 TERMO DE REFERÊNCIA Nº 0001/2013 Apresentação Dados disponibilizados pelo IBGE em 2002 estimaram a coleta de aproximadamente 125.281 toneladas de resíduos domiciliares por dia no Brasil

Leia mais

Projeto IPÊ. Curso de Formação de Jovens Jardineiros e Viveiristas

Projeto IPÊ. Curso de Formação de Jovens Jardineiros e Viveiristas APUA VÁRZEA DAS FLORES CNPJ 06068596/0001-48 Projeto IPÊ Curso de Formação de Jovens Jardineiros e Viveiristas Objetivo Geral : Capacitar jovens da região em atividades de jardinagem, paisagismo e viveiro

Leia mais

Sugestão de Planejamento da Semana Pedagógica

Sugestão de Planejamento da Semana Pedagógica GOVERNO DO ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO E CULTURA DIRETORIA REGIONAL DE ENSINO DE ARAGUAINA SETOR REGIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO E ENSINO INTEGRAL Sugestão de Planejamento da Semana

Leia mais

Reunião 3º ano Ensino Médio

Reunião 3º ano Ensino Médio Reunião 3º ano Ensino Médio ENSINO MÉDIO Aprofundamento da aprendizagem; Questionamentos sobre a vida pessoal; Apoio à escolha profissional; Autonomia para resolver problemas, buscando soluções próprias.

Leia mais

1. DADOS SOBRE A ATIVIDADE Título/Ementa (competências a serem desenvolvidas pelos estudantes; objetivos de ensino-aprendizagem)

1. DADOS SOBRE A ATIVIDADE Título/Ementa (competências a serem desenvolvidas pelos estudantes; objetivos de ensino-aprendizagem) UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA PROGRAD / PROEXT / SUPAC Atividade Curricular em Comunidade - ACC Formulário para solicitação de oferta Aprovado em 22.02.2008 1. DADOS SOBRE A ATIVIDADE Título/Ementa (competências

Leia mais

CONSELHO DE CLASSE DICIONÁRIO

CONSELHO DE CLASSE DICIONÁRIO CONSELHO DE CLASSE O Conselho de Classe é um órgão colegiado, de cunho decisório, presente no interior da organização escolar, responsável pelo processo de avaliação do desempenho pedagógico do aluno.

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 1. PRÁTICA DE GESTÃO EFICAZ - Projeto Via Turismo 1.1 Histórico da Prática Eficaz Descrever como surgiu o programa/prática e indicar a data de início das ações. O Projeto Via Turismo

Leia mais

apresentação oral sobre temas concernentes às especificidades do curso de Redes de Computadores;

apresentação oral sobre temas concernentes às especificidades do curso de Redes de Computadores; CENTRO DE ENSINO SUPERIOR FABRA MANTENEDOR DA ESCOLA DE ENSINO SUPERIOR FABRA Cred. Pela Portaria Ministerial nº 2787 de 12/12/2001 D.O.U. 17/12/2001 Rua Pouso Alegre, nº 49 Barcelona Serra/ES CEP 29166-160

Leia mais

Boletim Informativo da Coordenação do Curso de Licenciatura em Geografia do Campus Binacional - UNIFAP

Boletim Informativo da Coordenação do Curso de Licenciatura em Geografia do Campus Binacional - UNIFAP Boletim Informativo da Coordenação do Curso de Licenciatura em Geografia do Campus Binacional - UNIFAP COGEO/CAMBINACIONAL/UNIFAP A Coordenação do Curso de Licenciatura em Geografia do Campus Binacional

Leia mais

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL TARTARUGAS MARINHAS VIVENDO LIVRE NO MAR

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL TARTARUGAS MARINHAS VIVENDO LIVRE NO MAR PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL TARTARUGAS MARINHAS VIVENDO LIVRE NO MAR RESUMO O Programa de Educação Ambiental Tartarugas Vivendo Livres no Mar foi criado pelo Projeto Tamar/ICMBio Regional São Paulo

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM HISTÓRIA

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM HISTÓRIA Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás Departamento de Áreas Acadêmicas I Coordenação de Ciências Humanas

Leia mais

PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019

PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019 PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019 Candidato Gilmar Ribeiro de Mello SLOGAN: AÇÃO COLETIVA Página 1 INTRODUÇÃO Considerando as discussões realizadas com a comunidade interna

Leia mais

INSTITUTO RIO - EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS PARA APOIO NO ANO DE 2015 - UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA ZONA OESTE

INSTITUTO RIO - EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS PARA APOIO NO ANO DE 2015 - UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA ZONA OESTE INSTITUTO RIO - EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS PARA APOIO NO ANO DE 2015 - UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA ZONA OESTE INTRODUÇÃO O Instituto Rio promove pelo décimo segundo ano consecutivo sua Seleção Anual

Leia mais

Projeto de Monitoria 2010/2011

Projeto de Monitoria 2010/2011 Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP Campus Guarulhos Curso de Ciências Sociais Projeto de Monitoria 2010/2011 Ciências Sociais, Linguagens e Tecnologias: formação docente inicial e práticas de

Leia mais

Empresas Familiares aprimoramento da governança corporativa para o sucesso do negócio

Empresas Familiares aprimoramento da governança corporativa para o sucesso do negócio Empresas Familiares aprimoramento da governança corporativa para o sucesso do negócio Nome Desarrollo de Sistemas de Gobierno y Gestión en Empresas de Propiedad Familiar en el Perú Objetivo Contribuir

Leia mais

Núcleo de Comunicação e Educação Popular (NCEP)

Núcleo de Comunicação e Educação Popular (NCEP) Núcleo de Comunicação e Educação Popular (NCEP) Mostra Local de: Curitiba Categoria do projeto: I Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Universidade Federal

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 8, DE 7 DE MAIO DE 2004. (*)

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 8, DE 7 DE MAIO DE 2004. (*) CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 8, DE 7 DE MAIO DE 2004. (*) Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de graduação em Psicologia. O Presidente

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO IFPR CÂMPUS CAMPO LARGO DESDOBRAMENTO DAS DIRETRIZES E OBJETIVOS ESTRATÉGICOS PARA O CÂMPUS DOCUMENTO FINAL

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO IFPR CÂMPUS CAMPO LARGO DESDOBRAMENTO DAS DIRETRIZES E OBJETIVOS ESTRATÉGICOS PARA O CÂMPUS DOCUMENTO FINAL PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO IFPR CÂMPUS CAMPO LARGO DESDOBRAMENTO DAS DIRETRIZES E OBJETIVOS ESTRATÉGICOS PARA O CÂMPUS DOCUMENTO FINAL EIXO: ENSINO, PESQUISA, EXTENSÃO E INOVAÇÃO Objetivos Específicos

Leia mais

Programa Rede. Regulamento

Programa Rede. Regulamento Programa Rede Regulamento 2013 Regulamento do Programa Rede 2013 1. Apresentação A Vaga Lume é uma organização social de interesse público, criada em 2001, que desenvolve projetos de educação, cultura

Leia mais

CALENDÁRIO 2014 MATERIAIS COMPLEMENTARES DIA 1 DE AGOSTO DIA DO ESTUDANTE

CALENDÁRIO 2014 MATERIAIS COMPLEMENTARES DIA 1 DE AGOSTO DIA DO ESTUDANTE DIA 1 DE AGOSTO DIA DO ESTUDANTE ATIVIDADE 1: GINCANA ESTUDANTIL 1. RESUMO DA AÇÃO 1.1 Proposta Organizar uma gincana para que os estudantes de diferentes salas possam participar e competir, com provas

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTE. Curso: Licenciatura em Educação Física Projeto Pedagógico

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTE. Curso: Licenciatura em Educação Física Projeto Pedagógico UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTE Curso: Licenciatura em Educação Física Projeto Pedagógico Ingressantes em 2007 Dados: Sigla: Licenciatura em Educação Física Área: Biológicas

Leia mais

2. Disseminar o conhecimento gerado no Instituto Federal do Amazonas.

2. Disseminar o conhecimento gerado no Instituto Federal do Amazonas. Extensão ETENSÃO A implementação da politica de Extensão, no Instituto Federal do Amazonas reafirma a missão deste Instituto e seu comprometimento com o desenvolvimento local e regional promovendo a integração

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA PARA AVALIAÇÃO EXTERNA DO PROJETO EDUCANDO COM A HORTA ESCOLAR 1. Breve Histórico do Projeto de Cooperação Técnica

Leia mais

EDUCAÇÃO GRUPO POSITIVO

EDUCAÇÃO GRUPO POSITIVO EDUCAÇÃO 38 GRUPO POSITIVO Contribuição para o desenvolvimento Positivo trabalha para que sua contribuição ao ensino de O qualidade extrapole suas unidades e alcance de forma construtiva toda a sociedade.

Leia mais

REGULAMENTO DA RESPONSABILIDADE SOCIAL

REGULAMENTO DA RESPONSABILIDADE SOCIAL REGULAMENTO DA RESPONSABILIDADE SOCIAL FACULDADE METROPOLITANA DE CAMAÇARI FAMEC - 2010 SUMÁRIO CAPÍTULO I... 1 DOS OBJETIVOS GERAIS... 1 CAPÍTULO II... 1 DOS OBJETIVOS ESPECÍFICOS... 1 CAPÍTULO III...

Leia mais

FACULDADE SETE LAGOAS - FACSETE COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO / CPA RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DA CPA NO ANO DE 2013

FACULDADE SETE LAGOAS - FACSETE COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO / CPA RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DA CPA NO ANO DE 2013 FACULDADE SETE LAGOAS - FACSETE COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO / CPA RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DA CPA NO ANO DE 2013 Sete Lagoas Março de 2014 Sumário 1. DADOS DA INSTITUIÇÃO... 4 1.1. Composição da Comissão

Leia mais

Colégio Cenecista Dr. José Ferreira

Colégio Cenecista Dr. José Ferreira Colégio Cenecista Dr. José Ferreira QUADRINHOS NA CIÊNCIAS Área de Concentração: Ciências Naturais Disciplina de Concentração: Ciências Professores: Maria José Lima, Polyana Noronha e Thaianne Lopes Uberaba

Leia mais

3 a 5. 6 a 10. 11 a 14. Faixa Etária Prevista. Etapa de Ensino. Duração. Educação Infantil. anos. Ensino Fundamental: Anos Iniciais. 5 anos.

3 a 5. 6 a 10. 11 a 14. Faixa Etária Prevista. Etapa de Ensino. Duração. Educação Infantil. anos. Ensino Fundamental: Anos Iniciais. 5 anos. Etapa de Ensino Faixa Etária Prevista Duração Educação Infantil 3 a 5 anos Ensino Fundamental: Anos Iniciais 6 a 10 anos 5 anos Ensino Fundamental: Anos Finais 11 a 14 anos 4 anos EDUCAÇÃO INFANTIL EDUCAÇÃO

Leia mais

EDITAL 02/2008 - PROJETO 914BRA1109 SELECIONA

EDITAL 02/2008 - PROJETO 914BRA1109 SELECIONA Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura EDITAL 02/2008 - PROJETO 914BRA1109 SELECIONA Consultor por Produto para Projeto da Organização das Nações Unidas para a Educação, a

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA. Capítulo I DAS DISPOSIÇÕES LEGAIS

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA. Capítulo I DAS DISPOSIÇÕES LEGAIS Resolução do colegiado de Pedagogia nº 03/2014 Regulamenta Estágio supervisionado do curso de Pedagogia, fixados no Projeto Pedagógico do Curso de Pedagogia, Licenciatura, do Centro de Ensino Superior

Leia mais

Projeto de Monitoria 2011/2012 Ciências Sociais, Linguagens e Tecnologias: formação docente inicial e práticas de ensino em Ciências Sociais

Projeto de Monitoria 2011/2012 Ciências Sociais, Linguagens e Tecnologias: formação docente inicial e práticas de ensino em Ciências Sociais Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP Campus Guarulhos Curso de Ciências Sociais Projeto de Monitoria 2011/2012 Ciências Sociais, Linguagens e Tecnologias: formação docente inicial e práticas de

Leia mais

A FORMAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA: O PIBID COMO ESPAÇO DE TRABALHO COLETIVO. Palavras-chave: Licenciatura, Educação Física, Escola, Trabalho Coletivo.

A FORMAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA: O PIBID COMO ESPAÇO DE TRABALHO COLETIVO. Palavras-chave: Licenciatura, Educação Física, Escola, Trabalho Coletivo. A FORMAÇÃO EM EDUCAÇÃO FÍSICA: O PIBID COMO ESPAÇO DE TRABALHO COLETIVO Bruna de Paula,CRUVINEL(FEF); Jehnny Kellen Vargas Batista, QUEIROZ (FEF); Lorrayne Bruna de CARVALHO (FEF); Karine Danielly L. M.

Leia mais

PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL 2014-2018 PROPOSTAS DE METAS, AÇÕES E INDICADORES

PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL 2014-2018 PROPOSTAS DE METAS, AÇÕES E INDICADORES PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS PROPOSTAS DE METAS, AÇÕES E INDICADORES CAMPUS CONGONHAS DEZEMBRO - 2013 INFRA-ESTRUTURA Objetivo

Leia mais

ATORES HUMANOS NA EAD: UMA PESQUISA A PARTIR DAS METODOLOGIAS E EXPERIÊNCIAS EXITOSAS NA REDE E-TEC BRASIL

ATORES HUMANOS NA EAD: UMA PESQUISA A PARTIR DAS METODOLOGIAS E EXPERIÊNCIAS EXITOSAS NA REDE E-TEC BRASIL 1 ATORES HUMANOS NA EAD: UMA PESQUISA A PARTIR DAS METODOLOGIAS E EXPERIÊNCIAS EXITOSAS NA REDE E-TEC BRASIL Florianópolis - SC - abril/2015 Júlio César da Costa Ribas IFSC julio@ifsc.edu.br Andreza Regina

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 003 DE 18 DE SETEMBRO DE 2014.

RESOLUÇÃO Nº 003 DE 18 DE SETEMBRO DE 2014. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA MINAS GERAIS CAMPUS SABARÁ Endereço provisório: Avenida Serra Piedade, 341,

Leia mais

FORMAÇÃO CONTINUADA DOS PROFESSORES DE MATEMÁTICA DO IFAL INSTITUTO FEDERAL DE ALAGOAS: REFLETINDO SOBRE OS TEMPOS E OS ESPAÇOS

FORMAÇÃO CONTINUADA DOS PROFESSORES DE MATEMÁTICA DO IFAL INSTITUTO FEDERAL DE ALAGOAS: REFLETINDO SOBRE OS TEMPOS E OS ESPAÇOS ISSN 2316-7785 FORMAÇÃO CONTINUADA DOS PROFESSORES DE MATEMÁTICA DO IFAL INSTITUTO FEDERAL DE ALAGOAS: REFLETINDO SOBRE OS TEMPOS E OS ESPAÇOS José André Tavares de Oliveira Instituto Federal de Alagoas

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO PIBID NA FORMAÇÃO DE FUTUROS PROFESSORES Vitor José Petry Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS vitor.petry@uffs.edu.

A IMPORTÂNCIA DO PIBID NA FORMAÇÃO DE FUTUROS PROFESSORES Vitor José Petry Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS vitor.petry@uffs.edu. ISSN 2316-7785 A IMPORTÂNCIA DO PIBID NA FORMAÇÃO DE FUTUROS PROFESSORES Vitor José Petry Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS vitor.petry@uffs.edu.br Resumo O artigo é resultado da análise de

Leia mais

10ª Edição 2015 SESI EMPREENDEDORISMO SOCIAL Transforme sua ideia de hoje na prática do amanhã

10ª Edição 2015 SESI EMPREENDEDORISMO SOCIAL Transforme sua ideia de hoje na prática do amanhã 10ª Edição 2015 SESI EMPREENDEDORISMO SOCIAL Transforme sua ideia de hoje na prática do amanhã REGULAMENTO O SESI/PR torna público o regulamento para participação no Programa SESI Empreendedorismo Social

Leia mais

Portal de conteúdos Linha Direta

Portal de conteúdos Linha Direta Portal de conteúdos Linha Direta Tecnologias Educacionais PROMOVEM SÃO Ferramentas Recursos USADAS EM SALA DE AULA PARA APRENDIZADO SÃO: Facilitadoras Incentivadoras SERVEM Necessárias Pesquisa Facilitar

Leia mais

Edital de Seleção. Edital de seleção PROGRAMA DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA E PROGRAMA JOVENS PESQUISADORES para organizações da sociedade civil

Edital de Seleção. Edital de seleção PROGRAMA DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA E PROGRAMA JOVENS PESQUISADORES para organizações da sociedade civil Edital de seleção PROGRAMA DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA E PROGRAMA JOVENS PESQUISADORES para organizações da sociedade civil Início das inscrições: 22 de fevereiro de 2013 Final das inscrições: 20 de março de

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO DA REGIÃO DE SÃO CARLOS - SÃO PAULO

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO DA REGIÃO DE SÃO CARLOS - SÃO PAULO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO DA REGIÃO DE SÃO CARLOS - SÃO PAULO E.E. PROFª ALICE MADEIRA JOÃO FRANCISCO SANTA EUDÓXIA-DISTRITO DE SÃO CARLOS RUA

Leia mais

NÚCLEO NÓS PODEMOS BAHIA. Plano de Ação. Articular e integrar os segmentos da sociedade e recursos para desenvolver ações que contribuam

NÚCLEO NÓS PODEMOS BAHIA. Plano de Ação. Articular e integrar os segmentos da sociedade e recursos para desenvolver ações que contribuam NÚCLEO NÓS PODEMOS BAHIA Plano de Ação A - MISSÃO Articular e integrar os segmentos da sociedade e recursos para desenvolver ações que contribuam diretamente para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS CAMPO GRANDENSES INSTRUÇÃO NORMATIVA 002/2010 17 05 2010

FACULDADES INTEGRADAS CAMPO GRANDENSES INSTRUÇÃO NORMATIVA 002/2010 17 05 2010 O Diretor das Faculdades Integradas Campo Grandenses, no uso de suas atribuições regimentais e por decisão dos Conselhos Superior, de Ensino, Pesquisa, Pós Graduação e Extensão e de Coordenadores, em reunião

Leia mais

INTERESSE PELA COMUNIDADE SEMEAMOS ESTA IDÉIA COOPERATIVISTA!

INTERESSE PELA COMUNIDADE SEMEAMOS ESTA IDÉIA COOPERATIVISTA! INTERESSE PELA COMUNIDADE SEMEAMOS ESTA IDÉIA COOPERATIVISTA! Apresentação O Instituto Sicoob PR foi criado para cumprir o 7º princípio cooperativista Interesse pela comunidade. Com o suporte das Cooperativas

Leia mais

FACULDADE ADVENTISTA DA BAHIA REGULAMENTO DE MONITORIA DO CURSO DE PEDAGOGIA

FACULDADE ADVENTISTA DA BAHIA REGULAMENTO DE MONITORIA DO CURSO DE PEDAGOGIA FACULDADE ADVENTISTA DA BAHIA REGULAMENTO DE MONITORIA DO CURSO DE PEDAGOGIA Cachoeira, março de 2011 REGULAMENTO DE MONITORIA ACADÊMICA DO CURSO DE PEDAGOGIA Capítulo I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º

Leia mais

TRANSVERSALIDADE. 1 Educação Ambiental

TRANSVERSALIDADE. 1 Educação Ambiental TRANSVERSALIDADE Os temas transversais contribuem para formação humanística, compreensão das relações sociais, através de situações de aprendizagens que envolvem a experiência do/a estudante, temas da

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2010

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2010 RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2010 Palestras informativas Promover ações educativas para a promoção do voluntariado transformador. Mobilizar voluntários. Toda a comunidade de Curitiba e Região Metropolitana

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO

ESTÁGIO SUPERVISIONADO ESTÁGIO SUPERVISIONADO I- DA EXIGÊNCIA - Resolução CNE/CP 1/ 2002, que institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação de professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura,

Leia mais

Primeiro Segmento equivalente à alfabetização e às quatro primeiras séries do Ensino Fundamental (1ª à 4ª série).

Primeiro Segmento equivalente à alfabetização e às quatro primeiras séries do Ensino Fundamental (1ª à 4ª série). INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE A EJA 1- Você se matriculou em um CURSO DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA). Esse curso tem a equivalência do Ensino Fundamental. As pessoas que estudam na EJA procuram um curso

Leia mais

PROJETO VEM CUIDAR DE MIM

PROJETO VEM CUIDAR DE MIM PROJETO VEM CUIDAR DE MIM APRESENTAÇAO DA ENTIDADE O Asilo Dr. Carlos Romeiro, Instituição de Longa Permanência, com sede na rua dos Vicentinos, nº 33, Bairro Queluz, Conselheiro Lafaiete MG, Obra Unida

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA PROFESSORES E MONITORES

EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA PROFESSORES E MONITORES EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA PROFESSORES E MONITORES O GRUPO EDUCACIONAL ALUB Ensino Fundamental I, Ensino Fundamental II, Ensino Médio e Pré-Vestibular TORNA PÚBLICO O EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO

Leia mais

Programa Escola do Olhar. ImageMagica

Programa Escola do Olhar. ImageMagica Programa Escola do Olhar ImageMagica Programa Escola do Olhar O Programa Escola do Olhar visa implementação de Oficinas de Fotografia, artesanal ou digital, em equipamentos públicos, como escolas. Através

Leia mais

Governo do Estado do Rio de Janeiro. Governador Luiz Fernando de Souza Pezão. Vice-Governador Francisco Dornelles. Produção do Material Reforço

Governo do Estado do Rio de Janeiro. Governador Luiz Fernando de Souza Pezão. Vice-Governador Francisco Dornelles. Produção do Material Reforço Governo do Estado do Rio de Janeiro Governador Luiz Fernando de Souza Pezão Vice-Governador Francisco Dornelles Secretaria de Estado de Educação Secretário de Educação Antônio José Vieira de Paiva Neto

Leia mais

FÁBRICA DO SABER SEMINÁRIOS TÉCNICOS BOMBAS CENTRÍFUGAS: TRANSFORMAÇÃO PELA EDUCAÇÃO

FÁBRICA DO SABER SEMINÁRIOS TÉCNICOS BOMBAS CENTRÍFUGAS: TRANSFORMAÇÃO PELA EDUCAÇÃO FÁBRICA DO SABER SEMINÁRIOS TÉCNICOS BOMBAS CENTRÍFUGAS: TRANSFORMAÇÃO PELA EDUCAÇÃO Edson França Rodrigues (1) Nadja Maria Rocha N Mello Filha (2) Janine Franco Lima (3) Aline Costa Rauen (4) Flávio Henrique

Leia mais

Dra. Danielle Grynszpan Laboratório de Biologia das Interações Setor de Alfabetismo Científico danielle@ioc.fiocruz.br

Dra. Danielle Grynszpan Laboratório de Biologia das Interações Setor de Alfabetismo Científico danielle@ioc.fiocruz.br ABC na Educação Científica mão na Massa no Estado do Rio de Janeiro: a metodologia investigativa em Educação Científica e o acompanhamento avaliativo nas escolas públicas Dra. Danielle Grynszpan Laboratório

Leia mais

Padrões de Competências para o Cargo de Coordenador Pedagógico

Padrões de Competências para o Cargo de Coordenador Pedagógico Padrões de Competências para o Cargo de Coordenador Pedagógico O Coordenador Pedagógico é o profissional que, na Escola, possui o importante papel de desenvolver e articular ações pedagógicas que viabilizem

Leia mais

Proposta pedagógica e planejamento: as bases do sucesso escolar

Proposta pedagógica e planejamento: as bases do sucesso escolar Proposta pedagógica e planejamento: as bases do sucesso escolar Lucita Briza, 2005 (novaescola@atleitor.com.br) Para oferecer um ensino adequado às necessidades de seus alunos, a escola precisa saber o

Leia mais

identificação e detalhamento dos indicadores definidos para mensurar os resultados do projeto.

identificação e detalhamento dos indicadores definidos para mensurar os resultados do projeto. APRESENTAÇÃO O presente documento se refere ao Plano do Projeto de Implantação das Estratégias de Ensino - a ser executado por Instituição de Ensino Superior - IES que se inscreva para fazer parte do Projeto

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA PROVIMENTO DE VAGAS SESI EDUCAÇÃO CACOAL/RO EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES Nº 021/2014

PROCESSO SELETIVO PARA PROVIMENTO DE VAGAS SESI EDUCAÇÃO CACOAL/RO EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES Nº 021/2014 PROCESSO SELETIVO PARA PROVIMENTO DE VAGAS SESI EDUCAÇÃO CACOAL/RO EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES Nº 021/2014 O Serviço Social da Indústria SESI EDUCAÇÃO CACOAL/RO faz saber aos interessados que se,

Leia mais

Plano de gestão 2016-2019 Chapa Consolidação

Plano de gestão 2016-2019 Chapa Consolidação Plano de gestão 2016-2019 Chapa Consolidação 1. Apresentação Em novembro a comunidade do IFSC Câmpus Canoinhas elegerá seus novos dirigentes: Diretor Geral, Chefe de Departamento de Ensino, Pesquisa e

Leia mais

PROJETO SABER PARA CUIDAR DOENÇA FALCIFORME NA ESCOLA. Cristiane Miranda Rust cristiane@nupad.ufmg.br

PROJETO SABER PARA CUIDAR DOENÇA FALCIFORME NA ESCOLA. Cristiane Miranda Rust cristiane@nupad.ufmg.br PROJETO SABER PARA CUIDAR DOENÇA FALCIFORME NA ESCOLA Cristiane Miranda Rust cristiane@nupad.ufmg.br Incidência da DF: Brasil MA 1:1400 PE 1:1400 BA 1:650 RO 1:13000 GO 1:1800 MS 1:4000 SP 1:4000 MG 1:1400

Leia mais

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS HUMANAS CURSO DE SERVIÇO SOCIAL PLANO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO PARA ESTUDANTES DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS HUMANAS CURSO DE SERVIÇO SOCIAL PLANO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO PARA ESTUDANTES DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS HUMANAS CURSO DE SERVIÇO SOCIAL PLANO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO PARA ESTUDANTES DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL INTRODUÇÃO O estágio curricular obrigatório é aquele definido

Leia mais

Edenilson Fernando Catarina 1 ; Leisi Fernanda Moya 2

Edenilson Fernando Catarina 1 ; Leisi Fernanda Moya 2 A CAPACITAÇÃO DE PROFESSORES SOBRE A DANÇA, JOGOS E BRINCADEIRAS NO CONTEXTO ESCOLAR Experiência teórica e prática por meio de um projeto extensionista Edenilson Fernando Catarina 1 ; Leisi Fernanda Moya

Leia mais

COLÉGIO ESTADUAL PEDRO ARAÚJO NETO Ensino Fundamental e Médio PLANO DE TRABALHO PEDAGÓGICO

COLÉGIO ESTADUAL PEDRO ARAÚJO NETO Ensino Fundamental e Médio PLANO DE TRABALHO PEDAGÓGICO Secretaria de Estado da Educação Estado do Paraná Núcleo Regional de Educação de União da Vitória COLÉGIO ESTADUAL PEDRO ARAÚJO NETO Ensino Fundamental e Médio Rua Presidente Kennedy, 200 Fone: (42) 3552

Leia mais